Scielo RSS <![CDATA[Ambiente & Sociedade]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1414-753X20110002&lang=en vol. 14 num. 2 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Editorial</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-753X2011000200001&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<b>Governança ambiental na América Latina</b>: <b>para uma agenda de pesquisa mais integrada</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-753X2011000200002&lng=en&nrm=iso&tlng=en A América Latina exerce um papel internacional importante em relação à governança ambiental. O conhecimento gerado por estudos empíricos e teóricos sobre os desafios ambientais fundamenta os esforços renovados na região para se alcançar o uso dos recursos naturais de maneira sustentável e equitativa. Embora os vínculos entre as dimensões social e ambiental tenham sido pauta do meio acadêmico desde a década de 1990, novas tendências na governança ambiental na América Latina merecem uma abordagem analítica mais abrangente. Este artigo explora alguns tópicos de trabalhos emergentes e faz uma breve reflexão dos elementos relevantes e 'multidimensionais' para uma análise integrativa. Os autores argumentam que, para se aperfeiçoar as 'Perspectivas Latino Americanas' para resolver dilemas sócio-ambientais, várias correntes interpretativas devem ser conectadas em arcabouços conceituais integrativos que possam melhor abordar questões complexas relativas a interações do estado, sociedade civil e setor privado em múltiplas escalas. Um consórcio de dez instituições europeias e latino americanas contribui para o desenvolvimento de tais programas através de projetos de Governança Ambiental na América Latina e no Caribe: Desenvolvendo Programas para Uso Sustentável e Equitativo de Recursos Naturais (ENGOV).<hr/>Latin America plays an important international role with regard to environmental governance. Knowledge generated by empirical and theoretical studies on environmental challenges can support the renewed efforts in the region to achieve equitable and sustainable natural resource use. Although linkages between social and environmental dimensions have been academically explored in the last decades, new trends in environmental governance in Latin America deserve a comprehensive analytical approach. This article presents emerging research topics and provides a brief overview of relevant elements and 'crossovers' for an integrative analysis. The authors argue that in order to enhance 'Latin American perspectives' to solving socio-environmental dilemmas, several research streams need to be brought together in integrative frameworks that can address complex questions related to interactions between state, civil society and market actors on multiple scales. A consortium of ten Latin American and European institutions aims to contribute to the development of such frameworks through the project Environmental Governance in Latin America and the Caribbean: Developing Frameworks for Sustainable and Equitable Natural Resource Use (ENGOV). <![CDATA[<b>Pesca artesanal entre crise econômica e problemas socioambientais</b>: <b>estudo de caso nos municípios de Garopaba e Imbituba (SC)</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-753X2011000200003&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objetivo deste trabalho é analisar a diversificação das estratégias de reprodução social das famílias pescadoras artesanais no litoral Centro-Sul Catarinense. O estudo de caso revelou que os problemas ambientais e de gestão dos recursos pesqueiros impactam negativamente a produção e a renda auferida pelas famílias pescadoras artesanais, forçando o recurso à pluriatividade ou mesmo o abandono da pesca.<hr/>This paper aims at analyzing the diversification of strategies of social reproduction of small-scale fishing families in the central southern coast of Santa Catarina State. This case study has showed that environmental problems and management failure of fish stock have negatively impacted the production and income of small-scale fishers, forcing them to embrace pluriactivity to survive or even to abandon fishery. <![CDATA[<b>A missão "ecocivilizatória" e as novas moralidades ecológicas</b>: <b>a educação ambiental entre a norma e a antinormatividade</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-753X2011000200004&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este ensaio trata da aparente tensão entre os padrões da normatividade e da antinormatividade implicados nas expectativas da educação ambiental (EA). Discutimos os sentidos que vêm se produzindo sobre e desde a prática da EA e que envolvem a socialização para uma cidadania ambiental, imbuída de um caráter normatizador e, ao mesmo tempo, de uma ideologia emancipatória. Optamos por uma via interpretativa, em que a educação ambiental se constitui no registro das “novas moralidades ecológicas”.<hr/>This essay deals with the apparent tension between the normative standards and expectations of anti-normativity standards involved in environmental education (EE). We discuss the meanings that are being produced on and from the practice of EA and involve the socialization of an environmental citizenship, imbued with a normative character and, at the same time, an emancipatory ideology. We opted for an interpretative route, where environmental education constitutes itself as one of the “new ecological moralities.” <![CDATA[<b>Lazer e área protegida</b>: <b>conflitos na busca de "emoções agradáveis"</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-753X2011000200005&lng=en&nrm=iso&tlng=en O aumento da criação de áreas protegidas no mundo nos últimos vinte anose a complexidade que as cerca geraram um novo campo de estudos nas ciências humanas e sociais. Este estudo aborda o tema áreas protegidas e lazer. O recorte empírico é uma unidade de conservação biológica e populações que vivem e frequentam o seu entorno. A problemática constituída é que a categorização da área protegida põe em disputa, por um conjunto de atores, valores e práticas acerca da conservação. Nessa disputa, o lazer é uma tensa e (im)possível mediação para as relações entre sociedade e natureza. A partir de observações, entrevistas, fotografias, questionários com representantes de entidades não-governamentais, moradores locais, representantes de empreendimentos de turismo e poder público, procuro apreender a dinâmica de relações sociais constituídas nos processos sociais de preservação da natureza e a particularidade do lazer como uma prática e um valor nas interações entre diferentes atores sociais.<hr/>The increase of creation of protected areas in the world in the last 20 years and the complexities which surround them have resulted in a new field of studies under human and social sciences. This paper approaches the issue of leisure and protected areas with an empirical focus on a biological conservation unit and the populations who live and stay around it. The claim is that the categorization of the protected area disputes, by a group of actors, values and practices on conservation. In such dispute, leisure is a tense and (im)possible mediation for the relations between society and nature. From observations, interviews, photographs and questionnaires with non-governmental organizations , local residents, representatives of tourism enterprises and public powers, we intend to discuss the dynamics of the social relations constituted in the social processes of nature preservation and the particularity of leisure as a practice and a value in the interactions among different social actors and also the issue of the preservation of protected area. <![CDATA[<b>Whose environment?</b>: <b>the end of nature, climate change and the process of post-politicization</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-753X2011000200006&lng=en&nrm=iso&tlng=en The paper explores how the elevation of the environmental question, in particular the problem of climate change, to a global and consensually established public concern is both a marker of and constituent force in the production of de-politicization. The paper has four parts. First, I problematize the question of Nature and the environment. Second, the case of climate change policy is presented as cause célèbre of de-politicization. The third part relates this argument to the views of political theorists who argue that the political constitution of western democracies is increasingly marked by the consolidation of post-political and post-democratic arrangements. Fourth, I discuss the climate change consensus in light of the post-political thesis. I conclude that the matter of the environment and climate change in particular, needs to be displaced onto the terrain of the properly political.<hr/>Este artigo explora como a eminência da questão ambiental, particularmente da problemática das mudanças climáticas, para uma preocupação pública global e consensualmente vigente é ao mesmo tempo um marco e uma força constituinte na produção da despolitização. Este artigo tem quatro partes. Primeiro, eu problematizo a questão da natureza e do meio ambiente. Segundo, o caso das políticas de mudanças climáticas é apresentado como cause célèbre da despolitização. A terceira parte relaciona este argumento com as visões de teóricos políticos que argumentam que a constituição política das democracias ocidentais é, cada vez mais, marcada pela consolidação de arranjos pós-politicos e pós-democráticos. Na quarta parte eu discuto o consenso das mudanças climáticas à luz da tese pós-política. Eu concluo que a questão do meio ambiente e, particularmente, das mudanças climáticas precisam ser deslocadas para o terreno do propriamente político. <![CDATA[<b>O mito do consenso</b>: <b>uma perspectiva comparativa sobre governança tecnológica</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-753X2011000200007&lng=en&nrm=iso&tlng=en Há um crescente consenso na literatura de Estudos Sociais da Ciência e da Tecnologia a respeito da importância e da necessidade de participação pública na governança de tecnologias emergentes e controversas. Neste artigo, argumentamos que a participação pública deve ser contextualizada, tendo em consideração questões críticas de epistemologias políticas nacionais e entendendo novas relações entre o global e o local na trajetória das inovações. Assim, procuramos contribuir com a literatura em expansão sobre estudos críticos do engajamento público, focando em dois exemplos empíricos do contexto brasileiro: nos organismos geneticamente modificados e na nanotecnologia.<hr/>A consensus exists in the science and technology studies literature concerning the importance and need for public participation in the governance of emerging and controversial technologies. Our argument is that public participation needs to be situated more sociologically by taking into account critical questions of national political epistemologies, and by understanding new relations between the global and the local in innovation trajectories. We aim to contribute to a growing literature on critical public engagement studies through bringing two empirical examples from the Brazilian context into focus: on genetically modified organisms and nanotechnology. <![CDATA[<b>The politics of vulnerability and resilience</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-753X2011000200008&lng=en&nrm=iso&tlng=en Much conceptual confusion exists over the concepts of vulnerability and (social) resilience, reinforced by the different paradigms (the article identifies four) and disciplinary traditions underlying their use. While since the 1980s the social construction of "vulnerability" as a driver for disaster received considerable attention, in recent years we have seen increased attention to people's capacities and resilience. The currently popular "complexity" approach to risk moreover appears to offer ways of breaking through entrenched vulnerabilities. Resilience however is also a political project which, we argue, also has its dark, conservative overtones and overlooks structural sources of vulnerability that continue to affect hazard-prone actors. We may therefore need to conceive resilience as the potential for social transformation after disaster.<hr/>Existe muita confusão conceitual em torno dos conceitos de vulnerabilidade e resiliência (social), reforçada pela diferença de paradigmas (este artigo identifica quarto) e tradições disciplinares subjacentes à sua utilização. Enquanto desde os anos 80 a construção social de "vulnerabilidade" como condutor para desastres recebeu atenção considerável, nos últimos anos temos visto maior atenção às capacidades e resiliência das pessoas. Atualmente popular, a abordagem da "complexidade" do risco, além disso, parece oferecer maneiras transformadoras através das vulnerabilidades enraizadas. No entanto, defendemos que a resiliência é um projeto político que também tem seus sombrios sobretons conservadores e omite fontes estruturais de vulnerabilidade que continuam a afetar os atores propensos ao risco. Podemos, portanto, precisar conceber a resiliência como potencial para transformação social depois de desastres. <![CDATA[<b>Compromisso socioambiental e vulnerabilidade</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-753X2011000200009&lng=en&nrm=iso&tlng=en Neste estudo, analisamos formas de compromisso socioambiental adotadas por moradores que vivem em situação de vulnerabilidade. Numa localidade com problemas sociais e ambientais, constatamos três tipos de compromisso socioambiental, nomeados respectivamente de "passividade ativa"; "passividade suportiva" e "passividade cerceada". Esse conjunto expressa o ethos presente nessa população, fruto das experiências individuais e coletivas vividas.<hr/>This study deals with the way people from an urban locality with many social and environmental problems manifest their commitments towards the environment. The results showed three types of commitment named here as "active passivity"; "withstand passivity" and "controlled passivity", that express the ethos present in this population, which emerged from their individual and collective experiences. <![CDATA[<b>A ideia de risco nos estudos sobre a problemática da água no Brasil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-753X2011000200010&lng=en&nrm=iso&tlng=en O artigo examina significados e funções da ideia de risco nos estudos realizados na última década no Brasil sobre a problemática da gestão da água, a partir de uma amostra de artigos publicados em periódicos científicos. Constata-se o caráter difuso, polissêmico e escassamente formalizado da noção de risco na maior parte dos textos examinados, bem como o predomínio de perspectivas epistemológicas objetivistas que não abordam dimensões sócio-políticas e culturais da gestão dos recursos hídricos.<hr/>This article analyzes the meanings and functions of the idea of risk among works produced in the last decade in Brazil concerning the problematic of the management of water. The analysis was done taking into account a sample of scientific papers. Following this methodology, we found out the diffusiveness, polysemic and hardly formalized character of the risk notion in the majority of the analyzed texts, and the predominance of epistemological objectivist perspectives which not approach the sociopolitical and cultural dimensions in the management of hydric sources. <![CDATA[<b>Agro-industria cañera y uso del agua</b>: <b>análisis crítico en el contexto de la política de agrocombustibles en Colombia</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-753X2011000200011&lng=en&nrm=iso&tlng=en This work shows the relationship amongst economic policies that have promoted the sugar cane sector and its impact on the water resources supply and assimilatory functions in Colombia, with emphasis on the Valle del Cauca. Furthermore, it examines the land support capacity in the Cauca river valley related to the future dynamics of sugar cane crops as a result of the new policies supporting biofuels production.<hr/>Este artículo muestra la relación entre las políticas económicas que han promovido al sector cañicultor y su impacto sobre el uso del agua en Colombia, haciendo énfasis en el Valle del Cauca, tanto en su función abastecedora como en la asimiladora. Además, examina la capacidad de soporte del territorio en el valle del río Cauca, asociado a la dinámica futura del cultivo de caña como resultado de las nuevas políticas de apoyo a los agrocombustibles. <![CDATA[<b>Meu coração não mudou</b>: <b>desenvolvimento sustentável, pragmatismo e estratégia em contexto amazônico tradicional</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-753X2011000200012&lng=en&nrm=iso&tlng=en O artigo explora as consequências da instalação de projetos de desenvolvimento sustentável em três comunidades tradicionais da Amazônia, buscando não somente fazer um balanço dos impactos objetivos, mas também as relações que se estabelecem entre essas comunidades e as entidades que promovem os projetos. Evidenciamos a existência da um mal-entendido criativo entre essas duas partes em torno do papel dos projetos e da posição da outra parte.<hr/>This paper explores the consequences of the implementation of sustainable development projects in three different traditional communities of the Brazilian Amazon region. We try to make a balance the impacts on the economical, social or environmental point of view, but also to understand the relationships between the communities and the institutions promoting the projects. We show that there is some creative misunderstanding between the two parts about their respective expectations and positions.<hr/>Ce travail propose une analyse des conséquences de la mise en place de projets de développement durable dans trois communautés traditionnelles d'Amazonie brésilienne. Nous étudions les impacts sur les plans économique, social et, environnemental, mais aussi les relations qui se nouent entre les communautés et les institutions promouvant les projets. Nous montrons qu'il y a un malentendu créatif entre les deux parties, chacune se méprenant sur les attentes et sur la position de l'autre.