Scielo RSS <![CDATA[Revista de Nutrição]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1415-527320140005&lang=pt vol. 27 num. 5 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Aspectos conceituais e metodológicos em pesquisas clínicas e epidemiológicas: contribuições para o campo científico de Alimentação e Nutrição no Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-52732014000500509&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Evolução do excesso de peso e fatores associados em mulheres de 10 a 49 anos em Pernambuco, Nordeste, Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-52732014000500513&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Este estudo tem como objetivo verificar a evolução do excesso do peso e fatores a ele associados, em mulheres de 10 a 49 anos, no Estado de Pernambuco, em pesquisas realizadas em 1997 e em 2006. MÉTODOS: Trata-se de estudo transversal, de base populacional, com amostra probabilística representativa dos meios urbano e rural de Pernambuco, abrangendo 1 . 105 mulheres em 1997, e 1 . 464 em 2006. Para mulheres entre 10 e 19 anos, foi utilizada a relação índice de massa corporal/idade, observados os seguintes parâmetros: déficit de peso: valores abaixo de -2 escores-Z; peso adequado: entre -2 e &lt;1 escores-Z; sobrepeso: &gt;1 e &lt;2 escores-Z; obesidade: &gt;2 escore-Z. Para mulheres com idade superior a 19 anos, consideraram-se os seguintes valores: déficit de peso: índice de massa corporal &lt;18,5; normal: índice de massa corporal &gt;18,5 e &lt;24,9; sobrepeso: índice de massa corporal &gt;25,0 e &lt;29,9; obesidade: índice de massa corporal &gt;30 kg/m2. A análise de regressão de Poisson foi utilizada para avaliar a associação entre o excesso de peso e as variáveis explanatórias. RESULTADOS: Em relação ao estado nutricional no período compreendido entre 1997 e 2006, houve um aumento significativo no sobrepeso e obesidade, com estabilização na prevalência de déficit de peso. O excesso de peso aumentou de 32,8% em 1997 para 41,7% em 2006, representando um incremento de 27,1%. As mulheres da Região Metropolitana do Recife, do Interior Urbano e Rural apresentaram um aumento de excesso de peso de 40,2%, 6,8% e 45,2%, respectivamente. Na avaliação dos fatores associados a esse agravo, em 2006, permaneceram significantes, após ajuste, baixa escolaridade (quatro ou menos anos de estudo), a posse de três ou mais bens de uso doméstico, idade e maior número de gestações, em contraste com o estudo de 1997, que apontava sobrepeso associado à idade e ao maior número de gestações. CONCLUSÃO: O excesso de peso em mulheres em idade fértil, no Estado de Pernambuco, aumentou significativamente, observando-se menor ritmo no Interior Urbano. Evidencia-se nas categorias de condições socioeconômicas e microambientais mais favoráveis uma clara desaceleração no incremento temporal do excesso ponderal. <hr/> OBJECTIVE: To verify changes in overweight and associated factors in women aged 10 to 49 years from the state of Pernambuco in 1997 and 2006. METHODS: This population-based cross-sectional study used a probabilistic sample of women representative of the urban and rural areas of Pernambuco: 1,105 in 1997 and 1,464 in 2006. Body mass index-for-age was used for women aged 10 to 19 years; women with Z-score &lt;-2 were considered underweight; women with -2 &lt; Z-score &lt;1 were considered normal weight; women with 1&lt;Z-score &lt;2 were considered overweight; and women with Z-score &lt; 2 were considered obese. Women aged more than 19 years were considered underweight when body mass index &lt;18.5; normal weight when 18.5 &lt; body mass index &lt;24.9; overweight when 25.0 &lt; body mass index &lt;29.9; and obese when body mass index &gt;30 kg/m2. Poisson regression assessed the association between excess weight and the explanatory variables. RESULTS: In Pernambuco overweight and obesity rates increased significantly, and underweight rate remained stable between 1997 and 2006. Overweight increased from 32.8% in 1997 to 41.7% in 2006, an increase of 27.1%. Women from the metropolitan region of Recife, and urban and rural areas of the state presented an increase in overweight of 40.2%, 6.8%, and 45.2%, respectively. The overweight-related factors that remained significant in 2006 after adjustment were: having three or more home appliances, low education level (four or fewer years of formal education), more pregnancies, and higher age, in contrast to the 1997 study where overweight was associated with having had more pregnancies and having higher age. CONCLUSION: Excess body weight in women of childbearing age in the state of Pernambuco, increased significantly, with the lowest decreased seen in urban areas outside the state capital. In the categories of more favorable socioeconomic and microenvironment conditions, the increment of excess weight clearly slows down. <![CDATA[Ações educativas sobre alimentação orgânica desenvolvidas por nutricionistas em escolas municipais brasileiras]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-52732014000500525&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJECTIVE: This study describes educational actions concerning organic foods conducted in Brazilian public schools and investigates how these actions are associated with the weekly workload and duration of employment of the dietician responsible for school meals. METHODS: In 2012 this cross-sectional, census-type study used an electronic questionnaire to collect data from dieticians or others responsible for school meals in all 5,565 Brazilian municipalities. The software Stata 11.0 was used for the statistical analyses. RESULTS: Although all Brazilian municipalities were contacted, 93.1% (n=5,184) replied. Of these, 94.2% had dieticians in charge of the school meals. Organic food-related educational actions were provided in the schools of 37.9% of the municipalities. The main actions were school gardening (67.1%) and development of educational material (50.7%). Having a dietician responsible for school meals was not associated with the existence of educational actions at school (p=0.372). However, municipalities with dieticians in charge of school meals for at least twelve months were 22.0% and 20.0%, respectively, more likely to provide educational actions at school and include the subject 'organic foods' in the municipal school curriculum (p&lt;0.05 for both). Dieticians' weekly work hours was directly related to the performance of school gardening-related activities (p=0.016). CONCLUSION: The percentage of Brazilian municipalities that provide organic food-related educational actions at school is low. Additionally, the availability of such actions relates to the dietician's duration of employment and weekly work hours. <hr/> OBJETIVO: O estudo descreve ações educativas de alimentação orgânica, realizadas nas escolas municipais brasileiras, e investiga sua associação com o tempo de serviço do nutricionista responsável técnico e com a carga horária semanal por ele exercida. MÉTODOS: Trata-se de estudo transversal do tipo censo que, em 2012, entrevistou, mediante questionário eletrônico, o nutricionista responsável técnico ou outro responsável pela alimentação escolar em todos os 5 . 565 municípios brasileiros. O software Stata 11.0 foi usado nas análises. RESULTADOS: Foram contatados todos os municípios brasileiros, dos quais 93,1% responderam (n=5 . 184). Muito embora 94,2% dos respondentes tenham afirmado possuir nutricionista responsável técnico, em apenas 37,9% dos municípios foram realizadas ações educativas de alimentação orgânica nas escolas, com predomínio de horta escolar (67,1%) e confecção de materiais educativos (50,7%). Não se observou associação entre a presença de nutricionista responsável técnico e a realização de ações educativas (p=0,372). Porém, a realização de ações educativas e a inserção do tema alimentação orgânica no Projeto Pedagógico do município foram, res-pectivamente, 22,0% e 20,0% maiores nos municípios em que o nutricionista responsável técnico trabalhava há pelo menos 12 meses, em relação àqueles em que esse profissional estava no cargo há menos tempo (p&lt;0,05 em ambos). Observou-se também uma relação direta entre a carga horária semanal de trabalho do nutricionista responsável técnico e a realização de atividades de horta escolar (p=0,016). CONCLUSÃO: O percentual de municípios brasileiros em que são realizadas atividades educativas sobre alimentação orgânica nas escolas, é baixo estando esta atividade relacionada com o tempo de contratação e a carga horária de trabalho dos nutricionistas responsáveis técnicos. <![CDATA[Concentrações de hemoglobina e fatores associados em adolescentes de Recife]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-52732014000500537&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJECTIVE: To estimate the prevalence of anemia and associated factors in adolescents from the city of Recife in Pernambuco state. METHODS: This is a cross-sectional study, involving a random sample of 256 adolescents of both genders, aged 13 to 18, whose hemoglobin concentrations were evaluated, along with their nutritional status and socioeconomic and demographic characteristics. RESULTS: The prevalence of inadequate hemoglobin concentrations was 10.2% [CI95%=6.7-14.5], reaching levels considered as mild anemia (9 g/dL &lt;hemoglobin &lt;12 g/dL). Female students had lower mean hemoglobin concentrations in all age groups (p&lt;0.001). No association was observed between hemoglobin concentrations and nutritional status (p&gt;0.05), nor with socioeconomic or demographic characteristics (p&gt;0.05). CONCLUSION: Although the prevalence of anemia was low and classified as a mild health problem, preventive nutrition education involving the dissemination of healthy eating habits in schools and encouraging the consumption of iron-rich foods are strongly recommended. <hr/> OBJETIVO: Estimar a prevalência de anemia e fatores associados em adolescentes do Recife, Pernambuco. MÉTODOS: Estudo de corte transversal, envolvendo uma amostra aleatória de 256 adolescentes, de 13 a 18 anos, de ambos os sexos. Foram avaliadas as concentrações de hemoglobina, o estado nutricional e as características socioeconômicas e demográficas. RESULTADOS: A prevalência de concentrações inadequadas de hemoglobina foi de 10,2% [IC95%=6,7-14,5], situando-se em patamares que configuram a anemia do tipo leve (9 g/dL &lt;hemoglobina &lt;12 g/dL). Escolares do sexo feminino apresentaram médias de concentrações de hemoglobina menores em todas as faixas etárias (p&lt;0,001). Não foi observada associação entre concentrações de hemoglobina, estado nutricional (p&gt;0,05) e características socioeconômicas e demográficas (p&gt;0,05). CONCLUSÃO: Embora a prevalência de anemia tenha sido discreta e classificada em grau leve, recomenda-se a adoção de medidas preventivas de educação nutricional, com a difusão da alimentação saudável nas escolas e o incentivo ao consumo de alimentos que sejam fonte de ferro. <![CDATA[Hematologia e bioquímica plasmática em ratos alimentados com dietas enriquecidas com peixes gordurosos da bacia Amazônica]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-52732014000500547&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJECTIVE: Rats fed diets enriched with fatty fish from the Amazon region had Hematology and plasma biochemistry analyzed. METHODS: Forty Wistar rats were divided into four groups: control group fed a standard diet; mapará group fed a diet enriched with Hypophthalmus edentatus; matrinxã group fed a diet enriched with Brycon spp.; and tambaqui group fed a diet enriched with Colossoma macropomum. After thirty days the rats had an red blood count and plasma biochemistry. RESULTS: Hematocrit and hemoglobin levels were higher in rats fed tambaqui and matrinxã than in those fed the standard diet of mapará. However, mapará increased cholesterol, especially low-density lipoprotein cholesterol and high-density lipoprotein cholesterol. All fish-enriched diets reduced triacylglycerols. CONCLUSION: Diets enriched with fatty fish from the Amazon region reduce triacylglycerol and increase high-density lipoprotein cholesterol, especially the diet enriched with tambaqui. Tambaqui and matrinxã affected hematocrit and hemoglobin levels, but not mapará. Further research is needed to determine the benefits of diets enriched with fatty fish from the Amazon region. <hr/> OBJETIVO: A hematologia e bioquímica plasmática foram avaliadas em ratos submetidos a dietas enriquecidas com peixes gordurosos da região amazônica. MÉTODOS: Ratos machos da linhagem Wistar foram divididos em quatro grupos: grupo-controle (dieta-padrão); grupo mapará (dietas enriquecidas com Hypophthtalmus edentatus); grupo matrinxã (dietas enriquecidas com Brycon spp.); grupo tambaqui (dietas enriquecidas com Colossoma macropomum). Os parâmetros hematológicos e as variáveis bioquímicas plasmáticas foram analisadas nos animais após 30 dias de experimentação. RESULTADOS: Animais alimentados com dietas enriquecidas com tambaqui e matrinxã apresentaram valores de hematócrito e concentração de hemoglobina mais elevados que aqueles alimentados com dieta padrão. Não foram observadas alterações nas variáveis hematológicas em ratos alimentados com dietas enriquecidas com mapará. Porém, os ratos desse grupo apresentaram elevados teores de colesterol total plasmáticos, principalmente de colesterol da lipoproteína de baixa densidade e colesterol da lipoproteína de alta densidade. Todos os tratamentos com dietas enriquecidas reduziram os níveis de triacilgliceróis plasmáticos. CONCLUSÃO: Dietas enriquecidas com carne de peixes amazônicos gordurosos reduzem os teores de triacilgliceróis plasmáticos e aumentam os níveis de colesterol da lipoproteína de alta densidade, especialmente nos ratos do grupo tambaqui. Com exceção do grupo mapará, ratos alimentados com dietas enriquecidas com outras dietas enri-quecidas com peixes apresentaram alterações hematológicas. Porém, fazem-se necessário mais estudos para se estabelecerem os benefícios das dietas enriquecidas com peixes gordurosos da Bacia Amazônica. <![CDATA[Efeitos tardios da desnutrição neonatal na resposta microbicida, produção de citocinas e viabilidade de macrófagos na infecção por Staphylococcus aureus sensível/resistente a meticilina]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-52732014000500557&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJECTIVE: To assess microbicide function and macrophage viability after in vitro cellular infection by methicillin-sensitive/resistant Staphylococcus aureus in nourished rats and rats subjected to neonatal malnutrition. METHODS: Male Wistar rats (n=40) were divided in two groups: Nourished (rats suckled by dams consuming a 17% casein diet) and Malnourished (rats suckled by dams consuming an 8% casein diet). Macrophages were recovered after tracheotomy, by bronchoalveolar lavage. After mononuclear cell isolation, four systems were established: negative control composed exclusively of phagocytes; positive control composed of macrophages plus lipopolysaccharide; and two testing systems, macrophages plus methicillin-sensitive Staphylococcus aureus and macrophages plus methicillin-resistant Staphylococcus aureus. The plates were incubated in a humid atmosphere at 37 degrees Celsius containing 5% CO2 for 24 hours. After this period tests the microbicidal response, cytokine production, and cell viability were analyzed. The statistical analysis consisted of analysis of variance (p&lt;0.05). RESULTS: Malnutrition reduced weight gain, rate of phagocytosis, production of superoxide anion and nitric oxide, and macrophage viability. Production of nitrite and interleukin 18, and viability of macrophages infected with methicillin-resistant Staphylococcus aureus were lower. CONCLUSION: The neonatal malnutrition model compromised phagocyte function and reduced microbicidal response and cell viability. Interaction between malnutrition and the methicillin-resistant strain decreased the production of inflammatory mediators by effector cells of the immune response, which may compromise the immune system's defense ability. <hr/> OBJETIVO: Avaliar a função microbicida e a viabilidade de macrófagos, após infecção celular in vitro, com Staphylococcus aureus sensível/resistente a meticilina, em ratos nutridos ou submetidos a desnutrição neonatal. MÉTODOS: Ratos machos Wistar (n=40) foram divididos em dois grupos distintos: Nutrido (ratos amamentados por mães submetidas a dieta com 17% de caseína) e Desnutrido (ratos amamentados por mães submetidas a dieta com 8% de caseína). Os macrófagos foram recuperados após procedimento cirúrgico de traqueostomia, através da coleta do lavado broncoalveolar. Após o isolamento dos mononucleares, foram estabelecidos quatro sistemas: controle negativo, composto apenas pelos fagócitos; controle positivo, macrófagos mais lipopolissacarídeo; e dois sistemas teste, macrófagos mais Staphylococcus aureus sensível e resistente a meticilina. As placas foram incubadas por 24 horas, à temperatura de 37ºC, com atmosfera úmida e 5% de dióxido de carbono. Transcorrido esse período, foram realizados ensaios para análise da resposta microbicida, produção de citocinas e viabilidade celular. Na análise estatística, utilizou-se analysis of variance, admitindo-se p&lt;0,05. RESULTADOS: A desnutrição acarretou redução do crescimento ponderal dos animais, da taxa de fagocitose, da produção de óxido nítrico, do ânion superóxido e da viabilidade de macrófagos. Houve menor produção de nitrito, de interleucina 18 e da viabilidade dos macrófagos infectados com Staphylococcus aureus meticilina-resistente. CONCLUSÃO: O modelo de desnutrição neonatal adotado comprometeu a função dos fagócitos, com redução da resposta microbicida e da viabilidade celular. A interação de desnutrição com cepa resistente induziu baixa produção de mediadores inflamatórios por células efetoras da resposta imunológica, o que poderá resultar em compro-metimento da defesa. <![CDATA[Métodos de análise da composição corporal em adultos obesos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-52732014000500569&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Os métodos de avaliação da composição corporal em obesos têm sido amplamente discutidos, uma vez que nesses indivíduos a avaliação é dificultada devido às limitações dos equipamentos e características dos métodos utilizados. Esta sessão temática tem o objetivo de esclarecer as características, vantagens e limitações dos métodos de avaliação da composição corporal em adultos obesos. A quantificação de gordura corporal e mas-sa livre de gordura, assim como a avaliação da perda de massa muscular e de massa óssea em obesos são temas de grande interesse científico, uma vez que são utilizados para diagnosticar a obesidade osteosarcopênica. A avaliação da composição corporal de obesos pelo modelo de múltiplos compartimentos é padrão-ouro na prática científica. Por outro lado, o método de absorciometria radiológica de feixe duplo é considerado o padrão de referência em pesquisas e na prática clínica. Estudos indicam que a ressonância magnética e a tomografia computadorizada, em alguns casos, são fortemente correlacionadas com a absorciometria radiológica de feixe duplo. Os demais métodos apresentam limitações em avaliar a composição corporal, bem como suas modificações durante a redução ponderal em indivíduos obesos.<hr/>The analysis of body composition in obese individuals has been intensively discussed due to the methodological limitations of most measurement methods. The aim of this thematic section was to clarify the characteristics, advantages, and limitations of methods of body composition evaluation in obese adults. In addition to the measurement of body fat and fat-free mass, evaluation of specific patterns of body composition change, such as loss of both muscle and bone mass in obese individuals, is also of special scientific interest because they are used for the diagnosis and prognosis of osteosarcopenic obesity. Although the use of multi-compartment models are gold-standard for the assessment of body composition, dual-energy X-ray absorptiometry may be used as a method of reference in scientific research and clinical practice. Studies indicate that magnetic resonance and computed tomography are, in some instances, strongly correlated with dual-energy X-ray absorptiometry. Other techniques present with limitations in assessing the body composition of obese individuals, especially when evaluating weight loss changes. <![CDATA[Bases metodológicas para estudos de custos da doença no Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-52732014000500585&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo teve como objetivo propor recomendações para a realização de estudos de custo da doença no sistema de saúde brasileiro. Realizou-se uma revisão da literatura sobre aspectos relacionados ao método de custo da doença e aplicou-se ao caso brasileiro. Os resultados estão divididos em dois blocos. O primeiro refere--se aos conceitos inerentes aos estudos de custo da doença, tais como tipos de custos, perspectiva da análise, apresentação dos valores monetários e fontes de informação. O segundo diz respeito a recomendações para aplicar o método de custo da doença ao contexto brasileiro. Foram propostas sete etapas para a elaboração de um estudo de custo da doença: 1) selecionar a doença e elaborar a pergunta a ser respondida; 2) definir a perspectiva, a abordagem e os tipos de custo a serem analisados; 3) obter os riscos de incidência das comorbidades que poderiam ser parcialmente evitadas caso a doença investigada não existisse; 4) calcular o risco atribuível à doença investigada nas suas comorbidades; 5) levantar os custos de cada patologia associada; 6) calcular o custo da doença final; e 7) analisar os resultados. É viável adotar o método de custos da doença no Brasil, pois as informações não só estão disponíveis, como também são de acesso público. Apesar de algumas limitações, os estudos sobre o custo da doença são muito úteis para o planejamento em saúde, pois permitem estimar o custo global de uma dada patologia no País.<hr/>To propose recommendations on how to conduct cost-of-illness studies in the Brazilian public health system. A literature review was conducted on issues related to the cost-of-illness methodology and its use in the Brazilian case. The results are divided into two blocks. The first refers to the concepts inherent to cost-of-illness studies, such as types of costs, perspective of analysis, presentation of prices, and the sources of information. The second regards recommendations for applying the method of cost of illness to the Brazilian context. Seven steps to prepare a cost study of the disease are proposed: 1) select the disease and word the question to be answered; 2) define the perspective, approach, and types of costs to be analyzed; 3) obtain the risk of incidence of comorbidities that could be partially avoided if the investigated disease did not exist; 4) calculate the risk attributable to the disease under investigation in its comorbidities; 5) obtain costs of each associated pathology; 6) calculate the final cost of illness; and 7) analyze the results. It is feasible to adopt the method of cost of the disease in Brazil, because the information is available and accessible to the public. Despite some limitations, the studies on the cost of the disease are very useful for health planning, since they allow estimation of the overall cost of a given disease in the country. <![CDATA[Aspectos metodológicos na construção de projetos de pesquisa em Nutrição Clínica]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-52732014000500597&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O objetivo deste texto é fomentar a reflexão e a crítica no processo de elaboração de projetos de pesquisa em nutrição clínica. São apresentados aspectos relativos a evidências, validade e confiabilidade dos resultados dos estudos nesse campo. É imprescindível que ocorra adequado planejamento da pesquisa, desde a definição do delineamento e do tipo do experimento, passando pelos aspectos éticos, escolha da população e cálculo do tamanho amostral até a avaliação da factibilidade dos riscos envolvidos na sua condução. Após a coleta das informações, as etapas seguintes correspondem à descrição dos resultados, análise estatística, verificação da consistência desses resultados e, ao final, sua adequada interpretação.<hr/>This text aims to foster the reflection and criticism in the process of developing research projects in clinical nutrition. We present aspects regarding the evidence, validity, and reliability of results of studies in this field. Appropriate study planning is critical, from defining the design and type of experiment, going through the ethical aspects, population choice, and calculation of sample size, to the assessment of the feasibility of the risks involved in study execution. Once the information is collected, the next stages correspond to the description of the results, statistical analyses, verification of the consistency of these results, and ultimately their correct interpretation. <![CDATA[Índices de avaliação da qualidade da dieta]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-52732014000500605&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Various indices and scores based on admittedly healthy dietary patterns or food guides for the general population, or aiming at the prevention of diet-related diseases have been developed to assess diet quality. The four indices preferred by most studies are: the Diet Quality Index; the Healthy Eating Index; the Mediterranean Diet Score; and the Overall Nutritional Quality Index. Other instruments based on these indices have been developed and the words 'adapted', 'revised', or 'new version I, II or III' added to their names. Even validated indices usually find only modest associations between diet and risk of disease or death, raising questions about their limitations and the complexity associated with measuring the causal relationship between diet and health parameters. The objective of this review is to describe the main instruments used for assessing diet quality, and the applications and limitations related to their use and interpretation.<hr/>Para avaliação da qualidade da dieta, diferentes índices ou escores foram desenvolvidos, considerando padrões dietéticos reconhecidamente saudáveis ou baseando-se em guias alimentares para populações em geral ou para a prevenção de doenças. Dos vários índices, quatro deles servem de base para a maior parte dos estudos: Índice de Qualidade da Dieta, Índice de Alimentação Saudável, Escore da Dieta Mediterrânea e Índice Geral de Qualidade Nutricional. A partir desses modelos, alguns outros foram criados, com acréscimo do termo adaptado/revisado, ou em novas versões (I, II ou III) como referência do respectivo original. Esses índices, mesmo validados, apresentam associações geralmente modestas com o risco de mortalidade ou doenças, o que aponta suas limitações, bem como a complexidade de se medir a relação causal entre dieta e parâmetros de saúde. Esta revisão tem como objetivo descrever os principais instrumentos de avaliação da qualidade da dieta, assim como suas aplicações e limitações, relativas ao uso e interpretações. <![CDATA[A pesquisa em Nutrição Clínica no Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-52732014000500619&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Neste ensaio, busca-se uma primeira aproximação à pesquisa em Nutrição Clínica. Considera-se existir uma lacuna de informações e debates sobre elementos de cunho epistemológico e sobre interesses que marcam essa atividade no interior do campo científico da Alimentação e Nutrição no Brasil. O caráter multidimensional do campo alimentar-nutricional é apresentado como sua forte marca de identidade e motivo de distinção. Todavia, a pesquisa em Nutrição Clínica caracteriza-se pelo olhar biomédico, voltado enfaticamente para o metabolismo e para a doença, ficando excluídas as relações sociais e a intersubjetividade, com estudos voltados ao aspecto nutricional, sem considerar o alimentar. De outro lado, o alívio do sofrimento impõe a compreensão de relações entre seres humanos em sociedade. Tanto do ponto de vista metodológico como epistemológico, a biomedicina não é capaz de abarcar a totalidade do fenômeno da vida humana. Por essas razões, as Ciências Humanas e Sociais podem contribuir, em regime de cooperação interdisciplinar, com o campo da Alimentação e Nutrição, no sentido de instrumentalizar estudos inovadores tanto no aspecto conceitual quanto metodológico. Tais perspectivas podem trazer à luz as dimensões subjetivas do adoecimento humano, as quais constituem matéria essencial para os estudos sobre Nutrição Clínica.<hr/>This essay intends to make a first approach to Clinical Nutrition research. We consider the gap that exists between information and debates about epistemological elements and about interests that mark this activity inside the scientific Field of Food and Nutrition in Brazil. The multidimensional character of the food-nutrition field is presented with its strong brand identity and motive of distinction. However, research in Clinical Nutrition is characterized by the biomedical perspective that focuses emphatically on metabolism and disease, excluding the social relationships and intersubjectivity of the studies that centre on nutrition and ignore food. The relief from suffering requires understanding interpersonal relationships in society. Both from the methodological and epistemological viewpoints, biomedicine is not capable of encompassing the entirety of the human life phenomenon. For these reasons, Human and Social Sciences can provide an interdisciplinary contribution to the Field of Food and Nutrition, in the sense of instrumenting innovative studies conceptually and methodologically. Such perspectives can bring to light the subjective dimensions of human illness that correspond to the essential subject of study for Clinical Nutrition.