Scielo RSS <![CDATA[Revista de Administração Contemporânea]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1415-655520160006&lang=pt vol. 20 num. 6 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Editorial]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-65552016000600001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Lending Groups and Different Social Capitals in Developed and Developing Countries]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-65552016000600651&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Lending groups (LGs) and social capital are two central elements to the many microfinance solutions operating around the world. However, LG effectiveness in reducing transaction costs and lending risks for microfinance institutions (MFIs) is mediated by institutional environments. Starting from this assumption, we discuss the existent interactions between the institutional environments of developed (Anglo-Saxon and communitarian) and developing countries with different stocks of social capital (individual, network and institutional) and the influences of this interaction on LG effectiveness. In order to do so, we applied the institutional perspective of O. Williamson to build a theoretical framework to examine the interaction of all these conditions, allowing for analysis of their main relations within the microfinance context. Based on this framework, we propose on the one hand that in developing and Anglo-Saxon developed nations, stocks of both individual and network social capital are the most important for an LG's effectiveness. However, in Anglo-Saxon countries, these two stocks of social capital are complemented by formal contracting devices. In communitarian developed countries, on the other hand, the stocks of institutional social capital have a stronger positive impact on LG dynamics.<hr/>Resumo Grupos de empréstimo (GEs) e capital social são elementos primordiais para as muitas soluções em operações de microfinanças ao redor do mundo. No entanto, a capacidade dos GEs para reduzir os custos e os riscos de transações das instituições de microfinanças (IFM) são mediados pelo ambiente institucional. A partir desse pressuposto, discutimos as interações existentes entre os ambientes institucionais dos países desenvolvidos (anglo-saxões e comunitários) e os países em desenvolvimento com diferentes estoques de capital social (individual, em rede e institucional), bem como as influências dessa interação sobre a eficácia dos GEs. Para tanto, construímos, a partir da perspectiva institucional de O. Williamson, um framework teórico que coloca em interação todos esses elementos e que permite analisar as suas principais relações dentro do contexto deste estudo. Com base nesse framework, propomos que, nos países em desenvolvimento e nos países anglo-saxões, tanto o estoque de capital social individual quanto o em rede são os mais importantes para a eficácia dos GEs. No entanto, em países anglo-saxões, esses dois estoques de capital social são complementados por dispositivos formais de contratação. Nos países comunitários desenvolvidos, porém, os estoques de capital social institucional têm um impacto positivo mais forte sobre a dinâmica dos GEs. <![CDATA[The Influence of Power and Individualism-Collectivism on Negotiation Initiation]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-65552016000600673&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Negotiation is an essential business process, with the initiation of a negotiation likely to affect how the process unfolds. Despite the fact that opportunities are often lost when one or more parties fail to initiate, initiation has until recently been overlooked in negotiation process models and research. This paper reports findings from a study that examines the effects situational/contextual factors and culture have on the initiation process (engaging a prospective counterpart, making a request, and optimizing that request), focusing specifically on relative bargaining power (a situational factor) and individualism-collectivism. Higher bargaining power was found to increase the likelihood of initiation intentionality in general as well as the requesting and optimizing phases more specifically. In addition, individualism/collectivism was also found to affect initiation, with individualists more likely than collectivists to initiate a negotiation. Further, this effect was enhanced when individualists had high relative bargaining power. The theoretical and practical implications of these findings are discussed, with suggestions for future research.<hr/>Resumo Negociação é um processo essencial na área de negócios e seu início pode afetar o desenrolar de todo o processo. Embora oportunidades possam ser perdidas quando uma ou mais partes fracassam no começo de uma negociação, essa fase tem sido pouco explorada pelas pesquisas até há bem pouco tempo. Este artigo relata os resultados de um estudo de negociações que examina os efeitos de fatores situacionais/contextuais e culturais no processo de iniciação (acionando a outra parte, fazendo uma solicitação, otimizando a solicitação), concentrando-se especificamente quanto ao poder relativo de barganha (fator situacional) e individualismo-coletivismo. Encontraram-se evidências de que um alto poder de barganha aumenta a probabilidade da intenção de iniciar uma negociação em geral, e, mais especificamente, de fazer uma solicitação e otimizar essa solicitação. Os fatores culturais individualismo e coletivismo também apresentaram evidências que afetam a iniciação de uma negociação: individualistas tiveram maior probabilidade de iniciar uma negociação que os coletivistas, sendo esse efeito aumentado para aqueles individualistas com alto poder relativo de barganha. As implicações práticas e teóricas dos resultados encontrados são discutidas e sugestões de pesquisas futuras são apresentadas. <![CDATA[O Sotaque Estadunidense Representa uma Vantagem em Decisões de Emprego no Brasil?]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-65552016000600693&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O objetivo deste estudo foi examinar a relação entre o sotaque de um candidato a uma vaga de trabalho hipotética, bem como suas características pessoais (competência percebida e cordialidade), e os julgamentos relacionados ao desempenho deste no trabalho pretendido (adequação ao cargo, probabilidade de promoção e de contratação). Para tal, foi realizado um experimento com uma amostra de 304 alunos e ex-alunos de um curso de MBA em Gestão de Pessoas, de uma instituição de ensino superior sediada na cidade de São Paulo. Os resultados mostraram que, comparados a um candidato a uma vaga de trabalho brasileiro, o profissional com um sotaque estadunidense no idioma português foi mais bem avaliado em termos de adequação ao cargo, probabilidade de contratação e competência percebida. O candidato brasileiro, por sua vez, recebeu avaliações mais favoráveis em termos de probabilidade de promoção e cordialidade percebida. Uma vez que foram identificados vieses nos julgamentos relacionados ao trabalho realizados pelos participantes da pesquisa, sugere-se que as empresas busquem contratar selecionadores menos propensos a julgamentos estereotipados de candidatos a vagas de trabalho.<hr/>Abstract The aim of the study was to examine the relationship between the accent of hypothetical job candidates and personal characteristics of the candidates (perceived competence and warmth) with job related decisions (job suitability, likelihood of promotion and likelihood of hiring). For this purpose, an experiment was conducted with a sample of 304 students and alumni of an MBA course in Personnel Management from an institution of higher education based in São Paulo. The results showed that candidates with an American accent in Portuguese were evaluated better in terms of suitability for the position, likelihood of hiring and perceived competence than candidates with a Brazilian accent. The Brazilian candidate, in turn, received more favorable ratings in terms of probability of promotion and perceived warmth. Since we identified hiring biases, we suggest that firms should seek out human resource employees that are less likely to use stereotypical judgments in their evaluation of job candidates. <![CDATA[Geographical Indication Re-signifying Artisanal Production of Curd Cheese in Northeastern Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-65552016000600715&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Fierce market competition and growing consumer demand for quality have spurred organizations to seek certification as a way of differentiating their products and services from those of competitors. Geographical Indication (GI) is a type of certification that has received attention from agribusiness. The significance as a cultural artifact (e.g., locally-produced curd cheese) does not lie in the product itself, but in the relationships that are established between those who produce it and those who consume it, thereby highlighting the interrelationships of these symbolic production practices. This study seeks to understand how the process of GI certification has conferred new meaning on (re-signified) artisanal production of curd cheese in rural parts of the Brazilian state of Pernambuco. GI adds value to the product, making it competitive. Discourse analysis enabled comparison of the cheese's original cultural meanings with those outlined by Curd Cheese Certification Association (CCCA) member-producers. Certification-driven innovations have helped CCCA member-producers to re-signify their artisanal production, while providing a clear understanding of both the material and symbolic dimensions of improvements perceived to have occurred in the production process.<hr/>Resumo A acirrada competição de mercado e o crescente padrão de exigência dos consumidores em relação à qualidade têm estimulado organizações a buscarem certificações para diferenciar produtos e serviços. Um tipo de certificação que vem recebendo atenção de instituições interessadas no agronegócio é a Indicação Geográfica (IG). O significado de um artefato cultural, como o queijo coalho, não está no produto em si, mas nas relações que se estabelecem com quem o produz ou com quem o consome, com destaque para a interrelação dessas práticas de produção simbólica. Este estudo visa compreender como o processo de IG significa a produção artesanal de Queijo Coalho, agregando valor ao produto e tornando-o competitivo. Por meio da análise do discurso, foi possível comparar os significados culturais do queijo na sua forma original e naquela delineada pelos produtores que integram a Associação de Certificação do Queijo Coalho (CQP). Os resultados revelam que inovações advindas do processo de obtenção da IG têm ajudado os produtores da CQP na resignificação da sua produção artesanal, já que melhorias têm sido percebidas no processo produtivo, tanto na dimensão material do alimento, como no que se refere a sua dimensão simbólica. <![CDATA[The Impact of Evaluation Use on Accounting Programs' Performance: An Exploratory Study]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-65552016000600733&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract The Brazilian program of higher education evaluation, broadly known as the National Exam of Students' Performance (ENADE), represents a governmental effort to gather information on undergraduate educational quality. As a product of that evaluation, reports are made available to each program evaluated. Our present research addresses the impact of ENADE evaluation report utilization on multiple higher education accounting programs' performance in their subsequent evaluation. Based upon theoretical support from literature about evaluation use, a web-based survey was developed and provided across the country to the coordinators of accounting programs. From a response rate of 62% of the study target population and using multiple regressions, we found that there was a positive correlation between usage of the ENADE evaluation report and the performance of undergraduate accounting programs in their subsequent evaluation. Based upon the reviewed literature and, in accordance with these research results, it is possible to infer that the use of evaluation reports derived from the higher education evaluation system promoted by the Brazilian government can influence the decisions of educational institutions and promote improvement.<hr/>Resumo O programa Brasileiro de avaliação da educação superior, largamente conhecido pelo Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (ENADE), representa um esforço governamental para reunir informações sobre a qualidade dos cursos de graduação. Como produto da avaliação, um relatório é disponibilizado para cada curso avaliado. O objetivo desse estudo foi conhecer qual é o impacto do uso do relatório de avaliação do ENADE sobre a performance dos cursos de graduação em Ciências Contábeis na avaliação subsequente. Fundamentado teoricamente na literatura sobre o uso de resultados de avaliação, um questionário foi desenvolvido e aplicado entre os Coordenadores dos cursos de contabilidade em todo país. Com base em uma taxa de resposta de 62% da população estudada e através dos resultados de regressões múltiplas, constatou-se a existência de uma correlação positiva entre o uso do relatório do ENADE e o desempenho dos cursos de Contabilidade na avaliação subsequente. De acordo com a literatura revisada e a partir dos resultados desse estudo, depreende-se que o uso dos relatórios derivados da avaliação dos cursos de graduação em Ciências Contábeis, realizada pelo Governo brasileiro, pode influenciar as decisões dos gestores das instituições de ensino de modo a promover melhorias nos programas. <![CDATA[Using Voter-choice Modeling to Plan Final Campaigns in Runoff Elections]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-65552016000600753&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Even though runoff elections are the most common form of presidential elections in the world, voter-choice behavior in these two-round elections have not received the attention they deserve in the literature. Two-round elections provide political consultants and candidates with rich and factual data on voter preferences, revealed through the voting behavior observed in the first round, which can guide the planning and implementation of their final campaign. They also allow political analysts to apply their voter-choice models to actual voting behavior (rather than voting intentions) in a multi-party election during the first round, and validate their predictions in a two-party election in the final round. I use results from the four most recent Brazilian presidential elections to demonstrate how voter-choice models can be applied to guide political campaigns in runoff elections.<hr/>Resumo Embora a eleição em dois estágios seja a forma mais comum de eleição presidencial no mundo, o comportamento do eleitor no pleito em dois estágios ainda não recebeu uma atenção condizente à que merece na literatura. Eleições em dois estágios ou turnos oferecem, aos consultores políticos e aos candidatos, dados ricos e factuais sobre a preferência do eleitor, revelada através do comportamento deste observado no primeiro turno, que pode guiar o planejamento e a implementação da campanha final. Essas eleições em dois turnos também permitem que analistas políticos apliquem seus modelos de escolha eleitoral ao comportamento real (ao invés da intenção) de voto numa eleição multipartidária, e validem suas previsões na eleição bipartidária do segundo turno. Nesse estudo, utilizo os resultados das quatro eleições presidenciais mais recentes no Brasil para demonstrar como modelos de escolha do eleitor podem ser aplicados para guiar a campanha política em eleições de dois turnos.