Scielo RSS <![CDATA[Revista de Administração Contemporânea]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1415-655520010002&lang=en vol. 5 num. 2 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <link>http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-65552001000200001&lng=en&nrm=iso&tlng=en</link> <description/> </item> <item> <title><![CDATA[<B>Factores determinantes do endividamento</B>: <B>uma análise em painel</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-65552001000200002&lng=en&nrm=iso&tlng=en Neste artigo analisamos, para algumas das maiores empresas portuguesas, a relevância e validade de vários factores considerados na literatura como determinantes da estrutura de capitais das empresas (representada pela ratio de endividamento): dimensão, crescimento, risco de negócio, rendibilidade, composição do activo, vantagens fiscais não resultantes do endividamento, sector de actividade e controlo accionista. Usando dados em painel para o período de 1990 a 1995, apresentamos um estudo empírico que procura descrever os efeitos que estas variáveis têm no nível de endividamento das empresas em cada ano em análise, tentando identificar relacionamentos entre as variáveis, quer ao longo do tempo, quer entre empresas no mesmo sector de actividade. Também analisamos os efeitos particulares de cada empresa e de cada ano, não incluídos nas variáveis explicativas dos modelos utilizados. Embora tenhamos alcançado alguns resultados idênticos àqueles obtidos com outras metodologias usadas em nível internacional, o facto é que tal nem sempre aconteceu. Em nossa opinião, tal deveu-se às características específicas das empresas da nossa amostra e, em geral, às do mercado (financeiro) português.<hr/>In this paper we analyse, for some of the largest Portuguese companies, the relevance and validity of several factors considered in the literature as determinants of companies' capital structure (represented by the debt ratio): Size, Growth, Business Risk, Profitability, Assets Composition, Non-Debt Tax Shields, Activity Sector and Ownership Control. Using panel data for the period from 1990 to 1995, we present an empirical study in which we seek to describe the effects that these variables have on companies' debt level in each year of the analysis, trying to identify relationships among the variables, either over time or across companies in the same activity sector. We also analyse the particular effects of each company and each year, that are not included in the explanatory variables of the used models. Although we have reached some results identical to those obtained with other methodologies used at an international level, it is a fact that it did not always happened like that. In our opinion, this was due to the specific characteristics of the companies in our sample and, in general terms, to those of the Portuguese (financial) market. <![CDATA[<B>A influência de valores ambientais e organizacionais sobre a aprendizagem organizacional na indústria alimentícia paranaense</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-65552001000200003&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objetivo deste estudo foi verificar a influência de valores ambientais e organizacionais sobre a aprendizagem organizacional em empresas do setor de alimentos no Estado do Paraná. Para tanto, a presente pesquisa procura integrar elementos cognitivos, culturais e institucionais na investigação da natureza desse fenômeno enquanto processo articulado no contexto social que envolve o conjunto das organizações. Dados primários e secundários foram coletados e tratados mediante uso de procedimentos de análise de agrupamento e de variância, com o propósito de explorar diferenças entre grupos de empresas com distintos contextos institucionais de referência, no que concerne aos atributos e valores do arquétipo de aprendizagem. Os resultados indicam que empresas com contexto institucional de referência de nível internacional apresentam maior grau de presença das características do arquétipo, revelando a dinâmica de relacionamento entre o plano da ação e o plano institucional, em que a aprendizagem organizacional pode ser compreendida enquanto meio e resultado recursivamente construídos.<hr/>This study has been carried out to evaluate the influence of environmental and organizational values upon organizational learning in companies of the food industry in the State of Paraná, Brazil. As such this research incorporates cognitive, cultural and institutional aspects into the investigation of the nature of this phenomenon as an articulated process in the social context embracing all organizations. Aiming to differentiate among groups of companies with distinctive institutional contexts of reference, regarding the attributes and values of a constructed learning organization archetype, primary and secondary data were collected and processed by means of cluster and variance analyses. The results indicate that companies who possess institutional reference context at an international level showed higher presence of archetype characteristics, revealing the dynamic of the relationship between the plan of action and institutions, in which organizational learning can be understood as recursively constructed means and results. <![CDATA[<B>Proposta de tipologia sobre alianças estratégicas</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-65552001000200004&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo considera as alianças estratégicas como forma particular de cooperação empresarial, reconhece a necessidade de esclarecer o conceito e sugere elementos de distinção de outras formas de cooperação e relacionamento interorganizacional. Contribuindo para este esforço de esclarecimento, reconhecem-se e discutem-se limitações na literatura, e propõe-se uma tipologia de alianças estratégicas. A tipologia adoptada é baseada em três domínios de cooperação, os quais, por sua vez, podem ser analisados à luz de várias actividades. No estudo empírico da tipologia de alianças estratégicas proposta recorreu-se a um questionário a que responderam 133 empresas industriais portuguesas participantes no programa Europartenariat da União Europeia. Os principais resultados obtidos sugerem que: (1) as empresas estudadas apresentam indicadores de cooperação muito positivos; (2) a intensidade de alianças estratégicas está associada à dimensão das empresas; (3) a intensidade global de alianças estratégicas varia consoante o sector de actividade; (4) a importância de cada tipo de aliança estratégica é também variável por sector de actividade; (5) a importância de cada tipo de aliança estratégica é variável, consoante o tipo de parceiro envolvido do outro lado da relação.<hr/>This article assumes that strategic alliances are a particular form of co-operation between firms, recognises the need to clarify the concept, and suggests elements of distinction with other forms of co-operation and inter-organizational relationships. Contributing for this effort of clarification, the article discusses and recognises some limitations in the literature on types of strategic alliances, and proposes a new typology of strategic alliances. The typology is based on three domains of cooperation which, in turn, are based on different activities. The empirical study was based on a survey to which replied 133 Portuguese industrial firms which participated in the European Union's Europartenariat programme. The main results of this study suggest that: (1) the studied firms have very positive indicators of co-operation; (2) the intensity of strategic alliances is associated with the firms' size; (3) the global intensity of strategic alliances varies according to each industry; (4) the importance of each type of strategic alliance varies according to each industry; (5) the importance of each type of strategic alliance varies according to the type of partner involved in the other side of the relationship. <![CDATA[<B>Reductionism and complex thinking in ERP systems implementations</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-65552001000200005&lng=en&nrm=iso&tlng=en This paper contrasts complex thinking and reductionism during broad organizational transformation processes, focusing on Enterprise Resource Planning (ERP) rage. ERP implementations have resulted in huge investments for companies around the globe over the last few years, and have been promoted as a management panacea. Not surprisingly, many implementations have failed to live up to expectations. For those dealing with organizational change, the ERP phenomenon may sound uncomfortably familiar. This study introduces the phenomenon, presents a summary of an exploratory field survey of 28 implementation experiences and discusses reductionism in the realm of ERP implementations. It is argued that by applying complex thinking, rather than techno-reductionism and systemic-reductionism, we may open new avenues towards explaining the phenomenon.<hr/>Este artigo contrasta pensamento complexo e reducionismo em processos amplos de transformação organizacional, focalizando a onda dos Sistemas Empresariais (ERP). Implementações de ERP têm representado imensos investimentos para empresas em todo o mundo nos últimos anos, e têm sido promovidas como panacéias gerenciais. Não surpreende que muitas implementações não atendam tais expectativas. Para aqueles que lidam com mudança organizacional, o fenômeno ERP deve soar desconfortavelmente familiar. Este estudo introduz o fenômeno, apresenta um breve resumo de uma pesquisa exploratória de campo envolvendo 28 experiências de implementação, e discute o conceito de reducionismo no âmbito das implantações de ERP. Argumenta-se que, pela aplicação do pensamento complexo, no lugar do tecno-reducionismo e do reducionismo sistêmico, podem-se abrir novas trilhas para explicar o fenômeno. <![CDATA[<B>Uma escala de mensuração da zona de tolerância de consumidores de serviços</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-65552001000200006&lng=en&nrm=iso&tlng=en A proposição da existência de uma zona de tolerância dos consumidores, limitada por dois níveis de expectativas de serviço (adequado e desejado), gera desafios metodológicos voltados à operacionalização e à mensuração dessa zona, assim como ao desenvolvimento de instrumentos confiáveis para avaliar esse construto. O presente trabalho relata os resultados de uma pesquisa que, em sua etapa inicial, está orientada ao desenvolvimento de uma escala de mensuração da extensão da zona de tolerância de consumidores de serviços. Os resultados das análises efetuadas indicam bons níveis de confiabilidade e validade da escala, demonstrando sua adequação para a mensuração do construto.<hr/>This paper presents the results of a research oriented to the development of a scale intended to measure the zone of tolerance extension of services consumers. The results of the analyses demonstrate that the scale presents good levels of reliability and validity, and therefore it seems to measure that construct adequately. In this research it is not the consumer assessment of a service that counts, but its expectations related to the service. In methodological terms, it also interests the problem of the measure related to the choice between a direct measure scale and an indirect measure scale. Therefore, two questionnaire versions were developed and tested, both focusing the extension of the zone of tolerance of service consumers. One version with a indirect scale and another version with a direct scale. The results demonstrate clearly that the scale to measure the zone of tolerance presents good reliability levels and validity. The quite high α-Cronbach coefficients indicate a good internal consistency and they contribute to the convergent validity of the instrument. Besides, the careful construction of the scale, based on an exhaustive exam of the literature about pretests, suggests that our scale instrument presents a good internal validity. The measure scale developed in this research can be adequately used to assess the variations of the extension of consumers zone of tolerance related to a precise aspect or to the whole dimension of a service. <![CDATA[<B>Inserção de um agente indutor da relação universidade-empresa em sistema de inovação fragmentado</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-65552001000200007&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objetivo deste trabalho é explorar como se inseriu o Instituto Euvaldo Lodi - Núcleo Regional Bahia, enquanto agente indutor do relacionamento Universidade-Empresa, no Sistema Estadual de Ciência e Tecnologia, entre 1996 e 1998. Para tanto, é feita uma caracterização de aspectos pontuais do sistema baiano de inovação, ambiente em que se insere o agente indutor. Esta caracterização adota como perspectiva o prisma analítico dos três principais atores envolvidos no processo de inovação: o setor produtivo, ou seja, como este organiza o trabalho intrafirma e desempenha trocas interfirmas; o Estado, condições de financiamento e políticas públicas; e a situação dos centros de ensinopesquisa. Delineado este cenário, são apresentados os programas do instituto que buscam aproximar o conhecimento universitário da prática empresarial na Bahia, visando à criação de condições favoráveis à inovação tecnológica. Conclui-se que, apesar do limitado potencial inovativo de ambientes tecnologicamente fragmentados, a indução de agentes como o Instituto Euvaldo Lodi pode facilitar a interação de empresas e universidades, criando ambiente propício a trocas de informações e organização de projetos cooperativos e consultorias.<hr/>The objective of this work is to explore the context in which the Instituto Euvaldo Lodi has induced University-Enterprise relations within the local Science and Technology System in Bahia, Brazil, between 1996 and 1998. In order to do so, the authors analyses a few relevant aspects of the Brazilian Innovation System and its Bahia sub-system. Such analysis takes into account three basic points of view: that of the productive sector (i.e., how the intra-firm work is organized and how inter-firm exchanges affect the system), that of the State (financial support and public policies) and that of the research and higher education institutions. Against this background, the authors describes the IEL programs for bridging university knowl-edge and entrepreneurial practice in Bahia, aiming at creating better conditions for technological innovation. Among the main conclusions of this dissertation is the realization that, in spite of the limited potential of innovation in technologically fragmented environments, the bridging work of agents such as IEL may promote specific interactions between enterprises and universities, creating an environment in which information exchange, cooperative projects and consulting activities may be stimulated. <![CDATA[<B>O discurso e a prática</B>: <B>o que nos dizem os especialistas e o que nos mostram as práticas das empresas sobre os modelos de gestão de recursos humanos</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-65552001000200008&lng=en&nrm=iso&tlng=en A gestão de recursos humanos tem passado por grandes transformações nestes últimos anos, em função da necessidade das empresas de incrementar a sua capacidade competitiva para enfrentar a concorrência dos mercados globalizados. O objetivo deste trabalho é comparar alguns resultados obtidos a partir de pesquisa realizada junto a 100 empresas da região da Grande São Paulo, bem como as idéias de 14 especialistas (acadêmicos e consultores), de diferentes regiões do país, sobre o que define e quais são as funções da área de recursos humanos, com as tendências e os conceitos apontados na literatura nacional e internacional sobre o tema. O principal interesse do trabalho é verificar se ainda há grande distância entre o discurso e a prática. As empresas pesquisadas foram classificadas em três grandes grupos: (1) aquelas que ainda mantêm uma abordagem mais operacional; (2) aquelas que já adotam uma abordagem estratégica; e (3) aquelas que se aproximam mais de uma abordagem competitiva. O estudo mostra ainda que há grande diversidade no pensamento dos especialistas, o que contribui, na nossa opinião, para a heterogeneidade encontrada nas práticas de gestão de recursos humanos entre as empresas nacionais.<hr/>The globalization of markets has put enterprises under a lot of pressure to increase their competitiveness and human resource management has been greatly impacted by such changes. The main objective of this paper is to compare some of the results obtained in a research project conducted with 100 enterprises in the Great São Paulo area, Brazil, as well as the ideas voiced by 14 experts (academics and consultants) from all over the country, about what defines and which are the main functions of the human resources area, with the concepts and trends most discussed in the national and international literature. The main interest of this work is to verify the existence of a gap between discourse and practice. The research data suggest the formation of three groups of enterprises: (1) those who still maintain an operational approach to the human resources area; (2) those that adopt a strategic approach and (3) those who get closer to the management for competitiveness approach. The study also shows great diversity among the experts thinking, which enhances even further, in our opinion, the found heterogeneity of the human resources practices. <![CDATA[<B>Carga de trabalho e rotatividade na função de frentista</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-65552001000200009&lng=en&nrm=iso&tlng=en O artigo aborda a inter-relação da carga de trabalho com a rotatividade sistemática em cenário sociotécnico de atendimento ao público de um posto de distribuição de combustível. O enfoque em ergonomia francofônica no estudo da temática articula três dimensões analíticas complementares: serviço de atendimento ao público; a discrepância entre trabalho prescrito - trabalho real, e os componentes físico, cognitivo e psíquico da carga de trabalho. Os resultados fornecem um quadro preliminar para a compreensão da rotatividade de pessoal, contrapondo-se ao argumento institucional da inadaptabilidade dos funcionários, enfatizando o papel multifuncional dos frentistas e a sobrecarga cognitiva exigida para o desempenho da função.<hr/>The article approaches the interrelation between work load and systematic turnover in a social-technical scenario of a gas station public customer service. The Francophonic focus on the study of this theme articulates three complementary analytical dimensions: public attendance service; discrepancy between prescribed task - real work; and the physical, cognitive and psychic compounds of the work load. The results suggest a preliminary understanding of turnover, which contrasts to the institutional argument of the worker's non adaptability, emphasizes the multifunctional role of the employee and the cognitive overload required to the execution of the function. <![CDATA[<B>Evolução da cadeia de suprimentos da indústria automobilística no Brasil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-65552001000200010&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo tem por objetivo descrever, caracterizar e analisar os efeitos das estratégias globais das companhias transnacionais na evolução da cadeia de suprimentos da indústria automobilística atuante no Brasil. Para isto, analisa-se a evolução desta cadeia com auxílio dos dados estatísticos da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores e do Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores, à luz do referencial teórico sobre gestão da cadeia de suprimentos e considerando a realidade atual dos mecanismos de produção globalizados. Verificouse que essa evolução compreende momentos em que a cadeia apresentou elevado índice de nacionalização dos seus produtos e projetos, enquanto que em outros momentos este índice foi apenas parcial ou quase nulo. No contexto das mudanças ocorridas ao longo dos anos 90, o artigo examina de que forma estratégias globais, como fornecimento global, fornecimento acompanhando geograficamente o cliente, padronização de projetos e a adoção de plataformas mundiais estão influenciando as operações das montadoras de veículos e da indústria de autopeças atuantes no Brasil e na relevância do país na cadeia global de suprimentos.<hr/>The paper describes, characterizes and analyses the effects of the transnational companies' global strategies on the evolution of the automotive industry's supply chain. In order to achieve this goal, it analyses the evolution of this chain with the help of statistic data provided by the Brazilian associations for vehicle manufacturers and for the auto-part industry under the theoretical frame of reference of supply chain management and taking into consideration the present state of the global production mechanism. It will be shown that this evolution embraces periods that the chain presented a high level of nationalization of its products and projects, while in other periods this level was only partial or almost null. In the context of the changes during the 90&acute;s, the paper examines the ways global strategies, like global sourcing, follow sourcing, carry over, and the adoption of global platforms are acting on the operation of the automotive assemblers and the auto-parts industry in Brazil, and on the relevance of this country in the global supply chain. <![CDATA[<B>Researching privatisation</B>: <B>some notes about public policy evaluation</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-65552001000200011&lng=en&nrm=iso&tlng=en The objective of this paper is to present a literature review about public policy evaluation, with specific reference to privatisation. The basic research goal - still in process - is to evaluate the purpose and reach of public policy objectives relating to privatisation, particularly in relation to their socio-economic outcomes at regional and community levels. In order to achieve this objective, the author discusses some approaches to privatisation produces in United Kingdom over the last ten years. Indeed, she presents some key concepts that underline her reflections and submits some key methodologies about researching public policy evaluation. Finally, the author presents the gap in this theoretical framework discussing that public policy evaluation does not contemplate the social environment in which this policy should be directed. In this way, she proposes further research that will contribute to improving state of the art about public policy evaluation.<hr/>O objetivo desse artigo é apresentar uma revisão de literatura acerca do tema avaliação de políticas públicas, numa referência específica à privatização. O objetivo básico da pesquisa, ainda em andamento, é avaliar a proposta e o alcance de políticas públicas relacionadas com a privatização, particularmente em relação aos seus resultados sócio-econômicos em nível comunitário e regional. Com esse objetivo, a autora comenta algumas abordagens produzidas na Grã-Bretanha nos últimos dez anos. Além disso, apresenta alguns conceitos-chaves que sublinham as suas reflexões e comenta metodologias-chaves sobre avaliação de políticas públicas. Finalmente, a autora apresenta o hiato existente neste arcabouço teórico, defendendo a idéia de que ele não contempla o ambiente social no qual a política deveria ser direcionada. Deste modo, é proposta uma pesquisa posterior, que poderá contribuir para o estado da arte da avaliação de políticas públicas.