Scielo RSS <![CDATA[Revista de Economia Contemporânea]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1415-984820050002&lang=pt vol. 9 num. 2 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<B>Conversibilidade da conta de capital, taxa de juros e crescimento econômico</B>: <B>uma avaliação empírica da proposta de plena conversibilidade do real</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-98482005000200001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Recentemente, alguns economistas brasileiros, notadamente Arida e Bacha, têm defendido que os controles de capitais poderiam desajustar o mercado cambial, aumentar a taxa de juros e comprometer a performance macroeconômica do país. Este trabalho tem por objetivo analisar a validade empírica dos argumentos levantados pelos autores. Para tanto, realizam-se alguns testes econométricos a fim de captar as possíveis implicações dos regimes da conta de capital sobre a economia. Os resultados encontrados não dão sustentação empírica à tese anteriormente defendida; ao contrário, a ausência de controles de capitais mais severos pode ter sido um dos fatores responsáveis pela excessiva volatilidade da taxa de câmbio e por a taxa de juros estar em patamares tão elevados. Além disso, a análise de painel realizada para diversos países não comprovou a hipótese de uma relação positiva entre conversibilidade da conta de capitais e crescimento.<hr/>Recently some Brazilian economists, like Arida and Bacha, have defended the idea that the capital controls already in existence in the Brazilian economy can produce disequilibrium in exchange rate markets, increase the level of domestic rate of interest and reduce Brazil’s macroeconomic performance. The objective of this article is to make an empirical evaluation of these arguments. For such, we make some econometric tests with the aim to determine the implications of the capital account convertibility over the Brazilian economy. Empirical findings do not seem to support Arida and Bacha thesis. In fact, the low level of capital controls prevailing in the Brazilian economy during the 1990’s can be one of the explanations for the excessive volatility in the exchange rate and for the high level of domestic interest rate. We also make a panel regression for economic growth and capital account convertibility. The results of the regression do not support the existence of a positive relation between capital account convertibility and economic growth, as defended by Arida and Bacha. <![CDATA[<B>As assimetrias do sistema monetário e financeiro internacional</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-98482005000200002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo pretende avançar na compreensão das causas da maior vulnerabilidade dos países "emergentes" às crises financeiras nos anos 90 a partir de uma abordagem heterodoxa. Argumenta-se que as assimetrias do sistema monetário e financeiro internacional contemporâneo contribuem para explicar essa maior vulnerabilidade, bem como a tendência ao endividamento em moeda estrangeira e à dolarização, fatores subjacentes à recorrência de crises gêmeas - cambiais e bancárias - nesses países.<hr/>The purpose of this article is to develop an heterodox interpretation of the financial crises of the so called "emergent countries" occurred in the 90s. It argues that the asymmetries of the international monetary and financial system explain the greater vulnerability of these countries to those crises. Such asymmetries also give rise to two particularities that underlines their twin character (currency and bank crises) in the "emergent" countries: the dollarization and the indebtedness in foreign currencies. <![CDATA[<B>Quão eficientes são os administradores de fundos de pensão no Chile?</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-98482005000200003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt The paper measures and evaluates technical efficiency among pension fund managers in Chile. Recent pension reform has established pension fund management market in nine countries in Latin America. The new pension providers compete for affiliates on the basis of fees, rates of return, and quality of service, and are subject to extensive regulation. Applying data envelopment analysis to data from Chile 1982-1999, the paper examines issues of efficiency, competition, and regulation. The analysis concludes that pension fund managers operate below the estimated "efficiency frontier", and there is no evidence of a sustained upward trend in technical efficiency over time.<hr/>Este artigo se propõe a avaliar e medir a eficiência técnica dos administradores de fundos de previdência privada no Chile. A recente reforma sofrida pela previdência deu lugar a um mercado de gestão de fundos de aposentadoria em nove países da América Latina. Esses novos gestores de fundos de pensão competem por investidores através do custo de suas tarifas, dos índices de rendimento oferecidos e da qualidade do serviço prestado, estando sujeitos a uma regulamentação rigorosa. Aplicando a análise por envoltória de dados (DEA) aos dados obtidos para o Chile entre 1982 e 1999, examinamos aqui as questões de eficiência, competitividade e regulamentação. Nossa análise conclui que os administradores de fundos de previdência privada operam abaixo do nível de eficiência desejado, e não há previsão de que venha a ocorrer nenhuma melhora consistente na eficiência técnica desses fundos num futuro próximo. <![CDATA[<B>Vantagem comparativa, crescimento econômico e livre comércio</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-98482005000200004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt The paper has two objectives. The first is to discuss whether developing countries can benefit by specializing according to their comparative advantage. The second objective is to discuss if an economy that adopts a free market policy, will in effect achieve greater economic efficiency. The author concludes that specialization according to comparative advantage would indeed benefit a country. He also argues that in an economy ruled by free competition and without governmental interference, market signals and forces are not by themselves sufficient to provide the necessary incentives to producers so that they fully use the available resources, and produce and trade according to comparative advantage.<hr/>Este artigo tem dois objetivos. O primeiro é discutir se os países em desenvolvimento podem ser beneficiados por uma especialização baseada em sua vantagem comparativa. O segundo objetivo é determinar se uma economia que adota uma política de mercado livre alcança de fato uma maior eficiência econômica. O autor conclui que a especialização baseada na vantagem comparativa pode realmente beneficiar o país. O autor também acredita que, numa economia onde predominam a livre competição e a ausência de interferência governamental, os indicadores e as forças de mercado não são suficientes para oferecer aos produtores os incentivos necessários para que eles utilizem os recursos disponíveis e produzam e comercializem de acordo com a vantagem comparativa. <![CDATA[<B>Esforço tecnológico da indústria de transformação brasileira</B>: <B>uma comparação com países selecionados</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-98482005000200005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O artigo analisa o esforço tecnológico da indústria de transformação brasileira, em comparação a um grupo de países da OECD. As principais conclusões são: (a) o esforço tecnológico industrial nacional é limitado em comparação ao realizado pelos países selecionados; (b) essa performance é válida para a maior parte dos setores nacionais; (c) essa diferença é mais significativa entre setores intensivos em tecnologia: produtos químicos, eletrônicos e informática; (d) a diferença entre a estrutura produtiva brasileira e das nações da OCDE também é responsável pelo baixo esforço tecnológico realizado pela indústria de transformação, porém com menor intensidade; (e) foi identificada uma correlação positiva entre esforço tecnológico relativo e desempenho comercial, e uma correlação negativa entre esforço tecnológico relativo e contROLe estrangeiro na receita operacional líquida.<hr/>This paper analyses technological efforts of Brazilian industry in comparison with a group of OECD countries. The main conclusions are: (a) technological effort of Brazilian industry are lower than the effort implemented in OECD countries; (b) this is true for most industrial sectors; (c) this difference is higher in technology-intensive sectors: chemicals, electronics and computers; (d) the difference between Brazilian and OECD productive structure is also responsible for the relatively low technological effort of Brazilian industry; (e) there is a positive correlation between relative technological effort and commercial performance and a negative correlation between relative technological effort and foreign contROL in operational revenue. <![CDATA[<B>Concentração e distribuição do rendimento por raça no Brasil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-98482005000200006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O objetivo do trabalho é estudar a concentração racial do rendimento e analisar a distribuição do rendimento no interior das categorias de raça/cor no Brasil em 2001, a partir dos microdados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios do IBGE. Apesar do MITo da democracia racial, o rendimento no Brasil está concentrado na categoria não negra da população, que inclusive aufere rendimento maior que os negros, mesmo quando controlado o nível de escolaridade dos trabalhadores. Embora o rendimento entre negros seja relativamente melhor distribuído que o rendimento para não-negros e para o Brasil como um todo, essa melhor distribuição é pouco significativa quando comparada a indicadores internacionais. Neste sentido, a má distribuição do rendimento no Brasil extrapola a questão racial e se manifesta também no interior das categorias de raça/cor.<hr/>This article analyzes race/ethnic income inequality and income distribution within blacks and within non-blacks in Brazil, 2001. Despite the Brazilian racial democracy myth, income is concentrated by non-black people that moreover earn higher wages than blacks with the same level of education. Although income within blacks is somewhat better distributed than for non-blacks and for Brazilians altogether, this better distribution is not quite significant when compared to international indicators. Therefore, income inequality in Brazil surpasses ethnic origin and emerges for blacks and non-blacks. <![CDATA[<B>A Lei de cunhagem de 4 de agosto de 1688 e a emissão de moeda provincial no Brasil (1695-1702)</B>: <B>um episódio da história monetária do Brasil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-98482005000200007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O objetivo central deste trabalho é examinar os motivos que levaram à cunhagem de moeda provincial no Brasil a partir da instalação, entre 1695 e 1702, de uma casa da moeda "itinerante" com esse exclusivo propósito. A seção 1 do trabalho analisa as principais características da circulação monetária no Brasil na segunda metade do século xvii. A seguir são descritos os impactos da Lei de Cunhagem de 4 de agosto de 1688, incluindo os chamados "motins da moeda". Na seção 3 comenta-se a visão das autoridades coloniais sobre as causas e conseqüências da falta de moeda, assim como suas propostas para solucionar o problema. Segue-se uma breve análise das atividades da Casa da Moeda nas cidades em que operou. A última seção resume os argumentos apresentados ao longo do trabalho.<hr/>The main objective of this paper is to examine the reasons that led to the coinage of provincial currency in Brazil by local mints, between 1695 and 1702. Section 1 analyses the main features of the monetary circulation in Brazil during the second half of the seventeenth century. Section 2 describes the impacts of the Mint Law of 1688, including the so-called "money riots". Section 3 comments on the causes and consequences of the monetary scarcity as perceived by the colonial authorities in the early 1690's, as well as their proposals to overcome this problem. Section 4 presents a brief analysis of the workings of the mints. The final section summarizes the main arguments developed in the paper. <![CDATA[<B>A "derrota da lei de Say"</B>: <B>elementos teóricos fundamentais e algumas implicações metodológicas e dinâmicas</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-98482005000200008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A refutação da Lei de Say pela Teoria Geral (TG) de Keynes está apoiada, basicamente, sobre dois elementos: a incerteza é necessária, mas não suficiente. A refutação completa daquela lei depende também de um ativo que possua as propriedades essenciais descritas e analisadas pela TG. Incerteza e moeda (enquanto ativo líquido) permitem à economia um equilíbrio com desemprego involuntário. Destarte, a política econômica possui um papel lógico na economia e a análise econômica ganha novos elementos metodológicos e dinâmicos. Abre-se espaço para a instabilidade e a irreversibilidade na teoria econômica. Este artigo abrange essas considerações, a partir de uma abordagem pós-keynesiana.<hr/>Fundamentally, the refutation of Say's Law by Keynes' General Theory (GT) depends on two elements: the uncertainty is necessary, but not enough. The full refutation of that law also depends on an asset which has the essential properties described and analyzed by GT. Uncertainty and money (as a liquid asset) allow the system an equilibrium with involuntary unemployment. Therefore, economic policy has a logical role on the system and economic analysis receives new methodological and dynamic elements. Instability and irrevocability reach place in economic theory. This article regards these considerations, from a post-keynesian perspective. <![CDATA[<B>Fraudes inocentes e o saber convencional</B>: <B>a economia do nosso tempo</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-98482005000200009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A refutação da Lei de Say pela Teoria Geral (TG) de Keynes está apoiada, basicamente, sobre dois elementos: a incerteza é necessária, mas não suficiente. A refutação completa daquela lei depende também de um ativo que possua as propriedades essenciais descritas e analisadas pela TG. Incerteza e moeda (enquanto ativo líquido) permitem à economia um equilíbrio com desemprego involuntário. Destarte, a política econômica possui um papel lógico na economia e a análise econômica ganha novos elementos metodológicos e dinâmicos. Abre-se espaço para a instabilidade e a irreversibilidade na teoria econômica. Este artigo abrange essas considerações, a partir de uma abordagem pós-keynesiana.<hr/>Fundamentally, the refutation of Say's Law by Keynes' General Theory (GT) depends on two elements: the uncertainty is necessary, but not enough. The full refutation of that law also depends on an asset which has the essential properties described and analyzed by GT. Uncertainty and money (as a liquid asset) allow the system an equilibrium with involuntary unemployment. Therefore, economic policy has a logical role on the system and economic analysis receives new methodological and dynamic elements. Instability and irrevocability reach place in economic theory. This article regards these considerations, from a post-keynesian perspective. <![CDATA[<B>Amazônia</B>: <B>receita energética para o desenvolvimento sustentável</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-98482005000200010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A refutação da Lei de Say pela Teoria Geral (TG) de Keynes está apoiada, basicamente, sobre dois elementos: a incerteza é necessária, mas não suficiente. A refutação completa daquela lei depende também de um ativo que possua as propriedades essenciais descritas e analisadas pela TG. Incerteza e moeda (enquanto ativo líquido) permitem à economia um equilíbrio com desemprego involuntário. Destarte, a política econômica possui um papel lógico na economia e a análise econômica ganha novos elementos metodológicos e dinâmicos. Abre-se espaço para a instabilidade e a irreversibilidade na teoria econômica. Este artigo abrange essas considerações, a partir de uma abordagem pós-keynesiana.<hr/>Fundamentally, the refutation of Say's Law by Keynes' General Theory (GT) depends on two elements: the uncertainty is necessary, but not enough. The full refutation of that law also depends on an asset which has the essential properties described and analyzed by GT. Uncertainty and money (as a liquid asset) allow the system an equilibrium with involuntary unemployment. Therefore, economic policy has a logical role on the system and economic analysis receives new methodological and dynamic elements. Instability and irrevocability reach place in economic theory. This article regards these considerations, from a post-keynesian perspective.