Scielo RSS <![CDATA[Ágora: Estudos em Teoria Psicanalítica]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1516-149820170002&lang=pt vol. 20 num. 2 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Adolescer na contemporaneidade: uma crise dentro da crise]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-14982017000200295&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo: Há tempos, a psicanálise tem demonstrado as crises que marcam o mundo contemporâneo. O lugar claudicante do pai, a inconsistência do Outro e o imperativo de gozo são marcas do discurso capitalista atual. Diante desse cenário, outra crise ganha espaço nas discussões sobre clínica e sociedade. Trata-se da experiência da puberdade e das séries de respostas que se reúnem em torno do que é chamado de crise da adolescência. O presente artigo se propõe a identificar as especificidades tanto da puberdade quanto do momento histórico em que vivemos para assim colaborar com a discussão sobre o adolescer na sociedade contemporânea<hr/>Abstract: Psychoanalysis has long demonstrated the crises that mark the contemporary world. The halting place of the father, the inconsistency of the Other and the imperative of enjoyment are trademarks of today´s capitalist discourse. Given this scenario, another crisis is gaining ground in discussions of clinical and society. This refers to the experience of puberty and the series of responses that come together around what is called the crisis of adolescence. In order to collaborate with the discussion of the adolescent in contemporary society, this article aims to identify the specificities of puberty and the historical moment in which we live. <![CDATA[A teoria do puberal em Jacques Lacan]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-14982017000200311&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo: A hipótese defendida neste artigo é dupla. Em primeiro lugar, uma teorização implícita do puberal é necessária, por sua importância lógica, para autores que não trataram do tema. Em segundo lugar, a teorização implícita sobre o puberal em Jacques Lacan pode ser extraída de um artigo de Jacques-Alain Miller: O Outro do Outro. Na transição entre o Outro do Outro e não existe Outro do Outro - presente no Seminário 5 e seguintes - Lacan faz um avanço que pode assemelhar-se ao percurso da criança tornando-se púbere: queda do pai imaginário do Édipo e revelação de S(A barrado). Assim, dir-se-ia que uma mudança de paradigma na teoria tem, ela mesma, um valor teórico (como na passagem da primeira à segunda tópica em Freud), que teria escapado ao autor e que, portanto, continua em aberto.<hr/>Abstract: This article defends a double hypothesis: that an implicit theorisation of puberty is a necessity among psychoanalytic authors who have not dealt with this subject (because of its logical importance); that Lacan’s own theorisation can be extracted from an article by Jacques-Alain Miller, L’Autre de l’Autre. In the movement from l’Autre de l’Autre to il n’y a pas d’Autre de l’Autre - which corresponds to the shift between Seminar V and the following seminars - the step taken by Lacan can resemble the journey of the child’s entrance into puberty: the fall of the imaginary father of Oedipus and the revelation of S(A). We could therefore say that, unbeknownst to him, a paradigm change in an author’s theory has its own theoretical value (akin to Freud’s movement from the first to the second topography), which should be discovered. <![CDATA[Conexões: transformações do objeto da arte]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-14982017000200321&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo: Este artigo é resultado de uma pesquisa de doutorado, envolvendo a temática da arte nos anos 70, nos contextos brasileiro e espanhol. Sustentada pela teoria e método da psicanálise, analisa obras de dois artistas brasileiros e de um grupo de artistas catalães. Reflete sobre as contingências de determinados atos de criação, bem como sobre os ideais utópicos que esses artistas colocaram em cena. Além disso, analisa que as transformações propiciadas pela arte contemporânea transformam a própria concepção de objeto de arte, aproximando-se do que em psicanálise denomina-se como objeto a.<hr/>Abstract: This article is the result of a doctoral research involving the theme of art in the 70s, the Brazilian and Spanish contexts. Supported by theory and method of psychoanalysis, analyzes works of two Brazilian artists and a group of Catalan artists. Reflects about the contingencies of certain acts of creation, as well as the utopian ideals that these artists put into play. It analyzes that the transformations brought about by contemporary art transform the concept of art object, approaching to what in psychoanalysis is called as object a. <![CDATA[O tempo do luto e o discurso do Outro]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-14982017000200337&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo: Trata-se de uma leitura pelo método psicanalítico sobre o tempo de trabalho do luto, através do filme Sede de viver, da biografia de Van Gogh escrita por Forrester, e das concepções sobre o luto no campo da psicanálise, formuladas por Lacan e Allouch, visando abordar a travessia do luto como uma experiência que exige um trabalho não determinado exclusivamente pela relação entre o enlutado e o objeto perdido, mas contando com a função dos ritos e com a linguagem para concluir o luto com um ato.<hr/>Abstract: This is a reading by the psychoanalytic method, based on the working time of mourning, through the film Lust for life, the biography of Van Gogh written by Forrester, and conceptions of mourning in the field of psychoanalysis formulated by Lacan and Allouch, aimed at addressing the crossing of mourning as an experience that requires work not solely determined by the relation between the mourner and the lost object, but relying on the function of the rites and the language to conclude the mourning with an act. <![CDATA[A noção de duplo e sua importância na discussão do autismo]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-14982017000200357&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO: Este trabalho tem o apoio da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap); é parte de nossa pesquisa Sujeito e indivíduo: uma análise dos materiais audiovisuais e autobiográficos de pessoas autistas e suas contribuições para o campo de interface entre a educação inclusiva e a clínica psicanalítica. Através de uma revisão bibliográfica, aborda a noção de duplo a partir do texto freudiano O estranho (1919). Recorremos também às considerações de Maleval (2011) sobre o tema do duplo e o autismo. Conclui-se que a noção de duplo apresenta-se como importante ferramenta na clínica e na educação de autistas.<hr/>ABSTRACT: This work is supported by the Ceará Foundation for Scientific and Technological Development (Funcap) and is part of our research Subject and the individual: an analysis of audiovisual and autobiographical materials of autistic people and their contributions to the field of interface between inclusive education and psychoanalytic clinic. Through a literature review, discusses the notion of double from the Freudian text The Uncanny (1919). Recourse also to considerations of J. C. Maleval (2011) on the theme of double and autism. We conclude that the notion of double presents itself as an important tool in clinical and education of autistic. <![CDATA[<strong>O autômato: uma figura da paixão</strong>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-14982017000200371&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo: Neste artigo, propõe-se realizar uma apresentação crítica do conto, O homem da areia, de E.T.A. Hoffman, inserido no universo psicanalítico por Freud, em 1919, em Das Unheimliche. Este estudo apresentará aquele material literário, verificando a complexidade narrativa e a riqueza de elementos que o compõem. Em seguida, examiná-lo sob o ângulo da paixão, precisamente, como uma narrativa acerca da experiência de uma loucura passional que culmina numa tragicidade daquela natureza. Propõe-se conceber o mecanismo psíquico da alienação como intrínseco ao fenômeno do automatismo, próprio de um estado passional. É possível estabelecer tal processo, tanto nas modulações discursivas do texto, como na constituição dos personagens, mais propriamente em Natanael e Olímpia. A partir desta perspectiva, evidencia-se o autômato como uma figura da paixão.<hr/>ABSTRACT: In this article, we pursuit a critic presentation of the tale Sandman, by E.T.A. Hoffmann, inserted on the psychoanalytic universe by Freud, in 1919, in Das Unheimliche. In a first moment, this study presents that literary material, verifying the narrative complexity and the richness of the elements that composes it. After, examining it under the angle of passion, precisely, as a narrative regarding the experience of a passion folly that culminates in a tragicity of that nature. We propose to conceive the psychic mechanism of alienation as intrinsic to the automatism phenomenon, distinctive of a passionate condition. It is possible to establish such process, both in the discursive text modulations, as in the constitution of the characters, more specifically in Natanael and Olympia. From this perspective, it becomes clear the automaton as a figure of passion. <![CDATA[PAREDES MOVEDIÇAS: o espaço como efeito de linguagem]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-14982017000200407&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo: O presente artigo aborda o tema da constituição da noção de espaço para a psicanálise, discutindo as relações entre percepção e representação a partir de fenômenos de instabilidade de bordas no campo pulsional (como a alucinação, a despersonalização, o Unheimlich, os processos miméticos ou mesmo a errância psicótica). Propõe que as relações espaço-temporais no âmbito humano sejam tomadas como efeito da posição do sujeito na linguagem, problematizando a função do recalque como produtor de fronteiras que definem e estabilizam as relações do sujeito em sua experiência perceptiva.<hr/>ABSTRACT: This paper addresses the theme of the constitution of the notion of space in psychoanalysis, discussing the relations between perception and representation from the viewpoint of boundary instability phenomena related to the instinctual field (such as hallucinations, depersonalization, theUnheimlich, mimetic processes, or even psychotic roaming). It proposes to consider spatiotemporal relations at the human level as an effect of the subject’s position in language, problematizing the function of repression as a producer of boundaries that define and stabilize the subject’s relations in his perceptual experience. <![CDATA[SABER, VERDADE E GOZO: O MURO DE LINGUAGEM E A FUNÇÃO POÉTICA]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-14982017000200443&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo: Este artigo propõe uma articulação entre saber, verdade, gozo como uma escrita no muro de linguagem, interrogando acerca da possibilidade de sua transposição a partir da função poética. Tal função, em sua articulação com a lógica da inexistência da relação sexual, a qual contraria a lógica da não-contradição, nos aponta uma via para ultrapassar a significação fálica. Assim, parece-nos possível, pela via da função poética, uma tensão entre sentido e som que possa produzir um significante novo pelo ab-senso, de modo que esse significante possa se posicionar como carta de amor que se sustenta pela ressonância da causa do desejo.<hr/>ABSTRACT: This article proposes a link between knowledge, truth and jouissance as a writing on the wall of language, inquiring about the possibility of transposing this wall through the poetic function. Such function, in its articulation with the logic of the inexistence of sexual relation, which contravenes the logic of non-contradiction, shows us a way to overcome the phallic signification. Thus, it seems possible, by means of the poetic function, that a tension between sense and sound is able to produce a new signifier through the ab-sense, so that this signifier can place itself as a love letter that maintains itself by the resonance of the cause of the desire. <![CDATA[A METAPSICOLOGIA DO MASOQUISMO: O enigma do masoquismo feminino e sua relação com a fantasia masculina]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-14982017000200477&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo: Ao longo deste artigo, acompanharemos quais foram as proposições freudianas sobre o masoquismo, apontando suas inovações bem como as alterações realizadas durante a construção de seu arcabouço teórico. Destacaremos o momento da criação do termo masoquismo feminino e, logo depois, abordaremos a tese lacaniana que assevera que o masoquismo feminino é uma fantasia do desejo masculino, sendo que, quando esse desejo incide nas mulheres, revela-se que é apenas uma das máscaras utilizadas pela mulher para enlaçar a fantasia masculina.<hr/>Abstract: Throughout this article, we will follow what were the Freudian propositions on masochism, pointing their innovations as well as the changes made during the construction of psychoanalytic theoretical framework. We will highlight the moment of creation of the term feminine masochism, and soon after, we will address the Lacanian thesis that asserts that female masochism is a fantasy of male desire, and, when this desire focuses on women, it turns out it is just one of the masks used by women to ensnare the male fantasy. <![CDATA[Inovação na ciência, inovação na psicanálise]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-14982017000200491&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo: O artigo examina o estatuto da inovação nos dias de hoje, relacionando-o aos procedimentos da ciência e procurando ver as suas consequências para as concepções de sujeito e de ato. Toma o complexo curso da história da ciência, recorrendo a unidades de tempo amplas, para demonstrar as importantes marcas deixadas ao longo dos últimos séculos. Mostra em seguida que, a despeito de aparentemente afastadas de nosso cotidiano, as operações matemáticas alteram a ordem do discurso onde o sujeito se constitui. Conclui que a inovação se torna obrigatória na ciência, o que paradoxalmente a afasta do novo que faz surgir o sujeito.<hr/>Abstract: The paper examines the category of innovation in the light of its relations to scientific procedures. It then observes the consequences of the current use of innovation for the conception of a speaking subject and the act he/she performs. It takes the complex course of the history of science using wide time units to demonstrate the important traces left by the progress of science in the past centuries. It then shows that despite seeming far from our day to day life, operations carried on with mathematics, and especially geometry, constitutes the intellectual structure in which we are involved. It concludes that innovation having become mandatory paradoxically wards off the very novelty responsible for bringing around the speaking subject. <![CDATA[Religião, ciência e capitalismo: sujeito massificado, objeto padrão e medida comum para o gozo]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-14982017000200527&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo: O presente artigo discute, desde a psicanálise, de que maneira os discursos da religião, da ciência e do capitalismo ao produzirem a massificação dos sujeitos através da oferta de um sentido, de um saber e de um objeto padrão colocados como medida comum para o gozo acabam excluindo não apenas a singularidade do sujeito, mas, cada vez mais, suas chances inventivas diante do desamparo e do mal-estar, condições estruturais e estruturantes da vida humana.<hr/>Abstract: This article discusses, from psychoanalysis, how religion, science and capitalism discourses producing massification of the individuals through the offer of a standardized meaning, knowledge and object, set as a common measure for enjoyment end up excluding not only the singularity of the individual but also their inventive chances before helplessness and uneasiness, structural and structuring conditions of human life. <![CDATA[A presença do capitalismo na teoria dos discursos de Lacan]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-14982017000200543&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo: O exame da referência ao capitalismo na teoria dos discursos é antecedido pela demarcação, a partir do domínio da linguística, da diferença entre a noção de discurso e aquela mais abstrata de linguagem. Esclarece-se assim que, ao recorrer aos discursos, Lacan evita derivas objetivantes da ordem linguística, implicando as dimensões ética e política. Com relação ao estabelecimento por Lacan de tais aparelhos teóricos, centramo-nos na referência ao capitalismo aí incluída. Busca-se situar tal referência no encaminhamento da teoria dos discursos, bem como interrogar o sentido da formulação daí advinda, ainda que pontualmente, de um discurso do capitalista.<hr/>ABSTRACT: Examination of the reference to capitalism in the theory of discourses is preceded by demarcation, from the field of linguistics, from the difference between the notion of discourse and the more abstract notion of language. It is clear that, by resorting to the discourses, Lacan avoids objectifying the linguistic drift, implicating the ethical and political dimensions. With regard to the establishment of such theoretical devices by Lacan, we focus on the reference to capitalism there included. We try to situate such reference in forwarding the theory of discourse, as well as questioning the meaning of the formulation arising therefrom, albeit occasionally, of a discourse of the capitalist. <![CDATA[Os nomes do pai e a generalização da castração]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-14982017000200575&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo: Segundo Freud, os complexos de Édipo e de castração são fatores decisivos para se pensar a entrada do sujeito no “mundo” do desejo, da lei e da cultura. Lacan proporcionou uma nova leitura do Édipo freudiano ao pluralizar o Nome-do-Pai e trazer à discussão os modos singulares da presença da função paterna, pluralizada em diversos nomes. Lacan demonstra que a castração não é uma operação edípica, é, antes, uma operação de inscrição da linguagem. Nosso trabalho busca abordar a pluralização dos nomes do pai através do eixo da generalização da castração.<hr/>Abstract: According to Freud, the Oedipus complex and the castration are crucial factors to think about the subject’s entry into the “world” of desire, law and culture. Lacan provided a new reading of Freud’s Oedipus, pluralizing the Name-of-the-Father and bringing to the discussion the singular ways of the presence of the paternal function, which is pluralized in various names. Lacan shows that castration is not an oedipal operation, but rather an inscription into language. In this paper, we address the pluralization of the Names-of-the Father, through the generalization of castration.