Scielo RSS <![CDATA[Ágora: Estudos em Teoria Psicanalítica]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1516-149820120001&lang=es vol. 15 num. 1 lang. es <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>The subject and his modes of jouissance</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-14982012000100001&lng=es&nrm=iso&tlng=es Mostra-se como a interioridade psíquica e corporal do sujeito se articula ao social. Considerando-se que o sujeito teria um modo peculiar de gozo, elabora-se a ideia de que ele teria uma ética da responsabilidade. Pretende-se sustentar que a formação sintomática, não somente implica o sofrimento, mas também uma operação de 'cisão' no ser do sujeito. Não se reduzindo à própria imagem, nem à sua palavra, ele vive num mundo de símbolos cuja articulação se faz por meio do discurso social, permitindo uma articulação entre sua subjetividade e seu modo singular de gozo. Distingue-se um gozo sexual de outro mais primário, dimensão de destruição interna não erotizada.<hr/>The article shows how the psychic and bodily interiority of the subject articulates to the social. Considering that the subject would have a peculiar mode of jouissance, the article develops the idea that this subject would have an ethics of responsibility. It argues that the symptomatic formation not only implies suffering, but also an operation of "splitting" in the subject's being. Not reducing himself to his own image, or to his speech, he lives in a world of symbols whose articulation is made through a social discourse, allowing an articulation between his subjectivity and his unique mode of jouissance. A sexual jouissance is distinguished from another one which is more primary, an internal dimension of a non-eroticized destruction. <![CDATA[<b>The "beautiful death"</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-14982012000100002&lng=es&nrm=iso&tlng=es É com uma realidade encoberta, com o pudor e com a vergonha que se articula a visão do corpo do morto; a problemática do fantasma ligado ao morto. Se a sexualidade parece-nos, atualmente, menos velada do que na época clássica, a morte, por sua vez, tornou-se tabu e deslocou-se para a esfera privada, para o território da intimidade psicológica, o que Phillipe Ariès denomina "a morte tornada selvagem". Na descrição que Flaubert faz do falecimento de Ema, em Madame Bovary, as imagens da morte e da decomposição do corpo morto mantêm vivas uma iconografia recalcada, "aureolada". O processo de censura contra o livro é emblemático da repressão da sociedade sobre a representação da morte.<hr/>It is in the hidden visibility, in the modesty and in the shame that the issue of viewing the body of the dead takes shape, going towards the phantasmal aspect (aspect of fantasy) linked to the dead. If sexuality seems less veiled as compared to the classical era, death in itself has become a taboo and withdraws itself into the private sphere, into a psychological intimacy, what Ariès calls "the barbarization of death". Concerning Flaubert, writing about the death of Emma Bovary, the imagery of the body's decomposition and of death creates a repressed, "halo-ed" imagery. The censor process against Madame Bovary is, in this respect, symbolic of society's repression of the representation of death. <![CDATA[<b>Meditation on an instructive dream</b>: <b>the fetishistic error and the Freudian hit</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-14982012000100003&lng=es&nrm=iso&tlng=es A partir da interpretação freudiana de um sonho, da definição freudiana de fetichismo e de alguns comentários de Slavoj Zizek e Wladimir Safatle sobre os mesmos, teceremos algumas considerações sobre: 1. O valor que a interpretação freudiana concede aos conteúdos latentes e à forma manifesta dos sonhos. 2. O estatuto faltoso do objeto do desejo. 3. A relação que a realização do desejo supõe entre desencontro e encontro e entre engano e verdade. 4. O problema do fetichismo.<hr/>From the Freudian interpretation of a dream, from the Freudian definition of fetishism and from some reviews of Slavoj Zizek and Wladimir Safatle about the same, we will make some considerations about: 1. The value that the Freudian interpretation accords to latent contents and to the actual shape of dreams. 2. The defaulting status of the object of desire. 3. The relationship that the accomplishment of desire implies between encounter and confrontation and between deception and truth. 4. The problem of fetishism. <![CDATA[<b>Trauma</b>: <b>o avesso da memória</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-14982012000100004&lng=es&nrm=iso&tlng=es O presente trabalho é uma interrogação à teoria psicanalítica acerca das ressonâncias do traumatismo na função psíquica da memória, a partir da leitura das obras de Sigmund Freud, Sandor Ferenczi, Nicolas Abraham e Maria Torok. Sustenta-se que o traumático subverte o registro psíquico dos acontecimentos. A imagem paradoxal do trauma enquanto avesso da memória espera oferecer uma figurabilidade a esta subversão, indicando a alteração no direcionamento dos investimentos psíquicos.<hr/>The present essay comprises an interrogation to psychoanalysis theory on the consequences of trauma in the psychic role of memory, based on the works of Sigmund Freud, Sandor Ferenczi e Nicolas Abraham e Maria Torok. We state that the traumatic subverts the psychic registry of events. The paradoxical image of trauma as the reverse of memory intends to offer a symbolism to this subversion, indicating the change in the direction of the psychic cathexis. <![CDATA[<b>Defense and trauma</b>: <b>from the <i>Project </i>to the present</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-14982012000100005&lng=es&nrm=iso&tlng=es Trata-se de evidenciar, com o estudo do Projeto para uma psicologia científica (1895/1996) de Sigmund Freud, de que forma os postulados da defesa e do trauma aí presentes se articulam com os postulados de Freud sobre a histeria no início de seu trabalho, e qual a sua validade para compreender a psicopatologia na atualidade.<hr/>Through the study of Freud's text Project for a scientific psychology (1895/1996), it becomes evident the way in which the statements of defense and trauma are related with Freud's statement about the hysteria at the beginning of his work and what their importance to understand today's psychopathology is. <![CDATA[<b>From <i>hamartia</i><i> </i>as fault and the tragic dimension of life in psychoanalysis</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-14982012000100006&lng=es&nrm=iso&tlng=es Trata-se da apresentação de elementos no pensamento freudiano que apontam para o modo como sua teoria não apenas aceita e comporta considerações acerca da tragédia, mas também localiza o psiquismo num sistema que depende da significação trágica da vida. Para tornar clara essa dimensão do pensamento freudiano, recorre-se a aspectos de seu trabalho com o texto de Sófocles - Édipo Rei. Propõe-se a construção de um diálogo entre Freud e Aristóteles. Extrai-se do conceito aristotélico de, ou falta, o núcleo de uma articulação possível de sua concepção de tragédia e aquilo que diz respeito à dimensão trágica da vida no pensamento freudiano.<hr/>This paper presents elements in the Freudian thought to point how his theory not only accepts and contains considerations about tragedy, but also locates the psyche in a theoretical system that depends on the tragic meaning of life. Some aspects of Freud's work links with Sophocles' text - Oedipus Tyrannus - and are considered to clarify this dimension of the Freudian thought and lead to a construction of a dialogue between Freud Aristotle. The Aristotelian concept of, fault, is the nucleus of a possible articulation of his conception of tragedy and what concerns the tragic dimension of life in the Freudian thought. <![CDATA[<b>Hystorization</b><b> and novel</b>: <b>the construction of the character in the adolescents' intimate diaries</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-14982012000100007&lng=es&nrm=iso&tlng=es Pretende-se investigar a função da escrita de diários íntimos por adolescentes. Defende-se a hipótese de que o romance é o paradigma do diário íntimo. Utilizando os conceitos de Lacan de hystorização e romance, buscamos fazer uma aproximação entre a escrita de um diário íntimo e a construção de um romance. O romance leva à produção de um personagem como o principal protagonista da história. Dessa forma, promove-se uma mudança na posição do sujeito, que deixa de ser determinado pela história para ler essa determinação. A escrita de um romance familiar pode operar na construção do sintoma adolescente.<hr/>The purpose of this work is to investigate the role of personal diaries written by adolescents. We sustain the hypothesis that intimate diaries have the novel as their paradigm. Using Lacan's concepts of hystorization and novel, we try to make an approach between the writing of an intimate diary and the construction of a novel, in which the production of a character is the main protagonist of the story. In this way, a change on the subject's position is promoted so that, rather than being determined by story, this subject is able to read his historical determination. The writing of a family novel can operate in the construction of the adolescent symptom. <![CDATA[<b>Marylin</b><b> Monroe's case</b>: <b>evidences of the subject's <i>Verwerfung</i><i> </i>and of its act</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-14982012000100008&lng=es&nrm=iso&tlng=es A objetivação da transferência sustenta uma posição epistemológica característica do discurso da ciência e implica a forclusão do real do sujeito e de sua verdade, excluindo a possibilidade do ato analítico. Para mostrá-lo, o trabalho utiliza dados biográficos e relatos das últimas sessões da análise de Marylin Monroe. Destaca que o masoquismo, vertente real do enlaçamento amoroso da atriz com o Outro, foi elidido em favor da interpretação simbólica do inconsciente e da transferência tomada como simples repetição das relações de objeto, com trágicas consequências para o sujeito.<hr/>The transfer objectification is based on an epistemological position characteristic of the science discourse and implies the Verwerfung of the subject's real and of its truth, excluding the possibility of the analytical act. To discuss it, this paper uses biographical data and reports of Marylin Monroe's last analytical sessions emphasizing that masochism, the real part of the actress' love engagements with the Other, was ignored in favor of the symbolic interpretation of the unconscious and of the transfer taken as a mere repetition of the object relationships, with tragic consequences on the subject. <![CDATA[<b>Imaginary achievement of unconscious desire in a therapy group of pre-school-aged-children</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-14982012000100009&lng=es&nrm=iso&tlng=es Alguns teóricos têm observado que os grupos, assim como os sonhos, podem fornecer um espaço privilegiado para a realização imaginária de desejos inconscientes de seus membros. Por meio de relatos de sessões de um grupo terapêutico formado por crianças em idade pré-escolar, objetivou-se conhecer as formas de organização e de expressão do grupo que possibilitaram a realização imaginária de desejos inconscientes de seus membros. Mediante Análise Textual Qualitativa, constatou-se que a realização dos desejos foi possível pela articulação dinâmica entre desejos manifestos, formas de expressão e modos pelos quais o grupo organiza seus processos, influenciados pelas características do desenvolvimento psicossexual das crianças.<hr/>A few theoreticians have observed that groups, as well as dreams, may provide a privileged space for the imaginary achievement of their members' unconscious desires. Through reports of sessions of a therapy group comprising children at pre-school age, this study aimed at learning the organization and expression forms of the group that rendered possible the imaginary achievement of their members' unconscious desires. Qualitative Textual Analysis led to find out that the achievement of desires was possible through the dynamic articulation among the expressed desires, forms of expressions and ways in which the group organizes its processes, influenced by the characteristics of the children's psychosexual development. <![CDATA[<b>Modalities of act in the particularity of the adolescence period</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-14982012000100010&lng=es&nrm=iso&tlng=es A adolescência, como momento singular, manifesta-se sob modalidades distintas de ato praticadas pelo sujeito frente ao encontro com o real e diante da ausência de referências simbólicas, suscitando o ato como algo que marca um antes e um depois - um atravessamento. Este ato surge como uma tentativa de inscrição, fazendo-se necessário recuperar sua função quando a banalização o apaga. Busca-se aqui levantar e desenvolver uma hipótese acerca dessas modalidades de ato e trazer um exemplo de atendimento de um adolescente em cumprimento de medida socioeducativa, apostando que o ato infracional possa vir a ser propiciador de uma retificação subjetiva quando apoiado por um operador do simbólico.<hr/>Adolescence, as a singular moment, takes place in distinct modes of action applied by the subject before the meeting with the real and due to the absence of symbolic references, giving rise to the act as something that marks a before and an after - a crossing. This act comes as an attempt to inscription, making necessary to recover its function when the routine extinguishes it. This article aims to raise and develop a hypothesis about these modalities of act and shows an example of attendance care of a teenager in fulfillment of a socio-educational measure, betting that these acts might be promising as a subjective rectification when supported by an operator of the symbolic. <![CDATA[<b>Peirce, Lacan and the problem of the indexical sign</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-14982012000100011&lng=es&nrm=iso&tlng=es Pouca atenção é dada, na literatura psicanalítica, às relações entre Lacan e Peirce. No entanto, a referência a Peirce é uma constante no ensino de Lacan a partir dos anos 1960. Por outro lado, a análise desta referência permite situar uma importante descontinuidade teórica no ensino de Lacan. Ela diz respeito a uma reforma importante da teoria do significante, cujo pivô é a introdução do conceito de signo. O artigo visa explicitar as diferenças teóricas entre Peirce e Lacan, assim como o uso particular que este faz de certos conceitos provenientes do pragmatismo.<hr/>The relationship between Lacan and Peirce has not been given much consideration in the psychoanalytical bibliography. However, the reference to Peirce is a constant in Lacan's teachings from the sixties. On the other hand, the analysis of this reference permits us to situate an important theoretical discontinuity in his teachings. This discontinuity concerns an important modification in the theory of the signifier based on the introduction of the concept of sign. The article aims to explicit the theoretical differences between Peirce and Lacan and their particular use of some concepts coming from pragmatism. <![CDATA[<b>A psicanálise, seus contornos e suas bordas</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-14982012000100012&lng=es&nrm=iso&tlng=es Pouca atenção é dada, na literatura psicanalítica, às relações entre Lacan e Peirce. No entanto, a referência a Peirce é uma constante no ensino de Lacan a partir dos anos 1960. Por outro lado, a análise desta referência permite situar uma importante descontinuidade teórica no ensino de Lacan. Ela diz respeito a uma reforma importante da teoria do significante, cujo pivô é a introdução do conceito de signo. O artigo visa explicitar as diferenças teóricas entre Peirce e Lacan, assim como o uso particular que este faz de certos conceitos provenientes do pragmatismo.<hr/>The relationship between Lacan and Peirce has not been given much consideration in the psychoanalytical bibliography. However, the reference to Peirce is a constant in Lacan's teachings from the sixties. On the other hand, the analysis of this reference permits us to situate an important theoretical discontinuity in his teachings. This discontinuity concerns an important modification in the theory of the signifier based on the introduction of the concept of sign. The article aims to explicit the theoretical differences between Peirce and Lacan and their particular use of some concepts coming from pragmatism. <![CDATA[<b>Novos horizontes no diálogo entre psicanálise e medicina</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-14982012000100013&lng=es&nrm=iso&tlng=es Pouca atenção é dada, na literatura psicanalítica, às relações entre Lacan e Peirce. No entanto, a referência a Peirce é uma constante no ensino de Lacan a partir dos anos 1960. Por outro lado, a análise desta referência permite situar uma importante descontinuidade teórica no ensino de Lacan. Ela diz respeito a uma reforma importante da teoria do significante, cujo pivô é a introdução do conceito de signo. O artigo visa explicitar as diferenças teóricas entre Peirce e Lacan, assim como o uso particular que este faz de certos conceitos provenientes do pragmatismo.<hr/>The relationship between Lacan and Peirce has not been given much consideration in the psychoanalytical bibliography. However, the reference to Peirce is a constant in Lacan's teachings from the sixties. On the other hand, the analysis of this reference permits us to situate an important theoretical discontinuity in his teachings. This discontinuity concerns an important modification in the theory of the signifier based on the introduction of the concept of sign. The article aims to explicit the theoretical differences between Peirce and Lacan and their particular use of some concepts coming from pragmatism. <![CDATA[<b>Dissertações de mestrado e teses de doutorado/2011</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-14982012000100014&lng=es&nrm=iso&tlng=es Pouca atenção é dada, na literatura psicanalítica, às relações entre Lacan e Peirce. No entanto, a referência a Peirce é uma constante no ensino de Lacan a partir dos anos 1960. Por outro lado, a análise desta referência permite situar uma importante descontinuidade teórica no ensino de Lacan. Ela diz respeito a uma reforma importante da teoria do significante, cujo pivô é a introdução do conceito de signo. O artigo visa explicitar as diferenças teóricas entre Peirce e Lacan, assim como o uso particular que este faz de certos conceitos provenientes do pragmatismo.<hr/>The relationship between Lacan and Peirce has not been given much consideration in the psychoanalytical bibliography. However, the reference to Peirce is a constant in Lacan's teachings from the sixties. On the other hand, the analysis of this reference permits us to situate an important theoretical discontinuity in his teachings. This discontinuity concerns an important modification in the theory of the signifier based on the introduction of the concept of sign. The article aims to explicit the theoretical differences between Peirce and Lacan and their particular use of some concepts coming from pragmatism.