Scielo RSS <![CDATA[Revista CEFAC]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1516-184620170006&lang=en vol. 19 num. 6 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[EDITORIAL]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462017000600741&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[Spontaneous language of preterm children aged 4 and 5 years]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462017000600742&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT Purposes: to evaluate spontaneous language development through the Mean Length of Utterance in words (MLU-w) of children with gestational age between 28 and 36 weeks. This research also aims to study if the gestational age, birth weight, gender, and parents’ level of formal education can influence that measurement. Methods: nineteen premature children (9 males, 10 females), in the age range 4-5 years old, enrolled on Lisbon area kindergartens, and considered as having typical development, participated in this research. Spontaneous speech of each child was recorded for 30 minutes and transcribed afterwards. Results: mean values of MLU-w of Portuguese premature children were significantly lower than those with typical development. A positive and significant correlation between the gestational age and the birth weight with the MLU-w was also found. The gender of the children and the parents’ level of formal education showed no influence on the results. Conclusion: these results reinforce the need to identify, on these children, possible deficits, in order to prevent negative impacts in school education, and stimulate their psychosocial development.<hr/>RESUMO Objetivos: avaliar a linguagem espontânea, através da Extensão Média do Enunciado em palavras (EME-p), de crianças com idade gestacional entre as 28 e as 36 semanas. Pretende-se também verificar se o número de semanas de gestação, o peso à nascença, o gênero e ainda a escolaridade dos pais influenciam essa medida. Métodos: participaram 19 crianças prematuras (9 meninos e 10 meninas), de 4 e 5 anos de idade, matriculadas em jardins-de-infância da área de Lisboa, consideradas como tendo desenvolvimento típico. O discurso espontâneo de cada criança foi gravado durante 30 minutos e posteriormente transcrito. Resultados: os valores encontrados nas crianças nascidas pré-termo eram significativamente inferiores aos de referência para a população portuguesa com a mesma idade. Verificou-se ainda uma correlação positiva e significativa do tempo de gestação e do peso à nascença com a EME-p. Não foram encontrados efeitos decorrentes do gênero das crianças ou da escolaridade dos pais. Conclusão: estes resultados reforçam a necessidade de identificar possíveis défices de linguagem nesta população, de forma a potenciar o seu desenvolvimento psicossocial e acadêmico. <![CDATA[Ear canal collapse prevalence and associated factors among users of a center of prevention and rehabilitation for disabilities]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462017000600749&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT Purpose: to investigate the prevalence of the ear canal collapse when using supra-aural earphones and to verify if this event is influenced by sex, age, color of the skin and prominent ear. Methods: the collapse was assessed by a visual inspection after the positioning of a detached cushion, pressured against the external ear. Results: a total of 436 individuals, aged 3 to 97 years, participated in the study. Ear canal collapse was observed in 11.4% of the subjects, being mostly bilateral (90.0%). The prevalence ranged from 6.3% to 36.6% across age groups. Males, aged 65 years or above and presence of prominent ear were independently identified as associated factors for the occurrence of ear canal collapse (p&lt;0.05). Despite a higher prevalence for those self-identified as white skinned when compared to non-whites, the difference was not statistically significant. Conclusion: the ear canal collapse, when supra-aural earphones are used, is more likely to occur in men, in elderly people, and among those with prominent ears. The prevalence of the event in this population raises the necessity of a careful examination, previous to any evaluation using supra-aural earphones.<hr/>RESUMO Objetivo: investigar a prevalência do colabamento do meato acústico externo quando utilizados fones supra-aurais e verificar se a ocorrência deste evento é influenciada pelos fatores sexo, idade, cor da pele e orelha em abano. Métodos: a pesquisa do colabamento foi conduzida de forma padronizada por meio do posicionamento de um coxim avulso, pressionado contra o pavilhão auricular. Resultados: participaram do estudo 436 indivíduos, com idade entre 3 e 97 anos. Foi observado colabamento do meato acústico externo em 11,4% dos indivíduos, apresentando-se de forma bilateral em 90,0% dos casos. A prevalência variou de 6,3% a 36,6% entre os grupos etários. Sexo masculino, idade igual ou superior a 65 anos e presença de orelha em abano foram identificados, independentemente, como fatores associados à ocorrência do evento (p&lt;0,05). Apesar da prevalência do colabamento ser maior entre os que referem pele de cor branca, a diferença não foi estatisticamente significante, comparando-se com os não brancos. Conclusão: o colabamento do meato acústico externo, quando utilizados fones supra-aurais, é um evento com maior ocorrência entre homens, idosos e aqueles que apresentam orelha em abano. A prevalência do evento nessa população alerta para a necessidade de uma cuidadosa verificação, prévia a qualquer avaliação com fones supra-aurais. <![CDATA[Correlation between satisfaction aspects and the work of speech therapists of a hearing health care network]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462017000600756&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT Purpose: to correlate aspects involved in the satisfaction of speech therapists with the work in the Hearing Health Care Network regarding human resources policy, provided assistance and communication relationships. Methods: an analytical observational cross-sectional study, consisting of 27 speech therapists connected to the Hearing Health Care Network. A structured questionnaire was used as the collection instrument. A descriptive analysis of the frequency distribution of all categorical variables and analysis of the measures of central tendency and of dispersion of the continuous variables were made. The Spearman correlation coefficient was used for the correlation analysis. Results: the analysis revealed a positive correlation with statistical significance of moderate magnitude between the following items: “human resources policy" and "wage policy," "performance perspective" and "communication"; "activities performed" and "physical space", "wage policy", "performance perspective" and "work routine"; "agenda" and "physical space" and "work routine". Conclusion: the study showed the influence of the human resources policy, the assistance provided and the communicative relations in the satisfaction with the job of Speech Therapists of a Hearing Health Care Network. In addition, it presented advances in analyzing a poorly addressed network.<hr/>RESUMO Objetivo: correlacionar aspectos envolvidos na satisfação de fonoaudiólogos com o trabalho na Rede de Atenção à Saúde Auditiva, tendo como referência política de recursos humanos, assistência prestada e relações comunicativas. Métodos: estudo observacional analítico transversal, composto por 27 fonoaudiólogos da Rede de Atenção à Saúde Auditiva. Como instrumento de coleta foi utilizado questionário estruturado, aplicado sob a forma de entrevista. Foi realizada análise descritiva da distribuição de frequência de todas as variáveis categóricas e análise das medidas de tendência central e de dispersão das variáveis contínuas. Para a análise de correlação utilizou-se o coeficiente de correlação de Spearman. Resultados: as análises revelaram correlação positiva com significância estatística de magnitude moderada entre os seguintes itens: “política de recursos humanos” com “política salarial”, “perspectiva de atuação” e “comunicação”; “atividades desenvolvidas” com “espaço físico”, “política salarial”, “perspectiva de atuação” e “rotina de trabalho”; “agenda” com “espaço físico” e “rotina de trabalho”. Conclusão: o presente estudo permitiu verificar a influência da política de recursos humanos, da assistência prestada e das relações comunicativas na satisfação com o emprego de fonoaudiólogos de uma Rede de Saúde Auditiva. Além disso, apresentou avanços ao analisar uma Rede pouco abordada. <![CDATA[Quality of life in individuals with tinnitus with and without hearing loss]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462017000600764&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT Purpose: to evaluate the perception of the level of quality of life in subjects with tinnitus, with and without hearing loss. Methods: a cross-sectional quantitative study. A total of 189 subjects (mean age 53.06 years) divided into four groups. Group 1: subjects with normal auditory thresholds without tinnitus complaint; Group 2: subjects with normal auditory thresholds and tinnitus complaint; Group 3: subjects with sensorineural hearing loss without tinnitus complaint; Group 4: subjects with sensorineural hearing loss and with tinnitus complaint. Levels of quality of life were investigated through the World Health Organization Quality Of Life (WHOQOL) website - brief and psycho-emotional and functional aspects of patients with tinnitus through the Tinnitus Handicap Inventory (THI). Statistical analyzes, comparisons among groups and descriptive analysis were performed, considering a significance level of 5%. Results: the overall mean scores of quality of life in group 4 (56.07) were smaller than those of group 1 (64.67) (p&lt;0.05). The subjects with tinnitus complaint presented a moderate level of disturbance of the symptom. Conclusion: tinnitus interferes in the quality of life of individuals who had preserved or altered auditory thresholds. Therefore, means to reduce the discomfort caused by tinnitus symptom should be developed, in order to improve patients' quality of life.<hr/>RESUMO Objetivo: avaliar a percepção do nível de qualidade de vida em sujeitosportadores de zumbido com e sem perda auditiva. Métodos: estudo transversalquantitativo. 189 sujeitos com idade média de 51,06 anos distribuídos emquatro grupos. Grupo 1: sujeitos com limiares auditivos normais sem queixa dezumbido; Grupo 2: sujeitos com limiares auditivos normais com queixa dezumbido; Grupo 3: sujeitos com perda auditiva neurossensorial sem queixa dezumbido; Grupo 4: sujeitos com perda auditiva neurossensorial com queixa dezumbido. Investigou-se níveis de qualidade de vida por meio do World HealthOrganizationQualityOf Life-WHOQOL-breve e aspectos psicoemocionais efuncionais dos portadores de zumbido por meio do Tinnitus HandicapInventory-THI. Foram realizadas análises estatísticas, comparações entregrupos e análise descritiva, considerando nível de significância de 5%. Resultados: os escores médios gerais da qualidade de vida mostraram-semenores no G4 (56,07) em relação ao G1 (64,67) (p&lt;0,05). Os sujeitos comqueixa de zumbido apresentaram incômodo ao sintoma de grau moderado. Conclusão: o zumbido interfere na qualidade de vida dos indivíduos quepossuem limiares auditivos preservados ou alterados. É importantedesenvolver meios para reduzir o incômodo causado pelo sintoma, elevando onível de qualidade de vida dos sujeitos. <![CDATA[Design of a sentence identification test with pictures (TIS-F) based on the pediatric speech intelligibility test]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462017000600773&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT Purposes: to design a sentence identification test with pictures for adults (Teste de Identificação de Sentenças com Figuras (TIS-F)) as an alternative for evaluation of auditory figure-background ability for verbal sounds, based on the Pediatric Speech Intelligibility Test and also for assessment of unskillful individuals who cannot accomplish other tests with higher levels of difficulty and greater demands. Methods: the Adobe Illustrator software was used and the image vectorization technique applied for figures creation. The sentences and the competitive message were audio-recorded in a sound treated room by a female announcer, using the software - REAPER - FM Digital Audio Workstation. Results: the TIS-F consisted of a 32 x 45 cm card, containing 10 figures, each one measuring 12 x 12 cm; one compact disc containing a track with the test calibration tone and seven test tracks, each one containing ten sentences and a competitive message and a specific protocol. Conclusion: the TIS-F is composed of a compact disc with dual-channel recording, with seven tracks containing ten sentences and the competitive story, one card containing ten pictures and a labeling protocol for all presentations and S/N in use, as well as the established normality values.<hr/>RESUMO Objetivos: elaborar, um teste para adultos, Teste de Identificação de Sentenças com figuras (TIS-F), o qual poderá ser uma alternativa para avaliar a habilidade figura-fundo, para som verbal, tendo como base o Teste de Logoaudiometria Pediátrica. E também como alternativa para avaliação de sujeitos inábeis para realizar testes com grau de dificuldade e exigência maiores. Métodos: para criação das figuras, utilizou-se o software Adobe Illustrator e realizou-se a técnica de vetorização de imagens. A gravação das sentenças e da mensagem competitiva foram realizadas em sala tratada acusticamente, por uma locutora do gênero feminino, utilizando-se o programa - REAPER - FM Digital áudio Workstation. Resultados: o TIS-F constou de: uma cartela de 32 x 45 cm, com dez figuras, cada uma medindo 12 x 12 cm; um compact disc com o tom de calibração e sete faixas teste, cada uma contendo dez sentenças e uma mensagem competitiva; e um protocolo específico do mesmo. Conclusão: o TIS-F é composto de um compact disc, gravado em dois canais, que apresenta sete faixas contendo dez sentenças e a história competitiva, uma cartela contendo dez figuras e um protocolo de marcação para todas as apresentações e S/R utilizados, bem como os valores de normalidades estabelecidos. <![CDATA[Quality of life, perception and knowledge of dentists on noise]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462017000600782&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT Purpose: to analyze the perception and knowledge of dentists on occupational noise, its prevention, and effects on their health and quality of life. Methods: a cross-sectional study carried out with 54 dentists of both genders. Two questionnaires were applied: one addressing issues of perception and knowledge on noise and its effects, and another on Quality of Life (SF 36). Results: the workplace noise was considered within medium intensity, and a health risk. Some professionals (59.2%) reported knowing noise prevention methods, although they do not use them. Complaints and the most frequently reported symptoms were irritability, difficulty in understanding speech and tinnitus. The perception of the Quality of Life was worse among men. There was association between pain and perception of noise intensity. Conclusion: noise was considered, regardless of gender, harmful to health and associated with perception of musculoskeletal pain. Symptoms and complaints caused by noise have been reported to negatively impact the professional activity of dentists, however, most of them do not adopt preventive measures.<hr/>RESUMO Objetivo: analisar a percepção e conhecimento de odontólogos sobre o ruído, sua prevenção e efeitos na saúde e qualidade de vida. Métodos: estudo transversal, realizado com 54 dentistas de ambos os gêneros. Aplicou-se dois questionários: um abordando a percepção e conhecimento sobre exposição a ruído e seus efeitos e outro sobre Qualidade de Vida (SF-36). Resultados: no ambiente de trabalho odontológico, o ruído foi percebido em média intensidade e considerado um risco à saúde. Alguns profissionais (59,2%) relataram conhecer métodos de prevenção dos efeitos do ruído, porém não os utilizam. As principais queixas e sintomas foram irritabilidade, dificuldade na compreensão da fala e zumbido. A percepção sobre a Qualidade de Vida foi pior entre os homens. Houve associação entre o domínio Dor com a percepção da intensidade do ruído. Conclusão: o ruído foi considerado, independente do gênero, como nocivo à saúde e se relacionou com a percepção de dor musculoesquelética. Foram relatados sintomas e queixas associados ao ruído que podem impactar negativamente a atividade profissional dos odontólogos, mas a maioria não adota medidas preventivas. <![CDATA[Correlation between tongue pressure and electrical activity of the suprahyoid muscles]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462017000600792&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT Objective: to investigate the correlation between the tongue pressure and the electrical activity of the suprahyoid muscles. Methods: a across-sectional, observational and analytical study conducted with 15 men and 22 women. Each participant underwent simultaneous assessment of maximal tongue pressure through the Iowa Oral Performance Instrument (IOPI) and the surface electromyography of the suprahyoid muscles. They were asked to press the tongue against the hard palate in the anterior and posterior region, with and without IOPI. The adopted significance level of the performed analyses was 5%. Results: there was a moderate and significant correlation only between suprahyoid electrical activity and tongue pressure in the posterior region. It was verified that the measured electrical potentials, when using the IOPI, were greater in the tasks of anterior pressure than in the tasks of the posterior one, bilaterally. Without using the IOPI, the electrical potentials were greater in the posterior pressure than in the anterior one, bilaterally. Finally, the values of lingual pressure were compared with the bulb positioned in the anterior and posterior parts, and the anterior tongue pressure was higher. Conclusion: there was a moderate correlation between tongue pressure and electrical potential of the suprahyoid muscles, researched by the surface electromyography, only when performing activities with the posterior portion of the tongue.<hr/>RESUMO Objetivo: investigar a correlação entre as medidas de pressão de língua ea atividade elétricada musculatura supra-hióidea. Métodos: estudo transversal observacional analítico realizado com 15 homens e 22 mulheres. Cada participante foi submetido simultaneamente à avaliação da pressão lingual máxima por meio do Iowa Oral Performance Instrument (IOPI) e da eletromiografia de superfície dos músculos supra-hióideos. Foi solicitadorealizar pressão da língua contra o palato duro em região anterior e posterior, com e sem IOPI. Foi adotado o nível de significância de 5% nas análises realizadas. Resultados: verificou-se correlação moderada e significante apenas entre atividade elétrica supra-hióidea e pressão de língua em região posterior. Verificou-se que os potenciais elétricos medidos quando do uso do IOPI, foram maiores nas tarefas de pressão anterior do que posterior, bilateralmente. Já sem o uso do IOPI a pressão posterior gerou maiores potenciais elétricos do que a anterior bilateralmente. Por fim, foram comparados os valores da pressão lingual com o bulbo posicionado na parte anterior e posterior, tendo sido a pressão de língua anterior maior. Conclusão: houve correlação moderada entre pressão de língua e potencial elétrico dos músculos supra-hióideos pesquisado pela eletromiografia de superfície, apenas quando realizadas atividades com a porção posterior da língua. <![CDATA[The impact of oronasal breathing on perioral musculature]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462017000600801&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT Purpose: to compare the behavior of perioral muscles in nasal, oral and oronasal respirators. Methods: a sample consisting of three distinct groups, equally subdivided into Nasal, Oral and Oronasal Respirators. The behavior of the orbicular muscle of the mouth (upper part) and mentual one was measured by surface electromyography at rest, swallowing and labial isometry. Results: in all situations investigated, the orbicular muscle of the mouth (upper part) and mental muscle showed no significant difference in relation to Root Means Square, that is, average electrical activity between Oral and Oronasal Respirators. The data showed a significant difference in In Nasal Respirators, as compared to the other groups. Conclusion: similarity was seen in the comparison of perioral muscles behavior between oral and oronasal respirators, however, a significant difference in relation to nasal respirators.<hr/>RESUMO Objetivo: comparar o comportamento dos músculos periorais em respiradores nasais, orais e oronasais. Métodos: amostra constituída por três grupos distintos, igualmente subdivididos em Respiradores Orais, Nasais e Oronasais. Com faixa etária entre 6 e 12 anos de ambos gêneros. O comportamento dos músculos orbicular da boca (parte superior) e mentual foi mensurado por meio da eletromiografia de superfície no repouso, deglutição e isometria labial. Resultados: em todas as situações investigadas o músculo orbicular da boca (parte superior) e músculo mentual não revelaram diferença significante em relação ao Root Means Square, ou seja, atividade elétrica média entre os Respiradores Orais e Oronasais. Já nos Respiradores Nasais os dados comprovaram diferença significante em relação aos demais grupos. Conclusão: na comparação do comportamento dos músculos periorais entre os respiradores orais e oronasais houve similaridade mas diferença muito significante em relação aos respiradores nasais. <![CDATA[Well-being and associated factors among elementary school teachers in southern Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462017000600812&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT Purpose: to verify the prevalence of well-being and its association with sociodemographic features, health and work-related conditions, and vocal behavior in elementary school teachers in the city of Pelotas, RS. Methods: a cross-sectional observational study with 575 teachers from urban and rural areas. The participants answered a structured questionnaire that included items on sociodemographic, health and work-related conditions. The Faces Scale (Andrews) was used to evaluate their psychological well-being. The Vocal Behavior Profile verified occurrences of abuse and vocal misuse. Poisson regression was used for the multivariate analysis. Results: of the total sample, 79.5% of teachers experienced well-being. It was observed that vocal behavior profile was significantly associated with well-being, and the number of students in the classroom showed a trend towards significance. Conclusion: most teachers had a satisfactory well-being perception. Moreover, a lower well-being perception in the teaching population was mainly related to abusive vocal behavior and, less clearly, to the high number of students per classroom.<hr/>RESUMO Objetivo: verificar a prevalência de bem-estar e sua relação com características sociodemográficas, condições de saúde e de trabalho e comportamento vocal em professores do ensino fundamental da cidade de Pelotas. Métodos: estudo observacional transversal analítico com 575 professores da zona rural e urbana. Eles responderam a um questionário estruturado com questões referentes a dados sociodemográficos e perguntas sobre condições de saúde e de trabalho. A Escala de Faces de Andrews foi utilizada para aferir o bem-estar. Situações de abuso e mau uso vocal foram observadas através do Perfil de Comportamento Vocal. A regressão de Poisson foi utilizada para análise multivariada. Resultados: 79,5% apresentaram bem-estar. Observou-se que o perfil do comportamento vocal esteve significativamente associado ao bem-estar e o número de alunos em sala de aula apresentou uma tendência de significância. Conclusão: a maioria dos professores do ensino fundamental têm uma percepção satisfatória de bem-estar. Além disso, a menor percepção de bem-estar na população de docentes está vinculada principalmente ao comportamento vocal abusivo e, de maneira menos evidente, ao elevado número de alunos por classe. <![CDATA[Children and adolescents with cerebral palsy in the perspective of familial caregivers]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462017000600821&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT Objective: to analyze family caregivers’ perceptions on care delivered to children and adolescents presented with cerebral palsy. Methods: a quantitative, qualitative study developed with 50 family caregivers of children and adolescents diagnosed with cerebral palsy. Data collection was carried out by means of an interview with semi-open questions whose answers were analyzed based on the Content Analysis. Results: family members’ accounts on care delivered to children and adolescents with cerebral palsy are mostly connected with positive feelings, such as love, happiness, privilege and overcoming. However, for a significant share of these family members, their own quality of life depends on the cared subject’s health condition, blurring the distinction between their own needs and those of the cared subjects. Conclusions: health professionals need to recognize the importance of caregivers’ health promotion as a major condition to keep caring. In this dimension, they may contribute by helping caregivers identify their own health needs.<hr/>RESUMO Objetivo: analisar as percepções de familiares sobre o cuidado destinado a crianças e adolescentes com paralisia cerebral. Métodos: trata-se de um estudo quantiqualitativo, desenvolvido com 50 familiares, cuidadores de crianças e adolescentes com paralisia cerebral. A coleta de dados foi realizada a partir de entrevista composta por questões semiabertas, cujas respostas foram analisadas com base na Análise de Conteúdo. Resultados: os depoimentos dos familiares acerca do cuidado destinado às crianças e adolescentes com paralisia cerebral atrelam-se, majoritariamente, a sentimentos positivos, tais como amor, felicidade, privilégio e superação. Entretanto, para uma parcela significativa desses familiares, sua própria qualidade de vida depende da condição de saúde do sujeito cuidado, obscurecendo a distinção entre suas próprias necessidades e aquelas do sujeito para quem dirige o cuidado. Conclusões: profissionais da saúde precisam reconhecer a importância da promoção da saúde dos cuidadores como condição fundamental para a manutenção do cuidado. Nessa dimensão, podem contribuir auxiliando-os na identificação de suas próprias necessidades de saúde. <![CDATA[Vocal quality assessment: methodological approach for a perceptive data analysis]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462017000600831&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT Purpose: to present a methodological approach for interpreting perceptual judgments of vocal quality by a group of evaluators using the script Vocal Profile Analysis Scheme. Methods: a cross-sectional study based on 90 speech samples from 25 female teachers with voice disorders and/or laryngeal changes. Prior to the perceptual judgment, three perceptual tasks were performed to select samples to be presented to five evaluators using the Experiment script MFC 3.2 (software PRAAT). Next, a sequence of tests was applied, based on successive approaches of inter- and intra-evaluators’ behavior. Data were treated by statistical analysis (Cochran and Selenor tests). Results: with respect to the analysis of the evaluators' performance, it was possible to define those that presented the best results, in terms of reliability and proximity of analyses, as compared to the most experienced evaluator, excluding one. The results of the cluster analysis also allowed designing a voice quality profile of the group of speakers studied. Conclusions: the proposal of a methodological approach allowed defining evaluators whose judgments were based on phonetic knowledge, and drawing a vocal quality profile of the group of samples analyzed.<hr/>RESUMO Objetivo: apresentar uma abordagem metodológica para interpretação de julgamentos perceptivos de qualidade vocal por um grupo de juízes que utilizou o roteiro Vocal Profile Analysis Scheme. Métodos: estudo transversal realizado a partir de 90 amostras de fala de 25 professoras da rede pública com distúrbio de voz e/ou alteração laríngea. Previamente ao julgamento perceptivo, foram realizadas três tarefas de percepção para a escolha das amostras que foram apresentadas a cinco juízes por meio do script Experiment MFC 3.2 (software PRAAT). A seguir, foi aplicada uma sequência de testes com base em abordagens sucessivas do comportamento inter e intrajuízes. Os dados foram tratados por meio de análise estatística (testes de Cochran e Snedecor). Resultados: com relação à análise do desempenho dos juízes foi possível definir aqueles que apresentaram melhores resultados em termos de confiabilidade e de proximidade de análises ao juiz mais experiente, com exclusão de um. Os resultados da análise de cluster também permitiram compor o perfil de qualidade vocal do grupo de falantes estudado. Conclusões: a proposta de abordagem metodológica permitiu definir os juízes, cujos julgamentos pautaram-se por conhecimentos fonéticos, bem como traçar o perfil de qualidade vocal do grupo de amostras analisadas. <![CDATA[Studies on spelling in the context of dyslexia: a literature review]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462017000600842&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT This paper aimed at reviewing the literature related to national and international research on spelling difficulties by dyslexics and identifying the intervention approaches performed with regard to this topic. An integrative review of the literature was carried out in order to answer the question: considering the domain of the orthography, one of the challenges frequently faced by dyslexics, how are studies on the relationship between dyslexia and spelling characterized? The research was carried out in PubMed platform, Scopus database and Portal de Periódicos CAPES/MEC. To search the articles, the following descriptors were used: "dislexia" or "dyslexia" with the free terms "ortografia" or "spelling". One aspect should be highlighted: some works indicate that difficulties in the spelling performance by dyslexics are not exclusively due to phonological processing failures - they are also secondary to alterations in orthographic processing. A challenge faced by dyslexics is to retain phonological information to use in writing new orthographic forms. Researchers suggest that intervention strategies include phonological, orthographic and lexical activities. It is observed that few studies have analyzed the difficulties that dyslexics face when dealing with new words, as well as writing, correctly, frequently used words in their own language.<hr/>RESUMO O objetivo deste estudo é revisar a literatura relacionada a pesquisas nacionais e internacionais sobre as dificuldades ortográficas enfrentadas por disléxicos e identificar as abordagens de intervenção na temática supracitada. Foi realizada uma revisão integrativa da literatura que buscou responder à pergunta: Considerando o domínio da ortografia um dos desafios frequentemente enfrentados por disléxicos, como se caracterizam os estudos a respeito da relação entre dislexia e ortografia? A pesquisa foi realizada na plataforma PubMed e nas bases de dados Scopus e Portal de Periódicos da Capes. Para pesquisar os artigos, foram utilizados da forma combinada os descritores “dislexia” ou “dyslexia” e os termos livres “ortografia” ou “spelling”. Um aspecto deve ser destacado: alguns trabalhos apontam que as dificuldades no desempenho da escrita por disléxicos não são decorrentes, exclusivamente, de falhas no processamento fonológico - são também secundárias a alterações no processamento ortográfico. Um desafio enfrentado por disléxicos é reter as informações fonológicas para utilizar na escrita de novas formas ortográficas. Pesquisadores sugerem que as estratégias de intervenção contemplem atividades fonológicas, ortográficas e lexicais. Observa-se que poucos estudos analisaram as dificuldades que disléxicos apresentam para lidar com palavras novas, bem como escrever ortograficamente palavras frequentemente utilizadas em sua própria língua. <![CDATA[Teaching language components to deaf/hard-of-hearing and cochlear implant users: a literature review]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462017000600855&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT Cochlear implants are one of the possible ways for Deaf or Hard-of-Hearing (DHH) individuals to detect sounds and as a mean of insertion in the social, academic and work environments. Nevertheless, in many cases, the cochlear implant alone is not sufficient, demanding hearing and expressive language skills rehabilitation to optimize the device used. This study aimed at reviewing scientific articles that described empirical research with interventions and/or teaching methods of various language repertoires to deaf and hard-of-hearing cochlear implant users. The review was carried out in five scientific databases considering all periods. On the first phase, 156 articles were identified and from these, 24 publications were selected. After being read, these articles were categorized and analyzed as to the participants, teaching targets and procedures adopted. On the last stage of the research, 10 experimental studies were selected and analyzed regarding procedures and results, indicating important factors in teaching this population. The results point to the necessity of an increase of scientific production in the construction and evaluation of effective verbal repertoires teaching programs for cochlear implant users.<hr/>RESUMO O indivíduo com deficiência auditiva encontra no implante coclear um dispositivo de reabilitação da capacidade de detectar sons e de inserção no meio social, acadêmico e do trabalho. No entanto, em muitos casos, apenas o implante não é suficiente, sendo necessário investimento na reabilitação de habilidades auditivas e da linguagem expressiva para otimizar o uso do dispositivo. O presente estudo teve como objetivo revisar artigos científicos que apresentem estudos empíricos da aplicação de intervenções e/ou métodos de ensino de repertórios de linguagem diversos a população com deficiência auditiva e usuária de implante coclear. O levantamento foi realizado em cinco bases de dados em qualquer período. Na primeira etapa foram levantadas 156 publicações, e destes, 24 artigos foram selecionados. A partir da leitura, os artigos foram categorizados e analisados quanto aos participantes, alvos de ensino e procedimentos empregados. Na última etapa da pesquisa, 10 estudos experimentais foram selecionados e analisados quanto aos procedimentos e resultados, indicando alguns fatores importantes no ensino com esta população. Os resultados sugerem a necessidade de uma maior e mais sistemática produção científica na construção e avaliação de programas de ensino de repertórios verbais efetivos para a população usuária de implante coclear. <![CDATA[Effects of orofacial myofunctional therapy on the symptoms and physiological parameters of sleep breathing disorders in adults: a systematic review]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462017000600868&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT Recently, the orofacial myofunctional therapy (OMT) has appeared as a possible alternative treatment for obstructive sleep apnea (OSA). Systematic reviews are required to achieve scientific evidence, seeking to direct the decision on therapeutic issues. The aim of this study was to systematically review the literature about the OMT proposals in adults with OSA related to symptoms and physiological parameters. Data sources were Lilacs, MEDLINE, Pubmed, Cochrane and Scielo using the descriptors: obstructive sleep apnea; myofunctional therapy; oropharyngeal exercises; breathing exercises; upper airway exercises; speech therapy. Studies published from 2000 to 2017 that evaluated the treatment with isolated OMT in subjects with OSA were included, obligatorily with polysomnographic data, pre and post therapy. Eight studies, out of 124 articles, were eligible according to the criteria adopted. Two systematic reviews, one clinical trial, three randomized clinical trials, and two case reports were included. Six studies showed a decrease in the Apnea and Hypopnea Index (AHI), five studies showed improvement in the minimum SpO2, decrease in the Epworth Sleepiness Scale (ESS) and in snoring. OMT proposals refer to a three-month program changing the parameters related to partial reduction of AHI, ESS index, snoring, and partial increase of SpO2. There are few randomized studies.<hr/>RESUMO Recentemente a terapia miofuncional orofacial (TMO) aparece como tratamento alternativo para a apneia obstrutiva do sono (AOS). Revisões sistemáticas são necessárias para apontar evidência científica buscando direcionar sua indicação. O objetivo foi analisar sistematicamente a literatura científica quanto às propostas de TMO em adultos com AOS e sintomas e parâmetros fisiológicos. As buscas ocorreram: Lilacs, MEDLINE, Pubmed, Cochrane e Scielo usando-se os descritores: apneia obstrutiva do sono; terapia miofuncional; exercícios orofaríngeos; exercícios respiratórios; exercícios da via aérea; Fonoaudiologia. Estudos publicados de 2000 a 2017 que avaliaram TMO isolada em sujeitos com AOS foram selecionados. Obrigatoriamente com dados de polissonografia pré e pós terapia. A partir de 124 artigos, oito estudos foram elegíveis de acordo com os critérios adotados. Duas revisões sistemáticas, um ensaio clínico, três ensaios clínicos randomizados e dois estudos de casos foram incluídos. Seis estudos mostraram diminuição do índice de apneia e hipopneia (IAH), cinco estudos mostraram melhora da saturação mínima SpO2, pontuação da escala de sonolência e do ronco. A TMO refere-se à programas de três meses com modificação dos parâmetros referentes à redução parcial do IAH, aumento parcial da saturação mínima SpO2, redução da sonolência diurna e do ronco. Ainda há poucos estudos randomizados. <![CDATA[Characterization of the communication resources used by patients in palliative care - an integrative review]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462017000600879&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT The aim of this study was to integrative review of publications concerning the role of speech and language therapists in regards to communication strategies in palliative care, as well as the characterization of the types of communication used in these cases. The search was conducted in the databases SciELO, LILACS and PubMed from 2001 to 2016. The studies selected included abstracts or full articles addressing aspects of communication in palliative care, especially those related to speech and language therapy, with an emphasis on communication. Ten articles focused on communication, and published after 2004, were selected, half being literature reviews, two, case reports, two others, quantitative exploratory studies, and one, a qualitative exploratory study, with only 3 specifically describing the communication strategies used by speech and language therapists in patients in palliative care. The descriptors found were: palliative care, communication, speech and language therapy, quality of life, dysphagia, swallowing and elderly. Four of the ten articles showed the importance of patients communication in palliative care. When described, it is up to the speech and language therapist to provide family support, evaluate the patient, favore patient-family and patient-team intervention, manage and intervene in communication and swallowing. Finally, the most used communication strategies were non-verbal communication, communication board, electronic equipment, verbal communication and speech valve. The analysis of the characterization of the communication in palliative care over the past 15 years allowed concluding that the attention to communication is recent and is only described in a few reports, includes non-verbal communication in different ways as the most frequent resource, but provides oral communication as an important factor for maintaining dignity and comfort in this scenario. Speech and language therapist are the main interlocutors for the maintenance, mediation and adaptation of communication, within the multidisciplinary team as well as among patients, their family and the care team.<hr/>RESUMO O objetivo foi realizar uma revisão integrativa das publicações referentes ao papel do fonoaudiólogo em relação às estratégias de comunicação em cuidados paliativos, bem como a caracterização das formas de comunicação utilizadas nesses casos. As buscas foram realizadas nos bancos de dados da SciELO, LILACS e PubMed no período de 2001 a 2016. Foram selecionados os estudos cujos resumos, ou textos na íntegra, abordavam aspectos da comunicação em cuidados paliativos, principalmente os relacionados com a atuação fonoaudiológica, com ênfase em comunicação. Foram selecionados 10 artigos, com enfoque em comunicação, a partir de 2004, sendo metade de revisão bibliográfica, dois relatos de caso, outros dois exploratórios quantitativos e um exploratório qualitativo, com apenas 3 deles descrevendo especificamente as estratégias de comunicação utilizadas por um fonoaudiólogo com pacientes em cuidados paliativos. Os descritores encontrados foram: cuidados paliativos (Palliative care), comunicação (communication), fonoaudiologia, qualidade de vida, disfagia, deglutição e idoso. Quatro dos dez artigos apontaram a importância da comunicação dos pacientes em cuidados paliativos. Quando descrito, compete ao fonoaudiólogo: oferecer suporte familiar, avaliar o paciente, favorecer a intervenção paciente-família e paciente-equipe, gerenciar e intervir na comunicação e deglutição. Finalmente, as estratégias de comunicação mais utilizadas foram: comunicação não verbal, prancha de comunicação, equipamentos eletrônicos, comunicação verbal e válvula de fala. A análise da caracterização da comunicação em cuidados paliativos nos últimos 15 anos permitiu concluir que a atenção à comunicação é recente, com poucos relatos ainda descritos, inclui a comunicação não verbal de diferentes maneiras como o recurso mais frequente, mas prevê a comunicação oral como um importante fator para a manutenção da dignidade e conforto nesse cenário. O fonoaudiólogo é o principal interlocutor para a manutenção, mediação e adaptação da comunicação, tanto entre equipe multiprofissional, quanto entre o paciente, sua família e a equipe de cuidado. <![CDATA[ERRATUM]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462017000600889&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT The aim of this study was to integrative review of publications concerning the role of speech and language therapists in regards to communication strategies in palliative care, as well as the characterization of the types of communication used in these cases. The search was conducted in the databases SciELO, LILACS and PubMed from 2001 to 2016. The studies selected included abstracts or full articles addressing aspects of communication in palliative care, especially those related to speech and language therapy, with an emphasis on communication. Ten articles focused on communication, and published after 2004, were selected, half being literature reviews, two, case reports, two others, quantitative exploratory studies, and one, a qualitative exploratory study, with only 3 specifically describing the communication strategies used by speech and language therapists in patients in palliative care. The descriptors found were: palliative care, communication, speech and language therapy, quality of life, dysphagia, swallowing and elderly. Four of the ten articles showed the importance of patients communication in palliative care. When described, it is up to the speech and language therapist to provide family support, evaluate the patient, favore patient-family and patient-team intervention, manage and intervene in communication and swallowing. Finally, the most used communication strategies were non-verbal communication, communication board, electronic equipment, verbal communication and speech valve. The analysis of the characterization of the communication in palliative care over the past 15 years allowed concluding that the attention to communication is recent and is only described in a few reports, includes non-verbal communication in different ways as the most frequent resource, but provides oral communication as an important factor for maintaining dignity and comfort in this scenario. Speech and language therapist are the main interlocutors for the maintenance, mediation and adaptation of communication, within the multidisciplinary team as well as among patients, their family and the care team.<hr/>RESUMO O objetivo foi realizar uma revisão integrativa das publicações referentes ao papel do fonoaudiólogo em relação às estratégias de comunicação em cuidados paliativos, bem como a caracterização das formas de comunicação utilizadas nesses casos. As buscas foram realizadas nos bancos de dados da SciELO, LILACS e PubMed no período de 2001 a 2016. Foram selecionados os estudos cujos resumos, ou textos na íntegra, abordavam aspectos da comunicação em cuidados paliativos, principalmente os relacionados com a atuação fonoaudiológica, com ênfase em comunicação. Foram selecionados 10 artigos, com enfoque em comunicação, a partir de 2004, sendo metade de revisão bibliográfica, dois relatos de caso, outros dois exploratórios quantitativos e um exploratório qualitativo, com apenas 3 deles descrevendo especificamente as estratégias de comunicação utilizadas por um fonoaudiólogo com pacientes em cuidados paliativos. Os descritores encontrados foram: cuidados paliativos (Palliative care), comunicação (communication), fonoaudiologia, qualidade de vida, disfagia, deglutição e idoso. Quatro dos dez artigos apontaram a importância da comunicação dos pacientes em cuidados paliativos. Quando descrito, compete ao fonoaudiólogo: oferecer suporte familiar, avaliar o paciente, favorecer a intervenção paciente-família e paciente-equipe, gerenciar e intervir na comunicação e deglutição. Finalmente, as estratégias de comunicação mais utilizadas foram: comunicação não verbal, prancha de comunicação, equipamentos eletrônicos, comunicação verbal e válvula de fala. A análise da caracterização da comunicação em cuidados paliativos nos últimos 15 anos permitiu concluir que a atenção à comunicação é recente, com poucos relatos ainda descritos, inclui a comunicação não verbal de diferentes maneiras como o recurso mais frequente, mas prevê a comunicação oral como um importante fator para a manutenção da dignidade e conforto nesse cenário. O fonoaudiólogo é o principal interlocutor para a manutenção, mediação e adaptação da comunicação, tanto entre equipe multiprofissional, quanto entre o paciente, sua família e a equipe de cuidado.