Scielo RSS <![CDATA[Revista CEFAC]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1516-184620140003&lang=en vol. 16 num. 3 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Editorial]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000300695&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[Auditory steady-state responses air and bone conducted in children from zero to six months with and without conductive impairments]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000300699&lng=en&nrm=iso&tlng=en Objetivo verificar a viabilidade de pesquisar os níveis mínimos de resposta do Potencial Evocado Auditivo de Estado Estável por via aérea e via óssea em crianças do nascimento aos seis meses e mensurar o “gap” aéreo-ósseo de crianças com comprometimento condutivo. Métodos avaliadas 60 crianças, 30 com comprometimento condutivo e 30 sem, distribuídas em grupo controle e estudo. Foram realizadas medidas de imitância acústica, avaliação otorrinolaringológica e Potencial Evocado Auditivo de Estado Estável por via aérea e via óssea. O Potencial Evocado Auditivo de Estado Estável foi realizado por via aérea com fones de inserção e por via óssea com vibrador ósseo. Por via aérea as respostas foram pesquisadas em ambas as orelhas e por via óssea captadas somente da orelha esquerda. Resultados no grupo controle, houve predominância de curva do tipo “A”. No grupo estudo, de curvas tipo “B” e tipo “C”. Na avaliação otorrinolaringológica do grupo controle evidenciou-se normalidade da membrana timpanica. No grupo estudo, opacidade e retração. No Potencial Evocado Auditivo de Estado Estável do grupo controle por via aérea as respostas foram em torno de 17,2; 26,2; 22, 7 e 19,8dBNA nas frequências 500 a 4KHz e para via óssea entre 18,8 a 20dBNA. No grupo estudo por via aérea as respostas foram de 53; 56; 50,2 e 48dBNA e por via óssea de 25; 25; 20 e 20dBNA. Conclusão foi possível realizar a avaliação dos Potenciais Evocados Auditivos de Estado Estável por via aérea e via óssea em crianças até os seis meses e o “gap” aéreo-ósseo foi em torno de 20dB nas crianças com comprometimento condutivo. <hr/> Purpose check the feasibility of searching the minimum response of the Auditory Evoked Potential Steady State by air and bone conduction in children from birth to six months and measure the “gap” air-bone of children with impairment conductive. Methods we evaluated 60 children from birth to six months, 30 with and 30 without impairment conductive, divided into a control group and study group. Were measured acoustic impedance, otorhinolaryngological evaluation, and the Auditory Evoked Potential Steady State by air and bone conduction. The Auditory Evoked Potential Steady State was carried by air with insert earphones and bone with bone vibrator. By airway responses were surveyed in both ears and bone captured only the left ear. Results in the control group, there was a predominance of type curve “A”. In the study group, there was a predominance of type curves “B” and “C”. In otorhinolaryngological evaluation found in the control group showed up normal. In the study group, opacity and tympanic membrane retraction. The Auditory Evoked Potential Steady State in the control group by air responses were around 17.2, 26.2, 22, 7 and 19.8 dBHL at frequencies 500 to 4 kHz and bone conduction between 18.8 to 20dBHL. In the study group by airway responses were 53, 56, 50.2 and 48dBNA to 500 to 4kHz and bone of 25, 25, 20 and 20dBHL. Conclusion it was possible to perform the Auditory Evoked Potential Steady State by air and bone conduction in children from birth to six months of age and the “gap” air-bone was around 20dB in children with impairment conductive. <![CDATA[Audiologic and electrophysiologic evaluation in the autistic spectrum disorder]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000300707&lng=en&nrm=iso&tlng=en Objetivo descrever os achados das avaliações audiológicas comportamentais e eletrofisiológicas de pacientes com diagnóstico de transtorno do espectro do autismo. Métodos estudo descritivo, de coorte contemporânea com corte transversal, composto por nove pacientes com diagnóstico de transtorno do espectro do autismo, submetidos a avaliação comportamental e eletrofisiológica da audição. Os resultados foram analisados por meio de estatística descritiva. Resultados todos os pacientes avaliados apresentaram limiares audiométricos dentro dos padrões de normalidade. Oito pacientes apresentaram curva timpanométrica do tipo A, e um do tipo C. Observou-se emissões otoacústicas por produto de distorção presentes em todos os pacientes avaliados. Os resultados do potencial evocado auditivo de tronco encefálico demonstraram integridade das vias auditiva. Conclusão a população estudada apresentou resultados compatíveis com a normalidade tanto na avaliação comportamental como na avaliação eletrofisiológica da audição. Pelo fato de não haver consenso, na literatura especializada, quanto aos achados audiológicos nesta população, principalmente no que se refere à avaliação eletrofisiológica do processamento auditivo, sugere-se a realização de novos estudos. <hr/> Purpose to describe the audiological and electrophysiological findings of a group of patients with autistic spectrum disorder. Methods this is a cross-sectional descriptive study. Nine patients with autistic spectrum disorder participated in these study and it was performed the audiological and electrophysiological evaluation. Results were expressed as descriptive statistics. Results all patients presented audiometric threshold within normal standards. Eight patients had type A tympanogram and one had type C. It was observed the presence of distortion product otoacoustic emission responses in all patients. The results of brainstem auditory evoked responses indicated the integrity of auditory pathways. Conclusion the population studied showed results consistent with normality in behavioral and electrophysiological assessment of hearing. Because there is no consensus, in specialty literature, regarding the audiological findings in this population, particularly with regard to electrophysiological assessment of auditory processing, we would like to suggest the performance of new studies. <![CDATA[Audiological evaluation in employees exposed to noise in a public hospital]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000300715&lng=en&nrm=iso&tlng=en Objetivo caracterizar e comparar a audição de funcionários de um hospital público expostos a níveis de ruído ocupacional máximos superiores e inferiores a 85dB(A). Métodos trata-se de um estudo clínico, com 39 funcionários de um hospital público, divididos de acordo com o nível de exposição ao ruído: 20 indivíduos sob exposição máxima superior a 85dB(A) (Grupo 1) e 19 indivíduos sob exposição máxima inferior a 85dB(A) (Grupo 2). Foi realizada avaliação audiológica básica e emissões otoacústicas evocadas por estímulo transiente e produto de distorção. Resultados ambos os grupos apresentaram limiares de audibilidade normais. Contudo, observou-se ausência de respostas em 87,5% no Grupo 1 e 60,5% no Grupo 2 no teste de emissões otoacústicas evocadas por estímulo transiente, com diferença estatística. O Grupo 1 mostrou menor amplitude de respostas também às emissões otoacústicas produto de distorção, sendo a frequência de 6kHz a única alterada em ambos os grupos. Conclusão os níveis de pressão sonora e o tempo de exposição não influenciam os limiares auditivos tonais. As emissões otoacústicas mostraram-se mais alteradas quanto maior o nível de pressão sonora e tempo de exposição. <hr/> Purpose to characterize and to compare the hearing of employees of a public hospital exposed to maximum occupational noise levels above and below 85dB(A). Methods this clinical study selected 39 workers of a public hospital, divided according to the level of noise exposure: 20 subjects with maximum exposure levels above 85dB(A) (Group 1) and 19 individuals with maximum exposure levels below 85dB(A) (Group 2). Basic audiological evaluation, transient and distortion product otoacoustic emissions were carried out. Results both groups presented normal hearing thresholds. However, 87.5% in Group 1 and 60.5% in Group 2 showed absent responses in transient evoked otoacoustic emissions, with statistical difference. Group 2 showed higher signal/noise ratios also in distortion product otoacoustic emissions, and only the frequency of 6 kHz was abnormal in both groups. Conclusion sound pressure levels and noise exposure time did not influence in pure tone thresholds. The higher the sound pressure level and the longer the exposure time, more altered the otoacoustic emissions, indicating cochlear dysfunction. <![CDATA[The effectiveness of workshops in hearing health educational actions developed with workers exposed to noise]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000300723&lng=en&nrm=iso&tlng=en Objetivo analisar a eficiência de oficinas em saúde auditiva como proposta de ações educativas para trabalhadores expostos ao ruído. Métodos estudo de intervenção, em 15 trabalhadores do sexo masculino, expostos ao ruído em uma empresa alimentícia. Etapas (1) avaliação auditiva dos trabalhadores, (2) aplicação do questionário “Crenças e atitudes sobre proteção auditiva” (NIOSH,1996) versão A na amostra, (3) elaboração e realização de 3 oficinas, contemplando alguns aspectos da metodologia participativa, com os temas: anatomofisiologia da audição, efeitos do ruído, prevenção, diagnóstico e consequências da Perda Auditiva Induzida por Ruído (PAIR), ruído e seu controle, utilização de protetores auriculares, (4) aplicação do questionário versão B para avaliação das oficinas. Comparou-se a apreensão de conhecimentos pelos trabalhadores por meio das diferenças de pontuação encontradas no questionário versão A e B. Resultados entre os trabalhadores investigados, com tempo médio de trabalho de 31,5 anos, 40% apresentaram PAIR bilateralmente. Após a aplicação das oficinas houve uma melhora significante em três áreas temáticas avaliadas: Percepção da suscetibilidade de adquirir uma perda auditiva, Percepção dos benefícios de uma ação preventiva e Mudanças nas intenções de comportamento. Conclusão a concepção pedagógica do tipo Participativa adotada, contribuiu para a reflexão dos trabalhadores sobre a preservação de sua audição e saúde frente ao ruído. O questionário sobre crenças e atitudes permitiu a identificação de temas que necessitam ser abordados em outras Ações Educativas. <hr/> Purpose the effectiveness’ analysis of workshops on hearing health as proposed educational actions in health workers exposed to noise. Methods intervention study of 15 male worker exposed to noise in a food industry. Stages (1) assessment of hearing profile, (2) application of the questionnaire” Beliefs and attitudes about hearing protection” (NIOSH, 1996) – version A; (3) formulate and conduct three workshops covering some aspects of participatory methodology, with the following themes: anatomy-physiology of hearing, effects of noise, prevention, diagnosis of had noise induced hearing loss, consequences of PAIR, noise and its control, use of ear protections. (4) questionnaire application - version B for workshops evaluation. They were compared with seizure or retention of knowledge through the differences in scores found in questionnaires version A and version B. Results among investigated workers (15), the average working average working time was 31,5 years, all males showed that 40% had noise induced hearing loss bilaterally. After application of the workshops there was a statistically significant improvement in tree thematic areas, namely: a) Perception of susceptibility to developing a hearing loss, b) Perceived benefits of preventive action and c) Changes in behavioral intentions. Conclusion the pedagogical design of the Participatory type contributed to the reflection of the workers about preserving your hearing and health in the noise. Using the questionnaire of beliefs and attitudes led to the identification of issues that need to be addressed in other educational activities. <![CDATA[Influence of vestibular rehabilitation on the quality of life of individuals with labyrinth disease]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000300732&lng=en&nrm=iso&tlng=en Objetivo verificar a influência da reabilitação vestibular sobre a qualidade de vida dos indivíduos por meio do questionário Dizziness Handicap Inventory aplicado pré e pós-terapia. Métodos: foram analisados 28 prontuários de indivíduos de ambos os sexos atendidos em uma Clínica Escola do município de Belo Horizonte. Os pacientes responderam ao questionário pré e pós terapia de reabilitação vestibular personalizada (RVP). A análise estatística dos dados foi feita por meio do teste T-Student pareado. Resultados a amostra do estudo foi composta por 28 pacientes, sendo 23 (82 %) do sexo feminino. A idade média dos pacientes foi de 54,7 (± 20,6) anos e o número médio de sessões de terapia foi 5,6 (± 6,4). Antes do tratamento os pacientes apresentaram os seguintes escores: 18,10 (±9,83) nos aspectos físicos, 13,53 (±8,57) nos funcionais e 15,14 (±7,48) nos emocionais. Após uma média de 5,6 (± 6,4) sessões, houve diminuição significante (p&lt;0,05) dos escores nos aspectos físicos 4,32 (±5,32), funcionais 4,32 (±6,91) e emocionais 3,78 (±5,16). Conclusão pode-se concluir que houve diferença estatisticamente significante entre os escores do Dizziness Handicap Inventory pré e pós-reabilitação vestibular personalizada, mostrando que a reabilitação vestibular é um importante instrumento na melhoria da qualidade de vida de pacientes labirintopatas. <hr/> Purpose to check the influence of vestibular rehabilitation concerning the quality of life of individuals through Brazilian questionnaire Dizziness Handicap Inventory applied pre and post-therapy. Methods 28 medical chart of individual of both sexes attended in a public teaching clinic at Belo Horizonte city, in where they were analyzed. On analyzed medical chart patients were been submitted to the questionnaire pre and post individual vestibular rehabilitation. The statistical analysis from the data was done through the paired T-Student test. Results the sample of study medical chart was composed of 28 patients, 23 (82%) of them were female. The average of ages was 54,7 years (±20,6) and the medium number of sessions was 5,6 (± 6,4). Before the treatment patients showed the following scores: 18,10 (±9,83) physics aspects, 13,5 (±8,57) functions and 15,14 (±7,48) emotional. After medium of 5,6 (± 6,4) sessions, there was a significant reduction in the physics 4,32 (±5,32), functions 4,32 (±6,91) and emotional 3,78 (±5,16) aspects. Conclusion it can be conclude that there was a significant statistic difference between the questionnaire scores pre and post personalized vestibular rehabilitation, showing that the vestibular rehabilitation is an important instrument on the improvement of life quality for with labyrinth disease. <![CDATA[Prevalence of dizziness in older people]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000300739&lng=en&nrm=iso&tlng=en Objetivo aferir a prevalência de tontura em idosos participantes de um grupo de convivência do Sistema Único de Saúde localizado em centro de especialidades e assistência à saúde do idoso no município de Natal-RN. Métodos estudo prospectivo. Para estatística, utilizou-se análise descritiva dos dados. Resultados foram entrevistados 50 idosos, com idades entre 60 e 88 anos. A prevalência de tontura nesta população foi de 74%. Destes, 35,1% apresentavam apenas vertigem; 13,5% apresentavam vertigem associada a outro tipo de tontura; 24,3% apresentavam desequilíbrio; 8,1% flutuação; 16,2% pré-síncope; e 2,7% flutuação e pré-síncope. Em relação à duração da tontura, 48,6% tinham duração de segundos. Quanto à presença de sintomas otoneurológicos associados, 48,64% referiram sintomas neurovegetativos, 56,8% tinham zumbido, 56,8% apresentavam hipoacusia e 43,2% apresentavam plenitude aural. Referente a outras alterações, 10,8% não usava óculos; 2,7% usavam aparelho auditivo e 8,1% usavam bengalas, 48% tinham 2 ou mais doenças associadas e 40% faziam uso de 3 ou mais medicamentos ao dia. Comparando-se os pacientes com tontura e os sem tontura, achou-se RP de 0,947 para número de comorbidades e 0,971 para número de medicamentos. Na comparação entre idosos com vertigem e outros tipos de tontura, achou-se RP de 1,197 para zumbido, 1,050 para plenitude aural, 2,111 para sintomas neurovegetativos, 0,480 para duração da tontura, 0,528 para número de comorbidades e 0,758 para número de medicamentos. Conclusão conclui-se que a tontura é um sintoma bastante prevalente no idoso da comunidade assim como a presença de co-morbidades e uso de vários medicamentos. <hr/> Purpose to measure the prevalence of dizziness in elderly participants of a living group of a brazilian Unified Health System (SUS) referral center located in the city of Natal-RN.  Methods prospective study. Fifty individuals were interviewed, aged between 60 and 88 years. Data were studied through descriptive analysis. Results the prevalence of dizziness in this population was 74%, from which 35.1% had only vertigo, 13.5% had vertigo associated to other types of dizziness, 24.3% had imbalance, 8.1% sensation of floating, 16.2% had presyncope, and 2.7 % had sensation of floating and presyncope. About duration of dizziness, for 48.6%, it lasted in seconds. About otoneurologic symptoms, 48.64% had neurovegetative symptoms, 56.8% had tinnitus, 56.8% had hearing loss, 43.2% had ear fullness. Regarding other problems, 10.8% did not wear glasses; 2.7% wore hearing aids, 8.1% used canes, 48% had two or more associated diseases and 40% was using three or more medications daily. Comparing dizzy and not dizzy patients, it was found a prevalence ratio (PR) of 0.947 for number of comorbidities and 0.971 for number of medications. When elderly with vertigo and other types of dizziness were compared, it was found a RP 1.197 for tinnitus, 1.050 for ear fullness, 2.111 for neurovegetative symptoms, 0.480 for duration of dizziness, 0.528 for number of comorbidities and 0.758 for number of medications. Conclusion we conclude that dizziness is a very prevalent symptom in the elderly, coexisting with co-morbidities and use of multiple medications. <![CDATA[Temporal resolution hearing in menstrual migraine]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000300747&lng=en&nrm=iso&tlng=en Objetivo verificar o comportamento auditivo de resolução temporal em mulheres com Migrânea Menstrual. Métodos participaram 40 mulheres, na faixa etária de 18 a 31 anos, das quais 20 apresentaram migrânea menstrual (grupo estudo) e 20 não apresentaram (grupo controle). Todas foram submetidas a procedimentos que fazem parte da rotina audiológica para caracterizar a audição periférica e excluir pessoas com perdas auditivas. Ainda, foram submetidas a um questionário elaborado pela pesquisadora e a uma aplicação do teste Gap in noise. Os procedimentos foram realizados na fase subfolicular precoce e na subfase lútea tardia para voluntárias que não faziam uso de anticoncepcional, uma vez que nestas fases a taxa de hormônios femininos esta mais elevada e semelhante daquelas que faziam uso de anticoncepcional. Resultados os valores dos limiares de gap e porcentagem de acertos da orelha esquerda, no grupo de estudo foram significantemente e estatisticamente diferentes em relação ao grupo controle. Em relação à orelha direita, os achados foram similares entre os grupos. Conclusão a resolução temporal em mulheres com migrânea menstrual, medida a um segmento de ruído, na orelha direita foi semelhante à das mulheres sem essa queixa, já na orelha esquerda os grupos se diferenciaram e os com migrânea obtiveram os piores limiares. <hr/> Purpose to verify auditory behavior of temporal resolution in women with Menstrual Migraine. Methods 40 women had participated, age between 18 to 31 years, 20 of them had presented menstrual migraine (study group) and 20 had not (control group). All of them were submitted to procedures which are part of an audiology’s routine. These procedures were made to characterize the peripheral hearing and to exclude people with hearing loss. They were also requested to answer a questionnaire elaborated for the researcher and submitted to the test Gap in noise. These procedures were carried out both in the precocious follicular phase and in the delayed luteal phase for volunteers who did not use any type of contraceptive, because in these periods the levels of the female hormones are higher and similar to those that used contraceptive. Results in the group of study, the values for the threshold gap and the percentage of rightness, regarding to the left ear were significant and statistically different relative to the control group. Within the right ear, the results were similar considering the two groups. Conclusion the temporal resolution in women with menstrual migraine, measure in a specific noise segment, regarding to the right ear, was similar for women without this complain, while in the left ear, the average of thresholds gap were different and those with migraine had the worst thresholds. <![CDATA[Air and bone-conduction frequency-specific auditory brainstem response in neonates with normal hearing]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000300757&lng=en&nrm=iso&tlng=en Objetivo determinar os níveis mínimos de resposta (NMR) e a latência da onda V do Potencial Evocado Auditivo de Tronco encefálico por Frequência específica (PEATE-FE) em neonatos ouvintes normais nas frequências de 0.5, 1, 2 e 4 kHz por via aérea e via óssea e determinar valores normativos. Métodos foram avaliados neonatos com audição normal, sendo realizado o PEATE-FE nas frequências de 0.5, 1, 2 e 4 kHz, tanto por via aérea (VA) quanto por via óssea (VO). Para cada frequência, foram avaliadas 12 orelhas em um total de 18 neonatos. A análise dos resultados avaliou o tempo de latência e a presença da onda V até a intensidade de 20 dBnNA para quatro intensidades e para os dois tipos de condução (aérea e óssea). Resultados observou-se aumento da latência da onda V com a diminuição da intensidade e maiores latências nas frequências mais baixas, tanto na VA quanto na VO. Porém, em fortes intensidades, em ambas condições, não houve diferença entre as latências de 0.5 e 1 kHz, contrariando os achados da literatura. Para VA, na frequência de 500 Hz, houve presença da onda V até 30 dBnNA em todas as orelhas, e em 1000 Hz, 11 orelhas (91,66 %) apresentaram resposta em 20 dBnNA; nas demais frequências, 100% das orelhas avaliadas apresentaram resposta em 20 dBnNA. Na VO, a presença da onda V em 20 dBnNA foi observada em todas as frequências estudadas. Conclusão os valores descritos podem ser considerados normativos e utilizados na clinica como padrão de normalidade, auxiliando no diagnóstico diferencial da perda auditiva ao nascimento. <hr/> Purpose to determine the minimum response and the latency of V wave in the Frequency-specific auditory brainstem responses (FS-ABR) in normal hearing neonates at the frequencies: 0.5, 1, 2 and 4 kHz by air and bone conduction and to determine normative values. Methods normal hearing neonates were assessed with FS-ABR at 0.5, 1, 2 and 4 kHz, air and bone conduction. Twelve ears were assessed in each frequency, totalizing 18 neonates. Results analysis considered the latency and the presence of wave V until 20 dB nHL in air and bone conduction, for four intensities. Results it was observed an increase of wave V latency with the decrease of intensity, and greater latencies at lower frequencies in both air and bone conduction. Nevertheless, there was no difference between the latencies at 0.5 and 1 kHz with strong intensity stimuli in both conditions, contrasting to literature findings. Considering air conduction, wave V was present at 0,5 kHz at 30 dB nHL in all ears and at 1 kHz 11 ears (91,66%) presented it at 20 dB nHL. All subjects (100%) presented responses to the other frequencies at 20 dBn HL. Considering bone conduction, all subjects presented wave V at 20 dB nHL in all frequencies. Conclusion the found values can be used in clinical practice in order to guide the differential diagnosis of hearing loss, complementing the evaluation as for hearing neonates. <![CDATA[Hearing aids dispensed by SUS and quality of life]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000300768&lng=en&nrm=iso&tlng=en Objetivo verificar a efetividade do uso de próteses auditivas dispensadas pelo SUS em um serviço de alta complexidade da cidade de São Paulo e avaliar o seu impacto na qualidade de vida de adultos e idosos. Métodos pesquisa aprovada pelo Comitê de Ética e Pesquisa. Avaliaram-se 30 adultos e 30 idosos com perda auditiva neurossensorial bilateral de grau leve a moderadamente severo, índice percentual de reconhecimento de fala de no mínimo 52%, que receberam as próteses auditivas há mais de um ano, sem outros comprometimentos. Aplicaram-se Questionário Internacional de Resultados para Aparelhos de Amplificação Sonora (QI-AASI) e o Inventário de Qualidade de Vida (SF36). Resultados o estudo do escore total do QI_AASI revelou que 63,33 % dos idosos e 73,34 % dos adultos apresentaram escore igual ou maior do que 25 pontos o que indica bom desempenho com as próteses auditivas. Dos 60 pacientes avaliados, 18% não utilizavam as próteses auditivas, 3,3% utilizavam entre 1 e 4 horas diárias, 25,0% entre 4 e 8 horas e 53% mais que 8 horas. Os idosos que usam as próteses apresentam melhores escores no aspecto social e saúde mental. Conclusão 60% dos adultos e 46% dos idosos fazem uso efetivo das próteses auditivas e apresentam qualidade de vida satisfatória. <hr/> Purpose to verify the effectiveness of the use of hearing aids dispensed by SUS in a high complexity service in the city of São Paulo and evaluate their impact on adults and elderly quality of life. Methods this research has been approved by the Ethics and Research committee. We evaluated 30 adults and 30 older adults with bilateral sensorineural hearing loss whose level is from mild to moderately severe, percentage of speech recognition minimum of 52%, who received hearing aids for more than one year and had no other commitments. Were applied International Outcome Inventory for Hearing Aids (IOI-HA) and Outcomex Study 36 – Item Short Form Health Survey – SF 36. Results 63,33 % of the elderly and 73,34 % of adults showed 25 or more IOI-HA score . About the 60 patients, 18% did not use hearing aids, 3.3% used between 1 and 4 hours per day, 25.% used between 4 and 8 hours and 53% used more than 8 hours. The elderly who use hearing aids presented better scores on social aspects and mental health. Conclusion 60% of adults and 46% of elderly use hearing aids and present satisfactory quality of life. <![CDATA[Effects of the mp3 player on hearing]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000300779&lng=en&nrm=iso&tlng=en Objetivo investigar se há dano e a extensão do mesmo com o uso de MP3 player. Métodos aplicação do exame de Emissões Otoacústicas por Produto de Distorção e Emissões Otoacústicas Transientes, em 30 indivíduos expostos ao MP3 Player, sendo 15 deles no grupo controle (intensidade média de 85 dBNA) e 15 no grupo análise (intensidade média de 110 dBNA), ambos expostos por 15 minutos. O método utilizado para análise estatística foi inferencial (teste “t” para amostras pareadas). Resultados o grupo controle apresentou alteração na frequência de 1,5kHz nas Emissões Otoacústicas Transientes e na frequência de 6kHz no Produto de Distorção. Enquanto o grupo análise apresentou alteração nas frequências de 2, 3, 4kHz e na amplitude média de todas as frequências, nas Emissões Otoacústicas Transientes e nas frequências de 3 e 6kHz na Produto de Distorção. Conclusão o estudo mostrou que pessoas expostas a ruídos intensos, sendo o aparelho de MP3 Player fonte deste estudo, apresentam diminuição significante da amplitude, que indica alteração temporária das células da cóclea, podendo tornar-se uma lesão permanente caso a exposição seja contínua. <hr/> Purpose to investigate if there is damage and the extent of even using MP3 player. Methods to get the best results on the extension of this harm, in addition to the Distortion Product Otoacustic Emission, the groups were also evaluated with Transient Evoked Otoacustic Emissions. They were asked to listen to MP3 players and divided into two groups, 15 of them belonged to the controlled group (medium intensity of 85 dBNA) and the others in the analysis group (medium intensity of 110 dBNA). The method used for the analysis was inferencial (test “t” to parallel samples). Results the results showed that the controlled group has presented alterations in the frequency of 1,5kHz in the Transient Evoked Otoacustic Emissions and 6 kHz in the frequency of Distortion Product. While the study group showed alteration in the frequency of 2, 3, 4 kHz and also in the medium amplitude of all frequencies in the Transient Evoked Otoacustic Emissions and in the frequencies of 3 and 6 kHz in the Distortion Product. Conclusion this study confirmed that those people exposed to intense noise, generated by the MP3 Player, showed a significant loss of their hearing extension, indicating a temporary change in their cochlea cells that might turn into a permanent loss when continuously exposed to it. <![CDATA[Speech recognition in ski slope sensorineural hearing loss]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000300792&lng=en&nrm=iso&tlng=en Objetivo verificar quais aspectos da configuração audiométrica influenciam a discriminação de fala nas perdas auditivas neurossensoriais descendentes. Métodos foi realizado um levantamento de prontuários hospitalar dos pacientes atendidos no Serviço de Atenção à Saúde Auditiva, no período de março a julho de 2011, selecionando-se indivíduos com perdas auditivas neurossensoriais descendentes de grau leve a severo com idade superior a 18 anos. A perda auditiva foi considerada descendente quando a diferença entre as médias das frequências de 0,25 a 2 kHz e 3 a 8 kHz foi maior que 15 dBNA. A partir deste levantamento a amostra do estudo foi composta por 30 pacientes (55 orelhas) sendo 19 homens e 11 mulheres, com idades compreendidas entre 26 e 91 anos. Com base na avaliação audiológica realizada previamente, os testes de reconhecimento de fala foram correlacionados com diferentes médias de limiares tonais, incluindo as frequências de 0,5 a 4 kHz. Além disso, estudou-se as diferenças dos limiares auditivos tonais entre oitavas de frequências, ou seja, o grau de inclinação das curvas audiométricas, e o seu impacto na discriminação de fala. Resultados encontrou-se ótima correlação entre os limiares médios de 0,5 a 4 kHz com a discriminação de fala, sendo essa correlação mais forte com a inclusão das frequências de 3 e 4 kHz na média tonal. No entanto, o aumento da diferença do limiar auditivo entre as oitavas de frequências, que implica em uma maior inclinação da curva audiométrica com queda acentuada nas frequências altas, não interferiu de forma significante nos testes de reconhecimento de fala. Conclusão com base nos resultados deste estudo, pode-se concluir que as frequências de 3 e 4 kHz contribuem para a inteligibilidade de fala. <hr/> Purpose to determine which aspects of the audiometric configuration influence speech recognition in ski slop sensorineural hearing loss. Methods a survey of hospital records of patients treated at the Hearing Health Care in the period from March to July 2011 was performed selecting individuals above 18 years old and ski slop sensorineural hearing loss from mild to severe degree, with difference between the means of the frequencies of 0.25 to 2 kHz and 3-8 kHz greater than 15 dB HL. The sample of the study consisted of 30 patients (55 ears), 19 men and 11 women, aged between 26 and 91 years. Based on audiological evaluation, tests of speech recognition were correlated with different average hearing thresholds, including frequencies from 0,5 to 4 kHz. Furthermore, the differences in auditory thresholds between octave frequencies was studied and its impact on speech discrimination. Results excellent correlation was found between the mean thresholds from 0,5 to 4 kHz with speech discrimination, this correlation being stronger with the inclusion of the frequencies of 3 and 4 kHz in tone average. However, increasing the difference in hearing threshold between octaves of frequencies, which implies a ski slop, did not interfere significantly on tests of speech recognition. Conclusions based on the results of this study, we can conclude that the frequencies of 3 kHz and 4 kHz contribute to the speech intelligibility. <![CDATA[State mental and impact of the tinnitus in the elderly]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000300798&lng=en&nrm=iso&tlng=en Objetivo analisar o desempenho de uma população idosa no Mini Exame do Estado Mental; verificar os resultados da aplicação do Tinnitus Handicap Inventory (THI); averiguar a interferência das variáveis gênero, escolaridade e zumbido no desempenho geral no MEEM e THI; verificar possíveis relações do estado mental com o autorrelato das características psicoacústicas e escala emocional do THI. Métodos estudo clínico descritivo, exploratório, quantitativo e qualitativo em que se submeteram ao MEEM e THI, 108 voluntários, de gênero masculino e feminino, com idade entre 60 a 80 anos encaminhados da Coordenadoria de Atenção Básica de Itabaiana – SE. Para a análise dos dados foram utilizadas a distribuição percentual simples e a correlação de Spearman com p&lt;0,05. Resultados a média de idade foi 65,63 anos. Os resultados no MEEM agruparam-se em quatro níveis de escolaridade: sem escolaridade (37,0%); ≥1 a ≤8 anos (55,6%); ≥9 a ≤11 anos (4,6%) e ≥12 anos (2,8%); a média no MEEM foi 21,7. Observou-se que 49,1% pontuaram abaixo da nota de corte, enquanto 50,9% apresentaram nota igual ou superior ao parâmetro adotado. No THI, observou-se que 59,3% apresentavam queixa de zumbido. Verificou-se que o zumbido interfere na qualidade de vida de 89,10% da população estudada. Conclusão uma parcela expressiva dos participantes apresentou alteração no MEEM. Não existiu associação significante entre gênero, escolaridade e pontuação do MEEM e THI e a maioria dos participantes desta pesquisa referiu prejuízo na qualidade de vida com associação ao zumbido. Inexistiu relação entre queixa das características psicoacústicas do zumbido e resultados exibidos pelo MEEM, todavia, os achados apontaram que a maioria da população testada autorrelataram presença de zumbido. <hr/> Purpose to analyze the performance of the elderly people on the Mini Mental State Examination (MMSE); to verify the results of the Tinnitus Handicap Inventory (THI); to investigate the interference of the variables gender, schooling and tinnitus on the MMSE and THI scores; to verify possible relations with self-reported mental state of psychoacoustic characteristics and emotional domain of THI. Methods clinical descriptive, exploratory qualitative and quantitative research. It was submitted to the MMSE and THI, 108 volunteers, male and female, aged ranged 60 to 80 years referred from Coordenadoria de Atenção Básica of Itabaiana – SE. The statistical analysis based on sample distribution and Spearman´s correlation with 0,05%. Results the mean age was 65.63 years. The MMSE results were grouped into four levels of education: no schooling (37.0%), ≥ 1 to ≤ 8 years (55.6%), ≥ 9 to ≤ 11 years (4.6%) and ≥ 12 years (2.8%), the mean MMSE was 21.7 points. It was observed that 49.1% scored below the pattern, while 50.9% presented equals or exceeds the parameter used. On THI, we found that 59.3% presented tinnitus. It was observed that tinnitus interferes with the quality of life on 89.10% of the population. Conclusion the majority of the elderly people presented abnormal MMSE. It was verify no significant association between gender, schooling and MMSE score and THI and the majority of the participants in this study reported impaired quality of life associated with tinnitus. No relation between abuse of psychoacoustic characteristics of tinnitus and results displayed by the MMSE, however, the data showed that the majority of the population tested complained of tinnitus. <![CDATA[Speech disorders and grade retention in elementary]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000300810&lng=en&nrm=iso&tlng=en Objetivo verificar a associação entre distúrbios de fala e repetência escolar. Métodos uma amostra aleatória de 1.810 crianças regularmente matriculadas na 1ª série do ensino fundamental de escolas públicas foram submetidas a um teste de rastreamento de distúrbios de fala (TERDAF). Os dados referentes à idade e ao histórico de repetência das crianças foram coletados nos registros da escola. A associação entre distúrbios de fala e repetência escolar foram calculadas pela razão de prevalência e intervalo de confiança 95%.  Resultados a prevalência de distúrbio de fala nesta amostra foi de 25%, considerando os valores de sensibilidade e especificidade do teste de triagem utilizado. Também foi verificado que as crianças com distúrbios de fala possuem 1,3 vezes (IC 95% 1,1-1,5) o risco de apresentar história de repetência, quando comparadas aos seus pares sem distúrbio de fala. O risco de repetência atribuível ao distúrbio de fala foi de 6,2. Conclusão o distúrbio de fala entre crianças que frequentam a primeira série do ensino fundamental apresenta alta prevalência e está associado com dificuldades de aprendizagem que venham a resultar em repetência escolar, mesmo quando na ausência de dificuldade auditiva detectável. <hr/> Purpose to verify the prevalence of speech sound disorders (SSD) and its association to grade retention. Methods 1,810 children, randomly selected and regularly registered in the 1st grade of Elementary Public Schools have been submitted to a speech sound disorder screening test (TERDAF). Data related to age and history of grade retention of the children elected to this study were collected in the school records after being authorized by children’s parents. Association between SSD and grade retention were calculated by prevalence ratio and its 95% confidence interval. Results children with SSD had more chances to grade retention when compared to those without this (PR 1.3; 95%CI: 1.1 – 1.5). The prevalence of SSD in this sample was 25%, taking into account the values of sensitivity and specificity of the screening test used. It was also verified that children with SSD have 1.3 times the risk to present history of grade retention, when compared to children without such disorders. Conclusion the prevalence of SSD when the phonological acquisition must have been established denotes that such cluster is more prevalent than what literature is used to pointing out once few population epidemiologic studies concerning human communication are carried through. <![CDATA[Conceptions of elementary school teachers about learning disorders]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000300817&lng=en&nrm=iso&tlng=en Objetivo investigar as concepções de professoras de ensino fundamental sobre as Dificuldades Escolares, o Distúrbio de Aprendizagem e a Dislexia. Métodos este é um estudo transversal, realizado com 31 professoras do ensino fundamental de uma cidade do interior do estado de São Paulo. Realizou-se um levantamento por meio de questionário com questões dissertativas. O questionário apresenta questões referentes ao conhecimento do professor em relação à definição, causa e manifestações dos Transtornos de Aprendizagem. Os dados foram analisados quantitativamente por meio da análise comparativa, utilizando-se o teste estatístico Qui-Quadrado, comparando-se o conhecimento de professores de escola pública e particular, e entre os professores com e sem conhecimento prévio sobre o assunto. Adotou-se o nível de significância de 5%. Resultados de maneira geral, as professoras demonstraram dificuldades para definir os transtornos, atribuir suas causas e pontuar as manifestações dos mesmos. Separando-se as professoras pelo tipo de escolas (pública e particular) e pelo conhecimento prévio sobre o assunto, não foi observada diferença estatisticamente significante na maioria das respostas. Conclusão as professoras possuem carência em seu repertório conceitual no que se refere às Dificuldades Escolares, os Transtornos de Aprendizagem e a Dislexia, e, portanto, precisam de orientação em relação ao trabalho efetivo com estes alunos. <hr/> Purpose to investigate the knowledge and concepts of elementary school teachers about learning difficulties, learning disabilities, and dyslexia. Methods this is a cross-sectional study with 31 elementary school teachers in a city in the interior of the state of São Paulo. A survey was conducted through a questionnaire with dissertative questions. The questionnaire has questions regarding the teacher’s knowledge about the definition, causes, and manifestations of learning disorders. Data were analyzed quantitatively by comparative analysis, using the Chi-Square Statistical Test to compare the knowledge of teachers in both public and private schools, and of teachers with and without prior knowledge on the topic. The significance level of 5% was adopted. Results in general, the teachers demonstrated difficulties for defining disorders, identifying their causes, and pointing out their manifestations. Separating the teachers by type of school (public or private) and prior knowledge of the subject, there was no statistically significant difference in most of the answers. Conclusion teachers lack knowledge about learning disorders and therefore need orientation to effectively work with these students. <![CDATA[Communicative abilities in premature and extreme premature infants]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000300830&lng=en&nrm=iso&tlng=en Objetivo comparar o desempenho das habilidades comunicativas, de crianças nascidas prematuras, prematuras extremas e típicas de idade cronológica entre dois e três anos. Métodos participaram do estudo 72 crianças distribuídas em quatro grupos: 20 prematuros (GE-I), 16 prematuros extremos (GE-II) e 36 crianças com desenvolvimento típico (GC-I e GC-II), de idade cronológica entre dois a três anos. Houve pareamento quanto à idade cronológica e sexo. A avaliação constou da aplicação do Protocolo de Anamnese e Observação do Comportamento Comunicativo. O tratamento estatístico constou do Teste “t” Student e do Teste de Mann-Whitney (p ≤ 0,05). Resultados na comparação entre os grupos de prematuros e típicos (GE-I e GC-I e GEII e GC-II), quanto às habilidades comunicativas verificou-se diferenças significantes, apesar da heterogeneidade no desempenho dos prematuros e prematuros extremos. Na comparação entre os prematuros (GE-I e GE-II) não foram observadas diferenças significantes, entretanto, GE-I obteve desempenho superior em todas as categorias, exceto para a categoria uso de gestos. As categorias de menor ocorrência para GE-I foram: respeitar troca de turno, participar e manter atividade dialógica. Para o GE-II foram: participar e manter atividade dialógica, realizar ordens complexas, iniciar e respeitar troca de turno, funções de informar, oferecer e produzir frases. Conclusão houve diferenças significantes no desempenho comunicativo das crianças prematuras e prematuras extremas, quanto comparadas às crianças típicas, mas não houve diferenças significantes na comparação entre os prematuros. Apesar dos resultados indicarem que os grupos de prematuros tendem ao atraso no desenvolvimento das habilidades comunicativas, os grupos não demonstraram ser homogêneos. <hr/> Purpose to compare the performance of communicative skills in children born preterm, extremely preterm and typical with chronological age between two and three years. Methods participated in the study 72 children were divided into four groups: 20 preterm infants (GE-I), 16 extremely preterm infants (GE-II) and 36 children (GC-I and GC-II) with typical development, chronological age between two to three years, matched for age chronological and sex. The evaluation consisted of the application of the Protocol Anamnesis and Communicative Behavior Observation. Statistical analysis consisted of “t” Student and Mann-Whitney test (p ≤ 0.05). Results comparing the premature and typical groups (GE-I and GC-I and GE-II and GC-II), regarding communication skills, there were significant differences, despite the heterogeneity in performance of preterm and extremely preterm infants. Comparing the premature (GE-I and GE-II) showed no significant differences, however, GE-I got superior performance in all categories, except for category gestures. The categories of lower occurrence for GE-I were: respect shift change, participate and maintain dialogic activity. For GE-II were: participate and maintain dialogic activity, perform complex orders, and start respecting turn-taking, report functions, provide and produce sentences. Conclusion there were significant differences in communicative performance of preterm and extremely preterm, as compared to typical children, but there were no significant differences when comparing the preterm groups. Although the results indicate that the premature groups tend to delay the development of communication skills, but the groups have not shown to be homogeneous. <![CDATA[Dialogue between parents and development risk babies]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000300840&lng=en&nrm=iso&tlng=en Objetivo investigar as relações enunciativas estabelecidas entre pais e crianças com risco ao desenvolvimento infantil, sobretudo, os efeitos da presença do risco no processo de aquisição da linguagem. Métodos a amostra constituiu o estudo de três crianças que apresentaram risco ao desenvolvimento, acompanhadas de 0 a 18 meses a partir dos Indicadores de Risco ao Desenvolvimento Infantil, bem como, por filmagens da interação dos pais com as crianças. A análise dos dados considerou a perspectiva enunciativa proposta por Carmen Silva (2007, 2009) e a psicanalítica. Resultados nos três casos constatou-se dificuldade de separação da mãe com a criança o que refletiu no processo de semantização da língua, sobretudo, na ampliação dos possíveis interlocutores. Contudo, os sujeitos evidenciaram a possibilidade de domínio semiótico da língua tendo em vista que os três mecanismos enunciativos propostos por Silva (2007). Conclusões o estudo evidenciou que as dificuldades de separação mãe-bebê e a fragilidade da entrada da função paterna obstacularizaram a posição da criança na língua, uma vez que as crianças mostraram-se bastante dependentes da fala dos pais para suas produções. <hr/> Purpose to investigate the enunciative relationships which are established between parents and children who have risk factors for infant developmental problems, especially the effects of the risks during the language acquisition process. Methods the sample consisted of study of three children who present risks for development, who were observed from 0 to 18 months through the Clinical Risk Indicators in Child Development, and through filmed samples with parents and children interaction. The data analysis considered the enunciative approach by Carmen Silva (2007, 2009) and the psychoanalytic approach. Results by analyzing the three cases, it was possible to evidence that all of them presented difficulties of mother-baby separation, what reflected in the language semantization process, when the number of interlocutors became higher. However, the subjects evidenced the possibility of language semiotic domain, observing the three enunciative mechanisms proposed by Silva (2007). Conclusions the study evidenced that the difficulties of mother-baby separation and the weak entrance of the paternal function have made the position of the children in the language more difficult, because the children are dependant of parents’ speech for their own productions. <![CDATA[Assessment of language after stroke in adults in the state of Sergipe]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000300853&lng=en&nrm=iso&tlng=en Objetivo analisar a ocorrência de distúrbios de linguagem nos indivíduos que sofreram Acidente Vascular Cerebral. Métodos foi avaliada a linguagem de todos os pacientes acometidos por Acidente Vascular Cerebral, atendidos de fevereiro a agosto de 2012, no setor de fisioterapia de centro de referência em educação e saúde do Estado de Sergipe. A avaliação foi baseada no Teste do Rio de Janeiro (2005). A análise dos dados foi realizada por meio de estatística descritiva e probabilística através da distribuição de frequência, cálculos da média, desvio padrão e percentis, do Teste U de Mann-Whitney e Qui-Quadrado. Resultado foram encontrados 31 indivíduos, de ambos os gêneros, com idade variando de 30 a 94 anos. Foi evidenciado que as variáveis: gênero, escolaridade e idade, influenciam no desempenho do teste, verificando-se que o gênero masculino, sujeitos abaixo de 65 anos e os com escolaridade acima de fundamental incompleto pontuam mais. Conclusão maior percentual da amostra apresenta mais alteração na compreensão do que na expressão. <hr/> Purpose to study the occurrence of language disorders in subjects who had suffered stroke from February to August 2012, under treatment at the center for education and health of Sergipe State, in the section of physiotherapy referral. The language evaluation was based on the Test of Rio de Janeiro (2005). Methods data analysis was performed using descriptive statistics and probability through frequency distribution, calculation of mean, standard deviation and percentiles, Mann-Whitney U Test and Chi-Square. Results the sample was composed of 31 subjects, of both genders, aged in between 30 and 94 years. The data also showed that gender, education and age, influence test performance, verifying that the male subjects below 65 years and those with schooling above incomplete primary school level have higher scores. Conclusion the data show that a higher percentage of the sample has comprehension disorders, when compared to language expression disorders. <![CDATA[The use of augmentative and alternative communication in morphosyntax intervention in adolescents with Down Syndrome]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000300863&lng=en&nrm=iso&tlng=en Objetivo apresentar e discutir o uso de comunicação suplementar e/ou alternativa como instrumento terapêutico no trabalho com a morfossintaxe em adolescentes com síndrome de Down. Métodos estudo piloto que acompanhou longitudinalmente (doze meses) quatro adolescentes com idade cronológica entre 13 e 15 anos e idade mental entre cinco e seis anos. Foram consideradas as avaliações inicial e final, filmadas durante 30 minutos em situação de interação livre entre participante e cuidador. As amostras de fala foram analisadas a partir do cálculo da EME, quanto morfemas e palavras, para comparação entre as avaliações. Durante a intervenção terapêutica, todos os participantes foram submetidos ao mesmo procedimento. Foi utilizado o Picture Communication Symbols (PCS), com os símbolos ordenados seguindo uma estrutura sintática simples (substantivo + verbo + complemento), ampliada gradativamente,na seguinte ordem de elementos: artigos, preposições, pronomes (pessoais, possessivos e demonstrativos) e conjunções. Cada sessão terapêutica foi registrada em protocolo específico. Foi realizado o teste de Wilcoxon e o nível de significância adotado foi de 5%. Resultados apesar de não ter sido obtida diferença estatisticamente significante, houve aumento do número de morfemas e de palavras entre as duas avaliações, representados pelos elementos trabalhados, incluindo preposições e conjunções, além de substantivos e verbos. Para pronomes pessoais foi verificada tendência à significância (p=0,068). Conclusão o sistema de comunicação adotado mostrou-se uma ferramenta apropriada ao favorecimento do emprego de estruturas frasais com o uso de elementos com função sintática, como artigos, preposições e conjunções, de difícil utilização por indivíduos com síndrome de Down. <hr/> Purpose to present and to discuss the use of augmentative and alternative communication as a therapeutic tool with the morphosyntax with adolescents with Down syndrome. Methods this pilot study monitored during 12 months four adolescents chronologically aged between 13 and 15 years and mentally aged between 5 and 6 years. It were analyzed the initial and the final assessments, situations of free interaction between the participant and the caregiver videotaped during 30 minutes. The speech samples were analyzed as MLU values considering morphemes and words, comparing both the two situations. All of the participants were submitted to the same procedures during the therapeutic interventions. Picture Communication Symbols (PCS) has been used and the symbols were organized according to a simple syntactic structure (substantive + verb + complement) with a gradual extension, and the elements were rated at the following order: articles, prepositions, pronouns (personals, possessives and demonstratives), and conjunctions. Each therapeutic session was recorded in specific protocol. It was used the Wilcoxon test and the p value considered was 5%. Results spites there were no statistical significant differences, increase in number of morphemes and words used between the both assessments was observed. This improve was represented by the worked elements, including prepositions and conjunctions beyond substantives and verbs. For personal pronouns there was tendency to significance (p=0,068). Conclusion the communication system showed to be a therapeutic tool to improve the use of syntactic elements in statement structures, as articles, prepositions and conjunctions, which use for individuals with Down syndrome are difficult. <![CDATA[Phonological processing in individuals with attention deficit hyperactivity disorder]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000300874&lng=en&nrm=iso&tlng=en Objetivo analisar e descrever o desempenho das habilidades dos componentes do processamento fonológico nos sujeitos com Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDA/H). Métodos trata-se de estudo descritivo analítico dos dados de avaliação das habilidades do processamento fonológico de 45 sujeitos, com idade entre 7 e 16 anos, com diagnóstico multiprofissional de TDA/H. Os dados foram obtidos pela análise dos prontuários dos sujeitos avaliados pelo Laboratório de Estudo dos Transtornos de Aprendizagem (LETRA) do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), nos anos de 2008 a 2011. Os resultados analisados incluem a prova de Consciência Fonológica proposta pela bateria de testes BELEC, prova de Nomeação Seriada Rápida (RAN) e Memória Auditiva. Duas variáveis foram consideradas nesta análise: idade e presença ou não de comorbidades associadas. O teste aplicado para caracterização da amostra foi o não paramétrico de Mann Whitney. Resultados os grupos tendem a se diferenciarem ao se analisar a variável idade, nas provas de consciência fonológica e RAN. Quando a variável comorbidade foi analisada, a consciência fonológica é a mais influenciada pela presença de comorbidades. Na habilidade de memória fonológica, sob a mesma ótica, não houve diferenças entre os grupos. Conclusão o maior déficit do processamento fonológico foi observado na habilidade de consciência fonológica, segundo as variáveis idade e comorbidade, seguido pela habilidade de acesso ao léxico, na variável idade. Já para a memória de trabalho não houve significância. <hr/> Purpose to analyze e to describe the skills’ performance of the phonological processing components in subjects with Attention Deficit - Hyperactivity Disorder (ADHD). Methods it is a descriptive analytical study of the evaluation data of the phonological processing skills of 45 subjects, with ages between 7 and 16 years, with a multiprofessional diagnosis of ADHD. All data was obtained from the medical records of the subjects evaluated by the Laboratório de Estudo dos Transtornos de Aprendizagem (LETRA) of Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), between the years of 2008 and 2011. The analyzed results include the Phonological Awareness test, proposed by the battery of tests BELEC, the Rapid Serial Naming (RAN) test and Auditory Memory test. Two variables were considered in this analysis: the age and the presence or absence of associated comorbidities. The test used to the sample characterization was the nonparametric of Mann Whitney. Results groups tend to differentiate themselves when the age variable is analyzed, on the Phonological Awareness tests and RAN. When the comorbidity variable was analyzed, the Phonological Awareness was more influenced by the presence of comorbidities. On the Auditory Memory skills, by the same light, there were no differences between the groups. Conclusion the largest deficit in phonological processing was observed in phonological awareness skills, according to the age and comorbidity variables, followed by the lexicon’s access skills, according to the age variable. About the Working Memory, there was no significance. <![CDATA[Breastfeeding: relationship with habits of suction and socioeconomic aspects of family]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000300883&lng=en&nrm=iso&tlng=en Objetivo caracterizar o tipo e o tempo de aleitamento e verificar a relação entre essas variáveis e os hábitos de sucção e aspectos socioeconômicos familiares. Métodos aplicou-se questionário aos pais de 195 crianças de cinco anos a oito anos e 11 meses. Coletaram-se dados referentes ao tipo e tempo de aleitamento e aspectos socioeconômicos familiares. Investigou-se também, os hábitos de chupeta e sucção digital. Os dados foram analisados de forma descritiva e estatística, sendo esta por meio do teste Qui-quadrado, considerando nível de significância de 5%. Resultados verificou-se predomínio do tipo misto de aleitamento, porém a oferta de aleitamento materno superou a do artificial. Houve relação entre tipo de aleitamento e o hábito de chupeta e o tempo da mesma; tempo de aleitamento materno e chupeta e tempo de permanência da mesma; e entre o tempo de aleitamento artificial e chupeta e tempo da mesma. Quanto aos aspectos socioeconômicos, houve significância apenas entre tipo de aleitamento e renda familiar mensal. Conclusão observou-se que o tipo misto de aleitamento predominou, porém verificou-se que o aleitamento materno exclusivo surge em detrimento do artificial, entretanto, quando o aleitamento artificial ocorre, este permanece por período prolongado. Ainda, o tipo e o tempo de aleitamento foram determinantes para a aquisição do hábito de chupeta e os níveis sociais de renda baixos podem ser considerados preditores da inserção de formas de aleitamento artificial. <hr/> Purpose to delineate the type of milk feeding and to verify the relations between these variables and the sucking habits, relating them with the socioeconomic aspects. Methods the parents of 195 children answered a questionnaire. The selected children were aged between 5:0 and 8:11. The collected data referred to type and duration of milk feeding, mothers’ education and socioeconomic aspects, and habits such as the use of pacifiers and finger sucking were also investigated. The data were descriptively and statistically analyzed, by means of the Chi-Square Test with a level of significance of 5%. Results there was a predominance of the mixed type of feeding, but the supply of breastfeeding was higher than the artificial only. Besides, most children used the bottle for over two years. There was a relation between type of feeding and pacifier habit and its duration; duration of natural breastfeeding and the habit of using a pacifier and its duration; and artificial feeding and the habit of using a pacifier and its duration. With regard to socioeconomic aspects, there was significance between type of feeding and family income. Conclusion it was observed that the mixed type of feeding predominated, however, when this occurs, it remains for a prolonged period. Moreover, the type and duration of milk feeding were fundamental to the acquisition of the habit of using a pacifier, and social classes and lower income can be considered predictors of the inclusion of other forms of artificial feeding. <![CDATA[Evaluation of the association between temporomandibular disorder and vertical dimension of occlusion in children and adolescents aged seven to 12 years]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000300892&lng=en&nrm=iso&tlng=en Objetivo verificar se existe relação entre a presença de disfunção temporomandibular (DTM) relacionada à variabilidade da dimensão vertical de oclusão em crianças e adolescentes na faixa etária de 7 a 12 anos. Métodos foram avaliadas 96 crianças e adolescentes do Instituto Rogacionista em São Paulo. A pesquisa diagnóstica da disfunção temporomandibular foi por meio do Índice de Helkimo e exame clínico posterior. Para a mensuração dos dados referentes à dimensão vertical foram empregadas as distâncias comissura labial - canto externo do olho e base do nariz – mento. A comparação dos valores médios das medidas antropométricas entre os gêneros e os grupos com e sem disfunção temporomandibular foi realizada empregando-se a análise de variância (ANOVA) complementada pelo teste least significance diference. Resultados a dimensão vertical de oclusão demonstrou medidas distintas nas crianças e adolescentes em todas as faixas etárias avaliadas, foram observadas alterações significantes dessa medida nas idades de 10 e 12 anos de ambos os gêneros. Conclusão pode -se concluir que na amostra estudada houve relação direta entre a presença  de DTM e  Dimensão vertical de oclusão (DVO), correlação positiva entre as medidas  comissura labial – canto do olho externo e Násio – Mento no sexo feminino e alterações significantes na dimensão vertical de oclusão nas idades de 10 e 12 anos para ambos os sexos. <hr/> Purpose to establish the relationship between the presence of temporomandibular disorders and variability of vertical dimension of occlusion aged between 7 and 12 years. Methods it was analyzed 96 children and adolescents of Rogacionista Institute in Sao Paulo, Brazil. The diagnostic investigation of temporomandibular disorders was through Helkimo index and subsequent clinical examination. To measure the data on the vertical dimension were employed distances labial - corner of his eye and nose base - ment. To compare the mean values of anthropometric measurements between genders and the groups with and without TMD, we used analysis of variance (ANOVA) complemented by least significance diference test. Results the vertical dimension of occlusion showed distinct measures in children and adolescents in all age groups studied, significant changes were observed for this measure at ages 10 and 12 years of both genders. Conclusion we can conclude that in this sample there was a direct relationship between TMD and DVO, positive correlation between the measures lip commissure – corner of eye and nasium - mentum in females and significant changes in the vertical dimension of occlusion at the ages of 10 and 12 years for both sexes. <![CDATA[Perceptual and nasometric assessment of hypernasality after intravelar veloplasty for surgical management of velopharyngeal insufficiency: long-term effects]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000300899&lng=en&nrm=iso&tlng=en Objetivo investigar o efeito, a longo prazo, da veloplastia intravelar realizada para a correção cirúrgica da insuficiência velofaríngea (IVF) residual, sobre a hipernasalidade de indivíduos com fissura de palato reparada. Métodos foram avaliados 60 pacientes com fissura de palato±lábio operada e IVF residual, de ambos os sexos, com idade entre 4 e 52 anos, os quais foram submetidos à palatoplastia secundária com veloplastia intravelar. A avaliação perceptivo-auditiva da fala foi realizada para classificação da hipernasalidade, durante a conversação espontânea e a repetição de vocábulos e frases, utilizando-se escala de 6 pontos, onde 1=ausência e 6=hipernasalidade grave. A nasometria foi utilizada para determinação do escore de nasalância (correlato acústico da nasalidade), durante a leitura de 5 sentenças contendo sons exclusivamente orais, utilizando-se como limite de normalidade o escore de 27%. As avaliações foram realizadas 4 dias antes e 16 meses, em média, após a cirurgia e o sucesso cirúrgico foi analisado com base na proporção de redução e eliminação/normalização da hipernasalidade e da nasalância. Resultados verificou-se, após a cirurgia, redução da hipernasalidade e da nasalância em 75% e 52% dos pacientes, respectivamente. Proporções menores foram identificadas quando utilizado o critério mais rigoroso de análise (eliminação/normalização), ou seja, 32% de eliminação da hipernasalidade e 38% de normalização da nasalância, respectivamente. Conclusão aveloplastia intravelarmostrou ser um procedimento efetivo, a longo prazo, na redução do sintoma mais significante da IVF residual e deve ser considerada como uma primeira opção no tratamento cirúrgico da IVF residual. <hr/> Purpose to investigate the long-term effect of intravelar veloplasty for surgical management of velopharyngeal insufficiency (VPI) on hypernasality of individuals with repaired cleft palate. Methods sixty patients with repaired cleft palate±lip and residual VPI, of both genders, aged 4 to 52 years were analyzed. The patients underwent secondary palatoplasty with intravelar veloplasty. A perceptual speech assessment was used to rate hypernasality using a 6 point-scale, where 1=absent and 6=severe hypernasality. Nasometry was performed for determining nasalance, the acoustic correlate of nasality, during the reading of a set of five Brazilian Portuguese sentences containing only oral sounds, using a cutoff score of 27%. The assessments were done 4 days before and 16 months after surgery, on average, and the surgical success was analyzed based on reduction and elimination/normalization of hypernasality and nasalance. Results postoperative decreases of hypernasality and nasalance scores were observed in 75% and 52% of the patients, respectively. Lower percentages were observed when the criterion of analysis was elimination/normalization (32% of hypernasality elimination and 38% of nasalance normalization, respectively). Conclusion intravelar veloplasty was shown to be an effective procedure in reducing the most important symptom of VPI in the long-term, and should be seen at as a first approach for VPI management. <![CDATA[Perception of the bed partner and the individual suffering from SNORING/OSAS before and after speech therapy]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000300907&lng=en&nrm=iso&tlng=en Objetivo verificar a percepção do acompanhante e a auto-avaliação do indivíduo com ronco/síndrome da apnéia obstrutiva do sono; coletar medidas das circunferências abdominal e cervical antes e após fonoterapia, além de realizar avaliação miofuncional para relacionar os resultados com a gravidade do distúrbio do sono observado. Métodos participaram deste estudo onze indivíduos entre 25 e 75 anos de ambos os sexos com diagnóstico polissonográfico recente de síndrome da apnéia obstrutiva do sono leve a severo e/ou ronco primário. Os sujeitos receberam fonoterapia, exame clínico fonoaudiológico, aplicação de questionários de Berlim (adaptado) e Epworth nas fases pré e pós-fonoterapia. Os dados obtidos foram analisados estatisticamente por meio do teste de Wilcoxon (α = 0,05). Resultados dois indivíduos não aderiram ao tratamento. Não foi verificada diferença significante entre circunferências cervical e abdominal inicial e final (cervical p=0,069 / abdominal p=0,789). Todos os pacientes apresentaram melhora no tônus da musculatura supra-hióidea, rebaixamento de dorso de língua, elevação do palato mole, mastigação bilateral, fala e respiração nasal. Os resultados do questionário de Berlim mostraram redução na percepção do acompanhante na intensidade (p=0,005) do ronco maior do que na frequência (p=0,05). Houve redução significante (p=0,000) da sonolência diurna excessiva em todos os pacientes. Conclusão Considerando-se as limitações deste estudo, conclui-se que após a fonoterapia as percepções dos acompanhantes e dos pacientes com síndrome da apnéia obstrutiva do sono/ronco ilustraram melhora efetiva do sono, da qualidade de vida, redução de intensidade do ronco e do comprometimento nas atividades diárias decorrentes da redução da sonolência diurna excessiva. <hr/> Purposes the purpose of this study was to evaluate the perception of bed partners, auto-evaluate individuals with snoring/obstructive sleep apnea syndrome, collect cervical and abdominal circumferences before and after speech therapy, and conduct a myofunctional evaluation to associate the results with the severity of sleep disorder. Methods eleven patients between ages 25 and 75 years, of both genders presenting a recent polysomnographic diagnosis of obstructive sleep apnea syndrome of mild to severe and/or primary snoring were selected as subjects. All patients were subjected to speech therapy, myofunctional clinical assessment, and Berlin (adapted) and Epworth questionnaires before and after therapy. Results the data obtained were statistically analyzed with the Wilcoxon test (α = 0.05). Two individuals did not adhere to the treatment. No significant difference was observed between the initial and the final cervical and abdominal circumferences (cervical p = 0.069 / abdominal p = 0.789). All the patients improved their suprahyoid muscles tonus, lowering of the back of tongue, soft palate, bilateral chewing, speech, and nasal breathing. The results of the Berlin questionnaire showed a reduction in the perception of the bed partner in snoring intensity (p = 0.005) more so than frequency (p = 0.05). Significant reductions of the excessive diurnal somnolence were observed in all the patients (p = 0.000). Conclusions considering the limitations of this study, it could be concluded that after speech therapy the perceptions of the patients with obstructive sleep apnea syndrome/snoring and their bed partners was that their sleep and life quality was improved, there was a reduction of snoring intensity, and an improved in their daily activities due to the excessive diurnal somnolence reduction. <![CDATA[Characterization of the feeding development of preterm infants between three and twelve months]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000300917&lng=en&nrm=iso&tlng=en Objetivo caracterizar o desenvolvimento da alimentação de um grupo de prematuros, entre três e 12 meses, nascidos em Canoas/RS, verificando o tipo de aleitamento, época de introdução da alimentação complementar, hábitos orais deletérios, orientações recebidas, dificuldades alimentares e perfil sociodemográfico. Métodos essa pesquisa foi avaliada e aprovada pelo comitê de ética da da ULBRA sob Nº. 2011-480H CEP-ULBRA. Trata-se de um estudo descritivo, quantitativo e transversal. Foi realizada entrevista com os responsáveis e avaliação de 32 crianças nascidas pré-termo que compareceram às consultas de seguimento em um hospital em Canoas. Resultados constatou-se que o aleitamento materno exclusivo foi realizado por apenas 37,5% (N=12) crianças e a média de duração foi de 31 dias. O oferecimento de líquidos apresentou introdução precoce; a introdução de pastosos foi realizada na época adequada e a introdução de sólidos foi realizada precocemente, considerando a idade cronológica das crianças. Os pais relataram que 53,1% (N=17) dos bebês possuíam dificuldades alimentares. Foi encontrada associação (p=0,004) entre recusa alimentar, prematuridade extrema e extremo baixo peso. Ainda foi observada associação (p=0,047) entre flacidez de lábios, língua e bochechas e prematuridade extrema. Conclusão: o aleitamento materno exclusivo foi pouco praticado e a amamentação complementada apresentou baixa prevalência e baixos índices de duração. Pouco mais da metade da população apresentou queixa de dificuldade alimentar e houve associação entre prematuridade extrema, extremo baixo peso e recusa alimentar. Ainda foi encontrada associação entre flacidez de lábios, língua e bochechas e prematuridade extrema. Fica evidente a necessidade do desenvolvimento de pesquisas mais amplas na área. <hr/> Purpose characterizing the feeding development of preterm infants between three and 12 months, those were born in Canoas/RS, checking the breastfeeding type, the timing of introduction of complementary feeding, the deleterious oral habits, the guidance received, the feeding difficulties and the sociodemographic profile.  Methods this study was evaluated and approved by the ethics committee of ULBRA under no. CEP-2011-480h ULBRA. This is a descriptive, quantitative and transversal study. Interviews with those responsible and evaluation of 32 children born preterm who attended follow-up appointments at a hospital in Canoas took place.  Results we found that only 37,5% (N=12) of the children received exclusive breastfeeding and the duration period was 31 days. Liquids were offered early; pasty food introduction was adequate time and the offer of solid food was performed early, considering the chronological age of the children. Parents reported that in 53,1% (N=17) of the babies had feeding difficulties. It was a significant association (p=0,004) between food refusal, extreme prematurity and very low birth weight. Furthermore, we observed significant association (p=0,047) between lips’, tongue’ and cheeks’ sagging and extreme prematurity.   Conclusion exclusive breastfeeding was uncommonly practiced while complementary breastfeeding also showed low prevalence and low rates of duration. Just over half of the population complained of feeding difficulty and a significant association between extreme prematurity, extreme low birth weight and food refusal was found. Furthermore, an association was found between lips’, tongue’ and cheeks’ sagging and extreme prematurity. It is evident the need of further extensive research in this area. <![CDATA[Investigation of an alimentation system in premature newborns from gustatory stimulation]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000300929&lng=en&nrm=iso&tlng=en Objetivo investigar a existência do sistema de alimentação em recém-nascidos prematuros a partir da estimulação gustativa. Métodos estudo experimental, analítico, duplo-cego. Participaram 90 recém-nascidos prematuros, de uma maternidade pública de Sergipe. O teste foi filmado, constituindo-se por três momentos de cinco minutos. O primeiro e último momento sem realizar estímulo, o segundo momento com estimulação gustativa, sendo que os recém-nascidos foram divididos em dois grupos (água ou sacarose). Foram estudados os comportamentos específicos sucção de mão direita e esquerda, protrusão de língua e movimentos de sucção nos estados comportamentais sono profundo, sono leve, sonolento, agitado/irritado e choro. Para caracterizar a população foram utilizadas média, desvio-padrão e prevalências. Foi utilizado o teste não paramétrico Mann-Whitney para comparação de médias. O teste de Spearman verificou correlação entre estados comportamentais e comportamentos específicos em cada momento do teste. O valor de p foi significante quando menor que 0,05. Resultados independente do estímulo administrado, a correlação aumentou em todos os comportamentos específicos. Comparando os grupos separadamente, após a estimulação, observou-se aumento de correlação em sucção de mão direita e protrusão de língua para ambos os grupos. O mesmo aconteceu em sucção, com exceção do estado agitado/irritado. Após a estimulação, houve maior correlação para o comportamento de sucção de mão esquerda no grupo sacarose quando comparado ao grupo água. Os resultados evidenciam que estímulos gustativos podem contribuir na prontidão para alimentação nesta população. Conclusões evidenciou-se nos recém-nascidos prematuros aumento de correlação para os comportamentos específicos relacionados ao sistema de alimentação, após estimulação oral, o que vislumbra a possibilidade da estimulação gustativa ser utilizada para ativação de um sistema de alimentação em recém-nascidos prematuros. <hr/> Purpose to investigate the existence of the alimentation system in premature newborns in response to gustatory stimulation. Methods experimental, analytical, double-blind study. 90 premature newborns of a public maternity in Sergipe took part in the test which was filmed and divided into three parts of five minutes. In the first and last, there was no stimulus; in the second, the gustatory stimulation was applied and the newborn children were divided into two groups (water or sucrose). We studied the specific behaviors suction right and left hands, tongue protrusion and suction movements in behavioral states deep sleep, light sleep, drowsy, restless / irritable and crying. In the statistical analysis of the population, average, standard deviation and prevalence studies were performed. We used the non-parametric Mann-Whitney test to compare averages. The Spearman test observed correlation between behavioral states at each time of the test. The p value was significant when less than 0.05. Results independent of the given stimulus, the correlation increased in all specific behaviors. Comparing the groups separately, after stimulation, we observed an increase in correlation in right hand suction and tongue protrusion for both. The same happened in suction, except for the agitated/irritated state. After stimulation, there was a higher correlation to the behavior of left hand suction in the sucrose group when compared to water. The results show that gustatory stimuli may contribute to the readiness to feed this population. Conclusions it was found in premature newborns an increased in correlation for the specific behaviors related to the alimentation system after oral stimulation, which envisions the possibility of gustatory stimulation be used for activating a alimentation system in premature newborns. <![CDATA[Evaluation of the auditory system of farm workers exposed to pesticides]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000300941&lng=en&nrm=iso&tlng=en Objetivos avaliar o sistema auditivo periférico, por meio de audiometria tonal, em agricultores residentes em área de intenso uso de agrotóxicos no Estado do Rio de Janeiro. Métodos foram avaliados 70 indivíduos, de ambos os gêneros, moradores de Campos dos Goytacazes, com idade variando entre 25 e 59 anos, sendo 35 agricultores e 35 não agricultores. Todos os indivíduos tiveram sua audição periférica avaliada, por meio de audiometria tonal nas frequências de 250, 500, 1.000, 2.000, 3.000, 4.000, 6.000 e 8.000Hz. Foram excluídos indivíduos com alteração de orelha externa e média e/ou com alguma queixa otológica. Além disso, foi realizada anamnese com questões relacionadas à saúde, situação sócio-econômica, educação e exposição ao agrotóxico. Foi considerada perda auditiva, os limiares maiores ou iguais a 25dB em qualquer das frequências testadas. Resultados o Odds Ratio de perda auditiva foi 3,67 vezes (IC95%: 2,08-6,48) maior entre agricultores (94,3%), quando comparados aos não agricultores (25,7%). Além disso, a maior parte das alterações auditivas foi observada nas frequências mais agudas. Conclusão o presente estudo sugere que a atividade agrícola e possivelmente a exposição a agrotóxicos aumenta o risco de perda auditiva. <hr/> Purposes to evaluate the peripheral auditory system, by means of pure tone audiometry for farmers living in areas of heavy use of pesticides in the State of Rio de Janeiro. Methods 70 individuals of genders, 35 farmers and 35 non-farmers, with ages between 25 and 59 years, residents Campos dos Goytacazes, were enrolled into the study. All subjects had their peripheral hearing evaluated by means of pure tone audiometry at frequencies of 250, 500, 1,000, 2,000, 3,000, 4,000, 6,000 and 8,000 Hz. Individuals with alterations in external and middle ear and/or with a otologic complaint were excluded from the study. In addition, interview was conducted regarding health issues, socioeconomic status, education and exposure to pesticides. Hearing loss was considered if hearing thresholds were equal or more than 25 dB at any frequency tested. Results the Odds Ratio of hearing loss was 3.67 times (95% CI: 2.08 - 6.48) higher among agricultural workers (94.3%) when compared to non-agricultural workers (25.7%). Furthermore, most of the hearing alterations were observed in the higher frequencies. Conclusion this study suggests that the agricultural activity and possible exposure to pesticides increases the risk of hearing loss. <![CDATA[Listeners? preferences regarding the regional accent on formal and informal communication context]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000300949&lng=en&nrm=iso&tlng=en Objetivo analisar as preferências dos ouvintes quanto ao sotaque regional e sotaque suavizado em contexto formal e informal de comunicação. Métodos três telejornalistas gravaram frases-veículo nas situações de sotaque regional e suavizado. As gravações foram apresentadas a 105 juízes, que escutaram os pares de palavras e responderam qual das duas pronúncias preferiam para a fala de apresentadores de telejornal (contexto formal), para falantes nativos da comunidade local (contexto informal) e para a própria fala (contexto informal). Resultados os ouvintes preferiram a presença de sotaque suavizado em contexto formal (apresentação de telejornal em todas as variantes linguísticas estudadas (p&lt;0,0001) e, por outro lado, preferiram a presença de sotaque regional (p&lt;0,0001) em contexto informal. Porém, para a própria fala, dentro do contexto informal, não houve uma preferência geral pelo sotaque regional ou suavizado, havendo significância estatística apenas para palatalização do /S/ em coda medial (p&lt;0,0001) e não palatalização das dentais (p&lt;0,0001), ambas características do sotaque regional, e a não ocorrência de monotongação (p&lt;0,0001) e harmonização vocálica (p&lt;0,0001), caracterizados como sotaque suavizado. Conclusão os ouvintes preferem à fala com sotaque suavizado em um contexto formal de comunicação, mas preferem o sotaque regional dentro de um contexto informal, principalmente em falantes menos escolarizados. <hr/> Purpose to analyze the preferences of listeners as the regional accent and accent softened in the context of formal and informal communication. Methods three TV news presenter recorded vehicle-phrases in situations of regional and soft accent. The recordings were presented to 105 judges, who heard pairs of words and asked which of the two pronunciations preferred to talk about television news presenters (formal context), for native speakers of the local community (informal context) and to the speech itself (context informal). Results the presence of listeners preferred the understated accent in a formal context (presentation of television news in all language variants studied (p &lt;0.0001) and, on the other hand, preferred the presence of regional accents (p &lt;0.0001) in informal context. however, speaks for itself, within the informal context, there was a general preference for regional accent or understated, statistical significance only for palatalization of / S / in medial coda (p &lt;0.0001) and not palatalization of dental (p &lt;0.0001), both characteristics of regional accents, and the non-occurrence of monophthongization (p &lt;0.0001) and matching vowel (p &lt;0.0001), characterized as understated accent. Conclusion listeners prefer to speaks with an accent softened in a formal communication but prefer the regional accent within an informal context, especially in less educated speakers. <![CDATA[Signs and symptoms of the autonomic dysfunction in teachers]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000300957&lng=en&nrm=iso&tlng=en Objetivo comparar sinais de disfunção autônoma gerais e relacionados à voz em professores com e sem queixas vocais. Métodos aplicação do Protocolo de Disfunção Autônoma (PDA) em 83 professores, sendo 60 mulheres e 23 homens, com a média de idade de 37,6 anos. A amostra foi dividida em dois grupos, com e sem queixas vocais, definidas de acordo com o número de sintomas apresentados no Protocolo de Sinais e Sintomas Vocais. Resultados o grupo com queixa vocal apresentou a média de 13,7 sintomas no PDA e o grupo sem queixa 7,7 (p=0,001). Considerando apenas os sintomas neurovegetativos relacionados com a voz, o grupo com queixa obteve a média de 4,7 sintomas e o grupo sem queixa 1,8 (p&lt;0,001). Os sintomas relacionados com a voz que mais predominaram no grupo com queixa vocal, quando comparado com o grupo sem queixa, foram: cansaço quando fala (p&lt;0,001), necessidade de engolir constantemente (p=0,014), dor de garganta (p=0,001), dor no pescoço enquanto fala (p=0,003), dor ou desconforto na ATM (p=0,017), necessidade constante de bocejar (p=0,023), pigarros constantes (p=0,010) e tensão na cabeça quando fala (p=0,019). Os sintomas observados no grupo sem queixa foram: nariz entupido (33,3%), respiração nasal difícil (29,2%) e espirros (25%). Conclusões o grupo com queixa vocal apresentou maior número de sinais neurovegetativos, principalmente nas questões relacionadas à voz do que o grupo sem queixa. <hr/> Purpose to compare signs of general autonomic dysfunction related to the voice in teachers with and without complaints. Methods adhibition of the Questionnaire of Autonomic Dysfunction (QAD) in 83 teachers, including 60 women and 23 men, with an average age of 37,6. The participants were distributed in two groups, with or without voice complaints, defined according to number of symptoms marked in the Protocol of Signs and Voices Symptoms. Results the group with voice complaints presented an average of 13,7 symptoms in the QAD of autonomic dysfunction and the group without complaints 7,7 (p=0,001). Considering only voice related neurovegetative signs, the group with complaints presented an average of 4,7 symptoms and the group without complaints 1,8 (p&lt;0,001). When compared to the group without voice complaints the most predominant voice related symptoms in the group with voice complaints were: fatigability when speaking (p&lt;0,001), need of constantly swallowing (p=0,014), sore throat (p=0,001), neck pain while speaking (p=0,003), temporomandibular pain or discomfort (p=0,017), constant need to yawn (p=0,023), frequent throat clearing (p=0,010) and tension in the head while speaking (p=0,019). The symptoms observed in the group without complaints were: nose obstruction (33,3%), difficulty breathing through the nose (29,2%) and sneezing (25%). Conclusion the group with voice complaints showed more number of neurovegetative symptoms, particularly on issues related to the voice, than the group without complaints. <![CDATA[Vocal self-assessment and auditory-perceptual assessment of voice in women with thyroid disease]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000300967&lng=en&nrm=iso&tlng=en Objetivo comparar a autoavaliação vocal e a avaliação perceptivo-auditiva da voz em mulheres com doença tireoidiana. Métodos o estudo foi realizado com 40 pacientes do sexo feminino, idade média de 49,50±10,40 anos, utilizando a escala analógica-visual (EAV) para realizar a autoavaliação vocal e a análise perceptivo-auditiva pelo fonoaudiólogo. A paciente considerou a emissão habitual do dia a dia na sua autoavaliação e para a análise fonoaudiológica da voz foram gravadas amostras da contagem de 1 a 20. A análise considerou o tamanho total da amostra e também sua categorização grupos de acordo com a presença ou não de queixa e por faixa etária. A análise descritiva das variáveis considerou média, mediana e desvio-padrão. Foram aplicados os testes de Wilcoxon e Mann-Whitney para comparação de médias e o teste de Spearman para testar correlação entre as duas avaliações.O nível de significância foi de 5%. Resultados 19 (47,5%) pacientes relataram queixa de disfonia. A média e desvio-padrão da EAV das pacientes e da EAV do fonoaudiólogo foram 32,58±27,99 e 37,23±15,92, respectivamente, sem diferença estatisticamente significante. Pacientes com queixa vocal apresentaram pior média na autoavaliação quando comparadas às que não tiveram queixa. Não houve diferença estatisticamente significante entre esses grupos em relação à avaliação perceptivo-auditiva. Não foi encontrada correlação estatisticamente significante entre a percepção que a paciente tem sobre sua voz e a avaliação do fonoaudiólogo. Conclusão não houve diferença entre as médias da autoavaliação vocal e da avaliação perceptivo-auditiva; a autoavaliação da voz foi pior em pacientes com queixa vocal; não houve correlação entre as duas avaliações estudadas. <hr/> Purpose to compare the vocal self-assessment and auditory-perceptual assessment of voice in women with thyroid disease. Methods the study was performed in 40 female patients, mean age of 49,50±10,40 years, using a visual-analogue scale (EAV) to perform the vocal self-assessment of voice and auditory-perceptual analysis by speech and language pathologist. The patient considered the usual emission of voice in its self-assessment and for the vocal analysis by speech and language pathologist voice samples was recorded with the patient emission of 1 to 20 counting. Descriptive analysis considered mean, median and standard deviation. It was used the Wilcoxon and Mann-Whitney tests to compare means and the Spearman test to verify correlation between voice evaluations.The level of significance was 5%. Results 19 (47.5%) patients reported complaints of dysphonia. Means and standard deviations of the VAS patient and the VAS speech therapist were 32.58 ± 27.99 and 37.23 ± 15.92, respectively, with no statistically significant difference. Patients with vocal complaint had worse scores on self-assessment when compared with those who did not complain. There was no statistically significant difference between these groups in terms of perceptual assessment. There was no statistically significant correlation between the perception that the individual has over her voice and speech therapist assessment. Conclusion there was no difference between means of vocal self-assessment and auditory-perceptual assessment by the speech and language pathologist; vocal self-assessment was worse in patients with vocal complaints; there was no correlation between evaluations. <![CDATA[Speech language pathology and audiology as a higher education option: exploratory study]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000300974&lng=en&nrm=iso&tlng=en Objetivo identificar junto aos alunos dos Cursos de Fonoaudiologia: fatores que levaram a esta escolha de carreira e informações que gostariam de ter recebido sobre esta profissão antes do exame vestibular. Métodos estudo exploratório, descritivo, transversal. Discentes dos cursos de graduação em Fonoaudiologia oferecidos pela Universidade de São Paulo nos campi de Bauru, São Paulo e Ribeirão Preto e egressos do campus de Bauru foram convidados a preencher anonimamente, um questionário online composto por 10 questões a respeito de suas opções de carreira universitária e sobre as fontes e suficiência de informação a respeito da profissão Fonoaudiologia quando da inscrição no exame vestibular. Resultados responderam ao questionário 201 sujeitos (144 graduandos e 57 egressos). A Fonoaudiologia foi a primeira opção de carreira para 119 (59,2%) dos participantes. O interesse pela profissão foi o motivador de escolha para 42% dos participantes e o status da universidade, a relação candidato/vaga e a influencia de familiares, dentre outros, para 58% dos respondentes. Os guias de profissões foram as principais fontes de informação sobre a carreira. Cerca de 80% dos sujeitos não estavam satisfeitos com as informações que receberam antes do vestibular, a maioria indicando que gostariam de saber mais sobre o campo de atuação do fonoaudiólogo. Conclusão fatores não relacionados à afinidade ou pendor pela profissão levam à opção pela carreira Fonoaudiologia para a maioria dos participantes. Há necessidade de intensificar a veiculação de informações sobre a profissão, sobretudo o seu campo de atuação para candidatos ao exame vestibular. <hr/> Purpose to identify factors that led Speech and Language Pathology and Audiology students to choose the career as well as the information they would have liked to receive before entering College. Methods exploratory, descriptive, cross-sectional study. SLP-Audiology students of undergraduate courses in the University of São Paulo (Bauru, São Paulo and Ribeirão Preto campus) and graduate students (Bauru campus) were asked to complete, anonymously, an online questionnaire consisting of 10 questions about their career choices and about the sources and adequacy of information regarding the SLP-Audiology profession before college entrance examination. Results the questionnaire was answered 201 individuals (144 undergraduates and 57 graduates). SLP-Audiology was the first career option for 119 (59.2%) of the participants. Interest in the profession was the motivator of choice for 42% of the participants. For 58% of respondents, the University status, the candidate/vacancy ratio and the influence of family members, among others, led to the SLP-Audiology career choice. Profession guides were the main sources of information and 80% of respondents were not satisfied with the information received before entering College, most indicating they would like to learn more about the areas where SLP-Audiologists can work. Conclusion factors unrelated to career affinity where the motivator for the choice of SLP-Audiology profession for most participants. There is need to intensify the information process about this career especially among high school students. <![CDATA[The speech therapist gets sick: Burnout syndrome and hospital speech therapy ? a review]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000300985&lng=en&nrm=iso&tlng=en A Síndrome de Burnout é um transtorno adaptativo crônico que acomete uma gama variada de profissionais, principalmente os da área da saúde, como os fonoaudiólogos. Caracteriza-se, entre outros aspectos, por cansaço emocional, despersonalização e baixa realização pessoal. Esse estudo objetivou verificar, na literatura científica, a ocorrência da Síndrome de Burnout em fonoaudiólogos que atuam no âmbito hospitalar. Os recursos metodológicos utilizados foram artigos nacionais e internacionais dos últimos 10 anos, levantados nas bases de dados eletrônicos indexadas, com as seguintes palavras chave: Fonoaudiologia e Burnout; esgotamento profissional e unidades hospitalares. Foram identificados apenas artigos sobre a Síndrome de Burnout e profissionais da saúde e notou-se que há uma escassez de informações sobre a relação Síndrome de Burnout e Fonoaudiologia. Essa insuficiência de produções técnicas relacionadas ao tema em pauta é ainda maior quando é direcionada aos fonoaudiólogos que atuam em hospitais.<hr/>The Burnout Syndrome is a chronic adaptive disorder that affects a wide range of professionals, especially health care, such as speech therapists. Characterized aspects among others, by emotional exhaustion, depersonalization and low personal accomplishment. This study aimed to verify, in the scientific literature, the occurrence of burnout syndrome in audiologists who work in hospitals. The methodological procedures used were national and international papers in the last10 years, raised in electronic data bases indexed with the following keywords: Speech and Burnout, burnout and hospitals. Articles were identified only on the Burnout Syndrome and health professionals and noted that there is a dearth of information on the relationship Burnout Syndrome and Speech Therapy/Speech, Language and Hearing Sciences. This insufficient production techniques related to the topic at hand is even greater when it is targeted to speech therapist who work in hospitals. <![CDATA[Monitoring for newborn hearing screening programmes: an integrative review]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000300992&lng=en&nrm=iso&tlng=en O diagnóstico da perda auditiva no Brasil é tardio. Um dos fatores que pode explicar este fato, mesmo diante de inúmeros programas de triagem auditiva implementados, pode ser a evasão das famílias, não concluindo a avaliação auditiva da criança. Objetivou-se descrever como vem sendo conduzido o acompanhamento audiológico nos Programas de Saúde Auditiva Infantil do Brasil, especialmente em relação aos exames realizados, adesão das famílias ao acompanhamento audiológico e ações educativas desenvolvidas. Realizou-se uma revisão integrativa da literatura, cuja pergunta norteadora foi: como vem sendo conduzido o acompanhamento audiológico nos Programas de Saúde Auditiva Infantil do Brasil? Levantamento nas seguintes bases de dados: Lilacs, Medline, IBECS e CidSaúde, utilizando combinações entre os termos “acompanhamento”, “audição” e “triagem neonatal”. Inicialmente, os 1130 artigos encontrados foram triados por títulos e resumos. Foram lidas na íntegra as 21 publicações pré-selecionadas por título e resumo, constatando-se que 12 artigos respondiam a pergunta desta revisão. Os exames para triagem auditiva e acompanhamento audiológico mais utilizados foram Emissões Otoacústicas e Potencial Evocado Auditivo de Tronco Encefálico, além de avaliação comportamental, timpanometria e reflexos acústicos. Três estudos referiram a presença de ações educativas nos programas e apenas um deles especificou os profissionais que as realizaram, sendo o profissional enfermeiro o que mais efetuou estas atividades. O percentual de famílias que aderiram ao acompanhamento variou consideravelmente. Acredita-se ser interessante observar recomendações de entidades locais e internacionais para realização do acompanhamento audiológico, buscando um padrão de qualidade e efetividade nos programas e a qualidade da avaliação audiológica.<hr/>In Brazil, hearing loss diagnosis does not occur in early years.  Among various factors that could explain this fact is that the parents do not know well about hearing health for their children, and then do not attend for the follow-up.  This literature review had as main goal to describe how the follow up has been done in Brazil, especially regarding to the audiologic exams, regarding to the follow up by the family, and regarding to educations activities for the health professionals.  In order to achieve that, an integrative review of the literature was done, leaded by the question: How the audiologic follow up has been done for the newborn hearing screening programs?  It was used the the following databases: Lilacs, Medline, IBECS and CidSaúde using combinations of the terms “follow-up studies”, “hearing” and “newborn screening”. Initially, 1130 articles were screened by titles and abstracts. Then, 21 full articles were pre-selected by title and summary.  Twelve articles answered the question of this review.  The results indicated that tests for hearing screening and audiologic were used more Evoked otoacoustic emissions and auditory brainstem response, and behavioral assessment, tympanometry and acoustic reflexes. Three studies reported the presence of educational programs and only one specified professionals realized that, being the nurse what else made these activities. The percentage of families who joined the monitoring varied considerably. It was interesting to see that those recommendations from local and international entities to perform the audiologic, seeking a standard of quality and effectiveness in the programs and the quality of the audiological evaluation. <![CDATA[Speech, language and hearing sciences and mental health: redirecting the work according to psychosocial care]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000301004&lng=en&nrm=iso&tlng=en Processos de trabalho em Saúde Mental da Fonoaudiologia no âmbito de um Centro de Atenção Psicossocial infanto-juvenil são o tema deste estudo. A partir de uma reflexão sobre os limites da clínica fonoaudiológica tradicional desempenhada com crianças que apresentavam graves transtornos mentais em um serviço público especializado em Saúde Mental infanto-juvenil no Distrito Federal, propôs-se a reorientação do trabalho a partir da criação de novos dispositivos clínicos no sentido da desinstitucionalização e do cuidado interdisciplinar. A busca pela interdisciplinaridade e o rompimento com ações fragmentadas e isoladas dos profissionais foram as principais mudanças observadas. Na realidade do trabalho dos fonoaudiólogos foram inseridas práticas de acolhimento, atendimentos em grupo, ações intersetoriais, participação em oficinas terapêuticas e educação permanente, bem como foram redefinidos critérios para o acesso precoce de usuários ao profissional a partir de uma gestão coletiva da clínica. Houve significativo avanço no cuidado em saúde mental de crianças atendidas no serviço, com importantes reflexos na transformação das concepções e das práticas de saúde produzidas pelos fonoaudiólogos. Propõe-se que a Fonoaudiologia ultrapasse a barreira estrita da produção científica clínico-terapêutica disciplinar acerca dos Transtornos Invasivos do Desenvolvimento em direção à construção de uma clínica psicossocial, de modo a assumir e fortalecer o papel político deste profissional na luta pela permanente implantação da Reforma Psiquiátrica brasileira, em defesa do cuidado integral a estas crianças.<hr/>Work processes in Mental Health of Speech, Language and Hearing Sciences in a Psychosocial Care Center for children and adolescents (CAPSi) are the theme of this study. Reflecting about the limits of the traditional Speech, Language and Hearing clinical approach for children with severe mental disorders in a public mental health service in Federal District, Brazil, we proposed the reorientation of the work process towards the de-institucionalization and the interdisciplinary care in a psychosocial clinic. The interdisciplinary perspective and the overcome of fragmented and isolated actions were the main changes observed. Receptiveness practices, group care, inter-sector actions, participation in therapeutic workshops and permanent education were inserted in the routine of the speech therapists. The access criteria were redefined from a collective management of the clinic. There was a large improvement in mental health care at the CAPSi reflecting on changes in concepts and health practices of the professionals. It is proposed that further research in Speech, Language and Hearing Sciences take into account not only the traditional clinic of pervasive development disorders but also the psychosocial clinic, embracing and strengthening it’s political role in the campaign for the implementation of psychiatric reform and in the defense of integral care for these children. <![CDATA[Communicative evolution in twins with language delay]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000301013&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este estudo tem como tema o comportamento comunicativo de gêmeos com alteração de linguagem pré e pós intervenção fonoaudiológica. Foram analisados dados de dois pares de gêmeos do sexo masculino (S1/S2 monozigóticos; S3/S4 dizigóticos), com diagnóstico de Atraso de Linguagem. Os dados foram coletados na avaliação pré e pós intervenção fonoaudiológica, por meio de: entrevista semi-estruturada com os pais; observação do comportamento comunicativo; e teste de linguagem e escala de desenvolvimento. A intervenção fonoaudiológica teve duração de 34 meses para S1/S2 (de dois anos e cinco meses a cinco anos e três meses) e 17 meses para S3/S4 (de três anos e sete meses a cinco anos e quatro meses). Na avaliação pré intervenção fonoaudiológica de S1/S2 foram observadas intercorrências pré, peri e /pós natais mais graves, com maior comprometimento neuropsicomotor e comunicativo. S3/S4 apresentaram intercorrências pré, peri e pós natais menos graves e o atraso no desenvolvimento ocorreu apenas para a linguagem. A idade das crianças na avaliação pós intervenção foi semelhante, porém, o par S1/S2 apresentou desempenho comunicativo e global com maior prejuízo, mesmo tendo recebido maior tempo de intervenção fonoaudiológica. S3 apresentou desempenho aproximado ao desenvolvimento típico e S4 dificuldades apenas quanto à fonologia e pragmática. As experiências de gemelares, diferenciadas em meio a circunstâncias interpessoais, acarretam desenvolvimento de linguagem atípico, devido à menor necessidade objetiva de interação linguística. As intercorrências pós natais em S1/S2 agravaram o atraso no desenvolvimento infantil, englobando o desenvolvimento comunicativo.<hr/>The theme of this study is the communicative behavior of twins with language disorders before and after speech therapy. Data from two pairs of male twins with a diagnosis of language delay were analyzed (monozygotic – S1/S2, dizygotic – S3/S4). Data were collected in assessments made pre and post speech-language audiology intervention through: semi-structured interviews with the parents, observation of communicative behavior, and language and development scale test. The speech-language audiology intervention lasted for 34 months for S1/S2 (from two years and five months to five years and three months) and 17 months for S3/S4 (from three years and seven months to five years and four months). More severe pre, peri and post natal complications with a greater psychomotor and communicative impairment were observed in the pre speech-language audiology intervention assessment. S3/S4 showed less severe pre, peri and post natal complications and development delay occurring only in language. The age of the children in post intervention assessment was similar, however, the pair S1/S2 showed a more damaged global and communicative development, even having received a longer speech-language audiology intervention. S3 showed a performance approximate to the typical development and S4 had difficulties just concerning phonology and pragmatics. The experiences of twins, differentiated as to interpersonal circumstances, lead to atypical language development, due to the reduced objective need of linguistic interaction. The post natal complications in S1/S2 exacerbated the delay in child development, encompassing the communicative development. <![CDATA[The generalization through the treatment with fricatives: favorable environments versus unfavorable and neutral environments]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462014000301021&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objetivo deste estudo foi analisar e comparar a ocorrência e os tipos de generalização observados a partir do tratamento das fricativas /z/, /ʃ/ e /ʒ/ em dois grupos de crianças, um utilizando palavras com contextos fonológicos favoráveis e outro os contextos pouco favoráveis e neutros. Seis crianças com desvio fonológico e idades entre 4:7 e 7:8 participaram do estudo com a autorização dos responsáveis. Realizaram-se avaliações fonoaudiológicas e complementares para o diagnóstico do desvio fonológico. Os sujeitos foram pareados de acordo com a gravidade do desvio, sexo, faixa etária e aspectos do sistema fonológico em relação aos fonemas alterados. Metade das crianças foi tratada com palavras em que os fonemas /z/, /ʃ/ e /ʒ/ encontravam-se em ambientes fonológicos favoráveis e a outra metade com ambientes pouco favoráveis e neutros. Foram realizadas oito sessões e, após estas, nova avaliação de fala foi realizada para verificar os tipos de generalização obtidos. Os percentuais de generalizações foram comparados entre os grupos por meio do teste estatístico de Mann-Whitney (p&lt;0.05). Ao término da terapia, observou-se aumento dos percentuais de generalização para todos os sujeitos. Na comparação entre os grupos não foi verificada diferença estatística para as generalizações analisadas. Entretanto, houve vantagem do grupo favorável em relação às generalizações “para outra posição na palavra” e “dentro de uma classe de sons”. Os resultados obtidos podem estar relacionados ao pequeno número de sujeitos ou a outros fatores mencionados no artigo.<hr/>The aim of this study was to analyze and compare the occurrence and the types of generalization observed through the treatment of the fricatives /z/, /ʃ/ and /ʒ/ in two groups of children, one using words with favorable phonological contexts and another with unfavorable and neutral contexts. Six children with phonological disorder between 4:7 and 7:8 year-old participated in the study, with their parents’ authorization. There were speech-language and complementary evaluations to diagnose the phonological disorder. The subjects were matched according to the severity of the phonological disorder, sex, age and aspects of the phonological system in relation to the altered phonemes. Half the children were treated with words in which the phonemes /z/, /ʃ/ and /ʒ/ were in favorable phonological environments and the other half with unfavorable and neutral environments. There were eight sessions and, after them, a new speech evaluation was performed in order to verify the types of generalization that were obtained. The generalization percentages were compared between the groups by statistical test Mann-Whitney (p&lt;0.05). At the end of therapy, it was observed an increasing in generalization percentage for all the subjects. In the comparison between the groups, no statistical difference was found to the analyzed generalizations. However, there was an advantage to for the favorable group regarding to the generalizations “to another position in the word” and “inside a sound class”. The obtained results can be related to the small number of subjects or to other factors mentioned in the article.