Scielo RSS <![CDATA[Revista CEFAC]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1516-184620150001&lang=es vol. 17 num. 1 lang. es <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[EDITORIAL]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100009&lng=es&nrm=iso&tlng=es <![CDATA[Knowledge about voice and the importance of voice as an educational resource in the perspective of university professors]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100013&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: investigar o conhecimento vocal e sua importância como recurso pedagógico em professores universitários. MÉTODOS: participaram 112 docentes, média de 46,60 anos, 35,7% do sexo masculino e 64,3% do feminino, 66,1% doutores. Utilizou-se o questionário Condições de Produção Vocal-Professor, adaptado pela pesquisadora, além da inserção de novas questões abertas e fechadas de interesse para o estudo, as quais foram assinaladas em uma escala analógica de zero a dez. Foram coletadas amostras de voz dos professores e analisadas por avaliação fonoaudiológica. As questões fechadas receberam tratamento estatístico, considerando-se a média das notas autorreferidas, em cada variável pesquisada. Os resultados foram correlacionados a partir das variáveis: sexo e presença/ausência de alteração vocal. Organizaram-se as respostas das questões abertas por similaridade de conteúdo e frequência de ocorrência. RESULTADOS: constatou-se associação significante entre sexo feminino e voz fina, fadiga e perda da voz; presença de distúrbio de voz e autorreferência à voz fraca, rouquidão, voz insuficiente para o trabalho e fadiga vocal. Os professores participaram da pesquisa para colaborar e melhorar a voz na docência; mudariam suas vozes nos aspectos de intensidade, tom e modulação; os recursos vocais mais utilizados em sala de aula foram variação de tom e intensidade, modulação e pausas; e quando a voz está alterada, recorrem ao repouso vocal e à hidratação. Atribuiu-se a média de 9,42 para a voz como recurso pedagógico. CONCLUSÃO: o conhecimento vocal dos participantes foi apropriado e eles avaliaram a voz como recurso pedagógico essencial. <hr/> PURPOSE: to investigate the knowledge about voice and its importance as an educational resource in university professors. METHODS: the subjects were 112 teachers, mean age 46.60, 35.7% males and 64.3% females, 66.1% Ph.D. The Vocal Production Conditions-Teacher questionnaire was used with adaptations by the researcher proposing new questions of interest to the research and an analogic zero to ten scale was used. A sample of teachers' voices was collected and analyzed by speech therapy assessment. Closed questions were analyzed statistically where the means of self-reported scores were considered in each studied variable. The results were related using the variables gender and presence/absence of voice disorder. The answers to open-ended questions were organized according to content similarity and frequency of occurrence. RESULTS: there was a significant association between female sex and high-pitched voice, fatigue and voice loss; voice disorder and weak voice, hoarseness, insufficient voice for work and vocal fatigue. The professors partook in the study in order to cooperate and improve voice in teaching; they would change their voices as far as intensity, tone and modulation; the most frequently used vocal resources in the classroom were tone and intensity variation, modulation and pauses; and when there is a voice disorder, they undergo vocal rest and hydration. The score attributed to voice as an educational resource was 9.42. CONCLUSION: the participants' knowledge about voice was appropriate and it was evaluated as an essential educational resource. <![CDATA[Social skills in students of journalism]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100027&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: caracterizar o repertório de habilidades sociais de estudantes de Jornalismo. MÉTODOS: participaram 89 estudantes de Jornalismo da UNESP/Bauru, sendo 63 do sexo feminino e 26 do masculino, com idades variando entre 18 e 28 anos, os quais responderam ao Inventário de Habilidades Sociais IHS-Del-Prette (Del Prette &amp; Del Prette, 2001). RESULTADOS: os dados indicaram que os estudantes do curso de jornalismo apresentaram repertório de habilidades sociais classificados "Bom acima da média" para as o escore global, as habilidades sociais de comunicação (F1), assertivas de enfrentamento (F3), empáticas (F4) e de trabalho (F5). O único fator que apresentou classificação como "Bom abaixo da média" foi as habilidades sociais de civilidade (F2), que corresponde a expressar afeto aos amigos, agradecer, apresentar-se, cumprimentar e despedir-se. Não houve diferença estatiscamente significante entre os cinco fatores estudados e os gêneros com relação aos resultados do escore global e os escores dos cinco fatores do IHS-Del-Prette. CONCLUSÃO: Estudantes de jornalismo apresentam habilidades sociais que lhe permitem interações sociais saudáveis, mas estas não se apresentaram no seu potencial máximo. As habilidades sociais que se revelaram com maior necessidade de desenvoltura foram as de "civilidade" e de "expressar sentimentos positivos e negativos". <hr/> PURPOSE: to characterize the social skills of journalism students. METHODS: eighty-nine students of Journalism at UNESP/Bauru, 63 being females and 26 males, aged between 18 and 28 years, who responded to the Social Skills Inventory (SSI) - Del - Prette (Del Prette &amp; Del Prette, 2001), participated in the study. RESULTS: the data showed that these journalism students scored "Good above average" for the overall score, the social communication skills (F1), assertive coping (F3), empathy (F4) and work (F5). The only factor to be rated as "Good below average" was the civility social skill (F2), which corresponds to expressing affection to friends, thanking people, introducing oneself, greeting and saying goodbye. There was no statistically significant difference among the five factors studied and genders regarding the results of the overall score and the scores of the five factors of the SSI - Del - Prette. CONCLUSION: journalism students present social skills which allow them to have healthy social interactions, however, these skills were not shown in their maximum potential. The social skills which needed greater aplomb were those of "civility" and "expressing positive and negative feelings". <![CDATA[Vocal symptoms of future professional voice users]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100034&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: caracterizar os sintomas vocais de futuros profissionais da voz conforme as variáveis idade, sexo e índice de massa corporal. MÉTODOS: os participantes responderam a Escala de Sintomas Vocais, composta por 30 questões, sendo 15 do domínio limitação, oito do domínio emocional e sete do domínio físico. Os indivíduos foram orientados a assinalar a resposta que correspondesse à frequência de ocorrência para cada um dos sintomas questionados. Foram coletados também dados ocupacionais, antropométricos e de saúde geral.Os dados foram analisados descritivamente e estatisticamente por meio dos testes não paramétricos Correlação de Spearman, Mann Whitney e Kruskal-Wallis, com nível de significância de 5%. RESULTADOS: a amostra constituiu-se de 47 indivíduos, com idades entre 19 e 37 anos (média de 22,17 anos), sendo 28 (59,57%) do sexo feminino e 19 (40,43%) do sexo masculino,a média foi de 11,38 problemas vocais, de uma possibilidade total de 30. Houve maior frequência dos sintomas "você tosse ou pigarreia" e "você tem dificuldade para falar em locais barulhentos". CONCLUSÃO: o grupo de futuros profissionais da voz analisado apresentou alta média de sintomas vocais, salientando-se a tosse ou pigarro e a dificuldade para falar em locais barulhentos, diretamente relacionados a usos vocais incorretos. Com o aumento da demanda vocal profissional esses indivíduos poderão ser considerados de risco para o desenvolvimento de distúrbios vocais. <hr/> PURPOSE: to characterize the vocal symptoms of future professional voice users according to age, gender and body mass index. METHODS: the participants answered the Voice Symptom Scale, consisting of 30 questions, 15 on the limitation domain, eight on the emotional domain and seven on the physical domain. Subjects were instructed to mark the answer that corresponded to the frequency of occurrence of each of the symptoms questioned. Data on occupational, anthropometric and general health information were also collected. The data were descriptively and statistically analyzed using the nonparametric tests Spearman correlation, Mann Whitney and Kruskal-Wallis with a significance level of 5%. RESULTS: the sample consisted of 47 subjects, aged from 19 to 37 years (mean of 22,17), of which 28 (59,57%) were female and 19 (40,43%) were male, the average was 11.38 vocal problems of a possible total of 30. Greater frequency was found for "you cough or clear your throat" and "you have difficulty of speaking in loud places". CONCLUSION: the group of future professional voice users analyzed showed high average of vocal symptoms, specially for coughing, throat clearing, and difficulty to speak in loud places, factors that are directly associated with inadequate vocal use. With increasing professional vocal demand, these individuals may be considered at risk for the development of voice disorders. <![CDATA[Relation between voice self-assesment and clinic evaluation data in dysphonic individuals]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100044&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: associar os índices de autoavaliação vocal aos dados da avaliação clínica de indivíduos disfônicos. MÉTODOS: estudo observacional, analítico, retrospectivo. Foram analisados os prontuários de pacientes disfônicos atendidos em uma Clínica-Escola de Fonoaudiologia no período de 2007 a 2011. Foram levantados os dados referentes à autoavaliação vocal (índices de qualidade de vida em voz, desvantagem vocal e atribuição de nota referente ao impacto vocal), à anamnese (sexo, idade, profissão, tipo de queixa, tempo de queixa, tratamentos anteriores para a disfonia), à avaliação perceptivo-auditiva (qualidade vocal, grau de alteração, pitch, loudness, ressonância, articulação e coordenação pneumofonoarticulatória) e aos dados objetivos (tempos máximos fonatórios e relação s/z). Os dados foram tabulados e analisados estatisticamente. RESULTADOS: não houve diferença na comparação dos escores do protocolo de qualidade de vida em voz e índice de desvantagem vocal com as variáveis referentes a sexo, qualidade vocal, grau de alteração, pitch, ressonância, articulação, velocidade de fala e tipo de disfonia. Indivíduos que utilizam a voz profissionalmente e que já fizeram tratamentos anteriores para a disfonia apresentaram piores índices na autoavaliação vocal. Quanto à avaliação clínica, a incoordenação penumofonoarticulatória foi o único parâmetro que interferiu negativamente na autoavaliação. Não houve correlações entre os índices de autoavaliação vocal e as demais variáveis contínuas (idade, tempo de queixa, tempos máximos fonatórios e relação s/z). CONCLUSÃO: a autoavaliação vocal é uma impressão bastante subjetiva, e independe da maior parte dos dados coletados na avaliação clínica. Ser profissional da voz, já ter buscado outros tratamentos para a disfonia e apresentar incoordenação penumofonoarticulatória parece influenciar negativamente na autoavaliação do indivíduo acerca do impacto do distúrbio vocal em sua vida diária. <hr/> PURPOSE: to associate the rates of vocal self-assessment and clinic evaluation data from of dysphonic individuals. METHODS: observational, descriptive and retrospective study. It was studied medical records of patients treated at a school-clinic of Speech Language Patology in the period from 2007 to 2011. Data were presented regarding the vocal self-assessment (voice related quality of life, vocal handicap index and assignment of note regarding the impact vocals), anamnesis (gender, age, occupation, type of abuse, duration of abuse, previous treatment for dysphonia), perceptual evaluation (vocal quality, degree of alteration, pitch, loudness, resonance, articulation and CPFA) and objective data (maximum fonation time and relation between consonants s / z). Data were statistically analyzed. RESULTS: there was no difference in comparing the scores of voice related quality of life, vocal handicap index with variables related to gender, vocal quality, grade of dysphonia, pitch, resonance, articulation, rhythm of speech and type of dysphonia. Individuals with pneumophonoarticulatory incoordination, who use their voice professionally and who have made previous treatments for dysphonia were the worst rates in the vocal self-assessment. There were no correlations between rates of vocal self-assessment and other continuous variables (age, duration of abuse, maximum phonation time and relation s / z). CONCLUSION: the vocal self-assessment is a very subjective impression, and is independent of most of data collected in the clinical evaluation. Being professional voice, already have had other previous treatments for dysphonia, and incoordination pneumophonoarticulatory seem to influence negatively on the individual's self-assessment about the impact of dysphonia in his/her daily life. <![CDATA[Association between teaching experience and voice self-assessment among professors: a cross-sectional observational study]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100052&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: verificar a associação entre o tempo de magistério e a autoavaliação vocal em professores universitários. MÉTODOS: participaram deste estudo 42 professores universitários, os quais responderam a um questionário para caracterização da amostra e identificação das sensações/sintomas vocais e ao Protocolo do Perfil e Participação e Atividades Vocais RESULTADOS: os participantes foram considerados jovens quanto ao tempo de magistério, pois a mediana foi de 8,5 anos, sendo que os autores não limitaram um número mínimo para participação na pesquisa, além disso, houve predomínio do gênero feminino na amostra estudada. Os sintomas vocais mais referidos pelos participantes foram sensação de secura na garganta (66,6%) e rouquidão (40,4%). A correlação entre o tempo de magistério com os domínios e o escore total do Protocolo do Perfil e Participação e Atividades Vocais não mostrou correlação significante. Os escores dos domínios: efeitos na comunicação diária (valor da correlação r= -0,08 e valor do p= 0,63), na comunicação social (valor da correlação r=-0,00 e valor do p=0,99), pontuação de restrição de participação (valor da correlação r= -0,20 e valor do p=-0,21) e o escore total (valor da correlação r= -0,01 e valor do p=-0,96) apresentaram correlação negativa, ou seja, inversas. CONCLUSÃO: embora a população estudada apresentasse queixas de sintomas vocais, isso não se reflete na limitação de suas atividades profissionais e atividades diárias. Portanto, neste estudo o tempo de uso profissional da voz ainda não compromete a qualidade de vida relacionada à voz referida pelos por professores. <hr/> PURPOSE: to verify the association between teaching experience and voice self-assessment among professors. METHODS: forty-two professors took part in this study and answered a questionnaire to characterize the sample and identify the vocal sensations/symptoms and filled out the Vocal Activity and Participation Profile protocol. RESULTS: the predominantly female subjects had little teaching experience given the median of 8.5 years. The authors did not set a minimum experience for participant experience. The most commonly reported vocal symptoms were throat dryness (66.6%) and hoarseness (40.4%). Teaching experience and the domains and total scores in the Vocal Activity and Participation Profile protocol were not significantly correlated. The domain scores of effects on daily communication (correlation value r = -0.08 and p value = 0.63), on social communication (correlation value r = 0.00 and p value = 0.99), participation restriction score (correlation value r = -0.20 and p value = -0.21), and total score (correlation value r = -0.001 and p value = 0.96) were negatively, i.e., inversely correlated. CONCLUSION: although the sample studied had voice symptom complaints, this does not limit their professional or daily activities. Thus, in this study the professional voice use still does not compromise voice-related quality of life as reported by the professors. <![CDATA[Quality of life in total laryngectomy patients: an analysis of different assessment tools]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100058&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: verificar a contribuição dos diferentes questionários e de entrevista na avaliação de qualidade de vida em sujeitos laringectomizados totais que se comunicam pela voz esofágica. MÉTODOS: estudo quantitativo e qualitativo baseado na realização de entrevista aberta e aplicação de questionários específicos para câncer de cabeça e pescoço - UW-QOL, FACT (H&amp;N) e EORTC QLQ (H&amp;N35) - em quatro pacientes com idade entre 62-68 anos, submetidos à retirada total da laringe e que estão em acompanhamento fonoaudiológico para aquisição de voz esofágica. RESULTADOS: a entrevista possibilitou a melhor 'escuta' do paciente, no entanto, quando se trata de estudos populacionais sua aplicação se torna inviável, sendo os questionários ainda a melhor opção. O EORTC QLQ (H&amp;N) demonstrou ser o questionário mais específico para questões fonoaudiológicas, enquanto o UW-QOL explora mais as questões físicas e o FACT (H&amp;N) aborda melhor o domínio emocional/psicológico. CONCLUSÃO: os questionários e a entrevista avaliados apresentaram especificidades e contribuem para a avaliação da QV de maneira diferente. Por isso, conhecer os domínios prevalentes nos questionários e a temática abordada na entrevista permite a escolha criteriosa do instrumento de avaliação de qualidade de vida mais adequado a ser aplicado ao sujeito laringectomizado total. <hr/> PURPOSE: to verify the contribution of different questionnaires and a semi-structured interview in the assessment of quality of life in individuals with total laryngectomy. METHODS: quantitative and qualitative research with a semi-structured interview and specific questionnaires for head and neck cancer - UW-QOL, FACT (H&amp;N) and EORTC QLQ (H&amp;N35) - in four patients aged 62-68 years who underwent total removal of the larynx and are in speech therapy for the acquisition of the esophageal speech. RESULTS: the semi-structured interview allowed a better listening. However, population studies hinder its application, and interview questionnaires become the better choice. The EORTC QLQ (H&amp;N) proved to be the most specific questionnaire for speech therapist questions, while the UW-QOL explores further physic questions and the FACT (H&amp;N) covers the emotional/psychological domain. CONCLUSION: the questionnaires and the semi-structured interview presented many specifications and their contribution for the assessment of the quality of life are different. The more appropriate choice depends on the goals of the research and the main factor for the assessment of the quality of life. <![CDATA[Phonoaudiological care in the SUS: expanding access and the challenge of overcoming inequalities]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100071&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: avaliar a evolução da assistência fonoaudiológica no SUS, nos anos 2000, 2005 e 2010. MÉTODOS: trata-se de um estudo descritivo, cujas unidades de análise foram as regiões do Brasil e o universo dos municípios agregados em porte populacional. Foram analisados os anos de 2000, 2005 e 2010, e utilizados dados secundários para coletar informações sobre a quantidade e o valor pago por procedimentos realizados por fonoaudiólogos, além do número de profissionais no SUS. RESULTADOS: houve grande crescimento dos procedimentos de fonoaudiologia no país, com maior crescimento na região Norte. Entre os municípios, o maior crescimento ocorreu entre aqueles de menor porte populacional. Em 2010, 89,8% dos municípios brasileiros não realizaram nenhum tipo de procedimento em assistência fonoaudiológica no SUS. Entre 2000 e 2010, o coeficiente procedimentos/mil habitantes passou de 19,8 para 60,7. A evolução dos gastos com fonoaudiologia no SUS demonstrou que o crescimento proporcional destes procedimentos foi maior que o aumento dos gastos totais ambulatoriais. E entre os grupos, os atendimentos para órteses e próteses apresentaram o maior crescimento. Nos anos analisados, o país apresentou um aumento no número de fonoaudiólogos, apesar de ser evidenciado um déficit de profissionais em 2010. CONCLUSÃO: a evolução da assistência fonoaudiológica no SUS apresentou um crescimento significante, entre 2000 e 2010. Entretanto, ainda persiste uma má distribuição da assistência e de fonoaudiólogos no país, evidenciando a necessidade contínua de discussõessobre a universalização do acesso e a busca pela equidade na assistência fonoaudiológica. <hr/> PURPOSE: to evaluate the evolution of the Speech, Language and Hearing Sciences in Unified Health System (SUS), in the years 2000, 2005 and 2010. METHODS: this was a descriptive study, the units of analysis were the geographical regions of Brazil and universe of municipalities aggregated in population size. We analyzed the years 2000, 2005 and 2010, and used secondary data to collect information on the amount and the amount paid by speech therapists procedures performed, and the number of professionals in the SUS. RESULTS: there was a large increase in procedures of speech-language therapy in the country, with the largest growth in the North. Among municipalities, the largest increase occurred among those smaller population. In 2010, 89.8% of municipalities didn't perform any type of procedure care speech-language therapy. Between 2000 and 2010 the coefficient procedures/1000hab rose from 19.8 to 60.7. The evolution of speech-language therapy spending in SUS showed that the proportional growth of these procedures was greater than the increase in total outpatient spending. And among the groups, calls for the orthotics and prosthetics showed the highest growth. In the years analyzed, the country showed an increase in the number of speech therapists, despite being shown a deficit of professionals in 2010. CONCLUSION: the evolution of speech-language therapy assistance in SUS showed significant growth between 2000 and 2010. However, have a bad distribution of health care and speech therapists in the country, highlighting the continued need for discussions of universal access and the quest for equity in care speech. <![CDATA[The family's perception of speech therapy in an outpatient unit]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100080&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: compreender a percepção da família em relação ao atendimento ambulatorial fonoaudiológico. MÉTODOS: foi realizada entrevista semiestruturada com seis mães de crianças em atendimento no ambulatório de fonoaudiologia de um hospital público de Curitiba-Paraná. Foram adotados três critérios de inclusão das participantes: tempo superior a cinco meses de tratamento fonoaudiológico, comparecimento semanal e disponibilidade para participar da pesquisa. O método utilizado para o tratamento dos dados obtidos foi a análise temática, identificando-se, na categoria "atendimento", as seguintes subcategorias: reconhecendo o serviço, vínculo e práticas. RESULTADOS: constatou-se pouco conhecimento familiar sobre a terapia fonoaudiológica, fragilidade das famílias, necessidade de um processo de vinculação com as famílias e reconhecimento das práticas por elas desenvolvidas. CONCLUSÃO: o respeito às singularidades de cada grupo familiar favorece a interação da família com o profissional e o enriquecimento do processo terapêutico, permitindo o desenvolvimento da autoconfiança e da criação do vínculo, essenciais para a participação familiar nesse processo. <hr/> PURPOSE: to understand the family's perception of speech therapy in an outpatient setting. METHODS: semi-structured interviews were carried out with six mothers of children receiving speech therapy in an outpatient unit at a public hospital in Curitiba, in the state of Paraná. The following three inclusion criteria were used: having had speech therapy for more than five months; having been attending weekly sessions; and being available to take part in the study. The method used to treat the data was thematic analysis, and the following subcategories were identified in the category "treatment": recognition of the service, bonding and practices. RESULTS: the findings showed that families had a limited understanding of speech therapy, that they felt uncertainty when faced with the issues related to their offspring's speech difficulties and that there was a need for bonding with the families and recognition of the way that each family behaves. CONCLUSION: respect for the singularities of each family group favors interaction between the family and the health professional and enriches the therapeutic process, allowing participants to develop their self-confidence and create a bond with the therapist, both of which are essential for family participation in the therapeutic process. <![CDATA[Development of communication of children aged between one and three years old and their relationship with the family and school environments]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100088&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: analisar o desenvolvimento da comunicação de crianças de um a três anos frequentadoras de duas instituições de educação infantil da cidade de Belo Horizonte segundo as variáveis: ambientes familiar e escolar. MÉTODOS: foram avaliadas 70 crianças regularmente matriculadas, de um a três anos. Inicialmente, o ambiente da creche foi avaliado segundo a Escala Infantand Toddlers Environment Rating Scale-Revised, posteriormente foi realizada a caracterização do ambiente familiar, utilizando-se o Inventário de Recursos do Ambiente Familiar. Foram realizadas avaliações de linguagem e audição, por meio do Protocolo de Perfil Comunicativo e Emissões Otoacústicas. Optou-se pela análise exploratória das variáveis, a fim de caracterizar a amostra. Em seguida, foi realizada análise de regressão múltipla, a fim de buscar uma relação matemática entre os dados, verificando, no conjunto de variáveis independentes, as que mais influenciam a variável dependente. RESULTADOS: observou-se que 54% da amostra são do sexo masculino, 46% falharam na triagem auditiva, e a maior média no Protocolo de Perfil Comunicativo foi no domínio Comunicação - Recepção. Em relação ao ambiente escolar, os maiores escores foram obtidos na instituição A. Houve inter-relação entre perfil comunicativo e inventário de recursos do ambiente familiar. CONCLUSÃO: os resultados do estudo corroboram a literatura que relata a influência direta de estímulos ambientais no desenvolvimento infantil e afirma também que os contextos onde o indivíduo se desenvolve podem contribuir para o seu desenvolvimento, sendo a família e a escola as principais fontes de suporte à criança. Desse modo, é preciso aprofundar os estudos quanto à tríade criança-escola-família. <hr/> PURPOSE: to analyze the communication development of children aged between one and three years from two day care centers in the city of Belo Horizonte according to the variables: family and school environments. METHODS: 70 children from 1 to 3 years old were evaluated. Initially, the environment of the day care centers was assessed according to the Infant Toddler Environment Rating Scale - Revised (ITERS-R), after that the characterization of the family environment was performed using the Inventory of Resources of the Family Environment. Evaluations of hearing and language were performed in the day care centers through otoacoustic emissions and communication profile. The exploratory analysis of the variables was chosen in order to characterize the sample. Following, a multiple regression analysis was performed in order to seek for a mathematical relationship between the data, checking which independent variables most influence the dependent variable. RESULTS: it was observed that 54% of the sample was male, 46% failed in the hearing screening, and the highest average in the Communication Profile Protocol was in the Communication - Reception domain. In relation to the school environment, the highest scores were obtained in the institution A. There was an interrelationship between communication profile and inventory of resources of the family environment. CONCLUSION: the results of the study corroborate the literature that reports the direct influence of environmental stimuli on childhood development and also state that the contexts in which the individuals develop may contribute to their development, being the family and the school the main sources of support for the child. Thus, it is necessary to further study the child-school-family triad. <![CDATA[Orofacial myofunctional evaluation in individuals with neurofibromatosis type 1]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100100&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: descrever e caracterizar as alterações da motricidade orofacial de indivíduos com neurofibromatose tipo 1 (NF1) e correlacionar as alterações encontradas com manifestações clínicas da neurofibromatose tipo 1, mais especificamente com a redução da força muscular. MÉTODOS: participaram deste estudo, 24 indivíduos com neurofibromatose tipo 1, sendo 12 do sexo masculino e 12 do sexo feminino, com idades entre 14 e 50 anos, pareados por sexo e idade, com indivíduos voluntários não acometidos pela doença. Todos os indivíduos foram avaliados quanto à força máxima de preensão manual (Fmáx) e submetidos à avaliação da motricidade orofacial utilizando o protocolo MBGR. RESULTADOS: os principais achados deste estudo demonstraram que os indivíduos com neurofibromatose tipo 1 apresentaram maior prevalência de alterações das estruturas fonoarticulatórias e diferenças significantes (p &lt; 0,05) quando comparados ao grupo controle em relação à postura corporal e de órgãos fonoarticulatórios, mobilidade, tônus, dor à palpação e funções estomatognáticas. O escore total do teste também apresentou coeficiente de correlação de Spearman significantes com nível de significância menos que 5% em relação a Fmáx. CONCLUSÃO: os indivíduos com NF1 apresentaram maior prevalência das alterações fonoarticulatórias com repercussões significantes sobre as funções de respiração, mastigação, deglutição e fala. Estas alterações estiveram relacionadas com a redução global da Fmáx. <hr/> PURPOSE: to describe and characterize alterations in orofacial function in individuals with neurofibromatosis type 1 and to correlate these changes with the clinical manifestations of neurofibromatosis type 1 and muscular strength. METHODS: the study included 24 individuals with neurofibromatosis type 1, 12 men and 12 women, aged 14-50 years, matched by sex and age with volunteers not affected by the disease. All subjects were evaluated for maximal handgrip force and, using the MBGR protocol, for orofacial motricity. RESULTS: individuals with neurofibromatosis type 1 had a higher prevalence of abnormal phono-articulatory patterns and significant differences (p &lt; 0.05) relative to controls in body posture, speech organs, mobility, muscle tone, pain on palpation, and stomatognathic functions. Moreover, MBGR test score totals showed significant (p &lt; 0.05) Spearman's correlation coefficients with maximal handgrip force. CONCLUSION: patients with neurofibromatosis type 1 had a relatively high prevalence of phono-articulatory changes and significant impacts on the functions of breathing, chewing, swallowing, and speaking. These alterations were correlated with a disease-related reduction of systemic muscular strength. <![CDATA[Assessment of temporomandibular joint sounds in children with bruxism]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100111&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: avaliar se há relação entre bruxismo e presença de ruídos articulares em crianças. MÉTODOS: participaram do estudo 48 crianças entre 6 e 9 anos atendidas na Clínica Infantil da Faculdade de Odontologia da Universidade Nove de Julho. Foram selecionadas 21 crianças com bruxismo e 27 crianças no grupo controle. Um único examinador previamente treinado e "cego" em relação aos grupos realizou exame de palpação manual e auscultação bilateral das Articulações Temporomandibulares com a utilização de estetoscópio, extra-auricular lateral e dorsal para a análise dos ruídos articulares, diferenciando-os em crepitação e estalidos. Foi realizado o número mínimo de 3 repetições nas mensurações dos ruídos para cada criança. Foram realizadas as análises descritivas de todas as variáveis e o teste qui-quadrado foi utilizado para avaliar a associação entre as variáveis, adotando-se um nível de significância de 5%. RESULTADOS: em relação à presença de ruído 37,5% (n=18) apresentaram algum tipo de ruído articular, sendo que 72,2% (n=13) apresentaram estalido e 27,8% (n=5) apresentaram crepitação. Das 18 crianças que apresentaram algum tipo de ruído, 66,7% (n=12) também eram bruxistas. Foi observada associação estatisticamente significante entre a presença de ruído e bruxismo. Ao analisar a associação entre ruído e as variáveis gênero e idade, o grupo estudado não houve associação entre ruído e gênero, porém em relação à idade, houve uma maior porcentagem de crianças sem a presença de ruído articular aos 6 anos de idade, sendo estatisticamente significante. CONCLUSÃO: os dados do presente estudo mostraram associação entre bruxismo e ruídos articulares em crianças. <hr/> PURPOSE: the aim of the present study was to determine whether bruxism is associated with joint sounds in children. METHODS: children aged six to nine years were recruited from the pediatric clinic of the School of Dentistry of University Nove de Julho (Brazil). Twenty-one children with bruxism and 27 children without this condition (control group) were selected. The evaluation was performed by a previously trained examiner who was blinded to the allocation of the groups and involved manual palpation as well as lateral and dorsal extra-auricular auscultation of the temporomandibular joints with the aid of a stethoscope for the determination of joint sounds, differentiating a click/pop from crepitus. At least three readings were performed on each child. Descriptive statistics were conducted and the chi-square test was used to test associations among the variables, with the level of significance set to 5% (p &lt; 0.05). RESULTS: a total of 37.5% (n = 18) of the sample exhibited some type of joint sound. Among these children, 72.2% (n = 13) exhibited a click/pop and 27.8% (n = 5) exhibited crepitus. Among the 18 children with joint sounds, 66.7% (n = 12) also had bruxism. A statistically significant association was found between joint sounds and bruxism. No association was found between joints sounds and sex. However, a significant association was found with regard to age, as a greater percentage of children at six years of age had no joint sounds. CONCLUSION: the present findings demonstrate an association between bruxism and joint sounds in children. <![CDATA[Association among stomatognathic functions, dental occlusion and temporomandibular disorder signs in asymptomatic women]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100117&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: verificar a associação entre funções estomatognáticas de mastigação e deglutição, oclusão dentária e sinais de disfunção temporomandibular em mulheres assintomáticas. MÉTODOS: as funções estomatognáticas foram avaliadas pelo exame miofuncional orofacial; o exame da oclusão dentária compreendeu: classificação de Angle; medidas de sobrepasse horizontal e vertical; presença de mordida aberta e cruzada; e a avaliação da articulação temporomandibular foi realizada pelo instrumento Critérios de Diagnóstico para Pesquisa de Desordens Temporomandibulares. RESULTADOS: foram avaliadas 43 mulheres com idade média de 23,7 anos. O exame miofuncional orofacial demonstrou alterações no padrão de mastigação (30,2%) e contrações atípicas na mastigação (18,6%) e deglutição (58,1%). Quanto à oclusão dentária, houve predomínio de classe I de Angle (74,4%), porém nenhuma voluntária apresentou uma oclusão ideal. A avaliação da articulação temporomandibular apresentou amplitude de movimento dentro da normalidade, presença de desvio na abertura da boca (60,5%) e diagnóstico de disfunção temporomandibular (16,3%). Houve associação significante entre presença de ruídos articulares e diagnóstico de disfunção temporomandibular e contrações atípicas na deglutição; padrão de abertura e contrações atípicas na mastigação; e não houve associação entre a Classe Oclusal de Angle, padrão de mastigação e disfunção temporomandibular. CONCLUSÃO: voluntárias assintomáticas apresentaram alterações das funções estomatognáticas, como contrações atípicas durante a deglutição e mastigação, as quais foram associadas com a presença de ruídos articulares e padrão de abertura da boca. Tais achados podem ser atribuídos a desequilíbrios e incoordenação dos músculos envolvidos nessas funções. Nenhuma voluntária apresentou oclusão ideal e não foram encontradas associações com esta condição. <hr/> PURPOSE: to determine the association between chewing and swallowing stomatognathic functions, dental occlusion and temporomandibular dysfunction signs in asymptomatic women. METHODS: the stomatognathic functions were evaluated through orofacial myofunctional examination; the dental occlusion examination included: Angle classification; overjet and overbite measures; openbite and crossbite presence; and the temporomandibular joint evaluation was performed by the Diagnostic Criteria for Temporomandibular Disorders Research Instrument. RESULTS: 43 women with an average age of 23.7 years old were evaluated. The orofacial myofunctional examination showed changes in mastication pattern (30.2%), chewing (18.6%) and swallowing (58.1%) atypical contractions. Regarding the dental occlusion Angle Class I was predominant (74.4%), however no volunteer had an ideal occlusion. The temporomandibular joint evaluation showed the range of movement within normal, presence of mouth opening deviation (60.5%) and temporomandibular dysfunction diagnosis (16.3%). There was a significant association between presence of joint noises and temporomandibular dysfunction diagnosis and atypical swallowing contractions; opening pattern and atypical chewing contractions; there was no association between Angle Occlusal Class, chewing pattern and temporomandibular disorders. CONCLUSION: asymptomatic volunteers showed alterations of stomatognathic functions such as atypical contractions during swallowing and chewing, which were associated to joint noises and mouth opening pattern. These results can be attributed to imbalances and lack of coordination of the muscles involved in these functions. No volunteer showed an ideal occlusion and no associations with this condition were found. <![CDATA[Facial measurements in adults with no orofacial complaints: compatibility between anthropometric measurements and facial perception]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100126&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: verificar a compatibilidade entre os achados de medidas faciais mensuradas pelo paquímetro e a percepção das características faciais realizada subjetivamente por um avaliador experiente. MÉTODOS: foram avaliados 24 sujeitos do sexo feminino e 24 do sexo masculino, pareados por sexo e idade, sem queixas morfológicas e funcionais do sistema estomatognático. Foram avaliados os aspectos de simetria entre os terços médio e inferior, altura e largura da face, e canto externo dos olhos direito e esquerdo às comissuras do lábio direita e esquerda, respectivamente. Cada medida foi realizada três vezes por paquímetro digital para consideração da média entre estes valores, considerando-se assimétricas comparações com diferenças superiores à 4 milímetros. A largura da face foi obtida por meio do paquímetro digital adaptado com prolongamento de 10 centímetros. Já a avaliação da percepção das características faciais foi realizada por um avaliador cegado quanto às medidas obtidas, devendo assinalar simetrias e assimetrias nestes mesmos aspectos avaliativos. RESULTADOS: por meio do teste de concordância de Kappa e Qui-quadrado, pode-se verificar uma boa compatibilidade entre as avaliações realizadas, demonstrando-se a fidedignidade entre os métodos utilizados. Além disso, verificou-se que existe uma relação entre a simetria dos terços da face e a atribuição da tipologia facial na avaliação perceptiva, observando-se simetria em faces médias e curtas e ausência de um padrão determinante para faces longas. CONCLUSÃO: a caracterização da simetria facial por paquímetro apresenta uma boa compatibilidade com a percepção subjetiva de um avaliador experiente. <hr/> PURPOSE: to verify the compatibility between findings of facial measurements by caliper and perception of facial features made ​​subjectively by an experienced evaluator. METHODS: 24 female and 24 male subjects, paired for sex and age, without morphological and functional complaints of the stomatognathic system were evaluated. Aspects of symmetry between the middle and lower thirds, height and width of the face, and outer corner of the right and left eyes to the corners of the right and left respectively lip were evaluated. Each measurement was performed three times by a digital caliper to consider the average of these values, considering asymmetric comparisons with differences more than 4 millimeters. The width of the face was obtained through digital caliper fitted with extension 10 centimeters. The evaluation of the perception of facial features was performed by a blinded evaluator as to the digital caliper measurements that should point symmetries and asymmetries in these same evaluative aspects. RESULTS: through the agreement Kappa and Chi- square test, it was possible to verify proper compatibility between the assessments, demonstrating the reliability of the methods used. Furthermore, it was found that there is a relationship between symmetry thirds of the face and assignment of facial typology on the perceptual evaluation, observing symmetry in medium and short faces and absence of a decisive standard for long faces. CONCLUSION: the characterization of facial symmetry by a digital caliper has a good compatibility with the subjective perception of an experienced evaluator. <![CDATA[Phonological disorder and alterations of orofacial praxis and the stomatognathic system]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100134&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: verificar, bem como relacionar entre si, o desempenho de crianças com Desvio Fonológico e com Desenvolvimento Fonológico Típico na avaliação do Sistema Estomatognático e em testes de habilidades práxicas orofaciais avaliando suas habilidades práxicas orofaciais. MÉTODOS: amostra constituiu-se de 50 sujeitos, com idades entre quatro e oito anos, com Desvio Fonológico e com Desenvolvimento Fonológico Típico. Avaliou-se a fonologia por meio do instrumento Avaliação Fonológica da Criança e a gravidade do desvio por meio do Percentual de Consoantes Corretas. Posteriormente, aplicou-se a Avaliação do sistema estomatongático e o The Orofacial Praxis Test, para avaliar as habilidades práxicas orofaciais. Os dados foram tabulados e submetidos a tratamento estatístico, considerando-se p&lt;0,05. RESULTADOS: com relação ao sistema estomatongático, observou-se diferença estatística entre os grupos apenas nas tarefas de assobio, contração e vibração de lábios e de língua, apresentando desempenho inferior as crianças com Desvio Fonológico. O mesmo foi observado quanto à postura de língua na sucção. As médias obtidas nas tarefas de habilidades práxicas orofaciais realizadas após Imitação foram melhores que após Solicitação Verbal, para todas as idades. Ainda, as crianças com menor idade apresentaram mais alterações que as crianças maiores, da mesma forma que as crianças com Desvio Fonológico apresentaram mais dificuldades que aquelas sem alterações de fala. CONCLUSÃO: as crianças com Desvio Fonológico apresentaram mais alterações do sistema estomatognático e das habilidades práxicas orofaciais que aquelas com Desenvolvimento Fonológico Típico, havendo melhora no desempenho com o avanço da idade e encontrando-se estas alterações relacionadas com as alterações de fala. <hr/> PURPOSE: to verify and correlate between each other, the performance of the children with Phonological Disorder and with Typical Phonological Development in the evaluation of the Stomatognathic System and in tests being evaluated yours orofacial praxis abilities. METHODS: the sample consisted of 50 children, of both genders, with ages between four and eight years, with Phonological Disorder and with Typical Phonological Development. It was realized the phonological evaluation through the instrument of the Phonological Evaluation of Children. Then, it has applied the Protocol of the Stomatognathic System and the protocol The Orofacial Praxis Test to evaluate the orofacial praxis abilities. The data had been tabulated and submitted the statistical treatment, considering p&lt;0,05. RESULTS: with regard to Stomatognathic System, statistics difference between the groups was observed only whistles in it, contraction and vibration of lips and vibration of tongue, with lower performance of the children with Phonological Disorder. The same was observed to posture of tongue in the suction. The averages gotten in the praxis abilities tasks carried through after Imitation had been better that after Verbal Request, for all the ages. Still, the children with lower age had more alterations that the biggest, and also the children with Phonological Disorder had more difficulties that the children without speech alterations. CONCLUSION: the children with Phonological Disorder present more alterations of Stomatognathic System and the praxis abilities that those with Typical Phonological Development, with improvement of the same with the advance of the age and been relationship with the speech alterations. <![CDATA[Phenylketonuria and reading and writing skills]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100143&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: verificar o desempenho de indivíduos com fenilcetonúria, diagnosticados e tratados precocemente, quanto à leitura e escrita e correlacionar este desempenho com vocabulário receptivo e Quociente Intelectual. MÉTODOS: participaram 17 indivíduos com idade cronológica entre 7 e 14 anos. Todos cursavam escolas públicas do 2o ao 7o ano. Foram coletados dados dos prontuários sobre diagnóstico, tratamento, nível socioeconômico e escores do Quociente Intelectual e aplicados os instrumentos: Teste de Vocabulário por Imagem Peabody e Teste de Desempenho Escolar (subtestes de escrita e leitura). Os pais responderam questões sobre o contexto escolar. A análise estatística foi inferencial e foi aplicado o Teste de correlação de Pearson (p≤ 0,05). RESULTADOS: analisando os prontuários verificou-se que nenhum participante conseguiu manter os níveis de fenilalanina em índices normativos ao longo da vida; 29,41% foram diagnosticados com Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade, 41,17% apresentavam problemas de sono e 64,70% irritabilidade e negativismo. Nos subtestes de leitura e escrita, 23,53% obtiveram escores compatíveis com seu grau de escolaridade, em níveis médios ou acima; 41,18% obtiveram classificação inferior à média baixa na avaliação do vocabulário receptivo por meio do Teste de Vocabulário por Imagem Peabody. Houve correlação entre o desempenho nas provas de leitura e escrita e os escores de quociente intelectual e o desempenho no teste de vocabulário receptivo. CONCLUSÃO: embora os participantes tenham obtido escores normativos em quociente intelectual, apresentaram dificuldades no desempenho dos subtestes de leitura e escrita. Estudos adicionais são necessários para a real compreensão das necessidades acadêmicas de indivíduos com fenilcetonúria. <hr/> PURPOSE: to verify the performance of individuals with phenylketonuria diagnosed and treated early, regarding the reading and writing skills and to correlate such performance with the receptive vocabulary and the Intellectual Quotient. Methods: the participants were 17 individuals with chronological age between 7 and 14. All of them were attending second to seventh grade in public schools. Data was collected from medical records on diagnosis, treatment, socioeconomic status, and scores of Intellectual Quotient and these instruments were applied: the Peabody Picture Vocabulary Test and the Academic Performance Test (writing and reading subtests). Parents also answered questions on the context of everyday school life. Statistical analysis was inferential and the Pearson Correlation Test was applied (p ≤ .05). RESULTS: the analysis of the medical records found that no participant was able to maintain the levels of phenylalanine in normative indexes throughout life; 29.41% were diagnosed with Attention Deficit Hyperactivity Disorder, 41.17% had sleep problems and 64.70% had irritability and negativism. In the reading and writing subtests, 23.53% had scores compatible with their level of education, at average levels or above, 41.18% were classified as below average in the assessment of receptive vocabulary by the Peabody Picture Vocabulary Test. There was a correlation between the performance in the reading and writing tests and the Intellectual Quotient scores and the performance in the receptive vocabulary test. CONCLUSION: although participants obtained normative scores in Intellectual Quotient, they presented difficulties in the performance of the reading and writing subtests. Additional studies are necessary to really understand the academic needs of individuals with phenylketonuria. <![CDATA[Oral reading cnd spontaneous speech fluency of students: comparative study between stutterers and non-stutterers]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100151&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: comparar a fluência da leitura e da fala espontânea entre escolares com e sem gagueira, quanto à frequência e tipologia das disfluências, e taxa de elocução. MÉTODOS: participaram 40 escolares, de ambos os gêneros (8-11anos), divididos em dois grupos: experimental (GE - 20 escolares com gagueira), e controle (GC - 20 escolares sem gagueira). A coleta de dados foi realizada por meio da avaliação da fluência da leitura e da fala espontânea, utilizando um Teste de Fluência. RESULTADOS: na leitura os grupos mostraram diferença estatisticamente significante para a frequência de disfluências gagas (p=0,038) e do total de disfluências (p=0,023), sendo que o GE apresentou maior frequência. Na fala ocorreu diferença estatisticamente significante para todas as variáveis analisadas. Em relação às disfluências da leitura e da fala, o GE mostrou maior frequência. O fluxo de sílabas e de palavras por minuto foi maior no GC na fala, e no GE durante a leitura. CONCLUSÃO: a leitura dos grupos foi semelhante quanto à porcentagem de disfluências comuns, ao fluxo de sílabas e de palavras por minuto e as tipologias comuns e gagas. Porém, o GE manifestou maior quantidade de disfluências gagas e do total das disfluências. Na fala espontânea os grupos se diferenciaram quanto ao total de disfluências, disfluências comuns e gagas, fluxos de sílabas e de palavras por minuto. Repetição de palavra, de parte da palavra e de som, prolongamento, bloqueio e intrusão foram mais frequentes no GE. <hr/> PURPOSE: to compare fluency in oral reading and spontaneous speech among children who stutter and who do not stutter regarding to frequency and typology of disfluencies, and speech rate. METHODS: 40 participants between 8 and 11 years old of both genders, divided in two groups: experimental, composed by 20 children who stutter (CWS), and control with 20 children who do not stutter (CWNS). The data were gathered through the assessment of speech fluency in oral reading and spontaneous speech, by a Fluency Test. RESULTS: in oral reading the groups showed statistical difference for frequency of stuttering-like disfluencies (SLDs) (p=0,038) and total of disfluencies (p=0,023), which CWS showed higher frequency. In spontaneous speech for all variables analyzed, the differences were statistically significant. Regarding the disfluencies for the reading and speech, CWS showed higher frequency. The flow of syllables and words per minute were higher for CWNS in speech, and for the CWS in the reading. CONCLUSION: the oral reading of CWS and CWNS was similar regarding to the percentage of other disfluencies, flow of syllables and words per minute and, the typologies of other disfluencies and stuttering-like disfluencies. However, CWS showed higher occurrence of stuttering-like disfluencies and total of disfluencies. In the spontaneous speech the groups showed differences regarding the total of disfluencies, other disfluencies and stuttering-like disfluencies and flow of syllables and words per minute. Repetition of word, part of word and sound, prolongation, block and intrusion were the typologies that occur more frequent in the CWS. <![CDATA[Developing and evaluation of a website about children's language development: portal dos bebĂȘs - desenvolvimento da linguagem]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100159&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: criar e desenvolver um website na área de fonoaudiologia com enfoque no desenvolvimento da linguagem de bebês de 0 a 48 meses, além de avaliar a qualidade do conteúdo apresentado e os recursos tecnológicos utilizados. MÉTODOS: na primeira fase do projeto foi realizado um levantamento de dados por meio de revisão de literatura sobre o desenvolvimento e aquisição da linguagem infantil. Em seguida esse conteúdo foi inserido no website e avaliado por 20 pais e/ou cuidadores. RESULTADO: o website Portal dos Bebês - Desenvolvimento da Linguagem foi desenvolvido com linguagem voltada a pais e/ou cuidadores, e seu conteúdo foi dividido em três temas: "Desenvolvimento da Linguagem", "Fala e Linguagem" e "Linguagem e o Ambiente". No que se refere à qualidade do conteúdo e da apresentação, o website foi avaliado como "excelente" por todos os participantes da amostra. Quanto à avaliação sobre o vocabulário utilizado e a forma de apresentação do conteúdo, 70% e 75% respectivamente, consideraram o website como "excelente". Em relação à apresentação visual, 85% dos participantes classificaram como "excelentes", já o tipo de navegação foi classificado como "satisfatório" por 50% dos participantes. Quanto à importância que os pais e/ou cuidadores julgam sobre o site a maioria classificou como "excelente" o auxilio que o mesmo dá no desenvolvimento da linguagem da criança. CONCLUSÃO: o website Portal dos Bebês - Desenvolvimento da Linguagem pode ser acessado pelo endereço online http://portaldosbebes.fob.usp.br, e seu conteúdo e recursos tecnológicos utilizados foram avaliados como satisfatório a excelente pelos pais e/ou cuidadores participantes. <hr/> PURPOSE: to design and develop a website in the field of speech therapy with a focus on development of babies from 0 to 48 months, and furthermore, to evaluate the quality of the content presented and technological resources used. METHODS: in the first phase of the project a survey of data through review of literature about development and acquisition of child language was conducted. Then this content was inserted into the website and rated by 20 parents and / or caregivers. RESULTS: the Portal dos Bebês website - Desenvolvimento da Linguagem was developed with language directed to parents and / or caregivers, and their content was divided into three themes: "Language Development", "Speech and Language" and "Language and Environment". With regard to the quality of content and presentation, the website was rated as "excellent" by all participants in the sample. Regarding the review of the vocabulary used and the presentation of content, 70% and 75% respectively, considered the website as "excellent". Regarding the visual presentation, 85% of participants rated as "excellent". The type of navigation was rated as "satisfactory" by 50% of participants. As to the extent that parents and / or caregivers think about the site most rated as "excellent" the aid that it gives in the language development child. CONCLUSION: the Portal dos Bebês website - Desenvolvimento da Linguage can be accessed by online address http://portaldosbebes.fob.usp.br, and its contents and technological resources were assessed as satisfactory to excellent by parents and / or caregivers participating. <![CDATA[Association analysis between child development risks and children early speech production between 13 and 16 months]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100169&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVOS: investigar a associação entre presença de risco ao desenvolvimento infantil e produção inicial de fala de crianças na faixa de 13 a 16 meses de idade e analisar o valor preditivo dos índices de risco ao desenvolvimento infantil em relação à aquisição inicial da linguagem. MÉTODOS: a amostra foi constituída de 52 díades mães-bebês, seguidas em estudo de coorte de zero aos 18 meses, por meio dos Índices de risco ao desenvolvimento infantil e avaliadas quanto à produção de fala entre 13 e 16 meses por meio de lembranças espontâneas das mães e da observação do comportamento infantil. Os dados foram organizados em categorias e lançados para a análise estatística no aplicativo computacional STATISTICA 9.0. RESULTADOS: a aquisição da linguagem inicial, medida pelo número de palavras faladas pelo bebê, difere de modo significante na presença de riscos ao desenvolvimento na primeira fase (0 - 4 meses) e considerando bebês que apresentaram risco em alguma das quatro fases (0 - 18 meses), visto que bebês com risco apresentam número de produção de vocábulos estatisticamente inferior em relação aos sem risco. CONCLUSÃO: pela análise dos resultados a pesquisa demonstrou associação estatística entre risco ao desenvolvimento infantil e produção inicial de fala. Quanto maior o risco menor a produção de fala. <hr/> PURPOSE: to investigate the association between the presence of child development risk and children early speech production between 13 to 16 months of age, and the predictive value of child development risk inventory for language initial acquisition. METHODS: the sample consisted of 52 mother-child dyads, followed by a cut study from 0 to 18 months, and of the assessment of children's lexical production between 13 and 16 months of age through spontaneous memories of the mothers and the observation of child behavior. Data were organized in categories and analyzed through the STATISTICA 9.0 software. RESULTS: the initial acquisition of language, measured by the number of words spoken by the baby, differs significantly in the presence of risks to development in the first phase (0-4 months of age) and considering babies who were at risk in any of the four phases (0-18 months of age), whereas babies at risk have a production number of words statistically lower compared to those without risk. CONCLUSION: through data analysis, the research demonstrated a statistical association between child development risks and language acquisition. The higher the risks, the less speech production. <![CDATA[Family life influence on the communicative performance of children with Down syndrome]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100177&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: investigar os aspectos da vida familiar que influenciam o desempenho linguístico de crianças com síndrome de Down. MÉTODOS: aplicação do questionário Recursos do Ambiente Familiar e análise pragmática da comunicação de crianças com síndrome de Down. Participaram do estudo 30 crianças com SD, de cinco a 10 anos de idade e de ambos os sexos. Aplicou-se o teste de correlação de postos de Spearman. As análises foram feitas pelo programa SPSS versão 10.0 e, em todas elas, adotou-se um nível de significância de 5%. RESULTADOS: verificou-se correlação entre itens do questionário e os resultados referentes ao meio comunicativo e função comunicativa da análise pragmática utilizadas pelas crianças. CONCLUSÃO: é preciso considerar os aspectos do meio familiar que apresentam influência com o desempenho comunicativo de crianças com Sindrome de Down. <hr/> PURPOSE: to investigate the aspects of family life that influence communicative performance of children with Down syndrome. METHODS: application of the "Features of the Family Environment" questionnaire and pragmatic analysis of children with DS communication. 30 children of both genders, ranging from five to 10 years old, have partaken this research. Spearman's rank order correlation was applied. The analyses were performed using the SPSS' 10.0 version, and in all of them, a significance level of 5% was adopted. RESULTS: correlation between the items of the questionnaire and pragmatic analysis results regarding communicative means and communicative function was found to exist. CONCLUSION: it is necessary to take family life aspects that influence the communicative performance of children with DS into consideration. <![CDATA[Influence of schooling on lingustic-cognitive skills]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100184&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: verificar a influência da escolaridade na Consciência Fonêmica e Nomeação Automática Rápida, além da possível correlação entre tais habilidades em escolares do 3º e 4º ano do Ensino Fundamental. MÉTODOS: participaram deste estudo 29 escolares do 3º ano (Grupo 1) e 28 escolares do 4º ano (Grupo 2) do Ensino Fundamental. Os sujeitos foram selecionados por meio de testes padronizados: um de fonologia (Linguagem Oral) e um de leitura, escrita e aritmética (Linguagem Escrita). Para a avaliação da Consciência Fonêmica foi aplicada a segunda parte da prova de Consciência Fonológica - Instrumento de Avaliação Sequencial. A avaliação da Nomeação Automática Rápida foi realizada por meio dos testes de Nomeação Rápida de números, cores, objetos e letras do "Comprehensive Test of Phonological Processing" adaptado para o Português Brasileiro. RESULTADOS: os escolares do Grupo 1 apresentaram desempenho inferior em Consciência Fonêmica quando comparados ao Grupo 2, porém esta diferença não foi significante. A observação do desempenho entre os escolares do Grupo 1 e Grupo 2 em Nomeação Automática Rápida demonstrou que o padrão de tempo e de erros foi semelhante entre os grupos. Houve diferença apenas no tempo de nomeação e na ocorrência de erros na tarefa relacionada aos números. CONCLUSÃO: há influência da escolaridade, ainda que modestamente, em Consciência Fonêmica e Nomeação Automática Rápida, uma vez que escolares do Grupo 2 apresentaram melhores resultados do que Grupo 1, em ambos os testes, contudo sem diferença significante entre os grupos. <hr/> PURPOSE: to verify the influence of schooling on Phonemic Awareness and Rapid Automatized Naming, and also the possible correlation between such skills, in students from the 3rd and 4th year of elementary school. METHODS: as sample, this study counted on 29 students from the 3rd (Group 1) and 28 from the 4th (Group 2) year of elementary school. All the participants were selected through standardized tests to Brazilian Portuguese regarding Phonology (Oral Language) and further reading, writing and arithmetic (Written Language). To asses Phonological Awareness it was applied the second part of a Phonological Awareness Test - Consciência Fonológica - Instrumento de Avaliação Sequencial (CONFIAS); the assessment of Rapid Automatized Naming was performed by the Comprehensive Test of Phonological Processing in its Brazilian Portuguese version. RESULTS: students from Group 1 showed lower performance in Phonological Awareness than Group 2, however with no significant difference. In relation to Rapid Automatized Naming, the time spent to naming and also the errors pattern was similar in both groups. There was difference only in the time spent to naming and in the errors pattern of numbers. CONCLUSION: there is influence of schooling, even slightly, on Phonological Awareness and Rapid Automatized Naming once students from Group 2 showed best results than Group 1 in both tests. Nevertheless no significant difference was found. <![CDATA[Family burden and children with autism spectrum disorders: perspective of caregivers]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100192&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: avaliar a sobrecarga de familiares cuidadores de crianças com transtornos do espectro do autismo, segundo a percepção dos próprios cuidadores. MÉTODOS: participaram 20 sujeitos, de ambos os gêneros, com idades entre 22 e 60 anos (Média= 32,6), sendo dez familiares de crianças com transtornos do espectro do autismo e para compor o grupo controle dez familiares de crianças com transtornos de linguagem. As crianças apresentavam entre três e dez anos de idade (Média= 5,8). O grupo controle foi selecionado a partir do pareamento de idade, escolaridade e gênero das crianças. Todas as crianças encontravam-se em atendimento fonoaudiológico. Para avaliar a sobrecarga dos cuidadores foi utilizada a Escala Burden Interview e foram coletados dados sociodemográficos dos participantes. A análise estatística dos dados foi realizada a partir do teste de Mann-Whitney e da análise da Correlação Spearman (p&lt; 0,05). RESULTADOS: a média do índice de sobrecarga do familiar cuidador de ambos os grupos foi 28, portanto, não foi observada diferença estaticamente significante e indicou que os G1 e G2 estavam moderadamente sobrecarregados. As características dos participantes também não foram significantes no índice de sobrecarga. CONCLUSÃO: cuidar de crianças com transtornos do espectro do autismo pode sobrecarregar seus familiares de modo semelhante ao de familiares de crianças com outros transtornos do desenvolvimento. <hr/> PURPOSE: to evaluate the burden of family caregivers of children with autism spectrum disorders, as perceived by themselves. METHODS: 20 subjects participated, of both genders, aged between 22 and 60 years (mean = 32.6), ten families of children with autism spectrum disorders and, to compose the control group, ten family members of children with disorders language. The children were between three and ten years of age (Mean = 5.8). The control group was selected from the pairing of age, education and gender of children. In order to evaluate the caregiver burden Scale was used Burden Interview and sociodemographic data were collected from participants. The statistical analysis was performed from the Mann-Whitney and Spearman correlation analysis (p &lt;.05). RESULTS: mean overload index of family caregivers of both groups was 28, therefore, no difference was observed statistically significant and indicated that the G1 and G2 were moderately overloaded. Participant characteristics were not significant in overload index. CONCLUSIONS: caring for children with autism spectrum disorders can overwhelm their families similarly to the relatives of children with other disorders of development. <![CDATA[Factors associated with breastfeeding in disabled and phenotipically normal children]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100201&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVOS: avaliar o tempo de aleitamento materno e identificar possíveis fatores interferentes em crianças com deficiência e fenotipicamente normais. MÉTODOS: 99 crianças com deficiência e fenotipicamente normais de 1 a 4 anos de idade, de ambos os gêneros, matriculadas e assistidas no Centro de Assistência Odontológica a Pessoa com Deficiência e na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Araçatuba, São Paulo, Brasil e na Bebê Clínica da Faculdade de Odontologia do Campus de Araçatuba, da Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho". Utilizou-se um questionário desenvolvido especificamente para este estudo, que foi respondido pelas respectivas mães e/ou cuidadores. A variável dependente utilizada foi a amamentação exclusiva até os seis meses de idade. Os dados foram submetidos aos testes qui-quadrado ou exato de Fisher, bem como modelos de regressão linear, considerando nível de significância de 5%. RESULTADOS: a paralisia cerebral foi a deficiência de maior ocorrência no estudo. As crianças do gênero masculino no grupo dos fenotipicamente normais receberam aleitamento materno exclusivo por um período maior de tempo e o grau de escolaridade das mães e as complicações no parto também foram um fator influenciador para a duração desta prática. CONCLUSÕES: o tempo do aleitamento exclusivo não diferiu entre ambos os grupos estudados. A ocorrência da amamentação exclusiva de maior prevalência foi observada no grupo dos fenotipicamente normais do gênero masculino havendo significância entre os gêneros no grupo dos fenotipicamente normais. Mas não é somente a condição do paciente que limita a prática do aleitamento materno exclusivo e sim um conjunto de fatores associados, como gênero no grupo dos fenotipicamente normais, o grau de escolaridade da mãe para o grupo dos com deficiência e as complicações no parto em ambos os grupos. <hr/> PURPOSES: to evaluate the time of breastfeeding and identify possible interfering factors in disables and phenotypically normal children. METHODS: ninety-nine (99) disabled and phenotypically normal children from 1 to 4 years of age, of both genders, enrolled in and cared for at the Dental Care Centre for Disabled Persons and at the Association of Parents and Friends of Handicapped Persons ("Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais - APAE") of Araçatuba, São Paulo, Brazil and at the Baby Clinic of the Araçatuba Campus Dental School, of the "Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" were included in the study. A questionnaire, specifically developed for this study was used, and answered by the respective mothers and/or caregivers. The dependent variable used was exclusive breastfeeding up to six months of age. Data were submitted to the chi-square or Exact Fisher test, and linear regression models, considering the level of significance of 5%. RESULTS: cerebral palsy was the disability that occurred most frequently in the study. Children of the male gender in the phenotypically normal group received exclusive breastfeeding for a longer period of time. The mothers' educational level and complications at birth were also factors influencing the duration of this practice. CONCLUSIONS: the time of exclusive breastfeeding did not differ between the two groups studied. The highest prevalence of exclusive breastfeeding was observed in the group of phenotypically normal children of the male gender, with significant difference between the genders in the phenotypically normal group. However, it is not only the patient's condition that limits the practice of exclusive breastfeeding, but the set of associated factors, such as gender in the phenotypically normal group, mother's educational level in the group with disability and complications at birth in both groups. <![CDATA[The influence of noise on verbal auditory temporal ordering ability]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100209&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: apurar a relação entre o ruído presente em sala de aula e a habilidade auditiva de ordenação temporal para sons verbais. MÉTODOS: estudo descritivo transversal, com amostra de 209 estudantes com idade entre sete e dez anos. Foi realizada a avaliação do ruído em 13 salas de aula de oito escolas públicas municipais de Belo Horizonte, por meio da medição do parâmetro acústico nível de pressão sonora equivalente, com as salas de aula vazias e mobiliadas, de acordo com a norma American National Standards Institute (ANSI) S12.60. Para avaliar a habilidade auditiva de ordenação temporal para sons verbais nos estudantes, foi utilizado o teste de memória sequencial verbal. Para fins de análise estatística, o ruído foi categorizado pelo valor da mediana e relacionado aos resultados dos estudantes no teste. RESULTADOS: a maioria dos alunos apresentou resultado normal no teste e não houve diferença em relação ao gênero e à idade. Todas as salas de aula apresentaram valores de nível de pressão sonora equivalente acima do preconizado pelas normas regulamentadoras internacionais (ANSI S12.60 e Bulletin 93) e nacional (Associação Brasileira de Normas Técnicas -NBR10152). Ao relacionar o ruído com o desempenho dos alunos no teste, houve diferença, com maior ocorrência de alterações nos alunos pertencentes às salas mais ruidosas. CONCLUSÃO: os níveis de ruído mensurados nas salas de aula estão acima do permitido pelas normas e constatou-se relação entre ruído presente na sala de aula e maior dificuldade na habilidade auditiva de ordenação temporal. <hr/> PURPOSE: to investigate the relationship between ambient noise levels in classrooms and auditory temporal ordering ability for verbal sounds. METHODS: a cross-sectional descriptive study of a sample of 209 students aged 7‒10 years was conducted. Noise levels were measured in 13 classrooms at 8 Belo Horizonte public schools. The acoustic parameter for this assessement was the equivalent sound pressure level for unoccupied and furnished classrooms according to the American National Standards Institute (ANSI) standard S12.60. To assess the verbal auditory temporal ordering ability of students, a verbal sequential memory test was given. For statistical analysis, noise was categorized on the basis of the median noise level value and related to the students' achievement in the test. RESULTS: most students showed normal results and no statistical difference was found regarding sex and age. All classrooms had noise levels ​​above the upper limits recommended by international (ANSI S12.60 and Bulletin 93) and national (Brazilian Association of Technical Standards - NBR10152) standards. Significant differences were found when relating the noise with student test performance, with greater alterations in the students belonging to the noisiest rooms. CONCLUSION: ambient classroom noise levels were above those permitted by the standards. Classroom noise was associated with greater difficulties in auditory temporal ordering ability. <![CDATA[Importance of formal education and family income in the accession process to the use of hearing devices in children under 12 years]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100216&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: verificar se o nível de educação formal dos responsáveis pelas crianças atendidas no serviço de Saúde Auditiva de um Hospital Universitário, assim como a suas rendas familiares e o grau das perdas auditivas das crianças, influencia na adesão ao uso de próteses auditivas. MÉTODOS: foi realizado um estudo retrospectivo por meio de um levantamento de dados secundários contidos em fichas técnicas no Laboratório de Exames Complementares do referido Hospital. Foram verificados os dados sobre o tipo e o grau das perdas auditivas, tipo de adaptação, renda familiar e escolaridade dos pais ou responsáveis. A adesão ao uso de próteses auditivas foi verificado por meio da presença em consulta anual após alta. RESULTADO: foram verificados dados de 105 pacientes. Em 35 (10,47%) casos, os entrevistados relataram até um salário mínimo como única renda familiar, 54 (51,4%) entre um e três salários mínimos, 4 (3,8%) entre três e 10 salários mínimos e em 12 (11,4%) casos esse dado não foi informado na entrevista. Em relação à escolaridade dos responsáveis pelas crianças, 51 (48,5%) responsáveis relataram ter no máximo, ensino fundamental I, 39 (37,1%) iniciaram ou completaram o ensino médio, 5 (4,7%) iniciaram ou completaram um curso superior e em 10 (9,7%) entrevistas não constava essa informação. Em 94 casos foi encontrada adesão e em 11, não adesão. Não houve significância estatística entre a renda familiar ou escolaridade dos responsáveis com o sucesso na adesão de crianças atendidas no Hospital Universitário. CONCLUSÃO: a renda familiar ou a escolaridade dos responsáveis não influencia na adesão em crianças de até 12 anos atendidas no Hospital Universitário. <hr/> PURPOSE: to determine if the level of education and income of the guardians of children seen at the Hearing Health University Hospital, influences on the adherence to the use of hearing aids. METHODS: a retrospective study using a survey of secondary data in Supplementary Examination Laboratory University Hospital was conducted. Data on the type and degree of hearing loss, type of adaptation, family income and education of parents or guardians were verified. Adherence to the use of hearing aids was verified by the presence in annual consultation after discharge. RESULTS: 105 patients were analyzed. 35(10,47%) cases reported to receive a minimum wage as a single income family, 54(51,4%) between one and three minimum wages, 4(3,8%) from three to 10 minimum wages and 12(11,4%) cases the information was not reported in the interview. Regarding the level of education of parents or guardians, 51(48,5%) had no formal education or at most elementary school, 39(37,1%) began or completed high school, 5(4,7%) began or completed a university degree and in 10(9,7%) cases there was no information. 94 patients adhered to the hearing aids, and 11 did not. There was no statistical significance between family income or education and the adherence to the use of hearing aids in children treated at University Hospital. CONCLUSION: the family income or education of parents or guardians does not influence the adherence to the use of hearing aids in children up to 12 years seen in University Hospital. <![CDATA[Frequency compression on speech recognition in elderly people with possible cochlear dead regions]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100223&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: avaliar e comparar o desempenho de idosos sem e com zonas mortas na cóclea em testes de reconhecimento de fala, no silêncio e no ruído, usando próteses auditivas sem e com compressão não linear de frequências. MÉTODOS: participaram 38 idosos com perda auditiva de grau leve a moderado e configuração descendente, distribuídos, com base nos resultados da técnica de mascaramento com ruído branco, em: Grupo A - 24 idosos sem indícios de zonas mortas na cóclea; Grupo B - 14 idosos com possíveis zonas mortas na cóclea. Aplicou-se o teste Listas de Sentenças em Português, pesquisando-se os Índices Percentuais de Reconhecimento de Sentenças no Silêncio e no Ruído. As medidas foram obtidas com próteses auditivas, sem e com compressão de frequências. RESULTADOS: o grupo A e o B apresentaram melhora significante no silêncio com as próteses auditivas com compressão de frequências; no ruído nenhum grupo apresentou diferença sem e com compressão de freqüências. Comparando-se os grupos, não houve diferença no silêncio sem e com compressão de frequências. No ruído sem a ativação da compressão houve diferença significante, sendo melhor o desempenho do grupo B. No ruído com a ativação do recurso não houve diferença significante. CONCLUSÃO: no silêncio, ambos os grupos apresentaram melhor desempenho usando próteses com compressão de frequências. No ruído, não houve diferença entre os resultados sem e com compressão de frequências. Comparando-se os grupos, a medida obtida no ruído com próteses auditivas sem compressão de frequências apresentou diferença, na qual o grupo com zonas mortas obteve melhor desempenho. <hr/> PURPOSE: to evaluate and compare the performance of elderly people with and without cochlear dead regions in speech recognition tests, in silence and in noise, using hearing aids with and without the activation of the nonlinear frequency compression algorithm. METHODS: 38 elderly people with mild to moderate hearing loss and descending configuration, distributed based on the results of the white noise masking technique, in: Group A - 24 elderly people without evidence of cochlear dead regions; Group B - 14 elderly people with evidence of cochlear dead regions. The Lists of Sentences in Portuguese test was applied, seeking the Percentage Index of Sentence Recognition in silence and in noise. The measurements were obtained using the hearing aids without and with nonlinear frequency compression. RESULTS: both Group A and Group B showed statistically significant improvement in silence with the hearing aids with the algorithm; in noise no group presented significant difference without and with frequency compression. Comparing the groups, there was no significant difference in silence without and with frequency compression. In noise without the algorithm there was significant difference, Group B being the better of the two. In noise without frequency compression there was no significant difference. CONCLUSION: in silence, both groups presented significant improvement in performance using hearing aids with frequency compression. In noise, there was no difference between the results without or with frequency compression. Comparing the groups, the measurement obtained in noise with hearing aids without the algorithm was the only one that presented a significant difference, in which the group with cochlear dead regions presented a better performance. <![CDATA[Evidence of measures of normalcy for thickness of masseter muscle evaluated with ultrasound: a review study]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100238&lng=es&nrm=iso&tlng=es O objetivo foi estudar medidas de normalidade para espessura do músculo masseter, bem como os métodos de mensuração da espessura por ultrassonografia. Foi realizada uma revisão a partir das bases de dados MEDLINE, LILACS, JCR e PubMed. Foram utilizadas publicações até junho de 2013. Foram incluídos trabalhos que envolveram indivíduos adultos jovens considerados hígidos quanto ao sistema estomatognático - sem a presença de sinais e sintomas de distúrbios na articulação temporomandibular. Foram encontrados 166 artigos. Pela leitura do titulo foram excluídos os artigos repetidos, restando 108 estudos. Após a leitura do titulo e a exclusão de artigos que não estavam relacionados ao assunto, foram obtidos 54 trabalhos. A leitura dos resumos permitiu a obtenção de 22 estudos. Na análise das medidas foram utilizados os testes t para amostras pareadas e independentes, verificado os intervalos de confiança e confeccionados gráficos forest plot para estudar a heterogeneidade dos trabalhos. Constatou-se que o músculo masseter em homens demonstra ser mais espesso quando comparado ao das mulheres, tanto no repouso quanto em contração. A comparação do estado de repouso entre os gêneros não revelou diferença significante. O mesmo ocorreu em contração. Também verificou-se a associação de outros métodos com a ultrassonografia. A amostra probabilística obtida revelou valores para o estado de contração e repouso. Houve diferença nas medidas entre os gêneros. Foi constatada significante heterogeneidade nos dados dos estudos. A mensuração da espessura do músculo masseter com a ultrassonografia apresenta-se nos diversos estudos como um método objetivo, preciso e com reprodutibilidade.<hr/>The objective was to study measures of normality for the thickness of the masseter muscle, and the methods of measurement of thickness using ultrasound. Was conducted a review from databases MEDLINE, LILACS, JCR and PubMed. Publications were used until June 2013. Works that involved young-adults individuals, healthy as the stomatognathic system - without the presence of signs and symptoms of temporomandibular joint disorders were included. 166 articles has been found. By reading the titles, repeated articles were excluded, remaining 108 studies. After reading the title and the exclusion of articles that were not related to the theme, 54 papers were obtained. Reading the abstracts allowed the acquisition of 22 studies. In the analysis of the measures t tests were used for paired-sample and independent, verified the confidence intervals and prepared forest plot graphics to study the heterogeneity of the studies. It was observed that the masseter muscle in males demonstrates to be thicker when compared to the women's, both at rest and in contraction. A comparison of resting state between the genders revealed no significant difference. The same occurred in the contraction. Also was verified the association of other methods with ultrasonography. The probability sample obtained revealed values for the state of contraction and rest in both sexes. Measurements demonstrated differences between the genders. Significant heterogeneity was found in the study's data. The measurement of the thickness of the masseter muscle with ultrasonography is presented in different studies as an objective method, precise and reproducible. <![CDATA[Language in fetal alcohol spectrum disorder: a review]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100253&lng=es&nrm=iso&tlng=es O Transtorno do Espectro Alcoólico Fetal é uma condição clínica que vem despertando o interesse de diferentes pesquisadores por ser considerada relativamente frequente na população, com incidência de aproximadamente 10 casos a cada 1000 nascimentos. As alterações neurodesenvolvimentais que caracterizam o fenótipo desta condição são descritas pela presença de prejuízos de memória, de atenção, da habilidade visuo-espacial, das funções executivas, de aprendizagem, bem como do comprometimento na linguagem falada. Considerando os prejuízos da linguagem que permeiam o Espectro Alcoólico Fetal, este trabalho propõe-se a realizar uma revisão da literatura para identificar quais os procedimentos e achados reportados na área da linguagem para essa condição clínica. Os 21 artigos selecionados nesta revisão refletem uma variabilidade na metodologia empregada e distintos procedimentos de avaliação da linguagem falada. O perfil da linguagem falada dos indivíduos com diagnóstico de Transtorno do Espectro Alcoólico Fetal caracteriza-se por diferentes desempenhos na linguagem falada e com grau de comprometimento variável. Diversos fatores influenciam na variabilidade de comprometimento da linguagem falada descrito no Transtorno do Espectro Alcoólico Fetal, sendo que a quantidade de álcool ingerida, o período de gestação em que ocorreu o consumo e a susceptibilidade individual do feto ao metabolizar o álcool no organismo são frequentemente descritos.<hr/>Fetal Alcohol Spectrum Disorder is a clinical condition that has aroused the interest of researchers as it is considered relatively common in the population, with an incidence of approximately 10 cases per 1,000 births. The neurodevelopmental changes that characterize the phenotype of this condition are described by deficits in memory, attention, visual-spatial and executive function, learning disabilities and the presence of spoken language impairment. Considering the language deficit as part of Fetal Alcohol Spectrum Disorder, we proposed to review the literature to identify which procedures are used in the assessment of language and findings reported in language in Fetal Alcohol Spectrum Disorder. The 21 articles selected in this review reflect variability in methodology and commonly used procedures assessment of spoken language. The spoken language profile of individuals diagnosed with Fetal Alcohol Spectrum Disorder is characterized by different performance and with varying degrees of impairment. Several factors influence the variability of spoken language impairment described in Fetal Alcohol Spectrum Disorders, and the amount of alcohol consumed, the gestation period when consumption took place and individual susceptibility of each fetus to metabolize alcohol in the body are often described. <![CDATA[Augmentative and alternative communication: scene of Brazilian journal]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100264&lng=es&nrm=iso&tlng=es No Brasil, as práticas clínicas e educacionais em Comunicação Aumentativa e Alternativa têm sido ampliadas. Esse estudo tem como objetivo identificar as áreas do conhecimento brasileiras que pesquisam a Comunicação Aumentativa e Alternativa e suas contribuições. Fonoaudiologia, Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Psicologia e Educação são as áreas que investigam a Comunicação Aumentativa e Alternativa, sendo a Fonoaudiologia a área mais expressiva a publicar. Apesar de ser uma área do conhecimento ainda em consolidação no Brasil, observa-se aumento na inclusão de estudos com foco no adulto e no idoso, além de considerar a família como objeto de análise. A implementação precoce e, em diferentes contextos, favorece a manutenção do uso da Comunicação Aumentativa e Alternativa. Esta é um apoio para a oralidade, compreensão, avaliação assistida, leitura e escrita. Sugerem-se práticas investigativas que contemplem os efeitos produzidos pela intervenção na qualidade de vida da pessoa com deficiência e amostras maiores.<hr/>Clinical practices and education in Augmentative and Alternative Communication have expanded in Brazil. The purpose of this study is to identify the areas of Brazilian knowledge that search the Augmentative and Alternative Communication and their contributions. Among Speech, Language and Hearing Sciences, Physical Therapy Specialty, Occupational Therapy, Psychology and Education areas that investigate the CAA, Speech, Language and Hearing Sciences is the most expressive in publishing. Despite being an area under consolidation in Brazil, there is an increase in the inclusion of studies focusing on adults and elderly, as well as the family as an object of analysis. The early implementation in different contexts contributes to the maintenance of the use of CAA. This is a support for speaking, understanding, assisted assessment, reading and writing. Investigative practices that address the effects produced by the intervention on quality of life of people with disabilities are suggested as well as larger samples of that. <![CDATA[The role of the audiologist facing language changes of hearing, balance, speech and swallowing: a literature review]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100270&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este estudo objetiva apresentar as principais alterações fonoaudiológicas encontradas no idoso, além de discutir qual o papel do fonoaudiólogo frente a essas alterações. Trata-se de um estudo de revisão bibliográfica. O levantamento bibliográfico foi realizado na rede de acesso da Biblioteca Virtual em Saúde. Os critérios de inclusão dos artigos foram: estudos na íntegra, no idioma português, no período 2007 a 2012 e que contemplasse o tema da pesquisa. Foram selecionados10 estudos por atenderem aos critérios de inclusão propostos, constituindo-se na amostra deste estudo Observou-se que quanto ao objetivo das publicações, os autores buscaram, em sua maioria, descrever as alterações relacionadas à voz ou a presbifonia; as dificuldades nas funções de mastigação; no equilíbrio, com presença de quedas; alterações na acuidade auditiva, no processamento auditivo, zumbido e as mudanças epidemiológicas, socioeconômicas e etimológicas do envelhecimento senil e/ou saudável. Concluiu-se que com o envelhecimento, várias são as alterações fonoaudiológicas encontradas no ser humano o que torna importante e necessária a atuação do fonoaudiólogo na atenção a saúde da pessoa idosa.<hr/>This study aims to presenting the main speech pathology found in the elderly, in addition to discussing the role of the audiologist facing this change. This is a study of bibliographical review. O bibliographic research was conducted in the access of the Virtual Health Library network. The inclusion criteria for articles were: studies in their entirety, in Portuguese, in the period 2007-2012 and which embraced the research theme. There were selected 10 studies for meeting the inclusion criteria proposed, constituting the sample for this was observed that as the objective of these publications, the authors sought to study, mostly describing the related voice changes or presbyphonia; difficulties in functions chewing, in equilibrium, with the presence of falls, changes in hearing acuity, auditory processing, tinnitus and epidemiological, socioeconomic and etymological senile changes and / or healthy. It was concluded that with aging there are several speech pathologies found in humans which makes it important and necessary the role of the speech therapist in the health care of the elderly. <![CDATA[Swallowing evaluation in infants with congenital heart disease and Down syndrome : clinical study cases]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100277&lng=es&nrm=iso&tlng=es O presente estudo teve por objetivo realizar avaliação fonoaudiológica da deglutição em lactentes com diagnóstico de síndrome de Down e cardiopatia congênita (DSAV tipo A de Rastelli) internados na unidade 2A e Unidade de Tratamento Intensivo Pediátrica da instituição de origem, com suspeita de dificuldade de deglutição, encaminhados ao serviço de fonoaudiologia. Trata-se de uma pesquisa de caráter descritivo-qualitativo, nessa foi possível avaliar dois lactentes durante o período de janeiro a outubro de 2012. Utilizou-se um protocolo de perfil da amostra para a coleta de dados sobre histórico clínico e diagnósticos dos prontuários dos pacientes, além do instrumento de avaliação para prontidão do prematuro para alimentação oral proposto por Fujinaga (2002) para avaliação clínica da deglutição. Os pacientes apresentaram como resultados a presença de disfagia orofaríngea e escores baixos inviabilizando a alimentação exclusivamente por via oral. A conduta terapêutica foi de estimulação oral e volume de alimentação controlado para alimentação oral. Os achados corroboram a literatura no que diz respeito à relação entre disfagia, cardiopatia congênita, síndromes genéticas e alterações miofuncionais orofaciais. Conclui-se que a disfagia apresentou-se como um sintoma dificultante para a alimentação por via oral de forma segura e eficaz para todos os lactentes estudados. Estudos prospectivos com um número maior de sujeitos são necessários para contribuir com a série de casos e, desta forma, identificar outros fatores de risco para disfagia bem como condutas terapêuticas específicas para crianças com síndrome de Down e distúrbios da deglutição associados.<hr/>This study had the aim to perform clinical swallowing evaluation in infants diagnosed with Down syndrome and congenital heart disease (complete atrioventricular canal) suspected to have swallowing disorders hospitalized in unit 2A and Pediatric ICU of instituition.It is a descriptive and qualitative study in which was possible to assess two infants during the proposed period. It was used a sample profile protocol to collect data about clinical history and diagnoses from patients records and the Instrumento de avaliação para prontidão do prematuro para alimentação oral by Fujinaga (2002) for clinical swallowing evaluation. The pacients presented results of oropharyngeal dysphagia and low scores invalidating exclusively oral feed. The treatment was oral stimulation and oral feeding volume controlled. The findings contribute to the literature regarding the correlation between dysphagia, congenital heart defects, genetic syndromes and myofunctional disorders. It is concluded that dysphagia was presented as a difficulty symptom to safe and effective oral feed for all infants studied. Prospective larger researches are needed to contribute with this clinical cases study and thus identify other risk factors for dysphagia and specific treatment for children with Down syndrome and swallowing disorders associated. <![CDATA[Therapeutic intervention and family acceptance in a case of child with cerebral palsy]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100286&lng=es&nrm=iso&tlng=es O objetivo foi descrever como a não aderência ao tratamento fonoaudiológico em um caso de disfagia na encefalopatia crônica não progressiva pode levar a pneumonias de repetição. É seguida no HCPR uma criança, atualmente com cinco anos de idade, com diagnóstico de encefalopatia crônica não progressiva e disfagia desde o nascimento, com episódios repetidos de pneumonia cuja mãe não seguia as orientações terapêuticas determinadas pela fonoaudióloga. Na videofluoroscopia foi observada aspiração com a consistência liquida e não com a pastosa. Foi indicada gastrostomia para alimentação e hidratação, sendo permitida a ingestão via oral da consistência pastosa. A família não seguiu as orientações indicadas, a criança continuou ingerindo líquidos por via oral e, sendo assim, teve vários episódios de pneumonia. Embora a mãe tenha sido orientada a não fornecer alimentação líquida por via oral e sim pela gastrostomia, tal orientação não foi seguida, sem motivo aparente para que tal fato ocorresse. Fica evidente a importância da aderência familiar às orientações terapêuticas para que sejam evitadas complicações pulmonares decorrentes da aspiração de alimentos.<hr/>Our objective was to describe the case of a 5-year-old child with chronic non-progressive encephalopathy and dysphagia since birth. In videofluoroscopy, aspiration was observed with liquid barium, but not with paste barium. Gastrostomy for feeding and fluid intake was indicated. The family did not follow the guidelines determined by the therapist, as the child drank fluids orally and, therefore, had several episodes of pneumonia. Although the mother was advised to provide liquid only by gastrostomy and not by oral feeding, such guidance was ignored for no apparent reason. We emphasize the importance of family adherence to treatment guidelines to prevent pulmonary complications resulting from the aspiration of food. <![CDATA[Interdisciplinary team performance with students that have low vision due to their diagnosis of Stargardt disease]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100291&lng=es&nrm=iso&tlng=es Esse estudo tem como tema os escolares com baixa visão que podem ter dificuldades em atividades de leitura e escrita e apresentar alterações posturais devido aos ajustes ao se aproximarem dos materiais para visualizá-los melhor. O presente trabalho caracteriza-se como um estudo de caso, no qual será descrita a atuação de equipe interdisciplinar no processo de habilitação visual de um escolar de 12 anos com hipótese diagnóstica de Doença de Stargardt. A equipe foi composta por Assistente Social, Arte-Educadora, Enfermeira, Farmacêutica, Fisioterapeuta, Fonoaudióloga, Oftalmologista, Ortoptista, Pedagoga, Psicóloga e Terapeuta Ocupacional. Foram realizadas nove sessões semanais, com duração de uma hora em uma clínica escola de uma Universidade Estadual de São Paulo. As intervenções favoreceram ao escolar a utilização de recursos de tecnologia assistiva, como o sistema telescópio, a lupa eletrônica, o plano inclinado para leitura e escrita e a ampliação das pautas nas folhas de caderno. Após a intervenção, a postura corporal adotada nas atividades de leitura e escrita tornou-se mais equilibrada, o escolar conseguiu manter a cabeça mais afastada do livro e mais alinhada, sem apresentar movimentos compensatórios de rotação à direita e inclinação, o que levou a diminuição da dor na região cervical. As intervenções realizadas contribuíram para que o escolar apresentasse melhora no desempenho visual para longe e para perto. A atuação da equipe interdisciplinar proporcionou ganhos nas atividades de leitura e escrita do escolar com baixa visão, nas tarefas escolares e atividades da vida diária, e proporcionaram a inclusão educacional e social do adolescente.<hr/>This study refers to students with low vision or visual impairment that may have difficulties in writing and reading activities and, therefore, show postural alterations as a consequence of having to adjust when getting closer to the materials, as an attempt to see them better. This study is characterized as a case study, in which we will describe the performance of the interdisciplinary team involved in the visual rehabilitation process of a 12 year-old student diagnosed with Stargardt disease. The research team comprised of a Social Worker, Art-Educator, Nurse, Pharmacist, Physiotherapist, Speech Therapist, Ophthalmologist, Orthoptist, Pedagogue, Psychologist and Occupational Therapist. Nine sessions of one hour each were carried out weekly at a school clinic from the State University of São Paulo. The interventions have benefited the student with the use of assistive technology resources, such as telescopic system, electronic magnifying glasses, inclined plane for reading and writing and the enlargement of the lines in the notebook pages. After the intervention, the adopted body posture in the reading and writing activities became more balanced, the scholar was able to keep his head furthermost from the book, as well as more aligned, not showing rotation compensatory movements to the right and inclination, which led to a decrease of the pain in the cervical region. The interventions also allowed the student to show an improvement in the distance and near visual performance. The performance of the interdisciplinary team enabled positive results in the reading and writing activities of the low vision student, and in daily life activities, thus enabling the adolescent's educational and social inclusion. <![CDATA[The speech therapy health based on the institutionalized elderly speech]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100300&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este estudo objetiva apresentar um estudo de caso que anuncia o perfil da saúde fonoaudiológica de sujeitos residentes numa Instituição de Longa Permanência para Idosos, de um município da região centro-sul do interior do Paraná, a partir da percepção dos próprios residentes. Trata-se de um relato de caso de uma pesquisa qualitativa, realizada por meio de uma entrevista semiestruturada, com 15 idosos. Ao analisar os relatos dos idosos, pode-se afirmar que o ambiente institucional favorece o isolamento. Quanto à saúde vocal, a maior parte dos idosos relatou a não-percepção de alteração na voz, com o envelhecimento. No que se refere aos aspectos auditivos, fica caracterizada a percepção que eles têm das consequências emocionais e sociais em função da perda auditiva que apresentam. A respeito da alimentação, todos mencionam alguma dificuldade vinculada à deglutição. Deste modo, assumindo a relevância de dar voz/vez aos idosos institucionalizados, esse trabalho aponta possibilidades para refletir sobre a construção do cuidado fonoaudiológico voltado a essa população, pautado na necessidade de interação/socialização do idoso institucionalizado, para que as Instituições de Longa Permanência não signifiquem apenas "depósitos de velhos". <hr/>This study aims to present a case study that reveals the health speech profile of individuals living in a long stay institution for the elderly, located in a city in the south-central region of Paraná state in Brazil, based on the perception of its own residents. This is a case report from a qualitative research, conducted by means of a semi-structured interview made to 15 senior citizens. Upon examining the reports from the elderly, it can be affirmed that the institutional environment favors isolation. As for vocal health, most of the elderly report a non-perception of change in their voice with aging. Regarding the aspects related to the listening perception, it is possible to observe their awareness of the social and emotional consequences of this problem to their lives. Regarding eating, all of them mention some difficulty in swallowing. Thus, due to the importance of giving voice/time to the institutionalized elderly, this research points out opportunities to reflect on the construction of speech therapy care directed at this population, based on the need for interaction/socialization of the institutionalized elderly, so that the long stay institutions are not meant to be simply "warehouses of the elderly." <![CDATA[Speech and language development in hearing impairment: two- case report]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100308&lng=es&nrm=iso&tlng=es O objetivo é monitorar o desenvolvimento de fala e linguagem de duas crianças deficientes auditivas, utilizando os protocolos da Lista de Avaliação de Vocabulário Expressivo e Maturidade Simbólica, sendo uma criança do sexo masculino, três anos de idade, perda auditiva neurossensorial moderada na orelha esquerda e profunda na orelha direita, usuária de prótese auditiva bilateral e a outra do sexo feminino, quatro anos de idade, perda auditiva neurossensorial profunda bilateral, com implante coclear unilateral e prótese auditiva, ambas atendidas no ambulatório de audiologia educacional da Universidade Federal de São Paulo, na abordagem aurioral. Os sujeitos foram submetidos à aplicação da Maturidade Simbólica (brincadeira livre, brincadeira semi-dirigida e imitação de ações) e Lista de Avaliação de Vocabulário Expressivo para investigação do jogo simbólico e da linguagem expressiva, respectivamente. Os testes foram aplicados nas duas crianças em dois momentos, num intervalo de cinco meses. Ambas tiveram evolução em todas as provas da Maturidade Simbólica e na Lista de Avaliação de Vocabulário Expressivo quando comparadas as duas aplicações. Na primeira aplicação da Lista de Avaliação de Vocabulário Expressivo, a criança do sexo feminino emitia três palavras (0,9%) e a do sexo masculino 90 palavras (29,4%); na segunda aplicação 25 palavras (8,1%) e 176 palavras (57,5%) respectivamente. O menino apresentou melhor evolução nas provas de Maturidade Simbólica e Lista de Avaliação de Vocabulário Expressivo, quando comparada a menina. Os protocolos aplicados em dois momentos diferentes do desenvolvimento das crianças foram eficazes para monitorar o desenvolvimento de fala e linguagem. O melhor desempenho da criança do sexo masculino pode estar associado ao grau de perda auditiva. <hr/>This study aims at monitoring the development of speech and language of two children who have hearing loss - one of which is a user of bilateral auditory prosthesis and the other has unilateral cochlear implant and auditory prosthesis. Assessment List of Expressive Vocabulary protocols and Symbolic Maturity were used in both cases, and the children were cared for in the educational audiology outpatient clinic the Federal University of Sao Paulo through aurioral approach. Both were submitted to the application of Symbolic Maturity, having the following recordings: free play, semi-guided play, and action imitation; videos were transcribed and analyzed. Assessment List of Expressive Vocabulary was applied to parents in order to investigate the words that the children were able to pronounce; the number of words was counted and analyzed in conjunction with the results of Symbolic Maturity. Both tests were applied on both children in two moments within an interval of five months. Both had a development in all the tests of the Symbolic Maturity and on Assessment List of Expressive Vocabulary when the two applications were compared. On the first application of Assessment List of Expressive Vocabulary was applied, the girl could say three words (0.9%) and the boy 90 words (29.4%); on the second application, 25 words (8.1%) and 176 words (57.5%) respectively. The boy presented a better development on the tests of Symbolic Maturity and Assessment List of Expressive Vocabulary when compared to the girl. Protocols applied in two different moments of the children's developments were efficient in monitoring the development of speech and language. The better development achieved by the male child could be associated to the degree of auditory loss. <![CDATA[Case report: psychogenic dysphonia]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000100318&lng=es&nrm=iso&tlng=es Disfonia funcional psicogênica possui relação com aspectos psicológicos. O tipo de voz, a articulação e a fluência são sensíveis às oscilações psicológicas. Uma voz em ajuste de falsete paralítico, caracterizada como uma voz de pitch extremamente agudo pode ser encontrada em casos de disfonias psicogênicas. Em qualquer quadro psicogênico é essencial um diagnóstico diferencial, a fim de viabilizar um tratamento fonoaudiológico e médico adequados e efetivos. O prognóstico de uma alteração psicogênica geralmente é bom. O quadro de disfonia psicogênica é mais comum no sexo feminino. O objetivo desse estudo é apresentar a evolução terapêutica de um indivíduo com disfonia psicogênica. A.J.O., 45 anos, sexo masculino, compareceu ao Ambulatório de Avaliação e Terapia de Voz encaminhado por médico otorrinolaringologista. Trouxe a queixa vocal "pela manhã a voz está perfeita, conforme o dia passa, a voz fica fina". Realizou avaliação fonoaudiológica em 18 de abril de 2013, com laudo médico de "mobilidade reduzida de prega vocal esquerda". Tratamento com técnica de sons disparadores, com modificação direta nos sintomas e evolução rápida. Demonstrou-se satisfeito com sua qualidade vocal. Em casos de suspeita de disfonias psicogênicas de conversão, devem-se descartar alterações orgânicas, sendo essencial uma avaliação fonoaudiológica que auxilie no diagnóstico diferencial e provas terapêuticas que incentivem o paciente.<hr/>Psychogenic functional dysphonia is related to psychological aspects. The type of voice, the articulation and the fluency are sensitive to psychological changes. Voice adjusted with falsetto, is a voice with an extremely high pitch and can be observed in cases of psychogenic dysphonia. A differential diagnosis for psychogenic dysphonia is essential to perform an adequate and effective treatment. Prognostic of a psychogenic dysphonia is generally good. It commonly affects women. The aim of this study is to present the therapy evolution of an individual with psychogenic dysphonia. AJO, 45 years old, male, attended to the ambulatory of Voice Evaluation and Therapy as an otolaryngologist indication. His complaint was "my voice is perfect in the morning but it gets acute through the day". At April 18, 2013 he received the medical diagnosis of "reduced mobility of left vocal fold". Treatment based on trigger sound techniques, with direct modification of the symptoms, quickly evolved and had great satisfaction from the patient. When there is a psychogenic dysphonia suspicion, organic changes must be discarded. It is essential to have an evaluation that helps to differentiate diagnosis and therapeutic techniques that encourage the patient.