Scielo RSS <![CDATA[Revista CEFAC]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1516-184620150002&lang=es vol. 17 num. lang. es <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[EDITORIAL]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000200007&lng=es&nrm=iso&tlng=es <![CDATA[Aspects of speech fluency in children with and without evolutive phonological disorder]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000200009&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: descrever e comparar os padrões de fluência da fala de crianças com e sem desvio fonológico evolutivo. MÉTODOS: a amostra foi constituída de 20 sujeitos com idades entre 4:6 e 7:6 anos, sendo 10 crianças com diagnóstico de desvio fonológico evolutivo e 10 com desenvolvimento fonológico típico. Os sujeitos de ambos os grupos foram submetidos a uma avaliação da fluência da fala que faz parte do Teste de Linguagem Infantil-ABFW. Com base neste protocolo, analisaram-se as tipologias das rupturas do fluxo de fala, as quais são classificadas como disfluências comuns e disfluências gagas. Foi realizado o cálculo da freqüência de rupturas da fala e da porcentagem de disfluências gagas. Por meio deste teste também se analisou a velocidade de fala, medindo-se o fluxo de palavras e de sílabas por minuto. RESULTADOS: não houve diferença estatisticamente significante entre os grupos quanto às variáveis analisadas. Contudo, pode-se perceber que o grupo com desvio fonológico evolutivo apresentou maiores médias do que o grupo com desenvolvimento fonológico típico na maioria das variáveis, com exceção do fluxo de sílabas e palavras por minuto. Quanto à velocidade de fala, no que se refere ao fluxo de sílabas por minuto houve uma tendência de um menor fluxo no grupo com desvio fonológico evolutivo. CONCLUSÃO: no grupo estudado, crianças com desvios fonológicos evolutivos e crianças com desenvolvimento fonológico típico não diferem quanto aos aspectos de fluência de suas falas. <hr/> PURPOSE: describing and comparing the fluency patterns on children´s speech with and without evolutive phonological disorder. METHODS: the sample was 20 subjects aged between 4:6 and 7:6; 10 of them with the diagnosis of evolutive phonological disorder and 10 with a normal speech development. The subjects of both groups were submitted to speech fluency evaluation, which is part of the Teste de Linguagem Infantil - ABFW. Based on this protocol, the speech disruptions types (which are classified as typical disfluencies, and less typical disfluencies) were analyzed, and, after that, the speech disruptions frequency and the percentage of less typical disfluencies were calculated. Through this test it was also analyzed the speech rate, by measuring the flow of words and syllables per minute. RESULTS: there was no statistically significant difference between the groups related to the analyzed variables. However, it was perceived that in all variables, except the flow of words and syllables per minute, the group with evolutive phonological disorder has higher averages than the group with typical phonological development. As to the speech speed, concerning the number of syllables per minute, there seems to exist a tendency to a lower flow on the group with evolutive phonological disorder. CONCLUSION: it was verified that there is a tendency to occur disfluency in the group of children with evolutive phonological disorder, as well as a slower speech speed in all subjects of this group. <![CDATA[The details in the therapeutic process to the consonant clusters acquisition in the speech of children with phonological disorder]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000200017&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: apresentar variáveis relevantes no processo terapêutico de aquisição do onset complexo (OC) em crianças que realizam a simplificação dessa estrutura. MÉTODOS: participaram do estudo quatro crianças com diagnóstico de desvio fonológico (DF), com idades entre 5:4 a 7:7, que utilizavam a estratégia de alongamento compensatório (EAC), possuíam [(] e [l] no seu inventário fonético e realizavam a simplificação do OC. As crianças foram submetidas a diferentes modelos terapêuticos e, a partir dos dados obtidos nas sondagens, realizaram-se análises das variáveis linguísticas e extralinguísticas relevantes durante o processo terapêutico. A análise dos dados de fala foram realizadas por meio do programa estatístico VARBRUL. RESULTADOS: a variável gravidade do desvio foi a que o programa selecionou como relevante para a produção correta do OC, para sua simplificação e para a distorção da líquida da estrutura. Ele apontou que quando o sujeito é submetido à terapia articulatória (TA), há maior probabilidade de ocorrência de produção correta de CCV, realização de distorção e metátese. O fonema /d/ se mostrou favorecedor da estratégia de metátese. A substituição da líquida foi influenciada pela variável sujeito e pelo tipo de líquida formadora do OC. CONCLUSÃO: quanto às variáveis, a gravidade do DF mostra-se importante tanto para o sucesso da terapia (produção correta de CCV), como para o uso de estratégias de reparo. Observou-se que aplicar tipos de terapia distintos faz com que as crianças respondam de forma diferenciada a cada um deles, com melhor desempenho na TA. <hr/> PURPOSE: to provide relevant variable aspects in the therapeutic process of consonant clusters (CC) acquisition in children but maintains the CCV simplification. METHODS: participated in the study four children diagnosed with phonological disorders, aged 5:4 to 7:7, which used the strategy of compensatory lengthening, have [r] and [l] in the phonetic inventory and performed to simplify the CC. Children were subjected to different speech therapy, and from data obtained in the there were reviews of linguistic and extralinguistic variables relevant for therapy. The data were analyzed by using the VARBRUL program. RESULTS: the program selected the variable severity of the disorder as being relevant for the appropriate production, CC simplification and for the distortion of the CC liquid. It was highlighted the highest possibility of correct production of CCV when the subject is under phonetic therapy. The /d/ phoneme enhances the metathesis strategy. The replacement of the liquid was due to the variable subject and the kind of liquid forming the CC. CONCLUSION: the variable 'severity' is very relevant to the success of the therapy as well as to the use of strategies to repair the problem. It was also observed that children who were under different kinds of therapies had different results to each of the therapies and had better performance using the phonetic therapy. <![CDATA[Strategies used by children with typical and atypical phonological development during the blocked syllable acquisition]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000200027&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: estudar o uso das estratégias de reparo em crianças com desenvolvimento fonológico típico e atípico mediante uma análise guiada pela sílaba no alvo com coda simples. MÉTODOS: foram analisados dados de fala de 24 crianças com aquisição fonológica típica e 12 com desenvolvimento atípico, com idades entre 1:0 a 4:0 e 4:1 a 7:0, respectivamente. A variável dependente investigada incluiu as seguintes variantes silábicas: omissão da sílaba, omissão da coda, epêntese, metátese e coalescência. Por meio do Pacote Computacional VARBRUL realizou-se a análise estatística dos dados, com margem de erro de 5%. RESULTADOS: verificou-se o uso das estratégias de reparo como omissão da coda, coalescência, epêntese e metátese, nas crianças com desvio. Já no grupo com aquisição típica verificou-se maior ocorrência da omissão da sílaba. Para a omissão da coda, a variável idade foi significante. Quanto ao sexo, as meninas com desvio fonológico parecem utilizar mais estratégias de reparo, enquanto no grupo com aquisição típica os meninos parecem omitir mais a coda. A posição final da palavra tende a ser mais preservada em ambos os grupos. As posições extramétricas são as mais favoráveis para omissão da coda no grupo com aquisição atípica. A posição postônica é a mais favorecedora à omissão da coda e a tônica favorece a omissão da sílaba no grupo com aquisição típica. CONCLUSÃO: os grupos utilizam diferentes estratégias de reparo na aquisição da sílaba travada. O grupo com aquisição típica prefere omitir a sílaba já o grupo desviante utiliza as demais estratégias de reparo investigadas. <hr/> PURPOSE: to study the use of repair strategies by children with typical and atypical speech development through an analysis guided by the syllable from a target with simple coda. METHODS: speech data from 24 children with typical speech development and from 12 children with atypical speech development were analyzed. The children's ages were between 1:0 and 4:0 and between 4:1 and 7:0, respectively. The analyzed dependant variable included the following syllabic variants: syllable omission, coda omission, epenthesis, metathesis, and coalescence. The statistical analysis was accomplished through the use of the Statistical Program VARBRUL. RESULTS: it was possible to verify the use of repair strategies such as coda omission, coalescence, epenthesis, and metathesis in the children with speech disorders. The group with typical speech development presented higher occurrence of syllable omission. The variable age was significant for coda omission. When observing the variable sex, the girls with atypical speech development seem to use repair strategies more frequently, while the boys omit coda more often. Both groups tend to preserve the word final position. The extrametrical positions were more favorable for coda omission in the group with atypical speech acquisition. The post-stressed position is more favorable for coda omission and the stressed position is favorable for syllable omission in the group with typical development. CONCLUSION: the groups used different repair strategies during the blocked syllable acquisition. The group with typical acquisition prefers to omit the syllable, while the group with phonological disorders used the other analyzed repair strategies. <![CDATA[Characterization of uncommon repair strategies used by a group of children with phonological disorders]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000200035&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: caracterizar e analisar o uso das estratégias de reparo incomuns por crianças com desvio fonológico e relacionar a sua utilização com as variáveis faixa etária e sexo; e com as variáveis linguísticas grau do desvio, estrutura silábica, classe de sons e posição na palavra. MÉTODOS: os dados são provenientes do banco de dados do Centro de Estudos de Linguagem e Fala da Universidade Federal de Santa Maria, todos os sujeitos apresentam Termo de Consentimento Livre e Esclarecido autorizando o uso dos dados em pesquisas. Foram selecionados os dados de 178 sujeitos que apresentaram diagnóstico de desvio fonológico e idade entre 4:0-7:11. Foram analisados os resultados da primeira avaliação fonológica da criança. RESULTADOS: houve significância estatística na relação entre a utilização ou não de estratégias de reparo incomuns na amostra estudada, predominando a não utilização. Foi significante a relação entre a utilização de tais estratégias e a faixa etária, com predomínio na faixa de 5:0-5:11, e o grau do desvio, com maior ocorrência no desvio moderadamente-grave. A relação entre as classes de sons também foi significante, predominando a classe das fricativas. Observou-se ocorrência de estratégias de reparo incomuns apenas na posição de onset, sendo a estrutura consoante vogal a única encontrada no estudo. CONCLUSÃO: verificou-se que as estratégias de reparo incomuns são pouco utilizadas por crianças com desvio fonológico. Além disso, encontrou-se relação significante entre a utilização de estratégias de reparo incomuns e as variáveis faixa etária, grau do desvio fonológico e classes de sons. <hr/> PURPOSE: to verify and identify the use of uncommon repair strategies in children with phonological disorders, relating the use of those to age and gender variables to linguistic variables such as degree of deviation, syllable structure, classification of the sounds and the position of the word. METHODS: the data are taken from a database of the Department of Language and Speech studies of the Federal University of Santa Maria. We selected the data according to these criteria: diagnosis of phonological disorder, ages from 4:0 to 7:11, and the ones who were allowed to participate by signing the consent form. The results obtained at the first phonological assessment of the child were analyzed. RESULTS: there were significant differences in the use of the uncommon repair strategies in our sample, as well as the relationship between the use of those strategies and age, mainly between the ages from 5:0 to 5:11, and the degree of deviation with more occurrences in the moderate-severe disorder. It was also obtained a significant relation between the classes of sounds, with predominant use of the fricatives. An occurrence of the unusual repair strategies in onset position was observed, being the consonant-vowel the only structure found. CONCLUSION: it was found that the unusual repair strategies are not widely used by children with phonological disorders. In addition, it was found a significant relationship between the use of repair strategies and unusual variables, such as age, grade of phonological disorders and classes of sounds. <![CDATA[Phonological changes obtained by treatment based on ABAB-Withdrawal and Multiple-Probes Approach in different severity levels of phonological disorders]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000200044&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: analisar as mudanças fonológicas obtidas (sistema fonológico, inventário fonético e alterações de traços distintivos) pré e pós-tratamento utilizando o Modelo ABAB-Retirada e Provas Múltiplas em diferentes gravidades do desvio fonológico. MÉTODOS: foram realizadas avaliações fonoaudiológicas em oito crianças com diferentes gravidades do desvio fonológico, cuja média de idade no início do tratamento era de 5:5. Todos receberam tratamento fonológico pelo Modelo "ABAB-Retirada" e Provas Múltiplas. Foram analisadas as evoluções quanto ao inventário fonético, sistema fonológico e alterações nos traços distintivos. RESULTADOS: todas as gravidades apresentaram evoluções no sistema fonológico. CONCLUSÕES: os desvios fonológicos graves apresentaram maiores evoluções. <hr/> PURPOSE: to analyze the phonological changes obtained (phonological system, phonetic inventory and distinctive features alterations) pre and post-treatment by ABAB-Withdrawal and Multiple Probes Approach in different severity levels of phonological disorders. METHODS: the diagnosis was determined by the phonoaudiological evaluation in eight children with different severity level of phonological disorders, whose average age was 5:5 in the beginning of the treatment. All of them were treated by ABAB-Withdrawal and Multiple Probes Approach. It was analyzed the phonetic inventory, phonological system and distinctive features alterations. RESULTS: all severity levels of phonological disorders demonstrated some improvement in the phonological system. CONCLUSIONS: the severe phonological disorders presented the highest improvement among the different levels. <![CDATA[Initial lexical acquisition and noun bias hypothesis verification]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000200052&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: verificar de que modo se dá a aquisição lexical inicial de crianças com desenvolvimento típico, em termos de tipos e ocorrências dos itens lexicais e se a hipótese do viés nominal realmente ocorre, e em qual versão, forte ou fraca. MÉTODOS: a amostra foi composta por 20 crianças de ambos os sexos, com desenvolvimento típico de linguagem. Este estudo abrangeu a faixa etária de 1:0 a 1:11 (ano : meses) dividida em três subfaixas (1:0 - 1:3;29, 1:4 - 1:7;29, 1:8 - 1:11;29). Foram realizadas gravações da fala espontânea de cada sujeito, e após, análise lexical quanto aos tipos e ocorrências dos itens lexicais produzidos. Empregou-se a estatística Mann Whitney; Kruskal - Wallis e Wilcoxon, com nível de significância p&lt; 0.05. RESULTADOS: não houve diferença estatística para nenhuma das variáveis em relação ao sexo, porém, há diferença entre as subfaixas etárias 1 em relação a 2 e a 3 para a maioria das variáveis, além disso, verificou-se o predomínio das palavras de conteúdo nas subfaixas etárias 2 e 3 e por fim, verificou-se o predomínio de substantivos sobre os verbos em todas as faixas etárias. CONCLUSÃO: a aquisição lexical inicial em crianças com desenvolvimento típico dá-se de forma progressiva de acordo com o aumento da faixa etária e neste período, a variável sexo não influencia na produção linguística. Além disso, a existência da hipótese do viés nominal foi confirmada em sua versão fraca, corroborando a tese que inspirou essa pesquisa. <hr/> PURPOSE: verifying howthe initial lexical acquisition occurs in children with typical development, regarding to types and tokens of the lexical items. Furthermore, one wants to verify if the noun bias hypothesis occurs, and in what version, strong or weak. METHODS: the sample consisted of 20 children, male and female, with typical language development. Thisresearch covered ages from 1:0 to 1:11 (years: months) divided in three age groups(1:0 - 1:3;29, 1:4 - 1:7;29, 1:8 - 1:11;29). Audio data from spontaneous speech were collected, and after, lexicalanalysis was performed regarding to types and tokens produced. The Statistical tests Mann Whitney; Kruskal - Wallis and Wilcoxon were used, with significance level p&lt; 0.05. RESULTS: no statistical significance was found to the variables regarding to sex. However, statistical difference was found between the age group 1 in relation to 2 and 3 to the majority of variables. Furthermore, one verified prevalence of content words in the age groups 2 and 3. The prevalence of nouns over verbs in all age groups was observed. CONCLUSION: the initial lexical acquisition in children with typical development occurs gradually according to the increase of age. In this period the sex variable doesn't influence in the linguistic performance. Furthermore, the noun bias hypothesis was confirmed in its weak version, confirming the thesis that inspired this research. <![CDATA[Acquisition of CV silable in the typical and impaired phonological development]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000200060&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: descrever e comparar a aquisição da sílaba consoante vogal em crianças com desenvolvimento fonológico típico e atípico, investigando as variáveis linguísticas e extralinguísticas intervenientes neste processo. MÉTODOS: análise da fala de 24 crianças, 12 com desenvolvimento típico e 12 atípico, equiparadas quanto ao sexo, entre 1:0 a 3:11;29 (grupo típico) e 4:0 a 6:11;29 (grupo atípico com desvio fonológico evolutivo). As amostras foram coletadas transversalmente, com base na Avaliação Fonológica da Criança. Foram analisadas palavras com a sílaba alvo consoante vogal, com corpus de 888 palavras do típico e 2.233 do atípico. Foram consideradas como variantes da variável dependente a produção correta, apagamento de consoante da sílaba, epêntese, metátese e outros. Como variáveis independentes intervenientes consideraram-se os fatores extralinguísticos idade, sexo e tipo de desenvolvimento e as variáveis linguísticas tonicidade, classe de sons, número de sílabas, contexto silábico seguinte e precedente, posição na palavra e pé métrico. Os dados foram analisados estatisticamente por meio do VARBRUL. RESULTADO: foram selecionadas como variáveis estatisticamente significantes para a produção correta de consoante vogal, idade e classe de sons, para típicos; classe de sons, sexo, idade e pé métrico, para atípicos; e classe de sons, sexo, idade, tonicidade e tipo de desenvolvimento, típicos e atípicos em conjunto. Verificou-se que ambos os grupos utilizam as mesmas estratégias de reparo, porém em maior frequência no grupo com desvio fonológico. Sendo as produções corretas mais frequentes no grupo típico. CONCLUSÃO: um maior número de variáveis estatisticamente significantes foram selecionadas no grupo atípico para produção correta, e ocorre uma maior frequência de estratégia neste grupo. <hr/> PURPOSE: to describe and compare acquisition of the consonant-vowel syllable in children with typical and impaired development of speech, investigating the linguistic and extra linguistic variables intervening in this process. METHODS: it was analyzed the speech of 24 children, 12 with typical phonological development and 12 with phonological deviation, equated in relation to gender, between 1:0 and 3:11;29 (typical group) and between 4:0 and 6:11;29 (group with phonological diversion). The samples were transversally collected, based on the Children Phonological Evaluation instrument. It was analyzed the words which presented the consonant-vowel as the target syllable (consonant + vowel), with a corpus of 888 words for the typical development and 2.233 for the impaired development. It was considered as variables of variants dependent of correct production, the consonant erasure, the syllable erasure, epenthesis, metathesis and others (as, for example, the compensatory stretching). As independent intervening variables it was considered the extra linguistic factors as age, gender, kind of development and the variables as tonicity, sound groups, syllable number, following and preceding syllable context, Word position and metrical foot. The speech data were statistically analyzed by the VARBRUL. RESULT: the statistic program selected as statistically meaningful variants for the correct production of consonant-vowel, the variables age and sound groups, analyzing the typical data; the variable sound groups, gender, age and metrical foot, in the impaired data; and the variables of sound groups, gender, age, tonicity and kind of development, when analyzed in conjunct with the typical and impaired data. It was verified, from the findings of this study, that both groups use the same fixing strategies, however, with more frequency in the group of children with phonological diversion. On the other hand, the correct productions are more frequent in typical children. CONCLUSION: a bigger number of statistically meaningful variables were selected in the group with impaired development for the correct production. Furthermore, a greater frequency of strategies occurs in this group. <![CDATA[Comparison between the classification based on features and percentage of correct consonants in speech disorders]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000200072&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: verificar se existe diferença entre as classificações de gravidade do desvio fonológico obtido por meio do Percentual de Consoantes Corretas-Revisado e a classificação qualitativa baseada em traços. MÉTODOS: avaliaram-se dados de fala pré-terapia de 38 sujeitos cujos sistemas fonológicos foram classificados segundo a avaliação quantitativa Percentual de Consoantes Corretas-Revisado (Leve, Levemente-moderado, Moderadamente-grave, Grave) e avaliação qualitativa baseada em traços (Leve, Moderado, Moderado-Severo, Severo). Os dados foram analisados por tabelas de frequência e por meio do teste estatístico qui-quadrado (p&lt;0,05). RESULTADOS: na avaliação geral verificou-se uma baixa concordância entre os resultados obtidos com a avaliação qualitativa e a quantitativa dos desvios fonológicos, apenas 34,79% de concordância nas avaliações. Na análise por graus de gravidade, observou-se que os graus extremos (Leve e Severo) obtiveram praticamente a mesma classificação com ambas as propostas, ao contrário do observado nos graus intermediários. CONCLUSÃO: com base nos resultados ressalta-se a importância de avaliações conjuntas, que aliem medidas quantitativas com qualitativas, principalmente para a diferenciação e caracterização dos graus intermediários de gravidade do desvio fonológico. <hr/> PURPOSE: to observe the differences between the ratings of severity of phonological disorders obtained by Percentage of Correct Consonants-Reviewed and the classification based on qualitative traits. METHODS: data were collected on pre speech therapy 38 subjects in their phonological systems were classified according to the quantitative assessment of Percentage of Correct Consonants-Reviewed (Mild, Mild-moderate, Moderate-severe, Severe deviation) and qualitative assessment based on features (Mild, Moderate, Moderate-severe, Severe deviation). Data were analyzed by frequency tables and through the chi-square test statistical (p &lt;0.05). RESULTS: the overall gave a poor correlation between the results obtained with the qualitative and quantitative assessment of phonological disorders, only 34,79% agreement in the ratings. The analysis by degrees of severity were observed that extreme degrees (Mild and Severe), had almost the same classification with both proposals. Unlike what was observed in the intermediate grades. CONCLUSION: based on the results underscores the importance of joint evaluations, which combine qualitative with quantitative measures, especially for the differentiation and characterization of intermediate degrees of severity of phonological disorders. <![CDATA[The production of the complex onset: acquisition guided by the syllable or segment?]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000200078&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: comparar e analisar a influência das características dos segmentos do onset complexo na produção correta em crianças com desenvolvimento fonológico típico e atípico. MÉTODOS: analisou-se dados de fala de 88 crianças, 44 com desenvolvimento fonológico típico e 44 atípico, com idades entre 2:6 a 5:3 e 5:3 a 8:0, respectivamente. Com um corpus de 524 palavras no desenvolvimento típico e 1310 no atípico. A variável dependente teve as variantes: produção correta do onset complexo , simplificação para Consoante1-Vogal com e sem mudança de obstruinte, simplificação para Consoante2-Vogal, mudança de obstruinte, substituição da líquida do encontro, epêntese, metátese e outros, como alongamento compensatório. As variáveis extralinguísticas foram: gênero, idade e tipo de desenvolvimento e as linguísticas: tonicidade; número de sílabas; contexto silábico precedente e seguinte; posição na palavra; tipo de líquida do onset complexo; ponto, sonoridade e classe da obstruinte. A análise estatística foi feita por meio do pacote computacional VARBRUL. RESULTADO: o programa estatístico selecionou para todos os grupos pelo menos uma das variáveis: ponto, sonoridade e classe da obstruinte. O tipo da líquida do encontro foi significante para o grupo único e atípicos e o tipo de desenvolvimento, para a produção correta e simplificação de Consonte1-Vogal com mudança de obstruinte. CONCLUSÃO: as variáveis linguísticas relacionadas à obstruinte e à liquida do encontro foram significantes à produção de Consoante-Consoante-Vogal. A variável tipo de desenvolvimento também foi relevante. Mostrando evidências que a aquisição do onset complexo pode ser guiado pelo segmento e que há diferença entre crianças típicas e atípicas. <hr/> PURPOSE: to compare and analyze the influence of the characteristics of the complex onset segments in the correct production in children with typical and atypical phonological development. METHODS: it was analyzed the speech data of 88 children, 44 with typical phonological development and 44 atypical, aged between 2:6 to 5:3 and 5:3 to 8:0, respectively. With a corpus of 524 words in typical development and 1310 in atypical. The dependent variable had variants: correct production of complex onset, simplification for Consonant¹-Vowel with and without change of obstruent, simplification for Consonant²-Vowel, obstruent change, substitution of liquid cluster, epenthesis, metathesis and others, as compensatory lengthening. Extralinguistic variables were: gender, age and type of development and the linguistic: tone, number of syllables, syllable preceding context and ensuing; position in the word, type of liquid complex onset; articulatory point, loudness and obstruent class. The statistical analysis was by computational package VARBRUL. RESULT: the statistical program selected for all groups at least one of the variables: articulatory point, loudness and class of obstruent. The type of liquid cluster was significant for the unique group and atypical and type of development, to produce correct and simplify Consonant¹-Vowel with obstruent change. CONCLUSION: the linguistic variables related to obstruent and liquid cluster were significant to the production of Consonant-Consonant-Vowel. The variable type of development was also relevant. Showing the evidence that the acquisition of complex onset can be guided by segment and there is a difference between typical and atypical children. <![CDATA[Socioeconomic and demographic aspects of families enrolled in a newborn screening program during its first three years]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000200088&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: analisar fatores socioeconômicos e demográficos, dos anos de 2007 a 2009, de mães de neonatos e lactentes participantes de um programa de saúde auditiva infantil. MÉTODOS: a coleta de dados foi realizada a partir do banco de dados do programa de Triagem auditiva neonatal, que contém informações retiradas do registro de cada neonato ou lactente. Participaram 2476 mães de neonatos e lactentes atendidos na etapa da Triagem Auditiva Neonatal, entre 2007 a 2009. RESULTADOS: entre as variáveis demográficas destaca-se que 65,1% das mães possuíam idades entre 20 e 34 anos e 67,5% eram casadas. Nas variáveis socioeconômicas, destaca-se que 36,2% das mães possuíam o ensino fundamental incompleto e 56,4% eram donas de casa e 96,7% tiveram seus filhos em maternidades públicas. CONCLUSÃO: apesar dos resultados indicarem um crescimento de melhores condições de vida, durante os três anos de estudo, ainda observa-se, em termos percentuais, que a população estudada encontra-se em condições desfavoráveis para uma boa saúde das mães, e, consequentemente para a saúde e desenvolvimento global dos neonatos e lactentes. Esses resultados chamam a atenção para o desenvolvimento de ações de promoção da saúde na população estudada, devendo, portanto, serem incluídas quando da implementação de um programa de Saúde Auditiva Infantil de uma dada região. <hr/> PURPOSE: to analyze the socioeconomic and demographic aspects of mothers enrolled in a newborn hearing screening program. METHODS: the data were obtained from a database of a newborn hearing screening program. A total of 2476 mothers of newborns and infants took part in the study, conducted at a university hospital between 2007 and 2009. RESULTS: it was observed that 65.1% of the mothers were aged between 20 and 34 years-old, 67.5% were married, 36.2% did not finish high school, 56.4% were homemakers and 96.7% gave birth in public maternities. CONCLUSION: some socioeconomic and demographic characteristics can be considered unfavorable to good health, especially with respect to newborn and infant development. These conditions can lead to risk indicators for hearing loss, and should be taken into account when implementing a newborn hearing screening program in developing countries. <![CDATA[Biosecurity preacautions adopted by professionals working in audiology]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000200096&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: explicitar as práticas de biossegurança adotadas por fonoaudiólogos atuantes na área de Audiologia e relacioná-las com a educação continuada e o tempo de formação dos profissionais. MÉTODOS: participaram deste estudo 70 fonoaudiólogos atuantes na área de Audiologia, nos municípios de Belo Horizonte e Contagem. Foi aplicado um questionário sobre biossegurança em Audiologia, com base na Norma Regulamentadora 32, composto por 27 perguntas fechadas, abordando os aspectos de higienização das mãos, equipamentos de proteção individual e organização e higienização dos artigos e do ambiente. RESULTADOS: a maioria dos fonoaudiólogos relatou que adota as seguintes medidas de biossegurança: higienização das mãos antes dos atendimentos (71%), uso de jaleco com mangas longas (74%) e abotoado (91%), cabelos presos (79%), unhas limpas e cortadas (91%), separação e desinfecção dos artigos usados (83%) e organização do ambiente (97%). No entanto somente 40% dos profissionais referiram higienizar as mãos entre os atendimentos e 9% referiram o uso de luvas na realização da meatoscopia. Observou-se que a destinação dos artigos para desinfecção é uma prática mais rotineira para profissionais com especialização (p&lt; 0,05). Os profissionais com maior tempo de formação aderiram melhor à prática de higienização das mãos. CONCLUSÃO: higienizar as mãos antes dos atendimentos, vestir-se corretamente, destinar os artigos para desinfecção e organizar o ambiente de trabalho são práticas de biossegurança adotadas pela maioria dos fonoaudiólogos. Fatores como tempo de formação e educação continuada influenciam de maneira positiva na adoção de corretas medidas de biossegurança. <hr/> PURPOSE: to know the practices of biosecurity practices adopted by Speech Therapists working in Audiology and relate these practices with continuing education and professionals' time of graduation. METHODS: 70 speech therapists working in Audiology in the cities of Belo Horizonte and Contagem participated in this study. It was administered a questionnaire on Biosafety in Audiology, based on Regulatory Norm 32, comprising 27 closed questions, covering aspects of hand hygiene, personal protective equipment, organization and cleanliness of working items and the environment. RESULTS: most of the speech therapists interviewed reported adopting the following biosafety precautions: hand hygiene before attendance (71%), use of lab coats with long sleeves (74%) and buttoned (91%), hair tied (79%), cleaned and cut nails (91%), separation and disinfection of used items (83%), organization of the environment (97%). However, only 40% of them reported washing their hands between patients' appointments and 9% reported to wear gloves when carrying out meatoscopy. It was observed that the allocation of items for disinfection is a routine practice for most professionals with expertise (p &lt;0.05). Professionals with longer time of graduation adhered better to the hand hygiene practice. CONCLUSION: washing hands before the attendance, dressing properly, allocating the items intended for disinfection and organizing the workplace are biosecurity practices adopted by most of speech therapists. Some factors such as time of graduation and continuous education positively influence the adoption of correct precautions on Biosafety. <![CDATA[Usual tongue and lips position in anteroposterior and vertical growth patterns]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000200107&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: estudar a posição habitual da língua e dos lábios nos padrões de crescimento anteroposterior e vertical de crianças em fase de dentição mista. MÉTODOS: a amostra foi constituída por 54 crianças, na faixa etária entre sete e 11 anos. As crianças selecionadas foram encaminhadas para avaliação radiográfica e análise cefalométrica, que possibilitou a obtenção de ângulos SNA, SNB e ANB (padrão de crescimento anteroposterior) e da classificação do tipo facial entre braquifacial, mesofacial e dolicofacial (padrão de crescimento vertical). A posição da língua e dos lábios foi determinada a partir da observação das radiografias cefalométricas por duas fonoaudiólogas com experiência na área de motricidade orofacial. A posição habitual da língua foi classificada como na papila palatina, com dorso elevado ou no assoalho oral, e a posição habitual dos lábios, como fechados ou entreabertos/abertos. Para verificar a relação entre a posição habitual da língua e dos lábios com os padrões de crescimento anteroposterior e vertical foram utilizados os testes estatísticos Análise de Variância, t de Student, U de Mann-Whitney e Qui-Quadrado, ao nível de significância de 5%. RESULTADOS: verificou-se relação estatisticamente significante entre a posição da língua e o ângulo SNB, sendo que as crianças com posição de língua no assoalho oral apresentaram ângulo SNB significantemente menor do que as crianças com posição habitual de língua na papila palatina. Verificou-se ângulo SNB significantemente menor nas crianças com posição de lábios entreabetos ou abertos quando comparadas às crianças com posição de lábios fechados. Não houve diferença entre a posição habitual da língua e dos lábios nos demais padrões de crescimento anteroposterior e de crescimento vertical. CONCLUSÃO: a posição habitual de lábios e de língua apresentou relação com o padrão de crescimento mandibular, não tendo sido influenciada pelo tipo facial. <hr/> PURPOSE: to study the usual tongue and lips position in anteroposterior and vertical growth patterns in children with mixed dentition. METHODS: the sample comprised 54 children, aged seven to 11 years old. The selected children were referred for radiographic evaluation and cephalometric analysis, which made it possible to obtain the SNA, SNB and AND angles (anteroposterior growth pattern) and the classification of the facial type: brachyfacial, mesofacial and dilocofacial (vertical growth pattern). The tongue and lips position was determined from the observation of cephalometric radiographs made by two speech therapists experienced in orofacial motricity. The usual tongue position was classified as in the papilla, high dorsum or on the floor of the mouth, and the usual lips position, as closed or half-open/open. In order to verify the relationship between the usual tongue and lips position with anteroposterior and vertical growth patterns, statistical tests like Analysis of variance, Student's t test, Mann-Whitney U and chi-square test at a significance level of 5% was used. RESULTS: a statistically significant relationship between the tongue position and the SNB angle was identified, children with tongue position on the floor of the mouth showed significantly lower SNB angle than children with tongue position in the papilla. SNB angle was a statistically significant lower in children with open or half open lips than children with closed lips. There was no difference between the normal position of the tongue and lips in other growth patterns anteroposterior and vertical growth. CONCLUSION: The usual position of lips and tongue were related to mandibular growth pattern and hasn't been influenced by facial type. <![CDATA[The use of electroglottography, electromyography, spectrography and ultrasound in speech research - theoretical review]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000200115&lng=es&nrm=iso&tlng=es O emprego de novas tecnologias na avaliação e terapia de fala a partir de uma revisão de artigos publicados nos últimos 5 anos é o tema deste estudo, que tem por objetivo realizar uma revisão bibliográfica dos estudos nacionais e internacionais que utilizaram os recursos: eletroglotografia, espectrografia, ultrassonografia e eletromiografia na avaliação e terapia das alterações de fala. Existe um crescente interesse da inserção desses recursos nos estudos de fala, contudo, os trabalhos existentes que os correlacionam ainda são escassos.<hr/>The use of new technologies in the evaluation and speech therapy from a review of articles published over the past 5 years is the theme of this study which also has as a purpose to conduct a literature review of national and international studies that used the keywords: electroglottography, spectrography, ultrasonography and electromyography in the evaluation and therapy of speech disorders. There is a growing interest in the integration of these resources in studies of speech; however, the existing studies that correlate the assessment are still scarce. <![CDATA[The influence of the choice of target sounds and therapy model in children who present devoicing]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000200126&lng=es&nrm=iso&tlng=es O objetivo deste estudo foi verificar a eficácia do Modelo ABAB-Retirada e Provas Múltiplas na reestruturação do sistema fonológico de crianças com dessonorização e a influência da escolha dos sons-alvo neste processo. Sete crianças foram selecionadas de um banco de dados de uma instituição federal. Todas estavam autorizadas por seus responsáveis a participar e deveriam apresentar dessonorização previamente à intervenção, sendo tratadas após pelo modelo ABAB-Retirada e Provas Múltiplas. Realizaram-se avaliações fonoaudiológicas e complementares para a obtenção do diagnóstico de desvio fonológico. A gravidade do desvio foi obtida por meio do Percentual de Consoantes Corretas-Revisado. Os sujeitos apresentavam desvios levemente-moderado ou moderadamente-grave, as idades variaram entre 5 anos e 7 anos e 1 mês. Três foram tratados com líquidas e quatro com a fricativa /ʒ/. Analisaram-se as amostras de fala das duas primeiras sessões de retirada do primeiro ciclo de terapia, utilizando-se o teste U de Mann-Whitney. Compararam-se as médias entre avaliação inicial e final ou as médias de evolução entre os grupos. Houve aumento significante do número de sons adquiridos e das produções corretas das fricativas. Porém, o mesmo não ocorreu com o Percentual de Consoantes Corretas-Revisado. As consoantes plosivas e líquidas também não demonstraram aumento significante de produções corretas. Na comparação entre os grupos tratado com líquidas versus tratado com a fricativa /ʒ/, não houve diferença para nenhuma das variáveis. Conclui-se que o modelo ABAB-Retirada e Provas Múltiplas melhora em alguns aspectos os sistemas fonológicos de crianças com dessonorização. Já os sons-alvo para terapia não influenciam neste processo.<hr/>The purpose of this paper was verifying the ABAB-Withdrawal and Multiple Probes Model effectiveness in the phonological system restructuring of children who present devoicing and the influence of target sounds choice in this process. Seven children were selected from a data basis of a federal institution. All of them were authorized to participate by their guardians and had to present devoicing before the intervention, being treated after by ABAB-Withdrawal and Multiple Probes Model. Speech and additional evaluations were performed to obtain the diagnosis. The disorder severity was obtained by Percentage of Consonants Correct-Revised. The subjects presented mild-moderate or moderate-severe disorders, the ages ranged from 5 to 7 years and 1 month. Three of them were treated with liquids and four with /ʒ/. The speech samples from the first two sessions of withdrawal of the first therapy cycle were analyzed using the Mann-Whitney U test. The means between initial and final evaluations or the evolution means between the groups were compared. There were significant increase of the sounds acquired number and the correct production of fricatives. However, the same didn't occur with the Percentage of Consonants Correct-Revised. The plosives and liquids consonants didn't demonstrate significant increase of correct production either. In the comparison between the groups treated by liquids versus treated by fricatives, there was no difference to the variables. It follows that the ABAB-Withdrawal and Multiple Probes Model improves some aspects of phonological systems of children who present devoicing. Nevertheless, the target sounds for therapy don't influence this process. <![CDATA[Production and discrimination of voicing contrast of stops in cases of phonological disorder]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462015000200135&lng=es&nrm=iso&tlng=es O contraste de sonoridade das plosivas representa uma complexa coordenação acústica e articulatória, muitas vezes prejudicada nos desvios fonológicos. Por esse motivo, acredita-se que esforços devem ser realizados no sentido de melhor entender os fatores que influenciam na estabilização desse contraste. Assim, o objetivo desta pesquisa foi correlacionar os dados de produção e o desempenho em um teste de discriminação do traço [+voz] em crianças com desvio fonológico. Para isso foram avaliados cinco meninos com desvio fonológico e dificuldade na produção das plosivas sonoras, entre outras dificuldades de fala. Por meio de pares de palavras inseridos em frase-veículo, observou-se a ocorrência de produção de Voice Onset Time positivo durante a produção de plosivas [+voz] e o padrão de duração das vogais adjacentes às plosivas surdas e sonoras. Elaborou-se um Teste de Discriminação de Sonoridade das Plosivas, a fim de se avaliar o desempenho dos sujeitos em relação à discriminação. O teste consiste de 12 pares de palavras, diferenciados apenas pelo contraste [+voz] e representados por figuras. Na análise descritiva, não se verificou uma relação direta entre dificuldade de produção do contraste de sonoridade das plosivas e discriminação auditiva desses segmentos, tanto na observação da produção de pré-sonoridade, quanto na observação da produção do padrão de duração das vogais. Mesmo assim, salienta-se que o emprego de uma avaliação de discriminação, bem como, de análise acústica nos casos de desvio fonológico, não devem ser desprezados pelos fonoaudiólogos, uma vez que esses instrumentos podem fornecer informações fundamentais para um bom progresso terapêutico.<hr/>The voicing contrast of stops represents a complex acoustic and articulatory coordination, frequently impaired in cases of phonological disorders. Consequently, we believe that the efforts should be carried out in order to understand the factors that influence in the stabilization of that contrast. So, the purpose of this research was correlating the production data and the performance in a discrimination test of the feature [+voice] in children with phonological disorder. Then, five boys who presented phonological disorder, difficulties in the production of voiced stops and other difficulties, were evaluated. Through the pairs of words introduced in carrier phrases, we observed the occurrence of production of positive Voice Onset Time during the [+voice] stops and the duration pattern of the vowels adjacent to the voiced and voiceless stops. The authors elaborated a Stop Voicing Discrimination Test to evaluate the performance of the individuals regarding to the discrimination. The test consists of 12 pairs of words, being only different in the contrast [+voice] and it is represented by pictures. Through a descriptive analysis, no direct relation between difficulties of the production of voicing contrast of stops and auditory discrimination of this sounds was verified, both on the observation of prevoicing production, regarding the pattern production observation of the length of the vowel. Nevertheless, we emphasize that the use of a discrimination test, as well as of acoustical analysis in cases of phonological disorder, should not be ignored by the speech therapist, once those instruments can give important information to a good therapeutic progress.