Scielo RSS <![CDATA[Revista CEFAC]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1516-184620120004&lang=pt vol. 14 num. 4 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Editorial</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462012000400001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>Efeito da veloplastia intravelar sobre a nasalidade em indivíduos com insuficiência velofaríngea</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462012000400002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: verificar o efeito da palatoplastia secundária realizada com veloplastia intravelar sobre a nasalidade e nasalância dos pacientes com fissura de palato reparada e insuficiência velofaríngea (IVF) e comparar os resultados entre estes pacientes, de acordo com o grau de fechamento velofaríngeo aferido na nasofaringoscopia. MÉTODO: estudo prospectivo com 40 pacientes de ambos os sexos, com idades entre 4 e 48 anos, com fissura de palato reparada e IVF residual, avaliado 3 dias antes e 8 meses após a palatoplastia, em média, divididos em dois grupos: um com 25 pacientes com falhas pequenas (grupo I) e outro com 15 pacientes com falhas médias a grandes (grupo II) no fechamento velofaríngeo. A hipernasalidade foi avaliada perceptivamente e nasalância foi avaliada por meio da nasometria. Diferenças entre grupos e etapas foram consideradas significativas ao nível de 5%. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética para Pesquisa com Seres Humanos da Instituição. RESULTADOS: após a cirurgia, verificou-se redução da hipernasalidade em 84% dos pacientes do grupo I e em 73% dos pacientes do grupo II. Redução da nasalância foi observada em 52% dos casos do grupo I e em 43% dos pacientes do grupo II. CONCLUSÃO: a palatoplastia secundária com veloplastia intravelar levou à melhora da nasalidade na maioria dos pacientes analisados. Os resultados também demonstraram que a cirurgia foi mais efetiva nos pacientes que apresentavam falhas pequenas no fechamento velofaríngeo.<hr/>PURPOSE: to check the effect of secondary palatoplasty performed with intravelar veloplasty on the nasality and nasalance of patients with repaired cleft palate and velopharyngeal insufficiency (VPI) and compare the outcome among these patients, according to the degree of velopharyngeal closure as analyzed by nasopharyngoscopy. METHOD: prospective study with 40 patients of both genders, aged from 4 to 48 years, with repaired cleft palate and residual VPI, evaluated for 3 days before and 8 months after palatoplasty, on average, divided into two groups: one with 25 patients with minor defect (group I) and the other with 15 patients with medium to large defect (group II) in velopharyngeal closure. Hypernasality was evaluated perceptually and nasalance was assessed by nasometry. Differences between groups and stages were considered to be significant at the 5% level. The local Ethics Committee for Human Research approved the study. RESULTS: after surgery, we observed a reduction of hypernasality in 84% of the patients from group I, and in 73% of the patients from group II. Reduction of nasalance scores were observed in 52% of the group I cases and in 43% of the group II. CONCLUSION: secondary palatoplasty performed with intravelar veloplasty led to improvement in nasality in most of the analyzed patients. The results further demonstrated that surgery was more effective in patients with minor defects in velopharyngeal closure. <![CDATA[<b>Relação de escolaridade, faixa etária e profissão de mães com a oferta de chupeta e mamadeira a seus filhos</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462012000400003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: avaliar a relação do grau de escolaridade, faixa etária e a profissão das mães com a oferta de chupeta e mamadeira a seus filhos MÉTODO: participaram deste estudo 190 mães de crianças entre 0 e 10 anos de idade, com idades de 20 a 45 anos que responderam a um questionário com questões fechadas a respeito de profissão, nível de escolaridade e uso de chupeta e mamadeira de seus filhos RESULTADOS: não foi observada diferença significante entre o grau de escolaridade quanto ao uso de chupeta (p= 0,915). O uso de mamadeira foi significantemente maior nos filhos de mães com ensino superior (p= 0,0124). Não houve diferença significante quanto à faixa etária das mães e a presença desses hábitos nos filhos (chupeta: p=0,427; mamadeira: p=0,427); e, entre mães que trabalham em casa e que trabalham fora de casa (chupeta: p=0,061; mamadeira: p=0,798). Não houve diferença entre mães que trabalham na área da saúde e em outras áreas (chupeta: p=0,339; mamadeira: p=0,455) CONCLUSÃO: as mães com nível superior de escolaridade oferecem significantemente mais mamadeira aos seus filhos, o que não ocorreu quanto ao uso de chupeta. Não foi observada diferença significante quanto ao uso de chupeta e mamadeira em relação à faixa etária e profissão de mães.<hr/>PURPOSE: to evaluate the relationships among schooling level, age group and mother profession with offer of pacifier and baby's bottles to your children. METHOD: 190 mothers with ages varying from 20 to 45 having children from 0 to 10 took part in this study. Mothers answered a questionnaire with questions regarding profession, schooling level and use of nipples and baby's bottles by their children. RESULTS: no significant differences were found between mothers having primary or secondary education and mothers with higher education regarding the use of nipples (p= 0.915). On the other hand, baby's bottle use was significantly higher among children of mothers with higher education (p= 0.0124). No significant difference regarding age group of mothers and the presence of these habits in children or between mothers who work in the house and those who work outside as regards the use of nipples (p=0.427; p=0.061) and baby's bottles (p=0.427; p=0.798). We also observed no difference among mothers who work in the health area and those working in other fields (nipples: p=0.339; baby's bottles: p=0.455). CONCLUSION: mothers with higher education offer significantly more baby's bottles to their children, but not nipples. No significant difference was observed as for the use of nipples and baby's bottles as related to age group and mothers' profession. <![CDATA[<b>Análise quantitativa do palato duro em diferentes tipologias faciais de respiradores nasais e orais</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462012000400004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: comparar as dimensões do palato duro em diferentes tipologias faciais de crianças respiradoras nasais e orais. MÉTODO: a amostra foi constituída por 54 crianças, na faixa etária entre sete e 11 anos, distribuídas em grupos conforme o tipo facial e o modo respiratório. O tipo facial foi obtido por meio da análise cefalométrica de Ricketts, e o modo respiratório foi determinado a partir da avaliação fonoaudiológica e do diagnóstico otorrinolaringológico. Para realização de medidas transversais, verticais e do comprimento anteroposterior do palato duro, foram obtidos modelos em gesso do arco dental maxilar. Para comparação das dimensões do palato duro entre os grupos, foram utilizados testes paramétricos e não paramétricos, ao nível de significância de 5%. RESULTADOS: não foi verificada diferença estatisticamente significante nas medidas do palato duro entre as crianças braquifaciais, mesofaciais e dolicofaciais. Verificou-se diferença estatisticamente significante na distância entre os segundos pré-molares nos diferentes tipos faciais das crianças respiradoras nasais e orais, sendo que esta diferença não foi detectada nas comparações múltiplas. CONCLUSÃO: as dimensões do palato duro não diferiram quando analisadas em diferentes tipos faciais independente do modo respiratório. Porém, evidenciou-se diferença na distância entre os segundos pré-molares quando o tipo facial foi analisado nos respiradores nasais e orais.<hr/>PURPOSE: to compare the hard palate dimensions in nasal and mouth breathing children of different facial typologies. METHOD: the sample comprised 54 children between seven and 11 year old, divided in two groups according to the facial type and breathing mode. The facial type was obtained through the Ricketts cephalometric analysis, and the breathing mode was determined from speech-language evaluation and otorhynolaryngologic diagnosis. In order to measure the transverse, vertical and anteroposterior length of the hard palate, plaster cast models of the children superior dental arch were obtained. To get the hard palate dimensions among the groups, parametric and nonparametric tests were used under a significance level of 5%. RESULTS: no statistically significant difference was found in hard palate measures among brachyfacial, mesofacial and dolichofacial children. A significant statistical difference in the distance among the second premolars was identified when compared with the different facial types of nasal and mouth breathing children, and such a difference was not detected in multiple comparisons. CONCLUSION: the dimensions of the hard palate did not show any difference when analyzed in different facial types regardless of the breathing mode. However, when analyzing the facial type in nasal and mouth breathers, we found a difference in the distance among the second premolars. <![CDATA[<b>Estudo da qualidade de vida em indivíduos com paralisia facial periférica crônica adquirida</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462012000400005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: analisar a qualidade de vida em indivíduos com paralisia facial periférica crônica adquirida. MÉTODO: foram selecionados, por meio de triagem, 12 indivíduos com paralisia facial periférica adquirida na fase de sequela, com etiologias de paralisia facial de Bell e Schwannoma após exérese. Foi verificado o grau da paralisia facial periférica adquirida de acordo com House & Brackmann9, além de ter sido realizada entrevista com perguntas fechadas, para verificar se havia interferência da paralisia facial na convivência social de cada indivíduo. O tipo de estudo foi transversal e, os testes utilizados foram o não-paramétrico de Mann-Whitney e o teste exato de Fisher, com o nível de significância de 5%. RESULTADOS: os graus da paralisia facial foram divididos da seguinte forma: I-II (Normal a Disfunção leve), III-IV (Disfunção moderada a moderadamente severa) e V-VI (Disfunção severa a paralisia total). Nas respostas quanto ao prejuízo nas atividades profissionais e pessoais, indivíduos com face normal a disfunção leve por paralisia facial de Bell responderam não ter prejuízo para suas atividades; na disfunção moderada a moderadamente severa todos responderam muito prejuízo e na disfunção severa a paralisia total, um indivíduo respondeu muito prejuízo. Na paralisia facial por Schwannoma no grupo classificado como disfunção leve, todos responderam nenhum prejuízo e na disfunção severa à paralisia total, um indivíduo respondeu muito prejuízo para tais atividades. CONCLUSÃO: a paralisia facial periférica crônica adquirida interferiu na qualidade de vida dos indivíduos com graus considerados mais graves.<hr/>PURPOSE: to analyze quality of life in subjects with acquired chronic peripheral facial palsy. METHOD: 12 subjects with acquired facial palsy were selected through screening during the sequel, with etiologies of Bell and acoustic schwannoma after resection. The degree of acquired facial palsy was verified, as well as a closed questions interview about complaints with the facial movement was carried out, in order to check if there was interference from facial palsy in the social life of each subject. This was a cross-sectional study. Non-parametric Mann-Whitney and Fisher’s exact test, with significance level of 5%, were used in order to analyze the data. RESULTS: the degree of facial palsy were divided as it follows: I-II (Normal to mild dysfunction), III-IV (moderate to moderately severe dysfunction) and V-VI (complete palsy severe dysfunction), according to House & Brackmann. In the answers about difficulties in professional and personal activities, Bell’s palsy individuals with normal to mild dysfunction have no complaints, in moderate to moderately severe dysfunction all answered very severe complaints and in an individual with complete palsy reported a lot of complaints. In the acoustic Schwannoma individuals, in the group classified as mild dysfunction, all answered no damage complaints, while among those with severe to complete palsy, one individual reported a lot of complaints in professional and personal activities. CONCLUSION: the acquired chronic peripheral facial palsy interfered with quality of life in subjects with more severe degrees of palsy. <![CDATA[<b>Influência do tipo de transdutor no mascaramento em deficiência auditiva condutiva e mista bilateral</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462012000400006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: verificar a influência do tipo de transdutor na quantidade de mascaramento necessária para obtenção de limiares por vias aérea e óssea em indivíduos com deficiência auditiva condutiva e mista. MÉTODO: foram avaliados 16 indivíduos com presença de deficiência auditiva condutiva ou mista bilateral simétrica com gap aéreo-ósseo de no mínimo 15dBNA. Os indivíduos foram submetidos à anamnese, meatoscopia, medidas de imitância acústica, audiometria tonal liminar e audiometria vocal, realizadas com fones supra-aurais TDH-39 e com os fones de inserção ER-3A. RESULTADOS: não houve diferença estatisticamente significante entre as orelhas independentemente do tipo de transdutor. A quantidade de mascaramento utilizada com o fone de inserção ER-3A para testar a via aérea, nas frequências de 250Hz e 500Hz, foi menor do que a utilizada com o fone supra-aural, com significância estatística. CONCLUSÕES: há influência do tipo de transdutor na quantidade de mascaramento utilizada para obtenção dos limiares de via aérea e via óssea, principalmente nas frequências baixas, sendo que a quantidade de mascaramento com o fone de inserção é menor tanto para testar a via aérea como a via óssea.<hr/>PURPOSE: this study aimed at examining the influence of transducer's type in the amount of masking needed to obtain air and bone conducted thresholds in subjects with conductive and mixed hearing losses. METHOD: 16 patients with symmetric bilateral conductive hearing deficiency or mixed hearing loss with air-bone gap of at least 15dBNA were examined. The subjects underwent clinical history, otoscopy and acoustic immittance measures (tympanometry and acoustic reflex), and subsequently, pure tone and speech audiometry (SRT and WRS). Pure tone threshold and speech audiometry were performed both with supra-aural TDH-39 and insertion earphones ER-3A. RESULTS: there was no statistically significant difference between the ears regardless of the type of transducer. The amount of masking used with the insertion earphone ER-3A in order to test the air thresholds, in the frequencies of 250Hz and 500Hz, was lower than the one used with supra-aural headset with statistical significance. CONCLUSIONS: transducer's type influences in the amount of masking used in order to obtain air and bone conducted thresholds, mainly in the low frequencies, whereas the amount of masking with the insertion phone is smaller, both for testing the air as well as the bone thresholds. <![CDATA[<b>Perfil mercadológico do profissional fonoaudiólogo atuante na área de triagem auditiva escolar</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462012000400007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: identificar o perfil mercadológico do profissional fonoaudiólogo atuante na área de triagem auditiva escolar na cidade de Fortaleza, determinando o nível de pós-graduação, faixa salarial do profissional, tempo de atuação, nível de satisfação, jornada de trabalho e vinculo empregatício. MÉTODO: um instrumento de coletas de dados foi aplicado em 6 fonoaudiólogos atuantes na área de triagem auditiva escolar (TAE). Os dados foram submetidos à análise estatística com cruzamento de variáveis. RESULTADOS: observou - se que dos profissionais entrevistados, 6 (100%) possuíam especialização e nenhum apresentou mestrado ou doutorado. Destes, 5 (83,3%) recebíam de 4 a 6 salários mínimos com carga horária de 30 a 40 horas semanais, com nível de satisfação ótimo. CONCLUSÃO: tal estudo mostrou média salarial de 4 a 6 salários mínimos e jornada de trabalho de 30 a 40 horas, com 4 profissionais contratados e 2 terceirizados. Todos os fonoaudiólogos apresentaram especialização e o nível de satisfação profissional ótimo foi o mais prevalente.<hr/>PURPOSE: to identify the market profile of speech therapist professional working in the area of school hearing screening in the city of Fortaleza, determining the postgraduate level, the professional wage range, acting time, level of satisfaction, working hours and employment contract. METHOD: an instrument of data collection was applied in six speech therapists working in the area of school hearing screening (SHS). Collected data were statistically analyzed with variable crossing. RESULTS: it was observed that 06 interviewed professionals (100%) had specialization courses, presenting no masters or doctorate degrees. Five (83.3%) received 4 to 6 minimum wages with 30 to 40 hours per week, with great professional satisfaction. CONCLUSION: this study showed an average wage of 4 to 6 minimum wages and 30 to 40 working hours per week, with 4 contracted professionals and 2 outsourced. All speech therapists had specialization course and the great satisfaction level was the most prevalent. <![CDATA[<b>Habilidades auditivas e medidas da imitância acústica em crianças de 4 a 6 anos de idade</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462012000400008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: avaliar o desempenho em habilidades auditivas e as condições de orelha média de crianças de 4 a 6 anos de idade. MÉTODO: foram aplicados os testes de detecção sonora (audiômetro pediátrico em 20dBNA), a Avaliação Simplificada do Processamento Auditivo (ASPA) e as medidas de imitância acústica (handtymp com tom de 226Hz) em 61 crianças com média de idade de 5,65 anos. Para comparar os resultados das provas de habilidades auditivas e das medidas da imitância acústica foi aplicado o teste exato de Fisher com nível de significância de p< 0,05. RESULTADOS: houve alteração em pelo menos uma das habilidades auditivas investigadas em 24,6% das crianças. Houve alteração timpanométrica em 34,4% das crianças e 64% foram classificadas no critério "falha" para a pesquisa do reflexo acústico ispilateral. As crianças mais jovens apresentaram maior ocorrência de alterações de orelha média, mas não houve diferença estatisticamente significante entre as diferentes idades para as provas realizadas. CONCLUSÃO: as crianças mais jovens apresentaram maior ocorrência de alterações nas provas de habilidades auditivas e nas medidas de imitância acústica. Programas de investigação e acompanhamento das condições de orelha média e das habilidades auditivas em idade pré-escolar e escolar podem eliminar ou minimizar intercorrências que alterariam o desenvolvimento sócio-linguístico.<hr/>PURPOSE: to evaluate the performance of auditory abilities and conditions in the middle ear of children from 4 to 6 year old. METHOD: we applied the tests in order to detect sound (pediatric audiometer in 20dBHL), the Simplified Assessment of Auditory Processing (SAAP) and the acoustic immittance measures (handtymp with a probe of 226Hz). In order to compare the results from the tests of auditory abilities and measures of acoustic impedance we applied Fisher's exact test with significance level of p <0.05. RESULTS: the study involved 61 children with a mean age of 5.65 years. There was some alteration in at least one of the investigated auditory skills in 24.6% of the children. Tympanometry was altered in 34.4% of the children and 64% were classified on the "fail" criterion for the measure of ipsilateral acoustic reflex. Younger children had higher incidence of middle ear disorders, but with no significant statistical difference between different ages as for the tests. CONCLUSION: younger children showed a higher occurrence of alterations in the tests of auditory abilities and measures of acoustic immittance. Research and monitoring programs for the conditions of the middle ear and auditory skills in preschool and school age can eliminate or minimize events that would alter the socio-linguistic development. <![CDATA[<b>Desempenho de crianças e adolescentes em tarefas envolvendo habilidade auditiva de ordenação temporal simples</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462012000400009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: analisar o desempenho de crianças e adolescentes na habilidade auditiva de ordenação temporal simples segundo as variáveis: idade, sexo, queixas e hipóteses diagnósticas fonoaudiológicas. MÉTODO: trata-se de 400 sujeitos, na faixa etária de 4 e 14 anos, avaliados no período 2006 a julho de 2010. Os instrumentos de coleta de dados foram anamnese e os testes de sequencialização de sons verbais (MSV) e não-verbais (MSNV). Para análise dos dados foi utilizado o programa SPSS versão 12, cálculo do risco relativo (RR) e o teste do qui-quadrado de Pearson. O nível de significância considerado foi de 5%. O presente estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa da instituição. RESULTADOS: dos 400 pacientes, 262 (65,6%) do gênero masculino e 138 (34,5%) do gênero feminino. 138 pacientes (34,5%) apresentaram MSV alterado e 109 (27,5%) MSNV alterado. Não houve relação com significância estatística com a variável gênero. Ao associar os resultados dos testes MSV e MSNV à variável queixa fonoaudiológica, observou-se associação estatística nas queixas de fala, voz e leitura/escrita. Ao comparar os resultados dos testes aos da avaliação fonoaudiológica, obteve-se relação estatisticamente significante com alterações de fala, voz, leitura/escrita, consciência fonológica, funções e aspectos cognitivos da linguagem. Houve melhora estatisticamente significante no desempenho auditivo com o avanço da idade. CONCLUSÃO: o processamento auditivo temporal está envolvido na maioria das habilidades de comunicação, e sujeitos com alterações fonoaudiológicas possuem desempenhos inferiores quando comparados a sujeitos sem alterações.<hr/>PURPOSE: to analyze children and adolescent performance in plain temporal resolution hearing skills based on the following variables: age, gender, complaint and speech pathology diagnose. METHOD: the survey had 400 subjects, between 4 and 14-year old, evaluated from July 2006 to July 2010. Selection procedures were anamnesis and hearing processing tests : memory for verbal sequences (MSSV) and non verbal in sequence (MSSNV). Data were explored using SPSS 1.2. To analyze data Pearson's Chi-Square Test was used, within a 5% significance level. The study was carried out after obtaining necessary approvals from Universidade Federal de Minas Gerais's Research Ethics Committee. RESULTS: from the 400 subjects, 262(65.5%) were male and 138 (34.5%) female. 138 patients(34.5%) showed worse results in MSSV, 109 (27.5%) in MSSNV. There was no statistically significant difference between genders. It was possible to note statistically significance when crossing results from MSSV and MSSNV and the patients' complaints: speech disorders, voice disorders, reading or writing skills. It was also possible to find statistical association when crossing speech pathologist diagnosis and hearing processing tests: voice disorders, cognitive aspects and language functions. Test results get better with advanced chronological age. CONCLUSIONS: auditory temporal hearing processing is fundamental for communication abilities; and subjects with speech pathology alterations diagnoses have worse results in MSSNV and MSSV when compared with normal subjects. <![CDATA[<b>Habilidades em consciência fonológica</b>: <b>diferenças no desempenho de meninos e meninas</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462012000400010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: verificar se existem diferenças entre meninas e meninos pré-escolares e em processo de alfabetização, quanto ao desempenho em tarefas de consciência fonológica (CF). MÉTODO: a amostra foi constituída de 75 crianças do sexo masculino e 88 do sexo feminino, com idades entre 5:6 e 8:0, avaliadas por meio de questionário enviado aos pais, triagem fonoaudiológica completa, avaliação do nível intelectual, do nível de escrita e das habilidades em CF. A análise estatística foi realizada pelos testes: ANOVA de Duas Vias complementado pelo teste Tukey, e Teste t de Student. RESULTADOS: o sexo feminino apresentou significância positiva nas tarefas: segmentação silábica com palavras quadrissílabas (p=0,03); detecção silábica posição inicial (p=0,05), posição final (p=0,01) e posição medial (p=0,04). Na análise percentual da média de acertos por tarefa, o desempenho dos meninos foi superior apenas nas tarefas de segmentação de frases em palavras com duas (média=7,52), três (média=5,79), quatro (média=4,56), cinco (média=3,93) e seis palavras (média=3,56), e no realismo nominal (média=8,93). CONCLUSÕES: encontrou-se desempenho significantemente superior das meninas em tarefas de segmentação silábica com quadrissílabos e de detecção silábica. Em análise qualitativa, as meninas obtiveram médias mais elevadas em todas as tarefas de consciência e rimas, de sílabas e de fonemas.<hr/>PURPOSE: to check possible differences among pre-school boys and girls in literacy process, regarding their performance in Phonological Awareness (PA) tasks. METHOD: 75 boys and 88 girls, aged between 5:6 and 8:0, submitted to an assessment involving a form sent to the parents, a complete speech and language screening, the assessment of the intellectual and writing levels and the abilities in phonological awareness (PA). For a statistical data analysis we applied the Two-Way ANOVA, Tukey and T-Student tests. RESULTS: girls showed a positive significance in the tasks: syllabic segmentation with four syllable words (p=0.03); syllabic detection in the initial position (p=0.05), final position (p=0.01) and intermediary position (p=0.04). In the percentage analysis of the average in correct answers per task, boys' performance was only higher in tasks of sentence segmentation in words, with two (average=7.52), three (average=5.79), four (average=4.56), five (average=3.93) and six words (average=3.56) and in the nominal realism (average=8.93). CONCLUSION: we found a significant superior performance of the girls in the tasks of syllabic detection and syllabic segmentation with four-syllable words. In a qualitative analysis, girls obtained higher averages in all tasks of awareness and rhymes, syllables and phonemes. <![CDATA[<b>Protocolo de Observação Comportamental - PROC</b>: <b>valores de referência para uma análise quantitativa</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462012000400011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: obter valores de referência para protocolo de observação comportamental (PROC) sobre o desenvolvimento de habilidades comunicativas e de esquemas simbólicos em crianças com desenvolvimento típico de linguagem. MÉTODO: foram avaliadas 44 crianças entre 24 e 47 meses de ambos os gêneros, selecionadas em escolas de educação infantil, por meio de triagem do desenvolvimento global Denver II e questionário com os pais. Todas as crianças foram filmadas durante 30 minutos em interação com um adulto em atividade envolvendo brinquedos. As gravações foram analisadas por meio do PROC. A análise estatística descreveu valores de média, mediana, valores mínimos e máximos. Foi utilizado o teste T de Student para comparação das idades. RESULTADOS: nas habilidades comunicativas, as crianças do estudo mostraram evolução com a idade (média para três e dois anos, respectivamente: 58,12 e 51,44), apesar de não ter sido encontrada diferença estatisticamente significante para as faixas etárias comparadas (p=0,486). Quanto ao item compreensão verbal, as crianças de três anos obtiveram melhor desempenho que as de dois (respectivas médias: 59,41 e 50,70), havendo diferença estatisticamente significante (p=0,0000020). Em relação ao item aspectos do desenvolvimento cognitivo, as crianças de três anos apresentaram melhor desempenho em comparação com as de dois (respectivas médias: 44,53 e 31,96), havendo diferença estatisticamente significante entre as pontuações obtidas (p=0,00364), mostrando que as crianças evoluem na hierarquia do simbolismo. CONCLUSÃO: a obtenção de valores de referência para o PROC veio combinar análise qualitativa e quantitativa, contribuindo, além do diagnóstico, para o acompanhamento objetivo de processos terapêuticos.<hr/>PURPOSE: to obtain reference values for behavioral observation protocol on the development of communicative and symbolic schemes of children with typical language development. METHOD: it has been evaluated 44 children between 24 and 47 months, both genders, selected from three different primary schools using Denver II development screening methodology and also a questionnaire submitted to the parents. All children were filmed 30 minutes interacting with the researcher and playing with toys. The recordings were analyzed through behavioral observation protocol. The values that compose the statistical analysis are average, median, maximums and minimums. It has been used the T Student test to compare the ages. RESULTS: in regards to communication abilities, children had shown an evolution with age (average of three and two years old respectively 58.12 and 51.44), even though no significant statistical change was found in the range of ages compared (p=0.486). In regards do verbal comprehension, children aged three presented better results than children aged two (averages: 59.41 and 50.70 respectively) with statistical significance variance (p=0.0000020). In cognitive development, three years old children presented better performance compared to two years old children (averages: 44.53 and 31.96 respectively), significant difference between results (p=0.00364) showing that children evolve in the hierarchy of symbolism. CONCLUSION: the values obtained in PROC combined qualitative and quantitative analysis, contributing, besides diagnosis, to a more objective therapeutic process evaluation. <![CDATA[<b>Comunicação humana e saúde da criança</b>: <b>reflexão sobre promoção da saúde na infância e prevenção de distúrbios fonoaudiológicos</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462012000400012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: apresentar considerações sobre as possibilidades de atuação fonoaudiológica para a promoção e manutenção da saúde da criança, bem como parâmetros para a identificação precoce de distúrbios de linguagem, voz, fala e audição na infância. MÉTODO: estudo transversal com 65 crianças matriculadas no ensino fundamental em escolas públicas, sem histórico de avaliação ou tratamento fonoaudiológico e indicadas pelo núcleo de orientação pedagógica da escola por suspeita de distúrbio fonoaudiológico; juntamente com dados de literatura relacionados à fala, linguagem oral, escrita e fonoaudiologia na promoção da saúde da criança. RESULTADOS: das 53 crianças efetivamente entrevistadas, 39 (73,6%) eram do sexo masculino. A média de idade foi de 8,8 anos (dp=2,1). Não foi encontrada associação entre gênero e ocorrência de hábitos orais nocivos (RP=1,13; IC 95% 0,36-3,59), tampouco entre ter irmãos e apresentar hábitos orais nocivos (p=0,18). Quando perguntadas sobre sua acuidade auditiva, quatro (4,7%) referiram dificuldades auditivas sem avaliação ou diagnóstico prévio. Todas as crianças foram encaminhadas pela escola para avaliação fonoaudiológica por histórico de dificuldades de aprendizagem de leitura e/ou escrita, bem como distúrbios da comunicação oral percebidos pelos professores; as referidas dificuldades foram confirmadas em 100% dos casos. CONCLUSÕES: é necessário que ocorra troca de experiências entre educadores e fonoaudiólogos, principalmente objetivando a promoção do desenvolvimento saudável da criança, visando integrá-la melhor ao ambiente escolar, seja em relação à aprendizagem da leitura e escrita, seja para maior efetividade da comunicação oral, altamente demandada na sociedade contemporânea.<hr/>PURPOSE: to submit considerations on the possibilities of speech-language intervention for the promotion and maintenance of child health, as well as parameters for early identification of language, voice, speech and hearing disorders in the childhood. METHOD: a cross-sectional study with 65 children enrolled in public schools in the metropolitan region of Porto Alegre (RS, Brazil), no history of evaluation or therapy and referred by the nucleus of tutoring school for suspected speech disorder, together with data from the literature related to speech, oral language, writing and speech in promoting child health. RESULTS: from the 53 children actually interviewed, 39 (73.6%) were male. The mean age was 8.8 years (sd = 2.1). No association was found between gender and occurrence of oral habits (PR = 1.13, CI 95% 0.36-3.59), nor between siblings and present oral habits (p = 0.18). When asked about their hearing acuity, 4 (4.7%) reported hearing difficulties without prior evaluation or diagnosis. All children were referred for evaluation by the school speech-language history of learning difficulties of reading and writing and oral communication disorders perceived by the teachers, such difficulties were confirmed in 100% of the cases. CONCLUSION: it is necessary to have an exchange of experience among teachers and speech therapists, in order to promote children development and integrate them more effectively in the school environment, whether in relation to reading and writing or improving oral communication, that is highly demanded in contemporary society. <![CDATA[<b>Alterações vocais e cuidados de saúde entre professoras</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462012000400013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: conhecer os fatores associados à busca de assistência vocal entre professoras. MÉTODO: participaram 1.980 professoras do ensino fundamental diurno de 76 escolas públicas. Os dados foram coletados entre maio de 2004 e julho de 2005 por meio de questionário. A variável dependente referiu-se a questão "Nas duas últimas semanas, você procurou médico/fonoaudiólogo por causa de problemas na voz?" As variáveis independentes foram: sintomas de cansaço vocal e de piora na qualidade vocal, aspectos sociodemográficos, aspectos de saúde, percepção de ruído na sala de aula e na escola, ausência e afastamento do trabalho por problemas de voz, trabalho em outra atividade com uso intensivo da voz. A regressão logística foi utilizada para a análise das associações entre a variável dependente e os fatores de interesse com magnitudes estimadas usando-se o odds ratio, com intervalo de confiança de 95%. RESULTADOS: apenas 7% das professoras buscaram assistência no período de 15 dias. A procura por assistência foi associada ao ruído elevado na sala de aula, relato de piora na voz, problemas de vias aéreas superiores e ausência do trabalho por causa da voz. O presente trabalho mostrou que o comportamento recente é precipitado pela piora ou superposição de problemas vocais e respiratórios. CONCLUSÃO: a procura ou não pela assistência à saúde articula-se a fatores relacionados a outras dimensões além do adoecimento. Portanto, questões referentes ao uso de serviços de saúde como um processo dinâmico e relacionado ao distúrbio da voz devem ser abordadas em pesquisas futuras.<hr/>PURPOSE: to know factors associated with seeking vocal assistance among teachers. METHOD: 1,980 day-shift female teachers of 76 primary schools took part in the study. Data were collected between May 2004 and July 2005 using a questionnaire. The dependent variable referred to the question "In the last two weeks, have you sought medical / audiological help because of vocal problems?" The independent variables were: symptoms of vocal fatigue and deterioration in vocal quality, sociodemographic characteristics, health aspects, perceived noise in the classroom and at school, work absenteeism and vocal problems working in other activity using intensive voice. Logistic regression was usein order to analyze associations among the dependent variable and the concerning factors with magnitudes being estimated using the odds ratio with 95% confidence interval. RESULTS: only 7% of the teachers sought assistance within 15 days. The demand for care was associated with high noise in the classroom, reporting worsening voice, upper respiratory problems and absence from work because of vocal problems. CONCLUSION: demand or not for health care is related to factors other than illness. Thus, issues concerning the use of health services as a dynamic process related to vocal disorders must be addressed in future researches. <![CDATA[<b>Disfonia infantil</b>: <b>hábitos prejudiciais à voz dos pais interferem na saúde vocal de seus filhos?</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462012000400014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: verificar hábitos prejudiciais à voz referidos por crianças disfônicas e por seus respectivos pais e mães e compará-los com dados obtidos de um grupo controle, constituído por crianças sem alterações vocais e seus respectivos pais e mães. MÉTODO: investigou-se 28 crianças disfônicas, com idade entre 6 e 12 anos e seus pais (Grupo de Estudo - GE) e 22 crianças sem alterações vocais, com a mesma faixa etária, e seus respectivos pais (Grupo Controle - GC). As vozes foram classificadas em "alteradas" e "não alteradas" por meio de análise perceptivo-auditiva com amostra da fala espontânea.Todos responderam a um questionário sobre fatores prejudiciais à voz. Para análise dos resultados foram aplicados os testes de comparação de duas proporções (p<0,05). RESULTADOS: verificou-se que as crianças do GE apresentaram significantemente mais os hábitos: falar com esforço, falar sem descansar e imitar vozes. Os pais do GE relataram significantemente mais hábitos de: pigarrear, gritar, falar junto com os outros, além de viver em ambiente de fumantes. As mães do GE apresentaram significantemente mais hábitos de: falar com esforço, falar em ambiente ruidoso e falar muito rápido. Viver em ambiente familiar ruidoso foi significantemente mais relatado por crianças, pais e mães do GE quando comparados aos do GC. CONCLUSÃO: independentemente de fatores que possam justificar a disfonia, crianças disfônicas e seus pais e mães relataram maior ocorrência de hábitos prejudiciais à voz e viver em ambiente familiar ruidoso do que crianças sem alterações vocais e seus respectivos pais e mães.<hr/>PURPOSE: to investigate harmful vocal habits referred by dysphonic children and their parents and compare them with data gathered from a control group made up by children with no vocal alterations and their parents. METHOD: twenty-eight dysphonic children, with ages between 6 and 12 year old and their parents, (Study Group - SG) along with 22 children with no vocal alterations, from the same age group, and their parents (Control Group - CG) were investigated. The voices were classified as "healthy" and "unhealthy", depending on the result obtained from the percentage analysis of a spontaneous speech sample. Subjects answered a questionnaire about harmful vocal habits. Tests for comparing two proportions (p <0.05) were used in order to analyze the results. RESULTS: SG children showed a significantly higher number of habits such as speaking with effort, speaking without resting and imitating voices. SG fathers showed a significantly higher number of habits such as clearing the throat, shouting, speaking at the same time as others, in addition to living in smokers' environment. SG mothers significantly showed more habits such as speaking with effort, speaking in noisy environments and speaking too quickly. Living in noisy familiar environments was significantly reported by children, fathers and mothers of SG when compared to those of the CG. CONCLUSION: despite the factors that explain dysphonia, dysphonic children as well as their fathers and mothers reported a higher incidence of harmful vocal habits and living in noisy familiar environments than children with no vocal alterations and their parents. <![CDATA[<b>Adesão a orientações fonoaudiológicas após a alta do tratamento vocal em docentes</b>: <b>estudo prospectivo</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462012000400015&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: investigar a adesão a orientações fonoaudiológicas de professores da rede municipal de ensino que foram atendidos no Ambulatório de Voz do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais e que receberam alta da fonoterapia. MÉTODO: foi realizada entrevista por meio de telefone a 39 pacientes atendidos no período de agosto de 2007 a dezembro de 2008 no Ambulatório de Voz do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais. A entrevista visou analisar a adesão a orientações após alta fonoterápica. RESULTADOS: os resultados desta pesquisa apontam que 34 pacientes (87,1%) referem seguir as orientações fonoaudiológicas, quatro (10,2%) seguem parcialmente e um (2,5%) refere não seguir. CONCLUSÃO: os professores, em sua maioria, aderem às orientações fonoaudiológicas após alta fonoterápica. Os resultados sugerem que a terapia fonoaudiológica favorece a manutenção de um comportamento vocal saudável.<hr/>PURPOSE: to investigate the adherence to voice therapy guidelines of teachers in municipal schools that were treated at the Voice Clinic of Hospital das Clínicas, Federal University of Minas Gerais, and that were discharged from voice therapy. METHOD: 39 patients treated at the Voice Clinic of Hospital das Clínicas, Federal University of Minas Gerais were interviewed by phone from August 2007 to December 2008. The interviews aimed to analyze the adherence to the guidelines after voice therapy discharge. RESULTS: this study outcome indicates that 34 patients (87.1%) report following the guidelines, four (10.2%) do it partially and one (2.5%) referred not following the guidelines. CONCLUSION: the majority of teachers adhere to the guidelines after voice therapy discharge. The outcome suggests that the voice therapy helps to maintain the standard of voice and a healthy vocal behavior. <![CDATA[<b>Indicações e uso da técnica "sonda-dedo"</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462012000400016&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A recomendação da Organização Mundial da Saúde é que todo recém nascido deva ser alimentado exclusivamente no seio materno até o sexto mês e, de forma complementar, até o segundo ano de vida. Assim, algumas técnicas são realizadas para facilitar a alimentação ao seio, dentre elas o uso do copo e, recentemente, a utilização da técnica "sonda-dedo". Tal prática é bastante controversa e há escassez de estudos na literatura sobre a descrição da técnica, sua indicação e uso. O objetivo do presente trabalho é relatar a experiência clínica para indicação e uso da técnica "sonda-dedo". A técnica "sonda-dedo" consiste no oferecimento do leite, de preferência humano, utilizando sonda gástrica conectada a uma seringa com êmbolo e fixada em dedo mínimo enluvado com fita adesiva. A sonda é posicionada na cavidade oral do recém nascido e deve servir como uma técnica de auxílio para adequação do padrão de sucção. Desta forma, sugere-se que sua indicação deve ser apenas nos casos em que seja caracterizada uma disfunção oral, seja em recém nascidos a termo ou pré-termo. Diante da avaliação específica, realizada pelo fonoaudiólogo, indica-se a técnica "sonda-dedo" com objetivo de adequar as alterações obtidas na avaliação da sucção não nutritiva ou em seio materno. Acredita-se que, para que a técnica "sonda-dedo" seja indicada como complemento do aleitamento materno, devam ser realizados novos estudos para esclarecer quais as repercussões da técnica "sonda-dedo" na prevalência do aleitamento materno e no desenvolvimento motor oral de recém nascidos.<hr/>The World Health Organization recommends breastfeeding exclusively to all newborns until the sixth month and on a complementary basis, until the second year of life. Thus, some techniques are performed in order to facilitate the breastfeeding, including the use of a cup and recently using the "probe-finger" technique. This practice is very controversial and there are few studies addressing the description of the technique, and indications and usage. This study aims at reporting the clinical experience in order to show and use the "finger-probe" technique. The "probe-finger" technique is offering milk, preferably human milk, using a gastric tube connected to a syringe plunger and fixed on a gloved finger with a tape. The probe is positioned in the oral cavity of the newborn and should serve as a technical aid for sucking adequacy. Thus, it is suggested that his statement should be done just in cases where an oral dysfunction is characterized, either in newborns at term or preterm. Given the specific evaluation performed by the speech therapist, indicating the "probe-finger" technique in order to adjust the changes obtained in the evaluation of non-nutritive sucking or breastfeeding. It is believed that the "probe-finger" technique is recommended as a supplement to breastfeeding, and should be further investigated in order to clarify the impact of the "probe-finger" technique on the prevalence of breast-feeding and oral motor development of born infants. <![CDATA[<b>Eletromiografia de superfície do músculo masseter durante a mastigação</b>: <b>uma revisão sistemática</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462012000400017&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A mastigação, ato complexo controlado pelo sistema nervoso central, é uma das funções mais importantes do Sistema Estomatognático. Durante esse ato a atividade elétrica da musculatura mastigatória pode ser quantificada por meio da eletromiografia de superfície. Com o objetivo de revisar sistematicamente na literatura os métodos e alimentos mais utilizados na EMGS do músculo masseter durante a mastigação, foi realizada uma busca nas bases de dados SciELO-Brasil, Lilacs e Medline/Pubmed no período de setembro a outubro de 2009. Foram incluídos os estudos de base populacional e excluídos os estudos de revisão sem definição metodológica delineada e estudos realizados com crianças, adolescentes e idosos. Foram encontrados 657 artigos no cruzamento dos seguintes descritores e seus correspondentes em inglês: mastigação and eletromiografia and músculo masseter, dos quais 12 deles foram selecionados. Verificou-se que os métodos envolvidos na execução da eletromiografia de superfície do músculo masseter, durante a mastigação, apresentam variações de acordo com cada autor, não havendo padronização de um alimento específico para execução do exame.<hr/>The chewing, a complex action controlled by the central nervous system, is one of the most important functions of the Stomatognathic System. During this action, the electrical activity of the masticatory muscles may be quantified using a surface electromyography. In order to systematically review the literature, on the methods and foods used in EMGS masseter muscle during mastication, we carried out a search in the databases SciELO, Brazil, Lilacs and Medline / Pubmed, from September to October 2009. We included population-based studies and excluded review studies without clear methodological definition and studies with children, adolescents and elderly. About 657 articles were found at the intersection of the following descriptors and their corresponding in English: chewing and masseter and electromyography, which 12 of them selected. It was found that the methods involved in the execution of surface electromyography of the masseter muscle during mastication, vary according to each author, and there is no standard for a specific food in order to perform the examination. <![CDATA[<b>A influência do ambiente familiar e escolar na aquisição e no desenvolvimento da linguagem</b>: <b>revisão de literatura</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462012000400018&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt TEMA: o termo linguagem é definido como organizado sistema de símbolos, com propriedades particulares que desempenham a função de codificação, estruturação e consolidação dos dados sensoriais, o que permite que experiências sejam comunicadas e seus conteúdos transmitidos. O desenvolvimento da linguagem depende não somente das condições biológicas inatas de cada indivíduo, como também sofre influência de fatores ambientais presentes nos meios em que as crianças estão inseridas, como por exemplo, a família e a escola. OBJETIVO: descrever e analisar as produções científicas relevantes para o entendimento da influência do ambiente familiar e escolar na aquisição e desenvolvimento da linguagem em crianças por meio de revisão da literatura. CONCLUSÃO: as produções científicas apresentadas apontam a relevância da estimulação no âmbito familiar e escolaridade dos pais, porém pôde-se perceber a carência de estudos que relacionassem o desenvolvimento infantil com o ambiente escolar. Outro fator que chamou atenção foi a falta de estudos que correlacionem vocabulário e fonologia com os fatores ambientais escolares e familiares. A partir da revisão da literatura abrem-se novas perspectivas de trabalhos a serem realizados na Fonoaudiologia para que as lacunas existentes possam ser preenchidas com novos conhecimentos sobre desenvolvimento infantil.<hr/>BACKGROUND: the term language is defined as organized system of symbols, with properties, that has a role in encoding, consolidation and structuring sensory data, allowing for experiments to be reported and their contents communicated. Language development depends not just on the innate biological conditions of each individual, but is also influenced by environmental factors in the environments where children are inserted, such as family and school. PURPOSE: to describe and analyze scientific studies relevant to understanding the influence of family and school environment in language acquisition and development in children through a literature review. CONCLUSION: the scientific studies point out to the importance of stimulation in the family and parents' education, but one can perceive a lack of studies in children's development within school en vironment. Another factor that drew attention was the lack of studies to correlate vocabulary and phonology with the school and familial environmental factors. From the literature review opens up new prospects for work to be performed in speech pathology so that such gaps can be filled up with new knowledge on child development. <![CDATA[<b>Zumbido e ansiedade</b>: <b>uma revisão da literatura</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462012000400019&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O zumbido, som percebido pelo indivíduo sem que haja estímulo externo, resulta da interação dinâmica de centros do sistema nervoso central, incluindo vias auditivas e não auditivas. O resultado desta interação, especialmente sistema límbico e sistema nervoso autônomo, seria responsável pelo desencadeamento de associações emocionais negativas e reações de incômodo em pacientes com zumbido. A ansiedade, condição fisiológica inerente ao ser humano, quando exacerbada gera um transtorno de humor, comprometendo o pensamento, o comportamento e a atividade psicológica. Se um estímulo interno ou externo for interpretado como perigoso ou ameaçador, desencadeará uma reação emocional caracterizada como estado de ansiedade. Este artigo tem como objetivo realizar uma revisão da literatura sobre a relação do zumbido e da ansiedade. Em se tratando do zumbido, a forma como o som é percebido pode ser alterado pela ansiedade, aguçando assim a sensibilidade para detectar sons que parecem uma ameaça em potencial, pois para muitos o zumbido é sinônimo de enfermidade grave. A etiologia do desenvolvimento da depressão e ansiedade pode estar relacionada ao zumbido. Muitos adquirem esse sintoma por problemas físicos e, consequentemente, desenvolvem a depressão e a ansiedade. Outros com graus diferentes de angústias adquirem o zumbido devido ao comprometimento emocional. Dessa forma, existe um vínculo entre o zumbido e problemas emocionais, mas nem sempre é fácil identificar o precursor. Estudos demonstram que pacientes acometidos pelo zumbido apresentam maior tendência ao suicídio, depressão e ansiedade. Além disso, referem o efeito aditivo da ansiedade e da depressão na qualidade de vida e no zumbido dos indivíduos.<hr/>Tinnitus is a sound perceived without external stimulus, and results from the dynamic interaction of the centers in the central nervous system, including non-auditory and auditory ways. The result of this interaction, especially with the limbic system and autonomic nervous system, would be responsible for triggering negative emotional associations and distress in patients with tinnitus. Anxiety, a physiological condition inherent to human beings, when exacerbated, generates a mood disorder, affecting thinking, behavior and physiological activity. If an inner or outer stimulus is interpreted as dangerous or threatening, it may trigger an emotional reaction characterized as a state of anxiety. This work aims to review the relationship between tinnitus and anxiety. The tinnitus sound is perceived can be altered by anxiety, thereby, sharpening the sensitivity in detecting sounds that seem a potential threat, because for many people, tinnitus is synonymous with a serious illness. The etiology for the development of depression and anxiety may be related to tinnitus. Many people acquire this symptom by physical problems and hence develop depression and anxiety. Others with different degrees of distress due to tinnitus acquire emotional problems. Thus, there is a probable link between tinnitus and emotional problems, but it is not always easy to identify which one occurs first. Studies show that patients affected by tinnitus have a greater trend for suicide, depression and anxiety. They also refer to the additive cumulative effects of anxiety and depression on the quality of life of tinnitus sufferers. <![CDATA[<b>Eficácia da intervenção fonoaudiológica para atenuar o envelhecimento facial</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462012000400020&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt TEMA: eficácia da intervenção fonoaudiológica na estética facial para atenuar os sinais de envelhecimento. PROCEDIMENTOS: análise fotográfica e descrição do raciocínio clínico utilizado em três casos clínicos de clientes do sexo feminino, com queixas referentes à estética facial, que se submeteram ao atendimento fonoaudiológico. Foram realizadas a entrevista inicial, a avaliação das funções estomatognáticas, a avaliação da movimentação dos músculos da mímica expressiva e a documentação fotográfica e em vídeo. Com base nessa avaliação e na queixa das clientes foram estabelecidas as metas terapêuticas. Em cada um dos casos foi proposto um raciocínio clínico especifico e individualizado, levando-se em consideração a sinergia muscular e a presença ou ausência de flacidez de pele. Durante doze sessões, com duração de 50 minutos, foram feitos exercícios musculares funcionais e massagens na face. As clientes foram orientadas a manter uma rotina diária de procedimentos em casa. RESULTADOS: após o atendimento fonoaudiológico pode-se observar que os sinais de envelhecimento foram atenuados, sendo esse resultado compatível às expectativas das clientes, que expressaram satisfação ao final do atendimento. CONCLUSÃO: constatou-se a eficácia da intervenção fonoaudiológica, por meio da documentação fotográfica, como resultado da aplicação de um raciocínio clínico individualizado, específico da área de motricidade orofacial com enfoque em estética.<hr/>BACKGROUND: effectiveness of Speech Therapy Intervention in facial aesthetics. PROCEDURES: this effectiveness was evaluated through photographic analysis and clinical descriptions of three clinical cases concerning female clients with facial aesthetics complaints, who underwent the Speech Therapy Intervention - aesthetic treatment. An initial interview was carried out and assessments of both stomatognathic functions and muscle movements during speech were obtained. Photographic and video documentation on the client's facial features were made. Based on this evaluation and the client's demands, we set out therapeutic targets. In each case, a specific individualized clinical proposal was offered considering the muscular synergy and also the presence or absence of skin flaccidity. Muscular exercises and massages on the face were carried through during twelve 50-minutes sessions. The clients were asked to maintain a customized routine of these procedures at home on a daily basis. RESULTS: after Speech Therapy Treatment, the signs of aging were noticeably mitigated. The results were successful by meeting the clients' expectations, and in addition, all clients reported being satisfied with the treatment. CONCLUSION: Speech Therapy Treatment's effectiveness was noticed through photographic and video documentation as the result of applying an individualized clinical proposal, specific for the orofacial motricity area, through an aesthetic emphasized focus. <![CDATA[<b>Desempenho psicolinguístico e escolar de irmãos com mielomeningocele</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462012000400021&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt TEMA: mielomeningocele e consequências para o desenvolvimento de habilidades psicolinguísticas e escolares. PROCEDIMENTOS: o objetivo deste estudo foi descrever e refletir sobre o desempenho psicolinguístico e escolar de irmãos com mielomeningocele lombar baixa. Participaram do estudo um menino de 14 anos e 5 meses (P1) e sua irmã de 6 anos e 6 meses (P2). Os procedimentos constaram de entrevista com familiares, Observação do Comportamento Comunicativo (OCC), Teste de Vocabulário por Imagens Peabody - TVIP, Teste Illinóis de Habilidades Psicolinguísticas (ITPA), Perfil de Habilidades Fonológicas (PHF), Teste de Desempenho Escolar (TDE), e Reconhecimento de letras e números (RLN). A análise dos resultados foi descritiva respeitando os manuais dos instrumentos. RESULTADOS: a linguagem oral encontra-se sem alteração evidente. No ITPA e PHF, verificou-se que P1 e P2 apresentaram dificuldade nas habilidades de memória, closura auditiva, expressão verbal, combinação de sons e consciência fonológica. P1 ainda apresentou dificuldade na habilidade de recepção visual e P2 nas habilidades de associação auditiva e closura gramatical. Ambas as crianças apresentaram alteração nas atividades de aprendizagem. CONCLUSÃO: os participantes do estudo apresentaram comportamento comunicativo, habilidades de linguagem oral e vocabulário receptivo sem alterações evidentes. P1 e P2 apresentaram alterações nas habilidades psicolinguísticas bem como no desempenho de atividades envolvendo leitura, escrita e aritmética. As dificuldades apresentadas causam impacto importante nas atividades acadêmicas, demonstrando vulnerabilidade cerebral no sistema de suporte para atividade de aprendizagem.<hr/>BACKGROUND: meningomyelocele and consequences on the development of psycholinguistic and school abilities. PROCEDURES: the purpose of this study was to describe and reflect on the psycholinguistic and school performance of siblings with low lumbar myelomeningocele. The study included a boy, 14 years and 5 months (P1) and his sister, 6 years and 6 months (P2). The procedures consisted of an interview, Communicative Behavior Observation (CBO), Vocabulary Test Peabody Picture - PPVT, Illinois Test of Psycholinguistic Abilities (ITPA), Phonological Abilities Profile (PAP), School Performance Test (SPT), and recognition of letters and numbers (RLN). The analysis was descriptive and respecting the manuals of the instruments. RESULTS: the oral language has no obvious change. In ITPA and PAP, we found that P1 and P2 had difficulty in memory skills, closure listening, verbal, combination of sounds and phonological awareness. P1 still had difficulty in the ability of visual reception and P2 in the abilities of auditory association and closure grammar. Both children showed difficulties in the learning activities. CONCLUSION: the study subjects performed quite well in communicative skills, oral language and receptive vocabulary without obvious changes. P1 and P2 had changes in psycholinguistic skills and performance of activities involving reading, writing and arithmetic. Difficulties cause major impact on academic activities, demonstrating the vulnerability of the brain in the system supporting learning activity.