Scielo RSS <![CDATA[Revista da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1516-803420120004&lang=es vol. 17 num. 4 lang. es <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Editorial</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342012000400001&lng=es&nrm=iso&tlng=es <![CDATA[<b>Editorial</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342012000400002&lng=es&nrm=iso&tlng=es <![CDATA[<b>Body aches in call center operators and the relationship with voice use during work activities</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342012000400003&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: Caracterizar os tipos de dores corporais apresentados por teleoperadores e verificar sua relação com o uso da voz em atividades laborais. MÉTODOS: Duzentos e trinta e cinco teleoperadores e 235 indivíduos da população geral responderam um questionário contendo questões fechadas sobre dores corporais proximais e distais à laringe, problemas de voz, atuação profissional e consulta à especialista. Investigou-se se há relação e/ou associação de cada tipo de dor com os demais aspectos do questionário. RESULTADOS: As dores corporais foram referidas por ambos os grupos, entretanto, os teleoperadores as referiram em maior número. Teleoperadores tiveram maior necessidade de se afastar do trabalho e relataram mais dores corporais (ombros, pescoço, cabeça, costas, braços, mãos e ouvidos) que a população geral. Houve relação da maioria das dores corporais com problemas vocais, afastamento do trabalho por problemas vocais e consulta ao otorrinolaringologista no grupo de teleoperadores. Na população geral houve tendência de relação entre jornada de trabalho e dores no peito e nas mãos. Não houve diferença na comparação de presença de dores corporais entre os gêneros em ambos os grupos. CONCLUSÃO: Teleoperadores sofrem mais dores distais e proximais à laringe e têm maior necessidade de se afastar do trabalho por problemas de voz que a população geral, evidenciando o desgaste vocal e físico desses profissionais.<hr/>PURPOSE: To characterize types of body aches presented by call center operators and to verify the relationship of the selected body aches with voice use in work activities. METHODS: 235 call center operators and 235 individuals from the general population responded to a questionnaire with closed questions about body aches (classified into proximal and distal larynx aches), voice problems, professional activity and search for specialized help. It was investigated whether there was a relationship between each type of pain and the other aspects addressed by the questionnaire. RESULTS: Body aches were reported by both groups; however call center operators reported a greater number of them. Call center operators also reported having greater need of calling sick and more aches (shoulders, neck, head, back, arms, hands and ears) than the general population. There was a relationship between most of the body aches with voice problem, absenteeism from work due to voice problems and appointment with an otolaryngologist in the group of call center operators. In the general population, the workload tended to relate to chest and hand pains. There was no difference between the groups when the body aches were compared. CONCLUSION: Call center operators suffer from more body aches that are both proximal to and distal from the larynx and have greater need to call sick due to voice problems than the general population, fact that highlights the vocal and physical fatigue of these professionals. <![CDATA[<b>Talkativeness and vocal loudness in call center operators during labor and extra-labor situations</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342012000400004&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: Investigar a autopercepção do grau de quantidade de fala e intensidade vocal de teleoperadores em ambiente laboral e extralaboral e comparar com autoavaliação vocal e análise perceptivo-auditiva da voz. MÉTODOS: Participaram 299 teleoperadores ativos e receptivos, de ambos os gêneros, com média de idade de 27,1 anos. Foi aplicado o "Teste de grau de quantidade de fala e grau de intensidade vocal" em duas situações de comunicação: voz laboral e extralaboral, além da realização de autoavaliação vocal e análise perceptivo-auditiva. RESULTADOS: No setor de telesserviços há um maior número de mulheres em relação ao número de homens, com média de idade de 27,1 anos. Em relação ao gênero, mulheres falam mais em ambiente laboral quando comparadas aos homens. Ao comparar quantidade de fala e intensidade de voz dentro e fora do trabalho, é observado maior uso e intensidade vocal no ambiente laboral. CONCLUSÃO: O teleoperador é um profissional da voz que relata falar mais e falar mais alto em situações de trabalho. Mulheres dessa categoria profissional falam mais que homens em qualquer uma das situações avaliadas. Não se observou correlação entre quantidade de fala, intensidade de voz e autoavaliação da voz.<hr/>PURPOSE: To investigate self-perceived talkativeness and vocal loudness in call center operators during labor and extra-labor situations and compare it with vocal self-assessment and perceptual analysis. METHODS: Participants were 299 male and female call center operators working in an inbound and outbound mode. Their average age was 27.1 years. The procedures were as follows: Talkativeness and Vocal Loudness Test in two situations of communication - work and extra-work; vocal self-assessment and perceptual analysis. RESULTS: There are more women than men working in telemarketing. Regarding gender, women talk more in the work situation when compared to men. By comparing talkativeness and vocal loudness in work and extra-work situations, increased talkativeness and vocal loudness were observed in the work environment. CONCLUSION: The call center operator is a voice professional that reports speaking more and more loudly in work situations. Women talk more than men in any of the situations evaluated. There was no significant correlation between talkativeness, vocal loudness and self-assessment of voice. <![CDATA[<b>Voice disorders in teachers</b>: <b>self-report, auditory-perceptive assessment of voice and vocal fold assessment</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342012000400005&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: Analisar a presença do distúrbio de voz em professores na concordância entre autorreferência, avaliação perceptiva da voz e das pregas vocais. MÉTODOS: Deste estudo transversal, participaram 60 professores de duas escolas públicas de ensino fundamental e médio. Após responderem questionário de autopercepção (Condição de Produção Vocal do Professor - CPV-P) para caracterização da amostra e levantamento de dados sobre autorreferência ao distúrbio de voz, foram submetidos à coleta de amostra de fala e exame nasofibrolaringoscópico. Para classificar as vozes, três juízes fonoaudiólogos utilizaram à escala GRBASI e, para pregas vocais (PPVV), um otorrinolaringologista descreveu as alterações encontradas. Os dados foram analisados descritivamente, e a seguir submetidos a testes de associação. RESULTADOS: No questionário, 63,3% dos participantes referiram ter ou ter tido distúrbio de voz. Do total, 43,3% foram diagnosticados com alteração em voz e 46,7%, em prega vocal. Não houve associação entre autorreferência e avaliação da voz, nem entre autorreferência e avaliação de PPVV, com registro de concordância baixa entre as três avaliações. Porém, houve associação entre a avaliação da voz e de PPVV, com concordância intermediária entre elas. CONCLUSÃO: Há maior autorreferência a distúrbio de voz do que o constatado pela avaliação perceptiva da voz e das pregas vocais. A concordância intermediária entre as duas avaliações prediz a necessidade da realização de pelo menos uma delas por ocasião da triagem em professores.<hr/>PURPOSE: To analyze the presence of voice disorders in teachers in agreement between self-report, auditory-perceptive assessment of voice quality and vocal fold assessment. METHODS: The subjects of this cross-sectional study were 60 public elementary, middle and high-school teachers. After answering a self-awareness questionnaire (Voice Production Conditions of Teachers - CPV-P) used to characterize the sample and collect self-report data regarding voice disorders, the teachers were submitted to speech sample collection procedures and laryngoscopic examination. In order to classify the voices, three speech-language pathologist judges used the GRBASI scale, and an otorhynolaryngologist described the alterations seen in the vocal folds. Data were descriptively analyzed and then submitted to association tests. RESULTS: In the questionnaire, 63.3% of the subjects reported having or having had a voice disorder, while 43.3% were diagnosed with a vocal quality deviation and 46.7% with vocal fold alteration. There was no association between self-report and voice quality assessment, or between self-report and vocal fold evaluation, with low levels of agreement between the three assessments. However, there was association between voice quality and vocal fold assessment, with intermediate level of agreement between them. CONCLUSION: There were more self-reported voice disorders than what was found in the auditory-perceptive and vocal fold assessments. The intermediate agreement between the two assessments predicts the need for the use of at least one of these techniques when performing screening procedures in teachers. <![CDATA[<b>Correlations between classroom environmental noise and teachers' voice</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342012000400006&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: Identificar se existe correlação entre ruído ambiental no interior da sala de aula, intensidade da voz e presença de alteração vocal em professores. MÉTODOS: Foi realizada medição do ruído ambiental em dez salas de escolas municipais de ensino fundamental. A intensidade das vozes das professoras foi medida durante atividade de ensino. Amostras de vogal prolongada [é] e contagem de 1 a 20 emitidas pelas professoras foram analisadas utilizando escala GRBASI. Os resultados obtidos foram correlacionados. RESULTADOS: A média de ruído ambiental sem a presença das crianças em sala de aula variou de 40 a 51 dB(A) e com a presença das crianças de 45 a 65 dB(A). Entre as professoras, houve 70% de ocorrência de vozes alteradas no grau geral (G) e 90% com tensão na voz (S), variando entre graus discreto e moderado. Constatou-se variação entre 52 dB(A) e 68 dB(A) na intensidade da voz das professoras, atingindo 7,48 dB(A) acima do nível do ruído ambiental. Houve correlação entre a intensidade vocal das professoras e ruído ambiental na presença das crianças durante a aula. CONCLUSÃO: Os níveis de ruído ambiental em sala de aula são altos e se correlacionam com o aumento da intensidade das vozes das professoras. Embora com alta ocorrência de vozes alteradas, não é possível correlacioná-las com o nível de ruído ambiental.<hr/>PURPOSE: To explore the existence of correlations between environmental noise in classrooms, voice intensity and teacher's vocal problems. METHODS: Environmental noise was measured in 10 classrooms of municipal elementary schools; the intensity of teachers' voice was measured during teaching practice; teachers' speech samples containing emissions of sustained vowel [é] and counting from 1 to 20 were analyzed using the GRBASI protocol; and the results were tested for correlation. RESULTS: The average of environmental noise varied from 40 to 51 dB(A) without the presence of children in the classroom, and from 45 to 65 dB(A) with the presence of children. Among teachers, there was 70% of vocal problems (G) and 90% of vocal strain (S) varying from moderate to mild degrees. The intensity of teachers' voice varied from 52 dB(A) to 68 dB(A), reaching 7.48 dB(A) above the environmental noise. There was a significant correlation between the intensity of teachers' voice and the environmental noise during the class in the presence of children. CONCLUSION: There were high levels of environmental noise in the classrooms, which correlated with the intensity of teachers' voice (SPL). Although there was high occurrence of vocal problems in this sample, they were not correlated with the level of environmental noise. <![CDATA[<b>Auditory effects of combined exposure</b>: <b>interaction between carbon monoxide, noise and smoking</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342012000400007&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: Analisar os efeitos auditivos da exposição combinada ao monóxido de carbono (CO) e ao ruído, e o impacto do tabagismo. MÉTODOS: Participaram da pesquisa 80 trabalhadores fumantes e não fumantes, do gênero masculino, oriundos de uma empresa siderúrgica, sendo que 40 estavam expostos ao CO e ao ruído e 40 somente ao ruído. Realizou-se análise retrospectiva dos dados referentes aos riscos ambientais (CO e ruído) e das informações contidas nos prontuários médicos relacionadas à saúde auditiva e às concentrações biológicas do CO no sangue (COHb). Analisou-se a audiometria tonal de referência e a última, e os limiares auditivos em função do tabagismo, do tipo de exposição (CO e ruído ou somente ao ruído), do tempo de exposição, do nível de ruído e da idade. RESULTADOS: Tanto a concentração de CO como os níveis de ruído encontraram-se acima do limite de tolerância previsto na norma regulamentadora de número 15 do Ministério do Trabalho. O grupo exposto ao CO e ao ruído apresentou mais casos de PAIR (22,5%), comparativamente ao grupo exposto somente ao ruído (7,5%) e também apresentou piora significativa nos limiares auditivos de 3, 4 e 6 kHz. Foram encontradas diferenças significativas entre a idade, o tempo de serviço, o tipo de exposição, o nível de ruído e o hábito de fumar influenciando nos limiares auditivos dos participantes. O hábito de fumar potencializou o efeito tanto do CO quanto do ruído no sistema auditivo. CONCLUSÃO: Efeitos auditivos significativos foram identificados na audição dos trabalhadores de uma siderúrgica expostos ao CO.<hr/>PURPOSE: To analyze the auditory effects of the combined exposure to carbon monoxide (CO) and noise, and the impact of smoking. METHODS: Participants were 80 male workers, smokers and non-smokers, from a steel industry - 40 exposed to CO and noise simultaneously, and 40 exposed only to noise. A retrospective data analysis was conducted regarding the environmental risks (CO and noise) and the file information related to auditory health and to the biological concentrations of CO in the blood (CPHb). The first and the last pure-tone audiometry results were analyzed considering the smoking habits, the type of exposure (CO and noise or noise only), the time of exposure, the level of noise, and age. RESULTS: Both the CO concentration and the noise levels were above the tolerance limits provided by the regulatory norm number 15 of the Ministry of Labor and Employment. The group of workers exposed to CO and noise presented a higher rate of noise-induced hearing loss (22.5%), when compared to the group exposed only to noise (7.5%), as well as significant worsening of the hearing thresholds of 3, 4 and 6 kHz. Age, time of exposure, type of exposure, level of noise, and smoking habit significantly influenced the auditory threshold of the participants. Smoking enhanced the effects of both CO and noise on the auditory system. CONCLUSION: The occupational exposure to noise and CO resulted in significant effects on the auditory system of workers from a steel industry. <![CDATA[<b>Comparison of click and CE-chirp<sup>®</sup> stimuli on Brainstem Auditory Evoked Potential recording</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342012000400008&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: Comparar as latências e as amplitudes da onda V no registro do Potencial Evocado Auditivo de Tronco Encefálico (PEATE) com os estímulos clique e CE-chirp® e a presença ou ausência das ondas I, III e V em fortes intensidades. MÉTODOS: Estudo transversal com 12 adultos com limiares audiométricos <15 dBNA (24 orelhas) e idade média de 27 anos. Os parâmetros utilizados para o registro com os dois estímulos nas intensidades de 80, 60, 40, 20 dBnNA foram polaridade alternada e taxa de repetição de 27,1 Hz. RESULTADOS: As latências da onda V observadas com CE-chirp® foram maiores que as observadas com o clique nas intensidades fracas (20 e 40 dBnNA). Já nas intensidades fortes (60 e 80 dBnNA), o oposto ocorreu. Maiores amplitudes foram observadas com o CE-chirp® em todas as intensidades, exceto em 80 dBnNA. CONCLUSÃO: O CE-chirp® apresentou latências mais curtas que as observadas com o clique em fortes intensidades e maiores amplitudes em todas as intensidades, exceto em 80 dBnNA. As ondas I e III tenderam a desaparecer quando o estímulo CE-chirp® foi utilizado.<hr/>PURPOSE: To compare the latencies and amplitudes of wave V on the Brainstem Auditory Evoked Potential (BAEP) recording obtained with click and CE-chirp® stimuli and the presence or absence of waves I, III and V in high intensities. METHODS: Cross-sectional study with 12 adults with audiometric thresholds <15 dBHL (24 ears) and mean age of 27 years. The parameters used for the recording with both stimuli in intensities of 80, 60, 40, 20 dBnHL were alternate polarity and repetition rate of 27.1 Hz. RESULTS: The CE-chirp® latencies for wave V were longer than click latencies at low intensity levels (20 and 40 dBnHL). At high intensity levels (60 and 80 dBnHL), the opposite occurred. Larger wave V amplitudes were observed with CE-chirp® in all intensity levels, except at 80 dBnHL. CONCLUSION: The CE-chirp® showed shorter latencies than those observed with clicks at high intensity levels and larger amplitudes at all intensity levels, except at 80 dBnHL. The waves I and III tended to disappear with CE-chirp® stimulation. <![CDATA[<b>Frequency modulation systems in hearing impaired children</b>: <b>outcome evaluation</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342012000400009&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: Avaliar a percepção da fala de crianças deficientes auditivas com o aparelho de amplificação sonora individual (AASI) e sistema de frequência modulada (FM) em situações de ruído em campo livre e em sala de aula. MÉTODOS: Participaram 13 crianças deficientes auditivas entre 7 e 17 anos. Foi aplicado o Hearing in Noise Test (HINT) com AASI e com o FM. Também foi aplicado o questionário Avaliação do Sistema FM, respondido pelos professores das crianças, com o intuito de avaliar, individualmente, o desempenho da criança em diferentes situações auditivas somente com AASI e com o AASI e o sistema FM. RESULTADOS: Houve diferença para todas as situações com e sem FM no teste HINT. O mesmo aconteceu com os resultados do questionário, sendo que sem FM a pontuação foi sempre menor do que com FM, independentemente da condição. CONCLUSÃO: O uso de medidas subjetivas, como o questionário, é fundamental para determinar a eficácia da indicação dos dispositivos auxiliares para o deficiente auditivo. A efetividade do sistema FM pode ser observada pela "vantagem FM", que é a diferença média mínima de 10 dB encontrada nas avaliações de percepção da fala com e sem FM nas diferentes situações de ruído. Os benefícios encontrados na presente pesquisa com o uso do sistema FM na melhora da percepção da fala podem ser extrapolados não só para a sala de aula e para a legislação da educação inclusiva, mas também para atividades sociais e de lazer.<hr/>PURPOSE: To assess speech perception of hearing impaired children with hearing aids (HA) and frequency modulated system (FM) in situations of noise in free field and in the classroom. METHODS: Subjects were 13 hearing impaired children between 7 and 17 years. It used the Hearing in Noise Test (HINT) with hearing aids and FM. Questionnaire Evaluation System FM was also applied responded by teachers of children in order to assess individually the child's performance in different listening situations only with hearing aids and hearing aid and FM system. RESULTS: There was significant difference for all situations with and without FM at HINT test. The same happened with the results of the questionnaire, and without FM the score is always lower than with FM, regardless of condition. CONCLUSION: The use of subjective measures, such as the questionnaire, it is essential to determine the indication of the effectiveness of assistive devices for the hearing impaired. The effectiveness of the system could be observed by FM "FM advantage," which is the average difference of 10 dB minimum found in the evaluations of speech perception with and without FM noise in different situations. The benefits found in this study using the FM system in the improvement of speech perception can be extrapolated not only to the classroom and to laws of inclusive education, but also for social and recreational activities. <![CDATA[<b>Speech errors in children with speech sound disorders according to otitis media history</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342012000400010&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: Descrever os índices articulatórios quanto aos diferentes tipos de erros e verificar a existência de um tipo de erro preferencial em crianças com transtorno fonológico, em função da presença ou não de histórico de otite média. MÉTODOS: Participaram deste estudo prospectivo e transversal, 21 sujeitos com idade entre 5 anos e 2 meses e 7 anos e 9 meses com diagnóstico de transtorno fonológico. Os sujeitos foram agrupados de acordo com a presença do histórico otite média. O grupo experimental 1 (GE1) foi composto por 14 sujeitos com histórico de otite média e o grupo experimental 2 (GE2) por sete sujeitos que não apresentaram histórico de otite média. Foram calculadas a quantidade de erros de fala (distorções, omissões e substituições) e os índices articulatórios. Os dados foram submetidos à análise estatística. RESULTADOS: Os grupos GE1 e GE2 diferiram quanto ao desempenho nos índices na comparação entre as duas provas de fonologia aplicadas. Observou-se em todas as análises que os índices que avaliam as substituições indicaram o tipo de erro mais cometido pelas crianças com transtorno fonológico. CONCLUSÃO: Os índices foram efetivos na indicação da substituição como o erro mais ocorrente em crianças com TF. A maior ocorrência de erros de fala observada na nomeação de figuras em crianças com histórico de otite média indica que tais erros, possivelmente, estão associados à dificuldade na representação fonológica causada pela perda auditiva transitória que vivenciaram.<hr/>PURPOSE: To describe articulatory indexes for the different speech errors and to verify the existence of a preferred type of error in children with speech sound disorder, according to the presence or absence of otitis media history. METHODS: Participants in this prospective and cross-sectional study were 21 subjects aged between 5 years and 2 months and 7 years and 9 months with speech sound disorder. Subjects were grouped according to the presence of otitis media history: experimental group 1 (EG1) with 14 subjects with otitis media history and experimental group 2 (EG2) with seven subjects without otitis media history. The amount of speech errors (distortions, omissions and substitutions) and the articulation indexes were calculated. Data were submitted to statistical analysis. RESULTS: The performances from EG1 and EG2 regarding the indexes were different from each other in both phonological tasks applied. In all analyzes, the indexes evaluating substitutions indicated that this type of error was the most prevalent in children with speech sound disorders. CONCLUSION: The use of indexes was effective to indicate that substitution is the most prevalent type of error in children with speech sound disorders. The greater occurrence of speech errors observed in the picture naming task in children with otitis media history indicates that such errors are possibly associated to difficulties in phonological representation secondary to fluctuating conductive hearing loss. <![CDATA[<b>Occurrence of devoicing in phonological disorders</b>: <b>relationship with most affected phonemes, severity of the disorder and age</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342012000400011&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: Verificar a ocorrência do processo fonológico de dessonorização de fonemas plosivos e fricativos em crianças com desvio fonológico, envolvendo as seguintes variáveis: fonemas mais acometidos, gravidade de desvio fonológico e idade. MÉTODOS: A amostra constituiu-se de 50 crianças, com média de idade de 6 anos e 5 meses. Os dados de fala foram coletados por meio da Avaliação Fonológica da Criança e submetidos à análise contrastiva, sendo a gravidade do desvio fonológico determinada conforme o Percentual de Consoantes Corretas-Revisado. Então, analisou-se quais fonemas plosivos e fricativos sonoros eram acometidos pelo processo de dessonorização, com percentual de ocorrência maior que 40%. Posteriormente, realizou-se análise estatística. RESULTADOS: Verificou-se que ao comparar os seis fonemas, simultaneamente, não houve diferença quanto ao emprego da dessonorização. Obteve-se diferença somente para /g/ x /v/, e /b/ x /v/. Quanto à faixa etária, não houve diferença. Quanto à gravidade do desvio, foi possível constatar que houve diferença apenas para a variável dessonorização de /d/ e /ʒ/. CONCLUSÃO: O processo fonológico de dessonorização possui alta ocorrência em crianças com desvio fonológico, sendo mais prevalente para consoantes plosivas. A idade não influencia a ocorrência deste processo e a gravidade do desvio é um fator relevante para seu emprego, sendo mais prevalente nos graus mais graves.<hr/>PURPOSE: To verify the occurrence of the phonological process of plosives and fricatives devoicing in children with phonological disorders. The following variables were involved: most affected phonemes, severity of phonological disorder, and age. METHODS: Participants were 50 children, with an average age of 6 years and 5 months. Speech data were collected by means of the Avaliação Fonológica da Criança (Phonological Assessment of Children) and submitted to contrastive analysis. The severity of the phonological disorder was determined by the Percentage of Consonants Correct - Revised. Then, it was analyzed which plosive and fricative phonemes were affected by the devoicing strategy, with occurrence greater than 40%. Afterwards, statistical analysis was performed. RESULTS: The simultaneous comparison the six phonemes showed no difference regarding the use of devoicing. Difference was found only for /g/ x /v/, and for /b/ x /v/. Regarding age, no significant difference was found. As for the severity of phonological disorder, difference was found only for the variable devoicing of /d/ and /ʒ/. CONCLUSION: The phonological process of devoicing have high occurrence in children with phonological disorder, with higher prevalence for stops consonants. Age does not influence the occurrence of this process, and the severity of the phonological disorder is a relevant factor to its use, with higher prevalence in the most severe degrees. <![CDATA[<b>Changes in phonological system after phonological therapy with the contrastive approach</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342012000400012&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: Verificar as mudanças no sistema fonológico (aquisição de fonemas) e na gravidade do desvio fonológico de sujeitos submetidos à terapia fonológica de abordagem contrastiva, em comparação a um grupo de sujeitos sem intervenção. MÉTODOS: A amostra foi constituída por 18 sujeitos com idades entre 4 anos e 10 meses e 7 anos e 4 meses, de ambos os gêneros, com diagnóstico de desvio fonológico. Nove sujeitos constituíram o Grupo Experimental (submetidos à terapia fonoaudiológica) e os outros nove constituíram o Grupo Controle (em lista de espera para terapia fonoaudiológica). Todos foram avaliados antes e após o período de terapia de abordagem contrastiva, recebida apenas pelo Grupo Experimental. Os sujeitos de ambos os grupos foram pareados quanto à idade, à gravidade do desvio fonológico, ao número de fonemas ausentes na primeira Avaliação Fonológica, e ao período de tempo entre a primeira e a segunda avaliação fonológica. Verificou-se o número de fonemas adquiridos no sistema fonológico geral e calculou-se o Percentual de Consoantes Corretas-Revisado para a determinação da gravidade do desvio fonológico, em ambas as avaliações fonológicas. Os dados foram analisados estatisticamente. RESULTADOS: O Grupo Experimental adquiriu maior número de fonemas, que determinaram mudança na gravidade do desvio fonológico. As diferenças encontradas entre ambos os grupos foram significativas. CONCLUSÃO: A terapia fonológica de abordagem contrastiva promove mudanças no sistema fonológico, que influenciam significativamente a aquisição de fonemas e a mudança da gravidade.<hr/>PURPOSE: To verify the changes in the deviant phonological system regarding phonemes acquisition and in the severity level of phonological disorders in subjects submitted to phonological therapy using the contrastive approach, in comparison to a group of subjects not submitted to intervention. METHODS: Participants were 18 subjects aged between 4 years and 10 months and 7 years and 4 months, of both genders, with diagnosis of phonological disorder. Nine subjects treated by contrastive approach constituted the Experimental Group, and the other nine subjects, the Control Group (on the waiting list for phonological therapy). All subjects were assessed before and after the period of contrastive therapy applied only to the Experimental Group. Subjects in both groups were matched by age, severity level of the phonological disorder, number of absent sounds in the first phonological assessment, and period of time between the first and the second phonological assessment. In both assessments, the number of acquired sounds in the general phonological system was verified and the Percentage of Consonants Correct - Revised was calculated to determine the severity level of the phonological disorder. Data were statistically analyzed. RESULTS: The Experimental Group acquired more sounds, which determined changes in the severity level of the phonological disorder. The differences found between groups were significant. CONCLUSION: The phonological therapy using the contrastive approach promotes changes in the phonological system that significantly influence the acquisition of sounds and the change of the severity level. <![CDATA[<b>Prevalence of phonological disorders in children from Salvador, Bahia, Brazil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342012000400013&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: Verificar a prevalência de desvio fonológico conforme idade, gênero e nível sócio econômico de crianças da cidade de Salvador, Bahia, Brasil. MÉTODOS: A amostra foi composta por 2880 crianças de ambos os gêneros, na faixa etária de 4 anos a 6 anos e 11 meses, de nível socioeconômico baixo, médio e alto, matriculadas nas escolas municipais de Salvador. Inicialmente, todas as crianças foram submetidas, de forma individual, à triagem fonoaudiológica e triagem auditiva. Além disso, foi realizada uma anamnese com os responsáveis e uma entrevista com os professores. Em seguida, foi realizada a avaliação fonológica e análise contrastiva, a fim de diagnosticar crianças com desvio fonológico. Calculou-se a prevalência do desvio fonológico e foi realizado tratamento estatístico. RESULTADOS: A prevalência do desvio fonológico foi de 9,17%. Verificou-se maior prevalência do desvio fonológico no gênero masculino. Além disso, ao associar os gêneros às variáveis "idade" e "nível socioeconômico", a prevalência variou estatisticamente. CONCLUSÃO: Fatores biológicos e sociais podem influenciar na aquisição das habilidades fonológicas da linguagem oral. Medidas de prevenção e ações voltadas para identificar e tratar o desvio fonológico devem considerar as diferentes classes de desenvolvimento socioeconômico.<hr/>PURPOSE: To verify the prevalence of phonological disorders according to age, gender and socioeconomic level of children from Salvador, Bahia, Brazil. METHODS: The sample comprised 2880 children of both genders from low, middle and high socioeconomic levels enrolled in public schools from Salvador, with ages ranging from 4 years to 6 years and 11 months. Initially, all children were individually screened for speech-language and hearing disorders. Moreover, an anamnesis was conducted with caregivers/parents, and teachers answered to an interview. After that, a phonological assessment and a contrastive analysis were conducted, in order to diagnose children with phonological disorders. The prevalence of phonological disorder was calculated, and statistical analyses were performed. RESULTS: The prevalence of speech disorders was 9.17%. It was verified a higher prevalence of phonological disorders for male subjects. In addition, when genders were associated to the variables "age" and "socioeconomic status", the prevalence varied statistically. CONCLUSION: Biological and social factors might influence the acquisition of phonological skills of oral language. Prevention measures and actions directed to identifying and treating phonological disorders should consider the different classes of socioeconomic development. <![CDATA[<b>Phonological working memory and phonological awareness in students at the end of cycle I of elementary school</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342012000400014&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: Investigar o desempenho de crianças ao final do Ciclo I do Ensino Fundamental em memória operacional fonológica e consciência fonológica, bem como a possível relação entre essas habilidades nesta faixa de escolaridade. MÉTODOS: O grupo de pesquisa foi composto por 29 sujeitos de ambos os gêneros, com média de idade de 10 anos, todos regularmente matriculados no 5º ano do Ensino Fundamental com ausência de alterações de linguagem oral e/ou escrita. Foi realizada a avaliação da memória operacional fonológica com a utilização do Teste de Repetição de Pseudopalavras e, posteriormente, utilizou-se o Instrumento de Avaliação Sequencial - CONFIAS para avaliar a consciência fonológica. RESULTADOS: Os escolares apresentaram desempenho adequado na memória operacional fonológica independente da similaridade da pseudopalavra. Para a consciência fonológica, observou-se desempenho melhor no nível silábico e inferior ao esperado para o nível fonêmico. Apesar de muitos estudos afirmarem a correlação entre a memória operacional fonológica e a consciência fonológica, esta não foi observada nesta amostra. CONCLUSÃO: A ausência de correlação encontrada entre essas habilidades traz reflexões quanto a possíveis fatores extrínsecos que podem influenciar o desempenho em consciência fonológica.<hr/>PURPOSE: To investigate the performance of students at the end of Cycle I of Elementary School in phonological working memory and phonological awareness, as well as the possible relationship between these skills in this level of schooling. METHODS: The research group was composed by 29 subjects of both genders, with mean age of 10 years, students from the 5th grade of Elementary School with no oral or written language disorders. The phonological working memory was assessed using the Pseudoword Repetition Test, and the Phonological Awareness: Instrument of Sequential Assessment - CONFIAS was used to assess phonological awareness. RESULTS: The students showed appropriate performance in phonological working memory regardless of the similarity of the pseudoword. Concerning phonological awareness, it was observed better performance in the syllabic level and lower score than expected for the phonemic level. Although several studies claim correlation between phonological working memory and phonological awareness, no correlation was found in this sample. CONCLUSION: The lack of correlation between these skills raises reflections regarding possible extrinsic factors that may influence performance in phonological awareness. <![CDATA[<b>Functional Communication Profile - Revised</b>: <b>objective description of children and adolescents of the autism spectrum</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342012000400015&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: Caracterizar objetivamente as alterações de crianças e adolescentes incluídos no espectro do autismo de acordo com o grau de severidade definido a partir das respostas ao Functional Communication Profile - Revised (FCP-R). MÉTODOS: Foram selecionadas 50 crianças (idade média 7 anos e 11 meses) com diagnósticos no espectro do autismo que foram avaliados segundo os critérios do FCP-R. As respostas obtidas foram pontuadas e classificadas de acordo com a severidade e realizada análise estatística pertinente. RESULTADOS: A caracterização dessa população evidenciou dados concordantes com a literatura, mostrando prejuízos nas áreas de linguagem (expressiva e receptiva), comportamento e pragmática, principalmente. Os indivíduos que não possuem habilidades verbais evidenciaram, ainda, alterações referentes aos domínios fala e fluência. CONCLUSÃO: O FCP-R foi sensível para caracterizar a população estudada, mostrando-se ainda mais eficaz para a avaliação individualizada.<hr/>PURPOSE: To objectively characterize the alterations of autistic children and adolescents as to their severity degree, according to the answers to the Functional Communication Profile - Revised (FCP-R). METHODS: Subjects were 50 children (mean age 7 years 11 months) with diagnosis within the autism spectrum that were assessed according to the FCP-R criteria. Answers were scored and classified according to severity, and the results were statistically analyzed. RESULTS: This group characterization evidenced results that agree with the literature, showing disorders mainly in the areas of language (expressive and receptive), behavior and pragmatics. Individuals without verbal communication also showed speech and fluency disorders. CONCLUSION: The FCP-R was sensitive to characterize the studied population, and even more efficient for individual assessment. <![CDATA[<b>Oral and general motor behavior of newborns from crack and/or cocaine using mothers</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342012000400016&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: Analisar o comportamento motor oral e global de recém-nascidos de mães que fizeram uso de crack e/ou cocaína durante a gestação e verificar se há relação entre o desenvolvimento dos sistemas sensório motor oral (SSMO) e motor global. MÉTODOS: Estudo transversal, em que foram avaliados 25 recém-nascidos prematuros e a termo de mães usuárias de crack e/ou cocaína, pareados com outro grupo de 25 recém-nascidos sem o fator em estudo. As avaliações do SSMO e motor global foram realizadas por meio do Instrumento de Avaliação da Prontidão do Prematuro para Início da Alimentação Oral e do Test of Infant Motor Performance (TIMP), respectivamente. Os resultados compararam os escores encontrados nas duas escalas e a relação destes com o uso materno do crack e/ou cocaína durante a gestação. RESULTADOS: No TIMP não foi constatada diferença na comparação entre os escores de recém-nascidos de mães usuárias de crack e/ou cocaína e os de mães não usuárias. No Instrumento de Avaliação da Prontidão do Prematuro para Início da Alimentação Oral, os resultados apresentaram diferença. Foi observada associação entre os resultados de bebês que apresentaram atraso no TIMP com menor escore no Instrumento de Avaliação da Prontidão do Prematuro para Início da Alimentação Oral. CONCLUSÃO: O baixo desempenho observado no Instrumento de Avaliação da Prontidão do Prematuro para Início da Alimentação Oral sugere que as respostas motoras orais estão alteradas pelo uso materno das drogas. A correlação entre os dois instrumentos mostra que o desenvolvimento do SSMO pode estar relacionado ao desenvolvimento motor global.<hr/>PURPOSE: analyzing the oral and general motor behavior of newborns from women who used crack and/or cocaine during pregnancy, and verifying if there is a relation between the development of the oral and general sensory motor system. METHODS: Cross-sectional study with 25 premature and full-term newborns from women who were crack and/or cocaine users were compared with another group composed of 25 newborns without the studied factor. The evaluations of the oral and general sensory motor system were carried out by the Instrument to Assess the Readiness of Preterm Infants for Oral Feeding and by the Test of Infant Motor Performance (TIMP). The results compared the scores obtained in both scales and their relation to the use of crack and/or cocaine during pregnancy. RESULTS: No significant difference was found by the TIMP when comparing the newborns from crack and/or cocaine-using mothers to the ones from non-using mothers. The results from the Instrument to Assess the Readiness of Preterm Infants for Oral Feeding showed statistic significance. A significant relation between the results from babies who presented delay in the TIMP to the lowest score in the Instrument to Assess the Readiness of Preterm Infants for Oral Feeding was observed. CONCLUSION: The low performance observed in the Instrument to Assess the Readiness of Preterm Infants for Oral Feeding suggests that the oral motor responses are altered by the use of drugs during the pregnancy. The significant correlation between both instruments shows that the development of the oral sensory motor system is directly related to the general motor development. <![CDATA[<b>Influence of hospital environment on aspects related to breastfeeding</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342012000400017&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: Verificar a influência do ambiente hospitalar nos aspectos relacionados ao aleitamento materno e à comunicação na interação mãe/neonato durante o processo da amamentação. MÉTODOS: Estudo transversal, com 34 díades: 18 internadas em alojamento conjunto e 16 internadas em unidades de cuidados intermediários/médios de um hospital público. Cada díade foi observada no momento da oferta da mamada e os dados foram analisados considerando os aspectos padronizados pela UNICEF para o aleitamento materno. Foi verificada a comunicação verbal e não verbal estabelecida. RESULTADOS: Na comparação das variáveis estudadas, houve associação significativa para a posição da mãe em relação ao neonato e para as variáveis mãe estimula e mãe vocaliza para o neonato, com percentual favorável para a díade que se encontrava em alojamento conjunto. As demais variáveis não apresentaram diferenças. CONCLUSÃO: Condições importantes para o estabelecimento da amamentação e da comunicação entre mãe/neonato são influenciadas pelo local onde se encontra a díade, especialmente o ambiente hospitalar.<hr/>PURPOSE: To investigate the influence of hospital environment on aspects related to breastfeeding and communication on the mother/newborn interaction during the breastfeeding process. METHODS: This consisted on a cross-sectional study composed by 34 dyads: 18 in rooming and 16 in intermediate/medium care units of a public hospital. Each dyad was observed at the time of breastfeeding, and data were analyzed considering the aspects standardized by UNICEF for breastfeeding. Verbal and nonverbal communication modes were observed. RESULTS: Comparison of variables showed significant associations between hospital environment and the position of the mother in relation to the newborn and mother stimulation and vocalization to the neonate, with favorable percentage for the dyad that was in rooming. The other variables did not differ. CONCLUSION: Important conditions for the establishment of breastfeeding and communication between mother and newborn are influenced by the location of the dyad, especially the hospital environment. <![CDATA[<b>Effectiveness of complementary tests in monitoring therapeutic intervention in speech sound disorders</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342012000400018&lng=es&nrm=iso&tlng=es O planejamento e a evolução terapêutica de crianças com transtorno fonológico estão diretamente relacionados à avaliação inicial e aos testes complementares aplicados. Acompanhar a evolução do caso por meio de verificações regulares acrescenta informações importantes à avaliação diagnóstica, o que permite fortalecer achados iniciais a respeito da dificuldade subjacente identificada na avaliação inicial. Assim, no presente estudo de caso verificou-se a efetividade e a eficiência da aplicação do índice de porcentagem de consoantes corretas revisado (PCC-R) bem como dos testes complementares de inconsistência de fala, de estimulabilidade e de habilidades metafonológicas no acompanhamento da intervenção terapêutica em crianças com transtorno fonológico. Participaram deste estudo três crianças do gênero masculino. Na data da avaliação inicial o Caso 1 tinha 6 anos e 9 meses de idade, o Caso 2, 8 anos e 10 meses, e o Caso 3, 9 anos e 7 meses. Além da avaliação específica da fonologia, foram aplicados testes complementares que auxiliaram na verificação da dificuldade subjacente específica em cada um dos casos. Desta forma, os sujeitos foram submetidos à avaliação de habilidades metafonológicas, à prova de inconsistência de fala e de estimulabilidade. A análise conjunta dos dados permitiu constatar que os testes selecionados foram efetivos e eficientes tanto para complementar o diagnóstico como para indicar mudanças nos três casos de crianças com transtorno fonológico.<hr/>Therapeutic planning and evolution of children with speech sound disorders are related to both the initial assessment and to the complementary tests selected to be applied. Monitoring the case by regular evaluations adds important information to the diagnosis, which allows strengthening the initial findings with regards to the underlying deficits identified in the initial evaluation. The aim of this case report was to verify the effectiveness and the efficiency in using the Percentage of Consonants Correct - Revised (PCC-R) index as well as complementary tests of speech inconsistency, stimulability and phonological awareness skills in monitoring therapeutic intervention in children with speech sound disorders. The study included three male children. At the time of initial evaluation, Case 1 was 6 years and 9 months old, Case 2, 8 years and 10 months old, and Case 3, 9 years and 7 months old. In addition to the specific assessment of phonology, complementary tests were used to help in verifying the underlying deficits for each specific case. Subjects were also evaluated on phonological awareness abilities, speech inconsistency and speech stimulability. Data analysis confirmed that the complementary tests selected for this case study were effective and efficient to complement initial diagnostic as well as to demonstrate modifications that occurred in the three subjects with speech sound disorders. <![CDATA[<b>Auditory and language abilities in children with cochlear implants who live in bilingual homes</b>: <b>a cases report</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342012000400019&lng=es&nrm=iso&tlng=es O implante coclear (IC) tem sido indicado para crianças deficientes auditivas de grau severo e/ou profundo que não tem benefício com o aparelho de amplificação sonora individual (AASI), e que apresentem família adequada e motivada para o uso do dispositivo, bem como condições adequadas de reabilitação na cidade de origem. Atualmente, a procura pelo IC também ocorre por pais surdos, fluentes na Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), que recorrem a este tratamento para oferecer outra realidade para seus filhos. O ambiente destas crianças é bilíngue, dado pela LIBRAS dos pais e pela linguagem oral dos familiares próximos, do fonoaudiólogo e da escola. Neste sentido, o presente estudo visou acompanhar quatro crianças deficientes auditivas implantadas, sendo duas crianças filhas de pais deficientes auditivos fluentes na LIBRAS (expostas a ambiente bilíngue) e duas crianças filhas de pais sem alterações auditivas (expostas a ambiente oral). Para tanto, as habilidades de audição e de aquisição da linguagem oral foram comparadas nas quatro crianças implantadas. Foi possível observar que as quatro crianças apresentaram habilidades auditivas e de linguagem semelhantes ao longo do primeiro ano de uso do IC. Contudo, a partir disto, as crianças inseridas em ambiente bilíngue apresentaram melhor desempenho auditivo e linguístico, comparado ao desenvolvimento das outras crianças. As crianças inseridas em ambiente bilíngue podem se beneficiar do IC, desenvolvendo habilidades auditivas e de linguagem similares às das crianças inseridas em ambiente oral. Ressalta-se que os benefícios do dispositivo são obtidos a partir de aspectos multifatoriais, e estudos mais aprofundados são necessários.<hr/>The cochlear implant (CI) has been indicated for children with severe and/or profound bilateral hearing loss who do not benefit from hearing aids and have adequate and motivated family for the use of the device, as well as adequate rehabilitation conditions at their hometowns. Currently, the demand for CI also occurs by deaf parents, fluent in Brazilian Sign Language (LIBRAS), who resort to this treatment to offer their children another reality. The environment of these children is bilingual, with exposition to LIBRAS through their parents and to oral language through close relatives, audiologist/speech-language pathologist, and the school. In this sense, the present study aimed to follow-up four implanted deaf children - two with deaf parents fluent in LIBRAS (exposed to a bilingual environment), and two with hearing parents (exposed to oral environment). For this purpose, abilities of hearing and oral language development were compared in these children with CI. It was observed that all four children in this study presented similar language development and auditory skills throughout the first year of CI use. However, after this period, children inserted into a bilingual environment had better auditory and linguistic performance when compared to the other children. Children in bilingual environments can benefit from the CI, developing auditory skills and oral language similarly to children inserted into an oral environment. It is emphasized that the benefits of the device is dependent on several factors, and further studies are needed. <![CDATA[<b>Food in liquid consistency and deglutition</b>: <b>a critical review of the literature</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342012000400020&lng=es&nrm=iso&tlng=es O objetivo da presente revisão de literatura foi analisar artigos científicos internacionais publicados sobre a fisiologia da deglutição de alimentos líquidos nas fases oral e faríngea. A metodologia empregada envolveu a formulação da pergunta; localização e seleção dos estudos; avaliação crítica dos artigos; conforme os preceitos do Cochrane Handbook. Foram identificados 185 artigos, dos quais se excluiu 141 por não relacionarem-se diretamente ao tema e analisou-se 29 estudos. As pesquisas estão fortemente relacionadas às formas de identificação de disfagia e não as características proporcionadas pela deglutição de diferentes consistências. Quanto à metodologia empregada nos artigos analisados observa-se que na maioria dos estudos não há grupo-controle. Os grupos estudados são heterogêneos, principalmente quando considerando indivíduos com alterações neurológicas, além disso, não há pareamento de idade na maioria dos estudos. Dessa forma, os achados desta revisão demonstram que há dificuldade na aplicabilidade clínica dos achados científicos, dificultando a prática baseada evidências.<hr/>The purpose of the present literature review was to analyze international scientific papers published on the physiology of swallowing fluids in the oral and pharyngeal phases. The employed methodology involved the formulation of the question, location and selection of studies, critical assessment of the manuscripts, according to the concepts of the Cochrane Handbook. We identified 185 articles, out of which 141 were excluded for not being directly related to the theme. Twenty-nine studies were analyzed. The researchers are strongly related to ways of identifying dysphagia and not the features offered by swallowing various consistencies. Regarding the methodology employed in the reviewed articles it is observed that in most studies there are no control groups. The studied groups are heterogeneous, especially when considering individuals with neurological disorders. In addition, subjects are not paired by age. Thus, the findings of this review indicate that there is great difficulty for clinicians to apply in their daily practice scientific findings, which in turn makes evidence-based practice very limited. <![CDATA[<b>Familial persistent developmental stuttering</b>: <b>genetic perspectives</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342012000400021&lng=es&nrm=iso&tlng=es A gagueira é uma desordem da comunicação oral que tem uma característica multidimensional. A predisposição biológica no desenvolvimento da gagueira ainda não é bem compreendida, mas contribuições genéticas para esta predisposição são reforçadas tanto por referências à agregação familial da gagueira, quanto à gagueira familial, que têm aparecido na literatura há mais de 70 anos. Assim, procuramos estabelecer uma revisão quanto aos prováveis fatores genéticos envolvidos com a manifestação da gagueira desenvolvimental persistente familial. A identificação de genes relacionados à gagueira, bem como de alterações em suas estruturas (por exemplo, mutações), contribuem significativamente para sua compreensão. O modelo exato de transmissão da herança genética para a gagueira ainda não está claramente definida e, provavelmente pode ser diferente entre diferentes famílias e populações. As análises genômicas demonstram, concomitantemente, a relevância dos componentes genéticos envolvidos e sua complexidade, sugerindo assim tratar-se de uma doença poligênica, na qual diversos genes de efeitos variados podem estar envolvidos com o aumento da susceptibilidade de ocorrência da gagueira. O clínico deverá estar alerta ao fato de que uma criança com histórico familial positivo para gagueira poderá ter uma forte tendência a desenvolver o distúrbio de forma crônica. É importante que o clínico esteja atento, de modo a fornecer às famílias orientações precisas sobre o distúrbio. As avaliações objetivas e os tratamentos controlados têm um papel muito importante para o domínio da evolução do distúrbio.<hr/>Stuttering is a disorder of oral communication that has a multidimensional character. The biological predisposition in the development of stuttering is still not well understood, but genetic contributions to this predisposition are enhanced by both references to the familial aggregation of stuttering and to familial stammering, which have appeared in the literature for over 70 years. Thus, we conducted a review as to the likely genetic factors involved in the manifestation of familial persistent developmental stuttering. The identification of genes related to stuttering, as well as alterations in their structures (e.g., mutations), contribute significantly to its understanding. The exact transmission pattern of genetic inheritance for stuttering is still not clearly defined and might probably be different among different families and populations. Genomic analysis have shown, concomitantly, the relevance of the genetic components involved and their complexity, thus suggesting that this is a polygenic disease in which several genes of different effects may be involved with the increased susceptibility of occurrence of stuttering. The clinician should be alert to the fact that a child with positive familial history for stuttering may have a strong tendency to develop the disorder chronically. It is important that the clinician is aware, in order to provide precise information about the disorder to the families. Objective evaluations and controlled treatments play an important role in the knowledge of the disorder's development. <![CDATA[<b>Acquisition of gestures in prelinguistic communication</b>: <b>a theoretical approach</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342012000400022&lng=es&nrm=iso&tlng=es Com o objetivo de compreender as relações entre o gesto e a linguagem e a relevância do gesto no desenvolvimento de competências comunicativo-linguísticas foi realizada uma pesquisa da literatura nacional e internacional. A análise dos dados de múltiplas áreas científicas indica influências transversais do gesto natural na evolução da competência comunicativo-linguística do Homem. Assim, a identificação do sistema de neurónios-espelho promoveu o emergir de vários trabalhos que levantaram hipóteses sobre o paralelismo entre a evolução do gesto versus a evolução da linguagem. A literatura aponta que os gestos naturais possuem uma força preditiva no desenvolvimento da linguagem e ao longo de diferentes períodos influencia diversas componentes: pragmática, semântica e morfossintaxe. A influência do gesto natural para a competência comunicativa continua ao longo da vida, visto que o uso de gestos naturais simultâneos ao discurso possuem a função de desambiguar o conteúdo da mensagem para o interlocutor e de organizar o discurso ao emissor. O uso dos gestos naturais na promoção de competências comunicativo-linguísticas em crianças com perturbações da comunicação pré-linguística torna-se incontornável mas requer um aprofundamento de conhecimentos dado que os estudos relacionados com as competências pragmáticas iniciais direcionam-se sobretudo com o gesto de apontar. Outros estudos analisaram os gestos naturais na compreensão das relações com as componentes da semântica e morfossintaxe em idades mais tardias.<hr/>In order to understand the relationship between gestures and language and the relevance of gestures in the development of communicative and linguistic skills, a review of national and international literature was conducted. The analysis of data from multiple areas of science indicates the cross-influences of gesture in the evolution of the communicative competence of Humankind. The identification of the human mirror system created the background for studies that generated hypotheses about the parallelism between the evolution of gesture versus the evolution of language. Literature indicates that the use of gestures has a predictive power in language development, and different periods of language development influence the components of pragmatics, semantics and morphosyntax. The influence of natural gesture for communicative competence continues throughout life, since co-speech gestures have the purpose to disambiguate the content of the message to the interlocutor and to organize verbal reasoning for the speaker. Using natural gestures in promoting communication and linguistic skills in children with prelinguistic communication disorders has become essential, but it requires deeper knowledge as studies related to the early pragmatic skills are mainly directed towards the pointing gesture. Studies that analyzed other groups of gestures in older children have also contributed for understanding the use of gestures and the development of semantic and morphosyntactic competencies. <![CDATA[<b>Resolution of vocal fold polyps with conservative treatment</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342012000400023&lng=es&nrm=iso&tlng=es Com o objetivo de compreender as relações entre o gesto e a linguagem e a relevância do gesto no desenvolvimento de competências comunicativo-linguísticas foi realizada uma pesquisa da literatura nacional e internacional. A análise dos dados de múltiplas áreas científicas indica influências transversais do gesto natural na evolução da competência comunicativo-linguística do Homem. Assim, a identificação do sistema de neurónios-espelho promoveu o emergir de vários trabalhos que levantaram hipóteses sobre o paralelismo entre a evolução do gesto versus a evolução da linguagem. A literatura aponta que os gestos naturais possuem uma força preditiva no desenvolvimento da linguagem e ao longo de diferentes períodos influencia diversas componentes: pragmática, semântica e morfossintaxe. A influência do gesto natural para a competência comunicativa continua ao longo da vida, visto que o uso de gestos naturais simultâneos ao discurso possuem a função de desambiguar o conteúdo da mensagem para o interlocutor e de organizar o discurso ao emissor. O uso dos gestos naturais na promoção de competências comunicativo-linguísticas em crianças com perturbações da comunicação pré-linguística torna-se incontornável mas requer um aprofundamento de conhecimentos dado que os estudos relacionados com as competências pragmáticas iniciais direcionam-se sobretudo com o gesto de apontar. Outros estudos analisaram os gestos naturais na compreensão das relações com as componentes da semântica e morfossintaxe em idades mais tardias.<hr/>In order to understand the relationship between gestures and language and the relevance of gestures in the development of communicative and linguistic skills, a review of national and international literature was conducted. The analysis of data from multiple areas of science indicates the cross-influences of gesture in the evolution of the communicative competence of Humankind. The identification of the human mirror system created the background for studies that generated hypotheses about the parallelism between the evolution of gesture versus the evolution of language. Literature indicates that the use of gestures has a predictive power in language development, and different periods of language development influence the components of pragmatics, semantics and morphosyntax. The influence of natural gesture for communicative competence continues throughout life, since co-speech gestures have the purpose to disambiguate the content of the message to the interlocutor and to organize verbal reasoning for the speaker. Using natural gestures in promoting communication and linguistic skills in children with prelinguistic communication disorders has become essential, but it requires deeper knowledge as studies related to the early pragmatic skills are mainly directed towards the pointing gesture. Studies that analyzed other groups of gestures in older children have also contributed for understanding the use of gestures and the development of semantic and morphosyntactic competencies. <![CDATA[<b>Early identification of language delay by direct language assessment or parent report?</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342012000400024&lng=es&nrm=iso&tlng=es Com o objetivo de compreender as relações entre o gesto e a linguagem e a relevância do gesto no desenvolvimento de competências comunicativo-linguísticas foi realizada uma pesquisa da literatura nacional e internacional. A análise dos dados de múltiplas áreas científicas indica influências transversais do gesto natural na evolução da competência comunicativo-linguística do Homem. Assim, a identificação do sistema de neurónios-espelho promoveu o emergir de vários trabalhos que levantaram hipóteses sobre o paralelismo entre a evolução do gesto versus a evolução da linguagem. A literatura aponta que os gestos naturais possuem uma força preditiva no desenvolvimento da linguagem e ao longo de diferentes períodos influencia diversas componentes: pragmática, semântica e morfossintaxe. A influência do gesto natural para a competência comunicativa continua ao longo da vida, visto que o uso de gestos naturais simultâneos ao discurso possuem a função de desambiguar o conteúdo da mensagem para o interlocutor e de organizar o discurso ao emissor. O uso dos gestos naturais na promoção de competências comunicativo-linguísticas em crianças com perturbações da comunicação pré-linguística torna-se incontornável mas requer um aprofundamento de conhecimentos dado que os estudos relacionados com as competências pragmáticas iniciais direcionam-se sobretudo com o gesto de apontar. Outros estudos analisaram os gestos naturais na compreensão das relações com as componentes da semântica e morfossintaxe em idades mais tardias.<hr/>In order to understand the relationship between gestures and language and the relevance of gestures in the development of communicative and linguistic skills, a review of national and international literature was conducted. The analysis of data from multiple areas of science indicates the cross-influences of gesture in the evolution of the communicative competence of Humankind. The identification of the human mirror system created the background for studies that generated hypotheses about the parallelism between the evolution of gesture versus the evolution of language. Literature indicates that the use of gestures has a predictive power in language development, and different periods of language development influence the components of pragmatics, semantics and morphosyntax. The influence of natural gesture for communicative competence continues throughout life, since co-speech gestures have the purpose to disambiguate the content of the message to the interlocutor and to organize verbal reasoning for the speaker. Using natural gestures in promoting communication and linguistic skills in children with prelinguistic communication disorders has become essential, but it requires deeper knowledge as studies related to the early pragmatic skills are mainly directed towards the pointing gesture. Studies that analyzed other groups of gestures in older children have also contributed for understanding the use of gestures and the development of semantic and morphosyntactic competencies. <![CDATA[<b>Temporal resolution in sensorineural hearing loss and brain injury</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342012000400025&lng=es&nrm=iso&tlng=es Com o objetivo de compreender as relações entre o gesto e a linguagem e a relevância do gesto no desenvolvimento de competências comunicativo-linguísticas foi realizada uma pesquisa da literatura nacional e internacional. A análise dos dados de múltiplas áreas científicas indica influências transversais do gesto natural na evolução da competência comunicativo-linguística do Homem. Assim, a identificação do sistema de neurónios-espelho promoveu o emergir de vários trabalhos que levantaram hipóteses sobre o paralelismo entre a evolução do gesto versus a evolução da linguagem. A literatura aponta que os gestos naturais possuem uma força preditiva no desenvolvimento da linguagem e ao longo de diferentes períodos influencia diversas componentes: pragmática, semântica e morfossintaxe. A influência do gesto natural para a competência comunicativa continua ao longo da vida, visto que o uso de gestos naturais simultâneos ao discurso possuem a função de desambiguar o conteúdo da mensagem para o interlocutor e de organizar o discurso ao emissor. O uso dos gestos naturais na promoção de competências comunicativo-linguísticas em crianças com perturbações da comunicação pré-linguística torna-se incontornável mas requer um aprofundamento de conhecimentos dado que os estudos relacionados com as competências pragmáticas iniciais direcionam-se sobretudo com o gesto de apontar. Outros estudos analisaram os gestos naturais na compreensão das relações com as componentes da semântica e morfossintaxe em idades mais tardias.<hr/>In order to understand the relationship between gestures and language and the relevance of gestures in the development of communicative and linguistic skills, a review of national and international literature was conducted. The analysis of data from multiple areas of science indicates the cross-influences of gesture in the evolution of the communicative competence of Humankind. The identification of the human mirror system created the background for studies that generated hypotheses about the parallelism between the evolution of gesture versus the evolution of language. Literature indicates that the use of gestures has a predictive power in language development, and different periods of language development influence the components of pragmatics, semantics and morphosyntax. The influence of natural gesture for communicative competence continues throughout life, since co-speech gestures have the purpose to disambiguate the content of the message to the interlocutor and to organize verbal reasoning for the speaker. Using natural gestures in promoting communication and linguistic skills in children with prelinguistic communication disorders has become essential, but it requires deeper knowledge as studies related to the early pragmatic skills are mainly directed towards the pointing gesture. Studies that analyzed other groups of gestures in older children have also contributed for understanding the use of gestures and the development of semantic and morphosyntactic competencies. <![CDATA[<b>Analysis of the impact noise on the hearing of military personnel of special operations</b>: <b>a proposal for prevention</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342012000400026&lng=es&nrm=iso&tlng=es Com o objetivo de compreender as relações entre o gesto e a linguagem e a relevância do gesto no desenvolvimento de competências comunicativo-linguísticas foi realizada uma pesquisa da literatura nacional e internacional. A análise dos dados de múltiplas áreas científicas indica influências transversais do gesto natural na evolução da competência comunicativo-linguística do Homem. Assim, a identificação do sistema de neurónios-espelho promoveu o emergir de vários trabalhos que levantaram hipóteses sobre o paralelismo entre a evolução do gesto versus a evolução da linguagem. A literatura aponta que os gestos naturais possuem uma força preditiva no desenvolvimento da linguagem e ao longo de diferentes períodos influencia diversas componentes: pragmática, semântica e morfossintaxe. A influência do gesto natural para a competência comunicativa continua ao longo da vida, visto que o uso de gestos naturais simultâneos ao discurso possuem a função de desambiguar o conteúdo da mensagem para o interlocutor e de organizar o discurso ao emissor. O uso dos gestos naturais na promoção de competências comunicativo-linguísticas em crianças com perturbações da comunicação pré-linguística torna-se incontornável mas requer um aprofundamento de conhecimentos dado que os estudos relacionados com as competências pragmáticas iniciais direcionam-se sobretudo com o gesto de apontar. Outros estudos analisaram os gestos naturais na compreensão das relações com as componentes da semântica e morfossintaxe em idades mais tardias.<hr/>In order to understand the relationship between gestures and language and the relevance of gestures in the development of communicative and linguistic skills, a review of national and international literature was conducted. The analysis of data from multiple areas of science indicates the cross-influences of gesture in the evolution of the communicative competence of Humankind. The identification of the human mirror system created the background for studies that generated hypotheses about the parallelism between the evolution of gesture versus the evolution of language. Literature indicates that the use of gestures has a predictive power in language development, and different periods of language development influence the components of pragmatics, semantics and morphosyntax. The influence of natural gesture for communicative competence continues throughout life, since co-speech gestures have the purpose to disambiguate the content of the message to the interlocutor and to organize verbal reasoning for the speaker. Using natural gestures in promoting communication and linguistic skills in children with prelinguistic communication disorders has become essential, but it requires deeper knowledge as studies related to the early pragmatic skills are mainly directed towards the pointing gesture. Studies that analyzed other groups of gestures in older children have also contributed for understanding the use of gestures and the development of semantic and morphosyntactic competencies. <![CDATA[<b>YouTube and deafness</b>: <b>analysis of discourses produced by deaf people in virtual places</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342012000400027&lng=es&nrm=iso&tlng=es Com o objetivo de compreender as relações entre o gesto e a linguagem e a relevância do gesto no desenvolvimento de competências comunicativo-linguísticas foi realizada uma pesquisa da literatura nacional e internacional. A análise dos dados de múltiplas áreas científicas indica influências transversais do gesto natural na evolução da competência comunicativo-linguística do Homem. Assim, a identificação do sistema de neurónios-espelho promoveu o emergir de vários trabalhos que levantaram hipóteses sobre o paralelismo entre a evolução do gesto versus a evolução da linguagem. A literatura aponta que os gestos naturais possuem uma força preditiva no desenvolvimento da linguagem e ao longo de diferentes períodos influencia diversas componentes: pragmática, semântica e morfossintaxe. A influência do gesto natural para a competência comunicativa continua ao longo da vida, visto que o uso de gestos naturais simultâneos ao discurso possuem a função de desambiguar o conteúdo da mensagem para o interlocutor e de organizar o discurso ao emissor. O uso dos gestos naturais na promoção de competências comunicativo-linguísticas em crianças com perturbações da comunicação pré-linguística torna-se incontornável mas requer um aprofundamento de conhecimentos dado que os estudos relacionados com as competências pragmáticas iniciais direcionam-se sobretudo com o gesto de apontar. Outros estudos analisaram os gestos naturais na compreensão das relações com as componentes da semântica e morfossintaxe em idades mais tardias.<hr/>In order to understand the relationship between gestures and language and the relevance of gestures in the development of communicative and linguistic skills, a review of national and international literature was conducted. The analysis of data from multiple areas of science indicates the cross-influences of gesture in the evolution of the communicative competence of Humankind. The identification of the human mirror system created the background for studies that generated hypotheses about the parallelism between the evolution of gesture versus the evolution of language. Literature indicates that the use of gestures has a predictive power in language development, and different periods of language development influence the components of pragmatics, semantics and morphosyntax. The influence of natural gesture for communicative competence continues throughout life, since co-speech gestures have the purpose to disambiguate the content of the message to the interlocutor and to organize verbal reasoning for the speaker. Using natural gestures in promoting communication and linguistic skills in children with prelinguistic communication disorders has become essential, but it requires deeper knowledge as studies related to the early pragmatic skills are mainly directed towards the pointing gesture. Studies that analyzed other groups of gestures in older children have also contributed for understanding the use of gestures and the development of semantic and morphosyntactic competencies. <![CDATA[<b>Students' profile of 3<sup>rd</sup> to 5<sup>th</sup> grade of elementary school in reading comprehension</b>: <b>elaboration of an assessment instrument</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342012000400028&lng=es&nrm=iso&tlng=es Com o objetivo de compreender as relações entre o gesto e a linguagem e a relevância do gesto no desenvolvimento de competências comunicativo-linguísticas foi realizada uma pesquisa da literatura nacional e internacional. A análise dos dados de múltiplas áreas científicas indica influências transversais do gesto natural na evolução da competência comunicativo-linguística do Homem. Assim, a identificação do sistema de neurónios-espelho promoveu o emergir de vários trabalhos que levantaram hipóteses sobre o paralelismo entre a evolução do gesto versus a evolução da linguagem. A literatura aponta que os gestos naturais possuem uma força preditiva no desenvolvimento da linguagem e ao longo de diferentes períodos influencia diversas componentes: pragmática, semântica e morfossintaxe. A influência do gesto natural para a competência comunicativa continua ao longo da vida, visto que o uso de gestos naturais simultâneos ao discurso possuem a função de desambiguar o conteúdo da mensagem para o interlocutor e de organizar o discurso ao emissor. O uso dos gestos naturais na promoção de competências comunicativo-linguísticas em crianças com perturbações da comunicação pré-linguística torna-se incontornável mas requer um aprofundamento de conhecimentos dado que os estudos relacionados com as competências pragmáticas iniciais direcionam-se sobretudo com o gesto de apontar. Outros estudos analisaram os gestos naturais na compreensão das relações com as componentes da semântica e morfossintaxe em idades mais tardias.<hr/>In order to understand the relationship between gestures and language and the relevance of gestures in the development of communicative and linguistic skills, a review of national and international literature was conducted. The analysis of data from multiple areas of science indicates the cross-influences of gesture in the evolution of the communicative competence of Humankind. The identification of the human mirror system created the background for studies that generated hypotheses about the parallelism between the evolution of gesture versus the evolution of language. Literature indicates that the use of gestures has a predictive power in language development, and different periods of language development influence the components of pragmatics, semantics and morphosyntax. The influence of natural gesture for communicative competence continues throughout life, since co-speech gestures have the purpose to disambiguate the content of the message to the interlocutor and to organize verbal reasoning for the speaker. Using natural gestures in promoting communication and linguistic skills in children with prelinguistic communication disorders has become essential, but it requires deeper knowledge as studies related to the early pragmatic skills are mainly directed towards the pointing gesture. Studies that analyzed other groups of gestures in older children have also contributed for understanding the use of gestures and the development of semantic and morphosyntactic competencies. <![CDATA[<b>Spelling performance of elementary school students</b>: <b>developing and implementing an instrument of intervention</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342012000400029&lng=es&nrm=iso&tlng=es Com o objetivo de compreender as relações entre o gesto e a linguagem e a relevância do gesto no desenvolvimento de competências comunicativo-linguísticas foi realizada uma pesquisa da literatura nacional e internacional. A análise dos dados de múltiplas áreas científicas indica influências transversais do gesto natural na evolução da competência comunicativo-linguística do Homem. Assim, a identificação do sistema de neurónios-espelho promoveu o emergir de vários trabalhos que levantaram hipóteses sobre o paralelismo entre a evolução do gesto versus a evolução da linguagem. A literatura aponta que os gestos naturais possuem uma força preditiva no desenvolvimento da linguagem e ao longo de diferentes períodos influencia diversas componentes: pragmática, semântica e morfossintaxe. A influência do gesto natural para a competência comunicativa continua ao longo da vida, visto que o uso de gestos naturais simultâneos ao discurso possuem a função de desambiguar o conteúdo da mensagem para o interlocutor e de organizar o discurso ao emissor. O uso dos gestos naturais na promoção de competências comunicativo-linguísticas em crianças com perturbações da comunicação pré-linguística torna-se incontornável mas requer um aprofundamento de conhecimentos dado que os estudos relacionados com as competências pragmáticas iniciais direcionam-se sobretudo com o gesto de apontar. Outros estudos analisaram os gestos naturais na compreensão das relações com as componentes da semântica e morfossintaxe em idades mais tardias.<hr/>In order to understand the relationship between gestures and language and the relevance of gestures in the development of communicative and linguistic skills, a review of national and international literature was conducted. The analysis of data from multiple areas of science indicates the cross-influences of gesture in the evolution of the communicative competence of Humankind. The identification of the human mirror system created the background for studies that generated hypotheses about the parallelism between the evolution of gesture versus the evolution of language. Literature indicates that the use of gestures has a predictive power in language development, and different periods of language development influence the components of pragmatics, semantics and morphosyntax. The influence of natural gesture for communicative competence continues throughout life, since co-speech gestures have the purpose to disambiguate the content of the message to the interlocutor and to organize verbal reasoning for the speaker. Using natural gestures in promoting communication and linguistic skills in children with prelinguistic communication disorders has become essential, but it requires deeper knowledge as studies related to the early pragmatic skills are mainly directed towards the pointing gesture. Studies that analyzed other groups of gestures in older children have also contributed for understanding the use of gestures and the development of semantic and morphosyntactic competencies.