Scielo RSS <![CDATA[Revista da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1516-803420080002&lang=pt vol. 13 num. 2 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Editorial</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342008000200001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>Editorial</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342008000200002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>Voz, deglutição e qualidade de vida de pacientes com alteração de mobilidade de prega vocal unilateral pré e pós-fonoterapia</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342008000200003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Investigar as contribuições da fonoterapia na voz, na deglutição e na qualidade de vida de pacientes com alteração unilateral de mobilidade de prega vocal. MÉTODOS: Os sujeitos foram 13 pacientes, de ambos os sexos, com alteração unilateral de mobilidade de prega vocal. Foi realizado um levantamento da história clínica, dos dados de avaliação pré e pós-fonoterapia e da qualidade de vida dos mesmos a partir dos prontuários, das fitas de exame e das gravações de exames. RESULTADOS: Após a intervenção fonoaudiológica foi possível observar: nove pacientes apresentaram melhora da qualidade vocal após fonoterapia; todos os pacientes apresentaram melhora em pelo menos um parâmetro da avaliação acústica; dez pacientes apresentaram classificação dentro dos limites de normalidade em relação à escala de severidade da disfagia e nove em relação à escala de penetração/aspiração; seis pacientes referiram menor desvantagem vocal; nove pacientes referiram menor impacto da disfagia na qualidade de vida. CONCLUSÃO: Os resultados apontam melhoras na voz, na deglutição, na limitação vocal e na qualidade de vida relacionada à deglutição após fonoterapia. Pode-se dizer que a fonoterapia parece ser efetiva na melhora da voz, da deglutição, do nível de desvantagem vocal e da qualidade de vida em deglutição de pacientes com alterações na mobilidade das pregas vocais.<hr/>PURPOSE: To investigate the contributions of speech therapy in voice, deglutition and quality of life of participants with unilateral vocal cords mobility alteration. METHODS: The subjects were 13 patients, both genders, with unilateral vocal cords mobility alteration. A research of clinical history, evaluation prior and post speech therapy and quality of life was carried out based on protocols, exam tapes and recordings from the participants' files. RESULTS: After speech therapy, it was possible to observe that: nine participants had better vocal quality at the end of the intervention process; all participants showed improvement of at least one parameter of the acoustic evaluation; ten participants were classified as within normality regarding the dysphagia severity scale and nine regarding the penetration/aspiration scale; six patients referred less vocal disadvantage; nine subjects referred less impact of dysphagia in quality of life. CONCLUSION: Results showed improvements in voice, deglutition, vocal handicap and quality of life related to the deglutition after speech therapy. It can be concluded that speech therapy seems to be effective for voice, deglutition, vocal handicap and quality of life improvement of patients with vocal cords mobility alteration. <![CDATA[<b>Grau de percepção e incômodo quanto à condição facial em indivíduos com paralisia facial periférica na fase de seqüelas</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342008000200004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Correlacionar a auto-avaliação da condição facial do paciente, o grau de incômodo quanto às seqüelas e de prejuízo em atitudes diárias com os dados encontrados na avaliação fonoaudiológica. MÉTODOS: Participaram da pesquisa 29 indivíduos, de ambos os sexos, média de idade de 46 anos, com média de 5,9 sessões de fonoterapia. Realizou-se avaliação fonoaudiológica da simetria e da movimentação da face e verificou-se a presença de sincinesias e contraturas por meio de instrumento publicado e padronizado. Além disso, realizou-se uma entrevista por meio de perguntas fechadas que permitiram a graduação da opinião do paciente quanto à sua própria face e influência desse problema em suas atividades sociais e profissionais. RESULTADOS: Encontrou-se concordância quanto à auto-avaliação do paciente e a avaliação fonoaudiológica (p=0,0029), porém essa correlação não esteve presente em pacientes com menos de três sessões de fonoterapia. Não houve correlação significante entre o grau de sincinesia/contratura e o grau de incômodo referido pelo paciente, assim como o prejuízo em atividades sociais e profissionais não foi associado ao grau de paralisia, sincinesia, ou contratura. No entanto, houve correlação fraca com tendência à significação (r=-0,3250/p=0,085) quando comparou-se a auto-avaliação do paciente com o grau de prejuízo referido. CONCLUSÕES: A autopercepção da condição facial nem sempre é concordante entre o profissional e o paciente, sendo que essa concordância aumenta em pacientes com maior tempo de terapia. Por outro lado, o impacto da condição facial na vida do paciente parece não depender do grau das seqüelas.<hr/>PURPOSE: To correlate the self-evaluation of patients with facial paralysis regarding their facial condition, the level of sequelae discomfort and the negative consequences in daily activities, with the results found in clinical assessment. METHODS: Twenty-nine subjects of both genders, with average age of 46 years and an average of 5.9 therapy sessions participated in this study. A clinical evaluation of facial symmetry and movement was carried out, verifying the presence of synkinesis and contractures using a facial grading system proposed by a standardized and published instrument. Moreover, an interview with closed questions was carried out, in order to measure the patient's opinion regarding how his own face influences his professional and social activities. RESULTS: There was an accordance regarding the patient's self evaluation and the clinical assessment (p=0,0029), but this correlation was not found in patients with less than three sessions of the speech therapy. No significant correlation was found between the degree of synkinesis/contracture and the level of discomfort reported by the patient. Furthermore, the negative consequences in professional and social activities were not associated to the degree of facial paralysis, synkinesis or contracture. However, there was a weak correlation tending to significance (r=-0,3250/p=0,085) when the self evaluation was compared to the reported negative consequences. CONCLUSIONS: The patient's self perception of the facial condition is not always in agreement with the professional's assessment, although this agreement increases in patients with longer intervention periods. On the other hand, the impact of the facial condition in the patient's life does not depend on the degree of sequelae. <![CDATA[<b>Medidas e proporções antropométricas orofaciais de crianças respiradoras orais</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342008000200005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Descrever as medidas e proporções orofaciais de crianças respiradoras orais e comparar a média do lado direito da face com a média do lado esquerdo da face, segundo a idade. MÉTODOS: Participaram 100 crianças, de ambos os sexos, com idades entre sete anos e 11 anos e 11 meses, leucodermas, em dentição mista, com diagnóstico de respiração oral. As crianças foram submetidas à avaliação antropométrica, sendo que as medidas orofaciais obtidas foram lábio superior, lábio inferior, filtro, terço superior da face, terço médio da face, terço inferior da face e lados da face. O instrumento utilizado foi o paquímetro eletrônico digital da marca Starrett, Série 727. RESULTADOS: Não houve diferença estatisticamente significativa entre as médias das medidas antropométricas orofaciais das crianças respiradoras orais, segundo a idade, com exceção do terço médio da face e dos lados da face. Não houve diferença estatisticamente significativa entre as médias das proporções orofaciais das crianças respiradoras orais, com exceção da proporção entre o terço superior da face e o terço médio da face. Não houve diferença estatisticamente significativa entre as médias dos lados da face, segundo a idade. CONCLUSÕES: Não houve diferença estatisticamente entre a maioria das médias das medidas e proporções orofaciais de crianças respiradoras orais, segundo a idade.<hr/>PURPOSE: To describe the orofacial measurements and proportions of mouth breathing children and to compare the average of the right side of the face to the average of the left side of the face, according to age. METHODS: One hundred children of both sexes, with ages ranging from seven to 11 years and 11 months, leukoderms, in mixed dentition period and with mouth breathing diagnosis participated in the study. The children were submitted to anthropometric assessment, and the orofacial measurements obtained were upper lip, lower lip, philtrum, upper face, middle face, lower face and sides of the face. The instrument used was the electronic digital sliding caliper Starrett Series 727. RESULTS: There was statistically no difference among the averages of the anthropometric orofacial measurements of mouth breathing children, according to age, with exception of the middle face and the sides of the face. There was also no difference among the averages of the orofacial proportions of mouth breathing children, with exception of the proportion between upper face and middle face, and between the averages of the sides of the face, according to age. CONCLUSIONS: Statistically, no differences were found among most of the averages of the orofacial measurements and proportions of mouth breathing children, according to age. <![CDATA[<b>Treinamento muscular na face</b>: <b>a prática dos fonoaudiólogos de Belo Horizonte</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342008000200006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Verificar a prática do fonoaudiólogo que atua em motricidade orofacial em Belo Horizonte, acerca de treinamento muscular na face e comparar a conduta de profissionais com e sem especialização na área. MÉTODOS: Estudo transversal, com aplicação de questionário a 60 fonoaudiólogos de Belo Horizonte, atuantes em motricidade orofacial, sendo 30 sem especialização e 30 com especialização na área. O instrumento apresentou a descrição de um caso clínico e 12 perguntas acerca de condutas em mioterapia. Para análise dos dados foram empregados os testes qui-quadrado e exato de Fisher, sendo considerado um nível de significância de 5%. RESULTADOS: Na amostra pesquisada, 88,3% citaram exercícios isométricos, 63,3% indicaram freqüência de treinamento de três vezes ao dia e 81,7% sete dias por semana. A variação do tempo de contração muscular foi citada por 61,7%, sendo que 40,0% orientam aumento do tempo. Indicaram necessidade de variar o número de séries dos exercícios ao longo da terapia 50,0%, sendo que 26,7% destes citaram a diminuição. Quanto à freqüência, 43,3% consideraram necessário realizar variação ao longo da terapia, tendo 20,0% informado diminuir o número de vezes por dia e 23,3% diminuir o número de dias por semana. O tempo médio de quatro a seis meses para fonoterapia foi citado por 56,7% dos fonoaudiólogos. CONCLUSÃO: A maioria dos fonoaudiólogos citou empregar exercício isométrico, três vezes ao dia, sete dias por semana, com tempo médio de terapia entre quatro e seis meses. A conduta dos fonoaudiólogos com e sem especialização não apresentou diferença significante.<hr/>PURPOSE: To verify the practice of the speech-language pathologist who acts in orofacial myology in Belo Horizonte - MG (Brazil) concerning facial muscular training, and to compare orofacial myology specialists and nonspecialists' conducts. METHODS: Sectional study, with application of a questionnaire to 60 speech-language pathologists (SLP) from Belo Horizonte - MG (Brazil) who attend orofacial myology patients: 30 graduate without specialization and 30 specialized in orofacial myology. The questionnaire presented a case report and 12 questions regarding conducts in myotherapy. Data analysis used Chi-square and Fisher's Exact Test, and considered a significance level of 5%. RESULTS: In the researched sample, 88.3% of the SLP mentioned isometric exercises, 63.3% requested a training frequency of three times a day and 81.7% seven days a week. The variation of time of muscular contraction was mentioned by 61.7%, and 40% recommend time increase. They indicated the need to vary the number of series of exercises along the therapeutic process in 50% of the interviews, and 26.7% of these mentioned decrease of this number. Regarding frequency, 43.3% considered necessary to vary the frequency of exercises along the therapeutic process: 20% reducing the number of repetitions of the exercise per day and 23.3% reducing the number of days a week. More than half of the professionals (56.7%) informed that the average time of intervention for orofacial myology varied from four to six months. CONCLUSION: The majority of the SLP interviewed for this study employ isometric exercises, three times a day, seven days a week, for an average period of four to six months of therapy. There was no significant difference between the conduct of specialized and nonspecialized speech-language pathologists. <![CDATA[<b>Análise do desenvolvimento das habilidades diadococinéticas orais em crianças normais e com transtorno fonológico</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342008000200007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Verificar o desempenho de crianças com e sem transtorno fonológico nas provas de diadococinesia e a existência de correlação entre esta e o Índice Porcentagem de Consoantes Corretas Revisado. MÉTODOS: Participaram da pesquisa 35 crianças com idades entre 4:5 e 10:7 anos, sendo 15 diagnosticadas com transtorno fonológico e 20 sem alteração de linguagem. Foram aplicados em todos os sujeitos: prova diadococinética, anamnese, provas de fonologia e vocabulário do teste de linguagem Infantil ABFW, avaliação da fala espontânea e do Sistema Sensório Motor Oral. A partir das provas de fonologia e fala espontânea, foi calculado o índice de gravidade Porcentagem de Consoantes Corretas Revisado. Na prova de diadococinesia foi calculada a velocidade de repetição obtida pelo número de seqüências que a criança produziu dividido pelo tempo de produção destas. RESULTADOS: A análise estatística identificou diferenças significantes em relação à velocidade de repetição de seqüências por segundo e na produção de acertos e erros na prova de diadococinesia. Houve correlação entre as seqüências da prova diadococinética e o índice Porcentagem de Consoantes Corretas Revisado apenas no Grupo Controle. CONCLUSÃO: As crianças do Grupo Experimental obtiveram velocidade de repetição menor e mais erros na prova de diadococinesia. Houve correlação entre a prova diadococinética e o índice Porcentagem de Consoantes Corretas Revisado apenas no Grupo Controle, sugerindo o inter-relacionamento entre a maturação do processamento motor da fala e desenvolvimento fonológico. Sugere-se, portanto, a importância da prova de diadococinesia para a avaliação e o diagnóstico diferencial do transtorno fonológico.<hr/>PURPOSE: To verify the performance of children with and without phonological disorder in diadochokinetic tasks and the existence of correlation between the diadochokinetic test and the index Percentage of Correct Consonants Revised. METHODS: Thirty five children with ages between 4:5 and 10:7 years, 15 with diagnosis of phonological disorder and 20 without language deficits (Control Group), participated in the study. The following protocols were carried out by all subjects: diadochokinetic test, anamnesis, phonology and vocabulary tests of the ABFW - Teste de Linguagem Infantil, spontaneous speech and oral sensorimotor structures' assessment. Based in the phonology test and the spontaneous speech assessment, the severity index Percentage of Consonants Correct - Revised was calculated. In the diadochokinetic test, the repetition speed was obtained dividing the number of sequences that the child produced by the time taken to do it. RESULTS: Statistical analysis identified significant differences in the speed of sequences repetition per second and in the production of correct and incorrect repetitions in the diadochokinetic test. There was a correlation between the diadochokinetic test sequences and the index Percentage of Consonants Correct -Revised only in the Control Group. CONCLUSIONS: The phonologically disordered children had lower repetition speed and produced more incorrect repetitions in the diadochokinetic test. Only the Control Group showed correlation between the diadochokinetic test and the index Percentage of Consonants Correct - Revised, suggesting an inter-relationship between maturation of speech motor processing and phonological development. The importance of the diadochokinetic test for evaluation and differential diagnoses of phonological disorders is suggested. <![CDATA[<b>Generalização baseada nas relações implicacionais obtida pelo modelo "ABAB-Retirada e Provas Múltiplas"</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342008000200008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Analisar a generalização baseada nas relações implicacionais obtida pelo Modelo "ABAB-Retirada e Provas Múltiplas" em crianças com diferentes graus de severidade de desvio fonológico. MÉTODOS: Análise dos dados de fala de oito sujeitos com desvios fonológicos. Foram realizadas avaliações da linguagem compreensiva e expressiva, do sistema sensório-motor oral, da psicomotricidade, da discriminação auditiva e avaliação fonológica, além de avaliações complementares (otorrinolaringológica audiológica e neurológica). A seguir, foi determinado o grau de severidade do desvio fonológico, para então iniciar o tratamento, em que foi aplicado o Modelo "ABAB-Retirada e Provas Múltiplas". RESULTADOS: Foram observadas generalizações baseadas em relações implicacionais. CONCLUSÕES: O Modelo "ABAB-Retirada e Provas Múltiplas" foi eficaz no tratamento dos sujeitos com desvio fonológico. A generalização baseada em relações implicacionais concordou, em parte, com o Modelo Implicacional de Complexidade de Traços (MICT).<hr/>PURPOSE: To analyze the generalization based on the implicational relationships obtained by the "ABAB Withdrawal and Multiple Probes Model" in children with different severity degrees of phonological deviation. METHODS: Speech data analysis of eight subjects with phonological deviations. Evaluations of receptive and expressive language, oral sensory-motor oral system, psychomotricity, hea-ring discrimination and phonology were carried out, in addition to audiological, otorhinolaryngological and neurological evaluations. Next, the severity degree of the phonological deviation was determined, and the treatment was initiated, using the "ABAB Withdrawal and Multiple Probes Model". RESULTS: Generalizations based on implicational relationships were observed. CONCLUSIONS: The "ABAB Withdrawal and Multiple Probes Model" was effective in the treatment of subjects with phonological deviation. The generalization based on implicational relationships coincided, partly, with the Implicational Model of Features Complexity. <![CDATA[<b>Relação entre desempenho em consciência fonológica e a variável sexo</b>: <b>um estudo com crianças pré-escolares</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342008000200009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Analisar o desempenho em tarefas de Consciência Fonológica (CF), de acordo com o sexo e com a hipótese de escrita. MÉTODOS: Foram avaliados 43 pré-escolares, 19 do sexo masculino e 24 do feminino, por meio de triagem fonoaudiológica completa, avaliação do nível de escrita, e das habilidades em CF. Os dados foram analisados utilizando-se os testes estatísticos ANOVA, de Duas Vias e Uma Via. RESULTADOS: Como resultados, encontrou-se relação estatisticamente significativa entre CF e sexo nos sujeitos com níveis de escrita silábico-alfabético e alfabético, nos quais a consciência de palavras mostrou-se mais desenvolvida no sexo masculino. Em tarefas de segmentação silábica com trissílabos, houve desempenho significativamente melhor no sexo feminino, evidenciando maior facilidade em lidar com a análise das sílabas. CONCLUSÕES: Concluiu-se que as meninas apresentam maior habilidade em analisar unidades menores, em palavras de maior extensão, o que pode ser sugestivo da possível relação entre o baixo índice de desvios fonológicos no sexo feminino e seu melhor desempenho em CF.<hr/>PURPOSE: To analyze the performance in phonological awareness tasks (PA), according to sex and writing hypothesis. METHODS: Forty-three preschool children - 19 male and 24 female - were submitted to a complete speech-language pathology screening, and carried out an evaluation of their writing level and their PA abilities. The data were statistically analyzed using Two-Way and One-Way ANOVA. RESULTS: As a result, there was a statistically significant relationship between PA and gender in subjects with syllabic-alphabetical and alphabetical writing levels. Awareness for words was more developed among male subjects, while female individuals had significantly better performances in syllabic segmentation tasks with three-syllable words, which evidenced their better abilities in dealing with syllabic analysis. CONCLUSIONS: It's concluded that the female subjects showed greater ability to analyze smaller units in longer words, which might suggest a possible relationship between the low rate of phonological deviations in female individuals and their better performance in PA. <![CDATA[<b>A exposição ao chumbo como fator de risco para alterações no desenvolvimento da linguagem</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342008000200010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Verificar a ocorrência de alterações no desenvolvimento, em particular, o desenvolvimento da linguagem, em crianças com histórico de exposição ao metal chumbo, e a existência ou não de correlação entre índice de contaminação e desenvolvimento de linguagem. MÉTODOS: Cinqüenta e oito crianças entre 12 e 36 meses foram submetidas à triagem fonoaudiológica; destas, 15 compareceram para avaliação específica por meio da Escala de Desenvolvimento Comportamental de Gesell e Amatruda por terem falhado na triagem. A correlação entre índice de chumbo e o grau de defasagem na linguagem foi verificada. RESULTADOS: Seis crianças apresentaram defasagem na área da linguagem da Escala, sendo que, uma delas apresentou defasagem em todos os campos. CONCLUSÃO: Não foi encontrada correlação negativa significante entre a concentração de chumbo e o grau de defasagem no desenvolvimento de linguagem dos indivíduos participantes, entretanto, o estudo sugere que a contaminação pelo chumbo tornou-se fator de risco para alterações no desenvolvimento da linguagem destas crianças. Dessa forma, mais estudos são necessários para verificar o grau de prejuízo que este metal pode ocasionar às pessoas, principalmente quando estão em desenvolvimento.<hr/>PURPOSE: To verify the occurrence of alterations in the development, in particular language development, in children with history of metal lead exposure, and whether there is a correlation between index of contamination and language development. METHODS: Fifty eight children with ages between 12 and 36 months were submitted to speech-language pathology screening; 15 of these children failed the screening, and were referred to specific evaluation using the Behavioral Development Scale by Gesell and Amatruda (Escala de Desenvolvimento Comportamental de Gesell e Amatruda). The correlation between lead index and the degree of language deficits was verified. RESULTS: Six children presented deficits in the scale's language items; one of them had deficits in all items. CONCLUSION: No significant correlation was found between lead concentration and the degree of the language deficits of the subjects, however, the study suggests that lead contamination became a risk factor for deficits in language development. Therefore, further studies are necessary to verify the damages that this metal can cause in people exposed to it, especially when they are in development. <![CDATA[<b>Dificuldades e benefícios com o uso de prótese auditiva</b>: <b>percepção do idoso e sua família</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342008000200011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Caracterizar a percepção do idoso e do familiar sobre as dificuldades e os benefícios vivenciados pelo idoso, no processo inicial de adaptação ao uso de prótese auditiva. MÉTODOS: A amostra foi constituída por 31 idosos com perda auditiva neurossensorial de grau leve a moderadamente severo bilateral, no início do processo de adaptação às próteses auditivas. Foi aplicado um questionário para o idoso e outro para o familiar, contendo perguntas sobre os benefícios e as dificuldades encontradas com o uso da amplificação. RESULTADOS: Com relação às dificuldades, verificou-se que houve concordância estatisticamente significante entre a resposta do paciente e do seu familiar, apenas para a opção "conversar em ambiente ruidoso". Com relação aos benefícios, não houve concordância em nenhuma das opções de resposta. CONCLUSÃO: Não houve concordância entre a percepção do idoso e do familiar sobre as dificuldades e benefícios com o uso das próteses auditivas, na etapa inicial do processo de adaptação. É necessário, portanto, orientação adequada para o usuário de próteses auditivas e, também, para os familiares que poderão auxiliar o idoso neste processo.<hr/>PURPOSE: To characterize the perception of the elderly and their relatives regarding difficulties and benefits experienced during the initial adaptation process to the use of hearing aids. METHODS: The sample comprised 31 elderly subjects with bilateral sensorineural hearing loss varying in degree from mild to moderately severe, at the beginning of the adaptation process to the use of hearing aids. The subjects and their relatives answered specific questionnaires, with questions regarding the benefits and difficulties experienced with the use of amplification. RESULTS: Regarding the difficulties, it was verified that there was statistically significant agreement between the answer of the patient and his relative only for the option "talk in noisy environment". Regarding the benefits, no agreement was found for any of the answer options. CONCLUSIONS: There was no agreement between the elderly perception and that of their relatives regarding difficulties and benefits with the use of hearing aids, in the initial phase of the adaptation process. Hence, an adequate orientation is necessary both for the user of the hearing aids and the relatives that will be able to help the elderly in this process. <![CDATA[<b>Perfil de desempenho em teste de triagem de processamento auditivo (SCAN) em crianças de sete e oito anos residentes em Cuiabá</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342008000200012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Caracterizar o perfil de desempenho de crianças normo-ouvintes de sete e oito anos no teste de triagem de processamento auditivo SCAN. MÉTODOS: O trabalho é um estudo observacional descritivo. Foram selecionadas 109 crianças de sete anos e 106 crianças de oito anos da rede regular de ensino na cidade de Cuiabá (MT), utilizando os seguintes critérios de inclusão: portadoras de limiares de audibilidade de até 15 dB NA; ausência de indicativos de distúrbio de processamento auditivo; e ausência de alterações fonológicas. As crianças selecionadas foram avaliadas por meio de um teste de triagem de processamento auditivo SCAN. As pontuações obtidas por essas crianças foram comparadas com a literatura nacional. RESULTADOS: As médias e os desvios-padrões encontrados nos sub-testes fala filtrada, fala no ruído e palavras competitivas na idade de sete anos foram, respectivamente, 24,4±5,1, 33,4±3,4 e 76,5±9,7 pontos, e na idade de oito anos, respectivamente, 24,0±4,8; 34,0±3,0 e 77,5±10,8 pontos. CONCLUSÃO: As pontuações deste estudo no teste de triagem SCAN não podem ser generalizadas como valores de normalidade para todas as crianças brasileiras devido à variabilidade regional. Sendo assim, reforça-se a necessidade de estudos com casuísticas maiores que descrevam o desempenho de crianças de várias faixas etárias e pertencentes a diversas regiões geográficas e condições sociais.<hr/>PURPOSE: To characterize the performance profile of seven- and eight-year-old children with normal hearing on the SCAN auditory processing screening test. METHODS: This research is a descriptive observational study. One hundred and nine seven-year-old children and 106 eight-year-old children were recruited from the regular school system of Cuiabá (MT, Brazil) through the following criteria: auditory thresholds up to 15 dB NA; absence of auditory processing deficits; and absence of phonological disorders. Selected children were evaluated through SCAN auditory processing screening test. These children's scores were compared to two previous Brazilian studies. RESULTS: Performance averages and standard-deviations for the sub-tests Filtered Words, Auditory Figure Ground and Competitive Words for seven-year-old children were, respectively, 24.4±5.1, 33.4±3.4, and 76.5±9.7 points, and for eight-year-old children were, respectively, 24.0±4.8, 34.0±3.0, and 77.5±10.8 points. CONCLUSION: SCAN test scores obtained for children in the present study cannot be generalized as normality values for Brazilian children, due to regional variability of children's performance in the test. It is emphasized the need for larger multi-centric studies, with greater number os subjects and encompassing children from many geographic regions and social conditions, as well as age ranges. <![CDATA[<b>Distúrbios de leitura e escrita em portadora do vírus da imunodeficiência humana</b>: <b>estudo de caso</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342008000200013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo tem por objetivo descrever o caso de uma criança soropositiva para o para o vírus da imunodeficiência humana com distúrbios de leitura e escrita, analisando as estratégias mais funcionais e os resultados obtidos nas avaliações pré e pós-terapia fonoaudiológica. Foi aplicado um programa terapêutico fonoaudiológico fechado (15 sessões), com duração de 50 minutos, semanalmente, em uma criança do sexo feminino com 11 anos de idade, paciente do Laboratório de Investigação Fonoaudiológica em Leitura e Escrita. Foram utilizadas estratégias variadas enfocando as áreas de processamento auditivo, consciência fonológica e fonêmica, leitura e escrita. Ao início e término do referido programa, foram realizadas avaliações de linguagem escrita e exames audiológicos. Após as 15 sessões, verificou-se melhora tanto na decodificação de palavras e produção escrita de pequenos textos (adequados do ponto de vista da competência genérica) como no processamento da informação auditiva. As estratégias mais motivadoras foram: atividades com poemas infantis, atividades no computador, palavras cruzadas, caça-palavras e jogo de histórias escritas para complementação. No caso em questão, trabalhar com estratégias dentro do foco de interesse da criança e balancear o novo com o desconhecido contribuíram para o sucesso funcional do processo terapêutico em leitura e escrita. A avaliação audiológica (comportamental, eletroacústica e eletrofisiológica), antes e após um programa terapêutico fechado, é importante, pois é fundamental para monitorar a evolução terapêutica, bem como para avaliar a relevância desse programa.<hr/>This paper had the aim to describe the case of a human immunodeficiency virus-positive child with reading and writing disorders, analyzing the functional strategies and the results obtained in the pre and post speech-language therapy evaluations. A weekly closed speech-language therapeutic program (of 15 sessions), lasting 50 minutes each, was carried out with an 11 year-old female patient of the Speech and Hearing Investigation Laboratory in Reading and Writing. Different strategies focusing on auditory processing, phonological and phonemic awareness, reading and writing were used. Writing evaluations and audiological exams were performed at the beginning and the end of the aforementioned program. After the 15 sessions, an improvement was observed in words decoding and written production of small texts (adequate from the generic competence point of view), as well as in auditory information processing. The most motivating strategies were: activities with child poems, computer activities, crosswords, word search, and game of written stories for complementing. In this specific case, working with strategies that were interesting for the child and balancing the new with the unknown contributed to the functional success of the therapeutic process in reading and writing. The audiological assessment is important before and after a closed therapeutic program as it is crucial to both monitor the therapeutic evolution and to evaluate the relevance of this program. <![CDATA[<b>Examinando o desenho infantil como recurso terapêutico para o desenvolvimento de linguagem de crianças surdas</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342008000200014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A vivência prática do desenho na Clínica Fonoaudiológica é abordada como o núcleo central e gerador deste trabalho. Procurou-se investigar as práticas dialógicas desencadeadoras de processos de construção de conhecimentos, que relacionassem o desenho à apropriação de sentidos e significados, que pudessem interferir no desenvolvimento da linguagem da criança surda. A partir do referencial de análise qualitativa, utilizou-se os construtos teóricos e metodológicos da perspectiva Histórico-Cultural. Os sujeitos deste relato de caso foram duas crianças surdas bilíngües, ambas do sexo masculino; faixa etária de nove e dez anos; diagnóstico audiológico de surdez profunda bilateral e queixa de atraso do desenvolvimento de linguagem. Os dados coletados ao longo de um ano contêm 30 horas de filmagem e relatórios das sessões semanais de 60 minutos destinados ao atendimento clínico-terapêutico. Reconhecendo o desenvolvimento - da criança, da linguagem e do desenho - como um processo em constante movimento, o foco das análises recaiu sobre a emergência das ações em mudança e na dinâmica das interações entre os sujeitos. Os resultados mostraram que o uso prioritário da língua de sinais associado ao trabalho com atividades sígnicas, além da consideração das particularidades lingüísticas e das mediações semióticas, foram fundamentais para que o desenvolvimento e aquisição da linguagem favorecessem as práticas sociais da criança surda.<hr/>The practical experience of drawing in the Speech-Language Pathology clinical practice is taken as the central and generating nucleus of the present study. It is investigated the dialogical practices that trigger processes of knowledge construction able to relate drawing to the appropriation of senses and meanings, which could affect the deaf children's language development. From the point of view of a qualitative analysis, the study used theoretical and methodological constructs stemming from a Historic-Cultural perspective. The subjects of this case report were two bilingual male deaf children with ages between nine and ten years, both with profound bilateral hearing loss and complaints of delay in their language development. Data were gathered for a year, producing 30 hours of video recordings and reports regarding the 60-minutes weekly therapy sessions that were carried out during this period. Taking children's, language's and drawing's development as a constantly-changing process, the focus of the analyses was the emergence of actions-in-change and the dynamics of the interactions between the studied subjects. Results showed that the priority given to the use of sign language associated with the therapeutic focus on signic activities, which took into account linguistic particularities and semiotic mediations, were vital for language acquisition and development to favor deaf children's social practices. <![CDATA[<b>Apraxia da fala adquirida e desenvolvimental</b>: <b>semelhanças e diferenças</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342008000200015&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A apraxia da fala é um distúrbio de comunicação em que ocorre uma incapacidade na programação dos movimentos musculares, necessários para a produção e seqüência de fonemas. O objetivo deste estudo foi realizar um levantamento bibliográfico sobre a apraxia da fala adquirida e desenvolvimental, buscando semelhanças e diferenças em suas características gerais, métodos de avaliação e intervenção fonoaudiológica. Os resultados demonstraram: um número grande de trabalhos sobre as características gerais da apraxia; as atuais pesquisas genéticas com o intuito de descobrir o foco do problema, dentre as quais se destacam os estudos sobre o FOXP2, os estudos de translocação e os estudos neurodesenvolvimentais; a variabilidade dos sintomas na fala, tanto no adulto como na criança; a utilização de protocolos de análise clínica e da análise acústica no diagnóstico. As informações coletadas demonstram que, apesar de as crianças com apraxia da fala desenvolvimental apresentarem comprometimentos práxicos semelhantes aos apresentados em adultos com apraxia da fala adquirida, ambas possuem características próprias, que vão desde sua etiologia até o prognóstico, o que as torna entidades clínicas distintas. Assim, sugere-se a necessidade de maiores investimentos em pesquisas nacionais com objetivos diagnósticos e reabilitadores, considerando parâmetros que possam fornecer subsídios para o diagnóstico diferencial e procedimentos terapêuticos direcionados aos distúrbios motores apráxicos da fala.<hr/>Apraxia of speech is a communication disorder in which the person is unable to make the muscle movements needed to produce phonemes and phoneme sequences. The purpose of this paper was to carry out a bibliographical survey on acquired and developmental apraxia of speech, searching for their similarities and differences regarding overall characteristics, assessment methods and speech-language pathology intervention. The results showed a large number of papers on the general features of apraxia and on the current genetic research aimed at pinpointing the root cause of the problem, notably studies about FOXP2, translocation, and neurodevelopment. The studies found also examined the variability of speech symptoms, both in children and adults, and the use of protocols developed for clinical and acoustical analyses in reaching a differential diagnosis. The information collected has shown that children with developmental apraxia of speech and adults with acquired apraxia of speech have similar praxis deficits, although the two disorders display unique features across the board, from etiology to prognosis. Therefore, greater investment in furthering national research into diagnosis and rehabilitation is needed, taking into account parameters that can aid in differential diagnosis and therapeutic procedures for dealing with apraxic motor speech disorders. <![CDATA[<b>Feminine after cricothyroid approximation?</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342008000200016&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A apraxia da fala é um distúrbio de comunicação em que ocorre uma incapacidade na programação dos movimentos musculares, necessários para a produção e seqüência de fonemas. O objetivo deste estudo foi realizar um levantamento bibliográfico sobre a apraxia da fala adquirida e desenvolvimental, buscando semelhanças e diferenças em suas características gerais, métodos de avaliação e intervenção fonoaudiológica. Os resultados demonstraram: um número grande de trabalhos sobre as características gerais da apraxia; as atuais pesquisas genéticas com o intuito de descobrir o foco do problema, dentre as quais se destacam os estudos sobre o FOXP2, os estudos de translocação e os estudos neurodesenvolvimentais; a variabilidade dos sintomas na fala, tanto no adulto como na criança; a utilização de protocolos de análise clínica e da análise acústica no diagnóstico. As informações coletadas demonstram que, apesar de as crianças com apraxia da fala desenvolvimental apresentarem comprometimentos práxicos semelhantes aos apresentados em adultos com apraxia da fala adquirida, ambas possuem características próprias, que vão desde sua etiologia até o prognóstico, o que as torna entidades clínicas distintas. Assim, sugere-se a necessidade de maiores investimentos em pesquisas nacionais com objetivos diagnósticos e reabilitadores, considerando parâmetros que possam fornecer subsídios para o diagnóstico diferencial e procedimentos terapêuticos direcionados aos distúrbios motores apráxicos da fala.<hr/>Apraxia of speech is a communication disorder in which the person is unable to make the muscle movements needed to produce phonemes and phoneme sequences. The purpose of this paper was to carry out a bibliographical survey on acquired and developmental apraxia of speech, searching for their similarities and differences regarding overall characteristics, assessment methods and speech-language pathology intervention. The results showed a large number of papers on the general features of apraxia and on the current genetic research aimed at pinpointing the root cause of the problem, notably studies about FOXP2, translocation, and neurodevelopment. The studies found also examined the variability of speech symptoms, both in children and adults, and the use of protocols developed for clinical and acoustical analyses in reaching a differential diagnosis. The information collected has shown that children with developmental apraxia of speech and adults with acquired apraxia of speech have similar praxis deficits, although the two disorders display unique features across the board, from etiology to prognosis. Therefore, greater investment in furthering national research into diagnosis and rehabilitation is needed, taking into account parameters that can aid in differential diagnosis and therapeutic procedures for dealing with apraxic motor speech disorders. <![CDATA[<b>Cochlear implantation in deaf children with associated disabilities</b>: <b>challenges and outcomes</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342008000200017&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A apraxia da fala é um distúrbio de comunicação em que ocorre uma incapacidade na programação dos movimentos musculares, necessários para a produção e seqüência de fonemas. O objetivo deste estudo foi realizar um levantamento bibliográfico sobre a apraxia da fala adquirida e desenvolvimental, buscando semelhanças e diferenças em suas características gerais, métodos de avaliação e intervenção fonoaudiológica. Os resultados demonstraram: um número grande de trabalhos sobre as características gerais da apraxia; as atuais pesquisas genéticas com o intuito de descobrir o foco do problema, dentre as quais se destacam os estudos sobre o FOXP2, os estudos de translocação e os estudos neurodesenvolvimentais; a variabilidade dos sintomas na fala, tanto no adulto como na criança; a utilização de protocolos de análise clínica e da análise acústica no diagnóstico. As informações coletadas demonstram que, apesar de as crianças com apraxia da fala desenvolvimental apresentarem comprometimentos práxicos semelhantes aos apresentados em adultos com apraxia da fala adquirida, ambas possuem características próprias, que vão desde sua etiologia até o prognóstico, o que as torna entidades clínicas distintas. Assim, sugere-se a necessidade de maiores investimentos em pesquisas nacionais com objetivos diagnósticos e reabilitadores, considerando parâmetros que possam fornecer subsídios para o diagnóstico diferencial e procedimentos terapêuticos direcionados aos distúrbios motores apráxicos da fala.<hr/>Apraxia of speech is a communication disorder in which the person is unable to make the muscle movements needed to produce phonemes and phoneme sequences. The purpose of this paper was to carry out a bibliographical survey on acquired and developmental apraxia of speech, searching for their similarities and differences regarding overall characteristics, assessment methods and speech-language pathology intervention. The results showed a large number of papers on the general features of apraxia and on the current genetic research aimed at pinpointing the root cause of the problem, notably studies about FOXP2, translocation, and neurodevelopment. The studies found also examined the variability of speech symptoms, both in children and adults, and the use of protocols developed for clinical and acoustical analyses in reaching a differential diagnosis. The information collected has shown that children with developmental apraxia of speech and adults with acquired apraxia of speech have similar praxis deficits, although the two disorders display unique features across the board, from etiology to prognosis. Therefore, greater investment in furthering national research into diagnosis and rehabilitation is needed, taking into account parameters that can aid in differential diagnosis and therapeutic procedures for dealing with apraxic motor speech disorders. <![CDATA[<b>Aquisição lexical no desenvolvimento normal e alterado de linguagem</b>: <b>um estudo experimental</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342008000200018&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A apraxia da fala é um distúrbio de comunicação em que ocorre uma incapacidade na programação dos movimentos musculares, necessários para a produção e seqüência de fonemas. O objetivo deste estudo foi realizar um levantamento bibliográfico sobre a apraxia da fala adquirida e desenvolvimental, buscando semelhanças e diferenças em suas características gerais, métodos de avaliação e intervenção fonoaudiológica. Os resultados demonstraram: um número grande de trabalhos sobre as características gerais da apraxia; as atuais pesquisas genéticas com o intuito de descobrir o foco do problema, dentre as quais se destacam os estudos sobre o FOXP2, os estudos de translocação e os estudos neurodesenvolvimentais; a variabilidade dos sintomas na fala, tanto no adulto como na criança; a utilização de protocolos de análise clínica e da análise acústica no diagnóstico. As informações coletadas demonstram que, apesar de as crianças com apraxia da fala desenvolvimental apresentarem comprometimentos práxicos semelhantes aos apresentados em adultos com apraxia da fala adquirida, ambas possuem características próprias, que vão desde sua etiologia até o prognóstico, o que as torna entidades clínicas distintas. Assim, sugere-se a necessidade de maiores investimentos em pesquisas nacionais com objetivos diagnósticos e reabilitadores, considerando parâmetros que possam fornecer subsídios para o diagnóstico diferencial e procedimentos terapêuticos direcionados aos distúrbios motores apráxicos da fala.<hr/>Apraxia of speech is a communication disorder in which the person is unable to make the muscle movements needed to produce phonemes and phoneme sequences. The purpose of this paper was to carry out a bibliographical survey on acquired and developmental apraxia of speech, searching for their similarities and differences regarding overall characteristics, assessment methods and speech-language pathology intervention. The results showed a large number of papers on the general features of apraxia and on the current genetic research aimed at pinpointing the root cause of the problem, notably studies about FOXP2, translocation, and neurodevelopment. The studies found also examined the variability of speech symptoms, both in children and adults, and the use of protocols developed for clinical and acoustical analyses in reaching a differential diagnosis. The information collected has shown that children with developmental apraxia of speech and adults with acquired apraxia of speech have similar praxis deficits, although the two disorders display unique features across the board, from etiology to prognosis. Therefore, greater investment in furthering national research into diagnosis and rehabilitation is needed, taking into account parameters that can aid in differential diagnosis and therapeutic procedures for dealing with apraxic motor speech disorders.