Scielo RSS <![CDATA[Revista da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1516-803420110002&lang=pt vol. 16 num. 2 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Editorial</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342011000200001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>Editorial</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342011000200002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>Caracterização do perfil diagnóstico e fluxo de um ambulatório de Fonoaudiologia hospitalar na área de Linguagem infantil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342011000200003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Caracterizar o perfil diagnóstico e o fluxo de usuários de um serviço de Fonoaudiologia de um hospital escola público. MÉTODOS: A coleta foi realizada em documentos, arquivos de prontuário, selecionados por código no período entre outubro de 2007 e março de 2009. Após o registro, os resultados foram descritos estatisticamente. RESULTADOS: Houve predomínio do gênero masculino (67,8%); em 58,95% a faixa etária estava entre 0 e 7 anos; 88,48% da população era procedente de municípios da região norte do estado de São Paulo; 43,2% vinham do serviço neurologia do hospital e 33,6% frequentavam escola. Quanto ao diagnóstico 27,5% eram de atraso de linguagem, 20,06% de distúrbios de linguagem e 15,51% de distúrbios da aprendizagem, com prevalências de 0,31, 0,17 e 0,23 casos em 273, respectivamente. As comorbidades foram: retardo do desenvolvimento neuropsicomotor (14,28%) e prematuridade (8,69%). Os encaminhamentos eram para Audiologia (24,77%) e Odontologia (20,18%) e 51,64% dos usuários estavam em lista de espera para terapia no local. CONCLUSÃO: Prevaleceu o diagnóstico de atraso de linguagem em crianças do gênero masculino, com idade entre 0 e 6 anos e 11 meses. Foi identificado um fluxo externo proveniente de município da região e interno (ambulatorial). Parte da demanda foi absorvida pelo serviço, parte aguardava por reabilitação e uma parcela foi contra-referenciada às unidades de origem.<hr/>PURPOSE: To characterize the diagnostic profile and the users flow of a Speech-Language Pathology service within a public teaching hospital. METHODS: Data were collected from documents and medical records selected by code between October 2007 and March 2009. Data were subjected to descriptive statistics. RESULTS: There was a predominance of male individuals (67.80%); 58.95% of the patients/participants were children within the age range from 0 to 7 years; 88.48% came from cities in the northern region of the state of São Paulo; 43.2% were referred by the hospital's neurology service, and 33.6% were attending school. The diagnosis was language delay in 27.5% of cases, language disorder in 20.06%, and learning disorders in 15.51%, with prevalence rates of 0.31, 0.17 and 0.23 in 273 cases, respectively. The co-morbidities were delayed motor development (14.28%) and prematurity (8.69%). The referrals were for Audiology (24.77%) and Dentistry (20.18%), and 51.64% of the users were on the waiting list for treatment on site. CONCLUSION: It was prevalent the diagnosis of language delay in male children with ages between 0 and 6 years and 11 months. It was identified an external flow coming from nearby cities and an internal flow (outpatient). Part of the demand was absorbed by the institution's Speech-Language Pathology Service, and part was in the waiting list or was counter-referred to their units of origin for follow-up. <![CDATA[<b>Demanda em Fonoaudiologia em um serviço público municipal da região sul do Brasil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342011000200004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Caracterizar a demanda encaminhada a um Serviço de Fonoaudiologia de Centro de Saúde, no biênio 2006/2007. MÉTODOS: Estudo de demanda, transversal, utilizando-se o banco de dados do referido serviço e o registro de prontuários. A partir da coleta de dados no banco de dados do serviço obtiveram-se as seguintes variáveis: gênero, idade e origem do encaminhamento. Nos prontuários foram codificados os motivos da consulta (queixa inicial) e a hipótese diagnóstica. RESULTADOS: Do total de atendimentos registrados (n=243), houve predomínio do gênero masculino (65%), da faixa etária de seis aos 12 anos (52,3%), com encaminhamento por médico pediatra (35,8%), queixa de alteração de fala (67,8%) e hipótese diagnóstica de desvio fonético (28,4%); 37 prontuários (15,2%) não apresentavam indicação para tratamento e 31 (12,8%) não registravam hipótese diagnóstica. CONCLUSÃO: É necessário um maior investimento no planejamento de ações em saúde fonoaudiológica, visando que as alterações de fala diminuam a médio e longo prazo, assim como as listas de espera para tal especialidade, e que os registros em prontuários e encaminhamentos para esta área ocorram de forma mais qualificada.<hr/>PURPOSE: To characterize the demand referred to the Speech-Language Pathology and Audiology Service of a Primary Healthcare Center, in the period of 2006/2007. METHODS: A transversal report study was carried out using databases and the files of the aforementioned service. From the databases, the following variables were obtained: gender, age and origin of reference. From the patients' files, we obtained data about the initial complaint and the diagnostic hypothesis. RESULTS: From the total number of registries (n=243), the majority regarded male patients (65%), with ages from six to 12 years (52.3%), referred by the pediatrician (35.3%), with complaints of speech disorders (67.8%) and diagnostic hypothesis of phonetic deviation (28.4%); 37 files (15.2%) had no treatment indication, and 31 (12.8%) did not register a diagnostic hypothesis. CONCLUSION: More investments on planning speech-language pathology health actions are necessary, in order to obtain medium to long-term decrease of speech disorders, as well as the waiting lists for this specialty, and for the records of the files and referrals to be more appropriate. <![CDATA[<b>Queixas de voz em agentes comunitários de saúde</b>: <b>correlação entre problemas gerais de saúde, hábitos de vida e aspectos vocais</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342011000200005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Verificar as queixas de voz e correlacioná-las à autorreferência de problemas gerais de saúde, hábitos de vida e aspectos vocais, em um grupo de Agentes Comunitários de Saúde (ACS). MÉTODOS: Participaram 28 ACS, os quais responderam a um questionário sobre dados pessoais, tempo de atuação como ACS, aspectos gerais de saúde, hábitos de vida e aspectos vocais. Os dados foram analisados estatisticamente. RESULTADOS: Dos ACS participantes, 42,9% relataram queixas de voz e as atribuíram às seguintes causas: exposição ao frio (30,7%), infecção respiratória (23,7%) e uso intensivo da voz (23,0%). Foi observada associação significativa entre a presença de queixas de voz e as relacionadas a problemas emocionais (p=0,009) e problemas na coluna (p=0,038). Os sintomas vocais mais citados foram: rouquidão (33,3%), falta de ar (32,1%), falha na voz (14,2%), voz grossa (14,2%) e voz variando grossa/fina (14,2%). Em relação aos sintomas laringofaríngeos, os ACS mencionaram: garganta seca (32,1%), cansaço ao falar (32,1%), tosse seca (28,5%), secreção na garganta (25%) e ardor na garganta (21,4%). Quando tais sintomas, vocais e laringofaríngeos, foram correlacionados com a presença de queixas de voz, foi verificada associação significativa com os sintomas vocais: rouquidão (p=0,001), falha na voz (p=0,024) e voz grossa (p=0,024). CONCLUSÃO: Houve expressiva porcentagem, dentre os ACS, de queixas de voz, caracterizadas, principalmente, pela presença de rouquidão, falha na voz e voz grossa. Problemas na coluna e emocionais mostraram-se associados à presença de queixas de voz.<hr/>PURPOSE: To verify vocal complaints and correlate them to self reported general health problems, lifestyle habits and vocal habits in a group of Community Health Agents (CHA). METHODS: The subjects of this study were 28 CHA, who answered a questionnaire concerning their personal data, work situation, general health aspects, and vocal aspects and habits. Data was statistically analyzed. RESULTS: From all the participants, 42.9% reported vocal complaints, and attributed them to the following causes: exposure to cold temperatures (30.7%), respiratory infections (23.7%) and intensive vocal use (20.3%). It was observed significant correlation between the presence of self reported vocal complaints and those related to emotional issues (p=0.009) and back problems (p=0.038). The vocal symptoms most frequently reported were: hoarseness (33.3%), shortage of breath (32.1%), voice breaks (14.2%), low-pitched voice (14.2%), and voice varying between high and low pitches (14.2%). Regarding laryngopharyngeal symptoms, CHA reported: dry throat (32.1%), tiredness when speaking (32.1%), dry cough (28.5%), throat secretions (25%), and burning throat (21.4%). When these vocal and laryngopharyngeal symptoms were correlated to the presence of self-reported vocal complaints, it was verified a significant association with the following vocal symptoms: hoarseness (p=0.001), voice breaks (p=0.024), and low-pitched voice (p=0.024). CONCLUSION: There was a high percentage of CHAs who reported voice complaints, which were characterized mainly by hoarseness, voice breaks and low-pitched voice. Back problems and emotional issues were associated to the presence of voice complaints. <![CDATA[<b>Perfil da saúde vocal de cantores amadores de igreja evangélica</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342011000200006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Investigar o perfil de saúde vocal de cantores amadores de louvores evangélicos com relação a queixas, hábitos e dificuldades vocais vivenciados durante a prática do canto em indivíduos dos gêneros masculino e feminino. MÉTODOS: Participaram 55 sujeitos, com idade entre 18 e 50 anos, os quais responderam a um questionário auto-aplicável sobre identificação de hábitos vocais e possíveis queixas de voz falada e cantada. RESULTADOS: Os cantores religiosos evangélicos amadores relataram queixas relacionadas à voz, tais como rouquidão constante (43,6%), pigarro constante (43,6%), falhas na voz (34,5%), perda de voz (18,1%), garganta seca (18,1%), voz fraca (14,5%) e dor no pescoço e na nuca (12,7%). Durante a atividade de canto, as queixas mais reportadas foram as de dificuldades de alcançar notas agudas (45,4%), rouquidão (30,9%) e falhas na voz (29%). Os hábitos vocais expostos pelos cantores foram os relativos a falar muito (63,6%), ingerir gelado habitualmente em excesso (43,6%), falar alto (40%) e gritar com frequência (20%). Com relação à variável gênero, foram observadas diferenças significativas entre os grupos, relacionadas às variáveis falhas na voz, consumo de gelados e falar alto. CONCLUSÃO: Os cantores religiosos amadores, de ambos os gêneros, apresentam percentual expressivo de queixas e hábitos vocais que podem estar associados à falta de informações sobre os hábitos saudáveis de produção vocal e que podem contribuir para o desenvolvimento de alterações laríngeas e disfonia.<hr/>PURPOSE: To investigate the vocal health profile of male and female gospel amateur singers regarding vocal complaints, habits and difficulties during singing practice. METHODS: Participants were 55 subjects with ages between 18 and 50 years, who answered a self-assessment questionnaire regarding the identification of vocal habits and possible complaints of spoken and sung voice. RESULTS: Amateur gospel singers reported vocal complaints, such as continuous hoarseness (43.6%), constant throat clearing (43.6%), voice failure (34.5%), voice loss (18.1%), dry throat (18.1%), weak voice (14.5%), and neck and cervix pain (12.7%). During singing activity, the most reported complaints were difficulties in reaching high notes (45.4%), hoarseness (30.9%) and voice failure (29%). The vocal habits the singers reported regarded excessive talking (63.6%), immoderate icy beverages intake (43.6%), loud talking (40%), and repeatedly shouting (20%). Significant differences were found between genders regarding the variables voice failure, icy beverages intake, and loud talking. CONCLUSION: Amateur religious singers of both genders showed an expressive percentage of vocal complaints and habits that might be associated to lack of information about healthy vocal habits, which can contribute to the development of laryngeal alterations and voice disorders. <![CDATA[<b>Desvantagem vocal no canto</b>: <b>análise do protocolo Índice de Desvantagem para o Canto Moderno - IDCM</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342011000200007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Verificar a sensibilidade do protocolo italiano Modern Singing Handicap Index - MSHI, traduzido e culturalmente adaptado para o Português Brasileiro como Índice de Desvantagem para o Canto Moderno - IDCM, comparando os escores de coralistas amadores com e sem queixas vocais e de indivíduos não-cantores, de acordo com gênero, classificação vocal e atividades de canto. MÉTODOS: Duzentos e vinte e seis indivíduos adultos, com idades entre 16 e 66 anos, foram distribuídos em três grupos: 58 cantores com queixas vocais - CCQ; 112 cantores sem queixas vocais - CSQ e 56 indivíduos não cantores e sem queixas vocais - GNC. Os cantores foram selecionados em cinco coros universitários de música popular brasileira, a capella, regidos pelo mesmo maestro. Os indivíduos não cantores foram recrutados nas mesmas instituições dos cantores, com características demográficas semelhantes. Os indivíduos preencheram individualmente o IDCM, questionário com 30 itens divididos em três subescalas: incapacidade (domínio funcional), desvantagem (domínio emocional) e defeito (domínio orgânico). Os cantores também realizaram uma auto-avaliação de suas atividades de canto. RESULTADOS: A média dos escores do IDCM do CCQ (26,91) foi maior que a do o CSQ (16,61), e ambas maiores que a do GNC (7,79). Para os três grupos, a subescala defeito apresentou as maiores médias de escores, seguida por incapacidade e desvantagem. Não houve diferenças dos escores em relação ao gênero, classificação vocal e atividades de canto. CONCLUSÃO: O protocolo mostrou-se sensível para cantores modernos com problemas de voz. Coralistas com queixas vocais apresentaram maior desvantagem auto-relatada em relação aos sem queixas e não cantores. Aspectos de natureza orgânica destacaram-se com maiores desvios.<hr/>PURPOSE: To assess the sensitivity of the Italian self-assessment questionnaire Modern Singing Handicap Index - MSHI, translated and culturally adapted to Brazilian Portuguese as Índice de Desvantagem para o Canto Moderno - IDCM, comparing scores of amateur choir singers with or without voice complaints and non-singers according to gender, singing voice classification and singing activities. METHODS: Two hundred twenty-six adults with ages between 16 and 66 years were divided into three groups: 58 singers with vocal complaints - SC; 112 singers without vocal complaints - SwC and 56 non-singers without vocal complaints - NS. The singers were selected from five university choirs of a capella Brazilian popular music, lead by the same conductor. The non-singers were recruited at the same institutions of the singers with similar demographic characteristics. The subjects filled the IDCM individually. The IDCM is a questionnaire with 30 items divided into three subscales: disability (functional domain), handicap (emotional domain) and impairment (organic domain). The singers also did a self-assessment of their singing activities. RESULTS: The mean IDCM score of the SC group (26.91) was higher than the that of the SwC (16.61), and both were higher than that of the NS group (7.79). For the three groups, the impairment subscale showed higher scores, followed by disability and handicap. There were no score differences regarding gender, singing voice classification and singing activities. CONCLUSION: The questionnaire proved to be sensitive for modern singers with vocal complaints. Choir singers with vocal complaints had higher self-reported handicap in comparison to choir singers without vocal complaints and non-singers. Aspects of organic nature were highlighted with larger deviations. <![CDATA[<b>Avaliação do nível de satisfação de usuários de aparelhos de amplificação sonora individuais dispensados pelo Sistema Único de Saúde</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342011000200008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Adaptar culturalmente o questionário Satisfaction with Amplification in Daily Life (SADL), versão em Português Brasileiro, para administrar em usuários de aparelhos de amplificação sonora individuais (AASIs) dispensados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). MÉTODOS: Participaram da pesquisa 19 sujeitos usuários de AASIs dispensados pelo Sistema Único de Saúde, por no mínimo três semanas, com idade igual ou superior a 60 anos, que apresentavam perda auditiva pós-lingual, sendo 63% do gênero masculino e 37% do gênero feminino, com média de idade de 73 anos e média de tempo de uso das próteses auditivas de cinco meses. Os sujeitos responderam ao questionário SADL e a uma Escala de Satisfação de item único, além de alguns itens adicionais. Foi realizada a análise da consistência interna do SADL, a análise descritiva dos resultados, para caracterizar as respostas dos sujeitos, a comparação dos resultados com os dados normativos propostos pelos autores e uma investigação do relacionamento entre o SADL e a escala de satisfação de item único. RESULTADOS: Os resultados obtidos para a pontuação global evidenciaram que os sujeitos, em média, encontravam-se satisfeitos com seus AASIs. O mesmo ocorreu para todas as subescalas do SADL, sendo que a subescala Imagem Pessoal apresentou o maior número de pessoas muito satisfeitas. Os resultados obtidos foram equivalentes aos encontrados pelos autores e o SADL mostrou ser um questionário com boa consistência interna (0,71). Houve íntima relação entre a escala de satisfação de item único e a pontuação global do SADL. Para as duas medidas de satisfação, a maioria dos sujeitos demonstrou estar "satisfeito" com seus AASIs e ambas as escalas apresentaram correlação alta e significativa (0,935). CONCLUSÃO: Em média, os sujeitos estavam satisfeitos com seus AASIs dispensados pelo SUS. O questionário SADL, versão em Português Brasileiro, mostrou-se um instrumento eficaz para avaliar o nível de satisfação dos usuários de AASIs dispensados pelo SUS avaliados neste estudo. Novas pesquisas são necessárias para complementar estes achados.<hr/>PURPOSE: To culturally adapt the Brazilian Portuguese version of the Satisfaction with Amplification in Daily Life (SADL) questionnaire to be administered in users of hearing aids dispensed by Brazil's Unified Health System (SUS). METHODS: Participants were 19 subjects, users of hearing aids dispensed by SUS for at least three weeks, with ages 60 or older, who had post-lingual hearing loss. Sixty three percent of them were male and 37% were female, with mean age of 73 years and mean duration of hearing aids use of five months. Subjects answered the SADL questionnaire and a single-item Satisfaction Scale, besides a few additional items. The internal consistency analysis of the SADL was carried out, as well as the descriptive analysis of the results, in order to compare them to the normative data reported by the questionnaire authors. The relationship between SADL's global scores and the Satisfaction Scale were also investigated. RESULTS: The results for the overall scores evidenced that subjects, in average, were satisfied with their hearing aids. The same was true for all subscales of the SADL, and the Personal Image subscale had the largest number of people very satisfied. The results were equivalent to those found by the questionnaire authors, and the SADL showed a good internal consistency (0.71). The single-item Satisfaction Scale was closely related to the global score of the SADL. For both satisfaction measures, most subjects demonstrated to be "satisfied" with their hearing aids, and there was a high significant correlation between both scales (0.935). CONCLUSION: In average, subjects were satisfied with their hearing aids dispensed by SUS. The Brazilian Portuguese version of the SADL proved to be an effective instrument to assess the level of satisfaction among the users of hearing aids dispensed by SUS evaluated in this study. Further research is necessary to complement these findings. <![CDATA[<b>Correlação entre as restrições de participação em atividades de vida diária e o benefício do uso de próteses auditivas em adultos e idosos</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342011000200009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Estudar o benefício obtido com o uso de próteses auditivas em ambientes acusticamente favoráveis à comunicação, reverberantes, ruidosos e com sons aversivos e correlacioná-lo com as restrições de participação e limitações de atividades de adultos e idosos deficientes auditivos. MÉTODOS: Foram avaliados 42 indivíduos atendidos na instituição em que o estudo foi realizado. Estes responderam aos questionários Hearing Handicap Inventory for Elderly ou for Adults e Abbreviated Profile of Hearing Aid Benefit, no momento da dispensação das próteses auditivas e após três meses de uso efetivo destas. Foram estudadas as restrições de participação, limitações auditivas e o benefício com o uso de próteses auditivas. Os resultados foram analisados estatisticamente. RESULTADOS: Houve diferenças entre os escores dos questionários Hearing Handicap Inventory for Elderly e for Adults e entre os das subescalas Facilidade de Comunicação, Ambientes Reverberantes e Ruído Ambiental do questionário Abbreviated Profile of Hearing Aid Benefit, comparando as condições sem e com próteses auditivas. Houve correlação positiva entre o benefício mensurado na subescala Facilidade de Comunicação, nos idosos, e Ruído Ambiental, nos adultos, com a redução da restrição de participação. CONCLUSÃO: Houve redução das limitações de atividades e da restrição de participação em atividades de vida diária em adultos e idosos com o uso de próteses auditivas. Quanto maior o benefício obtido na subescala Facilidade de Comunicação em idosos e o benefício na subescala Ruído Ambiental nos adultos, maior a redução da restrição de participação.<hr/>PURPOSE: To study the benefit obtained by the use of hearing aids in environments acoustically favorable to communication, reverberant, noisy and with aversive sounds, and to correlate the benefit with the handicap of adults and elderly with hearing loss. METHODS: Participants were 42 individuals attended at the institution where the study was carried. They answered the questionnaires Hearing Handicap Inventory for Elderly or for Adults, and Abbreviated Profile of Hearing Aid Benefit both when they received the hearing aids and after three months of its effective use. The participation constraints, hearing difficulties and the benefit brought by the use of hearing aids were studied. The results were statistically analyzed. RESULTS: There were differences between the scores from the questionnaires Hearing Handicap Inventory for Elderly and Hearing Handicap Inventory for Adults and the subscales Ease of Communication, Reverberation and Background Noise from the Abbreviated Profile of Hearing Aid Benefit, comparing the conditions with and without hearing aids. There was a positive correlation between the benefit measured by the subscale Ease of Communication, for the elderly subjects, and Background Noise, for the adult subjects, with decrease of the participation constraint. CONCLUSION: Adult and elderly subjects showed a reduction of handicap in daily activities with the use of hearing aids. The bigger the benefit obtained in the subscale Ease of Communication for the elderly and in the subscale Background Noise for the adults, the greater the handicap reduction. <![CDATA[<b>O processamento auditivo e a combinação de traços distintivos na aquisição de fala em crianças com desvios fonológicos</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342011000200010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Investigar a relação entre as habilidades auditivas e as combinações de traços presentes na fala de crianças com desvios fonológicos. MÉTODOS: Participaram da pesquisa 22 crianças com diagnóstico de desvio fonológico, com idades entre 5 e 7 anos e de ambos os gêneros. Foi feita a coleta dos dados de fala por meio do teste Avaliação Fonológica da Criança. A combinação de traços foi observada mediante o Modelo Implicacional de Complexidade de Traços (MICT). Os traços adquiridos consideraram uma produção correta acima de 80%. Foram aplicados ainda os testes: Avaliação Simplificada do Processamento Auditivo (triagem), Teste Dicótico de Dissílabos Alterados (SSW), Teste Dicótico de Dígitos, Teste de Fusão Binaural, Teste de Fala no Ruído e o Teste de Logoaudiometria Pediátrica (PSI). RESULTADOS: Todas as crianças obtiveram 100% de êxito no PSI. Nos testes de fala no ruído e de fusão binaural, bem como na triagem, os sujeitos também obtiveram médias altas. Os testes SSW e Dicótico de Dígitos mostraram escores baixos. A combinação de traços que se mostrou mais alterada foi a [+aproximante,+contínuo], que está na composição do fonema /r/, seguida de [coronal,+contínuo]/(-anterior), que compõem os fonemas /ʃ,ʒ/. CONCLUSÃO: Os resultados obtidos nos testes SSW e Dicótico de Dígitos mostraram haver alteração nas habilidades de ordenação temporal complexa e figura-fundo, bem como memória sensorial defasada. Ao relacionar com os traços, estas alterações encontradas podem comprometer a aquisição destes traços descritos.<hr/>PURPOSE: To investigate the relationship between auditory abilities and combinations of distinctive features present in the speech of children with phonological disorders. METHODS: Participants were 22 children diagnosed with phonological disorders, of both genders, with ages between 5 and 7 years. Speech data were gathered using the Phonological Assessment of Children. The combination of features was observed through the Implicational Model Complexity of Traces (MICT). The acquired features considered a correct production above 80%. The following tests were also applied: Simplified Auditory Processing Evaluation (screening), Staggered Spondaix Word Test (SSW), Dichotic Listening Test, Binaural Fusion Test, Speech-in-Noise Test, and Pediatric Speech Intelligibility (PSI). RESULTS: All children had 100% success in the PSI. In the Binaural Fusion and Speech-in-Noise tests, as well as in the screening, subjects also had high averages. The SSW and the Dichotic Listening Test showed low scores. The combination of features that was more affected was [+approximant,+continuous], which is in the composition of the phoneme /r/, followed by [coronal,+continuous]/(-front), which compose the phonemes /ʃ,ʒ/. CONCLUSION: The results obtained in the SSW and Dichotic Listening Test showed a deficit in the abilities of complex temporal order and figure-ground, as well as lagged sensorial memory. These deficits might jeopardize the acquisition of the features described. <![CDATA[<b>Vocabulário expressivo e consciência fonológica</b>: <b>correlações destas variáveis em crianças com desvio fonológico</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342011000200011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Investigar a correlação entre o desempenho de crianças com desvio fonológico em vocabulário expressivo e consciência fonológica e analisar a influência da idade. MÉTODOS: Contou-se com amostra de 24 crianças entre 5 e 7 anos, diagnosticadas com desvio fonológico e divididas em três grupos, de acordo com a faixa etária. Os sujeitos realizaram foram avaliados com relação às habilidades de consciência fonológica e vocabulário expressivo. Os dados dos grupos receberam análise estatística para verificar a correlação entre os desempenhos dos dois testes e comparar as variáveis numéricas entre as faixas etárias. RESULTADOS: No grupo de 5 anos, observou-se 18 correlações significativas entre as subtarefas em consciência fonológica e os campos de vocabulário expressivo. Destas, 17 foram positivas e uma negativa. Na idade de 6 anos, verificou-se dez correlações, nove foram positivas e uma negativa. No grupo de 7 anos, 11 correlações foram observadas, das quais seis foram negativas e cinco positivas. Ao analisar as idades, em ambos os testes, maiores escores foram obtidos pelos sujeitos com maior idade. CONCLUSÃO: Houve correlação entre algumas habilidades de consciência fonológica e o vocabulário expressivo dos sujeitos deste estudo, nas diferentes idades. O desempenho em ambas as provas melhorou com o aumento da idade.<hr/>PURPOSE: To investigate the correlation between the performance of children with phonological disorder in tests of expressive vocabulary and phonological awareness, and to analyze the influence of age. METHODS: Participants were 24 children between 5 and 7 years old, diagnosed with phonological disorder and divided into three groups according to age range. These subjects were assessed in their phonological awareness and expressive vocabulary abilities. Data from the groups were statistically analyzed in order to verify the correlation between the performances on both tests, and to compare numerical variables between age groups. RESULTS: The 5-year-old group presented 18 significant correlations between phonological awareness sub-tasks and expressive vocabulary semantic fields. Seventeen of these correlations were positive and one was negative. The 6-year-old group presented ten correlations, nine positive and one negative. The 7-year-old group presented 11 correlations, six negative and five positive. In both tests, higher scores were reached by older subjects. CONCLUSION: A correlation was found between some phonological awareness abilities and the expressive vocabulary of the children with phonological disorder in this study, in different ages. Performance in both tasks improved with age. <![CDATA[<b>Gravidade do transtorno fonológico, consciência fonológica e praxia articulatória em pré-escolares</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342011000200012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Caracterizar o transtorno fonológico quanto à gravidade, consciência fonológica e praxia articulatória e investigar a existência de correlações entre essas variáveis, em um grupo de pré-escolares. MÉTODOS: Participaram 56 pré-escolares entre 4 anos e 6 anos e 11 meses, meninos e meninas, separados em Grupo Pesquisa (GP) e Grupo de Comparação (GC), respectivamente à presença ou ausência de alterações de fala. Foram aplicados: Teste de Linguagem Infantil ABFW: Fonologia; Consciência Fonológica: Instrumento de Avaliação Sequencial - CONFIAS; e o Protocolo de Avaliação das Praxias Articulatórias e Buco-faciais. Realizou-se o cálculo da Porcentagem de Consoantes Corretas - PCC para classificar a gravidade do transtorno fonológico. Os dados receberam análise estatística. RESULTADOS: Os pré-escolares com transtorno apresentaram desempenho inferior em tarefas de consciência fonológica e praxia articulatória quando comparados aos do GC. A gravidade correlacionou-se com consciência fonológica e praxia articulatória e esta com consciência fonológica nesses pré-escolares. Ambos os grupos mostraram correlação entre consciência fonológica total, consciência fonológica de sílaba e de fonema. CONCLUSÃO: O GP caracterizou-se pelo pior desempenho em consciência fonológica e praxia articulatória e pela presença de correlação entre a gravidade do transtorno, a consciência fonológica e a praxia articulatória.<hr/>PURPOSE: To characterize the phonological disorder regarding severity, phonological awareness and articulatory praxis, and to investigate the existence of correlations among these variables in a group of preschoolers. METHODS: Participants were 56 preschoolers of both genders with ages between 4 years and 6 years and 11 months, split into Research Group (RG) and Comparison Group (CG), according to the presence or absence of speech alterations. The following tests were carried out: Child Language Assessment - ABFW: Phonology; Phonological Awareness: Instrument of Sequential Assessment - CONFIAS; and Articulatory and Buccofacial Praxis Assessment Protocol. The Percentage of Correct Consonants - PCC was calculated to classify the severity of the phonological disorder. Data were statistically analyzed. RESULTS: The preschoolers with phonological disorder performed worse in phonological awareness and articulatory praxis tasks when compared to CG subjects. The severity was correlated with phonological awareness and articulatory praxis, and the latest was correlated with phonological awareness in these preschoolers. Both groups showed correlation between total phonological awareness, phonological awareness at syllable level and phonological awareness at phoneme level. CONCLUSION: The RG was characterized by worse performance in phonological awareness and articulatory praxis, and by the presence of correlation between severity of the disorder, phonological awareness and articulatory praxis. <![CDATA[<b>Eficácia do programa de remediação metafonológica e de leitura para escolares com dificuldades de aprendizagem</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342011000200013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Verificar a eficácia do programa de remediação metafonológica e leitura, elaborado em versão computadorizada para escolares com dificuldades de aprendizagem. MÉTODOS: Participaram deste estudo 600 escolares de 2ª a 4ª série do ensino público fundamental, distribuídos em dois grupos: Grupo I (GI) e Grupo II (GII). O GI, composto por 300 escolares com dificuldades de aprendizagem, foi subdividido em GIc: 150 escolares que não foram submetidos ao programa de remediação metafonológica e de leitura; e GIe: 150 escolares do GI submetidos ao programa de remediação. O Grupo II (GII), composto por 300 escolares com bom desempenho escolar, foi subdividido em GIIc: 150 escolares que não foram submetidos ao programa de remediação; e GIIe: 150 escolares submetidos ao programa de remediação. Foi elaborado um programa computadorizado de remediação metafonológica e de leitura em versão avaliativa e interventiva. O programa foi composto por três fases: pré-avaliação, intervenção e após-avaliação. RESULTADOS: Houve diferença entre a situação de pré e após avaliação para os escolares do GIe em todos as provas da versão avaliativa e em todas as habilidades trabalhadas na remediação e para o GIIe nas provas de reconhecimento de som, segmentação e manipulação fonêmica. CONCLUSÃO: Os achados deste estudo evidenciam que a eficácia do programa de remediação metafonológica e de leitura elaborado para este estudo, pois os escolares com dificuldades de aprendizagem submetidos ao programa desenvolveram habilidades metafonológicas necessárias para o desenvolvimento da leitura.<hr/>PURPOSE: To verify the effectiveness of the computerized version of a metaphonological and reading remediation program for students with learning difficulties. METHODS: Participants were 600 2nd to 4th grade students from public elementary schools distributed into Groups I (GI) and II (GII). GI was composed by 300 students with learning difficulties subdivided into GIc: 150 students who were not submitted to the metaphonological and reading remediation program; and GIe: 150 students submitted to the metaphonological and reading remediation program. GII consisted of 300 students with good academic performance subdivided into GIIc: 150 students who were not submitted to the remediation program, and GIIe: 150 students submitted to the metaphonological and reading remediation program. The computerized metaphonological and reading remediation program was developed to be used in evaluation and intervention. The program had three stages: pre-testing, intervention and post-testing. RESULTS: Differences were found between pre and post-tests for GIe subjects in all tests of the evaluation version of the program and in all abilities emphasized on the remediation program, and for GIIe subjects in the sound recognition, segmentation and phonemic manipulation tasks. CONCLUSION: The findings evidence the effectiveness of the computerized metaphonological and reading remediation program developed for this study, since the students with learning difficulties submitted to the remediation program developed the metaphonological abilities required for reading development. <![CDATA[<b>Estratégias de resolução de conflito em crianças em desenvolvimento normal de linguagem</b>: <b>cooperação ou individualismo?</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342011000200014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Verificar as habilidades de resolução de conflito de crianças de 7 e 8 anos em desenvolvimento normal de linguagem. MÉTODOS: Participaram do estudo 40 crianças em desenvolvimento normal de linguagem, com idades entre 7 anos e 8 anos e 11 meses. Para avaliar as habilidades de resolução de conflito foram apresentados cinco contextos hipotéticos de conflito. Após a apresentação de cada história, foi feita a seguinte pergunta: "Se você fosse ele [avaliadora aponta para o personagem da história], o que você faria?". As respostas foram agrupadas em cinco níveis e pontuadas da seguinte forma: nível 0 (soluções que não se enquadram nos demais níveis) - zero ponto; nível 1 (soluções físicas) - um ponto; nível 2 (soluções unilaterais) - dois pontos; nível 3 (soluções cooperativas) - três pontos e nível 4 (soluções mútuas) - quatro pontos. RESULTADOS: A maioria das estratégias propostas pertenciam aos níveis 2 (M=2,55±0,34) e 3 (M=1,53±1,26). Foi observada correlação significante e positiva (p=0,03, r=0,34), porém ruim, entre a faixa etária das crianças e a pontuação na prova de resolução de conflito. Esses resultados indicam que aos 7 e 8 anos as crianças ainda utilizam frequentemente estratégias unilaterais, porém já são capazes de dialogar com eficiência para solucionar problemas. CONCLUSÃO: Aos 7 e 8 anos de idade, crianças em desenvolvimento normal de linguagem utilizam com mais frequência estratégias unilaterais e cooperativas para solucionar problemas.<hr/>PURPOSE: To verify the conflict resolution abilities of 7- and 8-year-old children with normal language development. METHODS: Participants were 40 children with normal language development, with ages ranging from 7 to 8 years and 11 months. To evaluate conflict resolution abilities, five hypothetical conflict contexts were presented. After each story presentation, children were asked the following question: "If you were him [examiner points to the story character], what would you do?". The answers were arranged into five levels and scored as it follows: level 0 (solutions that do not match the other levels) - score 0; level 1 (physical solutions) - score 1; level 2 (unilateral solutions) - score 2; level 3 (cooperative solutions) - score 3, and level 4 (mutual solutions) - score 4. RESULTS: Most of the proposed strategies were placed at levels 2 (M=2.55±0.34) and 3 (M=1.53±1.26). Significant but weak positive correlation was found between children's age and their scores on the conflict resolution test (p=0.03, r=0.34). These results suggest that unilateral strategies are still frequently used by 7- and 8-year-olds, although they are already capable of dialoguing efficiently to solve problems. CONCLUSION: At 7 and 8 years of age, children with normal language development frequently use unilateral and cooperative strategies to solve problems. <![CDATA[<b>Terapia de linguagem no espectro autístico</b>: <b>a interferência do ambiente terapêutico</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342011000200015&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Analisar o perfil funcional da comunicação de crianças e adolescentes com distúrbios do espectro autístico em dois ambientes de terapia de linguagem, que se diferenciam quanto ao aspecto físico. MÉTODOS: Participaram dez sujeitos com distúrbios do espectro autístico, seis do gênero masculino e quatro do gênero feminino, com idades entre 4 e 13 anos. Na coleta de dados, foram realizadas filmagens de oito sessões de terapia de linguagem individual com duração de 30 minutos, sendo quatro sessões em uma sala comum e quatro em uma sala com ambientação específica (sala NIC), intercaladamente, durante um mês. Para a análise dos dados foi empregado o Protocolo de Pragmática, e os resultados receberam tratamento estatístico. RESULTADOS: Verificou-se que não houve diferença significativa entre o perfil pragmático apresentado pelos dez sujeitos na sala comum e na sala NIC. CONCLUSÃO: O contexto físico aqui estudado não influenciou significativamente no perfil funcional da comunicação de indivíduos do espectro autístico, ainda que se tenha verificado tendências individuais apresentando melhor desempenho em uma sala ou em outra.<hr/>PURPOSE: To analyze the functional communicative profile of children and adolescents with autistic spectrum disorders in two different language therapy environments which differ from each other on the physical environment. METHODS: Participants were ten subjects with autistic spectrum disorders, six male and four female, with ages varying from 4 to 13 years. For data gathering, eight 30-minute individual language therapy sessions were videotaped: four sessions in regular therapy settings (common room) interspersed with four sessions in a specific environment setting (NIC room), for one month. Results were registered on the Pragmatic Protocol, and statistical analysis was carried out. RESULTS: No significant differences were found between the pragmatic profile presented by the subjects in the common room and in the NIC room. CONCLUSION: The physical environment studied did not significantly influence the functional communication profile of the autistic subjects, even though there were individual tendencies to present better performance in one room or another. <![CDATA[<b>Avaliação clínica e objetiva da deglutição em crianças com paralisia cerebral</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342011000200016&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Investigar as principais manifestações disfágicas na avaliação clínica e objetiva da deglutição em crianças com paralisia cerebral. MÉTODOS: Estudo transversal com amostra de 50 crianças com paralisia cerebral. A coleta de dados consistiu na realização das avaliações clínica fonoaudiológica e videoendoscópica da deglutição para a detecção das principais manifestações disfágicas presentes nas fases preparatória oral, oral e faríngea da deglutição, em diferentes consistências alimentares e tipos de paralisia cerebral. RESULTADOS: Não houve influência significativa da idade e do tipo de paralisia cerebral sobre a maior presença de manifestações disfágicas. As principais manifestações disfágicas na avaliação clínica foram: escape anterior de líquidos (70%); tosse na deglutição de líquidos (60%); diminuição da formação do bolo alimentar sólido (57,9%); presença de resíduos alimentares na cavidade oral após a deglutição de sólidos (47,4%); aumento do trânsito oral de pastosos grossos (47,1%) e presença da voz molhada após a deglutição de líquidos (30%). As principais manifestações disfágicas na avaliação objetiva foram: aumento do trânsito faríngeo de pastosos grossos (79%); escape posterior de líquidos (77,5%); presença de resíduos alimentares nas estruturas faríngeas após a deglutição de pastosos grossos (58,8%); penetração laríngea de líquidos (37,5%) e aspiração traqueal de líquidos (20%). A sensibilidade laríngea esteve alterada em apenas 16% da amostra. CONCLUSÃO: As avaliações clínica e objetiva da deglutição são complementares e essenciais no diagnóstico das disfagias orofaríngeas em crianças com paralisia cerebral.<hr/>PURPOSE: To investigate the main manifestations of dysphagia in clinical and instrumental evaluation of swallowing in children with cerebral palsy. METHODS: Cross-sectional study of 50 children with cerebral palsy. The data collection consisted of clinical speech-language pathology evaluation and fiberoptic endoscopic evaluation of swallowing for the detection of the main manifestations of dysphagia present in oral preparatory, oral and pharyngeal phases of swallowing, with different food consistencies and types of cerebral palsy. RESULTS: There was no significant influence of age and type of cerebral palsy over the presence of dysphagia manifestations. The main manifestations in the clinical evaluation were: anterior premature spillage for liquids (70%); cough during swallowing of liquids (60%); decreased solid bolus formation (57.9%); presence of food residues on the oral cavity after deglutition of solids (47.4%); extended oral transit of thick food (47.1%); and presence of wet voice after swallowing of liquids (30%). The main manifestations of dysphagia in instrumental evaluation were: extended pharyngeal transit of thick food (79%); posterior premature spillage for liquids (77.5%); presence of thick food residues on the pharyngeal cavity after swallowing (58.8%); laryngeal penetration for liquids (37.5%), and tracheal aspiration for liquids (20%). Laryngeal sensibility was altered in only 16% of the sample. CONCLUSION: Clinical and instrumental evaluations of swallowing are complementary and essential in the diagnosis of oropharyngeal dysphagia in children with cerebral palsy. <![CDATA[<b>Avaliação clínica da deglutição na doença de Chagas</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342011000200017&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Avaliar clinicamente a deglutição orofaríngea de pacientes portadores da doença de Chagas com disfagia e comparar os achados da anamnese entre os doentes chagásicos de acordo com o grau do megaesôfago. MÉTODOS: Utilizando protocolo de avaliação, estudamos a deglutição de 21 pacientes com doença de Chagas e comprometimento do esôfago diagnosticado por sorologia e exame radiológico do esôfago, e de 18 sujeitos sadios assintomáticos pareados por idade e gênero. Nos dois grupos foi realizada anamnese contendo questões relacionadas à queixa de disfagia. Após este procedimento, foi realizada avaliação clínica da deglutição, sem introdução de dieta via oral e com dieta via oral nas consistências líquida e pastosa, abrangendo aspectos estruturais e funcionais. Os resultados foram analisados estatisticamente. Este é um estudo experimental e transversal. RESULTADOS: Maior proporção de pacientes chagásicos apresentou deglutições múltiplas e elevação laríngea reduzida na deglutição das consistências líquida e pastosa, em relação aos sujeitos sadios. Os pacientes com aumento do diâmetro do esôfago referiram mais frequentemente queixa de perda de peso quando comparados aos pacientes sem aumento do diâmetro do esôfago. CONCLUSÃO: Os pacientes chagásicos podem apresentar alterações na deglutição orofaringeana e pacientes com maior comprometimento do esôfago apresentam maior perda de peso do que os pacientes com menor comprometimento.<hr/>PURPOSE: To clinically evaluate oropharyngeal swallowing in dysphagic patients with Chagas disease, and to compare anamnesis data among chagasic subjects according to the degree of megaesophagus. METHODS: An evaluation protocol was used to assess the swallowing of 21 patients with Chagas disease and involvement of the esophagus, diagnosed through serology and radiologic evaluation of the esophagus, and 18 asymptomatic healthy subjects paired by age and gender. Both groups answered an anamnesis that addressed questions related to dysphagia complaint. After this procedure, it was carried out a clinical evaluation of swallowing, involving both structural and functional aspects, with and without the introduction of oral feeding with liquid and pasty consistencies. The results were statistically analyzed. This is an experimental and transversal study. RESULTS: A larger number of chagasic patients presented multiple swallows and reduced laryngeal elevation during deglutition of food with pasty and liquid consistencies, when compared to healthy subjects. Patients with increased esophageal diameter reported weight loss more frequently, when compared to patients with normal esophageal diameter. CONCLUSION: Chagasic patients might present oropharyngeal swallowing alterations, and patients with more significant esophageal involvement present more weight loss than patients with less esophageal involvement. <![CDATA[<b>Estudo prospectivo da deglutição na Mucopolissacaridose II (síndrome de Hunter) antes e após tratamento enzimático</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342011000200018&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Estudo de caso para avaliar a deglutição pré e pós-tratamento enzimático de um indivíduo com Mucopolissacaridose e analisar se o tratamento ocasionou melhora na deglutição. Foi realizado o estudo descritivo de um indivíduo com 9 anos e 6 meses do gênero masculino, com a forma grave da doença, com observação em três momentos: uma avaliação pré-tratamento e duas pós-tratamento. Foram realizadas as seguintes avaliações: fonoaudiológica para disfagia; quadro respiratório por um pneumologista; clínica otorrinolaringológica e a videoendoscopia da deglutição. Posteriormente, os resultados foram interpretados segundo a escala Functional Oral Intake Scale (FOIS) e os dados analisados por meio de análise descritiva. Os resultados demonstraram nas avaliações pré e primeira pós-tratamento, presença de disfagia com repercussão na dinâmica alimentar. A segunda avaliação pós-tratamento evidenciou ausência de disfagia, com possibilidade para todas as consistências, porém com restrição da consistência sólida devido à dificuldade na mastigação consequente à alteração oclusal significativa. Além disso, verificou-se normalidade da videoendoscopia da deglutição e gradativa melhora na dinâmica da deglutição no decorrer do tratamento. O estudo mostrou presença de disfagia com repercussão negativa na dinâmica alimentar, e ainda que o tratamento enzimático por mais de um ano trouxe melhoras para a deglutição, com repercussão positiva na dinâmica alimentar.<hr/>Case study with the aim to evaluate swallowing pre- and post-enzyme treatment of an individual with Mucopolysaccharidosis, and to analyze whether this treatment caused swallowing improvement. It was carried out a descriptive study of a male subject with 9 years and 6 months with the severe type of the disease. The subject was observed in three distinct moments: one pre-treatment and two post-treatment assessments. It was carried out a speech-language pathology assessment of dysphagia, a pneumologist's respiratory assessment, a clinical otorhinolaryngology assessment, and a fiberoptic endoscopic examination of swallowing. After that, results were interpreted according to the Functional Oral Intake Scale (FOIS), and data were descriptively analyzed. Results showed presence of dysphagia with impact on oral feeding in the pre-treatment and the first post-treatment assessments. The second post-treatment assessment did not show any signs of dysphagia, with possibilities for all consistencies, however with restriction to solid consistency due to a significant occlusal alteration. Moreover, the fiberoptic endoscopic examination of swallowing was normal in this assessment, and there was a gradual improvement on the swallowing dynamics along the treatment. The study showed that dysphagia was present and had a negative impact on food dynamics for the subject studied, and also that the enzyme treatment for over a year improved swallowing, with positive impact on food dynamics. <![CDATA[<b>Perfil pragmático longitudinal de uma criança no espectro da neuropatia auditiva</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342011000200019&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A maior parte da comunicação humana depende da conversão de ideias em linguagem, envolvendo a interação de todos os seus componentes - fonológico, semântico, sintático e pragmático. A pragmática estuda a relação entre o significado social da linguagem e seu conteúdo semântico, manifestado pelo ato comunicativo em si. O espectro da neuropatia auditiva gera uma dessincronia na condução nervosa, contribuindo para o prejuízo na percepção da fala. Na criança deficiente auditiva, o processo de aquisição e desenvolvimento da linguagem pode ser estimulado com a intervenção. O objetivo dessa pesquisa foi realizar acompanhamento longitudinal do uso das habilidades pragmáticas de comunicação por uma criança com espectro da neuropatia auditiva. A criança realizou intervenção fonoaudiológica por três anos na área de Audiologia Educacional. Foram gravadas conversações espontâneas, ao início de cada ano, transcritas e analisadas segundo protocolo de habilidades comunicativas verbais. Na gravação inicial, a criança apresentou maior número de habilidade de respostas diretas; porém, estas foram ampliadas com o fornecimento de respostas mais complexas ao longo da intervenção. Na última gravação, já propõe novos tópicos de discurso, realiza narrativas e argumentações. O surgimento de habilidades comunicativas refinadas é explicado pelo desenvolvimento da linguagem, que é potencializado pela terapia com deficientes auditivos. Pode-se concluir que para o caso apresentado a intervenção fonoaudiológica proporcionou melhora nas habilidades pragmáticas de comunicação.<hr/>Human communication depends mostly on the conversion of ideas into language, involving the interaction among all its components - phonological, semantic, syntactic and pragmatic. Pragmatics studies the relationship between the social meaning of language and its semantic content, expressed by the communicative act itself. Auditory neuropathy spectrum disorder generates a dyssynchrony in nerve conduction, contributing to an impairment in speech perception. In hearing impaired children the language acquisition and development process can be stimulated with intervention. The aim of this study was to present a longitudinal follow-up of the use of pragmatic communication abilities by a child with auditory neuropathy spectrum disorder. The child received speech-language pathology therapy during three years in the Educational Audiology area. Video recordings of spontaneous conversation were made in the beginning of each year. These recordings were transcribed and analyzed according to the verbal communicative abilities protocol. In the initial recording, the most frequent ability presented by the child was the direct response; however these were extended to more complex responses during the intervention. In the last recording the child proposes new topics of discourse, produce narratives and arguments. The emergence of more sophisticated communication skills is justified by the language development, which benefits from language therapy with hearing impaired children. This suggests that, for the case study described, speech-language pathology therapy contributed to the improvement of pragmatic communication abilities. <![CDATA[<b>Processos educativos em saúde vocal do professor</b>: <b>análise da literatura da Fonoaudiologia brasileira</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342011000200020&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo de revisão analisa os processos educativos das ações coletivas de saúde vocal do professor descritas na literatura fonoaudiológica brasileira. O material de análise foi constituído por 63 publicações referentes a intervenções de caráter coletivo, no período entre 1994 e 2008. A análise focaliza a distribuição das publicações ao longo do tempo; a caracterização do tipo de processo educativo (unilateral ou dialógico, democrático, participante e problematizador); os temas/conteúdos abordados; a forma de desenvolvimento (pontual ou processual); e a organização das ações (centrada no indivíduo ou ampliada para as questões do trabalho). Nota-se que 74% das ações foram desenvolvidas de maneira processual, como cursos, oficinas ou vivências de voz, sendo que o tempo de duração de cada encontro variou entre 20 minutos e quatro horas. O caráter de 79% das estratégias educativas é unilateral, incompatível com propostas orientadas pela perspectiva da promoção da saúde. Prevaleceram os temas e conteúdos: hábitos/comportamentos vocais e cuidados de higiene/saúde vocal (71%); aquecimento e desaquecimento, exercícios e técnicas vocais (50%); anatomia e fisiologia da produção vocal e SSMO (44%); parâmetros vocais (23%); ambiente de trabalho (22%) e uso da voz, comunicação e expressividade (20%). O foco do processo educativo recaiu sobre o indivíduo (100%), em geral de maneira desarticulada das condições de trabalho, saúde e qualidade de vida. Aspectos do ambiente de trabalho foram contemplados em apenas 17%; a organização do trabalho docente em 6% e a comunidade escolar em 1%. Há necessidade de organização e revisão das formas de desenvolvimento, dinâmicas, estratégias, temas e conteúdos, tipo e foco do processo educativo das ações coletivas em saúde vocal docente, na perspectiva da promoção da saúde.<hr/>This literature review analyzes the educative processes of vocal health actions aimed at teachers discussed in Speech-Language Pathology and Audiology literature produced in Brazil. Our corpus consisted of 63 studies on collective intervention published between 1994 and 2008. The analysis emphasizes the distribution of publications over time; the characterization of the type of educative process (unilateral or dialogic, democratic, participatory and problem-based); the themes/content addressed; the form of development (precise or procedural); and the organization of actions (individually centered or expanded towards working issues). It was observed that 74% of the actions were developed in processes, such as courses, workshops or voice training. The average length of each meeting ranged from 20 minutes to four hours. Seventy nine percent of the educative strategies employed were characterized as unilateral and inconsistent with proposals based on healthcare promotion. The most common themes and topics were: vocal habits/behaviors and vocal hygiene/health (71%); warming up and cooling down, vocal exercises and techniques (50%); anatomy and physiology of vocal production and oral sensorimotor system (44%); vocal parameters (23%); work environment (22%), and use of voice, communication and expression (20%). The focus of the educative process is the individual (100%) and it is generally conducted without considering work conditions, health and quality of life. Work environment aspects were contemplated in only 17% of the publications, teachers' work organization, in 6%, and school community, in 1%. It was identified the need for organization and revision of forms of development, dynamics, strategies, themes and contents, type and focus of the educative process of public healthcare actions aiming at teachers' vocal health, according to the perspective of health promotion. <![CDATA[<b>O impacto da disfonia em professores</b>: <b>queixas vocais, procura por tratamento, comportamento, conhecimento sobre cuidados com a voz, e absenteísmo</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342011000200021&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo de revisão analisa os processos educativos das ações coletivas de saúde vocal do professor descritas na literatura fonoaudiológica brasileira. O material de análise foi constituído por 63 publicações referentes a intervenções de caráter coletivo, no período entre 1994 e 2008. A análise focaliza a distribuição das publicações ao longo do tempo; a caracterização do tipo de processo educativo (unilateral ou dialógico, democrático, participante e problematizador); os temas/conteúdos abordados; a forma de desenvolvimento (pontual ou processual); e a organização das ações (centrada no indivíduo ou ampliada para as questões do trabalho). Nota-se que 74% das ações foram desenvolvidas de maneira processual, como cursos, oficinas ou vivências de voz, sendo que o tempo de duração de cada encontro variou entre 20 minutos e quatro horas. O caráter de 79% das estratégias educativas é unilateral, incompatível com propostas orientadas pela perspectiva da promoção da saúde. Prevaleceram os temas e conteúdos: hábitos/comportamentos vocais e cuidados de higiene/saúde vocal (71%); aquecimento e desaquecimento, exercícios e técnicas vocais (50%); anatomia e fisiologia da produção vocal e SSMO (44%); parâmetros vocais (23%); ambiente de trabalho (22%) e uso da voz, comunicação e expressividade (20%). O foco do processo educativo recaiu sobre o indivíduo (100%), em geral de maneira desarticulada das condições de trabalho, saúde e qualidade de vida. Aspectos do ambiente de trabalho foram contemplados em apenas 17%; a organização do trabalho docente em 6% e a comunidade escolar em 1%. Há necessidade de organização e revisão das formas de desenvolvimento, dinâmicas, estratégias, temas e conteúdos, tipo e foco do processo educativo das ações coletivas em saúde vocal docente, na perspectiva da promoção da saúde.<hr/>This literature review analyzes the educative processes of vocal health actions aimed at teachers discussed in Speech-Language Pathology and Audiology literature produced in Brazil. Our corpus consisted of 63 studies on collective intervention published between 1994 and 2008. The analysis emphasizes the distribution of publications over time; the characterization of the type of educative process (unilateral or dialogic, democratic, participatory and problem-based); the themes/content addressed; the form of development (precise or procedural); and the organization of actions (individually centered or expanded towards working issues). It was observed that 74% of the actions were developed in processes, such as courses, workshops or voice training. The average length of each meeting ranged from 20 minutes to four hours. Seventy nine percent of the educative strategies employed were characterized as unilateral and inconsistent with proposals based on healthcare promotion. The most common themes and topics were: vocal habits/behaviors and vocal hygiene/health (71%); warming up and cooling down, vocal exercises and techniques (50%); anatomy and physiology of vocal production and oral sensorimotor system (44%); vocal parameters (23%); work environment (22%), and use of voice, communication and expression (20%). The focus of the educative process is the individual (100%) and it is generally conducted without considering work conditions, health and quality of life. Work environment aspects were contemplated in only 17% of the publications, teachers' work organization, in 6%, and school community, in 1%. It was identified the need for organization and revision of forms of development, dynamics, strategies, themes and contents, type and focus of the educative process of public healthcare actions aiming at teachers' vocal health, according to the perspective of health promotion. <![CDATA[<b>Fatores de risco e de proteção associados à alteração de fala e linguagem em uma amostra nacionalmente representativa de crianças de 4 a 5 anos de idade</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342011000200022&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo de revisão analisa os processos educativos das ações coletivas de saúde vocal do professor descritas na literatura fonoaudiológica brasileira. O material de análise foi constituído por 63 publicações referentes a intervenções de caráter coletivo, no período entre 1994 e 2008. A análise focaliza a distribuição das publicações ao longo do tempo; a caracterização do tipo de processo educativo (unilateral ou dialógico, democrático, participante e problematizador); os temas/conteúdos abordados; a forma de desenvolvimento (pontual ou processual); e a organização das ações (centrada no indivíduo ou ampliada para as questões do trabalho). Nota-se que 74% das ações foram desenvolvidas de maneira processual, como cursos, oficinas ou vivências de voz, sendo que o tempo de duração de cada encontro variou entre 20 minutos e quatro horas. O caráter de 79% das estratégias educativas é unilateral, incompatível com propostas orientadas pela perspectiva da promoção da saúde. Prevaleceram os temas e conteúdos: hábitos/comportamentos vocais e cuidados de higiene/saúde vocal (71%); aquecimento e desaquecimento, exercícios e técnicas vocais (50%); anatomia e fisiologia da produção vocal e SSMO (44%); parâmetros vocais (23%); ambiente de trabalho (22%) e uso da voz, comunicação e expressividade (20%). O foco do processo educativo recaiu sobre o indivíduo (100%), em geral de maneira desarticulada das condições de trabalho, saúde e qualidade de vida. Aspectos do ambiente de trabalho foram contemplados em apenas 17%; a organização do trabalho docente em 6% e a comunidade escolar em 1%. Há necessidade de organização e revisão das formas de desenvolvimento, dinâmicas, estratégias, temas e conteúdos, tipo e foco do processo educativo das ações coletivas em saúde vocal docente, na perspectiva da promoção da saúde.<hr/>This literature review analyzes the educative processes of vocal health actions aimed at teachers discussed in Speech-Language Pathology and Audiology literature produced in Brazil. Our corpus consisted of 63 studies on collective intervention published between 1994 and 2008. The analysis emphasizes the distribution of publications over time; the characterization of the type of educative process (unilateral or dialogic, democratic, participatory and problem-based); the themes/content addressed; the form of development (precise or procedural); and the organization of actions (individually centered or expanded towards working issues). It was observed that 74% of the actions were developed in processes, such as courses, workshops or voice training. The average length of each meeting ranged from 20 minutes to four hours. Seventy nine percent of the educative strategies employed were characterized as unilateral and inconsistent with proposals based on healthcare promotion. The most common themes and topics were: vocal habits/behaviors and vocal hygiene/health (71%); warming up and cooling down, vocal exercises and techniques (50%); anatomy and physiology of vocal production and oral sensorimotor system (44%); vocal parameters (23%); work environment (22%), and use of voice, communication and expression (20%). The focus of the educative process is the individual (100%) and it is generally conducted without considering work conditions, health and quality of life. Work environment aspects were contemplated in only 17% of the publications, teachers' work organization, in 6%, and school community, in 1%. It was identified the need for organization and revision of forms of development, dynamics, strategies, themes and contents, type and focus of the educative process of public healthcare actions aiming at teachers' vocal health, according to the perspective of health promotion. <![CDATA[<b>Abordagens grupais no contexto da saúde coletiva</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342011000200023&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo de revisão analisa os processos educativos das ações coletivas de saúde vocal do professor descritas na literatura fonoaudiológica brasileira. O material de análise foi constituído por 63 publicações referentes a intervenções de caráter coletivo, no período entre 1994 e 2008. A análise focaliza a distribuição das publicações ao longo do tempo; a caracterização do tipo de processo educativo (unilateral ou dialógico, democrático, participante e problematizador); os temas/conteúdos abordados; a forma de desenvolvimento (pontual ou processual); e a organização das ações (centrada no indivíduo ou ampliada para as questões do trabalho). Nota-se que 74% das ações foram desenvolvidas de maneira processual, como cursos, oficinas ou vivências de voz, sendo que o tempo de duração de cada encontro variou entre 20 minutos e quatro horas. O caráter de 79% das estratégias educativas é unilateral, incompatível com propostas orientadas pela perspectiva da promoção da saúde. Prevaleceram os temas e conteúdos: hábitos/comportamentos vocais e cuidados de higiene/saúde vocal (71%); aquecimento e desaquecimento, exercícios e técnicas vocais (50%); anatomia e fisiologia da produção vocal e SSMO (44%); parâmetros vocais (23%); ambiente de trabalho (22%) e uso da voz, comunicação e expressividade (20%). O foco do processo educativo recaiu sobre o indivíduo (100%), em geral de maneira desarticulada das condições de trabalho, saúde e qualidade de vida. Aspectos do ambiente de trabalho foram contemplados em apenas 17%; a organização do trabalho docente em 6% e a comunidade escolar em 1%. Há necessidade de organização e revisão das formas de desenvolvimento, dinâmicas, estratégias, temas e conteúdos, tipo e foco do processo educativo das ações coletivas em saúde vocal docente, na perspectiva da promoção da saúde.<hr/>This literature review analyzes the educative processes of vocal health actions aimed at teachers discussed in Speech-Language Pathology and Audiology literature produced in Brazil. Our corpus consisted of 63 studies on collective intervention published between 1994 and 2008. The analysis emphasizes the distribution of publications over time; the characterization of the type of educative process (unilateral or dialogic, democratic, participatory and problem-based); the themes/content addressed; the form of development (precise or procedural); and the organization of actions (individually centered or expanded towards working issues). It was observed that 74% of the actions were developed in processes, such as courses, workshops or voice training. The average length of each meeting ranged from 20 minutes to four hours. Seventy nine percent of the educative strategies employed were characterized as unilateral and inconsistent with proposals based on healthcare promotion. The most common themes and topics were: vocal habits/behaviors and vocal hygiene/health (71%); warming up and cooling down, vocal exercises and techniques (50%); anatomy and physiology of vocal production and oral sensorimotor system (44%); vocal parameters (23%); work environment (22%), and use of voice, communication and expression (20%). The focus of the educative process is the individual (100%) and it is generally conducted without considering work conditions, health and quality of life. Work environment aspects were contemplated in only 17% of the publications, teachers' work organization, in 6%, and school community, in 1%. It was identified the need for organization and revision of forms of development, dynamics, strategies, themes and contents, type and focus of the educative process of public healthcare actions aiming at teachers' vocal health, according to the perspective of health promotion.