Scielo RSS <![CDATA[Sociologias]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1517-452220150001&lang=pt vol. 17 num. 38 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Editorial]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-45222015000100009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Tendências e Desafios Contemporâneos da Sociologia Política]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-45222015000100014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Sociologia política e processos macro-históricos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-45222015000100018&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Neste artigo, parto de uma breve exposição sobre algumas das muitas maneiras de se fazer sociologia política, para ilustrar a diversidade da área. Em seguida, comento uma dessas várias abordagens - aquela que privilegia as análises macro-históricas, salientando a preferência dessa perspectiva pela observação de grandes processos de transformação. Por fim, adotando essa mesma opção, discuto algumas das transformações em curso para sugerir que elas colocam desafios teóricos e metodológicos consideráveis para a sociologia política. Reconhecendo que os desafios em questão se colocam para além dela e, efetivamente, interpelam todas as ciências sociais, argumento que a justificativa para meu exercício é a convicção de que a sociologia política macro histórica é especialização vocacionada a refletir sobre tais transformações e a lançar luz sobre a obsolescência de certos esquemas analíticos consagrados pela tradição sociológica.<hr/>The article offers, initially, a brief comment on the many definitions of political sociology and their diverse approaches. Next, it focuses on one of such perspectives, the one that confers priority to macro-historical analysis, calling attention to its preference for long term processes of transformation. Finally, adopting this same analytical preference, it discusses some of the ongoing great changes, suggesting that they pose big theoretical and methodological challenges to political sociology. The author explicitly recognizes that, actually, the challenges in question address all social sciences, but argues that macro-historical political sociology is the branch of sociology that is perfectly tailored to reflect upon such transformations and to throw lights onto the obsolescence of certain long established analytical models. <![CDATA[Desafios para uma sociologia política brasileira: os elos entre movimentos e instituições]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-45222015000100044&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O texto visa debater sobre o lugar da sociologia política nas divisões institucionais das ciências sociais e questiona se a mesma se configura como uma área temática ou um recorte disciplinar. Discute sobre as dificuldades que a disciplina enfrenta face a especializações paradigmáticas: dos estudos institucionalista-estatais versus os centrados na cultura política, em especial, da sociedade civil. A seguir, trata do papel de alguns constrangimentos operacionais, metodológicos ou paradigmáticos na produção do conhecimento da sociologia política, como o da existência de uma língua franca para o campo científico e o legado da colonialidade no saber, a partir de centros acadêmicos hegemônicos. Por fim, avalia a relevância de uma abordagem temática para a sociologia política que fortalecesse o diálogo entre enfoques institucionalistas e da cultura-política, buscando aprofundar o conhecimento relativo aos dilemas, conflitos e confrontos entre sociedade civil, movimentos sociais e esfera estatal, no Brasil contemporâneo.<hr/>In this work, I discuss the place of political sociology within institutional divisions of the social sciences, inquiring whether it comprises a subject area or a subfield of a discipline and addressing the difficulties that political sociology faces in view of paradigmatic specializations: that of institutionalist state studies versus those focused on the political culture, particularly civil society. Then, I discuss the role of some operational, methodological or paradigmatic constraints for building knowledge in political sociology, such as the prevalence of a lingua franca in Science and the colonial legacy in knowledge production, concentrated in hegemonic academic centers. Finally, it is estimated the relevance for political sociology of a thematic approach able to strengthen the dialogue between institutionalist and political-cultural perspectives, seeking a deeper understanding of the dilemmas, conflicts and contentions between civil society, social movements and the State in contemporary Brazil. <![CDATA[Sociologia Política na Alemanha desde os anos de 1990 - desenvolvimento da subdisciplina e problemas atuais]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-45222015000100064&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O desenvolvimento da sociologia política alemã ao longo do século XX é tão complexo quanto a própria história da Alemanha. Em sua fase entre o nacional-socialismo e o 'socialismo real' a sociologia política já foi bem analisada (Nedelmann, 1997). No presente artigo, concentramo-nos, sobretudo, no seu desenvolvimento ao longo das últimas três décadas. Desde o fim dos anos de 1980, uma nova fase de profissionalização da sociologia política pôde ser observada. A fim de entender a situação atual da disciplina na Alemanha, analisamos o tema em cinco seções. No início do presente artigo, apresentamos um breve panorama histórico sobre a formação da sociologia política na Alemanha desde 1945. Depois, desloca-se o foco para desenvolvimentos recentes da disciplina, desde o fim dos anos de 1980 - só então a sociologia política ganhou um departamento independente na Sociedade Alemã de Sociologia e na Associação Alemã de Ciência Política. Após isso, faz-se uma revisão analítica da situação da sociologia política em universidades alemãs, de seus campos de trabalho, seus departamentos, seus cursos e suas prioridades de pesquisa. A partir disso, pode-se demonstrar que, embora seus tópicos abranjam muitas áreas da sociologia e da ciência política, a sociologia política não logrou tornar-se uma disciplina no sistema universitário. Em uma breve digressão, nos voltamos à administração pública como tópico de pesquisa para a sociologia política. Por fim, discutem-se conclusões sobre a sociologia política na Alemanha.<hr/>The development of German political sociology in the 20th century is as complex as the history of Germany itself. Political sociology in the phase "between national socialism and real socialism" has well been analyzed (Nedelmann, 1997). In this article we will therefore primarily focus on its development over the past three decades. Since the end of the 1980s a new phase of professionalization of political sociology can be observed. In order to understand the current situation of political sociology in Germany we will analyze the subject in five sections. The article will at first give a brief historical overview about the formation of political sociology in Germany since 1945. The focus will then be set on recent developments of political sociology since the end of the 1980s. Only then political sociology became an independent section in the German Sociological Association and the German Association of Political Sciences. Third, the field will be analyzed by reviewing the situation of political sociology at German universities, their fields of work, their faculties, their courses and research priorities. It can be shown that the topics of political sociology reach out into many areas of sociology and political science, but that political sociology has not become a discipline by itself in the university system. In a brief excursus we will look into public administration as a research topic of political sociology. Finally conclusions on political sociology in Germany will be discussed. <![CDATA[A quem pertence o estudo da democracia? Sociologia, ciência política e a promessa da interdisciplinaridade na Sociologia política desde 1945]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-45222015000100092&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Interdisciplinaridade é a integração entre duas ou mais disciplinas que produz conhecimento emergente, original, interessante e útil. A interdisciplinaridade é mais promissora quando a relação entre as disciplinas integradas é forte e simétrica. A sociologia política já foi considerada uma ponte natural entre as disciplinas de sociologia e ciência política. Contudo, em diversas medidas bibliométricas da base de citações da Web of Science entre 1945 e 2013, observa-se que os vínculos entre sociologia e ciência política são cada vez mais fracos exatamente nas áreas centrais da sociologia política: democracia, participação política, sociedade civil e movimentos políticos. A partir da década de 1970, a ciência política apropriou-se do estudo da democracia e também de alguns dos temas centrais da sociologia política. A sociologia política se tornou um exemplo de como uma grande promessa de interdisciplinaridade pode malograr. Neste artigo, o demonstramos empiricamente e abordamos as razões desse malogro1.<hr/>Interdisciplinarity is the integration of two or more disciplines that produces emergent, original, interesting and useful knowledge; it is most promising when the relationship of the integrated disciplines is strong and symmetrical. Political sociology was once considered to be a natural bridge between the disciplines of sociology and political science. Yet, in various bibliometric measures from the Web of Science citation database from 1945 to 2013, we find that the relationships between sociology and political science grew weak and asymmetrical exactly in the core areas of political sociology: democracy, political participation, civil society and social movements. As of 1970, political science began to own the study of democracy, and some of the core areas of political sociology besides. Political sociology has become a case study in how great promise for interdisciplinarity falls short. In this article, we demonstrate this empirically, and address why. <![CDATA[Policy community defensora de direitos e a transformação do Conselho Nacional de Assistência Social]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-45222015000100122&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O artigo examina a ação estratégica de um ator coletivo, a policy community defensora da assistência social como direito dos cidadãos, a qual resultou não apenas na criação do Sistema Único de Assistência Social (SUAS), mas também na redefinição das funções do Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS), ao final da década de 2000. Membros dessa community aproveitaram sucessivas janelas de oportunidades para apresentar aos decisores políticos propostas de solução para os problemas da extremada desigualdade social e pobreza, colocados no centro da agenda política e governamental desde o Governo Lula, iniciado em 2002. Uma dessas janelas de oportunidades abriu-se com a Operação Fariseu, em 2008, que expôs a existência de relações ilícitas entre conselheiros e entidades que recebiam certificação como beneficentes de assistência social e, portanto, vultosas isenções fiscais. A community teve sucesso em retirar do fórum a prerrogativa de certificar e controlar as atividades de entidades 'beneficentes', transferindo-a às burocracias governamentais das áreas de assistência social, saúde e educação. Dessa forma, o CNAS, uma organização intermediária neocorporativa criada pela Lei Orgânica da Assistência Social, consolidou o seu papel na intermediação de interesses entre os diversos atores societais e estatais visando viabilizar a implementação das políticas definidas no nível federal de gestão que resultaram na estruturação do SUAS.<hr/>The article examines the strategic action of a collective actor, the policy community that advocates for social assistance as a right of citizens, which resulted not only in the creation of the Brazilian Unified Social Assistance System (SUAS - Sistema Único de Saúde)), but also got to redefine the functions of the National Council of Social Assistance (CNAS), by the end of 2000. Members of this community took successive windows of opportunity to present to policy makers proposals for tackling problems of extreme social inequality and poverty, which were central to the political and governmental agenda as of Lula Government started in 2002. One of these windows of opportunity opened up with Operação Fariseu in 2008, which exposed the existence of illicit relations between council's board members and organizations that acquired certification as welfare charities, thus receiving significant tax exemptions. The policy community succeeded in revoking the Council's prerogative to certify and control the activities of 'charities', transferring it to governmental departments in the areas of welfare, health and education. Thus, CNAS, a neo-corporative intermediary organization created by the Organic Law of Social Assistance, consolidated its role as mediator of interests between societal and state actors aiming to facilitate the implementation of the national policies that resulted in the structuring of SUAS. <![CDATA[Teorias da democracia e a práxis política e social brasileira: limites e possibilidades]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-45222015000100156&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este trabalho percorre as teorias da democracia - desde aquelas que enfatizam o seu caráter competitivo, realista, formal, passando por aquelas que destacam seu aspecto deliberativo, plebiscitário e participativo, até as que consideram primordial enfatizar seu caráter igualitário e substantivo - buscando demonstrar o alcance, as convergências e os limites de tais teorias. Mais do que apenas enfatizar as diferenças, contradições e o caráter normativo entre tais arcabouços teóricos, busca-se evidenciar em que aspectos as instituições e as experiências democráticas contemporâneas respondem de forma significativa e convergente as questões colocadas por essas teorias no Brasil.<hr/>This work explores the theories of democracy - from those that emphasize its competitive, realist and formal nature, including the ones that highlight its deliberative, plebiscitary and participative aspects, to those that emphasize its substantive and egalitarian character - seeking to demonstrate the scope, the convergences and the limits of such theories. More than just emphasizing the differences, contradictions and the normative character of such theoretical frameworks, we seek to reveal the aspects in which the institutions and democratic contemporary experiences respond significantly to the questions raised by these theories in Brazil. <![CDATA[A desnecessidade do trabalho entre pescadores artesanais]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-45222015000100192&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt As relações socioculturais e econômicas, entre alguns grupos de pescadores artesanais, não colocam como entes antagônicos trabalho e tempo livre. Do contrário, tais relações celebram aproximações entre saber-fazer pesqueiro, lazer e vida, formando e conformando um todo societário. Inseridos nesse quadro, estão os pescadores artesanais do mar-de-fora da praia de Suape, no município do Cabo de Santo Agostinho, litoral sul de Pernambuco, distante 50 km de Recife. Este artigo busca desvelar a mencionada moral do trabalho e do tempo livre no fazer cotidiano de pescadores dessa Praia, com base na pesquisa etnográfica e na história de vida de 13 pescadores. No geral, identificou-se que há uma moral do trabalho que se confunde à moral do tempo livre, pois o cerceamento de uma delas representa limites à outra. Assim, para esses homens, definir o que é um ser liberto ou cativo liga-se ao encontro indissociável, em termos práticos e simbólicos, entre as referidas morais, o que é essencial para classificar o fazer-se pescador artesanal em seu sentido pleno fundamentado na desnecessidade do trabalho.<hr/>Socio-cultural and economic relations among some groups of artisanal fishermen do not take work and free time as antagonistic entities. Conversely, such relationships celebrate similarities between fishing skills, leisure and life, which configure a societal whole. Artisanal fishermen from mar-de-fora in the beach of Suape, district of Cabo de Santo Agostinho, southern coast of Pernambuco, distant 50 km from Recife. This article seeks to reveal the work and free time ethic entailed in the daily tasks of fishermen in this beach, based on ethnographic research and life history of 13 fishermen. It was observed a work ethic that is confused with the morality of free time, since a restriction on one of them implies limits to the other. Therefore, for these men, being defined as free man or as captive is referred to the inseparable connection, in both practical and symbolic terms, between these two moralities, what is essential for fully qualifying as an artisan fisherman based on the dispensable character of work. <![CDATA[Flexibilização do Trabalho e Mobilidade Geográfica nas Forças Armadas]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-45222015000100222&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O texto apresenta resultados de uma pesquisa sobre as perceções de um grupo de trabalhadores que integram um segmento periférico das Forças Armadas portuguesas, contratados a termo e em situação de mobilidade geográfica mensal. Procurou conhecer os impactos destes tipos de flexibilidade nas forças armadas sobre as suas expetativas e estratégias profissionais e pessoais. Foram utilizados inquéritos por questionário e entrevistas semiestruturadas. Verificou-se a existência de precaridade de emprego e de trabalho, que são fontes de insatisfação; sentimento de segmentação laboral relativamente ao núcleo-duro; dificuldades de conciliação e de acesso a formação. Concluiu-se que os desafios para a organização militar são bastantes, com uma força de trabalho que tende a apresentar-se desmoralizada pela precariedade, pela sensação de rotina, fadiga e impossibilidade de progressão. Para os indivíduos, a consciência de "trabalhador nómada" começa a pesar, com as deslocações constantes, com a aproximação do fim do contrato e com a necessidade de preparação para a reintegração no mercado de trabalho. A precariedade é hoje experienciada num dos setores que ainda há pouco se considerava dos mais estruturados e que garantia permanência e estabilidade de carreira, o militar, e que hoje é também já um local de "passagem" dos seus "profissionais".<hr/>The paper presents results of a survey on the perceptions of a group of workers who are part of a peripheral segment of the Portuguese Armed Forces hired on a fixed-term basis and subjected to constant geographical mobility. It explores the impacts of such flexibility in work practices in the armed forces on their professional and personal expectations and strategies. A questionnaire and semi-structured interviews were used. We observed the existence of employment and labor precariousness, which are sources of dissatisfaction; feelings of labor segmentation with respect to mainstream groups within army; difficulties in reconciliation and access to training. It was concluded that there are several challenges to the military organization, with a workforce that tends to be demoralized by insecurity, by a sense of routine, fatigue and inability to progression. For individuals, the sense of "nomadic worker" begins to weigh due to constant moving, to the approaching of contract termination and the need to prepare for reintegration into the labor market. Such precariousness is observed in a sector that until recently was seen as one of the best structured and that used to guarantee stability - the military career - and that now becomes also a place of "passage" for their "professionals". <![CDATA[Socialismo e democracia: Bobbio e os marxistas italianos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-45222015000100254&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O trabalho apresenta alguns aspectos do debate mantido entre Norberto Bobbio e intelectuais vinculados ao Partido Comunista Italiano (PCI) sobre a teoria marxista do Estado, entre 1975 e 1976. Nas discussões, são explicitados os elementos teóricos que fundamentaram a construção da "via italiana ao socialismo", a participação do PCI na vida parlamentar italiana, e a afirmação da "democracia como valor universal". Os temas que constituem o centro do debate são, por um lado, a crítica ao modelo soviético e a afirmação da necessidade da socialização do poder político além da socialização da economia, e, por outro, a incorporação crítica dos direitos individuais e dos procedimentos da democracia representativa burguesa aos projetos políticos socialistas.<hr/>The paper presents some aspects of the debate held between Norberto Bobbio and intellectuals linked to the Italian Communist Party (PCI) on the Marxist theory of the state, between 1975 and 1976. In this discussion, the theoretical elements that underlie the construction of the "Italian road to socialism" with the participation of the PCI in the Italian parliamentary life and the affirmation of "democracy as a universal value" are detailed. At the center of this debate lie, on the one hand, a critique of the Soviet model and the affirmation of the need for socialization of political power beyond the socialization of the economy; and, on the other hand, the critical incorporation of individual rights and the procedures of bourgeois representative democracy into the socialist political projects. <![CDATA[Entrevista: Bernard Lahire]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-45222015000100280&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O trabalho apresenta alguns aspectos do debate mantido entre Norberto Bobbio e intelectuais vinculados ao Partido Comunista Italiano (PCI) sobre a teoria marxista do Estado, entre 1975 e 1976. Nas discussões, são explicitados os elementos teóricos que fundamentaram a construção da "via italiana ao socialismo", a participação do PCI na vida parlamentar italiana, e a afirmação da "democracia como valor universal". Os temas que constituem o centro do debate são, por um lado, a crítica ao modelo soviético e a afirmação da necessidade da socialização do poder político além da socialização da economia, e, por outro, a incorporação crítica dos direitos individuais e dos procedimentos da democracia representativa burguesa aos projetos políticos socialistas.<hr/>The paper presents some aspects of the debate held between Norberto Bobbio and intellectuals linked to the Italian Communist Party (PCI) on the Marxist theory of the state, between 1975 and 1976. In this discussion, the theoretical elements that underlie the construction of the "Italian road to socialism" with the participation of the PCI in the Italian parliamentary life and the affirmation of "democracy as a universal value" are detailed. At the center of this debate lie, on the one hand, a critique of the Soviet model and the affirmation of the need for socialization of political power beyond the socialization of the economy; and, on the other hand, the critical incorporation of individual rights and the procedures of bourgeois representative democracy into the socialist political projects. <![CDATA[Conhecer para aproximar: um retrato contíguo da Índia e uma lente de aumento na relação Brasil - Índia sob o signo da cooperação sul-sul]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-45222015000100304&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Países periféricos, também denominados como países do Sul Global, apesar de ainda manterem traços de instabilidade política e econômica, são atualmente considerados como países emergentes, uma derivação do rótulo de mercados emergentes recebido no início dos anos 1990. Encaixam-se nessa descrição Brasil e Índia. Tais países fazem parte de uma grande engrenagem que tende a alterar a dinâmica política e econômica global. No texto a seguir, apresentam-se as principais contribuições de pesquisadores que vislumbram a Índia no cenário internacional e, principalmente, sua relação com o Brasil dentro deste mesmo novo mundo em construção. Destaque para a simultaneidade de fatores positivos e negativos existente em ambas as nações e como se entrelaçam no desenho de uma relação sul-sul.<hr/>Peripheral countries, also known as the Global South, while still maintaining traces of political and economic instability, are currently considered emerging countries, a derivation of the label of emerging markets received in early 1990s. Both Brazil and India fit to that description. These countries are part of a major mechanism that tends to change global political and economic dynamics. This text presents the main contributions of researchers who have been examining India's performance in the international context and, especially, its relationship with Brazil, within this same new world under construction. Emphasis is given to the simultaneity of positive and negative factors existing in both nations and to how these later intertwine in the design of a South-South relationship. <![CDATA[Trabalhadores terceirizados e luta sindical]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-45222015000100314&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A terceirização tornou-se, nas últimas décadas, fenômeno indispensável para a compreensão das mudanças no mundo do trabalho e nas suas instituições. Em Trabalhadores terceirizados e luta sindical estão colocados os principais fatores que incidem sobre as possibilidades e limites da ação sindical em um ambiente de fragmentação ocasionado pela terceirização. Além disso, o livro trabalha dois pontos inovadores para a bibliografia do tema: a constatação de que embora a terceirização fragilize a luta, ela não inviabiliza a organização dos terceirizados; e o argumento de que a terceirização aprofunda problemas da estrutura sindical corporativa herdada do Estado Novo, impondo limites à luta dos trabalhadores.<hr/>In the past few decades, outsourcing has become a fundamental phenomenon for the comprehension of the changes in labour world and in its institutions. The book Trabalhadores terceirizados e luta sindical brings out the main elements which affect the possibilities and limits of trade union action in a fragmented environment produced by outsourcing. Further, the book brings two innovative points to the literature on this subject: the confirmation that although weakening trade unions struggles, outsourcing process doesn't prevent the organization of outsourced workers. It also argues that outsourcing makes deeper the problems of corporative trade union structure inherited from Estado Novo, imposing limits on workers struggle.