Scielo RSS <![CDATA[Sociologias]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1517-452220120001&lang=pt vol. 14 num. 29 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-45222012000100001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>Apresentação</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-45222012000100002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>As desigualdades escolares antes e depois da escola</b>: <b>organização escolar e influência dos diplomas</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-45222012000100003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A escola reproduz as desigualdades sociais por ser mais favorável aos alunos social e culturalmente privilegiados. No entanto, essa "lei" é demasiado geral para explicar as grandes variações na amplitude dessa reprodução, reveladas pelas comparações internacionais. Partindo desses estudos, o artigo mostra, em primeiro lugar, que essas variações não se explicam diretamente pela amplitude das desigualdades sociais. Para explicá-las é preciso levantar duas outras questões. A primeira tange à organização dos sistemas escolares, os quais podem aumentar ou atenuar o impacto das desigualdades sociais sobre as desigualdades escolares. A segunda se refere aos impactos da escola, à influência dos diplomas para a mobilidade social. O artigo demonstra que, quanto mais determinante for o papel dos diplomas, mais marcadas serão as desigualdades escolares e mais rígida será a reprodução das desigualdades sociais. Finalmente, a função atribuída à escola pelas diversas sociedades determinará a amplitude da reprodução social. Contudo, essa análise foi realizada a partir de uma amostra de países, logo a realização de estudos qualitativos complementares seria muito útil para melhor compreender como ocorre a reprodução social.<hr/>School reproduces social inequalities everywhere as it is more favorable to already advantaged pupils. This is, however, a too general "law" for explaining the large variations revealed by international comparisons in the amplitude of this reproduction. Relying upon these studies, this paper shows first that these variations cannot be explained directly by the amplitude of social inequalities. In order to explain them, two other factors must be raised. The first one concerns the organization of the school systems, which may either widen or mitigate the impact of pupils' social background on their academic achievement. The second one concerns the influence of diplomas on access to various social positions. The paper shows that the more diplomas play a deciding role, the more pronounced are school inequalities and the more acute is the reproduction of social inequalities. Finally, it is not only what is produced in school and through its operation that determines the amplitude of the reproduction, but the own role attributed to school by the various societies. This study achieved on a sample of countries stands at an aggregate level, and some qualitative complementary studies would be very useful for better understand how social reproduction operates. <![CDATA[<b>Educação Latino-Americana em tempos globalizados</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-45222012000100004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo oferece um panorama abrangente do impacto da globalização sobre os sistemas de educação, destacando as mudanças - bem como as continuidades - em todos os níveis educacionais, da escola fundamental à universidade. A educação superior tem sido a mais afetada pela globalização, que se reflete no persistente discurso sobre a "sociedade do conhecimento" do século XXI. A América Latina, assim como outras regiões, tem experimentado uma importante expansão na educação superior, principalmente através da oferta do ensino privado, de qualidade irregular. Se, por um lado, a região dá mostras de aumentar a participação na educação, por outro, as condições adversas a que estão sujeitas as crianças pobres, indígenas ou afro-descendentes, tanto meninos como meninas, provenientes de zonas rurais, não melhoraram substancialmente com a globalização. Os países do leste asiático estão respondendo de com entusiasmo às possibilidades oferecidas pelas novas forças globalizantes; entretanto, os países da América Latina não têm exibido a mesma determinação para investir em educação pública e, se essa situação não mudar, eles provavelmente perderão terreno na disputa por desenvolver uma população com conhecimentos avançados.<hr/>This article seeks to provide a comprehensive account of the impact of globalization on educational systems, noting the changes-as well as continuities-at all levels of education, from primary schooling to university. Higher education has been most affected by globalization reflected in the persistent discourse about the "knowledge society" of the 21st century. Latin America, as other regions, has seen a tremendous expansion in higher education, primarily through private supply of uneven quality. While the region evinces increased participation in education, the adverse conditions of poor children, both boys and girls, who reside in rural areas and who are indigenous or Afro-descendants, have not been substantially improved by globalization. Countries in East Asia are responding eagerly to the possibilities opened up by new global forces; Latin American nations have not shown an equal determination to invest in public education and, if the situation remains unchanged, are likely to fall back in the race toward developing a population with advanced knowledge. <![CDATA[<b>Sociologia e ensino superior</b>: <b>encontro ou desencontro?</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-45222012000100005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O artigo aborda determinados marcos que têm caracterizado a relação entre sociologia e a análise dos sistemas de ensino na modernidade, privilegiando nessa relação o sistema de ensino superior. Salienta que a temática da educação ocupou uma posição destacada na obra de determinados autores clássicos da sociologia ao analisar a constituição do processo de modernidade. Ressalta que o sistema de ensino, destacadamente o ensino superior, tem ocupado uma posição estratégica nas sociedades contemporâneas em função da complexa relação que mantém com as esferas econômica, política e cultural em distintos contextos societários. Destaca a tendência existente na sociologia contemporânea de abordar o sistema de ensino como um subcampo especializado no interior da disciplina. Salienta que a tendência de abordar o sistema de ensino superior a partir de diversas temáticas especializadas tem conduzido as análises realizadas nesse subcampo especializado a manter uma articulação mais tênue com questões relativas ao processo de modernidade em sua fase contemporânea. O artigo enfatiza que a sociologia tem como um de seus desafios incontornáveis a tarefa de recolocar na sua pauta de pesquisa a análise dos sistemas de ensino preservando a perspectiva macro analítica delineada por determinados autores clássicos.<hr/>This article explores particular frameworks which have characterized the relation between sociology and the analysis of education systems in the modernity, with emphasis on the higher education system. It points out that the issue of education has taken a noticeable position in the work of some classical authors in the field of sociology when analyzing the constitution of modernity. It also emphasizes that the education system, in particular the higher education system, has held a strategic position in contemporary societies due to the complex relation it has with the economic, political and cultural spheres in distinct societal contexts. The text highlights the tendency of contemporary sociology to approach the education system as one of its sub-fields. In addition, it shows that the tendency of looking into the higher education system from different disciplinary perspectives has led the analysis conducted on this sub-field to have a weaker connection with matters related to the process of modernity in its contemporary stage. The paper emphasizes that one of sociology's main challenges is to bring the analysis on the education systems back to its research agenda and keep the macro-analytical perspective drawn up by certain classical authors. <![CDATA[<b>The other "iron cage"</b>: <b>from school exclusion fatalism to rescuing the meaning of education. </b><b>A sociological perspective</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-45222012000100006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt El propósito de este trabajo es poner de relieve dos de las visiones más usuales sobre la institución escolar - como un mecanismo irresistible de reproducción social y como un lugar que carece de sentido para los jóvenes - y discutir, a partir de ellos, el lugar de la educación en esta etapa de la modernidad. Para ello, se revisa la tesis clásica de la jaula de hierro weberiana, la teoría de la estructuración de Giddens y el lugar de los proyectos humanos en Archer, y a partir de allí se concluye, con Charlot y Young sobre los modos como recuperar el sentido y el propósito emancipador de la educación en las sociedades contemporáneas. Desde el punto de vista empírico, se parte de la descripción de dos objetos culturales (un cortometraje y un artículo periodístico) que sirven de ejemplificación de algunos de los aspectos analizados.<hr/>The purpose of this article is to highlight two of the most common perspectives on education as an institution - an irresistible mechanism for social reproduction and as a meaningless place for youngsters - and from those ideas to discuss the role of education at the present stage of modernity. To do so, it will be reviewed the classic Weberian theory of the iron cage, Giddens' structuration theory, and the role of human projects in Archer's perspective. The article then concludes with the theories of Young and Charlot about the ways of recovering the meaning and emancipatory purpose of education in contemporary societies. From the empirical perspective, a description of two cultural objects (a short film and an Op-Ed) is taken to illustrate some of the aspects analyzed. <![CDATA[<b>O trabalho docente na escola de massa</b>: <b>desafios e perspectivas</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-45222012000100007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo tem como eixo central o trabalho dos professores na escola de massa, hoje. Em um primeiro momento, foram trazidas questões presentes na literatura internacional e nacional, reveladoras dos desafios que se colocam aos docentes, como a intensificação e complexificação da profissão, a diversificação das tarefas docentes em função de um conjunto de transformações sociais, a importância que adquire a formação de professores, tendo em vista a busca pela efetividade do ensino. Em função da magnitude desses problemas, análises da Organização de Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e da Comunidade Europeia foram incorporadas ao texto, dada a centralidade que assumiu o campo das políticas de formação de professores para os países-membros desses organismos. A última parte do texto tem a preocupação de analisar os principais problemas enfrentados pelo magistério no contexto brasileiro, como a sobrecarga de trabalho, o esgotamento crescente que vem acometendo os professores e as dificuldades que enfrentam de atualização profissional, já identificadas na produção acadêmica.<hr/>The main focus of this paper is the teaching conditions in large classes today. Initially the text sheds light on aspects brought up in the international and Brazilian literature that reveal the challenges of teaching profession, such as the increased working hours and complexity of profession, diversification of tasks in association with social transformations, and the crucial role of teacher's education and training for achieving teaching effectiveness. In view of the magnitude of such issues, it was also taken into account studies done by the Organization for Economic Co-operation and Development (OECD) and by European Community, because of the increased attention given to public policies for teaching and learning conditions. The final part of this study analyzes the main problems of teaching in Brazil approached in the reviewed literature, such as the work overload, the so-called burn-out effect that affects an increasing number of teachers and the difficulties of continuing education. <![CDATA[<b>Educação e sociedade democrática</b>: <b>interpretações sociológicas e desafios à formação política do educador</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-45222012000100008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Neste trabalho, procuramos situar o papel da educação na constituição de uma sociedade democrática. A relação entre democracia e educação funda-se na identificação dos predicados da primeira, sobretudo, a partir das contribuições de Karl Mannheim, e nas propriedades da segunda, mormente em sua dimensão política, estribo para a convergência entre processos curriculares e necessidades sociais. Tomando por base a realidade nacional, asseveramos que a construção de uma consciência e personalidade democrática decorre da consecução de uma outra sociabilidade, qual seja, consoante aos valores da reciprocidade e da cooperação, tanto quanto sensível à qualificação dos termos que definem, objetiva e subjetivamente, a qualidade de vida. Tal qualidade decorre, ademais, do desenvolvimento das interpretações críticas e/ou propostas criativas colocadas na e pela experiência cotidiana. Considerando a natureza precária de nossa cidadania, tanto quanto os desafios educacionais em curso, colocamos em relevo o desafio da formação política do educador. Esta dimensão formativa, principalmente se levarmos em conta as carências e dificuldades das classes populares, pode, se observadas e desenvolvidas as relações ético-políticas que permeiam o saber e o fazer docente, conferir um outro cariz, de natureza humanista, ao processo de socialização escolar. Mais do que isso, pode significar a mediação necessária, ainda que não suficiente, entre utopia democrática e sociedade democrática, entre realidade social e contextos de cidadania e entre necessidade da política e mudança social.<hr/>In this work we aim at pointing out the role of education in the constitution of a democratic society. The relationship between democracy and education is established by the identification of the predicates of the first, mainly from the contributions of Karl Mannheim, and the properties of the latter, especially in its political dimension, supporting the convergence between curricular processes and social needs. Based on Brazilian reality, we assert that the construction of a democratic conscience and personality stems from the achievement of another sociability, which is consonant with the values of reciprocity and cooperation, as much as sensible to the qualification of the terms that define, objectively and subjectively, the quality of life. Such quality stems, moreover, from the development of critical interpretations and/or creative proposals created as a result of and by everyday experience. Considering the precarious nature of our citizenship, as much as the ongoing educational challenges, we therefore highlight the challenge of the political education for educators. If observed and developed within ethical-political relations common to the teacher knowledge and know-how, this formative dimension can offer a humanist connotation to the process of school socialization, especially by taking into account the needs and difficulties of the popular class. More than that, it may mean the necessary mediation, although still insufficient, between the democratic project and democratic society, or even between social reality and contexts of citizenship, as well as between political needs and social change. <![CDATA[<b>Modernization, Dependency and Marginality</b>: <b>conceptual itinerary of Latin American sociology</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-45222012000100009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt El objeto de este artículo es analizar y discutir las continuidades y superaciones de tres teorías fundamentales del pensamiento sociológico latinoamericano: la Teoría de la Transición a la Modernidad de Gino Germani, la Teoría de la Dependencia de Fernando Henrique Cardoso e Enzo Faletto y la Teoría de la Marginalidad de Roger Vekemans. Pese a las críticas que diagnostican su superación, se mostrará cómo nuevas tendencias teóricas están dando continuidad al debate sociológico latinoamericano iniciado en el siglo pasado. Así, por ejemplo, se afirma que la Teoría de Sistemas podría revivir tópicos de la contribución germaniana por la noción de transición permanente implícita en el proceso de especialización funcional de ambas. Por otro lado, el proceso de globalización en parte actualizaría la discusión propia de la Dependencia sobre soberanías nacionales y nuevas formas de subordinación internacional. Y, finalmente, las Teorías sobre la Exclusión Social nacerían debatiendo en continuidad y ruptura con las Teorías de la Marginalidad.<hr/>This paper aims to analyze and discuss the continuities and improvements of three Latin American fundamental social theories: the theory of transition to modernity as formulated by Gino Germani, the dependency theory developed in the works of Cardoso and Faletto, and the Marginality Theory by Roger Vekeman. In spite of the critiques that point the superseding of these theories, this article will expose new theoretical trends towards the endurance of the Latin American sociological debate initiated in the 20th century. Thus, it is stated that the Systems Theory could reintroduce topics of Germani's contribution through the idea of permanent transition implied in the processes of functional specialization present in both theories. The globalization process, in turn, would update the debate, intrinsic to dependency theory, on national sovereignties and new forms of international subordination. Finally, the theories of social exclusion would arise both continuing and breaking with marginality theories. <![CDATA[<b>Sociologia da vocação religiosa</b>: <b>reprodução familiar e reprodução da Igreja</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-45222012000100010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O artigo tem por objeto o estudo das condições de produção social do grupo de profissionais da Igreja católica no estado do Rio Grande do Sul ao longo do século XX a partir da apreensão dos determinantes do fenômeno de construção de um "celeiro de vocações". A análise do complexo investimento religioso no enquadramento de populações majoritariamente rurais ou semirrurais, compostas por famílias muito numerosas, de forte prática religiosa e desprovidas de recursos demonstrou o sistema de fatores objetivos a agir na produção de abundantes "vocações" religiosas em indivíduos dotados de propriedades sociais bastante homogêneas. O exame das vivências e das lógicas de engajamento individual do processo de conversão religiosa, explorado através de um conjunto de relatos de profissionais da Igreja, indica a constante combinação de tarefas pedagógicas relativamente sutis e eufemizadas de construção de percepções subjetivas sobre a religião, a vocação e as oportunidades ofertadas pela vida religiosa.<hr/>This article discusses the social conditions of production of a group of professionals of the Catholic Church in the Brazilian State of Rio Grande do Sul during the 20th century, based on the apprehension of the phenomenon of a "seedbed of vocations". By studying the complex religious investments made by the Church in framing populations from rural or semirural areas, composed by very large and deeply religious families, which lack important social resources, the analysis brings to light a system of objective factors acting in the production of abundant religious "vocations" in individuals with fairly homogeneous social properties. The combination of subtle, euphemistic tasks in the making of subjective perceptions on religion, vocation and the opportunities offered by religious life is also subject of analysis through the exam of a series of reports by religious professionals on their experiences and commitments in the process of religious conversion. <![CDATA[<b>É possível uma sociologia do sujeito?</b><b> </b><b>Uma abordagem sobre as teorias de Foucault e Touraine</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-45222012000100011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este ensaio de pesquisa analisa as concepções teóricas da noção de sujeito nas obras de dois intelectuais franceses, Touraine e Foucault. Trata-se de uma abordagem comparativa, na qual se busca estabelecer uma relação entre os aspectos que convergem e se distinguem na teoria social desses autores, procurando refletir sobre as suas contribuições para a compreensão da sociedade contemporânea, especificamente no que tange aos processos de subjetivação dos indivíduos. Em razão disso, selecionaram-se as últimas obras da trajetória acadêmica desses intelectuais. Tanto Touraine como Foucault apontam contribuições teóricas para uma sociologia que não recorre aos grandes fenômenos históricos, mas que coloca em cena o esforço do sujeito no interior das microrrelações sociais, em suas contradições culturais, econômicas, políticas e pessoais.<hr/>This research essay analyzes the theoretical concepts of the notion of "subject" in the works of two French intellectuals, Touraine and Foucault. This comparative approach seeks to establish a relation between the convergent and the contrasting aspects of their social theories, on the purpose of reflecting on their contributions to the comprehension of contemporary society, especially concerning individuals' subjectivation processes. For this purpose we chose the last works in the scholarly trajectory of these intellectuals. Touraine as well as Foucault offer theoretical contributions to a sociology that does not resort to the great historical phenomena, but puts the efforts of the subjects within their social micro-relations on the stage, considering their cultural, economic, political and personal contradictions. <![CDATA[<b>Plataformas Tecnológicas e as práticas de pesquisa em biomedicina - observações preliminares sobre o uso de dispositivos globais e instituições locais</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-45222012000100012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A Política Nacional de Ciência e Tecnologia em Saúde, inspirada pela ação de organismos internacionais, como a OCDE e OMS, pela emergência das noções de inovação e de Sistema Nacional de Inovação, estimula a introdução de dispositivos de coordenação das atividades de pesquisa científica em instituições públicas de pesquisa (IPP). Assim, na última década, alguns dispositivos de coordenação foram adotados por IPPs, a exemplo das plataformas tecnológicas. Neste artigo, analisamos o uso do dispositivo "Plataforma" em um espaço local e específico de produção de ciência na área de biomedicina. Para tanto, analisamos a experiência de uma (IPP) na área de biomedicina na organização de uma Rede de Plataformas Tecnológicas. A análise concentra-se nas relações heterogêneas e circunstanciais que sustentam a adoção e, particularmente, o uso da plataforma na coordenação de práticas de pesquisa entre grupos e laboratórios na área de biomedicina. Em síntese, este trabalho investiga o uso local de dispositivos associados à produção internacional e contemporânea de conhecimentos científicos, filiando-se, portanto, aos estudos que promovem investigações sistemáticas do processo de disseminação global de entidades.<hr/>The Brazilian Policy on Health Sciences and Technology, inspired both by the action of international bodies such as OECD and WHO and by the emergence of the concepts of innovation and national innovation system, encourages the introduction of mechanisms for coordinating scientific research within public research institutions (PRIs). Thus, during the last decade, the PRIs have made use of coordination mechanisms such as technology platforms. In this article I analyze the use of the mechanism "Platform" in a local and specific area of science production in the field of biomedicine. For this purpose, we analyzed the experience of a public research institution in the field of biomedicine in organizing a network of Technology Platforms. The analysis focuses on the heterogeneous and circumstantial relationships that support the adoption and particularly the use of the platform in the coordination of practices between research groups and laboratories in the area of biomedicine. In summary, this study investigates the local use of mechanisms related to the contemporary international production of scientific knowledge, thus joining the studies that promote systematic investigations on the process of dissemination of global entities. <![CDATA[<b>Crise, convite para a ação e um Manifesto Comunista</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-45222012000100013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A atual crise do capitalismo produziu, além da desorganização das economias, redução do crescimento econômico, falências de empresas, queima de valores incomensuráveis, desemprego, redução de salários, suicídios, e também efeitos de outra natureza: uma corrida atrás de autores de pensamento crítico. O filósofo Slavoj Žižek escreveu um texto no qual faz uma crítica radical ao liberalismo clássico e contemporâneo e retoma a utopia comunista. Se a democracia eleitoral constitui o instrumento pelo qual a burguesia preserva o controle sobre a sociedade, um evento revolucionário precisa criar meios pelos quais os sujeitos da revolução possam tornar real a noção de emancipação. Após efetuar a crítica da democracia por ser a "ditadura da burguesia", retoma a noção de ditadura do proletariado em seu lugar. Entretanto, para quem viveu mais de 20 anos sob a ditadura militar brasileira, essa questão está longe de ser satisfatoriamente resolvida, dado que ditadura é ditadura, independentemente do adjetivo que a acompanha.<hr/>Beyond the disorganization of economies, decrease in economic growth, bankruptcy of firms, fading of immense values, unemployment, wage losses, suicides and other impacts, the ongoing crisis of capitalism has produced a rally for authors of the critical thinking. The philosopher Slavoj Žižek wrote a text in which he makes a radical criticism to both classic and contemporary liberalism, retaking the communist utopia. If electoral democracy is the bourgeoisie's instrument for keeping control over society, a revolutionary move must create the means through which the subjects of the revolution may fulfill the emancipatory ideal. After the critique of western democracy, the author reintroduces the concept of dictatorship of the proletariat with emancipatory connotations. The question, anyway, is not satisfactorily resolved because dictatorship is a substantive idea that doesn't coincide with emancipation no matter the attributes it brings together.