Scielo RSS <![CDATA[Per Musi]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1517-759920110002&lang=en vol. num. 24 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Editorial</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-75992011000200001&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<b>Meraviglia and knowledge in Italian literature from Tasso to Vico</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-75992011000200002&lng=en&nrm=iso&tlng=en É um lugar comum associar o Barroco à meraviglia. Depois de contemplar o verso de Marino, è del poeta il fin la meraviglia, meu ensaio discutirá as concepções poéticas de Tasso, as quais unem o maravilhoso e a verossimilhança dentro do enquadramento da religião (ou seja, como uma representação do sobrenatural). A formulação de Tasso de que tudo que faz sentido é verdadeiro é discutida aqui em referência aos episódios amorosos de seu poema Jerusalem liberada. O ensaio abordará os escritos teóricos de Francesco Patrizi, que em seu Deca Ammirabil define o poeta como criador do maravilhoso, e também abordará o Cannocchiale Aristotelico de Emanuele Tesauro. O maravilhoso no século XVII também é uma característica dos escritos de Galileu, tanto como um traço da natureza das coisas, como uma manifestação da genialidade dos seres humanos na descoberta e invenção. A conclusão do ensaio enfoca a Scienza Nuova de Vico.<hr/>It is a commonplace to associate Baroque and meraviglia. After having placed Marino's verse, è del poeta il fin la meraviglia, my paper will discuss Tasso's poetic conceptions, which unite the marvelous and the verisimilar within the framework of religion (that is to say as a representation of the supernatural). Tasso's statement that all that is meaningful is true, is discussed here referring to love episodes in his poem, Jerusalem Delivered. The paper will deal with the theoretical writing of Francesco Patrizi, who in his Deca Ammirabili defines the poet as a creator of the marvelous, and it will also deal with the Cannocchiale Aristotelico by Emanuele Tesauro. The marvelous in the Seventeenth century also characterizes Galileo's writings, both as a feature of the nature of things and as a manifestation of the geniality of human beings in discovery and invention. The outcome of the paper is Vico's Scienza Nuova. <![CDATA[<b>Phenomenology of Italian Literary Marvelous</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-75992011000200003&lng=en&nrm=iso&tlng=en O maravilhoso na literatura italiana assume diversas formas. Eu pretendo apresentar aqui três tipologias, escolhidas por serem arquetípicas e por explicarem o desenvolvimento futuro do gosto literário italiano. Em primeiro lugar, Dante: em sua obra, o nível epistêmico do sobrenatural se sobrepõe ao nível do natural. Beatriz, a mulher-anjo, pertence ao mundo real, mas através de suas qualidades conecta este mundo ao mundo celeste. Ela é conhecida por ser uma manifestação do divino, um milagre. Em segundo lugar, episódios de magia nos poemas cavalheirescos sublinham o imprevisível e a surpresa, o que sempre trazem novos rumos às vidas das personagens, às vezes surgem como soluções, outras vezes desviam o herói de seu destino correto. Em Orlando Furioso, a mágica também revela os desejos obscuros das personagens e seres humanos; trata-se de uma espécie de ciência da imaginação. Em terceiro lugar, na literatura de viagem, o maravilhoso é um tema recorrente, já que a viagem é um meio de se encontrar com o desconhecido, o inacreditável, o prodigioso, desde o Milione de Marco Polo. No início da era moderna, uma nova epistemologia e desencantamento tomam o lugar das analogias e da mágica, mas o maravilhoso não desaparece, ao contrário, adquire ainda maior importância com a nova ciência. Concluirei minha fala com algumas considerações sobre a maravilha na música presente na literatura do século XVII.<hr/>The marvelous in Italian literature assumes many forms. I intend to present here three typologies, chosen because they are archetypal and explain the future development of Italian literary taste. First Dante. In his work the epistemic level of the supernatural overlaps the level of the natural. Beatrice, the woman-angel, belongs to the real world, but through her qualities connects this world to the heavenly one. She is said to be a manifestation of the divine, a miracle. Second: episodes of magic in the chivalric poems underline the unforeseeable and the surprising, which always divert the lives of the characters, sometimes offering solutions, other times turning the hero aside from the right path. In Orlando Furioso magic also reveals the hidden wishes of characters and human beings, it is a kind of science of the imagination. Third: in travel literature the marvelous is a recurrent theme, because travel is a way of encountering the unknown, the unbelievable, the prodigious, since Marco Polo's Milione. At the beginning of the modern age new epistemology and disenchantment replace analogies and magic, but the marvelous does not disappear, on the contrary it acquires even more importance with the new science. I will end with few considerations on the marvelous in music in Seventeenth century literature. <![CDATA[<b>Orphée, figure du merveilleux dans l'opéra baroque</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-75992011000200004&lng=en&nrm=iso&tlng=en O maravilhoso na literatura italiana assume diversas formas. Eu pretendo apresentar aqui três tipologias, escolhidas por serem arquetípicas e por explicarem o desenvolvimento futuro do gosto literário italiano. Em primeiro lugar, Dante: em sua obra, o nível epistêmico do sobrenatural se sobrepõe ao nível do natural. Beatriz, a mulher-anjo, pertence ao mundo real, mas através de suas qualidades conecta este mundo ao mundo celeste. Ela é conhecida por ser uma manifestação do divino, um milagre. Em segundo lugar, episódios de magia nos poemas cavalheirescos sublinham o imprevisível e a surpresa, o que sempre trazem novos rumos às vidas das personagens, às vezes surgem como soluções, outras vezes desviam o herói de seu destino correto. Em Orlando Furioso, a mágica também revela os desejos obscuros das personagens e seres humanos; trata-se de uma espécie de ciência da imaginação. Em terceiro lugar, na literatura de viagem, o maravilhoso é um tema recorrente, já que a viagem é um meio de se encontrar com o desconhecido, o inacreditável, o prodigioso, desde o Milione de Marco Polo. No início da era moderna, uma nova epistemologia e desencantamento tomam o lugar das analogias e da mágica, mas o maravilhoso não desaparece, ao contrário, adquire ainda maior importância com a nova ciência. Concluirei minha fala com algumas considerações sobre a maravilha na música presente na literatura do século XVII.<hr/>The marvelous in Italian literature assumes many forms. I intend to present here three typologies, chosen because they are archetypal and explain the future development of Italian literary taste. First Dante. In his work the epistemic level of the supernatural overlaps the level of the natural. Beatrice, the woman-angel, belongs to the real world, but through her qualities connects this world to the heavenly one. She is said to be a manifestation of the divine, a miracle. Second: episodes of magic in the chivalric poems underline the unforeseeable and the surprising, which always divert the lives of the characters, sometimes offering solutions, other times turning the hero aside from the right path. In Orlando Furioso magic also reveals the hidden wishes of characters and human beings, it is a kind of science of the imagination. Third: in travel literature the marvelous is a recurrent theme, because travel is a way of encountering the unknown, the unbelievable, the prodigious, since Marco Polo's Milione. At the beginning of the modern age new epistemology and disenchantment replace analogies and magic, but the marvelous does not disappear, on the contrary it acquires even more importance with the new science. I will end with few considerations on the marvelous in music in Seventeenth century literature. <![CDATA[<b>The wonderful in Manuel Botelho de Oliveira's poetry</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-75992011000200005&lng=en&nrm=iso&tlng=en Trata-se de mostrar como a poesia de Manuel Botelho de Oliveira (Bahia, 1636-1711) visa construir a maravilha principalmente por meio das consonâncias que surpreendem, numa poesia assentada em analogias com a "música", o "canto", o "verso", a "lírica", o "ritmo", a "doçura" - conceitos presentes em tratados retóricos, poéticos e filosóficos antigos, e que, aqui, se alçam a centro desta poética, distanciada da aristotélica. Evidencia-se como, diferentemente do conceito engenhoso, causa eficiente das agudezas poéticas, o poeta êmulo de Marino privilegia em sua Lira sacra e na Música do Parnaso a sonoridade que faz admirabile o dizer do poema, tangendo finezas ou as maneiras cantáveis do "plectro doce e fino".<hr/>This text explains how the poetry of Luzo-Brazilian Manuel Botelho de Oliveira (Bahia, 1636-1711) aims to build the wonderful especially through the consonances that provokes surprise, in a poetry grounded in analogies with the "music", the "chant", the "verse", the "lyrical", the "rhythm", the "sweetness" - concepts present in rhetorical, poetic and philosophical treatises of the Antiquity, and that here become center stage of this poetic, far removed from Aristotle. It highlights how, unlike the ingenious concept, the efficient cause of the acute poetry, the poet emulator of Marino favors sonority in the Lira Sacra and in the Música do Parnaso, his poem book. The musical elements turn admirabile what the poems says, playing finezas (niceties) or singable manners of the plectro doce e fino (plectrum sweet and gentle). <![CDATA[<b>The baroque experience and local Identity in the Holy Week of Campanha, Minas Gerais</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-75992011000200006&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este trabalho analisa a formação de uma sensibilidade barroca em Minas Gerais a partir da orientação participativa e altamente emotiva das festas coloniais, cujo legado se mantem presente nas festas religiosas de muitas antigas cidades mineradoras do estado. Enfocando as celebrações da Semana Santa na cidade sul-mineira de Campanha, o texto mostra como este evento anual era organizado pela Irmandade do Santíssimo Sacramento, passando então às mãos de uma comissão local após a extinção da irmandade. Se até meados do século XIX, havia músicos semi-profissionais contratados para tocar e cantar nas celebrações, a música foi assumida progressivamente por grupos de amadores. Assim, a festa passou a ser entendida como uma produção local e a cada ano a população renova o seu orgulho campanhense, ao contemplar sua capacidade de produzir um evento tão 'maravilhoso'.<hr/>This paper analyses the formation of a baroque sensibility in the State of Minas Gerais (Brazil) that derives from the participatory and highly emotive orientation of the colonial festivals, the legacy of which is still present in many former mining towns in the region. By focusing upon the Holy Week celebrations in Campanha, a small town in southern Minas Gerais, the text shows how this annual event was organized by the Confraternity of the Holy Sacrament, but was then transferred to a local committee after the confraternity was made extinct. If up to the mid 19th century there were semi-professional musicians to perform for the celebrations, responsibility for the music was slowly taken over by amateur groups. In this way the festival came to be understood as a local affair, and each year the population renews its pride in itself for its capacity to stage such a 'marvelous' event. <![CDATA[<b>The Carmelite order</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-75992011000200007&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente estudo enfoca a origem lendária da Ordem Mendicante Carmelita, que remonta ao Antigo Testamento; sua fundação histórica no século XIII, que está profundamente relacionada às experiências maravilhosas (meraviglia), bem como ao seu percurso e expansão devocional, percebida a partir da ampliação no número de espaços conventuais e de associações de leigos pertencentes à mesma. Daremos especial atenção ao culto carmelita nas Minas Gerais, onde conventos não puderam ser estabelecidos, mas que conta com a presença de monumentos arquitetônicos de grande relevância histórica, religiosa e artística.<hr/>This study emphasizes the legendary origin of the Carmelite Order, which dates back the Old Testament. Its historic foundation, in the 18th century, is deeply related to the marvellous experiences (meraviglia), as well as to Carmelite Order's devotional journey and expansion, both noticed through the enlargement of the number of monasteries and layman associations belonging to them. Special attention will be given to the Carmelite cult in Minas Gerais, a region where monasteries couldn't be established, but where we can find architectonic monuments of a great historic, religious and artistic importance. <![CDATA[<b>'Let's do wonders!'</b>: <b>participants' ritual and aesthetic evaluation of their performances in afro-brazilian Reinado</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-75992011000200008&lng=en&nrm=iso&tlng=en Os significados da 'maravilha' no contexto do Reinado de Nossa Senhora do Rosário, tal como o termo é utilizado nos cantos e nas elaborações discursivas dos congadeiros, são aqui abordados a partir da perspectiva desses participantes sobre a origem e o percurso histórico de sua tradição religiosa, calcada na experiencia da dor de seus ancestrais escravizados. Tais fatos e eventos ainda motivam o pertencimento a essa tradição no presente e preenchem de sentido, de significância e, consequentemente, de maravilha as ações performáticas atuais.<hr/>The text approaches the meanings of 'wonder' in the context of the Afro-Brazilian ritual called the 'Reign of Our Lady of the Rosary', according to the way it is applied in the songs' lyrics and in participants' verbal discourses. Analyses were based on participants' perspectives about the origin and history of their religious tradition, which is based on their enslaved ancestors' experiences of pain. Those facts and events still highlight the sense of belonging to this tradition nowadays and make their performative acts meaningful, significant and thus wonderful. <![CDATA[<b>Decorum, wit and wonder on villages, squares and churches of Santa Bárbara and Catas Altas (Brazil)</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-75992011000200009&lng=en&nrm=iso&tlng=en O texto é a base da palestra itinerante que encerrou a II Semana de Música Antiga da UFMG (entre 27/10 e 02/11/2009). A palestra se realizou em visita comentada aos povoados, largos e igrejas de Santa Bárbara e Catas Altas, onde foram analisados aspectos como a implantação no sítio, planta, frontispícios e ornamentação, que conformaram sua formosura, seu engenho e sua maravilha.<hr/>The text is the basis of the speech that closed the Second Week of Early Music of UFMG. The lecture took place in the shape of commented visits to squares and churches of Santa Barbara and Catas Altas (Brazil), analyzing issues such as eployment of the site, blueprint, façades and ornamentation, which shaped their beauty, their wit and their wonder. <![CDATA[<b>The plague, a metal monster, and the wonder of Wanda</b>: <b>in pursuit of the performance style</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-75992011000200010&lng=en&nrm=iso&tlng=en The claim of having achieved "authenticity" in performance has today almost disappeared without a trace. However, Richard Taruskin's efforts to disprove the premise through a series of articles in the 1980s still beg important questions, such as exactly what are the origins of the early music movement's performance style and which performers had a role in its transmission? Taruskin contends that Stravinsky transmitted the "geometrical," or modernist, Bach to the musical world, and that Stravinsky might have learned it from Wanda Landowska. Taruskin's accolade exposes more than a bit of irony within the early-music revival, since Landowska is seldom, if ever, acknowledged as a significant contributor to the development of the early-music "style" of performance, even though Landowska's recordings reveal a performer with a modern style, one that foreshadows 1980s early-music performances. Due primarily to the sound of her non-historic harpsichord, Landowska's influence, however, has been diminished, and her significant role was negated in the post-"authenticity" early music movement. This paper traces Landowska's central influence through an investigation of her Varsovian musical education, Parisian residency, and recordings. It recognizes and advocates for the contributions made by Landowska before the advent of the "authenticity" era.<hr/>A defesa por uma performance "autêntica" quase desapareceu sem deixar traços. No entanto, os esforços de Richard Taruskin para contestar o conceito nos anos 80 ainda provoca muitas questões importantes, como o que são as raízes do estilo de performance de música antiga e quais intérpretes tiveram um papel em sua transmissão. Taruskin argumenta que Stravinsky transmitiu o Bach "geométrico", ou modernista ao mundo musical e que Stravinsky poderia tê-lo aprendido de Wanda Landowska. O elogio de Taruskin expõe mais do que uma certa de ironia dentro da restauração da música antiga, uma vez que Landowska é raramente, ou mesmo nunca, reconhecida como uma colaboradora para o desenvolvimento do estilo de performance da música antiga. Este ensaio revela a influência de Landowska através de uma investigação de sua educação musical em Varsóvia, sua estadia em Paris e suas gravações. Estas últimas revelam uma intérprete com um estilo moderno, que antecipa as performances de música antiga dos anos 80. Graças ao som de seu cravo não-histórico, a influência de Landowska tem sido minimizada e seu papel significativo foi negado no movimento de música antiga "pós-autêntico". Este artigo reavalia as contribuições feitas por Landowska antes do advento da era da "autenticidade". <![CDATA[<b>The rhetoric of silence</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-75992011000200011&lng=en&nrm=iso&tlng=en A teoria da retórica na música barroca revela-se, de modo geral, interpretativa e heterogênea, não havendo uma linha de pensamento fixa. Essa heterogeneidade torna-se evidente quando se analisa a utilização dos silêncios como figuras retóricas. Para definir as intencionalidades dos silêncios é necessário considerar os afetos que os cercam. Assim, por haver diversos afetos inerentes, há ainda mais deliberações subjetivas na análise dos silêncios. Sugerindo uma visão retórica plural, propõe-se diversos tipos de categorização bem como a coexistência de interpretações. Para apresentar os desdobramentos dos objetivos estéticos da meraviglia, que focam o escopo pragmático de deslumbrar inesperadamente criando percepções chocantes de admiração, busca-se um equilíbrio entre a teoria e a prática através de exemplificações musicais. A retórica é vista como a energia inerente na emoção e no pensamento, transmitida por meio de um sistema de signos, entre os quais a música, com o objetivo de influenciar terceiros em suas decisões e ações.<hr/>There is a lack of a single doctrine for the use of rhetoric in baroque music. The rhetorical theory has interpretative and heterogeneous qualities. Musical silences are among the rhetorical figures of the baroque. To frame the intentionalities of silences it is necessary to consider the affects that surround them. This means that to describe silences we are even more subjected to a variety of interpretations. In favor of a pluralistic view of rhetoric, embracing a diversity of categorizations is suggested. In order to reveal some of the aesthetic objectives of the meraviglia, which are focused on provoking a shocking sense of wonderment through creating experiences that astonish with delight, musical examples of the pathetic use of silences are presented. Rhetoric is viewed as the energy inherent in emotion and thought, transmitted through a system of signs, including music, to others with the objective of influencing their decisions and actions. <![CDATA[<b>Musical rethoric in the<i> Responsórios para Quarta Feira Santa</i> by Antônio dos Santos Cunha</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-75992011000200012&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo busca identificar figuras de retórica musical na obra Responsórios para Quarta Feira Santa de Antônio dos Santos Cunha (1775?-1822?). Apresenta um breve estudo sobre o compositor e sobre a aplicação litúrgica da composição e conclui sobre a importância deste tipo de análise para a interpretação.<hr/>This paper tries to identify structures of musical rhetoric in the masterpiece Responsórios para Quarta Feira Santa by Antônio dos Santos Cunha (1775?-1822?), it also presents a brief study about the composer and the liturgical use of his composition, and shows how this analysis can help to create conceptions of performance. <![CDATA[<b>An applied grammar for harpsichord sound production</b>: <b>two national schools to understand style in performance</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-75992011000200013&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo centrase no processo da construção instrumental e na teoria aplicada à prática de execução, advinda do processo de difusão dos conhecimentos históricos por meio dos tratados de época em tempos recentes, aliando ainda elementos específicos significativos: partitura (Les Bergeries F. Couperin) e instrumentos musicais (cravos: francês e alemão do século XVIII), para a recuperação do estilo nacional.<hr/>This article focuses on the theory applied to performances practices arising from the diffusion of historical knowledge through the treatises of the time, yet combining special elements, namely: score (Les Bergeries F. Couperin) and musical instruments (French and German harpsichords of the eighteenth century). <![CDATA[<b><i>Sturm und Drang</i></b><b> in the keyboard music of Wilhelm Friedemann Bach</b>: <b>detected evidences in <i>Polonaise N.4, in D minor</i></b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-75992011000200014&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este trabalho propõese a revelar elementos contextuais e musicais, especialmente aqueles ligados à expressividade, que aproximem a obra para teclado de Wilhelm Friedemann Bach ao movimento Sturm und Drang, ocorrido na Alemanha no início da segunda metade do século XVIII, através do reconhecimento dos procedimentos literários e musicais envolvidos e da análise da Polonaise nº 4, em Ré menor, como obra representativa do que se pretende demonstrar.<hr/>This paper intends to point out contextual and musical elements, especially those relative to expressiveness, that brings Wilhelm Friedemann Bach's keyboard works close to German Sturm und Drang, that happened during the beginning of the second half of the eighteenth century, through the identification of the literary and musical procedures and the analysis of the Polonaise number 4, in D minor, as a representative work of this style. <![CDATA[<b>Wonder and knowledge in the religious art from colonial Minas Gerais</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-75992011000200015&lng=en&nrm=iso&tlng=en A arte religiosa barroca construiu verdadeiras máquinas capazes de maravilhar quem se aproximasse. O objetivo era a conversão do fiel e a maravilha, a isca que o podia atrair, fazendoo considerar os ensinamentos da Igreja. Nesse sentido, procurase identificar na pintura, talha e música religiosas de Minas colonial alguns artifícios usados para maravilhar e ensinar os fiéis.<hr/>Baroque religious art built true machines capable of amazing those who approached them. The intent behind such devices was to convert and amaze the faithful, as a kind of "bait" which could attract them, and make them take into account the teachings of the Catholic Church. In this sense, we seek to identify in religious painting, woodcarving and music of colonial Minas Gerais (Brazil) some artifices employed to provoke wonder and teach the faithful. <![CDATA[<b>Religious musical practice in Brazil and Portugal in the second half of eighteenth century</b>: <b>parallels and basis for the vocal interpretation of the music of José Joaquim Emerico Lobo de Mesquita</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-75992011000200016&lng=en&nrm=iso&tlng=en Na busca da sonoridade histórica e estilisticamente embasada para a interpretação vocal da música sacra mineira da segunda metade do século XVIII e início do XIX, tornase necessário um paralelo com a música realizada em Portugal durante o século XVIII, que constate a influência desta sobre a música mineira setecentista. Neste artigo pretendemos investigar as similaridades estilísticas entre a música do compositor mineiro José Joaquim Emerico Lobo de Mesquita, particularmente no solo de soprano de sua Missa em Mi bemol, com o solo de soprano de uma Missa a cinco vozes do compositor David Perez e o primeiro movimento do moteto Care Deus si respiro, para soprano solo e cordas, de Niccolò Jommelli, compositores italianos da escola napolitana atuantes em Portugal na segunda metade do século XVIII. Temos como objetivo justificar a utilização de tratados europeus para a fundamentação dos aspectos interpretativos da música mineira.<hr/>In order to achieve a historically and stylisticallybased vocal interpretation of the sacred music of Minas Gerais (Brazil) in the second half of the eighteenth century and early nineteenth century, it is necessary to compare it with Portuguese music written during the same period, thus tracing the Portuguese influence in the Brazilian works. In this essay we intend to investigate the similarities in style between the music of the composer from Minas Gerais José Joaquim Emerico Lobo de Mesquita, particularly in the soprano solo of his Mass in E flat, and the soprano solo of a Mass for five voices by David Perez and the first movement of the motet Care Deus si respiro, for soprano solo and strings, by Niccoló Jommelli, Italian composers of the Neapolitan school who worked for the Portuguese court in the second half of the 18th century. We will therefore attempt to justify the use of historical European singing treatises to use as basis for the vocal performance of this music from Minas Gerais. <![CDATA[<b><i>Veni Sancte Spiritus</i></b>: <b>a motet by José Mauricio Nunes Garcia</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-75992011000200017&lng=en&nrm=iso&tlng=en A produção musical no gênero sacro teve importantes representantes no período do Brasil Colônia e Imperial, entre os quais se destaca o Padre José Maurício Nunes Garcia, responsável pela música da Sé Imperial do Rio de Janeiro antes e após a chegada da família real em 1808. Sua vasta produção resistiu ao tempo através de manuscritos autógrafos ou não, os quais têm sido alvo de intensos estudos, com destaque para as pesquisas pioneiras de Cleofe Person de Mattos. Mesmo assim, atualmente, apenas parte de sua obra encontrase restaurada do ponto de vista musicológico com vistas à perfomance. Desta forma, este estudo visa comentar a transcrição musicológica de um moteto de exemplar fatura, intitulado Veni Sancte Spiritus, para pequena orquestra de cordas, duas flautas e coro a quatro vozes.<hr/>Sacred musical production had important representatives in the period of colonial and imperial Brazil, among which stands out Father José Maurício Nunes Garcia, in charge of music at the Royal Chapel in Rio de Janeiro before and after the arrival of the royal family in 1808. His vast output resisted time through autograph manuscripts or copies, which have been the target of intense study, especially the pioneering research of Cleofe Person de Mattos. Yet, currently, only part of his work is restored from the musicological point of view in what regards performance. Thus, this study aims to comment on the musicological transcription of a motet entitled Veni Sancte Spiritus, for small orchestra of strings, two flutes and a fourvoice choir. <![CDATA[<b>Veni Sancte Spiritus</b>: <b>score</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-75992011000200018&lng=en&nrm=iso&tlng=en A produção musical no gênero sacro teve importantes representantes no período do Brasil Colônia e Imperial, entre os quais se destaca o Padre José Maurício Nunes Garcia, responsável pela música da Sé Imperial do Rio de Janeiro antes e após a chegada da família real em 1808. Sua vasta produção resistiu ao tempo através de manuscritos autógrafos ou não, os quais têm sido alvo de intensos estudos, com destaque para as pesquisas pioneiras de Cleofe Person de Mattos. Mesmo assim, atualmente, apenas parte de sua obra encontrase restaurada do ponto de vista musicológico com vistas à perfomance. Desta forma, este estudo visa comentar a transcrição musicológica de um moteto de exemplar fatura, intitulado Veni Sancte Spiritus, para pequena orquestra de cordas, duas flautas e coro a quatro vozes.<hr/>Sacred musical production had important representatives in the period of colonial and imperial Brazil, among which stands out Father José Maurício Nunes Garcia, in charge of music at the Royal Chapel in Rio de Janeiro before and after the arrival of the royal family in 1808. His vast output resisted time through autograph manuscripts or copies, which have been the target of intense study, especially the pioneering research of Cleofe Person de Mattos. Yet, currently, only part of his work is restored from the musicological point of view in what regards performance. Thus, this study aims to comment on the musicological transcription of a motet entitled Veni Sancte Spiritus, for small orchestra of strings, two flutes and a fourvoice choir.