Scielo RSS <![CDATA[Educação e Pesquisa]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1517-970220040001&lang=pt vol. 30 num. 1 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <link>http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-97022004000100001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt</link> <description/> </item> <item> <title><![CDATA[<b>Estudos quantitativos em educação</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-97022004000100002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O artigo trata de estudos em educação, realizados no Brasil nas últimas três décadas, utilizando abordagens quantitativas. Para a seleção dos trabalhos a serem tratados fez-se um levantamento em todos os números publicados de 1970 para cá dos seguintes periódicos: Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos (Inep/MEC), Cadernos de Pesquisa (Fundação Carlos Chagas), Educação e Realidade (UFRS), Educação e Sociedade (Cedes/Unicamp), Revista Brasileira de Educação (ANPEd), Estudos em Avaliação Educacional (Fundação Carlos Chagas), Ensaio (Fundação Cesgranrio). Algumas fontes bibliográficas foram consultadas na busca de outros estudos. Ressalta-se a importância de perspectivas teóricas para o delineamento e desenvolvimento dos estudos, que devem ser colocados no contexto de uma reflexão educacional e de problematização, bem como, assinala a necessidade de adequação das escolhas dos tipos de análise a serem empregados. Discute a pouca tradição de realização de trabalhos em educação com as metodologias quantitativas no Brasil e o possível papel da quantificação na pesquisa educacional. Mostra algumas contribuições desses trabalhos à reflexão no campo da Educação, bem como para a fundamentação de algumas perspectivas críticas. Essas contribuições foram tratadas por temas, a saber: analfabetismo, percurso escolar e fracasso escolar; fluxo escolar/análise de coortes; letramento; políticas e educação básica; financiamento da educação/municipalização; fatores sociais e educação; jovens e educação; avaliação educacional; temas variados.<hr/>The article refers to studies in education carried out in Brazil during the last three decades using quantitative approaches. The selection of the works to be examined was based on a survey of all issues published since 1970 by the following journals: Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos (Inep/MEC), Cadernos de Pesquisa (Fundação Carlos Chagas), Educação e Realidade (UFRS), Educação e Sociedade (Cedes/Unicamp), Revista Brasileira de Educação (ANPEd), Estudos em Avaliação Educacional (Fundação Carlos Chagas), and Ensaio (Fundação Cesgranrio). Some bibliographical sources were consulted in the search for other studies. The text highlights the importance of theoretical perspectives for the outlining and development of the studies, which should be put in the context of a reflection on education and of problematization. It also points to the need for adjusting the choices of types of analyses used. The work discusses the weak Brazilian tradition of carrying out quantitative studies in education, and the possible role of quantification in educational research. It shows some contributions from quantitative studies to the reflection in the field of education, and also for the basis of some critical perspectives. Those contributions were treated according to some themes, namely: illiteracy, schooling path and school failure; school flux/cutoff analysis; literacy; policies and basic education; financing of education/municipalization; social factors and education; youth and education; educational evaluation; assorted themes. <![CDATA[<b>Estudos sobre ciclos e progressão escolar no Brasil</b>: <b>uma revisão</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-97022004000100003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo faz uma revisão de estudos publicados sobre ciclos e progressão escolar no país, tomando por base levantamento das publicações acadêmicas sobre o tema, que abrangeu o período de 1980 ao primeiro semestre de 2002, bem como trabalhos mais recentes. A partir dos focos identificados na revisão preliminar do material, realizada no referido levantamento, o texto procura destacar: conclusões provenientes do resgate histórico das experiências de introdução dos ciclos nas redes escolares; dados sobre a abrangência e configuração atual das escolas organizadas em ciclos no país; dimensões enfatizadas, omitidas ou pouco exploradas em ensaios ou em pesquisas sobre os ciclos, tais como a sua fundamentação, implementação e apreciação dos resultados; fontes bibliográficas para o estudo das experiências específicas. Especial atenção é dada aos artigos referentes às reformas promovidas em municípios de capitais que introduziram a organização do ensino em ciclos em contextos inovadores, como São Paulo, Belo Horizonte e Porto Alegre. À guisa de conclusão, as autoras consideram que, embora na literatura examinada haja elementos preciosos para a compreensão do atual estágio em que se encontram as questões pertinentes aos ciclos, as políticas em curso demandam mais investigações que abarquem as dimensões de formulação, implementação e impacto, sendo oportunas não apenas as análises de cunho descritivo e analítico, como também os estudos de caráter propositivo.<hr/>This article is a review of published studies about school cycles and school progression in this country, based on a survey of academic publications on this issue covering the period from 1980 to the first half of 2002, as well as more recent material. From the focal points identified during the preliminary review of the material carried out in the above-mentioned survey the text attempts to highlight: conclusions drawn from the historical recovery of the experiences of introducing cycles in schools; data on the coverage and current configuration of schools organized in cycles in Brazil; dimensions emphasized, omitted or little explored in essays and research on school cycles; bibliographical sources for the study of specific experiences. Special attention is given to recent articles that refer to the reforms carried out in state capital cities, which have introduced the cycle organization within innovative contexts, such as those conducted in São Paulo, Belo Horizonte and Porto Alegre. As a conclusion, the authors consider that, although the literature examined does contain valuable elements to the comprehension of the current stage in which the issues related to school cycles find themselves, the ongoing policies demand further investigation covering the dimensions of formulation, implementation and impact; timely studies are not just those of a descriptive or analytical nature, but also those submitting proposals. <![CDATA[<b>O estado da arte da pesquisa sobre o fracasso escolar (1991-2002)</b>: <b>um estudo introdutório</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-97022004000100004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo apresenta um estudo introdutório do estado da arte da pesquisa sobre o fracasso escolar na rede pública de ensino fundamental, partindo de uma retrospectiva histórica da pesquisa educacional no Brasil. A inserção da produção atual numa perspectiva histórica permite a percepção de continuidades e descontinuidades teórico-metodológicas, avanços e redundâncias na produção de saber sobre o objeto de estudo. O corpus sobre o qual incidiu a pesquisa é composto de teses e dissertações defendidas entre 1991 e 2002 na Faculdade de Educação e no Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo. Foram encontradas e categorizadas 71 obras, das quais treze foram analisadas em profundidade, tendo como base as seguintes questões: como o tema é abordado? Qual a concepção teórica e metodológica subjacente? Há coerência entre teoria e método? Quais as concepções de escola e de fracasso escolar que fundamentam o trabalho? Quais as relações com o conhecimento já produzido? Que novos aspectos são anunciados? Revelaram-se vertentes que compreendem o fracasso escolar das seguintes formas: como problema essencialmente psíquico; como problema meramente técnico; como questão institucional; como questão fundamentalmente política. Verificou-se a existência de continuidades e rupturas teórico-metodológicas em relação aos caminhos percorridos pela produção de saber na área: há teses em que permanece o predomínio de concepções psicologizantes e tecnicistas de fracasso escolar; em outras, coexistem concepções inconciliáveis que resultam em um discurso fraturado; há também teses que dialogam e avançam a pesquisa crítica do fracasso escolar, inserindo-o nas relações de poder existentes numa sociedade de classes.<hr/>Considering the political and economical changes that took place in the Brazilian society during the last decade of the 20th century, characterized as they were, among other facts, by the rising of the neoliberal ideology and by changes in the productive sector, apart from the professed emphasis government and business sectors have placed on the necessary reform of the education system aimed at achieving a competitive economy, the objective of this article is to investigate the role industrial businessmen assign to professional education within their projects of economic development. The primary reference material used were technical documents by the Confederação Nacional da Indústria (CNI - National Confederation of Industries) and by the Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp - Industry Federation of the State of São Paulo), and also testimonies from leaders of those institutions extracted from various Brazilian periodicals. The conclusion has been that although Brazilian businessmen have emphasized investments in basic and professional education, such emphasis seeks to adjust education in Brazil to economic interests and not to regard it as a social right to be guaranteed by the state to all citizens. The analyses and proposals for education made by businessmen evolve around principles similar to those put forward by the World Bank, which adhere strictly to the Theory of Human Capital. The text also shows that such proposals regarding economic development and educational policy have been incorporated into the Brazilian central government agenda during the 1990s. <![CDATA[<b>Estudos sobre educação rural no Brasil</b>: <b>estado da arte e perspectivas</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-97022004000100005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O presente estudo mapeia e discute o conhecimento produzido na área da Educação Rural, nas décadas de 1980 e 1990, com o objetivo de esboçar o "estado da arte" neste campo de investigação. Entre outros aspectos, apresenta e discute as temáticas de estudo mais recorrentes, a organização regional dessa produção e, ao final, as tendências atuais e as temáticas ainda não suficientemente exploradas. Caracterizadamente bibliográfico, e restrito à produção acadêmica na área de Educação, este estudo baseou-se nas seguintes fontes: 1. a produção discente de mestrado e doutorado do banco de resumos de dissertações e teses da Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Educação - ANPEd; 2. os periódicos acadêmicos nacionais; e 3. os principais livros enfocando a temática da Educação Rural publicados no período. Uma das conclusões é que é cada vez maior o número de trabalhos que discutem o problema da educação rural da perspectiva da população a que se destina, ou seja, os trabalhadores rurais. Tal tendência, porém, não nasce da clarividência ou excessiva sensibilidade dos estudiosos do tema, mas das próprias circunstâncias da realidade sob estudo, já que são os próprios trabalhadores rurais que, por meio da sua organização política, tornam-se suficientemente visíveis para chamarem sobre si a atenção dos estudiosos.<hr/>This work maps out and discusses the knowledge created in the area of Rural Education during the 1980s and 1990s, with the purpose of outlining the 'state-of-the-art' in this field of investigation. Among other aspects, this article introduces and discusses the most recurring themes of study, the regional organization of this production and, towards the end, the current trends and the themes still not sufficiently explored. Markedly bibliographical, and restricted to the academic production in the area of Education, this work is based on the following sources: 1. Master and doctoral dissertations found in the ANPEd (National Association for Graduate Studies and Research in Education) database; 2. Brazilian academic journals; and 3. the main books focusing on the theme of rural education published within this period of time. One of the conclusions is that there is an increasing academic production discussing the issue of rural education from the point of view of the target population, that is, the rural workers. Such trend, however, is not born out of foresight or extreme sensitivity on the part of the researchers, but springs from the circumstances of the reality under study, since the rural workers, through their political organization, have become sufficiently visible to draw to themselves the attention of researchers. <![CDATA[<B>Ética e educação</B>: <B>uma revisão da literatura educacional de 1990 a 2003</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-97022004000100006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Trata-se uma análise quantitativa e qualitativa de dissertações, teses e artigos publicados de 1990 a 2003, que versam sobre a relação entre ética e educação e temas relacionados (disciplina, autoridade, limites, violência na escola). Os critérios empregados para a análise foram: 1) a quantidade da produção; 2) definições de ética e moral empregadas; 3) referenciais teóricos adotados e presença de pesquisa empírica; 4) adoção, ou não, de postura crítica em relação à sociedade e à escola; 5) presença de propostas pedagógicas de formação ética dos alunos; e 6) referências, ou não, ao documento Ética dos Parâmetros Curriculares Nacionais. As principais conclusão foram: 1) o tema ética e educação tem sido, nos últimos anos, objeto de um número maior de publicações, embora esse número ainda permaneça pequeno; 2) ética é, quase sempre, referida a prescrições derivadas do reconhecimento de direitos e deveres, portanto quase não se encontram referências ao tema clássico da "vida boa"; 3) Filosofia, sociologia e psicologia moral são os referenciais teóricos que mais inspiram as reflexões; 4) há pouca pesquisa empírica, a maioria dos textos são especulativos e críticos; 5) praticamente não se encontram propostas pedagógicas escolares de formação ética dos alunos, nem referência aos Parâmetros Curriculares Nacionais.<hr/>The work presents a quantitative and qualitative analysis of dissertations, theses, and articles published from 1990 to 2003 on the relation between ethics and education, and associated issues (discipline, authority, limits, violence at school). The criteria employed in the analysis were: 1) the amount of academic production; 2) definitions of ethics and moral used; 3) theoretical frameworks adopted and presence of empirical research; 4) adoption or otherwise of critical stance in relation to society and to school; 5) presence of pedagogical proposals for the ethical education of students; and 6) reference or otherwise to the document Ética dos Parâmetros Curriculares Nacionais (Ethics of the National Curriculum Parameters). The main conclusions were: 1) the number of publications on the theme of ethics and education has increased in the last years, although the amount remains small; 2) ethics is, almost invariably, related to directions derived from the recognition of rights and duties, therefore references to the classical theme of the "good life" are virtually absent; 3) philosophy, sociology and moral psychology are the theoretical frameworks that most inspire the reflections; 4) there is little empirical research; most texts are speculative and critical; 5) pedagogical proposals for the ethical education of students are practically absent, as are references to the National Curriculum Parameters. <![CDATA[<b>O pensamento de Vygotsky nas reuniões da ANPEd (1998-2003)</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-97022004000100007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo analisa os trabalhos fundamentados no pensamento de Vygotsky encontrados da 21ª até a 26ª Reunião Anual da ANPEd, no período de 1998 a 2003, com o objetivo de compreender como esse referencial teórico está sendo apropriado pelos autores participantes desse evento da área da Educação. O texto está organizado em três partes. Em primeiro lugar descreve-se o processo da pesquisa. Em seguida, são apresentados e discutidos os dados quantitativos do material analisado, presentes nas tabelas que figuram em anexo. A terceira parte se constitui em uma análise qualitativa, na qual se explicitam que referências bibliográficas são as mais utilizadas nos trabalhos examinados, que temas e conceitos da abordagem vygotskiana predominam nessa produção e a apropriação da teoria revelada nos textos. Nessa parte são destacados alguns trabalhos em especial, que parecem oferecer uma contribuição mais valiosa para a construção do conhecimento nesse campo, avançando teoricamente e expandindo os conceitos originais do autor em questão. Conclui-se o artigo tecendo algumas reflexões sobre a atual apropriação do pensamento de Vygotsky, revelada nos trabalhos analisados, dialogando com a tese de doutorado da autora, realizada doze anos atrás, que, abordando a mesma temática, focalizou a chegada dos autores da abordagem histórico-cultural no Brasil, o começo da difusão de suas idéias e os esforços iniciais de incorporação de seus conceitos. Finalmente, levantam-se algumas implicações que o estudo feito pode trazer para os educadores brasileiros e estudiosos de Vygotsky.<hr/>This article analyzes the works based on Vygotsky's thought presented at the annual ANPEd (National Association for Graduate Studies and Research in Education) meetings from 1998 to 2003, aiming at an understanding of how that theoretical framework is being incorporated by the authors that participate in those events. The text is organized into three parts. Firstly it describes the research process followed here. It then introduces and discusses the quantitative data extracted from the material analyzed, which is presented in the attached tables. The last part is a qualitative analysis that shows which bibliographical references are the most frequently used sources, which themes and concepts from the Vygotskyan approach predominate in the works investigated, and the incorporation of the theory revealed by the texts. In this last part some of the works are highlighted, which seem to offer a more valuable contribution to the construction of the knowledge in this field, advancing the theory and expanding on Vygotsky's original concepts. The article is concluded with some thoughts on the current incorporation of Vygotsky's thought, as revealed in the works analyzed here, contrasting it with the author's doctoral thesis written twelve years ago, where she dealt with the same issue and focused on the arrival in Brazil of authors of the historical-cultural approach, the beginning of the diffusion of their ideas and the initial efforts to incorporate their concepts. Finally, some implications are raised of the present work to Brazilian educators and to readers of Vygotsky. <![CDATA[<b>A cultura escolar como categoria de análise e como campo de investigação na história da educação brasileira</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-97022004000100008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A preocupação com a problemática da cultura escolar despontou no âmbito de uma viragem dos trabalhos históricos educacionais e de uma aproximação cada vez mais fecunda com a disciplina de história, seja pelo exercício de levantamento, organização e ampliação da massa documental a ser utilizada nas análises, seja pelo acolhimento de protocolos de legitimidade da narrativa historiográfica. O artigo representa uma síntese das investigações que vêm sendo realizadas pelos pesquisadores e pretende apreender como cultura escolar vem sendo apropriada pela área da História da Educação brasileira enquanto categoria de análise e campo de investigação. Para tanto foi dividido em três partes. Na primeira, aborda as definições de cultura escolar mais utilizadas. Trabalhos de Dominique Julia, André Chervel, Jean-Claude Forquin e António Viñao Frago são visitados, procurando-se estabelecer similitudes e diferenças entre as concepções dos autores. Discorre, também, sobre a disseminação desses textos no Brasil. Na segunda parte, sem pretender realizar uma revisão bibliográfica completa nem um exaustivo levantamento de títulos e autores, chama a atenção para algumas das dimensões da realidade educacional brasileira às quais os pesquisadores têm buscado entender com o concurso da noção de cultura escolar. Ao final, aponta alguns dos desafios que precisam ser levados em conta para o prosseguimento das investigações e para o aprofundamento teórico-metodológico das pesquisas que utilizam os arcabouços aqui discutidos.<hr/>The concern with the issue of school culture has arisen in the context of a turn taken by the works in the history of education and of an ever so fruitful confluence with the discipline of History, be it for the practice of gathering, organization and expansion of the documental mass of data to be used in the analyses, be it by the acceptance of legitimacy protocols from the historiographic narrative. The article represents a synthesis of the investigations that have been conducted by researchers, and intends to apprehend how school culture has been taken on board by the field of History of Brazilian Education as a category of analysis and as a topic of study. To such purpose, the paper is composed of three parts. The first part deals with the most commonly used definitions of school culture. Works by Dominique Julia, André Chervel, Jean-Claude Forquin and António Viñao Frago are focused here in an attempt to establish similarities and differences between the ideas of the various authors. The dissemination of these texts in Brazil is also discussed in this first part. The second part of the article, without any intention of representing a complete bibliographic review or a comprehensive listing of titles and authors, draws attention to some of the dimensions of the Brazilian education reality, which the researchers have been trying to understand with the aid of the notion of school culture. Finally, the article points out some of the challenges that have to be faced in carrying on these studies and in strengthening the theoretical-methodological foundations of the studies that use the general framework discussed here. <![CDATA[<b>Educação e participação no Brasil</b>: <b>um retrato aproximativo de trabalhos entre 1995 e 2003</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-97022004000100009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Examina sessenta títulos referentes ao tema Educação e Participação no Brasil, produzidos em universidades da Região Sudeste. As obras foram agrupadas, segundo o enfoque, em duas dimensões: a) participação na unidade escolar; b) gestão democrática em programas de reforma educativa. O primeiro grupo se dedica com mais ênfase a um dos aspectos seguintes: participação de docentes; participação da comunidade; mecanismos formais de participação; participação de pais de alunos; participação de alunos. As ênfases do outro grupo recaem sobre: orientação à unidade escolar; participação de docentes; participação da comunidade; mecanismos formais de participação. Em conclusão, aponta lacunas que poderiam ser superadas por novas pesquisas sobre vários temas, entre eles: a relação da participação docente com a de outros grupos, iniciativas que contem tanto com apoio dos órgãos administrativos superiores quanto de organizações da sociedade civil; características da atuação daqueles órgãos; experimentos que aliem mobilização e concepções inovadoras de educação; comparações de escolas quanto à autonomia financeira; a capacidade da categoria "pais" ter uma conduta de grupo; o tratamento que professores dão a pais de alunos e o que estes dão aos filhos; compartilhamento de funções entre diferentes agentes educativos; a colaboração de pais na escola segundo a idade e renda dos alunos; comparações rigorosas entre escolas públicas e particulares; participação de alunos segundo faixas etárias e focos de interesse; participação em outros tipos de serviços públicos; influência da baixa estabilidade nos cargos e das equipes nas escolas; participação na avaliação (de projetos, de escolas e de políticas).<hr/>The paper examines sixty titles related to the topic of Education and Participation in Brazil produced by universities from the Southeast Region. The works were grouped, according to the approach adopted here, into two dimensions: a) participation at school; b) democratic administration in school reform programs. The first group of works puts more emphasis on one of the following aspects: teacher participation; community participation; formal mechanisms of participation; parental participation; student participation. Works from the other group focus on: school supervision; teacher participation; community participation; formal mechanisms of participation. As a conclusion, this work identifies gaps that could be filled by new research in a variety of issues, such as: the relationship between teacher participation and that of other groups; initiatives supported both by the upper administrative bodies and by social organizations; features of the work of those bodies; experiments bringing together mobilization and innovative conceptions in education; comparisons between schools as to their financial autonomy; the ability of the category "parents" to display collective behavior; how do teachers treat parents and how the latter treat their children; the sharing of functions among different educational agents; the collaboration offered by parents to the school according to pupil's age and wealth; rigorous comparisons between public and private schools; student participation according to age group and topics of interest; participation in other types of public services; influence of poor job stability and of volatility of teams at school; participation in evaluation (of projects, schools and policies).