Scielo RSS <![CDATA[Neotropical Entomology]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1519-566X20040004&lang=pt vol. 33 num. 4 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Critérios para a escolha de territórios em duas libélulas tropicais</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-566X2004000400001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Classifications in mate systems of Odonata are generally based in the male ability to control the female access to oviposition resources. In this paper we discuss the criteria for male territory selection in the dragonflies Perithemis mooma Kirby and Orthemis discolor (Burmeister) (Libellulidae), in Viçosa, Brazil, controlling the availability of perches and aquatic vegetation. P. mooma males defended territories with vegetation and thus their choice was probably related to the oviposition resource of the females. O. discolor males preferred sites with tall perches, possibly because their choice was related to a mate-seeking resource. Interactions with another libellulid more active and aggressive, Planiplax phoenicura (Ris), changed the preference of O. discolor males to vegetated areas highlighting the influence of community composition and interactions on territorial site selection.<hr/>A classificação dos sistemas de acasalamento em Odonata geralmente baseia-se na habilidade dos machos em controlar o acesso das fêmeas aos recursos necessários à postura dos ovos. O objetivo deste artigo foi determinar os critérios de seleção de locais para a defesa de territórios para machos das espécies Perithemis mooma Kirby e Orthemis discolor (Burmeister) (Libellulidae), em Viçosa, controlando a disponibilidade de poleiros e de vegetação aquática. Machos de P. mooma defenderam territórios com vegetação e seus critérios de escolha devem estar relacionados com a oferta de recursos para a postura dos ovos para fêmeas. Machos de O. discolor defenderam territórios em locais com poleiros altos e essa escolha talvez esteja relacionada à possibilidade de visualizar rapidamente qualquer fêmea que se aproxime para copular. A interação com outra espécie de Libellulidae mais ativa e agressiva, Planiplax phoenicura (Ris), alterou a preferência dos machos de O. discolor, o que deixa clara a importância da composição da comunidade e das interações na seleção de microhábitats. <![CDATA[<B>Biologia comparada de <I>Eutetranychus banksi</I> (McGregor) (Acari: Tetranychidae) em fruteiras tropicais</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-566X2004000400002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este trabalho teve como objetivo avaliar o potencial de desenvolvimento e reprodução de Eutetranychus banksi (McGregor) em algumas espécies de fruteiras tropicais economicamente importantes. Os ácaros foram coletados em folhas de mamoeiro (Carica papaya L.), no campus da UFRPE e criados no laboratório, em arenas constituídas por discos de folha dessa fruteira. O experimento foi instalado com quatro tratamentos, representados pelos cultivares 011-BPA e 014-CPA de acerola (Malpighia emarginata A.DC.), mamão "Sunrise Solo" e laranja lima (Citrus sp.). Fêmeas adultas da criação foram confinadas durante 12h em arenas para oviposição. Avaliou-se a duração e a sobrevivência dos estágios imaturos em intervalos de 12h. Após a emergência, os adultos foram acasalados, sendo cada casal confinado em uma arena constituída por discos de folha. A longevidade e a fecundidade foram avaliadas a cada 24h. Com os resultados obtidos foi construída uma tabela de vida de fertilidade. O tempo de desenvolvimento de E. banksi foi menor no mamoeiro. Não houve diferença na longevidade de fêmeas nas diferentes fruteiras estudadas. A fecundidade de E. banksi foi maior no mamoeiro, diferindo das duas cultivares de acerola e laranja lima. A taxa líquida de reprodução, capacidade de aumento e razão finita de aumento foram maiores no mamoeiro. O menor tempo de desenvolvimento e maior fecundidade de E. banksi nessa fruteira podem ter ocorrido pelo fato de a população de ácaros ter sido coletada originalmente na mesma espécie vegetal.<hr/>The objective of this research was to determine the potential development and reproduction of Eutetranchus banski (McGregor) in some economically important species of tropical fruit tree. The mites were collected from papaya tree (Carica papaya L.), in the UFRPE Campus and reared in the laboratory, in arenas consisted of leaf discs of papaya tree. Four host species were tryied: cultivars 011-BPA and 014-CPA of Barbado's cherry (Malpighia emarginata A.DC.), papaya tree "Sunrise Solo" and orange lime (Citrus sp.). Adult females were confined during 12h in arenas for oviposition and the duration and survival of the immature stages were evaluated at 12h intervals. After the emergence, the adults were mated and each couple was confined in one leaf disc's arena. Longevity and fecundity were evaluated at each 24h. The results originated a fertility life table. The development time of E. banski was shorter in papaya tree. There was no difference in the females longevity in the different fruit trees studied. The fecundity of E. banski was higher in papaya tree, different from Barbado's cherry and lime orange. The net reproduction rates (Ro), the finite ratio of increase (l) and the increase capacity were higher in papaya tree. The lowest development period and higher fecundity of E. banski in papaya tree were possibly due to the fact that the mite population was originated from the same plant species. <![CDATA[<B>Tabela de vida ecológica do minador-dos-citros, <I>Phyllocnistis citrella</I> Stainton (Lepidoptera: Gracillariidae)</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-566X2004000400003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Estudos relacionados com tabela de vida ecológica são úteis para o entendimento da dinâmica populacional de insetos no campo. Durante o ano de 2002 foram desenvolvidas tabelas de vida ecológicas para o minador-dos-citros, Phyllocnistis citrella (Stainton), em pomar de citros (Citrus sinensis) localizado em Santa Rita do Passa Quatro, SP. A ocorrência de sobreposição de gerações de P. citrella no campo foi evitada obtendo-se posturas da praga em cavalinhos de Citrus limonia mantidos em condições controladas. As amostragens foram efetuadas a cada dois dias aproximadamente, registrando-se o número de insetos vivos, mortos, predados e parasitados. A ocorrência de artrópodes predadores foi determinada por meio de procura visual em plantas do pomar de citros. Os fatores-chave de mortalidade que atuaram sobre as populações de P. citrella foram: o parasitismo de pupa por Ageniaspis citricola (Logvinovskaya) (Hymenoptera: Encyrtidae), a ação de fatores indeterminados em pré-pupa e a predação de larvas de 3º ínstar. Os artrópodes predadores mais abundantes encontrados pertenceram às famílias Formicidae, Chrysopidae, Coccinellidae, Reduviidae e Araneae. Em duas das cinco gerações estudadas de P. citrella, cerca de 4% das pupas de A. citricola sofreram hiperparasitismo por Galeopsomyia fausta (LaSalle) (Hymenoptera: Eulophidae).<hr/>The construction of ecological life tables is a useful tool to understand the population dynamics of insects in the field. In this work, ecological life tables were developed for Phyllocnistis citrella (Stainton) in an orchard of Citrus sinensis situated in Santa Rita do Passa Quatro, Sao Paulo State, during 2002. The occurrence of generation overlay in the field was avoided by obtaining the eggs from infestation on young citrus plants (Citrus limonia) kept under controlled conditions. The samples were taken every other day and the number of live, dead, predated and parasitized individuals were recorded. The occurrence of arthropod predators was determined through visual search on the plants of the orchard. The key factors of mortality acting on P.citrella populations were: pupae parasitism caused by Ageniaspis citricola (Logvinovskaya), action of uncertain factors on prepupae and predation of 3rd-instar larvae. The most abundant arthropod predators belonged to the families Formicidae, Chrysopidae, Coccinellidae, Reduviidae e Araneae. In two of five generations of P. citrella, approximately 4% of A. citricola pupae were hyperparasitized by Galeopsomyia fausta (LaSalle) (Hymenoptera: Eulophidae). <![CDATA[<B><I>Xylocopa</I> (<I>Monoxylocopa</I>) <I>abbreviata</I> Hurd & Moure (Hymenoptera: Apidae) e <I>Encholirium spectabile</I> (Bromeliaceae)</B>: <B>uma associação estreita no semi-árido do Brasil tropical</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-566X2004000400004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Xylocopa (Monoxylocopa) abbreviata Hurd & Moure nidifica nas hastes de inflorescências de Encholirium spectabile (Bromeliaceae), que crescem expostas ao sol nos afloramentos rochosos das caatingas do semi-árido. No maior agregado, a densidade de X. abbreviata pode alcançar 1,7 ninho/haste e 20 ninhos/ha. Cada haste pode abrigar ninhos por cerca de três meses, apenas, mas a floração contínua e assincrônica na população de E. spectabile assegura oferta ao longo do ano todo. A haste é compacta, porém macia, e a fêmea escava uma única galeria linear em poucos dias. A galeria linear abriga, em média, cinco células de cria sem revestimento interno, que são separadas entre si por divisória elaborada com o material triturado do próprio substrato. A galeria fica isolada do meio externo por uma fina parede da haste. Quando perturbada, a fêmea fundadora bloqueia totalmente a entrada circular do ninho, com o dorso do seu abdome. Embora use um substrato de nidificação efêmero, esta espécie de Xylocopa apresenta várias gerações ao longo do ano. Colocam-se em perspectiva as restrições comportamentais e ecológicas relacionadas à escolha desse tipo de substrato conspícuo e efêmero. Argumenta-se que a escolha das hastes de Encholirium restringe a distribuição a porções de hábitats restritos do semi-árido e determina a relativa raridade de X. abbreviata nessa região do Brasil.<hr/>Females of Xylocopa (Monoxylocopa) abbreviata Hurd & Moure build their nests in the flower stalks of Encholirium spectabile (Bromeliaceae). This bromeliad grows clumped on rock outcrops exposed to direct sunlight in the semi-arid tropical caatingas of northeastern Brazil. In the largest aggregation of E. spectabile, X. abbreviata reached 1,7 nests/stalk and around 20 nests/ha. The stalks are available as nest site after fruiting, and can be used for three months before final decaying. However the flowering asynchronism within local population assures good stalks almost all year round. The flower stalk is filled with a soft pulp where the female dig a single linear nest gallery in a few days. The single linear gallery keeps five brood cells, on average. The top of each cell is delimitated with the powdered material from the stalk pulp, and no lining bee material was observed on the inner cell walls. The cell gallery is isolated from the outside by a thin stalk wall that is exposed to direct sunlight. When disturbed the founder female blocks the entrance with the dorsum of its abdomen. Although using an ephemeral nesting substrata, X. abbreviata presented several generations all year round. Ecological and behavioral constraints upon this Xylocopa species are discussed concerning the tight association with the conspicuous and ephemeral stalks of E. spectabile. This association is also assumed to determine the patchy distribution and the rarity of X. abbreviata in the semi-arid region. <![CDATA[<B>Estudo morfológico do intestino posterior em larvas de <I>Anticarsia gemmatalis</I> Hübner (Lepidoptera: Noctuidae)</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-566X2004000400005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt The velvetbean caterpillar (Anticarsia gemmatalis Hübner) has great economical interest as it affects the soybean crop worldwide. This work describes the morphology of the hindgut in A. gemmatalis larvae emphasizing their histological aspects. Distinct morphological regions, identified as pylorus, ileum, colon and rectum, constitute the hindgut of A. gemmatalis. A thin cuticular intima, a simple epithelium and muscular layer compose the hindgut wall, independent of the region. Microspines project from the cuticular intima in the posterior interstitial ring, between the midgut and the hindgut, and the posterior pyloric region. A single circular layer of large fibers, differing from the other hindgut regions that present two layers of muscular fibers, forms the rectal musculature. The distal ends of Malpighian tubules cross the rectum wall and constitute the cryptonephric excretory system typical in Lepidoptera larvae.<hr/>A lagarta da soja (Anticarsia gemmatalis Hübner) tem grande interesse econômico, pois afeta significativamente a cultura da soja em todo o mundo. Este trabalho descreve a morfologia do intestino posterior de larvas de A. gemmatalis, com ênfase nos seus aspectos histológicos. O intestino posterior é constituído por regiões morfologicamente distintas, identificadas como piloro, íleo, cólon e reto. Independente da região, a parede do intestino posterior é constituída por fina cutícula, epitélio simples e camada muscular. A íntima cuticular apresenta espículas no anel intersticial posterior, entre o intestino médio e o posterior, e na região posterior do piloro. A musculatura do reto é formada por camada única de largas fibras circulares, diferindo das demais regiões do intestino posterior que apresentam duas camadas de fibras musculares. As extremidades distais dos túbulos de Malpighi atravessam as paredes do reto, constituindo o sistema criptonefridial característico de Lepidoptera. <![CDATA[<b>Caracteres diagnósticos de <i>Simulium</i> (<i>Chirostilbia</i>) <i>pertinax</i> Kollar (Diptera: Simuliidae)</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-566X2004000400006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este estudo teve por objetivo verificar padrões morfológicos que proporcionassem o correto diagnóstico de Simulium (Chirostilbia) pertinax Kollar. A análise morfológica de fêmeas e pupas permitiu encontrar estruturas bem características e de fácil utilização para identificação da espécie. Alguns caracteres diagnósticos (coloração do escudo, área nudiocular e paraprocto) podem apresentar pequenas variações e outros são constantes (coloração das pernas, cibário, forquilha, filamentos branquiais e casulo).<hr/>This study had as objective to verify the morphologic patterns that provide a correct diagnosis of Simulium (Chirostilbia) pertinax Kollar. The analysis of female and pupa morphology allowed to find characteristic structures that could be easily used to identify the species.Some diagnostic characteres (shield coloration, nudiocular area and paraprocto) show small variations and other are constant (leg coloration, cibarium, fork, branchial filaments and cocoon). <![CDATA[<B>Descrição das ninfas de <I>Quesada gigas</I> (Olivier) (Hemiptera: Cicadidae) associadas ao cafeeiro</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-566X2004000400007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Neste trabalho, as ninfas de Quesada gigas (Olivier) são descritas e ilustradas. Uma chave para o reconhecimento dos cinco ínstares ninfais é também apresentada. Foram analisados exemplares coletados em cafezais dos municípios de São Sebastião do Paraíso, Monte Santo de Minas e Patrimônio (Minas Gerais), Franca e Casa Branca (São Paulo). As amostras encontram-se preservadas em álcool a 80% e depositadas na Coleção Entomológica do Departamento de Fitossanidade da FCAV-UNESP, Câmpus de Jaboticabal. Os caracteres analisados foram: antenas, tecas alares, perna anterior, ápice da tíbia meso e metatorácicas e ápice abdominal do macho/fêmea. Foi adotada uma fórmula para indicar a configuração que é apresentada pelas estruturas presentes no fêmur anterior. Ninfas de Q. gigas de primeiro ínstar apresentam fórmula femoral 2-1-0, de segundo ínstar 2-1-3, de terceiro ínstar 2-1-5, de quarto ínstar 2-1-6 e as de quinto ínstar 2-2-8. O primeiro número refere-se à somatória dos dentes posteriores e dentes acessórios, o segundo ao número de dentes intermediários e o terceiro aos dentes do pente femoral. As estruturas apresentadas pelo fêmur protorácico constituem caracteres morfológicos adequados para a identificação dos ínstares ninfais de cigarras.<hr/>In this work, the nymphs of Quesada gigas (Olivier) are described and illustrated. A key for the recognition of its five nymphal instars is also provided. Specimens were collected in coffee plantations in São Sebastião do Paraíso, Monte Santo de Minas and Patrimônio (State of Minas Gerais); Franca and Casa Branca (State of São Paulo). They are preserved in alcohol 80% and deposited at the collection of the Departamento de Fitossanidade da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias da Universidade do Estado de São Paulo (FCAV/UNESP) in Jaboticabal. The characters analyzed were: antenna, wing buds, fore legs, apex of the meso and metathoracic tibiae and abdominal apex of male/female. A formula was adopted to indicate the number and sequence of the teeth of the prothoracic femur. Q. gigas nymphs present the following formula: first instar: 2-1-0, the second: 2-1-3, the third: 2-1-5, the fourth: 2-1-6 and the fifth instar: 2-2-8. First number refers to the sum of posterior and acessory teeth, the second one refers to the number of intermediate teeth and the third refers to the teeth of femoral comb. The structures of the prothoracic femur are reliable morphological characters that can be used to identify and determine the cicada nymph instars. <![CDATA[<B>Relação predador</B>: <B>presa de <I>Chrysoperla externa</I> (Hagen) (Neuroptera: Chrysopidae) para o controle do pulgão-verde em genótipos de sorgo</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-566X2004000400008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O uso da resistência de plantas associado a agentes de controle biológico pode ser uma alternativa viável no controle de Schizaphis graminum (Rondani) em sorgo. Objetivou-se estudar diferentes relações predador:presa em genótipos de sorgo resistente (TX 430 x GR 111), moderadamente resistente (GB 3B) e suscetível (BR 007B) para o controle do pulgão-verde por Chrysoperla externa (Hagen). Para isso foram realizadas, em condições de casa-de-vegetação, liberações do crisopídeo nas relações predador:presa de 1:5; 1:10; 1:25 e 1:50. O genótipo TX 430 x GR 111 foi o mais eficiente no controle do pulgão-verde, S. graminum, assim como as relações predador:presa de 1:5 e de 1:10 nos três genótipos. A interação resistência de plantas e controle biológico foi positiva e permitiu controle acima de 80% nas relações predador:presa de 1:5 e 1:10 no material resistente TX 430 x GR 111; no genótipo GB 3B o melhor controle foi obtido com 1 predador: 5 presas.<hr/>The use of host plant resistance associated with biocontrol agents may be a viable alternative to Schizaphis graminum (Rondani) control in sorghum. This work aimed to study different predator:prey ratios on genotype resistant (TX 430 x GR 111), moderately resistant (GB 3B) and susceptible (BR 007B) for the aphid control by the predator Chrysoperla externa (Hagen). Thus, the lacewings were released at the predator:prey ratios of 1:5; 1:10; 1:25 and 1:50 under greenhouse conditions. The genotype TX x GR 111 was the most efficient to control S. graminum, as well the 1:5 and 1:10 predator: prey ratios on the three genotypes. The interaction between plant resistance and biological control with C. externa was positive and permitted a control over 80% at the predator:prey ratios of 1:5 and 1:10; on the GB 3B genotype the best control was at the 1:5 predator:prey ratio. <![CDATA[<B>Espécies de <I>Trichogramma</I> (Hymenoptera: Trichogrammatidae) coletadas em armadilha de sucção em reserva florestal</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-566X2004000400009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Pela primeira vez é usada uma armadilha elétrica de sucção (estacionária) para coleta de espécies de Trichogramma. Foram coletados 551 espécimes pertencentes a nove espécies: T. acuminatum Querino & Zucchi, T. alloeovirilia Querino & Zucchi, T. bruni Nagaraja, T. parrai Querino & Zucchi, T. pretiosum Riley, T. pusillus Querino & Zucchi, T. tupiense Querino & Zucchi, T. zucchii Querino e Trichogramma sp. aff. pintoi. A espécie mais abundante e freqüente foi T. bruni. As demais espécies tiveram freqüências relativas inferiores a 2%. A armadilha de sucção elétrica mostrou-se útil para a coleta de Trichogramma em áreas onde é difícil localizar os ovos do inseto hospedeiro.<hr/>For the first time an electrical suction trap was used to collect specimens of Trichogramma. The total of 551 Trichogramma specimens were collected belonging to nine species namely T. acuminatum Querino & Zucchi, T. alloeovirilia Querino & Zucchi, T. bruni Nagaraja, T. parrai Querino & Zucchi, T. pretiosum Riley, T. pusillus Querino & Zucchi, T. tupiense Querino & Zucchi, T. zucchii Querino and Trichogramma sp. aff. pintoi. T. bruni was the most abundant and frequent species. The relative frequency was less than 2% for the remaining species. The electrical suction trap was shown useful to collected Trichogramma specimens in areas where host insect eggs are difficult to find. <![CDATA[<B>Metodologia de multiplicação massal de <I>Telenomus podisi</I> Ash. e <I>Trissolcus basalis</I> (Woll.) (Hymenoptera: Scelionidae) em ovos de <I>Euschistus heros</I> (Fab.) (Hemiptera: Pentatomidae)</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-566X2004000400010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Laboratory studies were carried out to develop a methodology for the mass production of Telenomus podisi Ash. and Trissolcus basalis (Woll.) on eggs of Euschistus heros (Fabr.) and to compare it with the methodology presently used in the biological control program of soybean stink bugs in Brazil [T. basalis reared on Nezara viridula (L.) eggs]. In a first experiment, egg masses randomly distributed were shown the most adequate method of exposure of E. heros to parasitism. In a second experiment, egg masses of E. heros were randomly glued on cardboard cards and exposed to parasitism by T. podisi and T. basalis. The parasitoids multiplied on E. heros eggs showed parasitism (ca. 99%) similar to that observed with T. basalis reared on N. viridula eggs (99.7%). Emergence rates were higher than 80% for T. podisi and T. basalis multiplied on E. heros eggs and 95% for T. basalis reared on N. viridula eggs. Later, similar emergence rates (> 78%) were observed on cardboard cards tied on soybean plants. No differences were detected between courtship behavior of T. podisi and T. basalis emerged from E. heros eggs compared to T. basalis emerged from N. viridula eggs. The sex ratios in the offspring of T. podisi and T. basalis emerged from E. heros eggs were similar to that exhibited by the offspring of T. basalis emerged from N. viridula eggs. The results suggest that the developed methodology is simple, efficient and can be an important tool in biological control program of soybean stink bugs.<hr/>Estudos de laboratório foram conduzidos com o objetivo de desenvolver uma metodologia de multiplicação massal de Telenomus podisi Ash. e Trissolcus basalis (Woll.) em ovos de Euschistus heros (Fab.) e compará-la à metodologia utilizada no programa de controle biológico dos percevejos-pragas da soja no Brasil [T. basalis criado em ovos de Nezara viridula (L.)]. Em um primeiro experimento, foi determinado que massas de ovos aleatoriamente distribuídas foi o método mais adequado de exposição dos ovos de E. heros ao parasitismo. Em um segundo experimento, massas de ovos de E. heros foram aleatoriamente coladas em cartelas de papelão e expostas a T. podisi e T. basalis. Os parasitóides multiplicados nos ovos de E. heros apresentaram índices de parasitismo (cerca de 99%) similares ao observado para T. basalis multiplicado em ovos de N. viridula (99,7%). As taxas de emergência foram superiores a 80% para ambos parasitóides em ovos de E. heros e superior a 95% para T. basalis em ovos de N. viridula. Posteriormente, índices de emergência similares (> 78%) foram observados nas cartelas de papelão amarradas nas plantas de soja. O comportamento de cópula dos parasitóides não variou. A razão sexual da geração subsequente de T. podisi e T. basalis gerados em ovos de E. heros foi igual à de T. basalis criado em ovos de N. viridula. Os resultados deste estudo indicam que a metodologia desenvolvida é simples, eficiente e pode tornar-se importante ferramenta no programa de controle biológico dos percevejos da soja. <![CDATA[<b>Compatibilidade de <i>Beauveria bassiana</i> com agrotóxicos visando o controle da cochonilha-da-raiz-do-cafeeiro <i>Dysmicoccus texensis</i> Tinsley (Hemiptera: Pseudococcidae)</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-566X2004000400011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Várias são as substâncias químicas usadas no controle de insetos, doenças e plantas invasoras, porém muitos desses produtos são tóxicos ao homem e aos animais, além de reduzir o potencial de controle de predadores, parasitóides e entomopatógenos. O controle integrado utilizando agrotóxicos seletivos e fungos entomopatogênicos é uma estratégia viável, porém alguns destes produtos podem atuar negativamente sobre estes microrganismos, reduzindo crescimento vegetativo, esporulação e viabilidade. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de agrotóxicos aplicados na cultura do cafeeiro, sobre o fungo Beauveria bassiana (isolado UEL 114), visando o controle da cochonilha-da-raiz-do-cafeeiro. Uma suspensão de 1 x 10(7) conídios viáveis/ml do fungo foi adicionada a soluções dos produtos nas concentrações recomendadas. Após 1h, foi feito o plaqueamento em meio BDA, e a quantificação dos conídios germinados após 20h. O crescimento vegetativo e a esporulação foram avaliados oito dias após a inoculação do fungo em meio BDA contendo os produtos nas concentrações recomendadas, e mantido em câmara B.O.D. à temperatura de 25 &plusmn; 1ºC, fotofase de 12 h e umidade relativa de 70 &plusmn; 10%. Foram medidos o diâmetro médio das colônias e quantificados os conídios produzidos em câmara de Neubauer. Azafenidine, quintozene, simazine + ametrine, 2,4-D, acetoclor e oxifluorfem afetaram a germinação dos conídios de B. bassiana. Tiametoxam, imidaclopride, carbofuram e pencicurom foram compatíveis; ao passo que glifosato, dimetilurea, azafenidine, quintozene, simazine + ametrine, 2,4-D, acetoclor e oxifluorfem reduziram significativamente o crescimento vegetativo e esporulação do isolado UEL 114 de B. bassiana.<hr/>Several chemical substances are used to control insects, diseases and weeds, however many of these products are toxic to mankind and the animals, besides reducing the potential of pest control by predators, parasitoids and pathogens. The integrated control using selective chemical pesticides and entomopathogenic fungi is a viable strategy, however some of these products can impact these microorganisms, reducing vegetative growth, viability and sporulation. The objectives of this work were to evaluate the effect of chemical pesticides used in the coffee crop on the entomopatogenic fungus Beauveria bassiana (isolate UEL 114), for the control of the cofee root mealybug. A fungal suspension of 1 x 10(7) viable conidia/ml was added to solutions of the products at the recommended concentrations. After 1h, conidia were inoculated onto PDA medium, and quantification of germinated conidia assessed after 20h. The vegetative growth and sporulation were appraised eight days after the fungus inoculation onto PDA medium containing the products at recommended concentrations and maintained at the temperature of 25 &plusmn; 1ºC, 12h photofase and 70 &plusmn; 10% relative humidity. The mean diameter of the colonies was measured and conidial production quantified in a Neubauer chamber. Azafenidyne, Quintozene, Symazine + Ametryne, 2,4-D, Acetochlor and Oxyfluorfen affected the conidial germination. Thiamethoxan, Imidacloprid, Carbofuran and Pencycuron were compatible; whereas Glyphosate, Dimetilurea, Azafenidine, Quintozene, Symazine + Ametryne, 2,4-D, Acetochlor and Oxyfluorfen significantly impacted vegetative growth and sporulation of B. bassiana UEL 114. <![CDATA[<b>Análise espacial e temporal de insetos-praga em estrutura armazenadora de arroz</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-566X2004000400012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt The study describes the temporal and spatial distribution of the insect fauna collected in a paddy rice storage facility over two years, with major emphasis on the most abundant pests. The experiment, using 19 food-bait traps, was carried out in the county of Massaranduba, State of Santa Catarina, Brazil, from November 1997 to October 1999. During the whole survey, Sitophilus oryzae (L.), a primary pest associated to stored cereals, was the most abundant species in the storage facility (28,542 specimens captured). Other beetles were collected in remarkable numbers, both primary pests, such as Rhyzopertha dominica (Fabricius) (3,931 specimens), and secondary pests, such as Cryptolestes ferrugineus (Stephens) (4,075 specimens) and Oryzaephilus surinamesis (L.) (1,069 specimens). In general, various species showed very variable distribution and, depending on pest and year, all parts of the facility appeared infested. Pest populations were present both in processing area and in silos, at least in one of the two years survey. Analyzing different distributions, the various zones of the rice facility appeared to have different propensity to insect infestations, with the south-eastern silos and the grain pit with the conveyor belt as the most frequently infested. Moreover, variations between the 1st and 2nd year survey showed a strong decrease of total population numbers in the 2nd year, but in different ways, depending on the species considered. Such a result was probably due to the cleaning measures accomplished inside and outside the silos and in the processing area, including application of insecticide on the structure.<hr/>O trabalho relata a ditribuição temporal e espacial da fauna entomológica coletada em um armazém com arroz em casca durante dois anos, dando ênfase às espécies mais abundantes. O experimento, utilizando 19 armadilhas tipo gaiola foi realizado em Massaranduba, SC, de novembro de 1997 a outubro de 1999. Durante as coletas, Sitophilus oryzae (L.), considerada praga primária foi coletada em maior número (28.542 espécimes); outras pragas primárias como Rhyzopertha dominica (Fabricius) (3.931 espécimes) ou pragas secundárias como Cryptolestes ferrugineus (Stephens) (4.075 espeécimes) e Oryzaephilus surinamensis (L.) (1.069 espécimes) também tiveram grande ocorrência. Várias espécies mostraram variações na distribuição e dependendo do inseto-praga e do ano, todas as áreas foram infestadas. As populações de insetos estavam presentes tanto nas áreas de recebimento como nos silos, em um ou nos dois anos. Analisando as diferentes distribuições, as várias áreas de armazenamento de arroz apresentaram diferentes propensões de infestação de insetos, com os silos do sudoeste e a moega, que foram as áreas que apresentaram maior infestação. Além disso, as variações entre o primeiro e segundo ano mostraram acentuada redução do total da população de insetos no segundo ano, mas em diferentes locais, dependendo das espécies consideradas. Tais resultados provavelmente se devem às medidas de limpeza adotadas dentro e fora dos silos e na área de processamento, incluindo a aplicação de inseticida na estrutura. <![CDATA[<B>Resistência de cultivares de algodoeiro ao vírus do Mosaico das Nervuras transmitido pelo pulgão <I>Aphis gossypii</I> (Glover) (Hemiptera: Aphididae)</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-566X2004000400013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O pulgão Aphis gossypii Glover é vetor da Virose Mosaico das Nervuras (V.M.N.), que pode ocasionar na cultura do algodoeiro, produção reduzida ou nula. O objetivo do estudo foi identificar cultivares de algodoeiro resistentes a V.M.N. quando expostas à ação de pulgões. Os experimentos foram conduzidos na fazenda experimental do Instituto Agronômico do Paraná, IAPAR, Londrina, PR, sendo o delineamento estatístico em blocos casualizados. As cultivares comparadas foram: Delta Opal, Deltapine A90, CNPA ITA 90, Coodetec 401, IAC 22, IPR 95, IPR 96 e IPR 94. Para avaliação foram selecionadas 25 plantas observando-se a presença de pulgões e sintomas de V.M.N. Dois experimentos foram realizados nas mesmas condições, sendo que em um deles realizaram-se aplicações de inseticidas, para o controle dos pulgões, quando sua presença foi constatada em 10% das plantas. O outro experimento não recebeu aplicação de inseticidas para controle de pulgões. A presença do vetor foi constatada em plantas de todas as cultivares. Observou-se que, mesmo com menor infestação de pulgões na cultivar CNPA ITA 90, ocorreram elevados índices de V.M.N. com redução de 68% da produção quando comparada com Delta Opal. As cultivares Delta Opal e Coodetec 401 mostraram-se muito resistentes a V.M.N. pela ausência de plantas com sintomas, IAC 22 foi susceptível, enquanto Deltapine A90 e CNPA ITA 90 foram muito susceptíveis. Os inseticidas ofereceram proteção razoável à ação do vetor, mas os dados permitem inferir que em áreas com elevados níveis de infecção de V.M.N., o método de controle mais adequado seria a adoção de cultivares resistentes à enfermidade como Delta Opal e Coodetec 401.<hr/>The aphid Aphis gossypii Glover is a vector of Cotton Vein Mosaic Virus (V.M.N.), which can cause reduced or null yields in cotton crops. The objective of this study was to identify cotton cultivars resistant to V.M.N. when exposed to the action of aphids. The experiments were conducted at the experimental farm of the Instituto Agronômico do Paraná, IAPAR, in Londrina, PR, Brazil, in a randomized blocks statistical design. The cultivars compared were: Delta Opal, Deltapine A90, CNPA ITA 90, Coodetec 401, IAC 22, IPR 95, IPR 96, and IPR 94. Twenty-five plants were selected for evaluation; the presence of aphids and V.M.N. symptoms were recorded. Two experiments were conducted under the same conditions; in one of them, insecticides were applied to control aphids when their presence was detected on 10% of the plants. The other experiment received no insecticides for aphid control. The vector was present on the plants from all cultivars. High V.M.N. rates occurred in cultivar CNPA ITA 90 even under lower aphid infestations, with a yield reduction of 68% when compared with Delta Opal. The cultivars Delta Opal and Coodetec 401 proved very resistant to V.M.N. based on the absence of plants with symptoms; IAC 22 was susceptible, while Deltapine A90 and CNPA ITA 90 were very susceptible. The insecticides provided reasonable protection against the action of the vector, but data allowed to infer that in areas with high levels of V.M.N. infection, the most suitable control method would be the adoption of cultivars resistant to the disease, such as Delta Opal and Coodetec 401. <![CDATA[<B>Impacto de sistemas de cultivo na população e danos de <I>Dichelops melacanthus</I> (Dallas) (Heteroptera: Pentatomidae) e seu controle químico em trigo</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-566X2004000400014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Results of field evaluations indicated that the neotropical pentatomid Dichelops melacanthus (Dallas) is associated with wheat, Triticum aestivum L. In the no-tillage cultivation system, adults and nymphs were mostly found on the soil, near the plant stems and underneath crop residues of the preceding summer crop, usually soybean, Glycine max (L.) Merrill, or corn, Zea mays L. Wheat grown under the conventional cultivation system showed minimal bug attack. D. melacanthus caused substantial damage to no-tillage wheat plants, particularly to seedlings. Bug attack reduces the number of seed heads of up to 34%. Seed yield was reduced in 31% due to the bugs' feeding, compared to plants free of damage. All developmental phases of the wheat plant were susceptible to the attack of D. melacanthus, and the greatest yield reduction occurred from stem elongation (26.5%) to milky grain stage (33.1%). Seed treatment using insecticides was efficient, greatly reducing the grain production losses.<hr/>Resultados de avaliações de campo indicaram que o pentatomídeo neotropical Dichelops melacanthus (Dallas) está associado ao trigo, Triticum aestivum L. Em sistema de plantio direto, ninfas e adultos foram encontrados principalmente no solo, próximos aos caules das plantas e sob restos da cultura de verão precedente, em geral, soja, Glycine max (L.) Merrill, ou milho, Zea mays L. Em trigo sob cultivo convencional observou-se incidência mínima dos percevejos. D. melacanthus causou danos substanciais em trigo sob plantio direto, atacando particularmente plantas jovens (plântulas), provocando redução de até 34% no número de espigas e de 31% no peso de grãos. Todas as fases do desenvolvimento da planta do trigo foram suscetíveis ao ataque de D. melacanthus, sendo que a maior redução no rendimento ocorreu devido à ação dos percevejos do alongamento dos caules (26,5%) ao estágio de grão leitoso (33,1%). O tratamento de sementes com inseticidas foi eficiente para evitar a perda de rendimento de grãos. <![CDATA[<B>Distribuição espacial de <I>Bemisia tabaci</I> (Genn.) biótipo B (Hemiptera: Aleyrodidae) em feijoeiro (<I>Phaseolus vulgaris</I> L.)</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-566X2004000400015&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O estudo da distribuição espacial de pragas é fundamental para elaboração de planos de amostragem que possam propiciar maior adoção do manejo integrado de pragas. Para Bemisia tabaci (Genn.) biótipo B em feijoeiro Phaseolus vulgaris L., foram conduzidos ensaios de campo em uma área de 10.000 m², dividida em 100 parcelas iguais de 10 x 10 m, nas épocas de semeadura "das águas" e "da seca". As amostragens foram realizadas semanalmente, em 10 plantas por parcela. Coletou-se um folíolo por planta e avaliou-se a presença-ausência de ninfas da mosca-branca na página abaxial. Para adultos, observou-se visualmente a presença-ausência da praga nas plantas. Em todas as amostragens obtiveram-se valores menores que a unidade para a relação variância/média, indicando disposição regular da mosca-branca no campo, confirmada pelos valores significativos da estatística <FONT FACE=Symbol>&frac12;</FONT>d<FONT FACE=Symbol>&frac12;</FONT>, do teste de afastamento da aleatoriedade, assim como pelos valores inferiores à unidade do índice de Morisita. A distribuição binomial positiva foi o modelo mais adequado para representar a distribuição espacial da B. tabaci biótipo B na cultura do feijão.<hr/>The study of spatial distribution of the insects is fundamental to elaborate sampling plans with potential for use in integrated pest management. Field experiments were carried out for Bemisa tabaci B biotype in common bean Phaseolus vulagaris L. in a 10,000 m² area, divided in 100 equal 10 x 10 m plots, at the November and February plantings. Ten plants per plot were sampled weekly. One foliole per plant was collected and the presence-absence of whitefly nymphs was assessed on the abaxial surface. For adults, the presence-absence of the pest was observed visually on the plants. In all the samplings lower values were obtained than the unit for the variance/mean relationship, indicating a regular placing of the whitefly in the field, which was confirmed by the significant values detected for the <FONT FACE=Symbol>&frac12;</FONT>d<FONT FACE=Symbol>&frac12;</FONT>statistic and by the values lower than the unit presented by the Morisita index. The positive binomial distribution was the most suitable to represent the spatial distribution of B. tabaci biotype B in the bean crop. <![CDATA[<B>Amostragem seqüencial (presença-ausência) para <I>Bemisia tabaci</I> (Genn.) biótipo B (Hemiptera: Aleyrodidae) em feijoeiro (<I>Phaseolus vulgaris</I> L.)</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-566X2004000400016&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A amostragem seqüencial (presença-ausência) vem sendo utilizada no manejo integrado de pragas pela rapidez e eficiência, principalmente, para pragas que são difíceis de serem quantificadas. Para o manejo de Bemisia tabaci (Genn.) biótipo B foi desenvolvido um plano de amostragem seqüencial, com base na presença ou ausência da praga em plantas de feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.), independente do seu número. Os experimentos foram conduzidos nas épocas de semeadura "das águas" (2000/01) e "da seca" (2002), em Jaboticabal - SP, utilizando-se área de 1 ha, subdividida em 100 parcelas iguais de 100 m² (10 x 10 m). Em cada parcela foram avaliadas 10 plantas ao acaso, considerando-se somente se a mosca-branca estava ou não presente. O nível de dano econômico adotado foi de 10% de infestação. A partir dos dados analisados, foram obtidas duas retas: uma superior (S1= 2,7095 + 0,1452n), a partir da qual recomenda-se o controle; e outra inferior (S0= -2,7095 + 0,1452n), até a qual o controle não é recomendado. Pelos resultados verifica-se que a amostragem seqüencial é eficiente na indicação ou não do controle da B. tabaci biótipo B na cultura do feijão.<hr/>Sequential sampling (presence-absence) has been used in integrated pest management because it is quick and efficient for pests that are difficult to quantify. For Bemisia tabaci (Genn.) biotype B management a sequential sampling plan was developed based on the presence or absence of the whitefly on common bean plants (Phaseolus vulgaris L.) regardless of the number. The experiments were carried out at the November (2000/01) and February (2002) sowings in Jaboticabal, SP, Brazil, using an area of 1 ha, subdivided into 100 (10 x 10 m) equal plots. Ten plants were assessed randomly in each plot, considering only whether the whitefly was present or not. The level of economic damage adopted was 10% infestation. From the analyzed data, two lines were obtained, one superior, from which control is recommended (S1= 2,7095 + 0,1452n) and another inferior, were control is not recommended (S0= -2,7095 + 0,1452n). From the results it was ascertained that sequential sampling is efficient in indicating, or not, control of B. tabaci biotype B in the common bean crop. <![CDATA[<b>Mortalidade de larvas e pupas de <i>Chrysomya megacephala</i> (Fabricius) (Diptera: Calliphoridae) e seu parasitismo por microhimenópteros na cidade do Rio de Janeiro, RJ</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-566X2004000400017&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Devido à importância de Chrysomya megacephala (Fabricius) como vetor de microrganismos patogênicos em grandes aglomerações humanas, este trabalho teve por objetivo conhecer a mortalidade da mosca durante as fases larval e pupal e o seu parasitismo por microhimenópteros. Larvas de C. megacephala de terceiro ínstar, juntamente com seu substrato de criação (carne bovina moída putrefata), foram colocadas por sete dias próximo a lixeiras, no campus do Instituto Oswaldo Cruz /FIOCRUZ e no Jardim Zoológico do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, de agosto de 1999 a julho de 2000. As pupas recolhidas após o período em campo foram individualizadas em cápsulas de gelatina e mantidas em câmara climática (27&deg;C) por aproximadamente 35 dias. Foi verificado o número de pupas com emergência de moscas, com emergência de parasitóides e pupas sem emergência, sendo as últimas dissecadas. Obteve-se mortalidade média de 29,6% durante a fase larval e pupal das moscas quando expostas ao ambiente externo, contra 16,5% do grupo controle. Das pupas trazidas do campo, 5,6% estavam parasitadas, de 77,6% emergiram moscas e de 16,8% não houve emergência. Tachinaephagus zealandicus Ashmead (Encyrtidae) mostrou-se um promissor inimigo natural de C. megacephala, com a maior percentagem de colonização das pupas parasitadas (78,6%) e maior número médio de parasitóides por pupa (15,2). Pachycrepoideus vindemiae Rondani (Pteromalidae) e Nasonia vitripennis (Walker) (Pteromalidae), apresentaram menor percentagem de parasitismo que a primeira espécie, tanto no IOC como no Zoológico, parasitando 13,2% e 8,2% das pupas, ambos com 1,0 e 11,1 parasitóides por pupa, em média, respectivamente.<hr/>Due to the importance of Chrysomya megacephala (Fabricius) as a pathogenic microoganism vector in large human agglomerations, the objective of this research was to understand the host-parasite relationship under field conditions. Third instar larvae of the fly and putrefying ground beef, replaced every seven days under the same conditions, were placed close to the litter bins, on the campus of the Institute Oswaldo Cruz/FIOCRUZ and the Rio de Janeiro Zoological Garden, Rio de Janeiro, RJ, from August 1999 to July 2000. The pupae taken to the laboratory were screened (fly emergence or not), individualized in gelatin capsules, and placed in a climatic chamber (27&deg;C) for approximately 35 days. After this period, the number of pupae with and without parasitoid emergence was counted and the pupae without emergence were dissected. A natural mean loss of 29.6% of fly larva and pupae was detected when exposed to the external environment compared with 16.5% in the control group. An average of 5.6% of the pupae brougth from the field were parasitized, 77.6% produced flies and 16.8% had no emergence. Tachinaephagus zealandicus Ashmead was a promising natural enemy to C. megacephala, with the largest percentage of parasitized pupae (78.6%) and greater mean number of parasitoids per pupae (15.2). Pachycrepoideus vindemiae Rondani and Nasonia vitripennis (Walker) presented lower percentage of parasitism than T. zealandicus, both in IOC and in the ZOO, parasitizing 13.2% and 8.2% of the pupae, with 1.0 and 11.1 parasitoids per pupae, on average, respectively. <![CDATA[<B>Arranjos taxonômicos e nomenclaturais em Scaptocorini (Hemiptera: Cydnidae, Cephalocteinae)</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-566X2004000400018&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Atarsocoris macroptera Becker, 1967 é sinônimo júnior de Atarsocoris giselleae (Carvalho, 1952) e Atarsocoris brachiariae Becker, 1996 é sinônimo junior de Scaptocoris carvalhoi Becker, 1967.<hr/>Atarsocoris macroptera Becker, 1967 is a junior synonym of Atarsocoris giselleae (Carvalho, 1952); Atarsocoris brachiariae Becker, 1996 is a junior synonym of Scaptocoris carvalhoi Becker, 1967. <![CDATA[<B>Infestação de <I>Trialeurodes variabilis</I> (Quaintance) (Hemiptera: Aleyrodidae) em genótipos de mamoeiro em Petrolina, Estado de Pernambuco</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-566X2004000400019&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este trabalho foi realizado com o objetivo de identificar a espécie de mosca-branca presente em mamoeiro (Carica papaya L.) em Petrolina, PE e avaliar a influência de genótipos de mameiro sobre a infestação do inseto. Para isso, foram realizadas quatro avaliações mensais, estimando-se o número de ovos e ninfas em dezoito genótipos de mamoeiro. Em cada avaliação, foram retiradas duas folhas de uma única planta de cada genótipo, classificadas como folha nova e folha velha. A espécie de mosca-branca encontrada foi Trialeurodes variabilis (Quaintance). O maior número de ovos ocorreu nas regiões apical e mediana de folhas novas. Em folhas velhas, a maior parte dos ovos foi encontrada na região basal e as ninfas ocorreram com maior freqüência na região mediana. Os maiores valores para número de ovos nas folhas novas foram observados em CMF-012, CMF-022, CMF-023 e CMF-047, diferindo significativamente daqueles registrados nos demais genótipos. Nas folhas velhas, CMF-022, CMF-023 e CMF-047 apresentaram as maiores infestações de ninfas, diferindo significativamente de CMF-012, CMF-020, CMF-021 e CMF-034, os quais foram moderadamente infestados, em relação aos demais genótipos, nos quais se registrou baixa população de ninfas. Os genótipos Sunrise Solo e Tainung nº1 apresentaram baixa população de ovos e ninfas de T. variabilis. No presente trabalho, observou-se que os genótipos de mamoeiro afetaram diferencialmente a infestação da mosca-branca e que a estrutura populacional da praga variou de acordo com a idade da folha.<hr/>This work aimed at identifying the whitefly species attacking papaya (Carica papaya L.) plants in Petrolina, Pernambuco State, Brazil, and at evaluating the influence of papaya genotypes on insect infestation. Four monthly evaluations were done to estimate the number of eggs and nymphs on eighteen papaya genotypes. Two leaves per genotype, a new leaf and an old one, were removed at each evaluation. The whitefly species was identified as Trialeurodes variabilis (Quaintance). Eggs were found mostly on the terminal and median sections of the new leaves. On the old leaves, eggs and nymphs were mainly present on the proximal and median sections, respectively. The egg numbers were statistically higher on the new leaves of the genotypes CMF-012, CMF-022, CMF-023 and CMF-047. On the old leaves the nymph numbers were the highest on CMF-022, CMF-023 and CMF-047, differing significantly from CMF-012, CMF-020, CMF-021 and CMF-034. In these, infestations were moderate comparing to the remaining genotypes studied, which presented low nymph populations. Sunrise Solo and Tainung nº1 presented low populations of eggs and nymphs of T. variabilis. In synthesis, papaya genotypes influenced differently the whitefly infestation, and the structure of the pest population varied according to leaf age. <![CDATA[<B>Ocorrência de <I>Halysidota orientalis</I> Rothschild (Lepidoptera: Arctiidae) em amoreira (<I>Morus alba</I> L.) no Estado de São Paulo</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-566X2004000400020&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt É registrada pela primeira vez a ocorrência de lagartas de Halysidota orientalis Rothschild em plantas de amoreira (Morus alba L.) no estado de São Paulo. Alguns aspectos da morfologia externa do adulto, larva e pupa são descritos.<hr/>The occurrence of larvae of Halysidota orientalis Rothschild on mulberry plants (Morus alba L.) is recorded for the first time in São Paulo, Brazil. Morphological aspects of adult, larva and pupa are described.