Scielo RSS <![CDATA[Brazilian Journal of Biology]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1519-698420150002&lang=en vol. 75 num. 2 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Restoration economy]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200001&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[Differential success in sampling of Atlantic Forest amphibians among different periods of the day]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200002&lng=en&nrm=iso&tlng=en In general, anurans tend to be nocturnal, though diurnal activity is characteristic of some groups. Studies show that frog activity may be inferred based on the number of individuals collected at different periods of the day, during large-scale field surveys. We investigated the best period of the day to conduct amphibian sampling in nine Atlantic Rainforest areas in southeastern Brazil, based on intensive field surveys. At each locality we employed similar sampling effort during diurnal, crepuscular and nocturnal searches (totaling 704.5 sampling hours). We pooled data from all localities for each period and estimated the proportion of frogs of each species active at each period based on the total number of individuals and on the number of species found during all surveys for that period. We recorded a total of 817 individual frogs from 69 species. Species richness was highest at night (median = 12 species), intermediate at dusk (median = 8), and lowest during the day (median = 4). The percentage of the total number of individual frogs found (pooled species) was highest during the night (ca. 53%) and lowest during the day (ca. 14%). Analyzing each species separately, the number of individuals recorded was consistently higher at dusk and night for most species. Our study evidences a trend for nocturnal activity for most Atlantic Rainforest frogs, with few species having primarily diurnal habits. Those results may favor future studies and conservation efforts for amphibian species.<hr/>Em geral, anuros tendem a ser noturnos, apesar de a atividade diurna ser característica de alguns grupos. Estudos mostram que a atividade de anuros pode ser inferida com base no número de indivíduos coletados em diferentes períodos do dia durante pesquisas de campo de larga escala. Nós avaliamos qual o melhor período do dia para conduzir amostragens de anfíbios em nove áreas da Mata Atlântica no sudeste do Brasil, com base em amostragens de campo intensivas. Em cada localidade nós empregamos esforço de amostragem similar durante amostragens diurnas, crepusculares e noturnas (totalizando 704,5 horas de amostragem). Nós agrupamos dados de todas as localidades para cada período e estimamos a proporção de anuros de cada espécie ativa em cada período com base no número total de indivíduos e no número de espécies encontradas durante todas as buscas naquele período. Nós registramos um total de 817 indivíduos pertencentes a 69 espécies. A riqueza de espécies foi maior à noite (mediana = 12 espécies), intermediária ao crepúsculo (mediana = 8) e menor durante o dia (mediana = 4). A porcentagem do número total de indivíduos encontrados (todas as espécies agrupadas) foi maior durante a noite (ca. 53%) e menor durante o período diurno (ca. 14%). Analisando cada espécie separadamente, o número de indivíduos registrados foi consistentemente maior ao crepúsculo e à noite para a maioria das espécies. Nosso estudo evidencia uma tendência para atividade noturna para a maioria dos anuros da Mata Atlântica, com poucas espécies tendo hábitos primariamente diurnos. Esses resultados podem favorecer futuros estudos e esforços de conservação para as espécies de anfíbios. <![CDATA[Adequacy assessment of mathematical models in the dynamics of litter decomposition in a tropical forest Mosaic Atlantic, in southeastern Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200003&lng=en&nrm=iso&tlng=en The study of litter decomposition and nutrient cycling is essential to know native forests structure and functioning. Mathematical models can help to understand the local and temporal litter fall variations and their environmental variables relationships. The objective of this study was test the adequacy of mathematical models for leaf litter decomposition in the Atlantic Forest in southeastern Brazil. We study four native forest sites in Parque Estadual do Rio Doce, a Biosphere Reserve of the Atlantic, which were installed 200 bags of litter decomposing with 20×20 cm nylon screen of 2 mm, with 10 grams of litter. Monthly from 09/2007 to 04/2009, 10 litterbags were removed for determination of the mass loss. We compared 3 nonlinear models: 1 – Olson Exponential Model (1963), which considers the constant K, 2 – Model proposed by Fountain and Schowalter (2004), 3 – Model proposed by Coelho and Borges (2005), which considers the variable K through QMR, SQR, SQTC, DMA and Test F. The Fountain and Schowalter (2004) model was inappropriate for this study by overestimating decomposition rate. The decay curve analysis showed that the model with the variable K was more appropriate, although the values of QMR and DMA revealed no significant difference (p&gt; 0.05) between the models. The analysis showed a better adjustment of DMA using K variable, reinforced by the values of the adjustment coefficient (R2). However, convergence problems were observed in this model for estimate study areas outliers, which did not occur with K constant model. This problem can be related to the non-linear fit of mass/time values to K variable generated. The model with K constant shown to be adequate to describe curve decomposition for separately areas and best adjustability without convergence problems. The results demonstrated the adequacy of Olson model to estimate tropical forest litter decomposition. Although use of reduced number of parameters equaling the steps of the decomposition process, no difficulties of convergence were observed in Olson model. So, this model can be used to describe decomposition curves in different types of environments, estimating K appropriately.<hr/>O estudo da ciclagem de nutrientes através da decomposição de serapilheira é essencial para conhecer a estrutura e funcionamento das florestas tropicais nativas. Em decorrência da sua dependência de variáveis ambientais, o uso de modelos matemáticos pode ajudar a compreender as variações locais e temporais da decomposição do folhedo. O objetivo deste estudo foi testar a adequação dos modelos matemáticos para avaliar a dinâmica da decomposição da serapilheira em um mosaico de Floresta Tropical Atlântica no sudeste do Brasil. O estudo foi realizado em quatro remanescentes de mata nativa no Parque Estadual do Rio Doce, parte da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, onde se instalou 200 bolsas decompositoras feitas de tela de nylon 20×20 cm de 2 mm, com 10 gramas de serapilheira recém-colhida. Mensalmente, de 09/2007 a 04/2009, 10 litterbags foram removidos por área, para limpeza, secagem e posterior determinação da perda de massa. Comparamos três modelos não lineares: 1 – Modelo exponencial de Olson (1963), que considera a constante K, 2 – Modelo proposto por Fountain and Schowalter (2004), 3 – Modelo proposto por Coelho e Borges (2005), que considera a variável K através do QMR, SQR, SQTC, DMA e Teste F. O modelo de Fountain and Schowalter (2004) mostrou-se inadequado por superestimar a taxa de decomposição. A análise mostrou que a curva de decaimento do modelo com K variável foi o mais adequado, embora os valores de QMR e DMA não revelaram nenhuma diferença significativa (p&gt; 0,05) entre os modelos. A análise mostrou um melhor ajustamento do DMA usando a variável K, que foi reforçada com os valores do coeficiente de calibração (R2). No entanto, problemas de convergência foram observados neste modelo, que não foi capaz de estimar com precisão os valores “outliers” para cada área de estudo, o que não ocorreu com o modelo de Olson. Entretanto, parece que os problemas de não convergência podem estar relacionados ao ajuste não linear dos dados de massa por tempo, utilizados para gerar o modelo. Quando submetido ao ensaio de parâmetros iguais, o modelo com K constante (Olson, 1963) mostrou-se adequado para descrever a curva de decomposição por áreas de estudo separadamente, de modo que o seu melhor ajuste não compensou os problemas de convergência encontrados. Os resultados demonstraram a aptidão do modelo proposto por Olson (1963) para estimar a decomposição de serapilheira de florestas tropicais, mesmo que eventualmente não detecte diferenças entre as etapas do processo de decomposição. Este modelo não apresenta dificuldades de convergência, permitindo descrever as curvas de decomposição em diferentes tipos de ambientes, estimando os valores de K mais apropriadamente e com mais acurácia. <![CDATA[Sensitivity of salad greens (<em>Lactuca sativa</em> L. and <em>Eruca sativa</em> Mill.) exposed to crude extracts of toxic and non-toxic cyanobacteria]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200004&lng=en&nrm=iso&tlng=en We evaluated the effect of crude extracts of the microcystin-producing (MC+) cyanobacteria Microcystis aeruginosa on seed germination and initial development of lettuce and arugula, at concentrations between 0.5 μg.L–1 and 100 μg.L–1 of MC-LR equivalent, and compared it to crude extracts of the same species without the toxin (MC–). Crude extracts of the cyanobacteria with MC (+) and without MC (–) caused different effects on seed germination and initial development of the salad green seedlings, lettuce being more sensitive to both extracts when compared to arugula. Crude extracts of M. aeruginosa (MC+) caused more evident effects on seed germination and initial development of both species of salad greens than MC–. Concentrations of 75 μg.L–1 and 100 μg.L–1 of MC–LR equivalent induced a greater occurrence of abnormal seedlings in lettuce, due to necrosis of the radicle and shortening of this organ in normal seedlings, as well as the reduction in total chlorophyll content and increase in the activity of the antioxidant enzyme peroxidase (POD). The MC– extract caused no harmful effects to seed germination and initial development of seedlings of arugula. However, in lettuce, it caused elevation of POD enzyme activity, decrease in seed germination at concentrations of 75 μg.L–1 (MC-75) and 100 μg.L–1 (MC-100), and shortening of the radicle length, suggesting that other compounds present in the cyanobacteria extracts contributed to this result. Crude extracts of M. aeruginosa (MC–) may contain other compounds, besides the cyanotoxins, capable of causing inhibitory or stimulatory effects on seed germination and initial development of salad green seedlings. Arugula was more sensitive to the crude extracts of M. aeruginosa (MC+) and (MC–) and to other possible compounds produced by the cyanobacteria.<hr/>Analisamos os efeitos de extratos brutos da cianobactéria M. aeruginosa, produtora de microcistinas (MC+), na germinação de sementes e no desenvolvimento de plântulas de alface e rúcula, em concentrações de 0,5 a 100 μg.L–1de MC–LR equivalente e comparamos com extrato brutos da mesma espécie sem a toxina (MC–). Extratos brutos de cianobactérias com MC (+) e sem MC (–) causaram efeitos diferentes na germinação de sementes e desenvolvimento de plântulas de hortaliças, sendo que a alface apresentou maior sensibilidade a ambos os extratos comparando-se com a rúcula. Extratos brutos de M. aeruginosa (MC+) causaram efeitos mais evidentes sobre a germinação de sementes e desenvolvimento de plântulas de hortaliças do que os (MC–). Concentrações de 75 e 100 μg.L–1 de MC–LR equivalente induziram maior ocorrência de plântulas anormais na alface devido ao aparecimento de necrose na radícula e seu encurtamento nas plântulas normais, bem como a redução no teor de clorofila total e aumento na atividade da enzima antioxidante peroxidase (POD). O extrato (MC–) não provocou efeitos inibitórios na germinação de sementes e desenvolvimento de plântulas para a rúcula, no entanto, provocou elevação da atividade da enzima POD, redução na germinação de sementes nas concentrações de 75 e 100 μg.L–1, e no comprimento da radícula na alface, sugerindo a ação de outros compostos presentes nos extratos da cianobactéria. Extratos brutos de M. aeruginosa (MC–) podem conter outros compostos além de cianotoxinas capazes de provocar efeitos inibitórios ou estimulatórios na germinação de sementes e no desenvolvimento de plântulas de hortaliças. A rúcula apresentou menor sensibilidade aos extratos brutos de M. aeruginosa (MC+) e (MC–) e outros possíveis compostos produzidos por estas cianobactérias. <![CDATA[Oocyte quality of tambaqui (<em>Colossoma macropomum</em>) during the reproductive season]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200005&lng=en&nrm=iso&tlng=en The study aimed to analyze the Colossoma macropomum reproductive behavior and quality of the female gametes throughout the reproductive season. The experiment was carried out in Pimenta Bueno - Rondônia State (Northern Brazil) during the reproductive season (2010-2011) using 36 females. Each sampling was performed on a 15 ± 5 days interval. Female gametes were collected by stripping and the following analyses were performed: weight of oocytes released (g); productivity index, fertilization and hatching rate. During the sampling period was verified effect (p &lt; 0.05) of collecting time into the season for oocytes weight, productivity index and fertilization rate. Although the period 3 (December) did not differ significantly from other periods, it showed better parameters for the quality of C. macropomum oocytes.<hr/>O estudo foi conduzido com o objetivo de analisar o comportamento reprodutivo da espécie Colossoma macropomum, quanto à qualidade de seus gametas femininos ao longo da estação reprodutiva. O experimento foi executado em Pimenta Bueno-Rondônia durante a estação reprodutiva do C. macropomum. Utilizaram 36 fêmeas durante a estação de 2010-2011. Cada coleta apresentou um intervalo de 15±5 dias. Através da extrusão foram coletados os gametas femininos e realizadas as seguintes análises ao longo da estação: peso de oócitos liberados (g); índice de produtividade; taxa de fertilização e eclosão. Durante a estação 2010-2011 foi verificado efeito (p &lt; 0,05) de período (coleta) dentro da estação para peso de oócitos, índice de produtividade e taxa de fertilização. Apesar do período 3 (coleta – mês de dezembro) não ter diferenciado significativamente de alguns períodos, foi o que apresentou os melhores parâmetros estabelecidos para a qualidade dos oócitos de C. macropomum. <![CDATA[First report of the black gemfish <em>Nesiarchus nasutus</em> (Perciformes: Gempylidae) in Argentinean waters]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200006&lng=en&nrm=iso&tlng=en The gempylid Nesiarchus nasutus is reported for the first time from Argentinean waters, the southernmost occurrence of the species in the Southwestern Atlantic. This suggests that the fluctuating environmental characteristics of the area would be proper for the presence of tropical and subtropical species.<hr/>A ocorrência de Nesiarchus nasutus é registrado pela primeira vez em águas argentinas, sendo a esta ocorrência mais meridional da espécie no Atlântico Sudoeste. Isto sugere que as características ambientais flutuantes da área seriam adequadas para a presença de espécies tropicais e subtropicais na mesma. <![CDATA[Diet of the lizard <em>Liolaemus occipitalis</em> in the coastal sand dunes of southern Brazil (Squamata-Liolaemidae)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200007&lng=en&nrm=iso&tlng=en Knowledge of a species’ diet provides important information on adaptation and the relationship between the organism and its environment. The genus Liolaemus occurs in the southern region of South America and is an excellent model to investigate the adaptive processes of vertebrate ecology in ecosystems of this region of the world. Liolaemus occipitalis is an endangered species that inhabits the coastal sand dunes of southern Brazil. This species is the most abundant vertebrate in this environment, and it presents unique adaptation characteristics to the restinga environment. The present study analyzed this lizard’s diet to verify similarities or differences between this species and other species of the same genus. Specimens were collected monthly from January 1996 to December 1997. The number of items, frequency of occurrence and volume of each prey taxon were determined. Arthropods were identified to the order level, and plant material was identified as flower, fruit, seed and leaves. Variations in the diet of males and females, adults and juveniles and seasons were also analyzed. The data indicate that Liolaemus occipitalis is a generalist, “sit-and-wait” or ambush predator as well as omnivorous, feeding on both arthropods and plant material. Significant ontogenetic differences were verified. Juveniles are more carnivorous, and the intake of plant material increases with size and age. Seasonal differences in diet composition were also observed. In the spring, arthropod and plant materials were more diversified and, therefore, consumed more often.<hr/>O conhecimento sobre a dieta de uma espécie traz informações importantes sobre a adaptação e relações entre o organismo e seu ambiente. O gênero Liolaemus, que ocorre na região austral da América do Sul, tem-se mostrado como excelente modelo em ecologia de vetebrados para entender os processos adaptativos nos ecossistemas desta região do mundo. Liolaemus occipitalis é uma espécie ameaçada de extinção que habita as dunas costeiras do extremo sul do Brasil. É o vertebrado mais abundante neste ambiente e apresenta características peculiares de adaptação aos ambientes de restingas. No presente estudo analisou-se a dieta deste lagarto com o intuito de verificar se há diferenças com as espécies do gênero ou segue o mesmo padrão. Foram realizadas coletas mensais entre janeiro/96 e dezembro/97. Determinou-se o número de itens, a frequência de ocorrência e o volume de cada táxon de presa, identificados até o nível de ordem, no caso dos artrópodes, e como flor, fruto, semente e folhas o material vegetal. Foram analisadas as variações da dieta entre machos e fêmeas, entre adultos e jovens, e também entre as estações. Os dados indicam que Liolaemus occipitalis possui uma dieta onívora consumindo tanto artrópodes como material vegetal. Caracteriza-se por ser um predador generalista, forrageando de modo “senta-e-espera”. Determinaram-se diferenças significativas entre a dieta de jovens e adultos. Entre as variações ontogenéticas, constatou-se que lagartos jovens apresentam um hábito mais carnívoro, e a inclusão do material vegetal na dieta aumenta sucessivamente com o tamanho/idade do animal. Verificaram-se diferenças na composição da dieta ao longo das estações, sendo mais diversa na primavera em relação ao consumo de artrópodes, e com maior consumo de material vegetal. <![CDATA[Frugivory and potential of birds as dispersers of <em>Siparuna guianensis</em>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200008&lng=en&nrm=iso&tlng=en Siparuna guianensis is a neotropical tree species, found both on edge and interior of forest fragments, mainly on understory and regeneration areas. The fruit are zoochorous with a sweet aril. This work aims to determine the bird species that eat the fruits of S. guianensis in a semi deciduous forest fragment in Brazilian Cerrado and measure which species have the highest potential as seed dispersers. Seven individuals of S. guianensis were sampled, totaling 69 hours. A hundred and fifty four visits were registered by seven species of birds. Antilophia galeata had the biggest potential as seed dispersal agent. Antilophia galeata, Lanio penicillatus and Dacnis cayana can be important seed dispersers, since they have a high consumption and visitation rate. The consumption of S. guianensis by species of different feeding guilds can be an important strategy for dispersal of plant species in regeneration habitats, raising the chances of an effective dispersal.<hr/>Siparuna guianensis é uma espécie arbórea neotropical do Cerrado, encontrada tanto na borda quanto no interior de fragmentos florestais, principalmente no sub-bosque de matas em regeneração. Os frutos são zoocóricos com arilos adocicados. Os objetivos desse estudo foram: determinar quais espécies de aves consomem os frutos de S. guianensis em um fragmento de floresta semidecídua do Cerrado brasileiro, e inferir quais espécies apresentaram maior potencial de dispersão. Sete indivíduos de S. guianensis foram amostrados, totalizando 69 horas-planta. Foram registradas 153 visitas, realizadas por sete espécies de aves. Antilophia galeata apresentou o maior potencial de dispersão. Entre as espécies exclusivamente florestais, A. galeata, Dacnis cayana e Lanio penicillatus podem ser importantes dispersores, devido à taxa de consumo elevada, maior número de visitação e maior potencial para dispersar as sementes em sítios viáveis de germinação. O consumo dos frutos de S. guianensis por espécies de diferentes guildas alimentares pode ser uma importante estratégia para esta espécie em ambientes em regeneração, por maximizar a possibilidade de dispersão. <![CDATA[Population biology of the commercially exploited shrimp <em>Artemesia longinaris</em> (Decapoda: Penaeidae) in an upwelling region in the Western Atlantic: comparisons at different latitudes]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200009&lng=en&nrm=iso&tlng=en This study characterized the population biology of the dendrobranchiate penaeid shrimp Artemesia longinaris Spence Bate, 1888, focusing on population structure, sexual maturity, reproductive period and recruitment, and comparing reproductive parameters of a different populations along western South Atlantic..Samples were collected monthly from March, 2008 to February, 2010 in Macaé, northern coast of Rio de Janeiro State, Brazil, a region influenced by the Cabo Frio upwelling. There was a significantly higher percentage of females and with larger sizes than males. Both carapace length and sexual maturity in Macaé were similar to the dimensions found in populations in the South of the continent (Argentina). Reproductive females were present in all months, with main peaks during winter and summer. Recruitment was also continuous, with peaks, usually one to two months after the appearance of reproductive females, after the reduction of the bottom temperature values of water. These data suggest that November to January would be the appropriate months for legal off-season, due to the higher intensity of spawning females and juveniles during this period. A comparação latitudinal dos parâmetros reprodutivos, não confirma o paradigma de que tamanho do corpo e a maturidade sexual das fêmeas são menores em regiões tropicais e aumentam em direção às maiores latitudes, reforçando a hipótese da influência e importância da ACAS na dinâmica reprodutiva de A. longinaris na região The results of this study contribute to the understanding of the biology of A. longinaris, and could also be a reference to monitor this important fishery resource and consequent legal off-season. Furthermore, this population located at the northern limit of the species distribution is a source of highly relevant comparison for population studies in other areas.<hr/>Este estudo caracterizou a biologia populacional do camarão Artemesia longinaris Spence Bate, 1888, com foco na estrutura populacional, a maturidade sexual, período reprodutivo e de recrutamento, e comparação dos parâmetros reprodutivos de diferentes populações ao longo do Atlântico Sul ocidental. As amostras foram coletadas mensalmente de março de 2008 a fevereiro de 2010, em Macaé, litoral norte do Rio de Janeiro, Brasil, região influenciada pela ressurgência de Cabo Frio. Houve uma porcentagem significativamente maior de fêmeas e com tamanhos maiores do que os machos. Ambos, comprimento da carapaça e maturidade sexual, em Macaé foram similares às dimensões encontradas em populações do sul do continente (Argentina). Fêmeas reprodutivas estiveram presentes em todos os meses com os principais picos no inverno e verão. O recrutamento também foi contínuo, normalmente um a dois meses após o aparecimento de fêmeas reprodutivas, após a redução da temperartura da água de fundo. Estes dados sugerem que o período de novembro a janeiro seriam os meses apropriados para o defeso, devido à maior intensidade de fêmeas reprodutoras e juvenis durante este período. A comparação latitudinal dos parâmetros reprodutivos, não confirma o paradigma de que tamanho do corpo e a maturidade sexual das fêmeas são menores em regiões tropicais e aumentam em direção às maiores latitudes, reforçando a hipótese da influência e importância da ACAS na dinâmica reprodutiva de A. longinaris na região. Os resultados deste estudo contribuem para o entendimento da biologia de A. longinaris, e também pode ser uma referência para monitorar esse importante recurso pesqueiro e, consequente período de defeso. Além disso, esta população situada no limite do norte da distribuição das espécies é uma fonte de comparação altamente relevante para estudos populacionais em outras áreas. <![CDATA[Modeling pollution potential input from the drainage basin into Barra Bonita reservoir, São Paulo – Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200010&lng=en&nrm=iso&tlng=en In this study multi-criteria modeling tools are applied to map the spatial distribution of drainage basin potential to pollute Barra Bonita Reservoir, São Paulo State, Brasil. Barra Bonita Reservoir Basin had undergone intense land use/land cover changes in the last decades, including the fast conversion from pasture into sugarcane. In this respect, this study answers to the lack of information about the variables (criteria) which affect the pollution potential of the drainage basin by building a Geographic Information System which provides their spatial distribution at sub-basin level. The GIS was fed by several data (geomorphology, pedology, geology, drainage network and rainfall) provided by public agencies. Landsat satellite images provided land use/land cover map for 2002. Ratings and weights of each criterion defined by specialists supported the modeling process. The results showed a wide variability in the pollution potential of different sub-basins according to the application of different criterion. If only land use is analyzed, for instance, less than 50% of the basin is classified as highly threatening to water quality and include sub basins located near the reservoir, indicating the importance of protection areas at the margins. Despite the subjectivity involved in the weighing processes, the multi-criteria analysis model allowed the simulation of scenarios which support rational land use polices at sub-basin level regarding the protection of water resources.<hr/>Este estudo aplica ferramentas de modelagem multicritério para mapear a distribuição espacial do potencial de contribuição da bacia de drenagem para a poluição do reservatório de Barra Bonita, Estado de São Paulo, Brasil. A bacia de drenagem Barra Bonita passou por intensas alterações no uso e cobertura da terra, incluindo um rápido aumento na conversão de pastagens em cana-de-açúcar nas últimas décadas. Assim sendo, este estudo contribui com a demanda de informação sobre os fatores (critérios) que afetam o potencial de poluição das bacias de drenagem através da construção de um Sistema de Informação Geográfica (SIG), com sua distribuição espacial ao nível de sub-bacia. A base de dados foi alimentada por diversos órgãos públicos, que forneceram informações georreferenciadas sobre a geomorfologia da bacia de drenagem, pedologia, geologia, rede de drenagem e precipitação. Imagens do satélite Landsat e ferramentas de geoprocessamento permitiram a obtenção do mapa de uso e cobertura da terra referente ao ano de 2002. Especialistas definiram as classificações e pesos de cada critério subsidiando o processo da modelagem. Obteve-se que o potencial sub-bacia para poluir o reservatório varia amplamente de um critério para o outro. Se somente o uso da terra for analisado, por exemplo, menos de 50% da área da bacia é classificada como tendo alto potencial de poluição da água do reservatório em questão. Essa área de alto potencial, nesse caso está associada às regiões mais próximas ao reservatório, indicando ser crucial a criação de áreas e preservação em sub-bacias próximas às margens do reservatório. Apesar da subjetividade envolvida no processo de ponderação, a análise multi-critério utilizada nesta pesquisa mostrou ser uma importante ferramenta para simulação de cenários que possam fornecer suporte às políticas de ordenamento e uso adequado da terra em nível de sub-bacia, visando à proteção dos recursos hídricos. <![CDATA[Gonad development and reproduction of the ballyhoo half beak, <em>Hemiramphus brasiliensis</em> from the coastal waters of Rio Grande do Norte, Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200011&lng=en&nrm=iso&tlng=en The gonad development and reproductive aspects of Hemiramphus brasiliensis from the coastal waters of Rio Grande do Norte, Brazil were verified. This paper presents data on the length-weight relationship, sex ratio, length at first sexual maturity, gonad development, reproductive period and fecundity of H. brasiliensis. Females of this species predominated in the sampled population and were larger in size than the males. The length at the first sexual maturation of males was 20.8 cm and that of females was 21.5 cm. The macroscopic characteristics of the gonads indicated four maturation stages. Histological studies of gonads of H. brasiliensis showed six phases of oocyte development and four phases of spermatocyte development. The batch fecundity of this species is 1153 (±258.22) oocytes for 50 g body weight of female. The microscopic characteristics of gonad development indicate that H. brasiliensis is a multiple spawner, with active reproductive period during the months of January to June and October. The reproductive period of this species is independent of the rainy period of the region.<hr/>O desenvolvimento das gônadas e os aspectos reprodutivos de Hemiramphus brasiliensis nas águas costeiras do Rio Grande do Norte, Brasil foram verificados. Este trabalho apresenta dados sobre a relação peso-comprimento, proporção sexual, comprimento de primeira maturação sexual, desenvolvimento gonadal, período reprodutivo e fecundidade de H. brasiliensis. As fêmeas de H. brasiliensis predominam na população amostrada e foram maiores em tamanho do que os machos. O comprimento da primeira maturação sexual dos machos foi de 20,8 cm e das fêmeas foi de 21,5 cm. As características macroscópicas das gônadas indicam quatro estádios de maturação. Estudos histológicos de gônadas de H. brasiliensis mostraram seis fases de desenvolvimento do ovócito e quatro fases de desenvolvimento de espermatócitos. A fecundidade por lote desta espécie foi 1,153 (± 258,22) ovócitos por 50 g de peso corporal da fêmea. As características microscópicas de desenvolvimento das gônadas indicam que H. brasiliensis apresenta desova múltipla, com um período de atividade reprodutiva nos meses de janeiro a junho e outubro. O período reprodutivo de H. brasiliensis é independente das chuvas da região. <![CDATA[Diffusive emission of methane and carbon dioxide from two hydropower reservoirs in Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200012&lng=en&nrm=iso&tlng=en The role of greenhouse gas emissions from freshwater reservoirs and their contribution to increase greenhouse gas concentrations in the atmosphere is currently under discussion in many parts of the world. We studied CO2 and CH4 diffusive fluxes from two large neotropical hydropower reservoirs with different climate conditions. We used floating closed-chambers to estimate diffusive fluxes of these gaseous species. Sampling campaigns showed that the reservoirs studied were sources of greenhouse gases to the atmosphere. In the Serra da Mesa Reservoir, the CH4 emissions ranged from 0.530 to 396.96 mg.m–2.d–1 and CO2 emissions ranged from –1,738.33 to 11,166.61 mg.m–2.d–1 and in Três Marias Reservoir the CH4 fluxes ranged 0.720 to 2,578.03 mg.m–2.d–1 and CO2 emission ranged from -3,037.80 to 11,516.64 to mg.m–2.d–1. There were no statistically significant differences of CH4 fluxes between the reservoirs, but CO2 fluxes from the two reservoirs studied were significantly different. The CO2 emissions measured over the periods studied in Serra da Mesa showed some seasonality with distinctions between the wet and dry transition season. In Três Marias Reservoir the CO2 fluxes showed no seasonal variability. In both reservoirs, CH4 emissions showed a tendency to increase during the study periods but this was not statistically significant. These results contributed to increase knowledge about the magnitude of CO2 and CH4 emission in hydroelectric reservoirs, however due to natural variability of the data future sampling campaigns will be needed to better elucidate the seasonal influences on the fluxes of greenhouse gases.<hr/>Atualmente, em diversas partes do mundo, tem-se discutido muito sobre a contribuição das emissões de gases de efeito estufa oriundas de reservatórios hidrelétricos. Neste trabalho foram medidos fluxos difusivos de CO2 e CH4 em dois grandes reservatórios hidrelétricos neotropicais com diferentes condições climáticas (UHE Serra da Mesa e UHE Três Marias). Utilizamos câmaras flutuantes para estimar os fluxos difusivos de CO2 e CH4. As campanhas de amostragem mostraram que os dois reservatórios estudados apresentaram-se como fontes emissoras de gases por mecanismo de difusão. No reservatório de Serra da Mesa as emissões de CH4 variaram entre 0,530 e 396,96 mg.m–2.d–1 e as emissões de CO2 variaram entre –1.738,33 a 11.166,61 mg.m–2.d–1. No reservatório de Três Marias os fluxos de CH4 variaram entre 0,720 e 2.578,03 mg.m–2.d–1. Já os fluxos de CO2 variaram de -3.037,80 à 11.516,64 mg.m–2.d–1. Não houve diferença estatisticamente significativa dos fluxos de CH4 entre os reservatórios estudados, entretanto os fluxos de CO2 foram significativamente diferentes. As emissões de CO2 medidas ao longo dos períodos estudados em Serra da Mesa mostrou certa sazonalidade, com distinções entre o período de transição seco e úmido. No reservatório de Três Marias os fluxos de CO2 não apresentaram variabilidade sazonal. Em ambos os reservatórios, as emissões de CH4 apresentaram aumento do fluxo ao longo dos períodos de estudo, mas isso não foi estatisticamente significativo. Estes resultados contribuíram para aumentar o conhecimento sobre a variabilidade das emissões difusivas de CO2 e CH4 em reservatórios de usinas hidrelétricas. Entretanto, novas campanhas de amostragem serão necessárias para melhor estudar as influências sazonais sobre os fluxos dos gases de efeito estufa. <![CDATA[Functional leaf traits of understory species: strategies to different disturbance severities]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200013&lng=en&nrm=iso&tlng=en The specific leaf area (SLA) has been related to environmental disturbances, showing a positive correlation between the disturbances intensities and SLA in a plant community. These studies, however, assessed the responses of plant community as a whole, neglecting species attributes, such as the position in the vertical stratum of forests. Considering the importance of SLA to understand forest ecological processes, this study aimed to determine the influence of the disturbance regime on the SLA of understory species, considering that, unlike for communities as a whole, an increase in the disturbance intensity implies a decrease in SLA of understory species. This study was conducted in nine understories of seasonal forests in Brazil. The most abundant species were selected and their SLA were evaluated. The variability of SLA among populations in different forests was analyzed by Student’s t-tests. The SLA of the understories (SLAU) was also compared by an adaptation of the Community-weighted mean index. The comparison of species SLA showed significant differences among the populations of understories under different disturbance regime, showing a decrease in SLA with an increase in the disturbance intensity. Similar results were found for the SLA of understories communities (SLAU), corroborating our hypothesis. The correlation between a reduction in species SLA and in SLA of understory with an increase in disturbance intensity, contradicted the trend observed in the literature for the community as a whole. This study highlights the importance of the evaluation of SLA in understories, as an indicator of the successional stage of communities.<hr/>A área foliar específica (SLA) tem sido relacionada a distúrbios ambientais, apresentando uma correlação positiva entre a intensidade de perturbação e a SLA da comunidade vegetal. Estes estudos, no entanto, avaliaram as respostas da comunidade vegetal como um todo, negligenciando os atributos por espécies, tais como a posição vertical no estrato florestal. Considerando a importância da SLA para entender os processos ecológicos das florestas, este estudo teve como objetivo determinar a influência do regime de perturbação na SLA de espécies de sub-bosque, cuja hipótese é que, ao contrário de comunidades como um todo, um aumento na intensidade de perturbação implica na diminuição da SLA de espécies de sub-bosque. Este estudo foi realizado em nove sub-bosque de florestas estacionais no Brasil. As espécies mais abundantes foram selecionados e suas SLA foram avaliadas. A variabilidade de SLA entre as populações em diferentes florestas foi analisada pelo teste t de Student. O SLA dos sub-bosque (SLAu) também foi comparado por uma adaptação do índice de média ponderada da comunidade. A comparação de SLA das espécies mostraram diferenças significativas entre as populações de sub-bosque sob um regime de distúrbios diferentes, mostrando um decréscimo na SLA com um aumento na intensidade de perturbação. Resultados semelhantes foram encontrados para o SLA dos sub-bosque (SLAu), corroborando nossa hipótese. A correlação entre a redução no SLA espécies e SLA do sub-bosque com um aumento na intensidade de perturbação contradiz a tendência observada na literatura para a comunidade como um todo. Este estudo destaca a importância da avaliação de SLA em sub-bosque, como um indicador do estágio sucessional das comunidades. <![CDATA[Edge effect on post-dispersal artificial seed predation in the southeastern Amazonia, Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200014&lng=en&nrm=iso&tlng=en This paper evaluates the post-dispersal artificial seed predation rates in two areas of the southeastern Amazon forest-savanna boundary, central Brazil. We conducted the survey in a disturbance regime controlled research site to verify if exists an edge effect in these rates and if the disturbance (in this case annual fire and no fire) affects seed predation. We placed 800 peanuts seeds in each area at regular distance intervals from the fragment`s edge. Data were analyzed by a likelihood ratio model selection in generalized linear models (GLM). The complete model (with effects from edge distance and site and its interaction) was significative (F3=4.43; p=0.005). Seeds had a larger predation rates in fragment’s interior in both areas, but in the controlled area (no disturbance) this effect was less linear. This suggests an edge effect for post-dispersal seed predation, and that disturbances might alter these effects. Even if we exclude the site effect (grouping both areas together) there is still a strong edge effect on seed predation rates (F3=32.679; p&gt;0.001). We did not verify predator’s species in this study; however, the presence of several species of ants was extremely common in the seeds. The detection of an edge effect in only a short survey time suggests that there is heterogeneity in predation rates and that this variation might affect plant recruitment in fragmented areas of the Amazon forest. Henceforth, this seed predation should be taken in consideration in reforestation projects, where the main source of plants species is from seed distribution.<hr/>Este artigo avaliou a predação de sementes pós-dispersão em duas áreas da borda entre a Amazônia e o Cerrado, no Brasil central. O experimento foi realizado em uma área de estudos controlados, no qual foi verificada a existência de um efeito de borda na predação de sementes e se a existência de distúrbio (área sujeita a fogo anual e área controle) afeta estes valores. Foram colocadas 800 sementes de amendoim em cada uma das duas áreas em distância regulares da borda do fragmento. Os dados obtidos foram analisados através de seleção de modelos por verossimilhança em modelos lineares generalizados (GLM). O modelo completo (com efeitos da distância da borda e da área amostrada com suas interações) foi significativo (F3=4,43; p=0,005). As sementes apresentaram uma maior taxa de predação no interior do fragmento em relação a sua borda em ambas as áreas, mas na área controle (sem distúrbio), o efeito foi menos linear. Isto sugere que existe um efeito de borda para a predação de sementes, e que distúrbios podem alterar estes efeitos. Mesmo se o efeito das áreas for removido (considerando ambas as áreas em conjunto), o efeito de borda sobre a predação de sementes persiste (F3=32,679; p&gt;0,001). Não foram verificadas diretamente as espécies de predadores neste estudo, no entanto a presença de algumas espécies de formigas nas sementes foi extremamente comum. A detecção deste efeito de borda em um espaço de tempo curto sugere que existe uma heterogeneidade nas taxas de predação e que esta variação pode afetar o recrutamento vegetal em áreas fragmentadas da floresta amazônica. Portanto, este efeito sobre a predação de sementes deve ser levado em consideração em projetos de reflorestamento, nos quais a principal fonte de espécies vegetais seja através da distribuição de sementes. <![CDATA[Diel vertical migration and spatial overlap between fish larvae and zooplankton in two tropical lakes, Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200015&lng=en&nrm=iso&tlng=en The effect of fish larvae on the diel vertical migration of the zooplankton community was investigated in two tropical lakes, Finado Raimundo and Pintado lakes, Mato Grosso do Sul State, Brazil. Nocturnal and diurnal samplings were conducted in the limnetic region of each lake for 10 consecutive months from April 2008 to January 2009. The zooplankton community presented a wide range of responses to the predation pressure exerted by fish larvae in both environments, while fish larvae showed a typical pattern of normal diel vertical migration. Our results also demonstrated that the diel vertical migration is an important behaviour to avoid predation, since it reduces the spatial overlap between prey and potential predator, thus supporting the hypothesis that vertical migration is a defence mechanism against predation.<hr/>O efeito de larvas de peixes sobre a distribuição vertical dia-noite da comunidade zooplanctônica foi investigada em duas lagoas tropicais, lagoa Finado Raimundo e Pintado, Mato Grosso do Sul, Brasil. Foram realizadas amostragens noturnas e diurnas na região limnética de cada lagoa durante um período de 10 meses consecutivos, entre abril de 2008 a janeiro de 2009. A comunidade zooplanctônica apresentou uma variada gama de respostas à pressão de predação exercida pelas larvas de peixes nos dois ambientes, enquanto que as larvas de peixes exibiram um padrão típico de migração vertical diária normal. Os resultados mostraram ainda, que a migração vertical diária é um comportamento importante para evitar a predação, uma vez que diminuiu a sobreposição espacial entre presa e seu predador em potencial, dando suporte a hipótese de que a migração vertical é um mecanismo de defesa contra a predação. <![CDATA[Acetylcholine produces contraction mediated by cyclooxigenase pathway in arterial vessels in the marine fish (<em>Isacia conceptionis</em>)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200016&lng=en&nrm=iso&tlng=en Preliminary studies showed that dorsal artery contraction mediated by acetylcholine (ACh) is blocked with indomethacin in intertidal fish (G. laevifrons). Our objective was to characterize the cholinergic pathway in several artery vessels of the I. conceptionis. Afferent and efferent branchial, dorsal and mesenteric arteries were dissected of 6 juvenile specimens, isometric tension studies were done using doses response curves (DRC) for Ach (10–13 to 10–3 M), and cholinergic pathways were obtained by blocking with atropine or indomethacin. CRC to ACh showed a pattern of high sensitivity only in efferente branchial artery and low sensibility in all vessels. Furthermore, these contractions were blocked in the presence of atropine and indomethacin in all vessels. Our results corroborate previous results observed in intertidal species that contraction induced by acetylcholine is mediated by receptors that activate a cyclooxygenase contraction pathway.<hr/>Estudos preliminares mostraram que a contração da artéria dorsal mediada por acetilcolina (ACh) é bloqueada com indometacina em peixes marinhos (G. laevifrons). Nosso objetivo foi caracterizar a via colinérgica em várias artérias de I. conceptionis. Artérias aferentes e eferentes branquiais, dorsais e mesentéricas foram dissecadas de 6 espécimes juvenis. Os estudos de tensão isométrica foram feitos utilizando-se a curva dose - resposta (CDR) para Ach (10–13 a 10–3M), e identificaram-se as vias colinérgicas, bloqueando com atropina e indometacina. CRC para ACh mostrou um padrão de alta sensibilidade na artéria eferentes branquiais e baixa sensibilidade em todos os vasos sanguineos. Essas contrações foram bloqueadas na presença de atropina e indometacina em todas as artérias avaliadas. Nossos resultados confirmam que a contração induzida por acetilcolina é mediada por receptores muscarínicos que ativam ciclo-oxigenase. <![CDATA[Origin of the subepidermal tissue in <em>Piper</em> L. leaves]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200017&lng=en&nrm=iso&tlng=en Studies on the anatomy of Piper leaves demonstrate the presence of a subepidermal tissue distinct from the adjacent epidermis, which cells show thin walls and hyaline contents. Some authors consider such cells a hypodermal tissue, while others refer to them as components of a multiple epidermis. In this study, the nature of this subepidermal tissue was investigated through the analysis of leaf ontogeny in three Piper species. The analysis showed that the referred tissue originates from the ground meristem and, thus, should be considered a hypodermis. The studied species suggests that the role of the hypodermis would be to protect the photosynthetic apparatus from excess light, regulating the intensity of light reaching the chlorophyll parenchyma.<hr/>Os estudos de anatomia foliar de espécies de Piper revelam a presença de um tecido subepidérmico distinto da epiderme e cujas células apresentam paredes finas e conteúdo hialino. Estas células são referenciadas por alguns autores como um tecido hipodérmico e por outros, como sendo constituintes de uma epiderme múltipla. Nesse estudo verificou-se a natureza deste tecido subepidérmico a partir da análise da ontogênese foliar de três espécies de Piper. A análise revelou que o referido tecido tem origem do meristema fundamental e, portanto, deve ser denominado de hipoderme. Para as espécies avaliadas, sugere-se que a hipoderme teria função de, proteger o aparato fotossintético do excesso de luminosidade, regulando a intensidade luminosa que atinge o parênquima clorofiliano. <![CDATA[Effect of salinity on the metabolism and osmoregulation of selected ontogenetic stages of an amazon population of <em>Macrobrachium amazonicum</em> shrimp (Decapoda, Palaemonidae)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200018&lng=en&nrm=iso&tlng=en Probably as a function of their wide geographical distribution, the different population of Macrobrachium amazonicum shrimp may present distinct physiological, biochemical, reproductive, behavioral, and ecological patterns. These differences are so accentuated that the existence of allopatric speciation has been suggested, although initial studies indicate that the genetic variability of populations happen at an intraspecific level. Among the biological responses described for M. amazonicum populations, those regarding osmoregulation and metabolism play a key role for being related to the occupation of diverse habitats. To this effect, we investigated osmoregulation through the role of free amino acids in cell volume control and metabolism, through oxygen consumption in larvae (zoeae I, II, V and IX) and/or post-larvae of a M. amazonicum population from Amazon, kept in aquaculture fish hatcheries in the state of São Paulo. The results add information regarding the existence of distinct physiological responses among M. amazonicum populations and suggest that possible adjustments to metabolism and to the use of free amino acids as osmolytes of the regulation of the larvae and post-larvae cell volume depend on the appearance of structures responsible for hemolymph osmoregulation like, for example, the gills. In this respect, we verified that zoeae I do not alter their metabolism due to the exposition to fresh or brackish water, but they reduce intracellular concentration of free amino acids when exposed to fresh water, what may suggest the inexistence or inefficient performance of the structures responsible for volume regulation and hemolymph composition. On the other hand, in zoeae II and V exposed to fresh and brackish water, metabolism alterations were not followed by changes in free amino acids concentration. Thus it is possible, as the structures responsible for osmoregulation and ionic regulation become functional, that the role of free amino acids gets diminished and oxygen consumption elevated, probably due to greater energy expenditure with the active transportation of salts through epithelial membranes. Osmotic challenges also seem to alter throughout development, given that in zoeae II oxygen consumption is elevated on brackish water of 18, but in zoeae V it happens in fresh water. After M. amazonicum metamorphosis, free amino acids begin to play an important role as intracellular osmolytes, because we verified an increase of up to 40% in post-larvae exposed to brackish water of 18. The main free amino acids involved in cell volume regulation of ontogenetic stages evaluated were the non essential ones: glutamic acid, glycine, alanine, arginine, and proline. Interestingly, larvae from estuarine population studied here survived until the zoeae V stage in fresh water, but in some populations far from the sea, zoeae die right after eclosion in fresh water or they do not reach zoeae III stage. In addition, given that in favorable conditions caridean shrimp larvae shorten their development, we may infer that the cultivation environment, in which larvae developed in the present work, was appropriate, because almost all zoeae VIII kept on brackish water underwent metamorphosis directly to post-larvae and did not go through zoeae IX stage.<hr/>Provavelmente como função da sua ampla distribuição geográfica, as diferentes populações do camarão Macrobrachium amazonicum podem apresentar distintos padrões fisiológicos, bioquímicos, reprodutivos, comportamentais e ecológicos. Essas diferenças são tão acentuadas que tem sido sugerido a existência de especiação alopátrica embora estudos iniciais indiquem que a variabilidade genética das populações ocorre ao nível intraespecífico. Dentre as respostas biológicas descritas para as populações de M. amazonicum, aquelas relacionadas à osmorregulação e metabolismo têm papel central por estarem relacionadas à ocupação dos diversos habitats. Nesse sentido, investigou-se a osmorregulação, por meio do papel dos aminoácidos livres no controle do volume celular e o metabolismo, por meio do consumo de oxigênio, em larvas (zoeas I, II, V e IX) e/ou pós-larvas de uma população de M. amazonicum oriunda da Amazônia e mantida em viveiros de aquicultura no estado de São Paulo. Os resultados adicionam informações a respeito da existência de respostas fisiológicas distintas entre as populações de M. amazonicum e sugerem que possíveis ajustes no metabolismo e no uso de aminoácidos livres como osmólitos da regulação do volume celular das larvas e pós-larvas dependem do surgimento de estruturas responsáveis pela osmorregulação da hemolinfa como, por exemplo, as brânquias. Nesse sentido, verificou-se que as zoeas I não alteram seu metabolismo em função da exposição à água doce ou salobra, mas reduzem a concentração intracelular de aminoácidos livres quando expostas à água doce, o que pode sugerir a inexistência ou um desempenho ineficiente das estruturas responsáveis pela regulação do volume e composição da hemolinfa. Por outro lado, nas zoeas II e V expostas à água doce ou salobra alterações no metabolismo não foram acompanhadas por mudanças na concentração dos aminoácidos livres. Assim é possível que à medida que estruturas responsáveis pela osmo e ionorregulação tornam-se funcionais, o papel dos aminoácidos livres se torne reduzido e o consumo de oxigênio elevado, provavelmente em função do maior gasto energético com o transporte ativo de sais através das membranas epiteliais. Os desafios osmóticos também parecem se alterar ao longo do desenvolvimento visto que em zoeas II o consumo de oxigênio é elevado em água salobra de 18 mas em zoeas V essa resposta ocorre em água doce. Após a metamorfose de M. amazonicum, os aminoácidos livres passam a ter papel importante como osmólitos intracelulares, pois se verificou um aumento de até 40% nas pós-larvas expostas à água salobra de 18. Os principais aminoácidos livres envolvidos na regulação do volume celular dos estágios ontogenéticos avaliados foram os não essenciais ácido glutâmico, glicina, alanina, arginina e prolina. Interessantemente, as larvas da população estuarina aqui estudada sobrevivem até o estágio de zoea V em água doce mas em algumas populações distantes do mar as zoeas morrem logo após a eclosão em água doce ou não chegam ao estágio de zoea III. Adicionalmente, visto que em condições favoráveis as larvas de camarões carídeos abreviam o seu desenvolvimento pode ser inferido que o meio de cultivo em que as larvas se desenvolveram no presente trabalho foi adequado, pois quase todas as zoeas VIII mantidas em água salobra sofreram diretamente a metamorfose para pós-larvas e não passaram pelo estágio de zoeas IX. <![CDATA[Differences in ichthyofauna feeding habits among lateral lagoons and the river channel in a large reservoir]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200019&lng=en&nrm=iso&tlng=en In this study, we investigated differences in feeding habits of small-sized ichthyofauna among lateral lagoons and the river channel in a large reservoir. The study was performed in four lagoons and in one sampling site of the main channel in Rosana Reservoir, Paranapanema River, Brazil. The samples were taken in September and November of 2004 and in January, March, May, and August of 2005. Fish were sampled with a 7.5 m2 hand net. Five manual throws were made toward aquatic macrophytes stands. The sampling design favored the collection of small-sized fish fauna (juveniles/small-sized species). The stomach contents of 42 species were analyzed. A total of 183 different items were consumed by fish. These items were grouped in 11 food categories, which were used to classify fish into seven trophic guilds. Aquatic insects were consumed by 32 species and were the predominant feeding item. In the river, the most consumed items were aquatic insects, cladocerans, and phytoplankton, whereas in the lagoons aquatic insects, copepods, and cladocerans were the main items. By comparing each trophic guild, the number of insectivores, algivores, and zooplanktivores species was higher in the lagoons than in the river, and the opposite was found only for omnivore fish. Low niche width in all sites indicates high trophic specialization and low niche overlap between pairs of species. Fish assemblage in the lateral lagoons presents feeding habits distinct from those of the river species, indicating that the coexistence and high abundance of small-sized fish in the sampling sites are explained by their high feeding adaptability, which includes a tendency toward dietary specialization, low feeding overlap, and resource partitioning, along with different temporal resource uses.<hr/>O objetivo deste estudo foi avaliar a diferença no hábito alimentar da ictiofauna entre lagoas laterais e o canal do rio num reservatório de grande porte. O estudo foi realizado em quatro lagoas e um ponto no reservatório de Rosana, rio Paranapanema, Brasil. As amostras foram coletadas em setembro e novembro de 2004 e janeiro, março, maio e agosto de 2005. Foram realizados cinco arrastos manuais com uma rede de 7,5m2, junto aos bancos de macrófitas aquáticas. O desenho amostral favoreceu a coleta de peixes juvenis e espécies de pequeno porte. Os conteúdos estomacais de 42 espécies foram analisados. Um total de 183 diferentes itens foi consumido, que foram agrupados em 11 categorias alimentares. Sete guildas tróficas foram estabelecidas. Insetos aquáticos foram consumidos por 32 espécies de peixes, sendo o item alimentar predominante. O padrão alimentar da ictiofauna no rio foi diferente quando comparado as lagoas, como demonstrado na Análise de Correspondência Destendenciada. No rio, os principais itens alimentares foram insetos aquáticos, cladóceros e fitoplâncton, enquanto que nas lagoas os principais itens foram insetos aquáticos, copépodes e cladóceros. Comparando-se cada guilda trófica, o número de espécies de insetívoros, algívoros e zooplanctívoros foi maior nas lagoas do que no rio e o oposto foi encontrado somente para os onívoros. Foram registrados baixos valores de amplitude de nicho, indicando que as espécies apresentam alta especialização trófica, e baixa sobreposição de nicho trófico entre os pares de espécies. Finalmente, este estudo mostra que a coexistência e alta abundância das espécies de peixe de pequeno porte encontrada nas lagoas laterais são explicadas pela adaptabilidade alimentar, o uso temporal dos recursos pelos peixes e pela ampla disponibilidade de alimento existente nas lagoas. <![CDATA[Molecular identification of <em>Trichogramma</em> species from regions in Brazil using the sequencing of the ITS2 region of ribosomal DNA]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200020&lng=en&nrm=iso&tlng=en The objective of this work was the identification and differentiation of Trichogramma exiguum Pinto and Platner species, T. pretiosum Riley, and T. galloi Zucchi using sequences of the ITS2 region of ribosomal DNA. After extracting DNA from the studied species, a PCR reaction was performed, where the amplified samples were subjected to sequencing. The sequences obtained were submitted to a similarity search in GenBank (NCBI - National Center for Biotechnology Information) using the BLAST program, aiming to determine the similarity of these sequences with the species already deposited in the referenced database, and then multiple sequences were aligned using version 2.0 of the ClustalX program. According to the results of the multiple alignments of all sequences obtained, it was possible to observe the differences between the T. pretiosum, T. galloi and T. exiguum species. It was concluded that using the sequences of the ITS2 region of the ribosomal DNA was efficient in the differentiation of the studied Trichogramma species, which suggests a strong inter-specific variation among species.<hr/>O objetivo deste trabalho foi realizar a identificação e diferenciação das espécies Trichogramma exiguum Pinto e Platner, T. pretiosum Riley e T. galloi Zucchi utilizando o sequenciamento da região ITS2 do DNA ribossomal. Após a extração do DNA das espécies estudadas, foi realizada a reação de PCR, onde as amostras amplificadas foram submetidas ao sequenciamento. As sequências obtidas foram submetidas à busca por similaridade no GenBank (NCBI – National Center for Biotechnology Information) por meio do programa BLAST visando-se determinar a similaridade destas com sequências das espécies já depositadas no referido banco de dados e em seguida foi feito o alinhamento múltiplo das sequências com o auxílio do programa CLUSTALX, versão 2.0. De acordo com os resultados do alinhamento múltiplo de todas as sequências obtidas, foi possível verificar as diferenças entre as espécies de T.pretiosum, T. galloi e T. exiguum. Isto permitiu concluir que a utilização do sequenciamento da região ITS2 do DNA ribossomal foi eficiente na diferenciação das espécies de Trichogramma estudadas, o que sugere uma forte variação inter-específica entre as espécies. <![CDATA[Influence of agricultural environment on the plant mite community in forest fragments]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200021&lng=en&nrm=iso&tlng=en The mite community has been surveyed in Seasonal Semideciduous Forest with three types of surrounding agricultural environments to test the hypothesis that abundance and richness of mites in forest fragments are influenced by the type of agricultural environment. The survey has been carried out in six fragments, divided into sets of two fragments, each one neighboring one sort of agricultural environment: sugarcane crop (FS), orange crop (FO) and pasture (FP). In each fragment, ten individuals of Actinostemon communis (Euphorbiaceae) were selected, five at the edge and five within each fragment. Iphiseiodes zuluagai, often registered in orange crops, was more abundant in the fragments neighboring such crop, as well as some species of Tarsonemidae. In this study, the Phytoseiidae were more abundant in the fragments neighboring pasture, while sugarcane crops probably favored occurrence of phytophagous mites in the neighboring fragments. Tetranychidae were less abundant in FO, which can be explained by periodical use of pesticides in the orange crops. Forest fragments are important for colonies of predators in the neighboring crops, mainly for annual crops such as sugarcane, where the close perennial environment is very important for colonization of the crop. Maintenance of those areas, besides favoring preservation of wild species of mite, is very important to increase diversity of the neighboring agricultural ecosystems.<hr/>Foi estudada a comunidade de ácaros em fragmentos de mata estacional semidecidual com três tipos de ambientes agrícolas circunvizinhos para testar a hipótese de que a abundância e a riqueza de ácaros em fragmentos florestais são influenciadas pelo tipo de ambiente agrícola. O estudo foi conduzido em seis fragmentos, divididos em três conjuntos de dois fragmentos, sendo cada conjunto vizinho de um determinado tipo de ambiente agrícola: canavial (FS), laranjal (FO) e pastagem (FP). Em cada fragmento foram selecionados e marcados dez indivíduos de Actinostemon communis (Euphorbiaceae), cinco na borda e cinco no interior do fragmento. Iphiseiodes zuluagai, registrado frequentemente em laranjais, foi mais abundante nos fragmentos vizinhos a essa cultura, bem como algumas espécies de Tarsonemidae. Neste estudo os fitoseídeos foram mais abundantes nos fragmentos vizinhos de áreas de pastagens, enquanto os cultivos de cana-de-açúcar provavelmente favoreceram a ocorrência de fitófagos nos fragmentos adjacentes. Os tetraniquídeos foram menos abundantes em FO, o que pode ser explicado pela aplicação periódica de pesticidas nos laranjais. Fragmentos florestais são importantes para a colonização de predadores nas culturas vizinhas, principalmente em culturas anuais, como a cana-de-açúcar, nas quais o ambiente perene próximo é muito importante para a colonização do cultivo. A conservação dessas áreas, além de favorecer a manutenção de espécies silvestres de ácaros é de grande importância para o aumento da diversidade nos agroecossistemas vizinhos. <![CDATA[Experimental manipulation of leaf litter colonization by aquatic invertebrates in a third order tropical stream]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200022&lng=en&nrm=iso&tlng=en Through a manipulative experiment, the colonization of leaf litter by invertebrates was investigated in two sections of a tropical stream (spatial scale) that differed in function of the canopy cover, one with the presence (closed area) and another without riparian vegetation (open area), during one month of the dry and one of the wet season (temporal scale). The work aimed to verify differences related to four variables: season, canopy cover, leaf type and leaf condition. Litter bags containing arboreal and herbaceous leaves (leaf type variable), non-conditioned and preconditioned (leaf condition variable) were placed at the bottom of the stream in each area (canopy cover variable) and season (dry and wet), and removed after 13-day colonization. The analysis of the remaining litter dry mass per leaf bag emphasizes differences related mainly to seasonality, canopy cover and leaf type, although leaf condition was also important when combined with those three factors. Comparing the abundance of invertebrates per treatment, there was a tendency of high predominance of Chironomidae during the dry season and greater taxa diversity and evenness during the wet season, when the water flow increase could alter the availability of microhabitats for local fauna. Even though canopy cover alone was not a significant source of variation in the abundance of invertebrates, the results showed a tendency of a combined effect of canopy cover with seasonality and leaf condition.<hr/>Através de um experimento de manipulação, a colonização de detritos foliares por invertebrados foi analisada em duas seções de um riacho tropical (escala espacial), que diferem em função da cobertura do dossel , um com a presença (área fechada) e outro sem vegetação ciliar (área aberta), durante um mês da estação seca e um da chuvosa (escala temporal). O trabalho teve como objetivo verificar as diferenças relacionadas a quatro variáveis: estação, cobertura vegetal, tipo e condição da folha. Sacos de náilon contendo folhas de uma planta arbórea e uma herbácea (tipo folha), não- condicionadas e pré-condicionadas (condição da folha) foram colocadas em cada área e estação do ano e removidos após 13 dias de colonização. A análise da massa seca remanescente dos detritos enfatizou diferenças relacionadas principalmente à sazonalidade, cobertura do dossel e tipo folha, embora a condição da folha também tenha sido importante quando combinado com esses três fatores. Comparando a abundância de invertebrados por tratamento, houve uma tendência de predominância de Chironomidae durante a estação seca e maior diversidade e equidade durante a estação chuvosa, quando o aumento do fluxo de água pode alterar a disponibilidade de micro-habitats para a fauna local. Apesar de cobertura do dossel sozinha não ter sido uma importante fonte de variação na abundância de invertebrados, os resultados mostraram uma tendência de um efeito combinado da cobertura do dossel com a sazonalidade e condição folha. <![CDATA[Propolis and swimming in the prevention of atherogenesis and left ventricular hypertrophy in hypercholesterolemic mice]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200023&lng=en&nrm=iso&tlng=en Aims The present study verified the effect of propolis alone and its association with swimming in dyslipidemia, left ventricular hypertrophy and atherogenesis of hypercholesterolemic mice. Methods and Results The experiments were performed in LDLr–/– mice, fed with high fat diet for 75 days, and were divided into four experimental groups (n=10): HL, sedentary, subjected to aquatic stress (5 min per day, 5 times per week); NAT submitted to a swimming protocol (1 hour per day, 5 times per week) from the 16th day of the experiment; PRO, sedentary, submitted to aquatic stress and which received oral propolis extract (70 uL/animal/day) from the 16th day of the experiment; HL+NAT+PRO, submitted to swimming and which received propolis as described above. After 75 days, blood was collected for analysis of serum lipids. The ratio between the ventricular weight (mg) and the animal weight (g) was calculated. Histological sections of the heart and aorta were processed immunohistochemically with anti-CD40L antibodies to evaluate the inflammatory process; stained with hematoxylin/eosin and picrosirius red to assess morphological and morphometric alterations. The HL animals showed severe dyslipidemia, atherogenesis and left ventricular hypertrophy, associated with a decrease in serum HDLc levels and subsequent development of cardiovascular inflammatory process, characterized by increased expression of CD40L in the left ventricle and aorta. Swimming and propolis alone and\or associated prevented the LVH, atherogenesis and arterial and ventricular inflammation, decreasing the CD40L expression and increasing the HDLc plasmatic levels. Conclusion Propolis alone or associated with a regular physical activity is beneficial in cardiovascular protection through anti-inflammatory action. <hr/> Objetivos O presente estudo verificou o efeito do própolis associação ou não com a natação na dislipidemia, na hipertrofia ventricular esquerda e aterogênese de camundongos hipercolesterolêmicos. Métodos e Resultados Os experimentos foram realizados em camundongos LDLr–/–, alimentados com dieta hiperlipídica por 75 dias, e divididos em quatro grupos experimentais (n = 10): HL, sedentários, foram submetidos ao estresse aquático (5 min por dia, cinco vezes por semana); NAT foram submetidos a um protocolo de natação (1 hora por dia, cinco vezes por semana) a partir do 16° dia do experimento; PRO, sedentários, submetidos a estresse aquático e que receberam extrato de própolis oral (70 uL / animal / dia) a partir do 16° dia do experimento; HL + NAC + PRO, submetidos a natação e que recebeu a própolis, como descrito acima. Após 75 dias, foi coletado sangue para análise do perfil lipídico. Calculou-se a relação entre o peso ventricular (mg) e o peso do animal (g). Os cortes histológicos do coração e aorta foram processados imunohistoquímicamente com anticorpos anti-CD40L para avaliar o processo inflamatório, corados com hematoxilina / eosina e picrossírius red, para avaliar as alterações morfológicas e morfométricas. Os camundongos HL apresentaram dislipidemia grave, aterogênese e hipertrofia do ventrículo esquerdo, associada a uma diminuição dos níveis plasmáticos de HDLc e o desenvolvimento subsequente do processo inflamatório cardiovasculares, caracterizada pelo aumento da expressão do CD40L no ventrículo esquerdo e na aorta. Natação e a própolis isolado e \ ou associados preveniram a HVE, a aterogênese e a inflamação tanto na artéria quanto no ventrículo, diminuindo a expressão de CD40L, aumentando os níveis plasmáticos de HDLc. Conclusão A Própolis isolada ou associada a uma atividade física regular é benéfica na proteção cardiovascular através da ação anti-inflamatória. <![CDATA[Feeding habits of the congeneric species <em>Stellifer rastrifer</em> and <em>Stellifer brasiliensis</em> (Acanthopterygii: Sciaenidae) co-occurring in the coast of the state of Santa Catarina, Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200024&lng=en&nrm=iso&tlng=en The objective of the present study was to investigate the feeding habits allowing the occurrence of the congeneric species Stellifer rastrifer and Stellifer brasiensis, collected on a seasonal basis, in the operating area of the artisanal seabob-shrimp trawl fishery in Porto Belo, an important fishing area on the southern Brazilian coast. Fish were collected seasonally from November 2009 to August 2010, in isobaths of 10, 20 and 30m. Of the 450 stomachs analyzed, 194 belongd to Stellifer rastrifer and 242 to Stellifer brasiliensis. From the totality of analyzed stomachs 33.49% were empty and 66.52% had some content. Crustacea were the predominant food category in the diet of S. rastrifer and S. brasiliensis, and the shrimp Acetes americanus was the most frequent crustacean in stomachs of both studied species. The overlapping in the diet of the species was high, however when analyzing the overlap in each season it was found that it occurred only during spring and winter. Although the most important items in the diet of these species are the same, the intake of each alternates in time, suggesting a difference in predation pressure, which leads to less direct competition in a given time.<hr/>O objetivo do presente estudo foi investigar os hábitos alimentares que possibilitam a ocorrência das espécies congêneres Stellifer rastrifer e Stellifer brasiensis, coletados sazonalmente, na área operacional da pesca artesanal do camarão sete-barbas, em Porto Belo, uma área de pesca importante na costa sul do Brasil. Os peixes foram coletados sazonalmente de novembro de 2009 a agosto de 2010, em isóbatas de 10, 20 e 30m. Dos 450 estômagos analisadas, 194 eram de S. rastrifer e 242 de S. brasiliensis. Da totalidade dos estômagos analisados 33,49% estavam vazios enquanto 66,52% tinham algum conteúdo. Crustacea foi a categoria de alimento predominante na dieta, e o camarão Acetes americanus foi o crustáceo mais freqüente nos estômagos de ambas as espécies. A sobreposição na dieta foi alta, porém a cada estação do ano, verificou-se que a sobreposição ocorreu apenas durante a primavera e o inverno. Embora os itens mais importantes na dieta destas espécies sejam os mesmos, o consumo de cada um é alternado no tempo, o que sugere uma diferença na pressão de predação, levando a uma menor competição direta em um determinado momento. <![CDATA[<em>Alcanivorax dieselolei</em>, an alkane-degrading bacterium associated with the mucus of the zoanthid <em>Palythoa caribaeorum</em> (Cnidaria, Anthozoa)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200025&lng=en&nrm=iso&tlng=en Analyses of 16S rDNA genes were used to identify the microbiota isolated from the mucus of the zoanthid Palythoa caribaeorum at Porto de Galinhas on the coast of Pernambuco State, Brazil. This study is important as the first report of this association, because of the potential biotechnological applications of the bacterium Alcanivorax dieselolei, and as evidence for the presence of a hydrocarbon degrading bacterium in a reef ecosystem such as Porto de Galinhas.<hr/>Análises dos genes 16S rDNA foram empregadas para identificar a microbiota isolada do muco do zoantídeo Palythoa caribaeorum de Porto de Galinhas, litoral do estado de Pernambuco, Brasil. Este estudo é importante pelo ineditismo dessa associação, pelas relevantes aplicações biotecnológicas da bactéria Alcanivorax dieselolei e pela indicação da presença de uma bactéria degradadora de hidrocarbonetos em um ecossistema recifal como o de Porto de Galinhas. <![CDATA[Ontogenetic allometry in the foot size of <em>Oligoryzomys flavescens</em> (Waterhouse, 1837) (Rodentia, Sigmodontinae)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200026&lng=en&nrm=iso&tlng=en Ontogenetic allometry is the study of how the size or shape of certain structures changes over the course of an animal’s development. In this study, using Huxley's formula of allometric growth (1932), we assessed the changes in the rate of growth of the feet size of the sigmodontine rodent Oligoryzomys flavescens during its ontogeny and compared differences between males and females. We find evidence of a change of polarity during the ontogenetic development of the species, with the presence of positive allometry during pregnancy and negative allometry in adulthood. Moreover, we note the presence of sexual dimorphism in the size of the feet, in which males of the species have a higher rate of growth than females. This growth pattern is positively related to escape from predators in childhood in both sexes and, in adulthood, provides a higher encounter rate of females by males, due to the larger displacement of the latter. We suggest that both the forces of natural selection and sexual selection have acted to shape the evolution of foot size in this species.<hr/>A alometria ontogenética estuda como o tamanho ou forma de determinada estrutura muda ao longo do desenvolvimento. Neste estudo, através da fórmula do crescimento alométrico de Huxley (1932), acessamos as variações na taxa de crescimento do tamanho dos pés do roedor sigmodontineo Oligoryzomys flavescens, ao longo de sua ontogenia e entre machos e fêmeas. Nós encontramos evidência de uma mudança de polaridade ontogenética ao longo do desenvolvimento da espécie, com presença de alometria positiva na fase gestacional, e alometria negativa na fase adulta. Além disso, constatamos a presença de dimorfismo sexual no tamanho dos pés, onde machos da espécie apresentam uma maior taxa de crescimento nesta característica em comparação com as fêmeas. Esse padrão de crescimento deve estar positivamente relacionado com a fuga de predadores na infância em ambos os sexos, e na vida adulta propicia uma maior taxa de encontro de fêmeas pelos machos, devido ao maior deslocamento destes últimos. Sugerimos que tanto as forças da seleção natural quanto da seleção sexual tem atuado para moldar a evolução do tamanho dos pés nesta espécie. <![CDATA[Dexamethasone action on caudal fin regeneration of carp <em>Cyprinus carpio</em> (Linnaeus, 1758)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200027&lng=en&nrm=iso&tlng=en Studies have demonstrated that the prolonged use of corticoids can delay the healing process, affecting re-epithelialization, neovascularization and collagen synthesis. As the fins of teleost fish contain a large amount of collagen, the aim of the present study was to investigate the effect of dexamethasone (anti-inflammatory and glucocorticoid steroid widely used in the treatment of rheumatic diseases) during the regeneration process in the caudal fin of specimens of carp (Cyprinus carpio). For such, two glass aquaria were used – one for a group of fish treated with dexamethasone (Henrifarma) in a 20 mg/L concentration and the other for the control group. The caudal fins were amputated transversally and fish remained in their respective aquaria until regeneration occurred. Samples of regenerating fins were collected on days 1, 2, 4, 6, 8 and 10 after amputation. The fins in the control group regenerated normally and grew within the expected in time course. The fins in the group treated with dexamethasone were significantly smaller in comparison to the control group at every evaluation time. Thus, it was possible to verify that, at this concentration of dexamethasone, the regeneration of the caudal fins was delayed, but not completely inhibited. The results show that the caudal fin is a good model for histological studies on regeneration and the action of drug toxicity, but it’s also of great importance the interaction with further studies for a better knowledge and understanding of all the changes in all the phases.<hr/>Estudos mostram que corticóides usados por longos períodos podem atrasar o processo de cicatrização, influenciando na reepitelização, na neovascularização e na síntese do colágeno. Os constituintes das nadadeiras dos peixes teleósteos contêm grande quantidade de colágeno e assim o objetivo do presente trabalho foi estudar o efeito da dexametasona (um antiinflamatório e glicocorticóide esteróide bastante utilizado no tratamento de doenças reumáticas) durante o processo regenerativo das nadadeiras caudais das carpas (Cyprinus carpio). Para isso, foram montados dois aquários de vidro, um para o grupo controle e outro para o grupo tratado com a dexametasona (Henrifarma) na concentração de 20mg/L. Os peixes distribuídos nesses aquários tiveram suas nadadeiras caudais amputadas transversalmente e permaneceram nos respectivos aquários para que ocorresse a regeneração. Foram feitas coletas das nadadeiras em regeneração em intervalos de 1, 2, 4, 6, 8 e 10 dias após a amputação. Foi observado que nos peixes do grupo controle, as nadadeiras regeneraram normalmente e cresceram o esperado em cada intervalo de tempo. No entanto, foi verificado que nos peixes do grupo tratado com dexametasona, em cada intervalo analisado, as nadadeiras regeneradas dos peixes expostos à droga eram menores que a medida das nadadeiras dos peixes do grupo controle. Assim, foi possível verificar que, nessa concentração de dexametasona, a regeneração das nadadeiras caudais foi mais lenta, mas não ocorreu a total inibição da regeneração. Dessa forma, os resultados comprovam que a nadadeira caudal é um bom modelo para estudos histológicos sobre a regeneração e a ação da toxicidade de drogas, mas, também, é de grande importância a interação com estudos mais aprofundados para se conhecer e compreender melhor todas as alterações em todas as fases. <![CDATA[First records of <em>Charadrius semipalmatus</em>, Bonaparte 1825 (Charadriidae) and <em>Gelochelidon nilotica</em> Gmelin 1789 (Sternidae) in the State of Minas Gerais, Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200028&lng=en&nrm=iso&tlng=en Around forty bird species habitually reproduce in the Northern Hemisphere during summer, and migrate to the Southern Hemisphere during northern winter. These migrating birds fly together in large or small groups until they have reached the Caribbean, Central American, or Brazilian shores. Charadrius semipalmatus, Bonaparte 1825, is one of these migrating species that uses resting and feeding areas along eastern and western coasts of North and South America, with several records for the Brazilian coast, and very few for the inland country. On November 24, 2011, an individual of this species was observed on the banks of one of the lakes that compose a complex of about 40 temporary lakes within the Karst of Lagoa Santa Environmental Protection Area. On October 29 and 30, 2012 a single individual of Gelochelidon nilotica, Gmelin 1789, was also observed in Sumidouro State Park. We suggest that these specimens have used the Atlantic Ocean migration route, following the São Francisco River Basin, until the karst area. Although highly impacted, the temporary lakes within the Karst of Lagoa Santa still harbor a significant number of bird species, and serve as resting and feeding places for migratory or errant species that are still eliciting new records.<hr/>Cerca de 40 espécies de aves se reproduzem no hemisfério Norte durante o verão e migram durante o inverno, desse hemisfério, para o hemisfério Sul. Essas aves migratórias se reúnem em grandes ou pequenos bandos até atingir o Caribe, América Central e região costeira do Brasil. Charadrius semipalmatus, Bonaparte 1825, é uma das migratórias que usa áreas de repouso e alimentação ao longo das costas leste e oeste das Américas do Norte e do Sul, tendo vários registros no litoral brasileiro e muito poucos no interior do país. No dia 24 de novembro de 2011, um indivíduo da espécie foi observado nas margens de uma das lagoas que compõem um complexo de cerca de 40 lagoas temporárias da Área de Proteção Ambiental (APA) Carste de Lagoa Santa. Nos dias 29 e 30 de outubro de 2012 um indivíduo de Gelochelidon nilotica, Gmelin 1789, foi observado na lagoa do Sumidouro, no Parque Estadual do Sumidouro. Sugerimos que os indivíduos utilizaram a rota do Oceano Atlântico para a migração, seguindo a bacia do rio São Francisco até atingir a área da APA Carste de Lagoa Santa. Apesar de altamente impactadas, as lagoas temporárias da APA Carste de Lagoa Santa ainda abrigam expressiva riqueza em espécies e servem como local de repouso e alimentação para espécies migratórias ou errantes ocasionais que continuam sendo registradas. <![CDATA[Two new species of Dryinidae (Hymenoptera: Chrysidoidea) from areas of Atlantic Rainforest at São Paulo State, Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200029&lng=en&nrm=iso&tlng=en Two new species of Dryinidae are described and illustrated Dryinus auratus Martins, Lara, Perioto &amp; Olmi sp. nov. and Gonatopus mariae Martins, Lara, Perioto &amp; Olmi sp. nov., both from areas of Atlantic Rainforest at São Paulo State, Brazil. Keys to species are provided. <hr/>Duas novas espécies de Dryinidae (Hymenoptera: Chrysidoidea) de áreas de Mata Atlântica do Estado de São Paulo, Brasil. Duas novas espécies de Dryinidae (Hymenoptera: Chrysidoidea) são descritas e ilustradas: Dryinus auratus Martins, Lara, Perioto &amp; Olmi sp. nov. e Gonatopus mariae Martins, Lara, Perioto &amp; Olmi sp. nov., ambas provenientes de áreas de Mata Atlântica do Estado de São Paulo, Brasil. São fornecidas chaves para as espécies. <![CDATA[Planktonic production and respiration in a subtropical lake dominated by Cyanobacteria]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200030&lng=en&nrm=iso&tlng=en Planktonic primary production and respiration rates were estimated in a subtropical coastal lake dominated by Cyanobacteria in order to investigate the temporal and vertical variation in this lake and to evaluate its relationships with limnological variables and phytoplankton. Light and dark bottles were incubated at four different depths in the central part of the lake and were performed bimonthly from June/2009 to December/2010. No significant difference was evident among depths in relation to phytoplankton, limnological variables and metabolic rates. However, the highest production rates were recorded at the surface, and decreased towards the bottom, coupled with phytoplanktonic photosynthetic capacity. Wind induced mixing in Peri Lake played an important role in nutrient and phytoplankton redistribution, characterizing this lake as polymictic. According to density and biovolume, the phytoplankton community was dominated by filamentous Cyanobacteria, especially Cylindrospermopsis raciborskii (Woloszynska) Seenayya and Subba-Raju. This study has shown that both water temperature and nutrient availability drive phytoplankton growth and consequently the temporal variation in metabolic rates, where respiration is higher than primary production.<hr/>As taxas de produção primária e respiração planctônicas foram estimadas em um lago costeiro subtropical dominado por cianobactérias, com o objetivo de investigar a variação temporal e vertical nesta lagoa e avaliar suas relações com as variáveis limnológicas e os grupos fitoplanctônicos. Garrafas claras e escuras foram incubadas em quatro diferentes profundidades na parte central da lagoa e foram realizadas bimensalmente de junho/2009 a dezembro/2010. Nenhuma diferença significativa foi encontrada entre as profundidades amostradas, em relação ao fitoplâncton, variáveis limnológicas e taxas metabólicas. No entanto, as maiores taxas de produção foram registradas na superfície, diminuindo com o aumento da profundidade, juntamente com a capacidade fotossintética do fitoplâncton. A ação do vento na lagoa do Peri promoveu a homogeneidade de nutrientes e do fitoplâncton na coluna d’água, caracterizando-o como polimítico. De acordo com a densidade e biovolume, a comunidade fitoplanctônica foi dominada por cianobactérias filamentosas, especialmente Cylindrospermopsis raciborskii (Woloszynska) Seenayya and Subba-Raju. Este estudo demonstrou que a temperatura da água combinada com a disponibilidade de nutrientes influencia a comunidade fitoplanctônica, determinando a variação temporal das taxas metabólicas, onde a respiração é maior que a produção primária. <![CDATA[Antioxidant and genotoxic properties of <em>Maytenus dasyclada</em>: a comparative study in relation to <em>Maytenus</em> reference species]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200031&lng=en&nrm=iso&tlng=en In these work the in vitro antioxidant activity and the in vivo genotoxicity of M. dasyclada was compared to the reference species M. aquifolium and M. ilicifolia. M. dasyclada showed in vitro antioxidant activity comparable to M. aquifolium but lower than M. ilicifolia, being that a inverse Pearson correlation between DPPH IC50 values and total phenolic content was detected (–0.932). The carbonyl content of M. dasyclada and M. aquifolium extracts promoted a similar increase in protein oxidation in vivo, while M. ilicifolia no altered the carbonyl levels. The comet assay demonstrated that the three analyzed species promoted a low and similar level of genotoxicity; which is compatible with DNA damage induced by other medicinal plants and is partially recovered by a co-treatment with vitamin C. The data showed M. dasyclada as antioxidant activity in vitro, and that its genotoxic and pro-oxidant effects in vivo are comparable to the Maytenus reference species.<hr/>No presente trabalho a atividade antioxidante in vitro e a genotoxicidade in vivo de M. dasyclada foi comparada com as espécies de referência M.aquifolium e M. ilicifolia. M. dasyclada mostrou atividade antioxidante in vitro comparável a de M. aquifolium mas inferior a M. ilicifolia, sendo que foi detectada uma correlação de Pearson inversa entre os valores de IC50 por DPPH e o conteúdo fenólico total (–0,932). Em relação ao teor de carbonila, os extratos de M. dasyclada e M. aquifolium promoveram um aumento semelhante na oxidação das proteínas in vivo, ao passo que Maytenus ilicifolia não alterou os níveis de carbonila. O ensaio do cometa demonstrou que as três espécies analisadas promoveram um nível baixo e semelhante de genotoxicidade, o que é compatível com os danos no DNA induzidos por outras plantas medicinais e é parcialmente recuperada por um co-tratamento com a vitamina C. Os dados mostraram M. dasyclada com atividade antioxidante in vitro, e que os seus efeitos genotóxicos e pró-oxidantes in vivo são comparáveis às espécies de referência de Maytenus. <![CDATA[Lead tolerance and accumulation in initial sporophytes of <em>Regnellidium diphyllum</em> Lindm. (Marsileaceae)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200032&lng=en&nrm=iso&tlng=en Regnellidium diphyllum Lindm. is a heterosporous fern which grows in shallow waters and wetlands, and water pollution contributes to its vulnerability. Environmental lead contamination is mostly caused by industrial and agricultural residues as well as domestic sewage. Given its persistence in the environment, lead can cause important toxicity in living organisms. Megaspore germination and the initial growth of R. diphyllum sporophytes were assessed in Meyer's solution with lead nitrate (Pb(NO3)2) concentrations of 0 (control), 1, 5, 10 and 50 mg L–1. The study was conducted in a growth chamber at 25±1°C and a 12 hour photoperiod with a nominal irradiance of 100 μmol m–2 s–1, for 28 days. Lead concentration in sporophytes was assessed using atomic absorption spectrometry. In the absence of lead, 74% of spores germinated, while significantly lower germination percentages were observed in Pb(NO3)2 concentrations of 1, 10 and 50 mg L–1. The presence of lead did not significantly influence root growth. At 28 days, primary leaf development was significantly lower in Pb(NO3)2 concentrations of 5 mg L–1 and higher in relation to the control. The length of secondary leaves did not significantly differ between sporophytes exposed to different concentrations of lead and those of the control at 28 days. Sporophytes exposed to 10 and 50 mg L–1 Pb(NO3)2 accumulated 1129 mg kg–1 and 5145 mg kg–1 of Pb, respectively. The presence of high levels of lead in R. diphyllum sporophytes did not prevent initial development. Future studies should investigate the ability of the species to accumulate and tolerate high levels of lead in advanced stages of its development and in environmental conditions.<hr/>Regnellidium diphyllum Lindm. é uma samambaia heterosporada que se desenvolve em águas rasas ou em solos úmidos, sendo que a poluição da água contribui para sua vulnerabilidade. A contaminação ambiental por chumbo ocorre principalmente por resíduos industriais e agrícolas, bem como por efluentes domésticos. Devido à sua persistência no ambiente, esse metal pode apresentar importante toxicidade aos organismos vivos. A germinação de megásporos e o desenvolvimento inicial de esporófitos de R. diphyllum foram avaliados em solução de Meyer com concentrações de 0 (controle), 1, 5, 10 e 50 mg L–1 de nitrato de chumbo (Pb(NO3)2). O estudo foi conduzido em câmara de germinação a 25±1 °C e fotoperíodo de 12 horas sob irradiância nominal de 100 μmol m–2 s–1, por 28 dias. A concentração de chumbo em esporófitos foi analisada por espectrometria de absorção atômica. Na ausência de chumbo, 74% dos esporos germinaram, enquanto que porcentagens de germinação significantemente menores foram observadas nas concentrações de 1, 10 e 50 mg L–1 de Pb(NO3)2. A presença de chumbo não influenciou significativamente o crescimento das raízes. O desenvolvimento das folhas primárias foi significativamente menor em relação ao controle a partir de 5 mg L–1 de Pb(NO3)2 aos 28 dias. O comprimento das folhas secundárias não diferiu significativamente entre esporófitos expostos às diferentes concentrações de chumbo e aqueles do controle, aos 28 dias. Esporófitos expostos a 10 e 50 mg L–1 de Pb(NO3)2 acumularam 1129 mg kg–1 e 5145 mg kg–1 de Pb, respectivamente. A presença de altas concentrações de chumbo nos esporófitos de R. diphyllum não impediu seu desenvolvimento inicial. Estudos futuros deverão investigar a capacidade de a espécie acumular e tolerar altas concentrações de chumbo em estádios avançados de desenvolvimento e também em condições ambientais. <![CDATA[Conservation status of an endangered annual fish <em>Hypsolebias antenori</em> (Rivulidae) from Northeastern Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200033&lng=en&nrm=iso&tlng=en This work presents information regarding the biology and state of conservation of an endangered annual fish Hypsolebias antenori. Fish were captured from small seasonal pools located in Northeastern Brazil. The total body length, body mass, sex ratio, first sexual maturity were investigated. The sampled population showed sexual dimorphism. There was a predominance of females (60%) over males (40%) with a sex ratio of 1: 1.4 and males were bigger and heavier than the females. Amplitude of total length of males ranged from 2.6 to 7.1cm (4.1±1.15) and that of females from 2.2 to 5.4cm (3.6±0.9). Amplitude of body mass of males varied from 0.25 to 7g (1.3g±1.4) and that of females from 0.12 to 2.1g (0.7g±0.5). The total weight-length equation of males was Wt=0.0108Lt3.172 with r = 0.9826 and of females was Wt=0.0122Lt3.0114 with r = 0.9608. Females attained first sexual maturity at 3.2 cm (±0.25) total length and males at 3.3 cm (±0.08) total length. All temporary pools surveyed in Northeastern Brazil were in a high degree of degradation, suffering due to anthropogenic action. Reduced rainfall resulting from global climate change prevents the filling up of these pools, thus preventing the completion of the reproductive cycle of annual fishes. One factor hindering development of conservation strategies is limited literature on biology and conservation status of annual fishes. There is a need for conservation measures to protect annual fish populations, especially creation of protected areas in the Brazilian semiarid region.<hr/>Este trabalho apresenta informações sobre a biologia e estado de conservação de Hypsolebias antenori, um peixe anual ameaçado. Os peixes foram capturados em pequenas poças temporárias localizadas no Nordeste do Brasil. O comprimento total, peso total, proporção sexual e a primeira maturação sexual foram investigados. A espécie em estudo apresentou dimorfismo sexual bem evidente. Houve um predomínio de fêmeas (60%) sobre os machos (40%), com uma razão sexual de 1M: 1,4F. Os machos foram significativamente maiores e mais pesados do que as fêmeas. A amplitude do comprimento total dos machos variou de 2,6 a 7,1 centímetros (4,1 ± 1,15) e as fêmeas de 2,2 a 5,4 centímetros (3,6 ± 0,9). A amplitude de peso dos machos variou de 0,25 a 7 g (1,4 ± 1,3 g), enquanto que as fêmeas de 0,12 a 2,1 g (0,5 ± 0,7 g). A equação da relação peso total/comprimento dos machos foi Wt = 0.0108Lt3.172 com r = 0,9826 e para fêmeas foi Wt = 0.0122Lt3.0114 com r = 0,9608. As fêmeas alcançaram a primeira maturação sexual com 3,2 cm ( ± 0,25) de comprimento total e os machos com 3,3 centímetros ( ± 0,08 ) de comprimento total. Todas as poças temporárias amostradas neste trabalho estavam em um alto grau de degradação, principalmente devido à ação antrópica. Observamos que diminuição das chuvas e a desertificação decorrente das mudanças climáticas globais que também são alarmantes e poderão impedir a conclusão do ciclo reprodutivo dos peixes anuais. As informações sobre a biologia e o estado de conservação dos peixes anuais ainda são limitadas, portanto há uma grande necessidade estudos e de medidas de conservação para proteger as populações de peixes anuais, entre elas especialmente a criação de áreas proteção nos ambientes aquáticos efêmeros do semiárido brasileiro. <![CDATA[Acute inflammation and hematological response in Nile tilapia fed supplemented diet with natural extracts of propolis and <em>Aloe barbadensis</em>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200034&lng=en&nrm=iso&tlng=en This study evaluated the acute inflammatory response induced by carrageenin in the swim bladder of Nile tilapia supplemented with the mixture of natural extracts of propolis and Aloe barbadensis (1:1) at a concentration of 0.5%, 1% and 2% in diet during 15 days. Thirty-six fish were distributed into four treatments with three replicates: fish supplemented with 0.5% of admix of extracts of propolis and Aloe (1:1) injected with 500 µg carrageenin; fish supplemented with 1% of admix of extracts of propolis and Aloe (1:1) injected with 500 µg carrageenin; fish supplemented with 2% of admix of extracts of propolis and Aloe (1:1), injected with 500 µg carrageenin and unsupplemented fish injected with 500 µg carrageenin. Six hours after injection, samples of blood and exudate from the swim bladder of fish were collected. It was observed an increase in the leukocyte count in the swim bladder exudate of fish supplemented with extracts of propolis and Aloe injected with carrageenin. The most frequent cells were macrophages followed by granular leukocytes, thrombocytes and lymphocytes. Supplementation with propolis and Aloe to 0.5% caused a significant increase in the number of cells on the inflammatory focus mainly macrophages, cells responsible for the phagocytic activity in tissues, agent of innate fish immune response.<hr/>Este estudo avaliou a resposta inflamatória aguda induzida por carragenina na bexiga natatóriade tilápia do Nilo suplementada com a mistura dos extratos naturais de própolis e Aloe barbadensis (1:1), nas concentrações de 0,5%, 1% e 2% na dieta durante o período de 15 dias. Trinta e seis peixes foram distribuídos em quatro tratamentos com três repetições: peixes suplementados com 0,5% da mistura dos extratos de própolis e Aloe (1:1) injetados na bexiga natatória com 500 µg de carragenina; peixes suplementados com 1% da mistura dos extratos de própolis e Aloe (1:1) injetados na bexiga natatória com 500 µg de carragenina; peixes suplementados com 2% da mistura dos extratos de própolis e Aloe (1:1) injetados na bexiga natatória com 500 µg de carragenina e peixes não suplementados injetados na bexiga natatória com 500 µg de carragenina. Seis horas após as injeções foram coletadas amostras de sangue e exsudato da bexiga natatória dos peixes. Foi observado aumento na contagem de leucócitos no exsudato da bexiga natatória de peixes suplementados com os extratos de própolis e Aloe injetados com carragenina. As células mais frequentes foram os macrófagos seguidos pelos leucócitos granulares, trombócitos e linfócitos. A suplementação com própolis e Aloe a 0,5% provocou aumento significativo no número de células no foco inflamatório, principalmente dos macrófagos, células responsáveis pela atividade fagocitária nos tecidos, agente da resposta imune inata nos peixes. <![CDATA[First record of <em>Sebekia oxycephala</em> (Pentastomida: Sebekidae) infecting <em>Helicops infrataeniatus</em> (Reptilia: Colubridae), São Paulo State, Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200035&lng=en&nrm=iso&tlng=en This study evaluated the acute inflammatory response induced by carrageenin in the swim bladder of Nile tilapia supplemented with the mixture of natural extracts of propolis and Aloe barbadensis (1:1) at a concentration of 0.5%, 1% and 2% in diet during 15 days. Thirty-six fish were distributed into four treatments with three replicates: fish supplemented with 0.5% of admix of extracts of propolis and Aloe (1:1) injected with 500 µg carrageenin; fish supplemented with 1% of admix of extracts of propolis and Aloe (1:1) injected with 500 µg carrageenin; fish supplemented with 2% of admix of extracts of propolis and Aloe (1:1), injected with 500 µg carrageenin and unsupplemented fish injected with 500 µg carrageenin. Six hours after injection, samples of blood and exudate from the swim bladder of fish were collected. It was observed an increase in the leukocyte count in the swim bladder exudate of fish supplemented with extracts of propolis and Aloe injected with carrageenin. The most frequent cells were macrophages followed by granular leukocytes, thrombocytes and lymphocytes. Supplementation with propolis and Aloe to 0.5% caused a significant increase in the number of cells on the inflammatory focus mainly macrophages, cells responsible for the phagocytic activity in tissues, agent of innate fish immune response.<hr/>Este estudo avaliou a resposta inflamatória aguda induzida por carragenina na bexiga natatóriade tilápia do Nilo suplementada com a mistura dos extratos naturais de própolis e Aloe barbadensis (1:1), nas concentrações de 0,5%, 1% e 2% na dieta durante o período de 15 dias. Trinta e seis peixes foram distribuídos em quatro tratamentos com três repetições: peixes suplementados com 0,5% da mistura dos extratos de própolis e Aloe (1:1) injetados na bexiga natatória com 500 µg de carragenina; peixes suplementados com 1% da mistura dos extratos de própolis e Aloe (1:1) injetados na bexiga natatória com 500 µg de carragenina; peixes suplementados com 2% da mistura dos extratos de própolis e Aloe (1:1) injetados na bexiga natatória com 500 µg de carragenina e peixes não suplementados injetados na bexiga natatória com 500 µg de carragenina. Seis horas após as injeções foram coletadas amostras de sangue e exsudato da bexiga natatória dos peixes. Foi observado aumento na contagem de leucócitos no exsudato da bexiga natatória de peixes suplementados com os extratos de própolis e Aloe injetados com carragenina. As células mais frequentes foram os macrófagos seguidos pelos leucócitos granulares, trombócitos e linfócitos. A suplementação com própolis e Aloe a 0,5% provocou aumento significativo no número de células no foco inflamatório, principalmente dos macrófagos, células responsáveis pela atividade fagocitária nos tecidos, agente da resposta imune inata nos peixes. <![CDATA[First report of citrus blackfly (Hemiptera: Aleyrodidae) in the state of Piauí, Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200036&lng=en&nrm=iso&tlng=en This study evaluated the acute inflammatory response induced by carrageenin in the swim bladder of Nile tilapia supplemented with the mixture of natural extracts of propolis and Aloe barbadensis (1:1) at a concentration of 0.5%, 1% and 2% in diet during 15 days. Thirty-six fish were distributed into four treatments with three replicates: fish supplemented with 0.5% of admix of extracts of propolis and Aloe (1:1) injected with 500 µg carrageenin; fish supplemented with 1% of admix of extracts of propolis and Aloe (1:1) injected with 500 µg carrageenin; fish supplemented with 2% of admix of extracts of propolis and Aloe (1:1), injected with 500 µg carrageenin and unsupplemented fish injected with 500 µg carrageenin. Six hours after injection, samples of blood and exudate from the swim bladder of fish were collected. It was observed an increase in the leukocyte count in the swim bladder exudate of fish supplemented with extracts of propolis and Aloe injected with carrageenin. The most frequent cells were macrophages followed by granular leukocytes, thrombocytes and lymphocytes. Supplementation with propolis and Aloe to 0.5% caused a significant increase in the number of cells on the inflammatory focus mainly macrophages, cells responsible for the phagocytic activity in tissues, agent of innate fish immune response.<hr/>Este estudo avaliou a resposta inflamatória aguda induzida por carragenina na bexiga natatóriade tilápia do Nilo suplementada com a mistura dos extratos naturais de própolis e Aloe barbadensis (1:1), nas concentrações de 0,5%, 1% e 2% na dieta durante o período de 15 dias. Trinta e seis peixes foram distribuídos em quatro tratamentos com três repetições: peixes suplementados com 0,5% da mistura dos extratos de própolis e Aloe (1:1) injetados na bexiga natatória com 500 µg de carragenina; peixes suplementados com 1% da mistura dos extratos de própolis e Aloe (1:1) injetados na bexiga natatória com 500 µg de carragenina; peixes suplementados com 2% da mistura dos extratos de própolis e Aloe (1:1) injetados na bexiga natatória com 500 µg de carragenina e peixes não suplementados injetados na bexiga natatória com 500 µg de carragenina. Seis horas após as injeções foram coletadas amostras de sangue e exsudato da bexiga natatória dos peixes. Foi observado aumento na contagem de leucócitos no exsudato da bexiga natatória de peixes suplementados com os extratos de própolis e Aloe injetados com carragenina. As células mais frequentes foram os macrófagos seguidos pelos leucócitos granulares, trombócitos e linfócitos. A suplementação com própolis e Aloe a 0,5% provocou aumento significativo no número de células no foco inflamatório, principalmente dos macrófagos, células responsáveis pela atividade fagocitária nos tecidos, agente da resposta imune inata nos peixes. <![CDATA[Differential aerobic decomposition between a native and exotic macrophytes of tropical reservoirs]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200037&lng=en&nrm=iso&tlng=en This study evaluated the acute inflammatory response induced by carrageenin in the swim bladder of Nile tilapia supplemented with the mixture of natural extracts of propolis and Aloe barbadensis (1:1) at a concentration of 0.5%, 1% and 2% in diet during 15 days. Thirty-six fish were distributed into four treatments with three replicates: fish supplemented with 0.5% of admix of extracts of propolis and Aloe (1:1) injected with 500 µg carrageenin; fish supplemented with 1% of admix of extracts of propolis and Aloe (1:1) injected with 500 µg carrageenin; fish supplemented with 2% of admix of extracts of propolis and Aloe (1:1), injected with 500 µg carrageenin and unsupplemented fish injected with 500 µg carrageenin. Six hours after injection, samples of blood and exudate from the swim bladder of fish were collected. It was observed an increase in the leukocyte count in the swim bladder exudate of fish supplemented with extracts of propolis and Aloe injected with carrageenin. The most frequent cells were macrophages followed by granular leukocytes, thrombocytes and lymphocytes. Supplementation with propolis and Aloe to 0.5% caused a significant increase in the number of cells on the inflammatory focus mainly macrophages, cells responsible for the phagocytic activity in tissues, agent of innate fish immune response.<hr/>Este estudo avaliou a resposta inflamatória aguda induzida por carragenina na bexiga natatóriade tilápia do Nilo suplementada com a mistura dos extratos naturais de própolis e Aloe barbadensis (1:1), nas concentrações de 0,5%, 1% e 2% na dieta durante o período de 15 dias. Trinta e seis peixes foram distribuídos em quatro tratamentos com três repetições: peixes suplementados com 0,5% da mistura dos extratos de própolis e Aloe (1:1) injetados na bexiga natatória com 500 µg de carragenina; peixes suplementados com 1% da mistura dos extratos de própolis e Aloe (1:1) injetados na bexiga natatória com 500 µg de carragenina; peixes suplementados com 2% da mistura dos extratos de própolis e Aloe (1:1) injetados na bexiga natatória com 500 µg de carragenina e peixes não suplementados injetados na bexiga natatória com 500 µg de carragenina. Seis horas após as injeções foram coletadas amostras de sangue e exsudato da bexiga natatória dos peixes. Foi observado aumento na contagem de leucócitos no exsudato da bexiga natatória de peixes suplementados com os extratos de própolis e Aloe injetados com carragenina. As células mais frequentes foram os macrófagos seguidos pelos leucócitos granulares, trombócitos e linfócitos. A suplementação com própolis e Aloe a 0,5% provocou aumento significativo no número de células no foco inflamatório, principalmente dos macrófagos, células responsáveis pela atividade fagocitária nos tecidos, agente da resposta imune inata nos peixes. <![CDATA[Heterologous induction of a predicted promoter sequence for paraquat-inducible genes of <em>Chromobacterium violaceum</em> in response to paraquat compound]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200038&lng=en&nrm=iso&tlng=en This study evaluated the acute inflammatory response induced by carrageenin in the swim bladder of Nile tilapia supplemented with the mixture of natural extracts of propolis and Aloe barbadensis (1:1) at a concentration of 0.5%, 1% and 2% in diet during 15 days. Thirty-six fish were distributed into four treatments with three replicates: fish supplemented with 0.5% of admix of extracts of propolis and Aloe (1:1) injected with 500 µg carrageenin; fish supplemented with 1% of admix of extracts of propolis and Aloe (1:1) injected with 500 µg carrageenin; fish supplemented with 2% of admix of extracts of propolis and Aloe (1:1), injected with 500 µg carrageenin and unsupplemented fish injected with 500 µg carrageenin. Six hours after injection, samples of blood and exudate from the swim bladder of fish were collected. It was observed an increase in the leukocyte count in the swim bladder exudate of fish supplemented with extracts of propolis and Aloe injected with carrageenin. The most frequent cells were macrophages followed by granular leukocytes, thrombocytes and lymphocytes. Supplementation with propolis and Aloe to 0.5% caused a significant increase in the number of cells on the inflammatory focus mainly macrophages, cells responsible for the phagocytic activity in tissues, agent of innate fish immune response.<hr/>Este estudo avaliou a resposta inflamatória aguda induzida por carragenina na bexiga natatóriade tilápia do Nilo suplementada com a mistura dos extratos naturais de própolis e Aloe barbadensis (1:1), nas concentrações de 0,5%, 1% e 2% na dieta durante o período de 15 dias. Trinta e seis peixes foram distribuídos em quatro tratamentos com três repetições: peixes suplementados com 0,5% da mistura dos extratos de própolis e Aloe (1:1) injetados na bexiga natatória com 500 µg de carragenina; peixes suplementados com 1% da mistura dos extratos de própolis e Aloe (1:1) injetados na bexiga natatória com 500 µg de carragenina; peixes suplementados com 2% da mistura dos extratos de própolis e Aloe (1:1) injetados na bexiga natatória com 500 µg de carragenina e peixes não suplementados injetados na bexiga natatória com 500 µg de carragenina. Seis horas após as injeções foram coletadas amostras de sangue e exsudato da bexiga natatória dos peixes. Foi observado aumento na contagem de leucócitos no exsudato da bexiga natatória de peixes suplementados com os extratos de própolis e Aloe injetados com carragenina. As células mais frequentes foram os macrófagos seguidos pelos leucócitos granulares, trombócitos e linfócitos. A suplementação com própolis e Aloe a 0,5% provocou aumento significativo no número de células no foco inflamatório, principalmente dos macrófagos, células responsáveis pela atividade fagocitária nos tecidos, agente da resposta imune inata nos peixes. <![CDATA[First record of <em>Tachinaephagus zealandicus</em> Ashmead, 1904 (Hymenoptera: Encyrtidae) parasitizing the blowfly <em>Sarconesia chlorogaster</em> (Wiedemann, 1830) (Diptera: Calliphoridae) in Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200039&lng=en&nrm=iso&tlng=en This study evaluated the acute inflammatory response induced by carrageenin in the swim bladder of Nile tilapia supplemented with the mixture of natural extracts of propolis and Aloe barbadensis (1:1) at a concentration of 0.5%, 1% and 2% in diet during 15 days. Thirty-six fish were distributed into four treatments with three replicates: fish supplemented with 0.5% of admix of extracts of propolis and Aloe (1:1) injected with 500 µg carrageenin; fish supplemented with 1% of admix of extracts of propolis and Aloe (1:1) injected with 500 µg carrageenin; fish supplemented with 2% of admix of extracts of propolis and Aloe (1:1), injected with 500 µg carrageenin and unsupplemented fish injected with 500 µg carrageenin. Six hours after injection, samples of blood and exudate from the swim bladder of fish were collected. It was observed an increase in the leukocyte count in the swim bladder exudate of fish supplemented with extracts of propolis and Aloe injected with carrageenin. The most frequent cells were macrophages followed by granular leukocytes, thrombocytes and lymphocytes. Supplementation with propolis and Aloe to 0.5% caused a significant increase in the number of cells on the inflammatory focus mainly macrophages, cells responsible for the phagocytic activity in tissues, agent of innate fish immune response.<hr/>Este estudo avaliou a resposta inflamatória aguda induzida por carragenina na bexiga natatóriade tilápia do Nilo suplementada com a mistura dos extratos naturais de própolis e Aloe barbadensis (1:1), nas concentrações de 0,5%, 1% e 2% na dieta durante o período de 15 dias. Trinta e seis peixes foram distribuídos em quatro tratamentos com três repetições: peixes suplementados com 0,5% da mistura dos extratos de própolis e Aloe (1:1) injetados na bexiga natatória com 500 µg de carragenina; peixes suplementados com 1% da mistura dos extratos de própolis e Aloe (1:1) injetados na bexiga natatória com 500 µg de carragenina; peixes suplementados com 2% da mistura dos extratos de própolis e Aloe (1:1) injetados na bexiga natatória com 500 µg de carragenina e peixes não suplementados injetados na bexiga natatória com 500 µg de carragenina. Seis horas após as injeções foram coletadas amostras de sangue e exsudato da bexiga natatória dos peixes. Foi observado aumento na contagem de leucócitos no exsudato da bexiga natatória de peixes suplementados com os extratos de própolis e Aloe injetados com carragenina. As células mais frequentes foram os macrófagos seguidos pelos leucócitos granulares, trombócitos e linfócitos. A suplementação com própolis e Aloe a 0,5% provocou aumento significativo no número de células no foco inflamatório, principalmente dos macrófagos, células responsáveis pela atividade fagocitária nos tecidos, agente da resposta imune inata nos peixes. <![CDATA[A bloom of cyanobacteria (<em>Cylindrospermopsis raciborskii</em>) in UHE Carlos Botelho (Lobo/Broa) reservoir: a consequence of global change?]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200040&lng=en&nrm=iso&tlng=en This study evaluated the acute inflammatory response induced by carrageenin in the swim bladder of Nile tilapia supplemented with the mixture of natural extracts of propolis and Aloe barbadensis (1:1) at a concentration of 0.5%, 1% and 2% in diet during 15 days. Thirty-six fish were distributed into four treatments with three replicates: fish supplemented with 0.5% of admix of extracts of propolis and Aloe (1:1) injected with 500 µg carrageenin; fish supplemented with 1% of admix of extracts of propolis and Aloe (1:1) injected with 500 µg carrageenin; fish supplemented with 2% of admix of extracts of propolis and Aloe (1:1), injected with 500 µg carrageenin and unsupplemented fish injected with 500 µg carrageenin. Six hours after injection, samples of blood and exudate from the swim bladder of fish were collected. It was observed an increase in the leukocyte count in the swim bladder exudate of fish supplemented with extracts of propolis and Aloe injected with carrageenin. The most frequent cells were macrophages followed by granular leukocytes, thrombocytes and lymphocytes. Supplementation with propolis and Aloe to 0.5% caused a significant increase in the number of cells on the inflammatory focus mainly macrophages, cells responsible for the phagocytic activity in tissues, agent of innate fish immune response.<hr/>Este estudo avaliou a resposta inflamatória aguda induzida por carragenina na bexiga natatóriade tilápia do Nilo suplementada com a mistura dos extratos naturais de própolis e Aloe barbadensis (1:1), nas concentrações de 0,5%, 1% e 2% na dieta durante o período de 15 dias. Trinta e seis peixes foram distribuídos em quatro tratamentos com três repetições: peixes suplementados com 0,5% da mistura dos extratos de própolis e Aloe (1:1) injetados na bexiga natatória com 500 µg de carragenina; peixes suplementados com 1% da mistura dos extratos de própolis e Aloe (1:1) injetados na bexiga natatória com 500 µg de carragenina; peixes suplementados com 2% da mistura dos extratos de própolis e Aloe (1:1) injetados na bexiga natatória com 500 µg de carragenina e peixes não suplementados injetados na bexiga natatória com 500 µg de carragenina. Seis horas após as injeções foram coletadas amostras de sangue e exsudato da bexiga natatória dos peixes. Foi observado aumento na contagem de leucócitos no exsudato da bexiga natatória de peixes suplementados com os extratos de própolis e Aloe injetados com carragenina. As células mais frequentes foram os macrófagos seguidos pelos leucócitos granulares, trombócitos e linfócitos. A suplementação com própolis e Aloe a 0,5% provocou aumento significativo no número de células no foco inflamatório, principalmente dos macrófagos, células responsáveis pela atividade fagocitária nos tecidos, agente da resposta imune inata nos peixes. <![CDATA[Erratum]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842015000200041&lng=en&nrm=iso&tlng=en This study evaluated the acute inflammatory response induced by carrageenin in the swim bladder of Nile tilapia supplemented with the mixture of natural extracts of propolis and Aloe barbadensis (1:1) at a concentration of 0.5%, 1% and 2% in diet during 15 days. Thirty-six fish were distributed into four treatments with three replicates: fish supplemented with 0.5% of admix of extracts of propolis and Aloe (1:1) injected with 500 µg carrageenin; fish supplemented with 1% of admix of extracts of propolis and Aloe (1:1) injected with 500 µg carrageenin; fish supplemented with 2% of admix of extracts of propolis and Aloe (1:1), injected with 500 µg carrageenin and unsupplemented fish injected with 500 µg carrageenin. Six hours after injection, samples of blood and exudate from the swim bladder of fish were collected. It was observed an increase in the leukocyte count in the swim bladder exudate of fish supplemented with extracts of propolis and Aloe injected with carrageenin. The most frequent cells were macrophages followed by granular leukocytes, thrombocytes and lymphocytes. Supplementation with propolis and Aloe to 0.5% caused a significant increase in the number of cells on the inflammatory focus mainly macrophages, cells responsible for the phagocytic activity in tissues, agent of innate fish immune response.<hr/>Este estudo avaliou a resposta inflamatória aguda induzida por carragenina na bexiga natatóriade tilápia do Nilo suplementada com a mistura dos extratos naturais de própolis e Aloe barbadensis (1:1), nas concentrações de 0,5%, 1% e 2% na dieta durante o período de 15 dias. Trinta e seis peixes foram distribuídos em quatro tratamentos com três repetições: peixes suplementados com 0,5% da mistura dos extratos de própolis e Aloe (1:1) injetados na bexiga natatória com 500 µg de carragenina; peixes suplementados com 1% da mistura dos extratos de própolis e Aloe (1:1) injetados na bexiga natatória com 500 µg de carragenina; peixes suplementados com 2% da mistura dos extratos de própolis e Aloe (1:1) injetados na bexiga natatória com 500 µg de carragenina e peixes não suplementados injetados na bexiga natatória com 500 µg de carragenina. Seis horas após as injeções foram coletadas amostras de sangue e exsudato da bexiga natatória dos peixes. Foi observado aumento na contagem de leucócitos no exsudato da bexiga natatória de peixes suplementados com os extratos de própolis e Aloe injetados com carragenina. As células mais frequentes foram os macrófagos seguidos pelos leucócitos granulares, trombócitos e linfócitos. A suplementação com própolis e Aloe a 0,5% provocou aumento significativo no número de células no foco inflamatório, principalmente dos macrófagos, células responsáveis pela atividade fagocitária nos tecidos, agente da resposta imune inata nos peixes.