Scielo RSS <![CDATA[Brazilian Journal of Biology]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1519-698420160003&lang=pt vol. 76 num. 3 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Biologia reprodutiva, tamanho populacional e conservação do rabo-de-palha-de-bico-laranja no Atlântico Sul]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842016000300559&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Basic information on natural history is crucial for assessing the viability of populations, but is often lacking for many species of conservation concern. One such species is the White-tailed Tropicbird, Phaethon lepturus (Mathews, 1915). Here, we address this shortfall by providing detailed information on reproductive biology, distribution and threats on the Fernando de Noronha archipelago, Brazil – the largest colony of P. lepturus in the South Atlantic. We assessed reproduction from August 2011 to January 2012 by monitoring tropicbird nests and their contents. A population estimate was obtained through a combination of active searches for nests and by census at sea between 2010 and 2012. Breeding success was calculated by traditional methods. The growth curve of chicks and life table were also calculated. Additional information on nest and mate fidelity and on age of breeding birds was obtained from the banded birds. Our results indicate that the unusual nest form (limestone pinnacles) and predation by crabs may be responsible for the observed patterns of hatching and fledging success. Although the Fernando de Noronha population appears to be stable (at between 100-300 birds), a long term monitoring program would be desirable to assess fluctuations in this globally important population. Conservation strategies should focus on controlling predation by land crabs and tegu lizards.<hr/>Resumo Informações básicas sobre história natural são cruciais para acessar a viabilidade de populações, mas são ausentes para muitas espécies que necessitam de conservação. Uma destas espécies é o rabo-de-palha-de-bico-laranja, Phaethon lepturus Daudin, 1802. Aqui, vamos abordar o déficit de dados para esta espécie, fornecendo informações detalhadas sobre a biologia reprodutiva, tamanho da população, distribuição e ameaças em Fernando de Noronha, Brasil – a maior colônia de P. lepturus no Atlântico Sul. Acompanhamos a reprodução do rabo-de-palha-de-bico-laranja de Agosto de 2010 a Janeiro de 2011 monitorando ninhos e seus conteúdos. A estimativa da população foi obtida através de uma combinação de busca ativa de ninhos e censo no mar entre 2010 e 2012. O sucesso reprodutivo foi avaliado por métodos tradicionais. A curva de crescimento da coorte e a tabela de vida também foram obtidas. Além disso, informações sobre fidelidade ao ninho e parceiro e, a idade de reprodutores foi obtida a partir das aves anilhadas anteriormente. Nossos resultados indicam que a forma incomum de ninho (pináculos de calcário) e a predação por caranguejos podem ser responsáveis pelo sucesso observado de eclosão e recrutamento. A população de Fernando de Noronha parece estar estável entre 100-300 aves. No entanto, um programa de monitoramento a longo prazo seria desejável para avaliar as flutuações desta população globalmente importante. As estratégias de conservação devem se concentrar em controlar a predação por caranguejos e lagartos teiú. <![CDATA[Estabilidade de caminhamento de <em>Rhyzopertha dominica</em> (Fabricius, 1792) (Coleoptera: Bostrichidae)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842016000300568&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Results obtained in studies can contribute to the advancement of science and innovative methods and techniques for developing practical activities. Reporting conditions that may restrict the implementation of research is critical to ensure the optimal development of further technical studies. The objective of this study was to assess the walking stability of R. dominica on a flat and smooth surface. The study was based on the determination of mortality, morphology and walking stability of the insect outside the grain mass, on a flat and smooth surface. Mortality of adults of this Coleoptera in conditions with and without food was similar, which explains the difficulty that this insect had for accessing the food source on the flat and smooth surface. The measurements of body length (BOL), width (BOW) and height (BOH) of R. dominica were compared with those of Tribolium castaneum (Coleoptera: Tenebrionidae), which showed good ability to walk in these conditions. This study indicated that the former presents lower BOL and BOW, and greater BOH than the second, and all these variables showed differences when analyzed simultaneously by means of the construction of multivariate morphometric indices (Width × Height, Length × Height and Height × Length × Width). These morphometric variables, together with the definition of the geometry most similar to the body shape, resulted in determination of the center of gravity (CG) and static rollover threshold (SRTgeom) for both species. Rhyzopertha dominica and T. castaneum presented CGs considered high and low, respectively, and together with the values obtained for SRTgeom, may justify that R. dominica can be considered a less stable species during movement, and presents greater risk of rollover on flat and smooth surfaces.<hr/>Resumo Resultados obtidos em pesquisas podem contribuir com o avanço da ciência e inovar métodos e técnicas para o desenvolvimento de atividades práticas. Relatar condições que podem restringir à execução de pesquisas é fundamental para garantir que seja observada a técnica ideal para o desenvolvimento de estudos posteriores. O objetivo deste trabalho foi estudar a estabilidade de caminhamento de R. dominica em superfície plana e polida. O estudo se baseou na determinação da mortalidade, morfologia e estabilidade de caminhamento do inseto fora da massa de grãos, em superfície plana e polida. A mortalidade dos adultos desse Coleoptera nas condições com e sem alimento foram semelhantes, o que justifica a dificuldade que esse inseto tem em acessar a fonte alimentar andando em superfície plana e polida. As medidas obtidas do comprimento (BOL), largura (BOW) e altura (BOH) do corpo de R. dominica foram comparadas com as de Tribolium castaneum (Coleoptera: Tenebrionidae), que pode ser considerado um bom caminhador nessas condições. Esse estudo mostrou que o primeiro é menor no BOL e BOW, e maior BOH que o segundo, e que, todas essas variáveis apresentaram diferenças quando analisadas simultaneamente por meio da construção de índices morfométricos multivariados (Largura × Altura; Comprimento × Altura e Altura × Comprimento × Largura). Essas variáveis morfométricas, juntamente com a definição da forma geométrica que mais se aproxima do formato corporal, proporcionaram a determinação do centro de gravidade (CG) e do limite lateral de tombamento (SRTgeom) para ambas as espécie. Rhyzopertha dominica e T. castaneum apresentaram CGs considerados alto e baixo, respectivamente, e juntamente com os valores obtidos para os SRTgeom, podem justificar que R. dominica pode ser considerada uma espécie menos estável durante o caminhamento, e que, apresenta maiores riscos de tombamento em superfícies plana e polida. <![CDATA[Resposta da comunidade de microalgas bentônicas à inundação em uma planície hipersalina tropical]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842016000300577&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract This research evaluated the effect of flooding on the microphytobenthos community structure in a microbial mat from a tropical salt flat. Field samples were collected during four consecutive days: on the first three days the salt flat was dry, on the fourth day it was flooded by rain. In order to evaluate the community maintained in flood conditions, samples from this area were collected and kept in the laboratory for 10 days with sea water. The results of total abundance of microphytobenthos varied from 4.2 × 108 to 2.9 × 109 organisms L–1, total density increased one order of magnitude under the effect of water for both situations of precipitation in the salt flat and in experimental conditions, an increase due to the high abundance of Microcoleus spp. Shannon index (H’) was higher during the desiccation period. Our data suggest that changes in the abundance of organisms were due to the effect of water. The dominance of the most abundant taxa remained the same under conditions of desiccation and influence of water, and there is probably a consortium of microorganisms in the microbial mat that helps to maintain these dominances.<hr/>Resumo Esse trabalho avaliou os efeitos da inundação na estrutura da comunidade microfitobentônica de um tapete microbiano em uma planície hipersalina tropical. As amostragens foram realizadas no campo durante quatro dias consecutivos: nos três primeiros dias o local estava seco e no quarto dia foi inundando com chuva. Para avaliar a comunidade mantida em condições de inundação, foram coletadas amostras dessa região, sendo mantidas em laboratório por 10 dias com água do mar. Os resultados mostraram que a abundância total do microfitobentos variou de 4.2 × 108 a 2.9 × 109 organismos L–1, a densidade aumentou em uma ordem de grandeza com a influência da água, tanto na planície hipersalina como nas condições experimentais, um aumento que foi devido às maiores abundâncias de Microcoleus spp. O índice de Shannon (H’) foi mais elevado durante o período de dessecação. Nossos dados sugerem que as mudanças na abundância dos organismos foram devidas ao efeito da água, a dominância dos táxons mais abundantes permaneceu a mesma durante as condições de dessecação e inundação, e possivelmente existe um consórcio entre os microrganismos do tapete microbiano no qual eles ajudam a manter essa dominância. <![CDATA[Estrutura de comunidades de aves em plantios de eucalipto: aninhamento como padrão de distribuição de espécies]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842016000300583&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Replacement of native habitats by tree plantations has increased dramatically in Brazil, resulting in loss of structural components for birds, such as appropriate substrates for foraging and nesting. Tree plantations can also reduce faunal richness and change the composition of bird species. This study evaluated the structure of avian communities in eucalyptus plantations of different ages and in a native forest. We classified species as habitat specialists or generalists, and assessed if the species found in eucalyptus plantations are a subset of the species that occur in the native forest. Forty-one sampling sites were evaluated, with three point counts each, in a native forest and in eucalyptus plantations of four different ages. A total of 71 bird species were identified. Species richness and abundance were higher in the native forest, reflecting the greater heterogeneity of the habitat. The composition of bird species also differed between the native forest and plantations. The species recorded in the plantations represented a subset of the species of the native forest, with a predominance of generalist species. These species are more tolerant of habitat changes and are able to use the plantations. The commercial plantations studied here can serve as a main or occasional habitat for these generalists, especially for those that are semi-dependent on edge and forest. The bird species most affected by silviculture are those that are typical of open grasslands, and those that are highly dependent on well-preserved forests.<hr/>Resumo A substituição de ambientes nativos pela silvicultura está se tornando uma prática cada vez mais comum no Brasil, resultando na perda de componentes estruturais para as espécies de aves, como substratos específicos de forrageamento e nidificação. Esta prática pode reduzir a riqueza e alterar a composição das comunidades de aves. O objetivo deste estudo foi avaliar diferenças na estrutura de comunidades de aves em plantios de eucalipto de diferentes idades e em floresta nativa. Além disso, teve como objetivo classificar espécies em especialistas ou generalistas de habitat e avaliar se espécies encontradas nos plantios de eucalipto representam subconjuntos da floresta nativa. Quarenta e um sítios de amostragem foram avaliados, com três pontos de contagem cada, em uma floresta nativa e em plantios de eucalipto de quatro diferentes idades. Foi identificado um total de 71 espécies de aves. A riqueza de espécies e abundância foram maiores na floresta nativa refletindo a maior heterogeneidade desse habitat. A composição de espécies de aves também diferiu entre a floresta nativa e os plantios. As espécies registradas nos plantios representam um subconjunto das espécies da floresta nativa, o que é explicado pelo predomínio das espécies generalistas. Essas espécies são mais tolerantes às alterações de habitat e são capazes de utilizar os plantios. Nesse sentido, plantios comerciais estudados aqui podem servir como habitat para essas espécies seja de forma principal ou ocasional, especialmente para aquelas espécies de borda e semi-dependentes florestais. Por conseguinte, as espécies de aves mais prejudicadas pela silvicultura são espécies associadas à habitats campestres e aquelas que apresentam alta dependência a florestas bem preservadas. <![CDATA[O tempo térmico para germinação varia entre populações de uma leguminosa arbórea (<em>Peltophorum dubium</em>)?]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842016000300592&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Few works report the use of degree-days (DD) – used in crops to predict events and schedule management activities – to describe the germination of tropical trees. The cardinal temperatures (base, optimum and ceiling temperature) for germination of the species may vary depending on the seed provenance. Peltophorum dubium (Spreng.) Taub. is an early successional leguminous tree widely distributed in South America, often occurring as cultivated or naturalized trees, thus considered to be a good example for testing DD model in tree species. The main objective of this study was to describe the seed germination response of different populations of P. dubium as function of DD accumulation during germination assays in semi-controlled (fluctuating temperatures) conditions. Germination assays with manually scarified seeds sown in aluminum sheet trays filled with a composed substrate were performed under greenhouse conditions at different times. Three methods were employed in order to describe the accumulation of thermal time throughout the assays and, considering the seed lot and sowing time, a trapezoid area method was relatively more effective in describing the germination. The germination curves of P. dubium seeds from different populations, expressed in degree-days estimated directly from temperature records schedules, tend to be more clustered suggesting little variation among thermal time requirements in different seed provenances. Otherwise, the thermal time requirement can vary depending on the time of sowing, and any increase in DD requirement when the assays were performed under higher mean temperatures can be related to a thermal effect on the germination of scarified seeds.<hr/>Resumo O uso de graus-dia – utilizado em espécies cultivadas para predizer eventos e planejar ações de manejo – é reportado em poucos trabalhos para descrever a germinação de árvores tropicais. As temperaturas cardeais (base, ótima e teto) para germinação de uma espécie pode variar de acordo com a procedência das sementes. Peltophorum dubium (Spreng.) Taub. é uma leguminosa arbórea de sucessão inicial amplamente distribuída na América do Sul, podendo ocorrer como espécie cultivada ou naturalizada, sendo considerada um bom exemplo para testar modelos de graus-dia em espécie arbórea. O principal objetivo deste estudo foi descrever a resposta da germinação das sementes de diferentes populações de P. dubium como função do acúmulo de graus-dia durante ensaios em condições semi-controladas (flutuação térmica). Testes de germinação com sementes escarificadas manualmente e semeadas em bandejas de alumínio contendo substrato foram realizados sob condições de casa de vegetação em diferentes épocas do ano. Três métodos foram utilizados para descrever o acúmulo de tempo térmico nos ensaios e, considerando o lote das sementes e a época da semeadura, o método da área do trapézio foi relativamente mais eficaz em descrever a germinação. As curvas de germinação de sementes de P. dubium provenientes de diferentes populações, expressas em graus-dia estimados diretamente por meio do registro programado das temperaturas, tendem a ser mais agrupadas sugerindo pouca variação no requerimento de tempo térmico entre as diferentes procedências das sementes. Por outro lado, o requisito de tempo térmico pode variar de acordo com a época de semeadura e um incremento nos graus-dia exigidos quando os ensaios foram realizados sob temperaturas médias mais elevadas pode estar relacionado e um efeito térmico na germinação de sementes escarificadas. <![CDATA[Variação espacial e temporal do fitoplâncton em um rio eutrófico tropical]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842016000300600&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract This study aims to evaluate the environmental factors determining of the changes in phytoplankton structure in spatial (upper, middle and lower course) and seasonal (dry and rainy period) scales in a eutrophic river (Almada River, northeastern Brazil). In the study period, total accumulated rainfall was below of the historic average, resulting in flow reduction, mainly in rainy period. High orthophosphate concentration was found at the sampling sites. Phytoplankton chlorophyll a increased from upstream to downstream. Geitlerinema splendidum (S1) and Chlamydomonas sp. (X2) were the most abundant species in the upper course and several species of diatoms (D), Euglenophyceae (W1, W2) and Chlorophyceae (X1) in the middle and lower course. The functional groups were found to be characteristic of lotic ecosystem, shallow, with low light availability, rich in organic matter and eutrophic environments. We conclude that phytoplankton community structure was sensitive to change of the river flow and nutrient availability in spatial and seasonal scale in a tropical river.<hr/>Resumo O objetivo deste estudo foi avaliar os fatores ambientais determinantes das mudanças na estrutura do fitoplâncton em escala espacial (alto, médio e baixo curso) e temporal (seca e chuva) em um rio eutrófico tropical (rio Almada, nordeste do Brasil). No período de estudo, a precipitação acumulada mensal foi abaixo da média histórica, resultando na redução da vazão, principalmente no período chuvoso. A concentração de ortofosfato foi elevada nos pontos de amostragem. A clorofila a do fitoplâncton aumentou de montante para jusante. Geitlerinema splendidum (S1) e Chlamydomomas sp. (X2) foram as espécies mais abundantes no alto curso e várias espécies de diatomáceas (D), Euglenophyceae (W1, W2) e Chlorophyceae (X1) no médio e/ou baixo curso. Os grupos funcionais foram característicos de ambientes lóticos, rasos, com baixa disponibilidade de luz, rico em matéria orgânica e eutrófico. Concluímos que a estrutura da comunidade fitoplanctônica foi sensível às mudanças na vazão e na disponibilidade de nutrientes em escala espacial e temporal em um rio tropical. <![CDATA[O uso da lógica fuzzy para estimar os parâmetros da relação entre peso e comprimento]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842016000300611&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract We evaluated three mathematical procedures to estimate the parameters of the relationship between weight and length for Cichla monoculus: least squares ordinary regression on log-transformed data, non-linear estimation using raw data and a mix of multivariate analysis and fuzzy logic. Our goal was to find an alternative approach that considers the uncertainties inherent to this biological model. We found that non-linear estimation generated more consistent estimates than least squares regression. Our results also indicate that it is possible to find consistent estimates of the parameters directly from the centers of mass of each cluster. However, the most important result is the intervals obtained with the fuzzy inference system.<hr/>Resumo Empregamos três procedimentos matemáticos, regressão com mínimos quadrados ordinários com dados log-transformados, estimação não-linear e uma combinação de análise multivariada e lógica fuzzy para estimar os parâmetros da relação peso × comprimento para Cichla monoculus. Nosso objetivo foi apresentar uma abordagem alternativa que considere as incertezas inerentes ao modelo. Observamos que as estimativas da estimação não-linear foram mais consistentes que as obtidas por regressão linear sobre dados log-transformados. Nossos resultados também mostraram que é possível obter estimativas dos parâmetros diretamente dos centros de máximos formados dos grupos por uma análise de agrupamento k-means. No entanto, os resultados mais importantes foram os intervalos obtidos com o sistema de inferência fuzzy. <![CDATA[Calibração aperfeiçoada de uma megatree lançada recentemente para a análise da diversidade filogenética]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842016000300619&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Dated or calibrated phylogenetic trees, in which branch lengths correspond to evolutionary divergence times between nodes, are important requirements for computing measures of phylogenetic diversity or phylogenetic community structure. The increasing knowledge about the diversification and evolutionary divergence times of vascular plants requires a revision of the age estimates used for the calibration of phylogenetic trees by the bladj algorithm of the Phylocom 4.2 package. Comparing the recently released megatree R20120829.new with two calibrated vascular plant phylogenies provided in the literature, we found 242 corresponding nodes. We modified the megatree (R20120829mod.new), inserting names for all corresponding nodes. Furthermore, we provide files containing age estimates from both sources for the updated calibration of R20120829mod.new. Applying these files consistently in analyses of phylogenetic community structure or diversity serves to avoid erroneous measures and ecological misinterpretation.<hr/>Resumo Árvores filogenéticas datadas, ou calibradas, em que os comprimentos dos ramos correspondem ao tempo evolutivo de divergência entre os nós, são importantes requisitos para calcular medidas de diversidade filogenética ou de estrutura filogenética de comunidades. O conhecimento crescente sobre a diversificação e sobre o tempo de divergência evolutiva das plantas vasculares fez necessária uma revisão das estimativas de idades dos nós que são utilizadas para a calibração de árvores filogenéticas por meio do algoritmo bladj do pacote Phylocom 4.2. Comparando a mega-árvore R20120829.new, recentemente publicada, e outras duas filogenias calibradas de plantas vasculares, encontramos 242 nós correspondentes. Modificamos esta mega-árvore (R20120829mod.new), inserindo todos os nomes dos nós correspondentes. Além disso, providenciamos dois arquivos com todas as estimativas das idades para uma calibração mais atualizada. Utilizando esses arquivos de maneira consistente nas análises de diversidade ou de estrutura filogenética de comunidades, evita-se incorreções nas datações e imprecisões na interpretação de informações ecológicas. <![CDATA[Seleção e caracterização de isolados do fungo <em>Beauveria</em> spp. visando ao controle do ácaro branco <em>Polyphagotarsonemus latus</em> (Banks, 1904) (Acari: Tarsonemidae)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842016000300629&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract This study was performed under laboratory conditions to identify isolates of the fungus Beauveria spp. that can control Polyphagotarsonemus latus in the greenhouse and field. Thirty Beauveria spp. isolates were tested by spraying 1 mL conidia (1 × 108 conidia/mL) on pepper leaf discs containing 15 mites. Evaluations were performed on the 3rd and 6th day post application by counting the number of dead mites. Vegetative growth and conidial production were measured from the selected isolates, and bioassays were conducted in the greenhouse on bean seedlings in plastic pots. The isolate Unioeste 53 was selected, and a conidial suspension (1 × 108 conidia/mL) was applied with a backpack sprayer. The evaluation consisted of pre- and post-treatment counts of the number of live mites on ten leaflets in both the plots treated with the fungus and control plots, and the same procedure was followed for the field experiment. In the laboratory, the Unioeste 53 isolate resulted in total and confirmed mortality rates of 70% and 57.7%, respectively. In the greenhouse, the population decreased by 76.71% by the 16th day after application. In the field, the population decreased by 66% by the 12th day after application, demonstrating the potential of this fungus for mite management.<hr/>Resumo Este trabalho teve por objetivo selecionar isolados do fungo Beauveria bassiana em condições de laboratório com potencial de uso em casa de vegetação e campo no controle do ácaro branco. Foi realizada uma seleção com 30 isolados de Beauveria spp. através de pulverização direta de conídios (1 × 108 conídios/mL) sobre discos foliares de pimenta contendo 15 ácaros. As avaliações foram realizadas no terceiro e sexto dia contando-se o número de mortos, e confirmação do patógeno em câmara úmida. Parâmetros de crescimento vegetativo e produção de conídios foram avaliados. No bioensaio em casa de vegetação foram preparados vasos com plantas de feijão e fez-se a aplicação do Unioeste 53 (1 × 108 conídios/mL), utilizando pulverizador costal, a avaliação constou da contagem prévia e posterior à aplicação do número de ácaros vivos em 10 folíolos, tanto nas parcelas destinadas ao tratamento com fungo, quanto na testemunha. A fase de campo seguiu os mesmos padrões, porém, com área experimental total de 225 m2, com oito parcelas de 10,24 m2, sendo 4 testemunhas e 4 onde foi aplicado o isolado Unioeste 53 seguindo metodologia de aplicação e avaliação já descritas para casa de vegetação. Em laboratório o isolado Unioeste 53 causou mortalidade total de 70% e 57,7% de mortalidade confirmada. Em casa de vegetação, apresentou redução da população de 76,71% 16 dias após aplicação, já em campo, a redução da população foi de 66% após 12 dias da aplicação, demonstrando o potencial do ácaro pelo fungo. <![CDATA[Canais de irrigação na bacia do ribeirão do Melo (Municípios de Rio Espera e Capela Nova, Minas Gerais, Brasil): habitats para a proliferação de <em>Biomphalaria</em> (Gastropoda: Planorbidae) e potencial disseminação da esquistossomose]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842016000300638&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract This study analyzed the presence of Biomphalaria in Melo creek basin, Minas Gerais state, and its relationship to irrigation canals. Seventeen of these canals were used to determine a limnological, morphological and hydrological characterization during an annual seasonal cycle. Biomphalaria samples were sent to René Rachou Research Center/FIOCRUZ for identification and parasitological examination. Six canals were identified as breeding areas for mollusks and in one of them it was registered the coexistence of B. tenagophila (first report to this basin) and B. glabrata species. Results indicated that the low flow rate and speed of water flow were the main characteristics that contributed to this specific growth of the mollusks in the area. These hydraulic characteristics were created due to anthropogenic action through the canalization of lotic areas in Melo creek, which allowed ideal ecological conditions to Biomphalaria outbreak. The results emphasize the need of adequate handling and constant monitoring of the hydrographic basin, subject to inadequate phytosanitary conditions, aiming to prevent the occurrence and propagation of schistosomiasis.<hr/>Resumo Neste estudo avaliou-se a presença de espécies de Biomphalaria na bacia do Ribeirão do Melo, municípios de Rio Espera e Capela Nova, sudeste do estado de Minas Gerais, e sua relação com os canais de irrigação presentes na região. Em 17 desses canais foi realizada uma caracterização limnológica, morfológica e hidrológica durante um ciclo sazonal anual. Espécimes de Biomphalaria foram coletados e encaminhados ao Centro de Pesquisas René Rachou/FIOCRUZ (Belo Horizonte, MG) para identificação e exame parasitológico. Dos 17 canais estudados, foram identificados seis como criadouros do caramujo, sendo que em um dos canais coexistiam as espécies B. tenagophila (primeiro registro para a bacia) e B. glabrata. Os resultados indicaram que a baixa vazão e a velocidade do fluxo foram os fatores que contribuíram para a ocorrência pontual dos caramujos na bacia. Estas características hidrológicas foram modificadas por ação antropogênica, através da canalização de trechos lóticos do ribeirão do Melo. Os resultados destacam a necessidade do manejo adequado e monitoramento constante da bacia hidrográfica, sujeita a condições sanitárias inadequadas, como forma de prevenção da ocorrência e propagação da esquistossomose. <![CDATA[Glândulas adrenais de preás (<em>Galea spixii</em>, Wagler, 1831): aspectos morfológicos e morfométricos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842016000300645&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Considering the physiological importance and need of greater morphophysiological knowledge of adrenal glands, the aims of present study were compare the morphometric data between left and right adrenal of male and female; perform a histological, scanning and transmission electron microscopy study showing tissue constitution of glands; finally, in order to define the presence and correct site of the cytochrome P450c17 expression in adrenal glands, immunohistochemical study of this enzyme was performed in 18 adrenal glands (right n=9 and left n=9) of nine adult Galea spixii (four males and five females). Right adrenal was more cranially positioned than left adrenal; dimensions (weight, length and width) of right adrenal was larger than left adrenal; no differences between male and female body and adrenal measurements were found; the morphology of cells and different amounts of lipid droplets may be related to the different demands of steroid hormones production, related to each zone of the adrenal cortex; and, the cytochrome P450c17 immunolocalization in fasciculate and reticular zone may be related with synthesis of 17-hydroxy-pregnenolone, 17-hydroxy-progesterone, dehydroepiandrosterone or androstenedione.<hr/>Resumo Considerando a importância fisiológica e a necessidade de melhor conhecimento morfofisiológico das glândulas adrenais, os objetivos do presente estudo foram comparar dados morfométricos entre adrenais direitas e esquerdas de machos e fêmeas; realizar estudos histológicos e microscopia eletrônica de varredura e transmissão revelando a constituição tecidual das glândulas; finalmente, foi realizado estudo imunohistoquímico com objetivo de definir a presença e correto sítio de expressão da citocromo P450c17 nas glândulas adrenais em 18 glândulas adrenais (direita n=9 e esquerda n=9) de nove Galea spixii adultos (quatro machos e cinco fêmeas). A glândula adrenal direita estava posicionada mais cranialmente que a adrenal esquerda; as dimensões (peso, comprimento e largura) da glândula adrenal direita foram maiores que as da esquerda; não houve diferença entre as medidas corpóreas e das adrenais entre machos e fêmeas; a morfologia das células e diferentes quantidades de gotículas lipídicas podem estar relacionadas a diferentes demandas na produção de hormônios esteroides relacionados a cada zona do córtex adrenal; e, a imunolocalização da citocromo P450 na zona fasciculada e reticular pode estar relacionado com a síntese de 17-hidroxi-pregnenolona, 17-hidroxi-progesterona, dehidroepiandrosterona ou androstenediona. <![CDATA[Micropropagação de <em>Calophyllum brasiliense</em> (Cambess.) a partir de segmentos nodais]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842016000300656&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Micropropagation of Calophyllum brasiliense Cambess. (Clusiaceae) is a way to overcome difficulties in achieving large-scale plant production, given the recalcitrant nature of the seeds, irregular fructification and absence of natural vegetative propagation of the species. Cultures were established using nodal segments 2 cm in length, obtained from 1-2 year old seedlings, maintained in a greenhouse. Mercury chloride and Plant Preservative Mixture™ were used in the surface sterilizing stage, better results being achieved with Plant Preservative Mixture™ incorporation in culture medium, at any concentration. Polyvinylpyrrolidone, activated charcoal, cysteine, ascorbic acid or citric acid were added to the culture medium to avoid oxidation. After 30 days of culture, polyvinylpirrolidone and ascorbic acid gave better results, eliminating oxidation in most explants. For shoot multiplication, benzylaminopurine was used in concentrations of 4.4 and 8.8 µM in Woody Plant Medium, resulting in an average of 4.43 and 4.68 shoots per explant, respectively, after 90 days. Indole-3-butyric acid and α-naphthalene acetic acid were used to induce root formation, reaching a maximum rooting rate of 24% with 20µM α-naphthalene acetic acid. For acclimatization. the rooted plants were transferred to Plantmax® substrate and cultured in a greenhouse, reaching 79% of survival after 30 days and 60% after one year.<hr/>Resumo A micropropagação de Calophyllum brasiliense Cambess. (Clusiaceae) é uma maneira de superar dificuldades para sua produção em larga escala, devido à natureza recalcitrante das sementes, frutificação irregular e ausência de propagação vegetativa natural da espécie. Culturas foram estabelecidas utilizando segmentos nodais com 2 cm de comprimento, obtidos de plantas com 1 a 2 anos de idade, mantidas em casa de vegetação. Cloreto de mercúrio e Plant Preservative Mixture™ foram utilizados durante a etapa de desinfestação, com melhores resultados alcançados com a incorporação de Plant Preservative Mixture™ ao meio de cultura. Polivinilpirrolidona, carvão ativado, cisteína, ácido ascórbico ou ácido cítrico foram adicionados ao meio de cultura para evitar a oxidação dos explantes. Após 30 dias de cultivo, o uso de polivinilpirrolidona ou ácido ascórbico proporcionou melhores resultados, eliminando a oxidação na maioria dos explantes. Para multiplicação das brotações, benzilaminopurina foi usada em concentrações de 4.4 e 8.8 µM em meio WPM, resultando em uma média de 4.43 e 4.68 brotações por explante, respectivamente, após 90 dias. Ácido indol-3-butírico e ácido α-naftaleno acético foram usados para a indução de raízes, alcançando um enraizamento máximo de 24% com o uso de 20µM de ácido α-naftaleno acético. As plantas enraizadas foram transferidas para substrato Plantmax® e cultivadas em casa de vegetação, alcançando 79% de sobrevivência após 30 dias e 60% após um ano. <![CDATA[Efeito de variações no tempo de residência hidráulica sobre a ocorrência de florações de fitoplâncton: estudo de caso no Reservatório de Ibitinga (SP) com o uso de imagens Landsat/TM]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842016000300664&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Satellite images are an effective tool for the detection of phytoplankton blooms, since they cause striking changes in water color. Bloom intensity can be expressed in terms of chlorophyll-a concentration. Previous studies suggest the use of Landsat TM4/TM3 reflectance ratio to retrieve surface chlorophyll-a concentration from aquatic systems. In this study we assumed that a remote sensing trophic state index can be applied to investigate how changes in HRT along the hydrologic year affect the spatial distribution of the phytoplankton blooms at Ibitinga’s reservoir surface. For that, we formulated two objectives: (1) apply a semi-empirical model which uses this reflectance ratio to map chlorophyll-a concentration at Ibitinga reservoir along the 2005 hydrologic year and (2) assess how changes in hydraulic residence time (HRT) affect the spatial distribution of phytoplankton blooms at Ibitinga Reservoir. The study site was chosen because previous studies reported seasonal changes in the reservoir limnology which might be related to the reservoir seasonality and hydrodynamics. Six Landsat/TM images were acquired over Ibitinga reservoir during 2005 and water flow measurements provided by the Brazilian Electric System National Operator - ONS were used to compute the reservoir´s residence time, which varied from 5.37 to 52.39 days during 2005. The HRT in the date of image acquisition was then compared to the distribution of chlorophyll-a in the reservoir. The results showed that the HRT increasing implies the increasing of the reservoir surface occupied by phytoplankton blooms.<hr/>Resumo As imagens de satélite são frequentemente usadas para a identificação de florações de fitoplâncton porque sua presença causa mudanças significativas na cor da água. A abundância das florações pode ser quantificada por medidas de concentração de clorofila-a. Diversos estudos sugerem o uso da razão de reflectância das bandas TM4/TM3 Landsat, para determinar as concentrações de clorofila-a em sistemas aquáticos. Este trabalho tem como objetivos: (1) aplicar um modelo semi-empírico que usa essa razão para mapear a concentração de clorofila-a no reservatório de Ibitinga ao longo do ano hidrológico de 2005; (2) avaliar como as mudanças no tempo de residência hidráulica afetaram a distribuição de florações na superfície do reservatório. O reservatório de Ibitinga foi selecionado porque estudos prévios indicavam mudanças sazonais nas propriedades limnológicas do reservatório, as quais poderiam estar relacionadas à sazonalidade e à hidrodinâmica. Seis imagens TM/Landsat foram adquiridas sobre o reservatório de Ibitinga durante o ano de 2005. Foi então usada uma tabela associando intervalos de razão de banda a intervalos de concentração de clorofila-a. Medidas de vazão fornecidas pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico – ONS foram utilizadas para calcular o tempo de residência hidráulica do reservatório, que variou entre 5,37 e 52,39 dias durante 2005. O tempo de residência hidráulica em cada data de aquisição da imagem foi então comparado com a área ocupada pelas florações de fitoplancton. Os resultados indicaram uma forte relação entre o tempo de residência hidráulica e a área ocupada por florações. Em junho de 2005, quando o reservatório atingiu seu menor tempo de residência hidráulica, apenas 20% de sua área estiveram ocupadas por florações. Em setembro e outubro, quando a residência hidráulica atinge o seu máximo, mais que 80% da superfície do reservatório foram ocupadas por florações de fitoplancton. <![CDATA[Morfometria e tempo de residência como fatores determinantes no estabelecimento e manutenção de macrófitas aquáticas em um reservatório tropical]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842016000300673&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Macrophytes may constitute an important resource for several chemical, physical and biological processes within aquatic ecosystems. This study considers that in tropical reservoirs with low retention time and with low values of shoreline development (DL), the expansion and persistence of aquatic macrophytes are mainly reported to local conditions (e.g., hydrodynamic and wind exposure) rather than trophic status and depth of the euphotic zone. In this context, this study aimed at describing and comparing the incidence of aquatic macrophytes in a throughflowing, non-dendritic tropical reservoir. During February 2006 to November 2007, eight limnological surveys were performed quarterly within the Ourinhos Reservoir, and in the mouth areas of its tributaries. At the six sampling stations 30 variables were measured. The number of sites with plants varied between 21 and 38 and at the end of the 1st year the total richness was found. The sampling survey outcome the recognition of 18 species of aquatic macrophytes; Cyperaceae (2 genera and 1 species), Pontederiaceae (3 species) and Onarograceae (3 genera) were the families with higher diversity. Seven species (Typha domingensis Pers., Myriophyllum aquaticum (Vell.) Verdec, Salvinia auriculata Aubl., Eichhornia azurea (Sw.) Kunth, Eleocharis sp1, Eichhornia crassipes (Mart.) Solms, Oxycaryum cubense (Poepp. &amp; Kunth) Lye) always were present and were more frequent in the sites. The occurrence of emergent species predominated (45.9%), followed by submersed rooted (24.5%), free floating (19.5%), floating rooted (9.7%) and free submersed (0.3%). Although limnological variables and the distribution of macrophytes have discriminated the same sampling points, the stepwise multiple linear regressions did not pointed out strong correspondences (or coherence) among the most constant and distributed macrophyte species and the selected limnological variables, as well the trophic statuses. Seeing the low relationship among limnological variables and macrophytes distribution, in the case of Ourinhos Reservoir, the results pointed out that the water turbulence, low DL and wind exposure are the main driving forces that determine its aquatic plant distribution, life forms and species composition.<hr/>Resumo As macrófitas podem constituir um recurso importante para vários processos físicos, químicos e biológicos dos ecossistemas aquáticos. Esse estudo considera que nos reservatórios tropicais com baixo tempo de retenção e com baixos valores do grau de desenvolvimento das margens (DL), a expansão e manutenção das macrófitas aquáticas são referidas principalmente às condições locais (e.g., hidrodinâmica e exposição ao vento), ao invés do estado trófico e da profundidade de zona eufótica. Nesse contexto, o presente estudo teve como objetivo descrever e comparar a incidência de macrófitas aquáticas em um reservatório tropical de fluxo rápido e não dendrítico. De fevereiro de 2006 a novembro de 2007, oito avaliações limnológicas foram realizadas trimestralmente no reservatório Ourinhos e nas regiões de desembocadura de seus afluentes. Nas seis estações de amostragem 30 variáveis foram determinadas. O número de locais com plantas variou entre 21 e 38 e no final do primeiro ano o número total de espécies foi encontrado. Foram relacionadas 18 espécies de macrófitas aquáticas; Cyperaceae (2 gêneros e espécies), Pontederiaceae (3 espécies) e Onarograceae (3 gêneros) foram as famílias com mais diversidade. Sete espécies (Typha domingensis Pers., Myriophyllum aquaticum (Vell.) Verdec, Salvinia auriculata Aubl., Eichhornia azurea (Sw.) Kunth, Eleocharis sp1, Eichhornia crassipes (Mart.) Solms, Oxycaryum cubense (Poepp. &amp; Kunth) Lye) sempre estiveram presentes e foram as mais frequentes. As ocorrências de espécies emergentes predominaram (45,9%), seguidas das submersas enraizadas (24,5%), flutuantes livres (19,5%), flutuantes enraizadas (9,7%) e submersas livres (0,3%). Embora as variáveis limnológicas e as distribuições de macrófitas tenham discriminado os mesmo pontos de coleta, regressões lineares múltiplas stepwise não apontaram correspondências fortes (ou coerentes) entre as espécies de macrófitas mais constantes e distribuídas e as variáveis limnológicas, assim como os estados tróficos. No reservatório Ourinhos, a baixa relação entre as variáveis limnológicas e a distribuição das macrófitas aponta que a turbulência da água, o baixo valor de DL e a exposição ao vento sejam as principais forças que determinam a distribuição das plantas aquáticas, as suas formas de vida e a composição das espécies. <![CDATA[A estrutura da planta determina a folhagem interceptada pela bromelia <em>Tillandsiaturneri</em>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842016000300686&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Leaves intercepted by bromeliads become an important energy and matter resource for invertebrate communities, bacteria, fungi, and the plant itself. The relationship between bromeliad structure, defined as its size and complexity, and accumulated leaf litter was studied in 55 bromeliads of Tillandsia turneri through multiple regression and the Akaike information criterion. Leaf litter accumulation in bromeliads was best explained by size and complexity variables such as plant cover, sheath length, and leaf number. In conclusion, plant structure determines the amount of litter that enters bromeliads, and changes in its structure could affect important processes within ecosystem functioning or species richness.<hr/>Resumo As folhagens interceptadas pelas bromélias é um importante recurso para a comunidade de invertebrados, bactérias, fungos e para a própria planta. Estudou-se a relação entre a estrutura de 55 bromélias de Tillandsia tumeri, definida como o tamanho, a complexidade da planta, a folhagem acumulada por meio de regressão múltipla e o critério de informação de Akaike. Encontrou-se que as variáveis de tamanho, cobertura, comprimento da bainha e a variável de complexidade do número de folhas explicam a acumulação de folhas nas bromélias. Em conclusão, a estrutura do planta determina a quantidade de folhas armazenada na bromélia e os câmbios da estrutura da bromélia poderiam afetar importantes processos de funcionamento do ecossistema ou a riqueza de espécies. <![CDATA[Ecologia alimentar comparativa de quatro espécies simpátricas de <em>Hypostomus</em> em um rio do sudoeste brasileiro]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842016000300692&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Though their broad distribution in most Brazilian rivers, scarce studies concerning ecological interactions on Hypostomus species are available. This study observes the diet, the trophic interactions and some morphological aspects of four syntopic species of Hypostomus. These fishes were studied at the superior part of the Corumbataí river, at São Paulo state, southeastern Brazil. Analyses focused feeding patterns, their amplitude and whether there happens some food items overlap among the species. Fish were caught using cast nets at some points of the river. Species were chosen according to their local abundance and, so there were four main species: H. albopunctatus, H. ancistroides, H. regani and H. strigaticeps. Nine food items were found: sediments, fungi, diatoms, green algae, Tecamoeba, vegetal debris and invertebrates. There were not significant differences for the feeding pattern among the four Hypostomus species. The feeding niche amplitude has been larger for H. albopunctatus influenced by a larger amount of vegetal debris and invertebrates. Elevated niche overlap was found to happen among the species and also for their trophic morphology. Results may suggest that there is a similar pattern in food taken between four species of Hypostomus analyzed since all consume similar environmental resources and have similar anatomical features. However, a different intake insect larvae and plant material in H. albopunctatus diet indicate differences in local and how this species may be exploring their food compared to the others.<hr/>Resumo Apesar de sua grande distribuição em todos rios brasileiros, poucos estudos estão disponíveis sobre as interações ecológicas do gênero Hypostomus. Neste estudo nós examinamos a dieta, as interações tróficas e a morfologia de quatro espécies sintópicas de Hypostomus sp. no trecho superior do rio Corumbataí, estado de São Paulo no sudeste do Brasil. As análises focaram o padrão alimentar, a amplitude e sobreposição de nicho alimentar e a correlação entre a dieta com características da morfologia. A captura dos exemplares foi realizada com o uso de redes de arremesso (tarrafa) ao longo do leito do rio. O critério adotado para a escolha baseou-se nas espécies de maior abundância no local, chegando a quatros espécies principais: H. albopunctatus, H. ancistroides, H. regani e H. strigaticeps. Foram encontrados nove itens alimentares: sedimento grosso e fino, hifas de fungos, diatomáceas, algas verdes, algas azuis, Tecamoeba, restos de material vegetal e invertebrados, não havendo diferenças significativas no padrão alimentar entre as quatro espécies de Hypostomus. A amplitude de nicho alimentar foi maior para H. albopunctatus influenciada por um maior consumo de material vegetal e invertebrados. Foram encontrados altos valores de sobreposição de nicho alimentar além de uma similaridade entre a dieta e a morfologia trófica entre as espécies consideradas. Os resultados sugerem que exista um padrão semelhante na tomada de alimento entre as quatros espécies de Hypostomus analisadas, uma vez que, todas consomem recursos alimentares semelhantes e possuam características anatômicas semelhantes. No entanto, uma ingestão diferenciada de larvas de insetos e material vegetal na dieta de H. albopunctatus indicam diferenças nos locais e na forma como esta espécie pode estar explorando o seu alimento em comparação com as demais. <![CDATA[Áreas verdes públicas e a qualidade ambiental urbana do Município de São Carlos, Estado de São Paulo, Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842016000300700&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Assess the state of public green areas, their importance and influence on environmental quality and living in urban centers is an arduous task considering the conceptual and scientific regarding quantification and data analysis methods divergence. In this study, we aimed to determine two indicators of public green areas relative to the percentage of public green areas (PPGA) and the public green areas index (PGAI) in the urban area of São Carlos, SP. The study area was organized into administrative regions (ARs), using satellite images, topographical maps of 1:10,000 Geographic and Cartographic Institute (1990) and data provided by the Municipality of São Carlos. The results show that public green areas comprise 6.55% of the municipality, with a public green areas index (PGAI) of 18.85 m2/inhabitant, indicating good urban environmental quality when compared to rates of 15 m2/capita for public green areas for recreation, suggested by the Brazilian Society of Urban Forestry. The differences between the administrative regions are concern with situations from 4.16 to 36.30 m2/inhabitant. In this context, it is recommend specific public policies and popular participation in the process of continuous improvement for increasing public green areas in the less favored regions. The Genebrino method applied to indicators of public green areas (GPGA – amount of public green areas divided by population density), showed a commendable goal above 40% for urban environmental quality.<hr/>Resumo Diagnosticar a situação das áreas verdes públicas, sua importância e influência na qualidade ambiental e de vida nos centros urbanos é uma tarefa árdua, considerando a divergência conceitual e de métodos científicos no que tange a quantificação e a análise dos dados. Neste estudo, objetivou-se determinar dois indicadores de áreas verdes públicas, referentes ao percentual de áreas verdes públicas (PAVP) e ao índice de áreas verdes públicas (IAVP) no perímetro urbano do Município de São Carlos, SP. A área de estudo foi organizada em regiões administrativas (RAs), utilizando imagens de satélite, cartas topográficas 1:10.000 do Instituto Geográfico e Cartográfico (1990) e dados fornecidos pela Prefeitura Municipal de São Carlos. Os resultados demonstram que as áreas verdes públicas compreendem 6,55% do território do município, com um índice de áreas verdes públicas (IAVP) de 18,85 m2/habitante, indicando uma boa qualidade ambiental urbana quando comparado aos índices de 15 m2/habitante para áreas verdes públicas destinadas à recreação, sugerido pela Sociedade Brasileira de Arborização Urbana. As diferenças entre as regiões administrativas são preocupantes, com situações de 4,16 a 36,30 m2/habitantes. Neste contexto, recomendam-se políticas públicas específicas e a participação popular no processo de melhoria contínua para o incremento das áreas verdes públicas nas regiões menos favorecidas. O método genebrino, aplicado aos indicadores de áreas verdes públicas (IAVP – somatório das áreas verdes públicas dividido pela densidade populacional), apontou uma meta recomendável acima de 40% para a qualidade ambiental urbana. <![CDATA[A utilidade da anatomia da lâmina foliar para a identificação e sistemática de espécies de Bambuboideae (Poaceae, Poales)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842016000300708&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Bambusoideae is a diverse subfamily that includes herbaceous (Olyreae) and woody (Arundinarieae and Bambuseae) bamboos. Species within Bambusae are particularly difficult to identify due to their monocarpic lifecycle and the often long durations between mass flowering events; whereas the herbaceous bamboos are pluricarpic, but often are found with no reproductive structures. The leaf blade anatomy of 16 sympatric species of native Brazilian bamboos (Olyreae and Bambuseae) from the Atlantic Rainforest was studied in order to detect useful features for their identification. All the studied species share the following features: epidermis with a single stratum of cells; adaxial bulliform cells; mesophyll with arm cells, rosette cells, and fusoid cells; and collateral vascular bundles. Herbaceous bamboos share two features: papillae scattered on the abaxial surface and parallel-sided arrays of bulliform cells; whereas woody bamboos share: centrally organized papillae and fan-shaped arrays of bulliform cells. Also within the woody bamboos, intercostal fibers and a midrib with only one vascular bundle (simple midrib) characterize the subtribe Arthrostylidiinae; whereas a midrib with more than one vascular bundle (complex midrib) and a stomatal apparatus with two pappilae per subsidiary cell characterize the subtribe Chusqueinae. There are also diagnostic features for the sampled species, such as: papillae shape, and the outline and structure of the midrib. An identification key for all the studied species is provided based on the anatomical features.<hr/>Resumo Bambusoideae é uma subfamília que inclui diversas espécies de bambus herbáceos (Olyreae) e lignificados (Arundinarie e Bambuseae). Bambus lignificados geralmente apresentam dificuldades de delimitação e identificação, devido principalmente ao ciclo monocárpico e longa amplitude temporal entre florações; enquanto que bambus herbáceos possuem ciclo pluricárpico, porém frequentemente são encontrados em estágio vegetativo. Foi estudada a anatomia da lâmina foliar de 16 espécies de Bambusoideae (Olyreae e Bambuseae), simpátricas e nativas do Brasil, visando levantar caracteres úteis para sua identificação. Todos os táxons estudados compartilham: epiderme uniestratificada; células buliformes na face adaxial; mesofilo com células invaginantes, células em roseta e células fusoides; e feixes vasculares colaterais. Bambus herbáceos compartilham: papilas dispersas na face abaxial e grupos de células buliformes organizadas paralelamente; enquanto que bambos lignificados compartilham: papilas organizadas em colunas centrais e grupos de células buliformes em forma de leque. Ainda dentre os bambus lignificados, fibras intercostais e nervura central com apenas um feixe vascular (nervura central simples) caracterizam a subtribo Arthrostylidiinae; enquanto que nervura central com mais de um feixe vascular (nervura central complexa) e aparelho estomático com duas papilas por célula subsidiária caracterizam a subtribo Chusqueinae. Há ainda caracteres anatômicos diagnósticos, tais como: forma da papila, e forma e estrutura da nervura central. Uma chave de identificação é fornecida baseada nos caracteres anatômicos relevantes à identificação das espécies estudadas. <![CDATA[Modelagem da adequabilidade de habitat do bivalve invasor <em>Corbicula fluminea</em> em uma lagoa rasa Neotropical]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842016000300718&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract This study aimed to model the habitat suitability for an invasive clam Corbicula fluminea in a coastal shallow lagoon in the southern Neotropical region (–30.22, –50.55). The lagoon (19km2, maximum deep 2.5m) was sampled with an Ekman dredge in an orthogonal matrix comprising 84 points. At each sampling point, were obtained environmental descriptors as depth, organic matter content (OMC), average granulometry (Avgran), and the percentage of sand (Pcsand). Prediction performance of Generalized Linear Models (GLM), Generalized Additive Models (GAM) and Boosted Regression Tree (BRT) were compared. Also, niche overlapping with other native clam species (Castalia martensi, Neocorbicula limosa and Anodontites trapesialis) was examined. A BRT model with 1400 trees was selected as the best model, with cross-validated correlation of 0.82. The relative contributions of predictors were Pcsand-42.6%, OMC-35.8%, Avgran-10.9% and Depth-10.8%. Were identified that C. fluminea occur mainly in sandy sediments with few organic matter, in shallow areas nor by the shore. The PCA showed a wide niche overlap with the native clam species C. martensi, N. limosa and A. trapesialis.<hr/>Resumo O objetivo de deste estudo foi modelar a adequabilidade de habitat do bivalve invasor Corbicula fluminea em uma lagoa costeira na região Neotropical (–30.22, –50.55). A lagoa (19km2, 2,5 m de profundidade máxima) foi amostrada com uma draga Ekman em uma matriz ortogonal compreendendo 84 pontos. Em cada ponto de amostragem foram obtidos descritores ambientais como a profundidade, teor de matéria orgânica (OMC), granulometria média (Avgran), e a percentagem de areia (Pcsand). O poder preditivo dos métodos Modelos Lineares Generalizados (GLM), Modelos Aditivos Generalizados (GAM) e Boosted Regression Trees (BRT) foram comparados. Além disso, a sobreposição de nicho com espécies de moluscos nativos (Castalia martensi, Neocorbicula limosa e Anodontites trapesialis) foi examinada. Um modelo BRT com 1.400 árvores foi selecionado como o melhor modelo, com correlação da validação cruzada de 0,82. As contribuições relativas dos preditores foram Pcsand-42,6%, OMC-35,8%, Avgran-10,9% e profundidade-10,8%. Foi demonstrado que C. fluminea está associada a sedimentos arenosos com pouca matéria orgânica, em áreas rasas próximo às margens. A PCA mostrou uma ampla sobreposição de nicho com as espécies de moluscos nativos C. martensi, N. limosa e A. trapesialis. <![CDATA[Densidade de sementes e remoção em <em>Syagrus loefgrenii</em> Glassman (Arecaceae) no Cerrado brasileiro]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842016000300726&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract In this study, I tested the effect of Syagrus loefgrenii nut number on the removal intensity by rodents across seasons. Also, I assessed both S. loefgrenii fruit production, and dispersion pattern to analyze the relationship between these parameters and nut removal. Trials were performed (autumn, winter, spring, and summer), in which endocarps were placed inside trays (5, 15, and 40 endocarps) in the Cerrado (Brazilian savanna). Syagrus loefgrenii exhibited clumped distribution, although its local density had no correlation with endocarp removal rate. Despite of variations, S. loefgrenii fruit production had no seasonal difference, although, high proportions of endocarps were year round removed. This mostly results from nearly complete endocarp loss in depots of 5 and 15, while the opposite occurred in those of 40. Hence, the intensity of removal consistently decreases with endocarp number, so that endocarp removal conformed to negative distance-dependence. As this palm exhibit clumped distribution and, in principle, fruit asynchronously, if, at least, a group of neighboring stems bore fruits simultaneously, an enhanced number of nuts might be available at a given site. Therefore, seeds within a dense S. loefgrenii fruit patch might experience high survival rates due to satiation of post dispersal seed predators.<hr/>Resumo Neste estudo, testei o efeito da densidade de endocarpos de Syagrus loefgrenii sobre a intensidade de remoção por roedores conforme a estação do ano. Também, avaliei tanto a produção de frutos, quanto o padrão de dispersão dessa palmeira em relação à intensidade de remoção de endocarpos. Executei experimentos no Cerrado (outono, inverno, primavera e verão), nos quais acondicionei 5, 15 e 40 endocarpos em pratos plásticos perfurados (pilhas experimentais). Syagrus loefgrenii exibiu distribuição agrupada. Apesar disso, a densidade local dessa palmeira em nenhuma estação esteve correlacionada com a taxa de remoção de endocarpos. Não ocorreram diferenças temporais significativas quanto aos níveis de frutificação, e, simultaneamente, documentei intensa remoção de endocarpos. Isso ocorreu, sobretudo, nas pilhas com 5 e 15 endocarpos, as quais, na maioria dos casos, perderam quase todos endocarpos. No entanto, as pilhas com 40 perderam poucos diásporos. Nesse sentido a intensidade de remoção decresceu consistentemente conforme o número de endocarpos, tal que esse processo mostrou ser negativamente dependente da distância. Syagrus loefgrenii exibiu padrão agrupado de distribuição, além de produzir frutos assincronicamente. Nesse sentido, caso um grupo de palmeiras vizinhas frutifique simultaneamente, uma grande quantidade de diásporos estará disponível em um dado local. Portanto, sementes em meio a uma densa carga de frutos podem ser favorecidas, uma vez que predadores pós-dispersão seriam saciados. <![CDATA[Avaliação da comunidade de macroinvertebrados bentônicos em produção de tilápia-do-Nilo com uso de coletores com substrato artificial]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842016000300735&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Biomonitoring is a cheap and effective tool for evaluation of water quality, and infer on the balance of aquatic ecosystems. The benthic macroinvertebrates are bioindicators sensitive to environmental changes, and can assist in detecting and preventing impacts such as organic enrichment and imbalance in the food chain. We compared the structure of benthic communities on artificial substrate samplers located in places near and far from net cages for production of Nile tilapia (Oreochromis niloticus). Samplers were manufactured with nylon net, using substrates such as crushed stone, gravel, loofah and cattail leaves. Samples were collected after 30 days of colonization, rinsed and then the specimens were identified and quantified. The following metrics were calculated: richness of Operational Taxonomic Units, Margalef richness, abundance of individuals, Shannon index and evenness index. The macrobenthic community structure was strongly modified according to the proximity of the net cages. Metrics showed significant differences (p &lt; 0.05) between near and distant sites, for both periods (dry and rainy seasons). The position of the samplers significantly affected the structure of macroinvertebrate community, as near sites showed higher values for the community metrics, such as richness and diversity. Near sites presented a larger number of individuals, observed both in the dry and rainy seasons, with a predominance of Chironomidae (Diptera) in the dry season and Tubificidae (Oligochaeta) in the rainy season.<hr/>Resumo O biomonitoramento é uma ferramenta com custo relativamente baixo e eficaz para avaliação da qualidade da água, além de inferir sobre o equilíbrio dos ecossistemas aquáticos. Os macroinvertebrados bentônicos são bioindicadores sensíveis às mudanças ambientais, e podem auxiliar na detecção e prevenção de impactos como o enriquecimento orgânico e o desequilíbrio da cadeia alimentar. Como objetivo, foi comparada a estrutura das comunidades bentônicas em coletores com substrato artificial situados em locais próximos e distantes de tanques rede para produção de tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus). Os coletores foram fabricados com rede de náilon, utilizando os substratos brita, cascalho, bucha vegetal e folhas de taboa. Foram realizadas coletas após 30 dias de colonização. As amostras foram lavadas e os espécimes identificados e quantificados. As métricas calculadas foram: riqueza de Unidades Taxonômicas Operacionais, riqueza de Margalef, abundância de indivíduos, índice de Shannon e índice de Pielou. A estrutura da comunidade macrobentônica foi fortemente modificada de acordo com a proximidade dos tanques-rede. As métricas apresentaram diferenças significativas (p &lt; 0,05) entre os locais próximos e distantes, em ambos os períodos (estações seca e chuvosa). A posição dos amostradores afetou significativamente a estrutura da comunidade de macroinvertebrados, na medida em que locais próximos dos tanques rede apresentaram valores mais elevados para as métricas de comunidade, como riqueza e diversidade. Amostras próximas aos tanques rede apresentaram um maior número de indivíduos em ambas as estações do ano, com predomínio de Chironomidae (Diptera) na estação seca e Tubificidae (Oligochaeta) na estação chuvosa. <![CDATA[Redescobrindo o hermafroditismo em Grammatidae com a descrição da glândula testicular de <em>Gramma brasiliensis</em>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842016000300743&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Many aspects of sex change in reef fishes have been studied, including behavior and social organization. However, gonad histology remains the most robust way to identify sexual patterns in fishes. Some uncommon tissues remain poorly described, such as the accessory gonadal structures found in species from the Gobiidae family, which are rare in other bony fishes. This is the first report of the testicular gland in Gramma brasiliensis and for the Grammatidae family. Between April 2011 and February 2012 eighty specimens were collected during four dive campaigns on the Taipus de Fora reef (13°56’20”S 38°55’32”W), Bahia, Northeast Brazil, and their sex was determined. Thirteen per cent of the active-females and 90% of the active-males had testicular gland tissue in their ovotestis. This discovery led to additional research into the characteristics of the gland tissue and its relationship with gonadal maturation. Three patterns of testicular gland development were found in Brazilian basslet ovotestis. Both ova and sperm-producing gonad contained testicular gland tissue, and the appearance of this tissue seems to be the first modification of ovotestis tissue marking the beginning of the protogynous sex-change process in G. brasiliensis.<hr/>Resumo Diversos aspectos da troca de sexo em peixes recifais vem sendo estudados, incluindo comportamentos e organização social. Entretanto, a histologia das gônadas continua sendo a maneira mais robusta para se identificar padrões sexuais em peixes. Alguns tecidos incomuns, tais como as estruturas anexas a gônada encontradas em espécies da família Gobiidae e raras em outras espécies são pouco estudados. Este trabalho é a primeira descrição da glândula testicular em Gramma brasiliensis e para a família Grammatidae. Entre abril de 2011 e fevereiro de 2012, oitenta espécimes foram coletados durante quatro amostragens no recife de Taipus de Fora (13°56’20”S 38°55’32”W), Bahia, Brasil, e tiveram seus sexos determinados. Treze por cento das fêmeas ativas e noventa por cento dos machos ativos apresentaram tecido da glândula testicular em suas gônadas. Esta descoberta levou ao estudo da características dessa estrutura e sua relação com a maturação gonadal. Foram identificados três padrões de desenvolvimento da glândula testicular nas gônadas do Gramma brasiliensis. Tanto as gônadas produtoras de espermatozoides quanto as de oócitos apresentaram tecido da glândula testicular, e o surgimento desse tecido parece ser a primeira modificação gonadal do início da troca de sexo protogínica em G. brasiliensis. <![CDATA[Uma nova espécie de <em>Tanycarpa</em> Förster (1862) (Hymenoptera: Braconidae: Alysiinae) do Parque Nacional do Itatiaia, Rio de Janeiro, Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842016000300750&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract This is the first description of a species of the genus Tanycarpa Förster (1862) for Brazil. Forty-eight specimens were collected in High Montane Dense Ombrophilous Forest area at National Park of Itatiaia, RJ, using four Malaise traps installed, respectively, at four different altitudes. This study is based on a description of two species of Tanycarpa from Colombia, Tanycarpa edithae and Tanycarpa sarmientoi, which are the only species of this genus recognized for the neotropics.<hr/>Resumo Esta é a primeira descrição de uma espécie do gênero Tanycarpa Förster (1862) para o Brasil. Foram coletados 48 espécimes em uma área de Floresta Ombrófila Densa Alto Montana do Parque Nacional do Itatiaia, RJ, com o uso de quatro armadilhas Malaise instaladas, respectivamente, em quatro altitudes diferentes. Este trabalho foi baseado na descrição de duas espécies de Tanycarpa da Colômbia, Tanycarpa edithae e Tanycarpa sarimentoi, as únicas espécies desse gênero reconhecidas para a região Neotropical. <![CDATA[Salinidade não altera a eficácia de mentol como um anestésico e sedativo durante a manipulação e transporte de juvenis de robalo peva (<em>Centropomus parallelus</em>)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842016000300757&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract The effectiveness of menthol as anesthetic and sedative for fat snook (Centropomus parallelus) was tested at different salinities. In the first experiment, the fish were exposed to different concentrations of menthol (25, 37 and 50 mg L–1) in water at different salinities (0, 17 and 36 ppt). In the second experiment, the fish were transported for 10 hours in water with menthol at concentrations of 0, 3.7 and 7.4 mg L–1 under different salinities. Na+ and K+ ions from fish body and water were analyzed after transport. The optimal concentrations of menthol for a short handling period and surgical induction was 37 and 50 mg L–1, respectively, and these values were independent of salinity. After transport, neither mortality nor significant changes in ammonia or dissolved oxygen were observed between treatments at the different salinities. The nitrite levels were lower in freshwater than in brackish and saltwater, but did not change with mentol. The total body levels of Na+ increased with the salinity increase. Menthol is an effective anesthetic for handling of juvenile fat snook at different salinities. Menthol did not influence the measured water parameters and body ions, and it is not necessary for the transport of fat snook.<hr/>Resumo A eficácia de mentol como anestésico e sedativo para o robalo peva (Centropomus parallelus) foi testada em diferentes salinidades. No primeiro experimento, os peixes foram expostos a diferentes concentrações de mentol (25, 37 e 50 mg L–1) em diferentes salinidades na água (0, 17 e 36 ppt). No segundo experimento, os peixes foram transportados por 10 horas em água com mentol nas concentrações de 0, 3,7 e 7,4 mg L–1 sob diferentes salinidades. O Na+ e K+ do corpo do peixe e a água foram analisados após o transporte. As concentrações ideais de mentol para um período curto de manipulação e indução cirúrgica foi 37 e 50 mg/L, respectivamente, sendo esses valores independentes da salinidade da água. Após o transporte, não foi verificado mortalidades e nem alterações significativas nos níveis da amônia e oxigênio dissolvido entre os tratamentos para as diferentes salinidades. Os níveis de nitrito foram mais baixos em água doce do que em água salobra e água salgada, mas não se alterou com o mentol. Os níveis corporais de Na+ e K+ aumentaram com o aumento da salinidade. Mentol é um eficaz anestésico para manipulação de robalo peva juvenil em diferentes salinidades. Mentol não influenciou os parâmetros de medição de água e íons do corpo, e não é necessário para o transporte de robalo peva. <![CDATA[Abundância e distribuição espaço-temporal do camarão <em>Xiphopenaeus kroyeri</em> (Decapoda: Penaeidae): uma espécie em explotação no sudeste do Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842016000300764&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract This study evaluated the abundance and spatial-temporal distribution of the shrimp Xiphopenaeus kroyeri in the coastal region of Macaé, state of Rio de Janeiro, southeastern Brazil. Monthly samples were obtained from March 2008 to February 2010 in six stations located in Inner (5, 10 and 15m depth) and Outer (25, 35 and 45m depth) areas. It was used a commercial fishery boat equipped with an otter-trawl net (3.5 m mouth width, mesh size 20mm and 15mm in the cod end). Water samples were taken for determination of temperature and salinity, and sediment samples for determination of texture and organic matter content. A total of 7146 shrimps were sampled. About 95% of all shrimps were caught in the shallow area, i.e., depths &lt;20m. Greatest abundances were recorded in winter and spring. No significant correlation was observed between sediment (phi) and abundance. The distribution of X. kroyeri in the studied area was closely related to seasonal cold waterfront of the South Atlantic Central Water (SACW) and temperature was the main factor affecting the species abundance.<hr/>Resumo Este estudo avaliou a abundância e a distribuição espaço–temporal do camarão Xiphopenaeus kroyeri na área costeira da região de Macaé, estado do Rio de Janeiro no sudeste do Brasil. As coletas foram realizadas mensalmente de março de 2008 a fevereiro de 2010 em seis transectos localizados na área interna (5, 10 e 15m profundidade) e na área externa (25,35 e 45m profundidade). Foi utilizado um barco de pesca comercial equipado com uma rede de arrasto tipo otter-trawl (3,5m abertura de boca, 20mm de malha e 15mm de ensacador). Foram obtidas amostras de água para determinação da temperatura e da salinidade e amostras de sedimento para determinação da granulometria e teor de matéria orgânica. Um total estimado de 7146 camarões foi amostrado. Aproximadamente, 95% de todos os camarões foram capturados “Inner Area”, ou seja, profundidades &lt;20m. As maiores abundâncias foram registradas no inverno e na primavera. Não houve correlação significativa entre o sedimento (phi) e abundância. De acordo com os resultados deste estudo, a distribuição do X. kroyeri na área de estudo está intimamente ligada à sazonalidade da frente térmica da ACAS e a temperatura é o principal fator que afetou a abundância da espécie. <![CDATA[Influência do manejo da vegetação das taipas em arroz orgânico irrigado na diversidade de himenópteros parasitoides]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842016000300774&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Among the natural enemies of insect pests in rice fields, parasitoids are especially notable. To better understand the space-time dynamics of these insects, the objectives of this study were to describe and compare groups of parasitoids in organic irrigated rice fields using two management approaches for levee vegetation, and to relate them to the phenological stages of rice cultivation (the seedling, vegetative, and reproductive stages). The samples were taken in a plantation located in Viamão, RS, Brazil. The total area of 18 ha was divided into two parts: a no-cut (NC) subarea in which the wild vegetation of the levees was maintained, and a cut (C) subarea in which the levee vegetation was cut monthly. In each subarea, four Malaise traps considered as pseudo-replicas were installed and remained in the field for 24 hours at each sampling location. Collections occurred twice a month from the beginning of cultivation (October 2012) until harvest (March 2013). A total of 3,184 Hymenoptera parasitoids were collected: 2,038 individuals in the NC subarea and 1,146 in the C subarea. We identified 458 morphospecies distributed in 24 families. Mymaridae was the most abundant and Eulophidae was the richest in both subareas. A total of 198 morphospecies was shared between the subareas, including Platygastridae, Eulophidae, and Mymaridae, which were the families with the highest number of shared species. The richness and abundance of parasitoids varied according to their phenological developmental stages, with peak abundance registering during the vegetative period. The Morisita index identified three groupings, indicating a similarity that was related to the three phases of rice growth and development: seedling, vegetative and post-harvest.<hr/>Resumo Entre os inimigos naturais de insetos pragas em campos de arroz, parasitoides são especialmente notáveis. Para melhor entender a dinâmica espaço-temporal destes insetos, os objetivos desse estudo foram descrever e comparar os grupos de parasitoides em campos de arroz orgânico irrigado utilizando duas abordagens de manejo da vegetação das taipas, e relacioná-los com os estádios fenológicos da cultura (plântula, vegetativo e reprodutivo). As amostragens foram realizadas em uma plantação localizada em Viamão, RS. A área total de 18 ha foi dividida em duas partes: uma subárea não roçada (NR) na qual a vegetação espontânea das taipas foi mantida, e uma roçada (R) subárea em que a vegetação das taipas foi roçada mensalmente. Em cada subárea, quatro armadilhas Malaise consideradas pseudo-réplicas foram instaladas e mantiveram-se no campo durante 24 horas, em cada local de amostragem. As coletas ocorreram duas vezes por mês, desde o início do cultivo (outubro de 2012) até a colheita (março de 2013). Um total de 3.184 himenópteros parasitoides foram coletados: 2.038 indivíduos na subárea NR e 1.146 na R. Foram identificadas 458 morfoespécies, distribuídas em 24 famílias. Mymaridae foi a mais abundante e Eulophidae a mais rica para ambas as subáreas. Um total de 198 morfoespécies foi compartilhado entre as subáreas, incluindo Platygastridae, Eulophidae e Mymaridae, que foram as famílias com o maior número de espécies compartilhadas. A riqueza e a abundância de parasitoides variou de acordo com as fases de desenvolvimento fenológico da cultura, com pico de abundância registrado no período vegetativo. O Índice de Morisita identificou três grupamentos indicando uma similaridade relacionada às fases da cultura, plântula, vegetativo e, na pós-colheita. <![CDATA[<em>Clinodiplosis agerati</em> (Diptera, Cecidomyiidae), uma nova espécie galhadora associada a <em>Ageratum conyzoides</em> (Asteraceae) do Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842016000300782&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Clinodiplosis agerati, a new galling species that induces stem galls on Ageratum conyzoides (Asteraceae) is described and illustrated (larva, pupa, male, female and gall) based on material collected in Minas Gerais, Brazil. The new species is compared with the other Neotropical species. This is the first record of the Clinodiplosis in Ageratum.<hr/>Resumo Clinodiplosis agerati, uma nova espécie cecidógena que induz galhas caulinares em Ageratum conyzoides (Asteraceae) é descrita e ilustrada (larva, pupa, macho, fêmea e galha) com base em material coletado em Minas Gerais, Brasil. A nova espécie é comparada com as outras espécies neotropicais. Este é o primeiro registro de Clinodiplosis em Ageratum. <![CDATA[Galhas de insetos da Restinga de Marambaia (Barra de Guaratiba, Rio de Janeiro, RJ)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842016000300787&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Thirty-one morphotypes of insect galls and two flower damages were found on 16 families, 22 genera and 24 plant species in Restinga de Marambaia (Barra de Guaratiba, Rio de Janeiro, RJ). Fabaceae and Myrtaceae were the plant families with the greatest richness of insect galls (4 and 6 morphotypes, respectively), and the greatest number of galled plants (four and three species, respectively). Galls were mostly found on leaves and stems (77% and 10%, respectively). The galling insects are represented by Diptera, Lepidoptera, and Hemiptera. The majority of the galls (81%) were induced by gall midges (Cecidomyiidae: Diptera).<hr/>Resumo Foram encontrados 31 morfotipos de galhas de insetos e dois danos em flores em 16 famílias, 22 gêneros e 24 espécies de plantas, na Restinga de Marambaia (Barra de Guaratiba, Rio de Janeiro, RJ). Fabaceae e Myrtaceae foram as famílias de plantas com maior riqueza de galhas (4 e 6 morfotipos, respectivamente) e maior número de espécies com galhas (quatro e três espécies, respectivamente). As galhas predominaram nas folhas e caules (77% e 10%, respectivamente). Os insetos galhadores estão representados por Diptera, Lepidoptera e Hemiptera. A maioria das galhas (81%) foi induzida por Cecidomyiidae (Diptera). <![CDATA[Caracterização morfológica de três espécies de Apiaceae e sua ingestão pela joaninha de doze pintas (Coleoptera: Coccinellidae)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842016000300796&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Larvae and adults of certain species of predator lady beetles feed on pollen, guaranteeing their survival, and at times, reproduction in the absence of preferred prey. Palynology, therefore, may contribute in the investigation of botanical families visited by these predators in order to obtain this floral resource. There are records of the visitation of Apiaceae flowers by Coleomegilla maculata DeGeer, 1775 (Coleoptera, Coccinellidae), but not the ingestion of their pollen grains by this lady beetle. The external morphology of pollen grains of three Apiaceae aromatic species (Anethum graveolens L., Coriandrum sativum L., Foeniculum vulgare Mill.) was characterized, and it was evaluated the ingestion of these pollens by fourth instar larvae and adults of C. maculata upon confinement along with flowers of these Apiaceae for 24 and 48 hours. The pollen grains of those species presented similar external morphology. In the two times of exposure, the larvae ingested the same amount of pollen from the three Apiaceae species, and the amount of C. sativum pollen ingested was the same between larvae and adults. The amount of A. graveolens pollen grains ingested by the adults was significantly greater than the pollens of C. sativum and F. vulgare, in 24 hours, with the opposite occurring in 48 hours. In the first 24 hours, the adults ingested more A. graveolens pollen than the larvae, with the opposite occurring with F. vulgare. There was no significant difference in the amount of Apiaceae pollen ingested between larvae and adults in 48 hours. The results suggest that the pollen-eating habits of certain aphidophagous lady beetles may be crucial in their preservation within agro-ecosystems.<hr/>Resumo Larvas e adultos de certas espécies de joaninhas predadoras podem se alimentar de pólen, garantindo a sua sobrevivência, e, às vezes, a reprodução na ausência da presa preferencial. Palinologia, portanto, pode contribuir na investigação de famílias botânicas visitadas por estes predadores a fim de obter esse recurso floral. Há registros da visitação de flores de Apiaceae por Coleomegilla maculata DeGeer, 1775 (Coleoptera, Coccinellidae), mas não da ingestão de seus grãos de pólen por essa joaninha. A morfologia externa de grãos de pólen de três espécies aromáticas de Apiaceae (Anethum graveolens L., Coriandrum sativum L., Foeniculum vulgare Mill.) foi caracterizada e avaliou-se a ingestão desses polens por larvas de quarto instar e adultos de C. maculata em confinamento com flores dessas Apiaceae por 24 e 48 horas. Os grãos de pólen dessas espécies apresentaram morfologia externa semelhante. Nos dois tempos de exposição, as larvas ingeriram a mesma quantidade de pólen das três espécies de Apiaceae, e a quantidade de pólen de C. sativum ingerida foi semelhante entre as larvas e adultos. A quantidade de grãos de pólen de A. graveolens ingerida pelos adultos foi significativamente maior do que a dos polens de C. sativum e F. vulgare, em 24 horas, com o oposto ocorrendo em 48 horas. Nas primeiras 24 horas, os adultos ingeriram mais pólen de A. graveolens do que as larvas, ocorrendo o oposto com F. vulgare. Não houve diferença significativa na quantidade de pólen de Apiaceae ingerida entre as larvas e adultos em 48 horas. Os resultados sugerem que o hábito de alimentar de pólen de certas joaninhas afidófagas pode ser crucial para a sua preservação dentro dos agroecossistemas. <![CDATA[First occurrence of <em>Euneura sopolis</em> (Hymenoptera, Pteromalidae) hyperparasiting <em>Xenostigmus bifasciatus</em> (Hymenoptera, Braconidae) in Brazil: implications for biological control of pine aphids]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842016000300804&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Larvae and adults of certain species of predator lady beetles feed on pollen, guaranteeing their survival, and at times, reproduction in the absence of preferred prey. Palynology, therefore, may contribute in the investigation of botanical families visited by these predators in order to obtain this floral resource. There are records of the visitation of Apiaceae flowers by Coleomegilla maculata DeGeer, 1775 (Coleoptera, Coccinellidae), but not the ingestion of their pollen grains by this lady beetle. The external morphology of pollen grains of three Apiaceae aromatic species (Anethum graveolens L., Coriandrum sativum L., Foeniculum vulgare Mill.) was characterized, and it was evaluated the ingestion of these pollens by fourth instar larvae and adults of C. maculata upon confinement along with flowers of these Apiaceae for 24 and 48 hours. The pollen grains of those species presented similar external morphology. In the two times of exposure, the larvae ingested the same amount of pollen from the three Apiaceae species, and the amount of C. sativum pollen ingested was the same between larvae and adults. The amount of A. graveolens pollen grains ingested by the adults was significantly greater than the pollens of C. sativum and F. vulgare, in 24 hours, with the opposite occurring in 48 hours. In the first 24 hours, the adults ingested more A. graveolens pollen than the larvae, with the opposite occurring with F. vulgare. There was no significant difference in the amount of Apiaceae pollen ingested between larvae and adults in 48 hours. The results suggest that the pollen-eating habits of certain aphidophagous lady beetles may be crucial in their preservation within agro-ecosystems.<hr/>Resumo Larvas e adultos de certas espécies de joaninhas predadoras podem se alimentar de pólen, garantindo a sua sobrevivência, e, às vezes, a reprodução na ausência da presa preferencial. Palinologia, portanto, pode contribuir na investigação de famílias botânicas visitadas por estes predadores a fim de obter esse recurso floral. Há registros da visitação de flores de Apiaceae por Coleomegilla maculata DeGeer, 1775 (Coleoptera, Coccinellidae), mas não da ingestão de seus grãos de pólen por essa joaninha. A morfologia externa de grãos de pólen de três espécies aromáticas de Apiaceae (Anethum graveolens L., Coriandrum sativum L., Foeniculum vulgare Mill.) foi caracterizada e avaliou-se a ingestão desses polens por larvas de quarto instar e adultos de C. maculata em confinamento com flores dessas Apiaceae por 24 e 48 horas. Os grãos de pólen dessas espécies apresentaram morfologia externa semelhante. Nos dois tempos de exposição, as larvas ingeriram a mesma quantidade de pólen das três espécies de Apiaceae, e a quantidade de pólen de C. sativum ingerida foi semelhante entre as larvas e adultos. A quantidade de grãos de pólen de A. graveolens ingerida pelos adultos foi significativamente maior do que a dos polens de C. sativum e F. vulgare, em 24 horas, com o oposto ocorrendo em 48 horas. Nas primeiras 24 horas, os adultos ingeriram mais pólen de A. graveolens do que as larvas, ocorrendo o oposto com F. vulgare. Não houve diferença significativa na quantidade de pólen de Apiaceae ingerida entre as larvas e adultos em 48 horas. Os resultados sugerem que o hábito de alimentar de pólen de certas joaninhas afidófagas pode ser crucial para a sua preservação dentro dos agroecossistemas. <![CDATA[The first record of <em>Notocyphus tyrannicus</em> Smith, (Hymenoptera: Pompilidae) as parasitoid of <em>Acanthoscurria</em> Ausserer, 1871 (Teraphosidae: Teraphosinae)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842016000300806&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Larvae and adults of certain species of predator lady beetles feed on pollen, guaranteeing their survival, and at times, reproduction in the absence of preferred prey. Palynology, therefore, may contribute in the investigation of botanical families visited by these predators in order to obtain this floral resource. There are records of the visitation of Apiaceae flowers by Coleomegilla maculata DeGeer, 1775 (Coleoptera, Coccinellidae), but not the ingestion of their pollen grains by this lady beetle. The external morphology of pollen grains of three Apiaceae aromatic species (Anethum graveolens L., Coriandrum sativum L., Foeniculum vulgare Mill.) was characterized, and it was evaluated the ingestion of these pollens by fourth instar larvae and adults of C. maculata upon confinement along with flowers of these Apiaceae for 24 and 48 hours. The pollen grains of those species presented similar external morphology. In the two times of exposure, the larvae ingested the same amount of pollen from the three Apiaceae species, and the amount of C. sativum pollen ingested was the same between larvae and adults. The amount of A. graveolens pollen grains ingested by the adults was significantly greater than the pollens of C. sativum and F. vulgare, in 24 hours, with the opposite occurring in 48 hours. In the first 24 hours, the adults ingested more A. graveolens pollen than the larvae, with the opposite occurring with F. vulgare. There was no significant difference in the amount of Apiaceae pollen ingested between larvae and adults in 48 hours. The results suggest that the pollen-eating habits of certain aphidophagous lady beetles may be crucial in their preservation within agro-ecosystems.<hr/>Resumo Larvas e adultos de certas espécies de joaninhas predadoras podem se alimentar de pólen, garantindo a sua sobrevivência, e, às vezes, a reprodução na ausência da presa preferencial. Palinologia, portanto, pode contribuir na investigação de famílias botânicas visitadas por estes predadores a fim de obter esse recurso floral. Há registros da visitação de flores de Apiaceae por Coleomegilla maculata DeGeer, 1775 (Coleoptera, Coccinellidae), mas não da ingestão de seus grãos de pólen por essa joaninha. A morfologia externa de grãos de pólen de três espécies aromáticas de Apiaceae (Anethum graveolens L., Coriandrum sativum L., Foeniculum vulgare Mill.) foi caracterizada e avaliou-se a ingestão desses polens por larvas de quarto instar e adultos de C. maculata em confinamento com flores dessas Apiaceae por 24 e 48 horas. Os grãos de pólen dessas espécies apresentaram morfologia externa semelhante. Nos dois tempos de exposição, as larvas ingeriram a mesma quantidade de pólen das três espécies de Apiaceae, e a quantidade de pólen de C. sativum ingerida foi semelhante entre as larvas e adultos. A quantidade de grãos de pólen de A. graveolens ingerida pelos adultos foi significativamente maior do que a dos polens de C. sativum e F. vulgare, em 24 horas, com o oposto ocorrendo em 48 horas. Nas primeiras 24 horas, os adultos ingeriram mais pólen de A. graveolens do que as larvas, ocorrendo o oposto com F. vulgare. Não houve diferença significativa na quantidade de pólen de Apiaceae ingerida entre as larvas e adultos em 48 horas. Os resultados sugerem que o hábito de alimentar de pólen de certas joaninhas afidófagas pode ser crucial para a sua preservação dentro dos agroecossistemas. <![CDATA[Documented record of the Light-mantled Albatross <em>Phoebetria palpebrata</em> (Foster, 1785) from southeastern Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842016000300808&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Larvae and adults of certain species of predator lady beetles feed on pollen, guaranteeing their survival, and at times, reproduction in the absence of preferred prey. Palynology, therefore, may contribute in the investigation of botanical families visited by these predators in order to obtain this floral resource. There are records of the visitation of Apiaceae flowers by Coleomegilla maculata DeGeer, 1775 (Coleoptera, Coccinellidae), but not the ingestion of their pollen grains by this lady beetle. The external morphology of pollen grains of three Apiaceae aromatic species (Anethum graveolens L., Coriandrum sativum L., Foeniculum vulgare Mill.) was characterized, and it was evaluated the ingestion of these pollens by fourth instar larvae and adults of C. maculata upon confinement along with flowers of these Apiaceae for 24 and 48 hours. The pollen grains of those species presented similar external morphology. In the two times of exposure, the larvae ingested the same amount of pollen from the three Apiaceae species, and the amount of C. sativum pollen ingested was the same between larvae and adults. The amount of A. graveolens pollen grains ingested by the adults was significantly greater than the pollens of C. sativum and F. vulgare, in 24 hours, with the opposite occurring in 48 hours. In the first 24 hours, the adults ingested more A. graveolens pollen than the larvae, with the opposite occurring with F. vulgare. There was no significant difference in the amount of Apiaceae pollen ingested between larvae and adults in 48 hours. The results suggest that the pollen-eating habits of certain aphidophagous lady beetles may be crucial in their preservation within agro-ecosystems.<hr/>Resumo Larvas e adultos de certas espécies de joaninhas predadoras podem se alimentar de pólen, garantindo a sua sobrevivência, e, às vezes, a reprodução na ausência da presa preferencial. Palinologia, portanto, pode contribuir na investigação de famílias botânicas visitadas por estes predadores a fim de obter esse recurso floral. Há registros da visitação de flores de Apiaceae por Coleomegilla maculata DeGeer, 1775 (Coleoptera, Coccinellidae), mas não da ingestão de seus grãos de pólen por essa joaninha. A morfologia externa de grãos de pólen de três espécies aromáticas de Apiaceae (Anethum graveolens L., Coriandrum sativum L., Foeniculum vulgare Mill.) foi caracterizada e avaliou-se a ingestão desses polens por larvas de quarto instar e adultos de C. maculata em confinamento com flores dessas Apiaceae por 24 e 48 horas. Os grãos de pólen dessas espécies apresentaram morfologia externa semelhante. Nos dois tempos de exposição, as larvas ingeriram a mesma quantidade de pólen das três espécies de Apiaceae, e a quantidade de pólen de C. sativum ingerida foi semelhante entre as larvas e adultos. A quantidade de grãos de pólen de A. graveolens ingerida pelos adultos foi significativamente maior do que a dos polens de C. sativum e F. vulgare, em 24 horas, com o oposto ocorrendo em 48 horas. Nas primeiras 24 horas, os adultos ingeriram mais pólen de A. graveolens do que as larvas, ocorrendo o oposto com F. vulgare. Não houve diferença significativa na quantidade de pólen de Apiaceae ingerida entre as larvas e adultos em 48 horas. Os resultados sugerem que o hábito de alimentar de pólen de certas joaninhas afidófagas pode ser crucial para a sua preservação dentro dos agroecossistemas. <![CDATA[Erratum]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-69842016000300810&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Larvae and adults of certain species of predator lady beetles feed on pollen, guaranteeing their survival, and at times, reproduction in the absence of preferred prey. Palynology, therefore, may contribute in the investigation of botanical families visited by these predators in order to obtain this floral resource. There are records of the visitation of Apiaceae flowers by Coleomegilla maculata DeGeer, 1775 (Coleoptera, Coccinellidae), but not the ingestion of their pollen grains by this lady beetle. The external morphology of pollen grains of three Apiaceae aromatic species (Anethum graveolens L., Coriandrum sativum L., Foeniculum vulgare Mill.) was characterized, and it was evaluated the ingestion of these pollens by fourth instar larvae and adults of C. maculata upon confinement along with flowers of these Apiaceae for 24 and 48 hours. The pollen grains of those species presented similar external morphology. In the two times of exposure, the larvae ingested the same amount of pollen from the three Apiaceae species, and the amount of C. sativum pollen ingested was the same between larvae and adults. The amount of A. graveolens pollen grains ingested by the adults was significantly greater than the pollens of C. sativum and F. vulgare, in 24 hours, with the opposite occurring in 48 hours. In the first 24 hours, the adults ingested more A. graveolens pollen than the larvae, with the opposite occurring with F. vulgare. There was no significant difference in the amount of Apiaceae pollen ingested between larvae and adults in 48 hours. The results suggest that the pollen-eating habits of certain aphidophagous lady beetles may be crucial in their preservation within agro-ecosystems.<hr/>Resumo Larvas e adultos de certas espécies de joaninhas predadoras podem se alimentar de pólen, garantindo a sua sobrevivência, e, às vezes, a reprodução na ausência da presa preferencial. Palinologia, portanto, pode contribuir na investigação de famílias botânicas visitadas por estes predadores a fim de obter esse recurso floral. Há registros da visitação de flores de Apiaceae por Coleomegilla maculata DeGeer, 1775 (Coleoptera, Coccinellidae), mas não da ingestão de seus grãos de pólen por essa joaninha. A morfologia externa de grãos de pólen de três espécies aromáticas de Apiaceae (Anethum graveolens L., Coriandrum sativum L., Foeniculum vulgare Mill.) foi caracterizada e avaliou-se a ingestão desses polens por larvas de quarto instar e adultos de C. maculata em confinamento com flores dessas Apiaceae por 24 e 48 horas. Os grãos de pólen dessas espécies apresentaram morfologia externa semelhante. Nos dois tempos de exposição, as larvas ingeriram a mesma quantidade de pólen das três espécies de Apiaceae, e a quantidade de pólen de C. sativum ingerida foi semelhante entre as larvas e adultos. A quantidade de grãos de pólen de A. graveolens ingerida pelos adultos foi significativamente maior do que a dos polens de C. sativum e F. vulgare, em 24 horas, com o oposto ocorrendo em 48 horas. Nas primeiras 24 horas, os adultos ingeriram mais pólen de A. graveolens do que as larvas, ocorrendo o oposto com F. vulgare. Não houve diferença significativa na quantidade de pólen de Apiaceae ingerida entre as larvas e adultos em 48 horas. Os resultados sugerem que o hábito de alimentar de pólen de certas joaninhas afidófagas pode ser crucial para a sua preservação dentro dos agroecossistemas.