Scielo RSS <![CDATA[Revista Contabilidade & Finanças]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1519-707720170002&lang=en vol. 28 num. 74 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Presentation]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-70772017000200171&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[Positivism and “alternative” accounting research]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-70772017000200173&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[Influence of board interlocking on earnings management]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-70772017000200179&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT The participation of directors on more than one board is called “board interlocking”. This phenomenon contributes to the spread of management and governance practices, through directors sharing their knowledge and experiences on other boards. Thus, directors could “carry” the earnings management practices present in one company into another in which they sit on the board. It is assumed that the greater directors’ direct or indirect connections on boards, the greater the sharing of information, especially information that can be reflected in company earnings quality. In light of the above, the aim of this study is to verify the influence of board interlocking on earnings management in companies listed on the São Paulo Stock, Commodities, and Futures Exchange (BM&amp;FBovespa). The study is characterized as descriptive, quantitative, and documentary, and uses a sample of companies listed on the BM&amp;FBOVESPA between 2011 and 2013. For earnings management, the model from Kang and Sivaramakrishnan (1995) was used, while for interlocking, degree centrality measures were used for direct board member connections, and intermediation centrality for indirect connections. The results indicate that earnings management is influenced by the interlocking of board members. It is concluded that the greater the degree centrality, the greater positive earnings management is, and that variations in positive and negative accruals are influenced by board member intermediation. The results reinforce the idea that earnings management behavior can be transferred between companies by the directors that make up their boards.<hr/>RESUMO A participação de um conselheiro em mais de um conselho de administração é denominada de board interlocking. Tal fenômeno contribui para a disseminação de práticas gerenciais e de governança, a partir do compartilhamento de conhecimentos e experiências dos conselheiros em outros conselhos. Assim, um conselheiro poderia “levar” práticas de gerenciamento de resultados presentes em uma empresa para outra da qual faça parte do conselho. Presume-se que quanto maior for sua conexão, direta ou indireta, em conselhos, maior pode ser o compartilhamento de informações, sobretudo que possam refletir na qualidade do resultado das empresas. Diante do exposto, o objetivo deste estudo é verificar a influência do board interlocking no gerenciamento de resultados das empresas listadas na Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros de São Paulo (BM&amp;FBOVESPA). A pesquisa caracteriza-se como descritiva, quantitativa e documental, com uma amostra composta por empresas listadas na BM&amp;FBOVESPA no período de 2011-2013. Para o gerenciamento de resultados utilizou-se o modelo de Kang e Sivaramakrishnan (1995), enquanto que para o interlocking utilizaram-se as medidas de centralidade de grau, para conexões diretas de conselheiros, e centralidade de intermediação, para conexões indiretas. Os resultados indicam que o gerenciamento de resultados é influenciado pelo interlocking dos membros do conselho de administração. Conclui-se que quanto maior a centralidade de grau, maior o gerenciamento positivo de resultados, bem como variações dos accruals positivos e negativos são influenciadas pela intermediação dos membros do conselho de administração. Os resultados reforçam que o comportamento de gerenciamento de resultados pode ser transmitido entre empresas por meio dos membros que compõem seus conselhos de administração. <![CDATA[Unconditional conservatism in Brazilian public companies and tax neutrality]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-70772017000200197&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT Law n. 11,638/2007 legitimized the International Financial Reporting Standards (IFRS) adoption process in Brazil and introduced an accounting system detached from tax purposes in the country. This law aims to reduce the influence of tax law on accounting standards and improve the quality of financial reporting, as IFRS are considered to be higher quality standards. International literature shows a reduction in earnings quality in environments where accounting and tax rules are strongly linked. Moreover, the influence of tax legislation on financial accounting is seen to encourage unconditional conservatism, a bias with no advantages for financial market efficiency. Thus, tax neutrality is expected to provide a more favorable institutional environment for quality financial reporting by detaching corporate accounting from tax accounting. In light of the above, this study aims to verify whether the advent of tax neutrality influences unconditional conservatism in Brazilian public companies. The methodology used involves panel data regressions. The sample consists of non-financial publicly-traded companies with information published in Economática® covering 2002 to 2014. The results show differences in the relationship between taxation and financial reporting between firms that are subject to different levels of monitoring in the Brazilian stock market. Evidence of unconditional conservatism is only found in companies that are subject to greater market monitoring. In this group, it is observed that taxation does not induce unconditional conservatism in reported earnings, which is expected in a tax neutrality context.<hr/>RESUMO A Lei nº 11.638/2007 (Brasil, 2007) legitimou o processo de adoção das International Financial Reporting Standards (IFRS) no Brasil e introduziu um regime contábil desvinculado da finalidade tributária no país. Dentre os objetivos da referida lei estão a redução da influência da legislação fiscal nas normas contábeis e a melhora na qualidade do reporte financeiro, uma vez que as IFRS são consideradas normas de qualidade superior. A literatura internacional apresenta evidências de redução no poder informativo dos lucros em ambientes nos quais normas contábeis e tributárias estão fortemente vinculadas. Ademais, a influência da legislação fiscal sobre a contabilidade financeira é apontada como incentivo ao conservadorismo incondicional, viés que não apresenta vantagens à eficiência dos mercados financeiros. Assim, infere-se que a neutralidade tributária pode proporcionar um ambiente institucional mais favorável ao reporte financeiro de qualidade ao desvincular a contabilidade societária da contabilidade fiscal. Diante do exposto, o presente artigo tem o objetivo de verificar se o advento da neutralidade tributária influencia o conservadorismo incondicional nas companhias abertas brasileiras. A metodologia utilizada envolve regressões para dados em painel. A amostra é composta por companhias não financeiras de capital aberto com informações divulgadas na Economatica® no período de 2002 a 2014. Os resultados evidenciam diferenças na relação entre tributação e reporte financeiro entre firmas sujeitas a diferentes graus de monitoramento no mercado acionário brasileiro. São encontrados indícios de conservadorismo incondicional em empresas sujeitas a maior monitoramento de mercado, apenas. Neste grupo, observa-se que a tributação não induz o conservadorismo incondicional nos lucros divulgados, o que é esperado em um contexto de neutralidade tributária. <![CDATA[Complexity and corporate governance: an analysis of companies listed on the BM&FBOVESPA]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-70772017000200213&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT In light of the need to develop mechanisms of control, protection, and transparency regarding the relationships between principal and agent, and with the aim of eliminating or reducing the agency problem, corporate governance has emerged. Based on Agency Theory, separation of ownership and control of activities derives from the complexity of organizations. In this context, this study aims to analyze the relationship between dimensions of complexity and corporate governance in companies listed on the São Paulo Stock, Commodities, and Futures Exchange (BM&amp;FBOVESPA), in which contingency factors might influence organizational characteristics. The investigation gathers data from a sample of 162 companies listed on the BM&amp;FBOVESPA. The following statistical tests were used in the data analysis: Factor Analysis, Multiple Linear Regression, Correspondence Analysis, and Correlation Analysis. For measuring complexity, contingency variables such as age, size, diversification, and internationalization were adopted; and, to assess corporate governance, a representative index of the adoption of good governance practices was used. The results show that organizational complexity is explained by the size and diversification variables, whereas operational complexity is explained by the size, diversification, and internationalization variables. It was observed that in the two dimensions of complexity - organizational and operational - corporate governance was influenced by the diversification, internationalization, and age variables, with the latter involving an inverse relationship. It is concluded that companies displaying more complexity, in its two dimensions, record a higher level of corporate governance, which confirms the research hypothesis.<hr/>RESUMO Diante da necessidade de se criarem mecanismos de controle, proteção e transparência sobre as relações entre o principal e o agente, buscando eliminar ou reduzir o conflito de agência, surgiu a governança corporativa. À luz da Teoria da Agência, a separação das atividades de propriedade e controle é oriunda da complexidade das próprias organizações. Nesse contexto, o estudo tem como objetivo analisar a relação entre as dimensões da complexidade e a governança nas empresas listadas na Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros de São Paulo (BM&amp;FBOVESPA), em que os fatores contingenciais podem influenciar as características organizacionais. A investigação reúne dados amostrais de 162 empresas listadas na BM&amp;FBOVESPA. Para a análise dos dados, foram empregados os seguintes testes estatísticos: Análise Fatorial, Regressão Linear Múltipla, Análise de Correspondência e Análise de Correlação. Para a mensuração da complexidade, são adotadas em conjunto as variáveis contingenciais idade, tamanho, diversificação e internacionalização; e, para examinar a governança corporativa, utiliza-se um índice representativo da adoção de boas práticas de governança. Os resultados apontaram que a complexidade organizacional é explicada pelas variáveis tamanho e diversificação, enquanto a complexidade das operações pode ser observada por tamanho, diversificação e internacionalização. Constatou-se que, nas duas dimensões da complexidade - organizacional e das operações -, a governança corporativa sofreu influência das variáveis diversificação, internacionalização e idade, sendo esta última em relação inversa. Conclui-se, pois, que as empresas de mais complexidade, nas duas dimensões, registram índices de governança corporativa mais elevados, confirmando-se a hipótese da pesquisa. <![CDATA[Effects of the audit committee and the fiscal council on earnings quality in Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-70772017000200229&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT This study evaluates the effects of the audit committee and the fiscal council with their different characteristics on earnings quality in Brazil. The proxies of earnings quality used are: relevance of accounting information, timeliness, and conditional conservatism. The sample consists of Brazilian companies listed on the Brazilian Securities, Commodities, and Futures Exchange (BM&amp;FBOVESPA) with annual liquidity above 0.001 within the period from 2010 to 2013. Data were collected from the database Comdinheiro and the Reference Forms of companies available on the website of the Brazilian Securities and Exchange Commission (CVM) or the BM&amp;FBOVESPA. The samples used in the study totaled 718, 688, and 722 observations for the value relevance, timeliness, and conditional conservatism models, respectively. The results indicate that different arrangements of the fiscal council and the existence of the audit committee differently impact the accounting information properties. The presence of the fiscal council positively impacted the relevance of equity, while the presence of the audit committee, the relevance of earnings. Conditional conservatism is evidenced in the group of companies with a permanent fiscal council, demonstrating that it is significant as a governance mechanism, rather than the installation for temporary operation when asked by shareholders in an ordinary general meeting. The presence of both showed significant earnings for the market, but they were not timely, something which exposes restriction to the relevance found. Lastly, the powered fiscal council showed a positive association only concerning the relevance of equity.<hr/>RESUMO Este estudo avalia os efeitos do comitê de auditoria e do conselho fiscal com suas diferentes características na qualidade da informação contábil no Brasil. As proxies da qualidade da informação contábil utilizadas são: relevância da informação contábil, tempestividade e conservadorismo condicional. A amostra é composta por companhias abertas brasileiras listadas na Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros de São Paulo (BM&amp;FBOVESPA) com liquidez anual superior a 0,001 no período de 2010 a 2013. Os dados foram coletados na base de dados Comdinheiro e nos Formulários de Referência das empresas disponíveis no sítio eletrônico da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) ou da BM&amp;FBOVESPA. As amostras utilizadas no estudo totalizam 718, 688 e 722 observações para os modelos de relevância, tempestividade e conservadorismo, respectivamente. Os resultados indicam que diferentes arranjos do conselho fiscal e a existência do comitê de auditoria impactam diferentemente as propriedades da informação contábil. A presença do conselho fiscal impactou positivamente a relevância do patrimônio líquido, enquanto a presença do comitê de auditoria, a relevância do lucro. O conservadorismo condicional foi evidenciado no grupo de empresas com conselho fiscal permanente, demonstrando que este tem importância como mecanismo de governança, ao invés da instalação para funcionamento temporário quando solicitado por acionistas em assembleia geral ordinária. A presença de ambos apresentou lucros relevantes para o mercado, mas não tempestivos, o que expõe restrição à relevância encontrada. Por fim, o conselho fiscal turbinado apresentou associação positiva somente na relevância do patrimônio líquido. <![CDATA[Voluntary disclosure and earnings management: evidence from the Brazilian capital market]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-70772017000200249&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT This study examines the association between the voluntary disclosure of economic and financial information and earnings management. The outlined arguments on the subject are based on the assumption that consistent voluntary disclosure policies may reduce earnings management. The analysis is conducted on a random sample of 66 non-financial Brazilian listed companies in the 2005-2012 period. To measure voluntary disclosure, the index proposed by Consoni and Colauto (2016) is used. As a proxy for earnings management, discretionary accruals (DA) are estimated based on the model by Dechow, Sloan, and Sweeney (1995). The relationship between these measurements is analyzed using a model of simultaneous equations and by the random effects regression method with panel data. A significant negative relationship was expected a priori; however, the main result of the study indicates that voluntary disclosure and earnings management are not simultaneously determined or associated. Although the results obtained contradict certain theoretical assumptions, there are alternative explanations for this finding. The empirical set of evidence in this research, in addition to those in previous studies, should be interpreted with caution because there is no consensus on the measures for voluntary disclosure and earnings management. Second, several companies in Brazil may not be interested in providing high-quality voluntary disclosure because most of their shareholders enjoy private benefits of control. This issue reduces the importance of the potential market demand for information, stratifies information asymmetry, and does not prevent earnings management.<hr/>RESUMO Este estudo examina a associação entre a divulgação voluntária de informações econômicas e financeiras e o gerenciamento dos resultados contábeis. Os argumentos delineados sobre o tema partem do pressuposto de que uma política de divulgação voluntária consistente pode coibir o gerenciamento de resultados. A análise é conduzida em uma amostra aleatória de 66 empresas brasileiras de capital aberto não financeiras no período de 2005 a 2012. Para medir a divulgação voluntária, usa-se o índice proposto por Consoni e Colauto (2016). Como proxy para gerenciamento de resultados, foram utilizados accruals discricionários (AD) estimados com base no modelo de Dechow, Sloan e Sweeney (1995). A relação entre essas variáveis é analisada usando-se o modelo de equações simultâneas e o método de regressão de dados em painel com efeitos aleatórios. Esperava-se, a priori, uma relação negativa e significativa; no entanto o resultado principal do estudo indica que a divulgação voluntária e o gerenciamento de resultados não são simultaneamente determinados ou associados. Embora os resultados obtidos contradigam alguns pressupostos teóricos, existem explicações alternativas para esse resultado. Primeiro, o conjunto de evidências empíricas nessa pesquisa, além daqueles de estudos anteriores, deve ser interpretado com cautela, já que não há consenso em relação às variáveis de divulgação voluntária e gerenciamento de resultados contábeis. Segundo, várias empresas no Brasil podem não ter interesse em fornecer uma divulgação voluntária de alta qualidade porque grande parte dos seus acionistas usufrui de benefícios privados de controle. Essa situação reduz a importância da potencial demanda de mercado por informação, estratifica a assimetria de informação e não impede o gerenciamento de resultados. <![CDATA[Satisfaction among accounting professors in Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-70772017000200264&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT The aim of this study was to identify the prevalence of satisfaction among accounting professors in Brazil throughout their careers. The research is classified as descriptive and used a quantitative approach to data analysis. 641 valid responses were obtained from professors from all regions of Brazil. The results show that a feeling of satisfaction prevails among accounting course professors, as most of them “like the profession” and, in general, "are satisfied with it”. It was found that levels of satisfaction are higher among individuals with more experience, in that in their first years in the job (one to three years), professors have lower satisfaction rates; the highest levels of satisfaction are found in the final stage (over 35 years). The main factor that influences satisfaction is personal fulfillment (teaching work and relationship with students). It was also possible to identify that positive feelings about teaching predominate (67.3%) compared to negative ones (32.7%). These results show the need for greater attention to be paid in the early years of the career in order to avoid a "reality clash". They also show the need for other studies to investigate how the phases in the life cycle of accounting professors are characterized.<hr/>RESUMO A proposta deste trabalho foi identificar a predominância de satisfação dos professores de Contabilidade no Brasil ao longo da sua trajetória profissional. A pesquisa classifica-se como descritiva e utilizou abordagem quantitativa para análise dos dados. Obtiveram-se 641 respostas válidas de docentes de todas as regiões do Brasil. Os resultados evidenciam que o sentimento de satisfação predomina nos docentes dos cursos de Ciências Contábeis, pois a maioria dos docentes “gosta da profissão” e, em geral, “sente-se satisfeita com a profissão”. Identificou-se que os níveis de satisfação são maiores entre os indivíduos com mais tempo de experiência, de forma que, nos primeiros anos no trabalho (um a três anos), os docentes têm menores índices de satisfação; já na última fase (acima de 35 anos), estão concentrados os maiores níveis de satisfação. O fator que mais impulsiona a satisfação é a realização pessoal (trabalho docente e relação com os alunos). Também foi possível identificar que sentimentos positivos em relação à docência predominam (67,3%) quando comparados aos negativos (32,7%). Esses resultados mostram a necessidade de maior atenção nos primeiros anos da carreira a fim de ser evitado o “choque de realidade” e também a necessidade de outros estudos que investiguem como se caracterizam as fases do ciclo de vida do professor de Contabilidade. <![CDATA[Predictive power of Brazilian equity fund performance using R<sup>2</sup> as a measure of selectivity]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-70772017000200282&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT This paper aimed to investigate the impact of levels of selectivity on the performance of equity funds using a methodology applied for the first time ever (as far as we know) in the Brazilian market. As an indicator of the activity level of a fund, we proposed the coefficient of determination (R2) of the regression of its returns over market returns. In total, 867 funds were analyzed in the period between November 2004 and October 2014. The hypothesis tested is that more selective funds perform better to compensate for their higher operating costs. This hypothesis was confirmed in the Brazilian market. Dynamic equally-weighted portfolios of funds were simulated, according to their past R2 and alphas, with monthly rebalancing and 12-month moving windows. The portfolio of the most selective funds had a Sharpe ratio of 0.0494, on a monthly basis, while the portfolio of the least selective funds had a Sharpe ratio of -0.0314. Performance was also higher in evaluations involving excess returns, Jensen’s alpha, and accumulated returns, as well as when compared to randomly selected portfolios. Moreover, past performance (as measured by Jensen’s alpha) was also a predictor of future performance. Particularly, the portfolio composed by funds with a higher past alpha and lower past R2 presented a Sharpe ratio of 0.1483 and a Jensen’s alpha of 0.87% (significant at 1%), while the one composed of funds with a lower past alpha and lower activity level presented a Sharpe ratio of -0.0673 and an alpha of -0.32% (also significant at 1%).<hr/>RESUMO Este trabalho investigou o impacto do grau de seletividade dos fundos em sua performance por meio de uma metodologia pioneiramente (até onde foi verificado) aplicada no mercado brasileiro. Como indicador do grau de atividade do fundo, propusemos o coeficiente de determinação (R2) da regressão de seus retornos sobre os retornos de mercado. Foram avaliados 867 fundos de ações brasileiros no período de novembro de 2004 a outubro de 2014. Foi testada a hipótese de que fundos mais seletivos apresentariam melhores retornos para compensar seus custos mais elevados. Essa hipótese foi confirmada no mercado brasileiro. A avaliação foi feita pela subdivisão da amostra em portfólios igualmente ponderados, de acordo com o R2 e alfas históricos dos fundos, com rebalanceamento mensal e janelas móveis de 12 meses. O portfólio construído por fundos mais seletivos obteve índice Sharpe de 0,0494, em base mensal, e aquele composto por fundos menos seletivos registrou um índice de -0,0314. A performance foi superior também na avaliação pelo excesso de retorno, pelo alfa de Jensen e pelo retorno acumulado, e na comparação com portfólios formados por fundos selecionados aleatoriamente. Além disso, a performance passada (medida pelo alfa de Jensen) também se mostrou um preditor de performance. Em particular, o portfólio formado por fundos com menor R2 e maior alfa históricos apresentou índice Sharpe de 0,1483 e alfa de Jensen (significativo a 1%) de 0,87%, enquanto aquele formado por fundos com menor grau de atividade e menor alfa histórico obteve índice Sharpe de -0,0673 e alfa de Jensen (significativo a 1%) de -0,32%. <![CDATA[Investor relations and information asymmetry]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-70772017000200297&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT Companies invest significant volumes of resources in investor relations (IR) departments. The professionals working in the IR department are responsible for communication between the company and the market, so that the information generated is widely disseminated and understood by investors. In this context, this research aims to investigate whether there is evidence that the IR activity decreases information asymmetry between the company and the market. Specifically, we evaluate the hypothesis that Brazilian companies with IR websites classified as more informative have a reduced bid-ask spread (proxy for asymmetry). Therefore, this paper classifies the informative content from IR websites of Brazilian companies for the years 2013 and 2014 and relates the outcomes obtained with information asymmetry metrics. Initially, the estimation considers the pooled ordinary least squares (POLS) model and, at a second moment, in order to mitigate potential endogeneity problems, the pooled two-stage least squares (2SLS) model is used. The results indicate that more informative IR websites are able to decrease the bid-ask spread of Brazilian listed companies. This finding strongly encourages companies to provide information to stakeholders on well-structured IR websites of their own.<hr/>RESUMO Empresas investem volumes significativos de recursos em departamentos de relações com investidores (RI). Os profissionais atuantes no departamento de RI são responsáveis pela comunicação da empresa com o mercado, de modo que a informação gerada seja amplamente difundida e entendida pelos investidores. Nesse contexto, esta pesquisa tem por objetivo investigar se há indícios de que a atividade de RI diminui a assimetria informacional entre a empresa e o mercado. Especificamente, avalia-se a hipótese de empresas brasileiras com websites de RI classificados como mais informativos terem seu bid-ask spread (proxy de assimetria) reduzido. Para tanto, este trabalho classifica o conteúdo informativo dos websites de RI das empresas brasileiras para os anos de 2013 e 2014 e relaciona o resultado obtido com métricas de assimetria informacional. Inicialmente, a estimação considera o modelo de mínimos quadrados ordinários agrupados [pooled ordinary least squares (POLS)] e, em um segundo momento, visando a mitigar potenciais problemas de endogeneidade, utiliza-se o modelo de 2SLS agrupados [pooled two-stage least squares (2SLS)]. Os resultados indicam que websites de RI mais informativos são capazes de diminuir o bid-ask spread das empresas brasileiras cotadas em bolsa de valores. Esse achado fornece fortes incentivos para as empresas disponibilizarem informações às partes interessadas em websites próprios e bem estruturados de RI.