Scielo RSS <![CDATA[Revista Contabilidade & Finanças]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1519-707720140002&lang=pt vol. 25 num. 65 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[EDITORIAL]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-70772014000200103&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Inversão de papéis]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-70772014000200105&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Conhecimento e Avaliação dos <em>Trade-offs</em> de Custos Logísticos: um Estudo com Profissionais Brasileiros]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-70772014000200111&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O equilíbrio entre os custos incorridos e o serviço oferecido ao cliente depende da identificação e da exploração dos trade-offs de custos logísticos. Nesse sentido, o presente estudo teve o objetivo de identificar a extensão em que os profissionais logísticos brasileiros conhecem e avaliam os trade-offs de custos. Para tanto, um questionário, definido com base no arcabouço teórico, foi aplicado a uma amostra de 73 profissionais de companhias comerciais e industriais constantes na relação das maiores empresas da Revista Exame Melhores e Maiores. A indicação da confiabilidade do questionário foi dada pelo Alfa de Cronbach (90, 8%). Os dados coletados foram submetidos à análise quantitativa que abrangeu a estatística descritiva e a realização do teste estatístico não paramétrico de Mann-Whitney.Os resultados demonstraram que a maioria dos profissionais logísticos sabe que os trade-offs existem, mas não possui amplo entendimento do conceito, especialmente da sua relação com o custo total. O conhecimento de que a logística impacta o desempenho econômico-financeiro, por sua vez, apareceu como difundido para a maior parte da amostra, sendo mais expressivo entre os profissionais experientes.Os resultados também revelaram que a avaliação dos trade-offs é enfatizada em desenhos e redesenhos da rede e dos processos logísticos, mas ainda é limitada na formulação de projetos específicos. A não utilização de simuladores de custo e a indisponibilidade de informações adequadas de custo apareceram como fatores relacionados à restrita avaliação dos trade-offs. Esses achados são importantes para demonstrar que a Controladoria pode ajudar a Logística a reverter a situação de não avaliação dos trade-offs para buscar otimizar o resultado econômico.<hr/>The balance between costs incurred and the service provided to the customer depends on the identification and exploitation of logistics cost trade-offs. In this sense, the goal of the present study was to identify the extent to which Brazilian logistics professionals understand and assess cost trade-offs. To this end, a questionnaire based on the theoretical framework was administered to a sample of 73 professionals at commercial and industrial companies that were included on the list of the largest Brazilian enterprises in the 'Melhores and Maiores' (Best and Biggest) edition of Exame Magazine. The questionnaire's reliability was ascertained using Cronbach's Alpha (90.8%), and the data thus gathered were quantitatively analyzed through descriptive statistics and the non-parametric Mann-Whitney test. The results showed that most logistics professionals know that there are trade-offs but lack a broad understanding of the concept, especially with respect to the relationship between trade-offs and total cost. Nonetheless, the knowledge that logistics have an impact on economic-financial performance appeared to be widespread for most of the sample, particularly among experienced professionals. The results also revealed that although trade-off assessments are emphasized when designing and redesigning logistics processes and networks, these assessments are still limited in regard to the formulation of specific projects. The non-use of cost simulators and lack of adequate cost information were identified as factors related to the limited assessment of trade-offs. These findings are important because they demonstrate that a company's controllership can help logistics professionals to reverse this situation of non-assessment of trade-offs and to strive for the optimization of economic results. <![CDATA[<em>Lobbying</em> na Regulação Contábil: Evidências do Setor Petrolífero]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-70772014000200124&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este trabalho tem como objetivo identificar os fatores determinantes à submissão de cartas comentários, como estratégia de lobbying no contexto da regulação contábil, à audiência pública do Discussion Paper Extractive Activities do International Accounting Standards Board IASB).Os resultados mostram o tamanho como fator determinante, em todas as modelagens utilizadas, indicando que grandes empresas petrolíferas possuem maior probabilidade para realizar lobbying. Essa propensão é verificada para posicionamentos essencialmente desfavoráveis às propostas apresentadas pelo IASB, o que implica em considerar que a revisão/substituição do International Financial Reporting Standard -IFRS6 será um processo complexo e sujeito a pressões por parte das empresas petrolíferas para manter o status quo.<hr/>This work aims to identify the determining factors in the submission of comment letters to the International Accounting Standards Board (IASB) on the discussion paper Extractive Activities as a lobbying strategy in the context of accounting regulation. The results show that size is a determining factor in all models used, indicating that large oil companies are more likely to lobby. This tendency is especially evident for companies that are predominantly opposed to the IASB proposals, which suggests that the IASB's review/replacement of International Financial Reporting Standards 6 (IFRS 6) will be a complex process subject to pressure from oil companies to maintain the status quo. <![CDATA[A Governança Corporativa Influencia a Eficiência das Empresas Brasileiras?]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-70772014000200145&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O conflito de interesses entre executivos e proprietários é uma questão amplamente difundida na academia, já documentada em 1932 por Berle e Means, trazendo à tona o clássico conflito de interesses entre agente e principal discutido pela Teoria da Agência. A premissa por trás da governança corporativa é que as pessoas que estão dentro das corporações não necessariamente agem visando o melhor para os provedores de fundos. Partindo deste pressuposto, o trabalho em questão visa verificar a influência dos aspectos de governança corporativa na eficiência das empresas de capital aberto brasileiras. O estudo une técnicas de otimização estática através de Análise Envoltória de Dados (DEA) para identificar a eficiência das empresas de capital aberto, com Dados em Painel para identificar a influência da governança corporativa na eficiência das empresas. Os dados foram coletados manualmente dos relatórios 20-F da Security Exchange Commission (SEC) das empresas brasileiras que possuem American Depositary Receipts (ADRs), já que a base de dados não está disponível, no Brasil, de uma forma completa. Grande parte das hipóteses foi confirmada, evidenciando as condições particulares das finanças corporativas no Brasil no que tange a Governança Corporativa. A incipiência do mercado de capitais brasileiro é percebida em várias análises, ressaltando que o histórico do sistema corporativo brasileiro é um dos limitantes da eficiência das empresas. As condições que prevalecem são: (i) alta sobreposição propriedade-direção; (ii) conselhos de administração de baixa efetividade; (iii) em grupos familiares, os papéis dos acionistas, dos conselhos e da direção não são bem definidos; (iv) existe pouca clareza quanto à relação benefício-custo da boa governança; (v) baixa eficácia dos conselhos de administração; e (vi) indícios de conflitos de interesses, relativizados por incentivos explícitos e implícitos.<hr/>Conflicts of interest between managers and owners is an oft-studied issue in academia, first documented by Berle and Means in 1932, which exposes the classic conflict of interest between agent and principal discussed in agency theory. The premise of corporate governance is that people in corporations do not necessarily act in funders' best interest. Based on this assumption, this study investigates the influence of aspects of corporate governance on the efficiency of publicly traded Brazilian companies. The study combines static optimization techniques through data envelopment analysis (DEA) to identify the efficiency of publicly traded companies, using panel data to identify the influence of corporate governance on company efficiency. The data were manually collected from 20-F reports from the Securities and Exchange Commission (SEC) for Brazilian companies that had American depositary receipts (ADRs) because the database is not entirely available in Brazil. Many of the hypotheses were confirmed, thereby showing the particular conditions of corporate finance in Brazil with respect to corporate governance. The immaturity of the Brazilian capital market is perceived in various analyses, emphasizing that the history of the Brazilian corporate system is one of the limiting factors of the efficiency of companies. The conditions that prevail are the following: (i) high ownership-management overlap; (ii) boards with low effectiveness; (iii) in family groups, the poor definitions of the roles of stockholders, boards and management; (iv) the lack of clarity related to the cost-benefit relationship for good governance; (v) inefficiency of the boards of directors and (vi) evidence of conflicts of interests, diminished by explicit and implicit incentives. <![CDATA[Adoção Obrigatória do IFRS no Brasil (2010): Índice de Conformidade das Empresas com a Divulgação Requerida e Alguns Fatores Explicativos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-70772014000200161&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Avaliamos o grau de conformidade (compliance) das empresas com a divulgação requerida pelo padrão International Financial Reporting Standards (IFRS)no primeiro ano de sua adoção plena obrigatória no Brasil (2010), a partir do exame,nas Notas Explicativas das 366 empresas não financeiras listadas na bolsa de valores brasileira (BM&amp;FBovespa), do grau de atendimento a 638 itens de divulgação requeridos por 28 normas (IFRS).Mensuramos os níveis de conformidade com a divulgação calculando um índice de conformidade, tanto geral como para cada norma, e investigamos associações entre os níveis de divulgação e características das empresas, como potenciais fatores explicativos do grau de conformidade com a divulgação requerida. Foram encontrados baixos níveis totais de conformidade com a divulgação requerida no ano analisado: o nível médio de atendimento à divulgação requerida pelas IFRS mostrou-se muito sensível à abordagem adotada, variando de 16,04% (critério rigoroso e abordagem dicotômica) a 33,72% (critério tolerante e abordagem do cumprimento parcial não ponderado). Na linha da experiência de outros países ilustrada na literatura, esses resultados enfatizam a importância de melhorar as condições de suporte institucional para reforçar mecanismos de enforcement, possibilitando às empresas brasileiras alcançar plenamente os benefícios econômicos esperados pela adoção do padrão internacional. Em todas as nossas análises, tamanho da empresa e auditoria por uma "Big 4" tiveram associação positiva com a variável dependente em todos os modelos utilizados para determinar o índice de conformidade com a divulgação requerida, possibilitando concluir que esses fatores produzem um impacto positivo significativo no nível de conformidade das empresas brasileiras com a divulgação requerida pelas IFRS.<hr/>We evaluate firms' compliance with required International Financial Reporting Standards (IFRS) disclosure in the first mandatory adoption year of IFRS in Brazil (2010), by comprehensively examining 638 disclosure required items from 28 encompassing IFRSs in the Notes to Financial Statements of all (366) Brazilian non-financial corporations listed on the Brazilian stock exchange (BM&amp;FBovespa). We measure disclosure compliance levels by calculating the respective index, both overall and for each standard, and investigate associations between disclosure levels and firm's characteristics as potential explanatory disclosure compliance factors. Our findings show overall low levels of disclosure compliance in the analyzed year: the average level of compliance with IFRS required disclosure was very sensible to the approach employed, varying from 16.04% (strict criterion and dichotomous approach) to 33.72% (tolerant criterion and partial compliance unweighted approach). In line with other countries experience illustrated by the international literature, these results emphasize the importance of increasing institutional support conditions for enhanced enforcement mechanisms, enabling the Brazilian firms to better attain the full economic benefits of IFRS adoption. In all our analyses, company size and "Big 4" auditing were positively associated with the dependent variable, independent of the model employed to determine the compliance disclosure index, making it possible to conclude that these factors produce a significant positive impact on compliance with the IFRS disclosure requirement levels of Brazilian firms. <![CDATA[Uma Abordagem de Teoria dos Jogos sobre Operações de Aluguel no Mercado Acionário Brasileiro]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-70772014000200177&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt No mercado brasileiro, a instituição dos juros sobre capital próprio (JSCP) abriu precedentes para ganhos, em operações estruturadas, oriundos da diferença entre as alíquotas tributárias das pessoas físicas e dos fundos de investimento. Tal diferença gera incentivos à realização de operações de aluguel de ações em que, às vésperas do pagamento de JSCP, os investidores pessoa física emprestam suas ações aos fundos de investimentos, os quais recebem integralmente os JSCP e repassam apenas 85% do valor aos investidores. Nosso objetivo é compreender como o excedente gerado por meio dessa operação de arbitragem tributária é dividido entre os agentes envolvidos na operação de aluguel de ações e determinar se existem condições nas quais os agentes não terão incentivos para realizar tal operação. Através de uma abordagem de jogos não cooperativos, estruturamos essa operação e analisamos possíveis equilíbrios de Nash Perfeito em Subjogos em três situações: (1) relação direta entre investidor e fundo de investimento e ausência de custos de transação; (2) relação direta entre investidor e fundo de investimento e presença de custos de transação; e (3) relação entre investidor e fundo de investimento intermediada por uma corretora, e presença de custos (menores) de transação. Nos casos em que a corretora não realiza a intermediação, mais contratos tendem a ser fechados, mas o ganho do fundo apenas cobre os custos de registro da operação. Essa situação se reverte quando admitidos custos de transação elevados, em que, no caso extremo, o investidor perde seu poder de barganha e seu ganho compensa apenas sua aversão ao risco. Ao introduzirmos a corretora na operação, somente investidores que possuam uma quantidade mínima de ações receberão ofertas do fundo via corretora. O ganho do fundo tende a diminuir devido à presença da corretora e, em determinadas situações, o investidor perde seu poder de barganha e aceita qualquer contrato que compense sua aversão ao risco.<hr/>In Brazil's market, the institution of interest on equity transactions provides a precedent for gains resulting from the difference between the tax rates of individuals and those of investment funds through structured transactions. This difference creates incentives to lend stock; on the eve of an interest payment on equity, individual investors lend their stock to investment funds, which receive the interest in full and return only 85% of its value to the investors. Our goal is to understand how the surplus generated in this tax arbitration is split among the agents involved in the stock-lending transaction and to determine whether there are conditions under which the agents would have no incentive to conduct such a transaction. Using a non-cooperative games approach, we have structured this transaction and analyzed possible subgame perfect Nash equilibriums in three situations: (1) a direct relationship between the investor and the investment fund and an absence of transaction costs; (2) a direct relationship between the investor and the investment fund and the presence of transaction costs; (3) a relationship between the investor and the investment fund through a broker and the presence of (lower) transaction costs. In the cases in which the broker does not mediate the relationship, more contracts tend to be signed, but the fund's gain will only cover the record-keeping costs of the transaction. This situation is reversed in the presence of high transaction costs: in extreme cases, the investor loses bargaining power and his/her gain compensates only for his/her risk aversion. When a broker is introduced in to stock lending, only those investors who have a minimum amount of stock will receive offers from the fund through the broker. The fund's gain tends to decrease due to the broker's presence and in some situations, the investor loses bargaining power and accepts any contract that compensates for his/her risk aversion. <![CDATA[Volatilidade e Previsão de Retorno com Modelos de Alta Frequência e GARCH: Evidências para o Mercado Brasileiro]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-70772014000200189&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Com base em estudos desenvolvidos em anos recentes sobre o uso de dados de alta frequência para a estimação da volatilidade, este artigo implementa o modelo Autorregressivo Heterogêneo (HAR)desenvolvido por Andersen, Bollerslev, e Diebold (2007) e Corsi (2009), e o modelo Componente (2-Comp) desenvolvido por Maheu e McCurdy (2007) e os compara com a família de modelos Autorregressivos com Heteroscedasticidade Generalizados (GARCH)para estimar a volatilidade e os retornos. Durante o período analisado, os modelos que usam dados intraday obtiveram melhores previsões de retornos dos ativos avaliados, tanto dentro como fora da amostra, confirmando assim que esses modelos possuem informações importantes para uma série de agentes econômicos.<hr/>Based on studies developed over recent years about the use of high-frequency data for estimating volatility, this article implements the Heterogeneous Autoregressive (HAR) model developed by Andersen, Bollerslev, and Diebold (2007) and Corsi (2009), and the Component (2-Comp)model developed by Maheu and McCurdy (2007) and compare them with the Generalized Autoregressive Conditional Heteroskedasticity (GARCH) family models in order to estimate volatility and returns. During the period analyzed, the models using intraday data obtained better returns forecasts of the assets assessed, both in and out-of-sample, thus confirming these models possess important information for a variety of economic agents.