Scielo RSS <![CDATA[Biota Neotropica]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1676-060320180001&lang=en vol. 18 num. 1 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Endozoochory by <em>Didelphis albiventris</em> Lund, 1840 (Mammalia, Didelphimorphia) in a Semideciduous Seasonal Forest remnant in the South of Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032018000100201&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Seed dispersal is a process that is fundamental to maintenance of forest ecosystems, enabling plants to successfully germinate in sites that are favorable to their growth, minimizing risks of competition, the action of pathogens and predation by herbivores. Intraspecific and seasonal variations in fruit consumption by Didelphis albiventris, and its contribution to dispersal and germination of endozoochorous seeds were analyzed in a Semideciduous seasonal forest. The study was conducted at Morro do Coco, which is a hilly area in the municipal district of Viamão, RS, Brazil, bordering the shore of Guaíba lake (30º16’15”S, 51º02’54”W), between June 2013 and May 2014, with a total sampling effort of 2992 trap-nights. A total of 18 individuals were captured and 24 fecal samples were collected. Fruits were identified in 96% of the samples, corresponding to 18 plant species, belonging to 10 families. The most common species were Ficus cestrifolia and Syagrus romanzoffiana, which occurred in 66% of the samples, followed by Banara parviflora and Cecropia pachystachya, both with a 25% rate of occurrence. There were no differences between the richness of fruit consumed by males and females (t = 0.083; DF = 32; p = 0.934) and there were no seasonal variations (H = 3.165; p = 0.367). The greatest breadth of dietary niche occurred during the summer, when twice as many fruit species were recorded in the diet than during the autumn, which was the season with the smallest breadth. Both germination percentage and germination velocity of Ficus cestrifolia and Psidium sp. seeds increased after passage through the animals’ digestive tracts (percentage germination increased more than 40% and velocity was up to 7 times highest). Didelphis albiventris can be considered a frugivorous-omnivorous species, since fruit are an important item of its diet, and it contributes to dispersal of a large quantity of small endozoochorous seeds, increasing both germination percentage and germination velocity of some species.<hr/>Resumo A dispersão de sementes é um processo fundamental à manutenção de ecossistemas florestais, favorecendo o sucesso germinativo de plantas em locais adequados ao seu crescimento, minimizando a competição, a ação de patógenos e a predação por herbívoros. Variações intra-específicas e sazonais no consumo de frutos por Didelphis albiventris, bem como sua contribuição à dispersão e germinação de sementes endozoocóricas foram avaliados em Floresta Estacional Semidecidual. O estudo foi realizado no Morro do Coco, localizado no município de Viamão, RS às margens do Lago Guaíba (30º16’15”S, 51º02’54”W), entre junho de 2013 a maio de 2014, resultando em um esforço amostral de 2992 armadilhas-noite. Foram capturados 18 indivíduos e coletadas 24 amostras fecais. Frutos estiveram presentes em 96% das amostras e corresponderam a 18 espécies vegetais, pertencentes a 10 famílias. As espécies mais frequentes foram Ficus cestrifolia e Syagrus romanzoffiana, que ocorreram em 66% das amostras, seguidas de Banara parviflora e Cecropia pachystachya, ambas com 25% de ocorrência. Machos e fêmeas não diferiram quanto à riqueza de frutos consumidos (t = 0.083; DF = 32; p = 0.934), o que também não variou sazonalmente (H = 3.165; p = 0.367). A maior amplitude de nicho trófico ocorreu no verão, registrando-se duas vezes mais frutos na dieta do que no outono, estação com a menor amplitude. Tanto a porcentagem quanto a velocidade de germinação das sementes de Ficus cestrifolia e Psidium sp. aumentaram após a passagem pelo trato digestório do animal (a porcentagem de germinação aumentou mais de 40% e a velocidade foi até 7 vezes maior). Didelphis albiventris pode ser considerada uma espécie frugívora-onívora, uma vez que frutos representam um item importante na dieta, e contribui para a dispersão de grande quantidade de sementes endozoocóricas pequenas, aumentando tanto o percentual quanto a velocidade de germinação de algumas espécies. <![CDATA[Changes in vegetation cover of the Pantanal wetland detected by Vegetation Index: a strategy for conservation]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032018000100202&lng=en&nrm=iso&tlng=en The Brazilian Pantanal wetland undergoes landscape alterations that can cause impacts on hydrological processes, changing the flood pulse. The objective of this work is to analyse the vegetation cover of the Pantanal in the period of 2000, 2008 and 2015, and to make a projection for 2030. Therefore, NDVI from the sensor MODIS was analysed and the transition matrix was calculated by the DINAMICA EGO. The methods adopted were open sources. The results were worrisome, indicating alterations of the vegetation cover of the Pantanal, with an increase of short vegetation (grasslands or pastures) in the evaluated period. The projection pointed out that in 2030 the Brazilian Pantanal wetland area will be covered by 78% of short vegetation and only 14% of dense (arboreal-shrubby) vegetation. The approach can be a useful tool for conservation of the Brazilian Pantanal wetland.<hr/>O Pantanal brasileiro sofre alterações em sua paisagem que podem provocar impactos sobre os processos hidrológicos, afetando os pulsos de inundação. O objetivo do trabalho é analisar a cobertura vegetal do Pantanal no período de 2000, 2008 e 2015 e realizar a projeção quantitativa para 2030. Portanto, foram analisados dados NDVI do sensor MODIS e a análise da matriz de transição foi calculada pelo DINAMICA EGO. Os métodos utilizados foram todos em softwares livres. Os resultados foram preocupantes, indicando alteração da cobertura vegetal do Pantanal, com o aumento da vegetação rasteira (campos ou pastagens) no período avaliado. A projeção apontou que em 2030 a área do Pantanal será coberta por 78% de vegetação rasteira e apenas 14% de vegetação densa (arbóreo-arbustiva). A abordagem apresentada pode ser uma ferramenta útil para a conservação do Pantanal. <![CDATA[Agroforestry system as a buffer zone in a Brazilian Atlantic Forest conservation unit: an artificial nest predation perspective]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032018000100203&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Here we inferred about the effectiveness of a buffer zone composed by an Agroforestry System (AS) for providing reproductive conditions for Atlantic Forest birds by comparing artificial nest predation rates between a buffer zone, a primary forest area, and a set of small and isolated Atlantic Forest fragments. We have used 237 nests throughout the three areas, of which 100 (42.2%) were depredated. Predation frequencies were 28.6% in the continuous forest, 100% in the AS, and 51.9% in the fragments, differing significantly. We could detect nest predators in 48 of the 100 depredated nests (48%) using camera traps. Differences between areas may be attributed to changes in nest predator species. We support previous evidences that the conservation of bird communities may not rely on buffer zones as an extension of their breeding habitats.<hr/>Resumo O presente estudo teve como objetivo avaliar a efetividade de uma zona tampão composta por um sistema agroflorestal (SA) para a reprodução de aves da Mata Atlântica. Para isto, as porcentagens de predação em ninhos artificiais foram comparadas entre as zonas tampão, uma área de floresta primária e em um conjunto de fragmentos de Mata Atlântica pequenos e isolados. Um total de 237 ninhos foi utilizado nas três áreas e 100 deles (42,2%) foram predados. As porcentagens de predação foram 28,6% na área de floresta primária, 100% no SA e 51,9% nos fragmentos, havendo diferença significativa. Os predadores puderam ser identificados em 48 das 100 predações (48%) com o uso de câmeras trap, o que gerou evidências de que as diferenças possam ser atribuídas a mudanças na composição de espécies de predadores entre as áreas. Esta análise dá suporte a estudos prévios de que as zonas tampão não devam ser consideradas como extensão dos hábitats naturais para a conservação de comunidades de aves. <![CDATA[Fauna of mosquitoes (Diptera: Culicidae) in Goytacazes National Forest and surrounding area, State of Espírito Santo, Southeastern Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032018000100204&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Mosquitoes comprehend a group with a major impact on public health, because some species transmit parasites vertebrate hosts. Comparative studies between preserved environment and disturbed areas provide important epidemiological information, due to the major knowledge on species populational dynamics and the possibility of a contact between vector species and human population. This work aims to characterize and compare the fauna of mosquitoes in the Goytacazes National Forest (GNF) and surrounding area, in the State of Espírito Santo, in Brazil. Collections occurred simultaneously in a preserved environment and in a peridomicile, from 15:00 to 18:00, between July 2008 and May 2009. In each environment, it was used a modified trap of Shannon type. As a result, 1,490 specimens from 14 genera and 19 identified species were collected. The species diversity (H = 1.95), species richness (S = 17), equitability index (J = 0.68) and the number of collected specimens (n = 1,100) were higher in the forest environment. The plentiful species were respectively Aedes (Ochlerotatus) scapularis (Rondani, 1848), Culex (Culex) nigripalpus Theobald, 1901 and Aedes (Ochlerotatus) fulvus (Wiedemann, 1828). Our results demonstrate that the occurrence of vector species in this region increases the potential risk of diverse arboviruses occurrence, especially wild-type yellow fever.<hr/>Resumo Os mosquitos compreendem um grupo importante para a saúde pública, porque algumas espécies estão envolvidas na transmissão de várias doenças para os seres humanos. Estudos comparativos entre ambiente florestal e áreas perturbadas fornecem importantes informações epidemiológicas, dado o maior conhecimento da dinâmica populacional das espécies e a possibilidade de contato entre as espécies de vetores e população humana. O objetivo deste estudo foi caracterizar e comparar a fauna de mosquitos na Floresta Nacional de Goytacazes e área adjacente, no estado do Espírito Santo, Brasil. As coletas ocorreram simultaneamente no ambiente florestal e peridomicílio, de 15:00 às 18:00 horas, entre junho de 2008 e maio de 2009. Em cada ambiente foi utilizada uma armadilha do tipo Shannon modificada. Como resultado, foram coletados 1.490 espécimes pertencentes a 14 gêneros e 19 espécies identificadas. A diversidade de espécies (H = 1,95), riqueza de espécies (S = 17), índice de equitabilidade (J = 0,68) e o número de espécimes coletados (n = 1.100) foram maiores no ambiente florestal. As espécies mais abundantes foram respectivamente Aedes (Ochlerotatus) scapularis (Rondani, 1848), Culex (Culex) nigripalpus Theobald, 1901 and Aedes (Ochlerotatus) fulvus (Wiedemann, 1828). Os resultados demonstram que a ocorrência de espécies vetores na região, aumenta o risco potencial de ocorrência de diversas arboviroses, com destaque para a febre amarela silvestre. <![CDATA[Density and diversity of filamentous fungi in the water and sediment of Araçá bay in São Sebastião, São Paulo, Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032018000100205&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Araçá Bay, located in the city of São Sebastião, São Paulo, Brazil, is a protected area of substantial complexity. It represents the last remaining mangrove swamp preserve between the cities of Bertioga and Ubatuba on the northern coast of São Paulo State. This mangrove swamp has specific physical and chemical properties, and it shelters a wide variety of life, including fungi. These microorganisms are present in a variety of species with different morphophysiological features, and they have the ability to produce enzymes of biotechnological importance. The goal of this study was to quantify, isolate, and identify filamentous fungi in water and sediment samples from the Araçá Bay mangrove swamp in São Sebastião. Two samplings were performed in the summer and two were performed in the winter. The samples were collected from intertidal zones, and dissolved oxygen (DO), temperature, salinity, and pH were measured in situ. The spread plate technique was used to inoculate the samples collected on plates with a potato dextrose agar (PDA) medium. A total of 208 colonies (68 from water samples and 140 from sediment samples) were isolated, and they were identified based on their morphological characteristics. Filamentous fungus density was higher in the sediment than in the water, and the samplings performed in the winter revealed a higher density than those performed in the summer. Though some of the environmental parameters were not ideal for fungal development, a high quantity of growth was nevertheless observed. When the isolated colonies were analyzed, the greatest diversity and species richness were found in the summer samples. The genera identified in all of the samples were Aspergillus, Penicillium, Cladosporium, and Fusarium. The pathogenic species found from these genera were Aspergillus fumigatus, A. terreus, Penicillium citrinum, and P. chrysogenum. These species are also able to produce enzymes that offer a variety of applications. The fungal community described herein represents the diversity found in this mangrove swamp during the period studied. Many of the fungus species found are pathogenic and may be useful due to their ability to produce specific enzymes applicable in the biotechnological and pharmaceutical industries.<hr/>Resumo A Baía do Araçá, localizada no município de São Sebastião (SP), é uma região protegida, de grande complexidade, mantendo o último remanescente preservado de manguezal entre Bertioga e Ubatuba, litoral Norte do Estado de São Paulo. Manguezal caracteriza-se com propriedades físico-químicas específicas e abriga grande diversidade de seres vivos, entre eles os fungos. Estes microrganismos apresentam grande variedade de espécies e diferentes características morfofisiológicas com capacidade de produzir algumas enzimas de importância biotecnológica. Este trabalho teve como objetivo quantificar, isolar e identificar fungos filamentosos em amostras de água e de sedimento do manguezal da Baía do Araçá, São Sebastião, (SP). Foram realizadas 2 coletas no verão e 2 no inverno na região entremarés, medidos “in situ” os parâmetros oxigênio dissolvido (OD), temperatura, salinidade e pH. Utilizou-se a Técnica “Spread Plate” para inocular os materiais coletados, em placas com meio Potato Dextrose Agar (PDA). Foram isoladas 208 colônias (68 das amostras de água e 140 das amostras de sedimento) e identificadas pelas características morfofisiológicas. As densidades de fungos filamentosos foram maiores no sedimento em relação à água e nas coletas realizadas no inverno demonstraram maiores densidades do que no verão. Apesar de alguns parâmetros ambientais não se apresentarem ideais para o desenvolvimento dos fungos, observou-se alta quantidade de crescimento nas amostragens. Analisando as colônias isoladas, a maior diversidade e riqueza foram observadas na amostragem coletado no verão. Foram observados os gêneros Aspergillus sp, Penicillium sp, Cladosporium sp e Fusarium sp em todas as amostragens, dos quais as espécies Aspergillus fumigatus, A. terreus, Penicillium citrinum e P. chrysogenum identificados neste trabalho são considerados patogênicos mas também são espécies capazes de produzir enzimas aplicáveis em diversas atividades. A comunidade fúngica descrita apresenta a diversidade encontrada neste manguezal em relação à variedade ambiental no período estudado, sendo que muitos apresentam patogenicidade e podem ser uteis pela sua capacidade de produzir enzimas específicas aplicáveis nos estudos biotecnológicos e farmacêuticos. <![CDATA[<em>Platyphora</em> Gistel, 1857 from Itatiaia National Park, southeastern Brazil: new synonymy and new records (Insecta, Coleoptera, Chrysomelidae)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032018000100206&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Platyphora Gistel, 1857 is the largest genus in Chrysomelinae with about 450 species of which 181 occur in Brazil. The Itatiaia National Park is one of the most important Conservation Units of the Atlantic Rainforest and 36 Platyphora species are recorded from the park. We have recorded 38 species of Platyphora. The synonymy of Platyphora fraterna (Stål, 1857) and Platyphora fasciatomaculata (Stål, 1857) is proposed. Platyphora bilimbata (Stål, 1857), P. carolina (Stål, 1858) and P. semiviridis (Jacoby, 1903) are new records for the park; additional distributional records are provided for 18 species. Of the 38 species, 24 are illustrated for the first time.<hr/>Resumo Platyphora Gistel, 1857 é o gênero em Chrysomelinae com maior número de espécies, cerca de 450, onde 181 ocorrem no Brasil. O Parque Nacional do Itatiaia é uma das mais importantes unidades de conservação da Mata Atlântica e apresenta 36 espécies de Platyphora registradas. Neste trabalho registramos 38 espécies de Platyphora. É proposta a sinonímia entre Platyphora fraterna (Stål, 1857) e Platyphora fasciatomaculata (Stål, 1857). Platyphora bilimbata (Stål, 1857), P. carolina (Stål, 1858) e P. semiviridis (Jacoby, 1903) são novos registros para o parque e são assinalados novos registros de distribuição para 18 espécies. Das 38 espécies, 24 são ilustradas pela primeira vez. <![CDATA[Co-occurring morphologically distinct algae support a diverse associated fauna in the intertidal zone of Araçá Bay, Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032018000100207&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Species diversity is regulated by historical, neutral and niche processes, with species tolerance, dispersal and productivity guiding diversity at larger scales, while habitat heterogeneity and biotic interactions acts in smaller scales. In rocky shores, several organisms provide secondary substrates for mobile fauna, with macroalgae being the most abundant and diverse ones. The patchiness promoted by different macroalgae hosts enhances small-scale heterogeneity and may increase and maintain the diversity of the mobile organisms, since there is a close relationship between the associated fauna and its hosts. In this study we selected three morphologically different macroalgae that coexist in the same rocky shore height in the Araçá Bay, an area under the threat of the nearby harbor expansion, and evaluated the fauna associated to each algal host. Even under similar abiotic pressure (same rocky shore height), the associated fauna of each algal host varied in number and composition, revealing a close relationship. The poorly branched foliose Ulva lactuca sustained a lower density of organisms and was dominated by isopods, while the heavily branched turf and Bostrychietum community showed a high density of organisms, with a dominance of peracarid crustaceans and annelids on the turf and more resistant groups, such as bivalves, acaris and terrestrial insects on the Bostrychietum. Previous studies in the Araçá Bay already revealed a large spatial heterogeneity in the processes and sessile organisms distribution, and here we highlight that this heterogeneity can be observed in an even smaller scale, with different algal hosts mediating the turnover of species in a scale of centimeters and meters, resulting in diversity maintenance of the associated fauna. Since the harbor expansion may prevent the occurrence of macroalgae as a result of light limitation by suspended platforms, we may expect not only a decrease in algal cover but also in the total diversity of the associated fauna in the Araçá Bay.<hr/>Resumo A diversidade de espécies é regulada por processos históricos, neutros e de nicho, com a tolerância das espécies, dispersão e produtividade do sistema guiando a diversidade em grandes escalas, enquanto a heterogeneidade do habitat e as interações bióticas atuam em escalas menores. Em costões rochosos uma série de organismos funciona como substrato secundário para a fauna móvel, sendo macroalgas o tipo mais abundante e diverso de substrato. O mosaico formado pelas diferentes macroalgas hospedeiras aumenta a heterogeneidade em pequena escala e pode aumentar e manter a diversidade dos organismos móveis, uma vez que existe uma relação próxima entre a fauna associada e seus hospedeiros. Neste estudo nós selecionamos três macroalgas diferentes morfologicamente e que coexistem na mesma altura no costão rochoso na Baía do Araçá, uma área sob a ameaça de expansão do porto que fica nas proximidades, e analisamos a fauna associada a cada alga hospedeira. Mesmo sob pressões abióticas similares (mesma altura no costão rochoso), a fauna associada a cada alga variou em número e composição, revelando de fato uma relação próxima entre fauna e alga. Ulva lactuca, uma alga foliosa com pouca ramificação, apresentou uma baixa densidade de organismos e foi dominada por isópodes, enquanto que o turf e o Bostrychietum, algas altamente ramificadas e mais complexas, apresentaram uma alta densidade de organismos, com uma dominância de crustáceos peracáridos e anelídeos no turf e grupos mais resistentes como bivalves, ácaros e insetos terrestres no Bostrychietum. Estudos anteriores conduzidos na Baía do Araçá já mostraram uma grande heterogeneidade espacial nos processos ecológicos e na distribuição dos organismos sésseis, e aqui nós ressaltamos que esta heterogeneidade pode ser observada numa escala ainda menor, com as diferentes algas mediando o turnover de espécies numa escala de centímetros a metros, resultando na manutenção da diversidade da fauna associada. Como a expansão do porto pode impedir a ocorrência das macroalgas devido à limitação de luz que será imposta pelas plataformas flutuantes, nós podemos esperar não apenas uma diminuição da cobertura de macroalgas mas também da diversidade total da fauna associada na Baía do Araçá. <![CDATA[Mammals of a restinga forest in Mataraca, Paraíba, northeastern Brazil, and its affinities to restinga areas in Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032018000100208&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract The Restinga forests are plant formations associated to the Atlantic Forest which still have not been much studied in terms of their mastofauna. The objective of the present work was to list for the first time the mammal species found in a Restinga on northeastern Brazil and show the similarities on species composition to other areas of the same environment and of Atlantic Forest. Our records were based on several complementary approaches: field survey, interviews, and museum collections. Subsequently, we performed similarity analysis between Restinga areas along Brazil and Atlantic Forest areas. We found a total of 30 species of mammals distributed in 28 genera, 16 families and 7 orders for Restinga of Mataraca. Species richness was similar to other Restinga areas and similarity analyzes pointed out that Restingas are more closely related to adjacent Atlantic Forest areas than to other Restingas in the country. This suggests that Restingas do not exhibit an autochthone fauna, but rather a faunal subsample of neighbor Atlantic Forest. Therefore, conservations policies for the Restinga habitat depends not only on actions focused on this habitat, but on initiatives that encompass nearby Atlantic Forest remnants, allowing the connectivity between these habitats.<hr/>Resumo As restingas são formações vegetais associadas à Floresta Atlântica e ainda pouco exploradas em relação a sua mastofauna. O objetivo desse trabalho foi listar pela primeira vez as espécies de mamíferos presentes em uma restinga no nordeste do Brasil e mostrar sua similaridade com outras áreas do mesmo ambiente e de Mata Atlântica. A listagem foi baseada em diversas abordagens complementares: coletas, entrevistas, material em coleção. Posteriormente realizamos análises de similaridade entre áreas de restinga ao longo do Brasil e áreas de Mata Atlântica. Encontramos um total de 30 espécies de mamíferos distribuídas em 28 gêneros, 16 famílias e sete ordens para restinga de Mataraca. A riqueza ficou próxima a de outras áreas de restinga e as análises de similaridade apontaram que as restingas são mais proximamente relacionadas com as áreas adjacentes de Floresta Atlântica do que com as outras restingas no país. Isso sugere que as Restingas não exibem uma fauna autóctone ou endêmica, mas que sua fauna representa um subconjunto da fauna da Floresta Atlântica mais próxima. Dessa forma, estratégias para a conservação das Restingas não dependem apenas de ações nesse ambiente, mas de iniciativas que atinjam áreas de Mata Atlântica próximas, que garantam a conectividade entre estas. <![CDATA[Predicting the distribution of <em>Omalonyx</em> (Mollusca: Pulmonata: Succineidae) species from literature review, museum databases and new sampling efforts in Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032018000100209&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Accurate distributional information is crucial for studies on systematics, biodiversity and conservation. To improve the knowledge regarding the geographical distribution of Omalonyx in South America, we present updated information based on data from a literature review, institutional collections and malacological surveys. All this information composed the dataset used to predict species distribution employing the Maximum Entropy Algorithm (MaxEnt). The model was run using data on species distribution, altitude and bioclimatic variables (WorldClim database). The model had consistent performance, and areas presenting similar conditions to areas where the species were recorded were considered areas of occurrence. The predicted occurrence areas included those that were already surveyed and those that are considered potential occurrence areas. The results demonstrate that the genus has widespread distribution in the Neotropical region and occurs in the tropical, temperate and arid regions of South America and Lesser Antilles. Omalonyx spp. were recorded in all South American countries and hydrographic regions. However, in some countries, there were only isolated records (ex: Colombia and Ecuador). Here, we also present the first record of Omalonyx spp. in four Brazilian States (Acre, Rondônia, Piaui, and Amapá). The genus was found in all hydrographic regions within Brazil and among 27 federative unities; it was absent from only two unities (Roraima State and Distrito Federal). This work contributes to the knowledge on Omalonyx spp. distribution and provides an important basis for the work of ecologists and taxonomists.<hr/>Resumo A informação precisa sobre a distribuição é crucial para os estudos sobre sistemática, biodiversidade e conservação. Para melhorar o conhecimento sobre a distribuição geográfica de Omalonyx na América do Sul, apresentamos informações atualizadas com base em dados de revisão de literatura, coleções institucionais e pesquisas malacológicas. Toda essa informação compôs o conjunto de dados usado para predição da distribuição de espécies empregando o Algoritmo de Entropia Máxima (MaxEnt). O modelo foi executado usando dados de distribuição de espécies, altitude e variáveis bioclimáticas (banco de dados WorldClim). O modelo apresentou um desempenho consistente e as áreas que apresentaram condições semelhantes às áreas onde as espécies foram registradas, foram consideradas áreas de ocorrência. As áreas de ocorrências previstas incluíram aquelas que já foram pesquisadas e aquelas que são consideradas áreas de ocorrência potencial. Os resultados demonstram que o gênero tem uma distribuição Neotropical ampla e que ocorre nas regiões tropical, temperada e árida da América do Sul e nas Pequenas Antilhas. Omalonyx spp. foram registradas em todos os países e bacias sul-americanas. No entanto, em alguns países, apenas registros isolados foram encontrados (ex: Colômbia e Equador). Aqui, também apresentamos o primeiro registro de Omalonyx spp. em quatro estados brasileiros (Acre, Rondônia, Piauí e Amapá). O gênero foi encontrado em todas as regiões hidrográficas no Brasil e nas 27 unidades federativas; sendo ausente em apenas duas unidades federativas (Estado de Roraima e Distrito Federal). Esse trabalho contribui para o conhecimento da distribuição das espécies de Omalonyx e fornece uma importante base para trabalhos de ecólogos e taxonomistas. <![CDATA[Evaluation of collared anteaters (<em>Tamandua tetradactyla</em>) presented in a wildlife health reference center of São Paulo state, Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032018000100210&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Deforestation and road construction have inflicted negative effects on wildlife populations. To contribute to the comprehension and preservation of wildlife species, this study aimed to evaluate collared anteater presented to a reference center located in São Paulo state, Brazil. Furthermore, the locations where the animals were most frequently found were determined. Data on collared anteaters (Tamandua tetradactyla) examined at the Center for Medicine and Research in Wild Animals (CEMPAS) were evaluated retrospectively for a period of 13 years. A total of 46 collared anteaters was examined, comprised of 14 males, 10 females, and 22 without identifying information. On average, adult males weigh 4.41 kg while adult females weigh 4.95 kg. The most common admission circumstance was vehicular strikes (36.96%), followed by dog bites (21.74%); 23.91% were considered clinically healthy. Animal outcomes were 36.96% (n=17) reintroduced, 34.78% (n=16) fatalities, 15.22% (n=7) transferred to other institutions, and 6.52% (n=3) escaped from the enclosure; and 6.52% (n=3) presented no medical record information. The collared anteaters were found mainly in the municipal areas of Botucatu (21.73%), São Manuel (17.39%), Lençóis Paulista (6.52%), and Bauru (4.34%), with SP-300 being the main highway associated with the occurrences. In conclusion, the main cause of lesion in the collared anteaters evaluated in this study was vehicular strike that that led to death. However, including all collared anteaters at least half of them had a positive outcome.<hr/>Resumo O desmatamento e a construção de estradas têm promovido uma série de problemas à fauna. Visando contribuir com informações que podem ser usadas na compreensão e preservação das espécies, o trabalho teve por objetivo avaliar tamanduás-mirins atendidos em um centro de referência localizado no Estado de São Paulo, Brazil. Foram avaliados retrospectivamente dados referentes a tamanduás-mirins (Tamandua tetradactyla), que foram trazidos ao Centro de Medicina e Pesquisa em Animais Selvagens (CEMPAS), durante um período de 13 anos. De um total de 46 tamanduás-mirins atendidos, 14 foram machos e 10 foram fêmeas, e 22 não possuíam identificação quanto ao sexo. Em média, os machos adultos pesaram 4,41 kg, enquanto as fêmeas adultas pesaram 4,95 kg. Com relação à circunstância que levou ao atendimento, as mais importantes foram o atropelamento (36,96%) e a mordedura de cães (21,74%), sendo que 23,91% foram considerados clinicamente saudáveis. No tocante à evolução dos casos, 36,96% (n=17) foram reintroduzidos, 34.78% (n=16) foram a óbito, 15,22% (n=7) foram transferidos para outras instituições, 6,52% (n=3) evadiram do recinto e 6,52% (n=3) não há informação. Os animais foram provenientes principalmente dos municípios de Botucatu (21,73%), São Manuel (17,39%), Lençóis Paulista (6,52%) e Bauru (4,34%), sendo a SP-300 a principal rodovia relacionada as ocorrências. Foi possível concluir que dos tamanduás-mirins avaliados a principal causa de lesão foi o atropelamento, que teve por evolução o óbito; porém ao se incluir os tamanduás-mirins saudáveis e demais, ao menos metade evoluíram positivamente. <![CDATA[Biodiversity of Holocene marine fish of the southeast coast of Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032018000100301&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Middens are archaeological sites dating between 8,000 and 1,000 years before present and are commonly found on the Brazilian coast. Data were collected from 68 middens allowing an inventory of 142 fish species, most of them recorded in no more than five sites. Conversely, Micropogonias furnieri and Pogonias cromis had the highest frequencies of occurrence. The biogeographic, ecological and economic data showed that most of the identified fish are widely distributed in the Western Atlantic (59.72%) and inhabit estuarine environments (53.99%), while most species have a demersal habit (35.92%) and exhibit oceanic migratory behaviour (28.87%). Lastly, the surveyed fish are predominantly carnivorous (72.54%) with some commercial value (96.48%). Chi-squared tests comparing midden inventory and current ichthyofauna checklists failed to show significant differences between them (p &gt; 0.99). Thus, the results indicate that zoo-archaeological fish remains are key evidence of Holocene biodiversity and may help the establishment of more complete baselines.<hr/>Resumo Sambaquis são sítios arqueológicos, datando entre 8,000 e 1,000 anos antes do presente, encontrados na costa brasileira. Neste trabalho, dados ictiológicos referentes a 68 sambaquis da costa Sudeste do Brasil foram compilados e construído um inventário de referência no qual constam 142 espécies, a maioria das quais com registro em não mais que cinco sítios. Por outro lado, as espécies Micropogonias furnieri e Pogonias cromis apresentaram alta frequência de ocorrência nos sambaquis. Os dados biogeográficos, ecológicos e econômicos mostraram que a maioria das espécies registradas nos sambaquis são de ampla distribuição no Atlântico Ocidental (59.72%), habitam ambientes estuarinos (53.99%), tem um hábito demersal (35.92%) e comportamento oceânico migratório (28.87%). A maioria dos registros diz respeito a peixes carnívoros (72.54%) e com algum valor comercial (96.48%). A comparação da lista de ictiofauna registrada para os sambaquis com uma lista construída com base em inventários atuais de peixes para mesma região não mostrou diferenças significativas (teste de qui-quadrado, p&gt; 0.99). Dessa forma, os resultados apresentados indicam que os vestígios de ictiofauna encontrados em sambaquis constituem uma amostra relevante da biodiversidade do Holoceno podendo ser muito úteis na construção de inventários de referências mais completos da fauna ictiológica da costa brasileira. <![CDATA[Ichthyofauna of Marinheiros Island, Patos Lagoon estuary, southern Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032018000100302&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Marinheiros is the largest island of the estuarine archipelago of Patos lagoon and is considered an area of biological relevance in the coastal region of the extreme south of Brazil. Aiming to contribute to the knowledge on the biodiversity of this important area, we conducted an ichthyofaunistic inventory in the limnic environments of the island. Twenty-seven field trips were performed between April 2015 and May 2017. A total of 12 sites representative of habitats of an intermittent shallow lagoon, intermittent pools and a perennial artificial channel were sampled. Sampling of 2,436 specimens revealed the occurrence of 30 species, including the non-native piscivorous Acestrorhynchus pantaneiro. Characiformes was the most diverse order (18 species), followed by Cichliformes (four species) and Cyprinodontiformes (three species). Characiformes was also the most numerically abundant order (77%) followed by Cichliformes (17.6%) and Cyprinodontiformes (5.1%). The species richness recorded in Marinheiros Island is is comparable to the richness observed for lotic systems of southernmost Brazilian coastal plain. The fish assemblage is composed mainly of species of limnic habits whereas few taxa of estuarine-marine-limnic and estuarine-limnic habits were recorded. In view of the presence of allochtonous A. pantaneiro and its potential to impact native species, monitoring is recommended to the ichthyofauna of Marinheiros Island and the other estuarine islands, as well as peninsular systems connected to Patos lagoon estuary.<hr/>Resumo Marinheiros é a maior ilha do arquipélago estuarino da Lagoa dos Patos e é considerada uma área de relevância biológica na região costeira do extremo sul do Brasil. Com o objetivo de contribuir para o conhecimento sobre a biodiversidade desta importante área, realizamos um inventário ictiofaunístico nos ambientes limnicos da ilha. Vinte e sete visitas foram realizadas entre abril de 2015 e maio de 2017. Um total de 12 locais representativos dos habitats de uma lagoa rasa intermitente, poções intermitentes e um canal artificial perene foram amostrados. A amostragem de 2.436 espécimes revelou a ocorrência de 30 espécies, incluindo o piscívoro não-nativo Acestrorhynchus pantaneiro. Characiformes foi a ordem mais diversa (18 espécies), seguido por Cichliformes (quatro espécies) e Cyprinodontiformes (três espécies). Characiformes foi também a ordem mais numericamente abundante (77%), seguida po Cichliformes (17,6%) e Cyprinodontiformes (5,1%). A riqueza de espécies registrada na Ilha dos Marinheiros é comparável à riqueza observada para sistemas lóticos da planície costeira do extremo sul do Brasil. A assembleia de peixes é composta principalmente por espécies de hábitos límnicos, enquanto que poucos taxa de hábitos estuarino-marinho-límnico e estuarino-límnico foram registrados. Em vista da presença do alóctono A. pantaneiro e seu potencial para impactar espécies nativas, é recomendado o monitoramento da ictiofauna da Ilha dos Marinheiros e de outras ilhas estuarinas, bem como dos sistemas peninsulares conectados ao estuário da Lagoa dos Patos. <![CDATA[Reef fishes of the Anchieta Island State Park, Southwestern Atlantic, Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032018000100303&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract This paper presents a checklist of the reef fish fauna of the Anchieta Island State Park, a no-take zone in which no extractive activities are allowed, in Ubatuba, Southeastern Brazil. Data was obtained between 2011 and 2013, mainly through underwater observations with snorkelling and SCUBA, and secondarily using scientific fishing (trawling). Published and unpublished data were also verified and compiled. A total of 103 reef fish species, distributed in 78 genus and 50 families was recorded. Haemulidae was the richest family (n=7 species), followed by Epinephelidae (n=6), Pomacentridae, Carangidae and Tetraodontidae (n= 4 each). Haemulon was also the most speciose genera (n=5), followed by Stegastes, Acanthurus and Mycteroperca (n=3 each). Sixty-nine species (67%) are included in global and regional Red Lists. Twenty-five species (24.2%) are within the categories Critically Endangered (CR), Endangered (EN), Vulnerable (VU) and Near-Threathened (NT). The network of Marine Protected Areas in Southeastern Brazil is still incipient, and the considerable number of threatened species in the Anchieta Island State Park clearly indicates the importance of the study area for the conservation of coastal and reef fishes.<hr/>Resumo Este artigo apresenta uma lista de espécies de peixes recifais do Parque Estadual da Ilha Anchieta, uma área na qual nenhuma atividade extrativista é permitida, em Ubatuba, Sudeste do Brasil. Os dados foram coletados entre 2011 e 2013, principalmente por observações subaquáticas com o uso de mergulhos livres e autônomos e, secundariamente, através de pescaria científica (arrasto). Dados publicados e não publicados também foram verificados e compilados. Foram registradas 103 espécies de peixes recifais distribuídas em 78 gêneros e 50 famílias. Haemulidae foi a família com maior número de espécies (n=7 espécies), seguida por Epinephelidae (n=6), Pomacentridae, Carangidae e Tetraodontidae (n=4 cada). Os gêneros com maior número de espécies foram Haemulon (n=5) e Stegastes¸ Acanthurus e Mycteroperca (n=3 cada). Sessenta e nove espécies (67%) estão inclusas em listas vermelhas de espécies ameaçadas globais e regionais. Vinte e cinco espécies (24,2%) são classificadas nas categorias Criticamente em Perigo (CR), Em Perigo (EN), Vulnerável (VU) e Quase Ameaçadas (NT). A rede de Áreas Marinhas Protegidas no Sudeste do Brasil ainda é incipiente e o considerável número de espécies ameaçadas no Parque Estadual da Ilha Anchieta indica claramente a importância da área de estudo para a conservação de peixes recifais e costeiros. <![CDATA[Jaguarundi (<em>Puma yagouaroundi</em>) predation by puma (<em>Puma concolor</em>) in the Brazilian Atlantic Forest]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032018000100501&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract The jaguarundi (Puma yagouaroundi) is the second most widespread carnivore of the Americas, and considered a threatened species in Brazil. However, most of its ecology is unknown, and few information is available about species that may act as its predator. In this study we present evidence of the predation of a jaguarundi by puma (Puma concolor) in a protected area (Carlos Botelho State Park) in the state of São Paulo, southeastern Brazil. We collected fecal samples in trails and dirt roads in the study area, and by using hair cuticle imprints and medullar patterns, we identified a puma scat containing hair and claws of a jaguarundi. Pumas usually consume carnivores, but the presence of felids is uncommon, especially in Brazil. This could be considered an antagonist interaction, but pumas and jaguarundis do not compete for territory or prey in large protected areas, since pumas have a high intake of larger prey (&gt; 1 kg). Thus, we conclude that this an episode of intraguild predation for feeding purposes, not a kill in response to competition for prey or territory. This is an important record that helps to understand a bit more of the complex trophic relationships in tropical forests.<hr/>Resumo O gato-mourisco (Puma yagouaroundi) é o segundo carnívoro com maior distribuição nas Américas, e considerado vulnerável a extinção no Brasil. No entanto, grande parte de sua ecologia é desconhecida, e há pouca informação disponível sobre espécies que poderiam atuar como seu predador. Nesse estudo, apresentamos evidências da predação do gato-mourisco por onça-parda (Puma concolor) em uma unidade de conservação (Parque Estadual Carlos Botelho) no estado de São Paulo. Coletamos amostras fecais de onça-parda em trilhas e estradas de terra na área estudada, e por meio da análise de microestrutura dos pelos, identificamos pelos e garras de um gato-mourisco em uma das amostras fecais. As onças-pardas normalmente consomem carnívoros, mas a predação de outros felinos é incomum, especialmente no Brasil. Essa poderia ser considerada uma interação antagonista, mas a onça-parda e o gato-mourisco não competem por território ou presas em grandes áreas protegidas, uma vez que as onças-pardas consomem preferencialmente presas maiores (&gt; 1 kg). Portanto, concluímos que esse é um episódio de predação intraguilda com propósito alimentar da onça-parda, e não uma predação por conta de competição por território ou presas. Esse registro é importante e ajuda a compreender um pouco mais sobre as complexas relações tróficas em florestas tropicais. <![CDATA[Insect galls in three species of <em>Copaifera</em> L. (Leguminosae, Caesalpinioideae) occurring sympatrically in a Cerrado area (Bahia, Brazil)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032018000100502&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract The aim of this study was to characterize galls of three species of the Copaifera genus (C. sabulicola, C. luetzelburgii and C. depilis), which occur sympatrically in a Cerrado area from Bahia state. A total of 23 gall morphotypes were found, 9 morphotypes on C. sabulicola, 7 on C. luetzelburgii and 7 on C. depilis. Galls predominated on leaves and stems. The most abundant colours found among galls were brown and green. Regarding the period of the year, from 35,511 leaflets analysed, 16,322 were collected in the dry season and 19,189 in the rainy season. In the dry season, 1,635 leaflets having galls were observed, and the highest proportion was observed on C. luetzelburgii (16.31%). In relation to the rainy season, there is statistical difference in the incidence of leaflets with galls between C. sabulicola and C. depilis, these two species are affected differently during the rainy season. In general, most of the gall morphotypes were more abundant in the dry season. The gallers of 18 morphotypes cannot be determined, because the gall samples were collected occupied by parasitoids or without dwellers. Cecidomyiids induced galls in five morphotypes. Associated invertebrates belonging to the orders Hymenoptera, Diptera, Coleoptera and Acari were found among all gall morphotypes. The results obtained here indicate that the three species of Copaifera have an expressive number of galls, but lower than reported in the literature for C. langsdorffii, which is considered a super host.<hr/>Resumo O objetivo deste trabalho foi caracterizar as galhas de três espécies do gênero Copaifera (C. sabulicola, C. luetzelburgii e C. depilis) que ocorrem em simpatria no Cerrado do Estado da Bahia. Um total de 23 morfotipos de galhas foi encontrado, sendo 9 morfotipos em C. sabulicola, 7 em C. luetzelburgii e 7 em C. depilis As galhas predominaram nas folhas e caules e os morfotipos com coloração marrom e verde foram os mais abundantes. Em relação à época do ano, do total de 35.511 folíolos analisados, 16.322 foram coletados no período seco e 19.189 no chuvoso. Na estação seca foram observados 1.635 folíolos com galhas, sendo que a maior proporção de folíolos galhados foi observada em C. luetzelburgii (16.31%). Já em relação à estação chuvosa, há diferença estatística na incidência de folíolos com galhas entre C. sabulicola e C. depilis, estas duas espécies são afetadas diferentemente durante a estação chuvosa. De forma geral, a maioria dos morfotipos foi mais abundante na estação seca. Os galhadores de 18 morfotipos não foram determinados, porque as galhas coletadas apresentavam parasitóides ou estavam vazias. Os cecidomiídeos foram os responsáveis pela indução de cinco morfotipos. Os invertebrados associados às galhas pertencentes às ordens Hymenoptera, Diptera, Coleoptera e Acari. Os resultados obtidos neste estudo apontam que as três espécies de Copaifera possuem um número expressivo de galhas, porém menor que o relatado na literatura para C. langsdorffii, a qual é considerada uma super hospedeira. <![CDATA[Antifungal potential of crude extracts of <em>Trichoderma</em> spp.]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032018000100503&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Antibiosis is the mechanism by which certain microorganisms respond to the presence of others, secreting compounds or metabolites capable of inhibiting or impeding their development. The crude extract of Trichoderma contains a mixture of secondary compounds, which may show antibiotic effect, and has been used for the prospect of this fungus for biological control and other industrial purposes. Faced with the increasing demand of agriculture for ecologically compatible alternatives for the management of diseases, this work aimed to investigate the spectrum of action of Non-Volatile Metabolites (NVMs) of Trichoderma isolates against different plant pathogenic fungi. The antagonistic potential of NVMs was evaluated through the incorporation method of the filtered liquid extract in PDA medium. The assays showed that all the NVMs produced inhibited the fungus Sclerotinia sclerotiorum similarly. On the other hand, strains CEN1245 and CEN1274, both belonging to the species Trichoderma brevicompactum, showed broad spectrum against Sclerotium rolfsii, Colletotrichum gloesporioides, Verticillium dahliae, Fusarium oxysporum and Cylindrocladium sp. The present study describes isolates producing non-volatile metabolites with broad spectrum of antifungal action, as well as pathogen-specific. The Trichoderma spp. NVMs obtained from different soil samples cultivated with vegetables, cassava and maize were efficient in inhibiting plant pathogenic fungi belonging to other patossystems, such as forest or fruit, which could increase their potential application in biological control of plant diseases. In addition, these antagonistic fungi should be studied in greater depth for the identification of bioactive molecules of industrial interest or in commercial formulations of products for biological control of plant pathogens.<hr/>Resumo Antibiose é um mecanismo pelo qual certos microrganismos respondem à presença de outros, secretando compostos ou metabólitos capazes de inibir ou impedir o seu desenvolvimento. O extrato bruto de Trichoderma contém uma mistura de compostos secundários e tem sido utilizado na prospecção deste fungo para o controle biológico e demais fins industriais. Diante da crescente demanda da agricultura por alternativas ecologicamente compatíveis para o manejo de doenças, este trabalho teve como objetivo investigar o espectro de ação de Metabólitos Não Voláteis (MNVs), produzidos por isolados de Trichoderma, contra diferentes fungos fitopatogênicos. O potencial antagônico dos MNVs foi avaliado através do método de incorporação do extrato líquido filtrado em meio BDA. Os ensaios mostraram que todos os MNVs produzidos inibiram de forma semelhante o fungo Sclerotinia sclerotiorum. Por outro lado, os isolados CEN1245 e CEN1274, ambos Trichoderma brevicompactum, mostraram um amplo espectro de ação, atuando contra Sclerotium rolfsii, Colletotrichum gloesporioides, Verticillium dahliae, Fusarium oxysporum e Cylindrocladium sp. O presente estudo descreve isolados que produziram metabólitos não voláteis com amplo espectro de ação antifúngico, assim como patógeno-específico. Os MNVs de Trichoderma spp. obtidos de diferentes amostras de solo cultivadas com vegetais, mandioca e milho, foram eficientes na inibição de fungos fitopatogênicos pertencentes a outros patossistemas, como os de espécies florestais e frutíferas, o que poderia aumentar sua potencial aplicação no controle de doenças de plantas. Adicionalmente, estes fungos antagonistas devem ser mais bem estudados para identificação de moléculas bioativas de interesse industrial ou formulação de produtos para o controle biológico de patógenos de plantas. <![CDATA[Hepatic steatosis in six-banded armadillo (<em>Euphractus sexcinctus</em> Linnaeus, 1758)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032018000100504&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract The six-banded armadillo (Euphractus sexcinctus) stands out among wild mammals due to the rare occurrence of spontaneous metabolic diseases. When altered, the liver, which is important in metabolism, may trigger a dysfunctional cascade, leading to hepatic steatosis. Here we describe a case of hepatic steatosis in a six-banded armadillo living in captivity. The female specimen was captured and donated to the Federal University of Piaui under SISBIO authorization nº53303. The animal was first referred for a veterinary clinical evaluation, and then euthanized following the ethical standards of the Federal Council of Veterinary Medicine. At the start of the dissection, the abdominal cavity was accessed and sections of all ex situ liver lobes, spleen and mandibular lymph node were subjected to routine histological processing; the results were photo documented. The anatomic and histopathological analysis confirmed the diagnosis of hepatic steatosis, which we propose is related to an infectious process as a result of the changes observed in the organs of the lymphoid system. This report of fatty liver disease in armadillo suggests an acute infectious process with lymphoid system involvement.<hr/>Resumo O tatu-verdadeiro (Euphractus sexcinctus) se destaca entre os mamíferos selvagens devido à rara ocorrência de doenças metabólicas espontâneas. Quando alterado, o fígado, que é importante no metabolismo, pode desencadear uma cascata disfuncional, levando a esteatose hepática. Foi descrito um caso de esteatose hepática em um tatu-verdadeiro vivendo em cativeiro. O espécime feminino foi capturado e doado para a Universidade Federal do Piauí sob a autorização SISBIO nº53303. O animal foi encaminhado para uma avaliação clínica veterinária e, depois, submetido à eutanásia seguindo os padrões éticos do Conselho Federal de Medicina Veterinária. No início da dissecção, acessou-se a cavidade abdominal e as seções de todos os lóbulos do fígado ex situ, do baço e do linfonodo mandibular foram submetidos ao processamento histológico de rotina. Os resultados foram fotomicrografados e documentados. A análise anatômica e histopatológica confirmou o diagnóstico de esteatose hepática, que está relacionada a um processo infeccioso como resultado das mudanças observadas nos órgãos do sistema linfóide. Este relatório de doença hepática gordurosa no armadillo sugere um processo infeccioso agudo com comprometimento do sistema linfático.