Scielo RSS <![CDATA[Biota Neotropica]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1676-060320170001&lang=en vol. 17 num. 1 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Live-trapping Ocelots (<em>Leopardus pardalis</em>): traps, baits, injuries, immobilization and costs]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032017000100201&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract The capture of wild animals can provide important information on community structure, population dynamics, home range size, activity patterns, habitat use, denning, social behavior and health status. The objective of this study was to describe the method of capture with details on baits, injuries, non-target captures, anesthesia and costs, to evaluate its success as part of a health evaluation program of ocelots in a Brazilian Atlantic Forest Reserve. From a total of 1,011 trap-night effort in 86 days, we had 68 capture events composed of ocelots (22%, n=15) and non-target species (78%, n = 53). We captured 10 individual ocelots in 15 capture events, corresponding to 5.7 days to capture one ocelot. Capture efficiency was 14.8 ocelots/1,000 trap-nights effort. We suggest capture methods should be selected and implemented based on the following criteria: (i) high capture efficiency; (ii) high selectivity; (iii) low injury rate; (iv) high immobilization suitability; and (v) low costs, in order to enable comparisons of studies from different research groups and from different study areas, allowing a deliberate choice of the best method.<hr/>Resumo A captura de animais selvagens é capaz de proporcionar informações importantes acerca da estrutura da comunidade, dinâmica populacional, tamanho das áreas de vida, uso dos hábitats, locais de toca, comportamento social e estado de saúde. Este estudo teve como objetivo descrever o método de captura enfatizando as iscas utilizadas, ferimentos, capturas de espécies não-alvo, anestesia e custos, para avaliar o sucesso de captura como parte de um programa de avaliação de saúde de jaguatiricas numa reserva de Mata Atlântica no Brasil. De um de esforço total de 1.011 armadilhas-noite em 86 dias, nós tivemos 68 eventos de captura compostos de jaguatiricas (22%, n= 15) e espécies não-alvo (78%, n= 53). Nós capturamos 10 indivíduos diferentes em 15 eventos de captura, correspondendo a 5,7 dias para capturar uma jaguatirica. A eficiência de captura foi de 14,8 jaguatiricas/1.000 armadilhas-noite. Nós sugerimos que os métodos de captura deveriam ser selecionados e implementados com base nos seguintes critérios: (i) alta eficiência de captura; (ii) alta seletividade; (iii) baixa taxa de ferimentos; (iv) alta adequação de imobilização; e (v) baixos custos, de forma a viabilizar comparações de estudos de diferentes grupos e diferentes áreas, permitindo a escolha do melhor método. <![CDATA[Ichthyofauna of the “Cachoeira de São Roberto” and fishes of lower Preto River, upper Paraná River basin, Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032017000100301&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Rheophilic environments typically houses fish species with specific ecological requirements. Thus, the suppression of these environments can lead to damaging impacts to local and regional fauna. In this work the ichthyofauna of the “Cachoeira de São Roberto” was inventoried, with a historical review of fish collected in the lower Preto River basin. The sampling sites included two reaches (named R1 and R2): R1 in the “Cachoeira de São Roberto” and R2 refers to two km upstream. The fishes were sampled bimonthly during one year (April 2013 to February 2014) using small and dip nets. Voucher specimens were catalogued in the Fish Collection of “Departamento de Zoologia e Botânica do Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista ‘Júlio de Mesquita Filho’, câmpus de São José do Rio Preto, SPˮ (DZSJRP). Historical records from lower Preto River basin were composed by fish species sampled downstream of spillway of the dam in the municipality of São José do Rio Preto, SP, using the database of fish collection of DZSJRP. The ichthyofauna of the sampled reaches was composed by 53 species, distributed in 16 families and seven orders. The greatest richness was found in the upstream site (R2) with the presence of Aphyocheirodon hemigrammus and Myleus tiete, two Brazilian threatened fish species. Chao index suggested the occurrence of 64 species for the inventoried reaches. Considering all portion of lower Preto River basin, including historical records, 69 species were found, four of these species have not described yet. The present study highlights the importance of inventories in rheophilic environments, which usually includes sensitive, threatened, and species with restricted distribution. Besides that, inventories can provide technical data to support decisions about potential environmental impacts helping with the management and conservation of fish fauna.<hr/>Resumo Ambientes reofílicos normalmente abrigam espécies de peixes com exigências ecológicas. Assim, a supressão desses ambientes pode levar a impactos danosos à fauna local e regional. Neste trabalho inventariou-se a ictiofauna da Cachoeira de São Roberto, com uma revisão histórica dos peixes coletados na bacia do baixo rio Preto. Os locais amostrados incluíram dois trechos (nomeados R1 e R2): R1 na área da Cachoeira de São Roberto e R2, dois km a montante de R1. As coletas ocorreram bimestralmente durante um ano (abril de 2013 a fevereiro de 2014), utilizando puçá e arrasto. Os peixes coligidos foram depositados na Coleção de Peixes do Departamento de Zoologia e Botânica do Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filhoˮ, câmpus de São José do Rio Preto, SP (DZSJRP). Registros históricos da bacia do baixo rio Preto foram representados pelas espécies de peixes coletadas a jusante do vertedouro da represa municipal de São José do Rio Preto, SP depositados na coleção DZSJRP. A ictiofauna nos trechos inventariados (R1 e R2) foi representada por 53 espécies, distribuídas em 16 famílias e sete ordens. A maior riqueza foi encontrada no R2, com registro de Aphyocheirodon hemigrammus e Myleus tiete, duas espécies da ictiofauna brasileira ameaçadas de extinção. Estimativas de diversidade (Chao index) sugeriram a ocorrência de 64 espécies nos trechos inventariados. Considerando toda porção da bacia do baixo rio Preto, incluindo os registros históricos, registrou-se 69 espécies, quatro delas ainda não descritas formalmente. O presente estudo ressalta a importância de inventários em áreas reofílicas, que normalmente inclui espécies sensíveis, ameaçadas e com distribuição restrita. Além disso, inventários podem fornecer dados técnicos para subsidiar decisões sobre impactos ambientais auxiliando a gestão e conservação da fauna de peixes. <![CDATA[Inventory of mollusks from the estuary of the Paraíba River in northeastern Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032017000100302&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract: Coastal ecosystems of northeastern Brazil have important biodiversity with regard to marine mollusks, which are insufficiently studied. Here we provide an inventory of mollusks from two sites in the estuary of the Paraíba River. Mollusks were collected in 2014 and 2016 on the coast and sandbanks located on the properties of Treze de Maio and Costinha de Santo Antônio. The malacofaunal survey identified 12 families, 20 genera and 21 species of bivalves, 17 families, 19 genera and 20 species of gastropods and one species of cephalopod. Bivalves of the family Veneridae Rafinesque, 1815 were the most representative, with a total of five species. Gastropods of the family Littorinidae Children, 1834 had the greatest species richness. The most abundant species were: Neritina virginea (Linnaeus, 1758), Brachidontes exustus (Linnaeus, 1758), Crassostrea brasiliana (Lamarck, 1819), Cerithium atratum (Born, 1778), Anomalocardia brasiliana (Gmelin, 1791), Parvanachis obesa (C. B. Adams, 1845), Phrontis polygonata (Lamarck, 1822), Littoraria angulifera (Lamarck, 1822), L. flava (King, 1832), Tagelus plebeius (Lightfoot, 1786), Echinolittorina lineolata (d'Orbigny, 1840) and Iphigenia brasiliensis (Lamarck, 1818). The results show that the study area has considerable species richness of Mollusca, requiring environmental monitoring in the region mainly due to the economic importance of some species to the local population.<hr/>Resumo: Os ecossistemas costeiros do nordeste do Brasil têm uma importante biodiversidade de moluscos marinhos, a qual ainda é insuficientemente estudada. Este trabalho representa um inventário dos moluscos em duas localidades no estuário do Rio Paraíba. Moluscos foram coletados entre 2014 e 2016 na costa e área de restinga localizadas nas propriedades de Treze de Maio e Costinha de Santo Antônio. Este levantamento malacofaunístico identificou 12 famílias, 20 gêneros e 21 espécies de bivalves, 17 famílias, 19 gêneros e 20 espécies de gastrópodes e uma espécie de cefalópode. Os bivalves da família Veneridae Rafinesque, 1815 foram os mais representativos com um total de cinco espécies. Os gastrópodes da família Littorinidae Children, 1834 apresentaram a mais alta riqueza de espécies. As espécies mais abundantes foram: Neritina virginea (Linnaeus, 1758), Brachidontes exustus (Linnaeus, 1758), Crassostrea brasiliana (Lamarck, 1819), Cerithium atratum (Born, 1778), Anomalocardia brasiliana (Gmelin, 1791), Parvanachis obesa (C. B. Adams, 1845), Phrontis polygonata (Lamarck, 1822), Littoraria angulifera (Lamarck, 1822), L. flava (King, 1832), Tagelus plebeius (Lightfoot, 1786), Echinolittorina lineolata (d'Orbigny, 1840) e Iphigenia brasiliensis (Lamarck, 1818). Os resultados mostram que a área estudada tem uma considerável riqueza de espécies de Mollusca, necessitando de monitoramento ambiental, principalmente devido à importância econômica de algumas espécies para a população local. <![CDATA[Communities and occurrences of Squamata reptiles in different vegetation types of the Serra de São José, Minas Gerais, Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032017000100303&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract The objective of the present study was to learn which species of Squamata reptiles occur in Protected Area São José, in Tiradentes, Minas Gerais, Brazil. Between November 2009 and December 2010 reptiles were captured. In total 157 specimens were recorded of 29 species, 16 snakes, 12 lizards and one amphisbaena. Among the snakes, Dipsadidae showed the greatest richness, with a total of nine species. The group of snakes had the highest number of species present in the community, but 79% of sampled specimens were lizards, Enyalius bilineatus being the most abundant species, with 21% of occurrence. The area with the highest richness was the Cerradão. The lower abundance was found in the Gallery Forest area (n=14), but it was the vegetation type with the highest equitability. Areas of Cerradão and Cerrado sensu strictu showed the most similarity. In these areas five species were recorded in common, Bothrops neuwiedi (n=3) being the only species of snake, and the two species of lizards most abundant in both environments were Enyalius bilineatus (n=32) and Ameivula ocellifera (n=19). Ophiodes striatus and Xenodon merremii were common to Cerradão and Dirty Field areas. There was no species recorded that were common to the environments of Cerrado and Dirty Field but two species not sympatric were found of the same genus, Tropidurus torquatus, which was found only in the Cerrado sensu strictu and Tropidurus itambere exclusively in Dirty Field. Since none of the rarefaction curves reached full asymptote, this highlights the need for further study due to the high probability of new species being recorded for the studied area.<hr/>Resumo O presente estudo teve como objetivo conhecer quais espécies de répteis Squamata ocorrem nas diferentes fitofisionomias da Área de Proteção Ambiental Serra de São José, Tiradentes, microrregião Campo das Vertentes, Sudeste de Minas Gerais, Brasil. Entre novembro de 2009 e dezembro de 2010 os répteis foram capturados utilizando-se de armadilhas de interceptação e queda e de funil instaladas em 10 pontos amostrais, sendo três em Mata de Galeria, três em Cerrado sensu strictu, três em Cerradão e um em Campo Sujo aberto. Durante um ano as armadilhas ficaram abertas ininterruptamente e foram amostradas 300 horas de procura limitada por tempo. Também foram realizados encontros ocasionais com registros fotográficos dos espécimes. Ao todo foram registrados 157 espécimes pertencentes a 29 espécies, sendo 16 de serpentes, 12 de lagartos e uma de anfisbena. Entre as serpentes, Dipsadidae apresentou a maior riqueza, com um total de nove espécies. O grupo das serpentes foi o com maior número de espécies presentes na comunidade, mas 79% dos espécimes amostrados eram lagartos, sendo Enyalius bilineatus a espécie mais abundante, com 21% de ocorrência. A menor abundância foi encontrada na área de Mata de Galeria (n=14), mas foi a fitofisiomia que apresentou a maior equitabilidade. Na área de Cerradão foi encontrada a maior riqueza, com 13 espécies registradas. As áreas de Cerradão e Cerrado sensu strictu foram as que apresentaram maior similaridade. Nestas áreas foram registradas cinco espécies em comum, sendo Bothrops neuwiedi (n=3) a única espécie de serpente, e as duas espécies de lagartos mais abundantes nos dois ambientes foram Enyalius bilineatus (n=32) e Ameivula ocellifera (n=19). Ophiodes striatus e Xenodon merremii foram comuns às áreas Cerradão e Campo Sujo. Não houve registro de espécie que fosse comum aos ambientes de Cerrado e Campo Sujo, mas foram encontradas duas espécies pertencentes ao mesmo gênero não simpátricas, como Tropidurus torquatus que foi encontrado apenas no Cerrado sensu strictu e Tropidurus itambere exclusivo do Campo sujo. Notomabuya frenata foi encontrada em todos os ambientes, exceto no Campo sujo, único local onde foi encontrado Aspronema dorsivittatum. Como nenhuma das curvas de rarefação atingiu a assíntota plena, evidencia-se a necessidade de mais estudos devido à alta probabilidade de registro de novas espécies para a área estudada. <![CDATA[Ichthyofauna of Mundaú river basin, Ceará State, Northeastern Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032017000100304&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Mundaú river basin is located at Center-North Ceará State and occupies a total area of 2,227 km2, including Estuário do Rio Mundaú Environmental Protection Area. This study aimed to catalog the fishes of this basin. Collections were performed with active and passive gear in 35 sampling sites, between 2012 and 2014, in several habitats (main channels, streams, floodplains, permanent and temporary pools, ponds, and dams). A total of 2,545 specimens were collected, belonging to 55 species distributed in 10 orders, 31 families, and 50 genera; 30 of these are strictly freshwater species, and 25 estuarine-marine species. Three species (Hemigrammus guyanensis Gery, 1995, H. rodwayi Durbin, 1909 and Poecilia sarrafae Bragança &amp; Costa, 2011) represent new records for the Mid-Northeastern Caatinga ecoregion. Besides, two cynolebiid species, Hypsolebias sp. and Anablepsoides cearensis (Costa &amp; Vono, 2009), were found and the latter, currently classified as critically endangered, had its occurrence area widened.<hr/>Resumo A bacia do Rio Mundaú está situada no centro-norte do Estado do Ceará, e drena uma área de 2.227 km2 de Caatinga, incluindo a Área de Proteção Ambiental do Estuário do Rio Mundaú. Este estudo teve como objetivo realizar um inventário dos peixes desta bacia. As coletas foram realizadas com petrechos ativos e passivos, em 35 pontos amostrais entre 2012 e 2014 em diversos habitats (canal principal, córregos, alagados, poças permanentes e temporárias, lagoas e açudes) ao longo de toda a bacia. Um total de 2.545 indivíduos foram coletados, pertencentes a 55 espécies distribuídas em 10 ordens, 31 famílias e 50 gêneros; destas, 30 são estritamente de água doce e 25 estuarino-marinhas. Três espécies (Hemigrammus guyanensis Gery,1995, H. rodwayi Durbin, 1909 e Poecilia sarrafae Bragança &amp; Costa, 2011) constituem novas ocorrências para a ecorregião do Nordeste Médio-Oriental. Além disso, foram registradas duas espécies de cinolebídeos, Hypsolebias sp. e Anablepsoides cearensis (Costa &amp; Vono, 2009), a última classificada como criticamente ameaçada de extinção, teve sua área de ocorrência ampliada. <![CDATA[Aquatic oligochaeta (Annelida: Clitellata) in extractive reserve Lake Cuniã, Western Brazilian Amazon]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032017000100305&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Oligochaeta is one of the most common and abundant taxon in continental aquatic fauna. However, knowledge of their distribution in Brazilian ecosystems is still incomplete and fragmented. Thus, the aim of this study was to develop an inventory of aquatic oligochaetes in the Extractive Reserve of Lake Cuniã in the State of Rondônia, Brazil. Collections of data were performed during the dry (August 2015) and rainy seasons (February 2016). The sediment samples were collected near the lakeside region using the kick sampling method and a kick-net sampler (mesh size of 0.25mm). This paper provides a catalog with 12 taxon from a total of 383 specimens, distributed into two families: Naididae (95.08%) and Opistocystidae (4.92%). The Pristininae subfamily was the most significant (85.68%), followed by subfamilies: Naidinae (8.36%), Tubificinae (0.52%) and Rhyacondrilinae (0.52%). In addition, some species such as Allonais inaequalis, Aulophorus furcatus, Dero nivea, Pristina synclites, Pristina menoni and Opistocysta serrata, were recorded for the first time in the Brazilian Amazon region. Therefore, the results of this study contribute to increase knowledge on the distribution of the Oligochaeta class in Brazil, particularly in the North of the country, which is so extensive and rich in water resources, but not extensively studied.<hr/>Resumo Oligochaeta é um dos táxons mais comuns e abundantes na fauna aquática continental. No entanto, o conhecimento da sua distribuição nos ecossistemas brasileiros ainda é incompleto e fragmentado. Assim, o objetivo deste estudo foi desenvolver um inventário de oligoquetos aquáticos na Reserva Extrativista do Lago Cuniã no estado de Rondônia, Brasil. Foram realizadas duas coletas, cobrindo o período seco (agosto 2015) e chuvoso (fevereiro 2016). As amostras de sedimento foram coletadas perto da região marginal do lago pelo método de amostragem Kick sampling usando um amostrador Kick-net (malha de 0,25 mm). Nós catalogamos 12 táxons do total de 383 espécimes, distribuídos em duas famílias: Naididae (95,08%) e Opistocystidae (4,92%). A subfamília Pristininae foi a mais significativa (85,68%), seguida das subfamílias: Naidinae (8,36%), Tubificinae (0,52%) e Rhyacondrilinae (0,52%). Além disso, algumas espécies, como Allonais inaequalis, Aulophorus furcatus, Dero nivea, Pristina synclites, Pristina menoni e Opistocysta serrata, tiveram o primeiro registro na Amazônia brasileira. Assim, os resultados deste estudo contribuem para aumentar o conhecimento da distribuição da classe Oligochaeta no Brasil, particularmente no Norte do país, que é tão extenso e rico em recursos hídricos, porém pouco estudado.