Scielo RSS <![CDATA[Biota Neotropica]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1676-060320140003&lang=pt vol. 14 num. 3 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Importância dos recursos alóctones na dieta de <em>Astyanax</em> aff. <em>fasciatus</em> (Osteichthyes: Characidae) em riachos: uma abordagem longitudinal]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032014000300113&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt The aim of this investigation was to respond the following question: is the consumption of allochthonous resources by Astyanax aff. fasciatus influenced by the longitudinal gradient in streams? To respond this question we sampled fish in the headwater, middle and mouth stretches of four streams (Upper Paraná River basin). Samplings were carried out from July 2007 to June 2008 using electrical fishing. Fish were identified, measured and their stomach contents identified and quantified. Spatial variations (among longitudinal stretches) in the diet were summarized using a principal coordinate analysis (PCoA). Spatial differences in the diet were tested with a multiresponse permutation procedure (MRPP). Allochthonous resources had the highest percentage of the A. aff. fasciatus diet in all stretches; however, the increased importance of autochthonous resources in the fish diet in the stream mouths made these stretches to differ significantly from the middle and headwater ones. The ordination analysis separated the fish diet sampled in the stream mouth from the diet of most fish samples in the headwater and middle stretches. The results highlight the importance of allochthonous resources, mainly insects, in the diet of A. aff. fasciatus. However, the diet was affected by longitudinal gradient and followed the pattern described for these ecosystems, where fish depend basically of allochthonous material in the headwaters and the importance of these resources decrease along the longitudinal gradient.<hr/>O objetivo deste estudo foi responder a seguinte pergunta: o consumo de recursos alóctones por Astyanax aff. fasciatus é influenciado pelo gradiente longitudinal dos riachos? Para responder esta questão, foram amostrados peixes na cabeceira, no meio e na foz de quatro riachos (bacia do alto Rio Paraná). As amostragens foram realizadas entre julho/2007 e junho/2008, utilizando-se pesca elétrica. Os peixes foram identificados, medidos e seus conteúdos estomacais identificados e quantificados. Variações espaciais (entre os trechos) na dieta foram sumarizadas através da análise de ordenação de coordenadas principais (PCoA). Diferenças espaciais na dieta foram testadas através do procedimento de permutação de multiresposta (MRPP). Recursos alimentares alóctones compuseram a maior parcela da dieta de A. aff. fasciatus em todos os trechos, porém, na foz dos riachos a dieta diferiu significativamente do meio e da cabeceira, sendo esta diferença causada pelo incremento de recursos autóctones na dieta na foz. A análise de ordenação mostrou a separação da dieta dos peixes amostrados na foz da dieta da maioria dos peixes amostrados na cabeceira e no meio. Estes resultados evidenciam a importância de recursos alóctones, principalmente insetos, na dieta de A. aff. fasciatus. No entanto, a dieta foi influenciada pelo gradiente longitudinal, seguindo o padrão descrito para estes ambientes, onde na cabeceira os peixes dependem primariamente de material alóctone, e ao longo do gradiente ocorre um decréscimo na importância destes recursos. <![CDATA[Variação morfológica sazonal dos ductos deferentes de tartaruga jurará <em>(Kinosternon scorpioides</em>)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032014000300114&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt This study aimed to characterize the morphology of the vas deferens of Kinosteron scorpioides by macroscopic and microscopic analysis. Were used 20 adult male jurarás collected at regular intervals during the year and divided into four experimental groups in the rainy and dry seasons, being processed for light microscopy, scanning electron microscopy and transmission electron microscopy. Morphometry for tubular and luminal diameters and epithelial height were also performed. On rainy season, vas deferens presented pseudostratified epithelium with cylindrical cells, spermatozoids and milky fluid in the lumen, with cytoplasmic organelles and lipid vesicles. On dry season, epithelium was pseudostratified with cuboid cells, with cellular debris and no spermatozoids. There was significant variation (p&lt;0,05) for morphometry of vas deferens, with lower values of tubular and luminal diameters on rainy season, and higher epithelial height on dry season.<hr/>Este estudo teve como objetivo caracterizar a morfologia dos ductos deferentes de Kinosteron scorpioides por meio de análise macroscópica e microscópica. Foram utilizados 20 machos adultos, coletados em intervalos regulares durante o ano, os quais foram divididos em quatro grupos experimentais nas estações chuvosa e seca. Os ductos deferentes foram processados para análise por microscopia de luz, microscopia eletrônica de varredura e microscopia eletrônica de transmissão. Morfometria para diâmetros tubular e luminal e altura epitelial também foram realizadas. Na época das chuvas, o ducto deferente apresentou epitélio pseudoestratificado com células cilíndricas, espermatozoides e líquido leitoso no lúmen, além de com organelas citoplasmáticas e vesículas lipídicas. Na estação seca, o epitélio do ducto deferente foi do tipo pseudoestratificado com células cuboides e debris celulares, sendo que nenhum espermatozoide foi encontrado nesta estação. Houve variação significativa (p &lt;0,05) para a morfometria dos ductos deferentes, com menores valores de diâmetros tubular e luminal na estação chuvosa, e maior altura do epitélio na estação seca. <![CDATA[Dinâmica populacional e biologia reprodutiva de <em>Achatina fulica</em> Bowdich, 1822 (Mollusca, Gastropoda) na cidade de Salvador - Bahia]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032014000300115&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt The risks following introduction of invasive species are enormous and incalculable. Achatina fulica is considered one of the 100 species of greatest invasive potential, stands out among the land pulmonate snails, mostly for its high reproductive potential that accelerates the process of dispersion, increasing the damages related to health (disease transmission), to economy (crops destruction) and to environment (biodiversity loss). In order to investigate the relationship of the African snail with the environment, trying to relate sexual activity with climatic variables (temperature, rainfall and humidity), a study was conducted on aspects of population dynamics and reproductive biology in Salvador city. The snails were collected by hand, monthly. Morphometric data were obtained in the field and dissections to analyze the reproductive system at laboratory. To test if there was a greater sexual activity in wet periods was performed first a Principal Component Analysis (PCA) with climatic variables, followed by a regression between precipitation (the most influential environmental variable) and the variable of interest (sexual activity). The results showed that there is an apparent annual cycle for A. fulica, with a recruitment period covering the end of rainy season and the dry season (August to December 2006 and February 2007). Increase of shell size (height) and of sexual activity were observed during the rainy season, although snails were found in full sexual activity during the whole period of study. The von Bertalanffy curve showed that the oldest specimen collected would have three years and eleven months. The regression between precipitation and sexual activity was significant (P = 0.002) showing that the higher rainfall increased sexual activity. In addition, it was observed that there is an increase in the thickness of peristome as the specimens reaches sexual maturity however this relationship isn’t precise (it were found individuals with sexual structures not consistent with the reproductive stage given by the thickness of peristome) and should be set for each region studied. As the eradication becomes impossible because of high level of invasion found in Salvador, it is recommended to control the population of African snails by continuously removing specimens, especially in the rainy periods.<hr/>Os riscos com a introdução de espécies invasoras são enormes e incalculáveis. Constando como uma das 100 espécies de maior potencial invasor, Achatina fulica se destaca dos demais gastrópodes pulmonados terrestres, principalmente, pelo seu elevado potencial reprodutivo que acelera o processo de dispersão, aumentando os danos relacionados è saúde (transmissão de doenças), è economia (destruição de cultivos) e ao meio ambiente (perda da biodiversidade). Com o intuito de investigar as relações do caramujo africano com o ambiente, tentando relacionar atividade sexual com variáveis climáticas (temperatura, precipitação e umidade), foi realizado um estudo sobre aspectos da sua dinâmica populacional e biologia reprodutiva na cidade de Salvador. Os caramujos foram coletados manualmente, mensalmente. Dados morfométricos foram obtidos em campo e dissecações para estudo do sistema reprodutivo em laboratório. Para testar se havia uma maior atividade sexual em períodos úmidos foi realizada, inicialmente, uma Análise de Componentes Principais (PCA) com as variáveis climáticas, seguida de uma regressão entre a precipitação (variável ambiental com maior influencia) e a variável de interesse (atividade sexual). Os resultados mostraram que há um aparente ciclo anual para A. fulica, com um período de recrutamento abrangendo o final da estação chuvosa e a estação seca (agosto a dezembro de 2006 e fevereiro de 2007). O aumento do tamanho da concha (altura) e da atividade sexual foi observado durante a estação chuvosa, embora tenham sido encontrados caramujos em plena atividade sexual em todo o período de estudo. A curva de von Bertalanffy mostrou que o exemplar mais velho teria três anos e onze meses. A regressão entre a precipitação e a atividade sexual foi significativa (P = 0,002) mostrando que precipitações mais elevadas aumentam a atividade sexual. Além disso, observou-se que a espessura do perístoma aumenta è medida que o individuo atinge a maturidade sexual, porém esta relação não é precisa (havia indivíduos com estruturas sexuais não consistentes com o estagio reprodutivo dado pela espessura do perístoma) e deve ser ajustada para cada região estudada. Como a erradicação se torna impossível pelos níveis de invasão encontrados em Salvador, é recomendada, para controlar a população de caramujos africanos, a remoção continua de espécimes, especialmente nos períodos de chuva.