Scielo RSS <![CDATA[Biota Neotropica]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1676-060320150001&lang=pt vol. 15 num. 1 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Interações entre aves e cupins no Brasil: Uma revisão com perspectivas para estudos futuros]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032015000100101&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt We present a review on the principal interactions between birds and termites in Brazil. We found 218 bird species feeding on termites or using termitaria for nesting or perching. Termites were mentioned as food source for 179 bird species. Alates were the most consumed caste. Termitaria were mentioned as nest site for 45 bird species. Some bird species also perch on the top of termite mounds to search for their prey or to conduct territorial and/or courtship displays. Considering all interactions between both animal groups, little is known about the identification of termite genera or species. Therefore, we suggest more detailed studies to be conducted on the natural history and ecology of interactions between birds and termites in Brazil.<hr/>Apresentamos aqui uma revisão sobre as principais interações entre aves e cupins no Brasil. Foram registradas 218 espécies de aves alimentando-se de cupins ou usando cupinzeiros para nidificar ou se empoleirar. Os cupins foram citados como recurso alimentar para 179 espécies de aves, sendo as formas aladas as mais consumidas. Os cupinzeiros foram citados como sítio de nidificação para 45 espécies de aves. Algumas espécies de aves também se empoleiram no alto de termiteiros para localizar suas presas ou para realizar exibições territoriais e/ou de corte. Considerando-se todas as interações entre ambos os grupos de animais, pouco ainda se conhece sobre a identificação dos gêneros e espécies de térmitas envolvidos. Assim, sugerimos a realização de estudos mais detalhados sobre história natural e ecologia das interações entre aves e cupins no Brasil. <![CDATA[Espécies de <em>Acanthoceras e Urosolenia</em> (Diatomeae) em reservatórios subtropicais do sul do Brasil: ultraestrutura, distribuição e autoecologia]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032015000100102&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Acanthoceras Honigmann and Urosolenia Round &amp; Crawford emend. Rott, Kling &amp; McGregor species were studied based on samples of 19 hydroelectric power plants reservoirs located in the State of Paraná, Southern Brazil. Autoecological informations of Urosolenia species complement the study. One Acanthoceras and four Urosolenia species were identified: A. zachariasii (Brun) Simonsen, U. amazonica Sala, Núãez-Avellaneda &amp; Vouilloud, U. eriensis var. morsa (West &amp; G.S.West) Bukhtiyarova, U. longiseta Zacharias and U. obesa Freire, Tremarin &amp; Ludwig. Morphological variation of frustules was described and illustrated by optical and scanning electron microscopy, and compared with similar species such as U. delicatissima Sala, Núãez-Avellaneda &amp; Vouilloud and U. eriensis var. eriensis (H.L.Smith) Round &amp; Crawford. The pioneer record of U. amazonica to Brazil and unprecedent details of the ultrastructure of A. zachariasii and U. longiseta are included in this study. Cellular densities differed among evaluated reservoirs showing strong correlations with inorganic nitrogen concentrations, N/P ratio and temperature. The results suggested higher densities in periods of warmer temperatures and low availability of the nitrogen compounds and confirmed that species respond strongly to local environmental gradients.<hr/>Espécies de Acanthoceras Honigmann e Urosolenia Round &amp; Crawford emend. Rott, Kling &amp; McGregor foram estudadas com base em amostras provenientes de 19 reservatórios de usinas hidrelétricas do estado do Paraná, sul do Brasil. Informações sobre a autoecologia das espécies de Urosolenia complementam o estudo. Uma espécie de Acanthoceras e quatro de Urosolenia foram identificadas: A. zachariasii (Brun) Simonsen, U. amazonica Sala, Núãez-Avellaneda &amp; Vouilloud, U. eriensis var. morsa (West &amp; G.S.West) Bukhtiyarova, U. longiseta Zacharias e U. obesa Freire, Tremarin &amp; Ludwig. A variação morfológica das frústulas foi descrita e ilustrada através de microscopia óptica e eletrônica de varredura e comparada com a de espécies similares, como U. delicatissima Sala, Núãez-Avellaneda &amp; Vouilloud e U. eriensis var. eriensis (H.L.Smith) Round &amp; Crawford. O registro pioneiro de U. amazonica para o Brasil e detalhes inéditos da ultraestrutura de A. zachariasii e U. longiseta estão contemplados neste estudo. As densidades celulares diferiram entre os reservatórios avaliados e mostraram forte correlação com concentrações de nitrogênio inorgânico, relação N/P e temperatura. Os resultados sugeriram densidades mais elevadas em períodos de temperaturas mais quentes e baixa disponibilidade de compostos nitrogenados e confirmaram que as espécies respondem fortemente aos gradientes ambientais locais. <![CDATA[Avaliação Ecológica de um reservatório no sudeste do Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032015000100103&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Reservoirs are artificial ecosystems with multiple functions having direct and indirect benefits to humans; however, they also cause ecological changes and influence the composition and structure of aquatic biota. Our objectives were to: (1) assess the environmental condition of Nova Ponte Reservoir, Minas Gerais state, southeastern Brazil; and (2) determine how the aquatic biota respond to disturbances. A total of 40 sites in the littoral zone of the reservoir were sampled to characterize physical and chemical habitat, land use, and benthic macroinvertebrate and fish assemblages. The predominant type of land cover near the reservoir was natural vegetation. A total of 29 fish species and 39 macroinvertebrate taxa were collected, including eight alien species. Most sites had intermediate levels of human disturbance, however, high levels of degradation were associated with high proportions of alien species. Disturbances at multiple scales may alter natural patterns and processes, leading to environmental changes and damaging biological communities. Our results reinforce the importance of assessing reservoir ecological conditions at several scales. The study of land use, littoral zone physical habitat characteristics, water quality, and assemblage structure set the ground for proposing actions to rehabilitate and conserve aquatic ecosystems.<hr/>Reservatórios são ecossistemas artificiais com múltiplas funções e que oferecem benefícios diretos e indiretos ao homem; no entanto, também causam mudanças ecológicas e influenciam a composição e estrutura da biota aquática. Os objetivos deste estudo foram: (1) avaliar a condição ambiental do reservatório de Nova Ponte, Estado de Minas Gerais, sudeste do Brasil; e (2) verificar se a biota aquática responde aos distúrbios. No total, 40 sítios amostrais na região litorânea do reservatório foram amostrados para caracterizar os habitats físicos e químicos, cobertura e uso do solo, assembleias de macroinvertebrados e peixes. Vegetação natural de cerrado foi o tipo predominante de cobertura do solo no entorno do reservatório. 29 espécies de peixes e 39 taxa de macroinvertebrados bentônicos foram coletadas, incluindo oito espécies exóticas. A maioria dos sítios amostrais possui níveis intermediários de distúrbio antrópico, porém o aumento de alterações antrópicas foi associado ao aumento do número e abundância de espécies exóticas. Distúrbios em múltiplas escalas podem alterar os padrões e processos naturais, levando a mudanças ambientais e nas comunidades biológicas. Nossos resultados reforçam a importância de avaliar as condições ecológicas do reservatório em várias escalas. O estudo do uso e cobertura do solo, características de habitats físicos na zona litorânea, características limnológicas e estrutura das assembléias fornecem bases para a proposição de ações para reabilitação e conservação de ecossistemas aquáticos. <![CDATA[Caracterização florística de um remanescente de Mata Atlântica no sul de Sergipe: Mata do Crasto]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032015000100201&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt The state of Sergipe has suffered extreme reduction of its Atlantic Forest area in the last decades. The objective of this study is to present an inventory of the Mata do Crasto flora, the largest Atlantic Forest Remnant in Sergipe (approximately 1,000 ha), located in the Municipality of Santa Luzia do Itanhy. An intensive survey was undertaken with monthly plant collections in the study area, for four years (1995 to 1999). Additionally, collections deposited in herbaria were consulted to complete the species list. A total of 324 species were found, belonging to 84 families and 193 genera. This study adds an additional 29 genera and 96 species to the Sergipe flora as new occurrences. The four most speciose families were the Fabaceae (33 species), Rubiaceae (24 species), Myrtaceae (23 species) and Melastomataceae (15 species), that accounted for ca. 30% of the total species. The taxonomic distinction of the area is very similar to three other lowland forests in Northeastern Brazil, although its species composition is quite distinct.<hr/>O estado de Sergipe sofreu extrema redução da área de Mata Atlântica nas últimas décadas. Este trabalho tem como objetivo inventariar a composição florística da Mata do Crasto, maior remanescente de Mata Atlântica de Sergipe (aproximadamente 1.000 ha), situada no Município de Santa Luzia do Itanhy. Um inventário intensivo foi realizado com coletas florísticas na área de estudo por quatro anos (1995 a 1999). Adicionalmente, exsicatas depositadas em herbários foram consultadas para complementar a lista de espécies. Um total de 324 espécies foram identificadas, pertencentes a 84 famílias e 193 gêneros. Este estudo adicionou 96 espécies è flora de Sergipe como novas ocorrências. As famílias com maior número de espécies são Fabaceae (33 espécies), Rubiaceae (24 espécies), Myrtaceae (23 espécies) e Melastomataceae (15 espécies), que juntas somam cerca de 30% do total de espécies. A distinção taxonômica do remanescente é surpreendentemente similar ao de outras florestas de terras baixas no Nordeste do Brasil embora suas espécies sejam bastante distintas. <![CDATA[Configuração espacial da ocorrência de espécies de morcegos (Mammalia: Chiroptera) no leste de Mato Grosso, Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032015000100202&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Given the substantial lacunas in the understanding of the occurrence and distribution of bat species in the eastern portion of the Brazilian state of Mato Grosso (Araguaia basin), this study presents an inventory of the species known to occur in the region, highlighting the areas sampled adequately and the species known to occur in conservation units. Georeferenced records of the occurrence of bat species in the region were obtained from published studies, scientific collections, through either the SpeciesLink network or directly from the curator, as well as the capture of specimens by our research group between 2008 and 2013. A 0.5° x 0.5° (latitude/longitude) grid was added to the map of the region for the quantification of the bat species richness of each grid cell. A total of 63 chiropteran species were recorded for the study area. Only 10 of the 30 grid cells had records of bats, and just three contained more than 20 species, and were considered to be sampled adequately on a minimal level. Bat species have been recorded in three conservation units, two state and one municipal. The number of species recorded represents 82.7% of the total of chiropterans known to occur in Mato Grosso, although 12 species were recorded in the state for the first time, reinforcing the paucity of data available on the distribution of bats in the region. The high bat species richness recorded in the present study reinforces the importance of eastern Mato Grosso, a transition zone between the Amazon forest and the Cerrado savanna of central Brazil, for the conservation of Neotropical chiropterans.<hr/>Frente è lacuna existente sobre a real ocorrência e distribuição das espécies de morcegos objetivamos listar as espécies registradas na região leste do estado de Mato Grosso, Brasil, apontando os locais minimamente amostrados e as espécies catalogadas dentro das Unidades de Conservação. Foram consideradas espécies com registros georrefenciados para a região disponibilizados por periódicos científicos, coleções científicas, por meio do sistema SpeciesLink ou disponibilizados diretamente pela curadoria, além de capturas realizadas entre 2008 e 2013 pelo nosso grupo de pesquisa. Ao mapa da região leste do estado foi incorporado células de 0,5° latitudinais X 0,5° longitudinais e quantificadas sobre a riqueza de espécies de morcegos em cada célula. Foram registradas 63 espécies para a região. Das 30 células geradas 10 tiveram pelo menos uma espécie registrada e três tiveram mais de 20 espécies sendo consideradas minimamente amostradas. Três Unidades de Conservação tiveram espécies catalogadas, sendo duas estaduais e uma municipal. A região leste teve o registro de 82,7% do total de espécies conhecidas para o estado de Mato Grosso, sendo que 12 ainda não haviam sido assinaladas para o estado demonstrando que ainda pouco se conhece sobre a real distribuição dos morcegos na região. Considerando a alta riqueza encontrada enfatizamos a importância da região leste de Mato Grosso, zona de transição entre Cerrado e Amazônia, e também o potencial do estado na conservação dos morcegos neotropicais. <![CDATA[Mamíferos não voadores do Núcleo Santa Virgínia, Parque Estadual da Serra do Mar, São Paulo, Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032015000100203&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt This study presents data on the composition and species richness of non-flying mammals in the northern part of the Parque Estadual da Serra do Mar, called Núcleo Santa Virgínia (NSV - around 17000 hectares of Atlantic Forest), São Paulo state, southeastern Brazil. The species list was based on ca. 660 km of line-transects, 25512 hours of cameras traps, 7740 trap.nights for small mammals, and 394 track-station.days, as well as occasional records and registers from local people (period 2002 to 2009). Based on these complementary methods, a total of 58 species were recorded from the 85-104 possible. Eighteen taxa are listed in the Brazilian endangered species list, 29 in the state list. The high species richness of non-volant mammals and the presence of threatened species show the importance of NSV for the conservation of Atlantic Forest mammals.<hr/>Este estudo apresenta dados de composição e riqueza de espécies de mamíferos não voadores da porção norte do Parque Estadual da Serra do Mar, que corresponde è região do núcleo Santa Virgínia (NSV - cerca de 17.000 hectares de Floresta Atlântica), estado de São Paulo, sudeste do Brasil. A listagem de espécies foi elaborada durante o período de 2002 a 2009, por meio de ca. 660 km de transecções lineares, 25.512 horas de armadilha fotográfica, 394 armadilhas-de-pegada.dia, registros ocasionais e relatos de moradores da região (entrevistas) para mamíferos de médio e grande porte, e 7.740 armadilhas.noite para pequenos mamíferos. Foram registradas 58 espécies de 85-104 de possível ocorrência dada suas potenciais distribuições. Dezoito espécies fazem parte da lista nacional da fauna ameaçada de extinção e 29 da lista estadual. A elevada riqueza de mamíferos não voadores com a presença de várias espécies ameaçadas, indica a importância do NSV para conservação da mastofauna regional. <![CDATA[Oligochaeta aquático (Annelida: Clitellata) do Estado de São Paulo: Revisão da Diversidade e Ocorrência]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032015000100204&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt More than 5.000 species are described to Class Oligochaeta, and approximately 1650 aquatic species are recognized around the world. Knowledge regarding abundance and composition of limnic oligochaetes can be used as an indicator of water and sediment quality. Thus, this paper aims to summarize all published data on aquatic Oligochaeta from State of São Paulo (Brazil), in order to establish a cheklist of microdrili from the State. The list emphasizes the diversity of limnic oligochaetes and provides a general overview of their distribution and also ecological aspects. Were examined the bibliographical data on São Paulo aquatic Oligochaeta, including species catalogs and taxonomic and ecological literature. Were analyzed a total of 34 academic researches, 32 journal papers and two taxonomic catalogs. This analysis resulted in a list of 75 valid species, distributed in 24 genera and five families. This amount of taxa corresponds to 4.5% of the aquatic Oligochaeta worldwide valid species, and about 87% of the Brazilian species.<hr/>Mais de 5.000 espécies são descritas para a Classe Oligochaeta e aproximadamente 1650 espécies aquáticas são reconhecidas em todo o mundo. O conhecimento sobre a composição e abundância de oligoquetos límnicos pode ser um indicador de qualidade da água e/ou sedimento. Assim, este trabalho teve como objetivo reunir todas as informações publicadas sobre Oligochaeta aquático do Estado de São Paulo (Brasil), a fim de estabelecer uma lista de táxons de microdrili registrados. A lista destaca a diversidade de oligoquetos límnicos e fornece uma visão geral de sua distribuição e aspectos ecológicos. Para isso, foram examinados dados bibliográficos de Oligochaeta aquáticos em São Paulo, incluindo catálogos de espécies, bem como artigos sobre taxonomia e de ecologia. Foram analisados ??o total de 34 trabalhos acadêmicos, sendo 32 artigos e dois catálogos taxonômicos. Esta análise resultou em uma lista de 75 espécies válidas, distribuídas em 24 gêneros e cinco famílias. Este montante corresponde a 4,5% das espécies de Oligochaeta aquático registradas no mundo, e aproximadamente 87 % das espécies brasileiras. <![CDATA[Inventário dos peixes de poças de mare do Parque Nacional de Jericoacoara, Atlântico sudoeste, com informações ecológicas adicionais]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032015000100205&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Ichthyofauna from 29 tidepools in Jericoacoara National Park (Ceará State, Brazil) was sampled. A total of 733 fishes, comprising 16 species belonging to 12 families, was collected. The three most abundant species were the frillfin goby Bathygobius soporator, the sergeant-major Abudefduf saxatilis and the molly miller Scartella cristata. An invasive species from the Indo-Pacific, the Muzzled blenny Omobranchus punctatus, was also recorded. The known geographic distribution of the blenny Hypleurochilus fissicornis was extended approximately 2,500 km northward. These findings highlight the lack of knowledge of the rocky intertidal ecosystems along the Brazilian coast, an area that needs more sampling effort and ecological data.<hr/>Um total de 733 espécimes de peixes, pertencentes a 16 espécies (12 famílias), foi capturado em 29 poças de maré no Parque Nacional de Jericoacoara (Ceará, Brasil). As espécies mais numericamente abundantes foram o amboré Bathygobius soporator, o sargentinho Abudefduf saxatilis e o macaco-verde Scartella cristata. Uma espécie invasora originária do Indo-Pacífico, Omobranchus punctatus, foi registrada para a área. A ocorrência de Hypleurochilus fissicornis permitiu expandir sua distribuição geográfica em cerca de 2.500 km ao norte. Esses resultados demostram que diversos aspectos relacionados a ictiofauna do ecossistema entremarés em substrato consolidado ainda permanecem pouco estudados no Brasil, e portanto, mais levantamentos da biodiversidade e dados ecológicos são necessários. <![CDATA[Primeiro registro do camboatá <em>Megalechis picta</em> (Müller & Troschel, 1849) (Siluriformes: Callichthyidae) para o Pantanal, Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032015000100401&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Herein we report the first record of Megalechis picta in the Brazilian Pantanal based in a single specimen captured in a tributary to the rio Miranda, municipality of Corumbá, rio Paraguay basin, State of Mato Grosso do Sul, Brazil. Additional discussion about its co-occurrence with M. thoracata is also provided.<hr/>Aqui reportamos o primeiro registro de Megalechis picta no Pantanal brasileiro baseado em um único espécime capturado em um tributário do rio Miranda, município de Corumbá, bacia do rio Paraguai, Estado de Mato Grosso do Sul, Brasil. Uma discussão adicional sobre a sua coocorrência com M. thoracata também é fornecida. <![CDATA[Análise do erro associado com a subamostragem de Chironomidae em um rio intermitente do semiárido do Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032015000100402&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Chironomidae is a common family in freshwaters, often occurring at high densities, which hinders the processing of large samples, given that time and labor are usually limited. The present study aims at evaluating the extent of the error related with the subsampling of Chironomidae from a larger sample with regard to the size of the individuals between a sample and the subsample. A total of 9195 chironomids were collected from three sites in an intermittent stream. Samples were taken using a D-shaped net (250 µm) on eight occasions. Individuals from each sample were homogenized in a gridded Petri dish and coordinates from lines and columns were randomly drawn. Individuals from the assigned coordinates were selected until 100 individuals or 10% of the sample were chosen. Comparisons were made between the proportion of larger (≥5mm) and smaller individuals (&lt;5mm) between the samples and subsamples, and it was established the correlation between the size of the error and the size of the sample, using the rank coefficient of Spearman. The highest error observed was 12.7%, meaning that the difference in larger individuals between the sample and subsample reached that value. However on six of the eight samples the error was below 3%. Spearman correlation showed no significance between the error observed and the size of the sample (ρ=0.38, p=0.35), meaning that larger samples will not yield larger error associated with the size of the individuals. The present study indicates that the subsampling technique used is capable of drawing a random subset of individuals from a sample of chironomids with regard to their size. This technique can be used in ecological or biomonitoring studies in order to reduce sample processing time without creating a bias in the analysis.<hr/>Chironomidae é uma família comum em águas doces, frequentemente ocorrendo em altas densidades, o que dificulta o processamento de amostras para estudos ecológicos, dado que o tempo e recursos são geralmente limitados. O presente estudo tem como objetivo avaliar a dimensão do erro relacionado com a subamostragem de Chironomidae em relação ao tamanho de indivíduos entre a amostra e a subamostra. Um total de 9195 quironomídeos foi coletado de três sítios em um rio intermitente. As amostras foram tomadas usando uma rede tipo D (250 µm) em oito ocasiões. Os indivíduos de cada amostra foram homogeneizados em uma placa de Petri quadriculada e as coordenadas de linhas e colunas foram sorteadas. Indivíduos das coordenadas atribuídas foram selecionados até que 100 indivíduos ou 10% da amostra fossem escolhidos. Comparações foram feitas entre a proporção de indivíduos grandes (≥; 5mm) e pequenos (&lt;5mm) entre amostras e subamostras e foi estabelecida a correlação entre o tamanho do erro e o tamanho da amostra, utilizando o coeficiente por rank de Spearman. A maior diferença de indivíduos grandes entre amostra e subamostra (erro) foi de 12,7%. No entanto, em seis das oito amostras o erro foi inferior a 3%. Correlação de Spearman não mostrou significância entre o erro observado e o tamanho da amostra (ρ = 0,38; p = 0,35), o que significa que amostras maiores não produziram maior erro relacionado com o tamanho dos indivíduos. O presente estudo indica que a técnica de subamostragem utilizada é capaz de extrair um subconjunto aleatório de tamanho de indivíduos a partir de uma amostra de Chironomidae. Essa técnica pode ser usada em estudos ecológicos ou de biomonitoramento a fim de reduzir o tempo de processamento das amostras sem criar um viés na análise.