Scielo RSS <![CDATA[Biota Neotropica]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1676-060320140002&lang=pt vol. 14 num. 2 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Equações alométricas para estimativa da biomassa arbórea em plantios mistos com espécies nativas na restauração da Mata Atlântica]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032014000200110&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Restoration of Atlantic Forests is receiving increasing attention because of its role in both biodiversity conservation and carbon sequestration for global climate change mitigation. This study was carried out in an Atlantic Forest restoration project in the south-central region of São Paulo State - Brazil to develop allometric equations to estimate tree biomass of indigenous tree species in mixed plantations. Above and below-ground biomass (AGB and BGB, respectively), stem diameter (DBH: diameter at 1.3 m height), tree height (H: total height) and specific wood density (WD) were measured for 60 trees of 19 species. Different biomass equations (linear and nonlinear-transformed) were adjusted to estimate AGB and BGB as a function of DBH, H and WD. For estimating AGB and BGB, the linear biomass equation models were the least accurate. The transformed nonlinear biomass equation that used log DBH2, log H and log WD as predictor variables were the most accurate for AGB and the transformed nonlinear biomass equations that used log DBH2*WD as predictor variables were the most accurate for BGB. It is concluded that these adjusted equations can be used to estimate the AGB and BGB in areas of the studied project. The adjusted equations can be recommended for use elsewhere in the region for forest stands of similar age, tree size ranges, species composition and site characteristics.<hr/>A restauração da Mata Atlântica vem recebendo aumento na atenção por causa do papel na conservação da biodiversidade e sequestro de carbono para a mitigação da mudança global do clima. Este estudo foi conduzido em um projeto de restauração da Mata Atlântica na região centro-sul do Estado de São Paulo - Brasil e buscou desenvolver equações alométricas para estimar a biomassa arbórea de espécies nativas em plantios mistos. Em 60 árvores de 19 espécies foram medidas a biomassa acima e abaixo do solo, o diâmetro do tronco (DAP: diâmetro a 1,3 m de altura), altura (H) e densidade específica da madeira (Ds). Diferentes equações de biomassa (linear e não linear) foram ajustadas para estimar a biomassa acima e abaixo do solo, utilizando DAP, H e Ds como variáveis preditoras. As equações de biomassa lineares foram as menos acuradas para a estimativa da biomassa acima e abaixo do solo. As equações de biomassa não lineares que usaram log DAP2, log H e log Ds como variáveis preditoras foram mais acuradas para a estimativa da biomassa acima do solo e as não lineares que usaram log DBH2*WD como variáveis preditoras foram as mais acuradas para a estimativa da biomassa abaixo do solo. Conclui-se que estas equações ajustadas podem ser usadas na estimativa da biomassa acima e abaixo do solo nas áreas do projeto estudado. Também pode ser considerado o uso destas equações ajustadas em outras áreas restauradas da Mata Atlântica com idade do povoamento, classes de tamanho das árvores, composição de espécies e características das áreas similares ao deste estudo, desde que árvores sejam avaliadas para verificar a eficácia da equação a ser usada. <![CDATA[Diversidade e distribuição de comunidades de Elmidae (Coleoptera) em rios montanhosos do sul do Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032014000200111&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt The diversity and spatio-temporal distribution of Elmidae (Coleoptera) assemblages in montane rivers and streams of southernmost Brazil (Rio Grande do Sul state) were studied. Six genera were found, represented mostly by larval specimens. Austrolimnius and Macrelmis are new occurrences in the region. Assemblages’ genera composition and dominance were related to the presence of the macrophyte Podostemum. Also, water temperature and stream depth and velocity were the most important drivers related to the assemblages’ distribution. Richness and abundance were positively related to high water velocity and negatively to stream depth. Temporal patterns were detected especially in assemblage abundance, yet a slight pattern in richness was also observed. The seasonal structure was related to warm temperatures, but temporal distribution of Elmidae assemblages appears to be related to the dominant genera life cycles. The studied area shows an overall Elmidae richness similar to that found in some tropical areas and the role of mountainous environments in sustaining high rates of regional diversity in the Neotropics is stated.<hr/>A diversidade e a distribuição espaço-temporal de comunidades de Elmidae (Coleoptera) em rios e riachos de uma área montanhosa no sul do Brasil (estado do Rio Grande do Sul) foram estudadas. Sete gêneros foram encontrados, representados principalmente pelo estágio larval. Austrolimnius e Macrelmis são novas ocorrências no estado. A composição e a dominância dos gêneros estiveram relacionadas com a presença da macrófita Podostemum. Além disso, a temperatura da água, a velocidade da corrente e a profundidade dos riachos foram os fatores mais importantes relacionados è distribuição das comunidades. A riqueza e a abundância foram positivamente relacionadas com a velocidade da corrente e negativamente com a profundidade. Não foram detectados fortes padrÕes temporais na riqueza, mas certa sazonalidade na abundância das comunidades foi observada. A distribuição temporal não esteve relacionada a um fator abiótico especí;fico. Assim, a distribuição temporal das comunidades de Elmidae parece estar relacionada aos ciclos de vida dos gêneros dominantes. Por fim, ressalta-se que a área de estudo apresenta uma riqueza total Elmidae semelhante è de algumas áreas tropicais e o importante papel dos riachos montanhosos na manutenção de altas taxas de diversidade regional na região Neotropical. <![CDATA[Caracterização do padrão de distribuição geográfica da família Limacinidae Gray, 1840 (Mollusca - Gastropoda) nas águas do Nordeste brasileiro]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032014000200112&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt The geographical distribution of the family Limacinidae in the Northeastern coast of Brazil was analyzed by taking into account the most relevant ecological aspects, aiming to increase the knowledge about the Family. The material was collected during the 4th Oceanographic Expedition of the REVIZEE program (Assessment of the Sustainable Potential of Living Resources in the Exclusive Economic Zone - Avaliação do Potencial Sustentável de Recursos Vivos da Zona Econômica Exclusiva), in the months from September to December 2000. The studied area is located between 00°46’45”N and 13°53’45”S and between 29°15’40”W and 39°49’42”W, where six trips were performed, totaling 123 stations. The samples were collected using a bongo net (300- and 500-µm mesh size and net mouths of 60 cm in diameter) coupled with a digital flowmeter in oblique hauls from a depth of 0 to 200 m. For this study, the organisms retained in the 300-µm mesh were considered. On board the ship, the samples were placed in plastic containers, labeled, and fixed in 4% formaldehyde buffered with sodium tetraborate. In the laboratory, the samples were analyzed on a “Bogorov” tray under a binocular stereomicroscope. A total of 5655 individuals of the family Limacinidae were examined and were distributed as follows: 3 genera and 5 species. Representatives of the family Limacinidae were observed at high temperatures and salinities and were thus characterized as tropical and euhaline. Heliconoides inflatus was the species with the greatest abundance and frequency. Limacina lesueurii proved to be a rare, infrequently observed species. Limacina trochiformis and L. bulimoides were not abundant or frequent. Limacina lesueurii and L. bulimoides were recorded in neritic waters for the first time; this was also the first record of L. lesueurii in the waters of Northeastern Brazil. Limacina trochiformis and L. bulimoides exhibited wide distributions, although they were neither very frequently observed nor abundant. The distribution of Thielea helicoides was restricted to oceanic waters. A correlation between Limacina bulimoides, Heliconoides inflatus, Thielea helicoides, and L. lesueurii was observed because they coexisted in the same niche.<hr/>A distribuição geográfica da família Limacinidae na costa do Nordeste brasileiro, foi analisada levando em consideração os aspectos ecológicos mais relevantes, objetivando a ampliação do conhecimento sobre a família. O material foi coletado durante a IV Expedição Oceanográfica do Programa REVIZEE (Avaliação do Potencial Sustentável de Recursos Vivos da Zona Econômica Exclusiva), nos meses de setembro a dezembro de 2000. A área estudada está localizada entre 00°46’45”N a 13°53’45”S - 29°15’40”W a 39°49’42”W, onde foram realizados seis cruzeiros, totalizando 123 estações. As amostras foram coletadas em rede tipo bongo (malhas coletoras de 300 e 500 µm, com aros de 60 cm de diâmetro) acopladas com fluxômetro digital, em arrastos oblíquos na profundidade de 0 a 200 m. Foram considerados os organismos retidos na malha de 300 µm. A bordo, as amostras foram acondicionadas em recipientes plásticos, etiquetadas e fixadas em formaldeído a 4%, tamponado com tetraborato de sódio. Em laboratório, as amostras foram analisadas em placa do tipo “Bogorov”, sob estereomicroscópio binocular. Foram examinados 5655 indivíduos da família Limacinidae, assim distribuídos: 03 gêneros e 05 espécies. Os representantes da família Limacinidae ocorreram em altas temperaturas e salinidades, caracterizando-se, assim, como tropicais e euhalinos. Heliconoides inflatus sobressaiu em abundância e frequência. Limacina lesueurii mostrou-se uma espécie rara e pouco frequente. Limacina trochiformis e L. bulimoides foram pouco abundantes e pouco frequentes. Limacina lesueurii e L. bulimoides foram registradas como primeira ocorrência em águas neríticas, sendo este o primeiro registro de L. lesueurii para as águas do Nordeste brasileiro. Limacina trochiformis e L. bulimoides tiveram ampla distribuição, apesar de pouco frequentes e pouco abundantes. A distribuição de Thielea helicoides restringiu-se ès águas oceânicas. Foi observada uma correlação entre Limacina bulimoides, Heliconoides inflatus, Thielea helicoides e L. lesueurii por coexistirem no mesmo nicho. <![CDATA[Angiospermas epífitas de uma floresta montana no sul da Bahia, Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032014000200210&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt The Atlantic Forest in southern Bahia State, Brazil, has high levels of diversity and vascular plant endemism. There have been few floristic surveys of the mountain forests there, however, especially those focusing on herbs and canopy plants, with studies of Atlantic Forest epiphytes having been limited to the southern and southeastern region of that country. The present study therefore surveyed the epiphytic angiosperms in the Serra das Lontras National Park (SLNP), the distribution of their species among genera and families, and their biogeographical patterns. Fieldwork was performed between February 2011 and March 2012. Collections were made along roads and trails and phorophytes were occasionally climbed and fallen trees and branches examined in order to sample canopy species. The study site demonstrated high epiphyte richness (256 spp.), one of the highest recorded in the Atlantic Forest. The richest families are Orchidaceae, Bromeliaceae, and Araceae, reaffirming the patterns reported in previous major reviews on epiphytes. The species exhibit high degrees of endemism (45%) to the Atlantic Forest, especially among the Bromeliaceae and Orchidaceae. One new occurrence to Brazil, four to the Atlantic Forest and 30 to Bahia state are registered. The SLNP shares more species with areas of southern and southeastern Brazil than with other northeastern states.<hr/>A Floresta Atlântica do sul da Bahia apresenta elevados níveis de diversidade e endemismo de plantas vasculares. No entanto, poucos levantamentos florísticos foram realizados em áreas de floresta montana, especialmente para ervas e plantas de dossel. Estudos com epífitas estão concentrados principalmente em áreas do Sul e Sudeste do Brasil. Desta forma, o presente estudo realizou o levantamento das angiospermas epífitas do Parque Nacional da Serra das Lontras (PNSL) e verificou a distribuição das espécies pelas famílias e gêneros e seus padrões biogeográficos. As coletas foram realizadas entre fevereiro de 2011 e março de 2012 nas trilhas e estradas de acesso. Alguns forófitos foram escalados e árvores e ramos caídos foram examinados com o intuito de coletar espécies restritas ao dossel. A área de estudo apresentou alta diversidade de epífitas (256 spp.), uma das maiores já registradas para a Floresta Atlântica. As famílias com maior riqueza são Orchidaceae, Bromeliaceae e Araceae, reafirmando os padrões encontrados anteriormente em revisões do tema. As espécies apresentam alto grau de endemismo (45%) è Floresta Atlântica, especialmente em Bromeliaceae e Orchidaceae. São registradas uma nova ocorrência para o Brasil, quatro para a Floresta Atlântica e 30 para a Bahia. O PNSL possui mais espécies em comum com o Sul e o Sudeste do que com a região Nordeste. <![CDATA[Borboletas (Lepidoptera: Hesperioidea e Papilionoidea) de Porto Mauá, Ecorregião Florestas do Alto Paraná, Rio Grande do Sul, Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032014000200211&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt This paper presents a list of species of butterflies (Lepidoptera: Hesperioidea and Papilionoidea) sampled in Porto Mauá municipality (27°34’S, 28°40’W), Rio Grande do Sul State, Brazil. Sampling was carried out monthly between March 2008 and March 2009. After 204 net-hours of sampling effort, a total of 1,993 individuals from 253 species were recorded. With a single additional expedition, eight new species were added, reaching a total of 261 species recorded in the region of Porto Mauá. These new reports and the species accumulation curves may indicate a much richer fauna. The distribution of richness among butterfly families is compared with other inventories in seasonal semi-deciduous forest areas in the Atlantic Forest. We also discuss the importance of riparian forests of the Uruguay River as an ecological corridor that enables the maintenance of the butterfly fauna on the southern edge of the Upper Paraná Atlantic Forest Ecoregion.<hr/>Este estudo apresenta uma lista de espécies de borboletas (Lepidoptera: Hesperioidea e Papilionoidea) para o município de Porto Mauá (27°34’S, 28°40’W), Rio Grande do Sul, Brasil. As amostragens foram realizadas mensalmente, entre março de 2008 e março de 2009. Após 204 horas/rede de esforço amostral foram amostrados 1.993 indivíduos pertencentes a 253 espécies. Com apenas uma coleta adicional foram obtidos oito novos registros, totalizando 261 espécies para a região de Porto Mauá. Estes novos registros somados ès curvas de acumulação de espécies indicam que a riqueza de borboletas pode ser ainda mais alta. A distribuição da riqueza entre as famílias de borboletas é comparada com inventários em áreas de floresta estacional semidecidual na Mata Atlântica. Além disso, discute-se a importância das matas ciliares do Rio Uruguai como um corredor ecológico, permitindo a manutenção da fauna de borboletas no limite sul da Ecorregião Florestas do Alto Paraná. <![CDATA[Doce armadilha: <em>Boa constrictor</em> (Serpentes: Boidae) predando passeriformes sobre <em>Cecropia pachystachya</em> (Urticales: Cecropiaceae) em período de frutificação]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032014000200310&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Fruits of trumpet tree (Cecropia spp.) attract different species of birds and mammals. Boas (Boa constrictor) are sit-and-wait strategists, able to choose to ambush in microhabitats that are frequently visited by prey. We have seen two events of predation of passerines (Pitangus sulphuratus, Turdus rufiventris) by boas on the same trumpet tree (Cecropia pachystachya) in a remnant of Cerrado, in the city of Campo Grande/MS. These reports may be evidence of strategic association of boas to trumpet trees, considering the density of snakes recorded on the tree and the constant visits by potential prey during fruiting periods. Besides encouraging a more detailed investigation on the strategies of predation by boas, our records constitute relevant information about the snake natural history.<hr/>Frutos de embaúba (Cecropia spp.) atraem diversas espécies de aves e mamíferos. Jiboias (Boa constrictor) são estrategistas senta-espera, capazes de selecionar micro-habitats que são frequentemente visitados por presas. Nós presenciamos dois eventos de predação de passeriformes (Pitangus sulphuratus, Turdus rufiventris) por jiboias sobre uma mesma embaúba (Cecropia pachystachya) em um remanescente de Cerrado, localizado na cidade de Campo Grande/MS. Esses relatos podem ser indícios de associações estratégicas das jiboias ès embaúbas, considerando a densidade de serpentes na árvore e a constante visitação de presas potenciais durante os períodos de frutificação. Além de estimular uma investigação mais detalhada sobre as estratégias de predação das jiboias, esses registros constituem informações relevantes sobre sua história natural.