Scielo RSS <![CDATA[Biota Neotropica]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1676-060320170003&lang=pt vol. 17 num. 3 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Comunidade de Diptera (Insecta) colonizando axilas de <em>Alocasia macrorrhizos (L.) G.Don</em> (Araceae), com registros de <em>Aedes aegypti</em> (L.) e <em>Aedes albopictus</em> (Skuse) na área urbana de Manaus, Amazonas]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032017000300201&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Alocasia macrorrhizos (L.) G.Don grows and proliferates in shaded areas in several forest fragments in urban zones. The adult plant has axils that accumulate rain water (phytotelmata) and serve as breeding sites for several families of aquatic insects. The objective of this study was to determine the composition of the entomofauna associated with water accumulations in axils of A. macrorrhizos in urban areas of Manaus, Brazil. Individuals of A. macrorrhizos were sampled in five forest fragments, between April/2005 and March/2007 in urban areas of Manaus, totaling 184 sampling units. A manual suction hose was used for the removal of entomofauna. A total of 1,941 immatures of Diptera were collected representing the following families: Culicidae (96.5%), Chironomidae (2%), Psychodidae (0.7%), Ephydridae (0.7%) and Corethrellidae (0.1%). Five Culicidae species were identified: Wyeomyia melanocephala Dyar &amp; Knab, 1906 (91.7%), Wy. ypsipola Dyar, 1922 (4.3%), Aedes albopictus (Skuse, 1894) (2.3%), Ae. aegypti (Linnaeus, 1762) (1.5%) and Johnbelkinia longipes (Fabricius, 1805) (0.1%). The members of Culicidae were the most abundant, confirming the importance of this group in communities associated with phytotelmata, with a positive relation to the volume of water (p &lt; 0.05). The occurrence of Ae. aegypti and Ae. albopictus in axils of A. macrorrhizos demonstrates the potential of this Araceae as a breeding site of these medically important species. However, the real contribution of this Araceae in the maintenance and dispersion of populations of these two species of mosquitoes throughout the year should be further studied.<hr/>Resumo A. macrorrhizos (Araceae) é cultivada e se prolifera naturalmente em locais sombreados em diversos fragmentos de mata na zona urbana de Manaus. A planta adulta apresenta axilas que acumulam água da chuva (phytotelmata) e servem de criadouro para diversas famílias de insetos aquáticos. O objetivo do trabalho foi conhecer a composição da entomofauna associada às axilas de A. macrorrhizos, na área urbana de Manaus, Amazonas, Brasil. Entre 2005 e 2007, indivíduos de A. macrorrhizos foram amostrados em cinco fragmentos urbanos de mata, totalizando 184 unidades amostrais. Uma mangueira de sucção manual foi utilizada para coletar a fauna associada. Um total de 1.941 imaturos de Diptera foram coletadas, representadas pelas seguintes famílias: Culicidae (96,5%), Chironomidae (2%), Psychodidae (0,7%), Ephydridae (0,7%) e Corethrellidae (0,1%). Foram identificadas cinco espécies de Culicidae: Wyeomyia melanocephala Dyar &amp; Knab, 1906 (91,7%), Wy. ypsipola Dyar, 1922 (4,3%), Aedes albopictus (Skuse, 1894) (2,3%), Ae. aegypti (Linnaeus, 1762) (1,5%) e Johnbelkinia longipes (Fabricius, 1805) (0,1%). Os representantes de Culicidae foram os mais abundantes confirmando a importância desse grupo nas comunidades associadas a fitotelmatas, com relação positiva com o volume de água por planta (p &lt; 0.05). A ocorrência de Ae. aegypti e Ae. albopictus nas axilas de A. macrorrhizos demonstra o potencial dessa Araceae como criadouro para estas espécies de importância médica. Contudo, a real contribuição dessa Araceae na manutenção e dispersão populacional dessas duas espécies de mosquitos ao longo do ano precisa ser melhor estudada. <![CDATA[Composição da ictiofauna em reservatórios do semiárido brasileiro]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032017000300203&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract The scale of impact that the São Francisco River transposition project will have on the drainage basins ichthyofauna is still unclear, however, changes in the fish community diversity and abundance is probable. Surveys and registries of the fish fauna within key systems of the catchment basins are priority actions for the conservation of the aquatic diversity. This study conducted a taxonomic survey of the Epitácio Pessoa (Boqueirão municipality) and Argemiro de Figueiredo (Itatuba municipality), reservoirs ichthyofauna, both belonging to the Paraíba do Norte River basin, important socioeconomic and environmental systems for the transposition project. Monthly sampling was carried out between October/2014 to September/2015 in the upstream and downstream zones of the reservoirs. The specimens were collected using dip nets, drag nets, and sieves, and placed on ice in the field. Later in the laboratory, they were transferred to 10% formaldehyde and then preserved in 70% alcohol. A total of 2,328 specimens were collected representing five orders, 14 families, and 31 species in both systems. At the upstream zones 2057 specimens were collected representing 17 species, and at the downstream zones 271 specimens were collected representing 24 species. Of the 31 species recorded, 13 species are endemic to watersheds that drain rivers from the Brazilian semi-arid region, and seven species (Apareiodon davisi, Characidium bimaculatum, Hypostomus pusarum, Parotocinclus jumbo, P. spilosoma, Pimelodella enochi, and Prochilodus brevis) are endemic to the Mid-Northeastern Caatinga Ecoregion (MNCE). Among the latter, Parotocinclus spilosoma and Pimelodella enochi are endemic to the Paraíba do Norte River. Apareiodon davisi is classified as Endangered according to the current published Brazil’s official list of endangered species of fish and aquatic invertebrates. This pre-transposition ichthyofaunistic survey will serve as a basis for future post-transposition analyzes, considering this action will change the scope of the ecosystems diversity.<hr/>Resumo A dimensão do impacto que a transposição do rio São Francisco provocará na ictiofauna das bacias receptoras ainda é imprecisa, entretanto, é provável que haja alterações na riqueza e abundância da comunidade de peixes. Levantamentos e registros prévios da fauna íctica em sistemas chaves das bacias receptoras são ações prioritárias para a conservação da diversidade aquática. Este estudo realizou o levantamento taxonômico da ictiofauna dos reservatórios Epitácio Pessoa (município de Boqueirão), e Argemiro de Figueiredo (município Itatuba), ambos pertencentes a bacia hidrográfica do rio Paraíba do Norte, estado da Paraíba, importantes sistemas sócioeconômicos e ambientais para o projeto da transposição. Assim, foram realizadas amostragens mensais de Outubro/2014 a Setembro/2015 nas zonas lacustres e a jusante dos reservatórios. Os espécimes foram coletados com redes de espera, tarrafa, arrasto, peneiras e puçás, em seguida acondicionados em gelo no campo, posteriormente no laboratório, transferidos para o formol a 10% e conservados em álcool 70%. Foram coletados um total de 2328 espécimes distribuídas em 31 espécies, 14 famílias e cinco ordens nos dois sistemas. Nas zonas lacustres foram coletados 2057 espécimes distribuídos em 17 espécies e nas áreas a jusantes foram coletados 271 indivíduos, distribuídos em 24 espécies. Das 31 espécies registradas, 13 são endêmicas das bacias hidrográficas que drenam rios do semiárido brasileiro, destas, sete (Apareiodon davisi, Characidium bimaculatum, Hypostomus pusarum, Parotocinclus jumbo, P. spilosoma, Pimelodella enochi e Prochilodus brevis) são endêmicas do Nordeste Médio Oriental. Dentre estas últimas, P. spilosoma e Pimelodella enochi são endêmicas do rio Paraíba do Norte. Apareiodon davisi é classificada como Em Perigo de acordo com a atual lista oficial de espécies ameaçadas de peixes e invertebrados aquáticos no Brasil. Este levantamento ictiofaunístico pré-transposição servirá de base para análises futuras pós-transposição, considerando que esta ação acarretará mudanças no âmbito de diversidade dos ecossistemas em questão. <![CDATA[Levantamento das espécies de peixes da bacia do Rio Miranda em riachos do planalto, Alto Rio Paraguai, Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032017000300302&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract The objective of this study was to provide a comprehensive list of the fish fauna of headwater streams of the Miranda River in the Upper Paraguay River Basin. Our primary data set was constructed from sampling of fish using a rectangular sieve, trawl, and gill nets from 2004 to 2015. Our secondary data were derived from published reports conducted in the Miranda River Basin, in addition to taxonomic and distribution data from other studies conducted in the basin. All data were compiled, which in the end encompassed a period from 1999 to 2015. The datasets yielded a total of 143 species, 104 from the primary data (72.7%) and 39 from the secondary data (27.3%). Species were distributed among seven orders and 30 families were found in the Miranda River Basin. Characiformes and Siluriformes were the predominant orders, and the families Characidae and Loricariidae had the greatest number of species. Our results indicate a greater number of species compared to other studies of the Upper Paraguay Basin headwaters, likely due to the longer time frame covered by our primary and secondary datasets.<hr/>Resumo O objetivo deste trabalho é o de prover uma listagem da ictiofauna de riachos de cabeceira da bacia do Rio Miranda, Alto Rio Paraguai. Os peixes foram amostrados utilizando uma peneira retangular, rede de arrasto e rede de espera no período de 2004 a 2015, além disso, outros trabalhos realizados na bacia do Rio Miranda foram compilados e adicionados na listagem total, assim como, artigos de descrição e distribuição de espécies amostradas na bacia compreendendo o período de 1999 a 2015. A bacia do Rio Miranda apresentou um total de 143 espécies, 104 espécies oriundas de dados primários (72,7%) e 39 de dados secundários (27,3%). As espécies estão distribuídas em sete ordens e 30 famílias. Characiformes e Siluriformes foram as ordens predominantes e as famílias Characidae e Loricariidae apresentaram maior número de espécies. Os resultados obtidos neste estudo demonstram um maior número de espécies quando comparados com outros estudos realizados em cabeceiras na bacia do Alto Rio Paraguai decorrente ao longo período de estudo. <![CDATA[Predação de antas (<em>Tapirus terrestris</em>) por morcegos vampiros (<em>Desmodus rotundus</em>) em área de Mata Atlântica no sudeste do Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032017000300501&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract There are few studies on the diet of Common Vampire Bat (Desmodus rotundus), despite its wide geographic distribution. The species is considered exclusively hematophagous, and medium and large-sized mammals are their main prey. In this study we report evidences of Common Vampire Bat feeding on Lowland Tapir (Tapirus terrestris) in a protected area located in the north of the state of Espírito Santo, southeastern Brazil, from camera trap records. The bat tried to access the Lowland Tapir by the posterior dorsolateral side of the body, and used the mean stratum of the vegetation as a point of support and observation between the consecutive offensives on the prey. In the same reserve, there were also two events of bat offensives on domesticated ox (Bos sp.). But in these cases the attacks occurred from the scapular region of the prey. The record here reported represents the first documented attack of Desmodus rotundus on Tapirus terrestris in the Brazilian Atlantic Forest and one of the first records in the South America as a whole. Previous records were in the Pantanal (Brazil) and in the Amazon rainforest (Ecuador). The feeding on wild and domestic prey by Desmodus rotundus in the same locality may favor the transmission of rabies to populations of wild mammals, as well as to domestic animals, and may represent an economic and public health issue with negative effects also for wildlife.<hr/>Resumo Apesar de sua ampla distribuição geográfica, pouco se conhece sobre a dieta do morcego vampiro (Desmodus rotundus). A espécie é considerada exclusivamente hematófaga, sendo os mamíferos de médio e grande porte suas principais presas. O presente trabalho apresenta evidências de predação de antas (Tapirus terrestris) por morcegos vampiros a partir de registros obtidos por armadilhas fotográficas em uma área protegida localizada no norte do estado do Espírito Santo, sudeste do Brasil. A partir dos registros fotográficos obtidos, foi possível observar que o morcego tentou acessar a anta pela parte dorsolateral posterior do corpo, utilizando o estrato médio da vegetação como ponto de apoio e observação entre as consecutivas investidas sobre a presa. Na mesma área, também foram registrados dois eventos de investida de morcegos sobre boi-doméstico (Bos sp.), mas, nestes casos, os ataques ocorreram a partir da região escapular da presa. O registro obtido representa o primeiro registro documentado de ataque de Desmodus rotundus sobre anta na Mata Atlântica brasileira e um dos primeiros na América do Sul de forma geral, havendo registros anteriores no Pantanal (Brasil) e na Floresta Amazônica (Equador). Ressalta-se que a utilização de presas silvestres e domésticas por Desmodus rotundus em uma mesma localidade pode favorecer a transmissão de raiva para populações de mamíferos silvestres, bem como para os rebanhos e outras espécies domésticas, podendo vir a representar um problema econômico e de saúde pública com efeitos negativos também sobre as espécies silvestres.