Scielo RSS <![CDATA[Biota Neotropica]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1676-060320070003&lang=en vol. 7 num. 3 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<B>Is there a need for an international mechanism of scientific expertise on biodiversity?</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300001&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<B>Analysis of the research on Landscape Ecology in Brazil (2000-2005)</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300002&lng=en&nrm=iso&tlng=en A Ecologia de Paisagens busca entender a influência da heterogeneidade espacial do meio em processos ecológicos, enfatizando as ações do homem sobre o meio, ou o contexto espacial sobre as populações. É uma ciência recente, que ainda está solidificando conceitos, mas que se utiliza fortemente dos avanços tecnológicos em sensoriamento remoto e sistemas de informação geográfica. Com o objetivo de verificar os principais temas, abordagens metodológicas e técnicas de análise que estão sendo seguidas em Ecologia de Paisagens no Brasil, bem como as instituições de pesquisa envolvidas, fizemos um levantamento analisando os resumos de trabalhos científicos em Ecologia de Paisagens apresentados nas principais reuniões científicas nacionais que abordaram esse assunto, realizadas entre 2000 e 2005, e também analisamos os resumos das dissertações e teses produzidas entre 2000 e 2004. Os resumos foram classificados conforme a temática (7 temas), abordagem metodológica (7 abordagens) e técnicas de análise utilizadas (5 técnicas). Dos 226 resumos de congressos e 222 dissertações e teses analisados, a maioria tratou da descrição de padrões espaciais, da relação entre padrões e processos e de planejamento ambiental. Predominou a abordagem observacional-descritiva e o uso de técnicas qualitativas ou quantificações simples (medições e porcentagens). Menos de 20% dos estudos utilizaram técnicas quantitativas, numa abordagem observacional-experimental, contudo, houve uma tendência crescente ao emprego de abordagens quantitativas. Foi notada uma baixa correspondência entre as instituições de pesquisa onde as dissertações e teses foram produzidas, as instituições representadas nos congressos e aquelas catalogadas nos grupos de pesquisa do CNPq. Constatamos também que a participação brasileira na produção científica mundial em Ecologia de Paisagens ainda é muito pequena, provavelmente devido ao caráter predominantemente descritivo das pesquisas atuais. Acreditamos que o crescimento da pesquisa brasileira em Ecologia de Paisagens deve ir além da descrição de padrões, estabelecendo claras hipóteses científicas, testadas de forma quantitativa.<hr/>Landscape Ecology seeks to understand the influence of environmental spatial heterogeneity on ecological processes, emphasizing human actions on the environment or the spatial context on biological species. It is a new science still consolidating concepts which makes strong use of technological improvements in remote sensing and geographical information systems. Aiming at verifying the main themes, methodological approaches and techniques that are being used in Landscape Ecology in Brazil, as well as the research institutes involved, we carried out a survey and analyzed the abstracts on Landscape Ecology researches submitted to the main national scientific meetings where this subject was discussed (years 2000-2005), and the abstracts of MSc and PhD theses produced from 2000 to 2004. The abstracts were classified according to 7 themes, 7 methodological approaches and 5 techniques of analysis. We analyzed 226 congress abstracts and 222 theses abstracts, from which most dealt with the description of spatial patterns, the relationships between patterns and processes, and environmental planning. A descriptive approach and the use of qualitative techniques or simple quantifications (measurements and percentages) prevailed. Less than 20% of the studies used quantitative techniques under an experimental approach, but a growing tendency on the use of quantitative procedures was verified throughout the years. Comparing both the research institutes where the theses were produced and those represented in the meetings with the research institutes which appear in the CNPq research groups database we noticed a low correspondence among them. We also verified that the Brazilian contribution in the Landscape Ecology scientific production worldwide is still very small, probably due to the prevailing descriptive nature of the current researches. We believe that the growth of Brazilian research in Landscape Ecology must go beyond the description of patterns, and that clear scientific hypotheses must be established and tested quantitatively in future researches. <![CDATA[<B>The genus <I>Zygothrica</I> Wiedemann 1830 (Diptera, Drosophilidae) in Santa Catarina state, southern Brazil</B>: <B>distribution and ecological notes</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300003&lng=en&nrm=iso&tlng=en The present paper brings together survey data from nine collection sites in Santa Catarina state, southern Brazil. Samples were obtained during about four years in forested, coastal and urban areas. Flies were attracted by fermented banana baits and captured in traps. Among the species of the genus Zygothrica Wiedemann 1830 collected, Zygothrica apopoeyi Burla 1956, Z. bilineata (Williston 1896), Z. dispar (Wiedemann 1830), Z./ lanceolata Burla 1956, Z. nigropleura Grimaldi 1987, and Z. poeyi (Sturtevant 1921) were recorded for the first time in Santa Catarina state and, except for Z. bilineata, also in southern Brazil. Apart from these species, we also collected Zygothrica hypandriata Burla 1956, Z. orbitalis (Sturtevant 1916) (as Z. parilis), Z. prodispar Duda 1925 and Z. vittimaculosa Burla 1956. Except for Z. bilineata and Z. hypandriata, these are the new southernmost records for the geographical distribution of these species. All the collected species were represented by few individuals, probably as a consequence of the collection method, and most of them was captured in winters and springs. Five species were restricted to the more preserved studied site, and most individuals were collected in forest sites. Nevertheless, four species were also captured in urban or xeric environments, indicating a higher tolerance and a wider ecological versatility in this genus as compared to what was previously thought, at least for some species.<hr/>O presente estudo reúne dados de pesquisa de nove locais de coleta no estado de Santa Catarina, sul do Brasil. Foram obtidas amostras durante aproximadamente quatro anos em áreas florestais, litorâneas e urbanas. As moscas foram atraídas através de isca de banana fermentada e capturadas em armadilhas. Dentre as espécies do gênero Zygothrica Wiedemann 1830 coletadas, Zygothrica apopoeyi Burla 1956, Z. bilineata (Williston 1896), Z. dispar (Wiedemann 1830), Z. lanceolata Burla 1956, Z. nigropleura Grimaldi 1987, e Z./poeyi (Sturtevant 1921) foram registradas pela primeira vez no estado de Santa Catarina e, com exceção de Z. bilineata, também no sul do Brasil. Além destas espécies, também foram coletadas Zygothrica hypandriata Burla 1956, Z. orbitalis (Sturtevant 1916) (como Z. parilis), Z. prodispar Duda 1925 e Z. vittimaculosa Burla 1956. Com exceção de Z. bilineata e Z. hypandriata, estes registros representam os novos limites de distribuição geográfica sul para estas espécies. Todas as espécies coletadas foram representadas por poucos indivíduos, provavelmente como conseqüência do método de coleta, e a maioria delas foi capturada em invernos e primaveras. Cinco/espécies foram restritas ao local estudado mais preservado e a maioria dos indivíduos foi coletada em áreas de floresta. Entretanto, quatro espécies também foram capturadas em ambientes urbanos ou xéricos, indicando uma tolerância mais alta e uma versatilidade ecológica mais ampla do que previamente era pensado para este gênero, pelo menos para algumas de suas espécies. <![CDATA[<B>New Records of Ephemerelloidea (Insecta: Ephemeroptera) from São Paulo State</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300004&lng=en&nrm=iso&tlng=en Neste trabalho são apresentados quatro novos registros de Ephemerelloidea para o Estado de São Paulo, Leptohyphes cornutus Allen, Leptohyphes plaumanni Allen, Tricorythodes bullus Allen e Traverhyphes (Traverhyphes) indicator (Needham & Murphy), esta ultima constitui um novo registro para o Brasil. Além dos novos registros, também são ampliadas as áreas de distribuição das espécies Leptohyphodes inanis Ulmer, Traverhyphes (Mocoihyphes) edmundsi (Allen) e Traverhyphes (Mocoihyphes) yuati Molineri, para outros municípios do Estado de São Paulo.<hr/>Four new records of Ephemerelloidea for São Paulo State, Leptohyphes cornutus Allen, Leptohyphes plaumanni Allen, Tricorythodes bullus Allen, and Traverhyphes (Traverhyphes) indicator (Needham & Murphy) are presented. The latter species constitutes a new record for Brazil. In addition of the new records, the distribution of the following species are expanded: Leptohyphodes inanis Ulmer, Traverhyphes (Mocoihyphes) edmundsi (Allen), and Traverhyphes (Mocoihyphes) yuati Molineri. <![CDATA[<B>Glyceridae Grube 1850 (Annelida: Polychaeta) from Southern and Southeastern Brazil, including a new species of <I>Glycera</i></B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300005&lng=en&nrm=iso&tlng=en This systematic study of the polychaete species of the family Glyceridae is part of a broader program to inventory and determine parameters for conservation and sustainable use of the marine biodiversity off the southeastern and southern coast of Brazil. The material studied was collected from intertidal sandy beaches, the inner continental shelf (<50 m depth) off the northern coast of the state of São Paulo, and the outer continental shelf and part of the continental slope (depths from 60 to 808 m) off the state of Rio de Janeiro south to Rio Grande do Sul (22&deg; S - 34&deg; 40' S). The descriptions of several species were improved, adding new and important taxonomic characters, mainly related to proboscideal papillae. A key for identification of the glycerid species from southeastern and southern Brazil is also provided. Eight species of Glyceridae were identified: Glycera americana Leidy 1855; Glycera brevicirris Grube 1870; Glycera dibranchiata Ehlers 1868; Glycera lapidum Quatrefages 1866; Glycera oxycephala Ehlers 1887; Glycera tesselata Grube 1863; Hemipodia californiensis (Hartman 1938); Hemipodia simplex (Grube 1857); and a previously unknown species of Glycera.<hr/>O estudo sistemático das espécies da família Glyceridae é parte de um amplo programa de inventariamento e determinação de parâmetros abióticos para conservação e uso sustentável da biodiversidade marinha ao largo da costa sudeste e sul do Brasil. O material estudado foi coletado desde a região entremarés de praias arenosas até a plataforma interna (<50 m prof.) na costa norte de São Paulo, e da plataforma externa ao talude superior (profundidades entre 60 e 808 m) desde a costa sul do Rio de Janeiro até a o sul do Rio Grande do Sul (22&deg; S - 34&deg; 40' S). As descrições de algumas espécies foram ampliadas, com a adição de novos e importantes caracteres taxonômicos, principalmente relacionados às papilas proboscidiais. Uma chave de identificação para as espécies de glicerídeos da região sudeste e sul do Brasil é fornecida. Oito espécies de Glyceridae foram identificadas: Glycera americana Leidy 1855; Glycera brevicirris Grube 1870; Glycera dibranchiata Ehlers 1868; Glycera lapidum Quatrefages 1866; Glycera oxycephala Ehlers 1887; Glycera tesselata Grube 1863; Hemipodia californiensis (Hartman 1938); Hemipodia simplex (Grube 1857); além de uma espécie previamente desconhecida de Glycera. <![CDATA[<B>Coccidae, Pseudococcidae, Ortheziidae, and Monophlebidae (Hemiptera: Coccoidea) of Espírito Santo, Brazil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300006&lng=en&nrm=iso&tlng=en New plant hosts are recorded for nine scale insect species recently collected in Espírito Santo, Brazil, and eleven scale insect species are recorded for the first time from the state: Ceroplastes floridensis Comstock, Coccus longulus (Douglas), Coccus viridis (Green), Eucalymnatus tesselatus (Signoret), Pseudokermes sp., Saissetia coffeae (Walker), Phenacoccus madeirensis Green, Pseudococcus jackbeardsleyi Gimpel & Miller, Pseudococcus longispinus (Targioni Tozzetti), Icerya purchasi Maskell, and Icerya genistae Hempel. This is also the first record of Co. longulus in Brazil. Information on the host plants and geographic distribution of the 26 species of scale insects of the families Coccidae, Pseudococcidae, Ortheziidae, and Monophlebidae, currently known from Espírito Santo is provided.<hr/>Novas plantas hospedeiras foram registradas para nove espécies de cochonilhas coletadas recentemente no Estado do Espírito Santo, Brasil, e onze espécies de cochonilhas são registradas pela primeira vez no Estado: Ceroplastes floridensis Comstock, Coccus longulus (Douglas), Coccus viridis (Green), Eucalymnatus tesselatus (Signoret), Pseudokermes sp., Saissetia coffeae (Walker), Phenacoccus madeirensis Green, Pseudococcus jackbeardsleyi Gimpel & Miller, Pseudococcus longispinus (Targioni Tozzetti), Icerya purchasi Maskell, e Icerya genistae Hempel. Co. longulus é registrada pela primeira vez no Brasil. É disponibilizada a informação das plantas hospedeiras e a distribuição geográfica de 26 espécies de cochonilhas das famílias Coccidae, Pseudococcidae, Ortheziidae, e Monophlebidae atualmente conhecidas no Estado do Espírito Santo. <![CDATA[<B>Changes in mangrove extension at the Pacoti River estuary, CE, NE Brazil due to regional environmental changes between 1958 and 2004</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300007&lng=en&nrm=iso&tlng=en Regional land use changes at the Pacoti River basin, Ceará State, NE Brazil resulted in doubling the mangrove area from 1958 (0.71 km²) to 2004 (1.44 km²). Most of the increase was due to the replacing of salt marsh vegetation inland, but also along newly formed islands and enlarged river banks. Drastic reduction in freshwater supply and sediment accumulation due to river damming were probably the major drivers of the increased mangrove cover. However, changes due to global climate changes can not be ruled out.<hr/>Mudanças regionais no uso da terra no estuário do Rio Pacoti, Estado do Ceará, NE do Brasil resultaram em um aumento de duas vezes na área original de manguezais presente neste estuário entre 1958 (0,71 km²) e 2004 (1,44 km²). A maior parte desta expansão ocorreu através da colonização de áreas anteriormente cobertas por vegetação de salgado, mas também ao longo de praias alargadas do rio e em ilhas recém formadas. A diminuição do fluxo de água doce e a acumulação de sedimentos devidos à construção de barragens foram as principais causas deste aumento, embora alterações resultantes de mudanças climáticas globais não possam ser descartadas. <![CDATA[<B>Corals and calcified hydroids of the Manuel Luiz Marine State Park (State of Maranhão, Northeast Brazil)</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300008&lng=en&nrm=iso&tlng=en This study aimed to collect information on the diversity of corals and calcified hydroids of the Manuel Luiz Marine State Park (state of Maranhão, Northeast Brazil) to aid in the development of a management plan for the park. A total of 21 cnidarian species were identified, of which 16 were corals and calcified hydroids. The bathymetric and geographic distribution of each of these species was extended. This area has a rich coral fauna in relation to other parts of Brazil and is comparable in diversity to the Abrolhos Islands (Bahia State) - an unexpected result considering the region's proximity to the Amazon River Basin. Most of the specimens of corals and calcified hydroids observed were bleached.<hr/>O objetivo deste estudo foi obter informação sobre a diversidade dos corais e dos hidróides calcários do Parque Estadual Marinho do Parcel do Manuel Luiz (Estado do Maranhão, Nordeste do Brasil) para dar subsídios no desenvolvimento do plano de manejo do parque. Um total de 21 espécies de cnidários foi identificado, dos quais 16 eram corais e hidróides calcários. A distribuição batimétrica e geográfica de cada uma das espécies foram ampliadas. Esta área tem uma fauna coralínea rica com relação a outras partes do Brasil e é comparável em diversidade ao Arquipélago de Abrolhos (Estado de Bahia), um resultado inesperado considerando a proximidade da região à Bacia do Rio Amazonas. A maioria dos espécimes dos corais e dos hidróides calcários observados estava branqueada. <![CDATA[<B>New records of the genus <I>Agelas</I> Duchassaing & Michelotti, 1864 (Porifera, Agelasida) off the Amazon River mouth, Brazil, Southwestern Atlantic</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300009&lng=en&nrm=iso&tlng=en This work provides new information on agelasid sponges found on the continental shelf off northern Brazil. Agelas sceptrum (Lamarck, 1815) and Agelas wiedenmayeri Alcolado, 1984 have their first record for the Brazilian coast. Agelas dispar Duchassaing & Michelotti, 1864 and Agelas schmidti Wilson, 1902, previously recorded from Brazil, are cited for the first time off the mouth of the Amazon River.<hr/>Este trabalho fornece novas informações sobre esponjas agelasidas encontradas na costa norte da plataforma continental brasileira. Agelas sceptrum (Lamarck, 1815) e Agelas wiedenmayeri Alcolado, 1984 têm seu primeiro registro para a costa brasileira. Agelas dispar Duchassaing & Michelotti, 1864 e Agelas schmidti Wilson, 1902, registradas anteriormente na costa brasileira, são citadas pela primeira vez ao largo da desembocadura do Rio Amazonas. <![CDATA[<B>Cryptosporidiosis</B>: <B>a review about its implication in conservation of aquatic mammals</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300010&lng=en&nrm=iso&tlng=en A criptosporidiose é uma doença parasitária emergente que vem sendo relatada em diversas espécies de mamíferos, incluindo os aquáticos. Esta revisão trata da epidemiologia da infecção por Cryptosporidium spp. em mamíferos aquáticos. A idade dos animais, dose infectante e o estado imunológico podem influenciar na apresentação clínica, e quando associados a outros patógenos pode levar o animal a óbito. A contaminação dos recursos hídricos constitui um dos principais meios de disseminação do parasito, que foi identificado por diferentes técnicas de análise. A adequação das estruturas de saneamento, utilização de métodos apropriados para a inativação dos oocistos e garantia das normas de higiene pessoal constituem algumas das maneiras recomendadas para minimizar a disseminação do Cryptosporidium entre os mamíferos aquáticos.<hr/>Cryptosporidiosis is an emerging parasitic disease that has been related in several mammal species, including the aquatic ones. This review covers the epidemiology infection by Cryptosporidium spp. in aquatic mammals. The age of the animal, infecting dose and immunological state can influence on the clinical presentation, and when associated with other pathogen, can lead the animal to death. The water supply contamination is water supply is one of the major ways of the pathogen dissemination, which was being identified by different techniques of laboratorial analysis. The adequacy of sanitation structures, the use of appropriate method to inactivate the oocysts and the assurance of personal hygiene norms are some of the recommended way to minimize the dissemination of Cryptosporidium among aquatic mammals. <![CDATA[<B>Litterfall in natural and reforested gallery forests along the upper São Francisco river, Minas Gerais</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300011&lng=en&nrm=iso&tlng=en Foram estudados dois trechos de vegetação ciliar na região do Alto São Francisco, Minas Gerais, com o objetivo de verificar diferenças na produção de serapilheira. A serapilheira foi coletada entre setembro/2001 e agosto/2002, utilizando-se 10 coletores de 0,25 m² em cada trecho. Os resultados obtidos demonstraram uma produção elevada de serapilheira em ambos os trechos de mata, sendo que as folhas predominaram sobre os ramos e estes sobre os órgãos de reprodução nos dois talhões. A mata nativa apresentou um comportamento sazonal de queda de serapilheira, se contrapondo ao reflorestamento, que não apresentou sazonalidade para a queda de serapilheira. Os resultados obtidos estão de acordo com os valores próprios das matas localizadas sobre planícies aluvionares tropicais. Foram encontradas grandes diferenças entre os períodos de maior produção de serapilheira entre a mata ciliar nativa e a reflorestada, para o que estariam agindo de forma conjunta à dinâmica a florística e o estádio sucessional das espécies existentes nos trechos de vegetação estudados.<hr/>Two tracts of gallery vegetation in the upper Rio São Francisco, Minas Gerais, were studied aiming to verify differences in litterfall. Litter was collected from September 2001 to August 2002, using ten 0.25 m² sized litter traps in each tract. Results demonstrated an elevated litterfall in both forest tracts, and that leaves predominated over branches and reproductive structures. The native forest displayed a seasonal pattern of leaf litterfall, while the reforested tract showed no such seasonal pattern for leaf litterfall. The results obtained in this study are in accordance with the values obtained in other studies conducted in forests located on tropical fluvial floodplains. The large differences in the periods of greatest litterfall production between the native forest and the reforested area appear to reflect the flora composition and the stage of succession of the species present in the tracts of vegetation studied. <![CDATA[<B>Ophiuroidea (Echinodermata) from La Coronilla-Cerro Verde (Uruguay)</B>: <B>a new record for the Uruguayan coast</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300012&lng=en&nrm=iso&tlng=en La Coronilla-Cerro verde has been proposed as the first marine protected area in Uruguay. As part of a detailed benthic biodiversity assessment at the reserve, we analyzed the ophiuroid fauna collected in the intertidal and shallow subtidal during 2005 and 2006. Three species of ophiuroids were identified: Amphioplus lucyae, Amphipholis squamata and Amphiodia sp. Only two species belonging to the genus Amphiodia (A. pulchella and A. planispina) have been previously mentioned for Uruguayan waters, indicating that the unidentified species found in this study constitutes a previously unreported species.<hr/>La Coronilla-Cerro Verde ha sido propuesta como la primera área marina protegida del Uruguay. Como parte de un detallado análisis de la biodiversidad bentónica dentro de la reserva, se analizó la fauna de ofiuroideos colectada en el intermareal y submareal somero durante 2005 y 2006. Se identificaron tres especies: Amphioplus lucyae, Amphipholis squamata y Amphiodia sp. Solo dos especies del género Amphiodia han sido previamente mencionadas para la costa uruguaya (A. pulchella, y A. planispina) indicando que la especie de este género encontrada en este estudio corresponde a una especie aun no reportada. <![CDATA[<B>State of the art in planktonic rotifers biodiversity from freshwater environments in the state of Pernambuco (Brazil)</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300013&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este trabalho apresenta uma avaliação do estado da arte da biodiversidade de rotíferos planctônicos de alguns ecossistemas aquáticos continentais para Pernambuco (Brasil). Um levantamento bibliográfico foi realizado e a maior parte das pesquisas enfocou aspectos sazonais e estado trófico dos ecossistemas. Pelo menos 19 locais foram estudados no tocante aos rotíferos. O Sertão é a região mais estudada. Nesta pesquisa foram registradas 64 espécies de rotíferos planctônicos, distribuídas em 18 famílias e 29 gêneros. As espécies mais freqüentes nos locais estudados foram Keratella tropica e Brachionus falcatus, mostrando que a maior parte dos estudos foi realizada na zona limnética. Os resultados sugerem ainda a necessidade de mais pesquisas sobre a biodiversidade deste grupo em locais localizados na Zona da Mata e no Agreste, bem como em ecossistemas lóticos e nas zonas litorâneas dos locais, tendo em vista a carência de informações.<hr/>The state of the art in planktonic rotifers biodiversity from some freshwater ecosystems was elaborated for the state of Pernambuco (Brazil). A bibliographic survey was done and most studies focused seasonal aspects and trophic state of the ecosystems. At least 19 continental aquatic environments related to rotifer researches have been studied. The Sertão area was the most studied. The present survey registered 64 species of planktonic rotifers, distributed in 18 families and 29 genera. The most frequent species were Keratella tropica and Brachionus falcatus, showing that most studies were done in the limnetic zone. The results showed the need for more research on the biodiversity of this group in ecosystems located in Zona da Mata and Agreste areas, as well as in lotic systems and in the littoral zones, in view of the lack of information. <![CDATA[<B>The knowledge of traditional fishermen regarding the spatio-temporal dynamics of natural resources in the Chapada Diamantina region, state of Bahia</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300014&lng=en&nrm=iso&tlng=en O conhecimento ecológico tradicional de uma população de pescadores da APA de Marimbus-Iraquara, foi estudado visando obter informações relacionadas à percepção local sobre distribuição espacial e sazonal dos recursos naturais. Os dados foram obtidos por meio de entrevistas livres e semi-estruturadas, observações diretas, turnês guiadas e coletas de material zoológico. Os resultados sugerem a existência de um amplo conhecimento ecológico tradicional sobre as espécies e os ecossistemas locais, especialmente no que se refere à ictiofauna.<hr/>This paper examines the traditional ecological knowledge of a community of fishermen that live in the APA Marimbus-Iraquara (Conservation Unit). The study aimed at collecting information regarding mainly local perception about the spatial and seasonal distribution of natural resources. Data were collected using open and semi-structured interviews, field observation and guided tours. Also, zoological and botanical materials were collected. The study results indicate the existence of a broad local ecological knowledge about species and ecosystems, particularly in relation to fish species. <![CDATA[<B>Reproduction and feeding of <I>Rhamdia quelen</I> (Quoy & Gaimard, 1824) in rivers of the Santa Virgínia Unit, State Park of the Serra do Mar, São Paulo, SP</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300015&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objetivo do trabalho foi determinar a época de reprodução, a fecundidade, o tipo de desova e os aspectos alimentares de Rhamdia quelen em rios da Mata Atlântica no Núcleo Santa Virgínia, Parque Estadual da Serra do Mar, estado de São Paulo. Foram realizadas amostragens mensais de janeiro a dezembro de 2004 em dois rios, Paraibuna e Grande, da bacia do rio Paraíba do Sul. A atividade alimentar, o acúmulo de gordura na cavidade visceral e a época reprodutiva ocorreram ao longo de praticamente todo o período de coleta, possivelmente pela falta de sazonalidade na região. Os itens alimentares foram muito diversos e a dieta foi caracterizada como sendo onívora, com tendência ao consumo de insetos. A desova de R. quelen foi do tipo parcelada. A fecundidade média foi de 27.759,7 e de 29.757,3 nos rios Paraibuna e Grande, respectivamente.<hr/>The frames of this work were determine the reproductive period, fecundity, spawning type and feeding habits of Rhamdia quelen in rivers of the Atlantic Forest in Santa Virgínia Unit, State Park of the Serra do Mar, State of São Paulo. Monthly sampling through January to December 2004 were accomplished in two rivers, Paraibuna and Grande. The alimentary activity, fat accumulation in the visceral cavity and the reproductive period occurred throughout the year probably due to the environmental stability in the area. The diet of this specie was characterized as omnivorous, with tendency to insectivore. Rhamdia quelen was classified as fractional spawning type. The mean absolute fecundity ranged from 27,759.7 to 29,757.3 oocytes in Paraibuna and Grande rivers, respectively. <![CDATA[<B>Rain effect on flight activity of <I>Plebeia remota</I> (Holmberg, 1903) (Apidae, Meliponini)</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300016&lng=en&nrm=iso&tlng=en Através de um sistema automatizado, a atividade do vôo de forrageiras de quatro colônias de Plebeia remota foi registrada ao mesmo tempo, de dezembro de 1998 a dezembro de 1999. Havia uma quantidade grande de dados que permitiram uma análise quantitativa e sazonal do impacto da pluviosidade sobre a atividade de vôo. As colônias vieram de duas localidades diferentes: Cunha, Mata Atlântica de São Paulo e Prudentópolis, Mata Araucária no Paraná. Números percentuais referentes à atividade de vôo para o momento que antecedia em uma hora a chuva, como também durante e após a precipitação, são apresentados. Em todas as colônias observaram-se, predominantemente, decréscimos na atividade externa de P. remota, tanto antes como durante a precipitação. Após cessar a chuva, houve um predomínio de acréscimos, o que indica uma compensação da atividade de vôo em relação ao período chuvoso. De modo geral, o maior decréscimo de atividade de vôo, antes da chuva, ocorreu no outono e o maior acréscimo de atividade de vôo, depois da chuva, ocorreu na primavera. Alterações nesta atividade foram observadas com a variação da intensidade, freqüência e duração das precipitações pluviométricas. A atividade externa foi pouco alterada quando a precipitação foi de até 1,0 mm, mas com o aumento de intensidade, os valores de decréscimo nesta atividade aumentaram. Quando a precipitação ocorreu apenas uma vez por dia, os decréscimos na atividade de vôo foram maiores, comparados às chuvas intermitentes. Chuvas com duração maior que 1 hora causaram decréscimos maiores na atividade de vôo, do que precipitações de curta duração. A atividade do vôo foi bem diferente quando comparados dias com chuva e dias sem chuva, assim como a atividade do vôo foi influenciada diferentemente em dias chuvosos no verão e no inverno. Entretanto, este comportamento não permitiu discriminar as populações.<hr/>Through an automated system, foragers' flight activity of four colonies of Plebeia remota was registered simultaneously from December 1998 to December 1999. The large amount of data obtained has allowed a quantitative and seasonal analysis of the rain impact on the bees' flight activity. The colonies came from two different localities: Cunha, Atlantic Rainforest in São Paulo State and Prudentópolis, Araucaria Forest in Paraná State. Percent numbers related to the flight activity for the moment that preceded the rain in one hour, as well as during and after the precipitation are presented. In all colonies, it was observed that the flight activity of P. remota has predominantly decreased before and during the precipitation. After it stopped raining, there was a predominance of increases, what indicates a compensation of flight activity in relation to the rainy period. In general, the greatest decrease of flight activity before rain, occurred in the autumn and the greatest increase of flight activity after rain, occurred in the spring. Alterations in this activity were observed with the variation of intensity, frequency and duration of precipitation. The external activity was little modified when the precipitation was up to 1.0 mm. However, when the rain intensity increased, the bees reduced strongly their flight activity. When the rain occurred only once per day, the decreases in the flight activity were greater, when compared to intermittent rain. Rains that lasted more than one hour caused larger decreases in the flight activity than precipitations of short duration. Flight activity was quite different when we compared days with rain and days without rain, as well as, flight activity was differently influenced in rainy days in the summer and in the winter. However, this behavior (response of flight activity to rain) did not allow to discriminate both populations. <![CDATA[<B>Importance of Embu (SP, Brazil) forest fragments to conservation of regional flora</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300017&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objetivo deste trabalho foi avaliar o grau de conservação e a importância dos remanescentes florestais situados em Embu - SP para a manutenção da diversidade da flora local. Para tanto, realizou-se o mapeamento e a classificação prévia da cobertura vegetal da área, a fim de se selecionarem os fragmentos a serem avaliados. Para determinar o grau de conservação desses fragmentos, efetuou-se levantamento expedito, com ênfase na vegetação arbórea, no qual foram registrados a composição florística e alguns descritores fisionômicos e estruturais. Foram caracterizados nove fragmentos, cujas áreas variaram de aproximadamente quatro a 35 ha, totalizando 140 ha. Apesar de curto, o levantamento possibilitou o registro de 197 espécies, das quais 172 arbóreas e em sua maioria da Floresta Ombrófila Densa mas com algumas espécies da Floresta Estacional Semidecidual. Comparando a composição de espécies arbóreas encontradas nos fragmentos àquela presente na Reserva Florestal do Morro Grande - unidade de conservação localizada próxima à área de estudo - constatou-se a ocorrência de 95 espécies em comum às duas áreas e 65 espécies com ocorrência exclusiva nos fragmentos. Além disso, foram registradas sete espécies enquadradas em alguma das categorias estabelecidas pela lista de espécies ameaçadas no Estado de São Paulo, no Brasil e no mundo. Embora tenham ocorrido predominantemente nos fragmentos mais bem conservados, algumas dessas espécies também foram encontradas em fragmentos degradados, indicando que mesmo com o predomínio de florestas secundárias, a manutenção dos remanescentes de Embu contribui para a conservação de espécies ainda não protegidas na região. A presença de estrutura florestal também pode auxiliar na proteção dos recursos hídricos e edáficos, além de contribuir para a conectividade de áreas de floresta nativa, facilitando o fluxo gênico de espécies vegetais e animais e, conseqüentemente, a manutenção da biodiversidade da Floresta Atlântica.<hr/>The objective of this research was to evaluate the conservation status and the importance of forest remnants at Embu (SP, Brazil) for the maintenance of the local plant diversity. A previous classification of the vegetation cover was made with aerial photographs interpretation in order to guide the selection of the forest fragments to be evaluated. In a quick survey, the floristic composition (focused on tree species) and some structural and physiognomic descriptors were recorded to assess the conservation status of the vegetation. Nine remaining forests with areas between four and 35 ha were characterized, totaling 140 ha. Despite of the short time, 197 species were recorded, being 172 trees typical of the Ombrophilous Dense Forest and some species from the Seasonal Semideciduous Forest. Comparing the tree and shrub species between the remaining forests and the Morro Grande Reserve Forest - conservation unit located next to the study site - 95 species were found in common and 65 species exclusively occurring at Embu forests. Moreover, seven threatened species according to the state, national and world red lists were recorded. Although these seven species were mostly found in the more mature fragments, some were also found in disturbed ones, indicating that even with the massive occurrence of secondary forests, the maintenance of the forest remnants of Embu may help to preserve some species still not protected in the region. The forest can also contribute to protect water and soil resources and to connect native forest patches, facilitating the gene flow of plant and animal species and, consequently, promoting the maintenance of the Atlantic Forest biodiversity. <![CDATA[<B>Characterization of a mite induced gall in <I>Laguncularia racemosa</I> (L.) Gaerten (Combretaceae)</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300018&lng=en&nrm=iso&tlng=en As galhas se caracterizam como transformações atípicas de tecidos e/ou órgãos vegetais, podendo ser causadas por ácaros, fungos, nematódeos ou insetos. São resultado de uma íntima associação entre a planta hospedeira e o agente indutor e podem ser induzidas em várias partes da planta. O objetivo deste trabalho foi caracterizar a galha foliar de Laguncularia racemosa (Combretaceae), verificando a influência da sazonalidade na ocorrência da mesma, no município de Ipojuca, PE. O manguezal de Maracaípe foi dividido em seis parcelas (30 x 30 m) levando-se em consideração a proximidade com a foz do estuário, cujo sedimento era predominantemente arenoso. Foram realizadas excursões mensais a campo, de novembro/2004 a outubro/2005, para coletar 40 folhas com galhas do 2º ou 3º par de folhas expostas ao sol por parcela. Foram, ainda, coletadas 40 folhas sadias (2&deg; - 3&deg; par de folhas expostas ao sol/ parcela), em janeiro (época seca) e julho (época chuvosa) para comparar as áreas foliares destas com aquelas das folhas galhadas. A galha foliar induzida por uma nova espécie de Brachendus (Acari, Eriophyidae) em L. racemosa atravessa ambas as faces foliares, tem coloração esverdeada, formato arredondado e comprimento e altura médios de 1,5 &plusmn; 0,23 x 1,0 &plusmn; 0,14 mm, respectivamente. Foram encontradas em média 35 &plusmn; 4,4 (N = 50 galhas) indivíduos adultos por galha. Foi observada uma tendência preferencial do ácaro em induzir galhas próximas ao ápice foliar. A comparação da área foliar entre as folhas galhadas e sadias só apresentou diferença significativa para a estação chuvosa. Neste mesmo período, o número de galhas encontrado é significativamente menor, talvez como uma conseqüência da maior produção de folhas nesta época do ano e/ou pelo comprometimento da locomoção dos ácaros pelas chuvas. Em geral, as áreas mais próximas à foz do estuário apresentaram significativamente menos galhas que as mais distantes.<hr/>Plant galls are formed from abnormal vegetative growth produced by a plant under the influence of an insect, mite, bacteria, fungus or nematode. Galls can be found on any part of the plant, bark, flowers, buds, acorns or roots, but are most often observed as large, swollen growth on a leaf or branch. Our objective was to characterize leaf galls on Laguncularia racemosa (Combretaceae), and the influence of the raining season in its population demography. This study was conducted at mangrove of Maracaípe (Ipojuca, PE). Six sites differing in soil distance from ocean and estuary were chosen for this study. In each site, 30 x 30 m plot was established. In each site, 40 leaves with galls from the 2º or 3º pair of leaves of different plants were collected, monthly (November/2004 to October 2005). Forty leaves without galls were collected in January (dry season) and July (rainy season) to compare leaf areas. L. racemosa gall is induced by a new species of mite (Acari, Eriophyidae). The gall is green, discoid, and prominent to both leaf surfaces (1.5 &plusmn; 0.23 x 1.0 &plusmn; 0.14 mm). We observed an average of 35 &plusmn; 4.4 (N = 50 galls) adults per gall. There was a preferential trend to gall induction next to the leaf apex. The comparison between leaf areas with and without galls presented a significant difference only at the rainy season, when the number of galls was significantly lower, perhaps as a consequence of the higher leaf production during this season and/or due to the restricted mites locomotion caused by the rain. <![CDATA[<B>Local knowledge about the importance of the reforested gallery forest in the environmental conservation of the upper Rio São Francisco, Minas Gerais</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300019&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objetivo deste trabalho foi resgatar junto a um grupo de pescadores profissionais (N = 10) e ambientalistas (N = 10) na região do Alto São Francisco, no estado de Minas Gerais, o conhecimento empírico sobre a importância de um reflorestamento ciliar para a manutenção da integridade ambiental do rio São Francisco. Os grupos foram selecionados a partir de um contato inicial para a escolha dos membros participantes e, posteriormente, submetidos a questionários semi-estruturados com questões variadas sobre o tema abordado. As entrevistas ocorreram no período de outubro/2001 a fevereiro/2002. Embora revelassem perfis sociais distintos, especialmente no tocante à formação escolar e diferente motivação para o convívio com as matas ciliares da região, os dois grupos reconheceram a importância da vegetação ribeirinha, nativa e reflorestada, para a preservação da qualidade ambiental dos ecossistemas aquáticos da bacia hidrográfica do rio São Francisco. Tal percepção foi motivada pelo trabalho de conscientização ambientalista das ONGs locais junto aos diferentes segmentos sociais da população dos municípios envolvidos. Ao manterem um convívio permanente com as matas ciliares, os dois grupos demonstraram percepções que se sobrepuseram à literatura técnico-científica, revelando-se uma fonte rica de informações para o aprimoramento das estratégias de preservação e recuperação da vegetação ribeirinha da região.<hr/>The aim of this study was to recoup, together with professional fisherman (N = 10) and environmentalists (N = 10), empirical knowledge concerning the importance of the reforestation of the riparian zone in the upper Rio São Francisco region, in Minas Gerais state. Such reforestation is vital for maintaining the environmental integrity of the river. Working groups were selected based on an initial contact, made expressly in order to choose participating members. These members were submitted to semi-structured questionnaires with several questions regarding the importance of preserving riparian vegetation. Interviews were conducted from October/2001 to February/2002. Although interviews revealed distinct social profiles, especially with respect to level of formal education received by participants and their different reasons for coexisting with the gallery forest of the region, both groups recognized, equally, the importance of the riparian vegetation, both native and reforested, in preserving the environmental quality of the surrounding aquatic ecosystem. Such perception has been motivated by the work of local NGO's in raising environmental awareness in the different social segments of the municipalities population involved. By maintaining a permanent coexistence with the surrounding gallery forest, both groups displayed an ecological understanding which overlapped with current scientific knowledge, revealing a rich source of information from which to improve preservation and recuperation strategies of the region riparian vegetation. <![CDATA[<B>Ichthyofauna diversity of the upper rio Paraná</B>: <B>present composition and future perspectives</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300020&lng=en&nrm=iso&tlng=en É apresentada uma síntese sobre os peixes do Alto Paraná, com base em dados de coleções, dados de literatura e novas coletas. Trezentas e dez espécies, de 11 ordens e 38 famílias, são referidas para a drenagem, aumentando significativamente números anteriores. Dentre as espécies da área, 236 (76,1%) são autóctones, 67 (21,6%) alóctones e sete (2,3%) exóticas. As principais causas de ocorrência de espécies não nativas (alóctones e exóticas) foram a dispersão a partir do baixo Paraná, após a construção do Reservatório de Itaipu e o escape de pisciculturas. A maior parte das espécies referidas (65%) tem porte pequeno, sendo menor que 21 cm de comprimento; dentre essas, a maioria ocorre apenas em riachos e cabeceiras. Apesar da ictiofauna do Alto Paraná ser uma das melhor conhecidas e mais estudadas, o número de espécies descritas ou referidas para a área tem crescido exponencialmente, o que indica que a riqueza apresentada está longe de representar a realidade. De fato, várias novas espécies têm sido descritas nos últimos anos e cerca de 50 novas espécies, já reconhecidas, estão em fase de descrição. A melhoria no conhecimento sobre a ictiofauna do Alto Paraná é proporcional ao número de pesquisadores envolvidos em estudos na bacia e reflete, de modo inequívoco, iniciativas recentes que têm estimulado e incrementado pesquisas taxonômicas, facilitado o acesso ao material depositado em coleções científicas e aumentado as coletas em áreas e ambientes pouco amostrados. Entretanto, mantido o ritmo de descrições de novas espécies ocorrido até agora nessa última década, as 50 novas espécies já reconhecidas estariam descritas apenas dentro de dez anos, um tempo demasiadamente longo. Por essa razão é muito importante que a comunidade científica e os órgãos de fomento encontrem e viabilizem iniciativas de modo a aumentar esse ritmo de descrições de novos táxons e disponibilizar esses novos nomes mais rapidamente.<hr/>A synthesis concerning fishes from Upper Paraná River basin is presented, based on data from fish-collections, literature, and new field samples. Three hundred and ten species, pertaining to 11 orders and 38 families, are referred to the drainage, elevating anterior estimates. Concerning total species, 236 (76.1%) are autochthonous, 67 (21.6%) are allochthonous, and seven (2.3%) are exotic. Principal causes of occurrence of non-native species are: a) dispersal from the Lower Paraná, after the construction of Itaipu dam, and b) escapes from aquaculture farms. Most species (65%) are small-sized, having less than 21 cm of length, and the great majority occurs only in headwaters and small streams. One of the best known and most studied in Brazil, Upper Paraná ichthyofauna richness is far from reaching actual numbers, considering the exponential elevation of species presented herein. Indeed, in the last years various new species have been described and around 50 other species, already recognized as new, are now under description. The improvement on the knowledge about Upper Paraná ichthyofauna is proportional to the number of researchers involved with studies in the area and, unequivocally, reflects recent initiatives stimulating and incrementing taxonomic research, and also improving access to fish collections and to poor or never-sampled areas. However, if we are going to maintain the number of species descriptions per year of last decade, the 50 new species already recognized, will be described only in the next ten years, a period too long. In consequence it is very important that scientific community and grant agencies find and offer initiatives in order to elevate the number of new taxa descriptions per year. <![CDATA[<B>Motorboat</B>: <B>a threat to Antillean manatees (<I>Trichechus manatus</I>) in Brazil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300021&lng=en&nrm=iso&tlng=en O aumento do tráfego de embarcações motorizadas em áreas utilizadas para alimentação, descanso e reprodução pelos peixes-boi marinhos tem não só afugentado estes animais, mas resultado em potenciais casos de colisões. Este trabalho tem como objetivo relatar casos de interações entre embarcações motorizadas e peixes-boi marinhos (Trichechus manatus) no litoral Nordeste do Brasil. As interações ocorreram nos Estados do Ceará, Paraíba e Sergipe com três espécimes, sendo um destes com quatro registros. Foram observados transtornos clínicos como edema da região frontal, proptose ocular, emagrecimento e múltiplos cortes ao longo do corpo. Sendo assim, o aumento do tráfego de embarcações, e a falta de normativas e de fiscalização que assegurem a efetiva proteção de determinadas áreas, representam um risco direto para a conservação dos peixes-boi marinhos no litoral Nordeste do Brasil.<hr/>The increasing traffic of motorboats on feeding, resting and reproduction areas used by manatees causing serious problems for these animals, so scaring them away and leading to potential collisions. The purpose of this study was to describe cases interaction between boat and Antillean manatees (Trichechus manatus) living in the Northeastern coast of Brazil. These interactions took place in the State of Ceará, Paraíba and Sergipe, involving three specimens, one of them with four records. Clinical alterations were observed, such as edema in the frontal part of the body, ocular proptosis, weight loss and multiple cuts all over the body. Therefore, the increasing traffic of motorboats, allied to the lack of normative rules and effective law enforcement assuring the protection of specific areas, represent a direct risk to the conservation of Antillean manatees living in the Northeastern coast of Brazil. <![CDATA[<B>Floristic of the herbaceous and subshrub layer of a Moist Grassland in Brasília, Brazil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300022&lng=en&nrm=iso&tlng=en A riqueza florística do estrato herbáceo-arbustivo de campo limpo úmido, uma vegetação campestre do bioma Cerrado, é pouco conhecida, embora as ervas e subarbustos sejam o maior componente na vegetação de Cerrado. O presente trabalho teve por objetivo caracterizar a riqueza florística da camada herbáceo-subarbustiva de um campo limpo úmido, com aproximadamente 16 ha, localizado na Fazenda Água Limpa (FAL), Brasília, DF (15&deg; 56' a 15&deg; 59' S e 47&deg; 55' a 47&deg; 58' W), além de comparar a sua flora herbáceo-arbustiva com a de outras áreas do bioma Cerrado no Brasil central e sudeste. Material botânico fértil foi coletado quinzenalmente, de setembro de 1999 a fevereiro de 2001, ao longo de trilhas distribuídas de modo a percorrer a maior extensão da área possível. Foram registradas 197 espécies, distribuídas em 105 gêneros e 41 famílias, tendo sido provavelmente descoberta uma nova espécie de Syngonanthus (Eriocaulaceae). As oito famílias com o maior número de espécie foram Poaceae (39 espécies); Cyperaceae (24); Asteraceae (21); Polygalaceae (15); Eriocaulaceae (12); Xyridaceae e Melastomataceae (8) e Fabaceae (7). A similaridade florística, medida com índice de Sørensen, entre o campo limpo úmido estudado e as outras 12 áreas de Cerrado foram baixas variando de 3,3% a 37,4%. As baixas similaridades entre as áreas comparadas podem estar relacionadas com as diferenças de saturação hídrica do solo ou diferenças no tamanho das áreas de Cerrado remanescentes. A ordenação separou claramente as áreas úmidas das áreas secas e sugere que a distância geográfica entre as mesmas também pode ter influenciado a heterogeneidade florística no componente herbáceo-subarbustivo.<hr/>Little is known on the floristic richness of the herb-subshrub layer of the moist grassland, a grassy field vegetation within the Cerrado biome, although herbs and subshrubs are the major components of the Cerrado flora. The objective of this work was to characterize the floristic richness of the herb-subshrub layer of a moist grassland, in 16 ha in Fazenda Água Limpa (FAL), Brasília, DF (15&deg; 56' to 15&deg; 59' S and 47&deg; 55' to 47&deg; 58' W) and to compare with it with other Savana-like vegetations in central and southeastern Brazil. Vouchers were collected at quarterly intervals, from September 1999 to February 2001 along transects established in order to cover most of the study-area. A total of 197 species in 105 genera and 41 families was recorded. A species of Syngonanthus (Eriocaulaceae), probably new to science was found. The richest families were Poaceae (39 species); Cyperaceae (24); Asteraceae (21); Polygalaceae (15); Eriocaulaceae (12); Xyridaceae and Melastomataceae (8); and Fabaceae (7). Similarities between this moist grassland and 12 other sites, measured with the Sorensen index, were low, varying from 3.3% to 37.4%. The low similarities between the compared sites may be related to the differences in soil water saturation or differences in the size of the area covered by grasslands in each site. The ordination analysis readily distinguished dry from humid sites and suggested that geographic distance between the sites can also affect floristic heterogeneity in the herbaceous-subshrub component. <![CDATA[<B>Sample effort reduction vs. information retention in inventories of pteridophytes in Central Amazonia</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300023&lng=en&nrm=iso&tlng=en A extensa área coberta pelo domínio amazônico e os recursos financeiros limitados para estudos da biodiversidade exigem programas de pesquisa que obtenham o máximo de informação com os menores custos. Com o objetivo de avaliar as conseqüências da redução do esforço amostral sobre a retenção da informação ecológica, testou-se como diferentes larguras de parcela afetam os resultados da relação entre variação ambiental e composição da comunidade de pteridófitas da Amazônia Central. Foram feitas medidas da inclinação do terreno, abertura do dossel e do teor de argila do solo, em 37 parcelas de floresta de terra-firme. Todos os indivíduos de pteridófitas foram identificados e mapeados com relação a três faixas de amostragem. Foram testados os efeitos das variáveis ambientais sobre a composição de pteridófitas em parcelas de 250 x 2,5 m e em sub-amostras com a largura da parcela reduzida. A redução de 2,5 para 1 m na largura da parcela (60% de redução no esforço amostral) correspondeu a uma redução de 24% no custo do projeto, considerado os custos das excursões à campo, e a uma redução no número de espécies amostradas de 52 para 44. A redução 2,5 para 2 m na largura da parcela causou redução de apenas duas (4%) nas espécies amostradas e 8% no custo do projeto. Para todas as larguras testadas, a composição da comunidade esteve associada ao teor de argila e não esteve associada à inclinação do terreno. O efeito de abertura de dossel sobre a composição de espécies de pteridófitas não foi coerente entre os diferentes tamanhos de amostra. Esta incoerência deve estar relacionada à importância relativamente menor da luz sobre a estruturação da comunidade. Concluímos que as amostras com menor tamanho foram suficientemente informativas para detectar os principais gradientes de composição e sua associação aos fatores ambientais. Isso permitiria a redução nos custos totais ou alocação de mais parcelas pelo mesmo custo, o que poderia aumentar o poder dos testes estatísticos, reduzir o intervalo de confiança e aumentar a probabilidade de detecção de mais espécies.<hr/>The large area covered by the Amazonian domain and the limited financial support for biodiversity studies demand efficient research programs. Aiming to evaluate the consequences of reduced sampling effort on the retention of ecological information, we tested how differences in plot width affect the perceived relationship between environmental variation and the composition of the pteridophyte community in Central Amazonia. Measures of slope, canopy openness and soil clay content were taken in 37 terra-firme forest plots. All pteridophyte individuals were identified and mapped according to three sample strips. We tested the effects of environmental variables on pteridophyte composition of 250 x 2.5 meters-plots and on sub-samples of reduced width. The reduction of plot width from 2.5 to 1 m (60% reduction in sampling effort) corresponded to a reduction of 24% of the project's costs concerning field work expenses. This would reduce the number of sampled species from 52 to 44. The reduction of 20% plot width (from 2.5 to 2 m) would cause a reduction of two (4%) sampled species and a reduction of 8% of the costs. For all tested plot widths, community composition was associated with soil clay content and was not associated with the terrain slope. The effect of canopy openness on pteridophyte species composition was not consistent among sample sizes. These may be related to the relatively lower importance of light availability in determining community structure at the studied spatial scale. We concluded that the smallest plots were informative enough to detect the main gradients of composition and their association to environmental factors. This would allow a reduction in total costs, or the allocation of available budget to more plots, which could increase the power of the statistical analyses, reduce the confidence intervals and increase probability of detecting more species. <![CDATA[<B>Wind effect on flight activity of <I>Plebeia remota</I> (Holmberg, 1903) (Apidae, Meliponini)</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300024&lng=en&nrm=iso&tlng=en Através de um sistema automatizado, a atividade do vôo de forrageiras de quatro colônias de Plebeia remota foi registrada, simultaneamente, de dezembro de 1998 a dezembro de 1999. A grande quantidade de dados obtidos permitiu uma análise quantitativa e sazonal do efeito da velocidade e direção do vento sobre a atividade de vôo. Nas quatro estações, a menor atividade de vôo de Plebeia remota ocorreu quando não houve vento ou quando a velocidade média do vento esteve abaixo de 0,5 m/s. Os picos de atividade de vôo ocorreram em velocidades de vento maiores e variaram segundo as estações e as colônias. No verão, os picos de atividade de vôo estiveram entre 3,5 e 5,5 m/s de velocidade, no outono, na classe 4,0-4,5 m/s, e na primavera entre 4,5 e 6,0 m/s. Entretanto, no inverno, houve clara restrição da atividade externa sob velocidades de vento superiores a 5,5 m/s. As forrageiras de P. remota orientaram preferencialmente seus vôos para certas direções de vento. Exceto no verão, as direções predominantes de vôo foram similares entre as quatro colônias. Estas direções também coincidiram com a posição dos recursos florais mais utilizados pelas colônias. Quando as forrageiras tinham que sair da colônia com vento contra, se registrou menor atividade de vôo.<hr/>Through an automated system, foragers' flight activity of four colonies of Plebeia remota was registered at same time from December 1998 to December 1999. The large amount of data obtained allowed a quantitative and seasonal analysis of the effect of speed and direction of wind on their flight activity. In all four seasons, the smallest flight activity of Plebeia remota occurred when there was no wind or when the wind speed average was below 0.5 m/s. The flight activity peaks occurred in higher measured wind speeds and varied according to the seasons and the colonies. In the summer, the flight activity peaks occurred between 3.5 and 5.5 m/s of speed, in the autumn, in the series 4.0-4.5 m/s, and in the spring between 4.5 and 6.0 m/s. In the winter, clear restriction upon flight activity occurred in wind speeds above 5.5 m/s. Plebeia remota foragers guided preferentially their flights for certain wind directions. Except summer, the directions were similar to the four colonies. These directions matched with the locations where the most used floral resources are. On the other hand, lowest flights number coincided with conditions when the foragers would left their colonies upwind. <![CDATA[<B>The spatial and temporal dimension of fish diversity of the vegetated littoral zone of marginal lagoons of the Cuiabá river floodplain, Pantanal, Brazil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300025&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente trabalho avaliou a distribuição espacial e temporal da riqueza de espécies de peixes da zona litoral vegetada de 15 lagoas marginais da planície de inundação do Rio Cuiabá, Pantanal. As lagoas foram amostradas em três períodos ao longo da sessão seca (junho, setembro e dezembro de 2005), por meio de nove lances de peneira, distribuídos sistematicamente a uma distância mínima de cinco metros um do outro. Capturamos 12.784 indivíduos pertencentes a sete ordens, 21 famílias e 98 espécies. A maioria das espécies capturadas foi rara e apresentou distribuição geográfica restrita. A intensificação da seca não afetou a distribuição espacial das espécies e a perda de espécies nas diferentes ordens, ao longo da seca, foi proporcional. Tanto a abundância total de indivíduos quanto a riqueza variou no tempo. As curvas de rarefação indicaram que a redução na riqueza foi um artefato da redução na abundância de indivíduos. Quando comparamos as riquezas estimadas sob um mesmo nível de abundância não encontramos diferença entre a riqueza de espécies no início e no final da seca. Os estimadores de riqueza de espécies indicaram que distribuir as amostras no tempo foi uma estratégia adequada para reduzir o problema das falsas ausências e melhorar a eficiência da amostragem. Assim, nossos resultados sugerem que para o delineamento de reservas no Pantanal, áreas com um grande número de lagoas com diferentes formas e tamanhos conservaria um maior contingente da diversidade regional de peixes, pois a maioria das espécies de pequeno porte apresenta distribuição restrita a poucas lagoas.<hr/>The present work has evaluated the spatial and temporal distribution of fish species richness of the vegetated littoral zone of 15 marginal lagoons in the floodplain of the Cuiabá River, Pantanal. The lagoons were sampled in three periods along of the dry season (June, September and December of 2005), through nine sieve throws distributed systematically at a minimum distance of five meters from each other. We caught 12,784 individuals belonging to seven orders, 21 families and 98 species of fish. Most of the captured species were rare and presented restricted geographical distribution. Drought intensification did not affect the spatial species distribution and the loss of species as dry season proceeded was proportional in the different orders. The total abundance of individuals as well as the richness varied with time. Rarefaction curves indicated that the reduction in richness was an artifact of the reduction in the abundance of individuals. When we compared the estimated richness under a same abundance level we did not find difference among the richness of species in the beginning and at the end of the dry season. Richness estimators indicated that to distribute the samples in the time was an appropriate strategy to reduce the problem of the false absences and to improve the efficiency of the sampling. Thus, our results suggest that for the design of reserves in the Pantanal, areas with a large number of lagoons of different forms and sizes would conserve the regional fish diversity, as the distribution of most small size species is restricted to a few lagoons. <![CDATA[<B>Ecological aspects of lepidopteran caterpillar parasitoids from <I>Caryocar brasiliense</I> Camb. (Caryocaraceae) in a cerrado sensu stricto of Central Brazil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300026&lng=en&nrm=iso&tlng=en This study quantified parasitoid occurrence on five lepidopteran caterpillars species that use Caryocar brasiliense as host plant, trying to verify if there was a direct relationship between host abundance and the proportion of parasitism; if leaf shelters served as cues or protection from parasitoids; if host size influenced the proportion of parasitism, and if attacks by Diptera were more frequent than by Hymenoptera. Searches for external folivorous caterpillars were carried out in an area of cerrado sensu stricto, from July/2003 to June/2004. Caterpillars were more parasitized when occurred on mature leaves. Nola sp. (Noctuiidae) had the highest proportion of parasitism and a negative correlation between their body size and parasitoid attack. Caterpillars that constructed shelters suffered lower parasitism than those exposed. Hymenopteran parasitoids were more abundant than Dipteran parasitoids attacking caterpillars on C. brasiliense leaves. In general, parasitoid species richness and the proportion of parasitism in lepidopteran caterpillar on C. brasiliense showed associations with host population density, their life strategy, diet and leaf nutritional quality.<hr/>Este estudo quantificou a ocorrência de parasitóides em cinco espécies de lagartas de Lepidoptera que possuem Caryocar brasiliense como planta hospedeira, verificando se existe uma relação direta e positiva entre a abundância do hospedeiro e a proporção de parasitismo; se os abrigos utilizados pelas espécies de Lepidoptera atuam como pistas ou proteção contra os parasitóides; se o tamanho do hospedeiro influencia as taxas de parasitismo e se existe uma maior ocorrência de ataques de Diptera em comparação com Hymenoptera nas lagartas de Lepidoptera no cerrado do Distrito Federal, Brasil. O estudo foi realizado em uma área de cerrado sensu stricto da Fazenda Água Limpa no período de julho de 2003 a junho de 2004, à procura de lagartas folívoras externas. As lagartas foram mais parasitadas quando ocorreram em folhas maduras. Nola sp. (Noctuidae) apresentou a maior proporção de parasitismo em comparação com as outras espécies e foi a única espécie em que se verificou uma correlação negativa entre as taxas de parasitismo e o tamanho de seus indivíduos. As espécies de lagartas que constroem abrigos apresentaram menores porcentagens de parasitismo em comparação com as que vivem expostas. Os parasitóides da ordem Hymenoptera foram mais freqüentes que os Diptera. No geral, para as espécies de Lepidoptera em C. brasiliense, a riqueza de espécies de parasitóides e a porcentagem de parasitismo apresentaram associações com a densidade, a estratégia de vida, a dieta do hospedeiro e a qualidade nutricional da folha de C. brasiliense. <![CDATA[<B>Skeletal variability of the coral <I>Favia gravida</I> (Verrill, 1868) from Brazil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300027&lng=en&nrm=iso&tlng=en The skeletal variability of the coral Favia gravida, a species endemic to Brazil, was quantitatively described including populations from three locations: Tamandaré (state of Pernambuco), Abrolhos (state of Bahia), and Santa Cruz (state of Espírito Santo). Ten colonies were collected from each population and fourteen morphological characters were measured from ten corallites per colony. The results of univariate (among 14 skeletal characters, 7 showed p < 0.05) analysis provide evidence to suggest that F. gravida has considerable morphological plasticity, which may explain its ability to adapt to different ecological conditions. The species also displays polymorphism within and between colonies of each population. Intercolony variation within populations was relevant for most of the variables measured. Canonical discriminant analysis (r = 0.8648) showed that the population farthest offshore (Abrolhos) was distinct from the other two (Tamandaré and Santa Cruz), which have been affected by terrigenous sediments carried from the coast. Specimens from Santa Cruz displayed the highest degree of meandrinization.<hr/>A variação do esqueleto do coral Favia gravida, uma espécie endêmica do Brasil, foi descrita quantativamente a partir de populações de três localidades, incluindo Tamandaré (Estado de Pernambuco), Abrolhos (Estado da Bahia) e Santa Cruz (Estado do Espírito Santo). Dez colônias foram coletadas de cada população e quatorze caracteres morfológicos foram medidos de dez coralitos por colônia. Os resultados da análise univariada (dentre os 14 caracteres esqueléticos, sete apresentaram p < 0,05) fornecem evidências que sugerem que F. gravida tem uma plasticidade morfológica considerável, o que pode explicar sua habilidade para se adaptar às condições ecológicas diferentes. A espécie demonstra, também, polimorfismo dentro e entre as colônias de cada população. A variação intercolonial dentro de populações foi, também, marcante para a maioria das variáveis medidas. A análise discriminante canônica (r = 0,8648) mostrou que a população mais distante da costa (Abrolhos) foi distinta das outras duas (Tamandaré e Santa Cruz), as quais estão sendo afetadas por sedimentos terrígenos provenientes da costa. Os espécimes de Santa Cruz demonstraram o mais alto grau de meandrinização. <![CDATA[<B>Nephtyidae (Annelida: Polychaeta) from São Paulo State, Brazil, including a new record for the Brazilian coast</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300028&lng=en&nrm=iso&tlng=en In the present study, four species of Nephtyidae, Aglaophamus juvenalis (Kinberg 1866), Nephtys acrochaeta Hartman 1950, Nephtys californiensis Hartman 1938 and Nephtys squamosa Ehlers 1887, were found from the intertidal zone to the shallow sublittoral (<50 m) off São Paulo, Brazil, during the program BIOTA/FAPESP Marine Benthos. Descriptions and notes on each of them are provided. Nephtys californiensis is a new record for the Brazilian coast. Keys to genera and species of Nephtyidae recorded from Brazil are given.<hr/>Neste estudo, quatro espécies de Nephtyidae: Aglaophamus juvenalis (Kinberg 1866), Nephtys acrochaeta Hartman 1950, Nephtys californiensis Hartman 1938 e Nephtys squamosa Ehlers 1887 foram coletadas desde a região entremarés até o sublitoral raso (<50 m) da costa de São Paulo, Brasil, durante o Programa BIOTA/FAPESP Bentos Marinho. Descrições e comentários são fornecidos para cada uma delas. Nephtys californiensis é um novo registro para a costa brasileira. Chaves para gêneros e espécies de Nephtyidae registrados no Brasil são fornecidas. <![CDATA[<B>Diversity and composition of squamate reptiles in the southern portion of Grande Sertão Veredas National Park, Central Brazil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300029&lng=en&nrm=iso&tlng=en Neste estudo são apresentados os resultados de amostragem de Squamata do Parque Nacional Grande Sertão Veredas, MG, na área nuclear do Cerrado brasileiro, através de metodologia padronizada. A riqueza, diversidade e distribuição das espécies são comentadas e comparadas com os resultados em outras regiões do Cerrado. A fauna de Squamata na região inclui pelo menos 50 espécies, dentre as quais 25 lagartos, três anfisbenas e 22 serpentes, distribuídas em 12 famílias: Polychrotidae (1), Tropiduridae (3), Scincidae (4), Teiidae (3), Gymnophthalmidae (6), Anguidae (1), Amphisbaenidae (3), Anomalepididae (1), Leptotyphlopidae (1), Boidae (2), Colubridae (16) e Viperidae (2). A riqueza registrada e estimada indica que a região pode figurar entre as mais ricas em todo o Cerrado. As espécies de Squamata parecem possuir preferências previsíveis sobre os diferentes hábitats disponíveis, e admite-se a grande influência de fatores histórico-filogenéticos na distribuição espacial das espécies. A fisionomia do carrasco destacou-se por abrigar duas espécies restritas à região, Stenocercus quinarius e Psilophthalmus sp., sendo promissora para novos estudos. Os ambientes abertos, especialmente as fisionomias savânicas típicas do Cerrado, apresentaram maior riqueza, em concordância com outros locais estudados, e com implicações diretas na conservação da diversidade biológica do Cerrado.<hr/>We present the results of an inventory of squamate reptiles from Grande Sertão Veredas National Park region, in the Brazilian Cerrado hotspot. We used standardized sampling methods to provide richness, diversity and distribution data and compared our results with those from other Cerrado localities. The regional squamate fauna is composed of at least 50 species, of which 25 lizards, three amphisbaenians and 22 snakes, distributed in 12 families: Polychrotidae (1), Tropiduridae (3), Scincidae (4), Teiidae (3), Gymnophthalmidae (6), Anguidae (1), Amphisbaenidae (3), Anomalepididae (1), Leptotyphlopidae (1), Boidae (2), Colubridae (16) e Viperidae (2). Recorded and estimated richness indicates that the region can be one of the richest in the Brazilian Cerrado. The recorded species present predictable abundance variations among different available habitats, a probable result of the influence of phylogenetic factors in the spatial distribution of the species. The "carrasco" habitat was distinguished for harboring two restricted species to the region: Stenocercus quinarius and Psilophthalmus sp., and should receive further attention in future studies. The open habitats, especially the typical open physiognomies of Cerrado, present the highest richness levels, in agreement with results in other Cerrado localities, a fact with direct implications for the conservation of central Brazilian savannas. <![CDATA[<B>Amphibians and reptiles of the Serra da Bodoquena National Park, Mato Grosso do Sul, central Brazil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300030&lng=en&nrm=iso&tlng=en O Estado de Mato Grosso do Sul situa-se na porção mediana da grande diagonal de formações abertas da América do Sul, uma região que abriga uma grande diversidade de anfíbios e répteis, sendo algumas endêmicas. Apesar de sua importância biogeográfica, essa diagonal tem sido pouco considerada em estudos com abrangência regional. Dentre os componentes fitofisionômicos que compõem essa região e cuja representatividade se faz presente no Estado, as matas estacionais deciduais são elementos marcantes na região da Serra da Bodoquena. Devido a peculiaridade desse ambiente, muitas áreas ainda necessitam de uma maior avaliação quanto à sua biodiversidade. Informações sobre a herpetofauna do Parque Nacional da Serra da Bodoquena são escassas e pontuais e sugerem uma semelhança com a fauna de cerrado. Este trabalho apresenta registros da herpetofauna do Parque Nacional da Serra da Bodoquena e regiões de entorno, abrangendo áreas em bom estado de conservação e locais com atividade agropecuária. As amostragens foram realizadas em dois períodos, contemplando as estações seca e chuvosa na região. O inventário consistiu em busca ativa limitada por tempo, além de registros oportunísticos. Informações sobre a riqueza de espécies da herpetofauna da Caatinga, Cerrado e Chaco foram compiladas da literatura e comparadas com aquela registrada no presente trabalho. Foram registradas 63 espécies, sendo 38 anfíbios e 25 répteis. Muitas das espécies estavam associadas a ambientes particulares, como matas de galeria e afloramentos rochosos. A maior similaridade da herpetofauna do Parque Nacional da Serra da Bodoquena deu-se com aquela encontrada no Cerrado, provavelmente porque a área está inserida nesse bioma. Considerando-se a diversidade de hábitats da área, provavelmente o número de espécies deverá aumentar com a realização de novos inventários na região. Agregar novas informações sobre a herpetofauna da Serra da Bodoquena é fundamental para o plano de manejo do Parque Nacional.<hr/>The State of Mato Grosso do Sul, central Brazil, is located in the center of the broad South American open-dry diagonal areas. This region harbors a great diversity of amphibians and reptiles, with some endemic species. Despite such biogeographical scenario, biodiversity of this region is poorly known at local scales. Dry forests are important physiognomies in Mato Grosso do Sul and represent an important landscape element at Serra da Bodoquena, resulting in local characteristics that require biodiversity surveys. There are few and punctual information on the herpetofauna from the Serra da Bodoquena National Park and they suggest a similarity with the Cerrado herpetofauna. The present study represents the first record of the herpetofauna from the Serra da Bodoquena National Park and adjacent areas. Samples were conducted in pristine and disturbed areas in two distinct climatic periods, covering both rainy and dry seasons, by means of active search limited by time as well as opportunistic records. Data on the herpetofauna of the Caatinga, Cerrado, and Chaco biomes were compiled and compared with the species sampled in the present study. We registered 63 species, including 38 amphibians and 25 reptiles. Several species were associated to particular habitats, such as gallery forests or rocky outcrops. The herpetofauna from the Serra da Bodoquena National Park showed a greater similarity with that of the Cerrado, probably because the area is inserted in this biome. Considering the habitat diversity found at Serra da Bodoquena, the number of species must increase with other surveys in the area. Natural history and ecological studies on amphibian and reptiles of the Serra da Bodoquena must be encouraged in order to contribute for the National Park management. <![CDATA[<B>The fish fauna of the Rio Peruípe, extreme southern of Bahia state</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300031&lng=en&nrm=iso&tlng=en A riqueza hidrológica no Extremo Sul da Bahia é contrastante em relação à ainda pouco conhecida fauna de peixes. Impressiona a presença de diversas espécies ainda não descritas. O presente estudo é parte de uma série que pretende avaliar os sistemas hídricos do Extremo Sul da Bahia do ponto de vista da ictiofauna nas diversas bacias. Aqui são investigados os peixes da bacia do Rio Peruípe, um sistema ímpar de drenagem fluvial, com um amplo delta. Foram averiguados onze pontos georreferenciados em rios e riachos daquele sistema de drenagem. O uso de metodologia para coleta de dados ambientais e de peixes possibilitou descrever cada ambiente coletado bem como documentar a composição taxonômica da ictiofauna. São fornecidas ilustrações das localidades amostrais e de espécimes representativos de algumas das espécies coletadas, exibindo sua coloração em vida. No total foram verificadas 26 espécies pertencentes a 12 famílias em 6 ordens. Das espécies coletadas Trichomycterus pradensis Sarmento-Soares et al. (2005) e Microglanis pataxo Sarmento-Soares et al. (2006) foram recentemente descritas como novas. Aproximadamente 48,7% do total de peixes na bacia pertencem à ordem Siluriformes, 38,5% a Characiformes, 34,6% a Perciformes, 11,5% a Cyprinodontiformes, 7,7% a Gymnotiformes, 3,8% a Synbranchiformes e 3,8% a Pleuronectiformes. As espécies mais freqüentes em termos de constância de ocorrência foram Geophagus brasiliensis (presente em 82% das coletas), Hoplias malabaricus (64%), Astyanax cf. rivularis (55%), Poecilia vivipara (55%), Astyanax cf. lacustris (45%) e Hyphessobrycon bifasciatus (45%). A partir das informações de captura dos peixes em cada ponto amostrado da bacia determinou-se a riqueza, a diversidade, a equitabilidade e a dominância. As condições ambientais nos trechos da bacia são apontadas como influências na ocorrência e distribuição das espécies. A predominância de peixes de pequeno porte, não ultrapassando 150 mm CP, é associada a um acentuado endemismo regional.<hr/>Hydrological richness on extreme southern Bahia contrasts with the poorly known freshwater fish fauna. It is surprising the presence of several species still undescribed. The present study is the first contribution dealing with the fish fauna of the local river basins. We herein investigate fish fauna of Rio Peruípe basin, a remarkably freshwater drainage, with a wide estuary. Eleven localities, geo-referred, were evaluated in streams and rivulets along that freshwater drainage. The employment of methodology for collecting the environmental data and the fishes made possible the description of each locality sampled, as well as the documentation of the taxonomic composition of the fish fauna. Illustrations of the collecting localities and of individuals of some representative species, in live coloration, are provided. There were found 26 species belonging to 12 families in 6 orders. Within the species sampled Trichomycterus pradensis Sarmento-Soares et al. (2005) and Microglanis pataxo Sarmento Soares et al. (2006) were recently described as new. About 48.7% of total amount of fishes caught belong to the order Siluriformes, 38.5% to Characiformes, 34.6% to Perciformes, 11.5% to Cyprinodontiformes, 7.7% to Gymnotiformes, 3.8% to Synbranchiformes, and 3.8% to Pleuronectiformes. The most frequent species in terms of constancy of occurrence were Geophagus brasiliensis (present in 82% of sampled localities), Hoplias malabaricus (64%), Astyanax cf. rivularis (55%), Poecilia vivipara (55%), Astyanax cf. lacustris (45%) and Hyphessobrycon bifasciatus (45%). Based on information about the fishes caught in each collecting locality there were estimated the richness, the diversity, the equitability and the dominance. The potential loss of microenvironments in some portions of rivers is pointed as a factor influencing on the occurrence and distribution of some species. The dominance of small sized fishes, not exceeding 150 mm CP, is associated to a high regional endemism. <![CDATA[<B>Contribution to the knowledge of the Chytridiomycota from the "Reserva Biológica de Paranapiacaba", Santo André, State of São Paulo, Brazil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300032&lng=en&nrm=iso&tlng=en Estudo da diversidade de quitridiomicetos de solo e água, na "Reserva Biológica de Paranapiacaba", resultou no isolamento de 29 espécies, com três Blastocladiales, 23 Chytridiales, uma Monoblepharidales e duas Spizellomycetales. Dos táxons isolados, 69% são citados pela primeira vez para a Reserva, 14% para o estado de São Paulo, e 7% para o país. É a primeira menção de Rhizophydium condylosum Karling no Brasil.<hr/>The diversity study of the chytrids from soil and water from the "Reserva Biológica de Paranapiacaba", yielded 29 species, with three Blastocladiales, 23 Chytridiales, one Monoblepharidales and two Spizellomycetales. From these, 69% taxa were cited for the first time for Reserve, 14% for São Paulo State and 7% for Brazil. Rhizophydium condylosum Karling is being mentioned for the first time in Brazil. <![CDATA[<B>Arctiidae (Insecta: Lepidoptera) of the Boracéia Biological Station (Salesópolis, São Paulo, Brazil)</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300033&lng=en&nrm=iso&tlng=en Uma lista das espécies de mariposas Arctiidae com registro de ocorrência para a Estação Biológica de Boracéia (EBB) é apresentada. Esta listagem foi obtida através da observação de material depositado em quatro coleções científicas brasileiras. Um total de 237 espécies foi registrado. A EBB está entre as localidades mais ricas em espécies de Arctiidae do Brasil.<hr/>A checklist of the Arctiidae moth species with occurrence in the Boracéia Biological Station (EBB) is presented. The list was obtained from specimens deposited in four Brazilian scientific collections. A total of 237 arctiid species were recorded. The EBB is among the species-richest locations recorded in Brazil. <![CDATA[<B>Identification key for the ctenophores from Brazilian coast</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300034&lng=en&nrm=iso&tlng=en Embora abundantes e importantes ecologicamente no meio marinho, os ctenóforos do litoral brasileiro têm sido pouco estudados. O presente estudo tem por objetivo prover informações para auxiliar na identificação desses organismos. Para tal, são descritos métodos de fixação e documentação fotográfica dos ctenóforos. A terminologia referente ao grupo, em língua portuguesa, é apresentada na forma de um glossário. Além disso, as características que distinguem as treze espécies registradas para águas brasileiras são organizadas em uma chave de identificação. A complementação da identificação pode ser feita pela literatura indicada para cada espécie.<hr/>Although ctenophores are abundant and ecologically important in the marine environment, they are poorly known in the Brazilian coast. The present study is a taxonomic key for the ctenophores from the Brazilian coast. It aims to help students and non-specialist researchers with the identification of those organisms. Collecting, preserving and photographing methods are described. Characters that distinguish the thirteen species registered in Brazilian marine territories are presented. <![CDATA[<B>New record of <I>Laeonereis acuta</I> (Treadwell, 1923) (Nereididae: Polychaeta) in Northeast coast of Brazil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300035&lng=en&nrm=iso&tlng=en In the present study, we report the presence of the nereidid polychaete Laeonereis acuta near to the estuarine areas of Parnaíba River, extending its distribution towards the north of the northeastern Brazilian coast.<hr/>No presente estudo, nós relatamos a presença do poliqueta nereídídeo Laeonereis acuta próximo à região estuarina do rio Parnaíba, ampliando sua distribuição para o litoral norte do nordeste brasileiro. <![CDATA[<B>Notes on the occurrence of <I>Tityus serrulatus</I> Lutz & Mello, 1922 (Scorpiones, Buthidae) in the Western areas of Rio Grande do Sul, Brazil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300036&lng=en&nrm=iso&tlng=en O escorpião amarelo Tityus serrulatus é registrado pela primeira vez para oeste do Rio Grande do Sul. Foram coletados dois espécimes no município de Uruguaiana (29&deg; 45' 23'' S e 57&deg; 05' 37'' W) em junho de 2006. A ocorrência dos espécimes de T. serrulatus no Rio Grande Sul representa um aumento de 2.127 km em sua área de distribuição conhecida.<hr/>The yellow scorpion Tityus serrulatus is recorded for the first time for the western Rio Grande do Sul State, Brazil. Two specimens were collected in the municipality of Uruguaiana (29&deg; 45' 23'' S and 57&deg; 05' 37'' W) in june 2006. The occurrence of specimens of T. serrulatus in Rio Grande do Sul represents an increase of 2127km in relation to his known distribution area. <![CDATA[<B>First record of <I>Melanoides tuberculatus</I> (Müller, 1774) and <I>Biomphalaria tenagophila</I> (d´Orbigny, 1835) on Ilha Grande, Rio de Janeiro, Brazil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300037&lng=en&nrm=iso&tlng=en Small populations of Melanoides tuberculatus (Müller, 1774) and Biomphalaria tenagophila (d&acute;Orbigny, 1835), were found at Vila do Abraão, being the first record of these species to Ilha Grande, Angra dos Reis, Rio de Janeiro. They were probably introduced after 2004, perhaps following release from aquaria. The possible spread of these species to other freshwater habitats in the island, their effects on native snails and links with public health are discussed. The record of M. tuberculatus appears to be the first for a Brazilian insular area. The recent introduction of these species offers a remarkable opportunity to monitor introduced species and to understand the invasion process in an insular stream in southeastern Brazil.<hr/>Pequenas populações de Melanoides tuberculatus (Müller, 1774) e de Biomphalaria tenagophila (d&acute;Orbigny, 1835) foram encontradas na Vila do Abraão, sendo este o primeiro registro dessas espécies para a Ilha Grande, Angra dos Reis, Rio de Janeiro. A introdução provavelmente ocorreu após 2004, como conseqüência do despejo de água de aquário. A possível dispersão destas espécies para outros corpos d&acute;água, efeitos sobre as espécies nativas e conseqüências para saúde pública são tópicos discutidos. Em relação a M. tuberculatus, este é o primeiro registro para uma área insular do Brasil. A introdução recente destas espécies oferece uma oportunidade única para o monitoramento de espécies introduzidas e para uma melhor compreensão do processo de invasão, especialmente de M. tuberculatus, em córrego insular do sudeste do Brasil. <![CDATA[<B>Variation in coat color of tayras (<I>Eira barbara</I> Linnaeus, 1758 - Carnivora, Mustelidae) in the State Biological Reserve of Sassafrás, Santa Catarina, South Brazil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300038&lng=en&nrm=iso&tlng=en Iraras apresentam variações de coloração por toda sua área de distribuição, sendo o objetivo deste estudo contribuir para o conhecimento destas variações. Na Reserva Biológica Estadual do Sassafrás, Santa Catarina, Brasil, foram obtidos 21 registros fotográficos de iraras, abrangendo diferentes colorações de pelagem. Duas classes de coloração foram observadas entre os indivíduos fotografados: corpo escuro com cabeça e pescoço cinzas e corpo, cabeça e pescoço branco-amarelados. A freqüência dos registros não variou significativamente entre as duas classes de coloração, indicando que a coloração de pelagem branco-amarelada é comum para esta população local.<hr/>Tayras present color variations along their range of distribution. The objective of this study is to contribute to the understanding of these variations. In the State Biological Reserve of Sassafrás, Santa Catarina, Brazil, 21 photographic records of tayras were obtained, comprising different coat colors. Two coat color classes were observed among photographed individuals: dark body with gray head and neck, and body, head and neck homogeneously white-yellowish. The frequency of records did not varied significantly between the two color classes, indicating that the white-yellowish coloration is common for this local population. <![CDATA[<B>Occurrence of <I>Vampyressa pusilla</I> (Chiroptera, Phyllostomidae) in Southern Pantanal</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300039&lng=en&nrm=iso&tlng=en Espécies de Vampyressa Thomas, 1900, são localmente raras e amplamente distribuídas nos Neotrópicos. Ocorrem desde o sul do México até o sul da bacia Amazônica e do sudeste da América do Sul até o Paraguai. Vampyressa pusilla (Wagner, 1843) e V. thyone Thomas, 1909 - anteriormente consideradas uma espécie - apresentam distribuição disjunta, a primeira é considerada endêmica da Mata Atlântica e a segunda ocorre do noroeste da América do Sul ao sul do México. Adicionalmente, V. pusilla tem sido registrada em Cerrado e florestas secas (Chaco). Reportamos aqui a ocorrência de V. pusilla na planície inundável do Pantanal, oeste do Brasil. Provavelmente este é o primeiro registro do gênero Vampyressa neste ecossistema, ampliando a distribuição geográfica de V. pusilla para o oeste brasileiro, em direção aos limites de distribuição de V. thyone.<hr/>Species of Vampyressa Thomas, 1900 are locally uncommon and widespread in the Neotropics. They are known to occur from southern Mexico to southern Amazon basin and from southeastern South America to Paraguay. Vampyressa pusilla (Wagner, 1843) and V. thyone Thomas, 1909 - previously considered one species - show a disjointed distribution. The former is considered endemic to the Atlantic forest and the other occurs from northwestern South America to southern Mexico. In addition, V. pusilla has been registered in savanna (Cerrado) and dry forests (Chaco). We report here the occurrence of V. pusilla in the Pantanal wetlands, western Brazil. It is probably the first record of the genus Vampyressa in such an ecosystem, increasing the geographical range of V. pusilla to western Brazil, towards the V. thyone distribution limits. <![CDATA[<B><I>Sinningia gigantifolia</I> Chautems (Gesneriaceae) first record in the São Paulo State</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300040&lng=en&nrm=iso&tlng=en Sinningia gigantifolia Chautems é uma espécie rupícola restrita à Serra da Mantiqueira e partes altas da Serra do Mar, que ocorre principalmente em formações florestais. O presente trabalho apresenta o primeiro registro desta espécie para o Estado de São Paulo, na Serra do Baú, em São Bento do Sapucaí. Uma descrição completa da espécie, uma análise da sua distribuição e uma alteração na chave de identificação do gênero Sinningia da Flora Fanerogâmica do Estado de São Paulo são fornecidas.<hr/>Sinningia gigantifolia Chautems is a rupicolous species restricted to the Serra da Mantiqueira and higher parts of the Serra do Mar in SE Brazil, ocurring mainly in forest formations. This note presents the first record of this species for São Paulo State, from the Serra do Baú, in São Bento do Sapucaí. A full species description, an analysis of its distribution and a revised key to the genus Sinningia for the Flora Fanerogâmica do Estado de São Paulo are provided. <![CDATA[<B>First record of <I>Kroeberia fuliginosa</I> Lindner, 1930 (Diptera:Ropalomeridae) from Pará State, Brazil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032007000300041&lng=en&nrm=iso&tlng=en Kroeberia fuliginosa Lindner, 1930, was collected in the Pará state, Brazil, for the first time, extending the geographical distribution of this species.<hr/>Kroeberia fuliginosa Lindner, 1930 foi coletada no estado do Pará pela primeira vez, ampliando assim a distribuição geográfica dessa espécie.