Scielo RSS <![CDATA[Biota Neotropica]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1676-060320100001&lang=en vol. 10 num. 1 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Pelagic and littoral cladocerans (Crustacea, Anomopoda and Ctenopoda) from reservoirs of the Northwest of São Paulo State, Brazil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032010000100001&lng=en&nrm=iso&tlng=en There are few studies on the zooplankton from the northwestern region of São Paulo State, Brazil, compared to other regions of the State. Cladocerans are a very representative zooplankton group with high species diversity. Most of this diversity can be found at littoral zones of lakes and reservoirs, especially those occupied by macrophytes. This study was part of a thematic project FAPESP/BIOTA Program - The Virtual Institute of Biodiversity (www.biotasp.org.br), and its aim is to catalogue and analyze the distribution of cladoceran species (Crustacea, Anomopoda and Ctenopoda) in pelagic and littoral zones from small reservoirs in the northwest of the São Paulo State, in dry and rainy seasons. Zooplankton samplings were carried out in littoral and pelagic zone of 10 small shallow reservoirs (mean depth: 2.8 m) using a plankton 45 µm mesh net. Water physical and chemical parameters were also monitored with a multiparameter Horiba U10. pH and dissolved oxygen concentration were lower at rainy than dry seasons, indicating high decomposition rates of organic matter introduced from the rural environment, being the main factor contributing to reservoirs' eutrophication. Fifty eight cladocerans species were recorded, with four new occurrences for the São Paulo State. This high richness contrasts with the high devastation of the northwestern region in the State. During the two seasons, littoral zones presented higher cladoceran richness and diversity than pelagic zone. Littoral zones with higher macrophytes diversity also showed higher cladocerans richness and diversity than that with low macrophyte diversity. Littoral and pelagic zones comparisons emphasized the importance of studies on different regions of the aquatic environments, confirming the elevated richness in the littoral zone, as reported in previous works. This study revealed also the strong influence of the macrophyte community and the adjacent terrestrial environment, which is occupied by forest or agriculture.<hr/>A região noroeste paulista é uma das regiões com menor quantidade de dados sobre o zooplâncton, comparado a outras regiões do estado. Os Cladocera constituem um grupo bastante representativo do zooplâncton, apresentando elevada diversidade de espécies. A maior parte desta diversidade pode ser encontrada nas regiões litorâneas de lagos e reservatórios, especialmente aquelas ocupadas por muitas macrófitas. Como parte de um projeto temático mais amplo (Programa Biota-Fapesp - Instituto Virtual da Biodiversidade, www.biotasp.org.br), o presente trabalho tem o objetivo de caracterizar as comunidades de cladóceros (Crustacea, Anomopoda e Ctenopoda) pelágicos e litorâneos presentes em pequenos reservatórios na região noroeste do estado de São Paulo, nas estações seca e chuvosa. As amostragens foram realizadas tanto na zona litorânea quanto pelágica de 10 pequenos reservatórios rasos (média de 2,8 m), através de arrastos verticais com rede de plâncton de 45 µm de malha. Parâmetros físicos e químicos da água também foram avaliados utilizando-se o aparelho Horiba U10. As concentrações de oxigênio e o pH foram mais baixos na estação chuvosa, indicando maiores taxas de decomposição. A entrada de matéria proveniente do ambiente rural pode ser o principal fator que contribui para a eutrofização dos reservatórios. No total, foram identificadas 58 espécies de cladóceros, sendo que destas, quatro constituem novas ocorrências para o estado de São Paulo. Esta elevada riqueza contrapõe-se com o fato de que a região noroeste paulista tem sido considerada uma das mais devastadas do estado. Maiores valores de riqueza e diversidade foram observados na zona litorânea, comparado à zona pelágica, durante as duas estações. Zonas litorâneas com maior diversidade de macrófitas também apresentaram maiores riqueza e diversidade de espécies de cladóceros do que zonas com menor diversidade de macrófitas. As comparações entre as zonas litorâneas e pelágicas evidenciaram a importância dos estudos nos diferentes compartimentos dos ambientes aquáticos, confirmando a elevada riqueza na zona litorânea, já relatada em tantos outros trabalhos, bem como revelando a forte influência da comunidade de macrófitas e do ambiente terrestre adjacente. <![CDATA[<b>Spatial variation and the habitat influence in the structure of communities of small mammals in areas of rocky fields in the Federal District</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032010000100002&lng=en&nrm=iso&tlng=en No presente estudo foram investigadas as comunidades de pequenos mamíferos em campos rupestres do Distrito Federal (DF). Foram analisadas a composição, abundância e riqueza e suas relações com a estrutura do habitat e se existe variação espacial significativa na composição de espécies entre os sítios de campo rupestre. Os pequenos mamíferos foram estudados com o método de marcação e recaptura em sete sítios. O esforço total para os sete sítios foi de 5.680 armadilhas-noite, sendo capturados 157 indivíduos e oito espécies de roedores. Calomys tener e Cerradomys scotti foram as espécies mais abundantes do estudo, com 47,1 e 18,0% do total de indivíduos, respectivamente. Ambas estavam presentes em todos os sítios amostrados. Os resultados mostraram que as áreas de campo rupestre do DF apresentam uma fauna de pequenos mamíferos (média de quatro com amplitude de variação de três a cinco espécies), comparáveis a de outras fisionomias de Cerrado. A complexidade do habitat mostrou-se como um dos principais determinantes na composição das comunidades de pequenos mamíferos em campo rupestre. Houve distinção entre as comunidades de pequenos mamíferos dos sítios da APA Gama e Cabeça de Veado e dos sítios da APA de Cafuringa. Foi constatada influência da distância entre os locais sobre a composição de espécies, com a similaridade diminuindo com o aumento da distância entre os sítios. As diferenças nas condições ambientais, na estrutura do habitat e o fato de tratar-se de duas possíveis regiões biogeográficas podem explicar as diferenças faunísticas entre as duas regiões.<hr/>In the present study, we investigated the communities of small mammals in rocky fields in the Federal District. We examined the composition, abundance and richness and their relation to the structure of the habitat and if there is significant spatial variation in species composition among sites of rocky fields. Small mammals were sampled by live-trapping techniques in seven sites. The total effort for the seven sites was 5.680 trap-nights; we captured 157 individuals in eight species of rodents. Calomys tener and Cerradomys scotti were the most abundant species in the study sites, with 47.1 and 18.0% of total individuals, respectively. The results showed that the areas of rocky fields of the Federal District have a fauna of small mammals (average of four, range of variation of three to five species), comparable to other Cerrado physiognomies. The complexity of the habitat proved to be a major determinant in the composition of communities of small mammals in rocky fields. There was a distinction between communities of small mammals of the sites of APA Gama e Cabeça do Veado and the sites of the APA de Cafuringa. There was influence of the distance between the places on the composition of species with decreasing similarity with increasing distance among sites. The differences in environmental conditions, the structure of the habitat and the fact that it was possible two biogeographical regions may explain the faunal differences between the two regions. <![CDATA[<b>Assemblage of anurans (Amphibia, Anura) of an area of Atlantic Forest, South of Brazil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032010000100003&lng=en&nrm=iso&tlng=en A riqueza de espécies, o uso de habitat e a identificação das principais ameaças sobre uma taxocenose de anfíbios anuros foram determinadas ao longo de 19 meses, em uma localidade originalmente coberta de Floresta Ombrófila Densa no município de Morretes, Paraná, Brasil. Foram registradas 32 espécies de anuros pertencentes a 10 famílias. A anurofauna local apresenta 58% das espécies associadas à ambientes de área aberta e 42% associadas à ambientes florestais. Dentre todos os modos reprodutivos registrados, o modo tipo um - ovos e larvas exotróficas em habitats lênticos, foi o mais comum, especialmente em Hylidae. A atividade de desmatamento, que atualmente é umas das causas de maior efeito negativo sobre populações de anfíbios, ocorre a pelo menos 28 anos nessa região. Iniciativas de conservação e o manejo adequado da área são necessários para que a diversidade de anuros possa ser preservada.<hr/>Assemblage of anurans (Amphibia, Anura) in a locality of dense Atlantic rain forest, Morretes, Paraná, Brazil. The species richness, habitat use and main environmental impacts on a taxocenose of anurans were determined during 19 months, in a region originally covered by dense Atlantic rain forest at Morretes municipality. Thirty-two species of anurans, belonging to ten families, were registered. In the local anuran fauna, 58% of these species were associated with open areas, and 42% of the species were associated to forests. Among all species, the most frequently observed reproductive mode was mode 1 - eggs and exotrophic larvae in lentic water, mainly presented by the family Hylidae. The deforestation, which today has the major negative impact on this amphibian assemblage, is present in the region for at least 28 years. Environmental management programs are necessary to keep the diversity of anurans. <![CDATA[<b>Effect of fragment size on <i>Copaifera langsdorffii </i>seeds dispersal</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032010000100004&lng=en&nrm=iso&tlng=en A fragmentação de habitats pode afetar negativamente a relação mutualística entre plantas e animais, se estes tornarem-se localmente extintos nos fragmentos. No decorrer do processo de fragmentação há evidências de substituição de espécies especialistas por generalistas, adotando também sua função no ecossistema. Nós estudamos a frugivoria de Copaifera langsdorfii por aves para avaliar o efeito do tamanho do fragmento no potencial de dispersão das suas sementes. Durante o ano de 2008 foram selecionadas vinte plantas focais distribuídas em cinco remanescentes de Mata Atlântica (amplitude 29,2 a 104,8 ha) para descrever o comportamento de forrageamento de aves consumidoras e avaliar o potencial de dispersão de sementes de cada espécie através do método de observação focal. O potencial de dispersão variou entre as espécies, juntamente com o padrão de distribuição e abundância nos diferentes fragmentos. O tamanho dos fragmentos afetou positivamente o número de interações de espécies com bom potencial de dispersão (R2 = 0,85; p = 0,05). A riqueza de espécies com má qualidade de dispersão foi negativamente afetada pelo tamanho do fragmento, mas com significância marginal (R2 = 0,77; p= 0,08). Portanto a preservação de fragmentos de maior tamanho garante mais eventos de interação entre a C. langsdorfii e seus bons dispersores, e consequentemente favorece seu sucesso reprodutivo.<hr/>Effect of fragment size on Copaifera langsdorffii seed dispersal. Habitat fragmentation may cause functional disruption in seed dispersal, if the disperser species become locally extinct in the fragments. However during the fragmentation process, there is empirical evidence of replacement of specialist by generalist species, and these generalist species could also replace the functional activity of the specialists in the ecosystem. We studied bird frugivory on C. langsdorffii in order to evaluate the patch size effect on the potential of seed dispersal of this plant. During 2008 we chose 20 focal trees distributed in five Atlantic forest remnants (range 29.2 to 104.8 ha), looking for which bird species consumed the fruits, describing their foraging behavior and consequently evaluating the potential for seed dispersal. The results suggest that there was lower similarity of bird richness among the patches. The ability to disperse seeds also varied among birds and their patterns of distribution and abundance were related with patch size. The number of good disperser species and their interactions were positively related with patch size (R2 = 0.85; p = 0.05); in contrast, the poor dispersers had the opposite tendency (R2 = 0.77; p=0.08). Therefore the preservation of larger patch size increases the interaction events between C. langsdorffii and their good dispersers, and consequently improving their fitness. <![CDATA[<b>Floristic and phytophysiognomies characterization of the Serra do Condado, Minas Gerais, Brazil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032010000100005&lng=en&nrm=iso&tlng=en O complexo serrano do Espinhaço Sul é ainda floristicamente desconhecido e a conservação destas serras está ameaçada em função de sua exclusiva riqueza mineral. A Serra do Condado, localizada no município de Serro, MG (18° 37' 30" S e 43° 22' 30" W) é um bom exemplo de como as atividades de mineração estão distantes da conservação destes ecossitemas e por tal razão o presente estudo teve como objetivo a caracterização florística e fitofisionômica desta serra. As campanhas de campo foram quinzenais e ocorreram entre os meses de maio/2006 a maio/2007. Foram coletados apenas os materiais botânicos em estágio fenológico reprodutivo. Os mesmos foram incorporados aos acervos dos herbários CESJ, RB e ESAL. O valor em área de cada fisionomia na constituição da paisagem foi feito através do software ArGis 9.0 e a similaridade florística entre as fisionomias foi realizada mediante cálculo do índice de Sørensen. Na área estudada foram encontradas Florestas Estacionais Semideciduais Montanas, Matas Ciliares, Brejos e Vegetação Arbustivo-Lenhosa sobre Canga. A floresta semidecídua montana corresponde a 80% da vegetação local, apresentando 426 espécies (391 exclusivas) distribuídas em 83 famílias. As famílias com maior número de espécies foram Fabaceae (40), Asteraceae (30) e Myrtaceae (30). A floresta ciliar é pouco representativa, cobrindo 5% da área florestada. Nessa formação foram encontradas 74 espécies (54 exclusivas) pertencentes a 28 famílias. As famílias mais representativas foram Fabaceae (sete), Piperaceae (quatro) e Annonaceae (três). Os brejos, devido a perturbações antrópicas, cobrem apenas 2% da área. Por fatores como a saturação hídrica constante essa fitofisionomia apresentou o maior número de espécies exclusivas, 18 das 19 encontradas, sendo Cyperaceae e Melastomataceae (cinco) as famílias mais ricas. A Vegetação arbustivo-lenhosa sobre canga cobre 13% da área. Nela foram encontradas 94 espécies (74 exclusivas), distribuídas em 29 famílias. Asteraceae (nove), Orchidaceae (sete) e Bromeliaceae (cinco) destacaram-se pela riqueza de espécies nessa fisionomia. A flora da Serra do Condado foi diferenciada entre seus hábitats (fitofisionomias), pois os valores obtidos para o índice de Sørensen foram inferiores a 10% em todas as comparações. Isso demonstra o quanto estudo florísticos são fundamentais para o conhecimento da vegetação de áreas extensas geograficamente e diversas biologicamente. A variedade de ambientes apresentados e a riqueza da flora associada às suas formações agregam valor de conservação e manutenção da flora dos complexos serranos do Espinhaço Sul de Minas Gerais.<hr/>Little is known about the flora of the Espinhaço Sul range. However, the environmental conservation of such complex has been threatened, mainly due to the potential mineral richness lying there. The aim of this study was to the floristic and physiognomy characterization of Serra do Condado, located in the Serro County, MG. Thus, fortnight field campaigns were carried out during the period of May/2006 to May/2007, in order to collect floristic material and to characterize the area. Furthermore, the value in area of each physiognomic in the constitution of the landscape was made through the software ArGis 9.0 and the floristic similarity among the observed physiognomic aspects, were tested by the Sørensen similarity index. Atlantic Semideciduos Montane Forests, Riparian Forests, Swamps and Woody Shrub Vegetation over "Canga" were found in the area. Semidecidual Forest corresponds to 80% of the local vegetation, presenting 426 species (391 exclusives) distributed in 83 families. The families that had the largest number of species were Fabaceae (40), Asteraceae (30) and Myrtaceae (30). Following came, Woody Shrub Vegetation over "Canga", covers 13% of the studied area, and in it were found 94 species (74 exclusives), distributed among 29 families. Asteraceae (9), Orchidaceae (7) e Bromeliaceae (5) were distinguished by their species abundance in this physiognomy. Riparian Forests are not so representative, constituting only 5% of the forested area. In this physiognomy, 74 species (54 exclusives) belonging to 28 families were found, of these, Fabaceae (7), Piperaceae (4) and Annonaceae (3) were the most representative ones. Due to anthropogenic disturbances, Swamps cover only 2% of the area. As it showed characteristics such as constant hydric saturation it had the highest proportion of exclusive found species, 18 out of 19, being Cyperaceae and Melastomataceae (5) the richest families. The flora found at Serra do Condado was differentiated in relation to their habitats (physiognomies), because the values obtained by the Sørensen index were less than 10% for all other comparisons. This shows how fundamental floristic studies are for knowing the vegetation of areas being both geographically extensive and biologically diverse. The great variety of environment presented and the flora richness associated to this formation aggregate conservation and maintenance value to the Espinhaço Sul range flora, Minas Gerais. <![CDATA[<b>New species of <i>Leuropeltis </i>Hebard, 1921 (Blattellidae, Pseudophyllodromiinae) from Amazonas State, Brazil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032010000100006&lng=en&nrm=iso&tlng=en Duas espécies novas de Leuropeltis são descritas e ilustradas com base nos espécimens machos. Caracteres morfológicos e genitália são detalhaddos. O gênero é registrado pela primeira vez no Brasil, no Estado do Amazonas.<hr/>Two new species of Leuropeltis are described and illustrated based on male specimens. External morphology and genitalia are detailed. The genus is registered for the first time from the Brazil, Amazonas State. <![CDATA[<b>Ecologic salience and agreement on the identification of tree species from Brazilian Atlantic Forest</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032010000100007&lng=en&nrm=iso&tlng=en This study aims to investigate the consensus among informants in the naming of tree species from a high diversity environment, the Brazilian Atlantic Forest (Sete Barras, SP), through a methodological procedure based on standardized stimuli. Seven selected local experts on tree species used for timber and handicrafts were asked to walk individually across the same area of 1.72 ha and identify and name all the known trees of more than 4 cm DBH (diameter at breast height) using common names. All trees were botanically identified, and their DBH and height were measured. The ecologic salience of tree species, expressed in terms of abundance, average height and DBH, was tested in relation to the informants' knowledge and species naming. The guided walks resulted on 708 identification events, with common names corresponding to 122 botanical species, or 68% of all tree species present. Both the reduced abundance and ecological salience of rare species can explain their recognition. The highest concordances in naming a tree were related only to the species abundance and not to their size (given by diameter and height). In some cases, there is no single common name for a botanical species, reflecting the intrinsic variation in local knowledge, which must be considered in ethnobotanical studies, in ecological assessments based on local knowledge, as well as in community-based conservation and management programs.<hr/>Este estudo visa investigar o consenso entre informantes no reconhecimento e denominação de espécies arbóreas de um ambiente com alta diversidade, a floresta atlântica brasileira (Sete Barras, SP), através de um procedimento metodológico baseado em estímulos padronizados. Foram selecionados sete especialistas locais conhecedores de espécies arbóreas usadas para madeira e artesanatos, que percorreram individualmente uma mesma área de 1,72 ha para identificar e nomear todas as árvores conhecidas com mais de 4 cm de DAP (diâmetro na altura do peito) através de nomes populares. Todas as árvores foram identificadas botanicamente e tiveram seus DAP e altura determinados. A saliência ecológica das espécies arbóreas, expressa em termos da abundância, da altura média e do DAP, foi testada com relação ao conhecimento de cada informante em nomear as espécies. As caminhadas guiadas resultaram em 708 eventos de identificação, com nomes populares que correspondem a 122 espécies botânicas, ou a 68% de todas as espécies arbóreas presentes. Tanto a reduzida abundância como a saliência ecológica de espécies raras podem explicar seu reconhecimento. As concordâncias mais elevadas em nomear uma árvore foram relacionadas somente à abundância da espécie e não ao seu tamanho (dado pelo diâmetro e pela altura). Em alguns casos, não há um único nome popular para uma espécie botânica, refletindo a variação intrínseca no conhecimento local, que deve ser considerada em estudos etnobotânicos, nas avaliações ecológicas baseadas no conhecimento local, assim como em programas de manejo e conservação participativos. <![CDATA[<b>Two new species of Lopesia Rübsaamen (Diptera, Cecidomyiidae) from Brazil, with an identification key of species</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032010000100008&lng=en&nrm=iso&tlng=en Lopesia erythroxyli Rodrigues & Maia e Lopesia maricaensis Rodrigues & Maia, duas novas espécies de Cecidomyiidae que induzem galhas cônicas em gemas de Erythroxylum ovalifolium Peyr (Erythroxylaceae) e enrolamentos da borda da folha de Protium brasiliense (Spr.) Engl. (Burseraceae), são descritas e ilustradas (larva, pupa, macho, e fêmea) baseado em material do Rio de Janeiro, Brasil. Uma chave de segregação para as espécies conhecidas de Lopesia é dada.<hr/>Lopesia erythroxyli Rodrigues & Maia and Lopesia maricaensis Rodrigues & Maia, two new species of Cecidomyiidae that induce conical galls on bud of Erythroxylum ovalifolium Peyr (Erythroxylaceae) and on marginal leaf roll of Protium brasiliense (Spr.) Engl. (Burseraceae), are described and ilustrated (larva, pupa, male, and female) based on material from Rio de Janeiro, Brazil. A key to the known species of Lopesia is given. <![CDATA[<b>Length-weight relationship and condition factor for <i>Oligosarcus hepsetus</i> (Cuvier, 1829) in Serra do Mar State Park - Santa Virgínia Unit, Atlantic Forest, São Paulo, Brazil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032010000100009&lng=en&nrm=iso&tlng=en Foram analisados a relação peso-comprimento e o fator de condição de Oligosarcus hepsetus no Rio Grande do Parque Estadual da Serra do Mar - Núcleo Santa Virgínia, São Paulo. A relação peso-comprimento foi estimada para imaturos, fêmeas e machos, através da expressão P = aCb. Os parâmetros a e b foram estimados após transformação logarítmica dos dados de peso e comprimento e subsequente ajuste de uma linha reta aos pontos pelo método dos mínimos quadrados. Para fêmeas e machos foram obtidas as equações da relação peso-comprimento por período do ano (outono, inverno, primavera e verão), utilizando o peso total e o peso sem as gônadas. O fator de condição dos imaturos foi mais alto do que para machos e fêmeas, possivelmente, devido ao gasto energético com o desenvolvimento dos ovócitos e em menor grau dos espermatozóides. Esta espécie apresentou maiores valores de fator de condição no outono devido ao acúmulo de gordura e nas demais estações estes valores diminuíram devido ao longo período reprodutivo. As condições ambientais da Mata Atlântica parecem ser primordiais para o desenvolvimento das estratégias reprodutivas apresentadas por Oligosarcus hepsetus.<hr/>In this work the length-weight relationship and the condition factor of Oligosarcus hepsetus were analyzed in the Grande river within the Santa Virgínia Unit of the Serra do Mar State Park, State of São Paulo. The length-weight relationship was esteemed for immature, females and male, through the expression W = aLb. The parameters a and b were dear after logarithmic transformation of the data of weight and length and subsequent adjustment of a straight line to the points for the method of the minimum square. For females and males were obtained the equations of the length-weight relationships by period of the year (autumn, winter, spring and summer), using the total weight and the weight without the gonads. The factor of condition of the immature was higher than for males and females, possibly, due to the energy expense with the development of the oocytes and in smaller degree of the spermatozoids. This species presented larger values of condition factor in the autumn due to the fat accumulation and in the other stations these values decreased due to the long reproductive period. The environment conditions of the Atlantic forest seem to be primordial for the development of the reproductive strategies presented by Oligosarcus hepsetus. <![CDATA[<b>Ichthyofauna of Rio Jurubatuba, Santos, São Paulo: a high diversity refuge in impacted lands</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032010000100010&lng=en&nrm=iso&tlng=en Ichthyofaunistic surveys in the Atlantic Rainforest have been published in relatively few works, in spite of the major biological importance of this once vast biome which is rapidly vanishing due to disordered human population growth and natural resources overexploitation. The present study aimed to access the fish fauna of a relatively well preserved basin between the cities of Santos and Cubatão (SP), an area highly modified by human activities where recent ichthyofaunistic surveys are still missing. Collections were made during three field trips in Rio Jurubatuba, a medium sized costal river, and Riacho Sabão, one of its main tributaries. A total of 2773 specimens were sampled, representing 25 species from 14 families. Six species were primary marine using the upper reaches of Rio Jurubatuba. Twelve of the 19 freshwater species are endemic of the Atlantic Rainforest and four are present in regional lists of endangered species. Only five species occurred in both Rio Jurubatuba and Riacho Sabão. The most diverse family was Characidae, followed by Poeciliidae, Rivulidae and Heptapteridae. Phalloceros caudimaculatus was the most abundant species, followed by Poecilia vivipara and Geophagus brasiliensis. The study area is considered well preserved and due to its critical location, urges for conservation policies to protect its fish diversity.<hr/>Levantamentos ictiofaunísticos na Mata Atlântica tem sido publicados em relativamente poucos trabalhos, apesar da grande importância biológica deste bioma que, mais vasto no passado, vem rapidamente desaparecendo por causa do crescimento desordenado das populações humanas e super exploração dos recursos naturais. O presente estudo objetivou acessar a fauna de peixes de uma bacia relativamente bem conservada entre as cidades de Santos e Cubatão (SP), uma área muito alterada pela atividade humana e carente de levantamentos ictiofaunísticos recentes. Coletas foram realizadas durante três campanhas no Rio Jurubatuba, um rio costeiro de médio porte, e no Riacho Sabão, um de seus afluentes. Foram amostrados 2773 indivíduos pertencentes a 25 espécies de 14 famílias. Seis espécies são primariamente marinhas e utilizam a porção mais alta do Rio Jurubatuba. Doze das 19 espécies de água doce são endêmicas da Mata Atlântica e quatro estão relacionadas em listas regionais de espécies ameaçadas. Apenas cinco espécies ocorreram no Rio Jurubatuba e Riacho Sabão concomitantemente. A família mais diversa foi Characidae, seguida de Poeciliidae, Rivulidae e Heptapteridae. Phalloceros caudimaculatus foi a espécie mais abundante, seguida de Poecilia vivipara e Geophagus brasiliensis. A área de estudo é considerada bem preservada e por causa de sua localização crítica, necessita de políticas conservacionistas para proteger sua diversidade de peixes. <![CDATA[<b>The germination of seeds of <i>Epiphyllum phyllanthus </i>(L.) Haw. (Cactaceae) is controlled by phytochrome and by nonphytochrome related process</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032010000100011&lng=en&nrm=iso&tlng=en The Epiphyllum phyllanthus seeds present high sensitivity to light and their germination can be promoted by dim green safe light through the very low fluence response mediated by phytochrome A. Part of seed population have phytochrome B in active form (Pfr) enough to promote germination in darkness. Seeds of Epiphyllum phyllanthus germinate in a wide temperature range from 10 to 40°C, reaching complete germination in the range of 15 to 30°C. Above 35°C the germination rate increases indicating control by a non phytochrome related process. The analysis of kinetics of seed germination indicated that the phytochrome A control is less dependent on temperature than phytochrome B controlled process.<hr/>As sementes de Epiphyllum phyllanthus apresentam alta sensibilidade à luz e a sua germinação pode ser promovida pela luz verde de segurança por meio da resposta de fluência muito baixa mediada pelo fitocromo A. Parte da população de sementes tem fitocromo B na forma ativa (Fve) suficiente para promover a germinação no escuro. Sementes de Epiphyllum phyllanthus germinam em uma ampla faixa de temperatura de 10 a 40°C, atingindo germinação completa na faixa de 15 a 30°C. Acima de 35°C a velocidade de germinação aumenta indicando o controle por um processo não relacionado com o fitocromo. A análise da cinética da germinação de sementes indicou que o controle pelo fitocromo A é menos dependente da temperatura do que o processo controlado pelo fitocromo B. <![CDATA[<b>Avian assemblage in a remnant of the Araucaria Forest in the Southeast Parana, Brazil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032010000100012&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este trabalho teve por objetivo analisar a comunidade de aves de um remanescente florestal de pequeno porte (10 ha) localizado no município de Tijucas do Sul, estado do Paraná, nos domínios da Floresta com Araucária. Durante o período de novembro de 1999 a abril de 2001 foram realizadas 15 amostragens de dois dias de duração no qual foram utilizados os métodos de amostragem por captura com redes de neblina e observações visuais e auditivas. Foram registradas 118 espécies de 35 famílias. De acordo com a freqüência de ocorrência cerca de 44% das espécies foram consideradas pouco freqüentes. As guildas tróficas mais representativas foram aquelas compostas por espécies onívoras, seguidas pelas insetívoras de folhagem. O método de captura com redes ornitológicas obteve 501 capturas de 47 espécies. As espécies capturadas apresentaram abundâncias relativas variando de 0,31 a 13,16% e o índice de equitabilidade foi de 0,83, demonstrando que a taxocenose apresenta uma baixa dominância. A estrutura da taxocenose registrada é a esperada para um fragmento de pequeno porte, com a maior abundância de guildas e espécies generalistas e com a presença de um grande número de espécies com baixa frequência de ocorrência. Apesar disso, a composição específica com uma grande presença de espécies silvícolas demonstra que o remanescente desempenha um importante papel na manutenção de espécies dependentes dos ambientes florestais.<hr/>In this study the community of birds in a small size remnant (10 ha) of Araucária forest, located in the city of Tijucas do Sul, Paraná was evaluated. During the period of November, 1999 to April 2001, 15 surveys had been carried, in which capture with mist nets and visual and aural contacts were used to estimate avian abundance and richness. We recorded 118 species of 35 families. According to the frequency of occurrence around 44% of species were considered with low frequency. When analyzed the trophics guilds, omnivorous and insectivorous of foliage were the most representative. By the capture method had been gotten 501 captures of 47 species. The capture species had relative abundances varying from 0.31 to 13.16% and the uniformity index was 0.83, demonstrating that the avian assemblage had a low dominance of some species. The structure of avian assemblage registered is expected for a small size remnant, with high relative abundance of generalists species and guilds, and the presence of a high number of species with low frequency of occurrence. Despite of, the specific composition presents a great number of species forest dependents showing that this forest remnant has a important role in the maintenance of species regionally. <![CDATA[<b>Reproductive biology of <i>Cercosaura schreibersii</i> (Squamata, Gymnophthalmidae) and <i>Cnemidophorus lacertoides</i> (Squamata, Teiidae) in Sul-Riograndense shield, Brazil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032010000100013&lng=en&nrm=iso&tlng=en Foram analisadas as gônadas de 124 exemplares de Cercosaura schreibersii e 192 exemplares de Cnemidophorus lacertoides do Escudo Sul-Riograndense, Rio Grande do Sul, Brasil. Ambas as espécies apresentaram reprodução tipicamente sazonal com fêmeas vitelogênicas no final do inverno e primavera, ovígeras na primavera e verão e o recrutamento ocorrendo nos meses com médias mais altas de temperatura na região. Não foi observada variação no volume médio ajustado dos testículos de machos de C. schreibersii ao longo do ano, contudo, o volume médio ajustado dos testículos de machos adultos de C. lacertoides alcançaram os maiores valores na primavera. Todas as desovas de C. schreibersii apresentaram número fixo de 2 ovos (n = 8) havendo correlação positiva entre o CRC das fêmeas e o tamanho dos ovos (R² = 0,55; p < 0,05). Em C. lacertoides o tamanho das desovas variou de 2 a 6 ovos (<img src="/img/revistas/bn/v10n1/x4_barra.gif" align="absmiddle" width="10" height="10"> = 3,75 ± 1,24; n = 15) e foi observada correlação positiva entre o CRC das fêmeas e o tamanho das desovas (R² = 0,50; p < 0,001). Em ambas as espécies, fêmeas maduras apresentam CRC significativamente maiores que machos (Teste t; p < 0,001). Por outro lado, machos maduros apresentam o comprimento (Ancova; p < 0,001) e largura da cabeça (Ancova; p < 0,001) maiores que as das fêmeas. Fêmeas juvenis podem alcançar tamanho compatível ao de exemplares maduros em aproximadamente 7 meses de vida para C. schreibersii e 8 meses para C. lacertoides durante a primeira estação reprodutiva após o nascimento. Não foi possível estimar a idade de maturação sexual dos machos, contudo, pode-se inferir que amadureçam antes e com menor tamanho que as fêmeas em ambas as espécies.<hr/>Gonads of 124 specimens of Cercosaura schreibersii (Wiegmann, 1834) and 192 specimens of Cnemidophorus lacertoides Duméril & Bibron, 1839 from the Sul-Riograndense Shield, Rio Grande do Sul, Brazil were analyzed. Both species presented seasonal reproduction, with vitellogenic females found at the end of winter and spring, gravid females in spring and summer and recruitment recorded during the months with the higher mean temperatures in the region. Variation of testis volume was not observed in males of C. schreibersii throughout the year, while adult males of C. lacertoides had variation, with larger testis found in spring. All clutches of C. schreibersii comprised two eggs and data suggest positive correlation between female SVL and egg size (R² = 0.55; p < 0.05). Clutch size of C. lacertoides varied from 2 to 6 eggs (3.75 ± 1.24, n = 15) and positive correlation between female SVL and clutch size was also observed (R² = 0.50; p < 0.001). Females of C. schreibersii had significantly larger SVL than mature males (t-test; p < 0.0001). Head length and width of mature females and males of C. schreibersii were not significantly different. Sexually mature females of C. lacertoides had significantly larger SVL than mature males (t test; p < 0.001), however, males had larger head than females, with significant differences in head length (Ancova; p < 0.001) and width (Ancova; p < 0.001). Juvenile females can attain the size of mature specimens after seven months for C. schreibersii and eight months for C. lacertoides. It was not possible to estimate the sexual maturation age of males, but it is possible to estimate that males are mature earlier and with smaller size than females in both species. <![CDATA[<b>Planting coconuts in Indian villages</b>: <b>ethnoecological aspects and evaluation of a "sustainable development" project</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032010000100014&lng=en&nrm=iso&tlng=en Although scientists and policy makers embrace the general concept "sustainable development", there are few who agree on how to carry out sustainable development in specific situations. As such, sustainable development projects among ethnoscientists are widely critiqued as to how well they are inter-culturally formulated. Here we report on a controversial case of planting coconuts in Kayapó Indian villages of southern Pará, Brazil and offer our own self-critique. We began under the premise that reforestation and Kayapó general health/nutrition go hand in hand. Therefore, the flourishing of coconut culture will contribute to forest conservation in the long run, in itself, and simultaneously, maintain good nutrition for the Kayapó people who protect the forest from the threat of non-sustainable practices. We take an ethnoecological approach in discovering how Kayapó behavior affects the growth and flourishing of coconut culture when fostered with external supply. We present the results of two field trips to the Kayapó indigenous territory, where we found socio-ecological factors relevant to the success of our project supporting the culture of coconuts in indigenous villages. First, in November 2007, we visited Kikretum, Moikarakô and Aukre villages (among 10 villages which received coconut seedlings from our support program) to deliver a second shipment of coconut seedlings (the first shipment to these villages took place in April 2006) and quantitatively described one aspect of coconut seed-disperser's (the Kayapó's) behavior. We looked specifically at how the pre-existing coconuts palms were distributed among the Indian families, how they distributed last year's shipment, and how that shipment survived due to ethnoecological factors. Second, in July 2008 we visited Kokraimoro and Pykararankre villages and estimated the position of the previously existing and newly planted coconut palms in relation to other cultivated trees by making use of censuses departing from the village center to their outside limits. In the three Indian villages we visited in 2007, virtually all pre-existing coconut trees belonged to a select few families, and the coconut fruit distribution was, in most cases, highly concentrated among these family members. However, assuming that all the coconut saplings that survived the first year will reach maturity (from the first shipment in April 2006), they represent a remarkable increase in the projected number of adult coconut palms in the three visited villages (48, 195 and 101% in Kikretum, Moikarakô and Aukre, respectively), and a substantial reduction in the inequality in access to coconuts. In the 2008 field trip, we found that the Indians usually plant coconuts very close to their houses where competition with other cultivated trees may hinder the palms development.<hr/>Apesar de cientistas e tomadores de decisão abraçarem o conceito geral de "desenvolvimento sustentável", há pouco acordo sobre como se atingir esta meta em situações específicas. Assim, projetos de desenvolvimento sustentável são amplamente criticados por etno-cientistas quanto à forma como são inter-culturalmente formulados. Aqui reportamos um caso controverso de plantio de coco-da-Bahia em aldeias Kayapó do sul do Pará, e fazemos a nossa autocrítica. Nós partimos da premissa de que o reflorestamento e o estado geral de saúde/nutrição caminham lado a lado. Portanto, o desenvolvimento da cultura de cocos por si só deve contribuir para a conservação da floresta no longo prazo e, simultaneamente, contribuir para o bom estado nutricional do povo Kayapó que protege a floresta da ameaça de práticas não-sustentáveis. Nós buscamos descobrir como que o comportamento dos Kayapó afeta o desenvolvimento da cultura de cocos quando amparada com suporte externo. Nós apresentamos resultados de duas viagens de campo para a terra Kayapó, onde detectamos fatores sócio-ecológicos relevantes para o sucesso de nosso projeto de apoio à cultura de coqueiros nas aldeias indígenas. Primeiro, em novembro de 2007, nós visitamos as aldeias Kikretum, Moikarakô e Aukre (dentre 10 aldeias que receberam mudas de coqueiros de nosso programa de apoio) para entregar um segundo carregamento de mudas de coqueiro (o primeiro carregamento aconteceu em abril de 2006). E descrevemos quantitativamente um aspecto do comportamento dos dispersores de sementes de coco (os Kayapó). Especificamente, como as palmeiras pré-existentes nas aldeias são distribuídas dentre as famílias dos índios e como este carregamento sobreviveu a fatores etno-ecológicos. Segundo, em julho de 2008 nós visitamos as aldeias Kokraimoro e Pykararankre e estimamos a posição dos coqueiros pré-existentes e dos novos em relação a outras árvores cultivadas, fazendo uso de censos partindo do centro das aldeias para seus limites exteriores. Nas três aldeias indígenas visitadas em 2007, virtualmente todos os coqueiros pré-existentes pertenciam a poucas famílias e a distribuição de frutos era, na maior parte dos casos, altamente concentrada dentre os membros destas famílias. Entretanto, assumindo que todos os coqueiros jovens que sobreviveram ao primeiro ano chegarão à maturidade (do primeiro carregamento em abril de 2006), eles representam um aumento considerável no numero projetado de coqueiros adultos nas três aldeias visitadas (48, 195 e 101% em Kikretum, Moikarakô e Aukre, respectivamente). E uma redução substancial na desigualdade de acesso aos cocos. Na expedição de 2008, encontramos que os índios geralmente plantam coqueiros bem próximos das suas casas onde a competição com outras árvores cultivadas podem limitar o desenvolvimento das palmeiras. <![CDATA[<b>Morphology of fruits, seeds and seedlings Guettarda platypoda DC. (Rubiaceae)</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032010000100015&lng=en&nrm=iso&tlng=en Morfologia de frutos, sementes e plântulas de Guettarda platypoda DC. (Rubiaceae). Guettarda platypoda DC., conhecida popularmente por angélica, é uma planta arbustiva, possui importância medicinal e distribuição neotropical. Por serem praticamente escassos trabalhos sobre essa espécie, o presente estudo tem como objetivo caracterizar morfologicamente as sementes, frutos e plântulas, acrescentando dados para subsidiar estudos sobre sua utilização e conservação. Os frutos maduros foram coletados manualmente de 10 árvores matrizes na restinga de Maracaípe, armazenados em sacos de papel-madeira e resfriados até o processamento em laboratório. Foram feitas análises morfológicas dos frutos, sementes e plântulas. Para avaliar o processo germinativo as sementes foram submetidas a tratamentos de quebra de dormência. Os frutos de G. platypoda são drupóides, com apenas um pirênio bilocular, embrião hipocotilar e cotilédones vestigiais. A taxa de germinação apresentou-se baixa, com germinação do tipo epígea e com cotilédones foliáceos. O tipo e as características do fruto, a morfologia da semente e da plântula de G. platypoda contribuem tanto para identificação quanto para ampliar o conhecimento sobre a biologia da espécie.<hr/>Morphology of fruits, seeds and seedlings Guettarda platypoda DC. (Rubiaceae). Guettarda platypoda DC., popularly known as angélica, is a shrub of medicinal importance and it has Neotropical distribution. The aim of this work is to characterize morphologically its seeds, fruits and seedlings, adding data to support studies about its utilization and conservation of this specie. Ripe fruits were manually collected from ten matrix trees in the restinga of Maracaípe, stored in identified paper bags, and cooled until processing them in the laboratory. Fresh material was used for morphological analysis of fruits, seeds and seedlings. Fruits of G. platypoda are drups, with only one bilocular pireny, hypocotyl embryo and vestigial cotyledons. Seeds were treated to break dormancy, but even so seedling emergency was slow. Germination is epigeous and the cotyledons are foliaceous. The characteristics of fruits, seeds and seedlings of G. platypoda here described are useful for identification, as well as, to increase knowledge on the its biology. <![CDATA[<b>Gall midges (Diptera, Cecidomyiidae) associated with <i>Aldina heterophylla</i> Spr. ex Benth. </b><b>(Fabaceae) from Brazil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032010000100016&lng=en&nrm=iso&tlng=en Gall midges (Diptera, Cecidomyiidae) associated with Aldina heterophylla Spr. ex Benth. (Fabaceae) are recorded. We found three galls morphotypes induced by Cecidomyiidae (Diptera) on leaflets of A. heterophylla. A new species of Cecidomyiidae - Lopesia aldinae is described and ilustrated based on material collected at Reserva Biológica da Campina, Manaus, Amazonas, Brazil. One inquiline species - Contarinia sp., one predator species - Lestodiplosis sp. and eleven parasitoids species being four Eulophidae species, five Eurytomidae species and two Pteromalidae species were recorded in Lopesia aldinae galls.<hr/>Mosquitos galhadores (Diptera, Cecidomyiidae) associados com Aldina heterophylla Spr. ex Benth. (Fabaceae) são registrados. Foram encontrados 3 morfotipos de galhas induzidos por Cecidomyiidae (Diptera) em folíolos de A. heterophylla. Uma nova espécie de Cecidomyiidae - Lopesia aldinae é descrita e ilustrada baseada em material coletado na Reserva Biológica da Campina, Manaus, Amazonas, Brasil. Uma espécie inquilina - Contarinia sp., uma predadora - Lestodiplosis sp. e onze espécies de parasitóides, sendo quatro de Eulophidae, cinco de Eurytomidae e duas de Pteromalidae foram registradas em galhas de Lopesia aldinae. <![CDATA[<b>Food habits of snakes from Espigão do Oeste, Rondônia, Brazil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032010000100017&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente estudo teve como objetivo estudar os hábitos alimentares das serpentes em Espigão do Oeste, Rondônia (Sudoeste da Amazônia), Brasil. As serpentes foram registradas através de procura limitada por tempo, armadilhas de interceptação e queda, coleta por terceiros e encontros ocasionais. As serpentes coletadas tiveram o conteúdo estomacal e intestinal examinados. Em 89 espécimes pertencentes a 31 espécies de serpentes foram registradas informações sobre alimentação. Dos 114 itens registrados (conteúdos estomacais e observações na natureza), a maioria foi de anuros (38%), seguidos de mamíferos (16%), lagartos (15%), moluscos (13%), aves (5%) e serpentes (5%). A maioria das espécies de serpentes de Espigão do Oeste preda lagartos, assim como na Amazônia Central (Manaus). Uma menor proporção de serpentes na Amazônia utiliza anuros em relação às regiões do Pantanal, sul e sudeste do Brasil. Essas diferenças podem ser devidas à maior proporção de Xenodontinae nas comunidades extra-amazônicas, uma vez que muitas das serpentes desse clado predam anuros. A maioria dos anfíbios anuros e lagartos encontrados nos conteúdos estomacais das serpentes apresentam hábitos terrícolas, o que deve estar associado com a maioria das espécies de serpentes (52%) forragearem sobre o chão.<hr/>The present study reports on food habits of snakes in Espigão do Oeste, Rondônia State (Southwestern Amazonia), Brazil. Snakes were recorded by time constrained search, pitfall traps with drift fences, captures by local inhabitants, and opportunistic sightings. The snakes collected had their stomachs and intestinal contents examined. Information on food habits was obtained for 89 specimens belonging to 31 species. The majority of the 114 items found (stomach contents and field observations) were adult frogs (38%), followed by mammals (16%), lizards (15%), mollusks (13%), birds (5%), and snakes (5%). The majority of snake species from Espigão do Oeste feed on lizards, as in Central Amazonia (Manaus). A smaller proportion of snakes in the Amazonia feed upon frogs in relation to the Pantanal, South and Southeastern Brazil. These differences may be due to greater proportion of Xenodontinae in extra-Amazonian communities, as many snakes in that clade prey upon frogs. Most of the frogs and lizards species recorded in stomach contents snakes are terrestrial, which should be associated with most species of analysed snakes (52%) foraging on the ground. <![CDATA[<b>Knowledge and faunal game uses by indigenous hunters "Tupinambá from Olivença" (Bahia)</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032010000100018&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este estudo registra como os caçadores indígenas "Tupinambá de Olivença" (Bahia) conhecem e utilizam a fauna cinegética. Como métodos de obtenção de dados foram utilizados entrevistas abertas e semi-estruturadas no período de agosto 2006 a julho de 2008. Foram entrevistados 48 caçadores indígenas, com idades que variaram de 18 a 65 anos. Quando foram solicitados a mencionar os animais ocorrentes na região, os caçadores indígenas exemplificaram 42 espécies diferentes. O tatu-verdadeiro (Dasypus novemcinctus) é o animal mais capturado pelos caçadores. Foram observados dois principais usos da fauna silvestre: como recurso alimentar e como recurso medicinal. As armadilhas são os métodos mais utilizados para a captura dos animais. De acordo com os investigados, a atividade de caça é praticada com menor intensidade no verão. A maioria dos indígenas caça com maior freqüência em capoeiras próximas de suas residências, assim como preferem caçar animais machos e adultos. Os dados obtidos neste estudo poderão ser utilizados como fonte de conhecimento para subsidiar estratégias de conservação nas áreas protegidas federais existentes na região.<hr/>This study shows how indigenous hunters "Tupinambá de Olivença" (Bahia) know and use wildlife hunting. As methods for obtaining data were used open interviews and semi-structured from August 2006 to July 2008. We interviewed 48 native hunters, with ages ranging from 18 to 65 years. When they were asked to mention the animals occurring in the region, the indigenous hunters illustrated 42 different species. The real armadillo (Dasypus novemcinctus) is the largest animal captured by hunters. There were two main uses of wildlife: a resource such as food and medicinal use. Among the methods used for hunting the most used are traps. According to the investigation, the activity of hunting is practiced less frequently in summer. Most indigenous hunting more often in barns nearby, as prey on males and adults. The data obtained in this study may be used as a source of knowledge to support conservation strategies in federal protected areas in the region. <![CDATA[<b><i>Sophora tomentosa</i></b><b> and <i>Crotalaria vitellina</i> (Fabaceae)</b>: <b>reproductive biology and interactions with bees in the restinga of Ubatuba, São Paulo</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032010000100019&lng=en&nrm=iso&tlng=en O conhecimento das interações entre plantas e seus polinizadores tem-se destacado como ferramenta na biologia da conservação de ambientes degradados, como a Mata Atlântica e no estudo da evolução de características morfológicas que medeiam estas interações. Neste estudo são apresentadas informações sobre a biologia reprodutiva e as interações com os visitantes florais de Sophora tomentosa e Crotalaria vitellina (Fabaceae), espécies comuns em áreas de restinga na Mata Atlântica no Núcleo Picinguaba, Parque Estadual da Serra do Mar, Ubatuba - São Paulo. Estas espécies são sincronopátricas, possuem flores amarelas dispostas em racemos e oferecem néctar como principal recurso. Ambas as espécies são autocompatíveis, mas dependem de polinizadores para formação de frutos e sementes. Xylocopa brasilianorum e Megachile sp.1 foram os polinizadores de S. tomentosa, ao passo que C. vitellina, além destas espécies, também foi polinizada por Bombus morio, Centris labrosa e mais duas espécies de Megachile. Estas espécies de abelhas possuem comprimento da língua compatível com as dimensões das câmaras nectaríferas, acessando o néctar por visitas legítimas. As inflorescências de S. tomentosa foram mais visitadas (0,62 visitas/inflorescência/dia) do que as de C. vitellina (0,37 visitas/inflorescência/dia). Entretanto, em condições naturais, a frutificação em S. tomentosa (33%) é semelhante à de C. vitellina (42%), provavelmente devido às diferenças na eficiência de cada polinizador. Espécies de Trigona e de Augochlora não têm acesso ao néctar em visitas legítimas, pois não possuem comprimento da língua compatível com as dimensões das câmaras nectaríferas. Portanto, as dimensões das câmaras nectaríferas de S. tomentosa e C. vitellina funcionam como barreira seletiva às espécies de abelhas com língua curta, assegurando maior oferta de néctar aos polinizadores. Ainda, os polinizadores destas leguminosas são comuns na restinga e atuam como vetores de pólen de diversas espécies neste ecossistema. Portanto a manutenção destas leguminosas é importante para a diversidade da fauna de abelhas e essencial para a comunidade de plantas.<hr/>The study of plant-pollinator interactions is a major tool for conservation biology of fragmented habitats like the Atlantic Rain Forest and for the study of evolutionary traits that rule these interactions. Information on reproductive biology and floral visitor interactions of Sophora tomentosa and Crotalaria vitellina (Fabaceae) is presented in this study. Both species are common in the restinga formation of the Atlantic Rain Forest in the Núcleo Picinguaba, Parque Estadual da Serra do Mar, Ubatuba - São Paulo. These species occur in the same areas, the flowering period is the same for both and they have yellow flowers that offer nectar as the major reward. Both are self-compatible, although fruit and seed set depend on the pollinators. Xylocopa brasilianorum and Megachile sp.1 were pollinators of S. tomentosa, whereas C. vitellina was pollinated by both the aforementioned bees and Bombus morio, Centris labrosa and two separate species of Megachile. All these bees have long tongues and are able to reach nectar at the bottom of the nectar chamber by legitimate visits. The inflorescences of S. tomentosa received more visits (0,62 visits/inflorescence/day) than the inflorescences of C. vitellina (0,37 visits/inflorescence/day). However, the fruit set of S. tomentosa (33%) is similar to that of C. vitellina (42%) in natural conditions, probably due to different pollinator efficiency. Having shorter tongues, Trigona and Augochlora bees have no access to the nectar chamber by means of legitimate visits. Hence, the dimensions of the nectar chamber of S. tomentosa and C. vitellina act as a selective barrier to short-tongued bees, thus guaranteeing more nectar to the long-tongued visitors. These legume pollinators are very common in the restinga forest, and they act as pollen vectors of other species in this ecosystem as well. The preservation of these legume plants is important to the diversity of bees and essential to the plant community. <![CDATA[<b>Phytossociology of a dense Cerrado on the footprint of a carbon flux tower, Pé-de-Gigante, Vassununga State Park, SP</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032010000100020&lng=en&nrm=iso&tlng=en O domínio do Cerrado compreende uma área contínua nos estados centrais do Brasil e áreas disjuntas em outros estados, incluindo São Paulo. Essa vegetação ocupava originalmente 21% do território brasileiro, restando atualmente apenas 21,6% de sua extensão original. A área recoberta por essa vegetação em São Paulo cobria 14% de sua área total e seus remanescentes recobrem menos de 1% da ocorrência original dessa vegetação. Estudos recentes indicam que o valor da produtividade líquida no Cerrado Pé-de-Gigante (SP) constitui um pequeno dreno de carbono e indicou que a sazonalidade foi o fator determinante do valor observado. Os estudos dos fluxos de carbono em ecossistemas terrestres são raramente acompanhados de abordagens ecofisiológicas de modo a explorar a relação funcional das espécies que compõem o ecossistema e os valores líquidos obtidos para o mesmo. Assim, o objetivo deste trabalho foi caracterizar estruturalmente a vegetação presente na área de maior influência da torre de fluxo instalada no Cerrado Pé-de-Gigante, visando possibilitar estudos relacionados à quantificação em longo prazo da dinâmica dos fluxos de água, energia e CO2 na vegetação de Cerrado. Para isso foram levantadas 20 parcelas (10 x 10 m) em 0,2 ha de Cerrado, e amostraram-se todas as plantas com perímetro ao nível do solo >6 cm (exceto lianas e árvores mortas). A distribuição das classes de diâmetro e estrutura vertical, assim como os parâmetros fitossociológicos foram analisados. Encontramos 1451 indivíduos, distribuídos em 85 espécies, 52 gêneros e 31 famílias. A densidade absoluta e área basal foram de 7255 ind. ha-1 e de 7,9 m².ha-1, respectivamente. A família Leguminosae apresentou o maior número de espécies (13). O Índice de diversidade de Shannon (H') foi 3,27 nats.ind-1. A distribuição em classes de diâmetro mostrou uma curva de "J" invertido, estando a maioria dos indivíduos na primeira classe. Concluímos que a área deve ser classificada como Cerrado denso, devido principalmente à dominância pela espécie arbórea Anadenanthera falcata, cuja ocorrência no estado foi relatada apenas em locais com solos ricos em saturação de bases na região das Cuestas Basálticas, devido também à maior área basal dos indivíduos, comparando com outros fragmentos de Cerrado. Além da espécie citada, Myrcia lingua e Xylopia aromatica, apresentaram os maiores IVI (Valor de importância).<hr/>The Cerrado vegetation covers the Brazilian central areas (core area) which include extensive and continuous areas in the central States and some marginal areas in other States, including São Paulo, accounting originally for 21% of Brazilian territory. Nowadays, the remnants are 21,6% of its original coverage. About of 14% of the São Paulo State territory was originally covered with Cerrado vegetation, and today remnants account for less than 1% of the original distribution. Recent studies indicate that the net productivity in the Pé-de-Gigante Cerrado constitutes a small carbon sink, with seasonality playing a major role. The carbon flux studies in terrestrial ecosystems have rarely been accompanied by ecophysiological studies in order to explore the functional relationships among species, ecosystem and the values achieved. Therefore, our objectives were to characterize the vegetation structure in the meteorological and flux tower footprint. The flux tower allows studies related to long term measurements and dynamics of water, solar energy and CO2 fluxes in Cerrado vegetation. Plots (10 x 10 m) were established in 0.2 ha area of Cerrado and all vascular plants with stem perimeter at ground level >6 cm (except vines and dead individuals) were sampled. The distribution of diameter classes and vertical structure, as well as the phytosociological parameters were analyzed. We recorded 1,451 individuals, distributed in 85 species belonging to 31 different families. The absolute density and the basal area were 7,255 ind.ha-1 and 7.9 m².ha-1, respectively. Leguminosae showed the highest number of species (13). The Shannon's Index was 3.27. The distribution of diameter classes showed a curve in inverted "J", most of the individuals being in the initial classes. We concluded that the area must be classified as dense Cerrado, mainly due to Anadenanthera falcata dominance, which occurrence in São Paulo State was reported only in rich soil sites in Cuestas Basaltic regions and also due to major basal area of these individuals, comparing with other Cerrado vegetation sites. A. falcata, Myrcia lingua and Xylopia aromatica showed the highest IVI (Importance value index). <![CDATA[<b>Inventory of ascidians (Tunicata, Ascidiacea) from the National Park La Restinga, Isla Margarita, Venezuela</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032010000100021&lng=en&nrm=iso&tlng=en Although ascidians form a conspicuous part of sessile assemblages in the Caribbean, no specialized inventories have been developed in Venezuela, except for a list of 15 species reported from Margarita Island (1984). Here we present the results of a taxonomic workshop held in the Universidad de Oriente, Boca del Rio, Margarita Island during April 20-25 of 2009, sponsored by the NaGISA-Caribbean Sea program. La Restinga National park was surveyed and we found 29 species belonging to 19 genera and 10 families. The most abundant colonial species were Clavelina oblonga, Aplidium accarense, Polyclinum constellatum, Distaplia bermudensis, Symplegma rubra, S. brakenhielmi, Botrylloides nigrum and Ecteinascidia turbinata. Among the solitary ascidians Phallusia nigra, Ascidia curvata, Microcosmus exasperatus, Styela canopus, Styela sp.1 and Styela sp. 2 were the most abundant. The ascidian diversity in this lagoon is one of the highest for similar habitats in the Caribbean and seven species are new registers for Venezuela (Ascidia curvata, Ecteinascidia styeloides, Aplidium accarense, Distaplia stylifera, Trididemnum orbiculatum, Symplegma rubra, and S. brakenhielmi). One point of concern for the conservation of la Restinga National Park is the presence of possible introduced species, and some management procedures are suggested.<hr/>Apesar das ascídias formarem uma parte conspícua das comunidades incrustantes no Caribe, nenhum inventário especializado foi realizado na Venezuela, com exceção de uma lista de 15 espécies registradas na Ilha Margarita (1984). Aqui apresentamos os resultados de um workshop de taxonomia realizado na Universidad de Oriente, Boca del Rio, Margarita Island em 20-25 de abril de 2009, como parte do programa NaGISA-Caribbean Sea program. O Parque Nacional La Restinga foi estudado e encontradas 29 espécies pertencendo a 19 gêneros e 10 famílias. As espécies coloniais mais abundantes foram Clavelina oblonga, Aplidium accarense, Polyclinum constellatum, Distaplia bermudensis, Symplegma rubra, S. brakenhielmi, Botrylloides nigrum e Ecteinascidia turbinata. Entre as espécies solitárias, Phallusia nigra, Ascidia curvata, Microcosmus exasperatus, Styela canopus, Styela sp.1 e Styela sp. 2 foram as mais abundantes. A diversidade de ascídias nesta laguna é uma das maiores neste tipo de habitat no Caribe e sete espécies representam novos registros para a Venezuela (Ascidia curvata, Ecteinascidia styeloides, Aplidium accarense, Distaplia stylifera, Trididemnum orbiculatum, Symplegma rubra, e S. brakenhielmi). Uma questão de preocupação para a conservação do Parque Nacional La Restinga é a presença de possíveis espécies exóticas, portanto algumas medidas de manejo são sugeridas. <![CDATA[<b>Araçá</b>: <b>biodiversity, impacts and threats</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032010000100022&lng=en&nrm=iso&tlng=en Inserida em uma das mais belas e turísticas regiões litorâneas do país - o Litoral Norte do Estado de São Paulo -, a Baía do Araçá (São Sebastião, SP), além de conter remanescentes de manguezal e de abrigar alta diversidade biológica, é também um verdadeiro laboratório a céu aberto e um importante reduto de catadores de moluscos e pescadores artesanais. Com o objetivo de compilar preliminarmente a biodiversidade da baía, este estudo reúne a extensa bibliografia dedicada à região e apresenta a lista das espécies da fauna e da flora formalmente reportadas para o local. O texto sumaria ainda o histórico das alterações antrópicas sofridas nas últimas décadas e destaca certos representantes da fauna (espécies novas, ameaçadas de extinção, bioindicadoras e como recursos naturais), como exemplos da peculiaridade e riqueza biológica dessa pequena baía. Pretende-se, assim, fornecer subsídios para tomadas de decisão e planos de manejo, e despertar a atenção para a preservação desse frágil patrimônio ambiental, uma área que pode ser revitalizada e integrada ao ambiente urbanizado.<hr/>Araçá Bay (São Sebastião, State of São Paulo), within one of Brazil's most beautiful coastlines, has small relict mangrove stands and a very diverse marine ecosystem. As such, the bay is a natural laboratory as well as important for local small scale fishing. In this study we summarize the large literature base to comprehensibly list the flora and fauna as a preliminary biodiversity inventory of Araçá Bay. We place this in the historical context of human impact on the environment of the bay and we emphasize new, introduced and threatened species as bioindicators and natural resources. With this information, we provide a basis to inform conservation decisions as well as data for conservation management plans and call attention to the urgent need to protect this fragile environment and biota. We also emphasize that this small and uniquely biologically rich bay should be preserved, revitalized and integrated into the growing urban environment. <![CDATA[<b>Insect galls of the Parque Estadual Paulo César Vinha (Guarapari, ES, Brazil)</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032010000100023&lng=en&nrm=iso&tlng=en Galhas de insetos do Parque Estadual Paulo César Vinha (Guarapari, ES, Brasil). Trinta e oito morfotipos de galhas de insetos foram encontradas em 21 espécies de planta (19 gêneros e 17 famílias) no Parque Estadual Paulo César Vinha (Guaparari, ES). A maioria das galhas ocorreu em folhas (84%). Galhas caulinares (13%) e das gemas (3%) também foram encontradas. Galhas uniloculares foram mais freqüentes (52%), assim como as glabras (89%). A maioria delas (84%) foi induzida por Cecidomyiidae (Diptera). Galhas de Hemiptera também foram encontradas (16%). Vespas parasitóides (Hymenoptera) foram obtidas de 22 morfotipos de galha, estando representadas por Eurytomidae, Eulophidae, Platygasteridae, Pteromalidae e Torymidae. Inquilinos foram encontrados em três morfotipos, estando representados por Coleoptera, Lepidoptera e Thysanoptera. Formigas predadoras (Formicidae, Hymenoptera) foram obtidas de um único morfotipo. Acarii e Psocoptera foram encontrados como sucessores em três morfotipos. Nyctaginaceae, Myrtaceae, Sapotaceae, Lauraceae e Smilaceae foram as famílias de planta com maior riqueza de galhas. Cinco novos registros de plantas hospedeiras são apresentados: Emmotum nitens (Icacinaceae), Andira nitida (Fabaceae), Chaetocarpus myrsinites (Euphorbiaceae), Salzmania nitida DC. (Rubiaceae) e Epidendrum denticulatum (Orchidaceae). Três novos registros de galhas de insetos em três espécies de planta - Clusia hilariana (Clusiaceae), Guapira pernambuscensis (Nyctaginaceae) e Ouratea cuspidata (Ochnaceae) são assinalados. Todos os registros apresentados são novos para o estado do Espírito Santo.<hr/>Insect galls of the Parque Estadual Paulo César Vinha (Guarapari, ES, Brazil). Thirty-eigth morphotypes of insect galls were found on 21 plant species (19 genera and 17 families) in the Parque Estadual Paulo César Vinha (Guaparari, ES). The majority of the galls occurred on the leaves (84%). Stem (13%) and bud galls (3%) were also found. One-chambered galls were the most frequent (52%), as well as glabrous ones (89%). Most part of them (84%) was induced by Cecidomyiidae (Diptera). Hemipteran galls were also found (16%). Parasitoid wasps (Hymenoptera) were obtained from 12 gall morphotypes, being represented by Eurytomidae, Eulophidae, Platygasteridae, Pteromalidae, and Torymidae. Inquilines were found in three morphotypes, being represented by Coleoptera, Lepidoptera, and Thysanoptera. Predaceous ants (Formicidae, Hymenoptera) were obtained from a single morphotype. Acarii and Psocoptera were found as sucessores in three morphotypes. Nyctaginaceae, Myrtaceae, Sapotaceae, Lauraceae, and Smilaceae were the richest plant families in number of galls. Five new records of host plants are present: Emmotum nitens (Icacinaceae), Andira nitida (Fabaceae), Chaetocarpus myrsinites (Euphorbiaceae), Salzmania nitida DC. (Rubiaceae), and Epidendrum denticulatum (Orchidaceae). Three new records of insect galls on three plant species - Clusia hilariana (Clusiaceae), Guapira pernambuscensis (Nyctaginaceae), and Ouratea cuspidata (Ochnaceae) are present. All records are new for the Espírito Santo State. <![CDATA[<b>Anuran fauna of the Semi-deciduous Forest of the Estação Ecológica dos Caetetus, Southeastern Brazil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032010000100024&lng=en&nrm=iso&tlng=en A Floresta Estacional Semidecidual é considerada uma das formações florestais mais ameaçadas e suprimidas pela expansão agrícola do início do século passado, com sua cobertura vegetal reduzida a menos de 8% da original. Estudos sobre taxocenoses de anfíbios anuros nessa formação florestal ainda são escassos, mesmo quando consideramos as poucas áreas de floresta primária que restaram. Apresentamos neste estudo os resultados de um levantamento de espécies de anfíbios anuros da Estação Ecológica dos Caetetus, uma unidade de conservação que abriga importante remanescente de Floresta Estacional Semidecidual na região Centro-oeste do estado de São Paulo, região considerada prioritária para conservação no estado. Foram registradas 34 espécies distribuídas em nove famílias, dentre as quais Hylidae e Leptodactylidae foram as que apresentaram as maiores riquezas, com 14 e oito espécies, respectivamente. A elevada riqueza de espécies da área, principalmente da família Hylidae, provavelmente está associada tanto à grande heterogeneidade ambiental dessa formação florestal como à sua localização em área de transição entre áreas de Cerrado e de Floresta Ombrófila. A alta riqueza de espécies, quando comparada à de outras áreas de mesma formação florestal, bem como a presença de representantes das famílias Centrolenidae, Craugastoridae e Hylodidae, que são dependentes de habitats florestais, atestam o bom estado de conservação e a importância regional desse remanescente florestal.<hr/>Semi-deciduous Forest is one of the most threatened and deforested vegetation types of Brazil due to its land conversion to agriculture in the beginning of the 20th Century; its distribution is now reduced to less than 8% of its original extent. Studies about anuran taxocenosis associated to these forests are scarce, even when we consider the remaining areas of pristine forest. We present herein results from an amphibian survey at the Estação Ecológica dos Caetetus, a conservation unit with a singular preserved Semi-deciduous Forest from the Middle-West region of the State of São Paulo, located inside the priority areas for conservation on São Paulo State. We provided here data on species richness, composition, geographical distribution, and natural history notes for each taxa found in the area. We recorded 34 anuran species belonging to nine families, of which Hylidae and Leptodactylidae are the two most speciose families, with 14 and eight species respectively. The high species richness in the area, mainly in the family Hylidae, can be explained by both the high environmental heterogeneity of this remnant and its geographic location between Cerrado savannas and Atlantic rain forest areas. Its high species richness when compared with other localities of the same vegetation type, as well as the presence of forest dependent species in the families Centrolenidae, Hylodidae and Craugastoridae, indicate both the good conservation status and the regional importance of this forest remnant. <![CDATA[<b>First survey of mayflies (Ephemeroptera, Insecta) from Espírito Santo State, Southeastern Brazil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032010000100025&lng=en&nrm=iso&tlng=en A partir de coletas realizadas entre 2008 e 2009 no Parque Nacional do Caparaó, Reserva Biológica de Sooretama, entre outras áreas do Espírito Santo, apresentamos o primeiro levantamento da fauna de Ephemeroptera do estado. A despeito do seu pequeno tamanho, pois a área do estado representa apenas 0,53% do território nacional, uma surpreendente diversidade de Ephemeroptera foi encontrada. Ao todo foram identificadas 76 espécies, 41 gêneros e nove famílias, que representam aproximadamente 25% das espécies brasileiras, 65% dos gêneros e quase todas as famílias ocorrentes no Brasil. Destes táxons, 17 espécies (a maioria de Baetidae e Leptophlebiidae) são novos para a ciência. Cinco espécies, coletadas apenas no estágio ninfal, não puderam ser identificadas. O presente trabalho demonstra que, como para muitos organismos, a diversidade de Ephemeroptera para o estado é alta e mais pesquisas sobre a composição faunística de insetos aquáticos no Espírito Santo devem ser incentivadas.<hr/>Based on collections performed between 2008 and 2009 at Parque Nacional do Caparaó, Reserva Biológica de Sooretama, among other areas in Espírito Santo State, southeastern Brazil, we present the first survey of mayflies (Insecta: Ephemeroptera) from the state. Despite the fact that the state is one of the smallest in Brazil, representing only 0.53% of the country area, a surprising diversity was found. Seventy-six species, 41 genera and nine families were identified, which represents about 25% of the species reported from Brazil, 65% of the genera, and almost all families. Of these, 17 species (most of Baetidae and Leptophlebiidae) are new to science. Five species, collected only at the nymphal stage, could not be identified to the species level. The present work demonstrates that, as for other organisms, the diversity of mayflies is high in the state, and more works aiming to investigate the aquatic insect composition of the Espírito Santo State should be encouraged. <![CDATA[<b>Occurrence of butterflies (Lepidoptera: Papilionoidea and Hesperioidea) in different habitats at the Araucaria Moist Forest and the Grasslands in the Basaltic Highlands in Southern Brazil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032010000100026&lng=en&nrm=iso&tlng=en Com o intuito de contribuir para o conhecimento das borboletas da Floresta Ombrófila Mista e Campos de Cima da Serra do Rio Grande do Sul foi elaborada uma listagem de espécies da assembléia de borboletas da Floresta Nacional de São Francisco de Paula e entorno. Foram realizadas saídas bimestrais de março de 2006 a maio de 2008 sendo selecionados seis ambientes: (i) mata nativa de Araucaria angustifolia, (ii) mata nativa mesclada com reflorestamento de Araucaria angustifolia, (iii) reflorestamento de Araucaria angustifolia de mata aberta, (iv) reflorestamento de Araucaria angustifolia de mata fechada, (v) reflorestamento de Pinus e (vi) campo de altitude nativo. Após 674 horas-rede de amostragem foram registradas 277 espécies e subespécies de borboletas, distribuídas em 9661 indivíduos, pertencentes a seis famílias, sendo destas 139 novos registros para esta região dos Campos de Cima da Serra, 13 novas ocorrências para o estado e seis espécies raras ou indicadoras de ambiente preservado.<hr/>Aiming to contribute to the knowledge of Araucaria Moist Forest butterflies in Rio Grande do Sul, a butterfly species list of the São Francisco National Forest and surroundings was compiled. Field expeditions were carried out bimonthly between March 2006 to May 2008 in six types of environments: (i) Araucaria angustifolia native forest, (ii) native forest mixed with Araucaria angustifolia plantation, (iii) Araucaria angustifolia plantation in open forest, (iv) Araucaria angustifolia plantation in closed forest, (v) Pinus plantation and (vi) grasslands in the basaltic highlands. After 674 net-hours of sampling effort 277 species and subspecies distributed in 9661 individuals, belonging to six families of butterflies were registered. One hundred thirty-nine species are new records for this region of Atlantic Forest and 13 species are new registers for Rio Grande do Sul State. Six species are rare and/or healthy environment indicators. <![CDATA[<b>Coleoptera associated with pig carcass exposed in a forest reserve, Manaus, Amazonas, Brazil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032010000100027&lng=en&nrm=iso&tlng=en The Coleoptera fauna of forensic importance associated with Sus scrofa Linnaeus, 1758 carcass decomposition in Ducke Reserve, Manaus, Brazil, was determined. A total of 41 species, belonging to six families and 11 subfamilies were collected. Staphylinidae presented the higher richness with 17 species sampled, followed by Histeridae, with 11 and Scarabaeidae with nine species. Euspilotus azureus (Sahlberg, 1823) (Histeridae), Aleochara sp. (Staphylinidae) and Oxelytrum cayennense (Stürm, 1826) (Silphidae) occurred in all stages of decomposition. Omalodes lucidus Erichson, 1824 and Scapomegas auritus Marseul, 1855 (Histeridae) are recorded for the first time in the Amazon, being also reported for the first time associated with a decomposing carcass. The fauna differs from those of other Brazilian regions, emphasizing the importance of studies to determine the regional insect fauna of forensic importance that can be used in criminal investigations.<hr/>A fauna de Coleoptera de importância forense foi analisada na Reserva Ducke, Manaus, Brasil, durante a decomposição de carcaça de Sus scrofa Linnaeus, 1758. Foram coletadas 41 espécies, pertencentes a seis famílias e 11 subfamílias. Staphylinidae apresentou a maior riqueza com 17 espécies, seguida por Histeridae, com 11 e Scarabaeidae com nove espécies. Euspilotus azureus (Sahlberg, 1823) (Histeridae), Aleochara sp. (Staphylinidae) e Oxelytrum cayennense (Stürm, 1826) (Silphidae) ocorreram em todos os estágios de decomposição. Omalodes lucidus Erichson, 1824 e Scapomegas auritus Marseul, 1855 (Histeridae) são registrados pela primeira vez na Amazônia, sendo também a primeira amostragem na qual essas espécies são encontradas em carcaça em decomposição. A fauna difere das de outras regiões do Brasil, ressaltando a importância de estudos regionais para posterior utilização como provas forenses. <![CDATA[<b>Brazilian cleaner birds</b>: <b>update and brief reappraisal</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032010000100028&lng=en&nrm=iso&tlng=en Some bird species feed on external parasites, such as ticks and flies, on the body of mammals (hosts or clients). So called cleaner birds that occur in Brazil were reviewed recently, but gathering of significant new data indicates the need for an update and a brief reappraisal of such association. New records raise the number of known clients for some cleaning birds. The Southern Caracara (Caracara plancus) picks ticks on cattle, and the Black Caracara (Daptrius ater) picks ticks on capybaras. The Wattled Jacana (Jacana jacana) picks ticks, horseflies, arthropods and organic debris on capybaras, and tick-picking on capybaras by the Shiny Cowbird (Molothrus bonariensis) is substantiated by photographs. The Cattle Tyrant (Machetornis rixosa) deftly catches horseflies on capybaras, and these latter clients are recorded posing for the Giant Cowbird (Molothrus oryzivorus), which also pick parasites from the marsh deer. The Cattle Egret (Bubulcus ibis) definitely picks ticks directly on cattle. With the new records, some poorly documented or controversial issues in the literature are here confirmed, a hypothesis is validated, and a suggestion is invalidated.<hr/>Algumas espécies de aves alimentam-se de parasitas externos, como carrapatos e moscas, sobre o corpo de mamíferos (hospedeiros ou clientes). As assim denominadas aves limpadoras que ocorrem no Brasil foram recentemente revistas, porém o acúmulo de novos e importantes dados indica a necessidade de atualização e breve reavaliação deste tipo de associação. Novos registros elevam o número de clientes conhecidos para algumas espécies de aves limpadoras. O caracará (Caracara plancus) cata carrapatos em gado vacum, e o gavião-de-anta (Daptrius ater) apanha carrapatos em capivaras. A jaçanã (Jacana jacana) apanha carrapatos, mutucas, artrópodes e partículas orgânicas em capivaras, e a retirada de carrapatos em capivaras pelo vira-bosta (Molothrus bonariensis) é aqui evidenciada por fotografias. O suiriri-cavaleiro (Machetornis rixosa) caça destramente mutucas em capivaras, e estes últimos clientes são aqui registrados posando para a iraúna-grande (Molothrus oryzivorus), que também cata parasitas do cervo-do-pantanal. A garça-vaqueira (Bubulcus ibis) de fato apanha carrapatos diretamente no gado. Com os novos registros, alguns assuntos pouco documentados ou controversos na literatura são aqui confirmados, uma hipótese é validada, e uma sugestão é invalidada. <![CDATA[<b>Guard-hair microstructure of Brazilian felids</b>: <b>considerations for species identification</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032010000100029&lng=en&nrm=iso&tlng=en O exame da microestrutura da cutícula e medula dos pêlos é uma técnica simples e de baixo custo para identificar espécies de mamíferos para uma variedade de aplicações. Foram estudados pêlos-guarda de 66 indivíduos de oito espécies de felídeos brasileiros (Leopardus colocolo, L.geoffroyi, L.pardalis, L.tigrinus, L.wiedii, Panthera onca, Puma concolor, Puma yagouaroundi), através de amostras colhidas de animais anestesiados em zoológicos. A microestrutura dos pêlos-guarda foi analisada e descrita através de impressões cuticulares e preparações medulares, e posteriormente foi feito um teste cego para avaliar a acurácia da identificação específica. Embora tenham sido encontrados caracteres morfológicos distintos para cada espécie, a sutileza destes caracteres e sua sobreposição entre as diferentes espécies resultaram em uma acurácia relativamente baixa (75%). A identificação de pares ou trios de espécies cujos pêlos têm morfologia mais semelhante (Grupo A: L. pardalis, L. tigrinus, L. wiedii; Grupo B: L. colocolo, L. geoffroyi, P. yagouaroundi; Grupo C: P. concolor, P. onca) elevou a acurácia significativamente (91%). A identificação dos felídeos brasileiros através da microestrutura de seus pêlos é desafiadora e requer um exame cuidadoso de caracteres sutis, devendo ser apoiada por outras técnicas mais acuradas e/ou ser limitada principalmente às aplicações que não requerem identificação específica ou que trabalhem em escalas taxonômicas mais amplas.<hr/>The analysis of cuticle and medulla hair microstructure is a simple and inexpensive technique to identify mammal species for a variety of applications. We studied the guard-hairs of 66 individuals of eight felid species occurring in Brazil (Leopardus colocolo, L.geoffroyi, L.pardalis, L.tigrinus, L.wiedii, Panthera onca, Puma concolor, Puma yagouaroundi), through hair samples collected from anesthetized zoo animals. The microstructure of the guard-hairs was analyzed and described through cuticle impressions and medulla preparations; a blind test was conducted to evaluate the accuracy of species identification. Although distinctive morphological characters could be identified for each species, the subtlety of these characters and the overlap of features among species resulted in a relatively poor accuracy (75%). The identification of pairs or trios of species whose hair has similar morphologies (Group A: L. pardalis, L. tigrinus, L. wiedii; Group B: L. colocolo, L. geoffroyi, P. yagouaroundi; Group C: P. concolor, P. onca) significantly improved accuracy (91%). The identification of Brazilian felids through the microstructure of their hair is challenging and requires careful examination of subtle features, and should be complemented by more accurate techniques and/or be limited mostly to applications where high accuracy is not essential or where a broader taxonomic scale is being evaluated. <![CDATA[<b>Limb amputation by male Neotropical longhorn beetles during competition for females</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032010000100030&lng=en&nrm=iso&tlng=en The biology and mating behaviour of the spectacularly large and brightly coloured Neotropical longhorn beetle Schwarzerion holochlorum Bates 1872 (Coleoptera: Cerambycidae) is largely unknown. For the first time I report and photographically document violent male-male competitions for females involving frequent amputations of competitors' legs and antennae.<hr/>En gran parte, son desconocidos la biología y el comportamiento de apareamiento del escarabajo longicornios Neotropical Schwarzerion holochlorum Bates 1872 (Coleoptera: Cerambycidae), una especie espectacularmente grande y de vivos colores. Por primera vez en esta especie, relato y documento fotográficamente las luchas violentas entre machos por las hembras, incluyendo amputaciones frecuentes de las piernas y antenas del competidor. <![CDATA[<b>The identity of <i>Apostolepis pymi</i> and placement of <i>A. quinquelineata</i> in the synonymy of <i>A. nigrolineata</i> (Serpentes, Xenodontinae)</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032010000100031&lng=en&nrm=iso&tlng=en The correct application of the names Apostolepis nigrolineata, A. quinquelineata, and A. pymi has been subject of considerable controversy. Based upon review of the literature and the characteristics used to distinguish these species from each other, we conclude that A. pymi is a valid species and that A. quinquelineata is a junior synonym of A. nigrolineata. They differ from each other in hemipenial morphology and coloration. The background color of A. nigrolineata is reddish brown (vs. brown in A. pymi). In addition, only the dorsal region of end of tail is covered by a black band in A. nigrolineata (vs. end of tail completely surrounded by a black band in A. pymi). Both species are sympatrically distributed along the lowlands of Amazonia but A. nigrolineata occurs in both western and eastern regions whereas A. pymi is restricted to eastern regions with additional records from the States of Amazonas, Rondônia, Mato Grosso and an endemic population in the state of Ceará, northeastern Brazil.<hr/>A correta aplicação dos nomes Apostolepis nigrolineata, A. quinquelineata, e A. pymi tem sido assunto de considerável controvérsia. Baseado em uma revisão da literatura e das características usadas para distinguir essas espécies umas das outras, nós concluímos que A. pymi é uma espécie válida e que A. quinquelineata é um sinônimo júnior de Apostolepis nigrolineata. Elas diferem uma da outra na morfologia hemipeniana e coloração. A coloração dorsal de A. nigrolineata é marrom avermelhada (vs. marrom em A. pymi). Em adição, apenas a região dorsal do final da cauda de A. nigrolineata é coberta por uma banda preta (vs. o final da cauda é completamente envolto por uma banda preta em A. pymi). Ambas as espécies ocorrem dentro da Amazônia, mas A. nigrolineata ocorre nas regiões oeste e leste enquanto A. pymi é restrita para regiões do leste com registros adicionais para os estados do Amazonas, Mato Grosso, Rondônia e mais uma população endêmica no estado do Ceará, nordeste do Brasil. <![CDATA[<b>Ticks (Acari: Ixodidae) on domestic dogs in Serra de Caldas Novas State Park, Goiás</b>: <b>epidemiological aspects</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032010000100032&lng=en&nrm=iso&tlng=en Relatamos neste artigo a infestação por carrapatos de quatro cães domésticos perambulando no Parque Estadual Serra de Caldas Novas, em Goiás. Foram coletados 27 carrapatos (Acari: Ixodidae) ao longo de nove dias de novembro de 2008. Foram identificados nestes animais espécimes de Amblyomma cajennense, Amblyomma ovale, Amblyomma tigrinum e Rhipicephalus sanguineus além de ninfas de Amblyomma spp. Um dos canídeos analisados apresentava evidente mioclonia, sinal clínico característico da cinomose, uma doença viral grave e contagiosa de cães e de diversos animais selvagens. As espécies de carrapatos encontradas nos cães domésticos demonstram cabalmente o trânsito destes hospedeiros entre as áreas naturais e aquelas antropizadas, urbanas ou rurais. A mesma constatação ilustra a potencial difusão de doenças contagiosas ou daquelas transmitidas por vetores de cães para canídeos selvagens. As observações reforçam a noção de que para a conservação de espécies da fauna brasileira é necessário o controle e posse responsável de cães notadamente nos arredores de Unidades de conservação.<hr/>We herein report tick (Acari: Ixodidae) infestation of four domestic dogs wandering inside Serra de Caldas Novas State Park, Goiás. Twenty seven ticks were collected from these hosts along nine days in November 2008. Ticks were identified as adults of Amblyomma cajennense, Amblyomma ovale, Amblyomma tigrinum and Rhipicephalus sanguineus as well as Amblyomma spp. nymphs. One of the dogs displayed facial myoclonus, a symptom of canine distemper. Such disease is a serious viral and contagious disease of dogs and also of several wild animals. Overall tick species found on dogs clearly showed the transit of these hosts between the natural areas of the park and anthropic areas, urban or rural. Such situation illustrates the potential of dogs to transmit contagious and vector-borne diseases to wild canids. Our results reinforce the importance of control of dogs living free without responsible owner, to the Brazilian fauna conservation, particularly close to conservation units.