Scielo RSS <![CDATA[Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1676-244420150002&lang=pt vol. 51 num. 2 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Detection of <em>H. pylori</em> in endoscopic gastric biopsies: a routine research that goes far beyond the laboratory limits]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-24442015000200070&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Frequência de leucemia mieloide aguda em crianças atendidas em Belém, Pará, no período de agosto de 2005 a maio de 2009]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-24442015000200072&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Introduction: Acute myeloid leukemia (AML) has variable incidence in different regions of Brazil. Objective: To determine the frequency of AML subtypes in children aged 0-17 years attended at Belém, Pará, from August 2005 to May 2009. Patients and methods: A retrospective study was performed with 278 patients diagnosed with acute or chronic leukemia based on clinical and morphological criteria (French-American-British [FAB]/World Health Organization classification [WHO]) and immunophenotyping profile by flow cytometry, to determine the frequency of the subtypes in AML. Results: We found 70 (25.18%) cases of AML, 37 of these (52.9%) were children aged 0-17 years (median age of 7 years and 8 months). There was no statistical difference in relation to gender. We observed a higher frequency of AML subtype M2 (18/37 - 48.6%) and M0/M1 (10/37 - 27%), especially in the first decade of life (16/28 [57.1%] AML M2 and 9/28 [32.1%] AML M0/M1). Conclusion: In the pediatric population, the types of AML M2, M0/M1 and M3 were respectively the most frequent. <hr/> Introdução: A leucemia mieloide aguda (LMA) tem incidência variável nas diferentes regiões do Brasil. Objetivos: Determinar a frequência dos subtipos de LMA em crianças entre 0-17 anos, atendidas em Belém, Pará, no período de agosto de 2005 a maio de 2009. Casuística e métodos: Estudo retrospectivo com 278 pacientes com diagnóstico de leucemias agudas ou crônicas com base nos critérios clínicos, morfológicos (classificação franco-americana-britânica [FAB]/Organização Mundial da Saúde [OMS]) e de perfil imunofenotípico por citometria de fluxo para determinação da frequência de subtipos de LMA. Resultados: Foram encontrados 70 (25,18%) casos de LMA; destes, 37 (52,9%) eram crianças entre 0-17 anos (idade mediana de 7 anos e 8 meses). Não houve diferença estatística em relação ao gênero. Observou-se maior frequência de LMA dos subtipos M2 (18/37 - 48,6%) e M0/M1 (10/37 - 27%), principalmente na primeira década de vida (16/28 [57,1%] LMA M2 e 9/28 [32,1%] LMA M0/M1). Conclusão: Na população pediátrica, os tipos de LMA M2, M0/M1 e M3 foram, respectivamente, as mais frequentes. <![CDATA[Novos parâmetros e valores de referência eritrocitários e reticulocitários normais e na doença renal crônica]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-24442015000200077&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Introduction: The importance of local references values has been well described in the literature; this is because the characteristics of the population may influence the laboratory tests. Objective: To establish the reference range for traditional and extended red blood cell parameters and reticulocyte indices in order to investigate its application in patients with chronic kidney disease (CKD). Materials and methods: 249 blood donors (125 males and 124 females) were selected to establish the reference values. The hemodialysis sample consisted of 62 patients with terminal CKD (48 male and 14 female). All analyzes were performed using the Sysmex XE-5000 automated hematology analyzer. Results: Differences between reference values was observed in relation to gender: red blood cells (RBC), hemoglobin (HGB), hematocrit (HCT), mean corpuscular hemoglobin concentration (MCHC), percentage of hyperchromic red blood cells (%HYPER), percentage of microcytosis (%MICRO), percentage of macrocytosis (%MACRO), absolute reticulocyte count (RET), reticulocyte hemoglobin content (RET-He), immature reticulocyte fraction (IFR), low fluorescence reticulocytes (LFR), medium fluorescence reticulocytes (MFR), and high fluorescence reticulocytes (HFR). Individuals with CKD presented RBC, HGB, HCT, MCHC, red cell distribution width expressed as coefficient of variation (RDW-CV), percentage of hypochromic red blood cells (%HYPO), percentage of reticulocytes (RET%), RET (female group), IFR, LFR, MFR, and HFR results compatible with the anemic state, which can be observed in 91.8% of patients. All studied parameters were in the area under the curve (AUC) &gt; 0.4. In male group, %HYPO (AUC: 0.806) and IFR (AUC: 0.762) presented higher AUC values, while female group presented %HYPO (AUC: 0.806), %HYPER (AUC: 0.815), and IFR (AUC: 0.660). Conclusion: The medical advancement, the development of new techniques and hematological parameters have revealed important information about functional integrity of bone marrow, diagnosis of anemia and recombinant human erythropoietin monitoring therapy used in hemodialysis patients. <hr/> Introdução: A importância dos valores de referências locais tem sido bastante descrita na literatura, isso porque características da população podem influenciar os testes laboratoriais. Objetivos: Estabelecer o intervalo de referência para parâmetros eritrocitários tradicionais e estendidos e índices reticulocitários a fim de investigar sua aplicação em pacientes com doença renal crônica (DRC). Materiais e métodos: Dos doadores de sangue, 249 pacientes foram selecionados para estabelecimento dos valores de referência (125 homens e 124 mulheres); dos pacientes em hemodiálise, a amostra foi composta por 62 indivíduos com DRC terminal (48 homens e 14 mulheres). Todas as análises foram realizadas no avaliador hematológico Sysmex XE-5000. Resultados: Foi observada uma distinção entre os valores de referência em relação ao gênero: células vermelhas do sangue (RBC), hemoglobina (HGB), hematócrito (HCT), concentração de hemoglobina corpuscular média (CHCM), porcentagem de eritrócitos hiper-hemoglobinizados (%HIPER), porcentagem de microcitose (%MICRO), porcentagem de macrocitose (%MACRO), contagem absoluta de reticulócitos (RET), contagem relativa de reticulócitos (RET-He), fração de reticulócitos imaturos (IFR), reticulócitos de baixa fluorescência (LFR), reticulócitos de média fluorescência (MFR) e reticulócitos de alta fluorescência (HFR). Os indivíduos com DRC apresentaram resultados de RBC, HGB, HCT, CHCM, coeficiente de variação do tamanho dos eritrócitos (RDW-CV), %HIPO, RET%, RET (grupo das mulheres), IFR, LFR, MFR e HFR compatíveis com o estado anêmico, que pode ser observado em 91,8%. Todos os parâmetros estudados apresentaram área sob a curva (AUC) &gt; 0,4. Para o grupo dos homens, a %HIPO (AUC: 0,806) e a IFR (AUC: 0,762) apresentaram melhores valores de AUC; já para o grupo das mulheres foram a %HIPO (AUC: 0,806), a %HIPER (AUC: 0,815) e a IFR (AUC: 0,660). Conclusão: Avanço da medicina e surgimento de novas técnicas e parâmetros hematológicos têm revelado informações importantes sobre a integridade funcional da medula, o diagnóstico das anemias e a monitorização terapêutica da utilização de eritropoetina humana recombinante nos pacientes em hemodiálise. <![CDATA[Parâmetros hematológicos em crianças com síndrome de Down]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-24442015000200085&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Introduction: There are few studies that investigated whether Down syndrome (DS) interferes with references values for complete blood counts (CBC) test in children with the syndrome. Objective: This study aimed to analyze the results of CBC performed in children with DS. Patients and methods: Data from CBC of DS children were included; at the time of examination they were aged between 2 and 10 years and had no clinical signs and/or symptoms of infectious disease. The hematological parameters analyzed were: total number of erythrocytes (RBC), hemoglobin (Hb) concentration, hematological indices, platelet count, and total number of leucocytes. Additionally, we compared the collected parameters according to gender and age of the children studied. Results: A total of 203 CBC (100 girls and 103 boys) were evaluated. In general, no significant differences were observed in studied parameters between the values found in samples of DS children and the values described in the literature as a reference for children in this age group. No difference in the prevalence of anemia was observed in relation to gender (p = 0.33), 14/103 (13.6%) boys, and 11/100 (11%) girls had anemia. However, the Hb and hematological indices values found in boys was significantly lower than in girls (p &lt; 0.001). Conclusion: This investigation is the first one in Brazil to present and analyze the CBC results of DS children, reporting that their hematological indices are within the expected range for children without DS. Additionally, it was found that 12.3% of them had anemia. <hr/> Introdução: São escassos os estudos que investigaram se a síndrome de Down (SD) interfere nos valores de referência para a avaliação do hemograma em crianças com a síndrome. Objetivos: Analisar os resultados dos hemogramas realizados em crianças com SD. Casuística e métodos: Foram incluídos os dados retirados dos hemogramas realizados em crianças com SD que, no momento do exame, tinham idade entre 2 e 10 anos e não apresentavam no exame clínico sinais e/ou sintomas de doença infecciosa. Os parâmetros hematológicos analisados foram número total de eritrócitos, concentração de hemoglobina (Hb), índices hematimétricos e número total de plaquetas e de leucócitos. Adicionalmente, foram comparados os parâmetros coletados em relação ao gênero e à idade das crianças estudadas. Resultados: No total, foram avaliados 203 hemogramas (100 meninas e 103 meninos). De maneira geral, comparando-se os valores encontrados nas amostras das crianças com SD e os valores já descritos na literatura como sendo de referência para crianças nessa faixa etária, não foram observadas diferenças significativas nos parâmetros estudados. Não se observou diferença na prevalência de anemia em relação aos gêneros (p = 0,33), sendo 14/103 (13,6%) meninos e 11/100 (11%) meninas com anemia. No entanto, na comparação entre os gêneros, observou-se que os meninos apresentaram Hb e índices hematimétricos significativamente menores que as meninas (p &lt; 0,001). Conclusão: Esta investigação é pioneira no Brasil ao apresentar e analisar os resultados dos hemogramas das crianças com SD, relatando que seus índices hematológicos encontram-se dentro do esperado para crianças sem a SD. Adicionalmente, foi possível verificar que 12,3% delas apresentavam anemia. <![CDATA[Colheita de sangue em papel filtro para detecção de anticorpos anti-HIV: experiência do Projeto SampaCentro]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-24442015000200091&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Introduction: Blood samples collected on filter paper (dried blood spot [DBS]) is an immunoassay that has been used for antibodies screening. Objective: To evaluate the strategy of DBS blood collection for detection of HIV antibodies, evaluation of Q-Preven HIV 1 + 2 - DBS kit lot, and to analyze the stability of DBS samples. Methods: Blood collection on DBS was performed according to World Health Organization (WHO) recommendations. The evaluation of the kit lot for HIV antibodies detection was performed using delta (d) values from the results of 774 DBS samples from volunteers men who have sex with men (MSM) recruited in the central region of São Paulo city, Brazil. Results: DBS blood collection was performed without complications. The positive (5.26) and negative (5.23) delta values allowed to clearly differentiate HIV antibodies reactive and non-reactive samples. We observed good performance of the kit lot and samples were stable on DBS form. Conclusion: Blood collection on DBS is feasible for the study of MSM population and is suitable for laboratory routine. The overall performance of Q Preven HIV-1 + 2 - DBS kit was satisfactory, having reached the quality levels required for the development of this study. <hr/> Introdução: As amostras de sangue colhidas em papel filtro (DBS) têm sido utilizadas na triagem de anticorpos por meio de imunoensaios. Objetivos: Avaliar a estratégia de colheita de sangue em DBS para detecção de anticorpos contra o vírus da imunodeficiência humana (HIV), verificar o lote do kit Q-Preven HIV 1+2 - DBS e analisar a estabilidade das amostras DBS. Métodos: A colheita de sangue em DBS foi realizada conforme recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS). A avaliação do lote do kit para detecção de anticorpos anti-HIV foi feita por meio do valor de delta a partir dos resultados das 774 amostras DBS provenientes de voluntários homens que fazem sexo com homens (HSH) recrutados na região central da cidade de São Paulo, Brasil. Resultados: A colheita de sangue em DBS foi realizada sem intercorrências. O indicador delta positivo (5,26) e negativo (5,23) permitiu discriminar com clareza amostras anti-HIV reagentes e não reagentes. O lote do kit apresentou bom desempenho e as amostras permaneceram estáveis na forma de DBS. Conclusão: A colheita de sangue em DBS mostrou-se factível para o estudo realizado com a população HSH e foi adequada para a rotina laboratorial. O desempenho global do kit Q-Preven HIV 1+2 - DBS foi satisfatório, com a qualidade requerida para o desenvolvimento deste estudo. <![CDATA[Ausência do haplótipo atípico e presença do haplótipo Senegal da doença falciforme em uma população afrodescendente na região norte do Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-24442015000200099&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Introduction: Sickle cell anemia (SCA) is the most severe form of sickle cell disease; it presents variants that are called haplotypes βS. There are five major haplotypes βS gene: Arab-Indian/Saudi, Senegal, Benin, Bantu, and Camaroon. Objective: Characterize the presence of haplotypes in patients with SCA in Amapá. Methods: 46 sample were studied, all samples were amplified and analyzed by polymerase chain reaction and restriction fragment length polymorphism (PCR-RFLP). Results: Bantu (61.2%), followed by Benin (26.5%) and Senegal (12.2%). Conclusion: We identified three haplotypes characteristic of African ethnicity, with the presence of Senegal. In our study we found the presence of atypical haplotype, suggesting concentration and semi-isolation of the founding groups with little mixing. <hr/> Introdução: A anemia falciforme (AF) é a forma mais grave da doença falciforme; apresenta formas variantes que são chamadas de haplótipos βS. Existem cinco principais haplótipos desse gene: árabe-indiano/saudi, Senegal, Benin, Bantu e Camarões. Objetivos: Caracterizar a presença dos haplótipos em pacientes com AF no Amapá. Métodos: Foram estudadas 46 amostras, todas amplificadas e analisadas pela técnica de reação em cadeia da polimerase-polimorfismo de tamanho de fragmentos de restrição (PCR-RFLP). Resultados: Bantu (61,2%) seguido de Benin (26,5%) e Senegal (12,2%). Conclusão: Foram identificados três haplótipos característicos da etnia africana, com a presença do Senegal. Em nosso estudo não encontramos a presença de haplótipos atípicos, sugerindo a concentração e semi-isolamento de grupos fundadores com pouca miscigenação. <![CDATA[Qualidade em citopatologia: análise de indicadores de monitoramento interno de qualidade do Instituto Nacional de Câncer]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-24442015000200102&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Introduction: Quality control programs are required to ensure the effectiveness of Pap smear, which still remain a key strategy for control of cervical cancer worldwide. Objective: This study was based on the retrospective and quantitative analysis of the post-analytical phase indicators from the internal quality monitoring (IQM) program for cytopathology laboratories, such as: positivity rate, atypical squamous cell (ASC)/satisfactory exams ratio, ASC/abnormal test results ratio, ASC/squamous intraepithelial lesions (SIL) ratio, percentage of tests compatible with high-grade squamous intraepithelial lesion (HSIL), and total of false negative. Materials and methods: The information was extracted from the computerized system of the Section for Integrated Technology in Cytopathology (Seção Integrada de Tecnologia em Citopatologia [SITEC]), a reference institution for cancer cytopathology, from July 2013 to June 2014. From a total of 156,888 Pap smears, 157,454 were considered satisfactory for indicator analysis and 566 were excluded because they were considered unsatisfactory and/or rejected for analysis. The data was organized in tables using Microsoft Excel 2010 software, and categorized as indicators. Results: The averages for the indicators were: 7.2% for positivity rate, 56.9 for ASC/abnormal test ratio, 4.1 for ASC/satisfactory tests ratio, 1.4 for ASC/SIL ratio, 0.6% percentage for tests compatible with HSIL, and 2.1% for false-negative rate. Conclusion: The results show that an Internal Quality Monitoring Program is essencial to ensure quality for cytopathology laboratories, and a randomized review of at least 10% of the negative exams, as recommended by the Brazilian Ministry of Health/Instituto Nacional de Câncer (INCA), since is an effective method, especially for large laboratories. <hr/> Introdução: A estruturação de um sistema de controle de qualidade é necessária para garantir a efetividade do exame preventivo ginecológico, que permanece como principal estratégia para controle do câncer do colo do útero no mundo. Objetivos: Análise retrospectiva e quantitativa dos indicadores da fase pós-analítica do monitoramento interno de qualidade (MIQ) para laboratórios de citopatologia, como: índice de positividade, razão atipias escamosas de significado indeterminado (ASC)/exames satisfatórios, razão ASC/exames alterados, razão entre ASC/lesões intraepiteliais escamosas (SIL), percentual de exames compatíveis com lesão intraepitelial escamosa de alto grau (HSIL), além do total de falso negativos. Materiais e métodos: As informações foram extraídas do sistema informatizado da Seção Integrada de Tecnologia em Citopatologia (SITEC), instituição de referência em citopatologia oncológica, no período de julho de 2013 até junho de 2014. De um total de 157.454 exames citopatológicos no período, 156.888 foram considerados satisfatórios para análise dos indicadores e 566 foram excluídos por serem classificados como insatisfatórios e/ou rejeitados. Todos os dados obtidos para análise foram organizados em tabelas utilizando-se o programa Microsoft Excel 2010, nas quais foram categorizados em indicadores. Resultados: A média obtida dos indicadores foi de 7,2% para o índice de positividade, 56,9 para a razão de ASC/exames alterados, 4,1 para a razão ASC/exames satisfatórios, 1,4 para ASC/SIL, 0,6% para exames compatíveis com HSIL e 2,1% de exames falso negativos. Conclusão: Os resultados demonstram que o MIQ é fundamental para manter a qualidade dos laboratórios de citopatologia, e a revisão aleatória de pelo menos 10% dos exames considerados negativos, conforme orientação do Ministério da Saúde/Instituto Nacional de Câncer (INCA), é um método eficaz principalmente em laboratórios de grande porte. <![CDATA[Identificação histológica do <em>H. pylori</em> corado por hematoxilina-eosina e Giemsa: revisão para controle de qualidade]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-24442015000200108&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Introduction: Several special staining methods are available for H. pylori (Hp) identification in histological sections of chronic gastritis (CG), including the routine hematoxylin-eosin (HE) method. Some reports suggest that ancillary stains are not always needed to establish the diagnosis of Hp infection. In addition, the benefit of using them, when biopsies show minimal inflammation, is not clear. Objective: We performed a retrospective study to compare the usefulness of HE with Giemsa method for the histopathological diagnosis of Hp in tissue sections. Methods: Histological sections from 390 consecutive patients were reviewed. The patients were registered in the histopathology laboratory of Instituto Alfa de Gastroenterologia, Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, Brasil. They were divided in 4 groups according to the gastric inflammatory changes as follows: Group I, gastric mucosa with normal morphology or minimal inflammatory changes (n = 146); Group II, chronic gastritis (CG) with mild inflammatory activity (n = 101); Group III, CG with patent inflammatory activity (n = 123); Group IV, patients with atrophic body gastritis (n = 20). All histological sections were carefully evaluated by 2 examiners at the oil immersion objective (1000×). Results: The identification of Hp was positive by Giemsa and HE, respectively at: Group III, 111 (90.2%) and 93 (75.6%) patients (p &lt; 0.01); Group II, 43 (42.6%) and 29 (28.7%) patients (p &lt; 0.05). Hp was negative in Groups I and IV. Conclusion: The results show that Giemsa stain is superior to HE for histological identification of Hp in CG. Although Hp could be identified by HE stain in the majority of CG cases, a significant number of infected patients may be neglected, regardless the intensity of the inflammatory response. <hr/> Introdução: Diversos métodos de coloração especial estão disponíveis para a identificação da bactéria H. pylori (Hp) em cortes histológicos. Entretanto, questiona-se a utilidade desses métodos na rotina diária dos laboratórios de patologia diagnóstica. Objetivos: Comparar a utilidade da coloração por hematoxilina-eosina (HE) com a do Giemsa para diagnóstico histopatológico do Hp. Materiais e métodos: Foram revistos os cortes histológicos de 390 pacientes consecutivos cadastrados no Laboratório de Histopatologia do Instituto Alfa de Gastroenterologia, Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, Brasil. Os pacientes foram divididos em quatro grupos: Grupo I - mucosa gástrica apresentando morfologia normal (n = 146); Grupo II - gastrite crônica (GC) com atividade inflamatória discreta (n = 101); Grupo III - CG com atividade inflamatória patente (n = 123); Grupo IV - pacientes com gastrite atrófica corpo (n = 20). Todos os cortes histológicos foram cuidadosamente avaliados por dois examinadores no aumento microscópico de imersão (1000×). Resultados: A identificação do Hp foi positiva pelo Giemsa e pela HE em, respectivamente, 111 (90,2%) e 93 (75,6%) pacientes do Grupo III (p &lt; 0,01) e em 43 (42,6%) e 29 (28,7%) pacientes (p &lt; 0,05) do Grupo II, e negativa nos grupos I e IV. Conclusão: Os resultados mostram que a coloração pelo Giemsa é superior à pelo HE para identificação do Hp em cortes histológicos. Conclui-se que o Hp pode ser visualizado pelo HE na maioria dos casos de GC, contudo, um número significativo de pacientes infectados pode ser negligenciado, independentemente da intensidade da resposta inflamatória. <![CDATA[Mixoma renal: relato de caso]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-24442015000200113&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Myxomas are rare tumors that can appear in many anatomical locations. There are only 14 cases of renal involvement documented in the literature. This article reports a case of renal myxoma in an elderly woman with recurrent cystitis. After five years of follow-up, the computed tomography (CT) revealed a large solid tumor mass in the left kidney. Tumor resection was performed preserving the affected kidney with histopathological diagnosis of renal myxoma. The objective of this study is to report a rare case of renal myxoma, emphasizing the importance of the differential diagnosis from other benign and malignant mesenchymal tumors.<hr/>Mixomas são tumores raros que podem ser encontrados em muitas localizações anatômicas. Na literatura, há apenas 14 casos de acometimento renal. Neste artigo, é relatado um caso de mixoma renal em mulher idosa com cistites de repetição. Após cinco anos de acompanhamento, a tomografia computadorizada (TC) evidenciou grande massa tumoral sólida em rim esquerdo. Realizou-se exérese do tumor preservando o restante do rim afetado com diagnóstico histopatológico de mixoma renal. O objetivo deste trabalho é relatar um caso raro de mixoma renal, enfatizando a importância do diagnóstico diferencial de outros tumores mesenquimais benignos e malignos. <![CDATA[Pólipo fibroide inflamatório (pólipo de Vanek): relato de caso e revisão da literatura]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-24442015000200117&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Inflammatory fibroid polyp (IFP) is a benign uncommon lesion (1%-4% of gastric benign lesions), originated from the submucosa of the gastrointestinal tract. Its origin is controversial and immunohistochemical studies of lesions have largely refuted the possible vascular, neural or smooth muscle origin. Recent studies suggest a neoplastic etiology due to a mutation, in some cases, in the alpha-type platelet-derived growth factor receptor gene (PDGFRa). Our objective is to report the case of a patient aged 70 years, with gastric IFP, comparing her immunohistochemical profile with those of other studies, and a brief review of the literature.<hr/>Pólipo fibroide inflamatório (PFI) é uma lesão benigna, pouco frequente (1%-4% das lesões benignas gástricas), originada na submucosa do trato gastrointestinal. Sua origem é controversa e vários estudos imuno-histoquímicos da lesão refutaram uma possível origem vascular, neural ou muscular lisa. Recentes estudos sugerem etiologia neoplásica devida à mutação, em alguns casos, no gene receptor tipo alfa para fator de crescimento derivado de plaquetas (PDGFRa). Nosso objetivo é relatar o caso de uma paciente de 70 anos de idade, com PFI gástrico, comparando seu perfil imuno-histoquímico com o de outros estudos, além de breve revisão da literatura. <![CDATA[Histoplasmose pulmonar simulando metástases: relato de dois casos e revisão de literatura]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-24442015000200121&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Introduction and objectives: Systemic mycoses are of great importance in immunosuppression-associated conditions. Histoplasmosis can produce different symptoms that may simulate metastasis. We aim to demonstrate the importance of histopathological confirmation of lesions suggestive of metastases in patients with malignant neoplasm. Cases report: Two patients undergoing cancer treatment, whose chest computed tomography (CT) revealed pulmonary nodules, compatible with metastases. The lesions were biopsied, confirming histoplasmosis granuloma. Conclusion: In patients with cancer, clinical and radiological findings are not limited to metastatic dissemination of tumors, requiring histopathological confirmation of lesions suggestive of metastasis, excluding other diseases and preventing inappropriate treatment. <hr/> Introdução e objetivos: Micoses sistêmicas assumem grande importância nas situações de imunodepressão. A histoplasmose pode produzir diversas manifestações clínicas, podendo simular metástases. Objetivamos demonstrar a importância da confirmação histopatológica de lesão sugestiva de metástase em portadores de neoplasia maligna. Relatos dos casos: Dois pacientes com neoplasias em tratamento, nos quais tomografias de tórax de controle revelaram nódulos pulmonares compatíveis com metástases. As lesões foram biopsiadas, confirmando-se granulomas por histoplasmose. Conclusão: Em portadores de malignidade, aspectos clinicorradiológicos não se limitam à disseminação das neoplasias, sendo necessária a confirmação histopatológica de lesões sugestivas de metástases, excluindo-se outras doenças e evitando-se tratamentos inadequados.