Scielo RSS <![CDATA[Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1676-244420180001&lang=pt vol. 54 num. 1 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[The paradigm for cardiovascular effects of hormonal contraceptives]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-24442018000100004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Frequência e perfil de suscetibilidade aos carbapenêmicos de bastonetes Gram-negativos não fermentadores de glicose isolados de amostras clínicas entre 2007 e 2012]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-24442018000100005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Introduction: One of the major problems in health services is the occurrence of healthcare-associated infections (HAIs) by microorganisms resistant to various antimicrobials. Objectives: To describe the frequency and susceptibility profile of Pseudomonas aeruginosa and Acinetobacter baumannii to carbapenems in the hospital from Fundação Santa Casa de Franca, São Paulo, Brazil. Methods: The susceptibility of P. aeruginosa and A. baumannii to carbapenems from 304 clinical isolates between 2007 and 2012 was retrospectively analyzed from a microbiology database at the clinical laboratory of the hospital of Fundação Santa Casa de Franca, São Paulo, Brazil. Results: From isolated and identified strains, 236 (5.3%) P. aeruginosa were susceptible to imipenem (2007 - 69.6% to 2012 - 41.7%) and meropenem (2007 - 63.3% to 2012 - 25%). In addition, all 68 (1.7%) A. baumannii isolates were susceptible to both antibiotics. Conclusion: A. baumannii resistance to carbapenems was not identified; however, there was a decrease in susceptibility to carbapenems over the years for P. aeruginosa.<hr/>RESUMO Introdução: Um dos grandes problemas nos serviços de saúde é a ocorrência de infecções relacionadas com assistência à saúde (IRAS) por microrganismos resistentes a vários antimicrobianos. Objetivos: Descrever a frequência e o perfil de suscetibilidade de Pseudomonas aeruginosa e Acinetobacter baumannii aos carbapenêmicos no hospital da Fundação Santa Casa de Franca, São Paulo, Brasil. Métodos: Retrospectivamente, a suscetibilidade de P. aeruginosa e A. baumannii aos carbapenêmicos foi analisada em 304 isolados clínicos entre 2007 e 2012, a partir de um banco de dados do setor de microbiologia do laboratório clínico do hospital da Fundação Santa Casa de Franca, São Paulo, Brasil. Resultados: Das cepas isoladas e identificadas, 236 (5,3%) P. aeruginosa eram suscetíveis a imipenem (2007 - 69,6% a 2012 - 41,7%) e meropenem (2007 - 63,3% a 2012 - 25%). Além disso, todos os 68 (1,7%) isolados de A. baumannii eram suscetíveis aos dois antibióticos. Conclusão: Não foi identificada resistência de A. baumannii aos carbapenêmicos, no entanto houve diminuição da suscetibilidade aos carbapenêmicos no decorrer dos anos para P. aeruginosa. <![CDATA[Avaliação bioquímica e hematológica em indivíduos com deficiência intelectual associada ou não à síndrome de Down]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-24442018000100009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Down syndrome (DS) is one of the most leading causes of intellectual disability. The aim of this study was to compare biochemical and hematological parameters, triglyceride/high-density lipoprotein cholesterol (HDL-C) and neutrophil/lymphocyte ratios in individuals with intellectual disabilities (ID) associated or not with DS. The main result is the lower HDL-C level in individuals with DS than in the ID group, suggesting a modification in the lipid profile whose origin would lie in genetic alterations. However, further researches are important to analyze if there is any link between trisomy 21 and the reduction of plasma HDL-C levels in individuals with DS.<hr/>RESUMO A síndrome de Down (SD) é uma das principais causas de deficiência intelectual. Os objetivos deste estudo foram comparar parâmetros bioquímicos e hematológicos, bem como encontrar a relação triglicerídeo/colesterol da lipoproteína de alta densidade (HDL-C) e a razão neutrófilo/linfócito em indivíduos com deficiência intelectual (DI) associada ou não à SD. O principal resultado foi a diminuição do HDL-C em indivíduos com SD quando comparados àqueles com DI, sugerindo que essa modificação no perfil lipídico pode se relacionar com alterações genéticas. Portanto, pesquisas adicionais são importantes para analisar se existe ligação entre a trissomia 21 e a redução dos níveis de HDL-C em indivíduos com SD. <![CDATA[Avaliação de perfil lipídico, proteína C reativa ultrassensível e dímero D de usuárias de diferentes tipos de contraceptivos orais]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-24442018000100014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Introduction: The use of oral contraceptives increases women's risk of developing cardiovascular and thromboembolic diseases, due to alterations in hemostatic and lipid profile. Objectives: Analyze the association between the use of different types of oral contraceptives with lipid profile and levels of serum high-sensitivity C-reactive protein (hsCRP) and plasma D-dimer. Methods: One hundred fifty-four participants were divided into the following groups: control nonusers (n = 41), medium-dose users (n= 32), third-generation low-dose users (n = 40), and fourth-generation low-dose users (n = 41). Triglycerides and total cholesterol serum levels were determined by colorimetric enzymatic method; high-density lipoprotein (HDL) cholesterol levels, by precipitation method; low-density lipoprotein (LDL) cholesterol levels, by Friedewald equation; hsCRP levels, by immunoturbidimetric method; and D-dimer levels, by fluorescence immunoassay. Results: Oral contraceptive users had higher serum levels of triglycerides, total cholesterol, HDL cholesterol (HDL-C), HDL/LDL index and hsCRP compared to controls. Medium-dose users had higher D-dimer plasma levels than controls and higher triglycerides serum levels than low-dose users. Triglycerides, hsCRP and D-dimer were positively correlated to each other. Conclusion: The use of combined oral contraceptives was associated with an unfavorable lipid profile and a chronic subclinical inflammation, with atherogenic potential. Furthermore, medium-dose contraceptives induced a higher thrombogenic potential, since they were associated with increased D-dimer levels in comparison to low-dose ones.<hr/>RESUMO Introdução: O uso de anticoncepcionais orais aumenta o risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares e tromboembólicas devido a alterações no perfil lipídico e hemostático. Objetivo: Analisar a associação entre o uso de diferentes tipos de anticoncepcionais orais com o perfil lipídico e os níveis da proteína C reativa ultrassensível (PCRus) e do dímero D. Métodos: Cento e quarenta e cinco participantes foram divididas em: não usuárias (n = 41), usuárias de média dose (n = 32), usuárias de terceira geração de baixa dose (n = 40) e usuárias de quarta geração de baixa dose (n = 41). Níveis de triglicerídeos e colesterol total foram determinados pelo método enzimático colorimétrico; colesterol da lipoproteína de alta densidade (HDL), pelo método de precipitação; colesterol da lipoproteína de baixa densidade (LDL), pela equação de Friedewald; PCRus, por imunoturbidimetria; e dímero D, por imunoensaio fluorescente. Resultados: As usuárias de anticoncepcionais orais apresentaram maiores níveis de triglicerídeos, colesterol total, HDL, índice HDL/LDL e PCRus do que as não usuárias. As usuárias de anticoncepcionais de média dose apresentaram maiores níveis de dímero D do que as não usuárias, e maiores níveis de triglicerídeos do que as usuárias de anticoncepcionais de baixa dose. Triglicerídeos, PCRus e dímero D apresentaram correlação positiva uns com os outros. Conclusão: O uso de anticoncepcionais orais combinados está associado ao perfil lipídico desfavorável e à inflamação crônica subclínica, com potencial aterogênico. Além disso, os anticoncepcionais orais de média dose induziram maior potencial trombogênico, já que foram relacionados com níveis maiores de dímero D em comparação com os de baixa dose. <![CDATA[Valores de referência do ácido úrico em crianças e adolescentes]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-24442018000100021&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Introduction: Uric acid (UrA) is a product of purine catabolism, and hyperuricemia (hUrA) is associated with risk factors for cardiometabolic diseases. Objective: To evaluate the concentration of UrA in children and adolescents. Methods: Cross-sectional study with 623 eutrophic students (5 to 15 years old, aged 9.9 ± 2.7 years, 52% girls). Blood was collected (fasting 12-14 h) for analysis of laboratory parameters, and blood pressure and anthropometric measures were verified. UrA was stratified according to sex and age ranges (5 to &lt; 10, ≥ 10 to &lt; 13 and ≥ 13 to 15 years, male; and 5 to &lt; 9, ≥ 9 to &lt; 12 and ≥ 12 to 15 years, female), and the percentiles 2.5 (2.5th) and 97.5 (97.5th) were calculated. Results: The mean UrA was 3.7 ± 1.03 mg/dl (boys) and 3.58 ± 0.91 mg/dl (girls) (p = 0.0113). Considering the age ranges, the mean UrA was increasing and higher for boys (p = 0.0024, for the 3rd age range). For girls, the UrA increased progressively and significantly in the age ranges (p ≤ 0.005). According to the 97.5th, there was statistical difference only in the third range between sexes (p = 0.002). For comparisons between age ranges, UrA 97.5th also increased for boys and girls (p ≤ 0.05). According to the 97.5th, 26 students presented hUrA. Conclusion: According to the results, stratification by age ranges and sex, in addition to the 97.5th as concentration threshold, was important for evaluation of serum levels of UrA in children and adolescents.<hr/>RESUMO Introdução: O ácido úrico (AUr) é um produto do catabolismo das purinas, e a hiperuricemia (hAUr) associa-se a fatores de risco para doenças cardiometabólicas. Objetivo: Avaliar a concentração de AUr em crianças e adolescentes. Métodos: Estudo transversal com 623 estudantes eutróficos (5 a 15 anos de idade; 9,9 ± 2,7 anos; 52% meninas). Foi coletado sangue (jejum 12-14 h) para análise de parâmetros laboratoriais e foram aferidas pressão arterial e medidas antropométricas. AUr foi estratificado segundo sexo e faixas etárias (5 a &lt; 10, ≥ 10 a &lt; 13 e ≥ 13 a 15 anos, masculino; 5 a &lt; 9, ≥ 9 a &lt; 12 e ≥ 12 a 15 anos, feminino) e foram calculados os percentis 2,5 (2,5th) e 97,5 (97,5th). Resultados: A média de AUr foi de 3,7 ± 1,03 mg/dl (meninos) e 3,58 ± 0,91 mg/dl (meninas) (p = 0,0113). Considerando as faixas etárias, a média de AUr foi crescente e superior nos meninos (p = 0,0024, para terceira faixa). Nas meninas, o AUr aumentou progressiva e significativamente nas faixas etárias (p ≤ 0,005). Segundo o 97,5th, houve diferença estatística somente na terceira faixa entre os sexos (p = 0,002). Nas comparações entre faixas etárias, o 97,5th do AUr também aumentou para meninos e meninas (p ≤ 0,05). Segundo o 97,5th, 26 estudantes apresentaram hAUR. Conclusão: A estratificação por faixas etárias e sexo, além do 97,5th como limiar de concentração, foi importante para avaliação da concentração sérica do AUr em crianças e adolescentes. <![CDATA[Análise genotípica de aspartil proteases secretórias em isolados vaginais de <em>Candida albicans</em>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-24442018000100028&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Introduction: Candida albicans is the most common etiologic agent of fungal vaginitis. These yeasts produce secreted aspartyl proteinases encoded by a family of 10 genes (SAP1-10). Objective: The purpose of this study was to analyze the presence of genes SAP1-7 in vulvovaginal C. albicans. Materials and method: The study included 26 C. albicans vaginal isolates. Detection of aspartyl proteases genes (SAP1-7) was performed by polymerase chain reaction (PCR). Results: The most frequent gene in C. albicans isolated from colonization was SAP6 (93.33%), and from infection, SAP7 (100%). We observed a statistical difference (p = 0.049) in SAP1 gene frequency between isolates from vulvovaginal colonization and infection. Conclusion: High frequency of SAP genes was observed in vulvovaginal C. albicans. The results suggest SAP1 participation in vulvovaginal candidiasis infection.<hr/>RESUMO Introdução: Candida albicans é o principal agente etiológico das vaginites fúngicas. Essas leveduras produzem aspartil proteases secretórias que são codificadas por uma família de 10 genes (SAP1-10). Objetivo: O objetivo deste estudo foi avaliar a presença dos genes SAP1-7 em linhagens vulvovaginais de C. albicans. Materiais e método: O estudo incluiu 26 isolados vaginais de C. albicans. Os genes de aspartil proteases (SAP1-7) foram detectados por reação em cadeia da polimerase (PCR). Resultados: O gene mais frequente em C. albicans isolado de colonização foi SAP6 (93,33%), e de infecção, SAP7 (100%). Foi observada diferença estatística (p = 0,049) na frequência do gene SAP1 entre isolados oriundos de colonização e infecção vulvovaginal. Conclusão: Constatou-se alta frequência dos genes SAP em linhagens vaginais de C. albicans. Os resultados sugerem uma participação de SAP1 no processo infeccioso da candidíase vulvovaginal. <![CDATA[Atividade de carbapenêmicos e tigeciclina diante de <em>Escherichia coli</em> e <em>Klebsiella</em> spp. produtoras de ESBL]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-24442018000100034&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT The indiscriminate use of carbapenems in the fight against multidrug resistant Gram-negative bacteria leads to the emergence of resistance to these antimicrobial agents. We examine the in vitro activity of carbapenems and tigecycline against ESBL-producing E. coli and Klebsiella spp. isolated in a single hospital at two different periods eight years apart. Overall resistance to carbapenems ranged from 18.7% in 2007 to 19.1% in 2015/2016. We found no isolates resistant to tigecycline, but two intermediary profiles in the 2015/2016 period. Tigecycline is an important option for treating multidrug resistant Gram-negative infections and helps in the fight against global dissemination of resistance to carbapenems.<hr/>RESUMO O uso indiscriminado de carbapenêmicos na luta contra bactérias Gram-negativas multirresistentes favorece o aparecimento de resistência a esses agentes antimicrobianos. Examinamos a atividade in vitro de carbapenêmicos e tigeciclina em Escherichia coli e Klebsiella spp. isolados de um único hospital, em dois períodos diferentes, separados por oito anos. A resistência aos carbapenêmicos variou de 18,7% em 2007 a 19,1% em 2015/2016. Não encontramos isolados resistentes a tigeciclina, mas dois isolados intermediários no período 2015/2016. A tigeciclina é uma importante opção de tratamento para infecções causadas por bactérias Gram-negativas multirresistentes e ajuda na luta contra a disseminação da resistência aos carbapenêmicos. <![CDATA[Aumento dos níveis de quitotriosidase em um paciente com síndrome de Alagille: associação ou coincidência?]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-24442018000100037&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT We describe a case of a patient with Alagille syndrome (AS) presenting an increased level of the enzyme chitotriosidase (ChT), evaluating factors that could justify the relationship between AS and ChT. He was a male patient with cholestatic jaundice, facial dysmorphia and congenital heart disease who presented a brief septicemia. He underwent liver biopsy and analyses for inborn errors of metabolism that respectively showed ductopenia and increased levels of ChT. This increase could be potentially explained by inflammatory and infectious processes, or even by AS itself.<hr/>RESUMO Descrevemos o caso de um paciente do sexo masculino com síndrome de Alagille (SA), o qual manifestou aumento do nível da enzima quitotriosidase (ChT). Avaliamos os fatores que pudessem justificar a relação entre AS e ChT. O paciente apresentou icterícia colestática, tinha dismorfias faciais, cardiopatia congênita e manifestou um breve quadro de septicemia. Foi submetido à biópsia de fígado e análises para erros inatos do metabolismo que mostraram, respectivamente, ductopenia e aumento dos níveis de ChT. Esse aumento poderia ser potencialmente explicado por processos infecciosos e inflamatórios, ou mesmo pela própria SA. <![CDATA[Aplicação do emblocado em parafina ou cell block na rotina diagnóstica de biópsia aspirativa por agulha fina de tireoide]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-24442018000100040&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Introduction: Various preparations can be used in diagnostic cytology, including conventional smears (CS), liquid-based preparations (LBP) and cell block (CB). Objective: The aim of this study is to evaluate the quality of CB preparations in addition to conventional cytological specimens in cases of fine-needle aspiration biopsy (FNAB) of thyroid nodules in diagnostic routine. Method: One hundred and six consecutive cases of FNAB routine thyroid nodules were independently evaluated by two cytopathologists (Obs1 and Obs2) on the cellularity of SM, LBP and CB. Results: The cellularity was rich/moderate in 56 (52.8%) CBs for both observers. LBP showed rich/moderate cellularity in 86 (81.1%) cases for Obs1 and 91 (85.8%) for Obs2; among these cases, CB showed the same cellularity in 52/86 (60.4%) cases for Obs1 and 54/91 (59.3%) for Obs2. SM showed rich/moderate cellularity in 86 (81.1%) cases for Obs1 and 87 (82%) for Obs2; among these cases, CB showed the same cellularity in 48/86 (55.8%) cases for Obs1 and 54/87 (62%) for Obs2. CB cellularity was higher than that in LBP in only five cases for Obs1 and three for Obs2. LBP was assessed as low/absent in only five (4.7%) and six (5.6%) cases for Obs1 and Obs2, respectively. Conclusion: CB can be routinely used as additional specimen in material obtained from thyroid nodules FNAB, without adversely affecting LBP specimens, enabling the conduction of further immunohistochemical and molecular studies.<hr/>RESUMO Introdução: Vários preparados podem ser utilizados na citologia diagnóstica, como esfregaços (SM), preparados do tipo meio líquido (ML) e emblocado em parafina ou cell block (CB). Objetivo: Avaliar a qualidade do CB, além dos espécimes citológicos convencionais, em casos de biópsia aspirativa por agulha fina (BAAF) de nódulos de tireoide na rotina diagnóstica. Método: Cento e seis casos consecutivos de BAAF de nódulos de tireoide foram avaliados independentemente por dois citopatologistas (Obs1 e Obs2) quanto à celularidade dos preparados de SM, ML e CB. Resultados: A celularidade foi rica/moderada em 56 (52,8%) CB para ambos observadores. ML mostrou celularidade rica/moderada em 86 (81,1%) casos para o Obs1 e 91 (85,8%) para o Obs2; desses casos, CB mostrou a mesma celularidade em 52/86 (60,4%) casos para o Obs1 e 54/91 (59,3%) para o Obs2. SM mostrou celularidade rica/moderada em 86 (81,1%) casos para o Obs1 e 87 (82%) para o Obs2; desses casos, CB apresentou a mesma celularidade em 48/86 (55,8%) casos para o Obs1 e 54/87 (62%) para o Obs2. A celularidade do CB foi maior do que a do ML em apenas cinco casos para o Obs1 e três para o Obs2. ML foi avaliado como escasso/ausente em apenas cinco (4,7%) e seis (5,6%) casos para os Obs1 e Obs2, respectivamente. Conclusão: CB pode ser utilizado rotineiramente como espécime adicional no material obtido de BAAF de nódulos de tireoide, sem prejuízo dos espécimes de meio líquido, o que possibilita a realização de estudo complementar, principalmente imuno-histoquímico e molecular. <![CDATA[Papilomavírus humano e coinfecção por <em>Chlamydia trachomatis</em>, <em>Gardnerella vaginalis</em> e <em>Trichomonas vaginalis</em> em amostras autocoletadas de mulheres profissionais do sexo da região Centro-Oeste do Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-24442018000100046&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Introduction: Human papillomavirus (HPV) is intimately associated with cervical cancer, and the presence of coinfections, such as with Chlamydia trachomatis, Gardnerella vaginalis and Trichomonas vaginalis, may potentiate or facilitate HPV infection. Female sex workers are considered vulnerable to the acquisition of these infections due to exposure to risk factors. Objective: To determine HPV infection, viral types and coinfections in self-collected samples from female sex workers. Methods: Self-collected samples from female sex workers, of vaginal canal and uterine cervix, were subjected to HPV-deoxyribonucleic acid (DNA) detection, viral genotyping by type-specific polymerase chain reaction (PCR), restriction fragment length polymorphism (RFLP), and the detection of coinfection. Results: HPV-DNA was detected in 19.4% of the samples, and HPV 31, 6, and 53 were the most frequently detected types. There was a predominance of high-risk oncogenic HPV (HR-HPV) and a strong presence of simultaneous infections with multiple HPV types (84.6%). Coinfections with both HPV and C. trachomatis, and HPV and G. vaginalis were detected. The variables that were statistically associated with HPV infection and the presence of multiple infections were non-use of condoms and non-compliance with regular cervical cytology screening. Conclusion: The results highlight the importance of more comprehensive studies among vulnerable populations, aiming to establish measures to raise awareness about the risks of contracting sexually transmitted infections, as well as to support future studies for introducing HPV vaccines with wider coverage of viral types.<hr/>RESUMO Introdução: O papilomavírus humano (HPV) está intimamente associado ao câncer cervical, e a presença de coinfecções, como por Chlamydia trachomatis, Gardnerella vaginalis e Trichomonas vaginalis, pode potencializar ou facilitar a infecção por HPV. As mulheres profissionais do sexo são consideradas vulneráveis à aquisição dessas infecções devido à exposição aos fatores de risco. Objetivo: Determinar a infecção por HPV, os tipos virais e as coinfecções em amostras autocoletadas de mulheres profissionais do sexo. Métodos: Amostras autocoletadas de mulheres profissionais do sexo, do canal vaginal e da cérvice uterina, foram submetidas a detecção do HPV-ácido desoxirribonucleico (DNA), genotipagem viral por reação em cadeia da polimerase (PCR) tipo específica e restriction fragment length polymorphism (RFLP) e detecção de coinfecção. Resultados: O HPV-DNA foi detectado em 19,4% das amostras, sendo os tipos HPV 31, 6 e 53 os mais frequentes. Houve predominância de HPV de alto risco (HR-HPV) e elevada presença de infecções múltiplas (84,6%). A presença de coinfecções foi observada tanto para HPV e C. trachomatis quanto para HPV e G. vaginalis. Observou-se também que mulheres profissionais do sexo que não fazem uso de preservativos e aquelas que não realizam o exame citológico rotineiramente estão predispostas à aquisição da infecção causada pelo HPV. Conclusão: Os resultados obtidos ressaltam a importância de estudos mais abrangentes entre as populações vulneráveis, objetivando estabelecer medidas para a conscientização sobre os riscos de aquisição das infecções sexualmente transmitidas, bem como auxiliar estudos futuros para introdução de vacinas contra o HPV com maior cobertura de tipos virais. <![CDATA[Pigmentações orais na síndrome de Laugier-Hunziker: relato de caso e revisão dos critérios de diagnóstico]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-24442018000100052&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Laugier-Hunziker syndrome (LHS) is a rare mucocutaneous disorder, of unknown etiology, characterized by multiple hyperpigmented macules, dispersed mostly on the oral mucosa, occasionally associated with longitudinal ridging of the nails. The diagnosis requires exclusion of other conditions, such as Addison's disease and Peutz-Jeghers syndrome. We report a case of a 34-year-old male patient, presenting with hyperpigmented macules on the lips, buccal mucosa and palate, as well as mild dark striations on toenails. After careful clinical and laboratorial investigations, the diagnosis of LHS was established. Given the lack of aesthetic complaints and symptoms, no treatment was necessary.<hr/>RESUMO A síndrome de Laugier-Hunziker (SLH) é uma rara desordem mucocutânea, de etiologia indeterminada, caracterizada por múltiplas máculas hiperpigmentadas, dispersas principalmente na mucosa oral, por vezes associadas a estrias longitudinais nas unhas. O diagnóstico requer exclusão de condições como doença de Addison e síndrome de Peutz-Jeghers. Descrevemos o caso de um paciente do sexo masculino, 34 anos, com presença de máculas hiperpigmentadas em lábios, mucosa jugal e palato, além de discretas estrias enegrecidas nas unhas dos pés. Após minuciosa investigação clínica e laboratorial, foi estabelecido o diagnóstico de SLH. Dada a ausência de queixas estéticas e sintomatologia, nenhum tratamento foi necessário.