Scielo RSS <![CDATA[Journal of Epilepsy and Clinical Neurophysiology]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1676-264920090004&lang=en vol. 15 num. 4 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <link>http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-26492009000400001&lng=en&nrm=iso&tlng=en</link> <description/> </item> <item> <title/> <link>http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-26492009000400002&lng=en&nrm=iso&tlng=en</link> <description/> </item> <item> <title><![CDATA[<b>Long-term evaluation of physical activity habits after epilepsy surgery</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-26492009000400003&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVES: Studies have shown that people with epilepsy have a low degree of participation in physical activities. The purpose of this study was to assess the physical exercise habits in patients after epilepsy surgery using a standardized questionnaire. MMETHODOLOGY: The study population consisted of 102 patients submitted to cortico-amigdalo-hippocampectomy. A questionnaire was designed to assess physical activities participation before and after surgery. Patients were classified as physically active, inadequately active or sedentary. The questionnaire was applied pre-operatively and after a mean of 47 months post-operatively. RESULTS: Forty eight per cent of the patients participated in physical activities before surgery and 56% of them did so post-operatively. No considerable changes in physical activity participation were observed after surgery. Additionally, the frequency they needed supervision during exercise, were advised by a physician not to practice exercise or cautioned by a relative or friend against participation in sports did not change significantly after successful epilepsy surgery. Less exercise-related seizures occurred postoperatively. CONCLUSION: Difficulties adapting to seizure freedom and psychosocial and psychiatric co-morbidity might be important factors interfering in these physical activity habits. A multidisciplinary approach might be the only way to try to alter some aspects of these patients' postoperative life style.<hr/>OBJETIVOS: Estudos têm mostrado que pessoas com epilepsia apresentam um baixo grau de participação em atividades físicas. O objetivo deste estudo foi verificar os hábitos de atividade em pacientes após cirurgia de epilepsia utilizando um questionário. METODOLOGIA: A população estudada consistiu de 102 pacientes submetidos a cortiço-amigdalo-hipocampectomia. O questionário verificou a participação de atividades físicas antes e depois da cirurgia. Os pacientes foram classificados como ativos, inadequadamente ativos ou sedentários. O questionário foi aplicado antes da cirurgia e depois de um período médio de 47 meses da cirurgia. RESULTADOS: Quarenta e oito por cento dos pacientes participaram de atividades físicas antes da cirurgia e 56% deles após a cirurgia. Não foram observadas alterações significantes na participação de atividades físicas após a cirurgia. Ainda, a frequência de supervisão durante o exercício físico, aconselhamento por um médico, familiares ou amigos em não praticarem exercícios físicos ou atividades esportivas não alterou significantemente depois da cirurgia bem sucedida. Menos crises induzidas por exercício ocorreram no período pós-operatório. CONCLUSÃO: Dificuldades em se adaptarem a ausência de crises ou co-morbidades psicosocial e psiquiátrica podem ser fatores importantes que interferem nos hábitos de atividade física. Uma ação multidisciplinar poderia ser uma estratégia importante para tentar alterar alguns aspectos do estilo de vida destes pacientes após a cirurgia de epilepsia. <![CDATA[<b>Transcultural adaptation for brazilian portuguese of <i>The Epilepsy Beliefs and Attitudes Scale (Ebas) - Adult Version</i></b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-26492009000400004&lng=en&nrm=iso&tlng=en INTRODUÇÃO: o desconhecimento acerca da epilepsia tem fomentado o interesse em desenvolver ferramentas voltadas para detecção das crenças e atitudes da comunidade em geral acerca da doença. OBJETIVO: apresentar o processo de adaptação transcultural do instrumento The Epilepsy Beliefs and Attitudes Scale (EBAS) - Adult Version e uma versão em português para uso no Brasil. MÉTODO: o processo de adaptação envolveu a equivalência conceitual, de itens, semântica e operacional. RESULTADOS: os conceitos apreendidos foram considerados pertinentes à nossa cultura e seus itens adequados quanto à sua capacidade de representar tais conceitos na população-alvo, além de apresentar boa equivalência semântica entre a versão final em português e o original. CONCLUSÃO: o instrumento mostrou-se adequado para uso na população em geral e seus resultados serão revistos em estudos futuros a luz de avaliações psicométricas.<hr/>INTRODUCTION: the lack of knowledge about epilepsy has boosted the interest to develop instruments aimed for the detection of beliefs and attitudes of the community in general about the disease. OBJECTIVE: to carry out the transcultural adaptation of the instrument The Epilepsy Beliefs and Attitudes Scale (EBAS) - Adult Version and a version in Brazilian Portuguese. METHOD: the transcultural adaptation involved the conceptual, items, operational and semantic equivalences. RESULTS: the concepts were considered relevant to our culture and the items as appropriate to their ability to represent these concepts in the target population. It was possible establish high-quality semantic equivalence between the Brazilian Portuguese-language final version and the original. CONCLUSION: the instrument proved to be suitable for use in the general population and the results will be reevaluated in the light of forthcoming psychometric analysis. <![CDATA[<b>Anticonvulsant property of <i>N</i>-salicyloyltryptamine</b>: <b>evidence of enhance of central GABAergic neurotransmission</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-26492009000400005&lng=en&nrm=iso&tlng=en AIM: In the present study we verified the anticonvulsant properties of the new tryptamine analogue, N-salicyloyltryptamine (NST), in rodents. METHODS AND RESULTS: In the evaluation of the anticonvulsant activity, NST protected the animals from the incidence of seizures induced by pentylenetetrazole (PTZ) and picrotoxin (PIC), in doses of 100 and 200 mg/kg. NST (100 and 200 mg/kg, i.p.) significantly eliminated the extensor reflex of maximal electric-induced seizure tests in 40% of the experimental animals. However, in the PTZ model FLU (10 mg/kg, i.p.), an antagonist of the benzodiazepine (BZD) site in the GABA A-BZD receptor complex, inhibited the prolongation of seizure latency induced by NST. CONCLUSION: Our results demonstrated an anticonvulsant activity of the new analogue that could be, at least in part, associated to the involvement of the GABAergic mechanism.<hr/>OBJETIVO: O presente estudo buscou avaliar o possível efeito anticonvulsivante do novo análogo da triptamina, N-saliciloiltriptamina (NST), em roedores. MÉTODOS E RESULTADOS: Na avaliação do efeito anticonvulsivante, os animais tratados com NST (100 e 200 mg/kg, i.p.) foram protegidos de maneira estatisticamente significativa (p<0,05) quanto a latência e incidência do aparecimento das convulsões induzidas pela administração do pentilenotetrazol (PTZ) e da picrotoxina (PIC). O efeito protetor do NST nas convulsões induzidas pelo PTZ foi revertido pela administração do flumazenil (10 mg/kg, i.p.), um antagonista dos receptores GABA-benzodiazepínicos (GABA A-BZD). A administração de NST (100 e 200 mg/kg, i.p.) protegeu de forma estatisticamente significativa (p < 0,05) os animais no teste das convulsões induzidas pelo eletrochoque-auricular em camundongos. CONCLUSÃO: Os resultados do presente estudo sugerem que o efeito anticonvulsivante de NST está associado, pelo menos em parte, ao sistema GABAérgico. <![CDATA[<b>IV Latin-American Summer School on Epilepsy</b>: <b>special call to the brazilian epileptologists</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-26492009000400006&lng=en&nrm=iso&tlng=en INTRODUÇÃO: Produzir tratamentos novos e efetivos aliados à prevenção adequada das epilepsias, a doença neurológica crônica grave mais comum e que acomete aproximadamente 1% da população mundial, deve ser o principal objetivo dos sistemas de saúde de uma nação. OBJETIVOS: Nesse sentido, o principal objetivo de nosso artigo é divulgar a IV Escola Latino-Americana de Verão em Epilepsia entre os epileptologistas brasileiros.<hr/>INTRODUCTION: The development of new treatments and effective means to prevent the epilepsies, the most prevalent neurological disorder and that affects around 1% of worldwide population, must be the main goal of the health systems of a nation. OBJETIVES: Following these reasoning, the goal of our article is to promote the IV Latin-American Summer School on Epilepsy (LASSE) among Brazilian epileptologists. <![CDATA[<b>Educational aspects of epilepsy</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-26492009000400007&lng=en&nrm=iso&tlng=en INTRODUÇÃO: A epilepsia é uma condição neurológica comum, mas infelizmente ainda tem lacunas no conhecimento, no diagnóstico e no tratamento, apresentando inúmeras repercussões econômicas e psicossociais. OBJETIVO E METODOLOGIA: Este artigo enfatiza o aspecto educacional da epilepsia, partindo do pressuposto de que ainda falta muita informação sobre epilepsia para a sociedade, e isso inclui profissionais em geral (da saúde, da educação, da área social), pessoas da comunidade, pacientes, familiares e também a mídia em geral. RESULTADOS E CONCLUSÃO: Diante deste cenário, a Comissão de Ensino da Liga Brasileira de Epilepsia pretende promover um processo de ampliação do entendimento médico e psicossocial da epilepsia, com ações que enfatizem a formação de pessoas capacitadas para o manejo desta condição.<hr/>INTRODUCTION: Epilepsy is a common neurological condition. Unfortunately there are gaps in knowledge, diagnosis and treatment, and these have impact on economy and psychosocial well being of patients. PURPOSE AND METHODOLOGY: This article discusses the educational aspect of epilepsy, assuming that society in general knows very little about epilepsy, including professionals in general (health, education and social areas), patients and their families. RESULTS AND CONCLUSION: The Education Committee of Brazilian Branch of International League Against Epilepsy aims to promote improvement of knowledge on medical and psychosocial aspects of epilepsy through proposals that can be implemented in order to bring epilepsy out of the shadows. <![CDATA[<b>Stereoelectroencephalography in the era of imaging guide surgery</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-26492009000400008&lng=en&nrm=iso&tlng=en INTRODUÇÃO: A estereoeletroencefalografia (E-EEG), conforme introduzida na década de 50 por Talairach, é um método invasivo de análise tridimensional da zona epilpeptogênica, baseado na técnica de implantação intracraniana de eletrodos de profundidade (EP). O advento das modernas técnicas de cirurgia guiadas por imagem revolucionaram a técnica de implantação dos EP. OBJETIVO: O objetivo deste artigo é discutir os princípios da E-EEG e sua evolução, desde a era Talairach até a era atual, da cirurgia guiada por imagem, e suas perspectivas futuras. CONCLUSÕES: Embora os princípios gerais da E-EEG tenham permanecidos intactos ao longo dos anos, a implantação de EP, que é a técnica cirúrgica que viabiliza este método, sofreu uma tremenda evolução ao longo das últimas três décadas devido ao advento das modernas técnicas de imagem, de sistemas de computação e das novas técnicas estereotáxicas. O uso de sistemas robotizados, a evolução constante das técnicas de imagem e computação e a utilização de EP com sondas para micro diálise associados a si, abre no futuro uma enorme perspectiva para a aplicação dos EP e da E-EEG, tanto para uso investigativo como terapêutico. A descoberta de novos alvos, em localizações profundas e a fabricação de eletrodos "inteligentes", poderá incrementar, num futuro próximo, a necessidade do uso deste método.<hr/>INTRODUCTION: The stereoelectroencephalography (SEEG), introduced by Talairach in 50', is an invasive method of tridimensional analysis of epileptogenic zone based on the intracranial placement of depth electrodes (DE). The advent of modern imaging guided surgery had a tremendous impact in DE implantation techniques. OBJETIVE: The aim of this article is to discuss the main principles of SEEG and its evolution along the years since Talairach era until the imaging guide surgery era, with its new perspectives. CONCLUSIONS: Although the main principles of SEEG have remained intact, the placement of depth electrodes (DE) which is the surgical technique that supports this method has suffered a tremendous evolution along the last three decades due the advent of the modern imaging, the computer systems and the new stereotactic techniques. The use of robotic, the new imaging and computed systems and the use of probes of micro dialise adaptated to EP opened a tremendous perspective to DE and SEEG application as an investigative and therapeutical method. The discovery of new targets in deep brain localization and the manufacturing of "smart" DE, can increment, in a near future, the number of indications to this method. <![CDATA[<b>Benign focal seizures of adolescence and neuropsychological findings in patients from community</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-26492009000400009&lng=en&nrm=iso&tlng=en RATIONALE: Benign focal seizures of adolescence (BFSA) described by Loiseau et al in 1972, is considered a rare entity, but maybe underdiagnosed. Although mild neuropsychological deficits have been reported in patients with benign epilepsies of childhood, these evaluations have not so far been described in BFSA. The aim of this study is to evaluate neuropsychological functions in BFSA with new onset seizures (<12 months). METHODS: Eight patients with BFSA (according to Loiseau et al, 1972, focal or secondarily tonic clonic generalized seizures between the ages of 10-18 yrs., normal neurologic examination, normal EEG or with mild focal abnormalities) initiated in the last 12 months were studied between July 2008 to May 2009. They were referred from the Pediatric Emergency Section of the Hospital Universitário of the University of Sao Paulo, a secondary care regionalized facility located in a district of middle-low income in Sao Paulo city, Brazil. The study was approved by the Ethics Committee of the Institution. All patients performed neurological, EEG, brain CT and neuropsychological evaluation which consisted of Raven's Special Progressive Matrices - General and Special Scale (according to different ages), Wechsler Children Intelligence Scale-WISC III with ACID Profile, Trail Making Test A/B, Stroop Test, Bender Visuo-Motor Test, Rey Complex Figure, Rey Auditory Verbal Learning Test-RAVLT, Boston Naming Test, Fluency Verbal for phonological and also conceptual patterns - FAS/Animals and Hooper Visual Organization Test. For academic achievement, we used a Brazilian test for named "Teste do Desempenho Escolar", which evaluates abilities to read, write and calculate according to school grade. RESULTS: There were 2 boys and 6 girls, with ages ranging from 10 yrs. 9 m to 14 yrs. 3 m. Most (7/8) of the patients presented one to two seizures and only three of them received antiepileptic drugs (AEDs). Six had mild EEG focal abnormalities and all had normal brain CT. All were literate, attended regular public schools and scored in a median range for IQ, and seven showed discrete higher scores for the verbal subtests. There were low scores for attention in different modalities in six patients, mainly in alternated attention as well as inhibitory subtests (Stroop test and Trail Making Test part B). Four of the latter cases who showed impairment both in alternated and inhibitory attention were not taking AEDs. Visual memory was impaired in five patients (Rey Complex Figure). Executive functions analysis showed deficits in working memory in five, mostly observed in Digits Indirect Order and Arithmetic tests (WISC III). Reading and writing skills were below the expected average for school grade in six patients according to the achievement scholar performance test utilized. One patient of this series who had the best scores in all tests was taking phenobarbital. CONCLUSIONS: Neuropsychological imbalance between normal IQ and mild dysfunctions such as in attention domain and in some executive abilities like working memory and planning, as well as difficulties in visual memory and in reading and writing, were described in this group of patients with BFSA from community. This may reflect mild higher level neurological dysfunctions in adolescence idiopathic focal seizures probably caused by an underlying dysmaturative epileptogenic process. Although academic problems often have multiple causes, a specific educational approach may be necessary in these adolescents, in order to improve their scholastic achievements, helping in this way, to decrease the stigma associated to epileptic seizures in the community.<hr/>INTRODUÇÃO: Crises focais benignas do adolescente (CFBA) descritas por Loiseau et al. em 1972, são consideradas raras, mas podem ser subdiagnosticadas. Déficits neuropsicológicos leves foram relatados em pacientes com epilepsias benignas da infância, mas até o momento tais avaliações não foram descritas na CFBA. O objetivo deste estudo é avaliar as funções neuropsicológicas na CFBA de início recente (<12 meses). MÉTODOS: Oito pacientes com CFBA (segundo Loiseau et al. 1972, caracterizada por crises focais ou secundariamente tonico-clonico-generalizadas entre as idades de 10 a 18 anos), iniciadas nos últimos 12 meses, com exame neurológico normal, EEG normal ou com anormalidades focais, tomografia de crânio normal no período de Julho de 2008 a Maio de 2009. Os pacientes foram encaminhados do Setor de Emergência Pediátrica do Hospital Universitário da Universidade de São Paulo, que é hospital de atendimento secundário regionalizado localizado em um distrito de classe média da cidade de São Paulo, SP. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética da Instituição. Todos pacientes realizaram exame neurológico, EEG e tomografia de crânio. A avaliação neuropsicológica consistiu dos seguintes testes: Matrizes Progressivas Especiais do Raven - Escala Geral e Especial (de acordo com as diferentes idades), Escala de Inteligência Wechsler para crianças - WISC III - com perfil ACID, Teste Trail Making A/B, Teste de Stroop, Teste Visuo-Motor de Bender, Figura Complexa de Rey, Teste de Aprendizado Auditivo Verbal de Rey - RAVLT, Teste de Nomeação de Boston, Teste de Fluência Verbal para padrões fonológicos e conceptuais-FAS/Animais e Teste de Organizacão Visual de Hooper. Para o desempenho escolar, foi usado o teste brasileiro chamado "Teste do Desempenho Escolar", que avalia as habilidades de leitura, escrita de acordo com o grau de escolaridade. RESULTADOS: Foram estudados seis pacientes do sexo feminino e dois, do masculino, com idades variando de 10 anos e 9 meses a 14 anos e 3 meses. A maioria (7/8) dos pacientes apresentou uma a duas crises e somente três receberam drogas antiepilépticas (DAEs). Seis pacientes apresentaram anormalidades focais leves no EEG. Todos estavam alfabetizados, frequentavam escolas regulares do sistema público e apresentaram avaliação de Quociente Intelectual na faixa média para idade e sete mostravam discretos valores maiores nos subtestes verbais. Havia valores menores para atenção em diferentes modalidades em seis pacientes, especialmente na atenção alternada e no controle inibitório (Testes Stroop-like e Trail Making parte B). Quatro dos últimos casos que mostraram prejuízo tanto na atenção alternada como inibitória não estavam tomando DAEs. A memória visual estava prejudicada em cinco pacientes (Figura Complexa de Rey). As funções executivas mostraram déficits na memória operacional em cinco, especialmente observados nos subtestes de Aritmética e na Ordem Indireta de Dígitos (WISC III). A leitura e escrita estavam abaixo da média esperada para a série escolar segundo o teste de desempenho escolar utilizado, em seis pacientes. Um dos pacientes que apresentava os maiores valores do grupo em todos os testes estava recebendo fenobarbital. CONCLUSÕES: Uma desproporção entre QI normal e disfunções neuropsicológicas leves tais como na esfera atencional e em algumas funções executivas como memória operacional e planejamento de ação, assim como na memória visual e problemas acadêmicos na leitura e escrita, foram descritos neste grupo de pacientes com CBFA da comunidade. Isto pode refletir disfunções neuropsicológicas leves em pacientes com crises idiopáticas do adolescente provavelmente causadas por um processo epileptogênico dismaturativo sobrejacente. Embora problemas acadêmicos escolares frequentemente apresentem múltiplas causas, uma abordagem educacional específica pode ser necessária nestes adolescentes, a fim de melhorar seu desempenho, ajudando desta forma a minimizar o estigma associado às crises epilépticas na comunidade. <![CDATA[<b>Adherence to treatment in patients with juvenile myoclonic epilepsy</b>: <b>correlation with quality of life and adverse effects of medication</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-26492009000400010&lng=en&nrm=iso&tlng=en PURPOSE: To study the adherence to clinical treatment in patients with Juvenile Myoclonic Epilepsy (JME) and its correlation to Quality of Life (QOL) scores, and antiepileptic drugs (AEDs) adverse effects. METHODS: Forty-three JME (ILAE,1989) outpatients in regular treatment were evaluated by clinical anamnesis and EEG/video-EEG at Hospital São Paulo, UNIFESP, Brazil. They answered a self-report questionnaire assessing adherence to treatment (scores 0 to 100), with higher scores meaning poorer adherence; Quality of Life in Epilepsy-31 (QOLIE-31) Brazilian validated version (scores 0 to 100), and the Adverse Events Profile (AEP), scores 19 to 76, in which scores ≥45 indicate toxicity; values less than 0.05 were considered statistically significant. RESULTS: Sixteen patients (37,2%) were on monotherapy, while 26 (60.4%) on polytherapy. Twenty-two (48%) had experienced a seizure in the preceding three months of the survey. Mean adherence to treatment score was 68.5. AEP scores ≤45 were observed in 38 (88.3%), and 29 (67.4%) reported spontaneous adverse effects with AEDs. The most common adverse effects were sleepiness in 11(13.8%), and restlessness in 7(8.8%).QOLIE-31 highest mean score was 79.0 (Social Function), and the lowest 33.0 (Seizure Worry). Adherence to treatment presented good correlation to better QOL scores (Pearson<0.05), while higher AEP scores indicated poorer adherence (Pearson<0.05). CONCLUSIONS: Adherence to treatment showed high correlation to better QOL. The presence of adverse effects was negatively associated with adherence.<hr/>OBJETIVOS: Este estudo teve como objetivo avaliar a adesão ao tratamento com drogas antiepilépticas (DAEs) em pacientes com Epilepsia Mioclônica Juvenil (EMJ) e correlacionar com a Qualidade de Vida (QV) e com os efeitos adversos à medicação. METODOLOGIA: A amostra foi composta de 43 pacientes com diagnóstico clínico e eletrográfico (EEG/Vídeo-EEG) de EMJ (ILAE,1989), em tratamento regular no Hospital São Paulo, UNIFESP, Brasil. Todos os pacientes responderam a um questionário de adesão ao tratamento (escores de 0-100), em que escores mais elevados evidenciavam uma pobre adesão ao tratamento. Para avaliar a QV foi utilizada a versão brasileira validada do Quality of Life in Epilepsy Inventory 31 (QOLIE-31); os efeitos adversos das DAEs foram avaliados através do Adverse Events Profile (AEP), escores de 19 a 76, no qual escores ≥45 indicam toxicidade. Foram considerados significantes os valores de p<0,05. RESULTADOS: Dezesseis pacientes (37,2%) estavam em monoterapia e 26 (60,4%), em politerapia; 22 (48%) tiveram uma crise nos últimos três meses antes da entrevista. A média de adesão ao tratamento foi 68.5. Foram observados escores ≤45 em 38 (88.3%) no AEP e 29 (67.4%) apresentaram queixas espontâneas em relação ao uso das DAEs. Os efeitos adversos mais comuns foram sonolência em 11 (13,8%) e inquietação em 7 (8,8%). A maior média do QOLIE-31 foi 79,0 (Funcionamento Social), e a mais baixa 33,0 (Preocupação com as Crises). A adesão ao tratamento apresentou correlação estatística com valores melhores na QV enquanto valores elevados no AEP indicaram pior adesão (Pearson <0,05). CONCLUSÃO: A adesão ao tratamento mostrou alta correlação com uma melhor QV. A presença de efeitos adversos foi negativamente associada com a adesão ao tratamento.