Scielo RSS <![CDATA[RAE eletrônica]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1676-564820060001&lang=en vol. 5 num. 1 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<B>Editorial</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-56482006000100001&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<b>Surprise and the formation of consumer satisfaction</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-56482006000100002&lng=en&nrm=iso&tlng=en O artigo apresenta o teste de um novo modelo, teoricamente lastreado, da influência das surpresas positiva e negativa no processo de formação da satisfação. Os resultados de uma pesquisa survey demonstram uma influência negativa da surpresa negativa na satisfação, totalmente mediada pelo afeto negativo, e uma influência positiva da surpresa positiva na satisfação, totalmente mediada pelo afeto positivo. O artigo contribui para o entendimento das principais emoções que determinam a satisfação, com foco na surpresa, que pode ter valência tanto positiva quanto negativa.<hr/>The article proposes a new theoretical model based on the influence of both, negative and positive surprise, upon the consumer satisfaction formation process. An empirical survey found a negative influence of negative surprise, mediated by negative effect, and a positive influence of positive surprise on satisfaction, also mediated by positive effect. Discussion of the results and implications for further research are presented. <![CDATA[<b>Articulating strategy and the development of managerial skills</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-56482006000100003&lng=en&nrm=iso&tlng=en No desafio de articular estratégias e competências gerenciais, a dinâmica interna da empresa institui processos formais e informais de aprendizagem. Este estudo se propõe a analisar as articulações entre as estratégias e o desenvolvimento de competências gerenciais, verificando como ocorre a aprendizagem organizacional. O método utilizado foi estudo de caso único, de caráter exploratório, de uma empresa de serviços, em que, mapeadas as estratégias adotadas pela empresa, identificam-se as demandas de desenvolvimento gerencial para cada período. Os resultados obtidos sinalizam como a aplicação de estratégias organizacionais pode gerar necessidades de desenvolvimento de novas competências gerenciais, tendo em vista as atribuições e responsabilidades que passam a ser assumidas pelos gestores.<hr/>This study analyzes the link between strategies and the development of managerial competences, verifying how organizational learning takes place. It is a single and exploratory case study, performed at a service company. After mapping the strategies adopted by the company, demands were identified for developing managerial competences appropriate for several periods. The findings highlight how the use of organizational strategies can generate necessities for the development of new managerial competences, considering the attributions and responsibilities which started being taken over by the managers. For the managers the circumstances which most favored their learning process were associated with initiatives of self-development and informal practices of competence articulation, always supported by the organization. <![CDATA[<b>Managing the "past vs. Future paradox"</b>: <b>a transformational view of people management</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-56482006000100004&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo contribui para as discussões sobre o papel da gestão de pessoas nos processos de mudança organizacional, mostrando como a adoção de determinadas orientações podem diminuir os efeitos da polarização perceptiva entre o passado e o futuro que é uma das causas dos fenômenos de resistência à mudança e estresse nos processos de mudança organizacional. Para isso, associam-se as temáticas da administração das mudanças organizacionais e da gestão de pessoas, analisadas em uma perspectiva dialética da evolução. Discute-se o paradoxo entre as dimensões "passado" e "futuro" nas organizações e os seus efeitos no que se refere à gestão das mudanças. Analisa-se um estudo de caso com o objetivo de avançar a discussão do modelo transformacional de gestão de pessoas, mostrando como os efeitos do paradoxo "passado versus futuro" foram evitados em uma organização que implementou mudanças por meio de estratégias adaptativas por meio das quais os indivíduos puderam utilizar os meios de ação e cognição desenvolvidos na estrutura organizacional anterior para se identificar e se engajar em um novo projeto de organização.<hr/>We intend to contribute to the discussions of the role of people management in the processes of organizational changes, showing that the adoption of certain premises of people management has the potential for decreasing the effects of "past versus future paradox", one of the causes of resistance to change and stress in change processes. For that, we associate in this article the themes of change management and people management, analyzed in a dialectical perspective of social evolution. We discuss the paradox constituted by the "past" and "future" dimensions of reality and its effects related to the management of changes. Through a case study, we advance the discussions of the Transformational Model of Human Resources Management, showing how an organization managed to avoid the effects of the paradox discussed implementing changes through adaptive strategies, through which the individual used the means of action and cognition developed in the previous organizational structure to be identified and engaged with the building of a new organization. <![CDATA[<b>Presentation</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-56482006000100005&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo contribui para as discussões sobre o papel da gestão de pessoas nos processos de mudança organizacional, mostrando como a adoção de determinadas orientações podem diminuir os efeitos da polarização perceptiva entre o passado e o futuro que é uma das causas dos fenômenos de resistência à mudança e estresse nos processos de mudança organizacional. Para isso, associam-se as temáticas da administração das mudanças organizacionais e da gestão de pessoas, analisadas em uma perspectiva dialética da evolução. Discute-se o paradoxo entre as dimensões "passado" e "futuro" nas organizações e os seus efeitos no que se refere à gestão das mudanças. Analisa-se um estudo de caso com o objetivo de avançar a discussão do modelo transformacional de gestão de pessoas, mostrando como os efeitos do paradoxo "passado versus futuro" foram evitados em uma organização que implementou mudanças por meio de estratégias adaptativas por meio das quais os indivíduos puderam utilizar os meios de ação e cognição desenvolvidos na estrutura organizacional anterior para se identificar e se engajar em um novo projeto de organização.<hr/>We intend to contribute to the discussions of the role of people management in the processes of organizational changes, showing that the adoption of certain premises of people management has the potential for decreasing the effects of "past versus future paradox", one of the causes of resistance to change and stress in change processes. For that, we associate in this article the themes of change management and people management, analyzed in a dialectical perspective of social evolution. We discuss the paradox constituted by the "past" and "future" dimensions of reality and its effects related to the management of changes. Through a case study, we advance the discussions of the Transformational Model of Human Resources Management, showing how an organization managed to avoid the effects of the paradox discussed implementing changes through adaptive strategies, through which the individual used the means of action and cognition developed in the previous organizational structure to be identified and engaged with the building of a new organization. <![CDATA[<b>Results-based control in the workplace</b>: <b>dissonances between prescription and actual</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-56482006000100006&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente artigo procura mostrar as contradições e conflitos inerentes às relações de trabalho submetidas à lógica do sistema capitalista de produção por meio do controle social no trabalho. Esse controle foi analisado a partir de quatro instâncias organizacionais - mítica, sócio-histórica, organizacional e grupal - de base psicossociológica, com o intuito de ampliar uma matriz teórico-metodológica utilizada nos estudos organizacionais na linha de pesquisa Economia Política do Poder. Na presente pesquisa foi possível identificar dissonâncias entre o ambiente prescrito e o real, bem como o exercício do controle social por resultados por meio do estímulo à competição interna, à individualidade e à busca da identificação individual ao sucesso organizacional. Esses mecanismos de controle correspondem a valores intrínsecos do sistema capitalista de produção enquanto estratégias de gestão empresarial.<hr/>This article analyses the type of social control, in function of results that can be encountered in working relations today. Analyses were done from the point of view of four psycho-sociological instances related: mythical instance, social-historical instance, organizational instance and group instance. The methodological choice intended to analyze a theoretical matrix developed in Brazil and an international industry was chosen. Administrative contradictions, generated from conflicts during working relations, were observed. Data does not show a democratic firm environment, but an atmosphere of strongly controlled freedom. By departing from these indicators it will be possible to gather elements to find innovative solutions enhancing quality in the firm's management and in the relationship with employee. For both, management and employees, the common goal is to face through success and good strategies the challenging global economy. <![CDATA[<b>Impacts of the mobilization of subjectivity on professional and worker-union formative processes</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-56482006000100007&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objetivo deste artigo consiste em analisar os efeitos da mobilização da subjetividade sobre as possibilidades de formação profissional e sindical assinaladas pela autonomia. Apoiando-se numa pesquisa realizada nos setores automotivo e têxtil mineiros, buscou-se apreender as representações dos diferentes segmentos sociais - gestores, trabalhadores e dirigentes sindicais - sobre o processo de modernização sistêmica das empresas desde o final dos anos 1980 e suas implicações nas relações de trabalho. Os resultados indicam que um efeito considerável das estratégias de mobilização da subjetividade nas organizações tem sido a homogeneização do espaço social, dificultando a "construção" de sujeitos autônomos e de projetos independentes, e negando o discurso organizacional de democratização das empresas.<hr/>This paper analyzes how subjectivity as a strategic process affects contemporary organizations. It emphasizes the possibilities of autonomous professional and union formation. Based on an empirical study in automotive and textile industries in the Brazilian state of Minas Gerais, it searched to understand the social representations of different segments (managers, workers and union leaders) about companies systemic modernization process since the end of eighties and their implications for work relations. Main results indicate that an important effect of subjectivity modernization process in organizations has been social space homogenization, which difficults the "construction" of autonomous subjects and independent projects, denying the organizational discourse of companies' democratization. <![CDATA[<b>The dialectics of exclusion/inclusion in an industrial organization</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-56482006000100008&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo tem como objetivo analisar os processos coletivos de identificação de trabalhadores inseridos em um grupo empresarial com estratégias participativas de gestão. Trata-se de um estudo qualitativo de metodologia empírica. Os resultados obtidos demonstram a existência de dois perfis profissionais: antigos e novos. Os antigos correspondem àqueles que ainda permaneceram, apesar de desvalorizados pela administração. Eles não têm perspectivas de progresso profissional e correm risco eminente de exclusão. Os novos correspondem aos jovens trabalhadores, mais valorizados pelos gestores, com maior escolaridade, iniciativa, habilidade para executar tarefas variadas e expectativas de progresso profissional. Esses resultados revelam a presença da dialética da exclusão/inclusão no interior da organização industrial investigada.<hr/>This article analyzes the collective identification processes of workers inserted in an industrial organization adopting participative strategies of management. The research is a qualitative study using an empirical methodology. Results demonstrate the existence of two different workers' profiles: one old and another new. Workers with an old profile perform their tasks in an old fashioned way and do not have professional growth perspectives. They are devalued by their superiors and face an imminent risk of exclusion. Those with new profile are younger workers, more valued by their managers. They have a better education, initiative, ability to execute a variety of tasks and expectations of professional progress. These results reveal the presence of an exclusion/inclusion dialectic within the industrial organization. <![CDATA[<b>New organization forms and challenges for expatriates</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-56482006000100009&lng=en&nrm=iso&tlng=en As mudanças decorrentes da abertura dos mercados e rápidas transformações tecnológicas trouxeram para as organizações a necessidade de repensar e reformular seus modos de trabalhar por meio de novos arranjos organizacionais. Esses arranjos têm acarretado modificações de ordem tecnológica, estrutural e cultural nas organizações e conduzem a uma série de impactos no trabalho do indivíduo. O objetivo deste artigo teórico é estabelecer relações entre as novas formas organizacionais e as mudanças que vêm ocorrendo no mundo do trabalho, em especial a questão dos executivos "sem fronteiras". Nesse ambiente de mudanças percebem-se evidências relevantes para a caracterização das novas formas e também contrastes e contradições oriundos das relações entre os expatriados e as organizações.<hr/>Changes caused by the opening of markets and fast technological transformations created for the organizations the necessity to rethink and to reformulate their ways to work through new organizational arrangements. These arrangements have caused modifications of technological, structural and cultural order leading to a series of impacts upon the work of the individual. The objective of this article is to establish relations between the new organizational forms and the changes taking place in the world of work, in special the question of the executives "without borders". In this changing environment evidences appear for the characterization of the new forms and also contrasting and deriving contradictions of the relations between expatriates and organizations are perceived. <![CDATA[<b>From solid to fluid</b>: <b>organizational contradiction and paradox in the reconstruction of identity</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-56482006000100010&lng=en&nrm=iso&tlng=en Com o objetivo de estimular novos entendimentos acerca de paradoxos e contradições discursivas, a presente pesquisa examina como a identidade é formada e transformada, dentro e ao redor de contextos organizacionais. Desenvolve-se um esquema conceitual em que a identidade é construída e reconstruída a partir da percepção e evocação de imagens, textos, impressões, julgamentos, e situações que expressam algo sobre indivíduos e sobre aqueles com quem esses indivíduos interagem. Tal esquema é ilustrado com base em eventos fictícios, inspirados por um estudo numa empresa do setor moveleiro. De modo geral, esse estudo presume que a identidade nas organizações pode ser melhor compreendida prestando-se mais atenção ao processo de (re)construção de identidade num plano individual e interpessoal de análise. A pesquisa sugere que um melhor entendimento da (re)construção da identidade nesse plano pode contribuir para (a) desafiar a forma como a identidade tem sido (tradicional e teoricamente) abordada nas organizações; (b) iluminar processos de reflexão, regulação e intervenção da identidade de membros organizacionais no dia-a-dia de trabalho, e (c) estimular novos entendimentos sobre a relação que alguns paradoxos comuns e contradições discursivas da vida organizacional têm com a identidade.<hr/>In order to stimulate new understandings on paradox and discursive contradictions, this research examines how identity is formed and transformed in and around organization settings. It develops a conceptual scheme in which identity is constructed and reconstructed from perceived and evoked images, texts, affects, judgments and situations expressing something about ourselves and people we interact with. It also provides an illustration of the framework based on fictional events inspired by the study of a company in the furniture sector. Broadly, this examination assumes that identity in organizations can be better understood if we pay more attention to the identity (re)construction process at an individual and interpersonal level of analysis. Our research suggests that a better understanding of identity (re)construction at this level may profitably (a) challenge the way identity in organizations has been (traditionally and theoretically) approached; (b) illuminate processes of identity reflexivity, regulation and intervention by organizational members in everyday life at work and (c) stimulate new understandings on how some common paradox and discursive contradiction, appearing in organizational life, are related to identity. <![CDATA[<b>The 21st century man</b>: <b>autonomous subject or disposable individual</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-56482006000100011&lng=en&nrm=iso&tlng=en Com o objetivo de estimular novos entendimentos acerca de paradoxos e contradições discursivas, a presente pesquisa examina como a identidade é formada e transformada, dentro e ao redor de contextos organizacionais. Desenvolve-se um esquema conceitual em que a identidade é construída e reconstruída a partir da percepção e evocação de imagens, textos, impressões, julgamentos, e situações que expressam algo sobre indivíduos e sobre aqueles com quem esses indivíduos interagem. Tal esquema é ilustrado com base em eventos fictícios, inspirados por um estudo numa empresa do setor moveleiro. De modo geral, esse estudo presume que a identidade nas organizações pode ser melhor compreendida prestando-se mais atenção ao processo de (re)construção de identidade num plano individual e interpessoal de análise. A pesquisa sugere que um melhor entendimento da (re)construção da identidade nesse plano pode contribuir para (a) desafiar a forma como a identidade tem sido (tradicional e teoricamente) abordada nas organizações; (b) iluminar processos de reflexão, regulação e intervenção da identidade de membros organizacionais no dia-a-dia de trabalho, e (c) estimular novos entendimentos sobre a relação que alguns paradoxos comuns e contradições discursivas da vida organizacional têm com a identidade.<hr/>In order to stimulate new understandings on paradox and discursive contradictions, this research examines how identity is formed and transformed in and around organization settings. It develops a conceptual scheme in which identity is constructed and reconstructed from perceived and evoked images, texts, affects, judgments and situations expressing something about ourselves and people we interact with. It also provides an illustration of the framework based on fictional events inspired by the study of a company in the furniture sector. Broadly, this examination assumes that identity in organizations can be better understood if we pay more attention to the identity (re)construction process at an individual and interpersonal level of analysis. Our research suggests that a better understanding of identity (re)construction at this level may profitably (a) challenge the way identity in organizations has been (traditionally and theoretically) approached; (b) illuminate processes of identity reflexivity, regulation and intervention by organizational members in everyday life at work and (c) stimulate new understandings on how some common paradox and discursive contradiction, appearing in organizational life, are related to identity. <![CDATA[<b>The fashion that is no more</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-56482006000100012&lng=en&nrm=iso&tlng=en Com o objetivo de estimular novos entendimentos acerca de paradoxos e contradições discursivas, a presente pesquisa examina como a identidade é formada e transformada, dentro e ao redor de contextos organizacionais. Desenvolve-se um esquema conceitual em que a identidade é construída e reconstruída a partir da percepção e evocação de imagens, textos, impressões, julgamentos, e situações que expressam algo sobre indivíduos e sobre aqueles com quem esses indivíduos interagem. Tal esquema é ilustrado com base em eventos fictícios, inspirados por um estudo numa empresa do setor moveleiro. De modo geral, esse estudo presume que a identidade nas organizações pode ser melhor compreendida prestando-se mais atenção ao processo de (re)construção de identidade num plano individual e interpessoal de análise. A pesquisa sugere que um melhor entendimento da (re)construção da identidade nesse plano pode contribuir para (a) desafiar a forma como a identidade tem sido (tradicional e teoricamente) abordada nas organizações; (b) iluminar processos de reflexão, regulação e intervenção da identidade de membros organizacionais no dia-a-dia de trabalho, e (c) estimular novos entendimentos sobre a relação que alguns paradoxos comuns e contradições discursivas da vida organizacional têm com a identidade.<hr/>In order to stimulate new understandings on paradox and discursive contradictions, this research examines how identity is formed and transformed in and around organization settings. It develops a conceptual scheme in which identity is constructed and reconstructed from perceived and evoked images, texts, affects, judgments and situations expressing something about ourselves and people we interact with. It also provides an illustration of the framework based on fictional events inspired by the study of a company in the furniture sector. Broadly, this examination assumes that identity in organizations can be better understood if we pay more attention to the identity (re)construction process at an individual and interpersonal level of analysis. Our research suggests that a better understanding of identity (re)construction at this level may profitably (a) challenge the way identity in organizations has been (traditionally and theoretically) approached; (b) illuminate processes of identity reflexivity, regulation and intervention by organizational members in everyday life at work and (c) stimulate new understandings on how some common paradox and discursive contradiction, appearing in organizational life, are related to identity. <![CDATA[<b>Is innovation possible in organizations theory handbooks?</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-56482006000100013&lng=en&nrm=iso&tlng=en Com o objetivo de estimular novos entendimentos acerca de paradoxos e contradições discursivas, a presente pesquisa examina como a identidade é formada e transformada, dentro e ao redor de contextos organizacionais. Desenvolve-se um esquema conceitual em que a identidade é construída e reconstruída a partir da percepção e evocação de imagens, textos, impressões, julgamentos, e situações que expressam algo sobre indivíduos e sobre aqueles com quem esses indivíduos interagem. Tal esquema é ilustrado com base em eventos fictícios, inspirados por um estudo numa empresa do setor moveleiro. De modo geral, esse estudo presume que a identidade nas organizações pode ser melhor compreendida prestando-se mais atenção ao processo de (re)construção de identidade num plano individual e interpessoal de análise. A pesquisa sugere que um melhor entendimento da (re)construção da identidade nesse plano pode contribuir para (a) desafiar a forma como a identidade tem sido (tradicional e teoricamente) abordada nas organizações; (b) iluminar processos de reflexão, regulação e intervenção da identidade de membros organizacionais no dia-a-dia de trabalho, e (c) estimular novos entendimentos sobre a relação que alguns paradoxos comuns e contradições discursivas da vida organizacional têm com a identidade.<hr/>In order to stimulate new understandings on paradox and discursive contradictions, this research examines how identity is formed and transformed in and around organization settings. It develops a conceptual scheme in which identity is constructed and reconstructed from perceived and evoked images, texts, affects, judgments and situations expressing something about ourselves and people we interact with. It also provides an illustration of the framework based on fictional events inspired by the study of a company in the furniture sector. Broadly, this examination assumes that identity in organizations can be better understood if we pay more attention to the identity (re)construction process at an individual and interpersonal level of analysis. Our research suggests that a better understanding of identity (re)construction at this level may profitably (a) challenge the way identity in organizations has been (traditionally and theoretically) approached; (b) illuminate processes of identity reflexivity, regulation and intervention by organizational members in everyday life at work and (c) stimulate new understandings on how some common paradox and discursive contradiction, appearing in organizational life, are related to identity.