Scielo RSS <![CDATA[Jornal Vascular Brasileiro]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1677-544920140002&lang=pt vol. 13 num. 2 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Aneurisma da aorta abdominal: enquanto a cura não vem, a seleção do paciente para intervenção e qual intervenção é a questão!]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492014000200079&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[O índice tornozelo-braço não reflete a funcionalidade da extremidade superior após cirurgia para o trauma vascular]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492014000200083&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJECTIVES: Vascular injuries to the upper extremities requiring surgical repair are common after accidents. However, neither postoperative functionality nor hemodynamic status of the extremity are routinely described. We evaluated the postoperative functional and hemodynamic status of patients with vascular traumas in the upper extremities. METHODS: 26 patients who suffered penetrating vascular traumas in the upper extremities from November 2008 to December 2011 were retrospectively evaluated. Data on first approach, surgical technique employed and early postoperative outcomes were recorded. Further data on the post-discharge period, including clinical functional status of the arm, Doppler ultrasonography and brachial-brachial index were also evaluated. RESULTS: Average follow up was 33.5±10.8 months. Right (1.05±0.09) and left (1.04±0.08) brachial indexes were measured during follow up,. Doppler ultrasonography showed arterial occlusion in 4 patients (15%). Near-normal brachial-brachial indexes was observed in all four of these patients with occlusion of one of the upper extremity arteries, even though they exhibited limited arm function for daily work. CONCLUSIONS: Evaluation of the postoperative outcomes of this small series of patients with penetrating vascular traumas in the upper extremity revealed that 15% of them suffered occlusion of one artery of the upper extremity. Artery occlusion did not correlate with brachial-brachial Doppler index, probably due to rich collateral circulation, but occlusion was associated with an extremity that was dysfunctional for the purposes of daily work. The result of the brachial-brachial index does not therefore correlate with functionality. <hr/> OBJETIVOS: Os vasos das extremidades superiores são frequentemente lesados em razão de acidentes. Nós pesquisamos a funcionalidade dos membros superiores com base nos resultados cirúrgicos, além do acompanhamento de lesões de outros órgãos e tecidos. MÉTODOS: Entre novembro de 2008 e dezembro de 2011, 26 pacientes foram encaminhados ao nosso serviço de emergência em razão de lesões vasculares traumáticas da extremidade superior, sendo avaliados retrospectivamente. O atendimento inicial aos pacientes, assim como os diagnósticos e as variedades de tratamento, foram avaliados. Após a alta hospitalar, os pacientes foram acompanhados pelo eco-Doppler e pelo índice tornozelo-braço. RESULTADOS: O tempo médio de seguimento foi de 33,5±10,8 meses. Durante o seguimento, os índices braquiais direito (1,05±0,09) e esquerdo (1,04±0,08) foram medidos. Na ultrassonografia Doppler, foi observada obstrução arterial em quatro pacientes. Devido à circulação colateral, o índice tornozelo-braço foi próximo do normal nesses pacientes; entretanto, eles apresentavam limitações funcionais dos membros superiores acometidos, para o trabalho diário. CONCLUSÕES: Traumas penetrantes são frequentemente observados em adultos jovens. Esses pacientes devem ser rapidamente tratados para que retornem ao seu trabalho. O planejamento do tratamento deve ser multidisciplinar, para abranger também as lesões de outros órgãos e tecidos. Nosso estudo mostrou que não há correlação entre o índice tornozelo-braço e a funcionalidade da extremidade superior, após cirurgia para o trauma vascular. <![CDATA[Determinação do INR: comparação entre método convencional e dispositivo portátil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492014000200088&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt CONTEXT: Anticoagulation with warfarin is considered the appropriate treatment for venous thromboembolism and other thrombotic pathologies. Regular INR control is required for dosage adjustment and therapeutic control. Use of portable monitoring systems optimizes management of these patients. OBJECTIVE: To compare INR measurements taken using the portable Coaguchek XS system in capillary blood with the standard laboratory method using venous blood. METHOD: Fifty-two samples each of venous and capillary blood were collected from nineteen patients on warfarin, who had been admitted to the Hospital da Beneficência Portuguesa de São Paulo, and analyzed using the conventional method and the Coaguchek XS system, respectively. RESULTS: Spearman's correlation coefficient ® for the overall performance of the two methods was 0.978 (p&lt;0.0001; 95%CI 0.961-0.988). The Kappa measure of agreement for all patients was 76.8% (p&lt;0.001; IC: 95% 0.975-0.561). Mean INR according to the Coaguchek XS system underestimated the values provided by the conventional method by -0.01 INR points, with a standard error of 0.342. Results for INR values greater than 3.5 were satisfactory with a correlation coefficient of 0.71, but without statistical significance (p&gt;0.714). CONCLUSIONS: The Coaguchek XS system can be used to monitor prothrombin time in patients on oral anticoagulants, provided INR values greater than 3.5 are confirmed using the conventional laboratory method. <hr/> CONTEXTO: Anticoagulação por varfarina (warfarin) é considerada tratamento adequado para tromboembolismo venoso e outras patologias trombóticas. Deve ser realizada a mensuração do Índice Internacional Normalizado (INR) para ajuste de dosagem de medicamento para manutenção dos pacientes na faixa terapêutica. O uso de dispositivos portáteis otimiza o controle desses pacientes. OBJETIVO: Comparar as medidas do INR realizadas pelo sistema portátil Coaguchek XS, em sangue capilar, com o método laboratorial padrão em sangue venoso. MÉTODO: Dezenove pacientes em uso de varfarina, internados no Hospital da Beneficência Portuguesa de São Paulo, foram submetidos à coleta de 52 amostras analisadas pelo método convencional e coleta de sangue capilar para medida com o sistema Coaguchek XS. RESULTADOS: O coeficiente de correlação (r) de Spearman por meio da comparação de desempenho global entre os dois métodos foi de 0,978 (p&lt;0,0001; IC: 95% 0,961-0,988). O percentual de concordância Kappa para todas as faixas foi de 76,8% (p&lt;0,001; IC: 95% 0,975-0,561). O INR médio do sistema Coaguchek XS subestimou os valores obtidos em -0,01 pontos de INR, quando comparado ao método convencional, com erro padrão de 0,342. Valores acima de 3,5 mostraram resultados satisfatórios com coeficiente de correlação de 0,71, mas sem significância estatística (p&gt;0,714). CONCLUSÕES: O sistema Coaguchek XS pode ser utilizado na monitorização do tempo de protrombina em pacientes com uso de anticoagulantes orais, desde que valores de INR acima de 3,5 sejam confirmados por meio de medidas realizadas em laboratório convencional. <![CDATA[Tratamento endovascular da doença venosa oclusiva central: experiência de um centro]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492014000200094&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt INTRODUCTION: The majority of cases of stenosis or occlusion of central veins are the result of central catheters, arteriovenous fistulas, neoplasms or traumas and these conditions can cause severe cases of venous hypertension or reduce the flow through fistulas. The objective of this study is to analyze the results of central venous angioplasties conducted at our hospital. METHODOLOGY: We conducted a retrospective and descriptive study to analyze the results of central venous angioplasties conducted from 2010 to 2012 at a university hospital run by the Universidade Estadual de Londrina, Brazil. We calculated primary and secondary success rates and analyzed whether or not stents were used and complications occurred during a 6-month follow-up period. RESULTS: A total of 25 central venous angioplasties were conducted. Twenty-four (96%) of these were because of catheter-related intimal hyperplasia and one was to treat the effects of compression by a tumor. Fifteen (60%) angioplasties were to correct stenosis and ten (40%) were because of occlusions, with a one-hundred percent success rate for all stenosis-related procedures. However, none of the cases of occlusion could be treated endovascularly. Patency during the 6-months follow-up period was 80% after reinterventions. CONCLUSIONS: Despite good results observed after primary interventions for stenoses, it must be accepted that all current treatment options for chronic occlusive venous disease will, sooner or later, lead to restenosis or occlusion. Venous occlusions constitute a challenge demanding the development of new techniques and new materials. Prevention is paramount, through avoidance of central catheterization and early creation of arteriovenous fistulas. <hr/> INTRODUÇÃO: A estenose ou a oclusão de veias centrais ocorre, na maioria das vezes, em consequência de catéteres centrais, fístulas arteriovenosas, neoplasias e traumas, podendo levar a quadros severos de hipertensão venosa e de redução do débito dessas fístulas. O presente trabalho tem como objetivo analisar os resultados obtidos nas angioplastias venosas centrais em nosso hospital. METODOLOGIA: Realizamos um estudo retrospectivo, descritivo, analisando os resultados obtidos nas angioplastias venosas centrais realizadas no Hospital Universitário da Universidade Estadual de Londrina durante os anos de 2010 a 2012. Verificamos as taxas de sucesso primário e secundário, a utilização ou não de stents e as complicações, analisadas durante um período de acompanhamento de seis meses. RESULTADOS: Foram realizadas 25 angioplastias venosas centrais, sendo 24 (96%) por hiperplasia intimal relacionada ao uso de catéteres e uma por compressão tumoral. Destas, 15 (60%) eram estenoses e dez (40%) eram oclusões, obtendo-se sucesso primário técnico em todos os procedimentos relacionados à estenose. Contudo, nenhum caso de oclusão pode ser tratado por via endovascular. No acompanhamento de seis meses, após reintervenções, observamos perviedade de 80%. CONCLUSÃO: Apesar dos bons resultados observados nas intervenções primárias sobre as estenoses, indiscutivelmente todas as opções atuais para o tratamento da doença venosa oclusiva crônica irão levar, precoce ou tardiamente, à reestenose ou à oclusão. As oclusões venosas constituem uma incitação para o desenvolvimento de novas técnicas e novos materiais. A prevenção assume papel preponderante, com redução da implantação de catéteres centrais e da realização precoce de fístulas arteriovenosas. <![CDATA[Insuficiência vascular periférica compromete a capacidade funcional no paciente com insuficiência cardíaca]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492014000200101&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt INTRODUCTION: Heart failure (HF) is a complex syndrome in which effort limitation is associated with deterioration of peripheral musculature. Improving survival rates among these patients have led to the appearance of cases in which other pathologies are associated with HF, such as peripheral vascular insufficiency (PVI). The combination of these two pathologies is common, with significant repercussions for affected patients. OBJECTIVE: To compare functional limitations and quality of life between patients with HF in isolation or HF + PVI. METHOD: Twelve patients with HF+PVI were paired to 12 patients with HF in isolation. All had ejection fraction &lt;40%. The following were conducted: 6 minute walk test (6MWT), chair test (CT), step test (ST), one repetition maximum test (1RM) and quality of life questionnaire. RESULTS: The results for the 6MWT (311±27 vs. 447±29), ST (49±3 vs. 81±10) and CT (17±1 vs. 21±1) were lower in the HF+PVI group than in the HF group (p&lt;0.05). The HF+PVI group exhibited a reduction in the number of steps taken from the first to the second minute of the ST, in relation to the HF group. The HF group exhibited better HR recovery than the HF+PVI group (50±4 vs. 26±3; p&lt;0.05). No differences were found in results for the Borg scale, the peripheral muscle strength test (1RM) or the questionnaires (p&gt;0.05). CONCLUSIONS: The study participants who had mixed disease exhibited a greater degree of functional impairment than the group with HF, without reporting worsened quality of life. <hr/> INTRODUÇÃO: A insuficiência Cardíaca (IC) é uma síndrome complexa e a limitação ao esforço está associada à piora da musculatura periférica. Devido à melhora na sobrevida destes pacientes, observa-se o surgimento de patologias associadas à IC, como a insuficiência vascular periférica (IVP). A associação das duas patologias é comum e com grandes prejuízos aos pacientes acometidos. OBJETIVO: Comparar as limitações funcionais e a qualidade de vida em IC isolada e IC + IVP. MÉTODO: Doze pacientes com IC+IVP foram pareados a 12 pacientes com IC isolada. Todos possuíam fração de ejeção &lt;40%. Foram realizados: teste da caminhada de seis minutos (TC6M), teste da cadeira (TCAD), teste do degrau (TD), teste de uma repetição máxima (1RM) e questionário de qualidade de vida. RESULTADOS: Os valores obtidos nos testes TC6M (311±27 vs. 447±29), TD (49±3 vs. 81±10) e TCAD (17±1 vs. 21±1) no grupo IC+IVP foram menores do que no grupo IC (p&lt;0,05), respectivamente. O grupo IC+IVP obteve redução do número de degraus alcançados entre o primeiro e o segundo minuto do TD em relação ao grupo IC. O grupo IC apresentou melhor recuperação da FC em relação ao grupo IC+IVP (50±4 vs. 26±3; p&lt;0,05). Não foi encontrada diferença na escala de Borg, na força muscular periférica (1RM) e nos questionários aplicados (p&gt;0,05). CONCLUSÃO: No presente estudo, os participantes com doença mista apresentaram maior comprometimento funcional em relação ao grupo com IC, sem demonstrar piora na qualidade de vida. <![CDATA[Marcadores inflamatórios, função endotelial e riscos cardiovasculares]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492014000200108&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt The need to study cardiovascular diseases (CVD) has become more and more relevant as their prevalence has increased over the years. An intact endothelial wall is essential to vascular health. Certain factors are responsible for maintaining this tissue intact, including nitric oxide (NO), which provokes dilation of blood vessels in response to shear stress. Expression of the endothelial nitric oxide synthase (eNOS) enzyme, which produces nitric oxide in response to increases in blood flow, is of fundamental importance to maintenance of the vascular system. When this enzyme is inhibited, nitric oxide production is reduced, causing endothelial dysfunction. Since C-reactive protein inhibits production of nitric oxide by the eNOS enzyme, it is one of the causes of endothelial dysfunction and cardiovascular events. The objective of the present study was to review scientific articles in the literature related to the subject 'inflammatory markers and endothelial function'. A wide-ranging review of the current literature was conducted, using systematic analysis of bibliographic references indexed in PubMed, Scielo, Medline and LILACS database, for the years 1992 to 2013. The studies reviewed show that increases in inflammation causes reductions in NO and increases in cardiovascular events. Increased inflammation is associated with higher incidence of cardiovascular diseases.<hr/>A necessidade de estudo das Doenças Cardiovasculares (DCV) vem à tona pelo aumento da sua prevalência ao longo dos anos. Uma parede endotelial íntegra é essencial para a saúde vascular. Alguns fatores são responsáveis pela integridade deste tecido, como o óxido nítrico (NO), que provoca a dilatação do vaso sanguíneo em resposta ao estresse de cisalhamento. A expressão da enzima óxido nítrico sintase endotelial (eNOS), que produz óxido nítrico em resposta ao incremento do fluxo sanguíneo, é fundamental para a manutenção do sistema vascular. Quando há inibição desta enzima, ocorre diminuição da produção de óxido nítrico, causando disfunção endotelial. A PCR inibe a produção de óxido nítrico pela enzima eNOS, sendo então uma causadora de disfunção endotelial e eventos cardiovasculares. O presente artigo tem como objetivo revisar artigos científicos na literatura relacionados ao tema 'marcadores inflamatórios e função endotelial'. Foi realizada uma ampla revisão de literatura atual, utilizando-se análise sistemática das referências bibliográficas nas bases de dados PubMed, Scielo, Medline e Lilacs, no período de 1992 a 2013. Os estudos revisados mostram que o aumento da inflamação causa uma diminuição de NO e aumento de eventos cardiovasculares. O aumento da inflamação está associado ao aumento da incidência de doenças cardiovasculares. <![CDATA[O impacto da revascularização carotídea sobre a função cognitiva]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492014000200116&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt The concept that carotid disease may compromise cognitive function was initially proposed by Fisher in 1951, based on an autopsy case. However, some topics involving cognitive function remain controversial, such as its correlation with carotid obstructive disease. So, the authors of this review evaluate the impact of carotid revascularization on cognitive function and the repercussions of the revascularization technique (carotid stenting vs. endarterectomy) chosen. It was clear from the literature reviewed that carotid stenosis is related to a decline in cognitive function over time. However, controversy still remains over the impact of carotid revascularization on cognitive function. With elation to the technique employed (carotid stenting vs. endarterectomy), the majority of studies found no difference between the two techniques in terms of overall cognitive outcome.<hr/>A noção de que a doença carotídea pode comprometer a função cognitiva foi proposta inicialmente por Fisher, em 1951, baseado em um caso de necropsia. Porém, alguns tópicos envolvendo a função cognitiva permanecem controversos, tais como sua correlação com a doença obstrutiva da carótida. Nesse sentido, os autores desta revisão buscam avaliar o impacto da revascularização carotídea e a repercussão da técnica de revascularização empregada (endarterectomia versus angioplastia carotídea) sobre a função cognitiva. A partir da literatura levantada, ficou claro que as estenoses carotídeas estão relacionadas com o declínio cognitivo ao longo do tempo, mas ainda há controvérsia no que se refere ao impacto da revascularização carotídea sobre a função cognitiva. Quanto à técnica empregada (angioplastia versus endarterectomia carotídeas), a maioria dos estudos não demonstrou distinção entre as duas técnicas quanto ao desfecho cognitivo geral. <![CDATA[Lipemia pós-prandial e doenças cardiovasculares: o papel benéfico dos exercícios de força]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492014000200123&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Development of cardiovascular diseases (CVD) has been linked with changes to the lipid profile that can be observed during the postprandial period, a phenomenon known as postprandial lipemia (PL). Physical exercise is currently the number one non-pharmacological intervention employed for prevention and reduction of risk factors for the development of CVD. This in turn has created a growing interest in the effects of physical exercise on regulation and equilibrium of lipid metabolism. In this review we compare the results of studies that have investigated the beneficial effects of strength training on PL. We analyzed articles identified in the PubMed, Scopus and EBSCO databases published from 1975 to 2013 in international journals. Studies were selected for review if they covered at least two of four keywords. The results of these studies lead to the conclusion that strength training is effective for reduction of postprandial lipemia because it increases baseline energy expenditure. This type of training can be prescribed as an important element in strategies to treat chronic diseases, such as atherosclerosis.<hr/>O desenvolvimento de doenças cardiovasculares (DCV) tem sido associado a alterações no perfil lipídico encontradas no período pós-prandial, fenômeno conhecido como lipemia pós-prandial (PL). O exercício fisico é atualmente a principal intervenção não farmacológica utilizada na prevenção e na redução de fatores de risco para o desenvolvimento de DCV. Por esta razão, há um interesse crescente acerca dos efeitos do exercício físico sobre a regulação e o equilíbrio do metabolismo lipídico. Nesta revisão, procuramos comparar os resultados de artigos que abordaram os efeitos benéficos do treinamento de força sobre a PL. Utilizamos artigos que foram selecionados nas bases de dados PubMed, Scopus e EBSCO, no período entre os anos 1975 e 2013, e publicados em revistas internacionais. Os estudos selecionados foram aqueles que contemplassem pelo menos duas das quatro palavras-chave do estudo. Com base nos estudos selecionados, conclui-se que o treinamento de força revela-se eficaz na redução da lipemia pós-prandial por induzir uma melhoria da demanda de energia basal. Este tipo de treinamento pode ser indicado como uma estratégia importante para o tratamento de doenças crônicas, como a aterosclerose. <![CDATA[Tratamento híbrido (debranching) de aneurisma tóraco-abdominal tipo IV de Crawford: desafio terapêutico]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492014000200131&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt We present a case of a patient with Crawford type IV aortic thoracoabdominal aneurysm. The patient underwent hybrid repair in two stages. Initially a Dacron(r) graft was implanted surgically with revascularization of all visceral branches from the left external iliac artery (debranching). On a later date, the second stage of treatment was with an endovascular technique with bi aorto-iliac endoprosthesis. After 2 years the patient remains asymptomatic and in full working activity.<hr/>Apresentamos o caso de um paciente com aneurisma aórtico tóraco-abdominal tipo IV de Crawford submetido à correção híbrida em dois estágios. Inicialmente submetido a implante cirúrgico de prótese de Dacron® com revascularização de todos os ramos viscerais a partir da ilíaca externa esquerda (debranching) e, posteriormente, tratado pela técnica endovascular com endoprótese aorto bi-ilíaca. Após dois anos, o paciente permanece assintomático e em plena atividade laborativa. <![CDATA[Embolia pulmonar e AVC isquêmico associado à trombectomia mecânica]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492014000200137&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Mechanical thrombectomy offers the advantage of rapid removal of venous thrombi. It allows venous obstructions to be removed and requires shorter duration of infusion of thrombolytic agents. However, aspiration of thrombi can lead to complications, particularly pulmonary embolism and hemolysis. The validity of using vena cava filters during thrombectomy in order to avoid embolism has not yet been established. The authors report a case of massive pulmonary embolism associated with ischemic stroke in a patient with a hitherto undiagnosed patent foramen ovale. The patient developed respiratory failure and neurological deficit after thrombectomy. This case raise questions about the value of the thrombectomy for the treatment of proximal vein thrombosis due to the risks of this procedure. The authors also discuss the need for vena cava filters and ruling out a patent foramen ovale in patients undergoing thrombectomy.<hr/>A trombectomia mecânica tem a vantagem de levar à rápida remoção dos trombos. Permite a desobstrução venosa e a redução do tempo de infusão de trombolíticos. A aspiração dos trombos pode levar a complicações, principalmente embolia pulmonar e hemólise. Algo que não está definido é a validade do uso de filtros de veia cava durante a trombectomia, com o objetivo de evitar a TEP maciça. Os autores relatam um caso de embolia pulmonar maciça associada a AVC isquêmico, em uma paciente que apresentava forame oval patente. Não havia o diagnóstico prévio da PFO. A paciente evoluiu com insuficiência respiratória e déficit neurológico logo após a trombectomia. Neste caso, questiona-se o valor da trombectomia para o tratamento da trombose venosa proximal, devido aos riscos deste procedimento. Os autores discutem sobre a necessidade de filtro de veia cava e sobre a pesquisa de forame oval nos pacientes que serão submetidos à trombectomia. <![CDATA[Estudo de caso de trauma abdominal contuso levando à ruptura da bifurcação aórtica em criança]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492014000200142&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt The incidence of aortic disruption secondary to blunt abdominal trauma is rarely reported in the pediatric population. In general, most of the cases described are the result of motor vehicle accidents. We report on the treatment and outcomes of a 5-year-old child with aortic bifurcation disruption secondary to an unusual case of blunt abdominal trauma who was admitted to the emergency room in hypovolemic shock and subjected to immediate exploratory laparotomy and vascular repair. The mechanical forces involved in aortic disruption and the management options for repair and treatment of this injury will be discussed.<hr/>A incidência de ruptura aórtica secundária a um trauma abdominal contuso é uma condição extremamente rara e pouco relatada na população pediátrica. Em geral, a maioria dos casos descritos é devida a acidentes automobilísticos. Descrevemos o caso de uma criança de cinco anos de idade, vítima de trauma abdominal contuso de etiologia incomum, a qual foi admitida em sala de emergência em choque hipovolêmico e submetida a laparotomia exploradora, com o reparo de uma laceração da bifurcação aórtica. Serão discutidas as forças mecânicas envolvidas e as opções de tratamento para esse tipo de lesão. <![CDATA[Persistência da artéria hipoglossa: relato de caso]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492014000200146&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt The authors present a case of persistent hypoglossal artery. Persistent hypoglossal artery is the second most common carotid-basilar anastomosis with a frequency of 0.02% to 0.09% and it can be associated with cerebrovascular disease. Diagnosis is by imaging methods and angiotomography is the method most often employed.<hr/>Os autores apresentam o caso de persistência da artéria hipoglossa. A artéria hipoglossa é a segunda anastomose carótida-basilar mais comum, com frequência de 0,02% a 0,09%, podendo estar associada a doenças vasculares cerebrais. Seu diagnóstico se faz através de métodos de imagem, sendo a angiotomografia o método mais utilizado. <![CDATA[Dissecção espontânea do tronco celíaco: relato de três casos e revisão de literatura]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492014000200150&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Spontaneous dissection of the celiac trunk is quite an uncommon medical condition, with few case reports in the medical literature. Sudden epigastric abdominal pain is the most common complaint reported by patients, but due to the rarity of this disease in clinical practice and the nonspecific nature of its symptoms, a high degree of clinical suspicion is needed to establish diagnosis. However, improvements in imaging techniques are facilitating diagnosis of this clinical entity, increasing its detection rate. The ideal treatment has not yet been fully established in the literature and the available therapeutic strategies are conservative medical treatment, surgical revascularization or endovascular intervention. In this article we report on three cases of spontaneous dissection of the celiac trunk and conduct a review of the literature on this disease<hr/>A dissecção espontânea do tronco celíaco é uma condição médica incomum, com poucos relatos de casos publicados na literatura médica. A dor abdominal súbita no epigástrio é o sintoma mais frequentemente manifestado pelos pacientes; porém, devido à raridade dessa doença na prática clínica e à inespecificidade de seus sintomas, é necessário um alto grau de suspeição para o estabelecimento do seu diagnóstico. Nesse contexto, o aperfeiçoamento das técnicas de exames de imagem vem possibilitando o diagnóstico desta entidade clínica com maior facilidade, aumentando a sua taxa de detecção. O tratamento ideal ainda não está completamente bem estabelecido na literatura, sendo que as estratégias terapêuticas disponíveis são o tratamento médico conservador, a revascularização cirúrgica e a intervenção endovascular. Neste artigo, nós relatamos três casos de dissecção espontânea do tronco celíaco e realizamos uma revisão de literatura sobre esta doença. <![CDATA[Tratamento endovascular de trauma penetrante iatrogênico de artéria carótida: relato de caso]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492014000200155&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Carotid trauma demands early diagnosis and treatment. Open repair may be technically challenging if the trauma is at the base of the neck. We present a case of iatrogenic penetrating carotid trauma caused by insertion of a hemodialysis catheter. Treatment was accomplished by placement of a covered stent-graft in the common carotid artery, covering the puncture site. This case suggests that placement of a covered stent-graft is a good option for treatment of iatrogenic injury to the carotid artery.<hr/>O trauma da carótida exige diagnóstico e tratamento precoces. O tratamento convencional pode ser tecnicamente desafiador se o trauma penetrante for na base do pescoço. Apresentamos um caso de trauma penetrante da carótida associado ao implante iatrogênico de um cateter para hemodiálise. O tratamento foi realizado através da colocação de uma endoprótese na artéria carótida comum, cobrindo o local da punção. Este caso sugere que a colocação de uma endoprótese é uma boa opção para o tratamento de lesão iatrogênica da artéria carótida.