Scielo RSS <![CDATA[RAM. Revista de Administração Mackenzie]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1678-697120100004&lang=en vol. 11 num. 4 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Apresentação</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1678-69712010000400001&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<b>Re-building and validation of the organizational socialization inventory</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1678-69712010000400002&lng=en&nrm=iso&tlng=en Planejou-se a presente pesquisa com o objetivo de reconstruir e validar um questionário de socialização organizacional para funcionários do setor público. Partiu-se de questionário de socialização organizacional já validado anteriormente, confrontando-o com revisão da literatura, que revelou, nos últimos 15 anos, maior ênfase na proatividade dos indivíduos, bem como na importância atribuída ao acesso a informações. Para reconstruir os itens do Inventário de Socialização Organizacional, explorou-se a linguagem de servidores em entrevistas prestadas a estudo antecedente. Reconstruíram-se os itens, tendo em vista mensurar oito fatores hipotéticos da socialização organizacional: competência, proatividade, qualificação, objetivos e valores organizacionais, história da organização, políticas, domínio da linguagem e integração com pessoas. O novo instrumento ficou com 54 itens e foi aplicado a 903 servidores públicos de duas instituições públicas. As respostas aos questionários foram submetidas à análise fatorial (técnica dos eixos principais e com rotação oblíqua), tendo sido encontrados sete fatores: Acesso às Informações (α = 0,78; r² = 0,24); Competência e Proatividade (α = 0,81; r² = 0,06); Integração com as Pessoas (α = 0,81; r² = 0,06); Não Integração com a Organização (α = 0,70; r² = 0,04); Qualificação Profissional (α = 0,71; r² = 0,03); Objetivos e Valores Organizacionais (α = 0,81; r² = 0,03); e Linguagem e Tradição (α = 0,83; r² = 0,03). A estrutura fatorial encontrada corrobora parcialmente o conjunto de fatores hipotéticos e sugere que o questionário apresenta validade e consistência satisfatória, sendo melhor do que o anteriormente disponível.<hr/>The research was planned to re-building and evaluating the validity of a questionnaire about organizational socialization to public functionaries. The point of starting was a questionnaire, whose validity was already tested ago, confronting it with the new literature. This literature indicated an emphasis in behaviors of pro-activity and in the access to information. To re-build the items of Organizational Socialization Inventory, the language of public functionaries was explored in interviews of antecedent research. The items were re-built to measure eight hypothetic factors of organizational socialization: competence, proactivity, qualification, organizational objectives and values, organizational history, politics, language domain, and integration with people. The new instrument has 54 items and it was applied to 903 public functionaries in two institutions. The answers to questionnaire were submit to a factor analysis (principal axis-factoring with direct oblimin rotation) and seven factors were found: Access to Information (α = 0,78; r² = 0,24); Competence and Pro-activity (α = 0,81; r² = 0,06); integration with people (α = 0,81; r² = 0,06); un-integration to organization (α = 0,70; r² = 0,04); Professional Qualification (α = 0,71; r² = 0,03); Organizational Objectives and Values (α = 0,81; r² = 0,03), and Language and Tradition (α = 0,83; r² = 0,03). The factorial structure corroborates partially the set of hypothetic factors and suggests that the questionnaire present satisfactory validity and consistence, and that it is better than the prior available questionnaire. <![CDATA[<b>"Facing crime"</b>: <b>organizational culture and socialization of new experts at the department of criminalistics of the general institute of forensics of Rio Grande do Sul</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1678-69712010000400003&lng=en&nrm=iso&tlng=en A pesquisa objetivou verificar como determinados aspectos da cultura organizacional do Departamento de Criminalística são transmitidos aos neófitos, por meio do curso de formação de peritos; quem são esses ingressantes; qual a significação que o curso e as futuras atividades a serem desenvolvidas possuem para eles. Os dados foram obtidos mediante o fazer etnográfico, tendo por técnicas a observação participante, realizada com a presença da pesquisadora no módulo Local de Crime contra a Vida, realizado de maio a junho de 2009, além de consulta a materiais documentais e aplicação de um questionário de perguntas abertas a 29 alunos. A análise dos dados seguiu os preceitos da etnografia, que preconiza o diálogo entre o êmico, o ético e os teóricos referenciados. Os resultados apontam ênfase em determinados aspectos presentes na atuação dos peritos, a saber: responsabilidade, dedicação, impossibilidade de cometer erros, que, se por um lado, traz uma contribuição positiva, ao reforçar a importância do papel a ser desempenhado, por outro, gera angústia e medo nos ingressantes, em razão da inexperiência deles, levando a uma tensão que pode ser prejudicial ao exercício profissional. Contudo, o estigma inerente à atuação dos peritos ficou entre os não ditos e só será verificado pelos ingressantes quando de suas atuações no dia a dia.<hr/>The goal of the research was to investigate how certain aspects of the organizational culture of the Department of Criminalistics are passed on to neophytes through the training course for experts, as well as who these new servants are and what the training and future activities to be developed mean to them. The data was ethnographically obtained, using techniques such as the participative observation carried out through the researcher's participation in the Place of Crime Against Life module - which took place from May to June 2009. Consultation to documentary materials and a questionnaire of open questions submitted to 29 students were also employed. The data analysis followed ethnography rules that dictate the dialogue between the emic and ethical aspects and the referred theorists. The results indicate an emphasis on certain aspects present in the experts' performance, such as: responsibility, dedication, and the impossibility to make mistakes. These aspects represent a positive contribution as they reinforce the importance of the role to be played but, on the other hand, they produce anxiety and fear in the beginners due to their inexperience. This leads to a tension that may affect professional performance. However, the stigma that is inherent to the experts' performance was not addressed and will only be known by the beginners in the course of their daily activities. <![CDATA[<b>Mensurement and register of the costs of quality</b>: <b>an investigation of the practices and the enterprise perception</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1678-69712010000400004&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo tem como objetivo investigar a efetiva utilização de práticas de contabilidade direcionadas à mensuração e ao registro dos custos da qualidade (CQ), incluindo a avaliação da percepção dos gestores quanto à importância desse procedimento. A população é formada por empresas cadastradas no Programa Gaúcho de Qualidade e Produtividade da Grande Porto Alegre. Utilizou-se questionário para coleta de dados. Noventa e duas empresas foram pesquisadas. Para análise dos dados, foram utilizadas a estatística descritiva e a análise fatorial. Verificou-se a baixa adoção das práticas contábeis pelas empresas, as quais, em sua maioria, privilegiam o uso de indicadores físicos e não financeiros ou controle não contábil. Elas consideram que esses indicadores são suficientes para avaliar o impacto financeiro da qualidade. Os fatores psicográficos subjacentes formados pelos gestores sobre a mensuração e o registro dos CQ também não foram satisfatórios. Com base na vasta literatura que trata do tema, há ainda muito a ser melhorado nos procedimentos contábeis de mensuração e registro dos custos da qualidade. De forma geral, os resultados são corroborados por pesquisas internacionais similares sobre o tema.<hr/>This paper aims to investigate the effective use of accounting practices for quality-cost (QC) measurement and register, including the evaluation of the perception of the managers on the importance of this procedure. The population is formed by companies registered in cadastre of the Programa Gaucho de Qualidade e Produtividade of the Porto Alegre region. For data collection it was used questionnaire. 92 companies were researched. For data analysis, it was used descriptive statistics and the factorial analysis. The results show low adoption of the accounting practices by the companies, which prefer the use of physical and non-financial indicators or non-accounting control. They consider that these indicators are enough to evaluate the financial impact of the quality. The subjacent psychographic factors formed by managers about the measurement and the register of the QCs also were not satisfactory. Based on the vast existing literature on the subject, it is possible to state that there is also much to be improved in the accounting procedures to measure and book the QC. In general the results are confirmed by similar international researches about the subject. <![CDATA[<b>The contribution of organizational life cycle theories for management accounting research</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1678-69712010000400005&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este trabalho objetiva caracterizar, em uma perspectiva teórica, as contribuições das teorias do ciclo de vida organizacional sobre a pesquisa em contabilidade gerencial. Além disso, levanta os principais autores, as instituições e os países vinculados à pesquisa sobre ciclo de vida organizacional. É desenvolvida uma análise bibliométrica por meio da base de dados ProQuest®. De um total de 22 trabalhos sobre ciclo de vida, seis utilizam como base teórica o ciclo de vida organizacional e apresentam contribuição para a pesquisa em contabilidade gerencial. Conclui-se que o sistema de contabilidade gerencial sofre variações à medida que fatores configuracionais internos e externos da empresa se modificam ao longo das diferentes fases do ciclo de vida organizacional. É evidenciada a existência de uma concentração de trabalhos sobre as principais teorias de ciclo de vida organizacional em universidades do Canadá. Principalmente, em razão do elevado número de citações dos trabalhos desenvolvidos por Danny Miller (École des Hautes Etudes Commerciales) e Peter Friesen (Faculty of Management, MacGill University).<hr/>This work aims to characterize, in a theoretical perspective, the contributions of organizational life cycle theories in managerial accounting research. Besides it surveys the main authors, institutions and countries linked to the organizational life cycle research. It is developed a bibliometric analysis from the ProQuest®'database. From a total of 22 papers about life cycle, six utilize the organizational life cycle as theoretical basis and present contributions to the research in managerial accounting. It is concluded that the management accounting system undergoes changes as internal and external company configuration factors modify along the different organizational life stages. It was evidenced a concentration of works about life cycle theories in universities in Canada. Mainly due to the high number of citations of the work developed by Danny Miller (École des Hautes Etudes Commerciales) and Peter Friesen (Faculty of Management, MacGill University). <![CDATA[<b>Entrepreneurship and franchising</b>: <b>a surviving guarantee combination?</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1678-69712010000400006&lng=en&nrm=iso&tlng=en As pequenas e microempresas têm importante papel no contexto econômico brasileiro, contudo, esses empreendimentos possuem altas taxas de mortalidade, ocasionadas por fatores externos e internos. Nesse contexto, o franchising é uma alternativa que visa melhorar as chances de sobrevivência desses negócios por meio da oferta de um negócio formatado e pré-testado. Entretanto, essa forma de empreendimento também está sujeita ao fracasso. O presente estudo objetivou explorar fatores de fracasso de unidades franqueadas. A pesquisa foi realizada por meio de um estudo de campo, ex-post facto e transversal. A técnica de amostragem utilizada foi a não probabilística do tipo bola de neve. A coleta de dados foi realizada mediante o auxílio de um questionário estruturado. Foram obtidos dados de 39 ex-franqueados que encerraram suas franquias entre 2000 e 2004. Os dados foram analisados por meio dos testes não paramétricos de Spearman e Kendall Tau. Concluiu-se que não existe um fator determinante para o encerramento do negócio, e sim um conjunto de fatores entremeados que contribuem para o fracasso de uma franquia. Entre esses fatores, destacam-se aspectos financeiros e aspectos peculiares ao franchising. Ao contrário do esperado, a falta de experiência gerencial ou setorial também é um fator crítico para o encerramento da franquia, assim como ocorre em empreendimentos independentes.<hr/>The micro and small enterprises are important in the Brazilian economic context; however, this kind of business have experienced high mortality rates, caused by external and internal factors including entrepreneur's characteristics. On this context franchising is an alternative that intends to provide higher rates of success through the offer of a pre-tested and formatted business. However, this kind of enterprise is also subjected to failure. The present study intended to explore the reasons of failure in franchisees units. This research was carried through an ex-post facto and cross-sectional study. It was used the non-probabilistic sapling technique of the type snow ball. The collection of the data was done by a structured questionnaire. It was obtained data of 39 ex-franchised that finished their franchises from 2000 to 2004. The data were analyzed by the non-parametric tests of Spearman and Kendall Tau. In conclusion it was verified that there is not a single feature determinant for failure, but a complex collection of associated features that contribute to franchising failure. Among these factors, financial aspects and peculiar franchising aspects are the most significant ones. Notwithstanding, the lack of managerial or sector experience are also critical factors to franchising failure, as they are in independent business. <![CDATA[<b>Structural reform and environmental proactivity</b>: <b>the case of brazilian companies</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1678-69712010000400007&lng=en&nrm=iso&tlng=en Since the mid 1990's, Brazilian companies have faced a huge structural reform associated with trade liberalisation, deregulation and decrease of state intervention. In this context, they have been pressured to behave in a more socially and environmentally responsible manner. The objective of this paper is to identify whether environmental strategies were influenced by degree of internationalization, size and stakeholders' pressures. It was used the strategy of case study with the technique of systematic interviews for primary data collection. The research was conducted in petrochemical, steel, textile and shoe industries, established in different Brazilian states, chosen by theoretical sampling. The empirical results demonstrate that modern preventive natural environmental approaches seem clear in large companies that have international investors and operate in global markets. It is markable in the steel and petrochemical companies. The study finds that the structural reform has caused a positive environmental effect on Brazilian companies because global ties increase self-regulation pressures and enforces the engagement of a new range of stakeholders.<hr/>Desde a metade dos anos 1990, as empresas brasileiras têm enfrentado uma ampla reforma estrutural, associada à liberalização do comércio, à desregulamentação e ao decréscimo do estado de intervenção. Nesse contexto, elas têm sido pressionadas para agir de maneira mais responsável, tanto socialmente como ambientalmente. O objetivo deste trabalho é identificar se as estratégias ambientais foram influenciadas pelo grau de internacionalização, pelo tamanho e pelas pressões dos stakeholders. Empregou-se a estratégia de estudo de casos com a utilização da técnica de entrevista sistemática para coleta de dados primários. A pesquisa foi conduzida em empresas petroquímicas, siderúrgicas, têxteis e de calçados estabelecidas em diferentes Estados brasileiros, escolhidas por amostragem teórica. Os resultados empíricos demonstram que as abordagens ambientais preventivas parecem claras nas grandes empresas que têm investidores internacionais e operam em mercados globais. Destacam-se as empresas petroquímicas e siderúrgicas. Os resultados do estudo demonstraram que as reformas estruturais causaram um efeito ambiental positivo nas empresas brasileiras, em função de as conexões globais aumentarem as pressões autorregulatórias e propiciarem o engajamento de um novo conjunto de stakeholders. <![CDATA[<b>Development of an indicator of propensity to energy commercial losses using geospatial statistical techniques and socio-economic data</b>: <b>the case of AES Eletropaulo</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1678-69712010000400008&lng=en&nrm=iso&tlng=en Given the growing importance of integrating marketing and operations indicators to enhance business performance, and the availability of sophisticated geospatial statistical techniques, this paper draws on these concepts to develop an indicator of propensity to energy commercial losses. Loss management is a strategic topic among energy distribution companies, in particular for AES Eletropaulo. In such context, this work's objectives are: (i) to appropriate spatial auto-regressive models and geographically weighted regression (GWR) in measuring the cultural influence of neighborhood in customer behavior in the energy fraud act; (ii) to replace slum coverage areas by a regional social vulnerability index; and (iii) to associate energy loss with customer satisfaction indicators, in a spatial-temporal approach. Spatial regression techniques are revised, followed by a discussion on social vulnerability and customer satisfaction indicators. Operational data obtained from AES Eletropaulo's geographical information systems were combined with secondary data in order to generate predictive regression models, having energy loss as the response variable. Results show that the incorporation of market and social oriented data about customers substantially contribute to explicate energy loss - the coefficient of determination in the regression models rose from 17.76% to 63.29% when the simpler model was compared to the more complex one. Suggestions are made for future work and opportunities for the replication of the methodology in comparable contexts are discussed.<hr/>Dada a crescente importância da integração de indicadores de marketing e operações para melhorar o desempenho empresarial e a disponibilidade de sofisticadas técnicas de estatística espacial, este trabalho desenvolve um indicador de propensão a perdas comerciais de energia. Gestão de perdas é um tema estratégico para as empresas de distribuição de energia, em particular para a AES Eletropaulo. Nesse contexto, os objetivos deste trabalho são: (i) apropriar modelos espaciais autorregressivos e a geographically weighted regression (GWR - regressão ponderada geograficamente) para medir a influência cultural da vizinhança no comportamento do cliente no ato da fraude de energia; (ii) substituir as áreas de cobertura de favela por um índice regional de vulnerabilidade social; e (iii) associar a perda de energia com indicadores de satisfação de clientes, em uma abordagem espaço-temporal. Técnicas de regressão espacial são revisadas, seguidas por uma discussão sobre a vulnerabilidade social e os indicadores de satisfação do cliente. Os dados operacionais obtidos por meio de sistemas de informação geográfica da AES Eletropaulo foram combinados com dados secundários, a fim de gerar modelos preditivos de regressão, com a perda de energia como variável resposta. Os resultados mostram que a incorporação de dados sociais e de mercado sobre os clientes contribuem substancialmente para explicar a perda de energia - o coeficiente de determinação dos modelos de regressão aumentou de 17,76% para 63,29%, quando comparados o modelo mais simples e o mais complexo. São apresentadas sugestões para trabalhos futuros e discutidas oportunidades para a replicação da metodologia em contextos comparáveis.