Scielo RSS <![CDATA[Cadernos EBAPE.BR]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1679-395120140007&lang=es vol. 12 num. SPE lang. es <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Editorial</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-39512014000700001&lng=es&nrm=iso&tlng=es <![CDATA[<b>Habermas' Theory of Communicative Action and its applications in organizations: contributions to a research agenda</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-39512014000700002&lng=es&nrm=iso&tlng=es Neste ensaio teórico apresentamos elementos da Teoria da Ação Comunicativa de Habermas e a comparamos com a abordagem do poder de Michel Crozier. Discutimos uma possível agenda de pesquisa e apresentamos os artigos selecionados para este número especial da revista.<hr/>In this theoretical essay, we introduce elements of Habermas' Theory of Communicative Action and compare it to Michel Crozier's approach to power. We discuss a possible research agenda and introduce the articles selected for this special issue of the journal. <![CDATA[<b>Strategy as social practice and theory of communicative action: possible theoretical approaches</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-39512014000700003&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este artigo visa a discutir as possíveis aproximações teóricas entre a estratégia como prática social (EPS) e a teoria da ação comunicativa (TAC), instituída por Jürgen Habermas. Almejou-se construir um diálogo analítico, destacando as interfaces que podem ser estabelecidas entre esses construtos. Especificamente, buscou-se: (i) descrever o arcabouço teórico da estratégia como prática social; (ii) discutir os aspectos conceituais da teoria da ação comunicativa; e (iii) apresentar as possíveis aproximações teóricas entre a estratégia como prática social e a teoria da ação comunicativa. Argumenta-se que a TAC tem elementos interessantes a contribuir com a estratégia como prática e que, por esse motivo, é necessário explorar as aproximações teóricas. Desse modo, este artigo contribui singularmente para associar o pensamento habermasiano às perspectivas teóricas da estratégia como prática social, especialmente em seus elementos razão e verdade, entendimento e consenso, que ensejam contribuições substanciais da racionalidade comunicativa para a estratégia como prática social.<hr/>This article aims to discuss the possible theoretical approaches between strategy as social practice (SSP) and the theory of communicative action (TCA), established by Jürgen Habermas. We intended to construct an analytical dialogue, highlighting the interfaces that may be established between these constructs. Specifically, we sought to: (i) describe the theoretical framework of strategy as social practice; (ii) discuss the conceptual aspects of the theory of communicative action; and (iii) introduce the possible theoretical approaches between strategy as social practice and the theory of communicative action. It is argued that TCA has interesting elements contributing to strategy as a practice and that, for this reason, there is a need to explore the theoretical approaches. So, this article contributes in a unique way to associate Habermas' thought with the theoretical perspectives of strategy as social practice, especially concerning their elements reason and truth, understanding and consensus, which give rise to significant contributions of communicative rationality to strategy as social practice. <![CDATA[<b>Institutionalization of socioenvironmental initiatives of organizations: interfaces between Habermas' social development theory and the isomorphism of the institutional theory</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-39512014000700004&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este artigo estabelece uma discussão a partir da premissa de que a institucionalização envolve processos por meio dos quais valores sociais (práticas, crenças e obrigações) assumem o status de regras de pensamento e de ação social. Busca, assim, indicar como uma sociedade viabiliza a materialização de novos padrões de racionalidade, de modo que estes passem a interferir nas concepções de realidade de seus sujeitos. O estudo apresenta um modelo de análise sistêmico da responsabilidade social corporativa, integrando os conceitos da lógica do desenvolvimento social, proposta por Jürgen Habermas, e os processos de isomorfismo observados nas organizações e oriundos da teoria institucional. Com o intuito de fornecer um modelo de análise teórico-empírica do tema, as iniciativas socioambientais são justificadas, inicialmente, pelo seu papel como fator de diferenciação ou como estabelecedor da reputação da organização e de seus produtos e serviços. Na sequência, observa-se um processo de normatização, quando é definido um novo padrão mínimo de atuação das organizações e, porque não dizer, de maturidade social, reiniciando nesse ponto uma nova busca de diferenciais competitivos e avanços sociais. Esse enfoque de investigação da atuação das empresas na arena socioambiental rompe com a perspectiva ingênua e voluntarista de que a emergência dessas iniciativas ocorra conforme diferentes níveis de conscientização do meio empresarial.<hr/>This article establishes a discussion from the premise that institutionalization involves processes by which social values (practices, beliefs, and obligations) take the status of rules of thought and social action. Thus, it aims to point out how a society enables the embodiment of new rationality standards, so that they start interfering with the reality conceptions of their subjects. The study introduces a model for systemic analysis of corporate social responsibility, integrating concepts of the social development rationale, as proposed by Jürgen Habermas, and the processes of isomorphism observed in organizations and derived from the institutional theory. In order to provide a model for theoretical and empirical analysis of the subject, socioenvironmental initiatives are initially justified by their role as a differentiation factor or as establisher of the reputation of the organization and its products and services. Next, a normalization process is observed, when a new minimum performance standard is set for organizations, as well as, why not say it, social maturity, restarting at this point a new search for competitive differentials and social advances. This focus of investigation of companies' work in the socioenvironmental arena breaks with the naive and proactive perspective that the emergence of these initiatives occurs according to different levels of corporate environment awareness. <![CDATA[<b>An approach between universal pragmatics and solidarity economy: the case of Catende</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-39512014000700005&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este artigo objetiva aproximar a pragmática universal, elemento fundamental da racionalidade comunicativa habermasiana, e os conceitos de economia solidária defendidos por Paul Singer. No que diz respeito à teoria de Habermas, limita-se à ideia de reconstrução das condições universais de possível compreensão mútua, sem se dedicar ao entendimento das relações semânticas nos procedimentos dialógicos, que ocupam papel central na teoria habermasiana. A reflexão teórica adotou como instrumento empírico, por meio do estudo de caso não generalizável, o Projeto Harmonia, no município de Catende-PE. Para esse fim, foram realizados dois estudos de campo: entrevistas com questionário semiestruturado e pesquisa quantitativa com aplicação presencial de questionários. A pesquisa exploratória identificou quatro categorias de trabalhadores (de usina, com cana, sem cana, favoráveis à reforma coletiva), analisadas distintamente no levantamento de dados.<hr/>This article aims to make universal pragmatics, a key element of Habermas' communicative rationality, closer to the concepts of solidarity economy advocated by Paul Singer. Regarding Habermas' theory, it is limited to the idea of reconstructing the universal conditions of a possible mutual understanding, with no regard to understanding the semantic relations in dialogic procedures, which play a key role in Hagerman' theory. The theoretical reflection adopted as an empirical instrument, by means of a non-generalizable case study, "Projeto Harmonia", in the town of Catende, Pernambuco, Brazil. To do this, two field studies were conducted: interviews with a semi-structured questionnaire and a quantitative survey by applying questionnaires face to face. The exploratory survey identified four categories of workers (from mills, with sugar cane, without sugar cane, favorable to collective reform), distinctly analyzed during data collection. <![CDATA[<b>Values related to organizational competition and communicative action: a new look at the organizational making</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-39512014000700006&lng=es&nrm=iso&tlng=es As organizações agem em seu cotidiano por meio de seus stakeholders, que se relacionam em interações mediadas por linguagem de forma estratégica ou comunicativa. Um dos aspectos que subjazem às ações de entidades sociais são valores. Definimos valores relativos à competição organizacional (VRCOs) como crenças socialmente construídas, com significado para um indivíduo ou grupo, que orientam as ações sociais entre stakeholders. Este estudo visou a compreender como os VRCOs se reproduzem nas interações entre pessoas que agem como stakeholders em organizações atuantes em economia de mercado. O estudo foi desenvolvido segundo a abordagem de comensurabilidade paradigmática parcial entre o interacionismo simbólico e a teoria da ação comunicativa. Configurando-se como um estudo de caso, de natureza exploratório-descritivo-explicativa, foi realizado em uma das maiores empresas coligadas ao projeto Economia de Comunhão na liberdade (EdC), no Brasil. Os dados foram coletados mediante entrevistas, observação participante, conversas espontâneas, por meio de documentos e pela análise e interpretação dos resultados, inspiradas na pragmática e na hermenêutica. Vis-à-vis o recorte teórico, os resultados sugerem os valores relativos à competição organizacional como fruto da busca de equilíbrio dinâmico entre as visões de mundo do fundador - do mundo "como deveria ser" e "como ele é" - e as necessidades da organização, ora privilegiando ações estratégicas, ora baseadas em entendimento. Os VRCOs foram definidos em função de diferentes stakeholders e, ao mesmo tempo em que são produzidos nas interações, reproduzem os aspectos culturais das sociedades das quais os stakeholders fazem parte.<hr/>Organizations act in their daily life by means of their stakeholders, who relate to each other in interactions mediated by language in a strategic or communicative way. Values constitute an aspect underlying the actions of social entities. We define values related to organizational competition (VROCs) as socially constructed beliefs, meaningful to an individual or group, which drive social actions between stakeholders. This study aimed to understand how VROCs are reproduced in interactions between people who act as stakeholders in organizations operating in a market economy. The study was conducted according to the partial paradigmatic commensurability approach between symbolic interactionism and the communicative action theory. Configuring itself as a case study, with a descriptive, exploratory, and explanatory nature, it was conducted in one of the largest companies related to the Economy of Communion Project (EoC), in Brazil. Data were collected by means of interviews, participant observation, naturally occurring talks, through documents and the analysis and interpretation of results, inspired by pragmatics and hermeneutics. Vis-à-vis the theoretical frame, the results suggest the values related to organizational competition as deriving from the search for a dynamic balance between founder's worldview - the world "as it should be" and "how it actually is" - and organization's needs, sometimes favoring strategic actions, sometimes based on understanding. VROCs were defined considering different stakeholders and, at the same time they are produced in interactions, they reproduce the cultural aspects of societies to which stakeholders belong. <![CDATA[<b>Transparency and legitimation of institutional objectives in state-owned companies: the case of Petrobras</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-39512014000700007&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este trabalho objetiva determinar até que ponto os objetivos estratégicos duplos das empresas estatais (financeiros e sociais) são legítimos e se refletem nas práticas de governança corporativa, responsabilidade social e transparência dessas empresas. O artigo evidencia que é legítimo as estatais perseguirem simultaneamente um duplo objetivo institucional que atende a várias responsabilidades corporativas. Através de análise das informações disponibilizadas em três portais da Petrobras, procurou-se identificar práticas de transparência e sua associação tanto com os mecanismos isomórficos relacionados ao processo de legitimação, quanto com o alcance dos duplos objetivos institucionais. Achados revelam que informações providas nos portais estão alinhadas a ambos tipos de objetivos institucionais, que as práticas de transparência atendem a pressões isomórficas coercitivas, normativas e miméticas, e que o perfil de pressões isomórficas atendidas se diferencia de acordo com o tipo de responsabilidade social e o público pretendido.O trabalho indica ainda que ameaças às práticas de transparência e à própria legitimidade podem vir de novas exigências de stakeholders, talvez a partir de novas possibilidades do uso de dados abertos disponibilizados nos portais.<hr/>This paper intends to examine the legitimacy of the dual strategic objectives (financial and social) of state-owned companies and how these objectives are reflected in the corporate governance, social responsibility and transparency practices of these companies. We provide evidence of the legitimacy of this pursuit of dual objectives and that it involves compliance with a variety of different types of corporate social responsibility. Analyzing the information provided on three corporate websites of Petrobras, we identified transparency practices and their association both with isomorphic legitimating mechanisms and with the achievement of dual institutional objectives. Findings reveal that the information provided on the websites is aligned to both types of institutional goals, that transparency practices reflect isomorphic pressures (being coercive, normative and mimetic), and that the profile of isomorphic pressures differs depending on the type of social responsibility and intended audience. This paper also shows that threats to transparency practices and to legitimacy itself may arise from new demands from stakeholders, perhaps deriving from new possibilities for the use of open data available on the websites. <![CDATA[<b>Ergology: a possible approach to organizational studies of work</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-39512014000700008&lng=es&nrm=iso&tlng=es Busca-se apontar e demarcar como profícuo o uso da Ergologia - abordagem desenvolvida pelo filósofo francês Yves Schwartz - por pesquisadores da área de estudos organizacionais sobre trabalho. Neste artigo teórico a revisão de literatura é utilizada para atingir tal objetivo, abordando os seguintes pontos a respeito da Ergologia: sua gênese e suas concepções sobre o trabalhador e o trabalho; suas principais ferramentas conceituais, a saber, normas antecedentes, valores, renormalização, entidades coletivas relativamente pertinentes, saberes investidos; sua estrutura epistemológica, abrangendo o trabalho como um ambiente de vida, de aprendizagem e de confronto entre saberes, os seus pressupostos e proposições generalizáveis e o dispositivo por meio do qual se dá o seu exercício; uma breve comparação com as perspectivas clínicas do trabalho; a delimitação de sua proficuidade para os estudos organizacionais, abrangendo considerações de pesquisas já realizadas, bem como uma agenda para pesquisas futuras, em que se aponta a possibilidade de um novo olhar sobre discussões consolidadas nessa área, como comportamento e cultura organizacionais, competências e qualidade de vida no trabalho (QVT), e ainda indicações de possíveis consequências para práticas administrativas. Como conclusão, aponta-se a relevância da reflexividade no desenvolvimento de tecnologias gerenciais e da consideração da potencialidade do trabalho real em detrimento das prescrições e dos modelos generalizáveis, bem como se enfatiza o diálogo com os trabalhadores.<hr/>This paper aims to point out and mark as fruitful the use of Ergology - approach developed by the French philosopher Yves Schwartz - by researchers of the organizational studies of the work field. This theoretical paper uses literature review to achieve this goal by addressing the following topics about Ergology: its genesis and conceptions about the worker and labor; its main conceptual tools, as previous standards, values, re-normalization, collective entities relatively pertinent, invested knowledge; and its epistemological structure, considering work as an environment of life, learning and knowledge confrontation, its generalizable assumptions and propositions, and the apparatus whereby its exercise works. There is also a brief comparison of work's clinical perspectives, the delimitation of its usefulness for organizational studies, covering considerations of previous researches, as well as an agenda for future ones, where there is the possibility of a new look over consolidated discussions in this area, such as organizational behavior and culture, competences, quality of working life (QWL), and indications of possible consequences for administrative practices. To conclude, it is highlighted the relevance of reflexivity in the development of management technologies and the real work potentiality, in spite of the requirements and generalizable models, as well it is emphasized the dialogue with workers. <![CDATA[<b>Interconnecting companies and waste picker cooperatives in reverse flows of post-consumer solid waste: the "Vira-Lata" case</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-39512014000700009&lng=es&nrm=iso&tlng=es A Política Nacional de Resíduos Sólidos, aprovada em 2010, reconhece o trabalho dos catadores de materiais recicláveis, organizados como atores fundamentais da cadeia de reciclagem brasileira. Exige também que diversos setores empresariais implementem programas de logística reversa voltados a seus resíduos pós-consumo, privilegiando a integração das cooperativas de catadores nesse processo. No entanto, o pequeno interesse das empresas em gerenciar programas de logística reversa e dificuldades para integrar empresas e cooperativas desafiam a concretização desses objetivos. Esta pesquisa analisa os desafios e as perspectivas para o desenvolvimento dessas iniciativas. A estratégia de pesquisa escolhida foi a realização de um estudo de caso na Cooperativa Vira-Lata, com foco nas ações desenvolvidas pela organização com três empresas. Os resultados mostram que a integração de empresas e cooperativas tem o potencial de viabilizar fluxos reversos e gerar benefícios econômicos e socioambientais, principalmente quando há integração entre empresas, cooperativas e o poder público. Desafios como a melhoria de processos de gestão organizacional e de sistemas de informação das cooperativas, assim como dificuldades para engajar outros fornecedores da cadeia reversa, também foram identificados.<hr/>The National Policy on Solid Waste, approved in 2010, recognizes waste pickers organizations as key actors in the Brazilian recycling chain. It also requires that various business sectors deploy reverse logistics programs aimed at their post-consumer waste, favoring the interconnection of waste picker cooperatives in this process. However, little interest from companies in managing reverse logistics programs and difficulties to interconnect companies and cooperatives are major challenges to achieve these goals. This research analyzes the challenges and prospects for developing these initiatives. The research strategy chosen was conducting a case study in "Cooperativa Vira-Lata", focusing on the actions deployed by the organization along with three companies. The results show that the interconnection between companies and cooperatives has the potential to enable reverse flows and generate economic and socio environmental benefits, especially when there is an interconnection between companies, cooperatives, and the government. Challenges such as improving organizational management processes and information systems in the cooperatives, as well as difficulties to engage other suppliers within the reverse chain, were also identified. <![CDATA[<b>Perception of information and of its relevance in the institutional setting: from the perspective of managers and leaders</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-39512014000700010&lng=es&nrm=iso&tlng=es Considerando o volume e a velocidade da informação que permeia o ambiente organizacional, este artigo tem o objetivo de auxiliar no entendimento e na contextualização dessa informação, por meio da avaliação de lideranças, com o propósito de determinar a percepção da informação e da sua relevância no contexto organizacional. A informação é responsável por contribuir para que a tomada de decisão responda às expectativas da empresa. À luz da teoria proposta por Choo (2003), este artigo reafirma que a informação deve ser processada, visando a reduzir ou evitar a incerteza e apoiar as decisões organizacionais; para isso, a forma como é percebida é vital para que cumpra seu propósito. A metodologia adotada visa a responder às perguntas: "Como a informação é percebida no cenário organizacional?" e "Qual é a relevância da informação?". Trata-se de estudo de caso realizado em uma organização privada, multinacional, do segmento de reflorestamento. Nos resultados, foi possível inferir que os envolvidos possuem uma notável percepção da informação e da sua relevância, embora se tenha observado que, em algumas situações, existe a necessidade de melhorar o fluxo, as ferramentas e a gestão da informação, para que, no contexto organizacional, ela constitua um recurso para decisões efetivas. Identificou-se que a necessidade de informação e sua aquisição, armazenamento, produtos e serviços, uso e disseminação, seguindo o modelo de Choo, realçam a percepção da informação e sua relevância no cenário institucional. A continuidade do estudo sugere a mensuração do impacto e influência da informação e a ampliação da percepção sob a perspectiva de subordinados.<hr/>Considering the volume and speed of information permeating the organizational environment, this article aims to help understanding and contextualizing this information, by assessing leaderships, in order to determine the perception of information and of its relevance in the organizational context. Information is responsible for contributing so that decision-making meets the company's expectations. In the light of the theory proposed by Choo (2003), this article reaffirms that information must be processed, with a view to reducing or avoiding uncertainty and supporting organizational decisions; to do that, the way how it is perceived is crucial to fulfill its purpose. The methodology adopted aims to answer to the questions: "How is information perceived in the organizational setting?" and "What is the relevance of information?". This is a case study carried out in a private, multinational, organization, from the reforestation sector. In the results, we could infer that those who are involved have a remarkable perception of information and of its importance, although it was observed that, in some situations, there is a need to improve information flow, tools, and management, so that, in the organizational context, it constitutes a means for effective decisions. We identified that the need for information and its acquisition, storage, products and services, use and dissemination, according to Choo's model, highlight the perception of information and of its relevance in the institutional setting. Subsequently, the study suggests to measure information impact and influence and to broaden perception from the perspective of subordinates.