Scielo RSS <![CDATA[Neotropical Ichthyology]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1679-622520140001&lang=es vol. 12 num. 1 lang. es <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Taxonomic revision of <em>Spectracanthicus</em> Nijssen & Isbrücker (Loricariidae: Hypostominae: Ancistrini), with description of three new species]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-62252014000100001&lng=es&nrm=iso&tlng=es A taxonomic review of Spectracanthicus Nijssen &amp; Isbrücker, including Oligancistrus Rapp Py-Daniel, following a phylogenetic study, is presented. Additionally to S. punctatissimus (Steindachner) and S. murinus Nijssen &amp; Isbrücker, three new species are recognized based on the examination of 159 specimens: S. immaculatus n. sp. from rio Tapajós basin, differs from its congeners by its color pattern consisting of a dark gray body, with no dots or spots, and by having very slender teeth; Spectracanthicus tocantinensis n. sp., from the rio Tocantins drainage is distinguished by the color pattern consisting of dark brown or black body with small, yellowish dots (except in S. punctatissimus), presence of thick teeth, infraorbital 4 forming most of the posterior edge of the orbit and the large basipterigium fenestrae; and Spectracanthicus zuanoni n. sp., from the rio Xingu basin is diagnosed by its color pattern consisting of large, white spots and by the larger orbital diameter. Other characters based on osteological features are also usefull to distinguish the species. A key to the species of the genus and a brief discussion of their threats and conservation are also provided. <hr/>A revisão taxonômica de Spectracanthicus Nijssen &amp; Isbrücker, incluindo Oligancistrus Rapp Py-Daniel, baseada em estudos filogenéticos recentes, é apresentada. Adicionalmente a S. punctatissimus (Steindachner) e S. murinus Nijssen &amp; Isbrücker, três espécies novas são reconhecidas baseadas no exame de 159 espécimes: S. immaculatus, sp. n. proveniente da bacia do rio Tapajós, difere de suas congêneres pelo padrão de colorido do corpo cinza escuro sem pontos ou manchas e por possuir dentes bastante delgados; Spectracanthicus tocantinensis sp. n., da bacia do rio Tocantins pode ser distinguida pelo padrão de colorido do corpo marron escuro ou preto com pontos amarelados (exceto de S. punctatissimus), presença de dentes espessos, infraorbital 4 formando quase toda a margem posterior da órbita e pela presença de uma grande fenestra no basipterígio; e Spectracanthicus zuanoni sp. n., da bacia do rio Xingu é diagnosticada pelo padrão de colorido cinza escuro com grandes pontos brancos e por possuir maior diâmetro infraorbital. Outros caracteres osteológicos também podem ser utilizados para distinguir as espécies. Uma chave para as espécies do gênero e uma breve discussão sobre suas ameaças e conservação são também fornecidas. <![CDATA[<em>Parotocinclus halbothi</em>, a new species of small armored catfish (Loricariidae: Hypoptopomatinae), from the Trombetas and Marowijne River basins, in Brazil and Suriname]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-62252014000100027&lng=es&nrm=iso&tlng=es Parotocinclus halbothi is described as a new species from the Trombetas and Marowijne river basins, in Brazil and Suriname. The new species is distinguished from its congeners in the Guianas, Orinoco, and Amazon basins by details of color pattern, form and arrangement of bony plates, body shape, and morphometric features. It is distinguished from all other species of Parotocinclus by the elongation of the canal cheek plate on the ventral surface of head posteriorly to contact the cleithrum. The new species is differentiated from Parotocinclus collinsae, the most similar species in terms of color pattern, by the small, circular, median abdominal plates, the poorly developed preanal shield with two or three plates, and by having the adipose fin rudimentary. This new species is one of the smallest loricariid catfishes known to date. <hr/>Parotocinclus halbothi é descrito como uma espécie nova das bacias dos rios Trombetas e Marowijne, no Brasil e no Suriname. A espécie nova é distinguida das suas congêneres das bacias dos rios das Guianas, Orinoco e Amazonas por detalhes do padrão de colorido, forma e arranjo das placas ósseas, forma do corpo e caracteres morfométricos. Ela é diferenciada de todas as demais espécies de Parotocinclus pela placa com canal da bochecha alongada posteriormente e em contato com o cleitro ventralmente. A espécie nova é diferenciada de Parotocinclus collinsae, a espécie mais similar em termos de coloração, pelas placas abdominais centrais pequenas e arredondadas, pelo escudo pré-anal pouco desenvolvido com duas ou três placas, e por possuir uma nadadeira adiposa rudimentar. Esta é uma das menores espécies de Loricariidae conhecidas até o momento. <![CDATA[A new species of the armored catfish genus <em>Pareiorhaphis</em> Miranda Ribeiro (Siluriformes: Loricariidae) from the rio Paraguaçu, Bahia State, northeastern Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-62252014000100035&lng=es&nrm=iso&tlng=es A new armored catfish species of the genus Pareiorhaphis is described from the middle and upper portions of rio Paraguaçu basin, coastal drainage of Bahia State, northeastern Brazil. The new species is readily distinguished from all its congeners by having two putative autapomorphies: (1) skin fold just posterior to each emergent tooth series of dentary formed by a single enlarged, flattened papilla, and (2) the midline of lower lip immediately behind the dentaries with small patch of distinct papillae arranged in a short median bump. In addition, the shallow caudal peduncle and comparatively lower number of teeth in each dentary also distinguishes the new species from all congeners. The new species is also compared to Pareiorhaphis bahianus, the geographically closest congener. <hr/> Uma espécie nova de cascudo do gênero Pareiorhaphis é descrita da porção média e superior da bacia do rio Paraguaçu, drenagem costeira do estado da Bahia, nordeste do Brasil. A espécie nova é facilmente diagnosticada das demais congêneres por apresentar duas possíveis autapomorfias: (1) uma prega de pele atrás de cada série emergente de dentes do dentário formada por uma única papila larga e achatada e (2) um conjunto de papilas distintas arranjadas em uma elevação curta localizada na linha média do lábio inferior. Além disso, a menor altura do pedúnculo caudal e o baixo número de dentes em cada dentário também distinguem a espécie nova de todas as congêneres. A espécie nova é ainda comparada com Pareiorhaphis bahianus, congênere geograficamente mais próximo. <![CDATA[A new species of the <em>Hypostomus cochliodon</em> group (Siluriformes: Loricariidae) from the rio Aripuanã basin in Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-62252014000100043&lng=es&nrm=iso&tlng=es A new species of Hypostomus, H. dardanelos, is described from the rio Aripuanã basin, a southern tributary to the rio Madeira, in northern Mato Grosso State, Brazil. The new species is assigned to the Hypostomus cochliodon group by the possession of few teeth, spoon-shaped teeth, angle between dentaries usually less than 80°, and by the absence of a notch between hyomandibular and the metapterygoid. The new species can be diagnosed from its congeners by its unique color pattern of yellowish-brown ground color covered by well-defined dark spots of relatively equal size, evenly spaced and moderately set along the dorsal region of the body and fins, except on the ventrolateral region of the caudal peduncle and proximal region of anal and caudal fins, which are devoid of spots. The new species is further diagnosed by having teeth with very small lateral cusp, fused to the mesial one and almost imperceptible; by the absence of medial buccal papillae, and by nuptial odontodes all along the body (odontodes more pronounced in some few larger specimens).<hr/> Uma espécie nova de Hypostomus, H. dardanelos, é descrita da bacia do rio Aripuanã, um tributário ao sul do rio Madeira, no norte do estado do Mato Grosso, Brasil. A espécie nova é atribuída ao grupo Hypostomus cochliodon por apresentar poucos dentes, dentes em forma de colher, ângulo entre os dentários usualmente menor que 80° e pela ausência de uma chanfradura entre o hiomandibular e o metapterigoide. A espécie nova pode ser diagnosticada de suas congêneres por seu padrão de cor único marrom-amarelado com pintas escuras bem definidas de tamanho homogêneo, moderadamente distanciadas e igualmente distribuídas ao longo da região dorsal do corpo e nadadeiras, exceto na região ventrolateral do pedúnculo caudal e na região proximal da nadadeira caudal, que são desprovidas de pintas. A espécie nova é adicionalmente diagnosticada por possuir dentes com a cúspide lateral muito reduzida, fundida à cúspide mesial e quase imperceptível; pela ausência da papila bucal medial e por odontódeos nupciais presentes em todo o corpo (odontódeos mais evidentes em alguns poucos exemplares maiores). <![CDATA[Miniaturization in <em>Otothyris</em> Myers, 1927 (Loricariidae: Hypoptopomatinae)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-62252014000100053&lng=es&nrm=iso&tlng=es Many species of freshwater fishes are considered miniatures, nevertheless, their identification as miniatures is frequently based only on an arbitrary criterion of small body size. Although some species of Otothyris had been suggested to be miniature, informations about the process and consequences of miniaturization in the genus are lacking. Here, we detail developmental events of loss, fusion, and modifications in several bones, the laterosensory system, and even the brain, that in sum demonstrate miniaturization in all species of the genus. Our results may be useful in the recognition of other miniature species of loricariids.<hr/> Muitas espécies de peixes de água doce são consideradas miniaturas, entretanto, sua identificação é frequentemente baseada apenas no critério arbitrário que é seu reduzido tamanho corporal. Apesar de algumas espécies de Otothyris terem sido propostas como miniaturas, informações acerca do processo de miniaturização no gênero e suas consequências são escassas. Aqui detalhamos eventos de perda, fusão, modificações em muitos ossos, sistema laterossensorial e no cérebro, que juntos evidenciam a miniaturização em todas as espécies do gênero. Nossos resultados podem ser úteis na identificação de outras espécies miniaturas dentro de Loricariidae. <![CDATA[Redescription of <em>Panaqolus purusiensis</em> (LaMonte, 1935) (Siluriformes: Loricariidae) with identification key to the species of the genus]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-62252014000100061&lng=es&nrm=iso&tlng=es Despite Panaqolus purusiensis being described nearly 80 years ago, very little is known about it. The taxon was described based on a single specimen. Researching collection catalogues has revealed two more specimens that were caught together along with the holotype but had subsequently been deposited in different museums. Recent collections, including one from the type locality, have made more specimens available. Examination of this new material reveals that this species has three distinct color patterns that are size dependent. Specimens with standard length (SL) less than 30 mm show a coloration common among various species of Panaqolus consisting of regular bands on the body, fins and head. Specimens from 30-90 mm SL have a specific color pattern with thinner bands and those larger than 90 mm SL have a uniformly dark body with only the fins continuing to show bands. The most similar species are P. changae, P. gnomus, P. maccus, and P. nocturnus. The first three can easily be distinguished by their coloration and by body proportions. Specimens of P. nocturnus of more than 90 mm SL however are nearly indistinguishable from P. purusiensis of the same size, making identification difficult. <hr/>Apesar de Panaqolus purusiensis ter sido descrita há quase 80 anos, sabe-se muito pouco sobre ela. O táxon foi descrito com base em um único exemplar. No entanto, pesquisas em catálogos de coleções ictiológicas revelaram mais dois exemplares que foram capturados junto com o holótipo, porém depositados em outros museus. Coletas recentes, incluindo a localidade-tipo, disponibilizaram mais espécimes. O exame deste material revelou que a espécie tem três padrões distintos de coloração dependendo do tamanho. Indivíduos com até 30 mm de comprimento padrão [CP] apresentam bandas regulares no corpo, nas nadadeiras e na cabeça, padrão de colorido comum em várias espécies de Panaqolus; indivíduos de 30-90 mm CP apresentam um padrão específico de coloração, com bandas claras mais finas; e acima de 90 mm CP o corpo é uniformemente escuro e somente as nadadeiras continuam expondo bandas. As espécies mais parecidas com P. purusiensis são P. changae, P. gnomus, P. maccus e P. nocturnus. As três primeiras podem facilmente ser distinguidas pelo padrão de coloração e pelas proporções do corpo, porém, exemplares de P. nocturnus com mais que 90 mm CP são muito parecidos com P. purusiensis do mesmo tamanho, dificultando a identificação. <![CDATA[A new long-finned <em>Corydoras</em> Lacépède, 1803 (Siluriformes: Callichthyidae) from the lower rio Paraná basin, Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-62252014000100071&lng=es&nrm=iso&tlng=es A new species of Corydoras is described from the lower rio Paraná basin, just downstream from Itaipu Dam, Brazil, close to Paraguay boundary. The new species can be distinguished from most of its congeners by the infraorbital 2 with a posterior laminar expansion conspicuously reduced, first and second dorsal-fin branched rays conspicuously elongated in males, mesethmoid entirely covered by skin, and by the presence of four to six irregular black or brownish blotches on the midline of the flank. The probable occurrence of the new species in the floodplain of the upper portion of the rio Paraná drainage is discussed. <hr/> Uma espécie nova de Corydoras é descrita da bacia do baixo rio Paraná, logo a jusante da barragem de Itaipu, Brasil, próximo a fronteira com o Paraguai. A espécie nova pode ser distinguida da maioria de suas congêneres pelo infraorbital 2 com uma expansão laminar posterior conspicuamente reduzida, primeiro e segundo raios ramificados da nadadeira dorsal conspicuamente alongados nos machos, mesetmoide totalmente coberto por pele e presença de quatro a seis manchas pretas ou amarronzadas irregulares na linha mediana do flanco. Discute-se a provável ocorrência da espécie nova na planície de inundação da bacia da porção superior do rio Paraná. <![CDATA[A new species of <em>Microglanis</em> (Siluriformes: Pseudopimelodidae) from the upper rio Tocantins basin, Goiás State, Central Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-62252014000100081&lng=es&nrm=iso&tlng=es A new species of Microglanis is described from the upper rio Tocantins basin, Barro Alto, Goiás State, Brazil. This species is distinguished from the others by presenting a unique color pattern, consisting of round spots in the flank between the larger dark brown blotches. Moreover, it can be distinguished by the combination of the following features: caudal fin emarginate, the upper lobe slightly larger than the lower, lateral line relatively long, reaching vertical through posterior margin of the pelvic fin, and light stripe on supra-occipital region absent or very narrow and with irregular shape. <hr/> Uma espécie nova de Microglanis é descrita da bacia do alto rio Tocantins, Barro Alto, estado de Goiás, Brasil. Essa espécie distingue-se das demais por apresentar um padrão de colorido único, constituído por manchas arredondadas no flanco entre as manchas castanho escuras maiores. Além disso, pode ser diferenciada pela combinação dos seguintes caracteres: nadadeira caudal emarginada, com o lobo superior ligeiramente maior que o inferior, linha lateral relativamente longa, atingindo a vertical que passa pela margem posterior da nadadeira pélvica, e faixa clara na região supraoccipital ausente ou muito estreita e com formato irregular. <![CDATA[A new species of <em>Corydoras</em> Lacépède, 1803 (Siluriformes: Callichthyidae) from the upper rio Paraná basin, Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-62252014000100089&lng=es&nrm=iso&tlng=es A new species of Corydoras is described from three tributaries of the rio Ivaí drainage, upper rio Paraná basin, Paraná State, Brazil. The new species can be distinguished from most of its congeners by the presence of three nasal pores. Other diagnostic features are the lower number of serrations in posterior margin of pectoral and dorsal spines and presence of four to six small black blotches along the midline of the flank. The possible mimetic relationship between the new species and Characidium heirmostigmata is discussed.<hr/> Uma espécie nova de Corydoras é descrita de três tributários da drenagem do rio Ivaí, bacia do alto rio Paraná, estado do Paraná, Brasil. A espécie nova se diferencia da maioria de suas congêneres por apresentar três poros nasais. Outras características diagnósticas são o menor número de serrilhas na margem posterior dos espinhos peitoral e dorsal e presença de quatro a seis manchas pretas pequenas ao longo da linha mediana do flanco. A possível relação mimética entre a espécie nova e Characidium heirmostigmata é discutida. <![CDATA[A new unicuspid-toothed species of <em>Hypostomus </em>Lacépède, 1803 (Siluriformes: Loricariidae) from the rio Paraguai basin]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-62252014000100097&lng=es&nrm=iso&tlng=es A new unicuspid-toothed armored catfish species of Hypostomus is described from the Bodoquena Plateau, rio Paraguai basin, Mato Grosso do Sul State, Brazil. The new species is distinguished from its congeners, with exception of H. fonchii, by having unicuspid teeth (vs. bicuspid teeth); from H. fonchii it is distinguished by having median series of lateral plates with 26-27 (vs. 28); by lower number of premaxillary and dentary teeth (7-10 vs. 18-21; 8-13 vs. 18-25, respectively); for possessing more depressed head (head depth 15.8-18.1% SL vs. 19.1-22.0% SL); and by the presence of median buccal papilla (vs. absence).<hr/> Uma espécie nova de cascudo do gênero Hypostomus com dentes unicuspidados é descrita da Serra da Bodoquena, bacia do rio Paraguai, estado do Mato Grosso do Sul, Brasil. A espécie nova é distinta de suas congêneres, com exceção de H. fonchii, pela presença de dentes unicuspidados (vs. bicuspidados); de H. fonchii é distinta por apresentar a série mediana de placas laterais com 26-27 (vs. 28); pelo menor número de dentes pré-maxilares e no dentário (7-10 vs. 18-21; 8-13 vs. 18-25, respectivamente); por possuir cabeça mais deprimida (altura da cabeça 15.8-18.1% CP vs. 19.1-22.0% CP) e pela presença de papilas bucais medianas (vs. ausência). <![CDATA[Analysis of propagule pressure and genetic diversity in the invasibility of a freshwater apex predator: the peacock bass (genus <em>Cichla</em>)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-62252014000100105&lng=es&nrm=iso&tlng=es An important step in invasive biology is to assess biological variables that could be used to predict invasion success. The study of genetics, evolution, and interactions of invasive and native species in invaded ranges provides a unique opportunity to study processes in population genetics and the capability of a species' range expansion. Here, we used information from microsatellite DNA markers to test if genetic variation relates to propagule pressure in the successful invasion of an apex predator (the Amazonian cichlid Cichla) into Southeastern Brazilian River systems. Invasive populations of Cichla have negatively impacted many freshwater communities in Southeastern Brazil since the 1960s. Reduction of genetic variation was observed in all invasive populations for both Cichla kelberi (CK) and Cichla piquiti (CP). For instance, heterozygosity was lower in the invasive range when compared to native populations from the Amazon basin (CP HE = 0.179/0.44; CK HE = 0.258/0.536 respectively). Therefore, despite the successful invasion of Cichla in southeast Brazil, low genetic diversity was observed in the introduced populations. We suggest that a combination of factors, such as Cichla's reproductive and feeding strategies, the "evolutionary trap" effect and the biotic resistance hypothesis, overcome their depauperete genetic diversity, being key aspects in this apex predator invasion.<hr/> Uma importante etapa na biologia da invasão é acessar variáveis biológicas que podem predizer o sucesso de invasão. O estudo da genética, evolução e interações entre invasores e espécies nativas no ambiente invadido pode prover uma oportunidade única para o estudo dos processos em genética de populações e a capacidade de uma espécie ampliar seu habitat. Nesse trabalho, nos utilizamos dados de marcadores de DNA microssatélites para testar se a variação genética é relacionada a pressão de propágulo na invasão bem sucedida do predador de topo (o ciclídeo Amazônico Cichla) nos rios do Sudeste Brasileiro. Populações invasoras de Cichla vem impactando negativamente diversas comunidades de água doce no Sudeste brasileiro deste 1960. A redução da variação genética foi observada em todas populações invasoras, tanto para Cichla kelberi (CK) como Cichla piquiti (CP). Por exemplo, a heterozigose foi menor no ambiente invadido quando comparada com as populações nativas da bacia Amazônica (CP HE = 0.179/0.44; CK HE = 0.258/0.536 respectivamente). Assim, apesar do sucesso da invasão de Cichla no sudoeste do Brasil, baixa diversidade genética foi observada nas populações introduzidas. Nós sugerimos que uma combinação de fatores, como as estratégias reprodutivas de Cichla, o efeito de "armadilha evolutiva" e a hipótese de resistências biótica superam o efeito que a diversidade genética depauperada exerce, sendo aspectos-chave na invasão desse predador de topo de cadeia. <![CDATA[Discovery of endangered annual killifish <em>Austrolebias cheradophilus</em> (Aplocheiloidei: Rivulidae) in Brazil, with comments on habitat, population structure and conservation status]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-62252014000100117&lng=es&nrm=iso&tlng=es Austrolebias genus comprises about 40 small annual killifishes endemic to South America and their highest diversity occurs in southern Brazil and Uruguay, especially in drainages of Patos-Mirim system. Austrolebias species are severely threatened with extinction because their life cycle and restricted ranges. Low dispersal ability and the extensive loss and fragmentation of freshwater wetlands contribute to this threat. Accurate information on the geographic distribution and ecology of the species, vital to plan conservation and management strategies, are scarce. In order to provide basic knowledge for annual fish conservation this paper reports the presence of Austrolebias cheradophilus and present data about its population structure (CPUA, size, sex ratio, length-weight relationships and condition factor) and conservation status in southern Brazil. The estimated CPUA of populations was 0.86 fish/m2. Standard length (SL) of males ranged between 32.14 and 49.17 mm and for females between 25.11 and 41.6 mm. There were no differences in SL between the sexes (t-test = - 1.678; P = 0.105), and Chi-squared test demonstrated marginal differences in proportions of sexes (2.25:1; χ2 = 3.846; P = 0.07). Allometric coefficient of the LWR was slightly hyperallometric (b = 3.08) and K of the specimens ranged from 1.84 to 2.42 (mean ± S.E. = 2.12 ± 0.04). Populations have low density and their biotopes are under critical threat, mainly due to suppression by agriculture, pastures for livestock and increase housing. The species is considered "Critically Endangered" in Brazil, furthermore is strongly recommended its inclusion on lists of endangered fauna and ensures the protection of their remaining habitats. <hr/> O gênero Austrolebias compreende cerca de 40 espécies de peixes anuais endêmicos da América do Sul, cuja maior diversidade está concentrada no sul do Brasil e Uruguai, especialmente nas drenagens do sistema hidrográfico Patos-Mirim. A combinação de seu ciclo de vida peculiar com suas restritas distribuições, baixa capacidade de dispersão e ampla fragmentação das áreas úmidas fazem com que suas espécies sejam consideradas ameaçadas de extinção. Entretanto, informações sobre sua distribuição e ecologia são escassas. Visando fornecer informações básicas para a conservação, este estudo registra a presença de Austrolebias cheradophilus no sul do Brasil e apresenta dados sobre sua estrutura populacional (CPUA, tamanho, razão sexual, relação peso-comprimento e fator de condição) e estado de conservação. O CPUA total das populações foi de 0,86 peixe/m2. Não foram encontradas diferenças no tamanho padrão entre os sexos (t-test = - 1,678; P = 0,105) e o teste do Qui-quadrado apresentou um valor marginalmente significativo para a proporção dos sexos (2,25:1; χ2 = 3.846; P = 0.07). O coeficiente de "b" calculado com base na relação peso-comprimento indica um padrão de crescimento levemente alométrico positivo (b = 3,08). O fator de condição dos indivíduos variou entre 1,84 e 2,42 (média ± S.E. = 2,12 ± 0,04). As populações identificadas têm baixa densidade e estão sob ameaça crítica, principalmente devido à supressão do habitat pela agricultura, pecuária e aumento da urbanização. A espécie foi considerada "Criticamente Ameaçada", portanto recomenda-se sua inclusão em listas de fauna ameaçada e a urgente proteção dos seus habitats. <![CDATA[Skin extract from <em>Rhamdia quelen</em> (Siluriformes: Heptapteridae) does not promote stress in conspecifics]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-62252014000100125&lng=es&nrm=iso&tlng=es Chemical communication is widely used in aquatic environments, where visual or auditory signals may not be always effective. Fish of the superorder Ostariophysi are known to display epidermal cells (club cells) that produce and store alarm substances, which are released to the water when the skin is damaged. Responses to alarm substances range widely, between active searches for refuge to a complete stop in any locomotor activity. In this study a large number of binucleated club cells (average density of 11 cells /5m2) were histologically observed in the skin of the catfish Rhamdia quelen (known as jundia). Skin extract (2, 5, and 10% w/v) applied for 15 minutes to conspecifics elicited increase in swimming activity and in the area visited by the fish inside the tank. However, exposure to the epithelial alarm cue did not evoke any stress response: plasma osmolality, ions (sodium, chloride, magnesium, and potassium), glucose and cortisol remained unchanged. In conclusion, the conspecific alarm cue of the jundia induces behavioral responses but not an acute stress response upon short-term exposure, compatible with its role in fostering physical integrity without representing major stress activation. Considering that in the natural environment such stimuli must quickly disappear due to dilution and that rapid protection responses may be necessary upon the possibility of an approaching predator, a faster mechanism to assure survival may come into play, such as sympathetic nervous system activation. <hr/> Comunicação qummica é amplamente utilizada por animais que vivem em ambiente aquatico, onde sinais visuais e auditivos nem sempre sco facilmente identificados. Os Ostariophysi sco conhecidos por apresentarem cilulas club na epiderme, as quais produzem e estocam substbncia de alarme que sco liberadas para o ambiente quando a pele i lesionada. As respostas dos peixes a substbncia de alarme variam entre exploragco ativa por refzgios ati a parada completa de atividade locomotora. Neste estudo, grande nzmero de cilulas club binucleadas (densidade midia de 11 cilulas/5m2) foram histologicamente observadas na epiderme do jundia, Rhamdia quelen. Peixes expostos a extrato de pele de conspecmficos (2, 5, e 10% peso/vol) por 15 minutos apresentaram aumento da atividade locomotora e da area de dispersco. No entanto, essa exposigco nco promoveu nenhuma resposta de estresse - osmolalidade plasmatica, mons (ssdio, cloreto, magnisio e potassio), glicose e cortisol nco sofreram alteragco. Conclummos que a exposigco aguda a extrato de pele de conspecmficos promovem respostas comportamentais de fuga, que essa espicie apresenta grande concentragco de cilulas club, as quais devem estar envolvidas nessas respostas e que a exposigco aguda ao estmmulo nco promoveu respostas bioqummicas indicativas de estresse. Considerando que no ambiente natural tais estmmulos devem desaparecer rapidamente dados a diluigco do meio e que respostas rapidas de protegco devem ser desencadeadas frente ` possibilidade de presenga de predador, vias rapidas de suporte a essas respostas, como sistema nervoso simpatico, por exemplo, devem estar envolvidos. <![CDATA[Impact of ecotourism on the fish fauna of Bonito region (Mato Grosso do Sul State, Brazil): ecological, behavioural and physiological measures]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-62252014000100133&lng=es&nrm=iso&tlng=es Bonito, in Mato Grosso do Sul State, is an important destination for ecotourism in Brazil and the main challenge of sustainable ecotourism here has been to accommodate and adjust the increase of tourism without compromising the ecological integrity of the local ecosystems. In this study we aimed to assess the environmental impact of ecotourism on the fish fauna of Sucuri River in Bonito by integrating ecological, behaviour and physiological criteria and using the fish species Crenicichla lepidota and Moenkhausia bonita as indicators. Two distinct sites were defined to collect data: (1) affected daily by ecotourism (Tourism) and (2) undisturbed (No Tourism). The "stationary point count" method was performed to assess variations in ecological parameters and "ad libitum" and focal animal methods were used to collect behaviour data. The cortisol response of M. bonita to a stress protocol was measured from holding-water. Results showed a significantly increase in species richness, density and diversity at the Tourism site. Nevertheless, behaviour patterns indicated a higher stress at the Tourism site for both species as well higher cortisol levels for M. bonita. In opposition to the ecological measures, the behaviour and physiological ones may be interpreted as an early sign of negative impact caused by ecotourism, prior to changes at community level. <hr/> Bonito, no estado de Mato Grosso do Sul, é atualmente um importante destino de ecoturismo no Brasil e o seu principal desafio tem sido o de acomodar e ajustar de forma sustentável a crescente procura de turistas sem comprometer a sua integridade ecológica. O objetivo deste estudo consistiu em avaliar o impacto do ecoturismo na ictiofauna do rio Sucuri localizado em Bonito, através da utilização integrada de critérios ecológicos, comportamentais e fisiológicos e utilizando as espécies de peixes Crenicichla lepidota e Moenkhausia bonita como indicadores. Para tal foram determinadas duas áreas distintas de amostragens no rio: (1) local onde ocorrem visitas turísticas diárias (Tourism) e (2) local sem qualquer tipo de impacto humano (No Tourism). O método de censos visuais por pontos fixos foi utilizado para determinar variações nos parâmetros ecológicos e os métodos "ad libitum" e animal focal foram utilizados para coletar dados comportamentais para as duas espécies em estudo. A resposta fisiológica à presença de turistas foi testada em M. bonita através da determinação de cortisol na água por um método não-invasivo de captura, transporte e confinamento. Os resultados obtidos indicam que no local exposto ao turismo há um aumento significativo da riqueza específica, densidade e diversidade de espécies. No entanto, a nível comportamental C. lepidota apresenta mudanças significativas de comportamento alimentar, agonístico, de fuga e guarda do ninho entre os dois locais. Moenkhausia bonita apresenta mudanças significativas não só a nível do seu comportamento alimentar e de fuga, mas também apresenta níveis de cortisol significativamente superiores no local com turismo. Contrariamente aos dados ecológicos, os resultados comportamentais e fisiológicos poderão ser interpretados numa primeira análise como impactos negativos do ecoturismo que surgem em antecipação a mudanças significativas na estrutura e composição das comunidades. <![CDATA[Evidence of multiple paternity and cooperative parental care in the so called monogamous silver arowana <em>Osteoglossum bicirrhosum</em> (Osteoglossiformes: Osteoglossidae)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-62252014000100145&lng=es&nrm=iso&tlng=es Monogamy is rare in fishes and is usually associated with elaborate parental care. When parental care is present in fishes, it is usually the male that is responsible, and it is believed that there is a relationship between the high energetic investment and the certainty of paternity (except in the case of sneaker males). Osteoglossum bicirrhosum is considered a monogamous fish, and has particular behavioral traits that permit the study of mating systems and parental care, such as male mouthbrooding. We investigated the genetic relationships of males with the broods found in their oral cavities in Osteoglossum samples collected in a natural environment in the lower Purus river basin, Amazonas, Brazil. Fourteen broods were analyzed for parentage (268 young and 14 adult males) using eight microsatellite loci. The results indicate that eleven broods show a monogamous system. In one brood, however, approximately 50% of the young were genetically compatible with being offspring of another male, and in another two broods, none of the subsampled young were compatible with the genotypes of the brooding male. The result of this first brood may be explained by the extra-parental contribution of a sneaker male, whereas cooperative parental care may explain the result in the other two broods.<hr/> Monogamia é rara em peixes e está geralmente associada a cuidado parental elaborado. Quando cuidado parental está presente em peixes, usualmente o macho é responsável, e acredita-se que exista uma relação entre investimento energético elevado e a certeza da paternidade (exceto no caso de machos oportunistas). Osteoglossum bicirrhosum é considerado monogâmico e possui determinadas características comportamentais que permitem o estudo de sistemas de acasalamento e cuidado parental, como incubação bucal dos ovos e filhotes pelos machos. Quatorze ninhadas (268 filhotes e 14 machos adultos) foram coletadas em ambiente natural na bacia do baixo rio Purus, Amazonas, Brasil e analisadas para parentesco utilizando oito loci de microssatélites. Os resultados sugeriram, para onze ninhadas, um sistema de acasalamento monogâmico. Em uma ninhada, no entanto, cerca de 50% dos jovens eram geneticamente compatíveis como sendo descendentes de outro macho, e em outras duas ninhadas nenhum dos filhotes amostrados eram filhos dos machos que estavam realizando o cuidado. O resultado da primeira ninhada pode ser explicado pela contribuição extra-par de um macho oportunista, enquanto que o cuidado parental cooperativo pode explicar os resultados nas outras duas ninhadas. <![CDATA[Integrated biomarker response index using a Neotropical fish to assess the water quality in agricultural areas]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-62252014000100153&lng=es&nrm=iso&tlng=es Aquatic ecosystems in areas with intense agricultural activity are subject to pesticide contamination, which may compromise the health of the fish. In order to verify the quality of the water and the possible effects of pesticides on fish, a method that combines different biomarker responses into an index named "integrated biomarker response" (IBR) was applied using the biological alterations in the Neotropical fish Astyanax altiparanae. Fish were maintained in situ at five sites along a stream that runs in an agricultural area and in a stream within a forest fragment, considered a reference site. After seven days of exposure the following alterations were observed in fish confined at experimental sites: increased activity of glutathione-S-transferase (GST) and catalase (CAT) and increase in the content of reduced glutathione (GSH) in liver and gills, reduction of acetylcholinesterase (AChE) activity in the brain and muscle, increase in the occurrence of DNA strand breaks and in the frequency of micronuclei (MN) and nuclear abnormalities (ENA) in erythrocytes. The IBR highlighted three sites as the most affected, as the animals confined at these sites showed greater variations in biological responses. The biomarkers most important for the IBR results were GST, AChE, DNA breaks and ENA.<hr/> Ecossistemas aquaticos inseridos em areas com intensa atividade agrmcola estco susceptmveis ` contaminagco por pesticidas, os quais podem comprometer a sazde dos peixes. A fim de verificar a qualidade da agua e os possmveis efeitos de pesticidas sobre peixes, um mitodo integrando o uso de diferentes biomarcadores, denominado mndice integrado de respostas de biomarcadores (IBR), foi aplicado utilizando-se as alteragues biolsgicas avaliadas em varios srgcos do peixe neotropical Astyanax altiparanae. Os peixes foram confinados in situ em cinco pontos ao longo de um ribeirco localizado em area de produgco agrmcola e em um csrrego dentro de um fragmento florestal, considerado um local de referjncia. Apss sete dias foram observadas as seguintes alteragues nos peixes confinados nos pontos experimentais: aumento da atividade da glutationa-S-transferase (GST) e catalase (CAT) e aumento do contezdo de glutationa-reduzida (GSH) em fmgado e brbnquias, redugco da atividade da acetilcolinesterase (AChE) no mzsculo e cirebro, aumento de quebras no DNA e na frequjncia de micronzcleos (MN) e alteragues nucleares (ENA) em eritrscitos. O IBR destacou trjs dos pontos estudados como os mais afetados pela contaminagco agrmcola, uma vez que foram observados nos animais confinados nestes locais maiores variagues nas respostas biolsgicas. Os biomarcadores mais significativos para os resultados de IBR foram a GST, AChE, quebras no DNA e ENA. <![CDATA[Fish assemblages along a morphodynamic continuum on three tropical beaches]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-62252014000100165&lng=es&nrm=iso&tlng=es A comparative study involving three mesotidal beaches from reflective to estuarine states was conducted between October 2010 and September 2011 in the estuary of Mamanguape River, northeastern Brazil. The aim was to test for differences in fish assemblages along a morphodynamic continuum, particularly the effects of wave action. In total, 3,732 fish from 71 species were examined; Rhinosardinia bahiensis and Atherinella brasiliensis dominated the estuarine beach, whereas Trachinotus carolinus dominated the reflective beach. Fish assemblages were structured by spatial differences among the sites, and overall abundance, richness and biomass demonstrated a clear increasing trend from the reflective to the estuarine beaches, indicating a primary influence of wave exposure in the measured parameters. The Mamanguape River estuary plays a crucial ecological role as a nursery for several species that depend on its resources and have adapted to the high variability of its physical and chemical factors and the diversity of its habitats. <hr/> Um estudo comparativo envolvendo três praias mesotidais do estado refletivo para o estuarino foi realizado entre outubro de 2010 e setembro de 2011 no estuário do rio Mamanguape, Nordeste do Brasil. O objetivo foi testar as diferenças nas assembleias de peixes ao longo de um continuum morfodinâmico, particularmente os efeitos da ação das ondas. No total, 3.732 peixes de 71 espécies foram examinados; Rhinosardinia bahiensis e Atherinella brasiliensis dominaram a praia estuarina, enquanto Trachinotus carolinus dominou a praia refletiva. As assembleias de peixes foram estruturadas por diferenças espaciais entre locais de amostragem, e a abundância total, riqueza e biomassa demonstraram uma clara tendência crescente da praia refletiva à praia estuarina, indicando uma influência primária de exposição às ondas nos parâmetros medidos. O estuário do rio Mamanguape desempenha um papel ecológico importante como um berçário para várias espécies que dependem de seus recursos e se adaptaram à alta variabilidade de seus fatores físico-químicos e da diversidade de seus habitats. <![CDATA[Disentangling the influences of habitat structure and limnological predictors on stream fish communities of a coastal basin, southeastern Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-62252014000100177&lng=es&nrm=iso&tlng=es In stream environments habitat structure and limnological factors interact regulating patterns of energy and material transfer and affecting fish communities. In the coastal basins of Southeastern Brazil, limnological and structural characteristics differ between clear and blackwaters streams. The former have a diversity of substrate types, higher water velocities, and lower water conductivity, while the latter have sandy substrate, tea-colored and acidic waters, and low water velocities. In this study, we verified the relative importance of habitat structure and limnological variables in predicting patterns of variation in stream fish communities. Eight first to third order streams were sampled in the coastal plain of Itanhaém River basin. We captured 34 fish species and verified that community structure was influenced by physical habitat and limnology, being the former more important. A fraction of the variation could not be totally decomposed, and it was assigned to the joint influence of limnology and habitat structure. Some species that were restricted to blackwater streams, may have physiological and behavioral adaptations to deal with the lower pH levels. When we examined only the clearwater streams, all the explained variation in fish community composition was assigned to structural factors, which express specific preferences for different types of habitats.<hr/> Em ambientes de riacho, fatores relacionados à estrutura dos habitats e limnologia interagem regulando os padrões de transferência de energia e matéria, afetando a composição da comunidade de peixes. Em bacias costeiras do sudeste do Brasil as características limnológicas e estrutura dos habitats diferem entre riachos de águas claras e pretas. Os primeiros são compostos por uma variedade de tipos de substrato, possuem velocidades de corrente mais elevadas e baixa condutividade, enquanto os últimos apresentam substrato arenoso, baixas velocidades de corrente e águas escuras e ácidas. Neste trabalho analisamos a importância relativa da estrutura dos habitats e das variáveis limnológicas como preditores dos padrões de composição em comunidades de peixes de riachos. Oito riachos de primeira a terceira ordem foram amostrados na planície costeira da bacia do rio Itanhaém. Capturamos 34 espécies e verificamos que a composição das comunidades foi influenciada por fatores estruturais e limnológicos, sendo os primeiros mais importantes. Uma fração de variação que não pode ser totalmente decomposta, deve-se à influência conjunta da limnologia e estrutura dos habitats. Algumas das espécies restritas aos riachos de águas pretas provavelmente apresentam adaptações fisiológicas e comportamentais para lidar com os baixos níveis de pH. Quando foram examinados somente os riachos de águas claras, toda a variação explicada na composição da comunidade de peixes foi atribuída aos fatores estruturais, devido a preferências específicas por diferentes características de hábitats. <![CDATA[Habitat use by <em>Astyanax taeniatus</em> (Jenyns, 1842) (Characiformes: Characidae) in a coastal stream from Southeast Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-62252014000100187&lng=es&nrm=iso&tlng=es The habitat use of a stream-dwelling Astyanax taeniatus from the State of Rio de Janeiro was investigated. We performed 12 h of underwater observation in a 200 m long stretch in the upper Roncador stream and quantified the following microhabitat descriptors: (i) water velocity, (ii) distance from the stream bank, (iii) substratum, and (iv) water column depth. Microhabitat selectivity was analyzed by comparing the microhabitat used by fish and the microhabitat available in the study site as well as by applying the Ivlev Electivity Index to the microhabitat use data. Differences in the use and availability of the various microhabitats revealed non-stochastic patterns of spatial occupation by A. taeniatus, which was selective for two of the four analyzed microhabitats. Our findings indicated that A. taeniatus is associated with habitats that have higher depths, low water velocity, and sand and bedrock substratum.<hr/> O uso do micro-habitat por Astyanax taeniatus de riacho do estado do Rio de Janeiro foi investigado. Realizamos 12 h de observações subaquáticas em um trecho de 200 m do alto rio Roncador e quantificamos os seguintes descritores do micro-habitat: (i) velocidade da água, (ii) distância da margem, (iii) substrato, e (iv) profundidade da coluna d'água. A seletividade do micro-habitat foi analisada pela comparação do micro-habitat usado pelos peixes e o micro-habitat disponível na área de estudo, bem como pelo Índice de Eletividade de Ivlev aplicado aos dados de uso do micro-habitat. As diferenças no uso e disponibilidade dos diferentes descritores do micro-habitat revelaram um padrão não aleatório para a ocupação especial por A. taeniatus que foi seletivo para dois dentre quatro descritores analisados. Nossos registros indicaram que A. taeniatus está associado à habitats com maior profundidade, baixa velocidade da água e substrato de areia e rocha.