Scielo RSS <![CDATA[Revista Dor]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1806-001320140002&lang=en vol. 15 num. 2 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Chronic pain, fear of pain and movement avoidance belief]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-00132014000200077&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[Pain characterization in patients with Parkinson's disease]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-00132014000200078&lng=en&nrm=iso&tlng=en BACKGROUND AND OBJECTIVES: Pain in Parkinson's disease is a very frequent complaint and may precede the diagnoses of the disease. This study aimed at evaluating pain in a group of Parkinson's disease patients from a specialized treatment center. METHODS: This is a observational study of pain in Parkinson's disease patients from the Clinicas Hospital, Federal University of Pernambuco. The convenience sample, obtained between July and August 2011, was made up of 24 individuals, being 17 males and 7 females, aged between 42 and 50 (mean=64.3) years, and 48 and 66 (mean=58.7) years, respectively. Section III of the Unified Parkinson's Disease Rating Scale, Hoehn and Yahr (HY) scale according to the stage of the disease, McGill pain questionnaire and Mini Mental State Examination were used. RESULTS: Specific body region with most frequent pain was lumbar spine (50%). Categorized regions with highest complaint percentages were: trunk (66.7%) and limbs (37.5% upper; 37.5% lower). Most patients have referred pain in a single body region, regardless of analyzing specific or categorized regions (37.5%). There has been no significant difference in proportional scores obtained by each McGill questionnaire score component. Patients with rigid-akinetic Parkinson's disease had higher number of painful body regions. The comparison among McGill indices, according to predominant symptom and according to Parkinson's disease stage (HY) scores has not shown significant differences. CONCLUSION: In our study, all Parkinson's disease patients have referred pain. Although pain is one of the most frequent non-motor symptoms, many aspects regarding Parkinson's disease-related pain need further investigation, such as which would be the best pain categorization and which methodology could better distinguish different mechanisms of different types of pain. <hr/> JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A dor na doença de Parkinson é uma queixa muito frequente, podendo preceder o diagnóstico da doença. O objetivo deste estudo foi avaliar a dor num grupo de pacientes com doença de Parkinson de um serviço de atendimento especializado. MÉTODOS: Trata-se de um estudo observacional da dor em pacientes com doença de Parkinson no Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco. A amostra de conveniência, obtida entre julho e agosto de 2011, foi composta por 24 sujeitos, sendo 17 do gênero masculino e 7 do gênero feminino, com idades que variaram de 42 a 50 (média=64,3) anos e 48 a 66 (média=58,7) anos, respectivamente. Utilizou-se a sessão III da Escala Unificada de Avaliação da Doença de Parkinson, a classificação segundo o estágio da doença de Hoehn e Yahr (HY), o questionário de dor McGill e o Mini-Exame do Estado Mental. RESULTADOS: A região específica do corpo com dor mais frequente foi coluna lombar (50%). As regiões categorizadas com maior percentual de queixas foram: tronco (66,7%) e membros (37,5% - superiores; 37,5% - inferiores). A maioria dos pacientes referiu dor em apenas uma região do corpo, independentemente de se analisar as regiões específicas ou categorizadas (37,5%). Não houve diferença significativa na pontuação proporcional atingida por cada componente da pontuação do questionário McGill. Pacientes com doença de Parkinson do grupo rígido-acinético apresentaram maior número de regiões do corpo com dor. A comparação entre as pontuações dos índices de McGill, segundo o sintoma predominante e segundo o estágio da doença de Parkinson (HY) não apresentou diferença significativa. CONCLUSÃO: No presente estudo, todos os pacientes com doença de Parkinson referiram dor. Apesar de a dor representar um dos sintomas não motores mais frequentes, muitos aspectos da dor relacionada à doença de Parkinson necessitam de investigação, tais como qual seria a melhor categorização da dor e que metodologia poderia distinguir melhor os diferentes mecanismos dos vários tipos de dor. <![CDATA[Preemptive analgesia of dexamethasone as compared to ketorolac tromethamine in simple tooth extractions]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-00132014000200083&lng=en&nrm=iso&tlng=en BACKGROUND AND OBJECTIVES: Understanding that pain is the most important postoperative problem, in face to the need of establishing a therapeutic protocol to control post-tooth extraction pain and due to few studies comparing these drugs is that our study is justified. This study aimed at evaluating and at comparing the preemptive analgesic effect of two drugs, both administered in bolus. METHODS: This is an experimental research as from a clinical trial with human beings. It is a double-blind, crossover and randomized trial with 51 patients seen by the Oral Surgery Ambulatory of the Dentistry Department, Federal University of Sergipe (DOD/UFS), between September 2011 and September 2012, who needed simple alveolar extractions in different hemiarcades, using dexamethasone (4mg) or ketorolac tromethamine (10mg), one hour before surgery distinctively. Pain was evaluated in the first 24 and 48 hours with the visual analog scale. The interval of eight days was established between extractions. RESULTS: There have been no statistically significant differences by Fisher (p&gt;0.05) and Friedman (p&gt;0.05) Exact tests, or between drugs (considering a same period) or between periods (considering the same drug). CONCLUSION: There are no significant differences between drugs and observed periods. <hr/> JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Entendendo que a dor é o maior transtorno pós-operatório, diante da necessidade de estabelecer um protocolo terapêutico do seu controle pós-exodontias e dos poucos estudos comparando esses fármacos é que se justifica o trabalho. O objetivo deste estudo foi avaliar e comparar o efeito analgésico preemptivo de dois fármacos, ambos administrados em dose única. MÉTODOS: A pesquisa tem caráter experimental a partir de um ensaio clínico com seres humanos. Trata-se de um estudo duplamente encoberto, cruzado e randomizado, com 51 pacientes atendidos no Ambulatório de Cirurgia Oral do Departamento de Odontologia da Universidade Federal de Sergipe (DOD/UFS), entre setembro de 2011 e setembro de 2012, que necessitaram de extrações simples por via alveolar em hemiarcadas diferentes utilizando dexametasona (4mg) e cetorolaco de trometamol (10mg), uma hora antes da cirurgia distintamente. A dor foi avaliada nas primeiras 24 e 48h, com o uso da escala analógica visual. O intervalo de 8 dias foi estabelecido entre as exodontias. RESULTADOS: Não houve diferenças estatisticamente significantes no teste Exato de Fisher (p&gt;0,05) e Friedman (p&gt;0,05), nem entre os fármacos (considerando um mesmo período) nem entre os períodos (considerando o mesmo fármaco). CONCLUSÃO: Não existem diferenças significativas entre os fármacos e os períodos observados. <![CDATA[Effects of acupuncture in adults with temporomandibular disorders]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-00132014000200087&lng=en&nrm=iso&tlng=en BACKGROUND AND OBJECTIVES: Temporomandibular disorders are functional and/or structural temporomandibular joint changes, of multifactorial origin, thus difficult to treat. So, acupuncture is a very useful alternative to handle such disorders. This study aimed at evaluating in adults with temporomandibular disorders, after at least 12 months of acupuncture treatment, whether results were maintained. METHODS: Participated in the study 20 patients with temporomandibular disorders, treated in the acupuncture clinic of the Dentistry School of Piracicaba, State University of Campinas, who were evaluated in the beginning, immediately after treatment and at least 12 months after treatment, through the visual analog scale (VAS). Patients' history was obtained in the initial visit, according to Traditional Chinese Medicine patterns, being checked pain intensity reported by patients (VAS0). Acupuncture was performed aiming at the energetic balance according to diagnosed pattern and reported pain (VAS1) was again evaluated at treatment completion (mean of six sessions lasting 20 minutes). Patients were revaluated (VAS2) after at least 12 months (12 to 18 months). ANOVA was used to compare moments initial, post-treatment and one year after, with significance of 5%. RESULTS: Means for VAS0, VAS1 and VAS2 were 5.9, 1.65 and 2.45, respectively. There has been statistical difference between VAS0 and VAS1 (p&lt;0.01) and between VAS0 and VAS2 (p&lt;0.01), however not between VAS1 and VAS2 (p&gt;0.05). CONCLUSION: Data have shown that acupuncture treatment in adults with temporomandibular disorders has decreased pain and that such decrease was maintained for at least 12 months. <hr/> JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: As disfunções temporomandibulares são alterações funcionais e/ou estruturais das articulações temporomandibulares, de origem multifatorial e, portanto de difícil tratamento. Sendo assim, a acupuntura apresenta-se como uma alternativa muito útil no manuseio dessas disfunções. O objetivo deste estudo foi avaliar em adultos com disfunções temporomandibulares, após no mínimo 12 meses do tratamento com acupuntura, se houve manutenção dos resultados. MÉTODOS: Foram avaliados 20 pacientes com disfunções temporomandibulares, na clínica de acupuntura da Faculdade de Odontologia de Piracicaba da Universidade Estadual de Campinas, ao início, imediatamente após tratamento e após no mínimo 12 meses do tratamento com acupuntura, através da escala analógica visual (EAV). Na consulta inicial foi realizada uma anamnese segundo os padrões da Medicina Tradicional Chinesa sendo verificada a intensidade de dor relatada pelo paciente (EAV0). A acupuntura foi realizada buscando-se o equilíbrio energético de acordo com o padrão diagnosticado, sendo ao final do tratamento (em média seis sessões de 20 minutos) avaliada novamente a dor relatada (EAV1). Após no mínimo 12 meses (12 a 18 meses) os pacientes foram reavaliados (EAV2). Utilizou-se a ANOVA para comparação entre os momentos inicial, pós-tratamento e após um ano, com significância de 5%. RESULTADOS: As médias para EAV0, EAV1 e EAV2 foram 5,9, 1,65 e 2,45 respectivamente. Houve diferença estatística entre EAV0 e EAV1 (p&lt;0,01), e entre EAV0 e EAV2 (p&lt;0,01), porém não entre EAV1 e EAV2 (p&gt;0,05). CONCLUSÃO: Os dados apontaram que o tratamento com acupuntura em adultos com disfunção temporomandibular reduziu a dor e que essa redução se manteve pelo menos por 12 meses. <![CDATA[Frequency of electromyographic indices alterations in temporomandibular disorders and their correlation with pain intensity]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-00132014000200091&lng=en&nrm=iso&tlng=en BACKGROUND AND OBJECTIVES: Understanding the importance of surface electromyography as a complementary method to understand the myofunctional status of the stomatognathic system, this study aimed at analyzing the frequency of altered and normal electromyographic indices in a sample of subjects with temporomandibular disorders, in addition to their relation with pain complaint. METHODS: Participated in the study 44 individuals with temporomandibular disorder signs and symptoms (11 males and 33 females), with mean age of 39 years, who were submitted to surface electromyography. Pain intensity was measured by the visual analog scale. Total Asymmetry Index (AStotal), Masseter Asymmetry Index (ASMM), Temporal Asymmetry Index (ASTA), Activation Index (ACtotal) and Torque Index (TOtotal) were calculated. Correlation between pain intensity and electromyographic indices was checked by Pearson correlation test and sample characterization with regard to investigated indices was done by descriptive analysis. RESULTS: Means of all indices were within previously established normality patterns. The frequency of altered electromyographic indices in our sample was high (ASMM=68%; ASTA=64%; TOtotal=64%; AStotal=55%). With regard to ACtotal, there has been predominance of masseter activity as compared to temporal activity, both for normal and altered values. Among individuals with altered indices, the left side had superior activity. No correlation was found between pain intensity and the level of electromyographic indices alterations (p&gt;0.05). CONCLUSION: The frequency of electromyographic indices alterations in individuals with temporomandibular disorders is high, pointing to the possible presence of myofunctional disorders of the stomatognathic system. These indices have no direct relation with pain complaint but show muscular activity imbalance, which may not be useful to diagnose pain, but may help the correct referral to relevant muscle therapies. <hr/> JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Compreendendo a importância da eletromiografia de superfície como método complementar para o entendimento do estado miofuncional do sistema estomatognático, o objetivo deste estudo foi analisar a frequência de índices eletromiográficos alterados e normais em uma amostra de sujeitos com disfunção temporomandibular, bem como sua relação com a queixa de dor. MÉTODOS: Foram avaliados 44 sujeitos com sinais e sintomas de disfunção temporomandibular, (11 homens/33 mulheres), com média de idade de 39 anos, os quais foram submetidos à eletromiografia de superfície. O nível de dor foi investigado por meio de escala analógica visual. Foram calculados o Índice de Assimetria Total (AStotal), Índice de Assimetria do Masseter (ASMM), Índice de Assimetria do Temporal (ASTA), Índice de Ativação (ACtotal) e Índice de Torque (TOtotal). A correlação entre o nível de dor e os índices eletromiográficos foi verificada pelo teste de correlação de Pearson e a caracterização da amostra quanto aos índices investigados foi feita por meio de análise estatística descritiva. RESULTADOS: As médias de todos os índices encontraram-se dentro dos padrões de normalidade, estabelecidos previamente. A frequência de índices eletromiográficos alterados na amostra estudada foi alta (ASMM=68%; ASTA=64%; TOtotal=64%; AStotal=55%). Em relação ao ACtotal houve predomínio de atividade do masseter em relação ao temporal, tanto para os valores normais quanto para os alterados. Dentre os sujeitos com índices alterados, o lado esquerdo apresentou atividade superior. Não foi encontrada correlação entre o nível de dor e o nível de alteração dos índices eletromiográficos (p&gt;0,05). CONCLUSÃO: A frequência de alterações dos índices eletromiográficos em sujeitos com disfunção temporomandibular é elevada, apontando para a possível presença de distúrbios miofuncionais do sistema estomatognático. Esses índices não têm relação direta com a queixa de dor, mas revelam a existência de um desequilíbrio na atividade muscular, que pode não ser útil para o diagnóstico da dor, mas sim para o correto encaminhamento às terapias pertinentes voltadas para a musculatura. <![CDATA[Use of analgesic and anti-inflammatory drugs before assistance in a children's first aid unit]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-00132014000200096&lng=en&nrm=iso&tlng=en BACKGROUND AND OBJECTIVES: Drug administration to children is a widely spread practice, however it may lead to several health problems, because in addition to medical guidance it requires attention of parents and caregivers. This study aimed at identifying the prevalence of drug administration in children by their tutors, before medical assistance. METHODS: This is a quantitative descriptive research involving adults who were escorting children, before medical assistance in a Children's First Aid Unit of a medium-sized city of the Vale do Paraíba Paulista in the months of June, July and August 2011, being data recorded by means of a specific form. RESULTS: Participated in the study 105 adults responsible for the children who reported that 71.42% of children were medicated before medical assistance and only 28.58% have not adopted such practice. Most frequent symptom was fever, present in 40% of participants, and drugs used were paracetamol and dipirone. CONCLUSION: Our results allow concluding that there has been a high rate of drug administration to children before medical assistance, with predominance of non-steroid anti-inflammatory drugs, which may be noxious to health. It is clear the need for the adoption of measures which favor the access to health services, in addition to the awareness about the risk of administering drugs without medical prescription. <hr/> JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A administração de fármacos na criança é uma prática amplamente difundida, porém pode levar a inúmeros prejuízos à saúde, pois além da orientação médica, exige atenção dos pais e cuidadores. O objetivo deste estudo foi identificar a prevalência da administração de fármacos na criança, por seus responsáveis, previamente ao atendimento médico. MÉTODOS: Trata-se de uma pesquisa quantitativa descritiva, envolvendo adultos que acompanhavam as crianças antes do atendimento médico em um Pronto Socorro Infantil de um município de médio porte do Vale do Paraíba Paulista, nos meses de junho, julho e agosto de 2011, sendo os dados registrados por meio de um formulário específico. RESULTADOS: Participaram do estudo 105 adultos responsáveis pelas crianças que relataram que 71,42% das crianças foram medicadas previamente ao atendimento médico e apenas 28,58% não adotaram essa prática. O principal sintoma citado foi febre, presente em 40% dos participantes, e os fármacos mais utilizados foram o paracetamol e a dipirona. CONCLUSÃO: Os resultados obtidos permitem concluir que houve um alto índice de administração de fármacos nas crianças previamente ao atendimento médico, com predomínio dos anti-inflamatórios não esteroides, fármacos esses que podem causar lesões à saúde. Evidencia-se a necessidade de adoção de medidas que favoreçam o acesso aos serviços de saúde, além da conscientização sobre os riscos da administração de fármacos sem a devida prescrição médica. <![CDATA[Pain and associated factors in depressed and non depressed puerperal women]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-00132014000200100&lng=en&nrm=iso&tlng=en BACKGROUND AND OBJECTIVES: Physical pain during puerperium is in general caused by musculoskeletal changes inherent to gestation; however, its clinical progression may be changed by mood disorders. This study aimed at evaluating the association between pain and postpartum depression. METHODS: Participated in the study 80 women at 2 to 30 weeks postpartum. Depressive symptoms were screened with the Edinburgh Postnatal Depression Scale. Pain intensity was evaluated with the analog visual scale, while the Nordic Musculoskeletal Questionnaire was used for pain location. RESULTS: Univariate analysis has shown that postpartum depression was associated to more severe pain (p&lt;0.001), to constant mood changes (p=0.001), to early sexual initiation (p&lt;0.05) and to a larger number of people living together (p&lt;0.05). Chest was the most common painful site referred by depressed puerperal women (p=0.01). Logistic regression analysis has shown that moderate to severe pain was a strong predictor of postpartum depression (OR=4.6; confidence interval 95%: 1.5-13.9). CONCLUSION: Moderate to severe pain increases the probability of puerperal women developing postpartum depressive symptoms. <hr/> JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A dor física no período puerperal em geral decorre das alterações musculoesqueléticas inerentes à gestação, contudo seu curso clínico pode ser alterado na presença dos transtornos de humor. O objetivo deste estudo foi verificar a associação entre dor e depressão pós-parto. MÉTODOS: Foram entrevistadas 80 mulheres em pós-parto de 2 a 30 semanas. Os sintomas depressivos foram rastreados através da Escala de Depressão Pós-natal de Edimburgo. A intensidade da dor foi avaliada, por meio da escala analógica visual, enquanto o Questionário Nórdico de Sintomas Osteomusculares foi empregado na localização da dor. RESULTADOS: A análise univariada mostrou que a depressão pós-parto esteve associada à dor de maior intensidade (p&lt;0,001), a alterações constantes de humor (p=0,001), à iniciação sexual precoce (p&lt;0,05) e ao consumo de álcool (p&lt;0,05). Percepção dolorosa de maior intensidade foi associada a um relacionamento conjugal ruim (p&lt;0,05) e a um maior número pessoas em coabitação (p&lt;0,05). A região torácica foi o local de dor mais apontado pelas puérperas deprimidas (p=0,01). A análise de regressão logística revelou que dor referida de moderada a intensa foi um forte fator preditor de depressão pós-parto (OR=4,6; intervalo de confiança de 95%:1,5-13,9). CONCLUSÃO: Dor de intensidade moderada a intensa aumenta a probabilidade de mulheres desenvolverem sintomas depressivos no pós-parto. <![CDATA[Nursing approaches for pain diagnosis and classification of outcomes]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-00132014000200107&lng=en&nrm=iso&tlng=en BACKGROUND AND OBJECTIVES: Nurses, as members of the health team, have to play their role to control pain, and are accountable for diagnostic evaluation, intervention and monitoring of treatment outcomes. This study aimed at identifying nursing students' approaches on interventions as from pain nursing diagnosis, according to taxonomy II of the North American Nursing Diagnosis Association and the association of nursing outcomes regarding interventions. METHODS: This is a transversal and quantitative study using as tool a clinical case. Studied sample was made up of 60 nursing students in the last graduation period. The research was carried out in two Public Universities, both in the state of Pernambuco. RESULTS: From the evaluated sample, most students (69%) have not presented interventions for the clinical case. From 31% presenting interventions, only 58% have presented expected outcomes, according to Nursing Outcomes Classification based on planned interventions. It is worth stressing the large number of students (42%) who have not performed the Nursing Outcomes Classification. CONCLUSION: Based on the results of this research, it is necessary a reflection about painful patients' evaluation, as well as about nursing approaches needed to solve or minimize such problem. One should add to this research the lack of qualification of future professionals and the need to change posture with regard to technical-scientific knowledge required by the profession. <hr/> JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O enfermeiro deve exercer seu papel no controle da dor, e tem responsabilidade na avaliação diagnóstica, na intervenção, na monitorização dos resultados e no tratamento, como membro da equipe de saúde. O objetivo deste estudo foi identificar as condutas de acadêmicos de enfermagem sobre as intervenções a partir do diagnóstico de enfermagem de dor, segundo a taxonomia II da North American Nursing Diagnosis Association e a associação dos resultados de enfermagem perante as medidas de intervenção. MÉTODOS: Estudo do tipo transversal de natureza quantitativa, utilizando como instrumento um caso clínico. A amostra estudada foi composta por 60 acadêmicos de enfermagem cursando o último período da graduação. A pesquisa deu-se em duas Instituições de Ensino Superior Públicas, ambas localizadas no estado de Pernambuco. RESULTADOS: Da amostra analisada a maior proporção dos acadêmicos (69%) não apresentou intervenções para o caso clínico. Dos 31% que apresentaram intervenções, apenas 58% apresentaram os resultados esperados, segundo a Classificação dos Resultados de Enfermagem com base nas intervenções planejadas. Vale ressaltar o número expressivo de acadêmicos (42%) que não realizaram a Classificação dos Resultados de Enfermagem. CONCLUSÃO: Baseando-se nos resultados desta pesquisa torna-se necessária uma reflexão sobre a avaliação do paciente com dor, assim como sobre as condutas de enfermagem necessárias para suprir ou amenizar tal problemática. Acrescenta-se a esta pesquisa a falta de preparo dos futuros profissionais e a necessidade de mudança de postura perante o domínio técnico-científico exigido pela profissão. <![CDATA[Work-related stress and musculoskeletal complaints of orchestra musicians]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-00132014000200112&lng=en&nrm=iso&tlng=en BACKGROUND AND OBJECTIVES: Professional musicians are commonly affected by musculoskeletal discomfort. Understanding the association of such affections with psychic health may contribute to promote the health of such professionals. So, this study aimed at investigating associations between work-related stress and musculoskeletal complaints of orchestra musicians. METHODS: This study was developed with 22 orchestra musicians. Evaluation of the frequency of musculoskeletal complaints in different body regions and of work-related stress was carried out according to Theorell and Karasek's demand-control model. RESULTS: Most musculoskeletal complaints were on neck, left hemi-body and back. Forty one percent of musicians had perception of active work, with high demands (81%), high intellectual judgment (95.4%) and authority over decisions (72.7%). Musicians in general had positive perception of social support. Workers with work perception with major stress and active had most frequent complaints. Factors were presented with questions which may be allocated for future ergonomic interventions. CONCLUSION: A trend to more frequent muscle complaints of workers with work perception with higher demands was observed. <hr/> JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Músicos profissionais são comumentemente acometidos por desconfortos musculoesqueléticos. O conhecimento da associação desses acometimentos com a saúde psíquica pode contribuir para a promoção da saúde desses profissionais. Assim, este estudo teve como objetivo investigar as associações entre estresse relacionado ao trabalho e queixas musculoesqueléticas em músicos de orquestra. RESULTADOS: As maiores queixas musculoesqueléticas foram nas regiões do pescoço, hemi-corpo esquerdo e costas. Quarenta e um por cento dos músicos apresentaram percepção de trabalho ativo, com altas demandas (81%), alto controle nas dimensões de discernimento intelectual (95,4%) e autoridade sobre decisões (72,7%). Os músicos, no geral, apresentaram percepção positiva na análise de apoio social. Trabalhadores com percepção de trabalho com alto desgaste e ativo apresentaram maiores frequências de queixas. Foram apresentados fatores com questões que podem ser alocadas para futuras medidas de intervenção em ergonomia. CONCLUSÃO: Uma tendência de maiores frequências de queixas musculares nos trabalhadores com percepção de trabalho com maiores demandas foi verificada. <![CDATA[Pain, kinesiophobia and quality of life of low back pain patients]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-00132014000200117&lng=en&nrm=iso&tlng=en BACKGROUND AND OBJECTIVES: Chronic low back pain is a musculoskeletal problem with high prevalence and frequent associated conditions, which causes major impact on patients' daily life and quality of life. This study aimed at evaluating pain perception, fear of movement and adherence to treatment of patients with low back pain and surgical indication. METHODS: This is a prospective study with convenience sample made up of low back pain patients, called test group: chronic non-cancer pain patients who were randomly selected and were waiting for surgery. Control group was made up of patients screened by the Pain Clinic, with low back pain, however asymptomatic. Tools were the visual analog scale, the Morisky &amp; Green questionnaire to check adherence to treatment and the Roland-Morris questionnaire to evaluate functional incapacity. Fear of movement was evaluated by the Tampa Scale for Kinesiophobia and quality of life by the Study Short form 12 Health Survey (SF-12) (Medical Outcomes). RESULTS: Mean age of the test group was 38.8±6.5 years with prevalence of females, impaired labor situation and mean education of 8.5±3.8 years. Both mental and physical components had lower quality of life scores in the test group, in addition to more severe pain, functional incapacity and fear of movement. Non-adherence to treatment was seen in 65% of test group patients. CONCLUSION: Fear of movement, functional incapacity and pain observed in test group may have implications in the quality of life of low back pain patients who will be submitted to surgery and may be predictors for the incorporation of different strategies to contribute to more effective approaches. <hr/> JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A dor lombar crônica é um problema musculoesquelético com alta prevalência e frequentes condições associadas, que causa grande impacto no cotidiano e na qualidade de vida dos pacientes. O objetivo deste estudo foi avaliar a percepção de dor, medo do movimento e adesão ao tratamento em pacientes com dor lombar e indicação cirúrgica. MÉTODOS: Trata-se de estudo prospectivo em amostra de conveniência composta por pacientes com dor lombar, denominado grupo teste: dor crônica de origem não oncológica, escolhidos aleatoriamente e que estavam em fila de espera para realização de cirurgia. O grupo controle foi composto de pacientes triados na Clínica da Dor, com lombalgia, porém assintomáticos. Os instrumentos utilizados foram a escala visual analógica, o questionário de Morisky &amp; Green para verificar a adesão ao tratamento e o questionário Roland-Morris para avaliar a incapacidade funcional. O medo do movimento foi verificado pela Escala Tampa de Cinesiofobia e a qualidade de vida pelo Study Short Form 12 Health Survey (SF-12) (Medical Outcomes). RESULTADOS: A média de idade do grupo teste foi de 38,8±6,5 anos prevalecendo o gênero feminino, situação laboral comprometida e escolaridade média de 8,5±3,8 anos. Tanto o componente físico quanto o mental apresentaram menores escores de qualidade de vida no grupo teste, além de maior intensidade de dor, incapacidade funcional e medo do movimento. A não adesão ao tratamento farmacológico ocorreu em 65% do pacientes do grupo teste. CONCLUSÃO: O medo do movimento, a incapacidade funcional e a dor verificados no grupo teste podem ter implicações na qualidade de vida de pacientes com dor lombar que serão submetidos a intervenção cirúrgica e ser fatores preditores para que se incorporem estratégias diversas a fim de contribuir para condutas mais eficazes. <![CDATA[Kinesiophobia, adherence to treatment, pain and quality of life in fibromyalgia syndrome patients]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-00132014000200121&lng=en&nrm=iso&tlng=en BACKGROUND AND OBJECTIVES: Fibromyalgia syndrome is characterized by diffuse and chronic musculoskeletal pain, which is difficult to handle and negatively affects patients' quality of life. This study aimed at measuring fear of movement, adherence to treatment and at evaluating health-related quality of life of fibromyalgia syndrome patients. METHODS: This is a prospective study in convenience sample made up of individuals with fibromyalgia syndrome and treated in a Pain Outpatient Clinic. Tools used were: identification protocol, Fibromyalgia Impact Questionnaire, generic quality of life questionnaire World Health Organization's Quality of Life Instrument, visual analog scale, Tampa Scale for Kinesiophobia and treatment adherence measurement. Participated in the study 65 individuals being 35 with fibromyalgia syndrome called test group and 30 without diagnostic of musculoskeletal and neurological systems diseases called control group. RESULTS: The test group had predominance of females, mean age of 42.5±4.3 years, 53% were married and mean education was 9±2.5 years. Mean pain duration was 3.5±1.2 years and mean of two years for fibromyalgia syndrome diagnostic. There has been poorer quality of life, more severe pain and acknowledgment of the importance of physical activities, in spite of referring fear. In addition, adherence to pharmacological treatment was lower than that observed in the control group. CONCLUSION: Fibromyalgia patients had more severe pain, more fear of movement and poorer quality of life in physical an social domains. Adherence to treatment level was medium and there has been decreased functional capacity. <hr/> JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A síndrome fibromiálgica é caracterizada por dor musculoesquelética difusa e crônica, de difícil manuseio, afetando negativamente a qualidade de vida dos indivíduos. O objetivo deste estudo foi mensurar o medo do movimento, a adesão ao tratamento e avaliar a qualidade de vida relacionada à saúde de indivíduos com síndrome fibromiálgica. MÉTODOS: Trata-se de um estudo prospectivo em amostra de conveniência composta por indivíduos com síndrome fibromiálgica que realizam atendimento ambulatorial em Clinica da Dor. Os instrumentos utilizados foram: protocolo de identificação, o Questionário de Impacto da Fibromialgia, questionário genérico de qualidade de vida World Health Organization's Quality of Life Instrument, a escala analógica visual, a Escala Tampa de Cinesiofobia e a medida de adesão ao tratamento. Participaram do estudo 65 indivíduos, sendo 35 com síndrome fibromiálgica denominados grupo teste e 30 indivíduos sem diagnóstico de doenças nos sistemas musculoesquelético e neurológico denominado grupo controle. RESULTADOS: Na amostra do grupo teste houve predomínio do gênero feminino, média de idade de 42,5±4,3 anos, 53% casados e média de escolaridade de 9±2,5 anos. Foi relatado um tempo médio de dor de 3,5±1,2 anos e média de dois anos para o diagnóstico de síndrome fibromiálgica. Houve pior qualidade de vida, maior intensidade de dor, e reconhecimento da importância da atividade física, apesar de referirem medo. Além disso, constatou-se que a taxa de adesão ao tratamento farmacológico foi inferior ao observado no grupo controle. CONCLUSÃO: Pacientes fibromiálgicos apresentaram maior intensidade de dor, maior medo de movimento e pior qualidade de vida nos domínios físico e social. O nível de adesão ao tratamento foi médio e houve decréscimo na capacidade funcional. <![CDATA[Recommendations for the use of opioids in Brazil: Part III. Use in special situations (postoperative pain, musculoskeletal pain, neuropathic pain, gestation and lactation)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-00132014000200126&lng=en&nrm=iso&tlng=en BACKGROUND AND OBJECTIVES: The use of opioids as first and second line agents to adequately treat pain requires systematization in different clinical syndromes which course with acute pain. This study aimed at discussing recommendations for the use of opioids in acute postoperative pain, neuropathic pain, musculoskeletal pain and pain during gestation and lactation. CONTENTS: This review has addressed the use of opioids in frequent chronic and acute painful syndromes, in gestation and lactation, discussing indications, drugs used, doses, risks, complications and recommendations. CONCLUSION: Opioids for acute postoperative pain have been broadly studied and are established for minor medium and major surgeries. Recommendations for the use of opioids in neuropathic and musculoskeletal pain are restricted to second line treatment and require further discussions. Few studies have investigated the interaction of opioids with physiologic changes typical of gestation and the repercussions of the use of such agents to treat acute and chronic pain in the short and long term. <hr/> JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O emprego de opioides como agentes de primeira e segunda linha no tratamento da dor ainda é motivo de discussão na literatura. O uso de opioides de maneira adequada exige sistematização em diversas síndromes clínicas que cursam com dor aguda e crônica. O objetivo deste estudo foi discutir recomendações para o emprego de opioides na dor aguda de pós-operatório, na dor neuropática, na dor musculoesquelética e na dor durante a gestação e lactação. CONTEÚDO: Nesta revisão abordou-se o emprego de opioides em síndromes dolorosas agudas e crônicas frequentes, na gestação e lactação discutindo as indicações, os fármacos utilizados, as doses, os riscos, as complicações e as recomendações. CONCLUSÃO: O uso de opioides na dor aguda pós-operatória tem sido bem estudado e está estabelecido em cirurgias de pequeno, médio e grande porte. As recomendações para o emprego de opioides na dor neuropática e musculoesquelética são restritas à segunda linha de tratamento e exigem futuras discussões. Poucos estudos investigaram a interação dos opioides com as alterações fisiológicas próprias da gestação e as repercussões do emprego desses agentes no tratamento da dor aguda e crônica em curto e em longo prazo. <![CDATA[Pathophysiology of visceral pain]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-00132014000200133&lng=en&nrm=iso&tlng=en BACKGROUNDS AND OBJECTIVES: Visceral pain shows many pathophysiological properties that make this form of pain unique, not only because of the clinical properties of the sensation but also because the neurobiological mechanisms that mediate the sensory process. This study aimed at reviewing the pathophysiology of visceral pain. CONTENTS: The activation and sensitization of visceral nociceptors are heavily influenced by the secretory and motor properties of the microenvironment where the sensory receptors are located. In some cases, epithelial cells can play a direct role in the activation of primary sensory neurons. Subclinical alterations of the visceral epithelium can contribute to enhanced visceral sensitivity. Central hypersensitivity induced by visceral activation can be caused by mobilization of AMPA receptors from the cytosol to the membrane of nociceptive neurons. In addition, functional pain syndromes, such as the Irritable Bowel Syndrome, could be triggered or maintained by hormonal alterations, particularly those involving sex hormones such as estrogen. CONCLUSION: The neurobiological mechanisms that mediate visceral pain are sufficiently unique to preclude interpreting visceral pain conditions purely as a direct extrapolation of what we know about somatic pain. The functional properties of visceral nociceptors are different from those of their somatic counterparts and the microenvironment where visceral nociceptors are located, and especially the motor and secretory functions of organs like the gut, play a key role in the activation and sensitization of visceral sensory receptors. <hr/> JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A dor visceral apresenta muitas propriedades fisiopatológicas que fazem dela única, não apenas devido às propriedades clínicas da sensação, mas também devido aos mecanismos neurobiológicos que mediam o processo sensorial. O objetivo deste estudo foi rever a fisiopatologia da dor visceral. CONTEÚDO: A ativação e a sensibilização dos nociceptores viscerais são altamente influenciadas pelas propriedades secretórias e motoras do microambiente onde os receptores sensoriais estão localizados. Em alguns casos, as células epiteliais podem ter uma função direta na ativação de neurônios sensoriais primários. Alterações subclínicas do epitélio visceral podem contribuir para o aumento da sensibilidade visceral. A hipersensibilidade central induzida pela ativação visceral pode ser causada pela mobilização de receptores AMPA do citosol para a membrana de neurônios nociceptivos. Além disso, síndromes dolorosas funcionais, como a Síndrome do Intestino Irritável, podem ser provocadas ou mantidas por alterações hormonais, especialmente aquelas envolvendo hormônios sexuais, como o estrógeno. CONCLUSÃO: Os mecanismos neurobiológicos que mediam a dor visceral são suficientemente únicos para excluir a possibilidade de interpretar condições de dor visceral puramente como a extrapolação direta do que sabemos sobre dor somática. As propriedades funcionais dos nociceptores viscerais são diferentes das dos nociceptores somáticos e o microambiente onde os nociceptores viscerais estão localizados, e principalmente as funções motoras e secretórias de órgãos como o intestino, têm função importante na ativação e sensibilização de receptores viscerais sensoriais. <![CDATA[Art and pain in Frida Kahlo]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-00132014000200139&lng=en&nrm=iso&tlng=en BACKGROUND AND OBJECTIVES: The Mexican painter Frida Kahlo is one of the most important artists of the twentieth century. After being involved in a car accident, remained at home to recover from several injuries, significant event for the dawning of her painting. The aim of this study was to present aspects of the biography and life of Frida, seeking intersections between her artwork and her painful experiences. CONTENTS: From the appreciation of film and screens selected author - analyzed with the support of the articles obtained in the literature review - held four sections to the presentation of evidence obtained: (1) the 'origins' of Frida (2) first accident, (3) the second accident: Diego Rivera and (4) the Martyrdom of frustrated motherhood. CONCLUSION: Frida found in art her comfort, transforming her painful and intense trajectory in a work that reflected the meaning of her existence. <hr/> JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A pintora mexicana Frida Kahlo é uma das mais importantes artistas do século XX. Após envolvimento em um acidente automobilístico, permaneceu em repouso para se recuperar das diversas lesões, evento significativo para o alvorecer de sua pintura. O objetivo deste estudo foi apresentar aspectos da biografia e da arte de Frida, buscando interseções entre sua arte e suas experiências de dor. CONTEÚDO: A partir da apreciação do filme e de telas selecionadas da autora - analisadas com o apoio dos artigos obtidos na revisão da literatura - foram organizadas quatro seções para a apresentação dos elementos obtidos: (1) As 'origens' de Frida, (2) O primeiro acidente, (3) O segundo acidente: Diego Rivera e (4) O martírio da maternidade frustrada. CONCLUSÃO: Frida obteve na arte seu maior conforto, transformando sua trajetória dolorosa e intensa em um fecundo processo de criação, o qual refletiu os sentidos de sua existência. <![CDATA[Nursing interventions in pain]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-00132014000200145&lng=en&nrm=iso&tlng=en BACKGROUND AND OBJECTIVES: Nursing interventions are any care based on nurses' judgment and clinical knowledge, based on a scientifically supported action, carried out and planned for patients' benefit. These are very important to control pain since pain, when inadequately treated, affects the quality of life of patients and caregivers in physical, psychological, social and spiritual dimensions. So, this study aimed at identifying nursing interventions to handle pain and whether they relate to those proposed by the Nursing Interventions Classification. CONTENTS: This is an integrative literature review, carried out in LILACS, Scielo and Medline databases. Nine articles published between 2001 and 2011 were selected. These articles describe nursing interventions to handle pain in different contexts. CONCLUSION: Most nursing interventions mentioned by the articles are related to those described by the Nursing Interventions Classification. The scarcity of clinical studies related to nursing interventions to handle pain was also observed. <hr/> JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: As intervenções de enfermagem referem-se a qualquer cuidado baseado no julgamento e conhecimento clínico do enfermeiro tendo por base uma ação fundamentada cientificamente, realizada e prevista em benefício do paciente. Estas assumem grande importância no controle da dor, uma vez que a dor, quando não tratada adequadamente, afeta a qualidade de vida dos pacientes e de seus cuidadores nas dimensões física, psicológica, social e espiritual. Sendo assim, o objetivo deste estudo foi conhecer as intervenções utilizadas pelos enfermeiros para o manuseio da dor e se estas se relacionam com as propostas pela Nursing Interventions Classification. CONTEÚDO: Trata-se de uma revisão integrativa da literatura, realizada nas bases de dados LILACS, Scielo e Medline. Foram selecionados nove artigos publicados entre 2001 e 2011. Esses artigos descrevem intervenções de enfermagem prestadas para o manuseio da dor em diferentes contextos. CONCLUSÃO: A maioria das intervenções de enfermagem citadas nos artigos possui relação com as descritas pela Nursing Interventions Classification. Também foi observada a carência de estudos clínicos relacionados às intervenções de enfermagem para manuseio da dor. <![CDATA[Fibromyalgia syndrome and gestation. Case report]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-00132014000200149&lng=en&nrm=iso&tlng=en BACKGROUND AND OBJECTIVES: The impact of fibromyalgia during gestation is not clearly defined. Its treatment is a challenge for the health team and drug prescription requires care and attention. This study aimed at evaluating treatment possibilities for a patient with chronic pain during gestation. CASE REPORT: Patient with 32 years of age, with fibromyalgia and irritable bowel syndrome, with eight weeks gestation. Patient was being treated for one year in the Ambulatory of Chronic Abdominal, Pelvic and Perineal Pain, from the Interdisciplinary Pain Center of the Hospital. CONCLUSION: Multidisciplinary treatment has involved drug replacement, physiotherapy, acupuncture, psychotherapy, postural and dietary reeducation. <hr/> JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O impacto da fibromialgia no decurso da gestação não é claramente definido. Seu tratamento constitui um desafio para a equipe de saúde e a prescrição farmacológica exige cuidado e atenção. O objetivo deste estudo foi analisar as possibilidades de tratamento de uma paciente com quadro de dor crônica durante a gestação. RELATO DO CASO: Paciente de 32 anos, com quadro de fibromialgia e síndrome do intestino irritável com gestação de oito semanas. Esta paciente encontrava-se, há um ano, em tratamento no Ambulatório de Dor Abdominal, Pélvica e Perineal Crônica do Centro Interdisciplinar de Dor do Hospital. CONCLUSÃO: O tratamento multidisciplinar abrangeu a modificação dos fármacos, fisioterapia, acupuntura, psicoterapia, reeducação postural e alimentar. <![CDATA[Neonatal pain assessment program II: an innovative strategy to increase knowledge translation. Case report]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-00132014000200152&lng=en&nrm=iso&tlng=en BACKGROUND AND OBJECTIVES: Hospitalized newborns are often submitted to painful and stressing procedures. Adequately measuring and evaluating pain favor its control in this population. For such, education and training strategies are important, emphasizing computer-based technology, which involves software, multimedia packages and network connection. This article aimed at describing the Neonatal Pain Assessment Program II. CASE REPORT: The platform used to host the Neonatal Pain Assessment Program II is the Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment (Moodle). The program is made up of eight modules addressing contents regarding pain anatomy and physiology, neonatal pain indicators, use of pain evaluation tools, in addition to detailed explanations of four specific tools to evaluate newborn pain. Resources such as audio presentations, formative evaluation exercises with photos and videos, texts for additional reading and discussion forums are also used. CONCLUSION: Computer-based teaching may be considered important knowledge translation facilitator. So, we believe that this initiative, considered novel and innovative, shall favor the use of clinical evidences in different neonatal assistance scenarios, as well as shall enhance knowledge and skills of health students and professionals with regard to neonatal pain evaluation. <hr/> JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Recém-nascidos internados são frequentemente submetidos a procedimentos dolorosos e estressantes. Mensurar e avaliar a dor adequadamente favorecem seu controle nessa população. Para tanto, estratégias de educação e treinamento são relevantes, destacando-se o ensino mediado por tecnologia, que envolve o uso de softwares, pacotes multimídia e conexão em rede. O presente artigo teve como objetivo descrever o Programa de Avaliação da Dor Neonatal II. RELATO DO CASO: A plataforma utilizada para hospedar o Programa de Avaliação da Dor Neonatal II é o Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment (Moodle). O programa é composto por oito módulos, abordando conteúdos referentes à anatomia e fisiologia da dor, indicadores de dor neonatal, utilização de instrumentos de avaliação da dor, além de abordagem detalhada de quatro instrumentos específicos de avaliação da dor no recém-nascido. Recursos como apresentações com áudio, exercícios de avaliação formativa utilizando fotografias e vídeos, disponibilização de textos para leitura complementar, e fóruns de discussão também são utilizados. CONCLUSÃO: O ensino mediado por tecnologia pode ser considerado um importante facilitador na transferência do conhecimento. Assim, acredita-se que essa iniciativa, considerada inédita e inovadora, favorecerá a utilização de evidências científicas nos diferentes cenários de assistência neonatal, bem como ampliará o conhecimento e a habilidade de estudantes e profissionais de saúde quanto à avaliação da dor no neonato.