Scielo RSS <![CDATA[Revista Dor]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1806-001320160002&lang=en vol. 17 num. 2 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Reflections on pseudo-scientific medicine]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-00132016000200075&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[Pain management: evaluation of practices adopted by health professionals of a secondary public hospital]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-00132016000200076&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A dor é o principal motivo de procura por atendimento nos serviços de saúde. Dessa forma, este estudo teve como objetivo conhecer as práticas utilizadas por profissionais de saúde em relação ao manuseio da dor em um hospital público de nível secundário do norte do Paraná. MÉTODOS: Pesquisa descritiva e exploratória com enfoque quantitativo, realizada no período de março a maio de 2015, por meio de um questionário semiestruturado. Participaram do estudo 112 profissionais da área da saúde (enfermeiros, médicos, fisioterapeutas e técnicos de enfermagem). Os dados foram analisados utilizando estatísticas descritivas básicas. RESULTADOS: A dor foi considerada um sinal vital para 88,4% dos profissionais, entretanto apenas 18,8% relataram possuir alguma escala de avaliação da dor como material de trabalho. O registro referente à dor no prontuário sempre é anotado segundo 49,1% dos profissionais. A presença de dificuldades em avaliar a dor foi relatada por 46,4%. Quanto à administração de fármacos, 27 (24,2%) profissionais relataram possuir alguma dificuldade em administrar analgésicos ao paciente. Para 48,2% dos profissionais o paciente deve estar com dor de intensidade moderada para administrar analgésicos. Metade dos profissionais nunca participou de treinamentos específicos em relação à dor e 73,2% responderam que o paciente mente ao informar a presença e intensidade da dor. CONCLUSÃO: Foram observadas deficiências que podem comprometer o manuseio adequado da dor. A falta de capacitação específica relacionada à dor pode fazer com que o profissional apresente condutas ineficazes, muitas vezes prolongando o sofrimento do paciente.<hr/>ABSTRACT BACKGROUND AND OBJECTIVES: Pain is the primary reason for looking for healthcare services. So, this study aimed at knowing healthcare professionals practices with regard to managing pain in a secondary public hospital of the Northern region of Paraná. METHODS: This is a descriptive and exploratory study with quantitative approach, carried out from March to May 2015 by means of a semi-structured questionnaire. Participated in the study 112 healthcare professionals (nurses, physicians, physiotherapists and nursing technicians). Data were analyzed by basic descriptive statistics. RESULTS: Pain was a vital sign for 88.4% of professionals; however only 18.8% have reported having some pain evaluation scale as working material. Pain is always recorded on medical charts by 49.1% of professionals. Difficulties to evaluate pain were reported by 46.4%. With regard to drug administration, 27 (24.2%) professionals have reported having some difficulty to administer drugs to patients. For 48.2%, patients must have moderate pain to receive analgesics. Half professionals have never participated in specific pain training courses and 73.2% have answered that patients lie when reporting pain presence and intensity. CONCLUSION: Deficiencies which may impair adequate pain management were observed. The lack of specific qualification regarding pain may lead professionals to ineffective approaches, often prolonging patients' distress. <![CDATA[Effect of transcutaneous electrical nerve stimulation on vertebral metastatic bone pain of breast cancer patients: single case experimental study]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-00132016000200081&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Avaliar a eficácia analgésica da estimulação elétrica nervosa transcutânea na dor óssea metastática vertebral em mulheres com câncer de mama e seu impacto no consumo de analgésicos. MÉTODOS: Foi utilizado um desenho experimental de caso único, onde foram selecionadas três mulheres com idade entre 40 e 60 anos. O desenho utilizado foi A1-B-A2-C-A3-D-A4, no qual as participantes na fase A não receberam intervenção, na fase B receberam estimulação elétrica nervosa transcutânea de alta frequência, na fase C, estimulação elétrica nervosa transcutânea de baixa frequência e na fase D, estimulação elétrica nervosa transcutânea desligado-placebo. Cada fase baseline durou 7 dias (A: sem intervenção) e 10 dias para B,C e D (com intervenção). Foi avaliado o consumo de analgésicos e a dor, pela escala analógica visual. A análise de dados foi realizada pelo teste Mann-Whitney para comparação do consumo de analgésicos. Para análise da escala analógica visual foram utilizados os testes split-middle line e o binomial para verificar a diferença entre as fases baseline e intervenção, considerando-se significativo quando p&lt;0,05. RESULTADOS: Houve redução significativa no consumo do fármaco analgésico em 66,6% das voluntárias após aplicação da estimulação elétrica nervosa transcutânea de alta frequência e em 33,3% após a estimulação elétrica nervosa transcutânea de baixa frequência. A intensidade da dor pela escala analógica visual foi reduzida em 100% das voluntárias que receberam estimulação elétrica nervosa transcutânea de baixa frequência; em 33,3% que receberam estimulação elétrica nervosa transcutânea de alta frequência e em 33,3% que receberam estimulação elétrica nervosa transcutânea desligada (placebo), entre as intervenções e seus respectivos baselines anteriores. Em 66,6% das participantes, houve diferença significativa da estimulação elétrica nervosa transcutânea de alta frequência comparada aos seus baselines posteriores, assim como em 33,3% na comparação da estimulação elétrica nervosa transcutânea desligada (placebo) e seu respectivo baseline posterior. CONCLUSÃO: Os resultados sugerem que estimulação elétrica nervosa transcutânea de alta e baixa frequência podem contribuir como coadjuvante no controle da dor óssea vertebral metastática e reduzir o consumo de medicamento analgésico em mulheres com câncer mamário.<hr/>ABSTRACT BACKGROUND AND OBJECTIVES: To evaluate the analgesic efficacy of transcutaneous electrical nerve stimulation on vertebral metastatic bone pain of breast cancer patients and its impact on analgesic consumption. METHODS: A single case experimental design was used where three females aged between 40 and 60 years were selected. Design was A1-B-A2-C-A3-D-A4, where in phase A participants received no intervention, in phase B they received high frequency transcutaneous electrical nerve stimulation, in phase C low frequency transcutaneous electrical nerve stimulation and in phase D, transcutaneous electrical nerve stimulation turned off - placebo. Each baseline phase lasted 7 days (A: no intervention) and phases B, C and D lasted 10 days (with intervention). Analgesic consumption and pain were evaluated with the visual analog scale. Data were analyzed with Mann-Whitney test to compare analgesic consumption. For visual analog scale analysis, split-middle line and binomial tests were used to verify difference between baseline and intervention phases, considering significant p&lt;0.05. RESULTS: There has been significant analgesic consumption decrease in 66.6% of volunteers after high frequency transcutaneous electrical nerve stimulation and in 33.3% after low frequency transcutaneous electrical nerve stimulation. Pain intensity by the visual analog scale was decreased in 100% of volunteers receiving low frequency transcutaneous electrical nerve stimulation, in 33.3% of those receiving high frequency transcutaneous electrical nerve stimulation and in 33.3% of those receiving transcutaneous electrical nerve stimulation turned off (placebo), between interventions and their respective previous baselines. In 66.6% of participants there has been significant difference of high frequency transcutaneous electrical nerve stimulation compared to their posterior baselines, as well as in 33.3% when comparing transcutaneous electrical nerve stimulation turned off (placebo) and their respective posterior baseline. CONCLUSION: Results suggest that both high and low frequency transcutaneous electrical nerve stimulations may contribute as adjuvant in controlling metastatic vertebral bone pain and decreasing analgesic consumption in breast cancer patients. <![CDATA[Clinical study on head and jaw position of patients with muscle temporomandibular disorder]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-00132016000200088&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A disfunção temporomandibular é um termo coletivo que abrange um largo espectro de problemas clínicos da articulação e dos músculos na área orofacial. O sistema estomatognático integra o sistema postural, assim sendo, alterações que ocorrem em um sistema podem interferir no funcionamento do outro. O objetivo deste estudo foi verificar se há alteração da posição da mandíbula e da cabeça antes e após o tratamento da disfunção temporomandibular. MÉTODOS: Foram selecionados 16 voluntários, com idade acima de 18 anos, de ambos os gêneros, que buscaram tratamento na clínica do curso de odontologia de Instituição Pública de Ensino Superior, com diagnóstico de disfunção temporomandibular de acordo com os Critérios de Diagnóstico para Pesquisa das Desordens Temporomandibulares. Realizaram-se tomadas radiográficas (telerradiografia com análise de pontos cefalométricos); a avaliação postural, em relação cêntrica fisiológica, foi verificada por meio da fotogrametria computadorizada e a intensidade da dor foi avaliada pela escala analógica visual com pontuação de zero a 10. Os pacientes foram avaliados antes e após 8 semanas de tratamento. RESULTADOS: A percepção à dor diminuiu de 6,43±2,84 para 2,17±2,39, antes e após tratamento, respectivamente (p&lt;0,05). O alinhamento vertical da cabeça, no ângulo inicial, mudou de 21,84º±17,49º para 11,38º±14,61º (p&lt;0,05). A posição da mandíbula mudou de A-NB (ângulo que indica a relação maxila-mandíbula no sentido anteroposterior): 4,95±2,52mm para A-NB: 4,64±2,52 mm (p&lt;0,05). CONCLUSÃO: A disfunção temporomandibular muscular pro-move alteração do alinhamento vertical da cabeça e interfere na posição da mandíbula.<hr/>ABSTRACT BACKGROUND AND OBJECTIVES: Temporomandibular disorder is a collective term encompassing a wide range of clinical orofacial joint and muscle problems. The stomatognatic system is part of the postural system, so changes in one system may interfere with the other. This study aimed at observing whether there is change in jaw and head position before and after temporomandibular disorder treatment. METHODS: Participated in the study 16 volunteers, aged above 18 years, of both genders, who looked for assistance in the dentistry course clinic of a Public University, with diagnosis of temporomandibular disorder according to Diagnostic Criteria for Temporomandibular Disorder Research. Volunteers were submitted to X-rays (teleradiography with analysis of cephalometric points); posture in physiologic centric relation was evaluated by computerized photogrammetry and pain intensity was evaluated by the visual analog scale from zero to 10. Patients were evaluated before and after 8 weeks of treatment. RESULTS: Pain has decreased from 6.43±2.84 to 2.17±2.39, before and after treatment, respectively (p&lt;0.05). Vertical head alignment, in initial angle, has changed from 21.84º±17.49º to 11.38º±14.61º (p&lt;0.05). Jaw position has changed from A-NB (angle indicating mandible-jaw relationship in the anterior posterior direction): 4.95±2.52mm to A-NB: 4.64±2.52mm (p&lt;0.05). CONCLUSION: Muscle temporomandibular disorder changes vertical head alignment and interferes with jaw position. <![CDATA[Could pain understanding by patients help the assessment of trigeminal neuralgia?]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-00132016000200093&lng=en&nrm=iso&tlng=en ABSTRACT BACKGROUND AND OBJECTIVES: To observe the efficacy of pain management by means of an educational proposal to address patients with trigeminal neuralgia, which is a chronic pain with high daily activity limitation rates. METHODS: Eight patients being treated of trigeminal neuralgia participated in weekly meetings on pain in a general reference hospital. Patients had uncontrollable pain in spite of treatments so they would come very frequently to the hospital (once every one or two weeks). Patients were invited to participate in a series of meetings (four) to receive information and discuss about the disease and pain. RESULTS: There has been increased interval between appointments for two patients, who went from weekly to biannual visits, and six patients were discharged with controlled symptoms. CONCLUSION: Education on pain has helped its management and coping by patients, by means of understanding their condition, in addition to improving their abilities to deal with it, decreasing hospital visits due to less pain recurrence.<hr/>RESUMO JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Verificar a eficácia do tratamento da dor, por meio de uma proposta educativa para a abordagem de pacientes com neuralgia do trigêmeo, uma dor crônica com alto índice de limitações em atividades diárias. MÉTODOS: Oito pacientes com neuralgia do trigêmeo em tratamento frequentaram encontros semanais sobre a dor em um hospital geral de referência. Eles apresentavam dor incontrolável apesar dos tratamentos e por isso compareciam em atendimentos com alta frequência (1 vez a cada 1 ou 2 semanas). Eles foram convidados a participar de uma série de encontros (4) para receber informações e discutir sobre a doença e a dor. RESULTADOS: Observou-se que houve um aumento nos intervalos de tempo entre as consultas de 2 pacientes, que passaram de visitas semanais para bienais, e 6 pacientes tiveram alta e controle dos sintomas. CONCLUSÃO: Educação em dor auxiliou no seu manuseio pelos pacientes e em seu enfrentamento, por meio do entendimento de sua condição e no aumento de habilidades para lidar com ela, reduzindo visitas ao ambulatório por conta da menor recorrência de dor. <![CDATA[Avaliação da intensidade da dor de pacientes renais crônicos em tratamento hemodialítico]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-00132016000200096&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O paciente renal crônico refere sentir diferentes tipos de dor, de intensidade e localização variáveis. Nesse sentido, este estudo objetivou analisar a dor de pacientes renais crônicos em tratamento hemodialítico. MÉTODOS: Estudo transversal e analítico, realizado com 88 pacientes que faziam hemodiálise em Unidade Nefrológica do noroeste do Rio Grande do Sul. Os dados foram coletados de maio a julho de 2014, por meio de Formulário de Caracterização Sócio-Demográfica/Clínica e Questionário McGill, em sua forma reduzida e analisados por meio do Statistical Package for the Social Sciences. RESULTADOS: Dos participantes, 57,5% eram homens, 58,11% casados, 49,4% idosos. Quanto à intensidade da dor presente durante a sessão, 75% não tiveram dor, seguidos de dor leve (17%), moderada (4%) e intensa (3,4%). No final da hemodiálise, 58% continuavam sem dor, porém percentuais aproximados de dor leve ou moderada (20,5% e 19,3%) e intensa (2,3%), demonstraram aumento da intensidade da dor com o decorrer da hemodiálise. CONCLUSÃO: Os resultados obtidos são importantes como subsídios para qualificar as ações da equipe multiprofissional, direcionadas à atenção aos renais crônicos, extensivas aos seus familiares.<hr/>ABSTRACT BACKGROUND AND OBJECTIVES: Chronic renal patients refer different types of pain, with variable intensity and location. So, this study aimed at assessing pain of chronic renal patients on hemodialysis. METHODS: This is a transversal and analytical study carried out with 88 patients on hemodialysis in a Nephrology Unit of the Northwest region of Rio Grande do Sul. Data were collected from May to July 2014, by means of a Socio-Demographic/ Clinic Characterization Form and McGill Questionnaire, short form, and were analyzed by means of the Statistical Package for the Social Sciences. RESULTS: From participants, 57.5% were males, 58.11% were married and 49.4% were elderly. As to pain intensity during session, 75% had no pain, followed by mild pain (17%), moderate (4%) and severe (3.4%) pain. At the end of the session, 58% remained without pain; however approximate percentages of mild or moderate pain (20.5% and 19.3%) and severe pain (2.3%) have shown increased pain intensity during the course of hemodialysis. CONCLUSION: Results are important as subsidies to qualify multiprofessional team actions toward attention to chronic renal patients and extensive to their families. <![CDATA[Chronic pain map in the Internet: exploratory study]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-00132016000200101&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O acesso à Internet cresce progressivamente e ela é considerada a primeira fonte de informação, inclusive sobre saúde. Há um aumento da prevalência de pacientes com dores crônicas e o acesso à assistência especializada ainda é escasso. A web tem a possibilidade de abranger maior número de pessoas, mas ainda há poucos estudos que exploram a relação entre dor e Internet. Assim, o objetivo deste estudo foi caracterizar o universo com o qual os brasileiros se deparam ao pesquisar sobre dor na Internet. MÉTODOS: Foi utilizada análise documental da primeira página de busca do Google web empregando oito descritores, selecionados considerando pesquisa bibliográfica, ferramenta Google Trends e diferentes modos de expressão da população ("dor"; "dor crônica"; "eu tenho dor"; "eu sinto dor"; "dor de cabeça"; "cefaleia"; "dor nas costas"; e "dor lombar"). RESULTADOS: Obtiveram-se ao final da pesquisa 64 resultados válidos, categorizados em websites e Virtual Settlement. Dentre os websites encontraram-se páginas: de portais de saúde (19); desenvolvidas por especialistas ou sociedades médicas (14); de jornais e revistas online (19); ou de bibliotecas virtuais (2). Na categoria Virtual Settlement: destacam-se blogs (1), fóruns (3), páginas do Facebook (1); vídeos do Youtube (1) e páginas da Wikipédia (4). Também se observou portais que permitem interação entre os usuários e administradores dos sites. CONCLUSÃO: Estão disponíveis na Internet muitas informações sobre dor, o que alerta para a importância de o profissional de saúde utilizar a Internet como aliada na promoção de saúde de seus pacientes e saber manusear suas desvantagens.<hr/>ABSTRACT BACKGROUND AND OBJECTIVES: Access to the Internet is progressively growing and it is considered major information source, even about health. The number of chronic pain patients is increasing and the access to specialized assistance is still scarce. The web has the possibility of involving a large number of people, but there are still few studies exploring the relationship between pain and Internet. So, this study aimed at characterizing the universe faced by Brazilians when searching about pain in the Internet. METHODS: The study consisted of a documental analysis of the first Google web query page using eight keywords selected considering bibliographic references, Google Trends tool and different means of expression of the population ("pain", "chronic pain"; "I have pain"; "I feel pain"; "headache"; "back pain"; and "low back pain"). RESULTS: The search has resulted in 64 valid results, classified in websites and Virtual Settlement. Among websites, the following pages were found: health portals (19); developed by specialists or medical societies (14); online newspapers and journals (19); and virtual libraries (2). In the Virtual Settlement category most prevalent were blogs (1), forums (3), Facebook pages (1), You Tube videos (1) and Wikipedia pages (4). There were also portals allowing interaction between users and webmasters. CONCLUSION: Internet has plenty of information about pain, which calls the attention to the importance of health professionals using the Internet as a partner to promote their patients' health and to teach them how to cope with its disadvantages. <![CDATA[Pain prevalence on public servants: association with sedentary behavior and physical leisure activity]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-00132016000200106&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Das ações habituais que refletem o estilo de vida dos que exercem função laboral administrativa, destaca-se o comportamento sedentário. O objetivo deste estudo foi associar a prevalência de dor com o comportamento sedentário e nível de atividade física de servidores públicos. MÉTODOS: A amostra foi constituída por 156 servidores públicos, de ambos os gêneros, média de idade de 39,8±12,3 anos, lotados em uma universidade federal do Nordeste do Brasil, que responderam a um questionário com variáveis relativas a dor, comportamento sedentário e prática de atividade física. Para análise descritiva foram expressos valores de média, desvio padrão, frequência absoluta e relativa. Empregou-se a análise de regressão para estimativas de razões de prevalências e intervalos de confiança de 95%. Na análise ajustada, todas as variáveis foram incluídas no modelo. Considerou-se significativamente associado ao desfecho um valor de p≤0,05. RESULTADOS: A prevalência de comportamento sedentário vendo TV foi de 24,4% e no trabalho foi de 88,5%. Aproximadamente 65% da amostra eram insuficientemente ativos fisicamente. A presença de dor foi reportada por 76,3% da amostra. Após ajuste pelo gênero, idade e atividade física, aqueles que passavam mais de duas horas por dia sentados à frente da TV e ficavam sentados no trabalho foram os subgrupos com maiores probabilidades de presença de dor (p&lt;.0,05). CONCLUSÃO: Aproximadamente 8 em 10 trabalhadores reportaram dor musculoesquelética. Dos comportamentos investigados foi verificado que servidores que passavam muito tempo sentados tinham maiores probabilidades de reportar dor.<hr/>ABSTRACT BACKGROUND AND OBJECTIVES: From usual actions which reflect lifestyle of those working on administrative functions, there is the sedentary behavior. This study aimed at associating prevalence of pain to sedentary behavior and physical activity level of public servants. METHODS: Sample was made up of 156 public servants of both genders, mean age of 39.8±12.3 years, working for a federal university of the Northeastern region of Brazil, who have answered a questionnaire with variables related to pain, sedentary behavior and practice of physical activity. For descriptive analysis data were expressed in mean, standard deviation, absolute and relative frequency. Regression analysis was used to estimate prevalence ratios and confidence interval of 95%. For adjusted analysis, all variables were included in the model, considering p≤0.05 significantly associated to the outcome. RESULTS: The prevalence of sedentary behavior watching TV was 24.4% and at work it was 88.5%. Approximately 65% of the sample were poorly physically active. Pain was reported by 76.3% of the sample. After adjusting for gender, age and physical activity, those spending more than two hours a day sitting watching TV and remaining sitting at work were subgroups with highest possibilities of having pain (p&lt;.0.05). CONCLUSION: Approximately eight out of ten employees have reported musculoskeletal pain. From investigated behaviors, it was observed that servants spending a lot of time sitting had higher probability of reporting pain. <![CDATA[Evaluation of the knowledge of postoperative pain among participants of a virtual scientific journey in Anesthesiology]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-00132016000200111&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A dor pós-operatória continua sendo subtratada, o que está associado ao aumento de morbimortalidade. O objetivo deste estudo foi avaliar o conhecimento de médicos que se inscreveram em jornada virtual em Anestesiologia. O anestesiologista é profissional frequentemente envolvido no tratamento da dor pós-operatória. MÉTODOS: Quinhentos participantes de uma jornada virtual em Anestesiologia foram convidados a responder a questionário disponível no site SurveyMonkey sobre conhecimentos específicos em dor pós-operatória e o seu tratamento. RESULTADOS: Responderam ao questionário 136 indivíduos e, segundo a opinião de 94,86% deles, o tratamento da dor pós-operatória pode diminuir a incidência da dor pós-operatória persistente. Para 72 participantes (52,95%) a dor pós-operatória é bem tratada onde atuam. Para 71 participantes, mais de 50% dos pacientes apresentam dor pós-operatória. Excluindo o medo do ato anestésico, os maiores temores dos pacientes, segundo resposta de 49,26 e 37,5% dos entrevistados, é o de sentir dor durante a realização do procedimento cirúrgico e após a realização da cirurgia, respectivamente. Para 74, (75%) participantes a prescrição "se necessário" de analgésicos deve ser evitada na dor pós-operatória. CONCLUSÃO: Os participantes da jornada virtual, de modo geral, têm pouco conhecimento da problemática da dor pós-operatória, provavelmente em decorrência do seu pouco contato com os pacientes internados. Essas deficiências podem ser sanadas com a educação continuada, e melhorias nos programas curriculares e de residência da faculdade de medicina.<hr/>ABSTRACT BACKGROUND AND OBJECTIVES: Postoperative pain still undertreated, which is associated to increased morbidity and mortality. This study aimed at evaluating the knowledge of physicians participating in a virtual journey in Anesthesiology. Anesthesiologists are professionals often involved with postoperative pain management. METHODS: Five hundred participants of a virtual journey in Anesthesiology were invited to answer a questionnaire available in SurveyMonkey website on specific knowledge of postoperative pain and its management. RESULTS: The questionnaire was answered by 136 individuals and, according to 94.86% of them, postoperative pain management may decrease the incidence of chronic postoperative pain. For 72 (52.95%) participants, postoperative pain is adequately managed in their workplaces. For 71 participants, more than 50% of patients refer postoperative pain. Excluding fear of anesthesia, major concerns of patients, according to 49.26 and 37.5% of respondents, is fear of feeling pain during surgery and after surgery, respectively. For 74 (75%) participants, analgesic prescription "as needed" should be avoided for postoperative pain. CONCLUSION: In general, participants of the virtual journey are not familiar with the problems of postoperative pain, probably due to their limited contact with hospitalized patients. These deficiencies may be solved with ongoing education and and improvements in the medical school curricula and residency programs. <![CDATA[Evaluation of postoperative analgesia with intraperitoneal ropivacaine instillation in videolaparoscopic cholecystectomy]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-00132016000200117&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O objetivo deste estudo foi avaliar a analgesia pós-operatória com instilação de solução de ropivacaína dentro da cavidade peritoneal em colecistectomia videolaparoscópica. MÉTODOS: Trata-se de um ensaio clinico randomizado com 60 pacientes. No grupo intervenção (RP, n =30) foi realizada instilação de solução de ropivacaína a 0,5% nas regiões subdiafragmáticas direita e esquerda e no leito da vesícula biliar em iguais volumes de 10 mL. No grupo controle (SF, n =30) foi realizada instilação de solução fisiológica a 0,9%. Os pacientes de ambos os grupos receberam analgesia multimodal. No período pós-operatório foram avaliados os escores de dor abdominal e referida no ombro ao despertar e após 1, 2, 4, 6, 12 e 24 horas, além da necessidade de analgesia de resgate, consumo de opioide e eventos adversos. Foi considerado estatisticamente significativo o valor de p&lt;0,05. RESULTADOS: Não houve diferença estatística entre os grupos em relação a dados demográficos e tempo anestésico-cirúrgico. O grupo intervenção apresentou escores de dor menores e estatisticamente significativos comparado ao grupo controle ao despertar (p=0,001), com 1 hora (p=0,019) e 2 horas (p=0,04) de pós-operatório, bem como menor consumo de opioide ao despertar (p=0,022) e no total nas primeiras 24 horas (p=0,001). O tempo para necessidade da primeira analgesia de resgate foi maior no grupo intervenção (p=0,001). CONCLUSÃO: A instilação de ropivacaína dentro da cavidade peritoneal reduziu os escores de dor nas primeiras duas horas e o consumo de opioide no pós-operatório.<hr/>ABSTRACT BACKGROUND AND OBJECTIVES: This study aimed at evaluating postoperative analgesia with ropivacaine instillation inside the peritoneal cavity in videolaparoscopic cholecystectomy. METHODS: This is a randomized clinical trial with 60 patients. The intervention group (RP, n = 30) received 0.5% ropivacaine instillation in right and left subdiaphragmatic regions and in gallbladder bed in equal volumes of 10 mL. The control group (SS, n = 30) received 0.9% saline solution instillation. Patients of both groups received multimodal analgesia. Scores of abdominal pain and referred pain in shoulder were evaluated at emergence and after 1, 2, 4, 12 and 24 hours, in addition to the need for rescue analgesia, opioid consumption and adverse events, considering statistically significant p&lt;0.05. RESULTS: There has been no statistical difference between groups with regard to demographic data and anesthetic-surgical time. The intervention group had lower and statistically significant pain scores as compared to control group at emergence (p=0.001), 1 (p=0.019) and 2 (p=0.04) postoperative hours, in addition to lower opioid consumption at emergence (p=0.022) and in total in the first 24 hours (p=0.001). Time for first request for rescue analgesia was longer in the intervention group (p=0.001). CONCLUSION: Ropivacaine instillation inside the peritoneal cavity has decreased pain scores in the first 2 hours and postoperative opioid consumption. <![CDATA[Nociceptive evaluation of the association between physical exercises and platelet-rich fibrin in Wistar rats submitted to median nerve compression]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-00132016000200121&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Fibrina rica em plaquetas é uma técnica nova e promissora na aceleração do reparo, com possíveis efeitos analgésicos, contudo, ainda há uma lacuna com relação à lesão nervosa periférica, bem como com a associação com exercícios físicos. Assim, o objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos da fibrina rica em plaquetas associada a exercício físico sobre a nocicepção e o edema, em modelo experimental de compressão do nervo mediano. MÉTODOS: Foram utilizados 36 ratos, todos submetidos a compressão do nervo mediano e divididos em seis grupos: G1: sem manipulações adicionais; G2: compressão e tratado com fibrina rica em plaquetas; G3: compressão e tratado com natação livre; G4: compressão e exercício de caminhada em esteira; G5: natação livre + fibrina rica em plaquetas; G6: caminhada em esteira + fibrina rica em plaquetas. O modelo de lesão foi realizado com amarria do nervo mediano, com fio catgut 4.0 cromado. Para obtenção da fibrina rica em plaquetas, 1,5mL de sangue foi centrifugado e o coágulo de fibrina foi posicionado diretamente sobre a região da compressão. Os protocolos de exercício foram realizados durante 2 semanas, entre o 3º e 14º dias de pós-operatório. As avaliações nociceptivas e de edema ocorreram, respectivamente, pelo limiar de retirada de pata e pletismometria, nos momentos prévios à lesão, no 3º, 7º e 15º dias de pós-operatório. RESULTADOS: Não houve diferenças entre os grupos, apenas entre as avaliações, denotando que houve aumento da nocicepção e do edema, o qual perdurou ou foi decaindo, respectivamente, com o passar do tempo. CONCLUSÃO: O uso isolado ou associado da fibrina rica em plaquetas com exercícios físicos não produziu alterações na nocicepção e edema.<hr/>ABSTRACT BACKGROUND AND OBJECTIVES: Platelet-rich fibrin is a new and promising technique to accelerate repair, with possible analgesic effects; however, there is still a gap with regard to peripheral nerve injury and the association with physical exercises. So, this study aimed at evaluating the effects of platelet-rich fibrin associated to physical exercises on nociception and edema in experimental median nerve compression model. METHODS: Thirty-six rats, all submitted to median nerve compression, were divided in six groups: G1: without additional manipulation; G2: compression and treated with platelet-rich fibrin; G3: compression and treated with free swimming; G4: compression and walking on a treadmill; G5: free swimming + platelet-rich fibrin; G6: walking on a treadmill + platelet-rich fibrin. Injury was induced by tying the median nerve with chrome plated catgut 4.0. Platelet-rich fibrin was obtained by centrifuging 1.5 mL of blood and positioning the fibrin clot directly on the compression region. Exercises were carried out during two weeks, between the 3rd and 14th postoperative days. Nociception and edema were evaluated, respectively, by flinch threshold and plethysmometer, in moments before injury and in the 3rd, 7th and 15th postoperative days. RESULTS: There have been no differences among groups, only among evaluations, showing increased nociception and edema, which has lasted or improved, respectively, over time. CONCLUSION: Platelet-rich fibrin alone or associated to physical exercises has not changed nociception and edema. <![CDATA[Graded exposure for fear of pain and movement avoidance belief in chronic low back pain patients]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-00132016000200125&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Medo da dor e evitação do movimento é uma crença que contribui para o aumento da incapacidade e alterações do humor em pacientes com lombalgia crônica. A exposição é uma técnica utilizada para essa crença, porém ainda não há um consenso sobre a melhor forma de executá-la em pacientes com lombalgia. O objetivo deste estudo foi analisar o uso da exposição gradual para a crença de medo da dor e evitação do movimento em pacientes com lombalgia crônica. CONTEÚDO: Para busca da literatura analisaram-se as bases e bancos de dados Pubmed, PsycInfo, Web of Science, Cinahl e LILACS, no período entre 2000 e 2015. Critérios de elegibilidade foram estabelecidos para seleção dos estudos. Os estudos foram selecionados primeiramente a partir do título e resumo. Em seguida foram lidos na íntegra. Resultaram da busca bibliográfica 91 estudos. Destes, 38 foram selecionados para a leitura na íntegra. Entre os selecionados, 10 foram excluídos após leitura na íntegra e 19 estavam repetidos. Aplicando-se os critérios de elegibilidade, restaram 9 estudos, que foram incluídos: quatro são estudos antes e depois, um relato de casos, um é estudo quase experimental e três são ensaios clínicos randomizados. CONCLUSÃO: A maioria dos estudos desta revisão comparou exposição ao vivo com atividade gradual, porém não especificam como foram realizadas. Ainda não há clareza sobre as vantagens ou métodos de como realizar a exposição gradual em pacientes com lombalgia, necessitando de maiores estudos de intervenção sobre o tema.<hr/>ABSTRACT BACKGROUND AND OBJECTIVES: Fear of pain and movement avoidance is a belief contributing to increase disability and mood changes in chronic low back pain patients. Exposure is a technique used for such belief, however there is still no consensus about the best way to perform it in low back pain patients. This study aimed at evaluating graded exposure for fear of pain and movement avoidance belief in chronic low back pain patients. CONTENTS: The following databases were queried for the period from 2000 to 2015: Pubmed, PsycInfo, Web of Science, Cinahl and LILACS. Eligibility criteria were established for studies selection. Studies were first selected by title and abstract. Then they were read in full. The search has resulted in 91 studies. From these, 38 were selected to be read in full. Among selected studies, 10 were excluded and 19 were repeated. Applying eligibility criteria, nine studies were included: for are before and after studies, one is a case report, one is a quasi-experimental study and three are randomized clinical trials. CONCLUSION: Most studies of this review have compared in vivo exposure and graded activity, however they have not specified how this was done. There is still no clarity about the advantages or methods to perform graded exposure in low back pain patients and further intervention studies on the subject are needed. <![CDATA[Pain and injury in adolescent dancers: systematic review]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-00132016000200132&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A dança não é uma modalidade esportiva, mas, por ter competições, exige muito preparo físico dos bailarinos, o que ocasiona quadros álgicos, os quais, por sua vez, levam a lesões. Na adolescência, essa condição é mais grave, pois o corpo está em desenvolvimento. Considerando a importância de estudar essa condição de risco à saúde de bailarinos na adolescência, este estudo apresenta uma revisão sistemática da literatura nacional e internacional sobre a dor e lesões nessa população, identificando o tipo e local de dor, sua avaliação, causas e tratamentos. CONTEÚDO: Aplicando-se critérios de inclusão e exclusão, foram lidos na íntegra, 15 artigos científicos, publicados entre 2005 e 2015 em periódicos nacionais e internacionais, nas bases de dados da BIREME e Academic Search Premier. Os estudos revelaram o ballet clássico como a modalidade mais praticada. As partes do corpo mais indicadas com dor são os pés e os joelhos. A causa principal de dor é a repetição de movimentos e o excesso de treinamento. Foram citadas diversas lesões provocadas pela dança, apresentando, por exemplo, síndrome patelofemoral, hipermobilidade patelar e subluxação da patela, além de possíveis fatores relacionados. Como tratamentos para alívio da dor, são indicados a massagem, alongamento e fisioterapia; apenas um artigo citou a intervenção psicológica. CONCLUSÃO: O principal motivo para lesões em bailarinos adolescentes é o overtraining, e os lugares mais afetados são os pés e joelhos. As intervenções na dor são de caráter mais físico do que psicológico.<hr/>ABSTRACT BACKGROUND AND OBJECTIVES: Dance is not a sport but, for having competitions, requires requires a good physical conditioning, which may induce pain, which, in turn, may lead to injuries. During adolescence, this condition is more severe because the body is still developing. Considering the importance of studying such health-threatening condition of adolescent dancers, this study presents a systematic review of national and international literature on pain and injuries in this population, identifying type and site of pain, its evaluation, causes and therapies. CONTENTS: By applying inclusion and exclusion criteria, 15 scientific articles published between 2005 and 2015 in national and international journals, BIREME and Academic Search Premier Databases were read in full. Studies have shown classic ballet as the most common modality. Most common painful body parts were feet and knees. Major reason for pain was movement repetition and overtraining. Several dance-induced injuries were mentioned, among them patellofemoral syndrome, patellar hypermobility and patellar subluxation, in addition to possible related factors. As pain relief therapy, indications were massage, stretching and physiotherapy; just one study has mentioned psychological intervention. CONCLUSION: Major reason for adolescent dancers' injuries is overtraining, and most affected sites are feet and knees. Pain relief therapies are more physical than psychological. <![CDATA[Nutrition, quality of life and palliative care: integrative review]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-00132016000200136&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A intervenção nutricional adequada promove bem-estar, controle de sintomas e melhora da qualidade de vida dos pacientes e de seus familiares. O objetivo deste estudo foi verificar se a nutrição pode ou não melhorar a qualidade de vida do paciente em cuidados paliativos. CONTEÚDO: Trata-se de uma revisão integrativa, utilizando as bases de dados Pubmed, Scielo e Medline. A pergunta norteadora foi "A terapia nutricional é capaz de melhorar a qualidade de vida dos pacientes em cuidados paliativos?". Seis artigos se enquadravam nos critérios de inclusão pré-estabelecidos. O nutricionista foi o profissional que mais orientou sobre a terapia nutricional em uso, além de fornecer esclarecimentos sobre estratégias nutricionais para redução de desconfortos ligados à alimentação. A terapia adequada deve respeitar as preferências alimentares e culturais, garantindo, assim, melhor qualidade de vida. CONCLUSÃO: A conduta nutricional em cuidados paliativos deve respeitar as decisões do paciente e de sua família e os princípios bioéticos. As intervenções nutricionais devem dar maior importância à prestação de aconselhamento e de apoio, ao invés de centrar apenas na adequação das necessidades nutricionais. O nutricionista deve orientar o paciente e sua família sobre a terapia nutricional em uso, além de fornecer orientações e esclarecimentos, a fim de prolongar a sobrevida, reduzir a perda de peso e melhorar a qualidade de vida.<hr/>ABSTRACT BACKGROUND AND OBJECTIVES: Adequate nutritional intervention promotes wellbeing, symptoms control and improved quality of life for patients and their families. This study aimed at evaluating whether nutrition may or may not improve quality of life of patients under palliative care. CONTENTS: This is an integrative review using Pubmed, Scielo and Medline databases. Guiding question was: "Is nutritional therapy able to improve quality of life of patients under palliative care?" Six articles met pre-established inclusion criteria. Nutritionists were professionals most orienting nutritional therapy, in addition to explaining nutritional strategies to minimize diet-related discomforts. Adequate therapy should respect dietary and cultural preferences, thus assuring better quality of life. CONCLUSION: Nutritional approach during palliative care should respect patients and their families' decisions and bioethics principles. Nutritional interventions should give more importance to counseling and support, instead of focusing just on matching nutritional needs. Nutritionists should orient patients and their families about nutritional therapy, in addition to giving further explanations to prolong survival, decrease weight loss and improve quality of life. <![CDATA[Implementation of pain control program in a traumatology and orthopedics hospital. Case report]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-00132016000200141&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A dor é uma das mais frequentes queixas clínicas na prática diária, ambulatorial e hospitalar. Independentemente da sua causa, permanece subvalorizada e, consequentemente, sem tratamento adequado, resultando em insucessos no seu controle, prejudicando uma proposta de reabilitação física e social. O objetivo deste estudo foi apresentar o programa de controle da dor e divulgar as reais vantagens de sua implementação. RELATO DO CASO: Trata-se de um estudo descritivo com relato de experiência, em um hospital cirúrgico ortopédico, de referência nacional que atende exclusivamente pacientes do sistema único de saúde. CONCLUSÃO: Essa experiência e seus resultados incentivam a manutenção da Política de Controle da Dor e contribuem para referenciar a outras instituições de saúde os benefícios da implementação de programas e políticas semelhantes.<hr/>ABSTRACT BACKGROUND AND OBJECTIVES: Pain is one of the most frequent clinical complaint in daily, ambulatory and hospital practice. Regardless of its cause, it remains undervalued and, as a consequence, without adequate management, resulting in poor control, thus impairing a physical and social rehabilitation proposal. This study aimed at presenting a pain control program and at spreading the real advantages of its implementation. CASE REPORT: This is a descriptive study with experience report of a national reference orthopedic surgical hospital exclusively assisting Single Health System patients. CONCLUSION: This experience and its results encourage the maintenance of the Pain Control Policy and contribute to reference to other health institutions the benefits of implementing similar programs and policies. <![CDATA[Acute alcohol intoxication: uncommon complication associated to celiac plexus neurolysis during open surgical procedure in patient with refractory cancer pain. Case report]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-00132016000200145&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A neurólise do plexo celíaco é uma opção de tratamento da dor para pacientes com câncer abdominal refratário a outras abordagens. É acompanhada de reações adversas que são diagnosticadas e tratadas desde que o paciente receba monitorização e acompanhamento imediato após o procedimento. O objetivo deste estudo foi relatar o caso de uma paciente submetida a neurólise de plexo celíaco, evoluindo com sintomas de intoxicação alcoólica aguda diagnosticada na sala de recuperação pós-anestésica. RELATO DO CASO: Paciente do gênero feminino, 43 anos, com neoplasia de cabeça de pâncreas submetida a neurólise de plexo celíaco intraoperatório com 40mL de álcool a 98%, evolui na sala de recuperação pós-anestésica com hipotensão, hipoxemia e confusão mental, sintomas esses revertidos com hidratação por via venosa e elevação de membros inferiores. CONCLUSÃO: A alcoolização do plexo celíaco bloqueia definitivamente a dor visceral de pacientes com neoplasia de pâncreas, porém não está isenta de reações adversas, as quais podem evoluir para complicações graves caso não sejam prontamente diagnosticadas, tornando-se imprescindível o acompanhamento do paciente na sala de recuperação pós-anestésica.<hr/>ABSTRACT BACKGROUND AND OBJECTIVES: Celiac plexus neurolysis is a pain management option for patients with abdominal cancer refractory to other approaches. It is followed by adverse reactions which may be diagnosed and treated, provided patients are monitored and followed up immediately after the procedure. This study aimed at reporting the case of a patient submitted to celiac plexus neurolysis who evolved with acute alcohol intoxication diagnosed in the post-anesthetic care unit. CASE REPORT: Female patient, 43 years old, with pancreatic head cancer, submitted to intraoperative celiac plexus neurolysis with 40 mL of 98% alcohol. Patient evolved in the post-anesthetic care unit with hypotension, hypoxemia and mental confusion, which were reverted with intravenous hydration and elevation of lower limbs. CONCLUSION: Celiac plexus alcoholization permanently blocks visceral pain of pancreatic cancer patients, however it is not free of adverse reactions, which may evolve to severe complications if not promptly diagnosed, making mandatory the follow up of patients in the post-anesthetic care unit. <![CDATA[Physiotherapeutic intervention on pain and quality of life of systemic sclerosis elderly patients. Case reports]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-00132016000200148&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A esclerose sistêmica é uma doença crônica, multissistêmica e autoimune, caracterizada por angiopatia disseminada em pequena e microcirculação, fenômeno de Raynoud e fibrose cutânea e de órgãos internos. A fisioterapia tem se mostrado uma alternativa eficaz no combate aos agravos osteomioarticulares causados pela doença. O objetivo deste estudo foi verificar os efeitos de um programa de intervenção fisioterapêutica na dor e na qualidade de vida de dois idosos com esclerose sistêmica. RELATOS DOS CASOS: Estudo longitudinal e intervencionista de natureza estudo de caso. Participaram do estudo dois idosos com esclerose sistêmica atendidos na Clínica de Fisioterapia da Universidade de Passo Fundo/RS. Os idosos foram submetidos a uma avaliação inicial que constituiu na coleta de dados (anamnese e exame físico-funcional) e na aplicação da escala analógica visual e do Questionário de Qualidade de Vida - Medical Outcomes Study 36 - Item Short-Form Health Survey (SF-36), traduzido e validado para o português. Após a avaliação inicial os idosos foram submetidos a um programa de intervenção baseado na cinesioterapia, com frequência de duas sessões semanais e duração de 1h por sessão, totalizando 15 sessões. De acordo com a escala analógica visual os pacientes apresentaram melhora no quadro álgico e de acordo com o SF-36 melhora na sua qualidade de vida. CONCLUSÃO: O protocolo de intervenção fisioterapêutica baseado na cinesioterapia mostrou-se uma estratégia eficaz no tratamento da dor e na melhora da qualidade de vida em idosos portadores de esclerose sistêmica.<hr/>ABSTRACT BACKGROUND AND OBJECTIVES: Systemic sclerosis is a chronic, multi-systemic and auto-immune disease, characterized by widespread angiopathy in small and microcirculation, Raynoud's phenomenon and skin and internal organs fibrosis. Physiotherapy is an effective alternative to fight musculoskeletal injuries caused by the disease. This study aimed at evaluating the effects of a physiotherapy program on pain and quality of life of two systemic sclerosis elderly patients. CASE REPORTS: Longitudinal and interventionist case study. Participated in the study two elderly patients with systemic sclerosis, treated in the Physiotherapy Clinic, Universidade de Passo Fundo/RS. Patients were submitted to baseline evaluation made up of data collection (history and physical-functional evaluation) and application of the visual analog scale and of the Quality of Life Questionnaire - Medical Outcomes Study 36 - Item Short-Form Health Survey (SF-36) translated and validated to the Portuguese language. After baseline evaluation, elderly patients were submitted to a kinesiotherapy-based intervention program, with frequency of 2 weekly sessions and duration of 1h per session, in a total of 15 sessions. According to the visual analog scale, patients have improved pain and, according to SF-36, have improved quality of life. CONCLUSION: Kinesiotherapy-based physiotherapeutic intervention protocol was an effective strategy to treat pain and improve quality of life of systemic sclerosis elderly patients. <![CDATA[Ehlers-Danlos syndrome in chronic pain patient. Case report]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-00132016000200152&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A síndrome de Ehlers-Danlos é uma doença do tecido conjuntivo que em alguns casos torna-se incapacitante. O objetivo deste estudo foi apresentar um caso raro diagnosticado no Ambulatório de Controle de Sintomas e Cuidados Paliativos com quadro doloroso importante. RELATO DO CASO: Paciente do gênero masculino, 17 anos, apresentou-se ao ambulatório com queixa de dor no corpo generalizada havia 4 anos. Referia história de hipermobilidade articular notada desde a infância. CONCLUSÃO: Neste caso realizou-se o diagnóstico de Síndrome de Ehlers-Danlos, tipo hipermobilidade, com base na história clínica e no exame físico, além dos critérios de Brighton. A adesão ao tratamento multidisciplinar mostrou impactante melhora na qualidade de vida do paciente.<hr/>ABSTRACT BACKGROUND AND OBJECTIVES: Ehlers-Danlos Syndrome is a connective tissue disease which becomes disabling in some cases. This study aimed at presenting a rare case diagnosed in the Ambulatory of Symptoms Control and Palliative Care with severe pain. CASE REPORT: Male patient, 17 years old, who came to the ambulatory complaining of widespread pain for 4 years. He referred history of joint hypermobility noticed since childhood. CONCLUSION: Based on clinical history and physical evaluation, in addition to Brighton criteria, patient was diagnosed as having hypermobility-type Ehlers-Danlos Syndrome.