Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de Ensino de Física]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1806-111720190001&lang=pt vol. 41 num. 1 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Um olhar físico sobre a teoria musical]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-11172019000100401&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Apresentamos uma discussão sobre diversos conceitos físicos presentes no contexto da teoria musical. Tratamos de fenômenos físicos importantes na produção e combinação de sons musicais. A partir de elementos próprios tanto da linguagem musical quanto da linguagem física, evidenciamos relações entre as duas formas de representar os fenômenos sonoros musicais. Traçamos paralelos entre as formas de representar as diversas características do som e suas combinações rítmicas, melódicas e harmônicas.<hr/>Abstract We present a discussion of several physical concepts present in the context of musical theory. We deal with important physical phenomena in the production and combination of musical sounds. From the elements of both musical language and physical language, we show relationships between the two forms of representing musical sound phenomena. We draw parallels between the ways of representing the various characteristics of sound and their rhythmic, melodic and harmonic combinations. <![CDATA[Determinação das forças de vínculo em sistemas clássicos holônomos: análise crítica de três métodos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-11172019000100402&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Nesse trabalho, analisamos de maneira crítica as peculiaridades e potencialidades de três abordagens para o cálculo das forças de vínculo em sistemas clássicos holônomos, a saber, o formalismo Newtoniano, o formalismo Lagraniano e um terceiro método misto desenvolvido pelo físico brasileiro Nivaldo A. Lemos [1]. Analisando as soluções de três problemas clássicos por cada um desses métodos, concluímos que o número de dimensões e a quantidade de vínculos do problema influem sobre a eficiência dos métodos, o que proporcionou o estabelecimento de um critério para a escolha do formalismo a ser utilizado.<hr/>Abstract In this work, we critically analyze the peculiarities and potentialities of three approaches for the calculation of constraint forces in classical holonomic systems, namely, the Newtonian formalism, the Lagrangian formalism and a third mixed method developed by Brazilian physicist Nivaldo A. Lemos [1]. Analyzing the solutions of three classic problems by each of these methods, we conclude that the number of dimensions and the number of constraints of the problem influence in the efficiency of the methods, which provided the establishment of a criterion for the choice of formalism to be used.