Scielo RSS <![CDATA[Jornal Brasileiro de Pneumologia]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1806-371320160005&lang=pt vol. 42 num. 5 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Diagnóstico de deficiência de alfa-1 antitripsina: traz benefícios para a prevenção ou evolução do paciente com DPOC?]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-37132016000500307&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Nódulo intracavitário]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-37132016000500309&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Randomização: mais do que o lançamento de uma moeda]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-37132016000500310&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Prevalência da deficiência de alfa-1 antitripsina e frequência alélica em pacientes com DPOC no Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-37132016000500311&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Objective: To determine the prevalence of alpha 1-antitrypsin (AAT) deficiency (AATD), as well as allele frequency, in COPD patients in Brazil. Methods: This was a cross-sectional study involving 926 COPD patients 40 years of age or older, from five Brazilian states. All patients underwent determination of AAT levels in dried blood spot (DBS) samples by nephelometry. Those with DBS AAT levels ≤ 2.64 mg/dL underwent determination of serum AAT levels. Those with serum AAT levels of &lt; 113 mg/dL underwent genotyping. In case of conflicting results, SERPINA1 gene sequencing was performed. Results: Of the 926 COPD patients studied, 85 had DBS AAT levels ≤ 2.64 mg/dL, and 24 (2.6% of the study sample) had serum AAT levels of &lt; 113 mg/dL. Genotype distribution in this subset of 24 patients was as follows: PI*MS, in 3 (12.5%); PI*MZ, in 13 (54.2%); PI*SZ, in 1 (4.2%); PI*SS, in 1 (4.2%); and PI*ZZ, in 6 (25.0%). In the sample as a whole, the overall prevalence of AATD was 2.8% and the prevalence of the PI*ZZ genotype (severe AATD) was 0.8% Conclusions: The prevalence of AATD in COPD patients in Brazil is similar to that found in most countries and reinforces the recommendation that AAT levels be measured in all COPD patients.<hr/>RESUMO Objetivo: Determinar a prevalência da deficiência de alfa 1-antitripsina (AAT), bem como a frequência alélica, em pacientes com DPOC no Brasil. Métodos: Estudo transversal com 926 pacientes com DPOC, com 40 anos ou mais, oriundos de cinco estados brasileiros. Todos os pacientes foram submetidos a dosagem de AAT em amostras de sangue seco por meio de nefelometria. Aqueles em que a concentração de AAT no sangue seco foi ≤ 2,64 mg/dl foram submetidos a dosagem sérica de AAT. Aqueles em que a concentração sérica de AAT foi &lt; 113 mg/dl foram submetidos a genotipagem. Quando os resultados foram discrepantes, foi realizado o sequenciamento do gene SERPINA1. Dos 926 pacientes com DPOC estudados, 85 apresentaram concentração de AAT em sangue seco ≤ 2,64 mg/dl, e 24 (2,6% da amostra) apresentaram concentração sérica de AAT &lt; 113 mg/dl. A distribuição genotípica nesse subgrupo de 24 pacientes foi a seguinte: PI*MS, em 3 (12,5%); PI*MZ, em 13 (54,2%); PI*SZ, em 1 (4,2%); PI*SS, em 1 (4,2%); e PI*ZZ, em 6 (25,0%). Na amostra estudada, a prevalência global da deficiência de AAT foi de 2,8% e a prevalência do genótipo PI*ZZ (deficiência grave de AAT) foi de 0,8%. Conclusões: A prevalência da deficiência de AAT em pacientes com DPOC no Brasil é semelhante àquela encontrada na maioria dos países e reforça a recomendação de que se deve medir a concentração de AAT em todos pacientes com DPOC. <![CDATA[Fatores associados à sobrevida doença-específica em pacientes com câncer de pulmão de células não pequenas]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-37132016000500317&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Objective: Lung cancer is a global public health problem and is associated with high mortality. Lung cancer could be largely avoided by reducing the prevalence of smoking. The objective of this study was to analyze the effects of social, behavioral, and clinical factors on the survival time of patients with non-small cell lung cancer treated at Cancer Hospital I of the José Alencar Gomes da Silva National Cancer Institute, located in the city of Rio de Janeiro, Brazil, between 2000 and 2003. Methods: This was a retrospective hospital cohort study involving 1,194 patients. The 60-month disease-specific survival probabilities were calculated with the Kaplan-Meier method for three stage groups. The importance of the studied factors was assessed with a hierarchical theoretical model after adjustment by Cox multiple regression. Results: The estimated 60-month specific-disease lethality rate was 86.0%. The 60-month disease-specific survival probability ranged from 25.0% (stages I/II) to 2.5% (stage IV). The performance status, the intention to treat, and the initial treatment modality were the major prognostic factors identified in the study population. Conclusions: In this cohort of patients, the disease-specific survival probabilities were extremely low. We identified no factors that could be modified after the diagnosis in order to improve survival. Primary prevention, such as reducing the prevalence of smoking, is still the best method to reduce the number of people who will suffer the consequences of lung cancer.<hr/>RESUMO Objetivo: O câncer de pulmão é um problema de saúde pública global e é associado a elevada mortalidade. Ele poderia ser evitado em grande parte com a redução da prevalência do tabagismo. O objetivo deste estudo foi analisar os efeitos de fatores sociais, comportamentais e clínicos sobre o tempo de sobrevida de pacientes com câncer de pulmão de células não pequenas atendidos, entre 2000 e 2003, no Hospital do Câncer I do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva, localizado na cidade do Rio de Janeiro. Métodos: Estudo retrospectivo de coorte hospitalar com 1.194 pacientes. As probabilidades de sobrevida doença-específica em 60 meses foram calculadas com o método de Kaplan-Meier para três grupos de estadiamento. A importância dos fatores estudados foi avaliada por um modelo teórico hierarquizado após o ajuste de modelos de regressão múltipla de Cox. Resultados: Foi estimada uma taxa de letalidade doença-específica em 60 meses de 86,0%. A probabilidade de sobrevida doença-específica em 60 meses variou de 25,0%, nos estádios iniciais, a 2,5%, no estádio IV. A situação funcional, a intenção e a modalidade do tratamento inicial foram os principais fatores prognósticos identificados na população estudada. Conclusões: As probabilidades de sobrevida doença-específica estimadas na amostra estudada foram muito baixas, e não foram identificados fatores que pudessem ser modificados após o diagnóstico visando uma melhora da sobrevida. A prevenção primária, como a redução da prevalência do tabagismo, ainda é a melhor forma de evitar que mais pessoas sofram as consequências do câncer de pulmão. <![CDATA[Pontos de corte da resposta ao broncodilatador e valores de referência para VEF <strong><sub>0,75</sub></strong> em espirometria de pré-escolares]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-37132016000500326&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Objective: To determine the cut-off points for FEV1, FEV0.75, FEV0.5, and FEF25-75% bronchodilator responses in healthy preschool children and to generate reference values for FEV0.75. Methods: This was a cross-sectional community-based study involving children 3-5 years of age. Healthy preschool children were selected by a standardized questionnaire. Spirometry was performed before and after bronchodilator use. The cut-off point of the response was defined as the 95th percentile of the change in each parameter. Results: We recruited 266 children, 160 (60%) of whom were able to perform acceptable, reproducible expiratory maneuvers before and after bronchodilator use. The mean age and height were 57.78 ± 7.86 months and 106.56 ± 6.43 cm, respectively. The success rate for FEV0.5 was 35%, 68%, and 70% in the 3-, 4-, and 5-year-olds, respectively. The 95th percentile of the change in the percentage of the predicted value in response to bronchodilator use was 11.6%, 16.0%, 8.5%, and 35.5% for FEV1, FEV0.75, FEV0.5, and FEF25-75%, respectively. Conclusions: Our results provide cut-off points for bronchodilator responsiveness for FEV1, FEV0.75, FEV0.5, and FEF25-75% in healthy preschool children. In addition, we proposed gender-specific reference equations for FEV0.75. Our findings could improve the physiological assessment of respiratory function in preschool children.<hr/>RESUMO Objetivo: Determinar os pontos de corte de resposta ao broncodilatador do VEF1, VEF0,75, VEF0,5 e FEF25-75% em crianças pré-escolares saudáveis e gerar valores de referência para o VEF0,75. Métodos: Foi realizado um estudo transversal de base comunitária em crianças de 3-5 anos de idade. Pré-escolares saudáveis foram selecionados por um questionário padronizado. Foi realizada espirometria antes e depois do uso de broncodilatador. Foram definidos os pontos de corte dessa resposta como o percentil 95 de variação em cada parâmetro. Resultados: Foram recrutadas 266 crianças, e 160 (60,0%) foram capazes de gerar manobras expiratórias aceitáveis e reprodutíveis antes e depois do uso de broncodilatador. As médias de idade e estatura dos participantes foram 57,78 ± 7,86 meses e 106,56 ± 6,43 cm, respectivamente. A taxa de sucesso para o VEF0,5 foi de 35%, 68% e 70%, respectivamente, nos participantes com 3, 4 e 5 anos de idade. O percentil 95 de variação percentual do valor previsto na resposta ao broncodilatador foram, respectivamente, de 11,6%, 16,0%, 8,5% e 35,5%, para VEF1, VEF0,75, VEF0,5 e FEF25-75%. Conclusões: Nossos resultados definiram pontos de corte de resposta ao broncodilatador para o VEF1, VEF0,75, VEF0,5 e FEF25-75 em crianças pré-escolares saudáveis. Adicionalmente, foram propostas equações de referência para o VEF0,75, separadas por sexo. Os achados deste estudo podem melhorar a avaliação fisiológica da função respiratória em pré-escolares. <![CDATA[Efeitos da inalação passiva da fumaça de cigarro em parâmetros estruturais e funcionais no sistema respiratório de cobaias]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-37132016000500333&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Objective: To evaluate the effects of passive inhalation of cigarette smoke on the respiratory system of guinea pigs. Methods: Male guinea pigs were divided into two groups: control and passive smoking, the latter being exposed to the smoke of ten cigarettes for 20 min in the morning, afternoon and evening (30 cigarettes/day) for five days. After that period, inflammatory parameters were studied by quantifying mesenteric mast cell degranulation, as well as oxidative stress, in BAL fluid. In addition, we determined MIP, MEP, and mucociliary transport (in vivo), as well as tracheal contractility response (in vitro). Results: In comparison with the control group, the passive smoking group showed a significant increase in mast cell degranulation (19.75 ± 3.77% vs. 42.53 ± 0.42%; p &lt; 0.001) and in the levels of reduced glutathione (293.9 ± 19.21 vs. 723.7 ± 67.43 nM/g of tissue; p &lt; 0.05); as well as a significant reduction in mucociliary clearance (p &lt; 0.05), which caused significant changes in pulmonary function (in MIP and MEP; p &lt; 0.05 for both) and airway hyperreactivity. Conclusions: Passive inhalation of cigarette smoke caused significant increases in mast cell degranulation and oxidative stress. This inflammatory process seems to influence the decrease in mucociliary transport and to cause changes in pulmonary function, leading to tracheal hyperreactivity.<hr/>RESUMO Objetivo: Avaliar os efeitos da inalação passiva da fumaça de cigarro no sistema respiratório de cobaias. Métodos: Foram utilizadas cobaias machos, divididas em dois grupos: controle e tabagismo passivo, esse último exposto à fumaça de dez cigarros por 20 min pela manhã, tarde e noite (30 cigarros/dia) por 5 dias. Após esse período, parâmetros inflamatórios foram estudados através da contagem de degranulação de mastócitos no mesentério e de estresse oxidativo a partir do LBA. Adicionalmente, foram verificadas PImáx, PEmáx, transporte mucociliar (in vivo) e contratilidade traqueal (in vitro). Resultados: Na comparação com o grupo controle, o grupo tabagismo passivo apresentou um aumento significativo na degranulação de mastócitos (19,75 ± 3,77% vs. 42,53 ± 0,42%; p &lt; 0,001), nos níveis de glutationa reduzida (293,9 ± 19,21 vs. 723,7 ± 67,43 nM/g de tecido; p &lt; 0,05) e uma redução significativa no transporte mucociliar (p &lt; 0,05), provocando alterações significativas na função pulmonar, tanto na PImáx como na PEmáx (p &lt; 0,05 para ambas), e hiper-reatividade nas vias aéreas. Conclusões: A inalação passiva da fumaça de cigarro ocasionou aumentos significativos na degranulação de mastócitos e no estresse oxidativo. Esse processo inflamatório parece ter influenciado a diminuição do transporte mucociliar e causado alterações na função pulmonar, proporcionando um quadro de hiper-reatividade traqueal. <![CDATA[Volumes pulmonares e resistência das vias aéreas em pacientes com possível padrão restritivo à espirometria]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-37132016000500341&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Objective: Many patients with proportional reductions in FVC and FEV1 on spirometry show no reduction in TLC. The aim of this study was to evaluate the role that measuring lung volumes and airway resistance plays in the correct classification of patients with a possible restrictive pattern on spirometry. Methods: This was a prospective study involving adults with reduced FVC and FEV1, as well as an FEV1/FV(C) ratio within the predicted range. Restrictive lung disease (RLD) was characterized by TLC below the 5th percentile, as determined by plethysmography. Obstructive lung disease (OLD) was characterized by high specific airway resistance, significant changes in post-bronchodilator FEV1, or an FEF25-75% &lt; 50% of predicted, together with a high RV/TLC ratio. Nonspecific lung disease (NLD) was characterized by TLC within the predicted range and no obstruction. Combined lung disease (CLD) was characterized by reduced TLC and findings indicative of airflow obstruction. Clinical diagnoses were based on clinical suspicion, a respiratory questionnaire, and the review of tests of interest. Results: We included 300 patients in the study, of whom 108 (36%) were diagnosed with RLD. In addition, 120 (40%) and 72 (24%) were diagnosed with OLD/CLD and NLD, respectively. Among the latter, 24 (33%) were clinically diagnosed with OLD. In this sample, 151 patients (50.3%) were obese, and obesity was associated with all patterns of lung disease. Conclusions: Measuring lung volumes and airway resistance is often necessary in order to provide an appropriate characterization of the pattern of lung disease in patients presenting with a spirometry pattern suggestive of restriction. Airflow obstruction is common in such cases.<hr/>RESUMO Objetivo: Muitos pacientes com redução proporcional de CVF e VEF1 na espirometria não têm CPT reduzida. O objetivo deste estudo foi avaliar o papel da medida dos volumes pulmonares e da resistência das vias aéreas para a classificação correta de pacientes com possível restrição à espirometria. Métodos: Estudo prospectivo de adultos com CVF e VEF1 reduzidos e relação VEF1/CV(F) na faixa prevista. Distúrbio ventilatório restritivo (DVR) foi definido por CPT &lt; 5º percentil por pletismografia. Distúrbio ventilatório obstrutivo (DVO) foi caracterizado por resistência específica de vias aéreas elevada, resposta significativa do VEF1 pós-broncodilatador e/ou um FEF25-75% &lt; 50% do previsto associado a uma relação VR/CPT elevada. Distúrbio ventilatório inespecífico (DVI) foi caracterizado por CPT na faixa prevista e ausência de obstrução. Distúrbio ventilatório combinado (DVC) foi caracterizado por CPT reduzida e achados indicativos de obstrução ao fluxo aéreo. Os diagnósticos clínicos foram baseados em suspeita clínica, um questionário respiratório e revisão de exames de interesse. Resultados: Foram incluídos 300 pacientes no estudo, dos quais 108 (36%) tiveram diagnóstico de DVR, enquanto 120 (40%) foram diagnosticados com DVO ou DVC e 72 (24%) com DVI. Destes últimos, 24 (33%) tinham diagnóstico clínico de DVO. Nesta amostra, 151 pacientes (50,3%) eram obesos, e isso se associou com todos os padrões de distúrbios funcionais. Conclusões: Medidas dos volumes pulmonares e da resistência das vias aéreas são frequentemente necessárias para a caracterização adequada do tipo de distúrbio funcional em casos com possível restrição à espirometria. A obstrução ao fluxo aéreo é comum nesses casos. <![CDATA[Prevalência da infecção latente por <strong><em>Mycobacterium tuberculosis</em></strong> em pessoas privadas de liberdade]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-37132016000500348&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Objective: To determine the prevalence of and the factors associated with latent Mycobacterium tuberculosis infection (LTBI) in prisoners in the state of Minas Gerais, Brazil. Methods: This was a cross-sectional cohort study conducted in two prisons in Minas Gerais. Tuberculin skin tests were performed in the individuals who agreed to participate in the study. Results: A total of 1,120 individuals were selected for inclusion in this study. The prevalence of LTBI was 25.2%. In the multivariate analysis, LTBI was associated with self-reported contact with active tuberculosis patients within prisons (adjusted OR = 1.51; 95% CI: 1.05-2.18) and use of inhaled drugs (adjusted OR = 1.48; 95% CI: 1.03-2.13). Respiratory symptoms were identified in 131 (11.7%) of the participants. Serological testing for HIV was performed in 940 (83.9%) of the participants, and the result was positive in 5 (0.5%). Two cases of active tuberculosis were identified during the study period. Conclusions: Within the prisons under study, the prevalence of LTBI was high. In addition, LTBI was associated with self-reported contact with active tuberculosis patients and with the use of inhaled drugs. Our findings demonstrate that it is necessary to improve the conditions in prisons, as well as to introduce strategies, such as chest X-ray screening, in order to detect tuberculosis cases and, consequently, reduce M. tuberculosis infection within the prison system.<hr/>RESUMO Objetivo: Determinar a prevalência e os fatores associados à infecção latente por Mycobacterium tuberculosis (ILTB) em pessoas privadas de liberdade no Estado de Minas Gerais. Métodos: Estudo de coorte transversal realizado em duas penitenciárias em Minas Gerais. Foi realizada a prova tuberculínica nos indivíduos que aceitaram participar do estudo. Resultados: Foram selecionados 1.120 indivíduos para a pesquisa. A prevalência da ILTB foi de 25,2%. Na análise multivariada, a ILTB esteve associada com relato de contato com caso de tuberculose ativa dentro da penitenciária (OR ajustada = 1,51; IC95%: 1,05-2,18) e uso de drogas inaláveis (OR ajustada = 1,48; IC95%: 1,03-2,13). Foram identificados 131 pacientes sintomáticos respiratórios (11,7%). O teste anti-HIV foi realizado em 940 (83,9%) dos participantes, sendo positivo em 5 indivíduos (0,5%). Dois casos de tuberculose ativa foram identificados no período do estudo. Conclusões: A prevalência de ILTB dentro das penitenciárias estudadas foi alta. Além disso, a ILTB estava associada ao relato de contato com casos de tuberculose e ao uso de drogas inaláveis. Nossos achados demonstram que é necessária a melhoria das condições de encarceramento e a utilização de outras estratégias, como a triagem por radiografia de tórax, para a descoberta de casos de tuberculose e redução da infecção pelo M. tuberculosis no sistema penitenciário. <![CDATA[Anticorpos IgE específicos para superantígenos estafilocócicos: grau de sensibilização e associação com a gravidade da asma]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-37132016000500356&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Objective: To determine the presence of staphylococcal superantigen-specific IgE antibodies and degree of IgE-mediated sensitization, as well as whether or not those are associated with the severity of asthma in adult patients. Methods: This was a cross-sectional study involving outpatients with asthma under treatment at a tertiary care university hospital in the city of Rio de Janeiro, Brazil. Consecutive patients were divided into two groups according to the severity of asthma based on the Global Initiative for Asthma criteria: mild asthma (MA), comprising patients with mild intermittent or persistent asthma; and moderate or severe asthma (MSA). We determined the serum levels of staphylococcal toxin-specific IgE antibodies, comparing the results and performing a statistical analysis. Results: The study included 142 patients: 72 in the MA group (median age = 46 years; 59 females) and 70 in the MSA group (median age = 56 years; 60 females). In the sample as a whole, 62 patients (43.7%) presented positive results for staphylococcal toxin-specific IgE antibodies: staphylococcal enterotoxin A (SEA), in 29 (20.4%); SEB, in 35 (24.6%); SEC, in 33 (23.2%); and toxic shock syndrome toxin (TSST), in 45 (31.7%). The mean serum levels of IgE antibodies to SEA, SEB, SEC, and TSST were 0.96 U/L, 1.09 U/L, 1.21 U/L, and 1.18 U/L, respectively. There were no statistically significant differences between the two groups in terms of the qualitative or quantitative results. Conclusions: Serum IgE antibodies to SEA, SEB, SEC, and TSST were detected in 43.7% of the patients in our sample. However, neither the qualitative nor quantitative results showed a statistically significant association with the clinical severity of asthma.<hr/>RESUMO Objetivo: Determinar a presença de anticorpos IgE específicos para superantígenos estafilocócicos e o grau de sensibilização mediada por esses, assim como se esses estão associados à gravidade da asma em pacientes adultos. Métodos: Estudo transversal incluindo asmáticos adultos em acompanhamento ambulatorial em um hospital universitário terciário no Rio de Janeiro (RJ). Os pacientes foram alocados consecutivamente em dois grupos de gravidade da asma segundo critérios da Global Initiative for Asthma: asma leve (AL), com asmáticos leves intermitentes ou persistentes, e asma moderada ou grave (AMG). Foram determinados os níveis séricos de anticorpos IgE antitoxinas estafilocócicas, e os resultados foram comparados por análise estatística. Resultados: Foram incluídos 142 pacientes no estudo: 72 no grupo AL (mediana de idade = 46 anos; 59 do sexo feminino) e 70 do grupo AMG (mediana de idade = 56 anos; 60 do sexo feminino). Na amostra geral, 62 pacientes (43,7%) apresentaram resultados positivos para dosagens de anticorpos IgE antitoxinas estafilocócicas: enterotoxina (TX) A, em 29 (20,4%); TXB, em 35 (24,6%); TXC, em 33 (23,2%); e toxic shock syndrome toxin (TSST), em 45 (31,7%). As médias das dosagens séricas de anticorpos IgE específicos anti-TXA, TXB, TXC e TSST foram, respectivamente, de 0,96 U/l, 1,09 U/l, 1,21 U/l, e 1,18 U/l. Não houve diferença estatisticamente significativa dos resultados qualitativos ou quantitativos entre os grupos. Conclusões: A presença de anticorpos IgE séricos anti-TXA, TXB, TXC e TSST, foi detectada em 43,7% nessa amostra de pacientes, mas não houve associação estatisticamente significativa entre seus resultados qualitativos ou quantitativos e gravidade clínica da asma. <![CDATA[Travesseiro de gel com formato específico para o tratamento de apneia obstrutiva do sono com pressão positiva contínua nas vias aéreas]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-37132016000500362&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Objective: To determine whether the use of a gel pillow with side cutouts designed to accommodate a continuous positive airway pressure (CPAP) mask and reduce head temperature improves the efficacy of and adherence to auto-CPAP therapy. Methods: Twenty-three consecutive CPAP-naïve patients with obstructive sleep apnea were enrolled in the study. Patients were given an auto-CPAP machine with an appropriate CPAP mask and were instructed to use CPAP for 15 nights. They were instructed to sleep with their own pillow (the control pillow) from nights 1 to 5 and with either a foam pillow or a gel pillow, both of which had side cutouts, for 5 consecutive nights each, in random order. After night 15, auto-CPAP machine data were downloaded and patients rated their satisfaction with each pillow on a visual analog scale. Results: Twenty-two patients completed the protocol. The pressures administered, residual apnea-hypopnea index, air leaks, and mean duration of CPAP use did not differ among the periods during which each pillow was used. Patients were significantly more satisfied with the gel pillow than with the control pillow and the foam pillow (p = 0.022 and p = 0.004, respectively), their level of satisfaction with the gel pillow correlating significantly with excessive daytime sleepiness (r2 = 0.19; p = 0.0443). Conclusions: Among obstructive sleep apnea patients treated with nasal CPAP, the use of a gel pillow with side cutouts appears to have no impact on treatment effectiveness. Nevertheless, such patients seem to prefer a gel pillow over other types of pillows.<hr/>RESUMO Objetivo: Determinar se o uso de um travesseiro de gel com recortes laterais para acomodar a máscara de continuous positive airway pressure (CPAP, pressão positiva contínua nas vias aéreas) e diminuir a temperatura em torno da cabeça melhora a eficácia do tratamento com auto-CPAP e a adesão dos pacientes ao tratamento. Métodos: Foram incluídos no estudo 23 pacientes consecutivos com apneia obstrutiva do sono que nunca haviam recebido tratamento com CPAP. Os pacientes receberam um aparelho de auto-CPAP com uma máscara apropriada e foram instruídos a usar CPAP durante 15 noites. Foram também instruídos a dormir com seu próprio travesseiro (o travesseiro controle) nas 5 primeiras noites e com um travesseiro de espuma ou um travesseiro de gel, ambos com recortes laterais, durante 5 noites consecutivas cada, em ordem aleatória. Depois da 15ª noite, os dados registrados nos aparelhos de auto-CPAP foram baixados e os pacientes determinaram seu grau de satisfação com cada travesseiro por meio de uma escala visual analógica. Resultados: Vinte e dois pacientes completaram o protocolo. Não houve diferenças entre os períodos durante os quais cada travesseiro foi usado quanto às pressões administradas, índice de apneia-hipopneia residual, vazamentos de ar e média de duração da CPAP. Os pacientes ficaram significativamente mais satisfeitos com o travesseiro de gel do que com o travesseiro controle e o travesseiro de espuma (p = 0,022 e p = 0,004, respectivamente), com correlação entre o grau de satisfação com o travesseiro de gel e a sonolência diurna excessiva (r2 = 0,19; p = 0,0443). Conclusões: Em pacientes com apneia obstrutiva do sono tratados com CPAP nasal, o uso de um travesseiro de gel com recortes laterais aparentemente não tem nenhum impacto na eficácia do tratamento. No entanto, esses pacientes aparentemente preferem um travesseiro de gel a outros tipos de travesseiros. <![CDATA[Efeitos do indacaterol versus tiotrópio na tolerância ao exercício em pacientes com DPOC moderada: estudo cruzado randomizado piloto]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-37132016000500367&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Objective: To compare a once-daily long-acting β2 agonist (indacaterol 150 µg) with a once-daily long-acting anticholinergic (tiotropium 5 µg) in terms of their effects on exercise endurance (limit of tolerance, Tlim) in patients with moderate COPD. Secondary endpoints were their effects on lung hyperinflation, exercise-related dyspnea, and daily-life dyspnea. Methods: This was a randomized, single-blind, crossover pilot study involving 20 patients (mean age, 60.9 ± 10.0 years; mean FEV1, 69 ± 7% of predicted). Spirometric parameters, Transition Dyspnea Index scores, Tlim, and exertional dyspnea were compared after three weeks of each treatment (with a one-week washout period between treatments). Results: Nineteen patients completed the study (one having been excluded because of COPD exacerbation). Improvement in Tlim from baseline tended to be greater after treatment with tiotropium than after treatment with indacaterol (96 ± 163 s vs. 8 ± 82 s; p = 0.06). Tlim significantly improved from baseline after treatment with tiotropium (having increased from 396 ± 319 s to 493 ± 347 s; p = 0.010) but not after treatment with indacaterol (having increased from 393 ± 246 to 401 ± 254 s; p = 0.678). There were no differences between the two treatments regarding improvements in Borg dyspnea scores and lung hyperinflation at "isotime" and peak exercise. There were also no significant differences between treatments regarding Transition Dyspnea Index scores (1.5 ± 2.1 vs. 0.9 ± 2.3; p = 0.39). Conclusions: In patients with moderate COPD, tiotropium tends to improve Tlim in comparison with indacaterol. No significant differences were observed between the two treatments regarding their effects on lung hyperinflation, exercise-related dyspnea, and daily-life dyspnea. Future studies, including a larger number of patients, are required in order to confirm our findings and explore mechanistic explanations. (ClinicalTrials.gov identifier: NCT01693003 [http://www.clinicaltrials.gov/])<hr/>RESUMO Objetivo: Comparar um β2-agonista de longa duração administrado uma vez por dia (indacaterol 150 µg) a um anticolinérgico de longa duração administrado uma vez por dia (tiotrópio 5 µg) quanto a seus efeitos na resistência ao exercício (limite de tolerância, Tlim) em pacientes com DPOC moderada. Os desfechos secundários foram seus efeitos na hiperinsuflação pulmonar, na dispneia causada pelo exercício e na dispneia na vida diária. Métodos: Estudo piloto randomizado cruzado e simples cego com 20 pacientes (média de idade: 60,9 ± 10,0 anos; média do VEF1: 69 ± 7% do previsto). Parâmetros espirométricos, pontuação no Transition Dyspnea Index, Tlim e dispneia aos esforços foram comparados após três semanas de cada tratamento (com uma semana de intervalo entre os tratamentos). Resultados: Dezenove pacientes completaram o estudo - um foi excluído por causa de exacerbação da DPOC. A melhora no Tlim tendeu a ser maior com tiotrópio do que com indacaterol (96 ± 163 s vs. 8 ± 82 s; p = 0,06). Em comparação com os valores basais, o Tlim melhorou significativamente com tiotrópio (aumentando de 396 ± 319 s para 493 ± 347 s; p = 0,010), mas não com indacaterol (aumentando de 393 ± 246 para 401 ± 254 s; p = 0,678). Não houve diferença entre os tratamentos quanto à melhora na pontuação na escala de dispneia de Borg e na insuflação pulmonar no "isotempo" e no pico do exercício. Também não houve diferenças significativas entre os tratamentos quanto à pontuação no Transition Dyspnea Index (1,5 ± 2,1 vs. 0,9 ± 2,3; p = 0,39). Conclusões: Em pacientes com DPOC moderada, o tiotrópio tende a melhorar o Tlim em comparação com o indacaterol. Não houve diferenças significativas entre os tratamentos quanto a seus efeitos na insuflação pulmonar, na dispneia durante o exercício e na dispneia na vida diária. São necessários mais estudos, com um número maior de pacientes, para confirmar nossos achados e explorar explicações mecanicistas. (ClinicalTrials.gov identifier: NCT01693003 [http://www.clinicaltrials.gov/]) <![CDATA[Existe razão para reabilitação pulmonar após o tratamento quimioterápico bem-sucedido para tuberculose?]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-37132016000500374&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT The role of tuberculosis as a public health care priority and the availability of diagnostic tools to evaluate functional status (spirometry, plethysmography, and DLCO determination), arterial blood gases, capacity to perform exercise, lesions (chest X-ray and CT), and quality of life justify the effort to consider what needs to be done when patients have completed their treatment. To our knowledge, no review has ever evaluated this topic in a comprehensive manner. Our objective was to review the available evidence on this topic and draw conclusions regarding the future role of the "post-tuberculosis treatment" phase, which will potentially affect several million cases every year. We carried out a non-systematic literature review based on a PubMed search using specific keywords (various combinations of the terms "tuberculosis", "rehabilitation", "multidrug-resistant tuberculosis", "pulmonary disease", "obstructive lung disease", and "lung volume measurements"). The reference lists of the most important studies were retrieved in order to improve the sensitivity of the search. Manuscripts written in English, Spanish, and Russian were selected. The main areas of interest were tuberculosis sequelae following tuberculosis diagnosis and treatment; "destroyed lung"; functional evaluation of sequelae; pulmonary rehabilitation interventions (physiotherapy, long-term oxygen therapy, and ventilation); and multidrug-resistant tuberculosis.The evidence found suggests that tuberculosis is definitively responsible for functional sequelae, primarily causing an obstructive pattern on spirometry (but also restrictive and mixed patterns), and that there is a rationale for pulmonary rehabilitation. We also provide a list of variables that should be discussed in future studies on pulmonary rehabilitation in patients with post-tuberculosis sequelae.<hr/>RESUMO O papel da tuberculose como uma prioridade de saúde pública e a disponibilidade de ferramentas diagnósticas para avaliar o estado funcional (espirometria, pletismografia e DLCO), a gasometria arterial, a capacidade de realizar exercícios, as lesões (radiografia de tórax e TC) e a qualidade de vida justificam o esforço de se considerar o que deve ser feito quando os pacientes completam seu tratamento. Até onde sabemos, nenhuma revisão avaliou esse tópico de forma abrangente. Nosso objetivo foi revisar as evidências disponíveis e obter algumas conclusões sobre o futuro papel da fase de "tratamento pós-tuberculose", que irá potencialmente impactar milhões de casos todos os anos. Realizou-se uma revisão não sistemática da literatura tendo como base uma pesquisa no PubMed usando palavras-chave específicas (várias combinações dos termos "tuberculose", "reabilitação", "tuberculose multirresistente", "doença pulmonar", "doença pulmonar obstrutiva", e "medidas de volume pulmonar"). As listas de referências dos artigos principais foram recuperadas para melhorar a sensibilidade da busca. Foram selecionados manuscritos escritos em inglês, espanhol e russo. As principais áreas de interesse foram sequelas de tuberculose após diagnóstico e tratamento; "pulmão destruído"; avaliação funcional das sequelas; intervenções de reabilitação pulmonar (fisioterapia, oxigenoterapia de longo prazo e ventilação); e tuberculose multirresistente. As evidências encontradas sugerem que a tuberculose é definitivamente responsável por sequelas funcionais, principalmente causando um padrão obstrutivo na espirometria (mas também padrões restritivos e mistos) e que há razão para a reabilitação pulmonar. Fornecemos também uma lista de variáveis a serem discutidas em futuros estudos sobre reabilitação pulmonar em pacientes com sequelas pós-tuberculose. <![CDATA[Vasculatura brônquica proeminente, hemoptise e opacidades em vidro fosco bilaterais em uma jovem com estenose mitral]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-37132016000500386&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT The role of tuberculosis as a public health care priority and the availability of diagnostic tools to evaluate functional status (spirometry, plethysmography, and DLCO determination), arterial blood gases, capacity to perform exercise, lesions (chest X-ray and CT), and quality of life justify the effort to consider what needs to be done when patients have completed their treatment. To our knowledge, no review has ever evaluated this topic in a comprehensive manner. Our objective was to review the available evidence on this topic and draw conclusions regarding the future role of the "post-tuberculosis treatment" phase, which will potentially affect several million cases every year. We carried out a non-systematic literature review based on a PubMed search using specific keywords (various combinations of the terms "tuberculosis", "rehabilitation", "multidrug-resistant tuberculosis", "pulmonary disease", "obstructive lung disease", and "lung volume measurements"). The reference lists of the most important studies were retrieved in order to improve the sensitivity of the search. Manuscripts written in English, Spanish, and Russian were selected. The main areas of interest were tuberculosis sequelae following tuberculosis diagnosis and treatment; "destroyed lung"; functional evaluation of sequelae; pulmonary rehabilitation interventions (physiotherapy, long-term oxygen therapy, and ventilation); and multidrug-resistant tuberculosis.The evidence found suggests that tuberculosis is definitively responsible for functional sequelae, primarily causing an obstructive pattern on spirometry (but also restrictive and mixed patterns), and that there is a rationale for pulmonary rehabilitation. We also provide a list of variables that should be discussed in future studies on pulmonary rehabilitation in patients with post-tuberculosis sequelae.<hr/>RESUMO O papel da tuberculose como uma prioridade de saúde pública e a disponibilidade de ferramentas diagnósticas para avaliar o estado funcional (espirometria, pletismografia e DLCO), a gasometria arterial, a capacidade de realizar exercícios, as lesões (radiografia de tórax e TC) e a qualidade de vida justificam o esforço de se considerar o que deve ser feito quando os pacientes completam seu tratamento. Até onde sabemos, nenhuma revisão avaliou esse tópico de forma abrangente. Nosso objetivo foi revisar as evidências disponíveis e obter algumas conclusões sobre o futuro papel da fase de "tratamento pós-tuberculose", que irá potencialmente impactar milhões de casos todos os anos. Realizou-se uma revisão não sistemática da literatura tendo como base uma pesquisa no PubMed usando palavras-chave específicas (várias combinações dos termos "tuberculose", "reabilitação", "tuberculose multirresistente", "doença pulmonar", "doença pulmonar obstrutiva", e "medidas de volume pulmonar"). As listas de referências dos artigos principais foram recuperadas para melhorar a sensibilidade da busca. Foram selecionados manuscritos escritos em inglês, espanhol e russo. As principais áreas de interesse foram sequelas de tuberculose após diagnóstico e tratamento; "pulmão destruído"; avaliação funcional das sequelas; intervenções de reabilitação pulmonar (fisioterapia, oxigenoterapia de longo prazo e ventilação); e tuberculose multirresistente. As evidências encontradas sugerem que a tuberculose é definitivamente responsável por sequelas funcionais, principalmente causando um padrão obstrutivo na espirometria (mas também padrões restritivos e mistos) e que há razão para a reabilitação pulmonar. Fornecemos também uma lista de variáveis a serem discutidas em futuros estudos sobre reabilitação pulmonar em pacientes com sequelas pós-tuberculose. <![CDATA[Usos da sala híbrida em cirurgia torácica: de procedimentos multidisciplinares à cirurgia toracoscópica videoassistida guiada por imagem]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-37132016000500387&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT The concept of a hybrid operating room represents the union of a high-complexity surgical apparatus with state-of-the-art radiological tools (ultrasound, CT, fluoroscopy, or magnetic resonance imaging), in order to perform highly effective, minimally invasive procedures. Although the use of a hybrid operating room is well established in specialties such as neurosurgery and cardiovascular surgery, it has rarely been explored in thoracic surgery. Our objective was to discuss the possible applications of this technology in thoracic surgery, through the reporting of three cases.<hr/>RESUMO O conceito de sala híbrida traduz a união de um aparato cirúrgico de alta complexidade com recursos radiológicos de última geração (ultrassom, TC, radioscopia e/ou ressonância magnética), visando a realização de procedimentos minimamente invasivos e altamente eficazes. Apesar de bem estabelecido em outras especialidades, como neurocirurgia e cirurgia cardiovascular, o uso da sala hibrida ainda é pouco explorado na cirurgia torácica. Nosso objetivo foi discutir as aplicações e as possibilidades abertas por essa tecnologia na cirurgia torácica através do relato de três casos. <![CDATA[Uma massa torácica incomum: oleotórax]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-37132016000500391&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT The concept of a hybrid operating room represents the union of a high-complexity surgical apparatus with state-of-the-art radiological tools (ultrasound, CT, fluoroscopy, or magnetic resonance imaging), in order to perform highly effective, minimally invasive procedures. Although the use of a hybrid operating room is well established in specialties such as neurosurgery and cardiovascular surgery, it has rarely been explored in thoracic surgery. Our objective was to discuss the possible applications of this technology in thoracic surgery, through the reporting of three cases.<hr/>RESUMO O conceito de sala híbrida traduz a união de um aparato cirúrgico de alta complexidade com recursos radiológicos de última geração (ultrassom, TC, radioscopia e/ou ressonância magnética), visando a realização de procedimentos minimamente invasivos e altamente eficazes. Apesar de bem estabelecido em outras especialidades, como neurocirurgia e cirurgia cardiovascular, o uso da sala hibrida ainda é pouco explorado na cirurgia torácica. Nosso objetivo foi discutir as aplicações e as possibilidades abertas por essa tecnologia na cirurgia torácica através do relato de três casos. <![CDATA[Um caso raro de pneumonia hemorrágica por <strong><em>Cladosporium cladosporioides</em></strong>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-37132016000500392&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT The concept of a hybrid operating room represents the union of a high-complexity surgical apparatus with state-of-the-art radiological tools (ultrasound, CT, fluoroscopy, or magnetic resonance imaging), in order to perform highly effective, minimally invasive procedures. Although the use of a hybrid operating room is well established in specialties such as neurosurgery and cardiovascular surgery, it has rarely been explored in thoracic surgery. Our objective was to discuss the possible applications of this technology in thoracic surgery, through the reporting of three cases.<hr/>RESUMO O conceito de sala híbrida traduz a união de um aparato cirúrgico de alta complexidade com recursos radiológicos de última geração (ultrassom, TC, radioscopia e/ou ressonância magnética), visando a realização de procedimentos minimamente invasivos e altamente eficazes. Apesar de bem estabelecido em outras especialidades, como neurocirurgia e cirurgia cardiovascular, o uso da sala hibrida ainda é pouco explorado na cirurgia torácica. Nosso objetivo foi discutir as aplicações e as possibilidades abertas por essa tecnologia na cirurgia torácica através do relato de três casos. <![CDATA[Tomografia computadorizada cervical em pacientes com apneia obstrutiva do sono: influência da elevação postural na avaliação do volume das vias aéreas superiores]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-37132016000500395&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT The concept of a hybrid operating room represents the union of a high-complexity surgical apparatus with state-of-the-art radiological tools (ultrasound, CT, fluoroscopy, or magnetic resonance imaging), in order to perform highly effective, minimally invasive procedures. Although the use of a hybrid operating room is well established in specialties such as neurosurgery and cardiovascular surgery, it has rarely been explored in thoracic surgery. Our objective was to discuss the possible applications of this technology in thoracic surgery, through the reporting of three cases.<hr/>RESUMO O conceito de sala híbrida traduz a união de um aparato cirúrgico de alta complexidade com recursos radiológicos de última geração (ultrassom, TC, radioscopia e/ou ressonância magnética), visando a realização de procedimentos minimamente invasivos e altamente eficazes. Apesar de bem estabelecido em outras especialidades, como neurocirurgia e cirurgia cardiovascular, o uso da sala hibrida ainda é pouco explorado na cirurgia torácica. Nosso objetivo foi discutir as aplicações e as possibilidades abertas por essa tecnologia na cirurgia torácica através do relato de três casos. <![CDATA[Reabilitação pulmonar em DPOC grave com hiperinsuflação: algumas percepções sobre desempenho ao exercício]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-37132016000500397&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT The concept of a hybrid operating room represents the union of a high-complexity surgical apparatus with state-of-the-art radiological tools (ultrasound, CT, fluoroscopy, or magnetic resonance imaging), in order to perform highly effective, minimally invasive procedures. Although the use of a hybrid operating room is well established in specialties such as neurosurgery and cardiovascular surgery, it has rarely been explored in thoracic surgery. Our objective was to discuss the possible applications of this technology in thoracic surgery, through the reporting of three cases.<hr/>RESUMO O conceito de sala híbrida traduz a união de um aparato cirúrgico de alta complexidade com recursos radiológicos de última geração (ultrassom, TC, radioscopia e/ou ressonância magnética), visando a realização de procedimentos minimamente invasivos e altamente eficazes. Apesar de bem estabelecido em outras especialidades, como neurocirurgia e cirurgia cardiovascular, o uso da sala hibrida ainda é pouco explorado na cirurgia torácica. Nosso objetivo foi discutir as aplicações e as possibilidades abertas por essa tecnologia na cirurgia torácica através do relato de três casos.