Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de Gestão de Negócios]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1806-489220190001&lang=en vol. 21 num. 1 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Integration mechanisms for different types of innovation: case study in innovative companies]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-48922019000100005&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Purpose: This paper examines the use of integration mechanisms in two innovation activities relationships: between exploitation product innovation and exploration product innovation, and between exploitation process innovation and exploration product innovation. It also identifies the benefits generated by the use of integration mechanisms. Design/methodology/approach: A multiple case study in four companies from different sectors which are a reference in product and process innovation. Findings: There is integration in the innovation activities relationships studied. The most used integration mechanisms in both relationships are regular collaboration, involvement for knowledge exchange (cross-functional interface mechanisms), those related to a culture of freedom, such as the free flow and encouragement of ideas, and those related to knowledge and information exchange (connectedness mechanisms). Originality/value: In addition to identifying that integration is possible and occurs in companies, it was possible to verify that the use of integration mechanisms enables the generation of benefits for product innovation.<hr/>Resumo Objetivo: Este trabalho examina o uso de mecanismos de integração em dois relacionamentos entre atividades de inovação: entre inovação de produtos por meio da explotação e inovação do produto por meio da exploração e entre a inovação de processos por meio da explotação s e as inovação de produtos exploração. Ele também identifica os benefícios gerados pelo uso de mecanismos de integração. Metodologia: Um estudo de caso múltiplo em quatro empresas de diferentes setores que são referência em inovação de produtos e de processos. Resultados: Há integração nos relacionamentos de atividades de inovação estudados. Os mecanismos de integração mais utilizados em ambos os relacionamentos são a colaboração, o envolvimento e a troca de conhecimento regulares (mecanismos de interface interfuncional), aqueles relacionados a uma cultura de liberdade, como o livre fluxo e o encorajamento de ideias e aqueles relacionados à troca de conhecimento e informações (mecanismos de conectividade). Contribuições: Além de identificar que a integração é possível e ocorre nas empresas, foi possível verificar que o uso de mecanismos de integração possibilita a geração de benefícios para a inovação de produtos. <![CDATA[Are Hofstede’s and Schwartz’s values frameworks equally predictive across contexts?]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-48922019000100033&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Purpose: This study uses bipolar cultural dimensions (i.e., Hofstede’s and Schwartz’s values frameworks) to predict trade between countries and consumption behaviour. Design/methodology/approach: The analysis in this paper was based on secondary data. Consequently, there were some missing data that limited the number of countries that could be examined in terms of trade and consumption aspects. Stepwise regressions were performed to test the hypotheses. Findings: This study found that egalitarian-hierarchical distance predicts trade negatively, providing support to the idea that cultural similarity drives trade. On top of that, the study suggested that consumption divergence is more likely than consumption convergence. Cultural values were significant predictors of consumption even when income was controlled, suggesting that consumers want to express their values systems through consumption when they have the financial means to do so. Originality/value: The empirical analysis illustrated that bipolar cultural dimensions of these frameworks predict trade and consumption behaviour differently, thus providing evidence on the applicability of the cultural frameworks in different contexts.<hr/>Resumo Objetivo: Este estudo utiliza as dimensões culturais bipolares (ou seja, as estruturas de valores de Hofstede e Schwartz) para prever o comércio entre países e o comportamento de consumo. Metodologia: A análise contida neste artigo foi baseada em dados secundários. Consequentemente, faltaram alguns dados, o que limitou o número de países que poderiam ser examinados em termos de aspectos comerciais e de consumo. Regressões passo a passo foram realizadas para testar as hipóteses. Resultados: Este estudo identificou que a distância igualitária e hierárquica prevê negativamente o comércio, corroborando a ideia de que a similaridade cultural impulsiona o comércio. Além disso, o estudo sugeriu que a divergência de consumo é mais provável do que a convergência de consumo. Os valores culturais puderam prever o consumo mesmo com a renda controlada, sugerindo que os consumidores desejam expressar seus sistemas de valores por meio do consumo quando possuem os meios financeiros para fazê-lo. Contribuições: A análise empírica ilustrou que as dimensões culturais bipolares dessas estruturas predizem o comportamento do comércio e de consumo de maneira diferente, fornecendo evidências sobre a aplicabilidade das estruturas culturais em diferentes contextos. <![CDATA[Linking e-hrm practices and organizational outcomes: empirical analysis of line manager’s perception]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-48922019000100048&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Purpose: This study seeks to explore the value creation opportunities offered by e-HRM practices. The purpose of this paper is to examine the impact of operational, relational, and transformational e-HRM practices on organizational outcomes by incorporating HRM service quality as an intermediary value creating factor. Design/methodology/approach: Line managers of commercial banks that adopted operational, relational, and transformational e-HRM were asked to participate in the study. The study used exploratory factor analysis for scale validation. PLS-SEM was used to validate and test the conceptual model. Findings: Drawing on data from a large and new survey, the study found that operational, relational, and transformational e-HRM practices have a significant impact on HR service quality and employee productivity. HRM service quality mediates the relationship between e-HRM practices and organizational outcomes. Implications: The study focuses on the relevance of e-HRM practices for improving organizational effectiveness, leading to competitive advantage for the firm. It is one of the pioneering studies that explore the link between e-HRM practices and organizational outcomes by analyzing the perception of South Asian line managers from the banking sector. Organizations from developing and developed countries can extract benefits by designing and implementing e-HRM systems in a way that supports their workflow.<hr/>Resumo Objetivo: Este estudo procura explorar oportunidades de criação de valor trazidas pelas práticas de e-HRM. O objetivo é examinar o impacto das e-HRM operacionais, relacionais e transformacionais nos resultados organizacionais, incorporando a qualidade dos serviços de gestão de recursos humanos como fator de criação de valor intermediário. Metodologia: Gerentes de linha de bancos comerciais que adotaram a e-HRM operacional, relacional e transformacional foram convidados para participar do estudo. Este utilizou a análise fatorial exploratória para validação de escala. Utilizou-se o PLS-SEM para validar e testar o modelo conceitual. Resultados: Com base em dados de uma pesquisa grande e nova, o estudo concluiu que as práticas de e-HRM operacionais, relacionais e transformacionais têm um impacto significativo na qualidade dos serviços de RH e na produtividade dos funcionários. A qualidade dos serviços de gestão de recursos humanos medeia a relação entre as práticas de gestão de recursos humanos e os resultados organizacionais. Contribuições: O estudo contribui para a literatura referente à HRM identificando a relação entre as práticas de e-HRM e os resultados organizacionais e analisando a percepção dos gerentes de linha do setor bancário no sul da Ásia. Também contribui para a teoria RBV identificando a e-HRM como um recurso fundamental para melhorar a produtividade dos funcionários e oferece base para o desenvolvimento da teoria da e-HRM. <![CDATA[Do human resources policies and practices produce resilient public servants? Evidence of the validity of a structural model and measurement models]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-48922019000100070&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Purpose: Based on the relevance of resilience in the workplace and the importance of effective human resource management strategies in organizations, this research proposes to identify the influence of human resource management policies and practices on public servant resilience at work. Design/methodology/approach: The data from this quantitative study were analyzed by means of confirmatory factor analysis and regression analysis using structural equation modeling. The data collection was carried out through a survey. Findings: Involvement policy was the only predictor of resilience at work. In addition, the results revealed two scales (HRPPS and Resilience at Work Scale) with validity and reliability, which can be used in relational scientific studies. Originality/value: This research contributes to empirical studies in the area of organizational behavior regarding the background investigation of resilience at work and especially the analysis of a relationship between variables not yet explored in the literature.<hr/>Resumo Objetivo: Com base na relevância da resiliência no ambiente de trabalho e na importância de estratégias efetivas de gestão de pessoas nas organizações, esta pesquisa propõe identificar a influência das políticas e práticas de gestão de pessoas na resiliência do servidor público no trabalho. Metodologia: Os dados deste estudo quantitativo foram analisados por meio de análise fatorial confirmatória e análise de regressão usando a modelagem de equações estruturais. A coleta de dados foi realizada por meio de uma pesquisa. Resultados: A política de envolvimento foi o único previsor de resiliência no trabalho. Além disso, os resultados revelaram duas escalas (EPPRH e a Escala de Resiliência no Trabalho) com validade e confiabilidade, que podem ser utilizadas em estudos científicos relacionais. Contribuições: Esta pesquisa contribui para estudos empíricos na área do comportamento organizacional referente à investigação de histórico da resiliência no trabalho e, principalmente, à análise de uma relação entre variáveis ainda não exploradas na literatura. <![CDATA[Adoption of Technological Products and Services for Different Consumer Profiles: An analysis using the Technology Adoption Propensity Scale]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-48922019000100086&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Purpose: To evaluate how different consumer profiles react to the adoption of new technologies through the replication and validation of the TAP scale in Brazil. Design/methodology/approach: We designed a descriptive study of a quantitative nature applied through a survey. Exploratory and confirmatory factorial analysis procedures were performed in order to validate the scale. We used t tests to check for statistical differences between consumer profiles. Findings: The TAP scale proved to be a valid and reliable instrument to measure technology adoption propensity among Brazilian consumers. In this group, those in a higher domain of computational innovation showed greater proficiency in the technology adoption process. In a comparison of the data from our study with those of the original one in the USA, Brazilians presented a higher propensity for technology adoption. Originality/value: The study provided advancements in three ways: 1) validating the TAP scale for Brazilian usage; 2) bringing insights to research on innovation in specific domains; 3) contributing to the studies about potential differences between developed and emergent countries related to new technology adoption and late acceptance of innovation.<hr/>Resumo Objetivo: Avaliar como diferentes perfis de consumidores reagem à adoção de produtos e serviços tecnológicos por meio da replicação e validação da escala TAP no Brasil. Metodologia: Foi realizado um estudo de caráter descritivo e natureza quantitativa por meio de uma survey. Procedimentos de análise fatorial exploratória e confirmatória foram aplicados para validação da escala. Testes t permitiram verificar diferenças entre os perfis de consumidores analisados. Resultados: A escala TAP é um instrumento confiável e válido para a mensuração da propensão a adoção de tecnologia dos consumidores brasileiros. Neste grupo, aqueles com maior domínio específico em inovação computacional apresentaram maior proficiência no processo de adoção tecnológica. Quando comparados os dados deste estudo com o estudo original norte-americano, os brasileiros apresentam uma maior propensão à adoção de tecnologias. Contribuições: O estudo provê avanços de três maneiras: 1) validando a escala TAP para o uso no Brasil; 2) trazendo insights para pesquisas sobre inovação em domínio específico; 3) contribuindo em estudos sobre potenciais diferenças entre países desenvolvidos e emergentes no que tange à adoção de novas tecnologias e aceitação tardia de inovação. <![CDATA[The effect of organizational studies on financial risk measures estimation]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-48922019000100103&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Purpose: The objective of this research is to establish a link between risk models and the paradigms of organizational studies. Design/methodology/approach: To achieve this goal, a discussion about risk in organizations was presented, based on organizational studies. Additionally, an illustration was provided to evaluate how organizational paradigms influence risk models. Findings: There are three main organizational perspectives: Modernist, Postmodernist, and Neo-modernist. Based on the empirical analysis, it was observed that the use of unrealistic assumptions (Modernist perspective) in risk management increases model risk, and is thus not suitable for risk model estimation. However, the absolute lack of measurement of the Postmodernist paradigm can be too radical in the sense that, in the practical field, there is a crucial need for quantitative information to enable financial institutions and investors to protect their investments. Thus, it was found that the solution is the Neo-modernist paradigm, which employs more realistic assumptions about data behavior. Originality/value: The main contribution of this research is to raise the influence of other attributes of financial risk estimation that go beyond mathematical and statistical grounds. Previous studies do not relate the traditional literature on financial risk management estimation with literature focused on the sociological issues of organizational studies. Hence, this study can help build a bridge for future integration between these two related research subjects.<hr/>RESUMO Objetivo: O objetivo da presente pesquisa é estabelecer uma ligação entre os modelos de risco e os paradigmas dos estudos organizacionais. Metodologia: Para atingir esse objetivo, apresentou-se uma discussão sobre risco nas organizações, baseada em estudos organizacionais. Além disso, há uma ilustração para avaliar como os paradigmas organizacionais influenciam os modelos de risco. Resultados: Existem três perspectivas organizacionais principais: modernista, pós-modernista e neomodernista. Com base na análise empírica, observou-se que o uso de hipóteses irrealistas (perspectiva modernista), na gestão de riscos, aumenta o risco do modelo e, portanto, não é adequado para a estimação de modelos de risco. A absoluta falta de avaliação do paradigma pós-modernista, no entanto, pode ser radical demais, no sentido de que, no campo prático, há uma necessidade crucial de informações quantitativas para permitir que instituições financeiras e investidores protejam seus investimentos. Assim, descobriu-se que a solução é o paradigma neomodernista, que emprega hipóteses mais realistas sobre o comportamento dos dados. Contribuições: A principal contribuição desta pesquisa é aumentar a influência de outros atributos na estimação do risco financeiro que vão além dos fundamentos matemáticos e estatísticos. Estudos anteriores não relacionam a literatura tradicional sobre estimativa de gestão de risco financeiro com a literatura voltada para questões sociológicas de estudos organizacionais. Assim, este estudo pode ajudar a construir uma ponte para a integração futura entre esses dois assuntos de pesquisa relacionados. <![CDATA[A Real Options Model with Games Applied to the Rio de Janeiro Residential Real Estate Market]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-48922019000100118&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Purpose: To determine the optimal investment strategy in Nash equilibrium for the residential real estate market of Rio de Janeiro, considering the uncertainty in the demand for real estate and the number of active competitors in the market. Design/methodology/approach: A Real Options Game model was developed. The parameters of the model were estimated with econometric tools using data from the Rio de Janeiro real estate market. Findings: The quantitative results obtained are intuitive in the sense that the larger the number of competitors, the lower the level of demand required for investment in new units, whereas the greater the volatility of demand, the greater the demand threshold for the investment to be optimal. Originality/value: This study modified the methodology of Grenadier (2002), providing a more adequate and robust specification of the uncertainty for the demand function, thus allowing more intuitive economic interpretations.<hr/>Resumo Objetivo: Determinar a estratégia ótima de investimento em equilíbrio de Nash para o mercado imobiliário residencial do Rio de Janeiro, considerando a incerteza na demanda por imóveis e o número de concorrentes ativos no mercado. Metodologia: Foi desenvolvido um modelo de jogos de opções reais. Os parâmetros do modelo foram estimados com ferramentas econométricas a partir de dados reais do mercado imobiliário carioca. Resultados: Os resultados quantitativos obtidos são intuitivos no sentido de que, quanto maior a quantidade de concorrentes, menor o nível de demanda exigido para o investimento em novas unidades, e quanto maior a volatilidade da demanda, maior o nível de demanda para ser ótimo o investimento. Contribuições: Este trabalho modificou a metodologia de Grenadier (2002), fornecendo uma especificação mais adequada e robusta da incerteza para a função de demanda, permitindo interpretações econômicas mais intuitivas. <![CDATA[Sunk Costs: does group decision make a difference?]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-48922019000100136&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Purpose: Investigate whether joint decision-making is distinct from individual decision-making in the case of biased sunk costs. Design/methodology/approach: We applied 96 questionnaires containing 5 questions adapted from Arkes and Blumer (1985) with undergraduate students. Individuals were considered in the individual mode, in pairs and in trios, totaling 190 participants. For data analysis, we used descriptive statistics, Chi-square test of adherence and Pearson's Chi-square test. Findings: When analyzing the opposite situation, five doubles and five triples presented biased behavior in all scenarios, whereas only two individuals had this same behavior. Originality/value: Individuals generally take little rational decisions when considering the expenses incurred in the past to make decisions in the present. However, making decisions individually or in groups may not be able to change this behavior.<hr/>Resumo Objetivo: Investigar se a tomada de decisão em conjunto é distinta da tomada de decisão individual quando se trata do viés custos afundados. Metodologia: Foram aplicados 96 questionários contendo 5 questões adaptadas de Arkes e Blumer (1985) com alunos de graduação. Os indivíduos foram considerados no modo indivídual, em duplas e em trios, totalizando 190 participantes. Para análise dos dados, foi utilizado estatística descritiva, Teste do Qui-quadrado de aderência e Teste do Qui-quadrado de Pearson. Resultados: Cinco pessoas individualmente não apresentaram o viés em nenhum dos casos e, por outro lado, apenas um trio conseguiu tomar a decisão sem considerar os gastos incorridos. Ao analisar a situação oposta, cinco duplas e cinco trios apresentaram comportamentos enviesados em todos os cenários, enquanto apenas dois indivíduos tiveram esse mesmo comportamento. Contribuições: Os indivíduos, em geral, tomam decisões pouco racionais ao considerar os gastos incorridos no passado para tomar decisões no presente. No entanto, tomar decisões individualmente ou em grupo pode não ser capaz de alterar esse comportamento. <![CDATA[Can accounting-based and market-based indicators predict changes in the risk rating of brazilian banks?]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-48922019000100152&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Purpose: This work aims to analyze whether market indicators, in complementarity to accounting indicators, have the ability to anticipate changes (upgrades or downgrades) in the assessments of risk rating (rating) of banks in Brazil. Design/methodology/approach: We used information based on the merger of two databases, Economatica and Standard &amp; Poor’s/Fitch, from 2010 to 2014, and linear regressions based on probit models. Findings: Our results show that market-based indicators as Sovereign Risk and GDP growth, together with accounting-based indicators as asset quality, liquidity, risk, capital and profitability, have predictive power for risk rating changes of banks in Brazil. The results still show that the market did not price changes in Brazilian banks’ ratings in windows ending in the event date. Such evidence suggest that Sovereign Risk and economic-systemic factors can be used to proxy for risk in volatile markets with high uncertainty. Originality/value: Unlike in developed countries, the Brazilian stock market, young and not very representative of the economy, was not able to anticipate changes in the banks' rating. This study anticipates information to investors who aid in the decision to buy, hold or sell securities, and signals that the financial system is more susceptible to macroeconomic shocks in unstable economies.<hr/>Resumo Objetivo: A presente pesquisa buscou analisar se os indicadores de mercado, de forma complementar aos indicadores contábeis, têm capacidade de antecipar alterações (downgrades ou upgrades) nas avaliações de classificação de risco (rating) dos bancos no Brasil. Metodologia: Regressões lineares em modelos probit, a partir de uma amostra coletada das bases de dados Economática e Standard &amp; Poor’s/Fitch, entre os anos de 2010 e 2014. Resultados: Os indicadores de mercado Risco Soberano e Crescimento do PIB, quando associados aos indicadores contábeis ligados à Qualidade de Ativos, Liquidez, Risco, Capital e Rentabilidade, têm poder preditivo para alterações da classificação de risco dos bancos no Brasil. Em janelas anteriores à alteração do Rating dos bancos, o mercado não precificou as alterações de rating. Tais evidências sugerem que o risco soberano e fatores econômico-sistêmicos podem ser utilizados como sinalizadores de risco em mercados voláteis e de grande incerteza. Contribuições: Diferentemente do que ocorre nos países desenvolvidos, o mercado acionário brasileiro, jovem e pouco representativo da economia, não foi capaz de antecipar alterações no rating dos bancos. A pesquisa antecipa informações aos investidores que auxiliam na decisão de comprar, de manter ou de vender títulos, além de sinalizar que o sistema financeiro está mais suscetível a choques macroeconômicos em economias instáveis. <![CDATA[Analysis of Risk and Mispricing Hypotheses of Accruals: Evidence from Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-48922019000100169&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Purpose: Analyze how the accruals pricing is configured in the brazilian stock market, that is, if it represents a market mispricing or a risk factor. Design/methodology/approach: We used a sample of non-financial companies listed in B3. To reach the objective, the portfolio methodology, asset pricing models were used, and two-stage cross-sectional regression (2SCSR) was used to test risk and mispricing hypotheses. Findings: The results obtained showed evidence of the accruals anomaly for the companies classified as small and that the evidence is stronger when evaluating the discretionary component. The two-stage cross-sectional regression analysis did not show that accruals represent a risk factor, suggesting that the evidence of anomaly obtained for discretionary accruals is caused by mispricing. Originality/value: Non-rejection of the accruals' mispricing assumption leads to the conclusion that stock prices of small firms are influenced by the accounting results disclosed and that managers, by having capital market and profit incentives related, can use accounting choices opportunists with the motivation to maximize their expected utility, that is, to influence the price of shares through the distortions in profits.<hr/>Resumo Objetivo Analisar como a precificação dos accruals se configura no mercado brasileiro, isto é, se representa um mispricing de mercado ou fator de risco precificável. Metodologia: Utilizou-se de uma amostra de empresas não financeiras listadas na B3. Para o alcance do objetivo, fez-se uso da metodologia de carteiras, modelos de precificação de ativos e, para testar as hipóteses de fator de risco e mispricing, utilizou-se uma metodologia de regressão em duas etapas (two-stage cross-sectional regression - 2SCSR). Resultados: Os resultados obtidos demonstraram evidências da anomalia dos accruals para as empresas classificadas como pequenas e que as evidências são mais fortes quando se avalia o componente discricionário. A análise de regressões em duas etapas não permitiu constatar que os accruals representam um fator de risco precificável, sugerindo que as evidências de anomalia obtidas para os accruals discricionários são provocadas por erro de precificação do mercado (mispricing). Contribuições: A não rejeição da hipótese do mispricing dos accruals leva a concluir que os preços das ações de empresas pequenas são influenciados pelos resultados contábeis divulgados e que os gestores, ao possuírem incentivos atrelados ao mercado de capitais e incentivos ligados aos lucros podem se utilizar das escolhas contábeis oportunistas com a motivação de maximizar a sua utilidade esperada, ou seja, influenciar o preço das ações por meio das distorções nos lucros.