Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de Educação Física e Esporte]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1807-550920090003&lang=pt vol. 23 num. 3 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Análise do perfil de liderança dos treinadores das categorias de base do futebol brasileiro</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1807-55092009000300001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este estudo tem o objetivo de analisar o perfil de liderança dos treinadores das categorias de base do futebol brasileiro. Para a coleta de dados, utilizou-se um questionário de identificação da amostra e a Escala de Liderança Revisada para o Esporte (ELRE), versão auto-percepção. Participaram deste estudo 109 treinadores com média de idade de 38,64 anos (± 10,33) e uma média de tempo de envolvimento na função de treinador igual a 7,05 anos (± 6,01). Os treinadores entrevistados advinham de quatro categorias: sub-20 (33 treinadores), sub-17 (28 treinadores), sub-15 (25 treinadores) e sub-13 (23 treinadores). A análise estatística foi realizada no SPSS versão 11.0. Os resultados mostraram que os treinadores se auto-percebem como sendo mais autocráticos e voltados para os aspectos de treino-instrução de suas equipes. Constatou-se que não houve diferença entre as percepções dos treinadores que trabalham nas quatro categorias de base coletadas. Em relação à forma de trabalho desses treinadores em suas equipes conclui-se que eles são autocráticos e mostram uma preocupação com a conduta educativa e de instrução, denotando preocupação com a melhoria do desempenho técnico, tático e motivacional das equipes. Conclui-se também, que os profissionais entrevistados mostram perfis de liderança semelhantes independentemente da categoria na qual eles estão trabalhando no momento.<hr/>This study aimed to identify the factors derived from the real leadership style of soccer coaches. This study used a questionnaire to characterize the sample and the Revised Leadership Scale for Sport, real profile version, as instruments for data collection. One hundred and nine soccer coaches of youth teams participated of this research. They presented an average age of 38.64 years (± 10.33) and a direct involvement with coaching of 7.05 years (± 6.01). The interviewees were coaches of four age groups: under 20's (33 coaches), under 17's (28 coaches), under 15's (25 coaches) and under 13's (23 coaches). The results showed that the coaches interviewed perceive themselves as autocratic and orientated to training-instruction aspects as the main components of their leadership profile. The study also found that there were no statistical differences between coaches of the four age groups studied. Therefore, it is possible to conclude that, the real profile of leadership for soccer coaches in youth teams combines autocratic decision style and the technical, tactical and motivational performance of the team; and that the interviewed coaches have the same leadership profile independently of the age group they work with. <![CDATA[<b>Esteróide anabolizante inibe a angiogênese induzida pelo treinamento físico de natação em músculo sóleo de ratos normotensos</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1807-55092009000300002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Os esteróides anabolizantes androgênicos (EAA) são sintéticos de testosterona desenvolvidos para fins terapêuticos. São também utilizados por populações fisicamente ativas, que normalmente excedem nas doses, o que potencializa danos à saúde. Para estudar alguns dos efeitos de EAA sobre o sistema cardiovascular, ratos "Wistar" foram divididos em quatro grupos: sedentário controle (SC), sedentário anabolizado (SA), treinado controle (TC) e treinado anabolizado (TA). Foram avaliados os efeitos da associação do uso de EAA (Decanoato de nandrolona - 5 mg/kg sc, 2x/sem) e do treinamento físico de natação (TFN - 60 min/dia, 5x/sem, durante 10 sem) sobre o débito cardíaco (DC) e fluxo sanguíneo basal (DCbasal, Qbasal) e após infusão do vasodilatador acetilcolina (DC Ach, Q Ach) para observar a vasodilatação endotélio dependente (QAch), razão capilar/fibra (rc/f) e expressão do fator de crescimento endotelial vascular (VEGF) em músculo sóleo (predominância de fibras oxidativas). A testosterona plasmática aumentou nos grupos com uso de EAA e foi observada bradicardia de repouso como efeito do TFN. O DC foi menor para o Grupo TA, tanto na condição basal quanto sob infusão de Ach. O Qbasal não foi diferente entre os grupos no músculo estudado. O QAch foi maior no grupo TC, entretanto, no grupo TA este efeito benéfico do TFN foi prejudicado pela associação com o EAA. Aumento da rc/f e VEGF foi observado somente no grupo TC. Estes resultados sugerem que a associação do EAA ao TFN atenua a angiogênese e arteriogênese observadas como efeito do treinamento físico aeróbio e causa prejuízo ao fluxo sanguíneo muscular, o que poderia predispor o praticante de esportes e atividades físicas e usuário destas substâncias a problemas vasculares.<hr/>Androgenic anabolic steroids (EAA) are synthetic derivatives of testosterone, used in therapeutic dosages in medical practice and in high doses by physically active people that could be health damaging. To study the effects of EAA on the cardiovascular system, Wistar rats were randomized into Sedentary Control (SC), Sedentary Steroid (SA), Trained Control (TC) and Trained Steroid (TA) groups. We evaluated the effects of swimming training (60min/day, 5x/week during 10 week) and AAS (nandrolone decanoate - 5 mg/kg sc, 2x/week) on cardiac output, basal blood flow (Qb, DC basal) and after injection of a vasodilator to observe the endothelium dependent vasodilatation (acetylcholine - Q Ach)(Q Ach, DC Ach), capillary to fiber ratio (r c/f) and vascular-endothelial growth factor expression (VEGF) in soleus muscle (oxidative fibers). Serum testosterone increased in SA and TA. Exercise training significantly decreased resting heart rate. Qb was not different among groups, and QAch was higher in TC group, however in TA group this beneficial effect of swimming exercise training was lost by association with EAA. Rc/f and VEGF were higher only in TC group. These results suggest that swimming training associated with EAA inhibit angiogenesis and arteriogenesis observed as effects of aerobic training, and impairs the red skeletal muscle blood flow which predispose physically active AAS users to vascular diseases. <![CDATA[<b>Desempenho de idosos em uma tarefa motora de demanda dupla de controle</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1807-55092009000300003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A literatura sobre o processo de envelhecimento tem sistematicamente demonstrado a diferença de desempenho entre populações jovens e idosas. Em geral, os delineamentos de pesquisa envolvem indivíduos de 60 e até mesmo de 90 anos de idade, enquanto o grupo de jovens é representado por indivíduos em torno de 20 anos de idade. Esse procedimento pode ocultar mudanças de desenvolvimento que talvez influencie a interpretação dos resultados. Assim, o objetivo desse estudo foi examinar o efeito da idade cronológica no desempenho de uma habilidade motora. Foi utilizado um aparelho que possibilitou a execução de uma tarefa de posicionamento linear combinada ao controle de força. Os participantes receberam conhecimento de resultados verbal após a execução de 10 tentativas sobre o objetivo de atingir 20% da força máxima e o deslocamento de 35 cm. O desempenho foi medido pelo erro absoluto. A amostra contou com 150 participantes de 60 a 86 anos de idade, que realizaram as tentativas com a mão não-dominante e vendados. Os participantes foram divididos em três grupos etários (60, 70, 80 anos) e o desempenho também foi comparado a um grupo jovem (21 a 30 anos de idade). Houve correlação baixa, mas significante entre idade e controle de distância. Não houve diferença significante entre os grupos (exceto G20 e G80). Apesar da observação empírica dos instrutores sobre a diferença no desempenho motor de idosos de diferentes faixas etárias, o presente estudo não mostrou tais diferenças no desempenho dessa tarefa em particular. Talvez, considerando que os participantes eram fisicamente ativos, possíveis diferenças de desempenho relativas ao processo de envelhecimento, possam ter sido sobrepostas pelo estilo de vida ativo.<hr/>Motor behavior literature about aging process has systematically shown differences in performance between young and old populations. Experimental designs involve groups of old, ranging from 60 to even over 90 years old, while groups of young people are usually represented by participants in their early 20's. Such procedure could hide developmental changes with the advance of age and, consequently, could lead to results misinterpretation. Therefore the main purpose of this study was to verify whether there is an age effect on the performance in a motor task. It was used an apparatus enabling a linear positioning combined with a manual force control task. Participants performed the motor task receiving verbal knowledge of result in ten trials about the immediately finished trial that provided information about accomplishing the goal of 20% of the maximum force and 35cm of displacement. Performance was measured by absolute errors. The sample comprised 150 participants raging from 60 to 86 years old, which performed the task blinded folded and with non-dominant hand. Participants were divided in three age groups (60, 70, 80 years), and performance was also compared with a young group (21 to 30 years old). Correlation analyses show a significant but low age effect in distance control, and there was no difference in performance among older groups (except G20 and G80). Despite instructor's empirical observation about differences in motor performance with aging, apart from fitness, surprisingly, the present study did not show such age effect on the performance of this particular motor task. Perhaps, considering that these participants were physically active, possible differences in motor performance due to development were overcome by their lifestyle. <![CDATA[<b>Efeitos das combinações da prática constante e variada na aquisição de uma habilidade motora</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1807-55092009000300004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Os efeitos de diferentes estruturas de prática na aquisição de uma habilidade motora foram investigados em um experimento em que a prática foi manipulada no que se refere à variabilidade. O delineamento constou de dois grupos de prática combinada (constante-por blocos e constante-aleatória) e de duas fases de aprendizagem (estabilização e adaptação). Sessenta estudantes universitários praticaram uma tarefa que consistia em tocar sensores de forma sequencial em integração a um estímulo visual. Para a realização da tarefa foi utilizado o aparelho de "timing" coincidente para tarefas complexas. O desempenho foi avaliado mediante três medidas de erro: absoluto, variável e de execução. O "timing" relativo e sua variabilidade foram utilizados para avaliar a macroestrutura do programa de ação da habilidade ao passo que a microestrutura foi avaliada pela variabilidade do tempo total de movimento. Os resultados mostraram que, ao variar a tarefa em seus aspectos perceptivo (velocidade do estímulo visual) e efetor (sequência de toques), a prática constante seguida de prática por blocos apresenta, na fase de adaptação, melhor desempenho em relação ao número de acertos de execução do que a prática constante seguida de prática aleatória, indicando, portanto, que a primeira proporciona mais condições de adaptação a uma nova tarefa motora.<hr/>The effects of different practice schedules in the adaptive process of motor skill acquisition were investigated in an experiment involving different regimes of the variable practice. The experimental design consisted of two combined practice groups (constant-block and constant-random) and two learning phases (stabilization and adaptation). Sixty undergraduate students performed a task that consisted of touching response keys sequentially in integration with a visual stimulus. A coincident timing apparatus combined with a serial response device was used. The overall performance was evaluated using three measures: absolute error, variable error and number of correct trials. The relative timing and its variability were used to assess the macrostructure of the action program of the skill while its microstructure was evaluated by absolute movement time and its variability. The variable practice was manipulated both in terms of the visual stimulus velocities and the response patterns. The results showed a better performance for the constant-block practice group in the number of sequence errors in the adaptation phase. Overall results showed a superiority of constant-block practice group relative to the adaptation to the new task. <![CDATA[<b>Interação social em aulas de educação física</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1807-55092009000300005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O estudo analisou formas de interação social que ocorrem durante a prática de jogos infantis. A perspectiva histórico-cultural, em especial as contribuições de Vigotski, foi o fundamento teórico para pensarmos a interação social. A pesquisa, caracterizada como observação participante, foi realizada com crianças de nove a 11 anos. A proposta de condução das aulas pautou-se nas aulas abertas, procurando incentivar as crianças a modificarem as regras dos jogos, permitindo que houvesse uma maior chance de interação entre as mesmas. Os dados obtidos no trabalho de campo foram categorizados em três esferas situacionais: participação, atividade e relacionamento. A partir da análise destas esferas é possível afirmar que é no contato entre indivíduos no ambiente educacional, de forma ativa e comprometida, que a interação social ocorre efetivamente de maneira mais interessante, pois exigem dos alunos atitudes que respondam aos problemas e divergências evidenciados entre eles, muitas vezes, sem a imposição do adulto.<hr/>This study analyzed forms of social interaction that occur during the practice of children's games. The historical-cultural perspective, especially Vigotski's contributions, was the theoretical framework from which we analyzed social interactions. The experiment, characterized as participative observation, was carried out with children aged nine to 11 years. The proposed mode of conducting the class was of open classes, with efforts to stimulate the children to change the rules of games, through the greatest amount of interaction between them. The data obtained in the work field were categorized into three situational spheres: participation, activity and relationship. The analysis of these spheres suggests that the contact between individuals in an educative environment, in an active and engaged form, produces effective social interactions in the most interesting manner, as it demands attitudes from the students in responding to the problems and divergences that arise between them, many times without adult interference. <![CDATA[<b>O jogo como precursor de valores no contexto escolar</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1807-55092009000300006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Esta pesquisa estabeleceu como objetivo investigar o jogo como precursor na socialização de valores, no contexto escolar. Delimitou como objeto de análise a incorporação, pelas crianças, dos valores cooperação, solidariedade, respeito mútuo e perseverança. Nessa perspectiva, buscou-se fundamentação na Teoria Histórico-Cultural e em autores que advogam a educação numa perspectiva globalizadora. A metodologia, de predominância qualitativa, caracterizou-se como de intervenção, com medidas qualitativas e quantitativas, nas seguintes etapas: etapa diagnóstica; etapa de intervenção 1; e etapa de intervenção 2. Nesse processo, o conhecimento produzido foi tratado como um fenômeno descritivo. A formalização dos diagnósticos, nas três etapas, deu-se por meio de observações participantes, registros escritos e intervenções do pesquisador em relação às crianças, por meio do jogo. Constata-se, como resultado, que houve uma sensível diminuição na incidência de agressões físicas e verbais; notou-se um maior uso do diálogo, frente à necessidade da resolução de conflitos gerados nas situações lúdicas; percebeu-se um maior respeito às decisões coletivas; e observou-se que foram reduzidas as atitudes de discriminação e exclusão. Com base nos resultados do trabalho de campo e de seu arcabouço teórico, a pesquisa concluiu que o jogo é uma atividade de natureza social, portanto, torna-se fundamental compreendê-lo como componente de emergência e de enriquecimento da cultura lúdica; o professor de Educação Física deve ter um amplo e profundo conhecimento sobre o jogo e o desenvolvimento infantil; e, por fim, que o emprego do jogo, no contexto educacional, pode ser enriquecido e potencializado pela qualidade e frequência das intervenções do educador.<hr/>This study has the objective of investigating the game as a forerunner of values in the school context. The aim of this analysis is the incorporation of values like cooperation, solidarity, mutual respect and perseverance by children. In order to do so, this study is based on the Historic-Cultural Theory and on authors who conceive education according to a globalized view. The qualitative methodology has characteristics of intervention, with qualitative and quantitative actions, in the following stages: diagnostic stage; intervention stage 1; and intervention stage 2. In this process, knowledge produced was treated as a descriptive phenomenon. According to the results, there was a decrease in children's physical and verbal levels of aggression; they used the dialogue more frequently, as they needed to solve conflict situations originated in a playing-game context; there was a higher level of respect for the collective decisions; and reduced discrimination and exclusion attitudes. Based on the results of the research and the theoretical framework, this study leads to the conclusion that the game is a social activity, thus, it is important to understand it as an essential component of playing culture enrichment; the Physical Education teacher must have a wide and deep comprehension about the game and children's development; finally, the usage of games in the educational context can be enriched by the quality and frequency of educator's interventions. <![CDATA[<b>Prevalência e fatores associados à prática de esportes individuais e coletivos em adolescentes pertencentes a uma coorte de nascimentos</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1807-55092009000300007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O presente estudo investigou a prática de esportes individuais e coletivos e fatores associados em jovens com idade média de 11 anos, pertencentes a uma coorte de nascimentos. Informações dos jovens e de suas mães foram coletadas por meio de questionários. O desfecho foi dividido em prática de esportes individuais e coletivos. Uma análise por meio de regressão de Poisson foi conduzida para estabelecer os fatores associados à prática esportiva, obedecendo a um modelo conceitual de análise com as variáveis independentes hierarquizadas. Um total de 4350 jovens foi estudado. A prática de esportes coletivos foi menor nas meninas - 68,1% (IC95% 66,2 - 70,0) em comparação aos meninos - 82,1% (IC95% 80,5 - 83,7). Nos esportes individuais, a prevalência foi de 12,9% (IC95% 11,6 - 14,4) e 18,9% (IC95% 17,3 - 20,6) em meninas e meninos, respectivamente. Entre as meninas, a prática de esportes individuais relacionou-se diretamente com nível econômico e inversamente com assistir televisão. Nos meninos este desfecho associou-se com estudar em escolas privadas e ter mães fisicamente ativas. Em esportes coletivos, a prática foi menor naqueles que despendem maior tempo assistindo TV. Em ambos os sexos houve uma relação direta entre o uso regular do vídeo-game e a prática de esportes. Políticas públicas devem considerar os diferentes aspectos relacionados à prática esportiva e atender a disparidades socioeconômicas no acesso a diferentes modalidades esportivas. Além disso, o maior acesso a diferentes locais de práticas esportivas, bem como o incentivos de pais, amigos e ambiente escolar devem ser fortalecidos.<hr/>The present study investigated individual and collective sports practice and associated factors among adolescents with a mean age of 11 years, belonging to a birth cohort study. Information on the adolescents and on their mothers were obtained through questionnaires. The outcome variable was divided into practice of individual and collective sports. Poisson regression models were used in order to determine the factors associated with sports practice, following a hierarchical framework. A total of 4350 adolescents were interviewed. Practice of collective sports was less frequent among girls - 68.1% (95%CI 66.2 - 70.0) in comparison to boys- 82.1% (95%CI 80.5 - 83.7). Regarding individual sports, the prevalence was 12.9% (95%CI 11.6 - 14.4) and 18.9% (95%CI 17.3 - 20.6) in girls and boys, respectively. Among girls, individual sports practice was directly associated with socioeconomic level and inversely with television viewing. Among boys, the outcome was associated with studying in private schools and having an active mother. In terms of collective sports, the practice was less frequent among those with high level of television viewing. In both sexes, a direct association was observed between videogame playing and sports practice. Public policies should consider the different aspects related to sports practice and consider socioeconomic inequalities in sports practice. <![CDATA[<b>Aptidão cardiorrespiratória, perfil lipídico e metabólico em adolescentes obesos e não-obesos</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1807-55092009000300008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O objetivo deste estudo foi investigar a relação entre o consumo máximo de oxigênio, perfil lipídico e metabólico em meninas e meninos obesos e não-obesos. Estudo transversal, descritivo e correlacional. A amostra foi composta por 91 obesos e 30 não-obesos, dos 10 aos 16 anos. Avaliou-se o índice de massa corporal (IMC) e a circunferência abdominal (CA). A aptidão cardiorrespiratória foi avaliada de forma direta através da análise do consumo máximo de oxigênio (<img border=0 width=32 height=32 src="../../../../../img/revistas/rbefe/v23n3/a08car01.gif" align=absmiddle>O2max). Determinaram-se níveis de colesterol total (CT), lipoproteína de alta densidade (HDL-C), lipoproteína de baixa densidade (LDL-C), triglicérides (TG), glicemia e insulinemia após 12 horas de jejum. Analisaram-se os dados pelo teste "t" de student e correlação parcial controlada pela idade, com um nível de significância de p<0.05. O grupo não-obeso apresentou maiores valores de VO2max e HDL-C do que os obesos (p < 0,001). O TG (p < 0,01) e insulinemia (p < 0,001) foram superiores nos obesos comparados aos não-obesos. Os valores de LDL-C, CT e glicemia não diferiram entre os grupos. Houve correlação do <img border=0 width=32 height=32 src="../../../../../img/revistas/rbefe/v23n3/a08car01.gif" align=absmiddle>O2max com o IMC (r = -0,540; p < 0,001), CA (r = -0,535; p < 0,001), a insulinemia (r = -0,392; p < 0,001), TG (r = -0,277; p = 0,005) e HDL-C (r = 0,299; p = 0,002). Não houve correlações do <img border=0 width=32 height=32 src="../../../../../img/revistas/rbefe/v23n3/a08car01.gif" align=absmiddle>O2max com a CT, a fração LDL-C e a glicemia.O menor VO2max correlacionou com maiores adiposidade, TG e insulinemia, bem como redução de HDL. O <img border=0 width=32 height=32 src="../../../../../img/revistas/rbefe/v23n3/a08car01.gif" align=absmiddle>O2max não correlacionou com o CT, LDL-C e glicemia, sugerindo a importância do controle genético sobre estas variáveis e um menor tempo de influência do sedentarismo na população infanto-juvenil.<hr/>The aim this study was investigates the relationship between maximum oxygen consumption, lipid and metabolic profile in obese and non-obese girls and boys. Transversal, descriptive and correlational study. 91 obese and 30 non-obese subjects participated, with 10 to 16 years. There were well overall adiposity by body mass index (BMI), and central adiposity by waist circumference (WC). The cardiorespiratory fitness was assessed by a direct analysis of maximum oxygen consumption (<img border=0 width=32 height=32 src="../../../../../img/revistas/rbefe/v23n3/a08car01.gif" align=absmiddle>O2max). Are determined levels of total cholesterol (TC), high density lipoprotein (HDL-C), low density lipoprotein (LDL-C), triglycerides (TG), glucose and insulin after 12 hours of fasting. We analyzed the data by "t" student`s test and partial correlation controlled for age, with a significance level of p < 0.05. The non-obese group had higher values of <img border=0 width=32 height=32 src="../../../../../img/revistas/rbefe/v23n3/a08car01.gif" align=absmiddle>O2max and HDL-C than the obese (p < 0.001). The TG (p < 0.01) and insulin (p < 0.001) were higher in obese compared to non-obese. The LDL-C, TC and glucose didn't differ between groups. There was correlation of <img border=0 width=32 height=32 src="../../../../../img/revistas/rbefe/v23n3/a08car01.gif" align=absmiddle>O2max was no correlation with BMI (r = -0.50, p < 0.001) and the waist abdominal (r = -0.48, p < 0.001), the insulin (r = -0.392; p < 0.001), TG (r = -0.277; p = 0.005) and HDL-C (r = 0.299; p = 0.002). There were not found correlations of <img border=0 width=32 height=32 src="../../../../../img/revistas/rbefe/v23n3/a08car01.gif" align=absmiddle>O2max with the TC, the fraction of LDL-C and glucose. The lowest VO2max correlated with increased adiposity, insulin and TG, and reduction of HDL. However, the <img border=0 width=32 height=32 src="../../../../../img/revistas/rbefe/v23n3/a08car01.gif" align=absmiddle>O2max not correlated with TC, LDL-C and glucose, suggesting the importance of genetic control of these variables and a lower influence of time of inactivity in children and youth population. <![CDATA[<b>O surfe no cinema e a sociedade brasileira na transição dos anos 70/80</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1807-55092009000300009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Na transição dos anos 70 para os anos 80 foram lançados quatro longas-metragens nos quais o surfe esteve centralmente presente, todos atraindo grande público: Nas ondas do surf, de Lívio Bruni Júnior (1978); Nos embalos de Ipanema (1978), Menino do Rio (1981) e Garota dourada (1983), os três de Antônio Calmon. Além disso, como coadjuvante, este esporte esteve ainda representado em outras películas do período. O que teria impulsionado o aumento da presença do surfe na produção cinematográfica brasileira? Como isso pode nos ajudar a pensar não só nas diferentes configurações do campo esportivo como também no contexto sociocultural do país à época? Tendo em vista tais questões, esse artigo tem por objetivo analisar as quatro películas nas quais o surfe ocupou espaço privilegiado, produzidas no Brasil entre os anos de 1978 e 1983. Concluímos que os filmes analisados sinalizaram e contribuíram no forjar de novas dimensões simbólicas para a sociedade brasileira na transição dos anos 70/80, na qual o surfe passou a ser uma presença mais constante em vários espaços.<hr/>In the transition from the 70s to the 80sfour films in which surfing was a central issue were released, in Brazil, attracting large crowds: Nas ondas do surf, by Lívio Bruni Júnior (1978); Nos embalos de Ipanema (1978), Menino do Rio (1981), and Garota Dourada (1983), all by Antônio Calmon. Besides, this sport was represented as a side theme in other motion pictures. What lies beneath this enormous growth of surfing's presence in Brazil's movies? How can this help us think not only the different configurations of the sport field but also the specific Brazilian sociocultural context? Considering such questions, this article aims to analyse these four films, produced in Brazil between 1978 and 1983, in which surfing occupied privileged space. We conclude that the studied films signaled and helped forge the new symbolic dimensions for the Brazilian society in the transition year 70/80, in which surfing has become a more constant presence in several areas. <![CDATA[<b>A influência dos métodos de ensino-aprendizagem-treinamento no desenvolvimento da inteligência e criatividade tática em atletas de futsal</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1807-55092009000300010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este estudo analisou e descreveu os métodos de ensino-aprendizagem-treinamento (E-A-T) utilizados em três equipes de futsal, participantes do Campeonato Metropolitano de Belo Horizonte, relacionando os mesmos com o desenvolvimento do conhecimento tático processual divergente (criatividade) e convergente (inteligência). Para isso, foram filmadas em cada uma das três equipes, 18 sessões de treino e realizada posteriormente, a classificação desses treinos através do protocolo de Saad (2002) e utilizado por Moreira (2005). Já para a avaliação da evolução do conhecimento tático processual no interior de cada equipe foi realizada a bateria de testes KORA (Memmert, 2002). Os resultados apontaram a utilização de três diferentes métodos de ensino-aprendizagem-treinamento: analítico; misto (analítico-situacional); e situacional. O grupo que utilizou o método analítico apresentou melhoras em relação à inteligência de jogo, mas não em relação à criatividade tática. Já os grupos que utilizaram os métodos misto e situacional apresentaram melhoras significativas tanto para o desenvolvimento da criatividade tática como da inteligência de jogo. Concluindo, os resultados indicam que as metodologias ativas, baseadas no desenvolvimento tático parecem ser mais interessantes para a construção do conhecimento tático-técnico e da criatividade ao mesmo tempo em que, podem evitar um desgastante processo de ensino da técnica e uma especialização precoce.<hr/>This study analyzed and described the teaching-learning-training methods employed in three futsal teams, relating them to the acquisition of procedural tactical knowledge in the manifestation of convergent (creativity) and divergent (intelligence) thoughts. Eighteen training sessions of each team were recorded and later on classified, by applying the protocol of Saad (2002), used by Moreira (2005). The KORA tests (Memmert, 2002) were conducted in order to evaluate the acquisition of tactical knowledge within each team. The results indicate the predominant use of three different teaching-learning-training methods: analytical, mixed (analytical-situational) and situational. The analytical method contributed to improvements only in game intelligence, whereas the mixed method and the situational method provided improvements in both game intelligence and creativity. This suggests that the active methods, based on tactical development, are more favorable for the acquisition of tactical and technical skills and creativity, avoiding the monotonous process of teaching the specific game techniques by continuous repetition and early specialization.