Scielo RSS <![CDATA[Brazilian Journal of Otorhinolaryngology]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1808-869420170005&lang=en vol. 83 num. 5 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[The meta-analysis]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942017000500497&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[First Clinical Consensus and National Recommendations on Tracheostomized Children of the Brazilian Academy of Pediatric Otorhinolaryngology (ABOPe) and Brazilian Society of Pediatrics (SBP),]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942017000500498&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Tracheostomy is a procedure that can be performed in any age group, including children under 1 year of age. Unfortunately health professionals in Brazil have great difficulty dealing with this condition due to the lack of standard care orientation. Objective: This clinical consensus by Academia Brasileira de Otorrinolaringologia Pediátrica (ABOPe) and Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) aims to generate national recommendations on the care concerning tracheostomized children. Methods: A group of experts experienced in pediatric tracheostomy (otorhinolaryngologists, intensive care pediatricians, endoscopists, and pediatric pulmonologists) were selected, taking into account the different regions of Brazil and following inclusion and exclusion criteria. Results: The results generated from this document were based on the agreement of the majority of participants regarding the indications, type of cannula, surgical techniques, care, and general guidelines and decannulation. Conclusion: These guidelines can be used as directives for a wide range of health professionals across the country that deal with tracheostomized children.<hr/>Resumo Introdução: A traqueostomia é um procedimento que pode ser feito em qualquer faixa etária, inclusive em crianças abaixo de um ano. Infelizmente no Brasil existe uma enorme dificuldade dos profissionais de saúde em lidar com esta condição e uma falta de padronização dos cuidados. Objetivo: Este consenso clínico realizado pela Academia Brasileira de Otorrinolaringologia Pediátrica (ABOPe) e Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) tem como objetivo gerar recomendações nacionais sobre os cuidados e condutas diante das crianças traqueostomizadas. Método: Foram selecionados um grupo de especialistas com experiência em traqueostomia na infância (otorrinolaringologistas, pediatras intensivistas, endoscopistas, pneumopediatras) que tivessem comprovada atuação prática no assunto, e que também contemplassem as diversas regiões do Brasil, de acordo com os critérios de inclusão e exclusão. Resultados: Os resultados gerados neste documento foram obtidos a partir da concordância da maioria dos participantes em relação as indicações, tipo de cânula, técnicas cirúrgicas, cuidados e orientações gerais e decanulação. Conclusão: Estas diretrizes poderão servir como norteadoras para os mais diversos profissionais de saúde em todo país que lidam com as dificuldades das crianças traqueostomizadas. <![CDATA[Impact of cartilage graft size on success of tympanoplasty]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942017000500507&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: In the last decade, there has been an increasing use of cartilage grafts in the primary repair of tympanic membrane perforations. The major advantages of cartilage are its stiffness and its very low metabolic requirements, which make it particularly suitable for difficult conditions, such as subtotal perforations, adhesive otitis and reoperation. Objective: To analyze the impact of different perforation sizes requiring different sizes of cartilage on the anatomical and functional outcome after tympanoplasty. Methods: Through this prospective non-controlled, non-randomized study, 50 patients underwent cartilage type 1 tympanoplasty (20 females and 30 males), with a mean age of 19.3 ± 9.8 years. According to size of perforation, patients were subdivided into three groups, Group I had perforation &gt;50% of tympanic membrane area, in Group II patients the perforations were 25-50% of tympanic membrane area, and in Group III the perforations were ≤25% of tympanic membrane. All patients had pre and postoperative Pure Tone Average and Air Bone Gap frequencies (0.5, 1, 2, 4 kHz). All patients were followed up at least 12 months after operation. Results: The anatomical success rate among all patients was 92%, all groups showed statistical significant improvement between pre and postoperative air bone gap, no significant correlation between size of cartilage graft and degree of air bone gap improvement was noticed among the three groups. Conclusion: Size of a cartilage graft has no impact on degree of hearing improvement or anatomical success rate after tympanoplasty.<hr/>Resumo Introdução: Na última década, tem havido um interesse crescente no uso de enxertos de cartilagem como opção para o reparo de perfurações primárias de membrana timpânica. As principais vantagens da cartilagem são a sua rigidez e o metabolismo braditrófico, o que a torna particularmente adequada para condições difíceis, tais como perfurações subtotais, otite adesiva e reoperações. Objetivo: Analisar o impacto de diferentes tamanhos de perfuração, portanto diferentes tamanhos de cartilagem, sobre o desfecho anatômico e funcional da timpanoplastia. Método: Através deste estudo prospectivo, não controlado, não randomizado, 50 pacientes foram submetidos a timpanoplastia de cartilagem tipo 1 (20 mulheres e 30 homens), com idade média de 19,3 ± 9,8 anos. De acordo com o tamanho da perfuração, os pacientes foram subdivididos em três grupos, Grupo I com perfuração &gt; 50% da área da membrana timpânica, Grupo II com perfuração de 25%-50% da área da membrana timpânica, Grupo III com perfuração ≤ 25% da membrana timpânica. Todos apresentavam Audiometria tonal pura pré e pós-operatório - gap Aéreo-Ósseo para frequências testadas (0,5, 1, 2, 4 kHz). Todos os pacientes foram acompanhados por pelo menos 12 meses após a cirurgia. Resultados: A taxa de sucesso anatômico entre todos os pacientes foi de 92%, todos os grupos apresentaram melhoria estatisticamente significante entre pré e pós-operatório nos três grupos, não houve correlação significante entre o tamanho do enxerto de cartilagem e observou-se algum grau de melhoria do gap nos 3 grupos. Conclusão: O tamanho do enxerto de cartilagem não tem impacto sobre o grau de melhoria da audição ou na taxa de sucesso anatômico após timpanoplastia. <![CDATA[Encoding of speech sounds at auditory brainstem level in good and poor hearing aid performers]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942017000500512&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Hearing aids are prescribed to alleviate loss of audibility. It has been reported that about 31% of hearing aid users reject their own hearing aid because of annoyance towards background noise. The reason for dissatisfaction can be located anywhere from the hearing aid microphone till the integrity of neurons along the auditory pathway. Objectives: To measure spectra from the output of hearing aid at the ear canal level and frequency following response recorded at the auditory brainstem from individuals with hearing impairment. Methods: A total of sixty participants having moderate sensorineural hearing impairment with age range from 15 to 65 years were involved. Each participant was classified as either Good or Poor Hearing aid Performers based on acceptable noise level measure. Stimuli /da/ and /si/ were presented through loudspeaker at 65 dB SPL. At the ear canal, the spectra were measured in the unaided and aided conditions. At auditory brainstem, frequency following response were recorded to the same stimuli from the participants. Results: Spectrum measured in each condition at ear canal was same in good hearing aid performers and poor hearing aid performers. At brainstem level, better F0 encoding; F0 and F1 energies were significantly higher in good hearing aid performers than in poor hearing aid performers. Though the hearing aid spectra were almost same between good hearing aid performers and poor hearing aid performers, subtle physiological variations exist at the auditory brainstem. Conclusion: The result of the present study suggests that neural encoding of speech sound at the brainstem level might be mediated distinctly in good hearing aid performers from that of poor hearing aid performers. Thus, it can be inferred that subtle physiological changes are evident at the auditory brainstem in a person who is willing to accept noise from those who are not willing to accept noise.<hr/>Resumo Introdução: Os aparelhos auditivos são prescritos para aliviar a perda de audibilidade. Tem sido relatado que 31% dos usuários rejeitam seu aparelho auditivo devido ao desconforto com o ruído de fundo. A razão para a insatisfação pode estar situada em qualquer local desde o microfone do aparelho auditivo até a integridade de neurônios ao longo da via auditiva. Objetivos: Medir espectros desde a saída do aparelho auditivo no nível do meato acústico externo e frequência de resposta (FFR) registrada no tronco encefálico de indivíduos com deficiência auditiva. Método: Foram selecionados 60 participantes com deficiência auditiva neurossensorial moderada, de 15 a 65 anos. Cada participante foi classificado como usuário bom ou mau de prótese auditiva (GHP ou PHP) com base na medida de nível de ruído aceitável (ANL). Estímulos/da/e/si/foram apresentados em alto-falante a 65 dB SPL. No meato acústico externo, os espectros foram medidos nas condições sem aparelho e com aparelho. No tronco encefálico auditivo, FFR foram registradas para os mesmos estímulos dos participantes. Resultados: Os espectros medidos em cada condição no meato acústico externo foram os mesmos em GHP e PHP. No nível do tronco cerebral, melhor codificação F0; energias de F0 e F1 foram significativamente maiores em GHP do que em PHP. Embora os espectros do aparelho auditivo fossem quase os mesmos entre GHP e PHP, existem variações fisiológicas sutis no tronco encefálico auditivo. Conclusão: O resultado do presente estudo sugere que a codificação neural do som da fala no nível do tronco encefálico pode ser mediada distintamente em GHP em comparação com PHP. Assim, pode-se inferir que mudanças fisiológicas sutis são evidentes no tronco encefálico em uma pessoa que está disposta a aceitar o ruído em comparação com aqueles que não estão dispostos a aceitar o ruído. <![CDATA[Profile and prevalence of hearing complaints in the elderly]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942017000500523&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Hearing is essential for the processing of acoustic information and the understanding of speech signals. Hearing loss may be associated with cognitive decline, depression and reduced functionality. Objective: To analyze the prevalence of hearing complaints in elderly individuals from Rio Grande do Sul and describe the profile of the study participants with and without hearing complaints. Methods: 7315 elderly individuals interviewed in their homes, in 59 cities in the state of Rio Grande do Sul, Brazil, participated in the study. Inclusion criteria were age 60 years or older and answering the question on auditory self-perception. For statistical purposes, the chi-square test and logistic regression were performed to assess the correlations between variables. Results: 139 elderly individuals who did not answer the question on auditory self-perception and 9 who self-reported hearing loss were excluded, totaling 7167 elderly participants. Hearing loss complaint rate was 28% (2011) among the elderly, showing differences between genders, ethnicity, income, and social participation. The mean age of the elderly without hearing complaints was 69.44 (±6.91) and among those with complaint, 72.8 (±7.75) years. Elderly individuals without hearing complaints had 5.10 (±3.78) years of formal education compared to 4.48 (±3.49) years among those who had complaints. Multiple logistic regression observed that protective factors for hearing complaints were: higher level of schooling, contributing to the family income and having received health care in the last six months. Risk factors for hearing complaints were: older age, male gender, experiencing difficulty in leaving home and carrying out social activities. Conclusions: Among the elderly population of the state of Rio Grande do Sul, the prevalence of hearing complaints reached 28%. The complaint is more often present in elderly men who did not participate in the generation of family income, who did not receive health care, performed social and community activities, had a lower level of schooling and were older.<hr/>Resumo Introdução: A audição é essencial para o processamento de eventos acústicos e emissão e compreensão dos sinais de fala. A perda auditiva pode estar associada ao declínio cognitivo, à depressão e à redução da funcionalidade. Objetivo: Analisar a prevalência de queixa auditiva em idosos do Rio Grande do Sul e descrever o perfil dos participantes com e sem queixa auditiva. Método: Participaram do estudo 7.315 idosos entrevistados em suas residências, em 59 cidades gaúchas. Os critérios de inclusão adotados foram ter 60 anos ou mais e terem respondido à questão sobre autopercepção auditiva. Para fins estatísticos foi realizado o teste Qui-quadrado e regressão logística para avaliar as correlações entre as variáveis. Resultados: Foram excluídos 139 idosos sem resposta à autopercepção auditiva e nove por autorreferirem surdez (7.167 participantes). A frequência de queixa de perda auditiva foi de 28% (2011) dos idosos, apresentou diferença entre gêneros, etnia, renda, participação social. A média de idade dos idosos sem queixa auditiva foi de 69,44 (± 6,91) e com queixa 72,8 (± 7,75) anos. Os idosos sem queixa auditiva apresentaram 5,10 (± 3,78) anos de estudo comparados com 4,48 (± 3,49) anos dos com queixa. A regressão logística múltipla observou que foram fatores protetores para a queixa auditiva maior escolaridade, contribuir na renda familiar e ter recebido atendimento de saúde nos últimos seis meses. Fatores de risco para a queixa auditiva foram idade mais avançada, sexo masculino, apresentar dificuldade de sair de casa e realizar atividades sociais. Conclusões Na população idosa do Rio Grande do Sul a prevalência de queixa auditiva atingiu 28%. A queixa está mais presente em idosos homens, sem participação na renda familiar, não receberam atendimento de saúde, tinham atividade social e comunitária, com menor escolaridade e maior idade. <![CDATA[Preoperative vestibular assessment protocol of cochlear implant surgery: an analytical descriptive study]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942017000500530&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Cochlear implants are undeniably an effective method for the recovery of hearing function in patients with hearing loss. Objective: To describe the preoperative vestibular assessment protocol in subjects who will be submitted to cochlear implants. Methods: Our institutional protocol provides the vestibular diagnosis through six simple tests: Romberg and Fukuda tests, assessment for spontaneous nystagmus, Head Impulse Test, evaluation for Head Shaking Nystagmus and caloric test. Results: 21 patients were evaluated with a mean age of 42.75 ± 14.38 years. Only 28% of the sample had all normal test results. The presence of asymmetric vestibular information was documented through the caloric test in 32% of the sample and spontaneous nystagmus was an important clue for the diagnosis. Bilateral vestibular areflexia was present in four subjects, unilateral arreflexia in three and bilateral hyporeflexia in two. The Head Impulse Test was a significant indicator for the diagnosis of areflexia in the tested ear (p = 0.0001). The sensitized Romberg test using a foam pad was able to diagnose severe vestibular function impairment (p = 0.003). Conclusion: The six clinical tests were able to identify the presence or absence of vestibular function and function asymmetry between the ears of the same individual.<hr/>Resumo Introdução: Os implantes cocleares (IC) são indiscutivelmente um método eficaz de recuperação da função auditiva de pacientes surdos. Objetivo: Descrever o protocolo de avaliação vestibular pré-operatória em sujeitos que serão submetidos ao IC. Método: Nosso protocolo institucional prevê o diagnóstico vestibular por meio de seis testes simples: testes de Romberg e Fukuda, nistagmo espontâneo, Head Impulse Test, Head Shaking Nistagmus, prova calórica. Resultados: Foram avaliados 21 pacientes com média de 42,75 ± 14,38 anos. Apenas 28% da amostra apresentaram todos os testes normais. A presença de informação vestibular assimétrica foi documentada pela prova calórica em 32% da amostra e o nistagmo espontâneo mostrou-se pista importante para seu diagnóstico. A arreflexia vestibular bilateral foi diagnosticada em quatro sujeitos; arreflexia unilateral em três e hiporreflexia bilateral em dois. O Head Impulse Test mostrou-se indicador significante (p = 0,0001) para diagnosticar arreflexia da orelha testada. O teste de Romberg sensibilizado em almofada foi capaz de diagnosticar os comprometimentos severos da função vestibular (p = 0,003). Conclusão: Os seis testes clínicos foram capazes de identificar a presença ou não de função vestibular e assimetria da função entre as orelhas de um mesmo indivíduo. <![CDATA[Treatment of large persistent tracheoesophageal peristomal fistulas using silicon rings]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942017000500536&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Tracheoesophageal peristomal fistulae can often be solved by reducing the size of the fistula or replacing the prosthesis; however, even with conservative techniques, leakage around the fistula may continue in total laryngectomy patients. Also, several techniques have been developed to overcome this problem, including injections around the fistula, fistula closure with local flaps, myofascial flaps, or free flaps and fistula closure using a septal perforation silicon button. Objective: To present the results of the application of silicon ring expanding the voice prosthesis in patients with large and persistent peri-prosthetic fistula. Methods: A voice prosthesis was fitted to 42 patients after total laryngectomy. Leakage was detected around the prosthesis in 18 of these 42 patients. Four patients demonstrated improvement with conservative methods. Eight of 18 patients who couldn't be cured with conservative methods were treated by using primary suture closure and 4 patients were treated with local flaps. As silicon ring was applied as a primary treatment in the 2 remaining patients and also, applied to 2 patients who had recurrence after suture repair and to 2 patients who had recurrence after local flap implementation. Silicon rings were used in a total of 6 patients due to the secondary trachea-esophageal fistula. Patients were treated with provox-1 initially and later with provox-2. At the time of leakage around the fistula, 6 patients had provox-2. Results: Fistulae were treated successfully in 6 patients, and effective speech of patients was preserved. Patients experienced no adaptation problem. Prosthesis changing time was not different between silicon rings expanded and normal prosthesis applied patients. Silicon ring combined voice prosthesis was used 26 times; there was no recurrence in fistula complication during 29 ± 6 months follow up. Conclusion: Silicon rings for modified expanded voice prosthesis seems to be an effective treatment for persistent peri-prosthetic leakage, for both, fistula closure and preserving the patients speech.<hr/>Resumo Introdução: Fístulas traqueoesofágicas persistentes podem ser resolvidas através da redução do tamanho da fístula ou substituição da prótese; no entanto, mesmo com técnicas conservadoras, o pertuito em torno da fístula pode continuar em pacientes com laringectomia total. Além disso, várias técnicas têm sido desenvolvidas para superar esse problema, inclusive injeções ao redor da fístula, fechamento da fístula com retalhos locais, retalhos miofasciais ou retalhos livres e fechamento da fístula com um botão septal de silicone. Objetivo: Apresentar os resultados da aplicação de anel de silicone para expansão da prótese vocal em pacientes com grandes fístulas periprotéticas persistentes. Método: Prótese vocal foi colocada em 42 pacientes após laringectomia total, e fístula foi detectada ao redor da prótese em 18 desses 42 pacientes. Quatro pacientes obtiveram melhora com métodos conservadores. Oito dos 18 pacientes que não obtiveram sucesso com métodos conservadores foram tratados usando sutura primária e quatro pacientes foram tratados com retalhos locais. Um anel de silicone foi aplicado inicialmente nos dois pacientes restantes e, também, aplicado a dois pacientes que tiveram recorrência após a técnica de sutura e a dois pacientes que tiveram recorrência após a utilização de retalho local. No total, seis pacientes receberam anéis de silicone em decorrência da fístula traqueoesofágica secundária. Os pacientes haviam sido tratados com provox-1 inicialmente e posteriormente com provox-2. No momento da detecção da fístula em torno do estoma, seis pacientes haviam recebido provox-2. Resultados: A fístula foi tratada com sucesso em seis pacientes. Além disso, após o tratamento a fala foi mantida de forma eficaz. Não houve problema de adaptação. O tempo de troca da prótese expandida com os anéis de silicone não foi diferente do tempo que se leva para a colocação da prótese normal. O anel de silicone combinado com a prótese vocal foi usado 26 vezes em pacientes na época da troca de prótese e não houve recorrência da fístula durante os 29 ± 6 meses de acompanhamento. Conclusão: Os resultados sugerem que em casos de grandes fístulas peri-prostéticas persistentes, anéis expandidos de silicone e prótese vocal modificada são eficazes tanto para o fechamento da fístula como para a manutenção da fala do paciente. <![CDATA[The effect of melatonin and vitamin C treatment on the experimentally induced tympanosclerosis: study in rats]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942017000500541&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: The ethiopathogenesis of tympanosclerosis has not been completely under- stood yet. Recent studies have shown that free oxygen radicals are important in the formation of tympanosclerosis. Melatonin and Vitamin C are known to be a powerful antioxidant, interacts directly with Reactive Oxygen Species and controls free radical-mediated tissue damage. Objective: To demonstrate the possible preventative effects of melatonin and Vitamin C on tympanosclerosis in rats by using histopathology and determination of total antioxidant status total antioxidant status. Methods: Standard myringotomy and standard injury were performed in the middle ear of 24 rats. The animals were divided into three groups: Group 1 received melatonin, Group 2 received vitamin C, and Group 3 received saline solution. Results: The mean values of total antioxidant status were similar in the all study groups before the treatment period. The mean values of total antioxidant status were significantly higher in the melatonin and vitamin C groups compared to control group but vitamin C with melatonin groups were similar after the treatment period (p &lt; 0.001). Minimum and maximum wall thicknesses were lower in the melatonin and vitamin C groups compared to the control group but the differences were insignificant. Conclusion: Melatonin increases total antioxidant status level and might have some effect on tympanosclerosis that develops after myringotomy.<hr/>Resumo Introdução: A etiopatogênese da timpanoesclerose (TE) não foi ainda totalmente esclarecida. Estudos recentes têm demonstrado que os radicais livres de oxigênio são importantes na formação de TE. Melatonina e vitamina C são conhecidas por serem poderosos antioxidantes, interagir diretamente com espécies reativas de oxigênio (ROS) e controlar danos em tecidos mediados por radicais livres. Objetivo: Demonstrar os possíveis efeitos preventivos da melatonina e da vitamina C na TE em ratos com histopatologia e determinação da capacidade antioxidante total (CAT). Método: Miringotomias padronizadas foram feitas na orelha média de 24 ratos. Os animais foram divididos em três grupos: o Grupo 1 recebeu melatonina, o Grupo 2 vitamina C e o grupo 3 solução salina. Resultados: Os valores médios de CAT foram semelhantes em todos os grupos de estudo antes do período de tratamento. Os valores médios de CAT foram significativamente maiores nos grupos que receberam melatonina e vitamina C em comparação com o grupo de controle, mas os grupos vitamina C e melatonina foram semelhantes após o período de tratamento (p &lt; 0,001). As espessuras mínimas e máximas de parede foram menores nos grupos melatonina e vitamina C, em comparação com o grupo controle, mas as diferenças não foram significativas. Conclusão: A melatonina aumenta os níveis de CAT e pode ter algum efeito sobre a TE que se desenvolve após a miringotomia. <![CDATA[Efficacy of syringe-irrigation topical therapy and the influence of the middle turbinate in sinus penetration of solutions]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942017000500546&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Topical therapies are the best postoperative treatment option for chronic rhinosinusitis, especially those with high volume and pressure, such as the squeeze bottles. However, they are not an available option in Brazil, where irrigation syringes are used. Objective: To investigate the efficacy of topical sinonasal therapy with syringe and the influence of the middle turbinate on this process Methods: Intervention study in training models (S.I.M.O.N.T.). After standard dissection, three interventions were performed (Nasal Spray 4 puffs, 60-mL syringe and 240-mL Squeeze Bottle) with normal and Sutured Middle Turbinate. Images of each sinus were captured after the interventions, totalizing 144 images. The images were classified by 10 evaluators according to the amount of residual volume from zero to 3, with zero and 1 being considered poor penetration and 2 and 3, good penetration. The 1440 evaluations were used in this study. Results: Considering all middle turbinate situations, the amount of good penetrations were 8.1% for Spray; 68.3% for Syringe, and 78.3% for Squeeze (p &lt; 0.0001). Considering all types of interventions, the Normal Middle Turbinate group had 48.2% of good penetrations and the Sutured Middle Turbinate, 55% (p = 0.01). Considering only the Sutured Middle Turbinates, there was no difference between the interventions with Syringe and Squeeze (76.3% vs. 80.4%; p = 0.27). Conclusion: Topical therapy of irrigation with a 60-mL syringe was more effective than that with nasal spray. The status of the middle turbinate proved to be fundamental and influenced topical therapy. Irrigation with syringe was as effective as the squeeze bottle when the middle turbinate was sutured to the nasal septum.<hr/>Resumo Introdução: Terapias tópicas são a melhor opção de tratamento pós-operatório da rinossinusite crônica, principalmente com alto volume e pressão, como os squeeze bottles. Porém, não são opções disponíveis na realidade brasileira, na qual frequentemente são usados seringas para a irrigação. Objetivo: Averiguar a eficácia da terapia tópica nasossinusal com seringa e a influência da concha média nesse processo. Método: Estudo de intervenção em modelos de treinamento (S.I.M.O.N.T.). Após dissecção padronizada, três intervenções foram feitas (spray nasal 4 puffs, seringa de 60 mL e squeeze bottle de 240 mL) com a concha média normal e suturada. Foram capturadas imagens de cada seio após as intervenções, totalizando 144 imagens. As imagens foram classificadas por 10 avaliadores de acordo com a quantidade de volume residual de zero a 3, sendo zero e 1 considerados penetração ruim e 2 e 3, penetração boa. As 1.440 avaliações foram utilizadas neste estudo. Resultados: Considerando todas as situações de concha média, a quantidade de penetrações boas foi de 8,1% para spray; 68,3% para seringa e 78,3% para squeeze (p &lt; 0,0001). Considerando todos os tipos de intervenção, a concha média normal obteve 48,2% de penetrações boas e a concha média suturada, 55% (p = 0,01). Considerando apenas concha média suturada, não houve diferença entre as intervenções seringa e squeeze (76,3% vs. 80,4%; p = 0,27). Conclusão: A terapia tópica de irrigação com seringa de 60 mL foi mais eficaz do que com spray nasal. O status da concha média mostrou-se fundamental e influenciou a terapia tópica. A irrigação com seringa foi tão eficaz quanto a com squeeze bottle quando a concha média foi suturada ao septo nasal. <![CDATA[Evaluation of aesthetic and functional outcomes in rhinoplasty surgery: a prospective study]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942017000500552&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Evaluation of surgery outcome measured by patient satisfaction or quality of life is very important, especially in plastic surgery. There is increasing interest in self-reporting outcomes evaluation in plastic surgery. Objective: The aim of our study was to determine patient satisfaction in regard to nose appearance and function with the use of a validated questionnaire, before and after rhinoplasty surgery. Methods: A prospective study was realized at a tertiary centre. All rhinoplasty surgeries performed in adults between February 2013 and August 2014 were included. Many patients underwent additional nasal surgery such as septoplasty or turbinoplasty. The surgical procedures and patients' characteristics were also recorded. Results: Among 113 patients, 107 completed the questionnaires and the follow-up period. Analysis of pre-operative and post-operative Rhinoplasty Evaluation Outcome showed a significant improvement after 3 and 6 months in functional and aesthetic questions (p &lt; 0.01). In the pre-operative, patients anxious and insecure had a worse score (p &lt; 0.05). Difference in improvement of scores was not significant when groups were divided on basis of other nasal procedures, primary or revision surgery and open versus closed approach. Conclusion: We found that patients with lower literacy degree were more satisfied with the procedure. Rhinoplasty surgery significantly improved patient quality of life regarding nose function and appearance.<hr/>Resumo Introdução: A avaliação do desfecho de cirurgia medido pela satisfação ou qualidade de vida do paciente é muito importante, especialmente em cirurgia plástica. Existe um interesse crescente na autoavaliação de desfechos nesta especialidade cirúrgica. Objetivo: O objetivo deste estudo foi determinar a satisfação do paciente em relação à aparência e função do nariz com o uso de um questionário validado, antes e depois da cirurgia de rinoplastia. Método: Estudo prospectivo realizado em um centro terciário. Todas as cirurgias de rinoplastia feitas em adultos entre fevereiro de 2013 e agosto de 2014 foram incluídas. Muitos pacientes foram submetidos à cirurgia nasal adicional, como septoplastia ou turbinoplastia. Os procedimentos cirúrgicos e as características dos pacientes também foram registrados. Resultados: Entre 113 pacientes, 107 completaram os questionários e o período de acompanhamento. A análise da avaliação do desfecho de rinoplastia (ADR) no pré-operatório e pós-operatório mostrou uma melhoria significativa após 3 e 6 meses em questões funcionais e estéticas (p &lt; 0,01). No pré-operatório, os pacientes ansiosos e inseguros apresentaram um escore pior (p &lt; 0,05). A diferença na melhoria dos escores não foi significativa quando os grupos foram divididos com base em outros procedimentos nasais, cirurgia primária ou revisão e abordagem aberta versus fechada. Conclusão: Verificou-se que pacientes com menor grau de alfabetização estavam mais satisfeitos com o procedimento. A cirurgia de rinoplastia melhorou significativamente a qualidade de vida do paciente quanto à função e ao aspecto do nariz. <![CDATA[Medical adherence to intranasal corticosteroids in adult patients]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942017000500558&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: The adherence to medical treatment in allergic rhinitis is poorly evaluated in clinical practice. Objectives: To evaluate adherence to intranasal corticosteroids in the treatment of allergic rhinitis patients. Methods: This prospective study was conducted on adult patients who were admitted to the outpatient clinic of the otolaryngology department tertiary hospital. Patients diagnosed with moderate to severe persistent AR and who had not used any nasal sprays were enrolled in the study. The patients were provided with mometasone furoate nasal sprays. On the 30th day, all participants filled out a questionnaire regarding the factors that may have influenced their adherence to the treatment. Afterwards, each patient filled out the Turkish-language-validated Morisky Medical Adherence Scale (MMAS-8) form. Each factor that may have affected adherence to the prescribed medication was evaluated according to the MMAS-8 score and all variables were analyzed statistically. Results: Fifty-nine adult patients with a mean age of 32.5 years (range 21-52 years) were included in the study. The mean overall MMAS-8 score was 3.64. Two factors were significantly related to low adherence: number of dependent children (p = 0.001) and benefit from the medication (p = 0.001). In addition, patients with higher education levels seemed to be more adherent than the rest of the group. Conclusion: Clinicians must keep in mind the factors related to non-adherence in order to achieve better treatment outcomes. Therefore, based on our results, patients must be informed that medications should be taken properly regardless of the benefit, and the treatment should be scheduled with respect to daily activities, particularly for patients caring for more than two children.<hr/>Resumo Introdução: A adesão ao tratamento clínico de rinite alérgica é mal avaliada na prática clínica. Objetivos: Avaliar a adesão aos corticosteroides intranasais no tratamento de pacientes com rinite alérgica. Método: Este estudo prospectivo foi realizado com pacientes adultos admitidos no ambulatório do setor de otorrinolaringologia de um hospital terciário. Os pacientes diagnosticados com rinite alérgica moderada a persistente grave que não haviam ainda usado spray nasal foram incluídos no estudo. Os pacientes receberam sprays nasais de furoato de mometasona. No 30° dia, todos preencheram um questionário sobre os fatores que podem ter influenciado a sua adesão ao tratamento. Depois disso, cada paciente preencheu o formulário da Escala de Adesão Clínica Morisky validado para a língua turca (MMAS-8). Cada fator que pode ter afetado a adesão à medicação prescrita foi avaliado de acordo com o escore de MMAS-8 e todas as variáveis foram analisadas estatisticamente. Resultados: Foram incluídos no estudo 59 pacientes adultos com média de 32,5 anos (variação de 21-52). O escore total médio de MMAS-8 foi de 3,64. Dois fatores foram significantemente relacionados com a baixa adesão: número de dependentes infantis (p = 0,001) e benefício da medicação (p = 0,001). Além disso, os pacientes com níveis de ensino mais elevados pareceram ser mais adesistas do que o restante do grupo. Conclusão: Os médicos devem estar cientes dos fatores relacionados à falta de adesão, a fim de alcançar melhores resultados do tratamento. Portanto, com base em nossos resultados, os pacientes devem ser informados de que os medicamentos devem ser usados adequadamente independentemente do benefício, e o tratamento deve ser programado com relação às atividades diárias, especialmente para os pacientes que cuidam de mais de dois filhos. <![CDATA[An often neglected area in crooked nose: middle turbinate pneumatization]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942017000500563&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Crooked or deviated nose is a deviation of the nose from the straight vertical position of the face. Extensive pneumatization of the middle turbinate, also called concha bullosa or bullous middle turbinate (BMT) is known to be one of the possible etiologic factors in nasal obstruction, recurrent sinusitis, and headache. There is no study concerning a link between BMT and crooked nose. Objective: To investigate the association between crooked nose and the presence of a BMT. Methods: A total of 199 patients who underwent open septorhinoplasty were retrospectively analyzed. Preoperative paranasal Computerized Tomography (CT) findings, preoperative photodocumentation, and anterior rhinoscopic examination findings were documented. Of the 199 patients, 169 were found to meet the criteria and were included in the study. CT scans were examined to note the presence of BMT, inferior turbinate hypertrophy, and septum deviation (SD). SDs and crooked noses were classified. Results: Ninety-four of 169 patients (56%) presented a crooked nose deformity and seventy-five of 169 patients (44%) presented a straight nose. While 49 (52%) crooked nose patients had a bulbous and extensive BMT, 20 patients with straight nose (26.6%) had a BMT. A statistically significant relationship was found between the presence of crooked nose and BMT, regardless of the side of the disease (p = 0.011). Conclusion: This study revealed a link between crooked nose and BMT.<hr/>Resumo Introdução: O nariz torto ou o nariz com desvio é um nariz com um desvio da posição vertical reta da face. A pneumatização extensa da concha média, também chamada de concha bolhosa ou concha média bolhosa (CMB), é conhecida por ser um dos possíveis fatores etiológicos da obstrução nasal, sinusite recorrente e cefaleia. Não há estudo relativo a uma associação entre CMB e nariz torto. Objetivo: Investigar a associação entre o nariz torto e a presença de CMB. Método: Foram analisados retrospectivamente 199 pacientes que se submeteram a septorrinoplastia aberta. Achados pré-operatórios paranasais à tomografia computadorizada (TC), fotodocumentação pré-operatória e exame rinoscópico anterior foram registrados. Dos 199 pacientes, observou-se que 169 atendiam aos critérios e foram incluídos no estudo. As TC foram examinadas para observar a presença de CMB, hipertrofia de conchas inferiores e desvio de septo (DS). Os DS e narizes tortos foram então classificados. Resultados: Dos 169 pacientes, 94 (56%) apresentavam uma deformidade de nariz e 75 (44%) apresentavam nariz reto. Enquanto 49 (52%) pacientes com nariz torto tinham CMB extensa, 20 pacientes com nariz reto (26,6%) tinham CMB. Uma relação estatisticamente significativa foi encontrada entre a presença de nariz torto e CMB, independentemente do lado da doença (p = 0,011). Conclusão: Este estudo revelou uma relação entre o nariz torto e CMB. <![CDATA[Does stapes surgery improve tinnitus in patients with otosclerosis?]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942017000500568&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Otosclerosis (OS) is the primary disease of the human temporal bone characterized by conductive hearing loss and tinnitus. The exact pathogenesis of tinnitus in otosclerosis patients is not known and factors affecting the tinnitus outcome in otosclerosis patients are still controversial. Objectives: To find the effect of stapedotomy on tinnitus for otosclerosis patients. Methods: Fifty-six otosclerosis patients with preoperative tinnitus were enrolled to the study. Pure tone average Air-Bone Gap values, preoperative tinnitus pitch, Air-Bone Gap closure at tinnitus frequencies were evaluated for their effect on the postoperative outcome. Results: Low pitch tinnitus had more favorable outcome compared to high pitch tinnitus (p = 0.002). Postoperative average pure tone thresholds Air-Bone Gap values were not related to the postoperative tinnitus (p = 0.213). There was no statistically significant difference between postoperative Air-Bone Gap closure at tinnitus frequency and improvement of high pitch tinnitus (p = 0.427). There was a statistically significant difference between Air-Bone Gap improvement in tinnitus frequency and low pitch tinnitus recovery (p = 0.026). Conclusion: Low pitch tinnitus is more likely to be resolved after stapedotomy for patients with otosclerosis. High pitch tinnitus may not resolve even after closure of the Air-Bone Gap at tinnitus frequencies.<hr/>Resumo Introdução: Otosclerose (OS) é a principal doença do osso temporal humano caracterizada por perda auditiva condutiva e zumbido. A patogenia exata do zumbido em pacientes com otosclerose não é conhecida e fatores que afetam o desfecho de zumbido em pacientes com otosclerose ainda são controversos. Objetivos: Encontrar o efeito da estapedotomia sobre o zumbido em pacientes com otosclerose. Método: Foram incluídos no estudo 56 pacientes com otosclerose com zumbido pré-operatório. Os valores médios tonais do gap aero-ósseo, o tom de zumbido no pré-operatório, o fechamento do gap nas frequências dos zumbidos foram avaliados quanto ao seu efeito sobre o desfecho pós-operatório. Resultados: O zumbido em tom grave teve desfecho mais favorável em comparação com o zumbido agudo (p = 0,002). Os valores médios dos gaps pós-operatórios não foram relacionados com o zumbido pós-operatório (p = 0,213). Não houve diferença estatisticamente significativa entre o fechamento pós-operatório do gap na frequência do zumbido e melhoria do zumbido de tom agudo (p = 0,427). Houve diferença estatisticamente significativa entre a melhoria no gap nas frequências do zumbido e recuperação do zumbido de tom mais grave (p = 0,026). Conclusão: O zumbido de tom mais grave parece ser mais bem resolvido depois de estapedotomia em pacientes com otosclerose. O zumbido de tom agudo pode não desaparecer, mesmo após o fechamento do gap nas frequências do zumbido. <![CDATA[Speech perception performance of subjects with type I diabetes mellitus in noise]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942017000500574&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Diabetes mellitus (DM) is a chronic metabolic disorder of various origins that occurs when the pancreas fails to produce insulin in sufficient quantities or when the organism fails to respond to this hormone in an efficient manner. Objective: To evaluate the speech recognition in subjects with type I diabetes mellitus (DMI) in quiet and in competitive noise. Methods: It was a descriptive, observational and cross-section study. We included 40 participants of both genders aged 18-30 years, divided into a control group (CG) of 20 healthy subjects with no complaints or auditory changes, paired for age and gender with the study group, consisting of 20 subjects with a diagnosis of DMI. First, we applied basic audiological evaluations (pure tone audiometry, speech audiometry and immittance audiometry) for all subjects; after these evaluations, we applied Sentence Recognition Threshold in Quiet (SRTQ) and Sentence Recognition Threshold in Noise (SRTN) in free field, using the List of Sentences in Portuguese test. Results: All subjects showed normal bilateral pure tone threshold, compatible speech audiometry and "A" tympanometry curve. Group comparison revealed a statistically significant difference for SRTQ (p = 0.0001), SRTN (p &lt; 0.0001) and the signal-to-noise ratio (p &lt; 0.0001). Conclusion: The performance of DMI subjects in SRTQ and SRTN was worse compared to the subjects without diabetes.<hr/>Resumo Introdução: O diabetes mellitus (DM) é um distúrbio metabólico crônico de várias origens, que ocorre quando o pâncreas deixa de produzir insulina em quantidade suficiente ou quando o organismo não consegue responder a esse hormônio de maneira eficiente. Objetivo: Avaliar o reconhecimento de fala em indivíduos com diabetes mellitus tipo I (DMI) no silêncio e no ruído competitivo. Método: Estudo descritivo, observacional e transversal. Foram incluídos 40 participantes de ambos os sexos entre 18 e 30 anos, divididos em um grupo controle (GC) de 20 indivíduos saudáveis sem queixas ou alterações auditivas, pareados por idade e sexo com o grupo de estudo, composto por 20 indivíduos com diagnóstico de DMI. Inicialmente aplicou-se uma avaliação audiológica (audiometria tonal, logoaudiometria e imitanciometria) para todos os indivíduos; a seguir, os mesmos foram avaliados para o Limiar de Reconhecimento de Sentenças no Silêncio (LRSS) e Limiar de Reconhecimento de Sentenças no Ruído (LRSR), em campo livre, por meio do teste Lista de Sentenças em Português. Resultados: Todos os participantes apresentaram audiometria tonal dentro dos padrões de normalidade bilateralmente, logoaudiometria compatível e curva timpanométrica do tipo A. A comparação dos grupos revelou uma diferença estatisticamente significante para LRSS (p = 0,0001), LRSR (p &lt; 0,0001) e a relação sinal-ruído (p &lt; 0,0001). Conclusões O desempenho dos indivíduos com DMI para LRSS e LRSR foi pior em comparação com os indivíduos sem diabetes. <![CDATA[Hearing handicap in patients with chronic kidney disease: a study of the different classifications of the degree of hearing loss]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942017000500580&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: The association between hearing loss and chronic kidney disease and hemodialysis has been well documented. However, the classification used for the degree of loss may underestimate the actual diagnosis due to specific characteristics related to the most affected auditory frequencies. Furthermore, correlations of hearing loss and hemodialysis time with hearing handicap remain unknown in this population. Objective: To compare the results of Lloyd's and Kaplan's and The Bureau Internacional d'Audiophonologie classifications in chronic kidney disease patients, and to correlate the averages calculated by their formulas with hemodialysis time and the hearing handicap. Methods: This is an analytical, observational and cross-sectional study with 80 patients on hemodialysis. Tympanometry, speech audiometry, pure tone audiometry and interview of patients with hearing loss through Hearing Handicap Inventory for Adults. Cases were classified according to the degree of loss. The correlations of tone averages with hemodialysis time and the total scores of Hearing Handicap Inventory for Adults and its domains were verified. Results: 86 ears (53.75%) had hearing loss in at least one of the tonal averages in 48 patients who responded to Hearing Handicap Inventory for Adults. The Bureau Internacional d'Audiophonologie classification identified a greater number of cases (n = 52) with some degree of disability compared to Lloyd and Kaplan (n = 16). In the group with hemodialysis time of at least 2 years, there was weak but statistically significant correlation of The Bureau Internacional d'Audiophonologie classification average with hemodialysis time (r = 0.363). There were moderate correlations of average The Bureau Internacional d'Audiophonologie classification (r = 0.510) and tritone 2 (r = 0.470) with the total scores of Hearing Handicap Inventory for Adults and with its social domain. Conclusion: The Bureau Internacional d'Audiophonologie classification seems to be more appropriate than Lloyd's and Kaplan's for use in this population; its average showed correlations with hearing loss in patients with hemodialysis time ≥ 2 years and it exhibited moderate levels of correlation with the total score of Hearing Handicap Inventory for Adults and its social domain (r = 0.557 and r = 0.512).<hr/>Resumo Introdução: A associação entre perda auditiva e doença renal crônica e hemodiálise tem sido bem documentada. Porém, a classificação usada para o grau da perda pode subestimar o real diagnóstico devido a características específicas em relação às frequências auditivas mais acometidas. Além disso, correlações da perda auditiva e do tempo de hemodiálise com o handicap auditivo permanecem desconhecidas nessa população. Objetivo: Comparar os resultados das classificações de Lloyd e Kaplan e do Bureau Internacional d'Audiophonologie em pacientes com doença renal crônica e correlacionar as médias calculadas por suas fórmulas com o tempo de hemodiálise e com o handicap auditivo. Método: Estudo analítico, observacional e transversal com 80 pacientes em hemodiálise. Todos os pacientes foram submetidos a timpanometria, logoaudiometria, audiometria tonal limiar e os pacientes com perda auditiva foram entrevistados através do Hearing Handicap Inventory for Adults. A classificação dos casos foi feita de acordo com o grau da perda. Foram verificadas as correlações das médias tonais com o tempo de hemodiálise e com as pontuações totais do Hearing Handicap Inventory for Adults e seus domínios. Resultados: Em 48 pacientes que responderam ao Hearing Handicap Inventory for Adults, 86 orelhas (53,75%) apresentaram perda auditiva em pelo menos uma das médias tonais. A classificação do Bureau Internacional d'Audiophonologie identificou maior número de casos (n = 52) que apresentavam algum grau de deficiência do que a classificação de Lloyd e Kaplan (n = 16). No grupo com tempo de hemodiálise a partir de dois anos, houve correlação fraca, mas estatisticamente significante, da média da classificação do Bureau Internacional d'Audiophonologie com o tempo de hemodiálise (r = 0,363). Houve correlações moderadas das médias da classificação do Bureau Internacional d'Audiophonologie (r = 0,510) e tritonal 2 (r = 0,470) com pontuações totais do Hearing Handicap Inventory for Adults e com seu domínio social. Conclusão: A classificação do Bureau Internacional d'Audiophonologie mostra-se mais adequada do que a de Lloyd e Kaplan nessa população, sua média apresentou correlações com perdas auditivas em pacientes com tempo de hemodiálise ≥ 2 anos e manteve níveis moderados de correlação com a pontuação total do Hearing Handicap Inventory for Adults e seu domínio social (r = 0,557 e r = 0,512). <![CDATA[Proliferative verrucous leukoplakia: diagnosis, management and current advances]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942017000500585&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Proliferative verrucous leukoplakia is a multifocal and progressive lesion of the oral mucosa, with unknown etiology, and commonly resistant to all therapy attempts with frequent recurrences. It is characterized by a high rate of oral squamous cell carcinoma and verrucou carcinoma transformations. Objective: To analyze the studies about Proliferative verrucous leukoplakia and develop a concise update. Methods: A Pubmed search identifying studies (laboratory research, case series and reviews of literature) that examined patients with Proliferative verrucous leukoplakia was realized. Results: There are not enough studies about Proliferative verrucous leukoplakia in the literature. The few found studies not present a consensus about its etiology and diagnosis criteria. Although several treatment strategies have been proposed, most of them still show a high recurrence rate. Conclusion: More research about Proliferative verrucous leukoplakia is necessary to understand and treat this disease.<hr/>Resumo Introdução: Leucoplasia verrucosa proliferativa (LVP) é uma lesão multifocal e progressiva da mucosa oral, com etiologia desconhecida e comumente resistente a todas as tentativas terapêuticas, com recorrências frequentes. É caracterizada por uma alta taxa de transformação em carcinoma de células escamosas e carcinoma verrucoso da cavidade oral. Objetivo: Analisar os estudos sobre LVP e elaborar uma atualização resumida. Método: Foi realizada uma pesquisa na base de dados Pubmed que identificou estudos (pesquisas laboratoriais, séries de casos e revisões de literatura) que avaliaram pacientes com LVP. Resultados e discussão: Não há estudos suficientes sobre LVP na literatura. Os poucos estudos encontrados não apresentam consenso quanto aos critérios de etiologia e diagnóstico. Embora várias estratégias de tratamento tenham sido propostas, a maioria ainda apresenta alta taxa de recorrência. Conclusão: Mais pesquisas sobre LVP são necessárias para entender e tratar essa doença. <![CDATA[Canine fossa puncture in endoscopic sinus surgery: report of two cases]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942017000500594&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Chronic rhinosinusitis with nasal polyposis is a common chronic disease that often affects maxillary sinus. Endoscopic sinus surgery is the most common procedure for treating the majority of maxillary sinus lesions. Objective: To demonstrate the role of canine fossa puncture during endoscopic sinus surgery procedure in patients with severe maxillary sinus disease. Methods: We present 2 cases where canine fossa puncture has been performed as method to obtain a complete access to the maxillary antrum. Results: According our experience, 2 cases on 296 endoscopic sinus surgery (0.6%) where antrostomy and used of angled microdebrider were not sufficient, canine fossa puncture has been performed as an alternative method to obtain a complete access to the maxillary antrum. Conclusion: Although the advent of endoscopic sinus surgery, our cases support the fact that actually canine fossa puncture is a minimally invasive technique useful in selected cases.<hr/>Resumo Introdução: A rinossinusite crônica com polipose nasal é uma doença crônica comum que frequentemente afeta o seio maxilar. A cirurgia endoscópica sinusal é o procedimento mais comum para tratar a maioria das lesões do seio maxilar. Objetivo: Demonstrar o papel da punção da fossa canina durante o procedimento de cirurgia endoscópica sinusal em pacientes com doença grave do seio maxilar. Método: Apresentamos dois casos em que a punção da fossa canina foi feita como método para obter acesso completo ao antro maxilar. Resultados: De acordo com nossa experiência, dois casos em 296 cirurgias endoscópicas sinusais (0,6%) nos quais a antrostomia e o uso de microdebridador angular não foram suficientes, a punção da fossa canina foi feita como um método opcional para obter acesso completo ao antro maxilar. Conclusão: Apesar do advento da cirurgia endoscópica sinusal, os nossos casos apoiam o fato de que a punção da fossa canina é uma técnica minimamente invasiva útil em casos selecionados. <![CDATA[Postauricular neurofibroma - a rare occurrence]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942017000500600&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Chronic rhinosinusitis with nasal polyposis is a common chronic disease that often affects maxillary sinus. Endoscopic sinus surgery is the most common procedure for treating the majority of maxillary sinus lesions. Objective: To demonstrate the role of canine fossa puncture during endoscopic sinus surgery procedure in patients with severe maxillary sinus disease. Methods: We present 2 cases where canine fossa puncture has been performed as method to obtain a complete access to the maxillary antrum. Results: According our experience, 2 cases on 296 endoscopic sinus surgery (0.6%) where antrostomy and used of angled microdebrider were not sufficient, canine fossa puncture has been performed as an alternative method to obtain a complete access to the maxillary antrum. Conclusion: Although the advent of endoscopic sinus surgery, our cases support the fact that actually canine fossa puncture is a minimally invasive technique useful in selected cases.<hr/>Resumo Introdução: A rinossinusite crônica com polipose nasal é uma doença crônica comum que frequentemente afeta o seio maxilar. A cirurgia endoscópica sinusal é o procedimento mais comum para tratar a maioria das lesões do seio maxilar. Objetivo: Demonstrar o papel da punção da fossa canina durante o procedimento de cirurgia endoscópica sinusal em pacientes com doença grave do seio maxilar. Método: Apresentamos dois casos em que a punção da fossa canina foi feita como método para obter acesso completo ao antro maxilar. Resultados: De acordo com nossa experiência, dois casos em 296 cirurgias endoscópicas sinusais (0,6%) nos quais a antrostomia e o uso de microdebridador angular não foram suficientes, a punção da fossa canina foi feita como um método opcional para obter acesso completo ao antro maxilar. Conclusão: Apesar do advento da cirurgia endoscópica sinusal, os nossos casos apoiam o fato de que a punção da fossa canina é uma técnica minimamente invasiva útil em casos selecionados. <![CDATA[Thyroid compressive mass, a metastasis of femur chondrosarcoma after 14 years: case report and literature review]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942017000500602&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Chronic rhinosinusitis with nasal polyposis is a common chronic disease that often affects maxillary sinus. Endoscopic sinus surgery is the most common procedure for treating the majority of maxillary sinus lesions. Objective: To demonstrate the role of canine fossa puncture during endoscopic sinus surgery procedure in patients with severe maxillary sinus disease. Methods: We present 2 cases where canine fossa puncture has been performed as method to obtain a complete access to the maxillary antrum. Results: According our experience, 2 cases on 296 endoscopic sinus surgery (0.6%) where antrostomy and used of angled microdebrider were not sufficient, canine fossa puncture has been performed as an alternative method to obtain a complete access to the maxillary antrum. Conclusion: Although the advent of endoscopic sinus surgery, our cases support the fact that actually canine fossa puncture is a minimally invasive technique useful in selected cases.<hr/>Resumo Introdução: A rinossinusite crônica com polipose nasal é uma doença crônica comum que frequentemente afeta o seio maxilar. A cirurgia endoscópica sinusal é o procedimento mais comum para tratar a maioria das lesões do seio maxilar. Objetivo: Demonstrar o papel da punção da fossa canina durante o procedimento de cirurgia endoscópica sinusal em pacientes com doença grave do seio maxilar. Método: Apresentamos dois casos em que a punção da fossa canina foi feita como método para obter acesso completo ao antro maxilar. Resultados: De acordo com nossa experiência, dois casos em 296 cirurgias endoscópicas sinusais (0,6%) nos quais a antrostomia e o uso de microdebridador angular não foram suficientes, a punção da fossa canina foi feita como um método opcional para obter acesso completo ao antro maxilar. Conclusão: Apesar do advento da cirurgia endoscópica sinusal, os nossos casos apoiam o fato de que a punção da fossa canina é uma técnica minimamente invasiva útil em casos selecionados. <![CDATA[Oral manifestations of dengue viral infection]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942017000500605&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Chronic rhinosinusitis with nasal polyposis is a common chronic disease that often affects maxillary sinus. Endoscopic sinus surgery is the most common procedure for treating the majority of maxillary sinus lesions. Objective: To demonstrate the role of canine fossa puncture during endoscopic sinus surgery procedure in patients with severe maxillary sinus disease. Methods: We present 2 cases where canine fossa puncture has been performed as method to obtain a complete access to the maxillary antrum. Results: According our experience, 2 cases on 296 endoscopic sinus surgery (0.6%) where antrostomy and used of angled microdebrider were not sufficient, canine fossa puncture has been performed as an alternative method to obtain a complete access to the maxillary antrum. Conclusion: Although the advent of endoscopic sinus surgery, our cases support the fact that actually canine fossa puncture is a minimally invasive technique useful in selected cases.<hr/>Resumo Introdução: A rinossinusite crônica com polipose nasal é uma doença crônica comum que frequentemente afeta o seio maxilar. A cirurgia endoscópica sinusal é o procedimento mais comum para tratar a maioria das lesões do seio maxilar. Objetivo: Demonstrar o papel da punção da fossa canina durante o procedimento de cirurgia endoscópica sinusal em pacientes com doença grave do seio maxilar. Método: Apresentamos dois casos em que a punção da fossa canina foi feita como método para obter acesso completo ao antro maxilar. Resultados: De acordo com nossa experiência, dois casos em 296 cirurgias endoscópicas sinusais (0,6%) nos quais a antrostomia e o uso de microdebridador angular não foram suficientes, a punção da fossa canina foi feita como um método opcional para obter acesso completo ao antro maxilar. Conclusão: Apesar do advento da cirurgia endoscópica sinusal, os nossos casos apoiam o fato de que a punção da fossa canina é uma técnica minimamente invasiva útil em casos selecionados. <![CDATA[Response to the Letter to the Editor regarding "Comparison of temporalis fascia muscle and full-thickness cartilage grafts in type 1 pediatric tympanoplasties" by Yegin et al. (Braz J Otorhinolaryngol. 2016;82:695-701)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942017000500606&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Chronic rhinosinusitis with nasal polyposis is a common chronic disease that often affects maxillary sinus. Endoscopic sinus surgery is the most common procedure for treating the majority of maxillary sinus lesions. Objective: To demonstrate the role of canine fossa puncture during endoscopic sinus surgery procedure in patients with severe maxillary sinus disease. Methods: We present 2 cases where canine fossa puncture has been performed as method to obtain a complete access to the maxillary antrum. Results: According our experience, 2 cases on 296 endoscopic sinus surgery (0.6%) where antrostomy and used of angled microdebrider were not sufficient, canine fossa puncture has been performed as an alternative method to obtain a complete access to the maxillary antrum. Conclusion: Although the advent of endoscopic sinus surgery, our cases support the fact that actually canine fossa puncture is a minimally invasive technique useful in selected cases.<hr/>Resumo Introdução: A rinossinusite crônica com polipose nasal é uma doença crônica comum que frequentemente afeta o seio maxilar. A cirurgia endoscópica sinusal é o procedimento mais comum para tratar a maioria das lesões do seio maxilar. Objetivo: Demonstrar o papel da punção da fossa canina durante o procedimento de cirurgia endoscópica sinusal em pacientes com doença grave do seio maxilar. Método: Apresentamos dois casos em que a punção da fossa canina foi feita como método para obter acesso completo ao antro maxilar. Resultados: De acordo com nossa experiência, dois casos em 296 cirurgias endoscópicas sinusais (0,6%) nos quais a antrostomia e o uso de microdebridador angular não foram suficientes, a punção da fossa canina foi feita como um método opcional para obter acesso completo ao antro maxilar. Conclusão: Apesar do advento da cirurgia endoscópica sinusal, os nossos casos apoiam o fato de que a punção da fossa canina é uma técnica minimamente invasiva útil em casos selecionados. <![CDATA[Erratum of "Hearing thresholds at high frequency in patients with cystic fibrosis: a systematic review"]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942017000500608&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Chronic rhinosinusitis with nasal polyposis is a common chronic disease that often affects maxillary sinus. Endoscopic sinus surgery is the most common procedure for treating the majority of maxillary sinus lesions. Objective: To demonstrate the role of canine fossa puncture during endoscopic sinus surgery procedure in patients with severe maxillary sinus disease. Methods: We present 2 cases where canine fossa puncture has been performed as method to obtain a complete access to the maxillary antrum. Results: According our experience, 2 cases on 296 endoscopic sinus surgery (0.6%) where antrostomy and used of angled microdebrider were not sufficient, canine fossa puncture has been performed as an alternative method to obtain a complete access to the maxillary antrum. Conclusion: Although the advent of endoscopic sinus surgery, our cases support the fact that actually canine fossa puncture is a minimally invasive technique useful in selected cases.<hr/>Resumo Introdução: A rinossinusite crônica com polipose nasal é uma doença crônica comum que frequentemente afeta o seio maxilar. A cirurgia endoscópica sinusal é o procedimento mais comum para tratar a maioria das lesões do seio maxilar. Objetivo: Demonstrar o papel da punção da fossa canina durante o procedimento de cirurgia endoscópica sinusal em pacientes com doença grave do seio maxilar. Método: Apresentamos dois casos em que a punção da fossa canina foi feita como método para obter acesso completo ao antro maxilar. Resultados: De acordo com nossa experiência, dois casos em 296 cirurgias endoscópicas sinusais (0,6%) nos quais a antrostomia e o uso de microdebridador angular não foram suficientes, a punção da fossa canina foi feita como um método opcional para obter acesso completo ao antro maxilar. Conclusão: Apesar do advento da cirurgia endoscópica sinusal, os nossos casos apoiam o fato de que a punção da fossa canina é uma técnica minimamente invasiva útil em casos selecionados.