Scielo RSS <![CDATA[Brazilian Journal of Otorhinolaryngology]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1808-869420160002&lang=pt vol. 82 num. 2 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Uso inadequado de antibióticos em infecções do trato respiratório superior: é tempo de agir]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942016000200121&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Análise do potencial de ação composto do nervo auditivo evocado eletricamente em crianças usuárias de implante coclear bilateral]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942016000200123&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT INTRODUCTION: The cochlear implant device has the capacity to measure the electrically evoked compound action potential of the auditory nerve. The neural response telemetry is used in order to measure the electrically evoked compound action potential of the auditory nerve. OBJECTIVE: To analyze the electrically evoked compound action potential, through the neural response telemetry, in children with bilateral cochlear implants. METHODS: This is an analytical, prospective, longitudinal, historical cohort study. Six children, aged 1-4 years, with bilateral cochlear implant were assessed at five different intervals during their first year of cochlear implant use. RESULTS: There were significant differences in follow-up time (p = 0.0082) and electrode position (p = 0.0019) in the T-NRT measure. There was a significant difference in the interaction between time of follow-up and electrode position (p = 0.0143) when measuring the N1-P1 wave amplitude between the three electrodes at each time of follow-up. CONCLUSION: The electrically evoked compound action potential measurement using neural response telemetry in children with bilateral cochlear implants during the first year of follow-up was effective in demonstrating the synchronized bilateral development of the peripheral auditory pathways in the studied population.<hr/>RESUMO INTRODUÇÃO: O implante coclear tem a capacidade de medir o potencial de ação composto eletricamente evocado do nervo auditivo (ECAP). Para esta verificação utiliza-se uma medida chamada telemetria de respostas neurais. OBJETIVO: Analisar o potencial de ação composto evocado eletricamente, por meio da neurotelemetria de respostas neurais, em crianças usuárias de implante coclear bilateral. MÉTODO: Trata-se de um estudo analítico, prospectivo, de coorte histórica longitudinal. Foram recrutadas seis crianças, com idades entre de 1-4 anos, usuárias de implante coclear bilateral. Estas crianças foram avaliadas em cinco momentos durante o primeiro ano de uso do implante coclear. RESULTADOS: Houve diferença significativa no tempo de acompanhamento (p = 0,0082) e posição do eletrodo (p = 0,0019) na medida de T-NRT. Houve diferença significativa na interação entre tempo de acompanhamento e posição do eletrodo (p = 0,0143) na medida da amplitude das ondas N1-P1 entre os três eletrodos a cada tempo de acompanhamento. CONCLUSÃO: A mensuração do ECAP por meio da NRT nas crianças com implante coclear bilateral durante o primeiro ano de acompanhamento foi uma medida importante para apresentar o desenvolvimento bilateral da via auditiva periférica de forma sincronizada nesta população estudada. <![CDATA[Comparação da eficácia da turbinoplastia em pacientes com e sem rinite alérgica]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942016000200131&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT INTRODUCTION: Turbinoplasty is a procedure that aims to reduce the size of the inferior turbinate through exuberant bone removal with high mucosal preservation. The procedure is recommended for patients with or without allergic rhinitis and those showing irreversible hypertrophy of inferior turbinates. OBJECTIVE: To evaluate the efficacy of inferior turbinoplasty for obstructive and non-obstructive symptoms in patients with or without allergic rhinitis. METHODS: Prospective study with 57 patients who underwent inferior turbinoplasty. They were evaluated for nasal obstruction, snoring, facial pressure, smell alterations, sneezing, nasal itching and runny nose symptoms, surgery time, and intraoperative bleeding. The last evaluation took place three months after surgery. RESULTS: Thirty-nine patients with allergic rhinitis and 18 without were assessed. Ninety days after surgery, 94.7% of patients showed degrees IV and V of breathing improvement; 89.5% showed moderate or complete improvement in snoring; all patients showed smell improvement (only one showed moderate improvement; all the others had full improvement); 95.5% experienced complete facial pressure improvement; and 89.7% showed moderate to complete improvement in nasal itching and runny nose symptoms, as well as in sneezing. CONCLUSION: The efficacy of inferior turbinoplasty was confirmed not only for obstructive symptoms, but also for non-obstructive symptoms in patients with and without allergic rhinitis.<hr/>RESUMO INTRODUÇÃO: A turbinoplastia é procedimento que visa a redução da concha inferior, à custa da remoção óssea exuberante e maior preservação da mucosa. É indicada para pacientes com e sem rinite alérgica, com hipertrofia irreversível das conchas inferiores. OBJETIVO: Avaliar a eficácia da cirurgia de turbinoplastia inferior nos sintomas obstrutivos e não obstrutivos em pacientes com e sem rinite alérgica. MÉTODO: Estudo prospectivo com 57 pacientes submetidos a turbinoplastia inferior. Foram avaliados quanto à obstrução nasal, roncos, pressão facial, alterações no olfato, espirros, prurido nasal e coriza, tempo de cirurgia e sangramento intraoperatório. A última avaliação foi com 3 meses de operação. RESULTADOS: 39 pacientes com rinite alérgica e 18 sem. Com 90 dias de operação, 94,7% dos pacientes apresentaram graus IV e V de melhora na respiração; 89,5% apresentaram melhora moderada ou total dos roncos; todos os pacientes tiveram melhora no olfato (apenas 1 moderada, os demais melhora total); 95,5% obtiveram melhora total da pressão facial e 89,7% obtiveram melhora moderada ou total em prurido nasal, espirros e coriza. CONCLUSÃO: Comprovou-se a eficácia da cirurgia de turbinoplastia inferior não só nos sintomas obstrutivos, mas também nos sintomas não obstrutivos tanto em pacientes com ou sem rinite alérgica. <![CDATA[Impacto da demora no diagnóstico e tratamento no câncer de cabeça e pescoço]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942016000200140&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT INTRODUCTION: Head and neck tumors can be easily recognized through clinical evaluation. However, they are often diagnosed at advanced stages. OBJECTIVE: To evaluate the delay from the patient's initial symptoms to the definitive treatment. METHODS: Retrospective study of patients enrolled in 2011 and 2012. A questionnaire was filled in about socioeconomic aspects, patient history, tumor data, professionals who evaluated the patients, and the respective time delays. RESULTS: The following time delay medians were observed: ten months between symptom onset and the first consultation; four weeks between the latter and the first consultation with a specialist; four weeks between the specialist consultation and diagnosis attainment; and 12 weeks between diagnosis and the start of treatment. CONCLUSIONS: Most head and neck tumors are diagnosed at advanced stages, due to patient and health care factors.<hr/>RESUMO INTRODUÇÃO: Apesar de poderem ser facilmente reconhecidos ao exame clínico, os tumores de cabeça e pescoço são, muitas vezes, diagnosticados em estadiamento avançado. OBJETIVO: Avaliar a demora entre o surgimento dos sintomas iniciais do paciente e seu encaminhamento para o tratamento definitivo. MÉTODO: Trata-se de um estudo retrospectivo de pacientes arrolados em 2011 e 2012. Foi preenchido questionário sobre fatores sócio-econômicos, antecedentes, dados do tumor, profissionais que avaliaram os pacientes e respectivos períodos de demora. RESULTADOS: Foram observadas as seguintes medianas de tempo de demora: 10 meses entre o início dos sintomas e o primeiro atendimento; 4 semanas entre este e a primeira consulta com o especialista; 4 semanas entre esta e o estabelecimento do diagnóstico; e 12 semanas entre este e o início do tratamento. CONCLUSÕES: A maior parte dos cânceres de cabeça e pescoço é diagnosticada em estádios avançados, por fatores relacionados aos pacientes e à atenção à saúde. <![CDATA[Potenciais evocados auditivos em um modelo de rato Wistar neonato com hiperbilirrubinemia]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942016000200144&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT INTRODUCTION: Hyperbilirubinemia is a common health problem in newborns. Its effects can be different according to the level and duration of the hyperbilirubinemia. The toxic effect of bilirubin on the auditory system can be seen as a sensory neural hearing loss or auditory neuropathy spectrum disorder (ANSD). OBJECTIVE: The purpose of our study was to determine the effects of toxic bilirubin level on the auditory system by using Auditory Brainstem Response audiometry. METHODS: Rats are used as animal models due to their low cost and easy attainability. Auditory Brainstem Response was used for auditory assessment. In this study, three groups were established: experimental, control and placebo groups. RESULTS: In the experimental group, which consists of rats with hyperbilirubinemia, sensory neural hearing loss was found bilaterally in 4 rats (66.67%) and unilaterally in 2 rats (16.67%) and auditory neuropathy spectrum disorder was found unilaterally in 1 rat (8.33%). Auditory Brainstem Response thresholds were significantly elevated compared to control and placebo groups (p &lt; 0.05). CONCLUSION: Hyperbilirubinemia of newborn rats may result both in sensory neural hearing loss and auditory neuropathy spectrum disorder.<hr/>RESUMO INTRODUÇÃO: A hiperbilirrubinemia é um problema de saúde comum em neonatos. Seus efeitos podem variar, dependendo do nível e da duração da hiperbilirrubinemia. O efeito tóxico da bilirrubina no sistema auditivo pode ser observado na forma de deficiência auditiva sensorioneural ou de distúrbio do espectro da neuropatia auditiva. OBJETIVO: A finalidade de nosso estudo foi determinar os efeitos de nível tóxico de bilirrubina no sistema auditivo, com o uso da audiometria da resposta auditiva evocada de tronco cerebral. MÉTODO: Os ratos são empregados como modelos animais graças a seu baixo custo e fácil obtenção. Utilizamos a resposta auditiva evocada de tronco cerebral para avaliação da audição. No estudo, foram estabelecidos três grupos: experimental, controle e placebo. RESULTADOS: No grupo experimental, constituído de ratos com hiperbilirrubinemia, disacusia auditiva neurosensorial foi diagnosticada bilateralmente em quatro ratos (66,67%), e unilateralmente em dois (16,67%); e distúrbio do espectro da neuropatia auditiva foi observado unilateralmente em um rato (8,33%). Os limiares da resposta evocada de tronco cerebral estavam significantemente elevados, em comparação com os grupos controle e placebo (p &lt; 0,05). CONCLUSÃO: A hiperbilirrubinemia de ratos neonatos pode resultar tanto em disacusia auditiva neurosensorial como em distúrbio do espectro da neuropatia auditiva. <![CDATA[Impacto da adenotonsilectomia na emissão vocal em crianças]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942016000200151&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT INTRODUCTION: Adenotonsillectomy is the most common surgery performed by otolaryngologists in pediatric age, and one of the most frequently asked questions about the postoperative period is whether there is a potential for change in vocal pattern of these children. OBJECTIVE: To evaluate the impact of adenotonsillectomy in the voice emission pattern of children with hypertrophy of palatine and pharyngeal tonsils. METHODS: This is a prospective study in which we carried out perceptual auditory assessments and acoustic analysis of 26 children with adenotonsillar hypertrophy at three time points: before surgery, one month and three months after surgery. The following acoustic parameters were estimated using the Praat software: fundamental frequency, jitter, shimmer, and harmonic-noise ratio. RESULTS: A statistically significant change was found between shimmer and harmonic-noise ratio during vowel /u/ production between the preoperative and 1st month postoperative time points. No significant differences were detected for acoustic parameters between preoperative analysis and that of the 3rd month post-operation. CONCLUSION: Transient changes in acoustic parameters occur in children with adenotonsillar hypertrophy submitted to adenotonsillectomy, progressing to normalization in the 3rd postoperative month.<hr/>RESUMO INTRODUÇÃO: Adenotonsilectomia é o procedimento cirúrgico mais realizado pelos otorrinolaringologistas em pacientes pediátricos, e entre as dúvidas mais frequentes a respeito do pós-operatório, inclui-se a possibilidade de modificações no padrão vocal dessas crianças. OBJETIVO: Avaliar o impacto da adenotonsilectomia no padrão de emissão vocal de crianças com hipertrofia de tonsilas palatinas e faríngea. MÉTODO: Trata-se de estudo prospectivo, em que foram realizadas a avaliação perceptiva-auditiva e a análise acústica da voz de 26 crianças com hipertrofia adenotonsilar em três oportunidades: no pré-operatório e no 1° e 3° meses após o procedimento cirúrgico. Os parâmetros acústicos frequência fundamental, jitter, shimmer e proporção harmônico-ruído foram avaliados por meio do programa Praat. RESULTADOS: Houve uma alteração estatisticamente significante entre o shimmer e a proporção harmônico-ruído da emissão da vogal/u/entre o período pré-operatório e o 1° mês do pós-operatório. Não houve diferenças significantes dos parâmetros acústicos entre a análise pré-operatória e aquela realizada no 3° mês do pós-operatório. CONCLUSÃO: Crianças com hipertrofia adenotonsilar submetidas à adenotonsilectomia cursam com alterações transitórias dos parâmetros acústicos, evoluindo com a normalização dos mesmos no 3° mês do pós-operatório. <![CDATA[O idoso institucionalizado: perfis sociodemográfico e clínico-funcional relacionados à tontura]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942016000200159&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT INTRODUCTION: Dizziness is among the most common complaints in the elderly population. OBJECTIVE: To determine the sociodemographic and clinical-functional profiles of institutionalized elderly people related to dizziness. METHODS: Cross-sectional prospective study with institutionalized elderly people aged 60 or more years. A questionnaire on sociodemographic and clinical-functional characteristics was applied, and an anamnesis of occurrence of dizziness was held, as well as the Dizziness Handicap Inventory questionnaire. RESULTS: 48.9% of the elderly subjects had dizziness. The mean numbers of diseases and medications associated with dizziness were, respectively, 4.5 diseases and 7.8 medications. We found a significant association between the occurrence of dizziness and diseases of the musculoskeletal system, sub-connective tissue and genitourinary system, as well as the use of medications for the musculoskeletal system. The scores for handicap degree in functional DHI were significantly higher among elderly subjects who needed walking aids, who had suffered falls, and those manifesting anxiety. CONCLUSION: Our sample included subjects of advanced age, primarily women, who were institutionalized less than five years, with multiple diseases and polypharmacy users. They presented long-standing short-duration mixed dizziness, that occurred more than once a month and affected mainly the functional aspect.<hr/>RESUMO INTRODUÇÃO: A tontura está entre as queixas mais comuns da população idosa. OBJETIVO: Determinar os perfis sociodemográfico e clínico-funcional de idosos institucionalizados com relação à tontura. MÉTODO: Estudo prospectivo transversal, com idosos institucionalizados com ≥ 60 anos de idade. Foi aplicado um questionário referente às características sociodemográficas e clínico-funcionais, assim como foi feita anamnese sobre a ocorrência de tontura, e aplicado o questionário Dizziness Handicap Inventory. RESULTADOS: 48,9% dos idosos apresentaram tontura. As médias do número de doenças e medicamentos associados à tontura foram, respectivamente, 4,5 doenças e 7,8 medicamentos. Houve associação significativa entre ocorrência de tontura e doenças do sistema osteomuscular, do tecido subconjuntivo e do aparelho geniturinário, bem como uso de medicamentos para o sistema musculoesquelético. Os escores do grau de handicap no DHI funcional foram significativamente maiores para os idosos que necessitavam de auxílio à marcha, para os que tiveram queda e para os que apresentaram ansiedade. CONCLUSÃO: Amostra caracterizada por mulheres de idade elevada, com menos de cinco anos de institucionalização, com múltiplas doenças e medicamentos. Apresentam tontura mista, de curta duração, com surgimento há anos, manifestando-se mais de uma vez ao mês, prejudicando principalmente o aspecto funcional. <![CDATA[Progressão do aprendizado da sialoendoscopia diagnóstica]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942016000200170&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT INTRODUCTION: Sialendoscopy is becoming the gold standard procedure for diagnosis and treatment of Salivary Gland Inflammatory Diseases. OBJECTIVE: To evaluate the learning progression of a single surgeon to implement and perform diagnostic sialendoscopy: to estimate how many procedures were necessary to achieve better results; if it was higher rate of complications in the beginning. METHODS: Retrospective analysis involving 113 consecutive sialendoscopies performed from 2010 to 2013. According to a descriptive analysis of the factors related to surgeon's experience, the casuistic was divided into two groups: group (A) comprising the first 50 exams, and group (B) the last 63. Groups were then compared concerning demographic and peri-operative aspects. RESULTS: In Group A, failure to catheterize papilla were 22% versus 3% in B (p = 0.001). Failure to complete examination was 30% in group A versus 6% in B (p = 0.001), and necessity to repeat exams was 22% in group A versus 10% in B (p = 0.058). The complication rates were 18% in group A, and 10% in B (p = 0.149). Operative time was slightly shorter in group B (56 versus 41 min, p = 0.045). CONCLUSION: We found better outcomes after the first 50 diagnostic sialendoscopies. Complication rates were statistically the same between early and late groups of experience with sialendoscopy.<hr/>RESUMO INTRODUÇÃO: A sialoendoscopia vem se tornando o procedimento de referência para o diagnóstico e o tratamento das doenças inflamatórias da glândula salivar. OBJETIVO: Avaliar a progressão de aprendizado de um mesmo cirurgião para implementação e realização da sialoendoscopia diagnóstica: verificar quantos procedimentos foram necessários para a obtenção de resultados melhores e se houve ocorrência de maior taxa de complicações no início do aprendizado. MÉTODO: Análise retrospectiva envolvendo 113 sialoendoscopias consecutivas realizadas de 2010 a 2013. De acordo com uma análise descritiva dos fatores relacionados à experiência do cirurgião, a casuística foi dividida em dois grupos: grupo (A), compreendendo os primeiros 50 exames; e grupo (B), os últimos 63. Em seguida, os grupos foram comparados, levando em consideração os aspectos demográficos e perioperatórios. RESULTADOS: No grupo A, a não realização do cateterismo papilar foi de 22% vs. 3% em B (p = 0,001). A não realização de um exame completo foi de 30% no grupo A vs. 6% em B (p = 0,001), e a necessidade de repetir o exame foi de 22% no grupo A vs. 10% em B (p = 0,058). Os percentuais de complicações foram 18% no grupo A e 10% em B (p = 0,149). O tempo operatório foi ligeiramente menor no grupo B (56 vs. 41 minutos, p = 0,045). CONCLUSÃO: Verificamos melhores desfechos após as 50 primeiras sialoendoscopias diagnósticas. Os percentuais de complicações foram estatisticamente semelhantes entre os grupos inicial e avançado de experiência com a sialoendoscopia. <![CDATA[Função da prótese obturadora após maxilectomia e reabilitação protética obturadora]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942016000200177&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT INTRODUCTION: Maxillary defects are usually rehabilitated by a prosthetic obturator. OBJECTIVE: This study aimed to evaluate the functioning of obturators prosthesis in patients with unilateral defects after maxillectomy. METHODS: Of 49 patients, 28 underwent to maxillectomy as a result of tumor ablative surgery, and acquired unilateral maxillary defects. Evaluation of the function was performed by applying the Obturator Functional Scale (OFS). RESULTS: From a total of 49 patients, 28 were treated as follows: 9 with a conventional retained obturator prosthesis (COP), 11 (39%) with an enhanced retentive obturator prosthesis with stud attachment (POP) and 8 (28%) with an enhanced retentive obturator prosthesis with magnetic attachment (POM). The mean OFS score was 80. Scores on functions of speech, swallowing and chewing reached statistical significances (p &lt; 0.05) among these three subgroups. Comparing COP and MOP groups, the scores of OFS in the domains of "Speech-ability to speak in public" and "Swallowing-leakage with liquids" were significantly higher in AOP group. Comparing COP group, the scores of OFS in "Swallowing-leakage with solid" and "Chewing/eating" domains were increased significantly (p &lt; 0.05) both in MOP and AOP groups. CONCLUSION: Obturator prosthesis improves oral function of patients after maxillary defects; the retention of the obturator prosthesis enhanced by the addition of attachments showed more benefits in oral function.<hr/>RESUMO INTRODUÇÃO: Em geral, os defeitos da maxila são reabilitados por uma prótese obturadora. OBJETIVO: O estudo avaliou o funcionamento da prótese obturadora em pacientes com defeitos unilaterais após maxilectomia. MÉTODO: De 49 pacientes, 28 foram submetidos a maxilectomia como cirurgia de ablação tumoral e tiveram como sequela defeitos maxilares unilaterais. A avaliação do funcionamento foi efetuada pela aplicação da Escala Funcional do Obturador (EFO). RESULTADOS: De um total de 49 pacientes, 28 foram tratados da seguinte forma: nove com prótese obturadora retentiva convencional (POC), 11 (39%) com prótese obturadora retentiva com fixação por pino (POP) e oito (28%) com prótese obturadora retentiva com fixação magnética (POM). O escore médio na EFO foi de 80. Os escores para funções da fala, deglutição e mastigação alcançaram significância estatística (p &lt; 0,05) entre os três subgrupos. Na comparação entre os grupos POC e POM, os escores da EFO nos domínios da "Fala-capacidade de discursar em público" e "Deglutição-vazamento de líquidos" foram significativamente mais altos no grupo POP. Na comparação com o grupo POC, os escores da EFO nos domínios de "Deglutição-vazamento com sólido" e "Mastigação/ingestão" estavam significativamente aumentados (p &lt; 0,05) nos grupos POM e POP. CONCLUSÃO: A prótese obturadora melhorou o funcionamento oral de pacientes com defeitos maxilares; a retenção da prótese obturadora reforçada pela adição de dispositivos de fixação demonstrou maiores benefícios na função oral. <![CDATA[Variações do pico de fluxo inspiratório nasal entre escolares sadios após o uso de soluções salinas]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942016000200184&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT INTRODUCTION: Nasal hygiene with saline solutions has been shown to relieve congestion, reduce the thickening of the mucus and keep nasal cavity clean and moist. OBJECTIVE: Evaluating whether saline solutions improve nasal inspiratory flow among healthy children. METHODS: Students between 8 and 11 years of age underwent 6 procedures with saline solutions at different concentrations. The peak nasal inspiratory flow was measured before and 30 min after each procedure. Statistical analysis was performed by means of t test, analysis of variance, and Tukey's test, considering p &lt; 0.05. RESULTS: We evaluated 124 children at all stages. There were differences on the way a same concentration was used. There was no difference between 0.9% saline solution and 3% saline solution by using a syringe. CONCLUSION: The 3% saline solution had higher averages of peak nasal inspiratory flow, but it was not significantly higher than the 0.9% saline solution. It is important to offer various options to patients.<hr/>RESUMO INTRODUÇÃO: A higiene nasal com soluções salinas tem sido indicada para aliviar a congestão, reduzir o espessamento do muco e manter a cavidade nasal limpa e úmida. OBJETIVO: Avaliar se as soluções salinas melhoram o fluxo inspiratório nasal entre crianças sadias. MÉTODO: Escolares com idades entre 8 e 11 anos foram submetidos a 6 procedimentos com soluções salinas em diferentes concentrações. O pico de fluxo inspiratório nasal foi medido antes e 30 minutos após cada procedimento. A análise estatística foi realizada por meio do teste t, análise de variância e teste de Tukey, considerando p &lt; 0,05. RESULTADOS: Foram avaliadas 124 crianças em todas as etapas. Houve diferenças quanto à forma de uso de uma mesma concentração. Não houve diferença entre solução salina a 0,9% e solução salina a 3% por meio de seringa. CONCLUSÕES: A solução salina a 3% obteve maiores médias do pico de fluxo inspiratório nasal, porém não foi significativamente superior à solução salina a 0,9%. É importante oferecer diferentes opções aos pacientes. <![CDATA[Terapia tópica de irrigação nasal de alto volume com solução de budesonida em rinossinusite crônica de difícil tratamento]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942016000200191&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT INTRODUCTION: Chronic rhinosinusitis (CRS) is termed difficult-to-treat when patients do not reach acceptable level of control despite adequate surgery, intranasal corticosteroid treatment and up to 2 short courses of systemic antibiotics or corticosteroids in the preceding year. Recently, high-volume corticosteroid nasal irrigations have been recommended for CRS treatment. OBJECTIVE: To assess high-volume budesonide nasal irrigations for difficult-to-treat CRS. METHODS: Prospective uncontrolled intervention trial. Participants were assessed before- and 3 months after nasal irrigation with 1 mg of budesonide in 500 mL of saline solution daily for 2 days. Subjective (satisfactory clinical improvement) and objective (SNOT-22 questionnaire and Lund-Kennedy endoscopic scores) assessments were performed. RESULTS: Sixteen patients were included, and 13 (81.3%) described satisfactory clinical improvement. SNOT-22 mean scores (50.2-29.6; p = 0.006) and Lund-Kennedy mean scores (8.8-5.1; p = 0.01) improved significantly. Individually, 75% of patients improved SNOT-22 scores, and 75% improved Lund-Kennedy scores after high volume budesonide nasal irrigations. CONCLUSION: High-volume corticosteroid nasal irrigations are a good option in difficult-to-treat CRS control of disease, reaching 81.3% success control and significant improvement of SNOT-22 and Lund-Kennedy scores.<hr/>RESUMO INTRODUÇÃO: A rinossinusite crônica (RSC) de difícil tratamento é aquela inadequadamente controlada com cirurgia, corticosteroides tópicos em spray e até dois ciclos de medicação sistêmica em um ano. Atualmente, tem sido preconizado o uso de irrigações nasais de corticosteroides em alto volume para seu tratamento. OBJETIVO: Avaliar o uso da terapia tópica de irrigações nasais com budesonida em alto volume nos pacientes com RSC de difícil tratamento. MÉTODO: Estudo prospectivo de intervenção não controlado em RSC de difícil tratamento com 3 meses de terapia tópica de irrigação (1 mg de budesonida diluído em 500 mL de soro fisiológico para ser utilizado em dois dias). Realizada avaliação subjetiva (melhora clínica satisfatória) e objetiva (questionário SNOT-22 e classificação endoscópica de Lund-Kennedy). RESULTADOS: Foram incluídos 16 pacientes, sendo que 13 (81,3%) consideraram sua melhora clínica satisfatória. Houve melhora significante das médias de SNOT-22 (50,2 a 29,6; p = 0,006) e de Lund-Kennedy (8,8 a 5,1; p = 0,01). Individualmente, 75% dos pacientes apresentaram melhora do SNOT-22 e 75%, do Lund-Kennedy. CONCLUSÃO: A terapia tópica de irrigação de alto volume de corticosteroide é uma boa opção no controle clínico dos pacientes com rinossinusite crônica de difícil tratamento, com controle adequado de 81,3% destes pacientes e melhora significante do SNOT-22 e do Lund-Kennedy. <![CDATA[Avaliação da melhora da qualidade de vida com o uso de Azitromicina no tratamento da polipose nasossinusal eosinofílica]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942016000200198&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT INTRODUCTION: The Sino-Nasal Outcome Test 22 (SNOT-22) is an important tool in assessing the quality of life (QoL) of patients with chronic rhinosinusitis with a validated version in Brazil. The eosinophilic nasal polyposis (ENP) represents most of the cases of nasal polyposis (85-90%) and belongs to the group of chronic rhinosinusitis. It is a chronic inflammatory disease that impacts the QoL of patients, not only causing localized symptoms, but also resulting in a general malaise. The standard treatments (corticosteroids and nasal endoscopic surgery) lead to partial control of symptoms, but relapses are frequent. Macrolide acting as an immunomodulator is a promising tool for more effective control of this disease. Studies are still lacking to assess the real impact on the QoL in patients treated with macrolides. OBJECTIVE: To evaluate the improvement of QL, evaluated using SNOT-22, in patients with PNSE treated with immunomodulatory dose azithromycin. METHODS: This is a paired experimental study in patients with ENP. Comparison of pre-treatment and post-treatment with azithromycin was performed. Patients completed the SNOT-22 questionnaire before the start of treatment and returned for evaluation after eight weeks of treatment. Azithromycin was prescribed at a dose of 500 mg, orally, three times a week, for 8 weeks. RESULTS: SNOT-22 score decreased 20.3 points on average. There was a significant decrease in the SNOT-22 (difference greater than 14 points) in 19 patients (57.6%). There was no significant difference in improvement in SNOT in subgroups with or without asthma/aspirin intolerance. CONCLUSION: Azithromycin resulted in significant improvement of QoL, assessed by SNOT-22, in the studied population.<hr/>RESUMO INTRODUÇÃO: O Sino-Nasal Outcome Test 22 (SNOT-22) está entre os principais instrumentos na avaliação da qualidade de vida dos pacientes com rinossinusite crônica, com versão validada no Brasil. A polipose nasossinusal eosinofílica (PNSE) representa a maioria dos casos de polipose nasossinusal (85% a 90%) e pertence ao grande grupo das rinossinusites crônicas. É uma doença inflamatória crônica que impacta sobremaneira a qualidade de vida (QV) dos pacientes, não só pelos sintomas locais, mas também por resultarem em um quadro de mal-estar geral. Os tratamentos padronizados (corticosteroides e cirurgia endoscópica nasal) levam ao controle parcial dos sintomas e as recidivas são frequentes. Os macrolídeos usados como imunomoduladores são uma promissora ferramenta para um controle mais eficaz dessa doença. Ainda faltam estudos para avaliar o real impacto na QV dos pacientes tratados com macrolídeos. OBJETIVO: Avaliar a melhora da QV do paciente portador de PNSE tratado com azitromicina em dose imunomoduladora baseando-se questionário SNOT-22. MÉTODO: Trata-se de estudo experimental autopareado em pacientes com PNSE. Foi realizada a comparação dos pacientes pré-tratamento e pós-tratamento com azitromicina. Os pacientes preencheram o questionário SNOT-22 antes do início do tratamento e no retorno após as oito semanas de tratamento. Foi prescrita azitromicina na dose de 500 mg, VO, três vezes por semana, durante 8 semanas. RESULTADOS: O valor do índice SNOT-22 dos pacientes reduziu 20,3 pontos, em média. Houve diminuição significativa do SNOT-22 (diferença maior que 14 pontos) em 19 pacientes (57,6%). Não houve uma diferença significativa na melhora do SNOT nos subgrupos com ou sem asma/intolerância à aspirina. CONCLUSÃO: A azitromicina resultou em melhora significativa da QV, avaliada pelo questionário SNOT-22, na população estudada. <![CDATA[Tratamento do tímpano perfurado com enxerto de celulose bacteriana: ensaio clínico controlado e randomizado]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942016000200203&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT INTRODUCTION: Promising treatments for tympanic membrane perforation closure have been studied. Therapies derived from tissue engineering probably eliminate the need for conventional surgery. Bacterial cellulose is presented as an alternative that is safe, biocompatible, and has low toxicity. OBJECTIVES: To investigate the effect on healing of direct application of a bacterial cellulose graft on the tympanic membrane compared to the conventional approach with autologous fascia. METHODS: Randomized controlled trial. Forty patients with tympanic membrane perforations secondary to chronic otitis media were included, and were randomly assigned to an experimental group (20), treated with a bacterial cellulose graft (BC) and control group (20), treated with autologous temporal fascia (fascia). We evaluated the surgical time, hospital stay, time of epithelialization and the rate of tympanic perforation closure. Hospital costs were compared. The statistical significance level accepted was established at p &lt; 0.05. RESULTS: The closure of perforations was similar in both groups. The average operation time in the fascia group was 76.50 min versus 14.06 min bacterial cellulose in the group (p = 0.0001). The hospital cost by the Brazilian public health system was R$ 600.00 for the bacterial cellulose group, and R$ 7778.00 for the fascia group (p = 0.0001). CONCLUSION: Bacterial cellulose grafts promoted the closure of the tympanic membrane perforations, and were demonstrated to be innovative, effective, safe, minimally invasive, efficacious and to have a very low cost.<hr/>RESUMO INTRODUÇÃO: Tratamentos promissores para o fechamento da perfuração da membrana timpânica vêm sendo estudados. Terapias provenientes de engenharia de tecidos provavelmente eliminarão a necessidade de uma intervenção cirúrgica convencional. A celulose bacteriana apresenta-se como uma alternativa por ser segura, de baixa toxicidade, biocompatível. OBJETIVOS: Investigar o efeito da aplicação direta do enxerto da celulose bacteriana na cicatrização de perfurações da membrana timpânica, comparado ao procedimento convencional com fáscia autóloga. MÉTODO: Incluíram-se 40 pacientes com perfuração da membrana timpânica por otite média crônica simples. Randomizados de 1 a 40, onde os ímpares (20) foram tratados com enxerto de celulose bacteriana (CB), e os pares (20), com enxerto de fáscia temporal autóloga (fáscia). Estudo clínico controlado e randomizado. O tempo cirúrgico e de hospitalização foram o tempo de epitelização e custos hospitalares. RESULTADOS: O fechamento das perfurações foi semelhante nos dois grupos. O tempo médio da cirurgia no grupo fáscia foi de 76,50 minutos e de 14,06 minutos no grupo com celulose bacteriana (p = 0,0001). O custo hospitalar pela tabela do SUS foi de R$ 600,00 para o grupo CB e R$ 7.778,00 para o grupo fáscia (p = 0,0001). CONCLUSÃO: A celulose bacteriana promoveu o fechamento da perfuração do tímpano, mostrando-se inovador, seguro, eficaz, efetivo, minimamente invasivo e de baixo custo. <![CDATA[Transtornos ansiosos e depressivos em pacientes idosos com tontura crônica de origem vestibular]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942016000200209&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT INTRODUCTION: Dizziness is one of the most prevalent symptoms in the elderly. Anxiety and depression are common in dizzy adult patients, but there is scarce information about comorbidity between vestibular disturbances and psychiatric disorders in the aged. OBJECTIVE: To assess the prevalence of anxiety and depression disorders in elderly with chronic dizziness of vestibular origin. METHODS: Transversal study that used the Brazilian version of the Composite International Diagnostic Interview 2.1 to assess anxiety and depressive disorders in elderly patients (≥60 years old) with chronic dizziness. RESULTS: Most of the 44 patients included in the study were female (88.6%) with a mean age of 71 years (±7.5), 68.1% had experienced dizziness for 1 year or more. The most prevalent diagnosis was benign paroxysmal positional vertigo (52.3%). The prevalence of generalized anxiety disorder and specific phobias during life were 29.5% and 22.7%, respectively, and, in the last 12 months, 18.2% and 15.9%. There was no patient with panic disorder, agoraphobia or social phobia. The prevalence of depressive disorder during life was 45.4%, and, in the last 12 months, were 11.3%. CONCLUSION: Aged patients with chronic dizziness had high prevalence of some mental disorders.<hr/>RESUMO INTRODUÇÃO: A tontura é um dos sintomas clínicos mais prevalentes entre idosos. Sintomas ansiosos e depressivos são frequentes em pacientes adultos não idosos com tontura, porém há pouca informação sobre a comorbidade das doenças vestibulares e transtornos mentais em idosos. OBJETIVO: Avaliar a prevalência de transtornos ansiosos e depressivos em idosos com tontura crônica de origem vestibular. MÉTODO: Estudo de corte transversal que utilizou como instrumento a versão brasileira do Composite International Diagnostic Interview 2.1 (CIDI) para avaliar transtornos ansiosos e depressivos em idosos (≥ 60 anos) com tontura crônica. RESULTADOS: Foram incluídos 44 pacientes, a maioria do gênero feminino (88,6%), idade média de 71 anos, 68,1% apresentava tontura há mais de um ano, e 52,3% apresentavam diagnóstico de vertigem posicional paroxística benigna. A prevalência de transtorno de ansiedade generalizada e fobias específicas na vida foi de 29,5% e 22,7%, respectivamente, e, nos últimos 12 meses, de 18,2% e 15,9% respectivamente. Não houve casos de transtorno do pânico, agorafobia e fobia social. A prevalência de transtorno depressivo na vida foi 45,4%, e, nos últimos 12 meses, foi 11,3%. CONCLUSÃO: Encontrou-se elevada prevalência de certos transtornos mentais em idosos com tontura crônica. <![CDATA[Fatores que influenciam a ocorrência de otite media entre crianças sicilianas com infecções de vias aéreas superiores]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942016000200215&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT INTRODUCTION: Upper respiratory tract infection is a nonspecific term used to describe an acute infection involving the nose, paranasal sinuses, pharynx and larynx. Upper respiratory tract infections in children are often associated with Eustachian tube dysfunction and complicated by otitis media, an inflammatory process within the middle ear. Environmental, epidemiologic and familial risk factors for otitis media (such as sex, socioeconomic and educational factors, smoke exposure, allergy or duration of breastfeeding) have been previously reported, but actually no data about their diffusion among Sicilian children with upper respiratory tract infections are available. OBJECTIVE: To investigate the main risk factors for otitis media and their prevalence in Sicilian children with and without upper respiratory tract infections. METHODS: A case-control study of 204 children with upper respiratory tract infections who developed otitis media during a 3 weeks monitoring period and 204 age and sex-matched healthy controls. Seventeen epidemiologically relevant features were inventoried by means of standardized questionnaires and skin tests were performed. Univariate analysis and multivariate logistic regression analysis were used to examine the association between risk factors and occurrence of otitis media. RESULTS: Otitis media resulted strongly associated to large families, low parental educational attainment, schooling within the third years of life (p &lt; 0.05); children were more susceptible to develop otitis media in the presence of asthma, cough, laryngopharyngeal reflux disease, snoring and apnea (p &lt; 0.05). Allergy and urban localization increased the risk of otitis media in children exposed to smoke respectively of 166% and 277% (p &lt; 0.05); the joint effect of asthma and presence of pets in allergic population increased the risk of recurrence of 11%, while allergy, cough and runny nose together increased this risk of 74%. CONCLUSIONS: Upper respiratory tract infections and otitis media are common childhood diseases strongly associated with low parental educational attainment (p = 0.0001), exposure to smoke (p = 0.0001), indoor exposure to mold (p = 0.0001), laryngopharyngeal reflux disease (p = 0.0002) and the lack of breast-feeding (p = 0.0014); an increased risk of otitis media recurrences was observed in the presence of allergy, persistent cough and runny nose (p = 0.0001). The modification of the identified risk factors for otitis media should be recommended to realize a correct primary care intervention.<hr/>RESUMO INTRODUÇÃO: A infecção de vias aéreas superiores é uma denominação inespecífica, empregada na descrição de uma infecção aguda envolvendo o nariz, os seios paranasais, a faringe e a laringe. As infecções de vias aéreas superiores em crianças estão frequentemente associadas à disfunção da trompa de Eustáquio, complicando-se com otite média, um processo inflamatório da orelha média. Já foram relatados vários fatores de risco relacionados à otite média, incluindo os ambientais, epidemiológicos e familiares (p. ex., gênero, fatores socioeconômicos e educacionais, exposição ao tabaco, alergia ou duração do aleitamento materno), entretanto, não dispomos de dados sobre sua ocorrência entre crianças sicilianas com infecções de vias aéreas superiores. OBJETIVO: Investigar os principais fatores de risco para otite média e sua prevalência em crianças sicilianas com e sem infecções de vias aéreas superiores. MÉTODO: Um estudo de caso-controle de 204 crianças com infecções de vias aéreas superiores apresentando otite média durante um período de monitoração de três semanas e 204 controles saudáveis compatíveis em idade e gênero. Foram relacionadas 17 características com relevância epidemiológica por meio da aplicação de questionários padronizados; também foram realizados testes cutâneos. Foram utilizadas análises univariada e de regressão logística multivariada no exame da associação entre fatores de risco e ocorrência de otite média. RESULTADOS: A otite média revelou forte associação com famílias numerosas, baixo nível educacional dos pais e escolaridade no terceiro ano de vida (p&lt; 0,05); as crianças demonstraram maior suscetibilidade para ocorrência de otite média em presença de asma, tosse, doença do refluxo laringofaríngeo, ronco e apneia (p &lt; 0,05). Alergia e localização urbana aumentaram o risco de otite média em crianças expostas ao fumo em 166% e 277% (p &lt; 0,05), respectivamente; o efeito conjunto de asma e presença de animais de estimação na população alérgica aumentou o risco de recidiva em 11%, enquanto que, em conjunto, alergia, tosse e coriza aumentaram esse risco em 74%. CONCLUSÕES: As infecções de vias aéreas superiores e otite média são doenças pediátricas comuns, fortemente associadas a baixo nível educacional dos pais (p = 0,0001), exposição ao fumo (p = 0,0001), exposição domiciliar ao mofo (p = 0,0001), refluxo laringofaríngeo (p = 0,0002) e ausência de aleitamento materno (p = 0,0014). Também foi observado aumento do risco de recidivas de otite média em presença de alergia, tosse persistente e coriza (p = 0,0001). Deve-se recomendar a modificação dos fatores de risco identificados para otite média, para uma correta intervenção terapêutica primária. <![CDATA[Revisão sistemática: influência da obstrução nasal na apneia do sono]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942016000200223&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT INTRODUCTION: Obstructive sleep apnea syndrome (OSAS) is a common disorder that can lead to cardiovascular morbidity and mortality, as well as to metabolic, neurological, and behavioral consequences. It is currently believed that nasal obstruction compromises the quality of sleep when it results in breathing disorders and fragmentation of sleep. However, recent studies have failed to objectively associate sleep quality and nasal obstruction. OBJECTIVE: The aim of this systematic review is to evaluate the influence of nasal obstruction on OSAS and polysomnographic indices associated with respiratory events. METHODS: Eleven original articles published from 2003 to 2013 were selected, which addressed surgical and non-surgical treatment for nasal obstruction, performing polysomnography type 1 before and after the intervention. RESULTS/CONCLUSIONS: In most trials, nasal obstruction was not related to the apnea-hypopnea index (AHI), indicating no improvement in OSAS with reduction in nasal resistance. However, few researchers evaluated other polysomnography indices, such as the arousal index and rapid eye movement (REM) sleep percentage. These could change with nasal obstruction, since it is possible that the nasal obstruction does not completely block the upper airways, but can increase negative intrathoracic pressure, leading to sleep fragmentation.<hr/>RESUMO INTRODUÇÃO: A síndrome da apneia obstrutiva do sono (SAOS) é um distúrbio muito prevalente que pode ocasionar morbi-mortalidade cardiovascular, além de consequências metabólicas, neurológicas e comportamentais. Atualmente, acredita-se que a obstrução nasal comprometa a qualidade do sono, devido a distúrbios respiratórios e fragmentação do sono. Entretanto, até o momento estudos recentes não conseguem relacionar objetivamente qualidade do sono e obstrução nasal. OBJETIVO: O objetivo principal desta revisão sistemática é avaliar a influência da obstrução nasal na SAOS e em índices polissonográficos associados a eventos respiratórios. MÉTODO: Foram selecionados um total de 11 artigos originais de 2003 a 2013 com tratamentos cirúrgicos e não cirúrgicos da obstrução nasal, realizando a polissonografia do tipo 1 antes e após a intervenção. RESULTADOS/CONCLUSÕES: Na maioria dos ensaios, a obstrução nasal não se relacionou ao índice de apneia-hipopneia, indicando ausência de melhora da SAOS com a redução da resistência nasal. Entretanto, poucos pesquisadores avaliaram índices polissonográficos como o índice de despertares e o percentual do sono REM (movimento rápido dos olhos) que poderiam vir alterados, uma vez que a obstrução nasal possivelmente não obstrui completamente a via aérea superior, mas aumenta a pressão negativa intratorácica, levando à fragmentação do sono. <![CDATA[Reabilitação vestibular com estímulos visuais nas vestibulopatias periféricas]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942016000200232&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT INTRODUCTION: Visual stimuli can induce vestibular adaptation and recovery of body balance. OBJECTIVE: To verify the effect of visual stimuli by digital images on vestibular and body balance rehabilitation of peripheral vestibular disorders. METHODS: Clinical, randomized, prospective study. Forty patients aged between 23 and 63 years with chronic peripheral vestibular disorders underwent 12 sessions of rehabilitation with visual stimuli using digital video disk (DVD) (experimental group) or Cawthorne-Cooksey exercises (control group). The Dizziness Handicap Inventory (DHI), dizziness analog scale, and the sensitized Romberg static balance and one-leg stance tests were applied before and after the intervention. RESULTS: Before and after the intervention, there was no difference between the experimental and control groups (p &gt; 0.005) regarding the findings of DHI, dizziness analog scale, and static balance tests. After the intervention, the experimental and control groups showed lower values (p &lt; 0.05) in the DHI and the dizziness analog scale, and higher values (p &lt; 0.05) in the static balance tests in some of the assessed conditions. CONCLUSION: The inclusion of visual stimuli by digital images on vestibular and body balance rehabilitation is effective in reducing dizziness and improving quality of life and postural control in individuals with peripheral vestibular disorders.<hr/>RESUMO INTRODUÇÃO: Estímulos visuais podem induzir a adaptação vestibular e recuperar o equilíbrio corporal. OBJETIVO: Verificar o efeito de estímulos visuais por imagens digitais na reabilitação do equilíbrio corporal de vestibulopatias periféricas. MÉTODO: Estudo clínico, randomizado, prospectivo. Quarenta pacientes com vestibulopatia periférica crônica e idade entre 23 e 63 anos foram submetidos à 12 sessões de reabilitação com estímulos visuais em DVD (grupo experimental) ou aos exercícios de Cawthorne-Cooksey (grupo controle). Dizziness Handicap Inventory (DHI), escala visual analógica de tontura e testes de equilíbrio estático de Romberg sensibilizado e de apoio unipodal foram aplicados antes e após a intervenção. RESULTADOS: Antes e após a intervenção, não houve diferença entre os grupos experimental e controle (p &gt; 0,005) no DHI, escala visual analógica e testes de equilíbrio estático. Após a intervenção, o grupo experimental e o controle apresentaram valores menores (p &lt; 0,05) do DHI e da escala visual analógica de tontura e valores maiores (p &lt; 0,05) nos testes de equilíbrio estático em algumas condições avaliadas. CONCLUSÃO: A inclusão de estímulos visuais por imagens digitais na reabilitação do equilíbrio corporal é eficaz na redução da tontura, na melhora da qualidade de vida e do controle postural de vestibulopatias periféricas. <![CDATA[Implante coclear em paciente com neurofibromatose tipo 2 submetido a radioterapia]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942016000200242&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT INTRODUCTION: Visual stimuli can induce vestibular adaptation and recovery of body balance. OBJECTIVE: To verify the effect of visual stimuli by digital images on vestibular and body balance rehabilitation of peripheral vestibular disorders. METHODS: Clinical, randomized, prospective study. Forty patients aged between 23 and 63 years with chronic peripheral vestibular disorders underwent 12 sessions of rehabilitation with visual stimuli using digital video disk (DVD) (experimental group) or Cawthorne-Cooksey exercises (control group). The Dizziness Handicap Inventory (DHI), dizziness analog scale, and the sensitized Romberg static balance and one-leg stance tests were applied before and after the intervention. RESULTS: Before and after the intervention, there was no difference between the experimental and control groups (p &gt; 0.005) regarding the findings of DHI, dizziness analog scale, and static balance tests. After the intervention, the experimental and control groups showed lower values (p &lt; 0.05) in the DHI and the dizziness analog scale, and higher values (p &lt; 0.05) in the static balance tests in some of the assessed conditions. CONCLUSION: The inclusion of visual stimuli by digital images on vestibular and body balance rehabilitation is effective in reducing dizziness and improving quality of life and postural control in individuals with peripheral vestibular disorders.<hr/>RESUMO INTRODUÇÃO: Estímulos visuais podem induzir a adaptação vestibular e recuperar o equilíbrio corporal. OBJETIVO: Verificar o efeito de estímulos visuais por imagens digitais na reabilitação do equilíbrio corporal de vestibulopatias periféricas. MÉTODO: Estudo clínico, randomizado, prospectivo. Quarenta pacientes com vestibulopatia periférica crônica e idade entre 23 e 63 anos foram submetidos à 12 sessões de reabilitação com estímulos visuais em DVD (grupo experimental) ou aos exercícios de Cawthorne-Cooksey (grupo controle). Dizziness Handicap Inventory (DHI), escala visual analógica de tontura e testes de equilíbrio estático de Romberg sensibilizado e de apoio unipodal foram aplicados antes e após a intervenção. RESULTADOS: Antes e após a intervenção, não houve diferença entre os grupos experimental e controle (p &gt; 0,005) no DHI, escala visual analógica e testes de equilíbrio estático. Após a intervenção, o grupo experimental e o controle apresentaram valores menores (p &lt; 0,05) do DHI e da escala visual analógica de tontura e valores maiores (p &lt; 0,05) nos testes de equilíbrio estático em algumas condições avaliadas. CONCLUSÃO: A inclusão de estímulos visuais por imagens digitais na reabilitação do equilíbrio corporal é eficaz na redução da tontura, na melhora da qualidade de vida e do controle postural de vestibulopatias periféricas. <![CDATA[Tratamento endoscópico do rabdomioma glótico do tipo adulto: relato de caso]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942016000200244&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT INTRODUCTION: Visual stimuli can induce vestibular adaptation and recovery of body balance. OBJECTIVE: To verify the effect of visual stimuli by digital images on vestibular and body balance rehabilitation of peripheral vestibular disorders. METHODS: Clinical, randomized, prospective study. Forty patients aged between 23 and 63 years with chronic peripheral vestibular disorders underwent 12 sessions of rehabilitation with visual stimuli using digital video disk (DVD) (experimental group) or Cawthorne-Cooksey exercises (control group). The Dizziness Handicap Inventory (DHI), dizziness analog scale, and the sensitized Romberg static balance and one-leg stance tests were applied before and after the intervention. RESULTS: Before and after the intervention, there was no difference between the experimental and control groups (p &gt; 0.005) regarding the findings of DHI, dizziness analog scale, and static balance tests. After the intervention, the experimental and control groups showed lower values (p &lt; 0.05) in the DHI and the dizziness analog scale, and higher values (p &lt; 0.05) in the static balance tests in some of the assessed conditions. CONCLUSION: The inclusion of visual stimuli by digital images on vestibular and body balance rehabilitation is effective in reducing dizziness and improving quality of life and postural control in individuals with peripheral vestibular disorders.<hr/>RESUMO INTRODUÇÃO: Estímulos visuais podem induzir a adaptação vestibular e recuperar o equilíbrio corporal. OBJETIVO: Verificar o efeito de estímulos visuais por imagens digitais na reabilitação do equilíbrio corporal de vestibulopatias periféricas. MÉTODO: Estudo clínico, randomizado, prospectivo. Quarenta pacientes com vestibulopatia periférica crônica e idade entre 23 e 63 anos foram submetidos à 12 sessões de reabilitação com estímulos visuais em DVD (grupo experimental) ou aos exercícios de Cawthorne-Cooksey (grupo controle). Dizziness Handicap Inventory (DHI), escala visual analógica de tontura e testes de equilíbrio estático de Romberg sensibilizado e de apoio unipodal foram aplicados antes e após a intervenção. RESULTADOS: Antes e após a intervenção, não houve diferença entre os grupos experimental e controle (p &gt; 0,005) no DHI, escala visual analógica e testes de equilíbrio estático. Após a intervenção, o grupo experimental e o controle apresentaram valores menores (p &lt; 0,05) do DHI e da escala visual analógica de tontura e valores maiores (p &lt; 0,05) nos testes de equilíbrio estático em algumas condições avaliadas. CONCLUSÃO: A inclusão de estímulos visuais por imagens digitais na reabilitação do equilíbrio corporal é eficaz na redução da tontura, na melhora da qualidade de vida e do controle postural de vestibulopatias periféricas. <![CDATA[Zumbido e celulares: o papel da radiação de radiofrequência eletromagnética]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942016000200248&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT INTRODUCTION: Visual stimuli can induce vestibular adaptation and recovery of body balance. OBJECTIVE: To verify the effect of visual stimuli by digital images on vestibular and body balance rehabilitation of peripheral vestibular disorders. METHODS: Clinical, randomized, prospective study. Forty patients aged between 23 and 63 years with chronic peripheral vestibular disorders underwent 12 sessions of rehabilitation with visual stimuli using digital video disk (DVD) (experimental group) or Cawthorne-Cooksey exercises (control group). The Dizziness Handicap Inventory (DHI), dizziness analog scale, and the sensitized Romberg static balance and one-leg stance tests were applied before and after the intervention. RESULTS: Before and after the intervention, there was no difference between the experimental and control groups (p &gt; 0.005) regarding the findings of DHI, dizziness analog scale, and static balance tests. After the intervention, the experimental and control groups showed lower values (p &lt; 0.05) in the DHI and the dizziness analog scale, and higher values (p &lt; 0.05) in the static balance tests in some of the assessed conditions. CONCLUSION: The inclusion of visual stimuli by digital images on vestibular and body balance rehabilitation is effective in reducing dizziness and improving quality of life and postural control in individuals with peripheral vestibular disorders.<hr/>RESUMO INTRODUÇÃO: Estímulos visuais podem induzir a adaptação vestibular e recuperar o equilíbrio corporal. OBJETIVO: Verificar o efeito de estímulos visuais por imagens digitais na reabilitação do equilíbrio corporal de vestibulopatias periféricas. MÉTODO: Estudo clínico, randomizado, prospectivo. Quarenta pacientes com vestibulopatia periférica crônica e idade entre 23 e 63 anos foram submetidos à 12 sessões de reabilitação com estímulos visuais em DVD (grupo experimental) ou aos exercícios de Cawthorne-Cooksey (grupo controle). Dizziness Handicap Inventory (DHI), escala visual analógica de tontura e testes de equilíbrio estático de Romberg sensibilizado e de apoio unipodal foram aplicados antes e após a intervenção. RESULTADOS: Antes e após a intervenção, não houve diferença entre os grupos experimental e controle (p &gt; 0,005) no DHI, escala visual analógica e testes de equilíbrio estático. Após a intervenção, o grupo experimental e o controle apresentaram valores menores (p &lt; 0,05) do DHI e da escala visual analógica de tontura e valores maiores (p &lt; 0,05) nos testes de equilíbrio estático em algumas condições avaliadas. CONCLUSÃO: A inclusão de estímulos visuais por imagens digitais na reabilitação do equilíbrio corporal é eficaz na redução da tontura, na melhora da qualidade de vida e do controle postural de vestibulopatias periféricas.