Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1809-982320150002&lang=en vol. 18 num. 2 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[A new paradigm]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232015000200237&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[Analysis of factors associated to falls and hip fractures in elderly people: a case-control study]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232015000200239&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Identificar os principais fatores associados a quedas e fraturas de fêmur em idosos. MÉTODOS: Trata-se de estudo caso-controle (um grupo de casos e dois grupos controle) na proporção de 1:1:1, em que foram estudados 135 indivíduos com idade ≥60 anos, pareados por sexo, no período de 2005 a 2012. Os dados foram coletados por meio de entrevistas nos domicílios dos participantes, e realizou-se levantamento de informações em prontuários. Para análise das diferenças entre proporções e médias entre os grupos, empregaram-se o teste qui-quadrado e o teste t Student, respectivamente. Para o estudo da associação entre variáveis, foram realizadas análises univariadas e multivariadas empregando-se regressão logística. Como medida de efeito, foram empregados odds ratio (OR) e seu intervalo de confiança a 95% (IC95%). Em todas as análises, considerou-se um nível de significância de 5%. RESULTADOS: Após análise multivariada, os fatores de proteção contra fratura de fêmur foram: ouvir bem e possuir corrimão nas escadas de suas residências. Os fatores de risco para fratura de fêmur foram: hipertensão arterial sistêmica, sedentarismo e possuir superfície escorregadia na residência. Os fatores de proteção para queda foram: possuir corrimão nas escadas de suas residências, ser portador de osteoporose e depressão. O fator de risco de queda foi o sedentarismo. CONCLUSÃO: As fraturas de fêmur representam importante fator de morbidade em idosos. Conhecer os fatores de risco para fraturas pós-queda em idosos é essencial para o planejamento de ações individuais e coletivas voltadas à prevenção deste agravo e suas consequências. Atividades físicas, planos terapêuticos mais adequados e correção de inadequações nos domicílios desses indivíduos devem ser orientados e incentivados. <hr/> OBJECTIVE: To identify the main factors associated to falls and hip fractures in the elderly. METHODS: This is a case-control study (a group of cases and two control groups) in a 1: 1: 1 proportion, studying 135 individuals aged ≥60 years, matched by sex, from 2005 to 2012. Data were collected through interviews at the homes of participants, and information was gathered from medical records. To analyze the differences between proportions and means between groups, they employed the chi-square and Student's t test, respectively. To study the association between variables, were performed univariate and multivariate analyzes using logistic regression. As effect measure, were employed odds ratio (OR) and its confidence interval at 95% (95%). In all analyzes, we considered a 5% significance level. RESULTS: After multivariate analysis, hip fracture protection factors were: listen well and have handrails on the stairs of their homes. Risk factors for hip fracture were: hypertension, sedentary lifestyle and have slippery surface in the residence. Protective factors for fall were: have handrails on the stairs of their homes, have osteoporosis and depression. Risk factor for falls was physical inactivity. CONCLUSION: Hip fractures are an important cause of morbidity in the elderly. Knowing the risk factors for post-fall fractures in the elderly is essential for planning individual and collective actions aimed at prevention of this disease and its consequences. Physical activities, more effective treatment plans and inadequacies correction in households of those individuals should be counseled and encouraged. <![CDATA[Benzodiazepine use among elderly: the relief of "throwing water on the fire", not thinking and sleeping]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232015000200249&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Compreender a percepção e os significados que os idosos atribuem a suas experiências relacionadas ao uso prolongado de benzodiazepínicos. MÉTODOS: Trabalho de abordagem qualitativa, de cunho antropológico, realizado junto a idosos participantes do Projeto Bambuí, estudo de base populacional sobre as condições de saúde da população idosa, realizado na cidade de Bambuí-MG. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com 22 idosos, sem comprometimento cognitivo e residentes na cidade de Bambuí-MG, que relataram uso de medicação benzodiazepínica. RESULTADOS: No grupo pesquisado, o uso de benzodiazepínicos foi compatível com a definição de "padrão de uso crônico", variando de seis meses a 40 anos, sendo o medicamento mais utilizado o Clonazepam. A coleta e análise dos dados foram guiadas pelo modelo de signos, significados e ações. Emergiram como categorias: a utilização de um remédio "muito bom"; o remédio bom que "parece que vicia"; a (des)obediência à prescrição médica; e o alívio. CONCLUSÃO: Os idosos entrevistados justificam o uso crônico de benzodiazepínicos como um paliativo para lidar com dificuldades existenciais decorrentes de situações culturais, sociais e familiares, as quais precisam ser abordadas nos serviços de saúde. <hr/> OBJECTIVE: To understand the perception and meanings that elderly give to their experiences as related to prolonged use of benzodiazepines. METHODS: Using an anthropological qualitative methodology of qualitative approach, the study was conducted among elderly participants in the Bambuí Project, a population-based study on the health status of the elderly, in the city of Bambuí, Minas Geraisstate, Brazil. Semi-structured interviews were conducted with 22 elderly without cognitive impairment and residents in Bambuí-MG, who reported use of benzodiazepines. RESULTS: In the study group, the use of benzodiazepines was compatible with the definition of "pattern of chronic use", ranging from 6 months to 40 years, and the most used drug was Clonazepam. The collection and analysis were guided by the model of signs, meanings and actions. These categories emerged: use of a "very good" drug; the good medicine that "seems addictive"; (dis)obedience to the prescription; and relief. CONCLUSION: The elderly respondents justify the chronic use of benzodiazepines as a palliative to deal with existential difficulties arising from cultural, social and family situations, which need to be addressed in the health services. <![CDATA[Scenery of long-term care institutions: portraits of the routine of a multiprofessional team]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232015000200259&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Identificar os desafios e perspectivas de trabalho nas instituições de longa permanência para idosos (ILPI) na interpretação da equipe multiprofissional. METODOLOGIA: Estudo de abordagem qualitativa, exploratória e descritiva, recorte da pesquisa intitulada "Cenários de cuidados de longa duração: possibilidades avaliativas, interventivas e educacionais na atenção gerontológica". A pesquisa foi desenvolvida no município de Passo Fundo-RS, de março a agosto de 2013, contemplando 14 ILPIs. RESULTADOS: As situações desafiadoras do trabalho aludem ao aspecto de gestão, sistematização de ações, manutenção, convivência e mediação de conflitos profissionais e interpessoais, e no que se refere ao paradigma da institucionalização. As perspectivas da atuação em ILPIs correspondem à valorização com inserção profissional nos cenários de atenção, considerando a Gerontologia especialidade emergente no cumprimento dos preceitos legais e com maior incentivo do poder público. CONCLUSÕES: Os desafios são múltiplos e de ordem diversa. A perspectiva é que, num futuro próximo, possa existir uma equipe multiprofissional mais homogênea atendendo à legislação vigente. <hr/> OBJECTIVE: To identify the challenges and prospects of work in long-term institutions for the elderly (ILPI) in the viewpoint of the multidisciplinary team. METHODOLOGY: Qualitative, exploratory and descriptive study, part of a research entitled "Scenarios of long-term care: evaluative, intervention and educational possibilities in geriatric attention". Research was conducted in the city of Passo Fundo-RS, Brazil, from March to August 2013, involving 14 ILPI's. RESULTS: The challenging situations at work allude to management aspect, systematic actions, maintenance, coexistence and mediation of professional and interpersonal conflicts, as well as to the institutionalization paradigm. The appreciation of professionals based on their insertion in health care settings makes gerontology an emerging specialty with greater encouragement of public power. CONCLUSIONS: The challenges are multiple and of different origins. It is expected that, in the near future, a more homogeneous multidisciplinary team attending current legislation becomes possible. <![CDATA[The performance of elderly's occupational roles with and without depressive symptoms in geriatric monitoring]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232015000200273&lng=en&nrm=iso&tlng=en O estudo objetivou avaliar se a presença de sintomas depressivos influenciava o desempenho de papéis ocupacionais em idosos atendidos em ambulatório de geriatria de hospital público terciário. Trata-se de estudo do tipo transversal, com comparação entre grupos, de abordagem quantitativa com amostragem por conveniência. Foram considerados os dados sociodemográficos e clínicos a partir da revisão de prontuários e fornecidos pelos participantes da pesquisa, e aplicados os instrumentos Miniexame do Estado Mental, Escala de Depressão em Geriatria-15 e Lista de Identificação de Papéis Ocupacionais. Os resultados mostraram homogeneidade entre os grupos quanto às características sociodemográficas, clínicas e desempenho dos papéis ocupacionais, exceto para os papéis de Voluntário e Serviço Doméstico. Houve mudanças no desempenho entre os tempos passado e presente, com grande número de perdas de papéis associada ao envelhecimento, e não necessariamente aos sintomas depressivos. Idosos do grupo sem sintomas depressivos apresentaram maior continuidade no desempenho de papel de Serviço Doméstico, e maior intenção de retomada do papel de Voluntário no futuro, o que não foi observado no grupo com sintomas depressivos. Os dados permitem concluir que o grupo sem sintomas depressivos apresentou melhor desempenho para os papéis de Serviço Doméstico e Voluntário, mas não houve diferença entre os grupos para o padrão de desempenho nos demais papéis ocupacionais.<hr/>The study aimed to assess if the presence of depressive symptoms could influence the performance of occupational roles in elderly patients in a Geriatric outpatient clinic within a tertiary public hospital. It is a cross-sectional study, comparing groups, and quantitative approach with convenience sampling. Sociodemographic and clinical data based on medical record review and provided by participants were considered, and the instruments Mini Mental State Examination, Geriatric Depression Scale-15, and Occupational Roles ID List were applied. The results showed homogeneity between the groups in terms of sociodemographic and clinical characteristics, and performance of occupational roles, except for the roles of Volunteer and Domestic Services. There were changes in performance between past and present times, with high loss of roles associated with aging and not necessarily depressive symptoms. However, elderly without depressive symptoms group had greater continuity in the Domestic Service role performance, and greater intention to resume the Voluntary role in the future, which was not observed in the group with depressive symptoms. Data shows that the group without depressive symptoms presented best performance for Domestic Service and Volunteer roles, but no difference between groups for the performance standard of other occupational roles. <![CDATA[Sarcopenia: evaluation of different diagnostic criteria and its association with muscle strength and functional capacity]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232015000200285&lng=en&nrm=iso&tlng=en INTRODUCTION: Sarcopenia has been associated with increased morbidity and mortality in older people. However, there is still no consensus about the best diagnostic criteria for it. OBJECTIVE: This study aimed to evaluate different diagnostic criteria of sarcopenia and their relationship with muscle strength and functional capacity. METHODS: A cross-sectional study was carried out in Santa Maria-RS, Brazil. Body composition was measured by dual-energy X-ray absorptiometry (DXA). Physical performance was evaluated by the Timed-get-up-and-go test (TGUG). Muscle strength was measured with a handgrip dynamometer. The proposed criteria of sarcopenia were evaluated as follows: A) appendicular lean mass index (aLM/ht2), cutoffs 5.5 kg/m2, 2SD, 10th percentile, and 20th percentile of young reference; B) a linear regression model was used to adjust appendicular lean mass (aLM) for both height and fat mass, cutoff 20th percentile of elderly. RESULTS: In total, 104 women agreed to participate in the research, 39 young (20 to 40 years) and 65 elderly (over 60 years). The prevalence of sarcopenia varied from 0% to 17.2% according to the diagnostic criteria. Regarding muscle strength, the aLM/ht2 cutoff 10th percentile was the criterion with greater area under the ROC curve. However, there were no criteria with an area under the ROC curve greater than 0.5 when TGUG was the outcome. The reclassification showed that the criterion B reclassified 66.7% with normal grip strength as sarcopenic. CONCLUSION: Of these criteria, aLM/ht2 cutoff 10th percentile had stronger correlation with muscle strength. <hr/> INTRODUÇÃO: Sarcopenia está associada com aumento da morbidade e mortalidade em pessoas idosas. No entanto, ainda não existe consenso sobre o melhor critério diagnóstico para ela. OBJETIVO: Avaliar os diferentes critérios diagnósticos de sarcopenia e sua relação com a força muscular e capacidade funcional. MÉTODOS: Estudo transversal realizado em Santa Maria-RS, Brasil. A composição corporal foi avaliada através de absorciometria por dupla emissão de raios-x (DXA). A capacidade funcional foi inferida por meio dos testes Timed-get-up-and-go (TGUG) e preensão manual com um dinamômetro. Os critérios de sarcopenia propostos foram: A) índice de massa muscular apendicular (aLM/ht²), pontos de corte de 5,5 kg/m2, dois desvios-padrões (dp), percentil 10 e percentil 20 da amostra jovem de referência; B) modelo de regressão linear utilizando massa muscular apendicular (aLM) ajustado para altura e massa gorda (percentil 20 da amostra de idosos). RESULTADOS: No total, 104 mulheres concordaram em participar da pesquisa, 39 jovens (20 a 40 anos) e 65 idosas (acima de 60 anos). A prevalência de sarcopenia variou de 0% a 17,2%, conforme o critério utilizado. Em relação à força muscular, o percentil 10th do aLM/ht² foi o critério com maior área sob a curva ROC. No entanto, nenhum dos critérios diagnósticos para sarcopenia apresentou área sob a curva ROC maior que 0,5 quando TGUG foi utilizado. CONCLUSÃO: Dos critérios avaliados, aLM/ht2 percentil 10 apresentou melhor correlação com força muscular. <![CDATA[Profile of violence against the elderly in the city of Recife-PE, Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232015000200295&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Descrever o perfil da violência contra a pessoa idosa na cidade do Recife-PE. METODOLOGIA: Estudo descritivo de corte transversal, realizado no período de 2009-2012 na cidade do Recife-PE. Os dados foram obtidos do Sistema VIVA, que faz parte do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan-Net); as variáveis foram apresentadas conforme a Ficha de Notificação/Investigação Individual de Violência Doméstica, Sexual e/ou Outras Violências. RESULTADOS: Foram estudados 242 casos; a maior parte das vítimas era do sexo feminino (59,00%), tendo como agressor predominantemente o filho do sexo masculino. A violência física foi a forma de agressão mais observada (44,96%), ocorrida, principalmente, nas residências (47,52%). CONCLUSÃO: Observou-se incremento na notificação de casos de violência contra a pessoa idosa; o perfil epidemiológico mais frequente dessa violência na cidade do Recife é semelhante ao apresentado pela literatura, em que as vítimas são do sexo feminino, pardas e sofreram violência física em sua residência perpetrada pelo filho do sexo masculino. Espera-se, com este estudo, auxiliar a construção de uma rede de proteção que impacte positivamente na redução dos casos de violência contra a pessoa idosa. <hr/> OBJECTIVE: To describe the profile of violence against the elderly and factors associated with such violence in Recife-PE, Brazil. METHODOLOGY: A cross-sectional descriptive study in years 2009-2012 conducted in the city of Recife-PE. Data were obtained from the System VIVA, which is part of the Information System for Notifiable Diseases (Sinan-Net); variables were show according to the Notification / Investigation Individual Formulary of Domestic, Sexual and/or Other Types of Violences. RESULTS: 242 occurrences were studied, most of the victims were female (59.00%), and the aggressor was predominantly the son. Physical violence was the most frequently observed form of aggression (44.96%), which occurred mainly in the home (47.52%). CONCLUSION: There was an increase in the reporting of cases of violence against the elderly, the most common epidemiological profile of this violence in the city of Recife is similar to that presented in the literature, where the victims are female, brown and suffered physical violence in their residence perpetrated by male child. It is hoped that this study help build a safety net that will impact positively on the reduction of cases of violence against the elderly. <![CDATA[Prevalence of depressive symptoms among elderly in an emergency service]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232015000200307&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVOS: Estimar a prevalência de sintomas depressivos entre idosos internados no Serviço de Emergência do Hospital de Clínicas de Porto Alegre-RS e verificar a associação entre sintomas depressivos e características sociodemográficas e de utilização de serviços de saúde pelos idosos. MÉTODOS: Estudo transversal com 96 idosos internados em um serviço de emergência. A presença de sintomas depressivos foi avaliada por meio da aplicação da Escala de Depressão Geriátrica - versão reduzida (EDG-15), e foi aplicado instrumento sobre variáveis sociodemográficas e de utilização dos serviços de saúde. Foram realizadas análises descritivas e bivariáveis, e o nível de significância estatística adotado foi de 5% (p≤0,05). RESULTADOS: Encontrou-se a prevalência de 36,5% de sintomas depressivos na amostra, sendo que destes, 6,3% dos idosos apresentavam pontuação sugestiva de depressão grave. Identificou-se associação significativa entre sintomas depressivos e viuvez, observando-se que os sintomas depressivos foram mais frequentes entre as mulheres, os de baixa escolaridade e os que não utilizaram serviços de saúde. CONCLUSÃO: O estudo encontrou alta prevalência de sintomas depressivos entre idosos internados no serviço de emergência. Ressalta-se a importância do reconhecimento e realização do diagnóstico de depressão em idosos nesses serviços com objetivo de se trabalhar com uma visão ampliada do processo de saúde-doença, oferecer tratamento e melhores intervenções na rede. <hr/> OBJECTIVES: To estimate the prevalence of depressive symptoms among elderly patients admitted in the emergency service of Porto Alegre Clinical Hospital, Rio Grande do Sul state, Brazil, and assess the association between depressive symptoms and sociodemographic characteristics and use of health services by the elderly. METHODS: Cross-sectional study of 96 elderly patients admitted to the emergency room. The presence of depressive symptoms was evaluated through the application of the Geriatric Depression Scale - short version (GDS-15), and was applied instrument on sociodemographic variables and use of health services. Descriptive and bivariate analyzes were performed, and statistical significance level was 5% (p≤0.05). RESULTS: We found a prevalence of 36.5% of depressive symptoms in the sample, and of these, 6.3% of the elderly had scores suggestive of severe depression. It identified significant association between depressive symptoms and widowhood, observing that depressive symptoms were more frequent among women, low education and those who did not use health services. CONCLUSION: The study found high prevalence of depressive symptoms among elderly patients admitted in the emergency department. It emphasizes the importance of recognizing and making the diagnosis of depression in the elderly in these services in order to work with a broader view of the health-disease process, provide treatment and better interventions on the network. <![CDATA[Influence of nutritional status in the perception of body image and self-steem in elderly woman]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232015000200319&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Verificar a relação entre o índice de massa corpórea, a autoestima e a autoimagem corporal de idosas participantes de grupos da terceira idade. MÉTODOS: Estudo transversal por amostragem casual e assistemática. Participaram do estudo 50 idosas residentes no município de João Pessoa-PB. As variáveis pesquisadas foram: sexo, idade, estado civil, renda, escolaridade e índice de massa corpórea. A análise da percepção da imagem corporal foi realizada utilizando-se a escala de nove silhuetas (Sorensen &amp; Stunkard). Para avaliar a autoestima, utilizou-se a Escala de Autoestima de Rosenberg. RESULTADOS: Não se observou significância estatística entre as variáveis estudadas. A média de idade das idosas foi 72,12 (6,14). O índice de massa corpórea apresentou média de 26,91 Kg/m², sendo verificado excesso de peso em 51,02%; a maior parte das idosas (90,60%) apresentou autoestima satisfatória, embora mais da metade (79,31%) delas se encontrasse acima do peso ideal; 87,50% estavam insatisfeitas com seu próprio corpo devido ao excesso de peso. CONCLUSÃO: Embora os dados não tenham mostrado significância estatística entre as variáveis, os resultados sugerem que, apesar de a maioria das idosas estar com excesso de peso, a autoestima apresentou nível satisfatório, enquanto a percepção da autoimagem corporal foi insatisfatória. <hr/> OBJECTIVE: To investigate the relationship between body mass index, self-esteem and body self-image of elderly participants in groups of seniors. METHODS: Cross-sectional study by casual and unsystematic sampling. Participated in the study 50 elderly residents in the city of João Pessoa-PB. The variables investigated were: sex, age, marital status, income, education and body mass index. The analysis of body image perception was performed using the Nine-figure Outline Scale ( Sorensen &amp; Stunkard). RESULTS: There was no statistical significance between variables. The mean age was 72.12 (6.14). The body mass index had an average of 26.91 kg/m², with overweight observed in 51.02% of this population; most women (90.60%) showed good self-esteem, although half (79.31%) of these were above ideal weight; 87.50% were dissatisfied with their own bodies due to excess weight. CONCLUSION: Although the data did not show statistical significance between the variables, the results suggest that, although most elderly women were overweight, self-esteem showed satisfactory level while the perception of body self-image was unsatisfactory. <![CDATA[Pharmacological non-adherence therapy and associated factors among elderly from a philanthropic outpatient unit of Espírito Santo state, Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232015000200327&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVOS: Estimar a frequência da não adesão ao tratamento medicamentoso entre idosos acompanhados ambulatorialmente, bem como analisar seus fatores associados. METODOLOGIA: Foi conduzido estudo transversal com 263 idosos atendidos no ambulatório de especialidades médicas de um hospital filantrópico, localizado no município de Vitória-ES. Foi realizada entrevista utilizando roteiro estruturado em três blocos que contemplavam questões sociodemográficas, condições de saúde e estilo de vida e medicamentos em uso. Para verificar a não adesão ao tratamento medicamentoso, foi aplicado o instrumento de Medida de Adesão Terapêutica (MAT). Os dados foram analisados por meio do teste Qui-quadrado para variáveis categóricas. Foram consideradas significativas as variáveis com valor de p&lt;0,05 no modelo final de regressão múltipla de Poisson. RESULTADOS: Os resultados mostraram uma frequência de não adesão ao tratamento medicamentoso de 26,7% da amostra. A não adesão ao tratamento medicamentoso nessa população se mostrou positivamente associada à ausência de vínculo empregatício anterior a aposentadoria (RP=1,12; p&lt;0,010); presença de declínio cognitivo (RP=1,13; p&lt;0,010) e hábitos alimentares inadequados (RP=1,12; p&lt;0,005). CONCLUSÃO: Com o estudo, foi possível identificar os fatores associados à não adesão medicamentosa nos idosos investigados e assim contribuir para o conhecimento do perfil sociodemográfico, condições de saúde e estilo de vida e características relacionadas à utilização de medicamentos por parte dessa população. <hr/> OBJECTIVES: To estimate the non-adherence frequency of drug treatment among elderly outpatients and to analyze associated factors. METHODS: A cross-sectional study was conducted with 263 elderly patients from the medical specialties outpatient of a philanthropic hospital, located in the city of Vitoria, Espirito Santo state, Brazil. Interview was conducted using a structured script in three blocks that contemplated sociodemographic, health and lifestyle and medications used. To check the non-adherence to drug treatment, Measurement of Treatment Adherence (MTA) was applied. Data were analyzed using the chi-square test for categorical variables. The variables with p&lt;0.05 in the final model of multiple Poisson regression were considered significant. RESULTS: The results showed a frequency of non-adherence to drug treatment in 26.7% of the sample. Non-adherence to drug treatment in this population was positively associated with lack of employment prior to retirement (PR=1.12; p&lt;0.010); the presence of cognitive decline (PR=1.13; p&lt;0.010) and poor eating habits (PR=1.12; p&lt;0.005). CONCLUSION: With this study, it was possible to identify the factors associated with non-adherence to drug treatment in the investigated elderly and thus contribute to the knowledge of the socio-demographic profile, health and lifestyle and characteristics related to the use of drugs by this population. <![CDATA[Perception of functionality in mild and moderate stages of Alzheimer's disease: vision of the patient and their caregiver]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232015000200339&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVOS: Avaliar e comparar a percepção da funcionalidade de idosos com doença de Alzheimer (DA) em relação à percepção de seus cuidadores, bem como avaliar e comparar essa relação de acordo com o grau de comprometimento cognitivo desses idosos. MÉTODOS: Foi realizado estudo transversal em 20 idosos com DA e seus cuidadores, sendo aplicada a Medida de Independência Funcional (MIF) para avaliar a percepção da funcionalidade de acordo com o relato do idoso com DA e seu cuidador; foi aplicada a escala de avaliação clínica da demência (CDR) para avaliar o estadiamento clínico da demência, sendo considerados idosos com DA leve (CDR 1) e DA moderada (CDR 2). RESULTADOS: Comparada a percepção da funcionalidade da amostra total de idosos com DA e seus respectivos cuidadores, a média da MIF foi de 116,5 (dp=9,8) pontos, segundo a visão dos idosos, e a média foi de 88,5 (dp=19,0) pontos nas tarefas avaliadas pela MIF, de acordo com seus cuidadores (p&lt;0,001). O mesmo padrão foi observado na comparação entre os idosos com DA leve e seus cuidadores, embora os itens "autocuidados" e "mobilidade da MIF" não tenham sido estatisticamente significativos. Já nos idosos com DA moderada, houve diferença significativa em todas as dimensões da MIF quando comparada a seus cuidadores. CONCLUSÃO: Idosos com DA subestimam suas dificuldades quando comparados com a percepção de seus cuidadores e, à medida que a gravidade da doença aumenta, há piora progressiva da percepção da sua funcionalidade. <hr/> OBJECTIVES: Evaluate and compare of the perception of functionality in elderly with Alzheimer´s disease (AD) with the functionality they present according with the perception of their caregivers, as well as evaluate this relationship according to the degree of cognitive problems in this population METHODS: Cross-sectional study in 20 older people with AD and their caregivers, applying the Functional Independence Measures (FIM) to evaluate the perception of functionality according to the report of the elderly with AD and their caregiver; it was used the Clinical Dementia Rating Scale (CDR) to evaluate the clinical staging of the dementia, considering elderly with mild AD (CDR 1) and moderate AD (CDR 2). RESULTS: When comparing the perception of the functionality of the total sample of older person with AD and their caregivers, the mean of FIM was 116.5 (sd=9.8) points, reported by patients with AD, and mean of 88.5 (sd=19.0) points according to their caregivers (p&lt;0.001). The same pattern was observed in the comparison between the elderly with mild AD and their caregivers, although self-care and mobility FIM's items have not been statistically significant. In the elderly with moderate AD, there were significant differences in all dimensions of the FIM, when compared to their caregivers. CONCLUSION: Older patients with AD underestimate their difficulties as compared to the perception of their caregivers and this perception of functionality is worse according with progression of AD. <![CDATA[Comparison of profile of beneficiary and non-beneficiary elderly of the Bolsa Família Program]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232015000200351&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVOS: Descrever o perfil dos idosos do Cadastro Único da Assistência Social (CADÚNICO), da Secretaria Municipal de Assistência Social de Betim-MG e verificar se há diferença nas condições de vida entre ativos e não ativos inseridos no Programa Bolsa Família (PBF). METODOLOGIA: Estudo transversal com base nos dados secundários obtidos no CADÚNICO no período de janeiro de 2004 a janeiro de 2011. Os idosos foram divididos em dois grupos: ativos (aqueles que recebiam o benefício) e não ativos (aqueles que, apesar de cadastrados, não o recebiam). As variáveis sociodemográficas e de saúde analisadas para comparação entre os grupos foram: sexo, faixa etária, renda, raça/cor, escolaridade, estado civil, situação no mercado de trabalho, moradia e deficiência. RESULTADOS: Dos 8.555 idosos cadastrados, 14,1% eram ativos no PBF. A média de idade foi de 68 anos (mediana de 67 anos), com maior proporção de mulheres (58,0%). A mediana de distribuição da "renda" entre ativos foi de R$60,00 (Q1= R$40,00 e Q3= R$100,00) e de R$100,00 entre não ativos (Q1= R$60,00 e Q3= R$170,00). À medida que a escolaridade aumenta, menor a chance de o idoso estar ativo no PBF. Já para os idosos solteiros e divorciados, a chance de estar ativo no PBF era maior [OR 1,79 (IC 1,54-2,09); OR 1,46 (IC 1,20-1,78), respectivamente]. Sobre a presença ou ausência de deficiências, não houve diferença significativa entre os dois grupos. De modo geral, os idosos viviam em casa própria, construída com tijolo/alvenaria, com rede pública de água e esgoto, com iluminação própria e lixo coletado. CONCLUSÃO: O Programa Bolsa Família representa garantia necessária de renda mínima para o idoso em situação de vulnerabilidade social. Por outro lado, a comparação do perfil de idosos ativos e não ativos põe em relevo a limitação do programa, a saber, ser direcionado apenas aos mais necessitados, sendo incapaz de se estender, como direito, a todos cuja situação assim exige. <hr/> OBJECTIVES: To describe the elderly's profile in the Unified Register of Social Service (CADUNICO), of the Municipal Social Service in the city of Betim, Minas Gerais state, Brazil, and assess the differences in living conditions between beneficiaries and non-beneficiaries of the Bolsa Familia Program (BFP). METHODS: Cross-sectional study based on secondary data obtained in the CADUNICO from January 2004 to January 2011. The elderly were divided into two groups: beneficiaries (those who received the benefit), and non-beneficiaries (those who, although registered, did not receive it). Sociodemographic and health variables analyzed to compare the groups were: gender, age, income, race / color, educational level, marital status, situation in the labor market, housing and disability. RESULTS: Of the 8,555 registered elderly, 14.1% were active in the BFP. The average age was 68 years (median 67 years), with higher proportion of women (58.0%). The median distribution of "income" among beneficiaries was R$60.00 (Q1 = R$40.00 and Q3 = R$100.00) and R$100.00 for non-beneficiaries (Q1 = R$60.00 and Q3 = R$170.00). As education increases, the less chance of the elderly to be active in the BFP. As for the single and divorced elderly, the chance to be active in the BFP was greater [OR 1.79 (CI 1.54-2.09); OR 1.46 (CI 1.20-1.78), respectively]. On the presence or absence of failures, there was no significant difference between the two groups. In general, older people living in their own houses, built with brick / masonry, with public water and sewage, with its own lighting and garbage collected. CONCLUSION: The BFP is a necessary warranty of minimum income for socially vulnerable elderly. On the other hand, the comparison of profiles of beneficiary and non-beneficiary seniors highlights the program's limitations, namely, to be directed only to the neediest, being unable to extend, as a right, to all whose situation so requires. <![CDATA[Anthropometric measures comparison of elderly residents in urban area in southern Brazil by sex and age group]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232015000200361&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Comparar o índice de massa corporal (IMC), dobra cutânea tricipital (DCT), perímetro do braço (PB), circunferência muscular do braço (CMB) e área muscular do braço em idosos (AMB), segundo sexo e faixa etária. MÉTODOS: Estudo transversal realizado com idosos residentes na área urbana de Sarandi-PR, selecionados a partir dos setores censitários e domicílios. Os dados foram coletados no período de outubro de 2010 a março de 2011, com verificação de peso, estatura, PB e DCT e após, calculados IMC, CMB e AMB. Os valores obtidos apresentam-se sob a forma de média, desvio-padrão e percentil, com comparação entre os sexos e as faixas etárias. Na análise foram utilizados os testes Qui-quadrado, t Student, ANOVA e Tukey. Diferenças entre os valores médios foram consideradas significativas quando p&lt;0,05. RESULTADOS: Os valores médios do IMC (28,80 x 27,26), DCT (20,93 x 12,52) e PB (31,92 x 30,90) foram significativamente maiores entre as mulheres, enquanto os homens apresentaram valores médios de CMB (26,97 x 25,35) significativamente maiores. A média da AMB também foi maior entre os homens (48,97 x 45,81), mas não de forma significativa. Os valores médios de todas as variáveis diminuíram com o avançar da idade nos dois sexos, com exceção da DCT nos homens. Observou-se, ainda, que a proporção de idosos com obesidade foi significativamente maior entre as mulheres (35,9% x 24,2%). CONCLUSÃO: Mulheres apresentaram valores médios maiores para a maioria das variáveis antropométricas analisadas. A diminuição nos valores dessas variáveis com o avançar da idade nos dois sexos, inclusive de forma mais acentuada nas mulheres, constitui indicativo da necessidade de monitoramento nutricional e de implementação de estratégias que evitem perdas patológicas na composição corporal de idosos. <hr/> OBJECTIVE: To compare body mass index (BMI), triceps skinfold (TSF), arm circumference (PB), arm muscle circumference (MCA) and arm muscle area (AMA) in the elderly, according to sex and age group. METHODS: Cross-sectional study of elderly residents in urban Sarandi-PR, selected from the census and household sectors. Data were collected from October 2010 to March 2011, assessing weights, height, PB and TSF and after, calculating BMI, MCA and AMA. The values obtained are presented as mean, standard deviation and percentiles, with comparison between genders and age groups. In the analysis we used the chi-square test, t-student, ANOVA and Tukey. Differences between mean values were considered significant when p&lt;0.05. RESULTS: The mean values of BMI (28.80 x 27.26), DCT (20.93 x 12.52) and PB (31.92 x 30.90) were significantly higher among women, while men presented average values of CMB (26.97 x 25.35) significantly higher. The average of AMB was also higher among men (48.97 x 45.81), but not significantly. The mean values of all variables decreased. With advancing age in both sexes, except for the DCT in men, it was also observed that the proportion of elderly people with obesity was significantly higher among women (35.9% x 24.2%). CONCLUSION: Women had values higher average for most of the anthropometric variables. The decrease in the values of these variables with advancing age in both sexes, even more steeply in women, is indicative of the need for nutritional monitoring and implementation of strategies to prevent pathological losses body composition in the elderly. <![CDATA[Prevalence and characterization of anemia in elderly served by the Family Health Strategy]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232015000200373&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Avaliar a prevalência de anemia em idosos atendidos pela Estratégia Saúde da Família do município de Porto Alegre-RS, Brasil, relacionando com as condições socioeconômicas e de saúde. MÉTODOS: Estudo transversal exploratório observacional, no qual se realizaram coletas de informações epidemiológicas e de sangue. Os parâmetros hematológicos avaliados foram concentração de hemoglobina, volume corpuscular médio, concentração de hemoglobina corpuscular média e amplitude de distribuição das hemácias. RESULTADOS: Foram avaliados 556 idosos. A prevalência de anemia, avaliada pela dosagem de hemoglobina, foi de 8,8%, representando 10,1% para os homens e 8,1% para as mulheres. A anemia normocítica e normocrômica foi o tipo de anemia mais comumente encontrada (34,0%), sugestiva de doença crônica. Além disso, a prevalência de anemia normocítica e hipocrômica foi de 32,0%, sugerindo anemia por doença crônica nas fases iniciais de deficiência de ferro. Na análise das condições socioeconômicas e de saúde, diferenças significativas foram encontradas entre faixa etária, cor, escolaridade, presença ou não de cuidador principal, internação hospitalar, doenças da tireoide, relato de fraqueza e utilização de antianêmicos. CONCLUSÃO: Foi observada baixa prevalência de anemia nos idosos de Porto Alegre-RS. Inúmeros são os fatores desencadeantes dos baixos níveis de hemoglobina. Faixa etária, cor, renda mensal familiar, escolaridade, cuidados e doenças associadas são relevantes para influenciar nesse acontecimento. A anemia não deve ser considerada uma condição associada ao processo de envelhecimento, mas sim às inúmeras doenças, que são frequentes nessa população e, portanto, merece atenção clínica adequada. <hr/> OBJECTIVE: To evaluate the prevalence of anemia among elderly people related to socioeconomic and health conditions in elderly attended by the Family Health Strategy (FHS) in the city of Porto Alegre-RS, Brazil. METHODS: Observational, cross-sectional and exploratory study in which epidemiological information, and blood sampling. The hematological parameters evaluated were hemoglobin concentration, mean corpuscular volume, mean corpuscular hemoglobin concentration and red cell distribution width. RESULTS: We assessed 556 senior citizens. The prevalence of anemia, assessed by hemoglobin measurement was 8.8%, representing 10.1% for men and 8.1 % for women. A normochromic normocytic anemia was the type of anemia most commonly found (34.0%), suggesting chronic disease. Furthermore, the prevalence of normocytic and hypochromic anemia was 32.0%, suggesting an evolution of anemia by chronic disease in early stages of iron deficiency. Analyzing health and socioeconomic conditions, significant differences were found among age range, color, educational level, presence or absence of primary caregiver, hospitalization, thyroid disease, report of weakness and use of anti-anemic medications. CONCLUSION: Low prevalence of anemia in the elderly in Porto Alegre-RS was observed. Numerous are the triggering factors of low hemoglobin levels. Factors such as age, color, family income, education, care, associated diseases are relevant to influence this event. Anemia should not be considered only associated with aging condition, but to many diseases that are common in this population and therefore deserves appropriate medical attention. Characterization of anemia should be carefully performed to aid its correct treatment. <![CDATA[Prevalence of cardiovascular risk factors in non-institutionalized elderly]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232015000200385&lng=en&nrm=iso&tlng=en INTRODUÇÃO: Na medida em que mais pessoas vivem até a idade avançada, aumenta a prevalência de doenças em que a idade é fator de risco, como as doenças cardiovasculares. OBJETIVO: Descrever as prevalências de fatores de risco para doenças cardiovasculares em idosos não institucionalizados, conforme sexo e grupo etário. MÉTODO: Estudo transversal com amostra de conveniência composta por idosos não institucionalizados. Foram analisadas as variáveis hipertensão arterial, hipercolesterolemia, excesso de peso e adiposidade abdominal. Utilizou-se o teste Qui-quadrado para a análise das diferenças estatísticas. RESULTADOS: As prevalências de hipertensão arterial, hipercolesterolemia, excesso de peso e adiposidade abdominal foram, respectivamente, de 82,30% para idosas e 76,81% para idosos (p&gt;0,05), 43,64% para idosas e 25,48% para idosos (p&lt;0,05), 47,40% para idosas e 36,12% para idosos (p&lt;0,05) e de 76,16% para idosas e 41,06% para idosos (p&lt;0,05). A respeito das diferenças por grupo etário, identificou-se menor prevalência, somente para o excesso de peso, à medida que a idade avança. CONCLUSÃO: As idosas podem ser consideradas como grupo mais vulnerável para fatores de risco cardiovascular, pois tiveram maior número de medidas com valores acima do recomendado, bem como maior prevalência de hipertensão arterial, hipercolesterolemia, excesso de peso e adiposidade. Com relação ao grupo etário, identificou-se menor prevalência somente para o excesso de peso, à medida que a idade avança. <hr/> INTRODUCTION: As people live longer, prevalence of diseases in which age is risk factor increase, as cardiovascular disease OBJECTIVE: To investigate the prevalence of risk factors for cardiovascular diseases in non-institutionalized elderly by different age and sex groups. METHOD: Cross-sectional study with a convenience sample of non-institutionalized elderly. The variables hypertension, hypercholesterolemia, overweight and abdominal adiposity were investigated. The chi-square test was used to analyze statistical differences. RESULTS: The prevalence of hypertension, hypercholesterolemia, overweight and abdominal fat were, respectively, 82.30% for woman and 76.81 for men (p&gt;0.05), 43.64% for woman and 25.48% for men (p&lt;0.05), 47.40% for woman and 36.12% for men (p&lt;0.05) and 76.16% for woman and 41.06% for men (p&lt;0.05). Prevalence of overweight was lowest in the age group &gt;80 year. CONCLUSION: Older woman may be considered as the most vulnerable group for cardiovascular disease, with variables above recommended, and higher prevalence of arterial hypertension, hypercholesterolemia, overweight and abdominal adiposity. Regarding age group, we identified prevalence in overweight only, as age advances. <![CDATA[Adherence to medicine use among hypertensive elderly]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232015000200397&lng=en&nrm=iso&tlng=en INTRODUÇÃO: O crescimento da população idosa está associado à elevada prevalência de doenças crônicas. Tal fato favorece a exposição dessa população ao uso de múltiplos medicamentos, e também ao aumento de incapacidades físicas e mentais, trazendo desafios para as famílias e sociedade. OBJETIVO: Descrever a adesão ao uso de medicamentos em idosos hipertensos com déficit cognitivo, assistidos pela Estratégia Saúde da Família (ESF), e identificar fatores relacionados. MÉTODO: Estudo transversal com abordagem quantitativa, realizado em oito ESFs de Dourados-MS. Amostra constituída por 124 idosos, de ambos os sexos, com diagnóstico de hipertensão arterial. Instrumentos utilizados: questionário para dados sociodemográficos, Miniexame de Estado Mental e Autorrelato de Adesão ao Medicamento, composto de oito itens. RESULTADOS: Predomínio de idosos do sexo feminino, baixa escolaridade, com pouco rendimento financeiro, residiam acompanhados e autoavaliaram a saúde como muito boa, boa ou regular. Houve diferença significativa entre adesão ao tratamento farmacológico com a faixa etária (p&lt;0,001) e idosos com algum grau de déficit cognitivo (p=0,033). Dos idosos que possuíam algum grau de déficit cognitivo, 76,3% residiam acompanhados e 23,7%, sozinhos. Destaca-se que, dos idosos que moravam acompanhados, 29,0% aderiram à terapêutica medicamentosa, e dos que viviam sós, apenas 9,2%. CONCLUSÃO: As variáveis "renda per capita", "escolaridade" e "arranjo familiar" não influenciaram na adesão à terapêutica medicamentosa; em contrapartida, "idade" e "déficit cognitivo", sim. Ressalta-se a possível influência positiva dos familiares na adesão ao tratamento farmacológico, principalmente se o idoso apresentar distúrbios das funções cognitivas. <hr/> INTRODUCTION: The growth of the elderly population is associated with the high prevalence of chronic diseases. This fact favors the exposure of this population to the use of multiple medications, also to increased physical and mental disabilities, bringing challenges for families and society. OBJECTIVE: To describe the increase in the use of medication in elderly hypertensive patients with cognitive impairment, assisted by the Family Health Strategy (FHS), and identify related factors. METHOD: Cross-sectional study with quantitative approach, performed in eight FHS in Dourados-MS, Brazil. Sample included 124 members, of both sexes, with diagnosis of hypertension. Instruments used: questionnaire for demographic data; Mini-Mental State Examination and Accession Self-report to Medicines, with eight items. RESULTS: Prevalence of elderly women, low education, with little financial income, living together and self-assessing health as very good, good or regular. There was significant difference between pharmacological treatment with age (p&lt;0.001) and elderly with some degree of cognitive impairment (p=0.033). Among elderly who have some degree of cognitive impairment, 76.3% live together and 23.7%, alone. It is noteworthy that among elderly living with other people, 29.0% adhered to drug therapeutic, and of those living alone, only 9.2%. CONCLUSION: Variables "per capita income", "education" and "family arrangement" had no effect on adherence to drug therapy, but "age" and "cognitive impairment", yes. We highlight the possible positive influence of family on pharmacological treatment, especially if the elderly has cognitive function disorders. <![CDATA[Live (and) to learn: an intervention for the active aging promotion]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232015000200405&lng=en&nrm=iso&tlng=en A intervenção aqui descrita teve como objetivo contribuir para o envelhecimento ativo de usuários de centros-dia/convívio para idosos, desenvolvendo harmoniosamente todas suas dimensões, visando que os utentes fossem autônomos, participativos e ativos. Recorrendo ao paradigma interpretativo-hermenêutico, apoiamo-nos num trabalho de investigação-ação participativa, construído e implementado em dois centros-dia/convívio do conselho da Póvoa de Lanhoso, distrito de Braga, Portugal, e que contou com um total de 25 usuários: 12 no centro de convívio A e 13 no centro de convívio B. O objetivo foi transversal a todas as atividades implementadas, tendo sido alcançado como revelam os resultados satisfatórios obtidos na avaliação da intervenção (e de cada uma das atividades). A avaliação contínua e final permitiu, igualmente, aferir que todas as atividades desenvolvidas foram do agrado dos usuários e que todas lhes possibilitaram novos conhecimentos que os ajudaram na sua vida diária, aumentando, consequentemente, sua qualidade de vida e tornando-os mais autônomos, participativos e ativos.<hr/>The intervention here described aimed to contribute to the harmonious development of senior users of day centers in all their personal dimensions so that they become autonomous, participative and active. Using interpretative-hermeneutic paradigm, we rely on a participatory action research, built and implemented in two day centers in the county of Póvoa de Lanhoso, district of Braga, Portugal, which had a total of 25 users: 12 in the social center A and 13 in the social center B. That objective crossed all the implemented activities and was achieved as shown by the good results obtained in the evaluation of the intervention (and each activity). Continuous and final evaluation provided also check that all activities carried out were liked by the persons; they also allowed to demonstrate that those persons produced new knowledge that helped them in their daily lives, increasing therefore their quality of life and making them more autonomous, participative and active. <![CDATA[The approach of aging in higher education of health professionals: an integrative review]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232015000200417&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objetivo deste artigo foi identificar, com base na literatura, como a saúde do idoso e o envelhecimento têm sido abordados na formação universitária dos profissionais de saúde e o que vem sendo considerado relevante nesta temática. Trata-se de estudo de revisão integrativa em que foi realizada busca por artigos nas bases de dados PubMed/MEDLINE, LILACS, IBECS e SciELO. Os aspectos discutidos na literatura foram: os requisitos e as competências necessárias para a atenção de qualidade aos idosos; as atitudes didáticas e as práticas formativas relacionadas ao tema "saúde do idoso"; a forma e disposição dos conteúdos ofertados acerca do envelhecimento na formação profissional; a avaliação do ensino por parte de docentes, discentes e egressos e os processos de implementação dos cursos de Gerontologia. Considerando os estudos nacionais e internacionais, as discussões acerca do tema, de forma geral, foram similares. Os conteúdos e práticas considerados relevantes à formação foram os assuntos mais investigados e os enfermeiros e médicos os profissionais que mais pesquisaram o tema.<hr/>This article aimed to identify, from the literature, how the health of the elderly and aging have been addressed in the education of health professionals and what has been considered relevant to this theme. This is an integrative literature review carried out searching for items from PubMed/MEDLINE, LILACS, IBECS and SciELO databases. The issues discussed were the requirements and skills needed for quality care for the elderly, didactic training practices and attitudes related to the theme, the form and arrangement of the content offered on aging in vocational training, assessment of teaching and students and implementation processes of Gerontology courses. Considering the national and international studies, we have noticed that discussions about the subject were similar. The contents and practices considered relevant on training were the most investigated aspects. Nurses and physicians were most likely researching the topic. <![CDATA[Hypothetical relationships between social determinants of health that influence on obesity in the elderly]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232015000200433&lng=en&nrm=iso&tlng=en Os elevados índices de prevalência de obesidade em idosos suscitam a necessidade de compreender os fatores envolvidos nesta desordem nutricional, por meio de métodos quantitativos que permitam uma análise relacional desses determinantes. O objetivo deste estudo foi propor um modelo hipotético que estabeleça as relações entre os determinantes sociais da saúde associados à obesidade em idosos. Para a construção do modelo hipotético, foram delineadas as variáveis latentes e observadas de acordo com a análise de 45 artigos nacionais e internacionais e em concordância com o referencial da Modelagem de Equações Estruturais. Foi construído um diagrama representativo para evidenciar as correlações entre os 11 determinantes sociais da saúde relacionados à obesidade no idoso: atividade física, tabagismo, etilismo, consumo alimentar, contato social, ocupação, renda, escolaridade, idade, sexo e estado civil. Espera-se que as relações hipotéticas estabelecidas no estudo contribuam para a compreensão das relações dos fatores que estão envolvidos nesse contexto visando ao desenvolvimento de estratégias para a saúde da pessoa idosa.<hr/>The high prevalence rates of obesity in elderly raise the need to understand the factors involved in this nutritional disorder using quantitative methods that allow a relational analysis of these determinants. This study aimed to propose a hypothetical model to establish the relationship between the social determinants of health associated with obesity in elderly. For construction of the hypothetical model were delineated latent and observed variables according to the analysis of 45 national and international papers in reference of Structural Equation Modeling. It was constructed a representative diagram to show the correlations between the eleven social of health related to obesity in the elderly: physical activity, smoking, alcohol consumption, dietary, social contact, occupation, income, education, age, sex and marital status. It is expected that the hypothetical relationships (established in this study contribute to the understanding of the relationships of factors involved in this context for the development of strategies for the health of the elderly. <![CDATA[Factors associated with malnutrition in institutionalized elderly]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232015000200443&lng=en&nrm=iso&tlng=en Trata-se de artigo de revisão integrativa da literatura com o objetivo de analisar as evidências científicas que retratam os fatores associados à desnutrição em idosos institucionalizados. A busca de artigos foi realizada nas bases de dados LILACS, MEDLINE e IBECS, sendo incluídas as publicações referentes ao período de 2000 a novembro de 2012. Os artigos foram submetidos a dois instrumentos de avaliação, no intuito de verificar a qualidade metodológica dos estudos. Os resultados mostraram que os fatores psicológicos (depressão e demência) e funcionais (dependência) foram os principais aspectos relacionados à desnutrição, uma vez que a institucionalização favorece o isolamento e a inatividade física e mental, podendo comprometer a qualidade de vida do idoso. A desnutrição, apesar de associada ao aumento da morbi-mortalidade em geral, não é avaliada de forma rotineira nas instituições. Considerando as especificidades do segmento mais envelhecido, se faz necessário realizar avaliações multidimensionais da condição de saúde do idoso para possibilitar uma intervenção mais efetiva e integral.<hr/>This literature review article aims to examine the scientific evidence that depict the associated factors with malnutrition in institutionalized elderly. The search for articles was conducted in the databases LILACS, MEDLINE and IBECS, including publications for the period 2000 to November 2012. The articles were also subjected to two assessment tools in order to verify the methodological quality of studies. The results showed that psychological factors (depression and dementia) and functional (dependence) were the main aspects related to malnutrition, since institutionalization fosters isolation and physical and mental inactivity, which may impair the quality of life of the elderly. Although malnutrition is associated with increased of morbidity and mortality, in general, it is not always assessed in institutions. Considering the specificities of the elderly segment, it is necessary to conduct multidimensional assessments of health status of the elderly to enable more effective and comprehensive interventions.