Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1809-982320140003&lang=es vol. 17 num. 3 lang. es <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[RBGG keeps its mission and is renewed]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232014000300469&lng=es&nrm=iso&tlng=es <![CDATA[Self-rated health, social involvement and frailty in elderly outpatients]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232014000300471&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVOS: Investigar relações entre autoavaliação global de saúde e de saúde referenciada a comparação social, fragilidade biológica e envolvimento social indicado por atividades avançadas de vida diária (AAVD) em idosos ambulatoriais. MÉTODOS: 150 idosos (60 anos de idade e mais) sem déficits auditivos, visuais e cognitivos e com satisfatória comunicação verbal foram avaliados em suas características demográficas, autopercepção de saúde, critérios que integram as medidas de fragilidade de Fried et al.,22 e cinco domínios de AAVD. RESULTADOS: A amostra com 96 mulheres (m=77,2 anos±6,7) e 54 homens (m=76 anos±8,5) foi estratificada em três grupos etários, com predominância de 70 a 79 anos. A maioria avaliou a própria saúde como de qualidade intermediária (50%) ou boa (31,8%). A categoria de AAVD mais frequente foi a social. Os homens se destacaram pelo desempenho significativamente maior de AAVD do domínio físico; 56% dos idosos foram classificados como frágeis; 41,2% como pré-frágeis, destacando-se as mulheres e aqueles com 70 anos e mais. Os frágeis apresentaram piores autoavaliações de saúde e de saúde comparada a de outros da mesma idade e pior desempenho de AAVD, com destaque para as mulheres e para aqueles com 80 anos e mais. CONCLUSÕES: A autoavaliação de saúde positiva e a manutenção do envolvimento social integram condições para amenizar o impacto da possível diminuição do desempenho de atividades complexas de vida diária em idosos frágeis ambulatoriais. <hr/> OBJECTIVES: To investigate relationships between global self-rated health and health referred to social comparison, biological frailty and social involvement indicated by advanced activities of daily living (AADL) in elderly outpatients. METHODS: 150 participants (60 years or more) without auditory, visual and cognitive deficits and satisfactory verbal communication were evaluated on their demographic characteristics, self-rated health, the criteria of frailty of Fried et al.22 and five AADL domains. RESULTS: The sample consisted of 96 women (m=77.2 years±6.7) and 54 men (m=76 years±8.5), stratified into three age groups, with prevalence of 70-79 years. Most rated their health as intermediate quality (50%) or good (31.8%). The most frequent AADL category was social. Men stood out for significantly higher performance in physical domain AADL; 56% of the elderly were classified as frail; 41.2% as pre-frail, especially for women and those over 70 years old. The frail elderly self-assessments showed worse health and health compared to others of the same age and worse AADL performance, especially for women and for those aged 80 years and more. CONCLUSIONS: The positive self-assessment of health plus the maintenance of positive social involvement are conditions to soften the impact of possible decrease in performance of complex activities of daily living in frail elderly outpatients. <![CDATA[Characterization of self-reported communication disorders in elderly women living in Manaus, state of Amazonas, Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232014000300485&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJECTIVES: Characterize self-reported communication disorders highlighting the association between variables of health conditions, socio-demographic factors, lifestyle, hearing loss and diseases in an elderly group. METHODS: Cross-sectional study conducted from August to December 2012, with 159 women aged 60 or more, recruited at UnATI/UEA (University of the Third Age, University of the State of Amazonas), Manaus, Amazonas State, Brazil. The subjects were interviewed and asked for self-reported communications disorders. Descriptive analysis was performed using central tendency and dispersion measures for continuous variables and frequency distributions for categorical variables and the prevalence of self-reported language disorders was estimated. To verify the presence of statistically significant differences it was used χ2, considering the significance level of 5% (p≤0.05). RESULTS: Communication disorders were reported by 8.18% of elderly women. The following deficits were reported: intelligibility (6.92%), oral comprehension (10.69%), lexical access (10.69%), and recent memory (38.36%). Reading and writing difficulties were informed by 5.66% and 6.92%, respectively. Among the illiterate group, 20% declared communication disorders, while the literate group, 8.44%. Statistical association was verified between communication disorders and self-reported hearing loss (p=0.03). Association was not detected between communication disorders and diseases. CONCLUSIONS: Considering the diversity of communication disorders within this population, further studies are needed to assess if changes occur at the aging process and how they work so that possibilities for prevention can be discussed. <hr/> OBJETIVO: Caracterizar distúrbios de comunicação autorreferidos, destacando a associação entre as variáveis "condição de saúde", "aspectos sociodemográficos", "estilo de vida", "perda auditiva" e "morbidades", num grupo de idosas. MÉTODOS: Estudo seccional realizado de agosto a dezembro de 2012, com 159 mulheres com 60 anos de idade ou mais, matriculadas na UnATI/UEA (Universidade da Terceira Idade da Universidade do Estado do Amazonas), Manaus-AM, Brasil. As participantes foram entrevistadas e questionadas sobre desordens de comunicação autorreferidas. Realizou-se análise descritiva por meio de medidas de tendência central e de dispersão para as variáveis contínuas e de distribuições de frequência para as variáveis categóricas e foram estimadas as prevalências das desordens de linguagem autorreferidas. Para verificar a presença de diferenças estatisticamente significativas, foi utilizado χ2, considerando nível de significância 5% (p≤0,05). RESULTADOS: O déficit de comunicação foi referido por 8,18% das idosas. Foram relatadas dificuldades de inteligibilidade (6,92%); compreensão oral (10,69%); acesso ao léxico (10,69%); e memória recente (38,36%). No domínio de leitura e escrita, referiram dificuldade 5,66% e 6,92%, respectivamente. Entre os analfabetos, 20% relataram dificuldades de comunicação, enquanto os alfabetizados, 8,44%. Observou-se associação entre dificuldade de comunicação e perda auditiva autorreferida (p=0,03). Não se observou tal associação com as morbidades mais prevalentes. CONCLUSÕES: Considerando a diversidade de alterações na linguagem dessa população, são necessários mais estudos que avaliem se há mudanças decorrentes do processo de envelhecimento e como estas se caracterizam, para que se possa discutir possibilidades de prevenção. <![CDATA[Comparison of strength and functional capacity between elderly strength training and hydrogymnastics practitioners, and non-practitioners of physical exercise]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232014000300497&lng=es&nrm=iso&tlng=es INTRODUÇÃO: As mudanças na força e na capacidade funcional decorrentes do envelhecimento podem ser melhoradas mediante a prática de exercícios físicos como a musculação e a hidroginástica. OBJETIVO: Comparar a força e a capacidade funcional entre idosos praticantes de musculação, hidroginástica e não praticantes de exercícios físicos. MÉTODOS: Estudo descritivo de corte transversal com amostragem não probabilística voluntária. Participaram do estudo 36 idosos (63,6±4,1 anos), sendo 12 praticantes de musculação, 12 praticantes de hidroginástica e 12 não praticantes de exercícios físicos. O nível de atividade física foi avaliado pelo Questionário Internacional de Atividade Física (IPAQ). A avaliação da força máxima foi realizada pelo teste de uma repetição máxima (1RM) em membros superiores e inferiores. A capacidade funcional foi avaliada pelos testes de levantar da cadeira em 30 segundos e velocidade de caminhada habitual e máxima. Foi utilizada Anova One Way com post-hoc de Bonferroni para comparação das variáveis dependentes entre os grupos com α=0,05. RESULTADOS: Todos os grupos foram classificados como ativos. O grupo praticante de musculação apresentou os maiores valores de força máxima, quando comparado ao praticante de hidroginástica e não praticante de exercícios físicos (p≤0,01). Além disso, os grupos praticante de hidroginástica e não praticante de exercícios físicos não apresentaram diferenças na força máxima (p=1,0). Já para o teste de levantar da cadeira, não foram observadas diferenças entre os grupos (p=0,07), o mesmo sendo observado no teste de velocidade de caminhada habitual (p=0,06) e máxima (p=0,22). CONCLUSÃO: A musculação mostrou-se mais eficaz para o aumento de força, mas o estilo de vida ativo é suficiente para a manutenção da capacidade funcional. <hr/> INTRODUCTION: Changes in strength and functional capacity due to aging can be improved through physical exercises practice such as strength training and hydrogymnastics. OBJECTIVE: To compare the strength and functional capacity among elderly individuals who practice strength training, hydrogymnastics and non-practitioners of physical exercises. METHODS: Descriptive cross-sectional study with voluntary non-probability sampling. The study included 36 elderly (63.6±4.1 years): 12 strength training practitioners, 12 hydrogymnastics practitioners and 12 non-practitioners of physical exercises. The level of physical activity was assessed by the International Physical Activity Questionnaire (IPAQ). The maximum force was performed by the one maximum repetition test (1RM) in upper and lower limbs. Functional capacity was evaluated by tests of rising from a chair in 30 seconds and usual maximum walking speed. One Way ANOVA test with post hoc Bonferroni was used to compare the dependent variables between the groups with α= 0.05. RESULTS: All groups were classified as active. The strength training group had the highest values of maximum strength when compared to hydrogymnastics group and non-practitioners of physical exercises (p≤0.01). In addition, hydrogymnastics practitioners and non-practitioners of physical exercises groups showed no differences in maximum strength (p=1.0). As for the chair lifting test, no differences were observed between groups (p=0.07) and the same was observed in habitual (p=0,06) and maximum (p=0,22) walking speed test. CONCLUSION: The strength training was more effective for increasing strength, but active lifestyle is sufficient to maintain functional capacity. <![CDATA[The low oxygen consumption is reflected on depression scores in elderly]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232014000300505&lng=es&nrm=iso&tlng=es O objetivo do estudo foi investigar os efeitos de diferentes tipos de exercício físico nos escores indicativos de depressão em idosos. Participaram 168 voluntários idosos, de ambos os sexos, com idades de 60 a 75 anos (65,66±4,28 anos), sendo 40 mulheres e 128 homens. Os voluntários foram alocados em sete grupos distintos: a) Controle sedentário (n=40); b) Controle resistido (n=23); c) Caminhada (n=23); d) Lazer (n= 20); e) Cicloergômetro (n=23); f) Resistido 50% de 1RM (n=19); e g) Resistido 80% de 1RM (n=20), sendo submetidos a um protocolo de seis meses de treinamento físico, três vezes por semana. O grupo "a" permaneceu sem alterar suas atividades de rotina durante o período de estudo e não se engajou em nenhum programa de exercício físico, já o grupo "b" compareceu no laboratório, mas realizou os exercícios sem carga. Antes e imediatamente após o período de estudo, os voluntários foram submetidos a um protocolo de avaliação para determinação do consumo de oxigênio e responderam à Escala Geriátrica de Depressão. Os resultados revelaram que os grupos "c" e "e", que se exercitaram em intensidades com predomínio do metabolismo aeróbio, apresentaram redução nos escores de depressão, sendo que as demais intervenções não foram suficientes para promover redução nessa variável. Os dados sugerem que exercícios com predominância no metabolismo aeróbio são mais efetivos em promover reduções em escores de depressão de idosos.<hr/>The study aimed to investigate the effects of different types of exercise in indicative scores of depression in the elderly. Participated 168 elderly volunteers of both sexes, aged 60-75 years (65.66 ± 4.28 years), 40 women and 128 men. The volunteers were divided into seven distinct groups: a) Sedentary control (n = 40); b) Resisted control (n = 23); c) Walking (n = 23); d) Outdoor (n = 20); e) Cycle ergometer (n = 23); f) Resisted 50% of 1RM (n = 19); and g) Resisted 80% of 1RM (n = 20), and subjected to a protocol of six months of physical training three times a week. The group "a" remained without changing their routine activities during the study period and did not engage in any exercise program, as the group "b" appeared in the laboratory, but performed the exercises without charge. Before and immediately after the study period, the volunteers underwent an evaluation protocol for determination of oxygen consumption and responded to the Geriatric Depression Scale. The results revealed that the groups "c" and "e", who exercised at intensities with predominant aerobic metabolism, showed reduction in depression scores, and other measures were not sufficient to promote reduction in this variable. The data suggest that exercise dominance in aerobic metabolism is more effective in reducing depression scores in elderly. <![CDATA[Effects of the Pilates method exercises in respiratory muscle strength of elderly women: a clinical trial]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232014000300517&lng=es&nrm=iso&tlng=es INTRODUÇÃO: Dentre os sistemas do organismo, acredita-se que o respiratório seja o que envelhece mais rapidamente, devido à maior exposição a poluentes ambientais ao longo dos anos. O método Pilates surge como forma de condicionamento físico particularmente interessado em proporcionar bem-estar geral ao indivíduo. OBJETIVO: Avaliar os efeitos de exercícios do método Pilates na força muscular respiratória de idosas antes e após 11 semanas de treinamento. Métodos: Trata-se de ensaio clínico, longitudinal e prospectivo. Foram selecionadas sete mulheres com idade igual e superior a 60 anos e com autonomia cognitiva preservada. A Prova de Função Pulmonar (Espirometria) foi realizada por meio do espirômetro marca Vitalograph(r) modelo 8600. A força muscular respiratória foi obtida pelas técnicas de medidas da pressão inspiratória máxima e pressão expiratória máxima, por meio de um manovacuômetro analógico da marca Gerar. O período experimental foi de 11 semanas. Para a análise comparativa dos dados obtidos nas avaliações, foi aplicado o teste t pareado e nível de significância de 5%. RESULTADOS: Os resultados do estudo mostraram aumento significativo (p≤0,01) em relação à pressão expiratória máxima de 46±18 para 75±29 cmH2O. CONCLUSÃO: Os resultados apresentaram aumento significativo na pressão expiratória máxima, sendo o método Pilates uma das práticas recomendadas à população idosa. <hr/> INTRODUCTION: Among the systems of the organism, it is believed that the respiratory system is the one that gets older faster due to the greater exposure to environmental pollutants over the years. The Pilates method has emerged as a form of fitness particularly providing general welfare to the individual. OBJECTIVE: To evaluate the effects of Pilates' exercises on respiratory muscle strength in elderly women before and after eleven weeks of training. METHODS: This is a clinical, longitudinal, prospective trial study. We have studied seven women aged 60 and over, with preserved autonomy and cognitive skills. The Pulmonary Function Test (Spirometry) was performed using the Vitalograph(r) spirometer, model 8600. Respiratory muscle strength was obtained by technical measurements of maximal inspiratory pressure and maximal expiratory pressure, through analog Gerar manometer. The experiment lasted eleven weeks. For comparative analysis of data obtained in the evaluations, we applied the paired t test and a significance level of 5%. RESULTS: The results of this study showed significant increase (p≤0.01) compared to maximal expiratory pressure of 46±18 for 75±29cmH2O. CONCLUSION: The results showed significant increase in maximal expiratory pressure, so the Pilates method is one of the practices recommended for the elderly population. <![CDATA[Social skills and coping strategies: relationship with psychological well-being indicators among caregivers of elderly with high dependency]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232014000300525&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: Investigar habilidades sociais e estratégias de enfrentamento de estresse em cuidadoras de idosos e verificar se elas se correlacionam com medidas de percepção de bem-estar psicológico. MÉTODO: Trata-se de estudo descritivo de correlação. Foram entrevistadas 20 cuidadoras familiares de idosas de alta dependência, que responderam a um Inventário de Habilidades Sociais, a uma Escala de Estratégias de Enfrentamento de Estresse, a uma Escala de Sobrecarga e a uma Escala da Qualidade da Relação Diádica. Foi utilizado o procedimento de correlação bivariada de Spearman para verificar a relação entre a frequência de uso de habilidades sociais e de estratégias de enfrentamento de estresse com medidas de percepção de sobrecarga e de qualidade da relação diádica. RESULTADOS: As cuidadoras que relataram usar determinadas habilidades sociais e estratégias de enfrentamento de estresse com maior frequência se percebiam como tendo menos conflitos com a idosa de quem cuidavam e com menor nível de sobrecarga em alguns fatores. CONCLUSÃO: Este estudo sobre cuidadores de idosos se acrescenta à literatura no sentido de mostrar as relações positivas entre algumas habilidades sociais e estratégias de enfrentamento de estresse e indicadores de bem-estar psicológico. No futuro, seria importante realizar estudos que avaliassem intervenções para promover a aquisição ou aprimoramento dessas habilidades por parte de cuidadores, para verificar se é possível melhorar sua saúde mental. <hr/> OBJECTIVE: In this paper, we verified the relationship between the use of social skills and coping strategies and measures of perceived psychological wellbeing among eldercare providers. METHOD: This is a descriptive, correlational study. Participants included 20 caregivers of elderly relatives with high dependency levels. During the interviews, the caregivers completed a Social Skills Inventory, a Coping Strategies Scale, a Caregiver Burden Interview and a Quality of Dyadic Relationship Scale. The relationship between the frequency of use of social skills and coping strategies and measures of perceived burden and quality of the dyadic relationship was examined using Spearman´s bivariate correlation procedure. RESULTS: The caregivers who reported using particular social skills and coping strategies more often reported fewer conflicts with the elderly care recipient and lower perceptions of caregiver burden. CONCLUSION: This study on eldercare providers adds to the literature that demonstrates a positive relationship between social skills and coping strategies and indicators of better psychological wellbeing. Studies are needed to evaluate whether interventions that promote the acquisition or improvement of these social skills and coping strategies can help to improve the psychological wellbeing of eldercare providers. <![CDATA[Effects of physical activity in declarative memory, functional capacity and quality of life in elderly]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232014000300541&lng=es&nrm=iso&tlng=es A expectativa de sobrevida da população idosa tem aumentado nos últimos anos, podendo o processo de envelhecimento ser acompanhado por declínio das capacidades funcionais, físicas e cognitivas dos idosos. Dentro da função cognitiva, a memória apresenta-se como uma das suas principais queixas. Os objetivos do estudo foram analisar a memória declarativa, a capacidade funcional e qualidade de vida de idosos ativos e insuficientemente ativos, a fim de observar se a atividade física interfere positivamente nestas variáveis. Trata-se de estudo transversal, do qual fizeram parte dois grupos de comparação, idosos ativos (G1) e insuficientemente ativos (G2), com idade acima de 60 anos, residentes no município de Santa Maria-RS. A avaliação foi composta pelos seguintes instrumentos: Teste de Memória Emocional, Índice de Katz e Avaliação da Qualidade de Vida: SF-36. Como resultados, foi encontrado que os idosos do grupo G1 apresentaram melhores escores tanto na memória como na qualidade de vida quando comparados aos do grupo G2. Já no quesito capacidade funcional para atividades básicas de vida diária, avaliado pelo Índice de Katz, não houve diferença estatisticamente significativa entre os grupos, mas quando observados os resultados da variável capacidade funcional avaliado pelo SF-36, o G1 apresentou melhores resultados com diferença estatisticamente significativa quando comparado ao G2. Devido à importância da atividade física no retardo dos declínios decorrentes do envelhecimento, torna-se necessário criar estratégias para a participação dos idosos em grupos de atividades, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida, independência e participação.<hr/>Life expectancy of the elderly population has increased in recent years, and the aging process may be accompanied by functional capacity, physical and cognitive decline in the elderly. In cognitive functions, memory appears as one of their main complaints. This study aimed to analyze the declarative memory, functional capacity and quality of life in active and insufficiently active seniors, in order to observe whether physical activity positively affects these variables. This is a cross-sectional study, which included two groups of comparison, active (G1) and insufficiently active seniors (G2), aged over 60, living in the city of Santa Maria-RS. The evaluation consisted of the following instruments: the Emotional Memory Test, the Katz Index and Short Form Health Survey: SF-36. Results showed that the elderly group G1 showed higher scores in both the memory and the quality of life when compared to G2. Concerning the functional capacity for basic activities of daily living, assessed by the Katz Index, there was no statistically significant difference between groups, but when we observe the results of the functional capacity variable assessed by the SF-36, G1 showed better results with statistically significant differences as compared with G2. Because of the importance of physical activity in the delay of the declines from aging, it is necessary to create strategies for the participation of the elderly in group activities, contributing to the improvement of quality of life, independence and participation. <![CDATA[Perceived control and quality of life: comparison between elderly living in nursing homes and in the community]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232014000300553&lng=es&nrm=iso&tlng=es INTRODUÇÃO: Percepção de controle é um recurso psicossocial associado à qualidade de vida e bem-estar. Qualidade de vida é um conceito subjetivo e multidimensional. Percepção de controle refere-se à crença de estar no comando da própria vida e dos eventos a ela pertinentes. Idosos institucionalizados geralmente estão sujeitos a inúmeras restrições que podem afetar sua percepção de controle e qualidade de vida. OBJETIVO: Investigar percepções de controle - primário e secundário - e qualidade de vida em uma amostra de idosos em Belém-PA, comparando-se institucionalizados com residentes na comunidade, buscando-se associação entre estas variáveis nesses contextos de existência. MÉTODO: Trata-se de estudo analítico, de observação, com corte transversal. Foram avaliadas 66 pessoas entre 60 e 96 anos (21 homens; 45 mulheres; 33 institucionalizados; 33 da comunidade), por meio dos instrumentos WHOQOL-OLD e ECOPSE. RESULTADOS: Diferenças significativas (p≤0,05) entre os idosos institucionalizados e os que viviam na comunidade foram encontradas. A percepção de estar no controle aparece associada a satisfação com conquistas na vida e anseios em ambos os grupos, contudo, a associação entre controle e autonomia é encontrada apenas nos residentes da comunidade. CONCLUSÃO: Viver na comunidade favorece o exercício do controle e a qualidade de vida; a percepção de controle está associada à qualidade de vida em maior número de dimensões nos idosos que vivem na comunidade, comparados aos institucionalizados. <hr/> INTRODUCTION: Perceived control is a psychosocial resource, which has been associated to quality of life and well-being. Quality of life is a subjective and multidimensional construct. Perceived control refers to beliefs of managing own life. Elderly living in nursing homes are generally subject to numerous restrictions that can affect their perceived control and quality of life. OBJECTIVE: To investigate perceptions of control - primary and secondary - and quality of life in elderly, in the city of Belém-PA, comparing the institutionalized ones with those living in the community, looking for association between these variables in these contexts of existence. This is an analytical study, observational, cross-sectional, in which 66 people aged between 60 and 96 years (21 men, 45 women; 33 institutionalized; 33 living in the community) were assessed through the instruments WHOQOL-OLD and ECOPSE. RESULTS: Significant differences (p≤0,05) between institutionalized elderly and the ones living in the community were found. Beliefs of being in control are associated to satisfaction with achievements and interests in both groups; however, the association between control and autonomy is found only among community residents. CONCLUSION: Living in the community favors perceived control and quality of life; perceived control is associated with quality of life in a great number of dimensions in the elderly living in the community, compared to institutionalized ones. <![CDATA[Functional capacity of institutionalized elderly with and without Alzheimer's disease]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232014000300567&lng=es&nrm=iso&tlng=es INTRODUÇÃO: A longevidade da população trouxe à tona doenças de natureza crônica e degenerativa, como a doença de Alzheimer. Esta doença acentua as alterações fisiológicas do envelhecimento, alterando a capacidade da pessoa para cuidar de si mesma, produzindo grande dependência. OBJETIVO: Comparar a capacidade funcional de idosos institucionalizados com e sem a doença de Alzheimer. METODOLOGIA: Estudo transversal do qual participaram 201 idosos residentes em quatro instituições públicas de longa permanência para idosos, divididos em grupo experimental com 20 idosos com doença de Alzheimer e grupo controle com 181 idosos sem a doença. Foram obtidos os dados sociodemográficos, e os idosos foram submetidos a avaliação funcional pelo índice de Barthel. RESULTADOS: A maioria dos residentes era do gênero feminino em ambos os grupos; o grupo experimental apresentou maior idade (p=0,002), menor tempo de institucionalização (p=0,01) e dependência (p=0,01) em comparação aos idosos sem a doença. CONCLUSÃO: Os idosos institucionalizados com doença de Alzheimer apresentam menor capacidade funcional que os idosos sem a doença. <hr/> INTRODUCTION: The longevity of the population has brought about chronic nd degenerative diseases, such as Alzheimer's disease. This disease emphasizes the physiological changes of aging, altering a person's ability to care for itself, producing great dependence. OBJECTIVE: To compare the functional capacity of institutionalized elderly people with and without Alzheimer's disease. METHODS: Cross-sectional study involving 201 elderly residents in four long-stay public institutions, divided into experimental group with 20 elderly patients with Alzheimer's disease, and control group with 181 subjects without the disease. We obtained demographic data and participants underwent functional evaluation by Barthel index. RESULTS: The majority of residents were female in both groups; the experimental group had higher age (p=0.002), shorter time to institutionalization (p=0.01) and were dependent (p=0.01), compared with subjects without the disease. CONCLUSION: The elderly institutionalized patients with Alzheimer's disease have lower functional capacity than elderly residents without the disease. <![CDATA[Changes of mastication and swallowing in the process of feeding institutionalized elderly]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232014000300575&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: Analisar o processo de alimentação de idosos institucionalizados e, mais especificamente, descrever o perfil sociodemográfico dos idosos, verificar as possíveis alterações estruturais do sistema estomatognático, das funções de mastigação e deglutição e constatar as dificuldades alimentares autorreferidas. MÉTODO: Estudo do tipo quantitativo, descritivo, observacional, transversal e prospectivo. A amostra foi constituída por 27 indivíduos do gênero feminino e três do gênero masculino, com idades entre 65 e 93 anos, residentes em uma instituição de longa permanência para idosos de Canoas-RS, no período de julho a agosto de 2012. Utilizando-se de dois protocolos, foi realizada uma entrevista, uma avaliação das estruturas do sistema estomatognático e a observação de uma refeição em ambiente habitual de alimentação do idoso. RESULTADOS: Quanto aos aspectos alimentares, a dificuldade de mastigar algum tipo de alimento e a preferência por alimentos macios foram frequentemente citadas. As principais modificações nas estruturas estomatognáticas e em suas funções foram as alterações de mobilidade e tonicidade e a adaptação da mastigação e da deglutição, por meio da participação exagerada da musculatura perioral e do ritmo mastigatório lentificado. CONCLUSÃO: O processo de alimentação dos idosos institucionalizados sofre modificações ao longo dos anos, e a habituação das dificuldades encontradas, por meio da realização de compensações, é frequente entre eles. Os resultados evidenciam a necessidade da atuação fonoaudiológica interdisciplinar nas instituições de longa permanência para idosos, a fim de minimizar o impacto dos efeitos do envelhecimento nas funções estomatognáticas, proporcionando qualidade de vida ao idoso institucionalizado. <hr/> OBJECTIVE: Analyze the process of feeding institutionalized elderly, and, more specifically, to describe the socio-demographic profile of the elderly, to check for possible structural alterations of the stomatognathic system, the functions of chewing and swallowing and to verify self-reported feeding difficulties. METHODS: Study of quantitative, descriptive, observational, transversal and prospective type. The sample consisted of 27 female and 3 male subjects, aged between 65 and 93 years, residents of a long-stay institution in Canoas-RS in the period between July and August in 2012. Using two protocols, we conducted an interview, an assessment of the stomatognathic system and, finally, the observation of an elderly's meal in his habitual feeding environment. RESULTS: About the feeding difficulties, the subjects cited their difficulty in chewing any food and their preference for soft foods. The main changes in the stomatognathic structures and their functions have been changes in tone and mobility and adaptation of chewing and swallowing, through the exaggerated participation of the perioral muscles and the slowed masticatory rhythm. CONCLUSION: The process of feeding the institutionalized elderly undergoes changes over the years, and habituation of the difficulties encountered by performing compensation is common among them. The results highlight the need for interdisciplinary speech therapy in long-stay institutions in order to minimize the impact of the effects of aging on stomatognathic functions, providing a better quality of life to the institutionalized elderly. <![CDATA[Schooling and its effects on literacy of elderly over 65 years]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232014000300589&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: Analisar as condições de letramento de pessoas com idade mínima de 65 anos, comparando tais condições entre idosos que têm grau de instrução compatível com nível superior completo e aqueles que não têm. MÉTODOS: Foram aplicados um questionário e um teste de leitura contendo textos de gêneros diversos a 72 sujeitos idosos residentes na cidade de Curitiba-PR. O questionário contemplou idade, nível de escolarização e práticas atuais de leitura e escrita. No teste de leitura, os sujeitos foram convocados a localizar informações explícitas e implícitas em uma fábula, um cartaz, um bilhete e uma notícia de jornal. Os dados foram categorizados e analisados por meio do software de análise estatística Sphinx (r) e como estatística inferencial foram aplicados os testes de significância Fisher e qui-quadrado. RESULTADOS: Os sujeitos da pesquisa tinham acesso fácil a diversos materiais de leitura, mas o vínculo com esses materiais ainda era deficitário. Independentemente do nível de escolaridade, constatou-se a utilização restrita de práticas relacionadas com a linguagem escrita, visto que tanto os idosos que possuíam formação superior, quanto aqueles que não a tinham apresentaram dificuldades significativas para extrair informações de textos simples. CONCLUSÃO: É necessário desenvolver atividades de intervenção que possam trabalhar com a linguagem escrita, para que sujeitos em processo de envelhecimento possam efetivamente inserir-se na sociedade grafocêntrica atual. <hr/> OBJECTIVE: This study analyzed the conditions of literacy of people aged at least 65, comparing these conditions among the elderly whose education level was compatible with higher education and those who do not. METHODS: We used a questionnaire and a reading test containing texts of various genres for 72 elderly over 65 years, living in the city of Curitiba-PR. The questionnaire included age, educational level and current practices in reading and writing. In the reading test, subjects were asked to find explicit and implicit information in four texts: a fable, a poster, a ticket and a newspaper. Data were categorized and analyzed using statistical analysis software Sphinx(r), and like inferential statistics were applied the significance tests of Fisher and chi-square. RESULTS: The study subjects had easy access to various reading materials, but the link to these materials was still lacking. Regardless of the level of education it was found the restricted use of practices related to written language, as both the elderly who have higher education, and those who do not have such training showed significant difficulties to extract information from simple texts. CONCLUSION: It is necessary to develop intervention activities that can work with written language, so that subjects in aging process can effectively insert themselves into the current society focused in the writing. <![CDATA[Ambience: built environment and behavior]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232014000300601&lng=es&nrm=iso&tlng=es A ambiência é um tema extremamente relevante, considerando a necessidade de estudar aspectos extrínsecos ao homem e como eles influenciam no seu envelhecimento, para que as melhores condições de espaço gerem mais qualidade no encontro entre os sujeitos. Compreender sua influência nas relações sociais possibilita a caracterização e o reconhecimento de elementos que funcionam como fortes coadjuvantes ao bem-estar subjetivo dos sujeitos que participam de quaisquer espaços, sejam públicos ou privados, de atividade ou de recolhimento. Este artigo resulta de uma revisão de literatura baseada em pesquisa teórica, buscando conjugar temas como acessibilidade e ergonomia apoiados no Desenho Universal, além de variáveis do conforto ambiental (acústica, temperatura, luminosidade, ventilação e insolação) e a humanização que efetiva o acolhimento e a produção de subjetividades. Tais elementos compõem o espaço construído, objeto da arquitetura, e seus impactos no comportamento humano, normalmente vistos de modo isolado. Esta reflexão se baseia em pesquisas de campo em andamento e permitiu gerar instrumentos de coleta de dados utilizados em entrevistas e em observações participativas.<hr/>The ambience is an extremely relevant issue considering the need for further exploration to extrinsic human aspects and how they influence in its aging, so that the best conditions of environment generate more quality in the meeting among people. Understanding their influence on social relations enables the characterization and recognition of elements that act as strong adjuvants to subjective wellness of individuals participating in any space, whether public or private, with activity or gathering. This article results from a literature review based on theoretical research seeking to combine issues such as the composition of the built space, object of architecture, and its impact on human behavior typically seen in isolation. This reflection is based on field research now under way and enabled the generation of tools for data collection used in interviews and participant observation. <![CDATA[The relevance of the notion of urban ambiences to the theme of the rights of the elderly: Brazilian perspectives]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232014000300611&lng=es&nrm=iso&tlng=es No Brasil, o reconhecimento das funções sociais da cidade e do dever de amparo aos idosos foi um dos avanços da Constituição Federal de 1988 (artigos 182 e 230). Em um contexto de urbanização e de envelhecimento populacional, um Estatuto da Cidade e um Estatuto do Idoso foram também adotados pelo legislador brasileiro. O presente trabalho, baseado em pesquisa exploratória de natureza qualitativa, teve por objetivo investigar se a noção de ambiência urbana vem sendo empregada ou se mostra pertinente para a análise e a efetivação dos direitos do idoso no Brasil. Foram feitas buscas nas bases de dados IusData e periódicos CAPES e LILACS, com os termos "ambiência" e "idoso" e seus respectivos plurais nos títulos e resumos, período livre até fevereiro de 2014, encontrando-se apenas um resultado, na área da Enfermagem. Além das principais leis federais relacionadas às cidades e aos idosos, e de leis orgânicas municipais (São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre), a pesquisa também se apoiou em referencial teórico nas áreas da Gerontologia, do Direito e da Arquitetura e Urbanismo. A ideia de ambiência, que se refere a um ambiente experimentado, situando a experiência do sujeito no centro da reflexão, revela-se oportuna para se pensar na cidade enquanto espaço que reflita a heterogeneidade da velhice e que propicie um envelhecimento ativo e digno. Ainda que essa noção apareça apenas timidamente em algumas leis urbanísticas municipais, não sendo legalmente definida ou habitualmente empregada pelos juristas, as ambiências urbanas são intimamente relacionadas com o Direito, já que são, ao mesmo tempo, determinadas pelo Direito (entre outros fatores) e determinantes para a efetivação de direitos.<hr/>In Brazil, the recognition of the city's social functions as well as the duty of supporting the elderly was one of the innovations introduced by the 1988 Federal Constitution (articles 182 and 230). A City's Act (2001) and an Elderly People's Act were also introduced in the Brazilian legal system, within an urbanization and aging population context. Based on a qualitative and explorative research, this article seeks to investigate if the notion of "urban ambience" has been employed or could be relevant for the analysis and implementation of elderly rights in Brazil. Searches were made in the databases IusData, Periodicals CAPES and LILACS in the fields of titles and abstracts with the terms "ambience(s)" and "elderly(s)" until February, 2014, in which only one result was found, in the area of Nursing. The research was also based on the main federal Laws related to cities and elderly as well as municipal Laws (São Paulo, Rio de Janeiro and Porto Alegre) and references in Gerontology, Law, Architecture and Urbanism. The idea of ambience, which refers to an environment experienced by someone, places people's experiences at the heart of the thought process. This concept seems appropriate to think about the city as a place that reflects the heterogeneity of the elderly and promotes active and dignified aging. Although this concept is still rarely used in Brazilian legal acts, with no legal definition and unknown to lawyers, urban ambiences are, in fact, closely related to the law, since they are determined by Law (among other factors) and are determinant for enforcing rights. <![CDATA[Leisure facilities for the elderly: their analysis through different strands]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232014000300627&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este artigo objetivou, por meio de revisão bibliográfica, elaborar uma discussão teórica sobre os dois universos aqui propostos - espaços de lazer e terceira idade -, refletindo acerca das variáveis projetuais dos espaços de lazer para esta parcela da população. O propósito foi apontar que, aos espaços de lazer pensados somente nas funções a que se prestam, devem ser agregados novos elementos, visando otimizar seus usos e interações. Também se buscou refletir sobre como a questão projetual do espaço cria uma "realidade tridimensional" no plano das ideias, cujo resultado é a materialização do projeto na obra. Portanto, é preciso refletir sobre a atribuição dos significados simbólicos de um espaço, especificamente o de lazer, pois eles passam a integrar a ambiência e esta, por sua vez, atua sobre o imaginário de seus usuários, possibilitando ou não a intensificação de seus usos, principalmente no que diz respeito à prática dos lazeres. No que diz respeito à população eleita para a pesquisa, verificou-se que estudos em diversas áreas do saber estão estabelecendo um panorama mais condizente sobre o que é considerada terceira idade no século XXI.<hr/>This article aimed, through literature review, develop a theoretical discussion about the two universes proposed here - leisure facilities and seniors - reflecting about the projective variables of leisure facilities for this population. The purpose was to point out that the spaces of leisure considered only in the functions they provide, must be added new elements to optimize their uses and interactions. We also sought to reflect on how the projective issue of space creates a "three dimensional reality" in terms of ideas, the result of which is the realization of the project's work. Therefore, we must reflect on the allocation of symbolic meanings of space, specifically leisure, as they become part of the ambience and this, in turn, acts on the imagination of its users, or not allowing the intensification of its uses, especially with regard to the practice of leisure. With regard to the population selected for the research, it was found that studies in several areas of knowledge are establishing a more consistent picture of what is considered old age in the twenty-first century. <![CDATA[Environmental hazards and risk of fall in the elderly: systematic review]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232014000300637&lng=es&nrm=iso&tlng=es A queda em idosos é resultado de uma interação complexa entre fatores intrínsecos e extrínsecos. Embora seja difícil separar esses fatores, estudos apontam que fatores de risco ambientais estão presentes em aproximadamente 40% das quedas. O objetivo deste estudo foi realizar uma revisão sistemática da literatura sobre o envolvimento de fatores ambientais nas quedas em idosos vivendo na comunidade. Para tanto, foram selecionados estudos publicados no período de janeiro de 2000 a maio de 2014 nas bases de dados eletrônicas MEDLINE, LILACS e SciELO. Apenas artigos disponíveis na íntegra e em inglês, português e espanhol foram considerados para esta revisão. Após a análise do título, do resumo e do texto na íntegra, dez artigos foram incluídos na revisão. Nos estudos analisados, aproximadamente metade das quedas ocorreu durante a locomoção e envolveu tropeços e escorregões. Os fatores de risco ambientais estão muito presentes nas quedas (20-58%), sendo que superfícies irregulares, superfícies molhadas/escorregadias, objetos/tapetes soltos e desníveis no chão/problemas com degraus foram os mais prevalentes. Observou-se tendência de aumento na ocorrência de quedas em ambientes externos, as quais são frequentemente precipitadas por fatores extrínsecos. Mais estudos são necessários na caracterização e no desenvolvimento de estratégias de prevenção de quedas em ambientes externos.<hr/>Falls in the elderly is the result of a complex interplay between intrinsic and extrinsic factors. Although it is difficult to separate these factors, studies indicate that environmental hazards are involved in approximately 40% of the falls. This study aimed to conduct a systematic review about the contribution of environmental hazards for falls in community-dwelling elderly. Studies published from January 2000 to May 2014 in the electronic databases MEDLINE, LILACS and SciELO were selected. Only free full-text articles written in English, Portuguese and Spanish were considered for this research. After title, abstract and full text analysis, ten articles were included in this review. In the studies analyzed, approximately half of the falls occurred during walk and involved tripping and slipping. The environmental risk factors are present in falls (20-58%), in which irregular surfaces, wet/slippery floors, objects/loose rugs and uneven floor/steps were the most prevalent hazards among the studies. There was tendency of increase in the occurrence of outdoor falls, which are often caused by extrinsic factors. More studies are needed to characterize and develop strategies to prevent outdoor falls among community-dwelling older adults. <![CDATA[Environmental Gerontology: overview of its contributions for the actions of gerontologists]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232014000300647&lng=es&nrm=iso&tlng=es O artigo traz algumas considerações a respeito do campo teórico da Gerontologia Ambiental, ao traçar um breve panorama dos temas clássicos de estudo e aplicação dos novos campos abertos pelas demandas do envelhecimento populacional e políticas públicas decorrentes. O texto busca também salientar o aumento na produção acadêmica internacional no campo, porém não acompanhado na produção nacional. Destaca-se a importância da perspectiva ambiental para as ações práticas do profissional gerontólogo em suas tarefas de gestão de cuidados, serviços e políticas no campo da velhice e dos processos de envelhecimento.<hr/>The paper presents some considerations about the theoretical field of Environmental Gerontology, with a brief overview of the classical themes of study and application of the new fields opened up by the demands of population aging and public policy issues arising. The text also seeks to highlight the increase in the international academic field production, but not together in the national production. It highlights the importance of environmental outlook for the practical actions of the professional gerontologist in tasks of care management, services and policies in the field of aging and aging processes. <![CDATA[Analysis of the scientific production of the Brazilian Journal of Geriatrics and Gerontology: a bibliometric review]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232014000300659&lng=es&nrm=iso&tlng=es OBJETIVO: Descrever e analisar o perfil das publicações da Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia (RBGG) no período de 2006 a 2013. MÉTODO: Trata-se de pesquisa de revisão bibliográfica, do tipo descritivo, com análise bibliométrica da produção científica da RBGG. A coleta dos dados foi realizada por três pesquisadores treinados. Contatou-se a equipe editorial via correio eletrônico para obter a informação referente ao número de manuscritos recebidos, rejeitados e aceitos na revista. RESULTADOS: Publicou-se um total de 400 trabalhos, dos quais 301 (75,3%) foram artigos originais e 42 (10,5%) revisões. A maior parte dos trabalhos (95,1%) é de autores brasileiros, predominando as Regiões Sudeste (43,4%) e Sul (26,8%), especificamente nos estados de São Paulo (19,8%), Rio Grande do Sul (15,6%) e Rio de Janeiro (12,0%). A maioria dos trabalhos é de abordagem quantitativa e o tipo de estudo mais frequente é o transversal (45,9%), seguido pela revisão de literatura (13,7%) e a série de casos de tipo observacional (10,7%). Verificou-se, ainda, aumento do tempo para publicação entre 2006 e 2011, seguido por uma estabilidade até 2013. As temáticas mais comuns foram as referentes aos aspectos psicológicos do envelhecimento, atividade física e nutrição. CONCLUSÕES: Observou-se aumento continuado no número de trabalhos recebidos e publicados na RBGG durante todo o período. A produção é focada nas instituições universitárias, em âmbito nacional, e centralizada nas regiões Sudeste e Sul. Identificou-se ainda uma grande abrangência de temáticas. <hr/> OBJECTIVE: To describe and analyze the profile of publications of the Brazilian Journal of Geriatrics and Gerontology (RBGG) between years 2006 to 2013. METHOD: This is a survey of literature review, descriptive type with bibliometric analysis of scientific production of RBGG. Data collection was performed by three trained investigators. The editorial staff was contacted via e-mail to get information regarding the number of manuscripts received, rejected and accepted. RESULTS: It published a total of 400 articles, of which 301 (75.3%) were original articles and 42 (10.5%) reviews. Most studies (95.1%) were published by Brazilian authors, most of whom are from the Southeast (43.4%) and South (26.8%), concentrated in the states of São Paulo (19.8%), Rio Grande do Sul (15.6%) and Rio de Janeiro (12.0%). Most works had quantitative approach and the most frequent type of study is the cross-sectional (45.9%), followed by literature review (13.7%) and a number of observational cases (10.7%). There was an increase in time of publication between 2006 and 2011, followed by stability until 2013. The most common themes were related to the psychological aspects of aging, physical activity and nutrition. CONCLUSIONS: There has been observed continuing increase in the number of papers received and published in RBGG in this period. The production is focused mainly in the universities at the national scope in the Southeastern and Southern regions. A wide range of topics was also identified. <![CDATA[The frailty syndrome in elderly: a narrative review]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232014000300673&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este estudo se propôs a realizar uma revisão narrativa sobre a temática da síndrome da fragilidade no idoso, visto que a literatura ainda carece de unanimidade quanto a sua conceituação. A revisão foi realizada nos meses de maio e junho de 2012, por meio dos descritores frailty, aged, frail elderly e aging e seus respectivos correspondentes em português nas bases de dados LILACS, MEDLINE, SciELO e PubMed. A amostra contemplou artigos publicados de 1990 a 2012, resultantes de pesquisas primárias quantitativas, qualitativas e estudos teóricos. Os 58 artigos selecionados na amostra final apontaram diferentes instrumentos metodológicos para identificar e quantificar a presença de fragilidade nos idosos. Demonstraram que a fragilidade no idoso envolve múltiplas dimensões e pode ser influenciada por fatores ligados ao próprio indivíduo ou fatores externos, os quais resultam em diferentes conceitos da síndrome da fragilidade no idoso. Conclui-se que os pesquisadores da área estão investindo na geração de conhecimento com o intuito de elaborar uma única definição que possa contemplar com mais propriedade o conceito da síndrome de fragilidade no idoso, contribuindo na mudança de desfechos adversos, podendo intervir na prevenção e promoção de saúde nesses idosos.<hr/>This study aimed to conduct a literature review on the topic of the frailty syndrome in the elderly, since the literature still lacks unanimity on its conceptualization. One review was held in May and June 2012, through the descriptors frailty, aged, frail elderly and aging and their counterparts in Portuguese in LILACS, MEDLINE, PubMed and SciELO databases. The sample included articles published from 1990 to 2012, resulting from quantitative, qualitative primary research and theoretical studies. The 58 articles selected in the final sample showed different methodological tools to identify and quantify the presence of frailty in the elderly. They showed that frailty in elderly involves multiple dimensions and can be influenced by factors related to the individual himself or external factors, which result in different concepts of the frailty syndrome in the elderly. We conclude that researchers in the field are investing in the generation of knowledge in order to develop a single definition that can include more properly the concept of frailty syndrome in the elderly, helping change adverse outcomes, and intervening in the prevention and promotion health to them. <![CDATA[Nursing consultation to the elderly in primary health care: a literature integrative review]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232014000300681&lng=es&nrm=iso&tlng=es Trata-se de revisão integrativa da literatura que teve como objetivo conhecer a publicação científica relacionada à consulta de enfermagem ao idoso na atenção primária à saúde. O levantamento bibliográfico abrangeu as seguintes bases de dados: Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), Bases de Dados em Enfermagem (BDENF), Scientific Eletronic Library Online (SciELO), Cumulative Index to Nursing and Allied Health Literature (CINAHL) e PubMed, no período de 2002 a 2011. Foram analisados cinco artigos, relacionados à temática pesquisada, que sugeriram tanto a necessidade de estabelecer um vínculo enfermeiro-idoso, como a necessidade de o enfermeiro, para realizar uma assistência com qualidade ao idoso, deter conhecimento acerca do envelhecimento. Outro ponto relevante é o acúmulo de atividades realizadas pelos enfermeiros, os quais, devido a essa sobrecarga, têm dificuldades de se dedicar às atribuições específicas de sua categoria profissional, como, por exemplo, a consulta de enfermagem. Diante das buscas na literatura, constata-se que a produção científica acerca da consulta de enfermagem ao idoso no contexto da atenção primária à saúde ainda é incipiente.<hr/>It is a literature integrative review that aimed to identify the theoretical and methodological approaches used in the elderly nursing consultation in primary care. This survey covered the following bibliographic databases: Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), Bases de Dados em Enfermagem (BDENF), Scientific Eletronic Library Online (SciELO), Cumulative Index to Nursing and Allied Health Literature (CINAHL) and PubMed, from 2002 to 2011. We analyzed five items related to the study topic, which suggested both the need to establish a nurse-elderly link and the need for nurses to kknow about aging to carry out qualified health care. Another relevant point is the accumulation of activities performed by nurses. Due to that overload, they have difficulties to devote themselves to the duties of their specific job category, for example, nursing consultation. Given the literature searches, we believe that the scientific production about the nursing consultation for the elderly in the context of primary health care is still incipient.