Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1980-003720160004&lang=es vol. 18 num. 4 lang. es <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Comparisons between body adiposity indexes and cutoff values in the prediction of functional disability in older women]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1980-00372016000400381&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract The aim of this study was to compare body adiposity indexes and to identify cutoff values in the prediction of disability in older women. Eighty-seven volunteers (67.27±6.45 years) underwent body composition assessment using dual-energy X-ray absorptiometry (DXA) and had five anthropometric indexes measured (Waist Circumference, WC; Waist-to-Height Ratio, WHtR; Body Mass Index, BMI; Body Adiposity Index, BAI; and conicity index). Functionality was assessed from three Senior Fitness Test Battery protocols: 30-second chair stand, 8-foot up-and-go, and 6-minute walk. Pearson’s correlation was conducted to identify the relationship between body adiposity indexes and functionality results. Cutoff values to predict disability were obtained from ROC curves and odds ratio were calculated for the same outcome. Disability prevalence was 36.8%. Scores in the 30-second chair stand, 8-foot up-and-go, and 6-minute walk tests showed stronger associations with WC (r=-0.345; p&lt;0.01), WHtR (r=-0.417; p&lt;0.01) and BAI (r=0.296; p&lt;0.01), respectively. The cutoff values identified were 89.5cm, 39.2%, 26.93kg/m2, 34.6%, 0.51cm and 1.23 for WC, DXA-derived body fat percentage, BMI, BAI, WHtR and conicity index, respectively. WC showed greater odds ratio for disability outcome (odds ratio: 3.16; CI: 1.3–7.8). WC showed strong relationship with functional tests and its cutoff values exhibited predicting skill for disability in older women.<hr/>Resumo Objetivou-se comparar índices de adiposidade corporal e identificar pontos de corte na predição de incapacidade funcional em mulheres idosas. Oitenta e sete voluntárias (67,27±6,45 anos) foram submetidas à avaliação de composição corporal através de Dual energy x-ray absorptiometry (DXA), e tiveram cinco índices antropométricos mensurados (perímetro de cintura, PC; relação cintura estatura, RCE; índice de massa corporal, IMC; índice da adiposidade corporal, IAC; e índice de conicidade). A funcionalidade foi avaliada a partir de três protocolos da Senior Fitness Test Battery: sentar e levantar em 30 segundos; 8-foot up-and-go; e caminhada de seis minutos. A correlação de Pearson foi conduzida para identificar o relacionamento entre as medidas de adiposidade corporal e os resultados de funcionalidade. Foram obtidos pontos de corte para incapacidade funcional a partir de curvas ROC, e o odds ratio foi calculado para o mesmo desfecho. A prevalência de incapacidade funcional foi de 36,8%. Os escores dos testes sentar e levantar em 30 segundos, caminhada de seis minutos e 8-foot up-and-goapresentaram associações mais consistentes para PC (r=-0,345; p&lt;0,01), RCE (r=-0,417; p&lt;0,01) e IAC (r=0,296; p&lt;0,01), respectivamente. Os pontos de corte identificados foram 89,5cm, 39,2%, 26,93kg/m2, 34,6%, 0,51cm e 1,23, para PC, percentual de gordura medido pelo DXA, IMC, IAC, RCE e índice de conicidade, respectivamente. O PC apresentou maior razão de chances para incapacidade funcional (odds ratio:3,16; IC:1,3–7,8). O PC apresentou associação mais consistente com os testes funcionais e seus valores de corte exibiram habilidade preditora para incapacidade em mulheres idosas. <![CDATA[The Influence of Different Performance Level of Fencers on Simple and Choice Reaction Time]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1980-00372016000400391&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract In many sport disciplines reaction time plays a key role in the sport performance. It is good to point out for example ball games or fighting sports (fencing, karate etc.). The research is focused on detection of the differences in the simple and choice reaction time during visual stimulation among elite, sub-elite fencers and beginners. For the measurement a Fitrosword device and the SWORD software were used. An additional stimulus was added during measuring which should increase the overall number of stimuli, but shouldn’t force fencer to any reaction whatsoever. The results from presented study can be compared with Hicks law. The next focus of the study was to identify the difference in reaction time during two different movement tasks with different complexity movement requirements. The research was built up on a hypothesis that the results will differ among different performance groups of fencers. The difference however was overt among beginners and elite fencers (p = 0.0088, d = 0.5) in reaction time during different movement tasks (direct hit vs. lunge). The results of this research could be useful to trainers for training process organisation and increase the effectivity of muscle coordination during several movements in fencing.<hr/>Resumo Em muitos desportos, o tempo de reação desempenha um papel crucial no resultado desportivo. Como exemplo, pode-se citar jogos que envolvam bola ou desportos de combate (esgrima, karate, etc). A pesquisa foca-se na detecção das diferenças entre os tempos de reação simples e de escolha durante os estímulos visuais entre esgrimistas de elite, sub-elite e iniciantes. Para a medição foram usados um aparelho de Fitrosword e o software SWORD. Foi ainda adicionado um estímulo extra durante as medições que leva em consideração o número total de estímulos, sem, no entanto, forçar o esgrimista a esboçar qualquer reação. Os resultados deste estudo podem ser comparados com a lei de Hicks. O próximo objetivo do estudo foi identificar a diferença no tempo de reação entre duas tarefas de movimento diferentes com diferentes exigências no tipo de complexidade motora. A investigação foi formulada sobre a hipótese de que os resultados irão divergir entre os diferentes grupos de esgrimistas. A diferença (p = 0.0088, d = 0.5) foi evidente entre os iniciantes e os de elite no tempo de reação durante as diferentes tarefas motoras (golpe directo vs. ataque). Os resultados desta investigação poderão ser úteis para os treinadores no seu esquema de treinos e aumentar a eficácia da coordenação muscular durante os vários movimentos na esgrima. <![CDATA[Stability of behaviour patterns in the 200m breaststroke]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1980-00372016000400401&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract The aim of this study was to analyse the stability of the breaststroke technique in five elite swimmers in a 200m event using a qualitative analysis. The codification of the behaviour of each swimmer during the execution of 20 cycles was achieved using an ad hoc observational instrument comprised of a system of categories and field formats to detect the behavioural patterns (T-patterns); software was used for identifying the technical behaviour of stable structures. The results showed that the stability behaviour varied depending on the swimmer, as the variations of codes in each round produced distinct configurations to determine the differences between cycles for the same swimmer. It was concluded that the instrument used in this study plays an important role through the existence of stable behaviour in the breaststroke technique. It was also concluded that there are distinct patterns and behaviours between swimmers during each lap of the race.<hr/>Resumo O objetivo deste estudo foi analisar a estabilidade da técnica de bruços em cinco nadadores de elite numa prova de 200m usando uma análise qualitativa. A codificação do comportamento de cada nadador durante a execução de vinte ciclos de nado foi alcançado usando um instrumento de observação ad-hoc composto por um sistema de categorias e formatos de campo para detectar os padrões comportamentais (T-patterns); o software foi utilizado para identificar o comportamento técnico de estruturas estáveis. Os resultados indicaram que o comportamento da estabilidade dos nadadores variou de acordo com o nadador, como as variações de códigos em cada ronda produzido configurações distintas para determinar as diferenças entre os ciclos para o mesmo nadador. Concluiu-se que o instrumento utilizado neste estudo desempenha um papel importante, através da existência de um comportamento estável na técnica de nado de peito. Concluiu-se também que existem padrões distintos e comportamentos entre nadadores durante cada percurso de nado. <![CDATA[Influence of saddle height and exercise intensity on pedalling asymmetries in cyclists]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1980-00372016000400411&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract Pedaling asymmetries quantified during stationary cycling, when cyclist body positioning and intensity remain unchanged, may not fully reproduce the training and competition situations, in which cyclists experience different intensities and may opt for different saddle positioning aiming at power output optimization. Previous studies showed that torque and power can be asymmetric in cyclists. It is not clear whether changes in saddle height and exercise intensity may affect asymmetries. The aim of the present study was to determine pedaling asymmetries during cycling at different saddle heights and different exercise intensities. Twelve competitive cyclists performed an incremental maximal test, a constant-load (“heavy” intensity domain), and a Wingate test. Constant load and the Wingate tests were repeated using three different saddle heights (reference and lower or higher by 2.5% of the distance from the pubic symphysis to the ground). Crank torque was recorded throughout the pedaling cycle. Asymmetry (higher torque for the preferred limb) was found in all saddle heights (p&lt;0.001) in both intensities. Asymmetry index was similar across the saddle positions (p&gt;0.05) in both intensities. Our results suggest that asymmetric cyclists present a consistent pattern regardless of small changes in the saddle height or in exercise intensity. For practical implication, cyclists producing asymmetric torque may be adapted to this condition so they are continuously exposed to asymmetric effort and overload on the lower limbs.<hr/>Resumo Assimetrias na pedalada quantificadas durante o ciclismo estacionário, em que a postura do ciclista e a intensidade não mudam significativamente, podem não reproduzir situações de treino e competições em que os ciclistas experimentam diferentes intensidades e optam por mudar a postura no selim para otimização da potência. Estudos prévios mostraram assimetrias no torque e potência de ciclistas. Não é claro se mudanças na posição do selim e intensidade afetam essas assimetrias. O objetivo do presente estudo foi determinar as assimetrias na pedalada durante o ciclismo em diferentes alturas de selim e diferentes intensidades de esforço. Doze ciclistas competitivos realizaram um teste incremental máximo, um teste de carga constante (domínio severo) e um teste de Wingate. Os testes de carga constante e Wingate foram repetidos usando três alturas de selim (referência e 2,5% abaixo ou acima da referência, que foi medida pela distância da sínfise púbica até o solo). O torque gerado no pedivela foi medido durante todo o ciclo de pedalada. Assimetrias (maior torque na perna preferida) foram encontradas em todas as alturas de selim (p&lt;0,001) em ambas as intensidades. O índice de assimetria foi similar em todas as alturas de selim (p&lt;0,05) em ambas as intensidades. Os resultados sugerem que ciclistas assimétricos apresentam um padrão consistente independente de pequenas mudanças na posição do selim ou intensidade do exercício. Como implicação prática, ciclistas produzindo torque assimétrico podem estar adaptados a esta condição e sendo continuamente expostos a esforços e sobrecargas assimétricas nos membros inferiores. <![CDATA[Development of postural balance in Brazilian children aged 4-10 years compared to young adults]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1980-00372016000400419&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract The aim of the present study was to analyze the development of postural balance in 4- to 10-year-old Brazilian children, compared to a group of young adults under normal and deprived visual conditions. Body sway was assessed through average velocity and sway range at the center of pressure (CoP) in the anteroposterior and medio-lateral directions, obtained on a force platform (AMTI, Inc.). Sample was composed of 153 children (of seven different age groups) and 47 adults. Inter-group comparisons were performed using one-way ANOVA and Tukey’s post-hoc test at 5% significance level. The results showed that starting at 9 and 10 years of age, CoP velocity and displacement values for children were similar to values for adults under restricted visual conditions; however, there were differences between children and adults. The findings suggest that visual stimulation plays a prominent role in the balance of individuals up to 10 years of age, with significant evidence that postural balance is not fully developed up to that age.<hr/>Resumo O objetivo do presente trabalho foi analisar o desenvolvimento do equilíbrio postural de crianças brasileiras de 4 a 10 anos de idade, comparar com um grupo de adultos-jovens, com o uso da visão normal e na ausência da visão. A oscilação corporal foi avaliada por meio da velocidade media e amplitude de oscilação do centro de pressão (CoP) nas direções ântero-posterior e médio-lateral, obtidas por meio de uma plataforma de força (AMTI, Inc.). O grupo de estudo foi composto por 153 crianças (de sete diferentes grupos etários) e 47 adultos-jovens. As comparações inter-grupos foram feitas com o uso dos testes ANOVA one-way e o post-hoc de Tukey com um nível de significância de 5%. Os resultados mostraram que por volta de 9 e 10 anos de idade os valores da velocidade e da amplitude de deslocamento do CoP passam a ser similares entre crianças e adultos-jovens; no entanto, com a restrição do uso da visão, houve diferenças entre crianças e adultos-jovens. Os achados sugerem que o estimulo visual tem um papel importante no equilíbrio postural de indivíduos até os seus 10 anos de idade, com significativas evidencias que o controle postural não está totalmente desenvolvido até essa faixa etária. <![CDATA[Impact of adhesion reasons in the motivational regulation of master swimmers during the season]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1980-00372016000400429&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract There are several reasons that lead a person to start and stay in a sport. In this case, reasons have fundamental importance for athlete motivation, once the higher the motivation, the more constant the search for better performance and continuity in sport. This study investigated the impact of adhesion reasons to the practice on the motivation of master swimmers. Survey participants were 48 master swimming athletes over a year of competition. Data collection was conducted with the Diagnostic Instrument of Adhesion of Swimming Practice and Sport Motivation Scale. For data analysis, Shapiro-Wilk, Friedman, Wilcoxon, Spearman correlation and Uni/Multivariate Regression were conducted (p&lt;0.05). Results showed that adhesion reasons throughout the season remained the same (Well-Being and Prevention); identification extrinsic motivation increased over the year (p&lt;0.05). Social Recognition reason had significant impact (p&lt;0.05) on the External Regulation extrinsic motivation over the season, whereas Challenge, Performance and Social Recognition had an effect (p&lt;0.05) on the self-determined motivation during the sporting year. It was concluded that for master athletes, self-determination is influenced by pursuit of performance and social relationship from the middle to the end of the competitive year. In addition, external reasons are critical throughout the season, especially at the beginning of the competition year.<hr/>Resumo Diversos são os motivos que levam uma pessoa a iniciar e permanecer em uma modalidade esportiva. Neste caso, os motivos possuem fundamental importância para a motivação do atleta, uma vez que quanto maior a motivação mais constante é a busca por melhores resultados e continuidade no esporte. Este estudo investigou o impacto dos motivos de adesão à prática na motivação de atletas de natação máster. Participaram da pesquisa 48 atletas de natação máster durante um ano de competição. Como instrumento foi utilizado o Instrumento de Diagnóstico de Adesão a Prática de Natação e a Escala de Motivação para o Esporte. Para análise de dados utilizou-se os testes Shapiro-Wilk, Friedman, Wilcoxon, correlação de Spearman e Regressão Uni e Multivariada (p&lt;0,05). Os resultados evidenciaram que os motivos para adesão ao longo da temporada se mantiveram os mesmos (Bem-estar e Prevenção); a motivação extrínseca de identificação aumentou ao longo do ano (p&lt;0,05). O motivo de Reconhecimento social apresentou significativo impacto (p&lt;0,05) na motivação extrínseca de Regulação Externa durante toda temporada, enquanto o Desafio, Rendimento e Relacionamento social apresentou efeito (p&lt;0,05) sobre as regulações de motivação autodeterminada durante o ano esportivo. Concluiu-se que para atletas máster a autodeterminação é influenciada pela busca de rendimento e pelo relacionamento social do meio ao término da temporada. Por outro lado, os motivos externos são fundamentais durante toda temporada, principalmente no início. <![CDATA[Association between health-related physical fitness and academic performance in adolescents]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1980-00372016000400441&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract This study aimed to verify the association between health-related physical fitness and academic performance in adolescents. Overall, 326 students aged 15-18 years of the Federal Institute of Sergipe (IFS) participated in this cross-sectional study. Data relating to physical fitness were collected by applying the following tests: body mass index, sit and reach, abdominal in one minute and one mile running, which comprise the American Alliance for Health, Physical Education, Recreation and Dance testing battery. Academic performance was measured by the grades of two-month period in the disciplines that comprise the following areas of knowledge: languages and codes, natural sciences and humanities, obtained from the IFS school record. Students with average grades ≥ 6.0 were considered on satisfactory academic performance. The prevalence of physical unfitness in the sample was 15.8% (girls 15.4%; boys 16.4%) in body composition, 32.3% (girls 23.1%; boys 41.5%) in flexibility, 93.0% (95.8% girls; 90.2% boys) in muscular strength and 86.9% (85.3% girls; 88.5% boys) in cardiorespiratory endurance. On academic performance, the prevalence of adolescents below the average grade was 8.8% (girls 5.6%; boys 12.0%) in languages and codes, 24.5% (girls 19.5%; boys 29.5%) in natural sciences and 12.8% (girls 11.9%; boys 13.7%) in humanities. Adolescents with low cardiorespiratory endurance levels were more likely to have worse academic performance (OR=2.39; CI95%=1.05 to 5.44). It was concluded that low cardiorespiratory endurance levels were associated with worse academic performance.<hr/>Resumo Este estudo objetivou verificar a associação entre os componentes da aptidão física relacionada à saúde e o desempenho acadêmico em adolescentes. Participaram desse estudo transversal 326 estudantes de 15 a 18 anos do Instituto Federal de Sergipe (IFS). Os dados relativos à aptidão física foram coletados mediante aplicação dos seguintes testes: índice de massa corporal, sentar e alcançar, abdominal em 1 minuto e corrida de uma milha, que compõem a bateria de testes da American Aliance for Health, Physical Education, Recreation and Dance. O desempenho acadêmico foi medido pelas notas do bimestre nas disciplinas que compõem as áreas de conhecimento: linguagens e códigos, ciências da natureza e ciências humanas, obtidas junto ao registro escolar do IFS. Estudantes com médias ≥ 6,0 foram considerados com desempenho acadêmico satisfatório. A prevalência de inaptidão física na amostra foi de 15,8% (moças 15,4%; rapazes 16,4%) na composição corporal, 32,3% (moças 23,1%; rapazes 41,5%) na flexibilidade, 93,0% (moças 95,8%; rapazes 90,2%) na força/resistência muscular e 86,9% (moças 85,3%; rapazes 88,5%) na resistência cardiorrespiratória. Sobre o desempenho acadêmico, a prevalência de adolescentes abaixo da média foi de 8,8% (moças 5,6%; rapazes 12,0%) nas linguagens e códigos, 24,5% (moças 19,5%; rapazes 29,5%) nas ciências da natureza e 12,8% (moças 11,9%; rapazes 13,7%) nas ciências humanas. Adolescentes com baixos níveis de resistência cardiorrespiratória apresentaram mais chances de terem pior desempenho acadêmico (OR=2,39; IC95%=1,05-5,44). Conclui-se que baixo nível de resistência cardiorrespiratória se associou com pior desempenho acadêmico. <![CDATA[Prevalence of sufficient levels of physical activity in adolescents: comparison between the measure obtained using simplified and detailed questionnaires]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1980-00372016000400450&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract This study aimed was to compare the prevalence of sufficient levels of physical activity produced by a measure of the simplified questionnaire compared to a detailed questionnaire and analyze the concordances between these measures in adolescents. This is cross-sectional study with 2,859 adolescents high school students (57.8% female, 14-19 years old), from the city of João Pessoa (PB), Northeast, Brazil. Physical activity was measured by two questionnaires: a simplified instrument, containing a single question and a detailed questionnaire. Adolescents engaging in physical activity ≥300 minutes/week were classified as sufficiently physically active. Agreement between the two measures was evaluated by the Kappa statistic (k) and sensitivity and specificity measures using the results of the detailed questionnaire as reference. The prevalence of adequate levels of physical activity was lower in the simplified questionnaire (20.1%; 95%CI: 18.6-21.6) compared to the detailed questionnaire (50.2%; 95%CI: 48.4-52.7). Inter-questionnaire agreement was slight (almost all with k&lt;0.30). Sensitivity of the simplified questionnaire was low (from 26.4%, 95%CI: 22.9-30.0; to 40.9%, 95%CI: 37.0-45.0), and specificity was high (from 92.3%, 95%CI: 86.9-96.0; to 94.3%, 95%CI: 92.0-96.1). Conclusions: the agreement between the prevalence of sufficient levels of physical activity measured by a simplified and detailed questionnaire was low. Simplified questionnaires should be used with caution because they can underestimate the prevalence of levels of physical activity in adolescents.<hr/>Resumo O estudo teve como objetivo comparar as prevalências de níveis suficientes de atividade física produzida pela medida de um questionário simplificado e a de outro detalhado, e analisar a concordâncias entre estas medidas, em adolescentes. Estudo transversal conduzido com 2.859 adolescentes do ensino médio com idade entre 14 e 19 anos (57,8% do sexo feminino), João Pessoa (PB), Nordeste do Brasil.. Dados sobre atividade física foram obtidos utilizando um questionário simplificado e outro detalhado. Foram classificados como suficientemente ativos adolescentes com prática de atividade física ≥300 minutos/semana. A concordância entre as medidas dos questionários foi avaliada pelo índice Kappa (k) e medidas de sensibilidade e especificidade, tendo como referência a medida do questionário detalhado. A prevalência de níveis suficientes de prática atividade física do questionário simplificado (20,1%, IC95%: 18,6-21,6) foi inferior a do questionário detalhado (50,2%, IC95%: 48,4-52,7). A concordância entre as medidas dos questionários foi leve (k variando de 0,21 a 0,34). A sensibilidade da medida de atividade física do questionário simplificado foi baixa (variou de 26,4%, IC95%: 22,9-30,0; a 40,9%, IC95%: 37,0-45,0) e a especificidade alta (variou de 92,3%, IC95%: 86,9-96,0; a 94,3%, IC95%: 92,0-96,1). Concluiu-se que as prevalências de níveis suficientes de prática de atividade física foram mais baixas na medida simplificada comparada a detalhada e a concordância entre elas foi leve. É preciso ter cautela na utilização de questionários simplificados e na comparação dos níveis de atividade física produzidas por essa medida e a de questionários detalhados. <![CDATA[Male aging symptoms: the positive influence of moderate and total physical activity]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1980-00372016000400460&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract The aim of the research was to analyze the association of physical activity (PA) intensity and duration with male aging symptoms. This is a cross-sectional study of probabilistic sample involving 416 men from two cities in southern Brazil. Data collection used a questionnaire divided into six parts: sample characteristics; anthropometric measurements; economic level by the Brazilian Institute of Geography and Statistics (IBGE); International Physical Activity Questionnaire (IPAQ short-version); Behavioral Risk Factors Surveillance System Questionnaire (BRFSS) and Male Aging Symptoms Scale (AMS). The sample was divided into two groups: with and without male aging symptoms, making use of descriptive and inferential statistics. The presence of male aging symptoms was identified in 61.6% of men, especially somatic and psychological symptoms. Most were considered sufficiently active (60.1%), highlighting men without male aging symptoms (p = 0.026), with a possible effect of moderate and total PA on low-intensity symptoms (p = 0.027; p = 0.015). This study identified relationships between PA duration and intensity and intensity of male aging symptoms. PA practice with specific intensity and duration is suggested in order to obtain health benefits related to male aging symptoms.<hr/>Resumo O objetivo da pesquisa foi analisar a associação da intensidade e duração da atividade física (AF) com sintomas do envelhecimento masculino. Caracterizando-se como um estudo transversal, de amostra probabilística em que participaram 416 homens, de duas cidades no sul do Brasil. Para a coleta de dados utilizou-se um questionário dividido em seis partes: características da amostra; medidas antropométricas; estrato econômico pelo Instituto Braisleiro de Geografia e Estatística (IBGE); Questionário Internacional de Atividade Física (IPAQ-versão curta); Behavioral Risk Factors Surveillance System Questionaire (BRFSS); Escala dos Sintomas do Envelhecimento Masculino (AMS). A amostra foi dividida em dois grupos: com e sem sintomas do envelhecimento masculino, fazendo-se uso da estatística descritiva e inferencial. A presença dos sintomas do envelhecimento masculino foi identificada em 61,6% dos homens, com destaque para os sintomas somáticos e psicológicos. A maioria foi considerada suficientemente ativa (60,1%), sobressaindo os homens sem sintomas do envelhecimento masculino (p= 0,026). Percebendo-se uma possível influência da AF moderada e total na sintomatologia de intensidade leve (p= 0,027; p=0,015). O presente estudo identificou relações entre duração e intensidade de AF com a intensidade dos sintomas do envelhecimento masculino. Sugere-se a necessidade da prática de AF com intensidade e duração especifica a fim de se obter benefícios à saúde relacionada aos sintomas do envelhecimento masculino. <![CDATA[Stages of Behavior Change for physical activity and associated factors among technical-administrative servers of a federal university]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1980-00372016000400471&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract The benefits that the regular practice of physical activity (PA) provides to health and its importance in preventing and fighting chronic diseases. The aim of this study was to identify the Stages of Behavior Change (SBC) for PA among technical-administrative servers and its association with sociodemographic and health risk factors. This cross-sectional study investigated 622 technical-administrative servers (337 women) from a Brazilian federal university. SBC for PA, sociodemographic information (gender, age, marital status and educational level) and health risk factors (inadequate eating habits, excessive alcohol consumption, smoking, commuting and PA at work) were collected through questionnaires. Multinomial regression with adjustment for the hierarchical level was applied and significance level of 5% was adopted. The distribution of technical-administrative servers in SBC for PA identified prevalence of 9.1% and 6.5% in the pre-contemplation stage, 24.6% and 33.5% in contemplation, 33.3% and 22 6% in preparation, 5.6% and 12.2% in action and 27.4% and 25.2% in maintenance stages between men and women, respectively. Lower odds ratio of being in the preparation stage was identified among women (OR=0.62; CI95%=0.41; 0.93) while those with inadequate eating habits were more odds to be in the “pre-contemplation + contemplation” (OR=2.77; CI95%=1.85; 4.15) and preparation stages (OR=1.75; CI95%=1.12; 2.70). Over 60% of technical-administrative servers are insufficiently active (pre-contemplation, contemplation and preparation stages) and factors associated with SBC were female sex and inadequate eating habits.<hr/>Resumo Os benefícios que a atividade física (AF) regular proporciona à saúde e a sua importância para prevenir e combater doenças crônicas não transmissíveis. Objetivou-se identificar os Estágios de Mudança de Comportamento (EMC) para a AF em servidores técnico-administrativos e sua associação com fatores sociodemográficos e de risco a saúde. Este estudo transversal investigou 622 servidores (337 mulheres) técnico-administrativos de uma universidade federal brasileira. Foram coletados os EMC para a AF, informações sociodemográficas (sexo, idade, estado civil e escolaridade) e fatores de risco à saúde (hábitos alimentares inadequados, consumo excessivo de álcool, tabagismo, forma de deslocamento e AF no trabalho) por meio de questionários. Aplicou-se a regressão multinomial com ajuste por nível hierárquico e adotou-se nível de significância de 5%. A distribuição dos servidores nos EMC para a AF identificou prevalência de 9,1% e 6,5% no estágio de pré-contemplação, 24,6% e 33,5% de contemplação, 33,3% e 22,6% de preparação, 5,6% e 12,2% de ação e 27,4% e 25,2% de manutenção entre homens e mulheres, respectivamente. Menor chance de estar no estágio de preparação foi identificada entre as mulheres (RC: 0,62; IC95%: 0,41; 0,93) enquanto aqueles com hábitos alimentares inadequados apresentaram maior chance de estar nos estágios de pré-contemplação + contemplação (RC: 2,77; IC95%: 1,85; 4,15) e preparação (RC: 1,75; IC95%: 1,12; 2,70). Mais de 60% dos servidores da instituição são insuficientemente ativos (estágios de pré-contemplação, contemplação e preparação) e os fatores associados aos EMC foram o sexo feminino e os hábitos alimentares inadequados. <![CDATA[Description of health promotion actions in Brazilian cities that received funds to develop “Academia da Saúde” program]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1980-00372016000400483&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract The objective of this study was to describe the health promotion actions that were planned in cities that received funds to develop the “Academia da Saúde” program. We conducted a phone survey with 914 Secretary of Health from cities that received funds until July/2012. We calculated prevalence (%) of health promotion actions, expected results, number of people that would be assisted, partners for actions, health professionals in actions, manager group for coordinate and main objectives for proposal the actions. The most of the cities were of the south (25.9%) and southeast (33.4%). The actions would provide reach over one million of people in 25% of the cities. Improves of physical activity and healthy food are priorities in the actions. The most of cities had partners for actions. Only 50% of the cities had used health indicators for planning the program and 25% of the cities had planned training for health professionals and manager group for coordinate the program. The actions had focus in physical activity and healthy food. A large of number of people would be reach in actions. Only half of cities used health indicators for plan and few cities planned professional training and manager group. It is necessary improve the use of health indicators for plan, training of professionals and developing manager group for coordinate the actions. The continuum evaluation these program to verify possible effectiveness results in physical activity level and healthy food of population is a challenge for the Ministry of Health.<hr/>Resumo O estudo teve como objetivo descrever as ações de promoção da saúde que foram planejadas nas cidades que receberam recursos para desenvolver o programa Academia da Saúde. Foi conduzido um inquérito por telefone com 914 secretários ou principais responsáveis pela saúde nas cidades que receberam recursos até julho de 2012. Foi calculada a prevalência (%) de ações de promoção da saúde, resultados esperados, número de pessoas que seriam atendidas, parcerias nas ações, profissionais de saúde nas ações, grupo gestor para coordenar e principais objetivos nas ações. A maioria das cidades avaliadas era do sul (25,9%) e sudeste (33,4%). O programa previa atingir pelo menos um milhão de pessoas em 25% das cidades. A melhora da atividade física e alimentação saudável foram as prioridades mais citadas. A maioria das cidades tinha parcerias nas ações, mas somente 50% usaram indicadores de saúde para planejar os programas e 25% planejaram treinamento de profissionais de saúde e formação de grupo gestor. As ações tinham como objetivo principal melhorar a prática de atividade física e alimentação saudável. Um grande contingente de pessoas poderá ser atingido pelas ações. Somente metade dos municípios usarou indicadores de saúde para o planejamento e poucos municípios previram treinamento de profissionais e grupo gestor. É necessário melhorar o uso de indicadores de saúde para planejamento, treinamento para profissionais e formação de grupos gestores para coordenação. A avaliação continua dos programas para verificar possíveis resultados de efetividade no nível de atividade física e alimentação saudável da população das cidades é um desafio para o Ministério da Saúde. <![CDATA[Functional training and international classification of functioning: an approach]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1980-00372016000400493&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract The International Classification of Functioning (ICF) was elaborated by the World Health Organization (WHO) in order to unify the language among health professionals within the biopsychosocial model. ICF contains domains that resemble conceptual aspects and practical perspectives of functional training (FT). There is a consensus limitation of which aspects should be considered about the term “functionality”, in addition to being notorious the little use of ICF in physical activity programs. The aim of this approach study was to support the practical application of ICF as an easy way to complement functional evaluation in FT methods. Discussions were held on how the term “functionality” can be better understood in physical activity programs as well as some possibilities to make ICF in FT more operational. The absence of evidence about the use of ICF in relation to sports science elucidates the need of this approach, which may contribute to expand the knowledge about individuals’ functional health.<hr/>Resumo A Classificação Internacional de Funcionalidade (CIF) foi elaborada pela Organização Mundial de Saúde para unificar a linguagem entre profissionais de saúde dentro de um modelo biopsicossocial. A CIF contém domínios que se assemelham com aspectos conceituais e perspectivas práticas do treinamento funcional (TF). Existe limitação consensual de quais aspectos devem ser considerados sobre o termo “funcionalidade”, além de ser notório a pouca utilização da CIF em programas de atividade física. O objetivo dessa aproximação é defender a aplicação prática da CIF como forma de complementar uma avaliação funcional em métodos do tipo TF. Foram realizadas discussões sobre como o termo “funcionalidade” pode ser melhor compreendido em programas de atividades física, bem como algumas possibilidades de operacionalizar a CIF no TF. A escassez de evidências da utilização da CIF em relação às Ciências do Esporte elucida a necessidade dessa aproximação podendo contribuir na ampliação de informações da saúde funcional dos indivíduos.