Scielo RSS <![CDATA[Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1981-812220140001&lang=es vol. 9 num. 1 lang. es <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-81222014000100001&lng=es&nrm=iso&tlng=es <![CDATA[<b>Differences in types of artificial cranial deformation are related to differences in frequencies of cranial and oral health markers in pre-Columbian skulls from Peru</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-81222014000100002&lng=es&nrm=iso&tlng=es Artificial cranial deformation is a cultural practice that modifies the shape of the skull during the early infancy. It is not related to rites of passage, but to different social status in a group. Therefore, the deformed cranium is an expression of individual affirmation and affiliation to a given social group. Osteological material from Pasamayo (AD 1200-1450), a cemetery in central coast of Peru, was analyzed to test whether individuals presenting different types of cranial deformation (interpreted as a sign of different social status) present differences in health status. Three types of cranial deformation were observed and five osteological markers (cribra orbitalia, cranial trauma, antemortem tooth loss, dental caries, and periodontal cavities) related to health status were analyzed in 78 crania. No significant differences were found in terms of these osteological markers among females in relation to the different types of cranial deformation. However, males presenting occipital deformation had significantly less caries and periodontal cavities than the others. Moreover, males presenting fronto-lambdoid deformation had more antemortem tooth loss than the other males. Therefore, although different types of cranial deformation can be potentially associated to distinct social status, differences in health status could only be observed in the male sample.<hr/>A deformação craniana intencional é uma prática cultural que modifica a forma do crânio durante o início da infância, não sendo relacionada a ritos de passagem, mas a diferentes stati sociais dentro de um grupo. Portanto, o crânio deformado é uma expressão de afirmação individual e filiação a um determinado grupo social. Material osteológico de Pasamayo (1200-1450 AD), um cemitério na costa central do Peru, foi analisado para testar se indivíduos portadores de diferentes tipos de deformação craniana (interpretados como sinais de status social diferenciado) apresentavam diferenças em termos de saúde. Foram observados três tipos de deformação craniana e analisados cinco marcadores relacionados à saúde (cribra orbitalia, trauma craniano, perda de dentes antemortem, cáries e cavidades periodontais) em 78 crânios. Não foram encontradas diferenças significativas nesses marcadores entre as mulheres em relação aos diferentes tipos de deformação craniana. No entanto, os homens com deformação occipital apresentaram menor frequência de cáries e cavidades periodontais em comparação aos outros. Além disso, homens que apresentavam deformação fronto-lambdoide tiveram maior perda de dentes antemortem quando comparados aos outros. Portanto, embora diferentes tipos de deformação craniana possam ser potencialmente associados a condições sociais distintas, diferenças em termos de saúde foram observadas apenas na amostra do sexo masculino. <![CDATA[<b>"Apu Ollantay"</b>: <b>Inca Theatre as an example of the modes of interaction between the Incas and Western Amazonian societies</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-81222014000100003&lng=es&nrm=iso&tlng=es The article looks closely at the Quechua play "Apu Ollantay" in order to better understand the relationships of power that the Incas established with the Amazonian corner of their empire, known in Inca terms as Antisuyu. It is argued that the drama "Apu Ollantay" functioned as a social and political device in order to enhance Inca imperial magnitude and project an image of a magnanimous ruler.<hr/>O artigo analisa a obra de dramaturgia Quechua "Apu Ollantay" com a intenção de melhor compreender as relações de poder que os Incas estabeleceram com a parte amazônica de seu império, o Antisuyu. Argumenta-se que a peça "Apu Ollantay" funcionou como um instrumento social e político para ampliar a magnitude imperial Inca e para projetar a imagem de um governante magnânimo. <![CDATA[<b>Manioc, the queen of Brazil? Rise and fall of <i>Manihot esculenta</i> in São Paulo</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-81222014000100004&lng=es&nrm=iso&tlng=es O cultivo da mandioca (Manihot esculenta Crantz) tem uma estreita relação com a formação do Brasil, especialmente com a agricultura familiar de pequena escala. Esta espécie ainda é muito importante na subsistência de milhões de pequenos agricultores no país - especialmente nas regiões setentrionais - e desempenha um papel significativo na dieta da população das áreas rurais. Apesar dessa importância histórica, o cultivo da mandioca por pequenos agricultores sofreu grandes transformações nos últimos dois séculos, inclusive um acentuado declínio, observado em algumas regiões de maior crescimento econômico, como aquela que abrange hoje o estado de São Paulo. Este artigo analisa o declínio e quase completo colapso do cultivo de mandioca na agricultura de pequena escala do estado de São Paulo, entre o século XVI e meados do XX, assim como os fatores socioeconômicos, culturais e ambientais que interagiram desde o século XVIII para formar esse cenário.<hr/>Manioc (Manihot esculenta Crantz) cultivation is closely related to the historical formation of Brazil, particularly with small-scale family farming. This crop is still very important in the subsistence of millions of smallholders in the country - especially, in the northern regions - and plays a significant role in people's diet in rural areas. Despite its historical importance, small scale manioc cultivation has been gone through many changes in the last two centuries, which include a sharp decline observed in the regions with major economic growth such as the one in which the State of São Paulo is located. This paper analyzes the decline and almost complete collapse of manioc cultivation in the small-scale agriculture of São Paulo State between the sixteenth century until the mid-twentieth century as well as the socioeconomic, cultural and environmental factors that have interplayed since the eighteenth century, resulting in the present day scenario. <![CDATA[<b>The different methods of cocoa farming in southeastern Bahia, Brazil</b>: <b>historical aspects and perceptions</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-81222014000100005&lng=es&nrm=iso&tlng=es O cultivo de cacau (Theobroma cacao L.) foi introduzido na Bahia em 1746 e expandiu-se principalmente na região sudeste do estado. O presente estudo identificou os principais métodos de cultivo de cacau adotados nessa região ao longo do tempo, ressaltando suas práticas, aspectos de seu contexto histórico e percepções sobre eles por parte de alguns agentes sociais. Para tanto, revisou-se a literatura existente sobre o tema e realizaram-se entrevistas com indivíduos que possuem amplo conhecimento sobre a cacauicultura na região. Como resultado, identificaram-se seis principais métodos de cultivo de cacau, que apresentaram diferentes vantagens e desvantagens para os agricultores e uma gradação entre o plantio completamente exposto ao sol (corte e queima) até o plantio com sombreamento denso (cabruca). Diferentes razões foram percebidas como justificativa para a preferência dos agricultores locais pelo método da cabruca tradicional.<hr/>Cocoa farming (Theobroma cacao L.) was introduced in the State of Bahia, Brazil, in 1746 and was disseminated especially in its southeastern region. This research identified the main cocoa farming methods adopted in that region over time, highlighting its practices, aspects of their historical context and the perceptions about them by some social agents. To achieve this goal, the literature on the theme was reviewed and individuals with extensive knowledge on cocoa cultivation in the region were interviewed. As a result, six main cocoa farming methods were identified, which presented different advantages and disadvantages to farmers and a range from shadeless (slash and burn) to densely shadowed cultivation (cabruca). Different reasons were perceived as justification for the preference of local farmers for the traditional cabruca method. <![CDATA[<b>Flavors of the city</b>: <b>access to regional fruit and fruit consumption in the State of Acre, Brazil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-81222014000100006&lng=es&nrm=iso&tlng=es In 2010 more than 70% of the population in the Brazilian Amazon was living in urban centers. This article looks at the effect of urbanization on market availability and consumption of regional fruits in the state of Acre. The east and west region were used as proxies for urbanization, and quantitative and qualitative methods were combined in interviews with regional fruit vendors and consumers. Open markets in large cities provided a greater variety of regional fruits for purchase, yet fruit consumption was more diverse in the less urbanized west, than in the east. This pattern reveals the importance of fruit tree diversity in home gardens and urban forested fragments, as well as of non-monetary exchanges of goods as promoters of variety in fruit consumption. Findings suggest that children may be benefiting the most from this consumption. Also, certain regional fruits have gained a 'cultural marker' status and are widely consumed regardless of the urbanization rates. Nevertheless, this article demonstrates how urbanization affects the diversity of fruit consumption in different social groups, and how this process is mediated by access, income level, and health concerns.<hr/>Em 2010, mais de 70% da população na Amazônia brasileira vivia em centros urbanos. Esse artigo analisa o efeito da urbanização sobre a disponibilidade de mercado e o consumo de frutas regionais no estado do Acre. O leste e oeste do estado foram usados comparativamente em termos de urbanização, e métodos quantitativos e qualitativos foram combinados em entrevistas com vendedores de frutas regionais e consumidores. Mercados abertos em grandes cidades ofereciam maior variedade de frutas regionais para a compra, no entanto, o consumo de frutas foi mais diversificado em cidades menores do oeste do estado. Esse padrão revela a importância da diversidade de árvores frutíferas nos quintais e em fragmentos florestais urbanos, assim como de trocas não monetárias de bens para a promoção da variedade no consumo de frutas. Os resultados sugerem que crianças podem ser as principais beneficiadas do consumo de frutas regionais. Certas frutas possuem status de 'marcador cultural' e são amplamente consumidas, independentemente das taxas de urbanização. Apesar disso, esse artigo demonstra como a urbanização influencia a diversidade do consumo de frutas em diferentes grupos sociais, e como esse processo é mediado por questões de acesso, renda e saúde. <![CDATA[<b>Traditional knowledge in a conservation unit located in periurban lowland environment</b>: <b>ethnobiology of andirobeira (<i>Carapa</i> guianensis Aublet)</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-81222014000100007&lng=es&nrm=iso&tlng=es As interações entre povos e comunidades tradicionais que convivem com a floresta e com populações urbanizadas ameaçam a manutenção dos saberes tradicionais associados ao uso dos recursos naturais. A partir desse pressuposto, o artigo identifica o conhecimento ecológico local (CEL) sobre as andirobeiras (Carapa guianensis Aublet), o uso dos produtos provenientes da espécie, o conhecimento sobre a extração do óleo de andiroba e a manutenção desse hábito na Área de Proteção Ambiental (APA) da Fazendinha, Amapá. Os dados foram obtidos por meio de entrevistas semiestruturadas com 84 moradores e três grupos focais. Os resultados mostram que, aproximadamente, 76% dos moradores possuem CEL sobre a espécie e indicam como seus principais produtos o óleo das sementes e a madeira, enquanto 64% conhecem o processo de extração do óleo e 30% mantêm o hábito da extração. Os mais jovens conhecem o óleo, porém a maioria não vivenciou integralmente o processo de extração. Constatou-se que o CEL sobre as andirobeiras e a extração do óleo tende a se perder através das gerações, como consequência da urbanização da área e do uso limitado desse recurso florestal, principalmente devido à falta de informação dos moradores da APA sobre seu direito de uso do recurso.<hr/>The interactions between traditional communities with the forest and urban populations threaten the maintenance of traditional knowledge associated with the natural resources use. From this premise, this article identifies the local ecological knowledge (LEK) on andirobeiras (Carapa guianensis Aublet), the products derived from the species use, the knowledge on the andiroba oil extraction, and the preservation of this habit in the Environmental Protection Area (EPA) of Fazendinha, Amapá state, Brazil. Data were collected through semi-structured interviews with 84 residents and three focal groups. According to the results, 76% of the residents have LEK about the species, the oil extraction from seeds and its timber production as its main uses; 64% know the oil extraction process; and 30% declared to keep it as a habit. The youngest are familiar with the andiroba oil, but most of them did not experience the entire extraction process. The survey found a trend towards loss of LEK on andirobeiras and its oil extraction process across generations, as a consequence of urbanization and the limited use of this product due to the lack of information among residents about their rights on the use forest resources in the EPA. <![CDATA[<b>Fishery and local ecological knowledge of the discus (<i>Symphysodon aequifasciatus</i>, Pellegrin 1904: Cichlidae) fishermen in the Reserva de Desenvolvimento Sustentável Piagaçu-Purus, lower Purus River, Brazi</b>l]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-81222014000100008&lng=es&nrm=iso&tlng=es O acará-disco (Symphysodon aequifasciatus, Pellegrin 1904), peixe endêmico da bacia amazônica, é uma das espécies ornamentais mais conhecidas do mundo. Apesar disso, informações sobre a explotação desse animal em vida livre são quase inexistentes na literatura científica. Nesse artigo, a pesca de pequena escala do acará-disco na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Piagaçu-Purus (RDS-PP), baixo rio Purus, Amazonas, é caracterizada com base em entrevistas estruturadas e abertas com pescadores e habitantes, bem como em observações de campo. A pesca do acará-disco é sazonal, ocorrendo durante o período de seca. É realizada por pescadores locais, utilizando atratores de pesca e uma técnica de detecção e estimativa de abundância por mergulho em apneia. O armazenamento local é feito em tanques de madeira e os peixes são transportados em recipientes plásticos para distribuição nos mercados regionais por meio de barcos dos próprios pescadores, barcos de linha ou jangadas. Os peixes são vendidos para empresas exportadoras especializadas de Manaus. Neste estudo, descrevemos o conhecimento ecológico local dos pescadores de acará-disco na RDS-PP e discutimos sua importância para a gestão da pesca nessa unidade de conservação.<hr/>The discus fish (Symphysodon aequifasciatus, Pellegrin 1904), an endemic cichlid from the Amazon basin, is one of the most popular ornamental fish species in the world. However, there is little information available in the scientific literature on the exploitation of this species in its natural habitat. In this article we describe the small-scale discus fisheries activity in the Reserva de Desenvolvimento Sustentável Piagaçu-Purus (RDS-PP), lower Purus River, Brazil, based on field observations, structured and open-ended interviews with fishermen and local inhabitants. Discus fishery is seasonal, occurring mainly in the dry season. Local fishermen use fish attractors to catch the species and underwater hearing methods to estimate its presence and abundance. Discus fishes are locally kept in wooden storage tanks and carried in plastic containers for distribution in regional markets by means of fishing boats, commercial boat lines or rafts. Discuses are sold in Manaus, State of Amazonas, to export companies specialized in ornamental fish trade. We describe the local ecological knowledge on the discus among fishermen living within the RDS-PP and discuss its importance for ornamental fishery management in that protected area. <![CDATA[<b>Territories and territorialities on the extraction of crabs in Pontinha de Bacuriteua, Bragança, Pará</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-81222014000100009&lng=es&nrm=iso&tlng=es Nos manguezais da costa paraense, o extrativismo de caranguejos tem grande relevância econômica e cultural. Embora sejam áreas de domínio público, na prática, as comunidades do entorno instituem formas de apropriação que controlam o acesso, em resposta à crescente procura de caranguejos nos mercados urbanos, na região e fora dela. O artigo analisa tais formas de apropriação e os conflitos decorrentes, enfocando a localidade Pontinha de Bacuriteua (município de Bragança). Baseia-se em pesquisa qualitativa com dez experientes profissionais. A partir de observações e entrevistas realizadas entre 2011 e 2012, identificou-se que há territórios temporários de trabalho, paralelamente à visão social do manguezal como local de livre acesso. Sugerem-se estudos e discussões públicas, com a participação ativa dos trabalhadores do ramo, sobre a relação entre territorialidades locais e o extrativismo sustentável dos caranguejos. Esse é um aspecto crucial, sobretudo porque a área situa-se em uma unidade de conservação, a Reserva Extrativista Marinha Caeté-Taperaçu.<hr/>Within mangroves along the Northern Brazilian coast, the extraction of crabs is a major activity, both economically and culturally. Mangroves are public domain areas, but the surrounding communities develop forms of appropriation that control access, in response to the growing markets for crabs in the region and beyond. The article analyses these institutions of property and the resulting conflicts, focusing the village Pontinha de Bacuriteua, in the municipality of Bragança, State of Pará. It is based upon qualitative research with ten skilled professionals. After observations and interviews conducted between 2011 and 2012, the study found the existence of temporary territories of work, at the same time the communities share concepts about free access to mangroves. We suggest more research and public debate with the active participation of the workers on the relationship between local territorialities and the sustainable harvesting of crabs. This is an important issue considering that the area is located within a protected area, the Reserva Extrativista Marinha Caeté-Taperaçu. <![CDATA[<b>Traditional communities in Amazonian coastal areas</b>: <b>a study on local development in the Vila Mota, State of Pará, Brazil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-81222014000100010&lng=es&nrm=iso&tlng=es O trabalho apresenta a dimensão socioeconômica em Vila Mota, no município de Maracanã, Pará, e seu reflexo no processo de desenvolvimento local, entendido como satisfação das necessidades humanas fundamentais. Vila Mota é uma comunidade tradicional pesqueira situada na Reserva Extrativista Marinha de Maracanã (RESEX Maracanã). As condições de vida do lugar foram observadas e analisadas com base em alguns indicadores que compõem o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e suas variantes, sendo identificados fatores limitantes e potencializadores para o desenvolvimento local. Em 2007, foram pesquisadas 72 famílias, compondo uma amostra de 48% do total então existente. Os resultados obtidos indicaram que a economia doméstica ficava comprometida nas famílias que desenvolviam como única atividade produtiva a pesca artesanal, haja vista que os rendimentos monetários para 62,5% dessas famílias mostraram-se inferiores a um salário mínimo. As condições de educação e os recursos naturais existentes eram fatores potenciais para o desenvolvimento, embora a grande maioria dos moradores desconhecesse as finalidades da RESEX Maracanã. A ausência da cultura de cooperação e de associação, a falta de uma estrutura de produção, transporte e comercialização, além da deficiência dos serviços de saúde, eram reflexos de uma baixa capacidade organizativa, que impactava diretamente o desenvolvimento da comunidade.<hr/>The paper presents the socioeconomic dimension in Vila Mota, municipality of Maracanã, state of Pará, and its repercussion in the local development process, understood as the fulfillment of basic human needs. Vila Mota is a community of traditional fishing located in the Reserva Extrativista Marinha de Maracanã (marine extractive reserve). The conditions of life in this community were observed and analyzed according to some indicators that make up the Human Development Index (HDI) and its variants. Limiting and enhancer factors for local development were also identified. The survey was carried out in 2007 and took into account 72 families representing 48% of the total available. The results indicated that housekeeping was impaired in families that have developed small-scale fishing as the only productive activity, given that the monetary income for 62.5% of these families was less than a minimum wage. The conditions of education and natural resources were enhancer factors to the development, although the most part of inhabitants did not know the purposes of the marine reserve. The absence of a cooperative culture, the lack of a structure for production, transportation and marketing, and the disability of health services were evidences of a low capacity for socio-political organization, with direct impact on local development. <![CDATA[<b>The monetization of the social life of Paiter Suruí</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-81222014000100011&lng=es&nrm=iso&tlng=es O artigo analisa os mecanismos de estabilidade e mudança em comunidades indígenas, acionados pelo atual processo de desenvolvimento. A pesquisa foi realizada entre os Suruí, cujo território se localiza entre os estados de Rondônia e Mato Grosso, no Brasil. Esse povo se destaca pela capacidade de articulação com diversos grupos da sociedade. Com um passado marcado pela exploração madeireira e invasão de colonos na terra indígena, a realidade hodierna dos Suruí conjuga trajetórias e temporalidades que se combinam e descombinam a partir da intensificação relacional com os não índios. A metodologia escolhida foi o estudo de caso, com observação participante e aplicação de entrevistas. Os resultados apontam para o atual e envolvente processo de monetarização da vida social dos Paiter Suruí, mas ponderam que a racionalidade do mercado não é unidirecional. Ela não apenas convive com atividades tradicionais, como o artesanato, mas também interage com a lógica indígena, cujo bojo é a feira cultural, local onde se dá a mescla entre a sociabilidade dos Paiter e a reprodução dos mercados no interior das aldeias indígenas. Finalmente, o artigo evidencia, na realidade Suruí, a vivência da reciprocidade por meio da prática da dádiva, anterior ao contato com os não indígenas.<hr/>The article analyses the mechanisms of stability and change in indigenous communities, triggered by the current process of economic growth. The survey was realized among the Suruí, whose territory is located between the states of Rondônia and Mato Grosso, in Brazil. This people stand out for its ability to liaison with various groups in society. With a past marked by timber exploration and intrusion of settlers on indigenous land, nowadays the Suruí conjugates trajectories and temporalities that connect and disconnect from relational intensification with non-indigenous. The chosen methodology was the case study, with participant observation and the application of interviews. The results point to the current and engaging process of monetization of the social life of the Suruí people, but consider that the rationality of the market is not unidirectional. It not only coexists with traditional activities, like craftwork, but also interacts with the indigenous logic, represented by the cultural fair, where the sociality of Paiter Suruí and the reproduction of market inside the indigenous villages are mixed. Finally, the article points out the Suruí pre-existing experience of reciprocity through the practice of donation, prior to contact with non-indigenous. <![CDATA[<b>Causativization in Karitiana</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-81222014000100012&lng=es&nrm=iso&tlng=es O artigo descreve os processos de causativização em Karitiana, língua do tronco Tupi, localizada no estado de Rondônia. Todos os verbos intransitivos podem ser afetados pela causativização sintética ou morfológica (transitivização) através de um morfema causativo {m-}, que permite a adição de um argumento externo (o sujeito agente ou causa) a uma sentença intransitiva, tornando-a transitiva. A causativização perifrástica ou análitica dá-se por meio do auxiliar causativo typoong. Este auxiliar causativiza verbos biargumentais de base transitiva ou intransitiva. O auxiliar perifrástico seleciona apenas uma estrutura na qual pré-exista um argumento externo na sentença (agente ou causa), por isso um verbo intransitivo entrará nessa estrutura apenas se antes foi causativizado/transitivizado pelo causativizador morfológico {m-}.<hr/>The article describes the causativization processes in Karitiana, a language of the Tupi stock, spoken in the state of Rondônia, Brazil. All intransitive verbs can be affected by synthetic or morphological causativization (transitivization) through a causative morpheme {m-} which allows the addition of an external argument (the subject agent or cause) to an intransitive sentence, making it transitive. Analytical or periphrastic causativization occurs by means of an auxiliary causative typoong. This auxiliary verb causativizes biargumental verbs with transitive or intransitive base. The periphrastic auxiliary selects only a structure in which an external argument in the sentence is pre-existent (agent or cause), so an intransitive verb will occur in that structure only if the verb was causativized/transitivized before by the morphological causativizer {m-}. <![CDATA[<b>Documentary film, good neighbor policy and the construction of an image of Brazil in the 1940s</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-81222014000100013&lng=es&nrm=iso&tlng=es O artigo analisa a construção de uma imagem do Brasil pelos norte-americanos. Partimos do exame de documentos do Conselho de Fiscalização das Expedições Científicas e Artísticas Nacionais, procurando identificar a significação da preocupação com a construção de tal imagem por parte de agências e representantes governamentais, correlacionando-a com a problemática dos objetos fronteiriços por meio do exame dos dispositivos de governo que envolveram relações entre organismos do Brasil e dos Estados Unidos. Esse pano de fundo é uma abordagem que desemboca no exame de um conjunto de filmes produzidos com o apoio do Escritório de Assuntos Interamericanos, chefiado por Nelson Rockefeller, e do governo brasileiro, durante a década de 1940. Consideramos esses filmes como objetos fronteiriços, representando distintas perspectivas do país desenvolvido, interessado na exuberância natural e no potencial político e econômico de um país continental que começou a forjar-se enquanto nação em pleno desenvolvimento, com instituições voltadas ao patrimônio. Nesse contexto, o cinema documentário representou muito mais do que o retrato de um excêntrico país do Terceiro Mundo. Ele representou uma complexa estratégia política entre ambos os países, em prol do progresso regido pelos novos rumos da integração de mercados em moldes americanos.<hr/>The article analyzes the construction of an image of Brazil by North-Americans. The documents produced by the Conselho de Fiscalização das Expedições Científicas e Artísticas Nacionais were examined, trying to identify the significance of that image for governmental agencies and representatives. That examination encompasses the approach of boundary objects related to political relations between Brazil and United States. The article focuses on a set of documentary films produced with support from the Office of Inter-American Affairs, headed by Nelson Rockefeller, and the Brazilian government during the 1940s. These films are considered boundary objects because they represent different perspectives of the developed country on the natural exuberance and political and economic potential of a continental country which began to forge itself as a nation in full development, with its own institutions for heritage policies. In this context, the documentary films represented much more than a portrait of an eccentric Third World country. They represented a complex political strategy between both countries in favor of progress and commercial integration according to North-American rules. <![CDATA[<b>Is it possible to overcome the legacy of the Brazilian dictatorship (1964-1985) and keep deforestation in the Amazon under control? Not as long as cattle ranching continues as the main cause of deforestation</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-81222014000100014&lng=es&nrm=iso&tlng=es Neste texto, pretende-se ressaltar a relação direta entre o crescente consumo de carne bovina, o desmatamento na Amazônia e a herança da recente ditadura brasileira, responsável pela maior parte dessa devastação. O artigo demonstra, em resposta à pergunta titular, que o aumento do desmatamento prosseguirá enquanto a pecuária bovina extensiva for o principal vetor de ocupação. Dedica-se, outrossim, a discutir as diferentes razões que justificam a pecuária na região, por que esta atividade sofreu forte expansão nos últimos 50 anos, por que a Amazônia prossegue como fronteira pioneira do país e quão nefasta é a morosidade do ordenamento territorial. Procura, ainda, averiguar as causas da baixa produtividade da pecuária e, por fim, recomenda diretrizes para as políticas públicas, com especial atenção ao ordenamento fundiário, à extensão rural e à política tributária. Argumenta, deveras, que somente uma nova visão do brasileiro sobre a Amazônia poderá garantir o respeito a seus habitantes e a manutenção das florestas tropicais para as próximas gerações.<hr/>This article highlights the direct link between fast growing beef consumption, deforestation in the Amazon, and the legacy of the recent Brazilian dictatorship, which is responsible for most of the devastation in this region. In answer to the title's question, the article argues that deforestation will continue as long as extensive cattle ranching remains as the major driving force. It also discusses the different reasons that justify cattle ranching in the Amazon, why such an astounding expansion took place in the last 50 years, why the Amazon is still an open pioneer frontier as well as why land zoning definition is so important. The article evaluates the causes related to the low productivity of cattle ranching in the Amazon and recommends a series of combined public policies, including land zoning, rural assistance and specific tax policies. Finally, the article argues that only a new Brazilian understanding of the Amazon region may lead to respect for its inhabitants and to preservation of its tropical forests for the coming generations. <![CDATA[<b>Homenagem tardia</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-81222014000100015&lng=es&nrm=iso&tlng=es Neste texto, pretende-se ressaltar a relação direta entre o crescente consumo de carne bovina, o desmatamento na Amazônia e a herança da recente ditadura brasileira, responsável pela maior parte dessa devastação. O artigo demonstra, em resposta à pergunta titular, que o aumento do desmatamento prosseguirá enquanto a pecuária bovina extensiva for o principal vetor de ocupação. Dedica-se, outrossim, a discutir as diferentes razões que justificam a pecuária na região, por que esta atividade sofreu forte expansão nos últimos 50 anos, por que a Amazônia prossegue como fronteira pioneira do país e quão nefasta é a morosidade do ordenamento territorial. Procura, ainda, averiguar as causas da baixa produtividade da pecuária e, por fim, recomenda diretrizes para as políticas públicas, com especial atenção ao ordenamento fundiário, à extensão rural e à política tributária. Argumenta, deveras, que somente uma nova visão do brasileiro sobre a Amazônia poderá garantir o respeito a seus habitantes e a manutenção das florestas tropicais para as próximas gerações.<hr/>This article highlights the direct link between fast growing beef consumption, deforestation in the Amazon, and the legacy of the recent Brazilian dictatorship, which is responsible for most of the devastation in this region. In answer to the title's question, the article argues that deforestation will continue as long as extensive cattle ranching remains as the major driving force. It also discusses the different reasons that justify cattle ranching in the Amazon, why such an astounding expansion took place in the last 50 years, why the Amazon is still an open pioneer frontier as well as why land zoning definition is so important. The article evaluates the causes related to the low productivity of cattle ranching in the Amazon and recommends a series of combined public policies, including land zoning, rural assistance and specific tax policies. Finally, the article argues that only a new Brazilian understanding of the Amazon region may lead to respect for its inhabitants and to preservation of its tropical forests for the coming generations. <![CDATA[<b>Metodologia de pesquisa em sambaquis</b>: <b>uma leitura sobre abordagens estratégicas</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-81222014000100016&lng=es&nrm=iso&tlng=es Neste texto, pretende-se ressaltar a relação direta entre o crescente consumo de carne bovina, o desmatamento na Amazônia e a herança da recente ditadura brasileira, responsável pela maior parte dessa devastação. O artigo demonstra, em resposta à pergunta titular, que o aumento do desmatamento prosseguirá enquanto a pecuária bovina extensiva for o principal vetor de ocupação. Dedica-se, outrossim, a discutir as diferentes razões que justificam a pecuária na região, por que esta atividade sofreu forte expansão nos últimos 50 anos, por que a Amazônia prossegue como fronteira pioneira do país e quão nefasta é a morosidade do ordenamento territorial. Procura, ainda, averiguar as causas da baixa produtividade da pecuária e, por fim, recomenda diretrizes para as políticas públicas, com especial atenção ao ordenamento fundiário, à extensão rural e à política tributária. Argumenta, deveras, que somente uma nova visão do brasileiro sobre a Amazônia poderá garantir o respeito a seus habitantes e a manutenção das florestas tropicais para as próximas gerações.<hr/>This article highlights the direct link between fast growing beef consumption, deforestation in the Amazon, and the legacy of the recent Brazilian dictatorship, which is responsible for most of the devastation in this region. In answer to the title's question, the article argues that deforestation will continue as long as extensive cattle ranching remains as the major driving force. It also discusses the different reasons that justify cattle ranching in the Amazon, why such an astounding expansion took place in the last 50 years, why the Amazon is still an open pioneer frontier as well as why land zoning definition is so important. The article evaluates the causes related to the low productivity of cattle ranching in the Amazon and recommends a series of combined public policies, including land zoning, rural assistance and specific tax policies. Finally, the article argues that only a new Brazilian understanding of the Amazon region may lead to respect for its inhabitants and to preservation of its tropical forests for the coming generations. <![CDATA[<b>Crianças e línguas indígenas</b>: <b>contribuições para o debate sobre o deslocamento linguístico em comunidades indígenas urbanas</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-81222014000100017&lng=es&nrm=iso&tlng=es Neste texto, pretende-se ressaltar a relação direta entre o crescente consumo de carne bovina, o desmatamento na Amazônia e a herança da recente ditadura brasileira, responsável pela maior parte dessa devastação. O artigo demonstra, em resposta à pergunta titular, que o aumento do desmatamento prosseguirá enquanto a pecuária bovina extensiva for o principal vetor de ocupação. Dedica-se, outrossim, a discutir as diferentes razões que justificam a pecuária na região, por que esta atividade sofreu forte expansão nos últimos 50 anos, por que a Amazônia prossegue como fronteira pioneira do país e quão nefasta é a morosidade do ordenamento territorial. Procura, ainda, averiguar as causas da baixa produtividade da pecuária e, por fim, recomenda diretrizes para as políticas públicas, com especial atenção ao ordenamento fundiário, à extensão rural e à política tributária. Argumenta, deveras, que somente uma nova visão do brasileiro sobre a Amazônia poderá garantir o respeito a seus habitantes e a manutenção das florestas tropicais para as próximas gerações.<hr/>This article highlights the direct link between fast growing beef consumption, deforestation in the Amazon, and the legacy of the recent Brazilian dictatorship, which is responsible for most of the devastation in this region. In answer to the title's question, the article argues that deforestation will continue as long as extensive cattle ranching remains as the major driving force. It also discusses the different reasons that justify cattle ranching in the Amazon, why such an astounding expansion took place in the last 50 years, why the Amazon is still an open pioneer frontier as well as why land zoning definition is so important. The article evaluates the causes related to the low productivity of cattle ranching in the Amazon and recommends a series of combined public policies, including land zoning, rural assistance and specific tax policies. Finally, the article argues that only a new Brazilian understanding of the Amazon region may lead to respect for its inhabitants and to preservation of its tropical forests for the coming generations. <![CDATA[<b>Archaeometric characterization of prehistoric rock paintings, natural mineral pigments and saline efflorescences from archaeological sites</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-81222014000100018&lng=es&nrm=iso&tlng=es Neste texto, pretende-se ressaltar a relação direta entre o crescente consumo de carne bovina, o desmatamento na Amazônia e a herança da recente ditadura brasileira, responsável pela maior parte dessa devastação. O artigo demonstra, em resposta à pergunta titular, que o aumento do desmatamento prosseguirá enquanto a pecuária bovina extensiva for o principal vetor de ocupação. Dedica-se, outrossim, a discutir as diferentes razões que justificam a pecuária na região, por que esta atividade sofreu forte expansão nos últimos 50 anos, por que a Amazônia prossegue como fronteira pioneira do país e quão nefasta é a morosidade do ordenamento territorial. Procura, ainda, averiguar as causas da baixa produtividade da pecuária e, por fim, recomenda diretrizes para as políticas públicas, com especial atenção ao ordenamento fundiário, à extensão rural e à política tributária. Argumenta, deveras, que somente uma nova visão do brasileiro sobre a Amazônia poderá garantir o respeito a seus habitantes e a manutenção das florestas tropicais para as próximas gerações.<hr/>This article highlights the direct link between fast growing beef consumption, deforestation in the Amazon, and the legacy of the recent Brazilian dictatorship, which is responsible for most of the devastation in this region. In answer to the title's question, the article argues that deforestation will continue as long as extensive cattle ranching remains as the major driving force. It also discusses the different reasons that justify cattle ranching in the Amazon, why such an astounding expansion took place in the last 50 years, why the Amazon is still an open pioneer frontier as well as why land zoning definition is so important. The article evaluates the causes related to the low productivity of cattle ranching in the Amazon and recommends a series of combined public policies, including land zoning, rural assistance and specific tax policies. Finally, the article argues that only a new Brazilian understanding of the Amazon region may lead to respect for its inhabitants and to preservation of its tropical forests for the coming generations.