Scielo RSS <![CDATA[Galáxia (São Paulo)]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1982-255320180003&lang=es vol. num. 39 lang. es <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Media(,) Technologies & the body]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1982-25532018000300005&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract The article at hand discusses the connections between media practices, implicit knowledge and the concept of agency as an activity and asks for their synergistic relation to the field of digital games techniques and its potential for gaining knowledge. First, the theory of tacit knowledge is outlined in the context of a praxeology as methodological and theoretical approach of interobjective practices. This cultural science orientation of media research also shows the relevance for education, formation and socialization processes.<hr/>Resumo O texto discute as conexões entre práticas midiáticas, conhecimento implícito e o conceito de agência como uma atividade e pergunta por sua relação sinergista com o campo das técnicas de jogos digitais e seu potencial para ganho de conhecimento. Primeiro, a teoria do conhecimento tácito é esboçada no contexto de uma praxeologia como aproximação teórica e metodológica de práticas interobjetivas. Essa orientação a partir da ciência cultural da pesquisa de mídias também mostra a relevância para processos de educação, formação e socialização. <![CDATA[Glitch and error in contemporary digital culture. Interview with Peter Krapp]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1982-25532018000300015&lng=es&nrm=iso&tlng=es Resumo Entrevista realizada com o professor Peter Krapp (Universidade da Califórnia), durante sua participação na XVI Semana da Imagem, evento realizado junto ao PPG em Ciências da Comunicação, da Universidade do Vale do Rio dos Sinos. Nesta entrevista são abordados temas relacionados à obra mais recente do autor, Noise Channels (2011), como a estetização do erro na cultura digital, os princípios ergonômicos presentes no desenvolvimento das interfaces gráficas de usuário e a relação entre ruído e tecnocultura na produção musical contemporânea.<hr/>Abstract Interview with Professor Peter Krapp (University of California), due to his participation in the 16th Semana da Imagem, an event held at Universidade do Vale dos Rio dos Sinos. In this interview, we approach the author’s most recent work, Noise Channels (2011), to discuss themes such as the aestheticization of error in digital culture, the ergonomic principles which play a central role in the development of graphical user interfaces and the relation between noise and digital culture in contemporary music production. <![CDATA[E a corrupção coube em 20 centavos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1982-25532018000300023&lng=es&nrm=iso&tlng=es Resumo Voltamos às jornadas de junho de 2013 para estudar como o discurso de combate à corrupção tornou-se pauta de manifestações que, de início, visavam a revogar o aumento das tarifas de ônibus. Mostramos a relevância da violência policial na generalização da condição de vítima, possibilitando o deslocamento posterior para a de cidadãos vítimas de um Estado imoral e corrupto. Apontamos o intervalo entre os dias 13 e 17 como o momento em que houve intensas movimentações da mídia hegemônica e de grupos com respaldo nas redes sociais para introduzir a corrupção na pauta das manifestações.<hr/>Abstract We returned to the “Jornadas de Junho de 2013”[Days of June 2013] to study how the anti-corruption discourse became part of the agenda of demonstrations that, initially, aimed only at repealing an increase in bus fares. We show the relevance of police violence in the generalization of the claim to victim status . This generalization allowed a subsequent generalization: that of citizens who are victims of an immoral and corrupt state. We point out the interval between the 13th and 17th as the moment in which there were intense movements of the hegemonic media and of groups backed by the social networks to introduce the corruption in the agenda of the manifestations. <![CDATA[Transmedia reception: theoretical-methodological perspectives and online television fiction audiences]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1982-25532018000300039&lng=es&nrm=iso&tlng=es Resumo A proposta deste artigo é discutir o trabalho teórico e metodológico desenvolvido pelo Observatório Ibero-Americano de Ficção Televisiva (Obitel) sobre o tema da recepção transmídia, focando na progressão de suas conceituações e estratégias metodológicas. Toma-se como corpus de análise as pesquisas realizadas entre 2010 e 2015, na medida em que comprovaram que o engajamento das audiências online está crescendo rapidamente, legitimando assim um objeto de estudo emergente. Como resultado, demonstram-se as contribuições e atualizações à pesquisa de recepção no Brasil e na América Latina feitas pelo Obitel.<hr/>Abstract The purpose of this article is to discuss the theoretical and methodological work developed by the Ibero-American Television Fiction Observatory (Obitel) on the theme of transmedia reception, focusing on the progression of concepts and methodological strategies. The corpus of research conducted between 2010 and 2015 is justified as it has shown that the engagement of online audiences is growing rapidly, and therefore legitimize an emerging study object. As a result, the contributions and improvement to the reception research in Brazil and Latin America by Obitel are demonstrated. <![CDATA[A pale mist: Landscape and melhancholy in the modern Italian cinema]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1982-25532018000300053&lng=es&nrm=iso&tlng=es Resumo A partir de um panorama conceitual sobre a paisagem no cinema, que implica na distinção entre uma concepção cênica e territorializada em contraposição a uma função mais contemplativa e material do espaço, o objetivo desta apresentação é analisar quatro filmes de ficção italianos ambientados no Delta do Pó - “O grito” (1957) e “O deserto vermelho” (1964), de Antonioni; “A noite do massacre” (1960), de Vancini; e “O jardim dos Finzi-Contini” (1970), de de Sica. Esse pequeno conjunto, marcado por sua aderência ao cinema moderno italiano, revela também uma unidade pictórica. Nossa hipótese inicial é que a ambiência e a formação de estilo são simultaneamente determinadas e condensadas por características da paisagem na qual os filmes são localizados. Para desenvolver essa hipótese e para a análise baseio-me tanto no lastro teórico dos estudos da paisagem como em abordagens mais pontuais sobre a ambiência e a espacialidade no cinema moderno, além, evidentemente, da literatura sobre o cinema italiano moderno.<hr/>Abstract From a conceptual panorama on the landscape in the cinema, which implies the distinction between a scenic and territorialized conception as opposed to a more contemplative and more material function of space, the purpose of this paper is to analyse four Italian fiction films set in the Po Valley – “Il grido” (1957) and “Deserto Rosso” (1964) by Antonioni, “La lunga notte del ´43”(1960) by Vancini and “Il giardino dei Finzi-Contini” (1970) by de Sica. This collection, marked by its adherence to the modern Italian cinema, reveals a pictorial unity. Our initial hypothesis is that this ambience and the formation of style are simultaneously determined and condensed by characteristics of the landscape in which the films are located. In order to develop this hypothesis and to analyse the films, I adopt the theoretical framework of landscape studies, as well as on specific approaches to modern cinema, and the literature on modern Italian cinema. <![CDATA[The disembodied gaze: plays of masks e in science-fiction cinema]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1982-25532018000300072&lng=es&nrm=iso&tlng=es Resumo Este artigo busca refletir sobre o trabalho do ator a partir de personagens androides no cinema de ficção científica. Discutiremos como o recorrente motivo do desmascaramento do androide coloca em questão o rosto e o olhar humanos. De A clever dummy (1917) a Blade Runner 2049 (2017), examinaremos algumas das estratégias narrativas e estéticas que transformam o ator em personagem-máquina, atentando também para possíveis origens da figura do androide na cultura ocidental e para alguns de seus desdobramentos na obra dos artistas Otávio Donasci, Tony Oursler e Denis Marleau.<hr/>Abstract This paper examines the actor’s performance of android characters in science fiction films. We will l discuss how the recurring motif of the unmasking of the android puts the human face and gaze into question. From A clever dummy (1917) to Blade Runner 2049 (2017), we will l analyze some of the narrative and aesthetic strategies that transform the actor in a machine-like character, also pointing to early manifestations of the figure of the android in Western culture and to some of its recent developments in the work of artists Otávio Donasci, Tony Oursler and Denis Marleau. <![CDATA[The image in the Maxakali verbal art: aspects of a shamanic poetics]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1982-25532018000300088&lng=es&nrm=iso&tlng=es Resumo Investigação sobre a imagem na arte verbal dos Maxakali ou Tikmû’ûn, índios que vivem em quatro territórios no estado de Minas Gerais, falam a língua Maxakali, do tronco linguístico Macro-Gê. Com base num dos aspectos centrais da espiritualidade Maxakali – a transformação post mortem do koxuk (palavra, alma) em yãmîy (canto, espírito) – e em manifestações artístico-midiáticas típicas de seus rituais, conectadas ao pano de fundo mitológico, reconhecemos no trato da imagem uma das potências responsáveis pela criação e preservação de suas formas poéticas.<hr/>Abstract An investigation on image in the verbal art of the Maxakali or Tikmû’ûn indigenous people, who live in four territories in the state of Minas Gerais, speak the Maxakali language, from the macro-Gê linguistic stem. Based on one of the central aspects of Maxakali spirituality - the post-mortem transformation of koxuk (“word”, “soul”) into yamîy (“song”, “spirit”) - and artistic and media manifestations typical of its rituals, connected to the mythological background, we recognize the image as one of the potentialities responsible for the creation and preservation of its poetic forms. <![CDATA[Digital Ocean: marine imaginary, technology and identity in Vilém Flusser]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1982-25532018000300110&lng=es&nrm=iso&tlng=es Resumo Este texto explora o imaginário do mar e das criaturas marinhas no pensamento de Vilém Flusser, especialmente em seu singular livro Vampyroteuthis Infernalis. Nesse ensaio, o oceano constitui uma metáfora poética para pensar o universo das tecnologias digitais e dos fluxos técnicos da contemporaneidade. Almeja-se demonstrar que Vampyroteuthis Infernalis é não somente o trabalho mais original do autor, senão que dialoga, de modo quase profético e com profunda atualidade, com outros temas e pensadores contemporâneos no campo da teoria cultural. Segundo a leitura aqui sugerida, Vampyroteuthis Infernalis constituiria uma reflexão filosófica fundamental sobre o tema da identidade na relação com os aparatos tecnológicos e a cultura digital.<hr/>Abstract This paper aims at investigating the imaginary of the sea and its marine creatures in Vilém Flusser’s thought, specially in his most peculiar book, Vampyroteuthis Infernalis. This essay uses the ocean as a poetic metaphor to express the universe of digital technologies and its contemporary technical flows. The paper’s goal is not only to show the radical originality of Flusser’s book, but also to demonstrate its actuality and almost prophetic dimension by means of a dialogue with other contemporary themes and authors in the field of cultural theory. According to the reading suggested here, Vampyroteuthis Infernalis represents a fundamental philosophical reflection on the theme of identity in connection with technological devices and digital culture. <![CDATA[Flusser and the city as Gesamtkunstwerk (total artwork)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1982-25532018000300124&lng=es&nrm=iso&tlng=es Resumo Este trabalho apresenta como a teoria das imagens técnicas culmina, no filósofo Vilém Flusser, em uma teoria da cidade como Gesamtkunstwerk (obra de arte total). Esse conceito, que tem uma origem romântica e ficou conhecido sobretudo por conta da ópera de Wagner, descrita como uma tal obra de arte total, é radicalmente modificado por Flusser, que imagina uma sociedade cibernética na qual todos se transformaram em artistas. A arte voltou a ser técnica, numa sociedade totalmente artificial na qual tudo também é arte e a população de artistas constrói suas obras máximas, que são as próprias cidades.<hr/>Abstract This paper discusses how technical images theory led philosopher Vilém Flusser to a theory of the city as Gesamtkunstwerk (total artwork). This concept, originated in Romanticism, became more familiar through Wagner’s operas (that were described as total artworks), and was radically changed by Flusser, who imagined a cybernetic society populated only by artists. Art now became technical again, in a totally artificial society in which everything is also art and the artist population builds its great works , which are the cities. <![CDATA[The reasons of produtivism: intellectual frictions and fictional capitalism]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1982-25532018000300136&lng=es&nrm=iso&tlng=es Resumo Este ensaio retoma o debate sobre produtivismo, localizando algumas de suas bases de consolidação no Brasil. Opõe e distingue a produtividade científica da sedução produtivista. Finalmente, apresenta a metáfora da fricção para compreender o lugar possível da produção de conhecimento na contemporaneidade, desvendando as lógicas do capitalismo ficcional.<hr/>Abstract This paper resumes the debate on productivism, locating some of its consolidation bases in Brazil. It opposes and distinguishes scientific productivity from productivist seduction. Finally, it presents the friction metaphor to understand the possible place of knowledge production on contemporaneity, unraveling the logics of fictional capitalism. <![CDATA[Fake Messages, Collective Emotions and Conspiracy Theories]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1982-25532018000300150&lng=es&nrm=iso&tlng=es Resumo As emoções coletivas têm sido manipuladas por inúmeros atores de formas variadas ao longo do tempo. Isso acontece devido ao seu efeito no comportamento das massas, algo que ocorre com frequência no campo político. Em geral, uma boa parcela das pessoas adere mais facilmente às mensagens capazes de mobilizar seus sentimentos do que aos fatos, em especial nos casos em que eles contradizem suas crenças. Este estudo exemplifica esse tipo de ocorrência com teorias conspiratórias que hoje em dia são amplamente disseminadas na mídia do Oriente Médio. Isso acontece porque resulta dessa divulgação certo benefício emocional, o que alivia a culpa, aponta um bode expiatório e anima a vitimização.<hr/>Abstract Collective emotions have been manipulated in a variety of ways over time by a diverse group of actors. This is due to its behavioral effect on the masses, something that often occurs in the political field. A significant portion of the public adheres more readily to messages that can mobilize their feelings than to facts, especially in cases where they contradict their beliefs. This study exemplifies this type of occurrence with conspiracy theories that are now being widely disseminated in the Middle East media. This occurs because it results in emotional benefit, which eases guilt, names a scapegoat, and encourages victimization. <![CDATA[Virtual reality and the logic of space]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1982-25532018000300165&lng=es&nrm=iso&tlng=es Resumo O objetivo deste artigo é promover uma reflexão acerca da expressão realidade virtual, criada na década de 80 pelo cientista da computação Jaron Lanier, alcançando posteriormente as terminologias realidade aumentada e virtualidade aumentada comumente associadas a ela. A abordagem é feita a partir do instrumental teórico da semiótica francesa, notadamente o quadrado semiótico proposto por Algirdas Julien Greimas. As considerações realizadas propõem o reconhecimento da espacialidade como um dos eixos articuladores possíveis para se pensar a emergência de diferentes tipos de imagens na contemporaneidade e formas de interação exploradas a partir delas.<hr/>Abstract the goal of this article is to promote a reflection on the expression virtual reality, created in the 80’s by computer scientist Jaron Lanier, reaching later the terms augmented reality and increased virtuality. The approach is based on the theoretical tools of French semiotics, notably the semiotic square proposed by Algirdas Julien Greimas. The considerations put forward propose the recognition of spatiality as one of the possible interacting axes to enable thinking about the emergence of different types of images in contemporaneity and the forms of interaction explored from them. <![CDATA[Communication and work: theoretical-methodological implications]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1982-25532018000300177&lng=es&nrm=iso&tlng=es Resumo Neste artigo, discute-se a abordagem teórico-metodológica de comunicação e trabalho. Argumenta-se que a comunicação é uma atividade humana, tal qual a atividade de trabalho na invenção do indivíduo e da subjetividade. Além disso, afirma-se que as relações de comunicação compõem o local de trabalho concreto, atravessam e fazem parte de sua historicidade. O mundo do trabalho é, nesta perspectiva, mais do que local geográfico; abrange a produção de significados, as lógicas socioculturais, históricas e políticas. Este entendimento permite abrangências metodológicas e empíricas que possibilitam compreender o fenômeno comunicacional como objeto da área da comunicação.<hr/>Abstract In this article, we discuss the theoretical-methodological approach to communication and work. We arguethat communication is a human activity, such as the activity of work in the invention of the individual and subjectivity. In addition, we discuss that communication relations make up the concrete workplace, cross and form part of its historicity. Under this perspective, the world of work is, more than a geographical location; it covers the production of meanings, sociocultural, historical, and political logic. This understanding opens up methodological and empirical perspectives that enable an understanding of the phenomenon of communication phenomenon as an object of the communication area. <![CDATA[Sociotechnological networks and institutive imaginary operation]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1982-25532018000300190&lng=es&nrm=iso&tlng=es Resumo O estudo discute as maneiras pelas quais as redes sociotecnológicas expressam a conjugação de legein e de teukhein, conforme esses termos são concebidos por Castoriadis para designar dimensões do imaginário instituinte. Trata-se de uma reflexão teórica desenvolvida com o objetivo de qualificar as referidas redes como processos do imaginário social. A relevância da discussão reside no tratamento epistemológico inusual das redes sociotecnológicas,abordadas como elementos constituintes dos processos de criação e instituição do social. O procedimento metodológico consistiu na interpretação dos conceitos de legein e de teukhein, aplicados a configurações da comunicação tecnológica mediática, engendrada pelo imaginário de época. O resultado traduziu-se na caracterização das redes sociotecnológicas como expressões do imaginário atinente ao terceiro espírito do capitalismo, segundo perspectiva de Boltanski e Chiapello.<hr/>Abstract This paper discusses the ways in which sociotechnological networks express the conjugation of legein and teukhein, as these terms are conceived by Cornelius Castoriadis, to denote dimensions of institutive imaginary . This is a theoretical reflection aimed at qualifying the aforementioned networks as processes of the social imaginary. The relevance of this discussion lies in the unusual epistemological treatment of sociotechnological networks, which are addressed as constituent elements of the processes of social creation and institution. The methodological procedure consisted in the interpretation of the concepts of legein and teukhein, applied to the configurations of mediatic technological communication, engendered by the the imaginary of the times. The result is the characterization of sociotechnological networks as expressions of imaginary pertaining to the third spirit of capitalism, according to Boltanski and Chiapello. <![CDATA[Sacred and Cybercultural Monsters: H. P. Lovecraft and his mythology in contemporary culture]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1982-25532018000300203&lng=es&nrm=iso&tlng=es Resumo O presente artigo procura analisar a relação entre horror e religião na obra de H. P. Lovecraft e suas articulações por meio de outras mídias e no campo da cibercultura. O autor, que não gozava de muito prestígio no passado, tem penetrado cada vez mais no atual cenário tanto em âmbitos considerados eruditos quanto em âmbitos considerados massivos ou populares. Desse modo, ao investigar as razões desse surpreendente renascimento de Lovecraft na esfera da chamada alta cultura (literatura, artes, filosofia), buscaremos ao mesmo tempo as motivações de seu interesse no âmbito da cultura popular e midiática e estudando as formas e apropriações como seus temas, ideias ou mesmo obras foram absorvidos pelos meios de comunicação contemporâneos.<hr/>Abstract This article aims to analyze the relation between horror and religion in the work of H. P. Lovecraft and its articulations through other media and in the field of cyberculture. The author, who has not enjoyed much prestige in the past, has increasingly penetrated the current scene in the fields considered erudite as much as the massive or popular scopes. Thus, in investigating the reasons for this surprising rebirth of Lovecraft in the sphere of so-called high culture (literature, arts, philosophy), we are at the same time seeking the motivations of his interest in popular and media culture and studying the forms and appropriations which his themes, ideas or even works were absorbed by the contemporary media. <![CDATA[#YoSoy132: video trails]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1982-25532018000300215&lng=es&nrm=iso&tlng=es Resumo Este artigo tem por objetivo analisar rastros de vídeos de duas redes formadas a partir de dois vídeos do Youtube, relacionados ao movimento #YoSoy132, ocorrido, em 2012, no México. Foi utilizada a abordagem da Análise de Redes Sociais (ARS), sendo os grafos visualizados por meio do programa Gephi. As redes apresentaram padrões de conexão bem diferentes, sendo uma com mais clusters menos conectados entre si, e outra, um exemplo de rede egocentrada.<hr/>Abstract This paper aims at analyzing video trails of two networks formed from two Youtube videos, related to the #YoSoy132 movement, occurred in 2012, in Mexico. These networks were analyzed using methods from Social Network Analysis (SNA), with the graphs visualized through the Gephi program. The networks showed very different connection patterns, one with more clusters less linked to each other, and another, an egocentric network example. <![CDATA[Histories and Medialities of Exhibitions]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1982-25532018000300231&lng=es&nrm=iso&tlng=es Resumo A resenha percorre os argumentos centrais de Histórias das exposições. Casos exemplares, livro organizado por Fabio Cypriano e Mirtes Marins de Oliveira e aponta algumas articulações entre o emergente campo de estudos da História das Exposições e outras áreas de conhecimento.<hr/>Abstract This review covers the central arguments of Histórias das exposições. Casos exemplares, edited by Cypriano and Oliveira and points out a few articulations between the emerging field of History of Exhibitions and other fields of knowledge. <![CDATA[Politically charged correction]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1982-25532018000300234&lng=es&nrm=iso&tlng=es Resumo O livro resenhado analisa as origens e transformações dos discursos ao redor do termo “politicamente correto”. Com base na análise de 149 reportagens e artigos de opinião publicados pelo diário Folha de S. Paulo desde 1990, o livro reconstrói cronologicamente três momentos diversos: uma primeira apresentação desse termo importado da cultura norteamericana como uma “tendência” de comportamento individual; um “movimento” cultural da esquerda, com objetivos políticos para combater a discriminação por meio da troca de palavras ofensivas; uma “ideologia” de um grupo que passa a conquistar estruturas de poder e que pode ameaçar a liberdade de expressão. A obra avalia a relação entre a postura predominantemente crítica da cobertura da Folha sobre o politicamente correto e o surgimento de um influente discurso no campo político oposto, que defende o politicamente incorreto.<hr/>Abstract This book analyzes the origins and transformations of discourses around the term “politically correctness”. The book evaluates 149 articles and opinion articles published by Folha de S. Paulo since 1990, chronologically reconstructing three different moments: at first, this term is imported from American culture as a “trend,” or an individual behavior; then, it is represented as a cultural “movement” from the left, with political objectives to combat discrimination through the replacement of offensive words; finally, as an “ideology” adopted by a group that conquers power structures that could threaten free speech. The book assesses the relationship between the Folha newspaper’ predominantly critical position against politically correct practices, and the emergence of an influential discourse in the opposite political field, which supports politically incorrectness.