Scielo RSS <![CDATA[Fractal: Revista de Psicologia]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1984-029220190001&lang=en vol. 31 num. 1 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[“Behind the Mask of Madness”: scenarios and challenges of assistance to individuals with schizophrenia in primary care]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-02922019000100002&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo Objetivo: Analisar os cenários e desafios enfrentados pelos profissionais de saúde na assistência às pessoas com esquizofrenia na Atenção Básica. Método: Pesquisa qualitativa, de caráter descritivo-exploratório, realizada junto a médicos e enfermeiros que atuam na Atenção Básica do município de Pau dos Ferros, Rio Grande do Norte. Utilizaram-se entrevistas semiestruturadas com dez profissionais; as falas foram analisadas em quatro categorias, através da Análise de Conteúdo. Resultado: constatou-se que a assistência prestada à pessoa com esquizofrenia não consegue identificar e atender às suas reais necessidades e que as propostas das políticas públicas de saúde mental se distanciam da realidade, pois as ações na atenção básica se limitam à orientação da medicação e ao encaminhamento para o serviço de referência, o que contraria o princípio da integralidade da assistência, sendo necessárias aos profissionais da atenção básica maior autonomia e participação nesse processo. Para tanto, se faz imprescindível o uso de um trabalho integrado entre os profissionais, a adoção de um modelo de contrarreferência e a diversificação dos instrumentos de intervenção em saúde.<hr/>Abstract Objective: To analyze the scenarios and challenges faced by health professionals in the care of people with schizophrenia in Primary Care. Method: Qualitative research, descriptive and exploratory, performed with physicians and nurses who work in Primary Care in the city of Pau dos Ferros, Rio Grande do Norte. We used semi-structured interviews with ten professionals, the lines were analyzed in four categories, through Content Analysis. Result: was found that the assistance provided to the person with schizophrenia can not identify and meet their real needs and that the proposals of the public policies of mental health are distanced from the reality, since the actions in the basic attention are limited to the orientation of the medication and the referral service, which is contrary to the principle of integral care, and it is necessary for the primary care professionals to have greater autonomy and participation in this process. Therefore, it is essential to use integrated work among professionals, the adoption of a counter-reference model and the diversification of health intervention instruments. <![CDATA[The reception of Haeckel’s premises in Jung’s work]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-02922019000100011&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo Este artigo analisa a apropriação da teoria da recapitulação da filogênese pela ontogênese do biólogo Ernst Heinrich Philipp August Haeckel pelo psiquiatra suíço Carl Gustav Jung na formulação de seu projeto de psicologia, denominado Psicologia Analítica. Para isso, foram utilizadas definições contidas na obra Símbolos da Transformação, além do conceito de arquétipo, que estabelecem diálogos entre os campos da biologia e da psicologia. A formação biológica de Jung, aliada a seu interesse e prática no campo da psicologia, possibilitou uma ampliação em seu modo de conceber os fenômenos que observava. A tentativa de abordar um tema tanto pelo viés biológico quanto psicológico revela não só um cuidado como, também, o compromisso com a produção de conhecimento, que, mais do que buscar engrandecer seu campo original de trabalho, pretende estabelecer o diálogo interdisciplinar. Sendo o livro Símbolos da Transformação a obra através da qual Jung se prontifica a divulgar suas teorias e ideias próprias, podemos depreender que ao utilizar em tal trabalho certas premissas de Haeckel o autor acaba nos revelando uma de suas importantes influências epistemológicas.<hr/>Abstract This article analyzes the appropriation of the theory of recapitulation of phylogenesis by the ontogenisis, of the biologist Ernst Haeckel, by the Swiss psychiatrist Carl Gustav Jung in the formulation of his psychology project. For this purpose, we used the definitions contained in the book Symbols of Transformation, and the concept of archetype, that establish dialogues between the fields of biology and psychology. The biological formation of Jung, combined with his interest and practice in the field of psychology, allowed an amplification in his way of conceiving the phenomena he observed. The attempt to address a theme, both biologically and psychologically, reveals not only care but also a commitment to the production of knowledge, which, rather than seeking to enhance its original field of work, seeks to establish interdisciplinary dialogue. Being the book Symbols of Transformation, the work through which Jung is prepared to divulge his own theories and ideas, we can deduce that in using in such work certain premises of Haeckel the author ends up revealing to us one of his important epistemological influences. <![CDATA[A look at the “experience” by its author: concepts and translations in the work of Vygotsky]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-02922019000100016&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo Quase 80 anos depois da morte de Vigotski, o grande público de intelectuais do campo da psicologia e da pedagogia fica com a sensação de desconhecimento sobre o pensamento desse autor, muito em função dos problemas de tradução dos seus textos em russo para outras línguas. A parte das edições estrangeiras dessas obras aconteceu durante o período de disputa ideológica entre EUA e URSS; e, mesmo em seu país, a produção científica de Vigotski foi retaliada pelo governo de Joseph Stalin. Hoje em dia, ainda há textos desse pensador que não foram publicados em russo. O presente artigo se pauta por um recorte teórico dentro da extensa produção acadêmica de Lev Vigotski. Este ensaio pretende discutir os conceitos de “vivência” nas obras de Vigotski. A palavra “vivência” é uma tradução para a língua portuguesa do vocábulo perejivanie, do idioma russo. Vigotski, em seus textos, também utiliza a palavra opit (experiência, em português), mas com um sentido distinto. A pesquisa defende que o conceito de “vivência” contribui para que os estudiosos da educação interpretem toda ação humana como portadora de uma certa atividade criativa.<hr/>Abstract Almost 80 years after Vygotsky’s death, the great public of intellectuals in the field of psychology and pedagogy gets the feeling of ignorance about the thought of this author, much due to the problems of translating his texts in Russian into other languages. Part of the foreign editions of these works occurred during the period of ideological dispute between US and USSR; and even in his country, the scientific production of Vygotsky was retaliated by the government of Joseph Stalin. Nowadays, there are still texts of this thinker that have not been published in Russian. The present article is based on a theoretical cut within the extensive academic production of Lev Vygotsky. This essay aims to discuss the concepts of “experience” in Vygotsky’s works. The word “experience” is a translation into the Portuguese language of the word perejivanie, from the Russian language. Vigotski, in his texts, also uses the word opit (“experience”, in Portuguese), but with a different meaning. The research argues that the concept of “experience” contributes to education scholars interpret all human action as having a certain creative activity. <![CDATA[Dialogues of Psychology with Michel Foucault]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-02922019000100020&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo O objetivo desse artigo é discutir como a Psicologia no Brasil tem dialogado com as teorizações do filósofo Michel Foucault. Apresentamos os resultados de uma pesquisa que analisou artigos científicos da Psicologia que utilizam as ferramentas teórico-metodológicas do autor. Estes artigos foram publicados em periódicos eletrônicos indexados e estão disponíveis no sítio eletrônico da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS-Psi). Os resultados apontam para uma utilização crescente do autor a partir do início dos anos 2000, principalmente na Psicologia Social. Os principais pontos de articulação com o pensamento foucaultiano foram: a problematização da própria produção científica, questionando a sua neutralidade e afirmando, portanto, sua dimensão política; a análise da inter-relação entre a produção de discursos e modos de subjetivação, por sua vez ligada a práticas de governamentalidade, estratégias biopolíticas e normalização da vida; e, por fim, o questionamento das práticas psicológicas como dispositivos éticos de subjetivação.<hr/>Abstract The purpose of this article is to discuss how psychology in Brazil has dialogued with philosopher Michel Foucault’s theorizations. We present the results of an investigation that analyzed scientific articles of psychology that use the theoretical and methodological tools of the author. These articles were published in indexed electronic journals and are available on the website of the Virtual Health Library (Biblioteca Virtual em Saúde, BVS-Psi). The results point to an increasing use of the author since the early 2000s, especially in social psychology. The main points of articulation with the Foucauldian thought were: the problematization of the scientific production itself, questioning its neutrality and affirming, therefore, its political dimension; the analysis of the interrelationship between the production of discourses and modes of subjectivity connected to governmentality practices, biopolitics strategies, and normalization of life; and, finally, the questioning of psychological practices as ethical devices of subjectification. <![CDATA[Collective management technology of dreams]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-02922019000100027&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo Desde a Antiguidade e em diversos povos, o homem se ocupa dos sonhos. Ao lado das abordagens dos sonhos de Artemidoro e Freud, apresentamos a “gestão coletiva dos sonhos”, mais próxima da tecnologia coletiva dos Warlpiri (trazida pela antropóloga Barbara Glowczewski), dando um enfoque metodológico. São examinados resultados parciais da pesquisa com catorze participantes que narram sonhos, em cinco encontros em grupo semanais, no SPA - Serviço de Psicologia Aplicada da UFF - Universidade Federal Fluminense. O enfoque teórico é dado por autores como Felix Guattari, Gilles Deleuze, Jean-Paul Sartre, Georges Simondon e Michel Foucault. O método inovador aqui elaborado abandona a busca da verdade oculta nos sonhos e os conflitos psicológicos da infância e abraça as cenas noturnas como criações dramáticas, aquilo que os negros Warlpiri da Austrália consideram condições de formação de tudo o que existe. A pesquisa tem o objetivo de propor a gestão coletiva dos sonhos como uma técnica de ativação dos elementos instituintes da vida cotidiana e de criação de método de intervenção no campo da subjetivação. Os resultados mostram que a gestão coletiva dos sonhos é, nesse sentido, viável.<hr/>Abstract Since antiquity and in diverse peoples the human mind dreams. The classic methods of approach of dreams Artemidorus and Freud we present the technology of collective management of dreams, inspired by the Warlpiri collective technology (Barbara Glowczewski). Partial results of the survey are presented with 14 participants who report dreams in five weekly meetings, in SPA - Serviço de Psicologia Aplicada (Applied Psychology Service) of the Universidade Federal Fluminense. The theoretical approach is given by authors such as Felix Guattari, Gilles Deleuze, Jean-Paul Sartre, Georges Simondon e Michel Foucault. The innovative method elaborated here abandons the search for the truth hidden in dreams and childhood psychological conflicts and embrace the night scene as dramatics creations, what blacks Warlpiri of Australia consider conditions of formation of everything that exists. The research aims to propose collective management of dreams as a technique of activation of the criatives elements of everyday life and method of intervention in the field of subjectivation. The results show that the collective management of dreams is feasible. <![CDATA[Subjectivities of Bolsa Família Program’s beneficiaries in rural context]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-02922019000100035&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo Este artigo tem por objetivo apresentar uma breve revisão teórica e alguns resultados parciais de uma dissertação de mestrado realizada no PPG em psicologia da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). De desenho qualitativo, o estudo visa analisar as práticas discursivas que constituem os modos de subjetivação de mulheres beneficiárias do Programa Bolsa Família (PBF) no contexto rural da Zona da Mata Sul Pernambucana. As referências teóricas consideram o enfoque da governamentalidade, entendendo que práticas de inclusão social, como o PBF, modificam as subjetividades de seus beneficiários. A população estudada é constituída de uma amostra não probabilística de seis mulheres. A coleta de dados foi realizada através de entrevista semiestruturada, e a análise dos dados se baseia na perspectiva de análise crítica do discurso. Os resultados obtidos questionam o potencial do PBF para gerar mudanças nas relações de gênero. Finalmente, interroga-se a evolução das políticas públicas de inclusão social na sociedade brasileira, abrindo perspectivas para novos estudos sobre as mudanças vivenciadas pela população beneficiária no contexto rural de Pernambuco.<hr/>Abstract This article aims to present a brief theoretical review and some partial results of a Master’s dissertation held at the PPG in Psychology of the Federal University of Pernambuco (UFPE). With qualitative design, the study aims to analyze the discursive practices that constitute the modes of subjectivation of women beneficiaries of the Bolsa Família Program (PBF) in rural context of the Zona da Mata Sul Pernambucana. The theoretical references consider the approach of governmentality, understanding that practices of social inclusion, such as the PBF, modify the subjectivities of its beneficiaries. The study population consists of a non-probabilistic sample of six women. Data collection was performed through a semi-structured interview and data analysis is based on the perspective of critical discourse analysis. The results obtained question the potential of the PBF to generate changes in gender relations. Finally, we discuss the evolution of the public policies of social inclusion in the brazilian society, opening perspectives for new studies on the changes experienced by the beneficiary population in the rural context of Pernambuco. <![CDATA[The movement of words: becoming-construction in the feminine of writing]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-02922019000100043&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo O presente trabalho, baseado em uma revisão teórica e em experiências de pesquisa acadêmica e de atuação das autoras junto a pessoas e famílias LGBT e a pessoas em privação de liberdade, levanta algumas possibilidades e desafios presentes na construção da escrita cartográfica. Uma escrita que, no exercício das problematizações do que tem sido naturalizado nas articulações de saber, poder e ética, se constitui enquanto um processo onde se afirmam tanto um novo paradigma ético-estético quanto um ato político e de resistência. A escrita cartográfica, no campo de luta, pode reverberar em revoluções moleculares, produzindo assim novos territórios de existência e táticas de singularização. Apostamos que essa escrita coletiva, atenta, minoritária, pode capturar movimentos sem, no entanto, aprisioná-los, e que esta pode ser entendida como uma máquina de guerra a produzir transformações tanto no próprio sistema linguístico quanto no cotidiano de nossas práticas de pesquisa, profissionais, políticas e de Vida.<hr/>Abstract This paper, based on a literature review and the authors’ research and work experiences with LGBT people and families and persons deprived of liberty, raises some possibilities and challenges present in the construction of cartographic writing. A writing that, in the exercise of the problematizations of what has been naturalized in the articulations of knowledge, power and ethics, is constituted as a process where both a new ethical-aesthetic paradigm and a political and resistance act claim. The cartographic writing, in the battlefield, may reverberate in molecular revolutions, thus producing new territories of existence and singularization tactics. We believe that this collective, attentive, minority writing can capture movements without, however, imprisoning them, and that it can be understood as a war machine that produces changes both within the linguistic system as in our everyday research, professional, political and Life practices.