Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de Linguística Aplicada]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1984-639820170001&lang=pt vol. 17 num. 1 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[A linguística aplicada e os estudos brasileiros: (inter-)relações teórico-metodológicas]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-63982017000100001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo: Diversos campos de estudo - e suas agendas de pesquisa - têm procurado se (re-)inventar a partir dos novos discursos que emergem na contemporaneidade. Dentre esses campos, a linguística aplicada e os estudos brasileiros são áreas que, recentemente, têm passado por redescrições, em um movimento de contínua readequação a um fazer científico responsivo e responsável. E, nesse movimento de redescrição, ambas as áreas apostam em novas epistemologias, isto é, novas lentes. Sendo adequadas ao momento atual, essas lentes podem dialogar, contribuindo para a construção de um fazer científico sobre uma educação linguística que considere o contexto social, econômico, político e cultural mais amplo, no qual as pessoas vivem suas vidas. Desse modo, é objetivo deste artigo vislumbrar possíveis (inter-)relações teórico-metodológicas entre as áreas de pesquisa mencionadas: a linguística aplicada e os estudos brasileiros. É minha intenção observar a possibilidade de diálogo efetivo entre esses campos do conhecimento, num movimento de transfertilização, isto é, de benefícios mútuos para as duas áreas em destaque. Desse modo, acredito poder trazer contribuições para uma (re-)descrição da investigação em ensinagem de línguas no Brasil.<hr/>Abstract: Several fields of study - and their research agendas - are trying to (re-)invent themselves due to new discourses that are emerging in contemporary times. Among these fields, applied linguistics and brazilian studies are areas that have recently experienced (re-)descriptions, in a movement of continuously readjusting themselves to a responsive and responsible way of knowledge construction. In this movement of (re-)description, both areas are experimenting new epistemologies, i.e., new lenses. Besides being more appropriate to the present moment, these new lenses can affect one another by contributing to the construction of a scientific research on language education that takes into consideration the social, economical, political and wider cultural contexts in which people live their lives. Thus, this paper aims at analyzing possible theoretical-methodological (inter-)relations between the aforementioned research areas: applied linguistics and brazilian studies. It is my intention to point out to the possibility of an effective dialogue between them: a movement of cross-fertilization, that is, of mutual benefit for the two highlighted areas. This way, I believe that I could contribute to a (re-)description of the research in the field of language teaching and learning in Brazil. <![CDATA[Como formadores e alunos da licenciatura em Letras compreendem a linguística aplicada?]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-63982017000100031&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo: Nesta pesquisa, (i) investigamos compreensões de formadores e professores em formação inicial acerca da linguística aplicada (LA), no contexto de uma Licenciatura em Letras e (ii) problematizamos alguns desdobramentos dessas compreensões para o ensino e a aprendizagem de línguas e a formação de professores. Os resultados apontam que a LA é concebida, pelos professores formadores, como: subárea da linguística; disciplina mediadora entre teoria e prática; área não disciplinar; ou disciplina autônoma com foco na linguagem. Para os professores em formação inicial, a compreensão acerca da LA é mais rudimentar, sendo desconhecida para a maioria desses colaboradores, da mesma maneira que, para outros, além de ser confundida com a linguística, é caracterizada pelo estudo da gramática da língua ou, até mesmo, por abordagens investigativas não disciplinares.<hr/>Abstract: In this research, we (i) investigated comprehension of language teacher educators and pre-service language teachers concerning applied linguistics (AL), in the context of a language teacher education course and (ii) we problematized some implications of such comprehension for both the teaching and learning of languages and for the language teacher education. Results suggest that AL is conceived by language teacher educators as a subfield of linguistics; a discipline which mediates theory and practice; a non-disciplinary area; or as an autonomous discipline with focus on language. For pre-service language teachers, comprehension of AL is more rudimentary, not even known by most of the participants, in the same way that, for others, besides being confused with linguistics, AL is characterized as the study of the grammar of a language or even as a non-disciplinary investigative approaches. <![CDATA[Ideologias linguísticas e regimes de testes de língua para migrantes no Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-63982017000100061&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo: Neste artigo, analisamos o regime de testes de língua no contexto de migração transnacional para o Brasil e sua relação com ideologias linguísticas hegemônicas na construção de sistemas de diferenciação corporal. Para tanto, partimos da noção de teste enquanto instrumento formal para medição de proficiência, instituído como pré-requisito para entrada, residência e/ou aquisição de nacionalidade por migrantes em diversos países, funcionando como uma forma de barreira no controle das fronteiras estatais, conforme aponta a literatura pesquisada. Inicialmente, identificamos a existência de três tipos de testes linguísticos no Brasil: Certificação de Proficiência em Língua Portuguesa para Estrangeiros (Celpe-Bras), avaliação de língua portuguesa para médicos vinculados ao programa “Mais Médicos” e exigência de conhecimento de língua portuguesa nos processos de naturalização. A análise do corpus indicou diversas discrepâncias entre o estado da arte dos estudos sobre testes linguísticos em contexto migratório e a realidade brasileira, colocando em perspectiva a existência de um regime de testes linguísticos migratórios no país, na medida em que as articulações entre o seu aspecto linguístico e o seu aspecto de barreira são contraditórias. Os recursos indexicalizados nos documentos sobre testes no Brasil sinalizam, na verdade, a afirmação de uma autonomia no gerenciamento da língua portuguesa e a comoditização do ensino do português para estrangeiros como estratégia de mercado e vitrine da cultura brasileira globalizada, numa construção ideológica de correspondência estática e naturalizada entre língua oficial e nação, produzindo, para tanto, hierarquizações entre identidades migrantes “desejáveis” e “indesejáveis”.<hr/>Abstract: In this paper, we analyze the language testing regime in the context of transnational migration to Brazil and its relation to hegemonic linguistic ideologies in the construction of body differentiation systems. Therefore, we understand test as a formal instrument to measure proficiency, established as a pre-requisite to the entry, residence, and/or acquisition of nationality by migrants in several countries, working as a way of gatekeeping state frontiers, according to the researched literature. Initially, we identified three kinds of language tests in Brazil: the Brazilian Certificate of Proficiency in Portuguese for Foreigners (Celpe-Bras); the Portuguese test for foreign physicians within the federal government program “More Doctors for Brazil”; and the verification of Portuguese literacy in naturalization processes. The corpus analysis indicated several discrepancies between the state-of-art in the studies of language tests for migrants and the Brazilian reality, putting into perspective the very existence of a language testing regime in the country, considering that the articulations of its linguistic and gatekeeping aspects are contradictory. The resources indexed in the documents about tests in Brazil actually show the affirmation of autonomy in the management of the Portuguese language and the commodification of Portuguese teaching for foreigners as a market strategy and a showcase of a globalized Brazilian culture, in an ideological construction of static and naturalized correspondence between official language and nation, creating therefore hierarchies among “desirable” and “undesirable” migrant identities. <![CDATA[Emoções e ações de professores ao falar inglês no WhatsApp]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-63982017000100083&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo: Este trabalho tem como objetivo compreender o papel das emoções na experiência de professores em exercício sobre suas interações orais em inglês. A pesquisa foi realizada durante um curso de formação continuada com foco em mobilidade digital, mediado por aplicativo de tecnologia móvel, o WhatsApp. As perguntas norteadoras foram: Como os professores se sentem ao usar o recurso de áudio para falar inglês no WhatsApp? O fato de as mensagens de áudio serem feitas via WhatsApp deixou-os mais à vontade do que em um encontro presencial? A metodologia é de base qualitativa com uso de questionário, entrevista e representações visuais das emoções. Os resultados indicam que parte dos participantes se sentiram mais confiantes e mais dispostos a se comunicar no WhatsApp do que em contextos face a face. Por outro lado, outro grupo se sentiu mais inseguro para falar inglês com os recursos de gravação de áudio. Os resultados serão discutidos à luz da literatura revisada, assim como das potencialidades dessa tecnologia móvel para o desenvolvimento de habilidades orais na formação de professores de inglês.<hr/>Abstract: This paper aims at researching the role of emotions in the experience of oral skills interactions in an in-service teacher education course with a focus on mobile learning mediated by WhatsApp. The research questions were: How do teachers feel when speaking in English through the audio recorder device of WhatsApp? Did they feel more at ease with the audio message system of WhatsApp in comparison to face-to-face interaction? This is a qualitative study and data were collected by means of a questionnaire, a semi-structured interview, and visual representations of emotions. Results suggest that part of the participants felt more self-confident and more willing to communicate at WhatsApp when compared to face-to-face contexts. On the other hand, another group of participants felt more insecure to speak in English with the audio recorder of WhatsApp. Research results will be interpreted in light of the reviewed literature and potentials and limitations of this mobile technology for oral skills development in language teacher education will also be discussed. <![CDATA[Preferência dos estudantes na aprendizagem de línguas em três atividades do Moodle]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-63982017000100113&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo: Neste trabalho, analisamos três atividades oferecidas pelo Moodle (questão dissertativa, fórum e quiz) usando-o como Ambiente Virtual de Aprendizagem, com o objetivo de verificar a preferida dos estudantes e a razão de sua preferência. Os sujeitos da pesquisa foram dezenove estudantes universitários da área da saúde em uma disciplina de inglês instrumental. Os instrumentos foram as próprias atividades e um questionário final. Os resultados mostraram que 60% dos estudantes preferiram o quiz, contra 20% que preferiram a questão dissertativa e 20%, o fórum. As razões dessas preferências são discutidas, considerando aspectos como o nível de conhecimento dos estudantes e questões de estilo de aprendizagem. As implicações teóricas são também apresentadas com ênfase no conceito de desempenho assistido, de base vygotskyana.<hr/>Abstract: In this study, three activities (essay, forum, and quiz) offered by Moodle as a Virtual Learning Environment were analyzed in order to learn which is the students’ favorite activity and the reason for their preference. The subjects were 19 university health students in an ESP course. The instruments were the very activities used in the course and a final questionnaire. The results showed that 60% of the students preferred the quiz, against 20% who preferred the essay, and 20% the forum. The reasons for these preferences are discussed, considering aspects such as level of students’ knowledge and learning styles. The theoretical implications are also presented with an emphasis on the concept of assisted performance, based on Vygotsky’s theories. <![CDATA[Uma experiência de aplicação da teoria dialógica no ensino-aprendizagem de língua latina em um curso de Letras]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-63982017000100137&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo: Este artigo apresenta os resultados de uma pesquisa aplicada da teoria dialógica para a inovação/atualização do ensino-aprendizagem de língua latina, realizada no período letivo 2015.1, com quatro turmas do curso de Letras da Universidade Regional do Cariri, Ceará. O plano metodológico segue a orientação dialógica de estudo da língua ancorado na sua realidade de uso, isto é, a partir de enunciados concretos considerados em sua inserção histórica, ideológica e sociocultural. Os resultados obtidos demonstram que a teoria dialógica representa, sim, uma alternativa teórico-metodológica exequível, cuja aplicação promove ganhos heurísticos para a inovação e/ou atualização do ensino-aprendizagem de língua latina, sobretudo, em termos de aumento de interesse dos estudantes e da própria compreensão deles acerca da finalidade do estudo do latim.<hr/>Abstract: This paper presents the results of an applied research in dialogic theory meant to innovate and update the teaching/learning process of Latin language. The research was executed in the school year 2015.1 with four classes of the Language and Literature Undergraduate Course at Regional University of Cariri, Ceará. The methodological planning is based on dialogic oriented language studies that attach the language to the reality of its use, i.e., concrete enunciates considered in their historical, ideological, and sociocultural insertion. The results show that the dialogic theory does represent a feasible theoretical-methodological alternative, whose application promotes heuristic gains for innovation and/or update of teaching/learning Latin language, especially in terms of increasing the students interest and understanding of the purpose of studying Latin. <![CDATA[SEQUÊNCIA DIDÁTICA: UM MECANISMO DIALÉTICO PARA ENSINO E APRENDIZAGEM DE LÍNGUAS]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-63982017000100163&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract: In pre- and in-service mother and additional language courses in Brazil, the concept of the didactic sequence has been largely studied as a theoretical and methodological procedure for language teaching and learning, since it focuses on the work of oral and written texts in a genre-based perspective. This text has the aim of extending this concept, taking into account its dialectic nature. To do so, the article reviews the definition, theoretical choices, characteristics, and modular structure of a didactic sequence, comparing this procedure to the concept of a dialectic methodology of knowledge construction in the classroom, and presents a brief analysis of a didactic sequence plan.<hr/>Resumo: Em cursos de formação inicial e contínua de professores de línguas materna e adicional no Brasil, o conceito de sequência didática tem sido amplamente estudado como um procedimento teórico e metodológico para o ensino e a aprendizagem de línguas, uma vez que se foca no trabalho com textos orais e escritos numa perspectiva de gêneros textuais. Este texto tem o propósito de estender esse conceito considerando sua natureza dialética. Para isso, o artigo apresenta uma releitura da definição, escolhas teóricas, características e estrutura modular da sequência didática, comparando esse procedimento com o conceito de metodologia dialética de construção de conhecimento em sala de aula, e apresenta uma breve análise de um planejamento de uma sequência didática. <![CDATA[A relação entre consciência fonotática e pronúncia em aprendizes adultos de língua estrangeira]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-63982017000100185&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract: This study examined to what extent L1 Brazilian Portuguese (BP) EFL learners are aware of L2 phonotactics and whether there would be a relationship between L2 phonotactic awareness and L2 pronunciation accuracy. The language learners were tested regarding their awareness of L2 onset consonant clusters with a lexical decision task presenting nonword stimuli with legal and illegal onset clusters. L2 pronunciation was measured with a Foreign Accent Rating Task. The results showed that L1 BP participants showed a high awareness concerning L2 phonotactics, not differing from L1 English speakers, t(86)=.20, p =.83. Furthermore, high phonotactic awareness was found to be related to higher accuracy in L2 pronunciation (r= -.46, p &lt;.001). The results suggest that phonotactics should be taught in foreign language classrooms since increasing learners’ awareness might be beneficial for the accuracy of their L2 pronunciation.<hr/>Resumo: Este artigo examinou o grau de consciência fonotática em LE de aprendizes brasileiros de inglês e se a consciência fonotática em LE estaria positivamente relacionada à pronúncia em LE. Para medir a consciência sobre os clusters inicias da LE, os participantes completaram uma tarefa de decisão lexical que apresentava pseudopalavras com clusters possíveis e impossíveis. A pronúncia em LE foi medida através de um Teste de Julgamento de Nível de Sotaque Estrangeiro. Os resultados mostraram que os aprendizes apresentaram uma sensibilidade alta à fonotática da LE, não diferindo significativamente dos falantes nativos de inglês, t(86)=.20, p =.83. Além do mais, níveis mais altos de consciência fonotática surgiram relacionados a uma maior acuidade de pronúncia (r= -.46, p&lt;.001). Os resultados revelam a importância do ensino de fonotática na sala de aula estrangeira, uma vez que o aumento dessa consciência nos alunos poderia vir a ser benéfico para a pronúncia em LE.