Scielo RSS <![CDATA[Bakhtiniana: Revista de Estudos do Discurso]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=2176-457320160002&lang=pt vol. 11 num. 2 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Apresentação]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-45732016000200002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Perspectivas discursivas da divulgação/popularização da ciência]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-45732016000200003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Modalização autonímica na divulgação científica: um olhar sobre o fazer de jornalistas do site da <em>Folha de S. Paulo</em> e de agências de notícia internacionais]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-45732016000200014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO O texto da divulgação científica lança mão de recursos discursivos variados para facilitar a compreensão de certas noções científicas pelo público não iniciado. O objetivo do presente estudo é evidenciar se, de fato, o recurso da modalização autonímica é um vetor da heterogeneidade discursiva nos textos divulgação científica e avaliar em que proporção ela aparece nos textos escritos por jornalistas da Folha de S. Paulo e de agências de notícia internacionais. Para tanto, empreendeu-se a análise discursiva de textos publicados nas sessões Equilíbrio &amp; Saúde e Ciência, do site da Folha de S. Paulo. Surpreendentemente, verificou-se que a modalização autonímica é usada em igual proporção nos textos de jornalistas do Folha de S. Paulo e de agências de notícias, sugerindo um nivelamento da informação científica capaz de apagar as diferenças locais e globais nos modos de produção da notícia.<hr/>ABSTRACT Science dissemination texts employ diverse discursive features aimed at facilitating the understanding of scientific concepts to a non-initiated public. This study aims to assess whether autonimic modulation is, in fact, a platform for discursive heterogeneity in science dissemination texts as well as to evaluate in what proportion it is present in texts written by Brazilian journalists from Folha de S. Paulo Online and journalists from international news agency. To do so, we analyzed a number of texts published in the sections Equilíbrio &amp; Saúde [Balance &amp; Health] and Ciência [Science] from Folha de S. Paulo Online. Surprisingly, we concluded that autonimic modulation is used in the same proportion in those texts, suggesting a high level of homogenization in the local and global modes of news production. <![CDATA[Ideologia e divulgação científica: uma análise bakhtiniana do discurso da revista <em>Ciência Hoje</em>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-45732016000200033&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO O objetivo deste artigo é explorar, com base em proposições teóricas do Círculo de Bakhtin, as relações entre discurso e ideologia, tomando como objeto de investigação o discurso de divulgação científica da revista Ciência Hoje. Operando com a ideia de que o enunciado concreto é o locus privilegiado de constituição da ideologia, o artigo focaliza dois editoriais da revista (um da década de 1980 e outro da década de 1990) procurando mostrar como embates ideológicos da sociedade contemporânea se manifestam em sua arquitetura.<hr/>ABSTRACT The purpose of this paper is to explore, based on theoretical propositions of the Bakhtin Circle, some relations between discourse and ideology, taking the scientific dissemination discourse of Ciência Hoje [Science Today] magazine as our object of investigation. Operating with the idea that the concrete utterance is the main locus of creation of ideology, we focus on two editorials of that magazine (one from the 1980s and the other from the 1990s), trying to show how ideological clashes of contemporary society manifest in the architecture of those editorials. <![CDATA[O discurso promocional em artigos de divulgação científica midiática para jovens leitores]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-45732016000200052&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Este artigo trata da presença do discurso promocional em textos de divulgação científica publicados na revista Ciência Hoje das Crianças (CHC). Ao observamos artigos publicados na CHC, verificamos a presença do fim discursivo de incitação (fazer-fazer) direcionado aos leitores jovens. Levantamos a hipótese de que neles encontra-se o discurso promocional e investigamos, num corpus de 30 textos, as características comunicacionais e discursivas desse discurso. Os resultados da análise confirmaram nossa hipótese, pois constatamos a presença dos esquemas narrativo e argumentativo como estratégias para fazer-crer o leitor com vistas ao fazer. Observamos também o intuito de, por meio da divulgação científica midiática, provocar ações que promovam bem-estar social ou individual, valorizando o saber da ciência e, dessa forma, estabelecendo relação entre ciência e vida social. Os artigos revelaram um hibridismo discursivo: científico, midiático, didático e promocional. Relacionamos a presença do discurso promocional ao Modelo Contextual de comunicação pública da ciência.<hr/>ABSTRACT This paper deals with the presence of promotional discourse in scientific popularization texts published in Ciência Hoje das Crianças (CHC) magazine. Observing articles published in CHC, we verified the presence of a discursive aim of incitation directed at young readers. We hypothesized that the promotional discourse could be evidenced in those texts and investigated, in a corpus of 30 texts, the communicational and discursive characteristics of this discourse. The analysis results corroborated our hypothesis, once we found the presence of narrative and argumentative schemes as strategies to make the reader believe that he/she has to do something. We also observed an intention to provoke actions, through scientific popularization, that promote individual or social well-being, valorizing the scientific knowledge and establishing a relation between science and social life. The articles revealed hybridism of domains: scientific, mediatic, didactic, and promotional. We related the presence of promotional discourse to a Contextual Model of public communication of science. <![CDATA[A divulgação científica no Brasil e na Rússia: um ensaio de análise comparativa de discursos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-45732016000200069&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO O objetivo do artigo é realizar uma análise comparativa da divulgação científica no Brasil e na Rússia. Os fundamentos teórico-metodológicos dessa comparação foram construídos na confluência entre a teoria bakhtiniana e a análise comparativa de discursos, esta presente nos trabalhos dos pesquisadores do Cediscor. A partir desses fundamentos, construímos um corpus de enunciados das edições brasileira e russa da revista Scientific American e pudemos observar, por um lado, grandes semelhanças nos gêneros artigo e reportagem de divulgação científica nas duas comunidades etno-linguísticas, e, por outro, diferenças no que concerne à relação com o discurso alheio e o uso de tempos e modos verbais.<hr/>ABSTRACT The objective of this article is to conduct a comparative analysis of scientific popularization in Brazil and in Russia. The theoretical and methodological basis of this comparison was provided by combining Bakhtin's theory and comparative discourse analysis, present in the works of the Cediscor researchers. Based on it, we constructed a corpus of utterances of the Brazilian and Russian editions of the Scientific American magazine. As a result, we were able to observe, on the one hand, significant similarities in the genres "article" and "report of scientific popularization" in both ethno-linguistic communities, and, on the other hand, differences regarding their relation with reported speech and the use of verbal tenses and moods. <![CDATA[A divulgação científica e o enunciado digital]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-45732016000200093&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Sob a perspectiva da teoria de Bakhtin e seu Círculo, este artigo busca compreender algumas especificidades e fatores constitutivos do enunciado digital de divulgação científica (DCD). Além de aspectos verbais e verbo-visuais, característicos dos enunciados de divulgação científica nos mais variados gêneros discursivos impressos, faz-se necessário levar em conta que nosso objeto de análise é também formado pela/na complexidade do meio digital. Pretendemos refletir sobre as relações dialógicas hipertextuais, a conclusibilidade e alternância do enunciado e, por fim, as condições de produção e recepção do enunciado de DCD.<hr/>ABSTRACT Under the perspective of the Bakhtin Circle's theory, this paper aims to study a few specifications, as well as aspects that constitute the digital scientific divulgation (DSD) utterances. Besides verbal and verbo-visual aspects, which characterize scientific divulgation utterances in several print genres, it is important to consider that our object of study is also composed by/in the complexity of the digital environment. We intend to present a reflection upon hypertextual dialogic relations, conclusibility and utterance alternation, and finally the conditions of production and reception in DSD utterances. <![CDATA[Argumentação gráfica na prosa ensaística da revista <em>Pesquisa FAPESP</em>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-45732016000200111&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO O artigo1 explora o conceito de argumentação gráfica como exercício da prosa de caráter ensaístico que se desenvolveu na expansão da escrita em textos impressos. Entende que ao ampliar o escopo da palavra no contexto de processos gráficos visuais como os desenhos, a fotografia e os infográficos, os argumentos são muito mais realizações do raciocínio diagramático do que das elaborações retóricas. Prova disso são os argumentos gráficos que se tornaram modelizações inalienáveis dos textos da comunicação científica, tais como produzidos na revista Pesquisa FAPESP.<hr/>ABSTRACT This article1 investigates the concept of graphical argumentation as an exercise of essayistic prose developed in the process of writing expansion in printed texts. It is understood that by expanding the scope of the word in the context of visual graphics processes such as drawings, photography and infographics, arguments are achievements much more of diagrammatic reasoning than of rhetorical elaboration. Proof of that are graphic arguments, which have become an inalienable modeling from texts of scientific communication, such as the ones produced in the Pesquisa FAPESP journal. <![CDATA[A divulgação científica no cruzamento de novas esferas de atividade linguageira]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-45732016000200137&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUME Dans cet article, on aborde le champ de la vulgarisation scientifique en mettant l'accent sur les différentes sphères d'activité langagière qui s'y croisent. On rappelle d'abord le modèle classique et linéaire de la diffusion scientifique avant de montrer le déplacement qui s'est ensuite produit avec l'intervention des médias traditionnels, qui, notamment lors d'événements scientifiques, ont fait dialoguer différentes communautés langagières (politiques, associations de consommateurs, agriculteurs, chercheurs, etc.). On aborde enfin les changements apportés par les nouveaux outils technologiques dans des formes de participation et de prise de parole qu'autorise l'internet.<hr/>ABSTRACT This paper deals with the field of popular science with a focus on the different linguistic spheres that intersect it. It starts by reviewing the classical linear model of scientific dissemination. The authors then show the displacement that took place with the involvement of traditional media that established a dialogue between different language communities (politicians, consumer associations, farmers, researchers, etc.), in particular for scientific events. Finally, the changes to forms of participation and speech resulting from new technological tools and made possible by the Internet are presented.<hr/>RESUMO O presente artigo aborda o campo da divulgação científica através das diferentes esferas de atividade linguageira que nele se cruzam. Evocaremos incialmente o modelo clássico e linear da divulgação científica, antes de apresentarmos o deslocamento produzido, em seguida, pela mídia tradicional, que possibilitou o diálogo entre diferentes comunidades linguageiras (políticos, associações de consumidores, agricultores, pesquisadores, etc.), especialmente em acontecimentos científicos. Mostraremos finalmente as modificações trazidas pelas novas ferramentas tecnológicas nas formas de participação e de tomada da palavra proporcionadas pela Internet. <![CDATA[Popularização da ciência: a interdiscursividade entre ciência, pedagogia e jornalismo]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-45732016000200164&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO O discurso científico produzido por e para especialistas chega, por meio da popularização da ciência (PC), à esfera pública da mídia, passando por deslocamentos no tempo, no espaço social e no discurso. Essa hibridização entre ciência e jornalismo gera o discurso do jornalismo científico, que busca tornar conhecido o desconhecido ou compreensível o hermético como um ato pedagógico. Consideramos esse processo como recontextualização do discurso da esfera científica na esfera jornalística, mediada pelo discurso pedagógico. Argumentamos, neste trabalho, que a notícia de PC e o artigo científico são membros de um mesmo sistema de gêneros que tornam público o discurso da ciência. Primeiramente, identificamos nosso quadro teórico de referência e as concepções de PC, sistema de gêneros e recontextualização. Em seguida, exploramos a interdiscursividade em um exemplar do gênero notícia de PC, ressaltando as relações existentes entre ciência, jornalismo e pedagogia nesse gênero.<hr/>ABSTRACT Scientific discourse produced by and for specialists reaches, by means of science popularization (SP), the public sphere of the media, envolving displacements in time, space, and discourse. This hybridization between science and journalism generates scientific journalism, which aims at popularizing science and making it comprehensible, thus performing a pedagogical function. We consider this process as discourse recontextualization from the scientific to the journalistic spheres, mediated by a pedagogic discourse. We argue, in this paper, that SP news texts and scientific articles are members of the same genre system that makes scientific discourse relatively visible to the general public. Firstly, we identify our theoretical framework, the concept we adopt for SP, genre system and recontextualization. Secondly, we explore interdiscursivity in one exemplar of the SP news genre, highlighting the existing relations between science, journalism, and pedagogy in this genre. <![CDATA[Infográfico: modos de ver e ler ciência na mídia]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-45732016000200190&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Este artigo objetiva analisar um infográfico de divulgação científica midiática (DCM). Analisa-se, no infográfico, a informação da ciência otimizada por meio de recursos plásticos (eidéticos, cromáticos, topológicos) e verbais. Mostra-se que a configuração multissemiótica da infografia utiliza procedimentos descritivo-explicativos e argumentativos. O sujeito-alvo pode situar-se favorável ou não à verdade construída sincreticamente mediante palavras e imagens. Pode-se concluir que o infográfico DCM: realiza ação demonstrativo-argumentativa, quando apresenta evidências; divulga midiaticamente fatos e fenômenos científicos; integra ações de letramento científico formal e informal.<hr/>ABSTRACT This article aims to analyze an infographic of scientific popularization in media (from now on DCM, the acronym for the Portuguese phrase divulgação científica midiática. In this infographic we analyze scientific information optimized by means of plastic (eidetic, chromatic, topological) and verbal resources. We evidence that infographics' multisemiotic configuration uses descriptive-explanatory and argumentative procedures. The target-subject may be favorable or not to the truth syncretically built by means of words and images. We can conclude that the DCM infographic: (i) performs a demonstrative-argumentative action, when presenting evidences; (ii) diffuses facts and scientific phenomena in a mediatic way; (iii) integrates actions towards formal and informal scientific literacy. <![CDATA[HALL, J.; VITANOVA, G.; MARCHENKOVA, L. (Eds.). <em>Dialogue with Bakhtin on Second and Foreign Language Learning</em>: New Perspectives [Diálogos com Bakhtin a respeito da aprendizagem de segunda língua ou de língua estrangeira: novas perspectivas]. Mahwah, New Jersey; London: Lawrence Erlbaum Associates, 2005. 241 p.]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-45732016000200207&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Este artigo objetiva analisar um infográfico de divulgação científica midiática (DCM). Analisa-se, no infográfico, a informação da ciência otimizada por meio de recursos plásticos (eidéticos, cromáticos, topológicos) e verbais. Mostra-se que a configuração multissemiótica da infografia utiliza procedimentos descritivo-explicativos e argumentativos. O sujeito-alvo pode situar-se favorável ou não à verdade construída sincreticamente mediante palavras e imagens. Pode-se concluir que o infográfico DCM: realiza ação demonstrativo-argumentativa, quando apresenta evidências; divulga midiaticamente fatos e fenômenos científicos; integra ações de letramento científico formal e informal.<hr/>ABSTRACT This article aims to analyze an infographic of scientific popularization in media (from now on DCM, the acronym for the Portuguese phrase divulgação científica midiática. In this infographic we analyze scientific information optimized by means of plastic (eidetic, chromatic, topological) and verbal resources. We evidence that infographics' multisemiotic configuration uses descriptive-explanatory and argumentative procedures. The target-subject may be favorable or not to the truth syncretically built by means of words and images. We can conclude that the DCM infographic: (i) performs a demonstrative-argumentative action, when presenting evidences; (ii) diffuses facts and scientific phenomena in a mediatic way; (iii) integrates actions towards formal and informal scientific literacy.