Scielo RSS <![CDATA[Bakhtiniana: Revista de Estudos do Discurso]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=2176-457320130002&lang=pt vol. 8 num. 2 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Análise da verbo-visualidade: contribuições para os estudos do discurso</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-45732013000200001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>Abordagem da imagem em um livro didático voltado para a alfabetização: perspectivas de letramento visual</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-45732013000200002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Em vista da grande multiplicidade de linguagens e considerando que a alfabetização é uma importante prática de letramento na constituição da criança, este artigo tem o objetivo de identificar o tipo de abordagem dado à imagem em um livro didático do 1º ano (EF), aprovado pelo PNLD (2010). O intuito é discutir em que medida a amostra analisada favorece uma leitura compreensiva e crítica do texto imagético. Para tanto, as ponderações foram realizadas por meio de uma epistemologia interpretativa, à luz da teoria dos letramentos sob uma perspectiva sociocultural, e também a partir da sintaxe da linguagem visual, que pode trazer uma contribuição positiva às análises discursivas visuais. A pesquisa indica que a imagem é proposta a partir de perspectivas socioculturais; que as atividades de leitura favorecem o letramento visual e que a condução do professor pode fazer diferença nas abordagens e leituras.<hr/>Considering the multitude of languages and the fact that beginning literacy is a key literacy practice in children's education, we aim at identifying how images are approached in a textbook used in the first grade of elementary school and accredited by Brazil's National Textbook Program (PNLD, 2010). We also seek to discuss the extent to which the analyzed sample provides a comprehensive and critical reading of visual texts. The analysis was done based on interpretive epistemology, the sociocultural approach to literacy, and visual language syntax, which can contribute positively to the analysis of visual discourse. We concluded that the image in the sample is presented from sociocultural approaches, that the reading activities foster visual literacy, and that teachers' support plays a significant role in adopting approaches to reading and in conducting reading activities per se. <![CDATA[<b>Reflexões acerca da análise dialógica dos discursos verbo-visuais: um caso de humor na política brasileira</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-45732013000200003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Neste artigo, temos como objetivo perscrutar o funcionamento da verbo-visualidade de uma perspectiva dialógica do discurso, utilizando, como material de análise, uma videomontagem humorística acerca do ator político Dilma Rousseff, durante a campanha presidencial brasileira do ano de 2010. Primeiramente, procuramos refletir acerca de alguns pressupostos teórico-metodológicos de Bakhtin e de Brait, qual seja, o de verbo-visualidade, alicerçado na concepção bakhtiniana de linguagem. Em um segundo momento, detivemo-nos na análise do texto objeto do artigo, que se pautou na seguinte indagação: como contribuem e funcionam os elementos verbais e visuais para produção e direcionamento de sentidos na videomontagem? Nossa hipótese é a de que os discursos carregados pela montagem criam uma trilha ideológica de sentido que leva os interlocutores a interpretar a então candidata como uma pessoa sem discurso, manipulável. Diante do exposto, tentaremos demonstrar a hipótese que sustentamos.<hr/>In this paper, we aim to scrutinize the functioning of the verbal-visuality under a dialogic perspective of discourse, using as material of analysis a humorous video montage about the political actor DilmaRousseff, during the Brazilian presidential campaign, in the year of 2010. Firstly, we reflect on some of Bakhtin's theoretical and methodological assumptions and also on Brait's, namely, the one of verbal-visuality, grounded on the bakhtinian conception of language. Secondly, we retain ourselves in the analysis of the text which is the object of the article, that have guided us to the following question: How have contribute and worked the verbal and visual elements for production and direction of senses in the video montage? Our hypothesis is that the discourses registered in the montage creates a sense of ideological trail that leads interlocutors to interpret the candidate as a person without discourse, manageable. Facing this question, we will try to demonstrate this hypothesis that we support. <![CDATA[<b>Olhar e ler: verbo-visualidade em perspectiva dialógica</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-45732013000200004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo dá continuidade a pesquisas a respeito da contribuição possível de Bakhtin e do Círculo para a leitura, análise e interpretação das formas de produção de sentido e efeitos de sentido de textos cuja marca principal é a constitutiva relação verbo-visual, ou seja, a articulação entre a dimensão linguística - oral ou escrita - e a imagem. Se estudos do verbal e do visual, separadamente, contam com longa e respeitável tradição em várias áreas do conhecimento e com estudos bastante expressivos e rigorosos na atualidade, também a condição verbo-visual da linguagem tem hoje um lugar privilegiado, não somente enquanto produção social, cultural e discursiva recorrente, mas, por isso mesmo, como objeto de estudos. Assim sendo, o objetivo aqui é focalizar alguns textos de diferentes gêneros, advindos de diferentes esferas, nos quais a articulação verbo-visual, tecida na instância de produção, funciona, deliberadamente, como projeto de construção de sentidos, de efeitos de sentido, quer lógicos, ideológicos, emocionais, estéticos ou de outra natureza, entretecidos por um diálogo face a face em que alteridades, ao se defrontarem, convocam memórias de sujeitos e de objetos, promovendo novas identidades.<hr/>This article contributes to the ongoing research on Bakhtin and the Circle's possible contribution to the reading, the analysis and the interpretation of different modes of meaning production and meaning effect from texts whose main mark is the constitutive verbal-visual relation, that is, the articulation between the linguistic dimension - whether oral or written - and the image. If separate studies on the verbal dimension or the visual dimension have a long and respectful tradition in several knowledge areas, currently presenting expressive and rigorous studies, the verbal-visual language condition also stands in a place of privilege today as a recurrent social, cultural and discursive production and, thus, as a study object per se. Therefore, this article aims to focus on some texts from different genres, stemming from different spheres, in which the verbal-visual articulation, woven in the instance of production, deliberately works as a project of meaning production and meaning effect, be it logical, ideological, emotional or otherwise, interwoven by a face-to-face dialogue in which confronted otherness summons for subject and object memories, promoting new identities. <![CDATA[<b>O discurso verbo-visual na língua brasileira de sinais - Libras</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-45732013000200005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo tem como objetivo ampliar as discussões sobre enunciados verbo-visuais, refletindo pressupostos teóricos do Círculo de Bakhtin que podem reforçar a argumentação de que, em enunciados de línguas de modalidade gestual visual, transparecem valores plástico-picturais e espaciais dos signos através também das Marcas não Manuais (MNMs). Está sendo ressaltada a diferença entre as expressões afetivas, comunicações paralinguísticas complementares em um enunciado, e as marcas verbo-visuais gramaticais, que são linguísticas por fazerem parte da arquitetura dos níveis fonológico, morfológico, sintático-semântico e discursivo em uma determinada língua. Essas marcas serão descritas a partir da Língua Brasileira de Sinais - Libras, incluindo a Translinguística como área de conhecimento que analisaria o discurso com relação a essas marcas verbo-visuais utilizadas pelos sujeitos na enunciação.<hr/>This article aims to broaden the discussion on verbal-visual utterances, reflecting upon theoretical assumptions of the Bakhtin Circle that can reinforce the argument that the utterances of a language that employs a visual-gestural modality convey plastic-pictorial and spatial values of signs also through non-manual markers (NMMs). This research highlights the difference between affective expressions, which are paralinguistic communications that may complement an utterance, and verbal-visual grammatical markers, which are linguistic because they are part of the architecture of phonological, morphological, syntactic-semantic and discursive levels in a particular language. These markers will be described, taking the Brazilian Sign Language-Libras as a starting point, thereby including this language in discussions of verbal-visual discourse when investigating the need to do research on this discourse also in the linguistic analyses of oral-auditory modality languages, including Transliguistics as an area of knowledge that analyzes discourse, focusing upon the verbal-visual markers used by the subjects in their utterance acts. <![CDATA[<b>A verbo-visualidade a serviço da patemização em livros ilustrados</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-45732013000200006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este trabalho, pautado prioritariamente na Teoria Semiolinguística de Análise do Discurso, pretende problematizar aspectos da semiose verbo-visual de livros ilustrados no que concerne ao processo da patemização, i.e., ao desencadeamento de emoções a partir da encenação descritiva. Pressupõe-se que a patemização, de caráter intencional, é acionada na interação texto-leitor em função de um planejamento discursivo manifesto em representações (verbais e visuais) dotadas de uma valoração cultural propensa à emoção reativa. A complementaridade observada entre palavra e imagem nos livros ilustrados analisados não só permite uma maior densidade significativa, mas também a exacerbação de qualidades e categorias nem sempre "significáveis". A simbolização por via analógica atualizada nas imagens (visuais ou metafóricas), ou na superposição de ambas, complexifica a significação, possibilitando-lhe não só efeitos de sentido, mas também efeitos sentidos, suscitados pelos saberes de conhecimento e de crença nos quais se fundam as representações, sejam elas configuradas verbal ou visualmente.<hr/>This work, mostly based on the Semiolinguistic Theory of Discourse Analysis, intends to discuss aspects of the verbal-visual semiosis in illustrated books regarding the process of pathemization, that is, the triggering of emotions from descriptive staging. It is assumed that pathemization, of an intentional nature, is activated in the text-reader interaction due to a manifested discursive planning in (verbal and visual) representations endowed with cultural valuation prone to reactive emotions. The observed complementarity between word and image in the analyzed illustrated books allows for not only a higher density of meaning, but also for the enhancement of qualities and categories that are not always "signifiable." The symbolization by analogy updated in the images (visual or metaphorical), or in the superposition of both, complexifies signification, allowing not only for effects of meaning, but also for felt effects, stemming from knowledge and beliefs on which representations are founded, whether verbally or visually configured. <![CDATA[<b>Protocolos teatrais verbo-visuais: produção de sentidos para a prática teatral universitária</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-45732013000200007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este texto, resultante de uma pesquisa de pós-doutorado, apresenta reflexões sobre a produção de sentidos para as aulas de teatro no ensino superior, a partir de protocolos de aula produzidos por acadêmicos discentes, e realizados sob a condição da verbo-visualidade. A partir da Análise Dialógica do Discurso, pautada nas contribuições teóricas de Bakhtin e o Círculo, é possível olhar para os discursos verbo-visuais dos alunos sobre suas aulas práticas, dialogando com os diferentes sentidos para os quais apontam.<hr/>This text, which is the result of a postdoctoral research, presents reflections on meaning production from theater classes in higher education, stemming from classroom protocols which were produced by undergraduate students and carried out under a verbal-visuality condition. From the Dialogical Discourse Analysis perspective, based on Bakhtin and the Circle's theoretical contributions, it is possible to look at the students' verbal-visual discourse about their practical classes, establishing a dialogue with the different meanings to which they have pointed. <![CDATA[<b>Linguagem verbal e não verbal na malha discursiva</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-45732013000200008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo tem em mira explorar os efeitos do sentido decorrentes da intermediação entre linguagem verbal e não verbal no processo de constituição do texto/discurso. Baseia-se a pesquisa na seguinte indagação: "A combinação palavra e imagem é complementar na conformação do texto?" "Existe autonomia da imagem?" A investigação conclui ser a associação entre as duas linguagens o meio mais eficaz para interpretação dos sentidos transmitidos pelo texto/discurso.<hr/>This article aims to examine meaning effects resulting from the intermediation between verbal and nonverbal language in the constitution of text/discourse. The guiding questions of this research are: Do words and images complement each other in texts? Are images autonomous? It is possible to conclude that the association between verbal and iconic codes is the most efficient way to interpret messages correctly and comprehensively. <![CDATA[<b>Concepção sistêmica do mundo: vieses do círculo intelectual bakhtiniano e da escola semiótica da cultura</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-45732013000200009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Como concepções teóricas que se organizam para promover um entendimento dos sistemas de signos da cultura podem ser perspectivadas pelo diálogo que respeita controvérsias? Esta é a questão de fundo orientadora do ensaio que examina vieses do dialogismo em confronto com premissas da semiótica da cultura. Sem relativizar a crítica que sustenta a inferioridade do método semiótico, procura-se examinar como, no campo conceitual, os pontos de vista apenas tangenciam a latitude da linguagem como problema semiótico da cultura a partir de uma concepção sistêmica.<hr/>How can theoretical concepts which are organized to promote the understanding of sign systems of culture be envisaged by the dialogue which acknowledges controversies? This is the background question guiding this essay, which examines the views of dialogism as it confronts assumptions from the semiotics of culture. Without relativizing the criticism that supports the inferiority of the semiotic method, we seek to examine how, at the conceptual level, the viewpoints only touch the latitude of language as a semiotic problem of culture from a systemic conception. <![CDATA[<b>A análise do discurso diante de estranhos espelhos: visualidade e (inter)discursividade na pintura</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-45732013000200010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo intenciona compreender a dimensão discursiva das pinturas por meio da análise do discurso ancorada em Michel Foucault. Recorta-se a figura do espelho em pinturas canônicas com vistas a observar seu funcionamento discursivo enquanto elemento do enunciado artístico visual. Apresenta três partes: a primeira, que determina o lugar ocupado pelo discurso estético nos trabalhos de Michel Pêcheux e de Michel Foucault; a segunda, que se concentra na análise de três pinturas europeias, a saber, As meninas, de Velásquez; Um bar em Folies-Bergère, de Manet; e As ligações perigosas, de Magritte; e a terceira parte, que discute a intersecção entre visualidade e interdiscursividade a partir (a) das reflexões de M. Foucault acerca do discurso estético e (b) da figura do espelho presente nessas pinturas.<hr/>This paper aims to understand the discursive dimension of some paintings through Michel Foucault'sdiscourse analysis approach. The image of the mirror in several canonical paintings was selected, intending to observe its discursive operation as an element of the visual artistic utterance. Basically, this text has three parts: firstly, it determines the place occupied by the aesthetic discourse in Michel Pêcheux's and Michel Foucault's works; secondly, it focuses on the analysis of three European paintings, namely The Maids of Honour by Velásquez, A Bar at the Folies-Bergère by Manet, and Dangerous Liaisons by Magritte; thirdly, it discusses the intersection between visuality and interdiscursivity based on a) the contributions of M. Foucault's works on aesthetic discourse and b) the image of the mirror found in those paintings. <![CDATA[<b>Intertextualidade verbo-visual: como os textos multissemióticos dialogam?</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-45732013000200011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O objetivo deste trabalho é compreender como os textos multissemióticos dialogam entre si para produzir sentidos, observando-se as complexas relações intertextuais instauradas entre gêneros dos diversos campos artísticos e/ou audiovisuais. Para tanto, apresento inicialmente uma breve revisão bibliográfica sobre a intertextualidade, discutindo criticamente como os principais estudiosos abordam esse tema. Em seguida, defendo que é necessário entendermos a intertextualidade de forma integral e não-discretizada através de um continuum tipológico das relações entre textos verbo-visuais. Assim, desenvolvo um modelo de compreensão desse fenômeno por meio de um gráfico em que dois contínuos se entrecruzam: a representação da intertextualidade por meio da forma (Implicitude/Explicitude) e da função (Aproximação/Distanciamento da voz citada) assumidas em situações comunicativas. Para testar o modelo, foram selecionados quatro videoclipes da cantora norte-americana Madonna, tendo por fim constatarmos de que modo os textos videoclípticos se apoiam em outros textos para construção de seus discursos e das identidades evocadas.<hr/>The objective of this work is to understand how multisemiotic texts interact with each other to produce meanings, observing the complex intertextual relations among genres from various artistic and/or audiovisual fields. Therefore, I initially present a brief review of the literature on intertextuality, critically discussing how leading scholars address this issue. Then I argue that it is necessary to understand intertextuality in an integral and non-discretized way through a typological continuum of relationships between verbal-visual texts. Thus, I develop a model for understanding this phenomenon by means of a graph in which two continua intertwine: the representation of intertextuality through form (Implicitness/ Explicitness) and function (Approach/ Distance of the quoted voice) assumed in communicative situations. To test the model, four music video clips of American singer Madonna were selected so we can verify how music video texts rely on other texts to build their discourses and evoked identities. <![CDATA[<b>Verbo-visualidade no gênero jornalístico televisivo: leituras para a construção de estratégias de interpretação da língua de sinais</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-45732013000200012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Neste artigo, apresentamos uma análise das marcas verbo-visuais constitutivas do gênero jornalístico televisivo e suas contribuições para a prática de interpretação da libras (língua brasileira de sinais) nesse gênero. A partir da análise da composição verbo-visual das produções telejornalísticas "Jornal Hoje", "Jornal Nacional" e da revista eletrônica televisiva "Fantástico", todas exibidas pela Rede Globo de Televisão, será discutido como o tradutor intérprete de libras/português (TILSP) pode, em seu ato enunciativo-discursivo de mediação entre sujeitos falantes e não falantes da língua de sinais, construir um discurso de natureza verbo-visual coerente com o pressuposto fundante da televisão: a relação entre texto (independente da sua dimensão material verbal) e imagem.<hr/>This article presents an analysis of the verbal visual marks constitutive of the journalistic television genre and their contributions to the practice of Brazilian Sign Language (Língua Brasileira de Sinais - Libras) interpretation in this genre. From the analysis of the verbal visual composition of the journalistic productions "Jornal Hoje," "Jornal Nacional," and the television electronic magazine "Fantástico," all on Rede Globo de Televisão, we will discuss the various manners the Portuguese/Libras sign language interpreter and translator within his/her enunciative discursive act can build a verbal visual discourse coherent with the founding presupposition of television: the relationship between text (regardless of its verbal material dimension) and image. <![CDATA[<b>A arquitetônica de <i>Luna Clara e Apolo Onze</i>: uma reflexão metalinguística </b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-45732013000200013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo propõe uma reflexão metalinguística acerca do percurso metodológico de que resultou a pesquisa de mestrado intitulada Luna Clara e Apolo Onze: uma organização criativa de vozes, que descreve a arquitetônica autoral da obra. Mais especificamente, pretende-se mostrar como, a partir dos princípios da análise dialógica do discurso, e de um exame preliminar do corpus - o livro de Adriana Falcão, Luna Clara e Apolo Onze, a pesquisadora desenvolveu uma maneira específica de descrever a arquitetônica deste que é um texto verbal que integra recursos visuais. Pretende ainda refletir acerca de como, no âmbito da concepção dialógica, se pode construir um objeto de estudo, e uma maneira de estudá-lo, partindo da observação de um fenômeno como um livro e de seu exame mediante conceitos compatíveis com esse objeto, em vez de aplicar categorias prontas.<hr/>This paper proposes a metalinguistic reflection about the methodological process from which resulted a master's degree thesis entitled Luna Clara e Apolo Onze: a creative organization of voices. More specifically, it intends to show how, from the foundations of dialogical discourse analysis, and from a preliminary examination of the corpus, the book of Adriana Falcão entitled Luna Clara e Apolo Onze, the author of the research developed a specific way of describing the authorial architectonics of a verbal work which integrates visual resources. It intends still to consider how, in the context of the dialogic conception of language, one can propose an object of study, and a specific way of studying it by considering a phenomenon such as a book and examining it by means of concepts compatible with this object, instead of applying ready-made categories. <![CDATA[<b>Texto ou discurso?</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-45732013000200014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo propõe uma reflexão metalinguística acerca do percurso metodológico de que resultou a pesquisa de mestrado intitulada Luna Clara e Apolo Onze: uma organização criativa de vozes, que descreve a arquitetônica autoral da obra. Mais especificamente, pretende-se mostrar como, a partir dos princípios da análise dialógica do discurso, e de um exame preliminar do corpus - o livro de Adriana Falcão, Luna Clara e Apolo Onze, a pesquisadora desenvolveu uma maneira específica de descrever a arquitetônica deste que é um texto verbal que integra recursos visuais. Pretende ainda refletir acerca de como, no âmbito da concepção dialógica, se pode construir um objeto de estudo, e uma maneira de estudá-lo, partindo da observação de um fenômeno como um livro e de seu exame mediante conceitos compatíveis com esse objeto, em vez de aplicar categorias prontas.<hr/>This paper proposes a metalinguistic reflection about the methodological process from which resulted a master's degree thesis entitled Luna Clara e Apolo Onze: a creative organization of voices. More specifically, it intends to show how, from the foundations of dialogical discourse analysis, and from a preliminary examination of the corpus, the book of Adriana Falcão entitled Luna Clara e Apolo Onze, the author of the research developed a specific way of describing the authorial architectonics of a verbal work which integrates visual resources. It intends still to consider how, in the context of the dialogic conception of language, one can propose an object of study, and a specific way of studying it by considering a phenomenon such as a book and examining it by means of concepts compatible with this object, instead of applying ready-made categories. <![CDATA[<b><i>Petit traité de la bêtise contemporaine</i></b>: suivi de comment (re)devenir inteligente]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-45732013000200015&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo propõe uma reflexão metalinguística acerca do percurso metodológico de que resultou a pesquisa de mestrado intitulada Luna Clara e Apolo Onze: uma organização criativa de vozes, que descreve a arquitetônica autoral da obra. Mais especificamente, pretende-se mostrar como, a partir dos princípios da análise dialógica do discurso, e de um exame preliminar do corpus - o livro de Adriana Falcão, Luna Clara e Apolo Onze, a pesquisadora desenvolveu uma maneira específica de descrever a arquitetônica deste que é um texto verbal que integra recursos visuais. Pretende ainda refletir acerca de como, no âmbito da concepção dialógica, se pode construir um objeto de estudo, e uma maneira de estudá-lo, partindo da observação de um fenômeno como um livro e de seu exame mediante conceitos compatíveis com esse objeto, em vez de aplicar categorias prontas.<hr/>This paper proposes a metalinguistic reflection about the methodological process from which resulted a master's degree thesis entitled Luna Clara e Apolo Onze: a creative organization of voices. More specifically, it intends to show how, from the foundations of dialogical discourse analysis, and from a preliminary examination of the corpus, the book of Adriana Falcão entitled Luna Clara e Apolo Onze, the author of the research developed a specific way of describing the authorial architectonics of a verbal work which integrates visual resources. It intends still to consider how, in the context of the dialogic conception of language, one can propose an object of study, and a specific way of studying it by considering a phenomenon such as a book and examining it by means of concepts compatible with this object, instead of applying ready-made categories.