Scielo RSS <![CDATA[Jornal da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=2179-649120120004&lang=en vol. 24 num. 4 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Editorial</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000400001&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<b>Editorial</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000400002&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<b>Teleaudiology</b>: <b>evaluation of teleconsultation efficacy for hearing aid fitting</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000400003&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Avaliar a eficácia da teleconsulta para a programação, verificação e adaptação do aparelho de amplificação sonora individual (AASI). MÉTODOS: Cinquenta participantes com deficiência auditiva (idades entre 39 e 88 anos), com média dos limiares audiométricos entre 30 e 68,75 dBNA, foram alocados em dois grupos (randomização estratificada), controle (n=25) e experimental (n=25), submetidos respectivamente à consulta face a face e teleconsulta síncrona com video interativo e controle remoto de aplicativos. Foram realizadas a programação e verificação do AASI (medidas com microfone sonda) e orientação dos participantes quanto ao uso e cuidados com o dispositivo. O tempo para os procedimentos foi cronometrado. Após as consultas um avaliador, cego quanto aos grupos, aplicou o teste de percepção da fala Hearing in Noise Test (HINT) Brasil. Aproximadamente um mês após as consultas, foi verificado o tempo diário de uso do AASI e administrado o questionário International Outcome Inventory for Hearing Aids (IOI-HA). RESULTADOS: Maior tempo para a programação e verificação e menor tempo para orientação foi observado para o grupo experimental. Não houve diferença entre grupos no tempo total do atendimento. A equiparação das medidas com microfone sonda aos respectivos targets de amplificação foi similar para os dois grupos. Não houve diferença entre os grupos quanto aos resultados do HINT-Brasil (silêncio e ruído), o tempo médio de uso diário do AASI e resultados do IOI-HA. CONCLUSÃO: A teleconsulta é um procedimento eficaz para a programação, verificação do AASI e orientação de usuários quando serviços face a face não estiverem disponíveis.<hr/>PURPOSE: To evaluate teleconsultation's efficacy for hearing aid fitting. METHODS: Fifty hearing impaired individuals with ages ranging from 39 to 88 years and mean audiometric thresholds between 30 and 68.75 dBHL participated in this study. Participants were divided into two groups (stratified randomization): control group (n=25), submitted to face-to-face procedures, and experimental group (n=25), submitted to synchronous teleconsultation with interactive video and remote applicative control. The hearing aids were programmed and verified (with microphone probe), and the subjects received instructions regarding use and care for the device. Time taken for the procedures was measured. Following the consultations, an evaluator (blind to the groups) applied the Hearing in Noise Test (HINT-Brazil). Approximately one month after consultations, the daily time of hearing aid use was verified, and the International Outcome Inventory for Hearing Aids (IOI-HA) was administered. RESULTS: A greater time for programming and verification and a smaller time for orientation were observed for the experimental group. No difference was found between groups for the total consultation time. The real ear measures' matching to their respective targets was similar for both groups. No difference was observed between groups for the HINT results (silence and noise), the daily amount of use of hearing aids in hours, and the IOI-HA scores. CONCLUSION: Teleconsultation is an efficient procedure for hearing aid programming, verification and fitting when face-to-face services are not available. <![CDATA[<b>The influence of cognitive aspects and auditory processes on the hearing aid acclimatization in the elderly</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000400004&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Verificar os processos de reconhecimento de fala em tarefa monoaural e de escuta dicótica em tarefa de integração binaural, e compará-los com o processamento cognitivo em idosos antes e após o uso de próteses auditivas. MÉTODOS: Participaram 60 idosos, de ambos os gêneros, com faixa etária entre 61 e 85 anos. Os aspectos cognitivos foram avaliados por meio do Mini-Exame do Estado Mental (MEEM) e Escala de Avaliação da Doença de Alzheimer (ADAS-Cog). Para avaliar o reconhecimento de fala em tarefa monoaural e a escuta dicótica em tarefa de integração binaural, foi utilizado o Índice Percentual de Reconhecimento de Fala (IPRF) e o Teste Dicótico de Dígitos (TDD), antes e após o uso da prótese auditiva. Os dados foram apresentados por meio da estatística descritiva e comparados por meio de testes não paramétricos. RESULTADOS: O reconhecimento de fala no IPRF foi baixo (média de 69,6%), e o TDD apresentou melhor reconhecimento de dígitos à orelha direita (média 74,1%) do que à orelha esquerda (média 61,1%). Nos testes de reconhecimento de fala, houve diferença entre as médias da primeira avaliação e da reavaliação após o uso das próteses auditivas. Não houve associação do IPRF com os aspectos cognitivos. Ocorreu associação do TDD com os dois testes cognitivos, especialmente à orelha esquerda. CONCLUSÃO: Todos os indivíduos estavam aclimatizados, pois houve melhora do reconhecimento de fala após o uso das próteses auditivas. Os indivíduos com alteração cognitiva apresentam pior desempenho no processo de reconhecimento da fala em escuta dicótica.<hr/>PURPOSE: To verify the speech recognition processes in a monoaural task and in a binaural integration task with dichotic listening, and to compare them to the cognitive processing in elderly subjects pre and post hearing aid acclimatization. METHODS: Participants were 60 elderly subjects of both genders, ranging in age from 61 to 85 years. They were evaluated for cognitive aspects by means of the Mini-Mental State Examination (MMSE) and the Alzheimer's Disease Assessment Scale (ADAS-Cog). To evaluate speech processes in a monoaural task and in a binaural integration task with dichotic listening, the Percentage Index of Speech Recognition Test (PISR) and the Dichotic Digits Test (DDT) were completed before and after using the hearing aid. Data was descriptively presented and compared with non-parametric tests. RESULTS: Speech recognition at the PISR was low (mean 69.6%) and the DDT presented better digit recognition on the right ear (mean 74.1%) than on the left ear (mean 61.1%). The sample presented improved performance on speech tests after the use of hearing aids, with relevant difference between the means of the first and the second evaluations. The PISR was not correlated with cognitive aspects. The DDT was associated with both cognitive tests, especially for the left ear. CONCLUSION: All subjects were acclimatized, because there was improvement in speech recognition following the use of hearing aids. Subjects with cognitive problems present poorer performance in speech recognition processes with dichotic listening. <![CDATA[<b>Satisfaction of elderly individuals with hearing aids in the first six months of use</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000400005&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Analisar a satisfação do idoso usuário de amplificação após um, três e seis meses de uso do Aparelho de Amplificação Sonora Individual (AASI). MÉTODOS: Estudo longitudinal com 22 idosos que iniciaram o processo de seleção e adaptação de AASI em um serviço de alta complexidade. A pesquisa foi realizada no dia da adaptação dos AASI e nos retornos de um, três e seis meses do paciente à instituição e constou na aplicação do questionário Satisfaction With Amplification in Daily Life (SADL). Para avaliar a consistência dos itens que compõem os efeitos positivos do questionário SADL após um, três e seis meses de uso do AASI foi calculado o coeficiente alfa de Cronbach. RESULTADOS: Houve melhora no escore do SADL quando comparados os momentos de entrega e após seis meses de uso de amplificação. O coeficiente alfa de Cronbach foi calculado excluindo as questões nove e dez simultaneamente. Os valores do coeficiente observados nesta situação foram: 0,73 após um mês de uso, 0,69 após três meses de uso e 0,81 após seis meses de uso. As questões 9 (Você se sente mais confiante quando usa os aparelhos auditivos?) e 10 (Os sons que você ouve com seus aparelhos auditivos são normais?) geraram inconsistência nas avaliações com um e três meses de uso da amplificação. CONCLUSÃO: Os resultados obtidos no SADL indicam grau de satisfação elevado. As médias dos efeitos positivos, efeitos negativos e escore global do SADL são diferentes após um, três e seis meses de uso de AASI.<hr/>PURPOSE: To analyze the hearing aid satisfaction after one, three and six months of use. METHODS: Longitudinal study with 22 elderly individuals who participated in a selection and adaptation process for sound amplification devices in a high complexity health service. The study was carried out at the institution on the day of hearing aid fitting and on the follow-up appointments after one, three and six months of fitting. The data is part of the application of the Satisfaction with Amplification in Daily Life (SADL) questionnaire. In order to assess the consistency of the items composing the positive effects category of the SADL survey after one, three and six months of hearing aid use, the Cronbach's coefficient alpha was used. RESULTS: There were improvements to the SADL scores in the period between the first use of the hearing aid and the following six months. Cronbach's coefficient alpha was calculated excluding questions 9 and 10, simultaneously. The coefficient values were 0.75 after a month, 0.69 after three months, and 0.81 after six months. Questions 9 (Do you feel more confident when you use hearing aids?) and 10 (The sounds that you hear with your hearing aids are normal?) created inconsistency in the assessment after one and three months of amplification use. CONCLUSION: The results obtained with the SADL indicate a high level of satisfaction. The averages for positive effects, negative effects, and global score were different after one, three and six months of hearing aid use. <![CDATA[<b>Hearing thresholds in children exposed to mercury in the prenatal period</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000400006&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Avaliar os limiares auditivos de crianças com histórico de exposição ao mercúrio durante o período pré-natal. MÉTODOS: Foram avaliadas 90 crianças com idades entre 8 e 10 anos, de ambos os gêneros, categorizadas em dois grupos de acordo com os níveis de exposição pré-natal ao mercúrio. O grupo de estudo foi composto por 57 crianças que apresentaram níveis de mercúrio no cordão umbilical iguais ou superiores a 8 µg/L, e o grupo de comparação por 33 crianças que apresentaram níveis de mercúrio no cordão umbilical inferiores a 8µg/L. Os procedimentos incluíram um questionário, audiometria tonal liminar, pesquisa do limiar de recepção de fala e análise das doses de mercúrio no cordão umbilical coletadas ao nascimento. RESULTADOS: O grupo de estudo apresentou mediana de mercúrio no cordão umbilical de 14,63 µg/L, e mediana dos limiares tonais das frequências de 500 Hz, 1 kHz e 2 kHz de 10 dB em ambas orelhas. O grupo de comparação apresentou mediana de mercúrio no cordão umbilical de 4,88 µg/L, e mediana dos limiares tonais das frequências de 500 Hz, 1 kHz e 2 kHz de 10 dB em ambas orelhas. Quando comparados os limiares auditivos, tanto pela média tritonal quanto para cada frequência isoladamente, não foram observadas diferenças significativas entre os grupos. CONCLUSÃO: As crianças apresentaram limiares auditivos dentro dos padrões de normalidade e não foi observada diferença significativa entre os limiares auditivos das crianças expostas e não-expostas ao mercúrio no período pré-natal.<hr/>PURPOSE: To evaluate hearing thresholds in children with a history of exposure to mercury during the prenatal period. METHODS: Participants were 90 children of both genders with ages from 8 to 10 years, divided into two groups according to prenatal mercury exposure levels. The study group was composed by 57 children who had mercury levels in the umbilical cord equal or above 8 µg/L, and the comparison group comprised 33 children who had mercury levels in the umbilical cord below 8 µg/L. Investigation procedures included the application of a questionnaire, pure-tone audiometry, speech reception threshold, and mercury level analysis in cord blood collected at birth. RESULTS: The study group showed a median mercury level in the umbilical cord of 14.63 µg/L, and the median threshold for 500 Hz, 1 kHz and 2 kHz in pure-tone audiometry was 10 dB for both ears. The comparison group had a median cord blood mercury level of 4.88 µg/L, and the median threshold for 500 Hz, 1 kHz and 2 kHz in pure-tone audiometry was 10 dB for both ears. When the hearing thresholds were compared, both by the tritonal mean and by each frequency separately, there were no significant differences between groups. CONCLUSION: The children had hearing thresholds within normal limits and there was no significant difference between the hearing thresholds of children exposed and not exposed prenatally to mercury. <![CDATA[<b>Association between phenotype, performance with hearing aids, and genotype of childhood hearing loss in children with and without genetic alteration</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000400007&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Estabelecer a frequência de mutações genéticas relacionadas à deficiência auditiva neurossensorial (DANS); verificar se há associação entre grau da DANS e presença de alteração genética e verificar se os Níveis Mínimos de Resposta (NMR) com próteses auditivas variam em função da alteração genética. MÉTODOS: Foram avaliadas 30 crianças, com idades entre 8 e 111 meses, usuárias de próteses auditivas. Os procedimentos de avaliação utilizados foram: audiometria tonal e resposta auditiva de estado estável (RAEE) em campo livre, com e sem as próteses auditivas e estudo genético da DANS. RESULTADOS: Foram diagnosticadas três mutações genéticas: 35delG, A1555G e A827G, sendo que as crianças com tais mutações apresentaram maior grau de DANS. Não houve diferença entre os padrões genéticos em relação ao grau de DANS, com exceção dos pacientes com mutação mitocondrial A827G, pois todos com essa mutação eram portadores de DANS de grau profundo. A diferença entre os NMR obtidos sem e com o uso da amplificação, considerando a presença de mutação e grau de DANS, foi maior nas crianças portadoras de DANS de grau moderado sem alteração genética, tanto na avaliação comportamental quanto na eletrofisiológica. CONCLUSÃO: As mutações genéticas foram encontradas em 36,7% da amostra, o que justifica a importância do rastreamento genético no processo de habilitação auditiva. Crianças com mutações genéticas apresentam o maior grau de DANS. Os diferentes padrões de mutações não determinam diretamente o grau da DANS. Os melhores limiares com o uso da amplificação foram encontrados nas crianças com DANS moderada, sem alteração genética.<hr/>PURPOSE: To establish the frequency of genetic mutations related to sensorineural hearing loss (SNHL); to verify if there is association between the degree of SNHL and the presence of genetic alteration; and to verify if the Minimal Response Levels (MRL) with hearing aids vary according to the genetic alteration. METHODS: Thirty hearing aids users with ages between 8 and 111 months were evaluated. The evaluation procedures used were: pure-tone audiometry; the auditory steady state response (ASSR) on sound field, with and without hearing aids; and genetic study of the hearing loss. RESULTS: Three genetic mutations were diagnosed: 35delG, A1555G and A827G, and the children with these mutations showed higher degree of SNHL. There was no difference between the genetic patterns regarding the degree of SNHL, except for patients with A827G mitochondrial mutation, because all subjects with this mutation had profound SNHL. The difference between the MRL obtained with and without amplification, considering the presence of mutation and the degree of SNHL, was higher in children with moderate SNHL without genetic alterations, both in behavioral and electrophysiological evaluations. CONCLUSION: Genetic mutations were found in 36.7% of the sample, justifying the importance of genetic tracking in the hearing habilitation process. Children with genetic mutations showed higher degrees of hearing loss. The different mutation patterns do not directly determine the degree of hearing loss. The best thresholds with amplification were found in children with moderate hearing loss without genetic alterations. <![CDATA[<b>Determinants of communication skills development in children with hearing impairment</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000400008&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Estabelecer relações entre a idade de início de utilização de aparelhos de amplificação sonora individual (AASI); audição funcional, habilidades comunicativas, envolvimento familiar e as expectativas da família em relação ao desenvolvimento de linguagem em criança com deficiência auditiva diagnosticadas nos três primeiros anos de vida. MÉTODOS: Foram avaliados 35 bebês com diagnóstico de deficiência auditiva de grau moderado a profundo, ao longo de 24 meses, em acompanhamento no Centro Audição na Criança/Derdic (CeAC). Foram realizadas avaliações semestrais incluindo: VRA - Audiometria de reforço visual (com e sem amplificação); IT-MAIS; MUSS; e satisfação da família com o desenvolvimento das crianças. RESULTADOS: foi realizada análise de agrupamentos entre os sujeitos. O uso consistente do AASI foi a única variável com forte relação com habilidades auditivas e de linguagem entre os grupos. Em comum, os sujeitos com os pais não satisfeitos possuem filhos que apresentam deficiência auditiva de grau profundo e capacidade auditiva limitada mesmo com o uso do AASI, consequentemente também as habilidades auditivas e produção de fala em padrões rebaixados. CONCLUSÃO: O acompanhamento dos recursos de datalogging pode nortear o conhecimento do fonoaudiólogo servindo de estratégia. O envolvimento familiar, a qualidade da participação dos pais no programa de intervenção assim como as expectativas em relação ao futuro são aspectos importantes a serem considerados nesses achados que podem contribuir para terapeutas e pesquisadores na avaliação da efetividade de propostas de intervenção para bebês com deficiência auditiva.<hr/>PURPOSE: To establish relationships between age at onset of individual hearing aid use, functional hearing, communication skills, family involvement and family expectations regarding language development of children diagnosed with hearing loss during the first three years of life. METHODS: Thirty-five babies diagnosed with moderate to severe hearing loss who were receiving treatment at the Children's Hearing Center/Derdic (CeAC) were evaluated during a period of 24 months. Assessments were carried out every six months and included: VRA - Visual reinforcement audiometry (with and without amplification); IT-MAIS; MUSS; and satisfaction of family regarding child development. RESULTS: Cluster analysis was performed among the subjects. Consistent use of hearing aids was the only variable that exhibited a strong relationship with hearing and language skills. Children whose parents were not satisfied exhibited severe hearing loss and limited auditory capacity even with the use of hearing aid, and, consequently, poor auditory skills and speech production. CONCLUSION: Datalogging monitoring can guide the knowledge of speech-language pathologists and audiologists and it can also be used on strategic planning. Family involvement, quality of parental participation in the intervention program as well as expectations about the future are also important aspects to consider as these can aid therapists and researchers on the assessment of deaf babies intervention effectiveness. <![CDATA[<b>Reading comprehension of deaf students in regular education</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000400009&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Avaliar e comparar a compreensão de leitura de alunos deficientes auditivos inclusos nas classes regulares de escolas públicas com e sem apoio pedagógico especializado. MÉTODOS: Trata-se de estudo observacional analítico com 35 alunos com perda auditiva neurossensorial, com e sem apoio pedagógico (Sala Apoio e Acompanhamento à Inclusão - SAAI). Todos foram submetidos ao Teste de Competência de Leitura de Palavras (TCLP), Teste de Nomeação de Figuras por Escolha de Palavras (TFN) e Teste de Competência de Leitura de Sentenças (TCLS). RESULTADOS: Nos testes relativos à compreensão de palavras (TCLP e TFN), os resultados estatísticos não apontaram diferença no desempenho dos alunos deficientes auditivos que frequentam e não frequentam apoio. Em relação à compreensão de leitura de sentenças, a aplicação do TCLS também não mostrou diferença entre os grupos de alunos deficientes auditivos. Houve correlação significativa entre idade e série, indicando que quanto mais velho e maior o nível de escolaridade do aluno melhor será seu desempenho na leitura de sentenças. Os resultados apontam que alunos deficientes auditivos, independentemente da frequência ao apoio (SAAI), leem melhor palavras do que sentenças. CONCLUSÃO: Não há diferença na compreensão de leitura entre os alunos deficientes auditivos que recebem e não recebem acompanhamento pedagógico especializado.<hr/>PURPOSE: To evaluate and compare the reading comprehension of deaf students included in regular classrooms of public schools with and without specialized educational support. METHODS: Observational analytic study with 35 students with sensorineural hearing loss, with and without educational support. All subjects were assessed with the Word Reading Competence Test (WRCT), the Picture-Print Matching Test by Choice (PPMT-C), and the Sentence Reading Comprehension Test (SRCT). RESULTS: In the tests regarding comprehension of words (WRCT and PPMT-C), the results showed no difference in the performance of deaf students who attend and do not attend educational support. Regarding reading comprehension of sentences, the application of the SRCT also did not show differences between the groups of deaf students. A significant correlation was found between age and grade, indicating that the older the students and the higher their educational level, the better their performance in reading sentences. The results indicate that deaf students, regardless of attending educational support, read words better than sentences. CONCLUSION: There is no difference in reading comprehension between deaf students who receive and do not receive specialized pedagogical monitoring. <![CDATA[<b>Children's auditory-perceptual performance in identifying phonological contrasts among stops</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000400010&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Investigar o desempenho perceptivo-auditivo de crianças no tocante à identificação de contrastes entre as oclusivas; identificar quais fonemas e contrastes oclusivos apresentam maior ou menor grau de dificuldade de identificação; e verificar se a idade influencia a acurácia perceptivo-auditiva. MÉTODOS: Foram selecionadas, de um banco de dados, informações referentes ao desempenho perceptivo-auditivo de 59 crianças (30 do gênero masculino e 29 do gênero feminino) em uma tarefa de identificação da classe das consoantes oclusivas do Português Brasileiro. A tarefa consistiu na apresentação do estímulo acústico, por meio de fones de ouvido, e na escolha da gravura correspondente à palavra apresentada, dentre duas possibilidades de gravuras dispostas na tela do computador. O tempo de apresentação do estímulo e o tempo de reação das crianças foram computados automaticamente pelo software PERCEVAL. RESULTADOS: Observou-se uma acurácia perceptivo-auditiva de 85% e uma correlação positiva com a idade. O tempo de resposta dos erros foi superior ao tempo de resposta dos acertos. De acordo com a matriz de confusão, houve contrastes de maior e menor dificuldade: pistas que marcam o vozeamento são mais robustas do que as pistas que marcam o ponto de articulação. Considerando apenas o ponto de articulação das consoantes oclusivas, observou-se uma assimetria perceptivo-auditiva, em que a distância fonética desempenha um papel fundamental na saliência perceptivo-auditiva. CONCLUSÃO: A habilidade perceptivo-auditiva no tocante à identificação de contrastes oclusivos ainda não está estabilizada na faixa etária estudada. O domínio perceptivo-auditivo dos contrastes oclusivos se dá de forma gradativa e, ainda, no interior dessa classe, parece haver uma hierarquia no domínio perceptivo-auditivo.<hr/>PURPOSE: To verify children's auditory-perceptual performance regarding the identification of contrasts among stop; to identify which phonemes and contrasts provide greater or lesser perceptual difficulty; and to verify age-related influence in auditory-perceptual accuracy. METHODS: Information regarding the auditory-perceptual performance of 59 children (30 male and 29 female) in a task of identification of occlusive consonants in Brazilian Portuguese were selected from a database. The task consisted on the presentation of acoustic stimuli by headphones, and the choice of the picture corresponding to the word presented between two pictures displayed on the computer screen. The time of stimulus presentation and the reaction time were automatically computed by the PERCEVAL software. RESULTS: It was found an 85% auditory-perceptual accuracy and a positive correlation with age. The reaction time for errors was significantly higher than the reaction time for correct responses. According to the confusion matrix, perceptual difficulty of contrasts varied: voicing cues are more salient than articulation cues. For the variable place of articulation of occlusive consonants, it was observed an auditory-perceptual asymmetry, in which the phonetic distance plays a key role in perceptual salience. CONCLUSION: The auditory-perceptual ability regarding the identification of stop contrasts is still not stabilized in the age range studied. The auditory-perceptual mastery of occlusive contrasts occurs gradually and, within this class, there seems to be a hierarchy in mastery. <![CDATA[<b>Rapid naming, reading and comprehension in students with learning difficulties</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000400011&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Comparar e correlacionar o desempenho em nomeação rápida, leitura e compreensão de escolares com dificuldades de aprendizagem. MÉTODOS: Participaram deste estudo 32 escolares da 4ª série do ensino fundamental, de ambos os gêneros, com faixa etária entre 11 anos e 4 meses e 12 anos e 7 meses. Foram realizadas a primeira e a segunda tomada de leitura oral de um texto, selecionado a partir da indicação dos professores da 4ª série; a primeira e a segunda tomada de compreensão por meio de quatro perguntas apresentadas sequencialmente ao texto, em que os escolares deveriam responder oralmente; e a prova de nomeação rápida do Teste de Desempenho Cognitivo-Linguístico, versão individual. RESULTADOS: Houve diferença entre a primeira e a segunda compreensão e entre nomeação rápida, primeira e segunda leitura. Houve forte correlação entre compreensão e leitura, sugerindo que o desempenho na primeira tomada de leitura influenciou de forma significativa o desempenho na segunda tomada de leitura; o mesmo ocorreu para a compreensão. CONCLUSÃO: A defasagem na realização das atividades de nomeação, leitura e compreensão na primeira avaliação ocasionou falhas no mecanismo de conversão fonema-grafema que podem ser suficientes para desencadear dificuldades na aprendizagem da leitura.<hr/>PURPOSE: To compare and correlate the performance of students with learning difficulties in rapid naming, reading and comprehension. METHODS: Participants were 32 students from 4th grade of elementary school of both genders, with ages between 11 years and 4 months and 12 years and 7 months. The first and second oral reading of a text selected based on the indication of 4th grade teachers were conducted, as well as the first and second reading comprehension task composed by four questions presented right after the reading, to which students should answered orally, and the rapid naming task from the Test of Cognitive-Linguistic Performance, individual version. RESULTS: Differences were found between the first and the second comprehension scores, and between rapid naming, first and second reading. There was a strong correlation between comprehension and reading, suggesting that the performance in the first reading significantly influenced the performance in the second reading, which also occurred for comprehension. CONCLUSION: The delay in the activities of naming, reading and comprehension in the first evaluation provoked failures in the phoneme-grapheme conversion that may be enough to cause learning difficulties in reading. <![CDATA[<b>Social skills in dysphonic children</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000400012&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Obter e analisar os dados de avaliação das habilidades sociais de crianças disfônicas. MÉTODOS: Trata-se de um estudo prospectivo transversal. Participaram 38 crianças, com faixa etária entre 7 e 11 anos, estudantes de uma mesma escola pública, que foram divididas em dois grupos: Grupo Estudo (GE) - 19 crianças disfônicas; Grupo Controle (GE) - 19 crianças não disfônicas. Os grupos foram pareados por gênero e faixa etária. Foram excluídas do grupo estudo crianças com histórico de quaisquer problemas vocais de origem orgânica, de acordo com questionário de identificação e investigação de saúde geral e vocal, respondido pelos responsáveis. Todas as crianças foram submetidas à aplicação do Inventário Multimídia de Habilidades Sociais para Crianças (IMHSC), composto por 21 situações de interação social, representadas por fotos, protagonizadas por uma criança. Diante de cada situação, o participante deveria optar por uma das três possibilidades de atitudes, se estivesse no lugar do protagonista. Cada resposta corresponde a um dos três tipos de reações: assertiva, passiva e agressiva. Os dados foram analisados estatisticamente. RESULTADOS: Não houve diferença no resultado da avaliação de habilidades sociais entre os grupos, ou seja, crianças do GE e GC apresentaram escores semelhantes referentes à assertividade, agressividade e passividade. Por consequência, não houve diferença nas subescalas do inventário referentes às habilidades sociais. Quanto ao GE, não houve relação entre os escores obtidos no IMHSC e o grau de alteração vocal. CONCLUSÃO: Não é possível determinar comportamentos específicos em crianças disfônicas, no que se refere às habilidades sociais.<hr/>PURPOSE: To obtain and analyze data from the social skills evaluation of dysphonic children. METHODS: This is a cross-sectional and prospective study. Participants were 38 children enrolled in a public school, ranging in age from 7 to 11 years. They were separated into two groups: Study Group (SG) - 19 dysphonic children; Control Group (CG) - 19 non-dysphonic children. The groups were matched by gender and age range. Children with any history of organic vocal problems, according to the identification and investigation of general and vocal health questionnaire, which was answered by the legal guardian, were excluded. The Multimedia Social Skills Inventoire for Children (MUSSIC) was applied, which consists of 21 social interaction situations represented by photos, having a child as the leading figure. For each situation, the participant should select one out of three behaviors, putting themselves in the place of the main character. Each response corresponds to one out of three types of reaction: assertive, passive and aggressive. Data were statistically analyzed. RESULTS: There was no difference between the groups on the social skills evaluation results, that is, SG and CG children presented similar scores regarding assertiveness, aggressiveness and passiveness. Consequently, there was no difference on the subscales of the inventory regarding social skills. As for the SG, there was no relationship between the scores obtained on the MUSSIC and the severity of the voice disorder. CONCLUSION: It is not possible to determine specific behaviors of dysphonic children concerning social skills. <![CDATA[<b>Pitch-matching Scanning</b>: <b>comparison of musicians and non-musicians' performance</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000400013&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVOS: Elaborar um procedimento simples e de rápida aplicação contendo tarefas de imitação vocal de sons musicais de diferentes tons e de ordenação temporal de três tons; verificar sua aplicabilidade, comparando o desempenho de musicistas e não musicistas. MÉTODOS: Participaram 32 indivíduos adultos, de ambos os gêneros, sem queixas vocais, auditivas e/ou de processamento auditivo, que foram divididos igualmente em dois grupos: grupo musicistas - GM e grupo não musicistas - GNM. Todos passaram pela Triagem da Afinação Vocal, que incluiu estímulos musicais compatíveis com a tessitura vocal de homens e mulheres, agrupados em dois tipos de tarefas: tons isolados e sequências de três tons. Os participantes foram instruídos a ouvir os tons apresentados e reproduzí-los vocalmente. As emissões vocais foram gravadas, analisadas acusticamente e os acertos e erros cometidos nos dois tipos de tarefas foram caracterizados. As variáveis referentes à comparação entre os grupos e os tipos de tarefas foram analisadas estatisticamente. RESULTADOS: Houve diferença na comparação entre os dois tipos de tarefas para o GNM, o que não ocorreu com o GM. Foram observadas diferenças na comparação entre os grupos, sendo que o GM apresentou um maior número de acertos nos dois tipos de tarefas. CONCLUSÃO: A Triagem da Afinação Vocal foi criada e mostrou-se sensível para avaliação e comparação do desempenho entre grupos, podendo ser utilizada como instrumento de rastreamento de afinação vocal. Musicistas apresentaram melhor desempenho que não musicistas na Triagem da Afinação Vocal.<hr/>PURPOSE: To develop a simple and quick-to-apply procedure for pitch-matching scanning that contains vocal imitation tasks of musical sounds of different tones and the temporal ordination of three different tones; to verify its applicability, by comparing the performance of musicians and non-musicians. METHODS: Participants were 32 adults of both genders without vocal, hearing and/or auditory processing complaints. They were equally divided into two groups: musicians group - MG and non-musicians group - NMG. All participants underwent the Pitch-matching Scanning that included musical stimuli compatible with men and women singing vocal range gathered into two types of tasks: isolate tones and three-tone sequences. Participants were instructed to listen to them and to reproduce them vocally. Voice samples were recorded, analyzed acoustically, and right and wrong matches for the two tasks were characterized. The variables regarding the comparison between groups and types of tasks were statistically analyzed. RESULTS: A difference was found between groups, and the MG presented greater number of right matches in both tasks. CONCLUSION: The Pitch-matching Scanning was developed and was sensitive to evaluate and compare the performance between groups. Thus, it can be used as a tool for pitch-matching tracking. Musicians presented better performance than non-musicians in the Pitch-matching Scanning. <![CDATA[<b>Pain in popular singers</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000400014&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Identificar e caracterizar a presença de dores corporais em cantores populares, verificar se há diferença no relato de dor de acordo com o gênero e relacionar com dados referentes a questões vocais e de uso da voz desta população. MÉTODOS: Aplicou-se um questionário autoexplicativo em 100 cantores populares (50 homens e 50 mulheres) que investigou questões referentes a identificação pessoal, uso de voz e presença de dor. As dores foram divididas em dois grupos: dores proximais (ATM, língua, garganta, nuca, ombros, pescoço e para falar) e dores distais (braços, costas/coluna, peito, mãos, ouvido e dor de cabeça). RESULTADOS: A média da presença de dor referida entre os cantores populares foi de 2,9 dores. Não houve diferença no relato de dor de acordo com o gênero. As dores predominantes foram dor de garganta (66%), dor ao falar (41%) e dor no pescoço (35%), todas classificadas como proximais à laringe. As dores menos predominantes foram dor nos braços, mãos e peito (4%), sendo todas estas classificadas como distais. CONCLUSÃO: Cantores populares referem presença de dores corporais, principalmente proximais à região da laringe. Não há diferença no relato de dor de acordo com o gênero. Há relação entre a presença de dor corporal e presença de problemas vocais, necessidade de parar de cantar, falta de treinamento vocal e procura de otorrinolaringologista e fonoaudiólogo por problemas de voz. Estes dados justificam uma investigação e valorização de sintomas de dor pelos profissionais que atendam a esta população.<hr/>PURPOSE: To identify and characterize the presence of body pains in popular singers, to observe the differences in the reported pains according to gender, and to relate with data regarding vocal behavior and usage in this population. METHODS: A self-explanatory questionnaire was applied to 100 popular singers (50 men and 50 women), in order to collect information about personal identification, voice use and presence of pains. Pains were divided into two groups: proximal pains (TMA, tongue, throat, nape, shoulders, neck, and pain during speech), and distal pains (arms, back/column, chest, hands, ear, and headache). RESULTS: The mean value of pain presence referred by popular singers was 2.9. There was no difference in reported pain according to gender. Predominant pains were on the throat (66%), during speech (41%) and on the neck (35%), all classified as proximal to the larynx. The least predominant pains were in arms, hands and chest (4%), all classified as distal pains. CONCLUSION: Popular singers reported presence of body pains mainly proximal to the larynx. There is no difference in reported pain according to gender. The presence of body pain is related to the presence of voice disorders, the need to stop singing, the absence of vocal training, and search for professional advice (otolaryngologists and speech-language pathologist) due to vocal problems. These data justify the investigation and attention to body pain symptoms by the professionals responsible for the treatment of this population. <![CDATA[<b>Influence of height, weight and body mass index in the axial tongue force</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000400015&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Analisar a influência de peso, altura e índice de massa corporal na força axial da língua. MÉTODOS: Foram analisados os prontuários referentes a 44 indivíduos com idade entre 20 e 37 anos, sendo 11 (25%) homens e 33 (75%) mulheres. Foram pesquisadas as informações referentes a peso, altura, resultado da avaliação clínica da língua (tônus lingual) e resultado da avaliação instrumental da força axial da língua, sendo esta última realizada por meio do FORLING. Os dados foram analisados estatisticamente. RESULTADOS: Não foram observadas diferenças entre os valores de força em relação às variáveis de classificação do índice de massa corporal e avaliação clínica da língua. O índice de massa corporal e o peso apresentaram correlação positiva com a força média da língua. Verificou-se, ainda, correlação positiva forte entre as variáveis de força média, força máxima e maior força máxima da língua. CONCLUSÃO: Embora o índice de massa corporal e o peso se correlacionem de forma positiva com a força média axial da língua, não há associação entre a classificação do índice de massa corporal e as forças axiais da língua.<hr/>PURPOSE: To analyze the influence of weight, height and body mass index in the axial tongue force. METHODS: Medical records with data from 44 subjects aged between 20 and 37 years, 11 (25%) males and 33 (75%) female, were analyzed. The investigated information were weight, height, result of clinical evaluation for tongue force (lingual tonus) and instrumental assessment of axial tongue force, which was accomplished by using the FORLING. Data was statistically analyzed. RESULTS: No differences were observed between the force values regarding the variables body mass index classification and clinical classification of tongue force. Body mass index and weight had positive correlation with mean tongue force. There was a strong positive correlation between the variables mean force, maximum force and highest maximum force. CONCLUSION: Although body mass index and weight correlated positively with the mean axial tongue force, there was no association between body mass index classification and the axial tongue forces. <![CDATA[<b>Breastfeeding follow-up in the treatment of children with phenylketonuria</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000400016&lng=en&nrm=iso&tlng=en A fenilcetonúria (PKU) ocorre na incapacidade para transformar fenilalanina em tirosina, trazendo efeitos tóxicos para o sistema nervoso central. Tradicionalmente, no tratamento da PKU, o aleitamento materno é substituído por fórmula láctea. Este estudo verificou os efeitos do aleitamento materno como fonte de fenilalanina no desenvolvimento de crianças com PKU. Participaram dez lactentes com PKU, que iniciaram o tratamento com a introdução de fórmula láctea antes dos 30 dias e que mantiveram o aleitamento materno por no mínimo 30 dias de vida após o início dos procedimentos. Os procedimentos basearam-se em estimar a ingestão de leite materno, com margem segura da concentração da fenilalanina, calculando o volume gástrico e oferecendo inicialmente fórmula láctea, seguida do aleitamento materno em demanda livre, em todas as mamadas. O tempo de amamentação variou de um mês e cinco dias a 14 meses. Os controles sanguíneos foram semanais. Se o nível sérico da fenilalanina estivesse &gt;2 mg/dL e <6 mg/dL mantinha-se a prescrição; se estivesse <2 mg/dL, diminuía-se a fórmula láctea em 25%, aumentando indiretamente o aleitamento materno; se estivesse &gt;6 mg/dL, aumentava-se a fórmula em 50%. Avaliou-se os níveis de fenilalanina, aplicou-se a Early Language Milestone Scale e Passos Básicos do Desenvolvimento. Foram considerados adequados aqueles lactentes que apresentaram índices normativos em todas as avaliações. Dos lactentes, 80% conseguiram manter limites seguros da fenilalanina e desenvolvimento nos índices normativos. Há viabilidade da continuidade do aleitamento materno no tratamento de crianças com PKU desde que os níveis de fenilalanina sejam rigorosamente controlados e que os efeitos do aleitamento materno para o desenvolvimento infantil sejam verificados.<hr/>Phenylketonuria (PKU) is the inability to convert phenylalanine into tyrosine, causing toxic effects to the central nervous system. Traditionally, in the treatment of PKU, breastfeeding is replaced by formula milk. This study verified the effects of breastfeeding as a source of phenylalanine on the development of children with PKU. Participants were ten infants with PKU who started treatment with the introduction of formula before 30 days of life, and maintained breastfeeding for at least 30 days after the start of procedures. The procedures were based on estimating breast milk intake, with a safe margin of phenylalanine concentration, calculating stomach volume, and initially offering formula, then breastfeeding on free demand, at every feeding. Breastfeeding duration ranged from one month and five days to 14 months. Blood controls were tested weekly. If the serum level of phenylalanine was &gt;2 mg/dL and <6 mg/dL, the prescription was kept; if it was &gt;2 mg/dL, the formula was decreased by 25%, indirectly increasing breastfeeding; if it was <6 mg/dL the formula was increased by 50%. The phenylalanine levels were assessed, and the Early Milestone Scale and the Basic Steps of Development were applied. Those who had normative index in all evaluations were considered adequate. Eighty percent of infants were able to keep safe concentrations of phenylalanine and development within normal indices. Continued breastfeeding is viable in the treatment of children with PKU, provided that phenylalanine levels are strictly controlled and the effects of breastfeeding on child development are monitored. <![CDATA[<b>Auditory and oral language abilities in children with cochlear implants</b>: <b>a case study</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000400017&lng=en&nrm=iso&tlng=en O implante coclear (IC) representa o mais importante avanço no tratamento de deficientes auditivos de grau severo e/ou profundo bilateral que não apresentam aproveitamento com o aparelho de amplificação sonora individual. A realização do IC no período crítico da neuroplasticidade do sistema auditivo possibilita que o desenvolvimento auditivo e linguístico de crianças implantadas precocemente sejam semelhantes ao desenvolvimento destas habilidades em crianças ouvintes, quando associadas à terapia fonoaudiológica. Os casos a serem apresentados referem-se a duas crianças usuárias de IC, sendo que uma delas não estava inserida em programa terapêutico com abordagem aurioral desde a realização da cirurgia do dispositivo. No momento da aplicação dos protocolos para avaliação das habilidades auditivas e de linguagem, as crianças estavam com 2 anos e 5 meses de idade e 11 meses de uso do IC. De acordo com os resultados apresentados pelos casos estudados foi possível observar que a criança inserida em programa terapêutico apresentou melhor desempenho auditivo e linguístico, comparada ao desenvolvimento da outra criança. Apesar dos notáveis benefícios que o IC proporciona nas crianças deficientes auditivas, o dispositivo por si só proporciona à criança audibilidade aos sons ambientais e de fala. Para que o desenvolvimento auditivo e linguístico aconteça torna-se necessário, dentre outros fatores, a realização da terapia fonoaudiológica, com parceria entre profissionais e pais.<hr/>The cochlear implant (CI) represents the most important advance in the treatment of individuals with severe to profound bilateral hearing loss who do not benefit from hearing aids. Children who receive the CI during the critical period of neuroplasticity of the auditory system, when combined with speech therapy, have the chance to develop the auditory and linguistic skills similarly to their normal hearing peers. Two cases of implanted children are presented in this study, and one of them was not enrolled in a formal aurioral therapeutic program since the implantation surgery. At the moment of language and auditory assessment, the children were 2 years and 5 months old, and the CI had been used for 11 months. According to the results presented, it was observed that the child enrolled in rehabilitation program had better auditory and language performance when compared to the other child. Despite the remarkable benefits that the CI provides to children with hearing impairment, the device itself only provides the child with the audibility of environmental sounds and speech signal. For the auditory and language development to happen, it is necessary, among other factors, a speech-language intervention, with partnership between professionals and parents. <![CDATA[<b>Systematic analysis of the benefits of cochlear implants on voice production</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000400018&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Realizar uma revisão sistemática de pesquisas relacionadas às características vocais de crianças ou adultos com deficiência auditiva usuários de implante coclear. ESTRATÉGIAS DE PESQUISA: Foi realizada uma busca com os descritores voz, qualidade da voz e implante coclear, e seus respectivos correspondentes na língua inglesa, nas bases de dados Web of Science, Bireme, portal de teses e dissertações da USP e banco de teses e dissertações da CAPES. CRITÉRIOS DE SELEÇÃO: Os critérios adotados incluíram título condizente com a proposta deste estudo, casuística necessariamente englobando crianças ou adultos com deficiência auditiva de grau severo a profundo, pré ou pós-linguais, usuários de implante coclear e que tenham passado por análise perceptivo-auditiva e/ou acústica da qualidade vocal. RESULTADOS: Vinte e sete trabalhos foram classificados seguindo-se os níveis de evidências e indicadores de qualidade empregados pela American Speech-Language-Hearing Association (ASHA). Os desenhos dos trabalhos analisados foram considerados de média e baixa evidência científica. Seis trabalhos foram classificados como nível de evidência IIb, 20 como III, e um como IV. CONCLUSÃO: A qualidade vocal da criança ou adulto com deficiência auditiva usuário de implante coclear tem sido estudada em pequena escala. Não há um número efetivo de estudos com alto índice de evidência que demonstrem com precisão os efeitos do implante coclear na qualidade vocal desses indivíduos.<hr/>PURPOSE: To perform a systematic analysis of the research regarding vocal characteristics of hearing impaired children or adults with cochlear implants. RESEARCH STRATEGY: A literature search was conducted in the databases Web of Science, Bireme, and Universidade de São Paulo's and CAPES' thesis and dissertations databases using the keywords voice, voice quality, and cochlear implantation, and their respective correspondents in Brazilian Portuguese. SELECTION CRITERIA: The selection criteria included: title consistent with the purpose of this review; participants necessarily being children or adults with severe to profound pre-lingual or post-lingual hearing loss using cochlear implants; and data regarding participants' performance on perception and/or acoustic analysis of the voice. RESULTS: Twenty seven papers were classified according to the levels of evidence and quality indicators recommended by the American Speech-Language-Hearing Association (ASHA). The designs of the studies were considered of low and medium levels of evidence. Six papers were classified as IIb, 20 as III, and one as IV. CONCLUSION: The voice of hearing impaired children and adults with cochlear implants has been little studied. There is not an effective number of studies with high evidence levels which precisely show the effects of the cochlear implantation on the quality of voice of these individuals. <![CDATA[<b>Characteristics of sequential swallowing of liquids in young and elderly adults</b>: <b>an integrative review</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000400019&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Realizar revisão integrativa de estudos sobre deglutição sequencial de líquidos, caracterizando o método e os principais achados em adultos e idosos. ESTRATÉGIA DE PESQUISA: Foi realizado levantamento na literatura internacional, publicada nos idiomas Inglês ou Português, utilizando-se base de dados PubMed, LILACS, SciELO, MEDLINE, dos últimos 20 anos, cujos artigos estavam disponíveis na íntegra. Foram utilizadas as seguintes palavras, em combinações variadas: deglutição sequencial, deglutição, disfagia, copo e canudo. CRITÉRIOS DE SELEÇÃO: Foram incluídos artigos de pesquisa com abordagem metodológica referente à caracterização da deglutição sequencial de líquidos em sujeitos adultos e/ou idosos, independentemente de patologia envolvida. Excluíram-se os estudos que englobavam apenas a fase esofágica. ANÁLISE DOS DADOS: Foram considerados indicadores da pesquisa: objetivos, número e gênero dos participantes; faixa etária; quantidade de líquido ofertado; instrução para ingesta; utensílio e métodos utilizados; principais resultados. RESULTADOS: Dezoito estudos contemplaram os critérios propostos. Os artigos foram tabulados quanto à caracterização da amostra e à metodologia (volume ofertado, utensílio utilizado e tipos de exames). A maioria dos artigos envolveu apenas indivíduos saudáveis e sem queixas de deglutição. Houve diferentes tipos de instrução para deglutir todo o volume: maneira habitual; continuamente; o mais rápido possível. Os achados referentes às caracterizações da deglutição sequencial foram variados e descritos de acordo com objetivos de cada estudo. CONCLUSÃO: Constata-se grande variabilidade na metodologia empregada para caracterização da deglutição sequencial. Alguns achados não são comparáveis entre si, sendo que a deglutição sequencial ainda não faz parte da maioria dos protocolos de avaliação da deglutição. Não há consenso sobre a influência do utensílio.<hr/>PURPOSE: To perform an integrative review of studies on liquid sequential swallowing, by characterizing the methodology of the studies and the most important findings in young and elderly adults. RESEARCH STRATEGY: Review of the literature written in English and Portuguese on PubMed, LILACS, SciELO and MEDLINE databases, within the past twenty years, available fully, using the following uniterms: sequential swallowing, swallowing, dysphagia, cup, straw, in various combinations. SELECTION CRITERIA: Research articles with a methodological approach on the characterization of liquid sequential swallowing by young and/or elderly adults, regardless of health condition, excluding studies involving only the esophageal phase. DATA ANALYSIS: The following research indicators were applied: objectives, number and gender of participants; age group; amount of liquid offered; intake instruction; utensil used, methods and main findings. RESULTS: 18 studies met the established criteria. The articles were categorized according to the sample characterization and the methodology on volume intake, utensil used and types of exams. Most studies investigated only healthy individuals, with no swallowing complaints. Subjects were given different instructions as to the intake of all the volume: usual manner, continually, as rapidly as possible. The findings about the characterization of sequential swallowing were varied and described in accordance with the objectives of each study. CONCLUSION: It found great variability in the methodology employed to characterize the sequential swallowing. Some findings are not comparable, and sequential swallowing is not studied in most swallowing protocols, without consensus on the influence of the utensil. <![CDATA[<b>Lingual frenulum</b>: <b>changes after frenectomy</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000400020&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Descrever as mudanças ocorridas após a frenectomia com relação à mobilidade e funções da língua. MÉTODOS: Foram avaliados 53 sujeitos, os quais nunca haviam se submetido a fonoterapia ou a cirurgia do frênulo. Um protocolo com escores específicos para avaliação do frênulo lingual foi utilizado para avaliar os sujeitos com evidências de alteração neste aspecto. Foi encontrada alteração em dez sujeitos, que foram encaminhados a um otorrinolaringologista para frenectomia. Após a cirurgia, esses sujeitos foram reavaliados pelo fonoaudiólogo utilizando-se o mesmo protocolo. Fotos e vídeos foram usados para comparação. RESULTADOS: Trinta dias após a cirurgia, os sujeitos apresentaram a forma da ponta da língua modificada, assim como os movimentos melhorados. O fechamento labial e a fala também melhoraram. CONCLUSÃO: A frenectomia é eficiente para melhorar a mobilidade e a postura da língua, assim como suas funções, incluindo a produção da fala.<hr/>PURPOSE: To describe the changes after frenectomy concerning mobility and functions of the tongue. METHODS: Participants were 53 subjects who had never undergone speech therapy or lingual frenulum surgery. A specific lingual frenulum protocol with scores was used by speech-language pathologists when there was evidence of frenulum alteration. Ten subjects had abnormal frenulum and were referred to an otolaryngologist for frenectomy. After surgery, the subjects were re-evaluated using the same protocol. Photos and videos were taken for comparison. RESULTS: Thirty days after surgery, the subjects had the shape of the tip of the tongue and its movements improved. Lip closure and speech were also improved. CONCLUSION: Frenectomy is efficient to improve tongue posture, tongue mobility, oral functions, and oral communication.